Você está na página 1de 2

ANEXO VI

PARÂMETROS URBANÍSTICOS

QUOTA DE ALTURA
COEFICIENTE TAXA TAXA
TERRENO MÁXIMA
DE DE DE
ZONEAMENTO POR UNIDADE DA OBSERVAÇÕES
APROVEITAMENTO OCUPAÇÃO PERMEABILIZAÇÃO
HABITACIONAL DIVISA
Ver § 2º do art.
ZPAM 0,05 - 0,02 95% -
67
0,3 2.500 m2 / un 0,2 70% 5,0 m -
ZP-1
5,0 m
(exceto nas
ADEs da Ver § 2º do art.
1,0 1.000 m2 / un 0,5 30% Cidade 47, § 2 do art. 82
ZP-2
Jardim e e art. 90
da
Pampulha)
1,5 90 m2 / un 0,5 30% 5,0 m -
ZP-3
1,0 180 m2 / un - 20% 5,0 m -
ZAR-1
1,0 45 m2 / un - 20% 5,0 m -
ZAR-2
Ver §§ 4º e 5º do
ZA 1,5 40 m2 / un - 20% 5,0 m art. 44

ZAP 1,7 25 m2 / un - 20% 5,0 m -

10,8 m
Ver § 2º do art.
ZHIP 3,0 10 m2 / un - 20% (para divisa
45
de fundo)
10,8 m
(exceto na
Ver § 2º do art.
ZCBH 3,0 20 m2 / un - 20% ADE –
78
Residencial
Central)

ZCBA 2,0 25 m2 / un - 20% 9,0 m -

ZCVN 2,0 25 m2 / un - 20% 9,0 m -

Sujeitas a
ZEIS - - - - - legislação
específica
Sujeitas a
ZE - - - - - legislação
específica
ANEXO VI - PARÂMETROS URBANÍSTICOS RELATIVOS À QUOTA DE
TERRENO POR UNIDADE HABITACIONAL, TAXA DE OCUPAÇÃO, TAXA DE
PERMEABILIDADE E ALTURA MÁXIMA NA DIVISA

Anexo VI substituído pelo Anexo IX da Lei nº 9.959, de 20/7/2010 (Art. 171, IX)

Quota de Terreno por Taxa de Altura


Taxa de
ZONEAMENTO unidade habitacional Permeabilidade Máxima na
Ocupação
(m²/un) Divisa
ZPAM - 0,02 95% -
ZP-1 (1) 2.500 (2) 0,2* 70% 5,0 m
ZP-2 1.000 (2) 0,5* 30% 5,0 m
ZP-3 200 0,5* 30% 5,0 m
ZAR-1 180 - Cf. art. 50 (3) 5,0 m
ZAR-2 45 - Cf. art. 50 (3) 5,0 m
ZA (4) 40 - Cf. art. 50 (3) 5,0 m
ZAP 40 - Cf. art. 50 (3) 5,0 m
ZHIP 08 - Cf. art. 50 (3) 10,8 m (5)
ZCBH 20 - Cf. art. 50 (3) 10,8 m
ZCBA 25 - Cf. art. 50 (3) 9,0 m
ZCVN 25 - Cf. art. 50 (3) 9,0 m
ZEIS
ZE - - Cf. art. 50 (3) 5,0 m
*Valores acrescentados pela Lei nº 10.065, de 12/1/2011 (Art. 7º)

(1) - Na ZP-1 e nas áreas de propriedade particular situadas na ZPAM, os lotes com área inferior a
2.500 m² (dois mil e quinhentos metros quadrados) regularmente aprovados em data anterior a 27 de
dezembro de 1996 estarão submetidos aos parâmetros urbanísticos da ZP-2.

(2) - Em loteamento aprovado até a data da publicação desta Lei situado em ZP-1, ZP-2 ou em área
de propriedade particular classificada como ZPAM, quando a área do lote for inferior à quota de
terreno estabelecida para a zona, a quota de terreno equivalerá à área do lote.

(3) - Ver § 1º do artigo 50 da LPOUS.

(4) - As edificações de uso residencial situadas em terrenos na ZA que tenham testada


igual ou superior a 20,00m (vinte metros) e área igual ou maior que 800m² (oitocentos
metros quadrados) poderão ser construídas utilizando-se de CAb igual a 1,8 (um inteiro e
oito décimos) e CAm igual a 2,3 (dois inteiros e três décimos), conforme previsto no Plano
Diretor, desde que observada quota de terreno por unidade habitacional igual a 70 m²/un.

(4) - As edificações de uso residencial situadas em terrenos na ZA que tenham testada igual ou
superior a 20,00m (vinte metros) e área igual ou maior que 800m² (oitocentos metros quadrados)
poderão ser construídas utilizando-se de CAb igual a 1,8 (um inteiro e oito décimos) e CAm igual a
2,3 (dois inteiros e três décimos), conforme previsto no Plano Diretor, desde que observada quota de
terreno por unidade habitacional igual a 70m²/un. Deverá ainda ser observada a utilização do b=4 na
fórmula de cálculo do afastamento lateral e de fundos constante do Anexo VII desta Lei.
Observação 4 com redação dada pela Lei nº 10.065, de 12/1/2011 (Art. 8º)

(5) - Parâmetro somente aplicável em relação à divisa de fundo.