Você está na página 1de 5

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

COORDENAÇÃO LOCAL DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

RELATÓRIO

Anexo V do Edital 02/2013

MODALIDADE:

CNPq ( ) UNIOESTE ( ) FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA ( X ) PICV ( ) OUTRO ( )

RELATÓRIO: PARCIAL ( ) FINAL ( X )

NOME DO DISCENTE: Maria Cecília Machado dos Santos

NOME DO DOCENTE: Adriana Aparecida de Figueiredo Fiuza

TÍTULO DA PROPOSTA: Diálogos entre literatura e cinema: linguagens e suas relações


homológicas

- Introdução / Fundamentação teórica;

A presente pesquisa foi iniciada no mês de março de 2014, sendo a


substituição de alunos realizada por motivo de conclusão de curso do bolsista
anterior, portanto as produções e resultados do projeto não completam um ano e
compreende quase em totalidade os objetivos propostos no cronograma para a
mesma.
O tema de estudo está dentro do campo da Literatura, História e Memória,
com foco na análise da obra escrita A Megera domada e da obra fílmica 10 coisas
que eu odeio em você, relacionando-as e criando assim, como propõe o projeto,
Diálogos entre literatura e cinema: linguagens e suas relações homológicas .
Procura-se delimitar aqui ecos culturais e históricos da peça sobre o filme.
Para entender-se como funciona a relação entre a comédia A megera
domada e o filme inspirado na mesma 10 Coisas que eu odeio em você, deve-se ter
em mente o fato de que Shakespeare utiliza-se de tópicos do cotidiano e os retrata
de forma universal, transformando suas criações em obras atemporais e de fácil
adaptação para diferentes épocas e diferentes formas de expressão artística da
realidade, como sugere Nobre (1964) em Shakespeare e o cinema. Nestes termos
afirma o autor:

Como aconteceu no passado, Shakespeare continuará com suas


prodigiosas invenções literárias a alimentar, no perpassar dos anos,
a insaciável fome de bons argumentos de cinema, contribuindo para
o progresso cultural da Sétima Arte, porque, não há dúvida, embora
retratando especificamente a época em que viveu, ele soube dar à
sua obra um tom universal e perene. Foi um gênio na lidima
expressão da palavra, e os gênios sobrevivem à eternidade.
(NOBRE,1964)
Partindo da comparação realizada entre as obras, com base nas leituras
relacionadas à análise literária e conhecimentos quanto a área, compreende-se que
a sociedade do século XVI difundia a ideia de que a mulher, se não fosse chamada
para a vida vocacional da Igreja, deveria casar-se e passar de propriedade do pai
para propriedade do marido, que era escolhido pelo próprio pai. Sendo assim, suas
ações e vontades eram voltadas para o bem estar familiar e a submissão ao
esposo. Neste contexto, a comédia de Shakespeare traz a história de Catarina e
Bianca Minola, filhas do rico fidalgo Batista Minola, duas moças lindas e cortejadas
por diversos rapazes durante suas vidas.
No entanto, como era costume na época a mais nova não poderia se casar
enquanto a mais velha não estivesse casada. Bianca, uma moça romântica e filha
exemplar, sonha com o dia em que poderá se casar. Entretanto, a irmã Catarina não
age da mesma forma, esta não vê no casamento uma boa situação para a mulher e
se rebela contra os costumes de sua sociedade, enquanto aquela romantiza a
convenção social do casamento e não entende como a irmã pode não querer algo
assim para a própria vida. Esta ideia disseminada sobre casamento e mulher
obediente é desconstruída na obra Shakespereana por meio da personagem
Catarina e seu comportamento impetuoso, no entanto, com o desenrolar da peça
teatral observa-se como tal comportamento passa a ser amenizado diante desta
personagem, a qual cede ao amor e se reconhece como mulher leal ao marido. No
final, é reforçado no papel de Bianca, quem por amor confronta o pai e casa-se com
alguém não aprovado pelo patriarca.
Conforme explica Jaques Le Goff,

O estudo da memória social é um dos meios fundamentais de


abordar os problemas do tempo e da história, relativamente aos
quais a memória está ora em retraimento, ora em transbordamento.
No estudo histórico da memória histórica é necessário dar uma
importância especial às diferenças entre sociedades de memória
essencialmente oral e sociedades de memória essencialmente
escrita como também às fases de transição da oralidade à escrita
[...] (LE GOFF, 1924)

portanto, o conhecimento quanto as ideias apresentadas a respeito da parte de


história e memória foram estudadas e trazidas a partir de textos base que tratam do
assunto, para a compreensão aprofundada sobre os ecos percebidos da obra matriz
sobre a releitura em filme.
Levando em consideração esses apontamentos, nota-se que no filme
contemporâneo 10 coisas que eu odeio em você, inspirado na peça, há referências
tanto a obra em si, quanto ao autor e fatos ligados a sua vida. Na obra fílmica, que
foi produzida visando, principalmente, o público adolescente, encaixa o tema de A
megera domada no contexto juvenil do final do milênio, retratando Katherine como a
feminista detestada, que ouve bandas alternativas e não se encaixa no contexto
amoroso vivido pela maior parte de seus colegas e Bianca como a popular cobiçada
da escola, que só deseja ser reconhecida e seguir o padrão de vida incumbido à
vida adolscente, ressaltando suas características na produção literária do século
XVI, assim como foi feito com os demais personagens.

- Objetivos alcançados;
Os objetivos propostos para o trabalho estão sendo realizados por meio das
reflexões e leituras inicialmente elencadas. Os mesmos vêm sendo apresentados
em comunicações em eventos de caráter científico.

- Materiais e métodos;
Para a realização desta pesquisa utilizou-se como material de estudo obras
teóricas ligadas a comparação entre literatura e cinema, entre elas O que é cinema,
A literatura através do cinema, Introdução à teoria do cinema, Dicionário de
Narratologia, A literatura comparada face às imagens modernas: cinema, fotografia,
televisão e Introducción al discurso narrativo fílmico. Para exemplificar o estudo da
teoria, selecionou-se a obra literária A megera domada e a narrativa fílmica 10
Coisas que e odeio em você. Para a melhor interpretação quanto às obras houve
algumas reuniões com a professora orientadora, as quais serviram de apoio ao
estudo.

- Discussão;
A releitura da peça A Megera domada para o filme 10 coisas que eu odeio em você
é, neste caso, mais do que uma adaptação, é também uma homenagem ao
dramaturgo e poeta inglês, como por exemplo, os nomes dos personagens e
locações do filme, exceto por Cameron James (Lucêncio), todos os outros nomes
trazem referência tanto com a obra quanto com a vida de Shakespeare. A família da
megera, originalmente nominada por Catarina, Bianca e Batista Minola, foram
renomeados para Katherine, Bianca e Walter Stratford, este sobrenome vem em
alusão à cidade natal do autor, Stratford-upon-Avon. O fidalgo falido e conquistador
de Catarina, conhecido por Petrucchio é renomeado para Patrick Verona, o
sobrenome é uma referência à cidade natal do personagem na peça. A escola
frequentada pelos adolescentes chama-se Padua High School, sendo Padua a
cidade onde se passa a peça original. A única amiga de Kat, Mandella, sente e
demonstra claramente uma paixão pela pessoa do escritor, citando também outras
obras do autor.
Assim como na peça, o filme é uma tentativa de expressão da realidade por meio de
recursos artísticos. Portanto, emprega a produção retratos retirados da vida real e
os expõe num ensaio sobre o que se deseja expressar. Por meio da personagem
Katherine, observa-se ecos dos ideais de Catarina sobre como agir e como
interpretar a vida. Apesar de Kat não ser tão megera quanto Catarina, seus ideais
feministas e sua repulsa aos homens remete claramente ao modo em que Cata é
retratada na matriz. Também deve ser levado em consideração o fato de Katherine
ser uma adolescente do século XX e o casamento não ser mais o foco e a ambição
das mulheres. No entanto, Bianca continua sendo apresentada como a irmã fútil e
cobiçada que está à procura de um namorado, primeiramente, seu objeto de desejo
é o galã da escola, posteriormente, após reconhecer o real caráter do mesmo, ela
visa o mocinho romântico, que é representado por Cameron James (Lucêncio no
original). O “domador da megera”, Petrucchio, moço falido que está em busca de
uma moça rica para receber o dote, é representado por Patrick Verona, o badboy
temido da escola, o único capaz de se sujeitar a tal situação por dinheiro.
Visando tais representações, é possível perceber ecos de caráter e culturais dos
personagens originais impostos aos personagens da releitura fílmica. Poucos
aspectos se diferem quanto a isso, por exemplo, o fato de as mulheres não
buscarem mais aos homens e não serem tão submissas aos patriarcas quanto na
época de Shakespeare. A maior diferenciação entre as produções ocorre quanto ao
espaço das locações em que as obras se passam.

- Resultados;
Foi realizada leitura e fichamento das obras O que é cinema; Análise e
interpretação da obra literaria; O conhecimento da literatura: introdução aos estudos
literários; A literatura através do cinema. Leitura da obra literária A Megera Domada
e o filme 10 coisas que eu odeio em você foi assistido. No Simpósio “Lírica e
imaginário: vozes femininas do evento II Seminário Internacional e III Nacional em
Estudos da Linguagem. Interculturalidade, Educação e Linguagens”, SNEL 2014, foi
apresentado o trabalho sob o nome: “Diálogos entre literatura e cinema: linguagens
e suas relações homológicas”. Foi apresentado também o resumo expandido
“Diálogos entre literatura e cinema: linguagens e suas relações homológicas” no
evento XXIII Encontro Anual de Iniciação Científica, EAIC Londrina, 2014.

- Conclusões;
Por meio desta pesquisa, conclui-se que a literatura Shakespereana deixa
suas marcas através do tempo e faz-se possível de adaptação para diferentes
épocas. O tema retratado na peça A megera domada é ao mesmo tempo antigo e
atual, pois cabe tanto a tempos passados quanto ao tempo de hoje. Na obra
cinematográfica é incorporado o assunto retirado de sua matriz sobre a mulher
indiferente, independente e irreverente ao seu contexto e dever social, no entanto,
esta mesma mulher deixa-se levar e dominar pelo homem, seu charme e o amor
que este pode oferecer. Contudo, a narrativa fílmica não acaba com o casamento e
o final “felizes para sempre” do casal, acaba na verdade com a possibilidade de uma
história de amor juvenil no colegial, que é mais condizente com os tempos de hoje e
com o cinema hollywoodiano. Finalizando, desta forma, com a ideia de que o
cinema e a literatura não substituem um ao outro, mas conversam entre si e
completam-se para que o público contemple a arte que é a recriação da realidade
através destes dois meios.

- Referências.
BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e estética: a teoria do romance. São
Paulo: Edunesp: Hucitec, 1988.

BERNARDET, Jean-Claude. O que é cinema. São Paulo: Nova cultural: Brasiliense,


1985.

CLERC, Jeanne-Marie. A literatura comparada face às imagens modernas: cinema,


fotografia, televisão In: ____ Compêndio de Literatura Comparada. Lisboa:
Fundação Calouste Gulbenkian, 2004, p.283-322.

KAYSER, Wolfgang. Análise e interpretação da obra literária. Coimbra: Armênio


Amado, s/d.

LAZAR, Andrew, JUNGER, Gil. 10 Coisas Que Eu Odeio em Você (Ten Things I
Hate About You). (Filme-Vídeo) Produção de Andrew Lazar, direção de Gil Junger.
EUA, Walt Disney, 1999. DVD, (97 min). Sonoro, Legendado, Colorido.
LE GOFF, Jacques. História e memória. Tradução Bernardo Leitão ... [et al.] --
Campinas, SP Editora da UNICAMP, 1990, p. 13-148, 366-420.

NOBRE, F. Silva. Shakespeare e o Cinema. Rio de Janeiro: Editora Pongetti, 1964.

REIS, Carlos. O conhecimento da literatura: introdução aos estudos literários.


Coimbra: Almedina, 1995.

Shakespeare, William. A Megera Domada (The Taming of the Shrew). Tradução:


Alex Marins. São Paulo: Martin Claret, 2004.

STAM, Robert. A literatura através do cinema. Belo Horizonte: UFMG, 2008

DIFICULDADES ENCONTRADAS/CRÍTICAS OU SUGESTÕES:

PARECERES DO ORIENTADOR: QUANTO AO DESEMPENHO DO BOLSISTA NO


PROJETO. ( ) favorável ( ) desfavorável
Justifique o parecer

INFORMAR O DESTINO DO BOLSISTA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA APÓS A


CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO OU ATUAÇÃO COMO BOLSISTA:
Pós-Graduação: Especialização( ) Mestrado( ) Doutorado ( )
Mercado de Trabalho: Público ( ) Privado ( )
Outros (citar): Atuar como Bolsista de Extensão pela fundação araucária com o projeto
Sem atividade futura ( )

DATA E ASSINATURAS: ____/____/____

Assinatura do discente Assinatura do docente