Você está na página 1de 139

1

PROGRAMA RECONSTRUÇÃO
DO SER

MÓDULO I

FAIÇAL BARACAT
Fortaleza, Outubro de 2019
2

PROGRAMA RECONSTRUÇÃO DO SER


Só quem foi dos céus aos infernos pode compreender a natureza humana

O PROGRAMA RECONSTRUÇÃO DO SER é dividido em dois módulos com o seguinte conteúdo: Apometria
do Amor, Reconstrução dos Corpos Energéticos, Cirurgia Espiritual e Reorganização do DNA. Nessas etapas,
o indivíduo percorre uma jornada de redescoberta de si mesmo, se despojando de crenças, hábitos e
mazelas, se curando integralmente (o corpo físico e os seis corpos sutis), acelerando a ampliação da
consciência, fortalecendo a ligação com a espiritualidade de luz e a sua aceitação da caminhada espiritual
em contraponto às questões materiais, o que contribui para a ampliação da percepção sensorial e para a
ascensão espiritual. Essa é uma trajetória necessária para vibrar em outras dimensões, harmonizar as
relações entre os seus eus e seres com quem tiveram convivência conflituosa, mudar conceitos e aumentar
e promover a libertação da consciência encarnada para que possa vibrar e viver em dimensões mais
elevadas, onde reina apenas relações de puro AMOR.

MÓDULO I
APOMETRIA DO AMOR E RECONSTRUÇÃO DOS CORPOS SUTIS
APOMETRIA DO AMOR – consiste em uma técnica terapêutica que retira as causas dos males que afligem o
Ser: doenças, conflitos, dificuldades de diversas ordens. É baseada na Apometria de Dr. José Lacerda, nos
seus estudos para o futuro da Apometria, na Física Quântica, na comprovação científica de Dr. Masaru
Emoto (A Mensagem as Água), nos experimentos de Dr. Gregg Braden (Alterações no DNA) e nas palavras
de Einstein de que “a energia mais poderosa do universo é o amor”.
RECONSTRUÇÃO DOS CORPOS SUTIS: técnica que retira as causas secundárias e mais profundas que
afligem o Ser (aparelhos implantados nos sete corpos).
Retira e cuida das entidades que hoje moldam nossa personalidade o que possibilita a nossa mudança
profunda.
Pré-requisito: não tem pré-requisito

MÓDULO II
CIRURGIA ESPIRITUAL COM REORGANIZAÇÃO DO DNA E APROFUNDAMENTO DA APOMETRIA
DO AMOR E RECONSTRUÇÃO DOS CORPOS SUTIS.
APOMETRIA DO AMOR II: aprofundamento de temas mais candentes da Apometria do Amor tais como:
Vidas Simultâneas, Seres que formulam nossa personalidade, Apometria do Amor Coletiva, Fenomenologia,
Anaxímenes, Alimento espiritual, Técnicas Apométricas: da Masseira, da Roca, da Fila e da Flecha.
RECONSTRUÇÃO DOS CORPOS SUTIS II: nesse módulo será abordado o processo de transformação das
pessoas em consequência de terem passado pelo tratamento dos seus seis corpos sutis e do corpo físico.
CIRURGIA ESPIRITUAL: reconstitui os danos estruturais e funcionais nos sistemas, órgãos e glândulas
provocados pelos implantes e todas as desordens orgânicas que estes promovem.
REORGANIZAÇÃO DO DNA: adequa o corpo pelos seus sistemas, órgãos, glândulas e os cinco sentidos para
vibrar em dimensões mais elevadas ampliando a consciência.
Pré-requisito: ter cursado o Módulo I, já ter trabalhado seus seis corpos sutis, estar engajado em trabalho
espiritual voluntário e/ou terapêutico com base na Apometria do Amor e Reconstrução dos Corpos Sutis.
3

FAIÇAL BARACAT
COMO E PORQUE TUDO COMEÇOU

Eu tinha uma vida atribulada, trabalhava e viajava muito, era agitado, o que me
levou a fazer uso de um antidepressivo. A partir daí passei a viver na maior
felicidade, inclusive meus filhos e minha mulher não deixavam faltar a
chamada pílula da felicidade. Eu tomava uns seis meses, parava um ou dois
anos, voltava a tomar, e assim ia levando. Os acontecimentos do meu dia a dia
iam me deixando mais agitado e eu voltava ao antidepressivo.
Algum tempo depois meu terapeuta me indicou Kawa Kawa (antidepressivo
natural) e Florais de Bach. Meses depois retornei ao antidepressivo anterior,
comecei a sentir pequenos tremores nas mãos e percebi que o quadro se
agravava, pois a medicação não fazia mais efeito.
Os tremores das mãos aumentaram, perdi o controle de meus movimentos, todo o meu corpo
tremia. Tudo isso, aliado a uma fraqueza. Voltei a tomar o antidepressivo como um “sossega leão”,
só para eu ficar mais calmo, pois, minhas atividades empresariais me extenuavam e me deixavam
irritadiço. Foi, foi, até que cheguei ao meu limite físico, mental e emocional.
Procurei refúgio na Praia da Pipa, perto de Natal/RN e fiquei por lá 40 dias e nada de melhorar, fui
piorando, minhas energias estavam se esvaindo. Um dia, caminhando na praia, com medo do mar,
me permiti molhar só até o tornozelo. E uma ondinha me derrubou. VI UM BURACO ENORME
ONDE EU CAÍA E A ÁGUA ME COBRIA TODO, a areia se abria e tudo parecia me engolir. FORAM
MOMENTOS DE TERROR, minha mulher me salvou! Ela me deu a mão, eu levantei e fomos para o
Hotel. Cheguei então no fundo do poço, meus negócios estavam em crise e pensei em me
internar, pois assim não podia continuar. Submeti-me a uma terapia na cidade onde o terapeuta
disse que só me aceitaria como paciente se eu tirasse o remédio, o que aceitei. Fui fazendo
terapias diárias por uns 20 dias, com uso de acupuntura, massagens, jogo de cores, etc., e enfim
comecei a minha viagem de volta para a vida.
Neste período que me recuperava lentamente concluí a leitura do livro ESPÍRITO E MATÉRIA –
Novos Horizontes para Medicina, do Dr. José Lacerda de Azevedo. Quando terminei de ler o livro vi
que ali estava minha solução. Voltei a Brasília e fui procurar o amigo que tinha me dado o livro e
falei que queria ir a Porto Alegre fazer aquele tratamento. Ele me falou que o médico havia
morrido há 3 anos, mas que em Santa Catarina (Lages) tinha uma pessoa que era seguidora
daquele médico, que estava dando um curso sobre o tema abordado no livro e me convidou para
ir. Aceitei imediatamente e ficamos quinze dias em Lages, me tratando e estudando o assunto. Ao
final, PRONTO, VOLTEI OUTRA PESSOA E TODA AQUELA CRISE ACABOU. Agora, ajudo outros a
buscar e encontrar o mesmo caminho que eu encontrei.
Desde 2014 ministro cursos de Apometria no Brasil e no exterior. Desenvolvi por canalização, um
modelo terapêutico que denominei RECONSTRUÇÃO DO SER que traz de volta a felicidade de
viver; é um renascimento do indivíduo pela sua Libertação Espiritual. Criei um áudio de uma
Apometria e que denominei de Auto Apometria e que hoje ajuda pessoas em todos os continentes
gratuitamente.
4

CUIDADOS NOS PREPARATIVOS E DURANTE OS TRABALHOS


TODO EXCESSO, SEJA ELE DE QUE ÓRDEM FOR É PREJUDICIAL A NOSSA SAÚDE E AOS TRABALHOS ESPIRITUAIS

Antes dos trabalhos


• roupas condizentes com o trabalho a ser desenvolvido e asseio corporal;
• evitar bebidas alcoólicas, cigarro, perfumes fortes, etc.
• entre outros, que o bom senso de cada um evidenciar.
Conexão com os trabalhos
Um trabalho de Apometria não tem segredo, mas devemos tomar certos cuidado e
preparativo afim de que possamos extrair o máximo da ajuda espiritual trazida até
nós pela espiritualidade. Lembrando que a nossa “matéria prima” É O AMOR e esse
sentimento será buscado a todo o momento no desenrolar dos trabalhos pela via de
imagens já anteriormente pelo grupo utilizado e que nos proporciona ir
aumentando a nossa sensibilidade. Em um trabalho de Apometria nos defrontamos
com as mais adversas situações a todo o momento e ainda variando de acordo com
o atendido e suas situações dai que sempre que uma situação necessitar e sabedor
das dificuldades de “se manter em conexão com pensamentos altruístas”, o
dirigente deve pedir ao grupo que a) entre em oração, b) deem as mãos e entoem
cânticos espiritualistas (da umbanda, do espiritismo e evangélico).
“Em hipótese nenhuma deve ser parte dos trabalhos o drama que envolve aquelas
entidades em tratamento. Não se deve nem aguçar a curiosidade do paciente porque no
fundo são apenas curiosidades mórbidas, fofocas espirituais. Se lembrem que a matéria
prima que utilizamos para transformação das criaturas em tratamento para a sua
transmutação instantânea é o AMOR e que “será produzida” a partir de animação de
imagens direcionadas para sentimentos amorosos e que se trazermos para os trabalhos
os sentimentos envolvidos no drama vivido pelos seres em tratamento estes serão
somente energias ruins o que afetará resultado dos trabalhos, cairá a energia do grupo
pois também nos veremos envolvidos naquelas energias ruins.”
Quanto ao horário do início dos trabalhos estes devem, sempre que possível, ser
iniciados no horário já previamente combinado.
OBS.: aqueles que por algum motivo precisar chegar depois dos trabalhos já
iniciados, devem adentrar aos trabalhos no mais absoluto silêncio.
Um só coração, um só pensamento
O Grupo deve buscar sempre estar em unicidade através da máxima “um só
coração, um só pensamento” o que colabora imensamente com os trabalhos pois
são os membros do grupo a “usina de energia amorosa” que irá operar milagres nos
espíritos trevosos.
5

MÓDULO I

PARTE I

APOMETRIA DO AMOR
6

O QUE É APOMETRIA

Apometria é um conjunto de técnicas, baseadas nas 13 Leis da Apometria


formuladas por Dr. Lacerda que possibilita o auxilio espiritual em maior
profundidade.

APOMETRIA, SUA ORIGEM

A palavra “APOMETRIA” tem origem do grego Apó que significa “além de” e Metron
que significa “medida”. É uma técnica de tratamento de processos espirituais
obsessivos, criado por Dr. José Lacerda de Azevedo e apresentada pela primeira vez
em 1975, trazendo uma nova esperança para os distúrbios de difícil tratamento
pelos métodos convencionais.

Dr. José Lacerda era médico e desde cedo atuante na Doutrina Espírita. Em 1965
assistiu uma palestra proferida por Luiz Rodrigues sobre Hipnometria, técnica
defendida no VI Congresso Espírita Pan-americano em 1963, na cidade de Buenos
Aires que consistia na aplicação de pulsos magnéticos concentrados e progressivos
no corpo astral do paciente, ao mesmo tempo em que, por sugestão, comandava o
seu afastamento, obtendo assim resultados satisfatórios em enfermos de um modo
geral. Com uma vasta formação e experiência na prática doutrinária Dr. Lacerda
aprimorou a técnica de auxílio espiritual, utilizando uma criteriosa metodologia com
base em 13 Leis por ele criada.
A Apometria então ficou conhecida como uma técnica terapêutica de processo
obsessivo, utilizando desdobramento dos corpos sensoriais, a Impulsoterapia
(técnica de contagem com impulsos) e a energia mental e universal.

Segundo Dr. Lacerda no livro Espírito e Matéria (LACERDA, 2002), o termo


APOMETRIA “designa o desdobramento espiritual ou bilocação, bastante estudado
pelos autores clássicos....”, “é processo de desdobramento do corpo astral ou
mental...”, e “...trata-se de técnica anímica sem relação com o mediunismo”.
7

FINALIDADE PRIMORDIAL DA APOMETRIA

A primordial finalidade da Apometria é a de levar-nos ao contato com nossa “alma


eterna” a fim de que retornemos na trajetória da casa de nosso Pai Eterno. Uma das
formas que temos é pela via de irmos nos harmonizando com nossas vidas passadas.
E essa harmonia ocorre na medida em que temos essa oportunidade aumentada
exponencialmente pelo uso da técnica da Apometria do Amor quando esta é
praticada com vistas a se encontrar a Raiz do Problema, não vinculado à entidade
obsessora (que muitas vezes não tem nem consciência de porque e para que pratica
tal ato) que nos atinge de pronto. No nascedouro da questão, de onde partiu a
primeira ordem para um determinado processo obsessivo ser perpetrado, é que se
encontram as respostas para nossos anseios.

Nosso ciclo de reencarnações só cresce porque não sabemos do caminho da


Libertação de nossas almas que se encontram presas nas profundezas onde o mal
impera. Simples é a estrada, simples é a solução. Mas teimamos em não ver e em
não aceitar. A estrada é a busca da harmonia de nossas vidas passadas, e a solução
está nas pequeninas palavras: PERDÃO, AMOR e ARREPENDIMENTO. Arrepender-se
e pedir perdão. Deixar o amor entrar em seu coração e aceitar o pedido de perdão.
Para isso precisamos apenas tocar nossa “alma eterna”; aí sim podemos iniciar o
nosso retorno à casa de nosso Pai Celestial, pois, segundo Pietro Ubaldi em sua
belíssima obra “A Grande Síntese” “essa parte de vós mesmos está imersa em
trevas; pelo menos assim é para a grande maioria dos homens que, por
conseguinte, nega; sendo maioria, faz e impõe a lei”.

TRANSFORMAR, TRANSMUTAR, MODIFICAR


Dr. Lacerda deixou muitos conceitos a serem explorados para a evolução da
Apometria, mas, o que mais me chamou a atenção foi que podemos, com bons
sentimentos, manipular a energia do pensamento transformando-a em um fluxo de
energia amorosa. Para ele “podemos aplicar energia sobre os Espíritos, com
resultados surpreendentes...” e principalmente que “a atuação desse volumoso fluxo
de forças permite que se façam verdadeiros milagres entre os espíritos...” (LACERDA,
1995) Em outras palavras, Dr. Lacerda nos ensinou que o amor faz milagres e que
este sentimento deveria ser a base da Apometria.
8

Por sua vez a ciência começou a fazer experimentos demostrando concretamente


que BONS SENTIMENTOS mudam tudo, transformam tudo, transmutam tudo,
corroborando o pensamento de Dr. Lacerda acerca da sua Apometria. A ciência nos
mostra ainda claramente como PELA FORÇA DO PENSAMENTO, se pode navegar
entre os diversos campos vibracionais. Só a vibração amorosa permite isso!
Portanto, considerei pertinente nomear de APOMETRIA DO AMOR essa técnica
baseada nos experimentos científicos e não simplesmente “Apometria”, porque
podemos observar que além dos resultados positivos dos trabalhos, o tempo de
transmutação da energia do “obsessor” é relativamente muito menor do que em
terapias mais convencionais, inclusive a Apometria clássica.

DA EVOLUÇÃO DO DIÁLOGO FRATERNO A APOMETRIA

Os espíritos em desarmonia e desequilíbrio ao se conectarem com nós encarnados


eles nos provocam os males e as perdas que sentimos. Desde o início dos tempos do
Espiritismo essa questão foi chamada de Processo Obsessivo e para debelá-la
instituíram um formato de tratamento que chamaram de Desobsessão pelo Diálogo
Fraterno, isso é, pelo diálogo amoroso e fraternal com esses espíritos se procurava
demove-los da ideia de revolta e do desejo de vingança. Com a mudança operada
nesses espíritos se restabelecia a saúde da pessoa acometida do mal chamado
obsessão. Com o tempo surgiram outros métodos, mas o que predominou foi o
chamado Diálogo Fraterno.

Dr. Lacerda introduziu um novo método e que chamou de APOMETRIA que consistia
não somente no Diálogo com o espírito, mas também na aplicação de técnicas
baseadas em 13 Leis por ele criadas que davam suporte as técnicas. Assim explicado,
Apometria é um método de tratamento do Processo Obsessivo utilizando as 13 Leis
da Apometria.

Física Quântica e a Apometria

APOMETRIA É APENAS UMA TÉCNICA e para que ela aja, alguns componentes tem
de ser acrescentados, igual a um veículo parado na garagem ele necessita de um
motorista. Esse motorista é quem vai dar a direção a seguir, a que velocidade irão
empreender a marcha e qual é o destino final. Assim é com a Apometria e os
componentes que ela necessita serem acrescentados de um lado SÃO AS ENERGIAS
9

ENVOLVIDAS COM A PESSOA QUE PEDIU AJUDA OU QUE DELA FAZ USO e de outro
lado são as energias uníssimas do grupo de Apometria.

As transformações moleculares nos elementos

A água quando sob a ação de uma energia calorífica (gás de cozinha) reage
alterando a posição de suas moléculas e ocorre a fervura. Isso é, são energias
atuando mudando uma estrutura no mundo físico.

No livro Espírito/Matéria Dr. Lacerda nos ensinou que a matéria pode transformar-
se:- “Nesse capítulo vimos que a matéria pode transformar-se totalmente em
energia livre, da mesma forma que esta, teoricamente, pode condensar-se em
matéria sólida. A célebre equação de Einstein W=mC2 define esta transformação. As
formas de energia variam constantemente e podem ser aplicadas sobre todos os
objetos materiais existentes no planeta, DA MESMA FORMA QUE SOBRE OS
OBJETOS IMATERIAIS DE EXISTÊNCIA ONTOLÓGICA COMPROVADA – os espíritos –
VARIANDO APENAS AS DIMENSÕES MATEMÁTICAS COMPATÍVEIS. Dessa forma,
podemos aplicar sobre os Espíritos com resultados surpreendentes...",

A transmutação dos sentimentos nos espíritos


Com os espíritos em desequilibro é o mesmo processo. Sob a ação dessas mesmas
energias, os espíritos transmutam suas energias ruins em boas energias/bons
sentimentos, cessando o processo obsessivo e restaurando a saúde, o equilíbrio das
pessoas, suas perdas, possibilitando a que nossos espíritos possam caminhar na
direção da busca da sua evolução.
Os experimentos que Dr. Massaro Emoto (transmutação de água impura para água
pura e cristalina) fez mostra a força da energia do pensamento.
Uma vasilha d'água no fogo você sabe que essa água irá ferver, você nem precisa de
fé para que isso aconteça, acontecerá independente de sua fé.

APOMETRIA DO AMOR
É uma técnica mais avançada (permite acelerar e aprofundar o tratamento) de
tratamento dos processos obsessivos que tem como base a Apometria Clássica de
Dr. Lacerda e suas 13 Leis, além da utilização da ENERGIA AMOROSA, a VONTADE e
a FORÇA DO PENSAMENTO comprovada pela ciência com Física Quântica.
10

Foi canalizada pelo Professor Faiçal Baracat em 2005 e utiliza ferramentas bastante
eficazes promovendo a transformação das energias deletérias de entidades
obsessoras de forma mais rápida e mais eficiente.

PORQUE APOMETRIA DO AMOR

Dr. Lacerda estava desenvolvendo uma técnica nova que ele chamou de Pneumiatria
e com base nessa técnica, já no segundo livro, ele novamente tratou do tema mas ai
já falou em Nível Búdico. Ocorre que tudo isso que ele falava, ele falava que só
acontecia com muito AMOR.

Dr. Lacerda deixou muitos conceitos a serem explorados para a evolução da


Apometria mas o que mais me chamou a atenção foi que podemos, com bons
sentimentos, manipular a energia do pensamento transformando-o em um fluxo de
força amorosa e que “podemos aplicar energia sobre os Espíritos, com resultados
surpreendentes...” e principalmente que “A atuação desse volumoso fluxo de forças
permite que se façam verdadeiros milagres entre os espíritos...” Em outras palavras,
Dr. Lacerda nos ensinou ali que o amor faz milagres e que o amor deveria ser a base
da Apometria.

Mas não era só a linha espiritualista que falava no amor. A ciência começou a fazer
experimentos que mostravam que BONS SENTIMENTOS muda tudo, transforma
tudo, transmuta tudo.

Na realidade não existe outra designação para a Apometria porque ela em si se


basta. Apometria só tem uma raiz que é Dr. Lacerda. Então o nome APOMETRIA DO
AMOR é uma homenagem a Dr. Lacerda que (em seus 2 livros) mostrou o caminho
do nível búdico e suas possibilidades mas que, infelizmente, ele não pode prosseguir
e direcionar claramente seu trabalho para esse rumo em face de seu falecimento.
Dr. Lacerda já sabia que o caminho era o do nível búdico e que bastava chegar lá,
porem ele também alertava: O DIFÍCIL ERA CHEGAR LÁ. E chegando lá, fazer o que ?
Essas foram as duas respostas que trouxemos: O "elevador panorâmico" que
facilitou a "chegarmos lá" e por fim a "Flor de Lótus" que nos abriu as imensas
possibilidades de cura, harmonização, reconciliação, arrependimentos, etc.

A ciência nos mostra claramente como, PELA FORÇA DO PENSAMENTO, se pode


navegar entre os diversos campos vibracionais. Só a vibração amorosa permite isso.
11

Dai achei justo nomear como APOMETRIA DO AMOR e não simplesmente Apometria
porque a diferença é gigantesca o que podemos observar nos resultados dos
trabalhos e no tempo necessário para tal, o que explico como sendo que: A
APOMETRIA DO AMOR ACELERA E POTENCIALIZA A CURA.

Apometria só tem uma raiz que é Dr. Lacerda. Então o nome APOMETRIA DO AMOR
é uma homenagem a Dr. Lacerda que em seus dois livros (Energia e Espírito; O
Espírito e Matéria) mostrou um novo caminho no tratamento apométrico, trazendo
o conceito de nível búdhico e suas possibilidades.
Dr. Lacerda inferia que o processo de transmutação do “obsessor” já teria iniciado
quando este se rendesse às energias amorosas, podendo então ser conduzido ao
nível budhico, para seguir sob a tutela da espiritualidade. Intrigado e curioso, decidi
me desafiar a prosseguir seus estudos e compreender como ele traria esse “nível
budhico” para a Apometria, porquanto esse eminente médico e cientista faleceu
antes de concluir seus estudos.
Sou estudioso da Apometria há quase duas décadas, e em uma conversa com o
escritor, terapeuta e pesquisador Marcio Godinho que conviveu com o Dr. Lacerda,
este me disse que Dr. Lacerda antes de falecer estava pesquisando algo fabuloso e
que no seu segundo livro “Energia e Espírito” teria um indicativo dessa novidade.
Após essa conversa, avançando no estudo e pesquisas observei que Dr. Lacerda
ensinou os caminhos da evolução da Apometria e deixou muitos conceitos ainda a
serem explorados. Na magnífica obra Energia e Espírito” ele nos ensina que: “Há
também formas de energia mais quintessenciadas, tais como a energia do
pensamento, da vontade, do Espírito, que aparecem como características
específicas da realidade do Espírito.” (LACERDA, 1995, p.13). E mais: “podemos
aplicar energia sobre os Espíritos, com resultados surpreendentes...” (p.14). Mais
adiante (p. 34) ele arremata: - “A atuação desse volumoso fluxo de forças permite
que se façam verdadeiros milagres entre os espíritos....” .
Nossas experiências nos levaram a criar um texto de Auto Apometria (áudio
disponível) que é o elemento principal de condução dos espíritos para a
transmutação. Entendo que somos iguais a um balão que quer ir de retorno a Casa
de Nosso Pai Celestial, mas, estamos presos por amarras iguais as que prendem um
balão ao chão. O que são esses empecilhos nos nossos caminhos e amarras que não
nos deixam voar? São nossas encrencas de vidas passadas que a Auto Apometria vai,
12

paulatinamente retirando, ou ajudando a retirar, uma por uma, até que possamos
alçar nosso voo ou percorrer livremente nossos caminhos.
Nas minhas pesquisas me deparei com as questões: como os “obsessores” chegarão
ao nível budhico? O que fazer ao chegar lá? A espiritualidade respondeu: utilizando
um "elevador panorâmico" e chegando ao nível budhico utilizar a "Flor de Lótus", o
que nos abriu as imensas possibilidades de cura, harmonização, reconciliação,
arrependimentos, etc. Assim nasceu a APOMETRIA DO AMOR!

NÍVEL BÚDICO, UMA VIAGEM NECESSÁRIA E INESQUECÍVEL


Agradeço a todos àqueles que acreditaram e acorreram ao nosso chamamento para
ouvirem e praticarem a nossa viagem ao Nível Búdico e um agradecimento especial
a aquele que me alertou para esse assunto que foi meu amigo Marcio Godinho.

MARCIO GODINHO E A DICA DE SE TRABALHAR O NÍVEL BÚDICO


Parte de uma conversa minha com escritor, terapeuta e pesquisador Marcio Godinho

“Vou te dar outra pista que estou seguindo há anos. O Dr. Lacerda, antes de falecer,
escreveu aquele livro Energia e Espírito. O segundo livro dele tem uma pista. Ele não
teve tempo de seguir. Se ele tivesse tido tempo, teria descoberto algo fabuloso.

Tem um capítulo que vou ver aqui para te dizer, mas é assim: ele fala neste capítulo
que os trabalhadores do campo medianímico devem trabalhar o mais próximo que
puderem do "nível búdico", pois neste corpo estão TODAS as respostas para os
conflitos da humanidade.

Quando você aplica a Auto Apometria, ou quando você trabalha com as


constelações familiares, ou mesmo com a minha arqueologia familiar, basta um
simples comando e você acessa algo grandioso e de lá surgem aquilo que Bert
Hellinger chama de "soluções sistêmicas". Ele não faz nada enquanto terapeuta,
apenas auxilia no desemaranhamento dos conflitos e quem encontra a solução é o
sistema, no caso a Alma Familiar. Este acesso é muitíssimo simples de ser feito, não
requer ritual algum...”

VIAGEM AO NÍVEL BÚDICO - SEM DOUTRINAÇÃO


Essa é a orientação de Dr. Lacerda, técnica que ele chamou de Pneumiatria
Dr. Lacerda ensinou os caminhos da evolução da Apometria e deixou muitos
conceitos a serem explorados para a evolução da Apometria. Na magnífica obra
"Energia e Espírito”, 3ª ed., Caxias do Sul 2002, às fls. 13 ele nos ensina que: - “Há
13

também formas de energia mais quintessenciadas, tais como a energia do


pensamento, da vontade, do Espírito, que aparecem como características
específicas da realidade do Espírito.” E ainda às fls. 14: - “podemos aplicar energia
sobre os Espíritos, com resultados surpreendentes...” Mais adiante nas fls. 34 ele
arremata: - “A atuação desse volumoso fluxo de forças permite que se façam
verdadeiros milagres entre os espíritos....”

Dr. Lacerda tratou desse tema em seus 2 livros Espírito e Matéria, 6ª edição, as fls.
271 a 273, sob o título de “PNEUMIATRIA” e no livro Energia e Espírito, 3ª edição, as
fls. 107 a 111 sob o título de “O Nível BUDDHI”.
Ele nos orientou, quando dos trabalhos, das dificuldades de “se chegar lá” e
principalmente “de nos mantermos lá” dizendo que “a garantia do sucesso está na
harmonia e equilíbrio do grupo”.
Mas cremos que ainda não seja suficiente para um neófito, em grupo ou
individualmente apenas superar a harmonia e equilíbrio. Ele precisará mais ainda e
eu acrescento a força de vontade, a fé e a determinação da pessoa que faz essa
meditação individualmente. Acrescento ainda a busca do “efeito catarse” que
permitirá a essas criaturas vencerem suas barreiras e superando suas deficiências.
Nossas experiências nos levaram a que a Auto Apometria (áudio disponível) é o
elemento principal. Nós somos iguais a um balão que quer ir de retorno a Casa de
Nosso Pai Celestial, mas estamos presos por amarras iguais as que prendem um
balão ao chão.
O que são esses empecilhos nos nossos caminhos e amarras que não nos deixa voar
? São nossas encrencas de vidas passadas que a Auto Apometria vai, paulatinamente
retirando, ou ajudando a retirar, uma por uma, até que possamos alçar nosso voo
ou percorrer livremente nossos caminhos.

FLOR DE LÓTUS

Essa linda flor, até então, não fazia parte de nossos trabalhos quando eu em uma
Apometria online com Karen Uchoa do grupo de Apometria de Pirassununga vi uma
14

Flor de Lótus em meu campo de visão e comentei com a Karen que prontamente me
reportou que há dias uma Flor de Lótus também vinha aparecendo nos trabalhos
deles. Mas minha surpresa não acabou ai, pois alguns dias depois algo me chamou a
atenção numa imagem que foi criada em uma Apometria no ano de 2.004 e que ali
estava uma Flor de Lótus. A partir dai essa linda flor foi incorporada em nosso
trabalho do Nível Búdico.
Segundo Dr. Lacerda esse era um trabalho sem doutrinação, por mais amorosa que
fosse. Mas então somente a “subida ao nível Búdico” já seria suficiente? Assim Dr.
Lacerda descreve o “modus operandi”:- “Uma vez preparado o desencarnado e
constatada sua disposição favorável, projetamos sobre ele um campo muito intenso
de energias luminosas, sobretudo sobre a cabeça, fazendo contagem pausada e
mais prolongada (até 21 ou 33), em que empregamos toda a energia de nossa
vontade para que ele seja arrebatado aos planos crísticos dentro dele próprio. Com
uma ou duas tentativas, conseguiremos. O espírito costuma cair em êxtase, não
querendo sair mais dessa situação luminosamente pura, de paz e bem-estar jamais
sonhados (e que só haveria de experimentar, normal e definitivamente, depois de
longo processo evolutivo). Neste estado de absoluta e indizível felicidade, pode
acontecer que chore de alegria ou caia de joelhos, dando graças ao Senhor pelo que
sente e vê.”
A época da edição do primeiro livro Espírito e Matéria Dr. Lacerda ainda se utilizava
da doutrinação, porem já de forma mais sutil (fls. 273)
“Aproveitamos esses momentos para doutriná-lo. O que, aliás, agora é fácil: as
palavras tomam-se vivas, indeléveis, de significação espiritualmente iluminada.
Fazemos, em seguida, com que o espírito retorne ao seu estado vibratório normal.”
Porem, Dr. Lacerda não dormia sob seus louros, ele busca sempre a evolução de
suas técnicas revolucionárias e no seu segundo livro Energia e Espírito ele já
entendia que a doutrinação (que veio do diálogo fraterno do Espiritismo e que a ele
Dr. Lacerda acrescentou as técnicas baseadas nas 13 Leis da Apometria) não era
mais necessária

“Em um Espírito desencarnado, se houver possibilidade de levá-lo a desfrutar


plenamente, por um momento só da felicidade integral desses "céus", não se torna
mais necessária qualquer espécie de doutrinação ou orientação, por mais amorável
que seja, pois ele viu e sentiu a meta, procurando nunca mais separar-se dela. A
essa técnica, chamamos de Pneumiatria, como já vimos.”
15

Mas Dr. Lacerda já nos prevenia que: “A dificuldade é conseguir-se atingir as


paragens buddhicas.” E mais, atingindo as paragens búdicas ainda o grupo teria de
ter a harmonia e equilíbrio afim de, no dizer de Dr. Lacerda, PROJETAR UM ENORME
FLUXO DE ENERGIA AMOROSA que iria produzir os milagres.

Nós (os que atuam conosco com a chamada Apometria do Amor) equacionamos
essas questões ao encontrarmos os elementos novos que viriam compor nosso
trabalho, que é a energia da Flor de Lótus.

A nossa amada Flor de Lótus veio para nos auxiliar a trabalhar esse “campo muito
intenso de energias luminosas”.
Transcrevemos os dois capítulos sobre o tema do nível Búdico que Dr. Lacerda
escreveu em seus dois livros:

PNEUMIATRIA:- do livro Espírito e Matéria, 6ª edição, as fls. 271 a 273


III – Pneumiatria

Se o homem tivesse plena consciência do enorme potencial de energias que reside


nele - potencial que é seu corpo físico - ficaria assombrado pelo poder de realização
que sempre possuiu, sem aproveitar. Que dizer, então, do alcance de todo esse
potencial, se essas energias forem transferidas e colocadas em ação no mundo
astral? No entanto, isso ainda não é tudo. Esse cabedal energético do corpo físico
existe também, em estado quintessenciado, no corpo astral de todas as criaturas
humanas. E, além dessas, muitas outras energias temos, à nossa disposição.
Dentro de nós, no escaninho de nossa consciência cósmica. guardamos poderes
divinos que dormem, latentes. É preciso que os despertemos, conscientizando-nos
dessa fabulosa e natural realidade, consequência da Presença Divina em nós, em
nossa Vida. Somos uma sagrada fonte de infinitas energias; elas são inerentes ao
nosso ser, fazem parte de nossa essência. Toda nossa caminhada evolutiva se faz em
direção a essa fonte - para que a alcancemos, liberando e usando essas energias.
Quando isso acontece, quando nos confundimos com a meta que é essa fonte, as
liberadas energias crísticas realizam milagres tão portentosos como os que Jesus
praticou. Não foi em vão que o Divino Mestre nos disse: "vós sois deuses ..."
Encarnado, o espírito está envolto nas densas faixas vibratórias que constituem o
corpo físico, este escafandro de carne que todos vestimos ao encarnar e que nos dá
condições de atuar ativamente neste Planeta. Revestidos da grosseira densidade da
Matéria, ficamos em condições de moldá-la, modificá-la e agir sobre ela a nosso bel
prazer. Em contrapartida, porém, nossa consciência e percepções se limitam pelo
sólido horizonte de tudo físico, denso, material.
16

A evolução espiritual, por isso mesmo, é processo de extraordinária complexidade,


em que o espírito peregrina por infindáveis espaços durante tempo imensamente
longo. A ascensão só se completa após milênios de polimento o diamante humano,
então polido e lapidado, terá o mesmo brilho e transparência da Luz. Todo esse
tempo é gasto, na verdade, na lenta desmaterialização, pois evolução implica
afastamento da matéria física quanto mais evoluído o espírito, menos materializado.
Esse grau de desmaterialização só pode ser notado e aferido na dimensão astral. No
plano físico estamos todos em iguais escafandros de carne, embora em processo de
constante desvinculação deles, na paulatina apreensão dos valores eternos. Mas
todos nós temos um encontro marcado com a definitiva iluminação da consciência
que resultará em permanente e inarredável sintonia com nossa própria Essência,
com a consequente compreensão de nossa destinação cósmica.
Nesse estado, começamos a assimilar os valores eternos. E entramos
automaticamente, na medida em que progredimos a cada passo do Caminho, em
gradativa plenificação crística que nos envolve em natural e límpida sabedoria: o
Conhecimento, nesse nível de consciência, é mais Amor do que Conhecimento,
razão porque proporciona imensa felicidade.
Instalados nesse estágio, a matéria deixou de ter o valor que a maioria de nossos
irmãos humanos lhe confere; e sabemos disso, e amorosamente compreendemos os
irmãos que ainda não penetraram neste santuário consciencial em que transluz uma
paz feita de amor, harmonia, luz, esperança, felicidade.
Esse é o sendeiro de todos os homens, quer o conheçam, quer não. Até reconhecê-
lo, no entanto, quanto esforço nossa ignorância desperdiça, quanto tempo é
perdido!
Interessante é que, às criaturas ainda imersas no torvelinho das paixões, de nada
adianta apontar o Caminho: não acreditam nele. Tampouco estão preparadas para
trilhá-lo; ao ingressar nele, têm de passar pela "porta estreita" por que não pode
transitar nossa volumosa bagagem de ilusões e quinquilharias egoístas, que
alimentam nosso apego aos sentidos. Somente quando aprendemos a nos alimentar
da Luz espiritual começamos a ter condições de avaliar a importância do Caminho
que é cada instante de nossa Vida - seguindo-o alegremente.
Quase sempre nos encontramos bloqueados, presos à Matéria, aos interesses e
coisas de nosso dia-a-dia. Não vemos como nos alçar à altura do Espírito. Mas chega
o momento em que uma chama viva penetra em nós, animada de energia
desconhecida - seja pelos caminhos do coração, frequentemente pela dor moral ou
física, ou pelos do cérebro (o que é mais difícil de acontecer, pois ninguém se volta
para Deus seguindo o raciocínio frio), através de alguma iluminada percepção de
nossa realidade cósmica. Esta chama viva abre brechas em nosso Ego, derruba
nossos monturos, barreiras e preconceitos, transforma, plenifica e nos converte em
17

crentes. Esse "estalo de Vieira" caracteriza a vivência de algo transcendental, que


nos eleva do chão da Matéria aos planos sagrados do Espírito.
Vivendo a Religião, passamos a viver os valores espirituais. Ninguém mais, então,
poderá mudar o curso de nossa vida. E, a medida que nos aproximamos da Luz, mais
se robustece nossa Fé e mais firmes se tornam nossas passadas no Caminho. Com
Paulo, os apóstolos, místicos e mártires de todas as épocas, estaremos dispostos a
perder tudo, os afetos mais puros e o próprio corpo, para não renunciar à Divina
Chama da Verdade, acesa em nós.
Uma vez divisada esta Chama, qualquer espírito - encarnado ou desencarnado - há
de voltar as costas aos interesses e cuidados materiais para buscar somente a paz e
felicidade da Luz Crística.
Em desencarnado esse processo de despenamento de consciência pode ser muito
mais fácil, não por causa do maior ou menor interesse do espírito (que, na maioria
das vezes, nada sabe disso), mas porque podemos intervir de modo decisivo,
auxiliando-o a encontrar, em si próprio, o seu Caminho. Nem mesmo será preciso
levá-lo a algum lugar santificado, que lhe desperte forte emoção e devoção religiosa
(como às vezes também fazemos, com sucesso). Basta guiá-lo na busca do Caminho
nele próprio, fazendo com que procure - e encontre - o Cristo que reside nele.
O resultado é sempre maravilhoso. A plenitude da momentânea ação da Chama
Crística - que é ele próprio - constitui experiência viva, real e imarcescível. O espírito
toma novo rumo como ser em evolução, passando a aceitar as orientações e os
convites afáveis de mais alto. Sempre tivemos mais resultado com uma simples
viagem à Essência Crística do que com horas de dialética kardecista. A essa técnica
denominamos pneumiatria, ou seja, a cura pelo próprio Espírito (em grego,
pneuma). A pneumiatria não pode, entretanto, ser usada em todos os
desencarnados, pois só a partir de certo grau de harmonização é que será possível a
sintonia com o Eu cósmico. Deverá ser aplicada somente naqueles que, não sendo
vingativos, perversos, perseguidores contumazes ou magos negros, estejam já
desligados de interesses materiais e possuam um pouco, pelo menos, de boa
vontade.
O Nível BUDDHI – fls. 107 a 111 do Livro Energia e Espírito, 3ª ed, Dr. Lacerda
Os trabalhadores no campo do mediunismo devem operar na faixa Buddhi.

Dr. Lacerda, no seu segundo livro nos elucida sobre o mesmo tema de se trabalhar
na faixa Budhi sem doutrinação:-

“Realmente, os trabalhadores devem procurar trabalhar na faixa Buddhi, ou mais


próximo dela possível. O operador ou diretor de sessões espíritas precisa dominar
perfeitamente a técnica desta elevação espiritual, que é muito fácil de ser aplicada.
18

O rendimento obtido com elevação espiritual dos médiuns para esses planos
espirituais extremamente elevados é inacreditável.
Os médiuns ou todos aqueles que participarem de uma mesa mediúnica, necessitam
da maior harmonia, não só para efeito de concentração, mas, principalmente, para
deixar de lado os problemas humanos, a fim de que aquelas horas dedicadas ao
intercâmbio mediúnico e. sobretudo, aos trabalhos de cura espiritual, se
desenrolem na mais absoluta paz.
Os problemas que nos afligem a cada momento, fruto das preocupações da vida
diária, são forças vivas negativas em relação à grandiosidade das tarefas a executar
com os espíritos, quais sejam: o alívio das dores, angustias, dissabores, frustrações,
etc., que os desencarnados sofrem, tal qual os encarnados.
O saneamento do ódio, desejos de vingança e atos de maldade provocados por eles
em seus desafetos, agora encarnados, mas que foram seus inimigos, perseguidores
ou algozes do Passado, constitui a melhor terapêutica para quaisquer antagonistas -
todos sofredores.
Esse rastro de negatividade que acompanha as criaturas que se odeiam propicia as
temidas obsessões, com as quais nos deparamos a cada momento, e, que, em seu
conjunto de manifestações, constituem verdadeiras síndromes médicas, ainda
muito mal definidas pela Ciência, nos tempos atuais.
Temos, ainda, pela frente, os casos praticamente insolúveis pelo Espiritismo
Kardequiano, de magia negra. Nossos confrades Kardecistas do século XX nada
conhecem à respeito de qualquer faixa de magia, sobretudo a tão temida magia
negra. Alguns até negam, a priori e sem estudo algum sobre o assunto, a existência
da magia, como temos em mãos uma circular oficial de um ilustre presidente da
Federação Espírita de nosso Estado, negando a magia. Diz textualmente: "Não existe
magia, nem no passado, nem no presente nem no futuro...".
Com tal "abalizada" opinião, só podemos baixar a cabeça, lamentar e entender a
decadência que. infelizmente, se observa na praticado Espiritismo no Brasil.
Nos trabalhos mediúnicos. para que haja eficácia e total aproveitamento das
técnicas empregadas, deve haver recolhimento, silêncio e, sobretudo, muita paz
interior, por parte de todos os colaboradores encarnados. Dessa forma, quanto mais
estiver o médium desligado das preocupações do mundo, mais voltado para dentro
de si mesmo, melhores condições terá para operar nas dimensões espirituais.
Essas condições exigem preparo prévio, leituras, meditação, bem como práticas e
posturas adequadas que exigem tempo, recolhimento e bastante treino, o que,
muitas vezes, não é possível na vida moderna, cheia de solicitações. Por essas
razões, procuramos resolver por outros meios essa carência de tempo.
Conhecemos bem o fato de que, dentro de cada criatura, existe um universo,
insuspeitado pela grande maioria dos mortais, de várias dimensões vibratórias bem
definidas, que constitui os diversos corpos imateriais do ser humano.
19

A seriação começa de baixo, ao nível do corpo físico, e vai subindo, em planos


vibratórios cada vez mais rarefeitos e de frequências mais altas, conforme já
explicamos em Espírito/Matéria, até chegar ao Espírito puro, o nível átmico.
Antes de chegarmos, porém, a esse nível há um plano, chamado Buddhi, formado
por vibrações quintessenciadas, de origem celestial, onde não existe o tempo como
o conhecemos. Nessas regiões atemporais o passado, o presente e o futuro se
sobrepõem, não se distinguindo.
Enxergamos os fatos que desejamos, bastando apenas a fixação da nossa mente no
fato em si, abstraindo-o do tempo e do espaço. Reina nessas paragens a Paz
Celestial, o bem-estar, a alegria, a felicidade, enfim.
Todo Espírito que atingir essas regiões por seus próprios meios, que são fruto da
Evolução, estão redentos e salvos, na mais ampla expressão. Porém, aqueles que
ainda não possuem evolução própria suficiente para alcançar esses páramos, não se
encontram na massa anônima dos espíritos imperfeitos; a Divindade, na Sua
misericórdia absoluta, ainda assim permite que suas criaturas possam gozar,
espiritualmente, mesmo que seja por um momento só, as belezas da harmonia e
plenitude Crísticas, a fim de comparar, por experiência indelével, as diferenças dos
planos espirituais inferiores e a rarefação imaterial dos níveis celestiais.
Em um Espírito desencarnado, se houver possibilidade de levá-lo a desfrutar
plenamente, por um momento só da felicidade integral desses "céus", não se torna
mais necessária qualquer espécie de doutrinação ou orientação, por mais amorável
que seja, pois ele viu e sentiu a meta, procurando nunca mais separar-se dela. A
essa técnica, chamamos de Pneumiatria, como já vimos.
A dificuldade é conseguir-se atingir as paragens buddhicas.
Pois bem, procuramos, também, conduzir os médiuns a essas regiões paradisíacas,
espiritualmente falando, de modo que eles sintam esse bem-estar originado pela
paz e leveza espiritual.

Via de regra, eles não conseguem vislumbrar plenamente esses ambientes, porque
se encontram embotados pela matéria, mas podem sentir, de longe, a paz e a
espiritualidade que é o apanágio do Céu. Isso faz com que eles se tornem mais
aguçados na percepção psíquica, mais leves e tomados por um estado de euforia
íntima que escapa a todo adjetivo.
“O rendimento espiritual, nessas condições, é extremamente melhorado.”

SÓ O AMOR REVERTE UM QUADRO OBSESSIVO

Nós somos atacados espiritualmente pelos espíritos em desarmonia que estão com
seus sentimentos todos cheios de revolta, desejos de vingança, etc. e isso acontece
porque eles identificam nossos espíritos como sendo os seus agressores em vidas
20

passadas, eles veem nosso espírito como éramos naquela determinada época e ai
nos agridem espiritualmente e essa agressão deles provoca em nosso corpo físico as
doenças, os mau estar, etc e ainda os distúrbios da mente. E como sabemos que a
matéria é formada por energia condensada e os diversos estados da matéria, desde
o sólido até a matéria espiritual quintessenciada são formas diferenciadas de
energia em níveis vibratórios diferenciados e que a aplicação de uma energia pode
fazer mudanças no estado de qualquer matéria, por exemplo, sob calor (energia) a
água vai do sólido ao vapor.
Por sua vez, nosso pensamento, que é uma energia radiante (onda em propagação)
que pode atuar sobre a energia no estado espiritual impulsionado pela nossa
vontade (vós sois deuses) e que ela vai agir sobre os espíritos produzindo
verdadeiros milagres, tal qual a água que vai do sólido ao vapor. Dai, a ação da
Apometria TRANSMUTARÁ AS ENERGIAS NEGATIVAS QUE AQUELE SER TREVOSO
ERA POSSUÍDO E QUE O SUSTENTAVA E AI SUAS ENERGIAS SE TRANSFORMARÃO
SEGUNDO AS LEIS DA FÍSICA QUÂNTICA, harmonizando e reequilibrando-as fazendo
com isso que em seu coração possa prevalecer o amor, o perdão e o
arrependimento e ai ela então desfará aquilo que de mal tenha feito restabelecendo
a saúde e o equilíbrio da pessoa.
Mas para nós a chave caiu quando tivemos contato com a carta que Albert Einstein
escreveu para sua filha.

A POTÊNCIA DO AMOR – POR EINSTEIN

Albert Einstein lamentou não ter sabido expressar o amor que abrigava em seu
coração, por sua filha. Todos nós temos essa dificuldade, então não vamos fazer
igual a esse pai, que, apesar de amoroso, não soube expressar esse sentimento. Um
olhar mais atento ao teor da carta nos revela uma usina poderosa de energia:

“Existe uma força extremamente poderosa para a qual a ciência não encontrou
ainda uma explicação formal.
É uma força que inclui e governa todas as outras, e que está inclusa dentro de
qualquer fenômeno que atua no universo e que ainda não foi identificada por nós.
Esta força universal é o Amor.”

É dessa força que fala Dr. Lacerda quando nos ensinou os caminhos da evolução da
Apometria com os conceitos a serem explorados.

Quando isso ficou claro para nós, dois trabalhos nos chegaram pela intuição que é a
"subida ao nível búdico" e a “meditação da família na Flor de Lótus”.
21

Carta de Albert Einstein a sua filha enaltecendo e explicando a Amor:

“O AMOR…
Quando propus a teoria da relatividade, muito poucos me entenderam, e o que lhe
revelarei agora para que o transmita à humanidade, também se chocará contra a
incompreensão e os preconceitos do mundo.
Peço-lhe mesmo assim, que o guarde o tempo todo que seja necessário, anos,
décadas, até que a sociedade haja avançado o suficiente para acolher o que lhe
explico a seguir.
Existe uma força extremamente poderosa para a qual a ciência não encontrou ainda
uma explicação formal.
É uma força que inclui e governa todas as outras, e que está inclusa dentro de
qualquer fenômeno que atua no universo e que ainda não foi identificada por nós.
Esta força universal é o Amor.
Quando os cientistas buscam uma teoria unificada do universo, esquecem da mais
invisível e poderosa das forças.
O amor é luz, já que ilumina quem o dá e o recebe.
O amor é gravidade porque faz com que umas pessoas sejam atraídas por outras.
O amor é potencia, porque multiplica o melhor que temos e permite que a
humanidade não se extinga no seu egoísmo cego.
O amor revela e desvela. Por amor se vive e se morre.
Esta força explica tudo e dá sentido em maiúscula à vida.
Esta é a variável que temos evitado durante tempo demais, talvez porque o amor
nos dá medo, já que é a única energia do universo que o ser humano não aprendeu
a manobrar segundo seu bel prazer.
Para dar visibilidade ao amor, fiz uma simples substituição na minha mais célebre
equação. Si no lugar de E=mc² aceitamos que a energia necessária para sanar o
mundo pode ser obtida através do amor multiplicado pela velocidade da luz ao
quadrado, chegaremos à conclusão de que o amor é a força mais poderosa que
existe, porque não tem limite.
Após o fracasso da humanidade no uso e controle das outras forças do universo que
se voltaram contra nós, é urgente que nos alimentemos de outro tipo de energia.
Se quisermos que nossa espécie sobreviva, se nos propusermos encontrar um
sentido à vida, se desejarmos salvar o mundo e que cada ser sinta que nele habita, o
amor é a única e última resposta.
Talvez ainda não estejamos preparados para fabricar uma bomba de amor, um
artefato bastante potente para destruir todo o ódio, o egoísmo e a avareza que
assolam o planeta. Porém, cada individuo leva no seu Interior, um pequeno mas
poderoso gerador de amor cuja energia espera ser liberada.
22

Quando aprendermos a dar e receber esta energia universal, querida Lieserl,


comprovaremos que o amor tudo vence, tudo transcende e tudo pode, porque o
amor é a quintessência da vida.
Lamento profundamente não ter sabido expressar o que abriga meu coração, que
há batido silenciosamente por você toda minha vida.
Talvez seja tarde demais para pedir-lhe perdão, mas como o tempo é relativo,
preciso dizer-lhe que a amo e que graças a você, cheguei à ultima resposta.
Seu pai, Albert Einstein “.

O RENASCIMENTO DO SER PELA SUA LIBERTAÇÃO ESPIRITUAL

As coisas ruins que manifestamos hoje, (raiva, ira, ódio, medo, ansiedade, mágoa,
depressão, dores, mal estar, etc.), nada mais são do que reflexo de nossas vidas
passadas nos dominando e manifestando a forma de ser dela, impedindo de ser
você mesmo. A Apometria procura buscar nossas vidas passadas e nossos
problemas passados para dentro de nós para serem absorvidos aquilo que ontem
representava um domínio sobre nós pelas coisas erradas e ruins que teimávamos
em fazer e continuar fazendo, a fim de se equilibrarem e se harmonizarem com
nosso “eu” hoje.

CONCEITOS BÁSICOS PARA ENTENDER A APOMETRIA

AS ENERGIAS E NOSSO PENSAMENTO


“toda mudança é dolorida mas vale a pena”
Nosso corpo físico e nossos corpos espirituais necessitam de ser bem cuidado para
que possam cumprir suas funções. Na medida do possível damos ao nosso corpo
físico os cuidados através de uma boa alimentação, exercícios, repouso, etc. Ocorre
que nosso organismo necessita principalmente da energia vital do universo que é
absorvida por nós pelos nossos chakras que funcionam como antenas que captam a
energia vital (também conhecida como prana, qi, fluido cósmico universal, energia
cósmica, etc), absorvem essa energia e, juntamente com os meridianos, as distribui
pelo nosso organismo, alimentando-o, restabelecendo-o, etc.

Acontece que nossos inimigos espirituais também sabem disso e sabem que se
bloquear, dificultando a absorção da energia cósmica isso afetará todo o organismo
físico trazendo debilidades e doenças.
23

O PENSAMENTO COMO MOLA PROPULSORA


Mas o qual é o elemento esse processo todo ? Ramatis, em sua obra Chama
Crística, Obra Psicografada por Norberto Peixoto, EdConhecimento, fls 40, nos
ensina que esse elemento é o nosso pensamento: O pensamento é a mola
propulsora que faz a ação nos sete planos ou campos vibracionais...

As forças centrípeta e centrífuga aumentam ou diminuem conforme os


pensamentos e os sentimentos.”

Isso tudo justifica a preocupação de Dr. Lacerda com a harmonia do grupo, pois são
forças poderosas atuando contra nossos intentos e ainda nosso ego nos enganando.
“No entanto, se houver harmonia no grupo, repetimos e não nos iludamos, ninguém
sai do terra-terra das mazelas humanas. Basta haver no grupo um único elemento
que vibre um pouco dissonante, para que modifique e comprometa o conjunto.”
Esse é um dos motivos que um grupo pequeno (4 a 5 pessoas) é mais fácil de se
harmonizarem e com isso conseguem ir mais fundo nas questões.

O PROCESSO OBSESSIVO
A INFLUÊNCIA OCULTA DOS ESPÍRITOS SOBRE NOSSOS PENSAMENTOS E AÇÕES

O Livro dos Espíritos ao responder a pergunta 459 assim tratou o tema: "459 Os
Espíritos influem sobre nossos pensamentos e ações ?

– A esse respeito, sua influência é maior do que podeis imaginar. Influem a tal
ponto que, de ordinário, são eles que vos dirigem."

460 Temos pensamentos próprios e outros que são sugeridos?

– Vossa alma é um Espírito que pensa; não ignorais que muitos pensamentos vos
ocorrem às vezes ao mesmo tempo sobre um mesmo assunto e frequentemente
bastante contrários uns aos outros; pois bem, nesses pensamentos há sempre os
vossos e os nossos. Isso vos coloca na incerteza, porque, então, tendes duas idéias
que se combatem.

sempre um pensamento sugerido...


462 Os homens de inteligência e de gênio tiram suas idéias de sua natureza íntima?
24

– Algumas vezes as idéias vêm de seu próprio Espírito, mas freqüentemente são
sugeridas por outros Espíritos que os julgam capazes de compreendê-las e dignos de
transmiti-las. Quando não as encontram em si, apelam à inspiração. Fazem, assim,
uma evocação sem o suspeitar.

Jesus nos ensinou: Não nos deixeis cair em tentação


469 Como se pode neutralizar a influência dos maus Espíritos?

– Fazendo o bem e colocando toda a confiança em Deus, repelis a influência dos


Espíritos inferiores e anulais o domínio que querem ter sobre vós. Evitai escutar as
sugestões dos Espíritos que vos inspiram maus pensamentos, sopram a discórdia e
excitam todas as más paixões. Desconfiai, especialmente, daqueles que exaltam o
vosso orgulho, porque vos conquistam pela fraqueza. Eis por que Jesus nos ensinou
a dizer na oração dominical: “Senhor, não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-
nos do mal!”

sobre toda doença ser uma consequência de uma ação de um espírito


veja o caso da HERPES, ela está ali e nada acontece ATÉ QUE BAIXE A IMUNIDD DA
PESSOA ai o vírus da herpes vira agressivo...esse e muitos outros casos da medicina.
Então, a minha colocação é no sentido de que tudo que se possa pensar em termos
de vírus, bactérias, etc., ELES ESTÃO AI mas só serão ativos por ação uma energia
espiritual...essa energia na realidade é um sentimento que envolve algum
espírito...esse sentimento é sempre negativo

COMO INICIA UM PROCESSO OBSESSIVO


Nossos problemas surgem e se perpetuam pela eternidade afora causando aos
atores desse drama: dores, doenças, desconforto, perdas, etc... A Apometria atua
para quebrar essas amarras libertando e permitindo que o amor prevaleça.
Toda vez que algum fato, algum acontecimento em nossa vida fica mal resolvido,
causando prejuízo a algum, ferindo alguém, humilhando alguém, etc...etc... ESSE
ACONTECIMENTO COMO QUE FICA GRAVADO NO ESPAÇO/TEMPO a espera de ser
resolvido e sua resolução só se dá pelo arrependimento e pedido de perdão de um
lado e do outro lado, com a aceitação do pedido de perdão. Depois, para o
desfazimento desse ato que ficara gravado (esse ato não permitiu a essas criaturas
seguirem com a sua parte do todo em sua evolução como espírito) É NESSA
CONFUSÃO QUE ENTRA A APOMETRIA COM SUAS TÉCNICAS AUXILIANDO A ESSE
DESFAZIMENTO DE SÉRIE DE ERROS, permitindo que o amor aflore e prevaleça, claro
25

está que esse quadro se firma é na escuridão, nas sombras, etc. e se firma a
princípio, apenas de um lado (o que se sente magoado, ofendido, humilhado,
derrotado, etc), nesse momento, a princípio, ele não tem forças suficientes para
fazer mal a seu algoz (futura vítima) mas, as falanges das sombras ai o capturam e os
abastecem com as energias e forças para perpetraram sua vingança, lhes
abastecendo de sentimento que irão garantir sua determinação, qual seja: ódio,
desejo de vingança, mágoas, sentimento de derrota, etc...ai, já com forças e armas
suficientes para perpetrar sua vingança, ele inicia a sua perseguição a seu algoz de
outrora (agora já sua vítima). Como estão vibrando em níveis diferentes estes não se
encontram, “porém, a espiritualidade, pelos nossos mentores (os de dentro de
nossa mônada) nos possibilita essa reaproximação afim de que esse ceitil seja
quitado.” Agora, já conseguindo a aproximação de seu outrora algoz, acaba lhe
desferindo golpes. Esses golpes são sentidos pelo seu outrora algoz na forma de
perdas, dores, etc. e que, aos poucos, vão se transformando em doenças.

SEMPRE DOIS OU MAIS ESPÍRITOS EM CONFLITO


Nós somos atacados espiritualmente pelos espíritos em desarmonia que estão com
seus sentimentos todos cheios de revolta, desejos de vingança, etc. e isso acontece
porque eles identificam nossos espíritos como sendo os seus agressores em vidas
passadas, eles veem nosso espírito como éramos naquela determinada época e ai
nos agridem espiritualmente e essa agressão deles provoca em nosso corpo físico as
doenças, os mau estar, etc. e ainda os distúrbios da mente. E como sabemos que a
matéria é formada por energia condensada e os diversos estados da matéria, desde
o sólido até a matéria espiritual quintessenciada são formas diferenciadas de
energia em níveis vibratórios diferenciados e que a aplicação de uma energia pode
fazer mudanças no estado de qualquer matéria, por exemplo, sob calor (energia) a
água vai do sólido ao vapor. E, por sua vez, nosso pensamento, que é uma energia
radiante (onda em propagação) que pode atuar sobre a energia no estado espiritual
impulsionado pela nossa vontade (vós sois deuses) e que ela vai agir sobre os
espíritos produzindo verdadeiros milagres, tal qual a água que vai do sólido ao
vapor. Dai, a ação da Apometria TRANSMUTARÁ AS ENERGIAS NEGATIVAS QUE
AQUELE SER TREVOSO ERA POSSUÍDO E QUE O SUSTENTAVA E AI SUAS ENERGIAS SE
TRANSFORMARÃO SEGUNDO AS LEIS DA FÍSICA QUÂNTICA, harmonizando e
reequilibrando-as fazendo com isso que em seu coração possa prevalecer o amor, o
26

perdão e o arrependimento e ai ela então desfazerá aquilo que de mal tenha feito
restabelecendo a saúde e o equilíbrio da pessoa.

ENERGIA DAS SOMBRAS


Rubens Saraceni, em sua obra “O Guardião das 7 Cruzes”, o personagem Guido, nas
folhas 20/21 descreve que e como notou as energias que os mantinham prisioneiros
das falanges. Tratava-se de uma energia adstrita às falanges. É a energia que
permite o aprisionamento de milhares de espíritos em uma falange sem nada físico
que o segure: “Guido notou que tudo era energia condensada, só lhe faltando
descobrir como dispersá-la. Segurando na mão a grossa corrente que o prendia
pelos tornozelos, fixou nela a sua já apuradíssima visão, e não a desviou até
conseguir ver o que a sustentava. Só depois de muito tempo observando, conseguiu
visualizar que uma outra névoa, mais compacta, sustentando-a. Seguiu o fluxo
daquela névoa além das paredes da masmorra, acompanhando-a por uma longa
distância, que o levou a uma dimensão inacreditável. Ele sabia que ali estava fora
dos domínios dos espíritos humanos...”
Lembremos que a matéria é formada por energia condensada e os diversos estados
da matéria, desde o sólido até a matéria espiritual quintessenciada são formas
diferenciadas de energia em níveis vibratórios diferenciados. A aplicação de uma
energia pode fazer mudanças no estado de qualquer matéria, por exemplo, sob
calor (energia) a água vai do sólido ao vapor.
Por sua vez, nosso pensamento, que é uma energia radiante (onda em propagação)
pode atuar sobre a energia, no estado espiritual, impulsionado pela nossa vontade
(vós sois deuses), age sobre os espíritos produzindo verdadeiros milagres.

ENERGIA DA LUZ
O espírito Hammed, no livro “Os prazeres da Alma” nos orienta como aquietar a
mente que é a condição primeira para se formar um canal de comunicação com
nossos mentores. Às fls. 29 Hammed afirma: A criatura que interioriza e aquieta a
mente, silenciando sua intimidade, faz com que seu reino interior assemelha-se a
um “sereno desfiladeiro”, onde surgem as mensagens inarticuladas da alma – são
manifestações dos “ecos transcendentais” do Universo. “Nesse “estado interior”,
onde impera a quietude e a tranquilidade, o indivíduo tem um encontro consigo
mesmo, com sua mais pura essência – o Espírito.” .
27

A CORRETA APLICAÇÃO DESSE ENTENDIMENTO NOS PERMITE POTENCILIZAR AS


ENERGIAS DO PENSAMENTO E DA VONTADE AFIM DE PODERMOS EXECUTAR O
PLANO DE DEUS DE “AMAR AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO” ATRAVÉS
LIBERTAÇÃO DOS SERES QUE SE ENCONTRAM APRISIONADOS EM SEUS
PENSAMENTOS NEGATIVOS.

Os espíritos em desarmonia e desequilíbrio, ao se conectarem conosco, encarnados,


eles provocam em nós os males e perdas que sentimos. Desde o início dos tempos
do Espiritismo, essa questão foi chamada de Processo Obsessivo, e para debelá-la
instituíram um formato que foi chamado de DESOBSESSÃO PELO DIÁLOGO
FRATERNO, isto é, pelo diálogo amoroso e fraternal com esses espíritos procurando
demover a ideia de revolta e do desejo de vingança. Com a mudança, restabelecia-
se a saúde da pessoa acometida do mal chamado obsessão. Nesse modelo de
tratamento os espíritos obsessores possuíam o total domínio da situação, ou seja,
chegavam e iam embora a mercê de sua vontade e, além disso, poderia levar meses
e até mesmo anos para que tivesse um resultado satisfatório de transformação.

SE NÃO ACREDITA QUE TUDO É ESPIRITUAL ENTÃO NÃO CUIDA ESPIRITUALMENTE


DOS ACONTECIMENTOS EM SUA VIDA

Todas as consequências de nossa vida são provocadas pelos espíritos e segundo


vemos nos trabalhos de Apometria, o são por nossas vidas passadas. O Evangelho
segundo o Espiritismo, em seu Capítulo V, item 21 traz uma afirmação: Se
perscrutásseis melhor todas as dores que vos advêm, nelas encontraríeis sempre a
razão divina. Dessa forma devemos procurar as respostas e a cura para os
problemas que nos afligem olhando pelo lado espiritual. Aí estão todas as respostas
e curas.

Partindo do princípio de que é tudo espiritual e termos essa assertiva como


verdadeira então, se ficarmos atentos iremos observar a ação dos espíritos em nós,
em nossa vida diária. Se tivermos um acidente no carro, devemos mandar consertá-
lo, mas, também devemos cuidar de quem nos levou a provocar tal acidente. Se
uma dor ou uma doença nos aflige, da mesma forma devemos buscar identificar e
cuidar de quem está nos causando esse mal. A doença não chega a nós na forma
28

pronta e acabada como a medicina a conhece. Não, ela chega de mansinho e na


forma de uma dor que a princípio, não damos importância. Assim, para debelar o
mal pela raiz devemos estar atentos nessas manifestações de dor, principalmente
aquelas que aparecem e desaparecem em segundos e que por isso mesmo não nos
incomodam.

A QUESTÃO DO MERECIMENTO E DA FÉ NO SUCESSO DE UM TRATAMENTO


ESPIRITUAL

Em um processo obsessivo e na hora em que tal processo está sendo tratado em


algum trabalho espiritual, temos inúmeras partes envolvidas (obsediado
(encarnado) e obsessores (espíritos) e estes em um sem números a depender de
cada processo e ainda o grupo espiritual ali agindo e o grupo físico de médiuns)
assim, quando falo da questão do merecimento (de que independe dele) eu sempre
me reporto AO OBSESSOR pois vejo nele o necessitado primeiro, pois da
recuperação dele dependerá toda recuperação de todas as partes envolvidas. Dessa
forma e segundo as palavras de Jesus que "tua fé te curou", há que se entender que
A FÉ é o único requisito naquele momento e nada mais. Mas naquele momento tem
muitas partes envolvidas e a fé de quem está sendo falada ? A DE TODOS TE
RESPONDO e não se fala em merecimento porque nessas duas partes envolvidas
(obsediado e obsessores) para que o conflito entre ambas cesse, o que precisa
acontecer É O PERDÃO e este sendo concedido pelas partes (pois ambos são vitimas
em algumas vidas passadas) ai aconteceu o rompimento daquele círculo vicioso de
vítima/algoz que bem conhecemos e rompido esse círculo vicioso surge a cura de
ambas as partes (pois obsessor é um espírito em desequilíbrio) Então, vê-se
claramente que a questão de merecimento NÃO ESTÁ ENVOLVIDA NO PROCESSO DE
CURA DOS SERES ESPIRITUAIS e nem tampouco do ser encarnado que sofre o
processo obsessivo, pois, se segundo as palavras de Jesus que "tua fé te curou", isso
basta (isso me lembra as questões jurídicas onde pretendem colocar restrições que
não constem na lei mas a justiça barra tais exigências descabidas porque não
constantes da lei). Na minha concepção essa questão do merecimento foi incluída
nos tratamentos espirituais mais para justificar a falta de meios dos grupos de ajuda
para se atingir o âmago das questões, isso é, para justificar suas deficiências o que é
uma crueldade enorme dizer: VC NÃO FICOU BOM PORQUE VC NÃO MERECEU.

As palavras de Jesus: "A cada um, segundo suas obras", sempre se refere ao passado
porque ali sim se está aplicando a causa e efeito, porem, no presente e no futuro
entram outras variáveis, principalmente o ARREPENDIMENTO e isso muda tudo, não
29

que apague esse passado, MAS QUE FICA POSSIBILITADO A SUA REGENERAÇÃO, SUA
CURA e ai dependerá, seguindo as palavras de Jesus, da fé: "tua fé te curou" .
Ainda em Mateus (cap. VII, 7 a 11): "Pedi e se vos dará; buscai e achareis; batei à
porta e se vos abrirá", ENTÃO BASTA PEDIR E BUSCAR (e não ter merecimento) e
pedir e buscar o que: A FÉ .

LIVRE ARBÍTRIO
Variáveis Szondiana e Independência Relativa de Chico Xavier
Ercília Zilli escreveu, em sua obra “O Espírito em Terapia”, às fls. 28, que, segundo a
teoria Szondiana, são duas as variáveis do destino:

LIVRE ESCOLHA e COERCITIVO


Na livre escolha, é óbvio, o indivíduo vai decidindo o que fazer da sua vida frente às
situações que vão se apresentando. Já na variável Destino Coercitivo, de fato não
realiza escolhas, ele estabelece padrão: comigo é sempre assim , comigo é desse
jeito. Aqui o indivíduo foi levado pelos pulsões que, por sua vez, são determinados
por genes específicos. Se reagir contra esse destino, poderá realizar a livre escolha
de sua forma de viver.
Escreve ainda às fls. 29 que. segundo Szondi, existe um plano oculto de vida que
compreende forças, chamadas fatores do destino: hereditariedade; o caráter dos
pulsões; o ambiente social; o ego e o espírito.

O livre arbítrio segundo Chico Xavier

Chico Xavier, em sua obra “Missionários da Luz”, ditado pelo espírito André Luiz (pg.
226), respondendo sobre “destino pré-fixado”, explicou: “isso implicaria
obrigatoriedade de conduta espiritual. Naturalmente a criatura renasce com
independência relativa”

O livre arbítrio segundo Ramatis

Ramatis, em sua obra “Fisiologia da Alma”, psicografada por Hercílio Maes, pg. 261,
respondendo a indagação sobre o livre arbítrio, assim se posicionou:
PERGUNTA: - Mas é fora de dúvida que, se nós sofremos limitações impostas pelo
determinismo cármico do planeta em que habitamos, o nosso livre arbítrio se torna
inútil; não é assim?
30

RAMATIS: - . . . . . . . . .Aquilo que considerais um determinismo implacável, a tolher


o vosso livre arbítrio, é apenas o equipo de leis que emanam do espírito planetário
do orbe terráqueo e lhe regulam tanto o ajuste planetário como o crescimento
harmonioso de sua humanidade. Quando vos ajustardes a essas leis evolutivas e só
souberdes operar em vosso benefício espiritual, sem entrardes em conflito com a
coletividade, ser-vos-á facultado o exercício do livre arbítrio de modo ilimitado.
..........

Melhor explicado não poderia ser. Pelas palavras de Ramatis e Chico Xavier, a
“independência é relativa” e “aumenta à medida que o homem se liberta da
escravidão das formas e vive mais devotado ao mundo espiritual”.

O COMANDO DOS ESPÍRITOS SOBRE NÓS À LUZ DO EVANGELHO


SEGUNDO O ESPIRITISMO

Todas as consequências de nossa vida, seja lá de que ordem for, são provocadas
pelos espíritos e segundo vemos nos trabalhos de Apometria, o são por nossas vidas
passadas. O Evangelho Segundo o Espiritismo, em seu Capítulo V, item 21 traz uma
afirmação (Se perscrutásseis melhor todas as dores que vos advêm, nelas
encontraríeis sempre a razão divina.

Dessa forma devemos procurar as respostas e a cura para os problemas que nos
afligem olhando pelo lado espiritual. Ai estão todas as respostas e curas.

O ENCONTRO DAS IDEIAS DE DR. LACERDA, RAMATIS, EINSTEIN E FÍSICA

Aos ensinamentos de Dr. Lacerda adicionamos os experimentos científico com os


cristais da água e do DNA, conceitos de Ramatis e por último trazemos a lição de
vida que Albert Einstein deixou para sua filha onde ele explica que “a maior força
universal é o Amor”.

FÍSICA QUÂNTICA APLICADA À APOMETRIA

O pensamento irradia-se em todas as direções a partir da mente, por meio de


corpúsculos mentais energéticos. Quando devidamente potencializado através de
uma mesa mediúnica e canalizado através de um médium ao Mundo Espiritual,
dado o grande potencial energético do mundo material, poderá ser modulado pelos
espíritos do Bem, Mentores, etc... realizando ações e produzindo efeitos notáveis.
31

O comando do dirigente por meio de pulsos cumulativos de energia cósmica, por ele
e pela mesa, atraída e somada às energias vitais do próprio corpo, passa ao plano
astral, e em conformidade com as descobertas e revelações da Física Quântica,
transformado as frequências vibratórias em massa magnética, atua de maneira
decisiva sobre os espíritos a eles dirigida.
Uma das primeiras revelações da ação da Física Quântica no Mundo Espiritual, nos é
relatada pelo Dr. Lacerda em seu livro na página 100, onde a vovó Joaquina, para
auxiliar o dirigente, sugere: "Pois então dê uma zinversão no Spin dele", um mago
extremamente confiante e poderoso. E o mago desmoronou.
NOTA:- Desde que nasceu a Apometria do Amor não vejo mais motivo para a
aplicação da Inversão do Spin, este se tornou desnecessário vez que a aplicação da
energia do amor (nos moldes que fez a vovó Joaquina e é o modelo que seguimos) já
é o bastante.

Mas o que é Salto Quântico?

"Salto quântico é mudança de estado brusca de um Sistema Corpuscular. O sistema


passa de um estado a outro, saltando estados intermediários".
O efeito desta mudança de estado no Plano Espiritual pode se fazer no nível
espacial-vibratório com deslocamento do Sistema para planos diferenciados de seu
plano, para o futuro ou para níveis passados, uma vez que se canalizem as energias
necessárias ao Mundo Espiritual juntamente com comando de solicitação.
Do mesmo modo "a mudança de estado" se pode fazer na dimensão temporal, que
no Mundo Espiritual tem um significado totalmente diferente do mundo material, já
que o tempo, como entendemos, lá não existe. O passado e o presente subsistem
simultaneamente separados, tão somente, por estados vibratórios distintos, daí
poder ocorrer o deslocamento de um para os outros mediante pulsos de energia
adequadamente conduzidos pelas entidades do bem, que os recebem do mundo
material de formas já relatadas.
O Salto Quântico também pode ser entendido como a mudança de órbita dos
elétrons, que, quando recebem energia saltam para órbita imediatamente mais
externa e quando necessariamente retornam a sua órbita original emitem a energia
recebida na forma de fótons (luz), energia radiante, energia eletromagnética, etc...
dependendo da substância emissora. Portanto: o uso das cores na técnica
apométrica, por meio de energia fotônica devidamente modulada às cores
necessárias; / a despolarização dos estímulos da memória pela aplicação de energias
magnéticas anulando os registros dos bancos da memória: a dialimetria; / como
tratamento do corpo etérico, por meio da redução da coesão intermolecular
cósmica passando pela mente do operador; / assim como praticamente todas as
32

demais técnicas e procedimentos da Apometria, estão vinculados aos fenômenos


estudados na Física Quântica.
Mas como? Pela emissão de energia a partir dos organismos dos médiuns e do
dirigente, que , recebendo a energia cósmica a qual altera as órbitas de seus
elétrons que, ao retornarem, emitem energia modulada pela mente aos fins
específicos, e somando as suas próprias energias vitais, remetem ao mundo
espiritual, um caudal de forças físicas e mentais de incomensurável valor. Não nos é
possível medir a realidade dos efeitos destas energias no Mundo Maior, cuja
constituição sendo totalmente mental / energética, escapa dos limites de nossa
percepção material. Somente sabemos da eficiência de sua atuação através dos
médiuns nas suas diversas manifestações de intermediação entre os dois mundos.
Informações Complementares:
1. Colaboração/Fontes: Apometria; 1ª parte - Dos Faraós à Física Quântica -
Ricardo Di Bernardi; 2ª parte - Adaptação da Palestra proferida pelo Prof. João
Argon Preto de Oliveira em 02/05/98 no IV Encontro Regional de Apometria - Lages -
SC.
COMO SURGIRAM A APOMETRIA E SUAS 13 LEIS

Dr. Lacerda usou do processo investigativo para formular as 13 Leis da Apometria


assim como nós chegamos ao modelo de nossos trabalhos também pelo
fundamento do processo investigativo que vai permitindo, passo a passo, que
cheguemos a Raiz do Problema e com base nas leis universais: Amor, Perdão e
Arrependimento.
A Apometria não interfere em nada naquilo em que o Espiritismo, Umbanda,
Catolicismo ou outro credo qualquer acredite ou tenha como sua base filosófica.

O auxilio espiritual a quem busca esse tipo de ajuda, dentre outros, se dá pelo
chamado “desobsessão”. Com o tempo surgiram vários métodos, mas o que
predominou foi o chamado Diálogo Fraterno. Dr. Lacerda introduziu um novo
método e que chamou de APOMETRIA que consistia não somente no Diálogo com o
espírito, mas também na aplicação de técnicas baseadas em 13 Leis por ele criadas
que davam suporte as técnicas. Assim, Apometria é um método de abordagem e de
tratamento do Processo Obsessivo utilizando as 13 Leis da Apometria.
33

AS 13 LEIS DA APOMETRIA
Extraído do livro de José LACERDA de Azevedo, in ESPIRÍTO / MATÉRIA
NOVOS HORIZONTES PARA A MEDICINA.

PRIMEIRA LEI:

LEI DO DESDOBRAMENTO ESPIRITUAL

1. Enunciado:

Toda vez que, em situação experimental ou normal, dermos uma ordem de comando
a qualquer criatura humana, visando à separação de seu corpo espiritual – corpo
astral – de seu corpo físico, e, ao mesmo tempo, projetarmos sobre ela pulsos
energéticos através de uma contagem lenta, dar-se-á o desdobramento completo
dessa criatura, conservando ela sua consciência.
2. Técnica:

Nesta lei geral se baseia a Apometria. No campo dos fenômenos anímicos, a técnica
de sua aplicação representa uma verdadeira descoberta. Ela possibilita explorar e
investigar o plano astral com bastante facilidade. Não dá condições, é evidente, de
nos aprofundarmos até abismos trevosos do interior do planeta, nem nos permite a
ascensão a píncaros espirituais, mas com ela podemos assistir os desencarnados na
erraticidade, com vantagens inestimáveis tanto para eles como para os encarnados
que lhes sofrem as obsessões.

A técnica é simples. Com o comando, emitem-se impulsos energéticos através da


contagem em voz alta – tantos (e tantos números) quantos forem necessários. De
um modo geral, bastam sete, ou seja, contagem de 1 a 7.

SEGUNDA LEI:

LEI DO ACOPLAMENTO FÍSICO


1. Enunciado:

Toda vez que se der um comando para que se reintegre no corpo físico o
espírito de uma pessoa desdobrada, (o comando se acompanhado de contagem
progressiva), dar-se-á o imediato e completo acoplamento no corpo físico.
34

2. Técnica:

Se o espírito da pessoa desdobrada estiver longe do corpo, comanda-se


primeiramente a sua volta para perto do corpo físico. Em seguida, projetam-se
impulsos (ou pulsos) energéticos através de contagem, ao mesmo tempo em que se
comanda a reintegração no corpo físico.

Caso não seja completa a reintegração, a pessoa sente tonturas, mal-estar ou


sensação de vazio, que pode durar algumas horas. Via de regra há reintegração
espontânea, e em poucos minutos (mesmo sem comando); não existe o perigo de
alguém permanecer desdobrado, pois o corpo físico exerce atração automática
sobre o corpo astral. Apesar disso, não se deve deixar uma pessoa desdobrada, ou
mesmo mal acoplada, para evitar ocorrência de indisposições de qualquer natureza,
ainda que passageiras. Assim, ao menor sintoma de que o acoplamento não tenha
sido perfeito, ou mesmo que se suspeite disso, convém repetir o comando de
acoplamento e fazer nova contagem.

Pelo que observamos em milhares de casos, bastam 7 a 10 impulsos de energia


(contagem de 1 a 7, ou 10) para que se opere tanto o desdobramento como a
reintegração no corpo físico.

TERCEIRA LEI:

LEI DA AÇÃO À DISTÂNCIA, PELO ESPÍRITO DESDOBRADO

1. Enunciado:

Toda vez que se ordenar ao espírito desdobrado do médium uma visita a


lugar distante, fazendo com que esse comando se acompanhe de pulsos energéticos
através de contagem pausada, o espírito desdobrado obedecerá à ordem,
conservando sua consciência e tendo percepção clara e completa do ambiente
(espiritual ou não) para onde foi enviado.

*Nota importante: esta Lei é aplicada, de ordinário, em sensitivos que


conservam a vidência, quando desdobrados.

2. Técnica:

Ordena-se ao médium desdobrado a visita a determinado lugar, ao mesmo


tempo em que se emite energia com contagem lenta. Ele se desloca seguindo os
35

pulsos da contagem, até atingir o local estabelecido. Como permanece com a visão
psíquica, transmite, de lá, descrições fiéis de ambientes físicos e espirituais, nestes
últimos se incluindo a eventual ação de espíritos sobre o encarnado.

Este tipo de desdobramento exige certos cuidados com o corpo físico do médium,
que deve ficar em repouso, evitando-se até mesmo que seja tocado.

QUARTA LEI:

LEI DA FORMAÇÃO DOS CAMPOS DE FORÇA

1. Enunciado:

Toda vez que mentalizamos a formação de uma barreira magnética, por meio de
impulsos energéticos através de contagem, formar-se-ão campos de força de
natureza magnética, circunscrevendo a região espacial visada na forma que o
operador imaginou.
2. Técnica:

Mentalizamos fortemente uma barragem magnética e projetamos energias para sua


concretização, através de contagem até sete. Há de se formar um campo de força
simples, duplo ou triplo, e com frequências diferentes – conforme desejarmos. A
densidade desses campos é proporcional à força mental que os gerou. Costumamos
empregar essa técnica para proteger ambientes de trabalho e, principalmente, para
contenção de espíritos rebeldes.

Os antigos egípcios eram peritos nessa técnica, pois seus campos de força duram até
hoje, conforme temos verificado. Usavam-nos para proteção de túmulos, imantação
de múmias e outros fins.

A forma do campo tem grande importância, pois os piramidais, mormente os


tetraédricos (poliedros de quatro faces), têm tamanha capacidade de contenção
que, uma vez colocados espíritos rebeldes no seu interior, eles não poderão sair – a
menos que se lhes permita. Dentro desses campos, tais espíritos podem ser
conduzidos para qualquer lugar, com toda a segurança e facilidade.
36

Descobrimos que os ângulos diedros (ângulos retos das bases) das pirâmides têm
propriedades especiais: dificilmente se rompem e, assim mesmo, por ação de
energias que, via de regra, esses espíritos não possuem.

QUINTA LEI:

LEI DA REVITALIZAÇÃO DOS MEDIUNS

1. Enunciado:

Toda vez que tocarmos o corpo do médium (cabeça, mãos), mentalizando a


transferência de nossa força vital, acompanhando-a de contagem de pulsos, essa
energia será transferida. O médium começará a recebê-la, sentindo-se revitalizado.

2. Técnica:

Pensamos fortemente na transferência de energia vital de nosso corpo físico para o


organismo físico do médium. Em seguida, tomamos as mãos do médium ou
colocamos nossas mãos sobre sua cabeça, fazendo uma contagem lenta.

A cada número pronunciado, massa de energia vital – oriunda de nosso próprio


metabolismo – é transferida de nosso corpo para o médium. Usamos essa técnica,
habitualmente, depois dos passes magnéticos em pacientes muito desvitalizados.

Ela nos permite trabalhar durante quatro a cinco horas consecutivas, sem desgaste
apreciável. De trinta em trinta minutos costumamos transferir energias vitais para
os médiuns, que desse modo podem trabalhar sem dispêndio de forças.

SEXTA LEI:

LEI DA CONDUÇÃO DO ESPÍRITO DESDOBRADO, DE PACIENTE ENCARNADO, PARA


OS PLANOS MAIS ALTOS, EM HOSPITAL DO ASTRAL

1. Enunciado:

Espíritos desdobrados de pacientes encarnados somente poderão subir a


planos superiores do astral se estiverem livres de peias magnéticas.

2. Técnica:

É comum desdobrar-se um paciente a fim de conduzi-lo ao plano astral superior


(para tratamento em hospitais) e encontrá-lo, já fora do corpo, completamente
37

envolvido em sudários aderidos ao seu corpo astral, laços, amarras e toda a sorte de
peias de natureza magnética, colocadas por obsessores interessados em prejudicá-
lo.

Nesses casos, é necessária uma limpeza perfeita do corpo astral do paciente, o que
pode ser feito, e de modo muito rápido, pelos espíritos dos médiuns desdobrados.
Se estes não puderem desfazer os nós ou não conseguirem retirar esses incômodos
obstáculos, o trabalho será feito pelos socorristas que nos assistem.

Note-se que os passes habitualmente ministrados em casas espíritas são ineficazes


nesses casos, pois agem apenas sobre a aura do paciente, e mais no campo
vibratório.

Com frequência, fornecemos energias aos médiuns desdobrados, para que possam
retirar do paciente essas peias e o material mais pesado. Lembramos que é sempre
através de contagem que se transfere qualquer forma de energia.

SÉTIMA LEI:

LEI DA AÇÃO DOS ESPÍRITOS DESENCARNADOS SOCORRISTAS SOBRE OS


PACIENTES DESDOBRADOS.

1. Enunciado:

Espíritos socorristas agem com muito mais facilidade sobre os enfermos se


estes estiverem desdobrados, pois que uns e outros, dessa forma, se encontram na
mesma dimensão espacial.

2. Técnica:

Estando os pacientes no mesmo universo dimensional dos espíritos protetores


(médicos, técnicos e outros trabalhadores), estes agem com muito mais
profundidade e rapidez. Os diagnósticos tendem a ser mais precisos e as operações
cirúrgicas astrais também são facilitadas, pois quase sempre o espírito do paciente é
conduzido a hospitais do astral que dispõem de abundante equipamento, recursos
altamente especializados, com emprego de técnicas médicas muito aperfeiçoadas.

A Apometria, desdobrando os pacientes para serem tratados, concorre


decisivamente para o êxito de seu tratamento espiritual – e poderá se constituir em
importante esteio no tratamento dos espíritos. Não está longe o dia, acreditamos,
38

em que a Medicina será integral: enquanto médicos encarnados tratarem das


mazelas físicas, seus colegas desencarnados se encarregarão das enfermidades do
espírito; encarnados e desencarnados trabalhando juntos.

Como a maioria das doenças, talvez 80% delas, começa no corpo astral, bem se
pode imaginar a extensão das aplicações da Apometria, especialmente no campo
das doenças mentais. Nessas, a terapêutica é grandemente facilitada, pois é
viabilizado o tratamento e afastamento dos obsessores, causa mais frequente das
psicopatias.

OITAVA LEI:

LEI DO AJUSTAMENTO DE SINTONIA VIBRATÓRIA

DOS ESPÍRITOS DESENCARNADOS COM O MÉDIUM

OU COM OUTROS ESPÍRITOS DESENCARNADOS, OU DE AJUSTAMENTO DA


SINTONIA DESTES COM O AMBIENTE PARA ONDE, MOMENTANEAMENTE, FOREM
ENVIADOS.

1. Enunciado:

Pode-se fazer a ligação vibratória de espíritos desencarnados com médiuns ou entre


espíritos desencarnados, bem como sintonizar esses espíritos com o meio onde
forem colocados, para que percebam e sintam nitidamente a situação vibratória
desses ambientes.
2. Técnica:

Quando se quiser entrar em contato com desencarnado de nível vibratório


compatível com nosso estado evolutivo, presente no ambiente, projeta-se energia
em forma de pulsos rítmicos, ao mesmo tempo em que se comanda a ligação
psíquica.

Por esta técnica se estabelece a sintonia vibratória entre sensitivo e desencarnado,


facilitando grandemente a comunicação. Ela abre canal sintônico entre a frequência
fundamental do médium e do espírito.

Emitidos por contagem, os pulsos energéticos fazem variar a frequência do sensitivo


do mesmo modo como acontece nos receptores de rádio, quando giramos o dial do
39

capacitor variável até estabelecer ressonância com a fonte oscilante (estação) que
se deseja.

Se o espírito visitante tiver padrão vibratório muito baixo ou se estiver sofrendo


muito, o médium abaixa sua tônica vibratória ao nível da entidade e fica nessa
situação até que ela se retire. Tão logo aconteça desincorporação, devemos elevar o
padrão vibratório do médium. Se isso não for feito, o sensitivo ficará ainda por
algum tempo sofrendo as limitações que o espírito tinha, manifestando sensações
de angústia, opressão, mal-estar etc., em tudo semelhante às da entidade
manifestada.

É comum verem-se médiuns saindo de sessões espíritas se queixando de que se


sentem mal, psiquicamente esgotados e até doentes, o que denota a má condução
dos trabalhos espirituais. Com efeito, isso só acontece porque os médiuns, tendo
ficado por algum tempo em sintonia com espíritos sofredores, não desfizeram a
ressonância vibratória quando da saída deles. Em trabalhos bem orientados, com
frequência o plano espiritual usa o recurso de incorporar, ao final das sessões, um
guia em um dos médiuns, para processar a limpeza vibratória (esse, por sinal, é
procedimento costumeiro nos trabalhos de Umbanda.).

Em trabalhos de desobsessão, as circunstâncias muitas vezes fazem com que seja


necessário levar espíritos rebeldes a confrontar-se com situações constrangedoras
do Passado ou Futuro, de modo a esclarecê-las. Estes nossos irmãos revoltados
costumam não aceitar esse constrangimento, talvez porque não queiram se
reconhecer como personagens dos dramas escabrosos que lhes são mostrados –
avessos que são às admoestações, ainda que amoráveis.

Nesses casos, procuramos fazer com que sintam o ambiente, isto é, entrem em
ressonância com as vibrações opressivas que desencadearam no passado, para que
possam bem compreender.

Tema 8, fl.2 (cont.): A desarmonia que geraram e suas consequências. Tão logo
projetamos energias em forma de pulsos, por contagem, a sintonia se estabelece.

E haverá de permanecer até que o campo vibratório se desfaça, por ordem do


operador, com a volta da entidade ao Presente. Quando isso ocorrer, nosso irmão
revoltado se pacificará, completamente esclarecido.
40

Não poderia ser de outra forma: a transformação espiritual é automática quando ele
vê as cenas e as sente, revivendo-as.

NONA LEI:

LEI DO DESLOCAMENTO DE UM ESPÍRITO

NO ESPAÇO E NO TEMPO

1. Enunciado:

Se ordenarmos a um espírito incorporado a volta a determinada época do Passado,


acompanhando-a de emissão de pulsos energéticos através de contagem, o espírito
retorna no Tempo à época do Passado que lhe foi determinada.
2. Técnica:

Costumamos fazer o espírito regressar ao Passado para mostrar-lhe suas


vivências, suas vítimas, sua conduta cruel e outros eventos anteriores à existência
atual, no objetivo de esclarecê-lo sobre as leis da vida.

Há ocasiões em que temos de lhe mostrar as injunções divinas que o obrigam a viver
em companhia de desafetos, para que aconteça a harmonização com eles, além de
outras consequências benéficas à sua evolução. O conhecimento, aqui ou no plano
espiritual, é Luz. Tão logo se esclarece, sentindo, sobre o funcionamento da Lei do
Karma, qualquer sofredor desencarnado dá um passo decisivo em sua evolução,
pois se elucidam suas dolorosas vivências passadas com todo o cortejo dos não
menos dolorosos efeitos.

Também usamos essa técnica, e com grande proveito, para conduzir magos negros
ao Passado, a fim de anular os campos energéticos que receberam em cerimônias
de iniciações em templos.

DÉCIMA LEI:

LEI DA DISSOCIAÇÃO DO ESPAÇO/TEMPO

1. Enunciado:

Se, por aceleração do fator Tempo, colocarmos no Futuro um espírito


incorporado, sob comando de pulsos energéticos, ele sofre um salto quântico,
caindo em região astral compatível com seu campo vibratório e peso específico
41

kármico (Km) negativo – ficando imediatamente sob a ação de toda a energia Km de


que é portador.

2. Técnica:

Chamamos de Km o peso específico do karma do indivíduo, isto é, a energia kármica


negativa de que está carregado. Constitui a massa kármica a resgatar, de uma
determinada pessoa; por ser assim individual, consideramo-la específica. O fator ‘m’
indica a massa maléfica desarmônica.

Esta lei é importante porque nela se baseia uma técnica para tratamento de
obsessores simples, mas renitentes.

Observamos que um espírito, ao ser dissociado do espaço em que se encontra,


através da aceleração do fator Tempo, dá um verdadeiro salto quântico (à
semelhança dos elétrons, nos átomos). O afastamento do espaço normal não
acontece de maneira progressiva, e sim por saltos, até que consegue instalar-se num
espaço do futuro hostil (espaço frequentemente ocupado por seres horrendos,
compatíveis com a frequência vibratória do recém-chegado viajante).

Nesses casos de dissociação do Espaço/Tempo, ocorre fenômeno sobremaneira


interessante. Ao acelerar-se o Tempo, a carga kármica a resgatar – que
normalmente seria distribuída ao longo do Tempo, 300 anos, por exemplo – fica
acumulada, toda ela e de uma só vez, sobre o espírito. Esta é a causa da sensação de
terrível opressão, de que começa a se queixar. Deste incômodo, mas momentâneo
mal-estar, podemos nos servir, apresentando-o como prova das consequências dos
seus atos e de sua repercussão negativa na harmonia cósmica.

A técnica é muito simples: projetamos energias magnéticas, por pulsos rítmicos e


através de contagem, sobre o espírito incorporado, ao mesmo tempo em que se lhe
dá ordem de saltar para o Futuro. (Esta técnica só deve ser usada em espíritos
desencarnados, visando a esclarecê-los).

O salto quântico acontece imediatamente, e o espírito passa a se ver no novo


ambiente, sentindo-lhe a profunda hostilidade. Dá-se o abrupto encontro com toda
a massa kármica negativa, com grande incômodo para o culpado.

Devemos ter muito cuidado com o espírito durante este encontro. Se o desligarmos
do médium de repente, sem preparação, será literalmente esmagado pelo campo
42

energético acumulado. Seu corpo sofrerá destruição, transformando-se em


“ovoide”. Para desligar o espírito do médium, devemos fazê-lo, antes, retornar
lentamente para a época Presente.

Esse processo é fácil de ser entendido. Ao ser projetado para o Futuro, o espírito
passa a viver em uma nova equação de Tempo, uma vez que o Futuro ainda não foi
vivido por ele, mas seu Karma negativo (Km) continua a sobrecarregá-lo. Como este
Km ainda não foi resgatado, também não foi distribuído ao longo do Tempo: fica
condensado e acumulado sobre seu corpo astral, comprimindo-se, de repente, ao
desligarmos do médium; então, toda a massa negativa (ainda não espalhada em
outras reencarnações) precipita-se sobre ele de uma vez só. E ei-lo reduzido a
“ovoide”.

Explicamos melhor: é como se esse espírito possuísse um caminhão de tijolos a ser


descarregado ao longo de sucessivos amanhãs, mas que tivesse atirado toda essa
carga de uma só vez, sobre sua cabeça – por acidente. O esmagamento seria
inevitável.

DÉCIMA PRIMEIRA LEI:

LEI DA AÇÃO TELÚRICA SOBRE OS ESPÍRITOS DESENCARNADOS

QUE EVITAM A REENCARNAÇÃO

1. Enunciado:

Toda vez que um espírito desencarnado possuidor de mente e inteligência


bastante fortes consegue resistir à Lei da Reencarnação, sustando a aplicação dela
nele próprio, por largos períodos de tempo (para atender a interesses mesquinhos
de poder e domínio de seres desencarnados e encarnados), começa a sofrer a
atração da massa magnética planetária, sintonizando-se, em processo lento, mas
progressivo, com o Planeta. Sofre apoucamento do padrão vibratório porque o
Planeta exerce sobre ele uma ação destrutiva, deformante, que deteriora a forma
do espírito e de tudo o que o cerca, em degradação lenta e inexorável.

2. Técnica:

A adaptação ao meio é da dinâmica da Vida. Dela, de seus vários níveis de


complexidade e de degraus evolutivos se ocupam as Ciências Biológicas. Mas a fonte
43

da Vida é o Espírito. E o meio do Espírito é a Eternidade. Cada vez que reencarna –


mergulhando num determinado Tempo do Planeta, de certo país, de uma
comunidade, família e humanos com quem irão conviver –, a cada nova germinação
na matéria, o espírito tem um reencontro com cósmicas e eternas opções.

Ou evolui, aumentando a Luz de si mesmo, que conquistou através de anteriores


experiências na noite dos tempos, ou involui, fabricando suas próprias sombras e as
dores e horrores que terá de suportar para reajustar-se à Harmonia Cósmica que
perturbou. De tempos em tempos, de ciclo em ciclo, passos grandes ou pequenos
vão sendo dados. E o Espírito sempre avança, embora com eventuais retrocessos.

Quando um ser humano se atira a variados crimes, perversões e vícios, de modo a


retroceder alguns degraus na evolução, sabe-se que ele sentirá, ao desencarnar,
todo o fardo das consequências. Seu espírito tomará a forma adequada ao meio que
ele próprio se construiu: terá um corpo astral degradado, disforme, monstruoso.
Será um eu, por exemplo. E, ao ver que outros companheiros, esbeltos quando
encarnados, se transformaram e tomaram a aparência de animais, compreenderá
que a degradação de sua forma está acompanhando a degradação espiritual. As
lendas de homens que se transformam em animais (zoantropia) têm, no astral,
permanente realidade.

Mas tais fenômenos de deterioração da forma, sendo relativamente rápidos,


também são passageiros. Vistos da Eternidade, têm a duração de uma moléstia
curável. O espírito, mais tempo ou menos tempo, reintegra-se ao fluxo
reencarnatório, e assim, vivendo e morrendo, vivendo e morrendo, reconquista o
Caminho perdido.

Muito mais séria – porque irreversível – é a pavorosa deformação que sofrem os


espíritos que transgridem sistematicamente a Lei da Reencarnação. Não é
fenômeno comum, pois somente entidades sumamente negativas e dotadas de
mente poderosa – como, por exemplo, os magos negros – têm condições e
temeridade bastantes para desprezar e recusar a Vida.

Observamos cuidadosamente, por cerca de cinco anos: espíritos que evitam por
todos os meios reencarnar, chegando a sustar a própria reencarnação durante
tempo tão dilatado que vai a milênios, começam a sofrer uma sutil, quase
44

imperceptível mas lenta e inexorável ação do magnetismo do Planeta – coercitivo e


primário.

O corpo astral se corrói e desgasta, o espírito perde a aparência e estética normais e


vai se transformando num ser repelente. Este processo tem semelhança com o
envelhecimento de uma casa em que a ação do Tempo vai produzindo sinais de
progressiva ruína, como o deslocamento de paredes, rachaduras, perda de reboco
etc. Tão lenta é essa degradação que nem mesmo o espírito que a padece costuma
percebê-la. O que é de suma gravidade, já que a deformação, segundo tudo indica,
não tem reversão. Já observamos muitos magos negros com estes sinais de
decadência. Mais de trinta casos.

Ninguém burla as Leis Divinas impunemente. Quem se contrapõe ao ciclo das


encarnações, repelindo oportunidades evolutivas; quem abomina, como
repugnantes, as experiências na carne; quem prefere as ilusões do Poder, através do
domínio tirânico de seres encarnados ou desencarnados (ou de vastas regiões do
astral inferior), aferra-se, inconscientemente e automaticamente, à massa do
Planeta. E se afunda nele, em trágico retrocesso.

Este fenômeno só acontece com espíritos detentores de inteligência e poder


mental suficiente para sustar as próprias reencarnações durante séculos. Espíritos
inteligentes. De grande poder mental. Mas inferiores, pois ainda sujeitos à roda das
encarnações e dependentes delas para subir na escala evolutiva. Nos espíritos
superiores que, por mérito evolutivo, não mais precisam encarnar, esse tipo de
degradação jamais acontece. Eles estão redimidos: escapam ao magnetismo do
Planeta em razão do grau de desmaterialização que já atingiram.

Temos aprendido que o conhecimento dessa Lei de Ação Telúrica é da mais


alta importância. Ela nos enseja profundas lições espirituais ao desvelar a evolução
dos seres. E esclarece, também, esses espíritos endurecidos, envelhecidos no Mal,
através do poder maléfico de suas mentes.

A importância da Lei nos leva a ilustrá-la com a apresentação de um caso.


Esperamos que fiquem bem claros, assim, os detalhes da técnica de sua aplicação.
45

DÉCIMA SEGUNDA LEI:

LEI DO CHOQUE DO TEMPO

1. Enunciado:

Toda vez que levarmos ao Passado espírito desencarnado e incorporado em médium,


fica sujeito a outra equação de Tempo. Nessa situação, cessa o desenrolar da
sequência do Tempo tal como o conhecemos, ficando o fenômeno temporal atual
(Presente) sobreposto ao Passado.

O deslocamento cria tensão de energia potencial entre a situação presente e os


deslocamentos para o Passado. Enquanto o espírito permanecer incorporado ao
médium, nada lhe acontece; apenas passa a viver e vislumbrar a nova situação
ambiental que lhe foi imposta. No entanto, se for bruscamente desligado do
médium, sai do campo de proteção do mediador e fica como que solto na outra
dimensão espaço-temporal. Recebe em cheio, então, a energia potencial criada pelo
deslocamento.

Essa energia é suficientemente forte para destruir sua estrutura astral através do
choque que se produz. E ele se reduz a ovoide, vestido apenas por suas estruturas
espirituais superiores: corpos átmico, búdico e mental superior.

Para que um espírito não sofra tal agressão quando submetido a tratamentos no
Passado, é necessário trazê-lo lentamente de volta ao Presente, através de
contagem regressiva.

2. Técnica:

É a mesma descrita em leis anteriores: emprego de pulsos energéticos através


de contagem.

DÉCIMA TERCEIRA LEI:

LEI DA INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS DESENCARNADOS, EM SOFRIMENTO, VIVENDO


AINDA NO PASSADO, SOBRE O PRESENTE DOS DOENTES OBSIDIADOS

1. Enunciado:

Enquanto houver espíritos em sofrimento no Passado de um ser submetido à


obsessão (obsidiado), tratamentos de desobsessão não alcançarão pleno êxito,
46

continuando o enfermo encarnado com períodos de melhora, seguidos por outros


de profunda depressão ou de agitação psicomotora.

2. Técnica:

Em primeiro lugar, procede-se ao atendimento dos obsessores que se encontram


em volta do paciente, retirando-os para estâncias do astral especializadas no
tratamento de tais casos.

Nunca se deve esquecer de que obsessor, ou qualquer sofredor, só se atende


uma única vez. Se bem feito o tratamento, com assistência espiritual devida, todos
os espíritos malfazejos são retirados definitivamente – num único contato. Deixar
obsessores soltos, após breve esclarecimento evangélico (como se faz em sessões
kardecistas), é um erro. Não é com um simples diálogo de alguns minutos que se
demove perseguidores renitentes (ou magos negros). Reafirmamos: esse
procedimento clássico torna o trabalho inócuo. E até prejudicial. A remoção de
todos esses seres pode ser feita em algumas sessões.

Se o doente, depois, não apresentar melhoras definitivas, devemos dar início ao


estudo de suas encarnações anteriores. Para tanto, abrimos as frequências dessas
encarnações, para atendimento aos espíritos que estacionaram no Tempo. Todos
eles, quase sempre, são profundos sofredores. Alguns ainda se encontram
acorrentados em masmorras; outros vivem em cavernas ou se escondem em
bosques, temerosos, famintos, esfarrapados. Eles maldizem quem os prejudicou,
formando campos magnéticos de ódio, desespero e dor, profundamente
prejudiciais.

Quando o enfermo encarnado recebe o alívio que se segue ao afastamento dos


espíritos mais próximos – os que estão na atual encarnação – esse alívio não se
consolida, porque as faixas vibratórias de baixa frequência, oriundas do Passado,
refluem e se tornam presentes, por ressonância vibratória.

O enfermo encarnado, partícipe ou causante daqueles passados barbarismos,


continua a receber emanações dessas faixas de dor e ódio. Sente, também ele,
íntima e indefinida angústia, sofrimento, desespero. E somente terá paz se o
Passado for passado a limpo.
47

De encarnação a encarnação, vai-se limpando essas faixas do Passado.


Espíritos enfermos, dementados e torturados são recolhidos para o Tempo Presente
e internados em Casas de Caridade do astral, para tratamento eficiente. E, ao final,
quando o enfermo encarnado manifesta sinais de que sua cura se consolida, o
persistente trabalho de desobsessão – aprofundando-se no Passado – terá
conduzido à regeneração e à Luz centenas, quando não milhares, de irmãos
desencarnados.

INTRODUÇÃO AOS CONCEITOS DE MÔNADAS E VIDAS SIMULTÂNEAS

MÔNADA

Uma simples explicação de meu mentor sobre “o que sou dele” trouxe a lume uma
visão de Mônada. A explicação foi que eu sou ele e ele é eu, isso é, somos a mesma
criatura, mas eu sou apenas uma partícula dele. Ele é meu Eu Superior. Outras
partes dele (e nossa também) mais evoluídas são aquilo que conhecemos como
mentores, guias, etc. Essas centenas ou milhares de eus, todos pertencentes a
mesma Mônada, podemos chamar de Vidas Simultâneas.

Mônada (do grego μονάς, μόνος, que se traduz por "único",


simples") é um átomo básico da natureza, energia de toda e
qualquer realidade física ou anímica, que apresenta as
características de imaterialidade, indivisibilidade e eternidade
e portanto, indissolúvel e indestrutível. Deus seria a Mônada
Suprema, criadora e ordenadora de todas as outras.

Mônada é um ser criado simples e ignorante por Deus, quando uniu o princípio
espiritual ao princípio material, como partes integrantes e inseparáveis uma da
outra. É o princípio espiritual ou o princípio inteligente ou a alma, associados ao
princípio material (fluido universal), dando origem ao ser que transitará através da
escada evolutiva, desde os mais simples, nos reinos inferiores até sua chegada ao
grau de Espírito Puro. André Luiz, em Evolução em Dois Mundos, capítulo III,
escreve: A mônada vertida do Plano Espiritual sobre o Plano Físico atravessou os
mais rudes crivos da adaptação e seleção... Edgard Armond, em Iniciação Espírita,
48

tomo VII, Estudo dos Seres e da Vida, fala que as mônadas luminosas, emanadas do
foco universal que é Deus atraem a si, automaticamente, o fluido cósmico universal,
plasmável, do qual se revestem para ganhar forma.

A Mônada é o ápice da evolução humana e dela provêm a vida em estado essencial


e a consciência pura. Essa consciência e essa força vão descendo de um veículo
mais sutil ao imediatamente mais denso e assim sucessivamente até chegar ao
plano material que é o mais denso de todos, onde se situa o corpo físico.

RESUMO DE VIDAS SIMULTÂNEAS

Nossas vidas (futuras, passadas e presentes simultâneas) "se visitariam através dos
olhares uma de outra", isso seria na forma de sonhos. Os nossos olhos, no mundo
espiritual, seriam portais.

O espírito habita planos mais elevados e, à maneira de um sol, emite seus raios em
direção aos planos mais densos.

Os corpos são manifestações do espírito nos planos. O espírito se projeta através


dos campos, manifestando-se de acordo com o plano de existência.

Chegando ao plano astral, forma corpos com matéria astralina formando o corpo
astral ou perispírito.

Cada ser tem um numero determinado de corpos no plano astral. Alguns já


ascenderam a planos mais elevados, outros permanecem presos ao plano astral, ou
ainda estão encarnados no plano físico.

O ser no plano físico é uma individualidade (o DNA de cada um é uma combinação


única), mas conserva a ligação com outras partes de si mesmo (partes do DNA iguais
aos de outras individualidades).

Num passado, ainda sem entender direito a questão, chamei esse fenômeno de
“fragmentos de consciência”, isso é, aquilo que reencarna são as problemáticas
nossas afim de resolvê-las. E se problemáticas são, claro está que nos causarão
problemas e sabedor disso podemos trabalhar as dificuldades na Constelação, assim
como aceitar essa realidade nos facilitaria o “amar ao próximo como a ti mesmo”.
49

Será que existem outras realidades derivadas de nós mesmos ( vivendo as mesmas
realidades dessa que vos fala) em existências simultâneas a essa nossa aqui ? Que
existem outras realidades do mesmo espírito isso eu não tenho dúvidas, isso é,
outros Faiçal encarnando para resolverem outros problemas de vidas passadas que
não os que essa minha vida atual vai enfrentar, mas a dúvida que me assolou foi a
partir de um sonho que tive essa noite onde eu vivia uma situação com um irmão
meu já falecido, situação essa que não aconteceu nessa vida atual de meu irmão e a
minha pessoa, isso é, juntou no sonho 3 personagens que não se conheceram nessa
encarnação (meu irmão não conheceu o 3º personagem). A dúvida que me assolou
foi: ESSES 3 PERSONAGENS DO MEU SONHO ESTARIAM VIVENDO UMA
OUTRA VIDA PARALELA A ESSA MINHA (e deles também) DE HJ ...???? só pode ser
porque os acontecimentos do meu sonho não aconteceram nessa vida de hoje
porem foram elencados a relação que mantivemos nessa vida atual, em outras
palavras: essa nossa vida atual (de nós 3 personagens do meu sonho) vivia situações
por deveras parecida com a que vivemos nessa vida atual, tinham um outro modelo
de encontro e relações mas muito parecido com as de hoje...NÃO SE PODE FALAR
QUE SEJA UMA VIDA FUTURA pois um dos personagens já desencarnou, então, a
única resposta que encaixava era a de que EXISTIA UMA OUTRA VIDA MUITO
PARECIDA COM A ESSA MINHAVIDA ATUAL E COM OS MESMOS PROBLEMAS E
RELAÇÕES...

Baseado na teoria do "biocentrismo" (http://www.duniverso.com.br/cientistas-


comprovam-reencarna…/) segundo a qual podemos ter vidas simultâneas em algumas
dimensões, então, pergunto, quais seriam os efeitos sobre esses nossos outros eus
encarnados (ou desencarnados), dos nossos comportamentos atuais e de possíveis
mudanças que viéssemos a fazer, ???

UM SÓ ESPÍRITO - muitas encarnações simultâneas - Nossas vidas passadas

Ao longo de sua existência, de acordo com suas necessidades, um espírito reencarna


muitas vezes: 10, 100, 1.000. Para cada encarnação, um teatro daquela vida é
montado: pais, irmãos, amigos, inimigos, parentes etc. Transcorridos uns cem anos,
todo aquele grupo já não estará mais na carne. Pelas suas afinidades eles
novamente se reunirão, agora na espiritualidade. Daí, passarão ao resgate e
reencontro daquela encarnação.
50

Em função do processo evolutivo e da necessidade dos espíritos, eles,


individualmente, iniciarão a nova etapa da reencarnação. Passado algum tempo,
possivelmente todos os participantes daquele teatro citado reencarnarão.
Novamente transcorridos uns 100 anos dessa última encarnação, todos já terão
encarnado.
De acordo com as suas necessidades, eles irão compor 10, 100 ou 1.000
reencarnações, porque a finalidade do espírito é a sua evolução pelo resgate de seus
erros.
Para alguém encarnado hoje, as suas vidas pretéritas não vieram com ela. Elas
permanecem em seus teatros vividos enfrentando os mesmos traumas e problemas
até que o perdão e o arrependimento se instalem em seu coração de alguma forma.
A doutrina e os terapeutas de vidas passadas tratam esses casos como fichas de
memórias, disquetes, arquivos etc., mas sem nenhuma vida presente, sem nenhuma
atuação presente. Cremos e temos visto que eles estão vivos e bem vivos só que em
no plano espiritual. Porque entendemos que não seriam simples arquivos de
memória, porque eles atuam também no presente, obsediando (aqueles com
problemas) e ajudando (aqueles em boas condições). Temos visto nos trabalhos de
doutrinação, ao trazermos essas entidades, que elas estão praticando danos a seres
encarnados e desencarnados.
Entender que o ser encarnado está resgatando (na mesma vida), todo seu pretérito,
é jogar carga demais em cima do ser. Então uma encarnação é para resgatar o quê?
Só uma vida passada? só uma situação passada? ou todas as vidas e situações e
erros passados?
Se uma reencarnação é para resgatar tudo de uma só vez, então bastaria uma vida
monástica, dedicada ao próximo, de caridade, para resgatarmos nosso passado e
ascendermos ao Senhor? Muita pretensão.
Todo esse arranjo espiritual é controlado por uma Administração Sideral, segundo
Ramatis.
Uma nova reencarnação é decidida em função das necessidades de evolução do
espírito uno que sofre os problemas daquelas centenas de vivências, bem ou mal
vividas, e busca o reencarne de uma das vivências que já esteja preparada, isto é,
em processo de arrependimento.
São as mais diversas situações que nossas vidas passadas possam estar enfrentando,
conforme seja seu estado: doente, ferida, em ótima situação, presa no umbral,
enterrada no fundo do oceano etc., isto é, em uma infinidade de situações,
normalmente sofridas.
51

Alguma vivência mais forte pode se rebelar contra a atual encarnação e lutar contra
ela para até tomar seu lugar (eu mesmo já tratei, pela Apometria, uma vivência
minha cujas informações não coincidiam, até que a entidade explicou que aquela
vivência não era dele, ele a tinha tomado para si e vivido pelo outro). Como isso
pode ocorrer é o que a Psicologia chama de múltiplas personalidades, sendo que,
pela fraqueza do ser, uma das vivências passa a comandar as suas ações. O ser não
reagiu aos pulsões de que fala Szondi (Léopold Szondi, psicanalista húngaro), e uma
das chamadas múltiplas personalidades dominou-o, passando, daí em diante, a
comandar aquela encarnação. Na Apometria, esse distúrbio é chamado de Linha de
Desarmonia, conforme descreveu Godinho, em sua belíssima obra “Desvendando o
Psiquismo” (pág. 37): “Outra descoberta interessante, feita através da técnica do
Desdobramento Múltiplo, foi o que chamamos de “Linhas de Desarmonia ou
Rebeldia”, que são agrupamentos maiores ou menores nos Níveis Conscienciais
rebelados, formando associação e agindo de forma antagônica em relação à
proposta encarnatória. Essa proposta é o delineamento que o ser traz em si para a
vida atual ou que deseja imprimir como propósito desta existência”.
Nas encarnações sucessivas você recebe uma roupagem (o corpo físico) e uma
condição de trabalhar as suas necessidades para a qual reencarna (não
reencarnamos para resgatar nossos erros como um todo, e sim situações). Nossa
essência divina fica meio que enegrecida, abafada, inalcançável para aquela vida.
ESSA É UMA DAS PARTES LINDAS E DIFÍCEIS DO TRABALHO: O RESGATE DE SUA
ESSÊNCIA DIVINA. É daí que nasce o perdão, o arrependimento e,
consequentemente, o amor, mas este já estava dentro dele, não se pode falar que
essa criatura tinha involuído, apenas estava adormecida aquela coisa boa dentro
dele, assim como muitos dons que não foram bem usados são tornados inacessíveis
(não que os tenha perdido), mas porque não saberia usá-los de maneira proveitosa
para seu espírito e houve por bem privá-lo do uso dessa sua aptidão, nessa
encarnação. Regrediu? Claro que não, mas não tem nessa encarnação o pleno uso
dela.
Fragmentos de consciência Sua criação se dá por um ato em desarmonia da atual
existência, que formará tantos fragmentos dessa atual existência quantos forem os
atos praticados em desarmonia e que permanecerão vibrando até que se
harmonizem com o outro sujeito do ato e isso se dará pelo arrependimento e
consequente pedido de perdão e do outro lado com a aceitação do pedido do
perdão.
Tomando-se por base uma pessoa normal, está, a cada dia, algumas vezes provocará
ou sofrerá algum ato que redundará “na criação de mais um fragmento daquela
consciência atual” levando a conclusão que em uma encarnação formaremos
52

centenas desses fragmentos que, ato contínuo, ganham vida autônoma mas ficarão
estacionados naquele teatro, agarradas ao fato ocorrido. Ao serem esclarecidas tais
questões pelos trabalhos de Apometria (quase sempre de forma dolorosa), aquelas
partes da consciência se reacoplam ao ser reencarnado.
Apesar de ser o espírito uno, reencarnamos para ir vivenciando as situações mal
resolvidas em vidas passadas mas, diferentemente do que se pensa, ao
reencarnarmos NÃO VEM TUDO AQUILO NOSSO QUE ESTÁ NO OUTRO PLANO
COMO CARGA PARA UM ÚNICO SER, só veem aquela situação que precisa ali ser
trabalhada (uma ou algumas situações) essa é a máxima do processo reencarnatório
e que explica a bondade divina ao nos conceder o direito de "fazer de novo" mas
fazer de uma forma diferente, agora uma boa forma de agir como pessoa, mas as
outras vidas passadas nossas continuam onde estiverem e, por incrível que pareça,
entram em conflito imenso com a parte encarnada (que é ela mesma, mas não se
reconhece como tal, ou se reconhece, quer ela dar o sentido e rumo dessa vida), EU
AQUI ENCARNADO, MAS OUTRAS SITUAÇÕES MINHAS, OUTRAS VIDAS PASSADAS
MINHAS, PODEM TAMBÉM ESTAR ENCARNADO. HOJE então, o que encarnaria não é
espírito uno, mas as problemáticas vidas passadas (com a finalidades de resolver o
problema de forma amorosa).

O QUE REENCARNA ?
Os sentimentos ruins (que são as fontes de nossos problemas) que cultuamos (raiva,
ira mágoa, desejos não confessáveis, inveja, vingança, etc) geram necessidades de
serem trabalhados, transmutados...e uma das forma de se fazer isso ( uma outra
forma seria o arrependimento enquanto encarnado ou já na erraticidade) é uma
nova encarnação ... mas como temos tantos problemas e cada encarnação a serem
resolvidos seria praticamente impossível se esperar o resgate "apenas pelo processo
reencarnatório individual", dai que iremos reencarnando várias vezes e
simultaneamente...O ESPÍRITO É UNO" porem é também "onipresente" (que é uma
capacidade divina, mas Jesus nos falou: Vós sois deuses), assim, o mesmo espírito
animaria vários corpos simultaneamente o que explicaria a espantoso aumento
populacional.

E COMO CONCILIAR ESSA IDÉIA COM A PERGUNTA 137 DO LIVRO DOS ESPÍRITOS

Pergunta 137:- Um mesmo Espírito pode encarnar em dois corpos diferentes ao


mesmo tempo?
53

– Não; o Espírito é indivisível e não pode animar simultaneamente dois seres


diferentes (dois seres diferentes não, mas dois seres iguais sim...e por dois seres
iguais entenda-se VOCÊ MESMO...)

CONCEITOS PARA BEM ENTENDER E APLICAR A


APOMETRIA DO AMOR

CIÊNCIA COMPROVA A FORÇA DA ENERGIA DO AMOR

Mas não é só a linha espiritualista que fala no amor. O livro de Dr. Masaru Emoto,
“Mensagem da Água” que originou o filme “quem somos nós” assim como os
experimentos de Dr. Gregg Braden com o DNA nos traz a certeza de que nossos
pensamentos afetam tudo ao nosso redor. As energias vibracionais humanas,
pensamentos, palavras, ideias e músicas afetam a estrutura molecular da água, do
DNA e de tudo a que direcionarmos nossas intenções. Mas para isso precisamos
fazer acontecer, mesmo que por alguns instantes, a nossa elevação espiritual.
Os experimentos que Dr. Massaro Emoto fez (o poder da água) mostra a força da
energia do pensamento. O que nesse documentário se constatou (transmutação de
água impura para água pura e cristalina) é aquilo que preconizamos como o que traz
imediata mudança nos espíritos desarmônicos.

Uma vasilha d'água no fogo você sabe que irá ferver essa água, você nem precisa de
fé para que isso aconteça. Acontecerá independente de sua fé, dependerá
unicamente que a energia calorífica (o fogo) seja o suficiente e se não estiver sendo
você aumentará a chama:- ISSO É TROCA DE CALOR - TROCA DE ENERGIA . Com essa
troca de calor ocorrendo a água da vasilha sofrerá uma transmutação do seu estado
(do líquido para o gasoso) ...
Em outro vídeo podemos constatar o efeito dos pensamentos positivos em nosso
DNA em experimento levado a cabo por Dr. Gregg Braden onde ele comprova os
efeitos da ação das energias do pensamento alterando a estrutura do DNA.
54

EXPERIMENTOS CIENTÍFICOS COMPROVAM:


“O AMOR MUDA TUDO”

ENERGIA DO AMOR COMO INSTRUMENTO INDUTOR DA TRANSFORMAÇÃO


Nessas imagens estão contidas as sensações que podemos experimentar ao vê-las e
todos os sentimentos envolvidos, através de nossos pensamentos, se transformarão
no elemento indutor da modificação daquele ser espiritual necessitado e que,
porisso, nos causa todo tipo de problema.

Nossa prática tem nos mostrado que a aplicação desses conhecimento nos seres
mais trevosos faz com que as "energias negativas que os sustem" reajam da mesma
forma que Dr. Lacerda nos ensinou e a Física Quântica está ai para provar,
instantaneamente elas se transmutam naquilo que lhes emitimos, ou seja, boas
energias, bons sentimentos, mudando todo o estado daquele ser, eliminando as
causas por completo o quadro obsessivo.

TRANSMUTAÇÃO DOS SENTIMENTOS NEGATIVOS NOS ESPÍRITOS


Comprovadas a teoria de Dr. Lacerda, da transformação das entidades em
desarmonia e desequilíbrio através da transmutação dos sentimentos que eles eram
possuídos aplicando tão somente um enorme fluxo de energia amorosa, aplicamos a
Apometria do Amor, dando um novo rumo em nossos estudos e trabalhos, baseado
na orientação de que ELEMENTOS, ESTRUTURAS MOLECULARES E ESPÍRITOS SE
TRANSFORMAM QUANDO SOB AÇÃO DE UMA ENERGIA AMOROSA PRODUZIDA
PELO NOSSO PENSAMENTO. Mas, não é só a linha espiritualista que fala no amor.

Com base nesses conceitos montamos nossa Apometria com a orientação de que
elementos, estruturas moleculares e espíritos SE TRANSFORMAM QUANDO SOB
AÇÃO DE UMA ENERGIA AMOROSA PRODUZIDA PELO NOSSO PENSAMENTO. Com
as experiências dos anos fomos moldando formatos que pudessem auxiliar a
produção dessa energia amorosa. Adicionamos o elemento CATARSE através de
músicas religiosas amorosas que provocam a aglutinação dessa energia. Com isso
conseguimos potencializar, acelerar e aprofundar a nossa Apometria, produzindo
"os verdadeiros milagres" que Dr. Lacerda falava.
55

NASCER DE NOVO

a) “Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode
ver o reino de Deus.”

b) “Digo-te que dali não sairás enquanto não tiveres pago até o último ceitil”

Nestas duas frases bíblicas vamos encontrar a orientação de que, algo precisa ser
feito para o “NASCER DE NOVO” e nelas cremos estarem contidos ensinamento de
mudanças profundas em nosso ser espiritual. Essas mudanças podem ocorrer de
forma espontânea ou por um fator externo que seria por algo grave que
acontecesse em nossa vida.

A Auto Apometria nos ajuda a processarmos a nossa elevação a um nível espiritual


tal (nível búdico) onde podemos dissolver todas as dúvidas geradas em nossa alma,
bebendo na fonte que nos conecta diretamente com vibrações celestiais. Essa
prática nos permitirá ABRIR O PORTAL DA NOSSA CONSCIÊNCIA o que nos facilitará
trabalharmos nosso nível mental sem a interferência das agruras do dia a dia.

EXPERIMENTOS CIENTÍFICOS

a) MENSAGEM DA ÁGUA DE DR. MASSARU EMOTO

O livro de Dr. Massaru Emoto, “Mensagem da Água”, que


originou o filme “Quem Somos Nós” assim como os
experimentos de Dr. Gregg Braden com o DNA nos traz a
certeza de que nossos pensamentos afetam tudo ao
nosso redor. As energias vibracionais humanas,
pensamentos, palavras, ideias e músicas afetam a estrutura molecular da água, do
DNA e de tudo a que direcionarmos nossas intenções. Mas para isso precisamos
fazer acontecer, mesmo que por alguns instantes, a nossa elevação espiritual. Os
experimentos que Dr. Massaru Emoto fez mostra a força da energia do pensamento.
O que nesse documentário se constatou é aquilo que preconizamos como o que traz
imediata mudança nos espíritos desarmônicos. Fonte: vídeo “Mensagem da Água”.
56

b) ÁGUA SOB EFEITO DA ENERGIA CALORÍFERA

Uma vasilha d'água no fogo você sabe que irá ferver essa
água, você nem precisa de fé para que isso aconteça,
acontecerá independente de sua fé, dependerá unicamente
que a energia calorífica (o fogo) seja o suficiente e em não
sendo, você aumentará a chama. Com essa troca de calor
ocorrendo, a água da vasilha sofrerá uma transmutação do
seu estado (do líquido para o gasoso). Se quisermos que a água ferva mais rápida
devemos escolher a boca maior do fogão e abrir o gás ao máximo. Essa é uma
alegoria para comparar com o incremento das energias sensoriais que irão
possibilitar que, nos espíritos em desarmonia, ocorra a transformação esperada. Da
mesma forma como no fogão, precisamos "aumentar o gás" e isso se faz pela
mobilização e concentração das energias e a seguir a explosão no grau máximo
numa catarse coletiva. Assim estaremos colocando a disposição da espiritualidade
toda energia necessária para que, no astral, as transformações aconteçam,
restaurando o equilíbrio e a harmonia entre os espíritos ali trazidos pelo
pensamento dos participantes.

c) O EFEITO ISAÍAS POR DR. GREGG BRADEN

Em outro vídeo podemos constatar o efeito dos


pensamentos positivos em nosso DNA em experimento
levado a cabo por Dr. Gregg Braden onde ele comprova os efeitos da ação das
energias do pensamento alterando a estrutura do DNA.

A CATARSE PARA AUMENTAR O PODER DAS ENERGIAS


TRANSFORMADORAS

Com as experiências dos anos fomos moldando formatos


que pudessem auxiliar a produção dessa energia amorosa.
Adicionamos o elemento CATARSE através de músicas
religiosas amorosas que provocam a aglutinação dessa
energia. Com isso conseguimos potencializar, acelerar e
57

aprofundar a nossa Apometria, produzindo "os verdadeiros milagres" que Dr.


Lacerda falava. Podemos também evocar imagens amorosas tais como: mãe
amamentando seu filho. Eu digo que:
Se quiser ir mais fundo, bem fundo, você precisará jogar sua alma, voltar sua alma
para volitar, vibrar todas as cordas de seu coração.

PILARES DA APOMETRIA DO AMOR


Na prática da Apometria do Amor são necessárias:
- A FORÇA DO AMOR, A FORÇA DO PENSAMENTO, A ENERGIA CÓSMICA AGLUTINADA e A
VONTADE

13.3 - A FORÇA DO PENSAMENTO


Ramatis ensina-nos que:
A transmutação (Processo de transformação de algo comum em valioso), ou alquimia cósmica,
ocorre em todos os planos da existência, visível e invisível, na ascese evolutiva do espírito. O
homem, criado à imagem e semelhança de Deus, pode criar, tendo as mesmas potencialidades do
Criador. [...] O pensamento é a mola propulsora que faz a ação nos sete planos ou campos
vibracionais...

Nesse texto, Ramatis explica-nos que nós, encarnados, é que vamos experimentar
uma “ida ao nível búdico” para um trabalho de caridade de ajuda ao próximo, como
um terapeuta ou como uma pessoa isolada em seu recanto tentando uma melhora
em sua vida. Devemos entender essa lição em que ele nos mostra os vários níveis, as
forças que atuam e o que é necessário para rompermos essa nossa inércia. As
sombras agem diuturnamente e das formas mais sutis e destroem projetos
reencarnatórios ao manterem corpos encarcerados pela força centrífuga como nos
relata Ramatis, na belíssima obra Chama Crística psicografada por Norberto Peixoto:
...”os campos vibracionais em sucessão é como se fossem dimensões de vida
interpenetradas, as de vibrações mais rápidas e rarefeitas permeando as mais lentas
e condensadas, mas sem se misturarem. Do mais lento para o mais rápido, temos: o
plano material com o corpo físico e o corpo etérico ou duplo etérico; o plano astral
com o corpo astral ou perispirítico; o plano mental com os corpos mental inferior e
mental superior, e os planos búdhico e átmico

AS FORÇAS CENTRÍFUGAS E CENTRÍPETAS


O plano em que vos manifestais é o material, em correspondência com o corpo
físico e seus limitados sentidos, que sustentam a vida do espírito encarnado com os
58

seus semelhantes. O corpo etéreo ou duplo etérico liga-se ao físico e ao perispírito


ou corpo astral, intermediando e transmitindo ao cérebro físico as manifestações
vibratórias e impulsos do espírito e também de outros espíritos desencarnados. A
mente do espírito atua no plano mental, através do
seu corpo mental. Estando encarnado ou
desencarnado, em todos, independente desses
corpos intermediadores, está contido o princípio
espiritual, eu divino impulsionado a ser crístico,
quando atingir sua plenificação na longa escada
evolucional. Existe uma força centrífuga, que dirige
o princípio espiritual para o "centro" do corpo
físico, imantando-o com fortíssimo magnetismo,
em correspondência com o campo gravitacional da
Terra, mantendo-o encarcerado e impedindo-o de
retomar ao Todo cósmico, ao seio do Pai. Nas leis
de causalidade que regem o Cosmo, há o princípio
de dualidade universal; tudo que é material é não-
material, tudo que parece ser não é, o
impermanente e o permanente, o manifesto e o imanifesto, o Criador Incriado, o
bem e o mal, o feio e o belo. Em toda força centrípeta de atração a um ponto
central, há uma força centrífuga de repulsão em igual correspondência, que se
afasta ou se desvia desse centro. Sendo assim, existe uma força natural que
empurra o princípio espiritual na sua ascese rumo à perfeição, rumo ao plano
mental puro, onde os espíritos angélicos se movimentam na imensidão cósmica. No
movimento ascensional do espírito, o seu livre-arbítrio pode ser a força centrífuga
que o retém ou a força centrípeta que o liberta no determinismo do movimento
progressivo, de destinação ao eu crístico. O gráfico ao lado mostra os "campos
vibracionais em sucessão. É como se fossem dimensões de vida interpenetradas, as
de vibrações mais rápidas e rarefeitas permeando as mais lentas e condensadas,
mas sem se misturarem. Do mais lento para o mais rápido, temos: o plano material
com o corpo físico e o corpo etérico ou duplo etérico; o plano astral com o corpo
astral ou perispirítico; o plano mental com os corpos mental inferior e mental
superior, e os planos búdhico e átmico." "No movimento ascensional do espírito, o
seu livre-arbítrio pode ser a força centrípeta que o liberta ou a força centrífuga que
o retém, que o solta, no determinismo do movimento progressivo, de destinação ao
59

eu crístico." As forças centrípeta e centrífuga aumentam ou diminuem conforme os


pensamentos e os sentimentos. O destino dos insensatos, sintonizados com a força
centrífuga de imantação do orbe, é pensar que breve e cheia de tédio é a vida; que
ninguém regressa do Além. Como o rastro de uma nuvem se dissolve em vã neblina,
assim como os raios solares dissipam o efêmero orvalho matinal na grama,
entendem que a existência não tem repetição, entregando-se à fugaz ilusão das
"doces" sensações da carne. Entre folguedos, no meio de preciosos licores, se
empanturram de comes e bebes, campeiam na luxúria e no sexo desvairado,
inebriados que se encontram. Tudo querem ganhar: riqueza, elogios e projeção. Os
bens materiais e a escravidão ao sensório são sua razão de viver. Ostentação,
arrogância, convencimento, ira, vaidade e hipocrisia, são os sinais dos perdedores e
incrédulos.

A ENERGIA CÓSMICA
Segundo Ramatis, as energias cósmicas tiveram em Jesus seu grande exemplo de
manipulação, é uma fonte inesgotável de recursos terapêuticos e o processo de
aglutinação energética é muito simples, pois se dá sempre que queremos algo. Quando
verdadeiramente desejamos este algo estaremos estimulando nosso mecanismo da
volição e este "aciona" os corpos sutis, sendo que o Duplo Etéreo ganha maior
capacidade de armazenamento energético, por ser justamente um corpo dotado
destas condições, e posteriormente, essa energia é direcionada de acordo com nossas
intenções! O Duplo Etérrco ao ganhar maior capacidade de armazenamento
energético, adquire proporções incomensuráveis em termos de quantificação energé-
tica: era através desse corpo sutil que Jesus conseguia potencializar ao máximo seus
dotes de cura!” Para aglutiná-la e dela fazermos uso terapêutico temos que pulsar
para aglutinar a energia cósmica e direcionar a energia aglutinada para seu objetivo;

FERRAMENTAS DA APOMETRIA DO AMOR

TARRAFA

É um campo de força (4ª Lei da Apometria) - ferramentas


essenciais para captura e contenção das entidades que
60

precisam ser trazidas para tratamento.

Fora de um atendimento a técnica da tarrafa é o maior instrumento que a pessoa


possa ter para se proteger das investidas dos espíritos em seus processos obsessivos
ou da colocação de aparelhos nos seus corpos. Pode ser usada em qualquer
situação, em qualquer momento, basta que você sinta a atuação de um espírito a
lhe provocar uma dor por mais insignificante que seja, provocar um mal estar, um
arrepio, uma sensação estranha, um estado febril, um susto, etc. Isso é, em toda e
qualquer situação faça uso da tarrafa, lançando-a sobre si, sobre a dor, sobre um
momento, etc., lance a tarrafa e a encaminhe para uma cachoeira onde, tudo que
foi pego pela tarrafa, serão tratados pela Luz.

CRISTAIS DO AMOR, PERDÃO E ARREPENDIMENTO

Os TRÊS cristais são uma simbologia desses sentimentos


emanados. Lembrarmos deles facilita formarmos em nossa
mente esses sentimentos transformadores.

ÁGUA DA CACHOEIRA

Ao levarmos as entidades para o tratamento nas águas da cachoeira estas recebem


o primeiro tratamento amoroso que lhes propicia a transmutação dos sentimentos
negativos. Esta ferramenta é usada banhando as
entidades e dando esta água para beber. Ao saciar a
sede da criatura sedenta esta inicia seu retorno da
condição em que se encontra para a condição de “um filho de
Deus”.

SANTO REMÉDIO

É um complemento do tratamento que vai facilitando a absorção de toda


terapêutica aplicada assim como na recuperação e modificação do paciente. Como
preparar: mentalmente, o terapeuta/dirigente pega 3 cristais representando o
amor, perdão e o arrependimento e os adicionarão em um copo de água cristalina
(não precisa ser fisicamente). Alguns casos poderão exigir uma maior concentração
61

de alguns dos cristais (terapeuta/dirigente e paciente devem identificar pela


intuição), ou mais amor, ou mais perdão ou mais arrependimento.

EMULSÃO (pasta) REGENERADORA

Dentre as inúmeras possibilidades de uso do Santo Remédio podemos citar a


recuperação, regeneração e preenchimento de ossos, cartilagens, órgãos, etc.

Como preparar: molha-se um pouco os 3 cristais representando o amor, perdão e o


arrependimento e vai amolecendo-os até ficar uma pasta maleável e com essa pasta
se reconstitui tudo que se fizer necessário.

SANGUE DE CRISTO TEM PODER !!!

Quando formamos em nossa mente a imagem do sangue


de Cristo começamos a aceitar a ideia de que podemos ser
salvos. A mesma imagem também será usada para reforçar
as terapêuticas, exemplo: reforçar o campo de força
simbolizado na tarrafa, ou usado para reforçar a
transmutação dos sentimentos de entidades mais duras.

ARCO-ÍRIS

O arco-íris que representa as 7 cores. Promove uma limpeza nos canais


energéticos possibilitando que as energias amorosas emanadas para ela
fluam por todo o Ser.

NÍVEL BÚDICO

É uma região de cura profunda onde são encaminhadas as


entidades obsessoras harmonizadas afim de que elas possam se
conectar com as vibrações celestiais e se desliguem
definitivamente da matéria assumindo suas posições junto a seus
outros eus, agora na condição de orientadora dos que ainda estão no caminho
árduo da evolução espiritual.
62

FLOR DE LÓTUS

O seu significado mais importante é a pureza do corpo e da


mente. A água lodosa onde a planta desabrocha é associada ao
apego e aos desejos carnais, e a flor imaculada que desabrocha
sobre a água em busca de luz é a promessa de pureza e elevação espiritual, por isso
simbolicamente na Apometria do amor, as entidades já com as energias
transmutadas são acolhidas pela equipe espiritual no interior da flor de lótus, dando
sequência ao processo de transmutação.

PURPURINA DE CRISTAIS DO AMOR, PERDÃO E ARREPENDIMENTO

No tratamento das entidades, após levá-las para a flor de lótus,


mentalizamos purpurinas formadas pela fragmentação dos cristais do
amor, do perdão e do arrependimento, e a lançamos essa purpurina
para que seja aspirada pela entidade em tratamento. Uma forma
diferenciada de se usar essas energias amorosas é fazer as entidades em tratamento
que elas aspirem essa purpurina.

PROCEDIMENTOS DA APOMETRIA DO AMOR

Para o tratamento no Programa Reconstrução do Ser o ideal é que o paciente passe


por algumas seções de Apometria do Amor com o terapeuta/dirigente. Isso não
sendo possível deve o terapeuta/dirigente usar sete vezes a técnica da tarrafa e
encaminhar para a cachoeira tudo que for pego, onde serão recolhidos e tratados.

PASSO 1: IDENTIFICAR E PEGAR O CAUSADOR DO PROBLEMA

1) O terapeuta/dirigente pedirá ao paciente para que faça um breve relato de seu


problema;

2) o terapeuta/dirigente observará alguns segundos de silêncio afim de captar as


energias reinantes;
63

3) captada essas energias o terapeuta/dirigente, JUNTAMENTE COM SEU PACIENTE


lançará mentalmente uma tarrafa sobre essa energia reinante. Podemos lançar a
tarrafa quantas vezes julgarmos necessário. Não tendo sucesso no lançamento da
tarrafa, deve-se reforça-la e isso se faz com, mentalmente, se trocando o chumbo da
borda da tarrafa por cristais do amor, do perdão e do arrependimento. E mesmo
assim não obtendo sucesso, se reforça mais ainda a tarrafa se fazendo orações OU
IMANTANDO COM Sangue de Cristo.

4) espera-se alguns segundos e mentalmente faz-se o movimento de puxar


lentamente a tarrafa para “sentir se pegou algo”;

5) sentindo que “tem algo na tarrafa”, É ESSE ALGO QUE SERÁ TRATADO

PASSO 2: TRATAR O QUE FOI PEGO PELA TARRAFA

1) Aquilo que tenha sido pego pela tarrafa deverá ser levado mentalmente para uma
cachoeira e deixar que as energias das águas cristalinas de uma cascata banhem
aqueles espíritos. Muitas vezes o que é pego na tarrafa não tem forma definida ou
vem em forma de animais, musgos, etc. Ao colocar o que pegou na cachoeira, as
águas cristalinas vão dando forma a entidade.

2) Formar uma conchinha com as mãos para dar de beber a aquela criatura sedenta
de tudo;

3) Retirar o coração, abrir ao meio, retirar as partes já


calcificadas e lavar interna e externamente com a água da
cachoeira retirando todas as impurezas e sujeiras impregnadas.

4) Colocar nesse coração três cristais que representam O AMOR, O PERDÃO E O


ARREPENDIMENTO e devolver para a criatura;

5) Fazer uma transfusão de sangue de Cristo na criatura,


sangue esse que ele mesmo pedirá a Nossa Senhora;

6) Encaminhar a criatura para um turbilhão de ARCO IRIS


64

subindo e descendo para quebrar os bloqueios energéticos e receber a energia das


cores.

7) A partir desse momento devemos deixar essa criatura aguardando até


encontrarmos e pegar aquele espírito com o qual, esse que estamos tratando, está
em conflito, (quem deseja vingança ou tem uma mágoa, será sempre “de alguém”)
seu contendor, para também passar pelo mesmo tratamento (é o que chamamos de
dois ou mais espíritos em conflito) e ai conseguirem se harmonizar, se
arrependerem e se perdoarem mutuamente.

PASSO 3: IDENTIFICAR E PEGAR O ALGOZ

1) Observar se na cachoeira tem alguém escondido e lançar a tarrafa para capturá-


lo;

2) Esperar alguns segundos e mentalmente fazer o movimento de puxar lentamente


a tarrafa para “sentir se o pegou”;

3) O que tenha sido pego pela tarrafa deverá ser levado mentalmente para a
cachoeira e deixar que as energias das águas cristalinas o banhem;

4) Formar uma conchinha com as mãos para dar de beber;

5) Retirar o coração, abrir ao meio e lavar as impurezas do interna e externamente


com a água da cachoeira;

6) Colocar nesse coração três cristais do AMOR, O PERDÃO E O ARREPENDIMENTO e


devolver para a criatura;
7) Fazer uma transfusão de sangue de Cristo na criatura, sangue esse que ele
mesmo pedirá a Nossa Senhora;

8) Encaminhar a criatura para um turbilhão de ARCO IRIS onde ele receberá as


energias das cores;
65

PASSO 4: HARMONIZAR AS DUAS ENTIDADES (VÍTIMA E ALGOZ)

1) Encaminhar as duas criaturas para as sete chamas sagradas queimando os


bloqueios mentais ao passar por cada uma delas.

OBS: Até aqui, em cada uma dessas etapas as energias ruins que dominam e sustem
aqueles seres, serão queimadas nas 7 chamas sagradas e consequentemente
transmutadas de ruins para energias boas, o que mudará a fisiologia deles dando
abertura para que o amor prevaleça. A cada uma dessas etapas aqui as
transformações nesses seres tem de ser conferidas se estão surtindo o efeito
desejado.

2) Ao final das sete chamas, se for o caso, se efetua a despolarização dos estímulos
de memória daquilo que esteja prejudicando esse ser;

3) O terapeuta/dirigente, perguntará se ambos estão bem e harmonizados. Se ao


completar as sete chamas sagradas ainda não houver acontecidas as transformações
necessárias para ocorrer a harmonização entre eles, ESSE CICLO DEVE SER
REINICIADO DESDE O SEU INICIO (Cachoeira) vez que, para se adentrar ao nível
búdhico, só o conseguiremos se as energias ruins estiverem harmonizadas, elevadas,
transmutadas.

4) Em havendo harmonia, os dois espíritos em conflito devem ser encaminhados


para o NÍVEL BÚDHICO através de um elevador. A porta do elevador se abre e
adentram todos;

5) Na contagem até três o elevador se desloca até o nível búdhico;

6) No nível búdhico somos todos recepcionados e uma linda flor de lótus abrirá suas
pétalas para acomodar as entidades harmonizadas;

7) O terapeuta/dirigente, mentalmente, com os três cristais do amor, perdão e do


arrependimento esfregando em suas mãos, faz uma purpurina e assopra em todos
que estão na Flor de Lótus;

8) A flor de lótus fecha suas pétalas acomodando aqueles espíritos em tratamento


66

9) Encerrar o trabalho com o comando de retornar ao aqui e agora em uma


contagem regressiva de sete a zero.

PROTOCOLO BÁSICO DA APOMETRIA DO AMOR

A) O terapeuta/dirigente pedirá ao paciente para que faça um breve relato de seu


problema.
B) Lançar mentalmente a tarrafa para pegar a energia envolvida; puxar lentamente a
tarrafa para “sentir se pegou algo”
C) Levar para cachoeira aquilo que foi pego na tarrafa e deixar que as energias das
águas cristalinas banhem essa criatura
D) Formar uma conchinha com as mãos e dá água da cachoeira para essa criatura
beber
E) Retirar o coração e tratar: abrir ao meio, retirar o “couro duro”; limpar com água
da cachoeira retirando todas as impurezas; colocar os cristais do Amor, Perdão e
Arrependimento; fechar o coração e recolocar na criatura, observando a reação e as
mudanças que ocorrem nela.
F) Levar essa criatura a um redemoinho de um arco íris, subindo e descendo no
redemoinho, para quebrar os bloqueios energéticos e receber a energia das cores.
NESSE MOMENTO, O OPERADOR DARÁ UMA PAUSA NO PASSOS A PASSO DESSA
CRIATURA E, PELA SUA INTUIÇÃO E MEDIUNIDADE, IRÁ BUSCAR ENCONTRAR O
OUTRO OPONENTE. ENCONTRANDO, IRÁ PEGÁ-LO COM A TARRAFA E REALIZARÁ
COM ESTE O PASSO A PASSO ATÉ A ETAPA DO ARCO ÍRIS. A PARTIR DAÍ DARÁ A
SEQUÊNCIA COM OS DOIS. ESSE PROCESSO PODE SER SIMPLES OU COMPLEXO E
NOS CASOS COMPLEXOS ONDE O “OUTRO” NÃO APARECE NA CENA IREMOS USAR
A TÉCNICA DA FLECHA:

1. Plasmar um arco e flecha


2. Imantar a ponta da flecha com a energia daquele já capturado
3. Em contagem de 3 pulsos lançar a esmo a flecha e segui-la
4. Todo obstáculo que aparecer deverá ser resolvido
5. Assim que aparecer a entidadeà frente da flecha, lançar a tarrafa,
pegar aentidade e realizar todo passo a passo até o arco íris
67

G) Passar com as 2 criaturas nas 7 chamas sagradas


H) Observar se as criaturas estão preparadas para irem ao nível Búdhico
O terapeuta/dirigente, perguntará se ambos estão bem e harmônicos, CASO NÃO
ESTEJAM, O PROCESSO AQUI DESCRITO DEVERÁ SER REPETIDO, isso é, enquanto não
houver harmonização entre os espíritos em conflito o processo deve ser repetido
até que essas energias sejam totalmente transmutadas.
I) Em havendo harmonia, os dois espíritos em conflito devem ser encaminhados
para o NÍVEL BÚDICO, entrando num elevador. Fechar a porta do elevador e subir ao
nível Búdhico em contagem de 3 tempos
J) Chegando ao nível búdico a porta do elevador se abre em uma imensa luz
K) À frente uma linda e grande Flor de Lótus se apresenta e vai abrindo suas pétalas
L) Todos entram na Flor de Lótus
M) Colocar os cristais do amor, perdão e arrependimento nas mãos, esfregar para
preparar uma purpurina e espargir dentro da flor de lótus
N) As pétalas da flor de lótus se fecham, a entidade permanece acomodada na flor
de lótus
O) Nesse momento o terapeuta/dirigente dará os trabalhos por encerrados,
comandando o retorno ao aqui e agora com uma contagem regressiva de 7 a Zero.

OBSERVAÇÕES:
1. Caso não se identificou nenhuma energia, então o terapeuta/dirigente e seu paciente
irão lançar a tarrafa sobre o “problema relatado”.

2. Nas entidades renitentes usar:

a) transfusão de sangue de Cristo ;


b) despolarização dos estímulos de memória daquilo que esteja prejudicando esse ser;
c) bombardeio com partículas subatômicas na frequência si bemol
68

TÉCNICAS ESPECÍFICAS PARA CONTENÇÃO E RETIRADA DAS

ENTIDADES RENITENTES E ENCALACRADAS

a) ELETROCHOQUE – Quando encontrarmos situações de difícil separação entre a


entidade e determinado corpo podemos usar uma carga energética de maior
potência afim de promover essa separação, romper esse vínculo, para isso podemos
usar um choque de elevada potência.
PROCEDIMENTO:- mentalmente se implanta no paciente inúmeros eletrodos que
irão transmitir a todo o corpo a carga energética. Por comando, mentalmente se liga
a chave e inicia a contagem. Pode-se pensar que a energia seja suficiente para
derreter o aço.
PEGAR A ENTIDADE:- No mesmo instante, aproveitamos esse momento de
separação da entidade com o paciente e SE LANÇA A TARRAFA para resgatar a
entidade entregá-la na cachoeira.
CONFERIR SE DEU CERTO:- como todos os procedimentos esse também deverá ser
verificado se se concluiu a bom termo.

b) TÉCNICA DO MOVIMENTO BRUSCO:- Em havendo dificuldade de se


retirar alguma entidade obsessora, quando se deve sempre contar com a ajuda do 1º
anjo para localizar e retirar a criatura. Nesses casos do corpo físico os seres
envolvidos (espíritos e encarnado) já estão em uma simbiose muito avançada o que
dificulta sobremaneira a sua localização e retirada, daí que esse trabalho no corpo
físico não tem como ser feito se usando uma outra pessoa como antena nem a
distância. É de fundamental importância no sucesso desse trabalho a participação
ativa do paciente principalmente no que diz respeito a sua vontade em querer mudar o
rumo de sua vida com a retirada dessa criatura em simbiose.
Sabemos que um movimento brusco do nosso corpo já desloca a criatura conectada
com isso podemos provocar esse movimento brusco no corpo do paciente para que
esse descolamento aconteça e aí podemos, com agilidade, pegar a criatura
simbiótica. Podemos ainda usar a técnica da “perda do oxigênio”, numa espécie de
69

simulação de afogamento onde o paciente vai buscar recuperar a respiração e com


isso também terá o descolamento da criatura que, então, pode ser pega.
OBS.:- Não se deve banalizar seu uso por ser uma técnica muito invasiva.
c) TÉCNICA DOS ÍMÃS:- (poderosos ímãs cósmicos gerados no interior da
crosta terrestre, milhões de vezes superiores aos ímãs por nós conhecidos)
Deve-se usar a técnica de DESATIVAR O CAMPO MAGNÉTICO DESTA CRIATURA
através do uso de ímãs poderosos (ímãs cósmico) nas mãos se fazendo um cerco a
criatura (essa técnica deve ser feita com mais de um médium), buscando encurrala-
la até num ponto em que ela não tenha como escapar e ai se lança a tarrafa. Para
isso um dos médiuns já estaria preparado só aguardando o desfecho.
d) INCORPORAÇÃO INVERSA: é a retirada de um obsessor mancomunado, ou seja,
nem ele quer sair, nem o obsediado quer deixa-lo ir, tendo inclusive dificuldade de
articular a frase “saia em nome de Deus”. O obsessor é a parte principal da
personalidade do obsediado. O médium, através de comando, entra (incorpora) no
obsessor com o intuito de assumir o comando e possibilitar o desligamento desta
simbiose obsessor-obsediado. Feito isso, é realizado o passo a passo do tratamento
através do médium e, por fim, a libertação do obsessor.
OBS.:- Essas técnicas acima podem ser usadas em qualquer caso complexo.
GRUPO DE TRABALHO - UM SÓ CORAÇÃO ... UM SÓ PENSAMENTO.
Como condição para trabalhar o grupo tem que praticamente se fechar, cuidar de si
e cuidar de seus membros. O tempo necessário seria um a dois anos. Com isso o
grupo estaria se harmonizando, porque a maior ferramenta desses trabalhos é a
harmonia que traduzo nas seguintes palavras: UM SÓ CORAÇÃO ... UM SÓ
PENSAMENTO.
A IMPORTANCIA DA HARMONIA DOS MEMBROS NA HORA DOS TRABALHOS ESPIRITUAIS
A harmonia de todos do grupo é muito importante nos trabalhos espirituais para
que ocorra a transmutação das energias dos espíritos obsessores. Essa
transmutação será mais rápida e imediata na medida em que todo o grupo estiver
vibrando harmoniosamente entre si e com a espiritualidade. UM SÓ CORAÇÃO e UM
SÓ PENSAMENTO. Isso tem de ser treinado porque o grupo pode ter a maior
harmonia do mundo na vida particular, MAS SE, NA HORA DOS TRABALHOS,
ALGUÉM FICA PENSANDO NA PANELA QUE DEIXOU NO FOGO, NA JANTA PARA O
MARIDO, NO FILHO QUE AINDA NÃO CHEGOU, esse alguém vira o elo mais fraco da
corrente, é a energia dele que vai dizer onde o grupo pode chegar. Para reverter
esse quadro tem de puxar de volta todo grupo com ORAÇÃO e CÂNTICOS, porque
70

eles preenchem a nossa mente deixando-a SOMENTE VOLTADA PARA O DIVINO,


formando naquele momento UMA CORRENTE que não será quebrada.

Essa corrente é um COMBUSTÍVEL que determina até onde conseguiremos ir, qual
será o alcance que terá nossos trabalhos daquela noite, que tipo de entidade
teremos condições de trazer e cuidar. Nossa energia TEM DE ESTAR MAIOR DO QUE
A DESSAS ENTIDADES. A equipe da espiritualidade permite o acesso a locais onde o
grupo possa ir, onde suas energias combinada com suas harmonias conseguem ir e
por isso a intensidade dos trabalhos então dependerá dessa harmonia que o grupo
tiver NA HORA DOS TRABALHOS.

TÉCNICA DO CIRCO

A Técnica do Circo acontece e é da mesma forma que um


trabalho em um grupo espiritual seja ele qual for: espírita,
umbandista ou apômetra, etc., em um determinado momento
aprazado para iniciar uma reunião espiritual, ali estão a postos
todas as entidades benfeitoras em auxilio e proteção daquele grupo. O mesmo
acontece ao QUALQUER UMA PESSOA OUVIR A GRAVAÇÃO OU SIMPLESMENTE
PENSAR NELA, QUERER QUE ELA ACONTEÇA, isso é, todas as entidades espirituais
benfeitoras designadas acorrem em auxilio e proteção naquele momento, então,
um trabalho espiritual acontece nesse momento, É A MULTIPLICAÇÃO DOS PÃES (no
formato de auxilio espiritual) NÃO EXISTE LIMITES, LIMITE É NOSSO E NÃO DA
ESPIRITUALIDADE. Sem fila de espera, sem preenchimento de fichinhas, sem
aguardo de 21 dias, sem aguardo de tal dia da semana, sem nada, apenas com a
força do seu pensamento. A gravação veio romper com a limitação do espaço físico,
não existe hora marcada (por exemplo, no nosso grupo, pela dificuldade dos
participantes, as vezes chegamos esperar algum membro por uma hora), não existe
espaço físico determinado. AI, COM A GRAVAÇÃO TOCANDO EM SUA CASA VC TEM
UM TRABALHO ESPIRITUAL ACONTECENDO AI DIA E NOITE, mas só verá quem tem o
dom da vidência, só que com um detalhe: o que muda e muda mesmo dos trabalhos
físicos é que, da forma da gravação, o livre arbítrio dos espíritos é mais observado e
só virá quem quiser vir, só ficará quem quiser ficar pois, ali, naquele momento, não
tem presente a energia K que é a energia humana, física que ajuda romper outras
71

forças renitentes, mas nada que o velho ditado não resolva: ÁGUA MOLE EM PEDRA
DURA TANTO BATE ATÉ QUE FURA, isso é, insiste, insiste, até que, uma hora ele
cede e vem para receber a ajuda e ai o amor, o perdão e o arrependimento entram
inexoravelmente no coração dele. Pronto, ai começa o caminho do retorno a Casa
de Nosso Pai Celestial.

ANAXÍMENES, FILOSOFIA PRÉ-SOCRÁTICA E APOMETRIA


um fato ocorrido ontem numa gira de umbanda da Casa da Providência em
Fortaleza encerrou uma série de outros acontecimentos ligados ao tema
ANAXÍMENES que creio são concatenados. Passo a descrever. Antes cito como tudo
começou essa estória de Anaxímenes.

a) relendo "Enigmas do Universo" me deparei com um trecho que me fez vir para cá
escrever...foi o pensamento desse filósofo (Anaxímenes, um filósofo pré-socrático)
que minha intuição me levou a olhar e buscar as respostas. Assim tomei contato com
o tema:- Adágio de Anaxímenes: "Exatamente como a nossa alma, o ar mantém-
nos juntos, de forma que o sopro e o ar abraçam o mundo inteiro..."

b) Estava eu em Niterói, na companhia de algumas amigas dentre elas Cris


Massarani quando senti uma forte dor, pedi ajuda e os médiuns que viram um grupo
de filósofos chineses reunidos, sentados em volta de uma mesa e me mandaram um
recado: pediram para estudarmos os filósofos Pré Socráticos que já estudavam
Apometria. Em seguida viram que era uma mensagem do próprio Anaximenes me
relembrando de seu princípio.

b) Estávamos em Suzano, na grande São Paulo em um curso nosso de Apometria do


Amor e Reconstrução do Ser em companhia de algumas médiuns, dentre elas, Katia
Gil, Lena Hirakawa, Cesar Gabriel e outros, a médium Katia Gil disse que "sentia uma
necessidade de assoprar no local onde o atendido sentia dor" e falou em assoprar
um ar frio. Na hora me lembrei do princípio de Anaxímenes mas da mesma forma
que os outros momentos, este tb não consegui vislumbrar nada que pudesse vir a
trazer algo novo para os trabalhos.

d) por último, ontem, dia 19/09/19, em Fortaleza, na gira, a entidade Pai Joaquim ao
atender uma pessoa se posiciona para retirar um aparelho que estava localizado na
coluna cervical quase dentro da caixa craneana. Nessa altura Pai Joaquim se vira
para mim Faiçal (que me encontrava na plateia) e diz: Preste atenção, vou congelar
o aparelho para depois retirá-lo. Ato contínuo Pai Joaquim, com sensibilidade
assopra no local e em seguida retira o aparelho.
72

Oras, é exatamente esse o princípio de Anaxímenes, senão vejamos:- "Anaxímenes


dizia que tudo provém do Ar e retorna ao Ar. Assim, condensando-se, o ar infinito
transforma-se em coisas sensíveis, palpáveis, enquanto que, rarefazendo-se, a
matéria densificada retorna ao primordial ar infinito." O aparelho, claro, estava no
campo de visão de Pai Joaquim "mas não palpável" para nós encarnados, mesmo
médiuns e a ponto de poder ser pego e retirado. E COMO A ESPIRITUALIDADE ESTÁ
A NOS ENSINAR A FAZER O QUE ELES FAZEM NUMA CIRURGIA ESPIRITUAL QUANDO
NÃO DEMANDARIA MAIS INCORPORAÇÃO, ali, naquele momento, estava nos sendo
ensinado que "TEMOS DE CONDENSAR ALGUNS TIPOS DE APARELHOS AFIM DE QUE
ESSES POSSAM SER VISTOS PELOS MÉDIUNS E AI POSSAM RETIRAR TAIS
APARELHOS."

E como foi feita tal operação, que princípio foi usado por Pai Joaquim? Claro está
que foi o princípio de Anaxímenes de que tudo provém do ar e retorna ao ar.

Hoje, dia 20 de Setembro de 2.019, já entendo melhor o acontecimento, Pai


Joaquim estava ali me ensinando como usar os princípios de Anaxímenes. leiam meu
texto sobre Anaxímenes por completo.

TEXTO PEGO NA INTERNET E TRABALHADO


“O que aproximaria esses quase 2.600 anos desde Anaxímenes de Mileto 588-524
a.C. aos dias de hoje? Foi o pensamento desse filósofo que minha intuição me levou
a olhar e buscar as respostas. Como existe uma correlação entre o pensamento e o
Adágio de Anaxímenes: "Exatamente como a nossa alma, o ar mantém-nos juntos,
de forma que o sopro e o ar abraçam o mundo inteiro...".
Enquanto Tales de Mileto sustentava a ideia de que a água é o bloco fundamental
de toda a matéria, Anaxímenes dizia que tudo provém do Ar e retorna ao Ar. Assim,
condensando-se, o ar infinito transforma-se em coisas sensíveis, palpáveis,
enquanto que, rarefazendo-se, a matéria densificada retorna ao primordial ar
infinito. (Temos aqui o princípio das coisas, o ar seria a energia cósmica que, ao se
transformar pela ação externa de um agente, se modifica criando tudo).
A presunção feita por Anaxímenes de que o Ar estava eternamente em movimento,
traz ao pensamento a noção de que o Ar possuía vida – uma crença razoável no
contexto primitivo que sempre associou vida com sopro. Há evidências de que
Anaxímenes fez analogias entre o Ar-Divino que sustenta o Universo e o ar-humano,
ou alma, que dá vida aos homens. Sobre isto, Aécio escreve: “Como nossa alma, que
73

é ar, soberanamente nos mantém unidos, assim também todo o cosmo sopro e ar o
mantém”. Tal comparação, entre o macrocosmo e o microcosmo, permitiu a
Anaxímenes desenvolver o argumento sobre a existência de uma única entidade – o
Ar – a sustentar a diversidade de todas as coisas.
”O ar, rarefazendo-se, torna-se fogo; condensando-se, vento, depois, nuvem, e
ainda mais, água, depois terra, depois pedras, e as demais coisas provêm destas.
Também ele faz eterno o movimento pelo qual se dá a transformação”. A Terra,
acreditava Anaxímenes, foi formada primeiro, e dela, ergueram-se as estrelas,
dando a impressão de que estas são rarefações do fogo.
Anaxímenes diz que as coisas sólidas são ar condensado e que as mais rarefeitas são
ar mais rarefeito (assim como a água para Tales, o ar deveria ser meramente uma
metáfora do Ar, para Anaxímenes). E dá como exemplo o ar que sai da boca: se
assopramos com os lábios mais apertados (fazendo beiço) o ar sai frio, e se
assopramos com a boca aberta, sai quente.
"A variação quantitativa de tensão da realidade originária dá origem a todas as
coisas" é uma forma de se dizer que todas as coisas são diferentes "formas" de Ar
original. Isso é muito semelhante à teoria das supercordas, que diz que os quarks
(partículas que formam todas as outras, inclusive elétrons, prótons e nêutrons) são
como que vibrações de energia: as diferentes partículas seriam mais ou menos
como frequências diferentes da vibração da energia (mais ou menos como as notas
musicais são vibrações diferentes de um fio; a quarta corda do violão, se tocada
enquanto se aperta na primeira casa, faz um dó, na segunda casa, um ré, e assim
sucessivamente, porque quanto mais próxima a casa estiver do corpo do violão,
maior vai ser a frequência da vibração da corda). Se a teoria das supercordas estiver
certa, Anaxímenes também estava. Pois, se chamarmos o Ar de energia, e sabendo
que "quente" e "frio" são estados produzidos pela vibração dos elétrons (quanto
mais os elétrons vibram, mais quente a coisa que eles compõem está), ele descreveu
a teoria há muito tempo, utilizando expressões e imagens diferentes, como em uma
analogia.”

O que aproxima Anaxímenes da Apometria


Segundo meus entendimentos e observações, nosso processo evolutivo entra pelo
mundo mineral essencialmente se vocês lerem sobre os últimos trabalhos nossos de
Apometria no que seria a Batalha da Torre onde observamos muito claramente a
atuação e modificação dos elementos: ar, pedra, ferro, etc. imantados que estavam
74

de energias negativas, pela atuação de um sentimento diferenciado, amoroso do


Amor, Perdão e Arrependimento que naquele instante se encontravam
materializados em cristais (um mineral), sem contar a Técnica de Bombardeio de
partículas sub-atômicas na frequência si-bemol que associa a partículas da matéria,
a velocidade e amplitude (e ainda nossos sentimentos) que ganham o poder de
modificar uma estrutura criada por alguma (ou muitas) mente imantada de um
sentimento que será transformado pelo contato com as partículas sub-atômicas
obedecendo ao mesmo princípio de Anaxímenes que é o da evolução e retorno da
matéria.

Fenomenologia, Imaginação Ativa,


Exercícios Inacianos e Meditação Vipassana.

Em um trabalho espiritual, só um bom observador


conseguirá fazer uma análise correta daquilo que se lhe
apresenta e que se quisermos chegar ao âmago da
questão, na raiz do problema, havemos de nos valer de
nossa intuição para "enxergar qual seja o caminho a
seguir”, então, a base científica (se assim podemos dizer), para os que dela
necessitam, está fincada nesse quadrilátero: Imaginação ativa, fenomenologia,
exercícios inacianos e meditação Vipassana...o conhecimento de todos dará mais
confiança aos que queiram "ir mais fundo" nas problemáticas que assolam o ser
naquele momento.

A CATARSE PARA SE CHEGAR A “UM SÓ CORAÇÃO, UM SÓ PENSAMENTO”


APOMETRIA É APENAS UMA TÉCNICA e para que ela aja, alguns componentes tem
de ser acrescentados igual a um veículo parado na garagem...ele necessita de um
motorista ... esse motorista é quem vai dar a direção a seguir...a que velocidade irão
empreender a marcha e qual é o destino final ... Assim é com a Apometria ...e os
componentes que ela necessita serem acrescentados de um lado SÃO AS ENERGIAS
ENVOLVIDAS COM A PESSOA QUE PEDIU AJUDA OU QUE DELA FAZ USO e de outro
lado são as energias uníssimas do grupo de Apometria.
75

Baseado na Lei das Correspondências Vibracionais, a Apometria que depende dos


sentimentos e energias para que possa atuar, nos leva ao raciocínio de que o efeito
da propagação das ondas eletromagnéticas, ondas sonoras, a força e a velocidade
de tais ondas depende da força aplicada assim como depende da Sintonia Fina do
Grupo de Apometria. Da mesma forma como na física, tal Sintonia se consegue PELA
SINTONIA DAS EMOÇÕES ENVOLVIDAS que se faz por cânticos e orações levando a
uma catarse (acontece em algumas Apometrias presencias e muito usada nos cultos
evangélicos) que leva a máxima: UM SÓ CORAÇÃO, UM SÓ PENSAMENTO que é o
envolvimento pleno e total do grupo com o fato em trabalho que ajuda a melhorar a
sua afinidade para o fim de não distrair suas mentes naquela hora.

A INSPIRAÇÃO E A INTUIÇÃO

A inspiração e a intuição são fontes que nos conectam diretamente com o


conhecimento. Esse é o conhecimento que poderá nortear a harmonia do indivíduo
e da sociedade em que ele vive.
Se deixarmos fluir nossos pensamentos iremos entender como a nossa mente nos
indica o caminho a seguir.
Mas como chegar a esse caminho se a origem dele está dentro de nós ? Pela nossa
consciência, pela inspiração, pela intuição e ai podemos potencializar as nossas
habilidades latentes.

INTUIÇÃO COMO FONTE DE INSPIRAÇÃO

Sabe aquele insight que, de repente, ilumina uma difícil decisão ou aquela sensação
de que "alguma coisa lhe diz" para agir desta ou daquela maneira? Isso é a
manifestação da sua intuição. E, se você aprender a lidar com ela, isso pode
realmente facilitar sua vida.

Jung e a intuição

Para Jung, a intuição é uma capacidade interior de perceber possibilidades. Foi ele
quem determinou, na sua obra “Tipos Psicológicos”, que a intuição é um
componente indispensável para a formação da personalidade do homem, ao lado da
76

sensação, do pensamento e do sentimento. E foi ele também quem colocou a


intuição como uma ocorrência nascida e processada a partir do plano inconsciente.

No processo civilizatório fomos induzidos a tomar decisões baseadas na lógica e os


sentimentos e valores que influenciam os processos nem sempre o são conscientes.
Já as pessoas intuitivas são imaginativas e criativas.
A melhor analogia que possa ser dada para exemplificar é a do poeta deitado na
rede compondo mentalmente seus versos.

APRENDA A PROVOCAR SUA INTUIÇÃO


Primeiro é importante lembrar que mesmo os cientistas mais cartesianos usam a
intuição e um enorme potencial criativo. A parte de observação objetiva e racional
da pesquisa ocorre após a elaboração de um problema ou teoria, que geralmente
nasceu de uma intuição. De um modo geral, as pessoas criativas são mais intuitivas
e têm facilidade de entrar em contato com as emoções e com a imaginação.
Processam rapidamente as informações, relacionando automaticamente as
experiências passadas às informações importantes e ao momento presente.
O Sol

O Sol é o início, o princípio de tudo. Ele é o fogo que transmuta o ruim em bom e
que, portanto, podemos e devemos usá-lo na assepsia de nossa casa mental para só
deixar ali florescer pensamentos que nos levarão a boas tomadas de decisões que
repercutirão positivamente em nossas vidas e nos destinos do nosso local de
trabalho.

SILENCIAR A MENTE PARA OUVIR A ESPIRITUALIDADE


Se familiarizar com a voz da consciência é condição essencial para que o grupo
alcance os mais altos píncaros das necessidades humanas que é onde opera a ajuda
espiritual pela Libertação dos seres caídos. Esse é o ato de desentranhar do mais
fundo de nós, o nosso próprio ser para buscar a sabedoria existente em nosso
mundo interior ou o “encontro do homem com o numinoso” segundo Hammed
(página 127): O “nume” é a essência da ideia do divino. Essa essência é encontrada
na inspiração ou intuição, enquanto sua vivência é sentida no âmago das criaturas
através de um estado afetivo de confiança absoluta na Ordem Divina”. Nesse estado
não devemos negar ou afirmar nada, apenas esperar confiantemente, porque o
77

estado numinoso nos aproxima do que nos é útil e nos afastará do que não nos
serve. Esse estado numinoso se dá pelas vias do pensamento, mas devemos nos
elevar acima da matéria nos soltando e entregando nas Mãos de Divinas, quando,
então, poderemos compreender as coisas incompreendidas que nos são repassadas
pela Inteligência Superior. Nesse estado estamos nos conscientizando de nós
mesmos e conscientizar-se é fazer a conexão com ser divino que há em nós. Então,
essa conexão é o elo necessário para iniciarmos nossa jornada. As palavras de Pietro
Ubaldi em "A Grande Síntese" completam o entendimento: “Se descermos mais na
profundidade encontraremos a consciência latente; que está, para a consciência
exterior e clara, como as ondas elétricas estão para as ondas acústicas. A essa
consciência mais profunda pertence aquela intuição, é o meio perceptivo e a ele é
necessário poder chegar, como vos disse, para que vosso conhecimento possa
progredir. Vossa consciência latente é vossa verdadeira alma eterna, existe antes do
nascimento e sobrevive à morte corporal”.

AQUIETAR A MENTE É SE ABRIR PARA SEU INTERIOR


Lendo o livro “Os Prazeres da Alma” pelo Espírito Hammed, psicografado por
Francisco do Espírito Santo Neto, compreendi como poderia manter aberto o canal
de comunicação com meu eu interior. O espírito Hammed orienta como aquietar a
mente que é a condição primeira para se formar esse canal de comunicação.
Hammed afirma: - A criatura que interioriza e aquieta a mente, silenciando sua
intimidade, faz com que seu reino interior assemelha-se a um “sereno
desfiladeiro”, onde surgem as mensagens inarticuladas da alma – são
manifestações dos “ecos transcendentais” do Universo. “Nesse “estado interior”,
onde impera a quietude e a tranquilidade, o indivíduo tem um encontro consigo
mesmo, com sua mais pura essência – o Espírito.”

Segundo Hammed todos temos um canal sapiencial que pode entrar em sintonia
com a fonte abundante da sabedoria universal. Ele nos previne que a inquietação
bloqueia e polui o canal de comunicação:
“Na presença da inquietação e dos inúmeros anseios, a mente apegada bloqueia a
fonte sapiencial e polui a via de acesso pela qual se ausculta a Fonte da Excelsa
Sabedoria. As pessoas do mundo estão distraídas entre os eventos do passado e os
do presente, plenas de desejos pessoais que turvam e contagiam sua visão cósmica:
78

isso as impede de expandir e expressar, de forma espontânea e natural, sua


religiosidade nata”. (p.29)
Mais adiante nos previne que haveremos de limpar nossa casa mental para que
possamos despertar nossos potenciais inatos e “ouvir” o essencial, antes oculto:
“Devemos quebrar todos os grilhões e expulsar as mil vozes que enxameiam nossa
casa mental. Assim, ficaremos limpos e desnudos, livres e despojados, libertos de
tudo. Então, haverá naturalmente, nesse “desfiladeiro interno”, o reverberar de algo
essencial, antes oculto mas agora presente, em que se percebem com clara nitidez
seus recursos infinitos e sua capacidade de despertar potenciais inatos.” (p.30)

CONSCIENTIZAR-SE É FAZER A CONEXÃO COM O SER DIVINO


A belíssima obra “Mereça ser Feliz” pelo Espírito Ermance Dufaux, psicografada por
Wanderley S. de Oliveira nos esclarece que “Conscientizar é tomar contato com os
conteúdos velados da mente estabelecendo conexão com o ser divino que há em
nós”. E se conscientizar-se é fazer a conexão com o ser divino que há em nós,
então, essa conexão é o elo que necessitamos para iniciar nossa jornada.
O "se dar um tempo" de que falo é o simples ensimesmar-se e uma forma pode ser
cuidar do jardim, é uma atividade muito gostosa que nos permite um grande tempo
para nós mesmos para podermos conversar com as plantinhas, cuidando dos
detalhes, tudo sob uma linda e suave melodia orquestrada.
Quantas vezes por semana devemos mergulhar em busca de nós mesmos? Minha
proposta é que esse mergulho seja diário, que não seja muito longo, mas que seja
diário, pois é um aprendizado e aos poucos a cada vez iremos mais fundo nesse
"mergulho em nosso interior".
Esse momento é seu e você é Deus, use esse momento como seus momentos de
conversar com Deus, conversar com você mesma. Para isso o ideal é que não tenha
música (a não ser música ambiente bem suave, mas o melhor é o silêncio mesmo),
que nada atrapalhe você escutar "as vozes de sua alma". Falar muito consigo
mesma, se permitir alçar alturas d'antes não navegadas.
79

TÉCNICAS E ELEMENTOS DA APOMETRIA DO AMOR

TARRAFA
Tarrafa é um campo de força e os campos de força (4ª Lei da
Apometria) são ferramentas essenciais para captura e contenção das
entidades que precisam ser trazidas para tratamento.

O ideal é que o cliente/atendido passe por algumas seções de Apometria do Amor


com o terapeuta/dirigente, em não sendo possível deve o terapeuta/dirigente usar
7 vezes a técnica da tarrafa e encaminhar para a cachoeira tudo que for pego, onde
serão recolhidos e tratados.

a) Na abertura dos trabalhos o terapeuta/dirigente poderá pedir auxilio e


proteção ao Mestre Ascencionado (mentor) com que ele se identifique;

b) em seguida o terapeuta/dirigente pedirá ao cliente/atendido para que faça


um breve relato de seu problema (se o terapeuta/dirigente já tiver conhecimento ai
não será necessário);

c) o terapeuta/dirigente observará alguns segundos de silêncio a fim de captar as


energias reinantes;

d) captada essas energias o terapeuta/dirigente, por comandos, JUNTAMENTE COM


SEU cliente/atendido lançará mentalmente 7 vezes uma tarrafa sobre essa energia
reinante;

e) esperasse alguns segundos e mentalmente faz-se o movimento de puxar


lentamente a tarrafa para “sentir se pegou algo”;

f) sentindo que “tem algo na tarrafa”, É ESSE ALGO QUE SERÁ LEVADO PARA
CACHOEIRA onde serão recolhidos e tratados;
NOTA: - Não tendo sucesso no lançamento da tarrafa, deve-se reforça-la e isso se
faz com, mentalmente, se trocando o chumbo da borda da tarrafa por cristais do
amor, do perdão e do arrependimento. E mesmo assim não obtendo sucesso, se
reforça mais ainda a tarrafa se fazendo orações.
80

FORA DE UM ATENDIMENTO A TÉCNICA DA TARRAFA É O MAIOR INSTRUMENTO


QUE A PESSOA POSSA TER PARA SE PROTEGER DAS INVESTIDAS DOS ESPÍRITOS EM
SEUS PROCESSOS OBSESSIVOS OU DA COLOCAÇÃO DE APARELHOS NOS SEUS
CORPOS. PODE SER USADA EM QUALQUER SITUAÇÃO, EM QUALQUER MOMENTO,
BASTA QUE VC SINTA A ATUAÇÃO DE UM ESPÍRITO A LHE PROVOCAR UMA DOR POR
MAIS INSIGNIFICANTE QUE SEJA, PROVOCAR UM MAL ESTAR, UM ARREPIO, UMA
SENSAÇÃO ESTRANHA, SE INICIA UM ESTADO FEBRIL, SE VOCÊ LEVA UM SUSTO NO
TRÂNSITO, SE VOCÊ TROPEÇA. ISSO É, EM TODA E QUALQUER SITUAÇÃO FAÇA USO
DA TARRAFA, LANÇANDO-A SOBRE SI, SOBRE A DOR, SOBRE UM MOMENTO, ETC.,
LANCE A TARRAFA E A ENCAMINHE PARA UMA CACHOEIRA ONDE, TUDO QUE FOI
PEGO PELA TARRAFA, SERÃO TRATADOS PELA LUZ.

RAIZ DO PROBLEMA:- problema e solução !


Nossa Apometria tem como enfoque a Raiz do
problema que afeta a pessoa, é encontrar os
atores, o local, as energias e sentimentos
envolvidos, pois, se não chegarmos nesses atores
NÃO TEM COMO HAVER A RECONCILIAÇÃO
ENTRE ELES e sem essa reconciliação tudo que se
fizer será apenas um paliativo, pode até resolver para essa encarnação mas não
resolve para a eternidade do espírito. DETALHANDO MAIS: o que seja um processo
obsessivo:- O processo obsessivo é apenas fruto de algum problema de uma vida
passada ...problema esse de qualquer ordem ou tipo: uma moça ou um rapaz
refugou um romance, uma inveja que alguém sentiu, alguém que se sentiu frustrado
em seus planos (sejam eles quais forem) por determinada pessoa, enfim, inúmeras
formas comportamentais nossas pode gerar um quadro obsessivo em uma vida
futura...esse quadro obsessivo por si só não existiria vez que ele está apenas
imantado de um sentimento ruim que com o tempo ou cairá no esquecimento ou
perderá sua força...mais ai entra em ação outros atores de coturnos mais altos, de
patentes mais graduadas que são os magos negros e suas falanges. Essas falanges
são as fontes que abastecem e energizam aqueles sentimentos ruins mas que não
iriam muito a frente se não fossem recarregados (igual a uma bateria)...dai viríamos
a altos escalões das zonas umbralinas que são verdadeiras usinas a produzir essa
energia ruim (ódio, vingança, mágoa, inveja, culpa, etc...) que irão alimentar esses
81

pequenos seres caídos transformando-os em prisioneiros e verdadeiros bonecos nas


mãos dos magos negros e suas imensas falanges ... (a literatura espírita trata muito
desse tema, mas somente até ai) ... esses seres caídos são o início do elo da cadeia
de qualquer processo obsessivo. As partes envolvidas (obsessor e obsediado)
precisam se reconciliarem afim de que cumpram os desígnios de Deus no retorno a
Casa de nosso Pai Celestial, tarefa essa que será facilitada por nossas vidas
simultâneas mais adiantadas no processo evolutivo, porém, como tal reencontro
nos causa dor, sofrimento, doenças, perdas, etc nós renegamos esse reencontro e
buscamos nos livrar das causas que tal reencontro nos provoca através dos
remédios, da medicina e da tecnologia, quando deveríamos aceitar a verdade de
que tudo é espiritual e buscar a ajuda nas Casas Espíritas, nos grupos de Umbanda e
de Apometria.

A TÉCNICA DA FLECHA NA BUSCA DA RAIZ DO PROBLEMA


uma flecha imantada com os sentimentos que envolvem a pessoa assistida será lançada.

As sombras, a escuridão, tem uma complexa organização, então, quase sempre,


aquela entidade que perpetra um processo obsessivo ele apenas cumpre um
mandado (forçado ou não, consciente ou não) e podemos dizer que há um nível
gerencial como as grandes organizações comerciais/industriais com divisões de
tarefas, tudo se sustenta por sentimentos e energias, assim, quase sempre, a
entidade que está praticando o processo obsessivo não é de onde partiu a ordem
para aquilo ser executado, apesar de que exista ligação nesse ato, mas tem algo
superior dando as ordens, então a questão sai da esfera do executor e nos direciona
para a esfera do autor intelectual daquele processo. Pois bem, e como chegar nele?
sabedor de que o elo entre eles se dá pela via de "sentimentos e energias", então fui
intuído a usar esse instrumento ( a flecha) para chegar até a criatura (esse processo
segue a máxima: um só coração...um só pensamento que é o que lhe dá a força de
romper as distrações, disfarces e todos os obstáculos que serão postos no caminho
afim de evitar de chegar lá)
Lançada a flecha ela segue conectada com os sentimentos e energias envolvidas
naqueles acontecimentos mas para se desviar é por um nada e ela sai da rota
correta, daí que é necessário fortalece-la afim de que não seja nem freada, nem
desviada nem tampouco arrefecida em seu ânimo de "chegar lá" e para isso
demanda muita concentração, harmonia e orações pois está nela a maior chance de
82

os resultados dos trabalhos serem multiplicados por uma centena de trabalhos pois
inúmeras etapas são suprimidas e os resultados aparecem como um milagre.

São dois instrumentos básicos: o Arco e Flecha e a Tarrafa, um encontra a criatura e


o outro a imobiliza, dai para frente inicia o processo de ajuda a criatura que aos
poucos vai se modificando.

PORQUE SE LANÇAR AS FLECHAS ?

Nos trabalhos de auxílio espiritual, sempre se baseando na linha de pensamento de


que a entidade que perpetra o processo obsessivo é apenas um soldado raso das
sombras, então, o problema para ser resolvido, precisa-se identificar e chegar ao
mandante e para isso usamos a Técnica das Flechas que tem a função de ultrapassar
as barreiras para se chegar até o mandante... segue o roteiro:-

QUANDO LANÇAR A FLECHA ?

Em todos os trabalhos deve-se lançar a flecha, inclusive em alguns se deve lançar


mais de uma vez a critério do dirigente pela sua intuição, pois é a flecha que nos
possibilita alcançar entidades que, pelo seu poderio energético, consegue não ser
visto pelo grupo (qualquer grupo), então, imediatamente após termos lançado
anteriormente a tarrafa e termos pegos o primeiro grupo de espíritos
encaminhamos esse grupo primeiro para cachoeira onde damos um ligeiro
tratamento e ai preparamos o ARCO E FLECHA quando imantamos a flecha com as
energias do 1º grupo pego e LANÇAMOS A FLECHA;

COMO LANÇAR A FLECHA ?

A flecha sempre é lançada pela força do pensamento, inclusive se fazendo a


contagem para unificar o pensamento do grupo para o lançamento, antes se faz
uma preparação da montagem da flecha e IMANTANDO A PONTA DA FLECHA
(também pelo pensamento) com a problemática da pessoa atendida ou do
problema enfrentado pelo grupo (igual a se dar uma peça de roupa para um cão
farejador cheirar e ir atrás do objetivo) e ai se procede a contagem e faz-se o
lançamento da flecha. A potência, o alcance que essa flecha terá, dependerá nesse
momento, da harmonia e equilíbrio do grupo, então, para obtermos o maior
exponencial de força na flecha, buscamos entrar no clima de UM SÓ CORAÇÃO...UM
SÓ PENSAMENTO e isso conseguimos com: ORAÇÕES E CÂNTICOS;
83

PROBLEMAS COM A FLECHA DURANTE O VOO DELA


Primeiramente o grupo deve se manter em oração o tempo todo que a flecha
estiver em voo e o dirigente (ou o médium vidente) ir monitorando a flecha afim de
que ela 1) não se perca do rumo; 2) não diminua a velocidade; 3) não caia
abruptamente antes de atingir o alvo. Para que nada disso ocorra, o grupo deve
nesse momento, se manter em oração em voz alta ou cânticos. NÃO PODEMOS
ESQUECER QUE ESTAMOS LIDANDO COM SERES DE ALTO PODER ENERGÉTICO QUE,
FARÁ DE TUDO PARA NÃO SER PEGO.

APÓS A FLECHA ATINGIR O ALVO


após a flecha atingir o alvo (ela pode simplesmente cair no chão, enterrar no chão,
cravar em um local, etc.) o dirigente com suas intuições observará o local em busca
do líder porque este pode estar disfarçado, escondido ou até ainda não ter sido
ainda alcançado o objetivo, nesse caso deve-se lançar de novo a FLECHA com a
mesma rotina de orações e cânticos. Após agora a flecha atingir o alvo AI SE LANÇA
A TARRAFA (que é um campo de força) para pegar a entidade ou algo atingido pela
flecha e ai se inicia a série de comandos de acordo com as imagens que postei aqui
aplicando as técnicas primárias de cuidar dessa criatura que foi pega da seguinte
forma: dar banhos na cachoeira, dar de beber e colocar em seus corações os 3
cristais que representam: o amor, o perdão e o arrependimento; passar pelas 7
chamas sagradas; levar para as zonas umbralinas; lançar bolas de fogo nessas
regiões umbralinas; mandar que libertem a todos os espíritos que ai se encontram
presos por sua conta e ordem com as palavras: ESTEJAM LIBERTOS EM NOME DE
DEUS.

“O grupo não pode se assustar com a direção da flecha, ela pode girar em torno do
planeta, ir para galáxias, outros planetas, etc, pode ir para o centro da terra.” O
alcance dos trabalhos sempre dependerá da energia do grupo E NUNCA DO
MERECIMENTO OU NÃO DA PESSOA QUE ESTÁ RECEBENDO OS TRABALHOS DE
APOMETRIA.

APÓS A LIBERTAÇÃO DOS PRISIONEIROS DA ENTIDADE o grupo procederá a limpeza


e restauração do local usando a onda do mar e o sol da manhã e após encaminhar a
todos para os hospitais da espiritualidade.

A entidade líder não deve ser encaminhada junto com os que ele libertou, ela deve
ficar e ai pode haver algum diálogo se o grupo assim o desejar, mas não será mais
84

um diálogo de convencimento porque todos os rancores, ódios, etc, foram desfeitos


PELA SIMPLES APLICAÇÃO DAS TÉCNICAS (cachoeira, água para beber, os 3 cristais
no coração, passar pelas 7 chamas sagradas, ir ao umbral libertar os irmãozinhos
presos) mas será apenas um diálogo esclarecedor das ligações entre a entidade e a
pessoa atendida, os porquês de tanto ódio, etc.

A TÉCNICA DA MASSEIRA

Disse Jesus: Ninguém entrará no Reino de Deus se não nascer de novo. A Nossa
Apometria propicia esse acontecimento: O NASCER DE NOVO e esse nascer de novo
se dá pela Libertação Espiritual, libertação "dos nossos eus" que se encontram
aprisionados em seus sentimentos/pensamentos/atos praticados quando em carne
e que, continua e continuará até o fim dos seus dias, em carne ou em espírito, até
que seja LIBERTADO...mas essa Libertação tem de ser total...plena desse
ser...porem, não temos acesso a esses pedaços de nós...só deles tomamos
conhecimento quando por eles tocados...mas ai advém a dor...os problemas
(provocados por essas nossas vidas passadas mesmo) e temos dificuldades de
entender o que está se passando E PROCURAMOS SOLUÇÃO DE NOSSOS
PROBLEMAS NA MEDICINA, NOS REMÉDIOS, NA TECNOLOGIA e nos PSICOLOGOS...e
perdemos a grande oportunidade de nossas vidas que é de ajudar a nós mesmos
sairmos do atoleiro...

Mas a Nossa Apometria nos permite fazer O Renascimento do Indivíduo pela


Libertação, Aceleração e Potencialização de Nossa Apometria - TÉCNICA DA
MASSEIRA

Na medida em que é ativado o processo de aceleração toda a Técnica do Circo, que


se encontrava condensada, pela união das forças centrífuga e centrípeta, ela é
espargida no Universo, onde vai captar e trazer para tratamento nossas vidas
passadas, presente e futura ou resquícios de alguma vida ainda não encontrada e
que, pela força de atração agora exercida, será inexoravelmente trazida pelas forças
atuantes: desejo de mudança, força do amor, persistência e, consolidando tudo, a
fé.
85

PROCEDIMENTOS

1º) – Mentalizar 3 tornados que girarão em alta velocidade indo cada uma para uma
direção: presente, passado e o futuro onde captarão tudo aquilo que seja possível
vir para os trabalhos;

2º) – Tudo que foi captado pelas energias provocadas pelo giro dos 3 tornados serão
canalizados para a masseira;
3º) – Mentalizar uma masseira, dessas de misturar a massa do pão, ou um caminhão
betoneira, onde estarão tudo que foi captado pelo giro dos 3 tornados;
4º) – Acrescentar a essa massa o Santo Remédio, formado pela água da cachoeira e
pelos cristais do Amor, Perdão e Arrependimento;
5º) – Bater essa massa até ficar homogênea;
6º) – Enquanto a massa não ficar bem líquida e homogênea, ir acrescentando o
Santo remédio e continuar batendo;
7º) – Assim que ficar homogênea, filtrar ou coar essa massa, buscando encontrar
possíveis nódulos, pedaços não dissolvidos, etc;
8º) – Com esses nódulos não dissolvidos em mãos, passar pelas sete chamas
sagradas (nesse trajeto, uma chuva de pétalas de rosa e também dos cristais do
amor, perdão e arrependimento, caem sobre eles) até chegar na 7ª chama, a chama
violeta, e deixar a energia do amor tomar conta deles (esses nódulos são
sentimentos que até então não conseguiram ser dissolvidos);
9º) – Após, mentalmente, o que sobrou deverá ser engolido para, lentamente,
serem absorvidos, dissolvidos e então reacoplados ao espírito uno.
10º) – Para ajudar devemos beber e muito do Santo Remédio, podendo até ser
reforçada a concentração em alguns dos sentimentos: amor, perdão ou
arrependimento.
OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Ao engolir as partes que não foram homogeneizadas
na masseira, nem foram dissolvidas ao passar pelas 7 chamas sagradas, pode haver
um sintoma de rejeição do seu organismo físico (vomitar). Para que isso não
aconteça, vc deve pedir ajuda BEBENDO O SANTO REMÉDIO que nada mais é do
que: Água da cachoeira com os 3 cristais: do amor, do perdão e do arrependimento.
Esses sintomas podem perdurar até 24 horas, fique atento.
86

TÉCNICA DA ROCA
JUNTANDO AS LINHAS DE ATAQUE ESPIRITUAL
Todos problemas que enfrentamos na vida quase sempre tem, ligados a ele, várias
linhas de ataque espiritual, isto é, são ataques oportunistas onde já tinha sido
iniciado um outro processo obsessivo por outro espírito mas repercutindo no
mesmo sintoma.
a) observem a fiandeira guiando a formação do novelo. Esse novelo nada mais é do
que a somatória dos problemas, possível naquele, e que serão tratados;
b) levem tudo do novelo para uma cachoeira;
c) tal qual quando se lava a massa do glúten quando se separa o amido da proteína,
devemos lavar aquele novelo carregado dos problemas onde as energias ruins serão
separadas e tratadas;
d) as energias ruins que foram separadas devemos levar para as 7 chamas sagradas
onde irão transmutar as energias ruins em boas energias;
e) no final coloquem a Auto Apometria para tocar que, com seu detalhamento, irão
concluir todas as fases necessárias dos trabalhos.

AOS GRUPOS DE CURA E APLICADORES DE REIKI, ACUPUNTURA, CROMOTERAPIA,


HOMEOPATAS, DO-IN, SHIATSU, MASSAGISTAS, MESA QUÂNTICA, RADIESTESIA,
HARMONIZAÇÃO COM CRISTAIS, TERAPIA TRANSPESSOAL, BIOMAGNETISMO, etc.,
na maioria das vezes seus pacientes não conseguem traduzir exatamente aquilo que
estão sentindo ou onde estão sentindo. A Técnica da Roca poderá lhes ajudar a
vislumbrar melhor os problemas mais urgentes que atormentam seus clientes. O
vídeo pode ser visto no Youtube no canal do Faiçal Baracat.

TÉCNICA DA FILA

Por essa técnica podemos ir encontrar nossas vidas passadas e ajudá-las em seu
processo de harmonização.
87

Mentalizamos um local agradável para nós, pedimos ao Mestre Jesus e aos nosso
mentores., que nos auxiliem e fiquem atrás de nós recebendo e levando para
tratamento todas as entidades que passarão por nós, e as chamamos através de
nossos defeitos, ou seja, todas as nossas características que nos incomodam e que
queremos melhorar em nós.

À medida que pensamos nesses "defeitos", pessoas vão aparecendo nessa fila,
conhecidas ( que geralmente são as pessoas com as quais mais temos problemas,
pois aquilo que mais nos incomodam nelas, é exatamente o que deve ser trabalhado
em nós), e pessoas não conhecidas que são as influências de nossas vidas passadas
personalidades múltiplas e sub personalidades (atuais).

O objetivo é fazer com que essas pessoas da fila passem através de nós, se
acoplando em nosso corpo por um breve período, com um abraço, um pedido de
perdão. Ao fazerem isso, podemos sentir aumentar em nós o sentimento ou
característica que essa personalidade nos traz... "sentimos ou curtimos" ao máximo
essa sensação, que muitas vezes pode ser desconfortável, (percebendo os males e o
que esses sentimentos causam em nossa vida e em nosso ambiente, como é a vida
com elas), para que então depois, deixemos que essas personalidades sigam em
frente, nos libertando desse sentimento (QUEBRANDO A LIGAÇÃO EXISTENTE) que
elas pulsam em nós (sentindo agora como é a vida sem elas), para que sejam
recolhidas pela equipe da espiritualidade que ali está para nos auxiliar.

Já vimos em nosso trabalho que eles são levados a hospitais espirituais onde
recebem todo tipo de tratamento, e aparecem na nossa fila, quantas vezes forem
necessárias, até que não nos influenciem mais, ou seja, até que estejam totalmente
doutrinados e recuperados, prontos para seguirem um caminho de luz.

FRAGMENTOS DE CONSCIÊNCIA

Sua criação se dá por um ato em desarmonia da atual existência, que formará tantos
fragmentos dessa atual existência quantos forem os atos praticados em desarmonia
e que permanecerão vibrando até que se harmonizem com o outro sujeito do ato e
88

isso se dará pelo arrependimento e consequente pedido de perdão e do outro lado


com a aceitação do pedido do perdão.

Tomando-se por base uma pessoa normal, está, a cada dia, algumas vezes provocará
ou sofrerá algum ato que redundará “na criação de mais um fragmento daquela
consciência atual” levando a conclusão que em uma encarnação formaremos
centenas desses fragmentos que, ato contínuo, ganham vida autônoma mas ficarão
estacionados naquele teatro, agarradas ao fato ocorrido. Ao serem esclarecidas tais
questões pelos trabalhos de Apometria (quase sempre de forma dolorosa), aquelas
partes da consciência se reacoplam ao ser reencarnado.
Apesar de ser o espírito uno, reencarnamos para ir vivenciando as situações mal
resolvidas em vidas passadas mas, diferentemente do que se pensa, ao
reencarnarmos NÃO VEM TUDO AQUILO NOSSO QUE ESTÁ NO OUTRO PLANO
COMO CARGA PARA UM ÚNICO SER, só veem aquela situação que precisa ali ser
trabalhada (uma ou algumas situações) essa é a máxima do processo reencarnatório
e que explica a bondade divina ao nos conceder o direito de "fazer de novo mas de
uma forma diferente”, mas as outras vidas passadas nossas continuam onde
estiverem e, por incrível que pareça, entram em conflito imenso com a parte
encarnada (que é ela mesma, mas não se reconhece como tal, ou se reconhece,
quer ela dar o sentido e rumo dessa vida).

Técnica da Manivela
Em que consiste a técnica...? é simples...podemos imaginar nossos chacras como se
fossem uma hélice de avião...e que se encontra meio enferrujada...para azeitar essa
máquina (é a fonte de entrada energia e imagens ) e dado que o chacra gira em um
determinado sentido, devemos dar 3 giros em sentidos diferentes para quebrar a
inércia, fazendo o seguinte: mentalizar uma manivela - essas que davam a partida
nos carros de muito antigamente:

1º - por 7 segundo girar em altíssima velocidade no mesmo sentido do giro original


do chacra (não importa qual seja);
2º - diminuir a rotação até parar e ai iniciar outro giro em altíssima velocidade no
sentido CONTRÁRIO do giro anterior;
3º - diminuir a rotação até parar e ai iniciar outro giro em altíssima velocidade no
sentido CONTRÁRIO do giro anterior, retornando, assim, ao giro original do chacra.
89

Esse exercício pode ser feito 03 vezes ao dia por um mês inteiro...

Essa técnica vai ajudar a qualquer um que queira a melhorar sua visão espiritual.
Essa melhora permitirá que os trabalhos de Apometria sejam mais dinâmicos e os
detalhes que poderão ser vistos com mais nitidez, serão mais bem trabalhados mas
que fique claro, a Técnica da Manivela não trará o dom da vidência para ninguém,
apenas ajudará aqueles quem já possuam o dom da vidência mesmo sem o saber.
Mas quem não tem o dom pode fazer a técnica que irá melhorar seu equilíbrio
mas não fará nascer algo que vc já não tinha antes.

O cérebro tem dois hemisférios, um direito e outro esquerdo. Cada um desses


hemisférios tem sua função. O esquerdo é lógico, racional e linear, é aquele que usa
a razão.... O direito é intuitivo, não racional e holístico. ... a nossa proposta que é de
destravar os bloqueios que impedem uma melhor visualização dos médiuns de
vidência...isso abriria mais a intuição e não a razão...
Não é necessário estar num ambiente tranquilo e apropriado...em qualquer lugar vc
pode fazer...mas perceba se ao fazer te dá uma tontura, enjoo, ai então vc só faça se
estiver em um lugar mais adequado, tipo em sua casa...ou na casa de alguém, ou
sentada, etc...menos na rua no ônibus, dirigindo, etc...o local onde vc tocara é a
testa...na região do 3º olho...Quanto a crianças pequenas, até uns 10 anos, é melhor
que não faça até porque esse percepção já está bem aberta para eles...e essa
técnica não tem a função de acalmar...e sim de abrir, limpar a visão espiritual...a
religação com o espiritual...a eles vc dedica a Auto Apometria.

AUTO APOMETRIA

Em 2005 eu descobri o uso da internet para praticar a Apometria que chamei de


Apometria online e com isso acumulei textos das Apometrias online até que em
2007 eu tive a intuição de que eu poderia gravar esses textos organizados, e assim
fiz, surgindo daí uma fórmula que veio revolucionar os trabalhos de libertação
(desobsessão) espiritual. Com a gravação da Técnica do Circo, pudemos, pelos meios
virtuais, expandir para o mundo a nossa Apometria, porque as pessoas podem
baixar de graça, pela internet, a gravação e ouvi-la em qualquer lugar e creiam, uma
seção de Apometria acontecerá naquele momento.
90

É exatamente assim que acontece e é da mesma forma que um trabalho em um


grupo espiritual seja ele qual for: espírita, umbandista ou Apometria, etc. em um
determinado momento aprazado para iniciar uma reunião espiritual, ali estão a
postos todas as entidades benfeitoras em auxilio e proteção daquele grupo. O
mesmo acontece ao QUALQUER UMA PESSOA OUVIR A GRAVAÇÃO OU
SIMPLESMENTE PENSAR NELA, QUERER QUE ELA ACONTEÇA isso é, todas as
entidades espirituais benfeitoras designadas acorrem em auxilio e proteção naquele
momento, então, um trabalho espiritual acontece nesse momento. É A
MULTIPLICAÇÃO DOS PÃES (no formato de auxilio espiritual) NÃO EXISTEM LIMITES.
LIMITE É NOSSO E NÃO DA ESPIRITUALIDADE. Sem fila de espera, sem
preenchimento de fichinhas, sem aguardo de 21 dias, sem aguardo de tal dia da
semana, sem nada, apenas com a força do seu pensamento. A Auto Apometria veio
romper com a limitação do espaço físico. Não existe hora marcada, (por exemplo, no
nosso grupo, pela dificuldade dos participantes, as vezes chegamos esperar algum
membro por uma hora), não existe espaço físico determinado. COM A AUTO
APOMETRIA TOCANDO EM SUA CASA VC TEM UM TRABALHO ESPIRITUAL
ACONTECENDO AI DIA E NOITE mas só verá quem tem o dom da vidência, só que
com um detalhe: o que muda e muda mesmo dos trabalhos físicos é que, da forma
da gravação, o livre arbítrio dos espíritos é mais observado (isso é, os seres de luz
respeitarão suas decisões de vir ou não) e só virá quem quiser vir, só ficará quem
quiser ficar pois, ali, naquele momento, não tem presente a energia K que é a
energia humana física que ajuda romper outras forças renitentes mas nada que o
velho ditado não resolva: ÁGUA MOLE EM PEDRA DURA TANTO BATE ATÉ QUE
FURA, isso é, insiste, insiste, até que, uma hora ele cede e vem para receber a ajuda
e ai o amor, o perdão e o arrependimento entram inexoravelmente no coração dele.
Pronto, ai começa o caminho do retorno a Casa de Nosso Pai Celestial.

UM PENSAMENTO SOBRE A AUTO APOMETRIA


por André Almeida
Uma gravação (áudio tocado em aparelhos eletrônicos que condensam e emitem
ondas sonoras captáveis pelo ouvido humano) é uma intenção; é o produto da
somatória de vários fatores contribuintes e circunstanciais: gravação por gravação
pode ser de qualquer música, conversa, ruídos, etc. A questão não é a gravação. A
questão é que esta gravação de que falamos, é ato construído e elaborado que
91

resulta de fatores e circunstâncias tais como: intenção de espiritualidade, ponto de


aproximação das pessoas com sua dimensão de "ser humano de fé", pensamento
que construiu a fórmula que é a história do circo (que na verdade é uma técnica do
âmbito da Apometria, etc...) E isto quer dizer que a gravação se torna um
instrumento, nesse caso disponibilizado para contribuir com a construção de uma
relação que considere a dimensão de espiritualidade por parte das pessoas que a
ouvem. Daí decorre que como normalmente as pessoas recorrem à este tipo de
instrumento como a gravação como um meio de encontro com a espiritualidade, e
que muitas vezes recorrem à esta espiritualidade para encontrar a solução
de problemas impedintes de desenvolvimento, seja normal que os efeitos que
surjam sejam estes que temos visto aqui na comunidade, alguns até desagradáveis,
por hora. Há também que se considerar que os desafios, que podem ser inclusive
interpretados por alguém de "produtos de alguma influência lançada no
subconsciente ou inconsciente pela gravação" e que aparecem quando muitos
ouvem a gravação, são realmente a expressão do processo de desordem,
estabelecido para que haja a reorganização dos sistemas que compõem o sujeito
ouvinte, de forma que esta "nova organização" possibilite o "evoluir", criando
espaço para o novo padrão vibratório, comportamental e de desenvolvimento que o
tal ouvinte adquiriu a partir da dissolução do problema que havia originado os
"efeitos negativos colaterais" que a audição da gravação pode provocar por algum
momento.

ORDEM - DESORDEM - NOVA ORDEM


Ocorre que este processo é originado nas leis estruturantes da vida como a
conhecemos. Se observarmos, a física, a química e a biologia já provaram que todo o
fenômeno de constitui de: ORDEM - DESORDEM - NOVA ORDEM. E assim se dá com
os fenômenos da fé. Quando procuramos a gravação e estamos com algum
problema que dificulte nosso desenvolvimento positivo é normal que este acabe,
por força de todos aqueles aspectos que compõem a gravação (de ser um produto
que proporciona possibilidade de encontro com a esfera espiritual - foi sim
elaborado para isto), por DESORDENAR algo em nossa vida de forma à realizar
algum ajuste, uma atualização vibratória e comportamental que também chamam
"reforma intima". É sempre assim em tudo, "depois da tempestade, vem o sol",
"depois da guerra, o banquete da vitória", etc... Até na economia é assim: "depois
92

das crises o mercado se reorganiza para reordenar o capital"... Por isto de toda
forma, se alguém por acaso se aproximar de ter um contato com a gravação ou
mesmo ouvi-la, e nesse momento apresentar desconfiança, questionamentos,
dúvidas sobre a realidade da gravação, não tem problema, é assim mesmo: sabemos
que no astral possuem realidade constituídas de alta inteligência, aprimorada
intelectualidade e que servem ao propósito de não permitir o desenvolvimento
espiritual real para muitos seres pela via do "uso do pensamento, da razão, da
intelectualidade que questiona, suscita dúvidas inquietantes, bem fundamentadas
numa lógica engendrada puramente na consideração do real, do que pode ser
concebido num pensamento puramente racional/cognitivo/material.

Apenas aproximar da Auto Apometria já opera seus efeitos


Dito isto, se alguém por ventura isto vivenciar, que bom! Já é um sinal de que a
proximidade com a gravação já operou efeitos e que algo já se movimentou. Há
também a possibilidade de este alguém vir simplesmente nem à ouvir a gravação
inteira e se afastar: também normal! Isto por que a gravação, fundada nos princípios
e leis universais positivas (por que há nas negativas) apoia-se na consideração de
que seja preciso a vontade individual para que tudo aconteça. Em simples palavras,
como sempre nos assinala o Faiçal: "está tudo dentro de seu coração"...

Tudo tem seu tempo. Tudo tem seu propósito.

E por isto, é que aqueles que vêm por exemplo para a comunidade, aproximam-se e
de alguma forma interagem com a "questão da gravação", podem ficar sossegados,
invariavelmente haverá, mesmo que depois da desordem, a tão esperada "NOVA
ORDEM": normalmente dotada de muita coisa boa.
Penso que a gravação contenha em seu desenvolvimento - uma espécie de
introdução... - que proporciona a proteção para que se opere os movimentos nas
diferentes dimensões que compõem a realidade e que ao ouvi-la estaremos
modificando.
A possibilidade de que algum ser possa tentar interferir no nosso movimento com a
gravação existe, porém, como a gravação e nossa intenção de ouvi-la juntas formam
um ato de fé, alcança-se a proteção própria deste tipo de ato, ou seja, entramos em
sintonia com a esfera das leis universais e dessa forma estamos protegidos pelo
conjunto destas leis.
93

Se prestarmos atenção, a gravação foi elaborada de forma conjurtar em série,


através de seu texto, séries de conteúdos que se dirigem ao bem, à recuperação, ao
perdão, à evolução considerada como caminho onde ninguém incidiria em fazer mal
ao outro.

A intenção ao ouvir a Auto Apometria é sempre boa


Ocorre que junto com isso, a intenção da pessoa ao ouvir a gravação dificilmente
será maléfica, E SENDO BENÉFICA ( por que quer se recuperar, evoluir...) torna-se
afim, de novo, à sintonia e aproximação com uma realidade protegida, um campo
vibracional como ocorre na prece, na oração...
Certamente ocorrem interferências, muitas discutidas aqui mesmo em outro tópico.
Mas são as interferências próprias do fenômeno, todas reguladas pelas mesmas leis
universais que falamos: e assim sendo não há a hipótese de alguém ouvir a gravação
e ser gratuitamente prejudicado. As interferências negativas poderão ocorrer,
organizadas sob estrutura da trajetória do sujeito: se o que tem para recuperar é
muito muito grave, talvez sofra interferências negativas maiores. MAS DE TODA
FORMA, independendo do que tem o sujeito à resgatar, a gravação não oferece
perigo invencível, pois ela própria desencadeia um ambiente favorável para
cultivamos o meio mais eficaz de nos protegermos de qualquer malefício: a
proteção ocasionada pela conscientização da necessidade de melhora, a reforma
íntima/positiva.

COMO AGE A AUTO-APOMETRIA


Ao procurar ajuda espiritual e que orientamos a pessoa a ouvir a Auto Apometria e o
som das turbinas + o shoffar, elas agem da seguinte forma:
1º - o som do shoffar procura despertar aquele ser, aquele espírito que provoca o
mal que é o causador do que sente quem pediu ajuda, para ele despertar para seu
momento, para sua espiritualidade.
2º - o som da turbina do avião irá romper as forças telúricas que prendem ou
mantem a criatura nesse espaço/tempo permitindo que ele seja trazido (meio que a
força porque nas regiões umbralinas e para os seres ali viventes não existe o livre
arbítrio - se lembrem que o livre arbítrio aumenta na medida em que aumenta a
espiritualização do ser e na medida de sua decadência espiritual praticamente este
94

deixa de existir, além de que esse ser se encontra prisioneiro das energias negativas
que o sustem nesse estado) afim de ser ajudado.
3º - inicia a Auto Apometria e com isso todas as leis da Apometria entram em ação
em cada etapa que irá se desenrolar a gravação permitindo a libertação daquele ser,
de sua vítima, de seus fornecedores da energia maligna e ainda de todas as falanges
envolvidas.
"O pensamento é a mola propulsora que faz a ação nos sete planos ou campos
vibracionais, que estão em correlação e interpenetrados no Cosmo, numa espécie
de coexistência, que foge à vossa concepção linear de tempo e espaço, em razão da
dificuldade de plena compreensão por faltar equivalência em vosso escasso
vocabulário que vos faça entender e descrever em minúcias cada um..."
O pensamento faz tudo, mas tem de ter fé incondicional, nada de passar pelo crivo
da razão. Dai que eu sempre digo que nossa Auto Apometria é mais fácil ser aceita
por quem já tenha descido seu último degrau do sofrimento, pois nesse estágio,
onde as esperanças quase já se esvaíram todas, "só resta a fé". Nesse estágio da dor
não se põe o exercício da razão na frente, pois a razão que faz parte da ciência com
suas dúvidas, não têm mais respostas para suas dores, problemas e perdas.
95

MÓDULO I

PARTE II
RECONSTRUÇÃO DOS CORPOS SUTIS

FAIÇAL BARACAT
Fortaleza, Outubro de 2019
96

COMO TUDO ACONTECE EM NÓS

As energias negativas das sombras, quando ligadas a nós, chegam provocando uma
série de problemas e doenças e veem através dos nossos chakras e meridianos
alterando todas suas estruturas e prejudicando seu funcionamento. Quando as
pessoas não cuidam espiritualmente, com o tempo, estas energias acabam
provocando danos de toda ordem em nosso corpo, inclusive e principalmente
envolvendo o controle da nossa vontade.

Aos poucos nossa vontade vai sendo corroída e os rumos de nossas vidas vão tendo
outro senhor e infelizmente não conseguimos superar.

O principal dano é a frustração de nossas propostas reencarnatórias, daí a


necessidade de se debelar o mal, corrigindo o rumo de nossa existência.

Os tratamentos espirituais têm como foco os espíritos obsessores, se esperando


que, retirados estes, a pessoa melhore, tal qual as mocinhas apaixonadas que
esperam corrigir em seus futuros maridos aquilo que deles elas não gostam. Vã
ilusão, pois passarão a vida toda numa luta inglória. Não é muito diferente com a
Apometria. Daí minha desilusão com tudo que se referisse aos encarnados,
acreditando eu que jamais aconteceriam mudanças num estalar de dedos como
acontece com os espíritos. Porem aconteceu um milagre no final de 2.017 e na
cidade de Araruama/RJ, Região dos Lagos e Niterói, recebi por canalização algumas
terapias que, ao juntar todas em um só pacote, resultou no que chamei de
“Reconstrução do Ser” cujos efeitos na pessoa encarnada se fazia de tal forma
acentuada que, com toda certeza, para ela, começava uma nova vida.

NOÇÕES BÁSICAS

CORPOS SUTIS – os 7 corpos espirituais (pego na


internet e trabalhado)

O conceito de Homem que vigora hoje, não dissocia


o Ser Vivo do Universo com seus fenômenos. O
Universo é constituído de 7 planos e o homem, que
é uma miniatura do Universo, é constituído de 7
corpos materiais. Estes corpos são formados por
matéria retirada dos planos do Universo e
97

destinam-se, respectivamente, a dar ao homem meios suficientes para viver e agir


naqueles planos.
Para o propósito de tornar-se indivíduo, o Espírito ou Eu Verdadeiro, veste-se com
roupa após roupa, cada uma pertencendo a uma região definida do universo, e
capacitando o Eu para entrar em contato com aquela região, ganhar conhecimento
dela, e trabalhar nela. Assim ele ganha experiência, e todas as suas potencialidades
latentes são gradualmente transformadas em poderes ativos. Estas roupagens, ou
invólucros, são distinguíveis umas das outras tanto teórica como praticamente e
servem para sua evolução.

Também tem sido considerado conveniente, dividir os sete corpos em dois grupos –
um contendo os três princípios superiores e, portanto chamado de TRÍADE
SUPERIOR, composta pelos níveis Átmico, Búdico e Mental Superior e o outro
contendo os quatro inferiores, chamado QUATERNÁRIO INFERIOR composto pelos
níveis Mental Inferior, Astral, Duplo Etérico e Corpo Físico (Somático).

O CORPO FÍSICO DENSO

O corpo físico denso do homem é constituído de compostos químicos originários do


próprio planeta, formando moléculas, que por sua vez formam as células, os órgãos
e sistemas orgânicos, por fim, dando forma ao corpo. É o único estudado e
relativamente conhecido pela ciência oficial. É o instrumento de suporte passivo,
onde somatiza-se os impulsos dos demais corpos, níveis ou subníveis da consciência,
em forma de doenças, desajustes ou desarmonias, que são simples efeitos e não
causa. Corpo e meio físico pertencem à mesma dimensão eletromagnética.
É o campo de manifestação do que chamei “condomínio espiritual de desequilíbrio”,
isto é, espíritos em desequilíbrio, que, pela bondade divina, tem a possibilidade de
se manifestarem e o fazem através do nosso corpo físico e dos nossos corpos sutis.

O objetivo principal deste corpo é, através da emoção dos desejos, vontades e


sentimentos de Amor, atingir a harmonia pela transformação da matéria física.
Neste plano físico atuamos com um corpo físico denso para podermos agir e influir
no mundo material. Para os espiritualistas reencarnacionistas (espíritas, teosofistas,
98

esotéricos, umbandistas, e outros), o corpo físico é o instrumento para


manifestação, experimentação e aprendizagem no mundo físico.

O DUPLO ETÉRICO
O corpo etérico (a palavra vem do "éter", estado intermediário entre a energia e a
matéria) compõe-se de minúsculas linhas de energia "qual teia fulgurante de raios
de luz" parecidas com as linhas numa tela de televisão. Tem a mesma estrutura do
corpo físico e inclui todas as partes anatômicas e todos os órgãos.

O duplo etérico tem a função de estabelecer a saúde, automaticamente, sem a


interferência da consciência. Funciona como mediador plástico entre o corpo astral
e o corpo físico. Possui individualidade própria, mas não tem consciência. Promove a
ação de atos volitivos, desejo, emoções, etc., nascidos na "Consciência Superior",
sobre o corpo físico ou cérebro carnal.

CORPO ASTRAL OU EMOCIONAL


O Corpo Astral, Emocional, está numa oitava acima do corpo físico energético,
também chamado corpo de desejos, destinado a atuar no plano emocional ou
quarta dimensão. Como o seu nome sugere, é onde se processam as emoções. Não
limitado ao tempo e ao espaço. Responde mais rapidamente. Seus sensores
alcançam o exterior. Aprecia a intensidade e a mudança. Responde a vibrações mais
refinadas. Sua capacidade de sentir vai das paixões animais ao amor desinteressado.
Em conjunto com o 3º corpo, traduz sentimentos em ações no plano físico,
captando a substância necessária à manifestação. O Corpo Astral tem ainda a função
da sensibilidade, dor ou prazer, registro das emoções sob vontade, desejos, vícios,
sentimentos, paixões, etc., que nele são impressos pela força do psiquismo. Sua
sede está no plexo solar.

Este corpo é utilizado no mundo espiritual para incorporar espíritos já desprovidos


dele, tal como nossas incorporações mediúnicas. O Corpo Astral pode desencaixar
(desdobrar) do físico por anestesia, coma alcoólico, drogas, choque emotivo ou
desdobramento apométrico da mesma forma que o Duplo Etérico. É com ele que,
nos trabalhos com a técnica da Apometria Clássica, projeções astrais conscientes ou
por sonho, viajamos e atuamos no tempo e no espaço.
99

MENTAL INFERIOR

Subindo mais na escala de sutilização, na próxima dimensão encontramos os corpos


mental inferior (ou concreto) e superior (ou abstrato). Embora ambos se encontrem
no nível que a nomenclatura ocidental convencionou chamar de mental, exercem
atribuições bem diferentes. O mental concreto é a ferramenta utilizada para a
visualização de imagens, sons, funções matemáticas e outras tarefas denominadas
concretas e consideradas inferiores no âmbito da mente; é o aparato que permite
ao homem desenvolver a tecnologia, sujeito à ilusão e ao controle. Sua sede é o
cérebro físico.

Este corpo é a ponte entre as substâncias vibratórias superior e inferior. É o veículo


para as viagens fora do corpo, usado pela consciência mental e emocional. Conecta-
se ao corpo físico através do cordão de prata. É a Alma inteligente, mentalidade,
associação de ideias, sua aura envolve todo o corpo e normalmente sua forma é
ovalada, mas pode ocorrer em raros casos uma forma triangular ou retangular. Tem
cores variáveis, podendo ser registrado por fotografias ou percebido pela vidência. É
o corpo que engloba as percepções simples, através dos cinco sentidos comuns,
avaliando o mundo através do peso, cheiro, cor, tamanho, gosto, som, etc. É o
repositório do cognitivo. É o primeiro grande banco de dados onde a mente física
busca as informações que precisa. Seu raciocínio é seletivo, registra aquilo que,
exterior à nossa pele, impressiona o nosso sistema nervoso. Está mais relacionado
com o Ego inferior ou Personalidade encarnada.

O objetivo principal deste corpo é, através da criatividade enviada pelo corpo


etérico, dar liberdade a Alma, o que só pode ser conseguido com a expansão do
controle da Alma sobre os Quatro Corpos inferiores. Quando em desequilíbrio, gera
sérias dificuldades comportamentais tais como comodismo, busca desenfreada de
prazeres mundanos, vícios etc.

MENTAL SUPERIOR

O Mental Superior ou Abstrato é além do pensamento dual, é conhecimento.


Liberta-nos das vibrações do plano material. Pode estar sujeito à ilusão. Age como
ponte entre a consciência de Cristo e a personalidade ou humano. Sua sede está na
100

área do terceiro olho. É a força interior que molda a vida exterior. A mente é como
um campo de força que envolve a alma. Porque nos encontramos com Deus, seus
anjos e mestres iluminados dentro deste campo de força é que devemos manter
este lugar sagrado disponível para nossos amigos de luz.

Por seu intermédio, pode o Homem expressar-se em termos de pensamento


abstrato, de conceitos globalizantes, de ideias arquetípicas ou sintéticas. Reflete a
Inteligência Criadora Monádica, constituindo o Princípio mais característico e
distintamente Humano. Consiste na consciência individual humana adicionada aos
dois Princípios de consciência (supra-humanos) anteriormente descritos. Entretanto,
a Humanidade está ainda muito pouco desperta a esse nível, ou seja, quase não é
ainda capaz de pensar em termos amplos, abarcantes e límpidos, tendo, pois, um
longo caminho evolutivo a percorrer.

É o corpo mental que juntamente com a terceira visão, nos transporta mentalmente
a lugares distantes, no presente, no passado e no futuro. Este corpo é o segundo
grande banco de dados de que dispõe o ser. Ele elabora e estrutura princípios e
ideias abstratas, buscando sínteses ou conclusões que por sua vez são geradoras de
novas ideias e assim por diante, infinitamente. Quando ligado às coisas superiores,
ocupa-se de estudos e pesquisas visando o aprimoramento do ser.

Sabemos que todos os corpos do agregado espiritual estão interligados pelo cordão
de prata e pelos cordões fluídicos dos chacras. Assim, o Mental Superior mostra em
sua anatomia essa ligação energética, com bastante clareza. Elabora princípios e
ideias abstratas, realiza análise, sínteses e conclusões. É sede das virtudes e de
graves defeitos.

CORPO BÚDHICO

O Corpo Causal é o segundo dos 03 Corpos Superiores, também conhecido como


Consciência de Cristo, Corpo do Eu Pessoal, ou Eu Perfeito, Alma Divina. É um corpo
totalmente radiante que todo ser humano possui, porém, ao qual ainda não está
intimamente ligado. É o veículo da intuição e decisão, depósito de tesouros e
talentos de outras encarnações. O Eu aperfeiçoado. Este é o seu "anjo da
guarda" criado pela Presença do Eu Sou, para ser o exemplo do que você deve se
101

tornar, para cuidar de você. Sua sede parece estar fora do corpo, sobre a cabeça ou
exatamente em frente à testa. É nele que se processa a meditação (ou intuição
linear), um fenômeno de consciência expandida ao nível da super consciência. Nesse
patamar ocorrem os fenômenos de conhecimento direto, sem a interferência do
intelecto, da lógica ou da razão.

O objetivo principal deste corpo é guiar o Eu da Alma do indivíduo à vitória através


do Chacra do Coração. Ele é o mediador entre a Presença do Eu Sou e a Alma. A
Vitória aqui significa principalmente a perfeição da co-criação com Deus, e
finalmente a ascensão da Alma para o plano etérico. É possível dizer que Buddhi é o
perispírito na acepção etimológica do termo: constitui a primeira estrutura
vibratória que, envolvendo o espírito, manifesta-o de modo ativo.

CORPO ÁTMICO

Este é o terceiro dos 03 Corpos Superiores e possui muitas outras denominações


como: Atma Inferior, Corpo Eletrônico, Corpo Causal, Presença Divina
individualizada, Espírito, Essência ou Centelha Divina, Vontade Espiritual e Mônada
Inferior.

Numa consideração mais rigorosa, Atma é o Espírito Puro e Universal, a própria


Mônada. Nesse sentido, não poderia atuar em nenhum dos mundos inferiores, a
que é transcendente. Corpo átmico é uma latente Vontade incondicionada de Bem,
que se pode manifestar somente quando o grande Plano Divino, com o
extraordinário Propósito Inteligente que subjaz a todo e nenhuma mácula de
egoísmo ou separatividade existe, visto ser uníssona com Universo. Na concepção
do absoluto manifestado e manifestando em cada indivíduo, dá-se o nome de Atam
ou Espírito. O Corpo Átmico ou Espírito puro, esse eu cósmico constitui a Essência
Divina em cada ser criado. Disse JESUS: "Vos sois Deuses", pois somos idênticos a
DEUS pelo ser (essência).

O objetivo principal deste Corpo é dar a alegria, bem estar a Alma através do Chacra
da 3ª Visão. Isto significa que só devemos visualizar imagens alegres e positivas.
Chamado também de o Deus interno, o real ser, o íntimo de cada um. Atman, em si
mesmo é o ser inefável, o que está além do tempo e da eternidade. Não morre e
102

nem se reencarna, é absolutamente perfeito. Atman se desdobra na alma espiritual,


esta se desdobrando na alma humana, a alma humana se desdobra na essência e
essa essência se encarna em seus quatro veículos (corpo físico, etérico, astral e
mental), se veste com eles.

Atman deve ser considerado então como a parte mais abstrata da natureza humana,
o “alento” que precisa de um corpo para sua manifestação. Ele é a única realidade,
que se manifesta em todos os planos, a essência do que todos os nossos princípios
são apenas de aspectos. Pela nobreza de sua matéria é o único capaz de estabelecer
um campo digno da centelha divina que habita dentro de nós, é a consciência
cósmica, ou super-humana.

DESDOBRAMENTO DOS CORPOS SUTIS

Desdobramento do corpo corpo ergético (sutil) é a separação deste do corpo físico,


que pode ocorrer de forma espontânea ou induzida e ocorre naturalmete durante o
sono quando o indivíduo perde a consciêcia e as funções vitais diminuem.
Desdobradas as pessoas vão a lugares distantes mantendo sua ligação ao corpo
físico através do cordão de prata – fio luminoso e brilhante que liga o duplo etérico
ao corpo físico.

No trabalho de Reconstrução dos Corpos Energéticos cada corpo é desdobrado a fim


de visualizá-lo isoladamente dos demais e realizar os procedimentos necessários.
Esse desdobramento é realizado por comando e pulsos energéticos na contagem 1-
2-3. Ao fim dos procedimentos é dado outro comando para acoplamento do
mesmo.

AFROUXAMENTO DA COESÃO MOLECULAR DOS CORPOS SUTIS

Todo Corpo Energético é constituído de matéria quintessenciada distinta, formando


uma malha de moléculas coesas por ligações específicas. Após o desdobramento do
Corpo a ser trabalhado, dá-se o comando para afrouxar essa coesão a fim de “abrir”
essa malha de moléculas para facilitar visualização de toda estrutura, assim como a
visualização de aparelhos implantados para retirá-los. As moléculas são afastadas
umas das outras na medida da intensidade da energia que lhes foi projetada.
103

Ao fim dos procedimentos é dado comando para refazer essa coesão e em seguida o
acoplamento do corpo.

CANAIS DE CIRCULAÇÃO DE ENERGIA - MERIDIANOS

A Energia Vital circula em todo nosso corpo através de "rios", de "ribeiros" que são
habitualmente chamados de meridianos - vias ao redor do corpo numa extensa rede
por onde flui a energia cósmica captada pelos chacras. Os nossos chacras captam as
energias cósmicas e através dos meridianos as distribuem pelo nosso corpo. Assim,
da mesma forma que, fisicamente, uma artéria pode vir a sofrer obstrução, os
meridianos também podem sofrer obstruções, dificultando a circulação da energia
cósmica em nosso corpo, advindo dai, as debilidades orgânicas. Portanto, os
meridianos, como são fundamentais para nossa saúde, eles devem ser limpos,
energizados e desobstruídos.

Existem 12 meridianos principais emparelhados e dois meio-meridianos individuais.


Seis meridianos percorrem o corpo de cima para baixo, e 6 meridianos fluem de
baixo para cima. Chacras e Meridianos localizam-se no duplo etérico (mas estão
presentes em todos os corpos sutis) e são responsáveis pela recepção e distribuição
das energias mentais, astrais e etéreas de acordo com a necessidade do ser.
104

Os doze meridianos são relacionados com um órgão em particular, e dois


meridianos "complementares" e estão relacionados à parte anterior do corpo para
as energias Yin e à parte posterior para as energias Yang. Existem meridianos de
natureza Yin e meridianos de natureza Yang:

YIN: YANG:
Pulmões Intestino Grosso
Baço e Pâncreas Estômago
Coração Intestino Delgado
Rins Bexiga
Mestre do Coração Triplo Aquecedor
Fígado Vesícula Biliar

Essa circulação de energia se faz de maneira imutável de acordo com um circuito


espacial e temporal bem definido. Partindo do canal central, ela se desenvolve
cotidianamente segundo um ciclo diário preciso. Do meridiano do Pulmão, ela passa
para o meridiano do Intestino Grosso e depois para o Estômago, de onde se dirige
para o Baço-Pâncreas. Daí, vai ao Coração, e depois ao Intestino Delgado, à Bexiga,
de onde passa para os Rins. Ela prossegue pelo Mestre do Coração, depois o Triplo
Aquecedor, a Vesícula Biliar e, enfim, o Fígado. Depois disso, o ciclo recomeça e se
perpetua assim durante uma jornada de vinte e quatro horas, cada fase durando
duas horas.

CHACRAS

Os chacras são estruturas energéticas oriundas de fontes superiores com aparência


de flores girando constantemente. A velocidade desse movimento vai indicar o grau
de evolução da criatura. Além disso, os chacras mais próximos da energia do cosmo
têm, normalmente, velocidade maior que a dos chacras que se ligam com maior
intensidade às energias telúricas, que vêm da Terra. Localizam-se no duplo etérico e
são responsáveis pela recepção e distribuição das energias mentais, astrais e etéreas
de acordo com a necessidade do ser. Os chacras são capazes de alterar nossos
humores e comportamentos pelas influências hormonais uma vez que estão
intimamente ligados à estrutura celular e ao sistema endócrino do homem.
105

São 7 os chacras principais. Porém, encontramos diferenças em diversas literaturas


Coronário: no alto da cabeça, ligado à glândula pineal;
Frontal: entre as sobrancelhas, ligado à glândula hipófise ou pituitária;
Laríngeo: na garganta, ligado à glândula tiroide;
Cardíaco: na altura do coração, ligado à glândula timo;
Plexo Solar: sobre a boca do estômago, ligado ao pâncreas;
Umbilical: logo abaixo do umbigo, ligado às glândulas sexuais;
Chacra Básico: na base da coluna, ligado às glândulas supra-renais.

Além dos sete chacras existem outros menores, situados na nuca, nas palmas das
mãos e nas solas dos pés.

CHACRA BÁSICO

Esse primeiro chacra é responsável pela vitalidade e pela manutenção dos aspectos
sólidos do corpo. É também fonte do fogo serpentino ou Kundalini. Localiza-se na
base da coluna vertebral, tem quatro pétalas e é visualizado na cor vermelha.
Representa a manifestação da vida física, se relaciona com a juventude, a ilusão, a
cólera, a avareza e a sensualidade. Está relacionado com as glândulas supra-renais,
cujos hormônios são parte essencial de manutenção da vida no corpo. As gônadas
são a ligação glandular para o chacra raiz. São os testículos no homem e os ovários
na mulher. Fazem parte do sistema endócrino, células secretoras com capilares nas
regiões adjacentes ligadas pelo tecido conjuntivo. A glândula pituitária às vezes é
chamada de "glândula mestra". Ela poderia ser considerada como a regente de uma
orquestra glandular. Ao seu "comando", os hormônios são secretados dos testículos
e dos ovários. Aqui, há uma relação óbvia com a fertilidade e com o desempenho,
com os impulsos e com os instintos sexuais. A secreção das gônadas assegura que os
processos naturais - tais como a puberdade - ocorram normalmente, no momento
apropriado.
106

CHACRA UMBILICAL

O segundo chacra possui seis raios revelando as cores: roxo, azul, verde, amarelo,
alaranjado, vermelho-forte e rosa. Localiza-se na região abaixo do umbigo e está
intimamente relacionado com as glândulas sexuais.

PLEXO SOLAR

O Plexo Solar está intimamente relacionado aos fenômenos mediúnicos. É também


um grande captador do prana rosa - prana da vitalidade. Pessoas desvitalizadas têm
comprometido esse chacra, sendo necessária sua harmonização. O Plexo Solar
relaciona-se com o corpo astral, de estrutura bem mais sutil que o duplo etérico e
ligado essencialmente às emoções.

CHACRA CARDÍACO

Localiza-se na região do coração físico mais próximo do centro do peito. Pode-se


dizer que seja o equilíbrio entre os três chacras que se localizam acima dele e os três
da parte inferior do corpo. Seu elemento é o ar e apresenta-se com 12 raios ou
pétalas de um amarelo brilhante. Diz-se que no coração encontra-se o antílope que
é o símbolo mesmo do coração, muito aberto, muito sensível e muito inspirado. Um
indivíduo ligado ao quarto chakra entra numa vibração de compaixão, de
desprendimento, de sabedoria e de amor incondicional. Os apegos aos prazeres
terrestres, honras e humilhações, não o preocupam. Portanto, vive em harmonia
com os mundos interior e exterior.

CHACRA LARÍNGEO

O chacra da garganta possui dezesseis raios, nas cores azul-claro, turquesa, lilás e
prateado brilhante. O chacra do coração é um lugar de encontro e de fusão das
energias que fluem descendo do chacra da coroa e das energias que sobem do
chacra da raiz, ao passo que o chacra da garganta funciona como uma passagem. O
sistema dos sete chacras é subdividido em dois grupos que apresentam ação
recíproca, e o chacra da garganta faz parte dos dois. Na qualidade de um dos cinco
chacras inferiores, ele se relaciona com um elemento, com uma idade de
desenvolvimento e com um sentido. Como o primeiro dos três chacras superiores,
ele se relaciona com a expressão transpessoal e com o Eu superior, o espírito e a
alma. Quando os três chacras superiores estão abertos e mostram-se desenvolvidos
e equilibrados, costuma-se ter uma percepção mais apurada da necessidade de
servir a humanidade, sem viver em isolamento. Serviços prestados à coletividade
tornam-se uma parte necessária e intrínseca do desenvolvimento e da percepção da
pessoa.
107

A responsabilidade deste chacra está relacionada à expressão das comunicações


espirituais. Já sua ligação glandular faz-se com as glândulas da tireoide localizadas
na garganta. A ligação com os corpos sutis é mais intensa com o corpo mental
inferior que apresenta uma textura nas mesmas cores do chacra laríngeo. Quando
das comunicações de mentores, os corpos mentais do médium e do espírito
comunicante se encontram tornando possível o repasse da mensagem por meio de
palavras. Se houver uma interação ainda maior, envolvendo os chacras cardíaco e
frontal, as comunicações serão mais claras e precisas. Quando há dificuldade de
comunicação do espírito incorporado, costuma-se ativar esse chacra até provocar a
sintonia com a frequência do espírito, com adequada abertura do canal de
comunicação.

CHACRA FRONTAL

O chacra frontal localiza-se entre as sobrancelhas e possui 48 raios. As cores


observadas são rosa e amarelo de um lado e azul e roxo do outro. É ligado à
glândula pituitária ou hipófise que tem função coordenadora de todas as outras
glândulas endócrinas. Deste modo o chacra frontal desempenha papel
importantíssimo na vigília espiritual e em toda a química do corpo. Quando bem
desenvolvido possibilita a clarividência e os poderes da psicometria. A ligação do
chacra frontal é mais intensa com o corpo mental superior. Corpo da inspiração que
dá origem às ideias antes de tomarem forma. Nos fenômenos mediúnicos, é possível
provocar a incorporação de qualquer espírito desencarnado (ou encarnado que
esteja desdobrado do corpo físico) tocando com um dedo na área desse chacra, no
médium, e, ao mesmo tempo, projetando energia para sintonizá-lo com o espírito
comunicante.

CHACRA CORONÁRIO

No topo da cabeça, possui 960 raios, com uma flor central de 12 pétalas. De cores
variadas e altíssima velocidade em sua rotação, é sede da consciência, centro da
união divina. Os chacras são degraus energéticos. À medida que vamos subindo,
chegando ao chacra da coroa, o nível de vibração aumenta. Por meio do chacra
coronário, chegamos aos mais elevados níveis de meditação. Associada ao sétimo
chacra, está a glândula pineal, que tem por atividade receber as energias dos
chacras e distribuí-las na função celular de todo o sistema endócrino.
108

CIRCULAÇÃO DA ENERGIA PELOS MERIDIANOS E CHACRAS

LIGAÇÃO DOS CORDÕES DOS CHAKRAS

(Sociedade Brasileira de Apometria - Curso Básico de Apometria Página 38 de 124)

Temos cordões (energéticos) ligados com Deus; com nossos Mentores; com as
pessoas que nós nos relacionamos no presente ou no passado; com eventos do
presente e do passado; com doenças do presente ou do passado; com traumas de
toda a ordem; com novos relacionamentos e com os sete chacras principais. Nas
ligações harmônicas (saudáveis), os cordões apresentam-se: brilhantes; carregados
de energias; coloridos; flexíveis; resistentes, e as energias fluem com normalidade e
tranquilamente. Nas ligações desarmônicas, os cordões apresentam-se com
anomalias: são rígidos; desenergizados e esgotados; finos; quebradiços; com
aparelhos; desconectados, vibrando em situações de passado ou presente, a
pessoas, coisas materiais ou eventos; enrolados; sujos e com lamas; enosados;
viscosos, opacos; pegajosos; com ganchos; rasgados e com bolhas; filetados;
calibrosos, etc. Encontramos também a presença de obsessores vampiros sugando
energias através dos cordões. Um corpo e até mesmo os chacras, deve estar ligado a
outro pelos cordões de forma sequenciada, quando isto não acontece, as ligações
são ditas incorretas. Para melhor entendimento, pode-se citar um exemplo: o Duplo
Etérico deve estar ligado ao Corpo Astral e este ao Mental Inferior, Mental Superior,
assim como o chacra cardíaco deve estar ligado ao chacra laríngeo e assim
sucessivamente. Se tal ligação não ocorrer, teremos distúrbios e dificuldades. Em
geral os cordões são apenas reflexos do Todo. Tratando-se a pessoa e suas ligações,
eles passam a vibrar de acordo com essa nova situação. Em alguns casos será
necessário também limpar, refazer ou desligar cordões. Tais procedimentos são
realizados com atenção visto se tratarem de cordões energéticos.
109

Ensina Dr. Lacerda que “entre os chacras dos corpos astral e etérico, existe um dos
mais importantes órgãos de proteção do corpo físico do homem, ainda
desconhecido pela maioria das pessoas. Trata-se da “tela búdica”, que evita a ação
predatória de espíritos maléficos sobre o corpo físico das criaturas. De natureza
magnética, essa tela tem magnetismo extremamente compacto para o corpo astral
dos espíritos, de modo a impedi-los de perpetrar danos ao organismo astral e físico
das vítimas. Se, no entanto, conseguirem vencer essa barreira magnética – através
de técnicas evoluídas e perseguição pertinaz -, a vítima estará vencida e a morte
sobrevirá facilmente, se assim quiserem seus perseguidores“. Sua reconstituição é
possível a Espíritos Superiores, mas em trabalhos bem conduzidos por operadores
encarnados, onde predomina a vibração do amor, permitem vibrar o núcleo dos
átomos da matéria mental que liberam energia dourada, capaz de reconstituir a tela
búdica.

OS CHAKRAS E SEUS ALIMENTOS


A medicina, através de exames, pode identificar se sua alimentação está
balanceada, se está com deficiência de alguma proteína, etc., nós também,
poderemos identificar e dar a solução nos casos de deficiência energética e como
sabemos que a ação das energias negativas são incessantes, ai todas as vezes que
formos, de alguma forma trabalhar os chacras de algum paciente, estes deverão ser
reenergizados e “alimentado com aquilo que lhe estiver em falta”.
A par de que os chacras, para seu perfeito funcionamento, devem estar limpos,
harmônicos e alinhados, eles também necessitam de alimentos e os alimentos de
que necessitam para conseguirem trabalhar a todo vapor a fim de manter-nos em
perfeito equilíbrio são os BONS SENTIMENTOS.

ENTIDADES OBSESSORAS QUE MOLDAM NOSSA PERSONALIDADE


Encalacradas (ver pg. 68)
De acordo com as nossas experiências nas atividades de Apometia do Amor e
Reconstrução dos Corpos Energéticoa podemos dividir as entidades obsessoras em
duas classes:
a) Espíritos que almejam vingança – são tratados na Apometria do Amor;
b) Espíritos que moldam a nossa personalidade (encalacrados), nos controlam e
dominam nossa consciência, ocorrendo muitas vezes uma enorme resistência
110

para retirá-los, tanto por parte do obsessor como do obsediado. Ao retirá-los


o obsediado pode experimentar sensações de vazio, de dor, de perda, etc.,
mas logo abre espaço para os seres de luz se aproximarem e nova
personalidade é construída, voltada para as coisas da espiritualidade, as
coisas de Deus. Esses espíritos são retirados na Reconstrução dos Corpos
Energéticos porque na maioria das vezes estão ligados a algum dispositivo
implantado no obsediado, além de poder estar ligado com falanges das
sombras e seus laboratórios altamente elaborados tecnologicamente.

IMPLANTES DE APARELHOS
Os implantes são dispositivos de limitação, barreiras vibratórias que bloqueiam
nosso processo de ascensão espiritual criando falsas realidades em nossa
consciência. São de tipos, formas e constituições variadas, fixados por fortes campos
magnéticos, colocados nos nossos corpos sutis por entidades das Sombras, com
finalidade de nos manter numa dualidade e no apego às coisas materiais, desviando
o nosso olhar para a espiritualidade e, principalmente, controlar os pensamentos e
as emoções da humanidade, dificultando assim o nosso acesso às frequências
superiores.

TODA MUDANÇA É DOLORIDA MAS VALE A PENA


Nosso corpo físico e nossos corpos espirituais necessitam de ser bem cuidado para
que possam cumprir suas funções. Na medida do possível damos ao nosso corpo
físico os cuidados através de uma boa alimentação, exercícios, repouso, etc. Ocorre
que nosso organismo necessita principalmente da energia vital do universo que é
absorvida por nós pelos nossos chacras que funcionam como antenas que captam a
energia vital (também conhecida como prana, qi, fluido cósmico universal, energia
cósmica, etc.), absorvem essa energia e, juntamente com os meridianos, as distribui
pelo nosso organismo, alimentando-o, restabelecendo-o, etc.
Acontece que nossos inimigos espirituais também sabem disso e sabem que se
bloquear, dificultando a absorção da energia cósmica isso afetará todo o organismo
físico trazendo debilidades e doenças.
Mas existe um bloqueio maior ainda que é o bloqueio mental. Esse bloqueio se dá
pela ação de nossos inimigos espirituais que, tal qual uma enxame de abelhas,
ocupam nossas casas mentais impedindo que possamos ouvir com mais clareza
nossos mentores e ai tomamos atitudes não condizentes com nossas necessidades
111

evolutivas. Esse bloqueio é imperceptível à pessoa. Ela pensa que é ela mesmo que
esta decidindo.
Sem uma ajuda espiritual não se consegue romper esse bloqueio. A Auto Apometria
ajuda, mas não consegue desconstruir o que já está consolidado no físico da pessoa,
mesmo que ela queira.
A medicina, através dos tempos, tenta sem sucesso achar os remédios que curem
todos os males da humanidade.
Mas a cura, meus irmãos, a cura total, esta só com o perdão, o amor e o
arrependimento fazendo morada no coração das criaturas.
A RECONSTRUÇÃO DOS CORPOS ENERGÉTICOS proporcionará a oportunidade de
você preencher o vazio com sentimentos nobres e leituras edificantes.

Vários autores, encarnados e desencarnados, destacam a importância do poder da


mente para a cura das doenças. Dentre eles podemos citar: Robson Pinheiro,
(“Medicina da Alma” ditada por Joseph Gleber) e Marcio Godinho (“As Flores do
Oriente”ditada por Ramatis).

REGRA DE OURO
Quando alguém (terapeuta ou trabalhador de algum grupo espiritual) se coloca
como operador da área da saúde é porque ele carrega consigo não só o dom dessa
área e a vontade de, dela, tirar seu sustento. Ela carrega em seus ombros a
necessidade de desfazer os erros e refazer aquilo que em outras vidas, algum mau
comportamento lhe acarretou um carma. Dai que, a par das técnicas que irá
aprender nessa linha aqui, terá de ter, primordialmente dentro de si: “a fé e a
vontade de curar, se entregando nas mãos do Criador e agradecer a oportunidade
de ali estar naquele momento.”

DEPOIMENTO DE UM MÉDIUM SOBRE O PROGRAMA RECONSTRUÇÃO DO SER


20 de fevereiro de 2018 -INHUMAS/GO
Para dar início ao nosso ensinamento, Mestre Faiçal pediu que um de nós, se
deitasse sobre a maca, e, que os demais se acomodassem de pé, em torno da
mesma, fechássemos nossos olhos e rezássemos uma Ave Maria. Assim procedemos.
Foi ao abrir os olhos que me surpreendi, eu já não estava mais na sala de
atendimentos mas em uma sala de cirurgia. A Sala havia quadruplicado de tamanho
112

e já não estávamos somente nós Mestre e Aprendizes, mas também uma equipe
médica completa.
Todo o trabalho ocorreu em dimensões diferentes, paralelas e simultâneas, ou seja,
no plano físico estávamos nós no corpo material; na 5ª Dimensão encontrava-se
toda equipe médica, nós em desdobramento (trabalhamos desdobrados durante
todo o tempo), e, os corpos desdobrados do paciente, e, numa Dimensão ainda mais
elevada era possível visualizar perfeitamente, a Cachoeira com a mata,
trabalhadores do plano espiritual, e o elevador, à frente do qual se podia ver vários
feixes de luz de diferentes cores, que correspondentes aos Sete Raios, denominados
de fogueiras, pelo Mestre Faiçal.
À maca, em sua cabeceira, como a um “Médico Chefe” ( aquele que coordena as
cirurgias e a equipe) estava o Primeiro Anjo. Logo atrás, dele e de nós
trabalhadores/aprendizes, vi os Sete Mestres: MESTRE EL MORYA - MESTRE
ASCENCIONADO DO RAIO AZUL, MESTRE LANTO - SEGUNDO RAIO DOURADO,
MESTRE ROWENA - TERCEIRO RAIO ROSA, MESTRE SERAPHIS BAY - QUARTO RAIO
BRANCO, MESTRE HILARION QUINTO RAIO VERDE, MESTRA NADA - SEXTO RAIO
RUBI (vi a MESTRA NADA, mas também vi MESTRE JESUS) e MESTRE SAINT GERMAN
SÉTIMO RAIO – VIOLETA.
Ao voltar minha visão ao paciente, visualizei algo que demorei para entender. A
maca havia sido retirada e em seu lugar plasmado um aparelho de exames, que eu
nunca havia visto antes. Tal aparelho era ativado por meio dos comandos proferidos
no decorrer do tratamento, desde o desdobramento dos corpos, ao início, até a
aplicação de Florais e acoplamento, ao final.
Não há nesse nosso plano, tecnologia capaz de imitar tal aparelhagem. O dispositivo
é plano e possui as mesmas espessuras da maca, mas flutua e quando ativado, é
capaz de mostrar toda a constituição física e espiritual da pessoa que está sendo
tratada, em forma tridimensional, ou seja, por meio dele, pude visualizar os corpos
desdobrados, com todos os seus canais energéticos, Chacras e o fluxo de energia
através dos mesmos, bem como a situação em que se encontravam, inclusive a
localização dos bloqueios, aparelhos, implantes e chips; vi o corpo físico
completamente translúcido, isto é, pude ver desde os ossos, músculos, órgãos e
circulação, em pleno funcionamento.
Confesso que foi difícil pra mim, cheguei a recuar, diversas vezes, para que eu
pudesse aprender a técnica, fechei os olhos, a fim de somente sentir, pelo menos até
que me acostumasse com aquelas visões e emoções. Acredito que tenha sido nesse
113

momento, em decorrência de minhas expressões e reações que o Mestre Faiçal


percebeu que eu estava visualizando todo o processo.
Com o comando de limpeza das Nades, Chacras, canais energéticos, vi materializar
espécies de fios enrolados em forma de espiral, com maleabilidade e firmeza capazes
de empurrar as obstruções para fora dos canais. Ao se dar o comando de limpeza e
movimento com as mãos, o instrumento foi introduzido no Chacra Coronário, onde
se dividiu em feixes de mesmas características que se distribuíram a todos os canais
energéticos existentes. No movimento inverso, os fios são introduzidos nos Chacras
dos pés, e, assim como acontece de cima para baixo, também o será de baixo para
cima.
Não sendo suficiente a limpeza dos canais por meio desses fios, é dado o comando
de “cauterização”, que é realizado por algo parecido a laser, essa energia desobstrui,
secciona e cauteriza o canal obstruído e assim que é terminada essa fase, pode-se
ver, assim como sentir, o fluxo de energia restaurado, a energia flui da mesma forma
que podemos ver o sangue fluindo no corpo físico.
Durante a etapa da drenagem, vi serem plasmados três frascos de cristais na
cabeceira da maca, cada um com seus líquidos respectivos: um muito vermelho, que
acredito ser o sangue de Cristo, que estava ao centro, a direita vi um liquido
Dourado, acredito ser energia solar, e, à esquerda a água da Cachoeira, o Santo
Remédio. Esses frascos estão ligados por mangueiras a uma espécie de bomba,
redonda, da qual saem varias mangueiras menores, que tem as ventosas nas pontas.
Esse líquido enche o corpo, que está sendo trabalhado de tal forma que dá a
aparência de inchaço. E ao tocá-lo, senti sua consistência úmida, molhada, com a
uma esponja encharcada.
Ao mudar o comando para sucção/drenagem do liquido bombeado, a bomba
continua sendo a mesma, mas as ventosas desaparecem e só consegui visualizar
algo parecido com aquelas mangueiras usadas em lipo-escultura, pelas quais, foi
sugado um liquido verde/amarelado, descrito por outro médium como “cor do
abacate bem maduro”, com uma viscosidade bem espessa. Esse líquido, quando
retirado, assim como toda a aparelhagem utilizada, foi entregue aos trabalhadores
espirituais, tudo sob o comando do Primeiro Anjo.
Ao se dar o comando de afrouxamento da coesão molecular, vi os Corpos se
afinarem, ficarem com a aparência de uma meia calça finíssima, através da qual
podemos ver com muita facilidade, sem apresentar muita resistência, ao tocar o
corpo senti a consistência de algodão.
114

Em seguida, foi dado o comando de retirada e limpeza dos Chacras. Para retirar os
referidos vórtices o movimento efetuado lembra o desenroscar de um parafuso,
sempre girando cuidadosamente no sentido anti-horário. Com a retirada do Centro
Energético, vi que no local onde ele é fixado existem diversas terminações de
energias, que em sua maioria estão bloqueadas por larvas e cascões, os quais são
efetivamente “raspados” com uma espécie de colher, lavados com o Santo Remédio,
e, sugados por uma mangueira de sucção.
Os Chacras retirados e adoecidos foram literalmente lavados na água da Cachoeira,
algumas vezes também os vi serem “raspados”, para retirada dos cascões e larvas, e,
preenchidos com uma espécie de massa astral, que os reconstituía, para então
serem energizados pelos Mestres. Cada Chacra recebe a energia proveniente do Raio
do Mestre correspondente, até restauração completa, tornando-se perfeito e
saudável. Não presenciei nenhuma “troca” de Chacras, mas conforme relatos dos
demais Apômetras, o Chacra adoecido é entregue a um trabalhador, e outro em
perfeito estado se materializa em suas mãos. Como vi os MESTRES e os vi
energizarem os Chacras que ajudei a proceder a limpeza, acredito que essa troca
também é realizada por Eles.
Ao recolocarmos os Chacras em seus centros, foi dado o comando de ativação com
energia Solar, neste momento vi um feixe de luz transpassar o Corpo e os Vórtices
Energéticos, fazendo com que os Chacras girassem em sintonia e velocidades
perfeitas.
A próxima etapa foi a retirada dos aparelhos, para a qual foram plasmados, nas
mãos dos Apômetras/Aprendizes, pequenos e redondos imãs, que ajudaram na
localização e retirada dos aparelhos. Pude observar que há aparelhos que tem
ressonância no Duplo Etérico, mas que foram implantados em outro corpo, e por
mais de uma vez, tivemos que acoplar e desacoplar os corpos para retirar os
aparelhos. Durante uma dessas “manobras”, o Primeiro Anjo foi canalizado por uma
outra médium, passando a informação de que os Aparelhos implantados em um dos
corpos, com ressonância no Duplo Etérico são utilizados para impedir o
desdobramento e o descanso durante o sono, e, consequentemente, descarregam a
energia vital e adoecem o corpo físico.
Vi, também, que há aparelhos implantados dessa maneira, que também executam a
função de camuflar outros implantes mais específicos, assim uma vez desativados e
retirados, os demais implantes podem ser localizados.
115

Para a retirada dos aparelhos foram usados diversos instrumentos: bisturi, pinças,
pequenas “chaves de fenda”, e outras pequenas alavancas, do tamanho de
extratores de grampo.
Os locais onde estavam implantados os aparelhos ficaram feridos, então realizamos
uma assepsia e medicamos com o Santo Remédio, quando presenciei novamente, ser
plasmada uma caneta que emite laser, a fim de cauterizar a ferida. Em seguida, o
local foi preenchido com massa astral, a fim de minimizar efeitos colaterais
posteriores.
Por fim, foram aplicados “Florais energéticos”, pequeníssimas flores de lótus
brancas, que cobriram todo o corpo do paciente, formando verdadeiro manto de
cura. Diferentes dos Florais aplicados após a limpeza dos Chacras, os quais se
constituíam de pequeníssimos grãos de cristais de Amor, Arrependimento e Perdão.
Por fim, o mais importante, para o que não há palavras suficientes, nem mesmo
capacidade descritiva, capazes de narrar o sentimento de Amor, Amor de cura, Amor
de arrependimento, Amor de perdão, Amor ilimitado, Amor que perfuma, impregna,
transforma, Amor de Mãe, que preenche o ambiente e a todos nós encarnados e
desencarnados trabalhadores da Luz. Esse tem de ser sentido, não narrado.

MÉTODO DE TRABALHO DA RECONSTRUÇÃO DOS CORPOS SUTIS


Considerando que cada um dos corpos é o campo de manifestação de determinados
comportamentos e formas de ser nossos, que todos os corpos sutis são possuidores
de todos os chacras, (mesmo os que ou quando não os utilizem mais em face de sua
etapa evolutiva ), que os aspectos extra físicos da matéria se refletem em todos os
corpos sutis, e principalmente considerando nossas observações onde constatamos
que equipamentos, aparelhagem, fiações, exoesqueletos, etc. são implantados EM
TODOS OS CORPOS ESPIRITUAIS, todos com funções de domínio e controle de nossa
consciência encarnada, dessa forma, toda a Reconstrução deve ser repetida em
cada um dos corpos (6 corpos, exceto o corpo físico) com um intervalo mínimo de 3
dias entre um e outro corpo, INICIANDO PELO DUPLO ETÉRICO. Assim, por
comandos do terapeuta/dirigente se processará o desdobramento e a separação
dos corpos e os trabalhos poderão ser iniciados.
OBS.: EM ALGUNS CASOS MAIS COMPLEXOS, POR ALGUM MOTIVO, PODE
ACONTECER DE NÃO SE PODER CONCLUIR TODOS OS PROCEDIMENTOS DE
DETERMINADO CORPO NUMA SEÇÃO DAI SER NECESSÁRIO SE REPETIR A OPERAÇÃO
NA SEÇÃO SEGUINTE AO INVÉS DE SE INICIAR NUM NOVO CORPO.
116

UMA NOVA TEORIA DA PERSONALIDADE


O Ego, o Superego e o Id
são instâncias que formam a psique humana, de acordo com a Teoria da
Personalidade, desenvolvida por Sigmund Freud em seus estudos sobre a Psicanálise
que assim os representou:- O Id: representa os processos primitivos do pensamento
e as características atribuídas ao sistema inconsciente. O Superego: é a parte que
age contra o Id, representando os pensamentos morais e éticos civilizados.
O ID do Freud (que antes eu chamava de EGO), é um personagem que não é tratado
por nenhum método ou terapêutica independente do credo, quer seja espírita,
umbanda, candomblé, católica, evangélicos, etc...etc...ou Apometria.
O Ego: é a origem do seu próprio significado originado do latim, “eu”.

Na nossa visão temos também as 3 partes, porem assim designadas:- “Condomínio


de eus em desequilíbrio espiritual” ( é o ID do Freud) é uma antípoda do ser
encarnado. É uma criação de Deus que possibilita a existência de conflitos.
“Condomínio de eus superiores”. Nossos eus superiores, também conhecidos como
nossos guias, mentores, voz de Deus, voz do coração, etc.
A “Consciência encarnada” que é apenas a consciência do ser que tenta colocar
ordem na casa, mas apenas pode tentar porque não tem o domínio sobre as ações
do corpo físico, será sempre apenas “o canal de manifestação”. É a energia que
anima nosso corpo físico.

Segundo Freud Nossa teoria


ID Condomínio de “eus” em desequilíbrio espiritual
EGO Apenas um espaço de manifestação
SUPEREGO Consciência encarnada buscando a superação de seus
carmas
-.- Instinto (ato maquinal)

O que vai se manifestar pelo “espaço de manifestação” (que será a própria pessoa)
será o vencedor entre a luta do ID e do Superego para o domínio da pessoa. Isso é,
será aquilo que representamos na sociedade, na família, etc. e se constituirá na
nossa personalidade como será conhecida e ainda com possíveis lampejos da parte
perdedora.
117

Essa estrutura de domínio se dá de forma altamente sofisticada e com aparelhagem


que foge ao nosso conhecimento, mas pode ser vista pelos sensitivos. Ela atua no
sistema da vontade. Mas, da mesma forma como pode ser vista, também pode ser
desmontada para possibilitar o desbloqueio mental o que facilitará as comunicações
com nossos eus superiores vez que antes estas se encontravam dominadas através
dessa sofisticada aparelhagem.

OBS.: não estamos falando da "consciência encarnada" (o superego do Freud) que é


mais um outro personagem.
* que é parte da vida atual, mas não é o espírito eterno ali,
* mas que pode se manifestar por incorporação,
* mas que não tem o domínio sobre as ações do corpo físico,
* é apenas a consciência do ser que tenta colocar ordem na casa, mas apenas pode
tentar,
* não é seu anjo da guarda e nem seu guia ou mentor,
* pode ser, uma manifestação do espírito imortal da própria pessoa quando tenta
frear o ego, nos chamados "conflitos de consciência", mas a "palavra final" é sempre
do EU hoje encarnado que se manifesta pelos 5 sentidos (o Ego do Freud) e que
apenas será o "canal de manifestação".
OBS.: No Módulo II vamos apresentar a atuação desse condomínio de “eus” em
desequilíbrio espiritual onde eles agem de uma forma intensa provocando dores,
doenças, perdas, etc. e ainda alterando a estrutura do nosso DNA e dos cinco
sentidos.

INSTINTOS
Quando nos referimos a Consciência Encarnada e afirmamos que ela não decide os
rumos de nossa existência, devemos deixar um espaço para a ação de nossos
instintos primários, os instintos de sobrevivência animal: as reações a dor, ao medo,
ao desconhecido, etc., dessa forma podemos afirmar que essas reações não são
frutos de nenhum dos condomínios (harmônico e desarmônico) e sim “o último
esforço de nossa alma a fim de preservar a vida”, isso é, uma dádiva divina. Ele não
se forma, você nasce com ele. Sentimentos nobres não são frutos de uma evolução
dos instintos, são reações individuais aos estímulos. Diferentemente do
entendimento geral, não faz parte do id e, de forma nenhuma, conduz nossa
existência a não ser em certos atos instintivos. Segundo Kardec, em sua obra “A
Gênese”, capítulo III, item 12, (adaptação de Louis Neilmoris):- ... Todo ato maquinal
é instintivo; o ato que demonstra reflexão, combinação e deliberação é inteligente.
Um é livre, o outro não o é. O instinto é guia seguro, que nunca se engana;”
118

CAUSAS

* conflitos de vidas passadas que geram carmas atuais que enxergamos apenas
como “conflitos”.

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NO TRATAMENTO DOS CORPOS SUTIS


SEQUÊNCIA
Consulta e preenchimento de Ficha de Acompanhamento (Anexo)
1ª sessão - Apometria do Amor (intervalo de um dia no mínimo);
2ª sessão - Apometria do Amor (intervalo de um dia no mínimo);
3ª sessão - Apometria do Amor (intervalo de um dia no mínimo);
4ª a 9ª sessão – A 4ª seção se inicia com o paciente na maca onde, com um
intervalo mínimo de três dias quando deverão ser observados o repouso de um pós
operatório. Em cada sessão subsequente será realizado os procedimentos em um
corpo energético, do mais denso ao mais sutil (DUPLO ETÉRICO, CORPO ASTRAL,
MENTAL INFERIOR, MENTAL SUPERIOR, CORPO BÚDHICO E CORPO ÁTMICO).
10ª sessão: Quando necessária cirurgia específica.

PROCEDIMENTOS

A) DESDOBRAMENTO DO CORPO SUTIL A SER TRABALHADO


É a separação dos corpos sutis afim de poder desenvolver os trabalhos em cada
corpo a ser trabalhado.

B) AFROUXAMENTO DA COESÃO MOLECULAR


É a técnica que possibilita uma melhor visualização das entranhas do corpo sutil
desdobrado afim de que os procedimentos sejam realizados da melhor forma
possível.

C) TÉCNICA DA TARRAFA
É a técnica que permite a captura das entidades afim de poder ajuda-las e que os
trabalhos se desenvolvam. Baseada na 4ª Lei da Apometria.

OBS.: SITUAÇÕES DIFÍCEIS - Quando encontrarmos situações de difícil separação


entre a entidade e determinado corpo podemos usar: ELETROCHOQUE, TÉCNICA DO
MOVIMENTO BRUSCO, INCORPORAÇÃO INVERSA, CONTENÇÃO DA CRIATURA
119

DESATIVANDO SEU CAMPO MAGNÉTICO COM PODEROSOS ÍMÃS CÓSMICOS e ainda


trazendo um incômodo a criatura com a Frequência vibracional do som em si bemol.

D) DESOBSTRUÇÃO DOS MERIDIANOS (6 no sentido descendente e 6 no sentido


ascendente)

Para sua limpeza, harmonização, reconstrução e desobstrução o terapeuta/dirigente


deve mentalizar um vórtice de cores penetrando em cada um dos 6 meridianos no
sentido da cabeça aos pés e depois repetindo a operação nos meridianos no sentido
dos pés para a cabeça. Fará isso acompanhando com um movimento com os braços
como que “empurrasse essa energia” pelos meridianos adentro, desobstruindo-os.
Por intuição se saberá quantas vezes deverão ser feitas até completa desobstrução
dos Meridianos.

E) HEMODIÁLISE ETÉRICA

Plasmar um recipiente (dialisador) que conterá os 3 cristais (Amor,


Perdão e Arrependimento) e com uma mangueira (cateter) de
entrada e outra de saída onde por uma entra o sangue vindo do
paciente e na outra mangueira o sangue retornará ao paciente,
agora purificado.

DIALISADOR ETÉRICO – remove as impurezas

O sangue é bombeado
para o dialisador etérico

AMOR PERDÃO ARREPENDIMENTO

O sangue purificado é bombeadodo dialisador parao paciente


120

F) DRENAGEM LINFÁTICA ETÉRICA

Pela drenagem linfática etérica se consegue eliminar boa parte das toxinas e,
inclusive, gordura, com rápidos resultados. Desde o início dessa operação, os
presentes inundam o ambiente com orações.

- Em três recipientes serão acumulados a


Energia Cósmica, o Santo Remédio e o Sangue
de Cristo com a dosagem de: amor, perdão e
arrependimento, conforme a necessidade do
paciente.

- Teremos uma Bomba de Pressão para onde serão transferidos as energias


do Santo Remédio, a Energia Cósmica e o Sangue de Cristo que serão
injetadas no cliente ou paciente;

- a Bomba de Pressão, por mangueiras, estará conectada as ventosas,


e as ventosas estarão acopladas ao Sistema Linfático do paciente;

- O Santo Remédio, a Energia Cósmica e o Sangue de Cristo serão bombeados para


todos os pontos dos meridianos, distribuindo assim a todas as células através de
comandos mentais;

- Nesse processo as células ficarão “encharcadas” do Santo Remédio, da Energia


Cósmica e do Sangue de Cristo;

- No transcorrer do processo, se pergunta ao organismo se na dosagem do Santo


Remédio precisamos colocar mais amor, perdão ou arrependimento;

- O processo se conclui em poucos segundos e deve-se ficar atento ao enchimento


das células, para não ultrapassar o volume necessário, e essa percepção, se dá
através do toque nos meridianos;

- Em seguida, depois de encharcadas as células, deve-se aquecer suavemente (tipo


com uma vela) as células já encharcadas;

- No passo seguinte teremos o inverso, teremos uma Bomba


de Sucção conectada ao Cilindro de Cristal que estará ligado
121

as ventosas, e as ventosas estarão acopladas a todos os pontos do Sistema Linfático


do paciente;
- A Bomba de Sucção estará removendo dos pontos do Sistema Linfático toda a
intoxicação e impurezas que saíram de dentro das células, e que foram limpas pelo
Santo Remédio;

- O terapeuta/dirigente deverá ficar atento as células para que não haja um


esvaziamento acima do normal. Se o esvaziamento das células for em exagero,
poderão aparecer manchas de sangue.
- Quando estiver terminado a remoção total desse líquido, se dá
o comando de desconexão das ventosas. O líquido removido
agora estará dentro Cilindro de Cristal, e, por comandos, nós
transmutaremos todos os sentimentos negativos ali
impregnados. Depois de feita a transmutação o líquido puro será entregue para a
espiritualidade.
OBS.1: O processo pode ser repetido mais uma vez, na mesma hora e em outras
oportunidades, com espaço de 3 dias.
OBS.2: Pode haver fezes pretas, sudorese e micção.

BOMBA DE SUCÇÃO

CILINDRO
COLETOR

BOMBA DE PRESSÃO
122

G) LIMPEZA, HARMONIZAÇÃO, REALINHAMENTO E REENERGIZAÇÃO DOS


CHACRAS

Sob constante ação das energias das sombras os chacras precisam, constantemente,
serem auxiliados na sua tarefa e, para isso, nos trabalhos da Reconstrução do Ser
devemos energizar e de forma diferenciada todos os chacras.

a) ir retirando cada chacra e colocando-o em uma vasilha com o Santo Remédio e


procedendo a sua restauração e limpeza e depois devolvê-lo ao seu local para
alcançar suas funções correspondentes; Pode acontecer do dano ser muito
profundo e então um novo chacra será recebido da espiritualidade.

b) o chacra pode estar avariado, quebrado, furado, etc., nesse caso, se faz uma
massa modeladora com os 3 cristais do amor, perdão e do arrependimento que
serão amolecidos com água cristalina da cachoeira e que será utilizado para reparar
avarias do chacra;

c) ao mesmo tempo em que vai derramando no local o Santo Remédio afim de que
o chacra recupere seu giro de forma normal (nos casos mais difíceis pode-se
também pensar em “sangue de Cristo”), o terapeuta/dirigente irá fazendo giros
(direita e esquerda alternados) com os chacras para desengripar igual a um parafuso
preso;

d) para desentupir o cordão dos chacras o terapeuta/dirigente assoprará em cada


um, como se estivesse limpando um canudinho entupido;

e) alimentar o chacras, perguntando: ORGANISMO, QUE SENTIMENTO ESTE CHACRA


ESTÁ NECESSITANDO? A resposta virá “por uma voz ou por intuição”, esclarecendo
qual sentimento aquele chacra está carente e ai o terapeuta/dirigente. Exemplo de
alguns sentimentos que, com certeza, virão na mente do operador: amor,
discernimento, equilíbrio, serenidade, harmonia, caridade, perdão, alegria,
ancoramento, compaixão, compreensão, paz, coragem e ação, etc. Com as mãos
postadas na direção do chacra em questão comandará que aquele chacra seja
banhado com o dito sentimento ou este seja projetado no chacra.
123

f) Após o tratamento de cada chacra e seus cordões o terapeuta/dirigente deve


projetar a Energia Cósmica (pensar no sol) simultaneamente aos 7 chacras.(A
Energia Cósmica atinge a cada um dos Chacras do Duplo Etérico que assimila os
seus efeitos, transfere para o corpo físico do cliente e para os Chacras dos demais
Corpos Espirituais). Será um “banho de luz”.

g) o terapeuta/dirigente só passará para o próximo chacra quando sentir que esse


está com seu giro normal e o seu cordão desobstruído.

H) DESBLOQUEIO MENTAL E RETIRADA DOS APARELHOS

RETIRADA DOS APARELHOS

O terapeuta/dirigente, usando de sua visão holística, sensibilidade e intuição irá


pouco a pouco “sentindo a aparelhagem” e com a ajuda do Santo Remédio e do
Sangue de Cristo irá, soltando os parafusos, retirando esses aparelhos, libertando o
Ser para que ele possa se ver livre do jugo que lhe impede de trilhar o caminho da
sua felicidade.

I) APARELHOS EM HOLOGRAMA

Segundo o Primeiro Anjo, alguns aparelhos, mesmo após serem retirados deixam,
no corpo sutil, um rastro de ação como uma imagem holográfica que produz os
mesmos efeitos que o aparelho original. De acordo com a apostila da SBApometria,
os estímulos de memória de efeitos magnéticos podem ser despolarizados a fim de
anular os estímulos eletromagnéticos. Para tanto devemos seguir a orientação
abaixo:-

PROCEDIMENTO

1) Concluída a retira dos aparelhos se pergunta ao 1º Anjo se tem Holograma dos


aparelhos retirados.
124

2 - Em tendo holograma, com um spray, impregnar a região com luminol para


detectar esses “aparelhos”, e uma vez detectado, emitir raios ultra violeta para que
seja visualizado pelo terapeuta/dirigente.

J) DETECTAR O CAMPO MORFOLÓGICO

O Campo Morfológico é a sede onde se realizam as relações de família, de trabalho


e sociais do indivíduo. Nesse emaranhado de ligações vamos encontrar um
elemento que deveria ser de aproximação e ajuda mútua nesse campo morfológico
e que, no entanto, é um elemento excluído, conhecido como “ovelha negra da
família”:

a) identificar e tratar a “ovelha negra” (cachoeira, limpar coração, arco íris, sete
chamas e flor de lótus);

b) cortar e queimar as pontas e cauterizar.

c) devolver “ovelha negra” ao campo morfológico.

K) MICRO ORGANIZADOR FLORAIS

Diatetes ou Organizadores, são equipamentos


auxiliares de cura, criados no mundo superior e
podem nos proporcionar efeitos tanto no corpo
espiritual como no corpo físico, são agentes curadores
que se localizam no bulbo do corpo espiritual
colocados num somatório de energia animal do
125

médium e da energia espiritual, que, condensadas, fixam os aparelhos no ser que


deles precisa.

Sua atuação se dá através de injeção energética, aos moldes da homeopatia, no


corpo necessitado, que irá absorver, aos poucos, a energia, por isso a demora que
em alguns casos pode chegar a vários anos em atividade. Pode ocorrer uma sintonia
tão perfeita entre o corpo carente e o organizador que a energia é como que sugada
em pouco tempo fazendo com que o aparelho não mais necessite ser usado, caindo
automaticamente do local aplicado, às vezes em poucas horas. A diferença de
tempo na cura está ligada ao proceder do necessitado, isto é, de acordo com sua fé
e sua maior ou menor elevação espiritual, somada ao seu desejo íntimo de se tornar
uma pessoa do bem.
Segundo os Amigos Espirituais, os organizadores são construídos com base em
moderno microprocessador, sempre na forma hexagonal, carregando consigo a
mensagem curativa que será dinamizada pela essência floral. Unem-se, portanto, a
cibernética e a tão difundida Terapia Floral, e ainda a Apometria, cujas técnicas
facilitam a implantação dos MOF. Os fumantes e alcoólatras, a partir da instalação
dos micro-organizadores, diminuem consideravelmente o uso do vício, até sua total
eliminação. É muito ativo, quando aliado à Despolarização da Memória.

Esses devem ser espargidos pelo corpo como se fossem micro florzinhas de diversas
naturezas e aromas. Pode-se, enquanto realiza o movimento de espargir, verbalizar
os nomes das flores que vierem no pensamento.

L) REFAZER A COESÃO MOLECULAR – por comandos

M) REACOPLAR O CORPO SUTIL TRABALHADO

N) LOCALIZAR E DESINTEGRAR/DISSOLVER POSSÍVEIS APARELHOS DO CORPO


FÍSICO (uma vez que não podem ser retirados)
No corpo físico também são implantados aparelhos e estes NÃO PODEM SER
RETIRADOS e SIM DESINTEGRADOS/ DISSOLVIDOS

PROCEDIMENTO
Perguntar ao 1º Anjo se existe algum aparelho no corpo físico.
126

Em havendo, perguntar ao 1º anjo onde tal aparelho está localizado e como ele
deve ser desintegrado/dissolvido.

O) RECONSTRUÇÃO DO CORPO FÍSICO. PERGUNTAR AO PRIMEIRO ANJO:

1. “1º anjo, quais sistemas do corpo físico foram afetados pelos aparelhos retirados
neste corpo sutil?” – (anotar)
2. No sistema (nome do sistema anotado) qual ou quais os órgãos afetados? (anotar
e fazer essa pergunta para cada órgão anotado)
3. No órgão (nome do órgão anotado), o dano é estrutural ou funcional ou os dois?
(fazer essa pergunta para cada órgão anotado)
4. Restaurar o órgão afetado. (mentalmente ir pintando todas as partes do órgão
afetado)
5. Com um comando restabelecer a sincronicidade do sistema com energia cósmica
6. PREPARAÇÃO PARA REDESENHO DO DNA: acompanhar a imagem do infinito
em miniatura com uma linha (como se juntando continhas espalhadas)
percorrendo externamente a medula espinhal do cóccix até o bulbo cerebral e
voltando internamente na medula até o cóccix. Encerra arrematando com um nó
das duas pontas e cortando o excesso. A técnica deve ser realizada com dois
operadores; um realizando o procedimento descrito e outro sustentando o fluxo
com uma mão no topo da cabeça e a outra com dois dedos ao lado do cóccix para
impedir fuga de energia.

P) EM CONTAGEM REGRESSIVA DE 7 A 0 RETORNAR, AO AQUI E AGORA, TODOS


OS PRESENTES.

Q) RECEPCIONAR O PACIENTE COM UM ABRAÇO COLETIVO DA EQUIPE.

RECOMENDAÇÕES DO PÓS OPERATÓRIO

Os dias seguintes serão dias de aprendizagem para o novo ser que irá emergir. Ele
estará na fase de reconstrução de seu Eu, criando uma nova personalidade, então
que seja na maior parte voltada para as coisas de Deus.
Pode ocorrer alguns incômodos, por isso, o paciente deverá manter repouso relativo
ou absoluto, a depende de cada caso, por 3 dias.
127

Para ajudar nessa caminhada, o paciente deve ser orientado a que faça leitura
edificante de pequenos trechos dos textos sagrados das religiões. E ainda e
principalmente o paciente deve ser orientado a fazer uso do Santo Remédio e da
Auto Apometria nesse período e com muita intensidade.
CUIDADOS APÓS RETIRADA DOS APARELHOS
Após a retirada dos aparelhos quase sempre ficam partes do corpo etérico
danificados e que devem ser restaurados. Para tanto se pode usar a Massa
Modeladora na textura necessária, feita com os 3 cristais do amor, perdão e do
arrependimento afim de restaurar as partes lesionadas.
Obs. 1: A partir do corpo Astral, inclusive este, os cuidados para se detectar os
aparelhos a serem retirados tem de ser redobrados vez que estes se tornam mais
etéricos também, inclusive quanto a sua confecção.
Obs. 2: Alguns aparelhos podem estar localizados em mais de um dos corpos
espirituais, nesse caso, temos duas possibilidades:
a) deve-se desdobrar corpo por corpo onde se localiza o aparelho e ir retirando-o,
reacoplando de volta e ir desdobrando o novo corpo até a retirada total do
aparelho;
b) retirar a parte do corpo que está sendo trabalhado e em outra(s) sessão(ões)
retirar o restante à medida que os outros corpos forem trabalhados.
DA AJUDA DO ELETROMAGNETISMO
Por intuição sabemos que os aparelhos são fixados nos corpos sutis pelo princípio
do eletromagnetismo onde as polaridades opostas se atraem e as mesmas
polaridades se repelem. Temos a formação do campo eletromagnético onde
acontece a ação de uma força (do autor do aparelho) em um circuito que é o campo
do corpo sutil de um encarnado. Assim, se comandarmos a colocação de imãs de
polaridades complementares, isso é formando, com o sistema de fixação dos
aparelhos, pares com as mesmas polaridades, estes se repeliriam, interrompendo o
circuito e ai os aparelhos estariam soltos em suas garras ou sistemas de fixação
facilitando a sua retirada.
Os aparelhos se fixam nos corpos etéricos por forças eletromagnéticas. Afim de
que os pontos de fixações dos aparelhos se soltem e estes possam ser removidos
com mais facilidade devemos fazer um rastreio com ímãs uma vez na polaridade
positivas e outra vez na polaridade negativa o que fará com que esses “pontos de
fixação” se desprendam e possam os aparelhos serem removidos sem maiores
danos.
128

Localizar os aparelhos e retirá-los, perguntando ao Primeiro Anjo:


- qual a forma do aparelho,
- a sua extensão,
- como está fixado,
- como podemos retirar.
Proceder de acordo com as orientações do Primeiro Anjo, retirando esses aparelhos,
libertando o Ser para que ele possa se ver livre do jugo que lhe impede de trilhar o
caminho da sua felicidade.
Mesmo após retirada desses aparelhos, numa espécie de holograma eles continuam
a agir na pessoa, tal qual uma marca d´água. Dessa forma, para uma remoção
completa das influências devemos, no final do atendimento DESPOLARIZAR OS
ESTÍMULOS DE MEMÓRIA que estejam imantadas na pessoa.

CASOS ESPECÍFICOS
1) No transcorrer dos trabalhos podem surgir situações que demandarão uma
intervenção mais profunda que seria uma cirurgia espiritual. Nesse caso deve-se
seguir o protocolo abaixo:
Para o tratamento de algum órgão ou glândula, usamos a seguinte prática:
Em 3 recipientes iremos ter: Santo Remédio, Energia Cósmica, Sangue de Cristo
Na medida em que glândulas ou órgãos se encontrem debilitados ou com algum
problema, deve-se mergulhá-los em cada um dos recipientes, apertar igual uma
esponja e recolocar no seu devido lugar.
2) Bombardeio com partículas subatômicas na frequência si bemol:- em havendo
bloqueios difíceis de remover, esses podem, por comandos, ser bombardeados com
partículas subatômicas na frequência “si bemol” a fim de facilitar a sua remoção ou
desobstrução.
3) Nos casos de pacientes assistidos que já estejam com suas saúdes comprometidas
e demandando cirurgias médicas ou tratamentos prolongados, NÃO SE DEVE
EXECUTAR O PROCEDIMENTO DE RETIRADA DOS APARELHOS.

PROTOCOLO PARA CRIANÇAS - Nos casos de pacientes CRIANÇAS NÃO SE DEVE


EXECUTAR O PROCEDIMENTO DE:
* HEMODIÁLISE ETÉRICA
* DRENAGEM LINFÁTICA ETÉRICA
* RETIRAR OS CHACRAS. (FAZER OS PROCEDIMENTOS NO LUGAR)
129

PROTOCOLO DA TÉCNICA DA APOMETRIA DO AMOR


A) O terapeuta/dirigente pedirá ao paciente para que faça um breve relato de seu
problema. Nesse momento, os presentes ficam em silêncio na expectativa de surgimento de
alguma manifestação espiritual, de alguma Caso não se identificou nenhuma energia, então o
tela mental. A partir do surgimento dessa terapeuta/dirigente e seu paciente irão lançar a
”tela mental” os trabalhos se iniciam. tarrafa sobre o “problema relatado”.

B) Lançará mentalmente a tarrafa para pegar a energia envolvida; puxando lentamente a


tarrafa para “sentir se pegou algo”
C) Levar para cachoeira aquilo que foi pego na tarrafa e deixar que as energias das águas
cristalinas banhem essa criatura
D) Formar uma conchinha com as mãos e dar água da cachoeira para essa criatura beber
E) Retirar o coração e tratar: abrir ao meio, retirar o “couro duro”; limpar com água da
cachoeira retirando todas as impurezas; colocar os cristais do Amor, Perdão e
Arrependimento; fechar o coração e recolocar na criatura, observando a reação e as
mudanças que ocorrem nela.
F) Levar essa criatura a um redemoinho de um arco íris, subindo e descendo no redemoinho,
para quebrar os bloqueios energéticos e receber a energia das cores.

NESSE MOMENTO, O OPERADOR DARÁ UMA PAUSA NO PASSOS A PASSO DESSA CRIATURA
E, PELA SUA INTUIÇÃO E MEDIUNIDADE, INCLUSIVE PERGUNTANDO A ENTIDADE QUE ESTÁ
SENDO TRATADA SOBRE O PARADEIRO DE SEU RIVAL, DE SEU CONTENDOR E AI IRÁ
BUSCAR ENCONTRAR O OUTRO OPONENTE. ENCONTRANDO, IRÁ PEGÁ-LO COM A
TARRAFA E REALIZARÁ COM ESTE O PASSO A PASSO DESDE A CACHOEIRA ATÉ A ETAPA DO
ARCO ÍRIS ONDE ENCONTRATARÁ O OUTRO QUE ESTARÁ ESPERAND. A PARTIR DAÍ DARÁ A
SEQUÊNCIA NO PASSO A PASSO COM OS DOIS. ESSE PROCESSO PODE SER SIMPLES OU
COMPLEXO E NOS CASOS COMPLEXOS ONDE O “OUTRO” NÃO APARECE NA CENA, AI
TEREMOS DE USAR MAIS DA INTUIÇÃO E AJUDA DA ENTIDADE EM TRATAMENTO. PODE
SER TAMBÉM QUE NÃO EXISTA UMA RELAÇÃO DE CONTENDOR E SIM UMA AÇÃO
DELIBERADA PARA ATACAR ALGUM PROJETO DE TRABALHO DO GRUPO OU DA PESSOA,
NESSE CASO IREMOS USAR A TÉCNICA DA FLECHA:-

1. Plasmar um arco e flecha


2. Imantar a ponta da flecha com a energia daquele já capturado
3. Em contagem de 3 pulsos lançar a esmo a flecha e segui-la
4. Todo obstáculo que aparecer deverá ser resolvido
5. Assim que aparecer a entidade à frente da flecha, lançar a tarrafa,
pegar a entidade e realizar todo passo a passo até o arco íris
130

G) Passar com as 2 criaturas nas 7 chamas sagradas


H) Chegando na 7ª chama, perguntar ao 1º anjo ou sentir se as duas criaturas estão
preparadas para irem ao nível Búdhico. 0 terapeuta/dirigente, perguntará se ambos estão
bem e harmônicos, CASO NÃO ESTEJAM, O PROCESSO AQUI DESCRITO DEVERÁ SER
REPETIDO, isso é, enquanto não houver harmonização entre os espíritos em conflito o
processo deve ser repetido até que essas energias sejam totalmente transmutadas.
I) Em havendo harmonia, os dois espíritos em conflito devem ser encaminhados para o
NÍVEL BÚDICO por intermédio de um elevador.
Fechar a porta do elevador e subir ao nível Búdhico em contagem de 3 tempos
J) Chegando ao nível búdico a porta do elevador se abre em uma imensa luz
K) À frente uma linda e grande Flor de Lótus se apresenta e vai abrindo suas pétalas
L) O terapeuta/dirigente comandará para que todos entrem na Flor de Lótus
M) Na sequência colocar os cristais do amor, perdão e arrependimento nas mãos, esfregar
para preparar uma purpurina e espargir dentro da flor de lótus sobre as entidades em
tratamento
N) As pétalas da flor de lótus se fecham, a entidade permanece acomodada na flor de lótus
O) Nesse momento o terapeuta/dirigente dará os trabalhos por encerrados, comandando o
retorno ao aqui e agora com uma contagem regressiva de 7 a Zero.

Nas entidades renitentes em sua transformação, usar :


a) transfusão de sangue de Cristo ;
b) despolarização dos estímulos de memória daquilo que esteja
prejudicando esse ser;
c) bombardeio com partículas subatômicas na frequência si bemol

CONTENDOR, O QUE É – DEVE SER TRATADO JUNTAMENTE COM O


OBSESSOR
Contendor é aquele ser com quem temos um problema, uma rusga,
uma mágoa, uma raiva, um desejo de vingança, etc. e esse conceito
se aplica para as questões do mundo espiritual, assim sendo, como os
chamados “obsessores” chegam até nós com esses sentimentos
citados.
Existiu, num passado remoto de outras vidas, uma contenda entre 2
pessoas e que agora voltam a se encontrar, um como obsessor e o
outro como obsediado. Para que a questão seja resolvida (e a cura
aconteça) devemos tratar essas 2 criaturas ao mesmo tempo,
fazendo que elas se harmonizem entre si.
131

PROTOCOLO DETALHADO DA RECONSTRUÇÃO DO SER


TUDO SERÁ EXECUTADO SOB A ORIENTAÇÃO DO 1º ANJO CONFERIR CADA ETAPA

A) DESDOBRAMENTO DO CORPO SUTIL A SER TRABALHADO (falar o nome da pessoa e qual


corpo vai ser trabalhado): 1-2-3 – DESDOBRANDO O CORPO SUTIL
B) AFROUXAMENTO DA COESÃO MOLECULAR (falar o nome da pessoa e qual corpo vai
afrouxar a coesão molecular): 1-2-3- AFROUXANDO A COESÃO MOLECULAR
C) APLICAR 7 TARRAFAS (ou mais, melhoradas com os cristais do amor, perdão e do arrependimento e
molhadas no sangue de Cristo)
D) DESOBSTRUIR OS MERIDIANOS: com 6 movimentos descendentes Existem espíritos mais duros que
e 6 ascendentes demandam outras técnicas para
E) HEMODIÁLISE ETÉRICA serem pegos, tais como: a)
1. Acoplar o cateter de entrada para o dialisador na “veia” do braço Movimento brusco; b) Eletrodos;
2. Acoplar o outro cateter de saída do dialisador em uma “artéria” do c) Isolar o campo magnético
braço. (cercar frango); d) frequência
3. Ligar o dialisador e deixar por 3 minutos (momentos de reflexão e vibracional do som si bemol; e)
oração). incorporação inversa e f) tarrafas
4. Desligar o dialisador, retirar os 2 cateteres e entregar para a com cristais do amor, perdão e
espiritualidade; do arrependimento.
5. Conferir se todo o sangue foi filtrado.
6. Reconstituir o tecido perfurado nos dois pontos do cateter no
Corpo físico
braço. Duplo etérico

7 CORPOS
Corpo Astral
F) DRENAGEM LINFÁTICA ETÉRICA
Mental Inferior
01) Plasmar (imaginar) 3 recipientes: a) sangue de cristo, b) santo remédio e Mental Superior
c) energia cósmica Búdhico
Átmico
02) Distribuir mangueiras com ventosas dos recipientes pelo corpo (região de gânglios)
03) Abrir os recipientes e deixar preencher todo o corpo com os líquidos
04) Com a energia de uma vela aquecer o líquido no corpo Básico
7 CHACRAS

05) Abrir uma válvula de escape, conduzir as bolhas e fechar a válvula Umbilical
06) Desacoplar as mangueiras dos 3 recipientes e colocar num recipiente de cristal Plexo solar
Cardíaco
07) Drenar os líquidos do corpo para o recipiente de cristal, através das mangueiras Laríngeo
08)Retirar as ventosas do corpo e entregar tudo à espiritualidade Frontal
Coronário
G) LIMPEZA, HARMONIZAÇÃO, REALINHAMENTO E REENERGIZAÇÃO DOS CHACRAS
Sob constante ação das energias das sombras os chacras precisam, constantemente, serem
auxiliados na sua tarefa e, para isso, nos trabalhos da Reconstrução do Ser devemos energizar e de
forma diferenciada todos os chacras.
a) ir retirando cada chacra e colocando-o em uma vasilha com o Santo Remédio e procedendo a sua
restauração e limpeza e depois devolvê-lo ao seu local para alcançar suas funções correspondentes;
Pode acontecer do dano ser muito profundo e então um novo chacra será recebido da
espiritualidade.
b) o chacra pode estar avariado, quebrado, furado, etc., nesse caso, se faz uma massa modeladora
com os 3 cristais do amor, perdão e do arrependimento que serão amolecidos com água cristalina da
cachoeira e que será utilizado para reparar avarias do chacra;
132

c) ao mesmo tempo em que vai derramando no local o Santo Remédio afim de que o chacra recupere
seu giro de forma normal (nos casos mais difíceis pode-se também pensar em “sangue de Cristo”), o
terapeuta/dirigente irá fazendo giros (direita e esquerda alternados) com os chacras para
desengripar igual a um parafuso preso;
d) para desentupir o cordão dos chacras o terapeuta/dirigente assoprará em cada um, como se
estivesse limpando um canudinho entupido;
e) alimentar o chacras, perguntando: ORGANISMO, QUE SENTIMENTO ESTE CHACRA ESTÁ
NECESSITANDO? A resposta virá “por uma voz ou por intuição”, esclarecendo qual sentimento aquele
chacra está carente e ai o terapeuta/dirigente. Exemplo de alguns sentimentos que, com certeza,
virão na mente do operador: amor, discernimento, equilíbrio, serenidade, harmonia, caridade,
perdão, alegria, ancoramento, compaixão, compreensão, paz, coragem e ação, etc. Com as mãos
postadas na direção do chacra em questão comandará que aquele chacra seja banhado com o dito
sentimento ou este seja projetado no chacra.
f) Após o tratamento de cada chacra e seus cordões o terapeuta/dirigente deve projetar a Energia
Cósmica (pensar no sol) simultaneamente aos 7 chacras.(A Energia Cósmica atinge a cada um dos
Chacras do Duplo Etérico que assimila os seus efeitos, transfere para o corpo físico e para os
Chacras dos demais Corpos Espirituais). Será um “banho de luz”.
H) DESBLOQUEIO MENTAL COM A RETIRADA DOS APARELHOS
1. Pausadamente, com as mãos, aplicar ímãs nas polaridades positiva e depois negativa
2. Rastrear, localizar e retirar aparelhos implantados
3. A cada aparelho encontrado ou sentido, perguntar ao 1º anjo qual a forma, como estão
implantados e como retirá-los
4. Plasmar (deixar a imaginação solta) equipamentos e retirá-los conforme orientação.
5. - APÓS ESSES PROCEDIMENTOS DEVE-SE DESPOLARIZAR OS ESTÍMULOS DE MEMÓRIA AFIM DE
QUE ESSE APARELHO PARE DE AGIR NA PSIQUE DO PACIENTE.
6. APÓS ACONCLUSÃO DA RETIRADA DOS APARELHOS DEVE-SE EM OBEDIÊNCIA AO PRINCÍPIO DE
ANAXÍMENES, ASSOPRAREM (com a boca fazendo biquinho para assoprar o ar frio) EM TODO O
CORPO DO PACIENTE AFIM DE CONGELAR POSSÍVEIS APARELHOS QUE SE ENCONTRAVAM OCULTOS
E AINDA NÃO TINHAM SIDO OBSERVADOS E AI POSSAM SER RETIRADOS.
I) APARELHOS EM HOLOGRAMA
1 - Concluída a retira dos aparelhos se pergunta ao 1º Anjo se tem Holograma dos aparelhos
retirados pois segundo o Primeiro Anjo, alguns aparelhos, mesmo após serem retirados deixam, no
corpo sutil, um rastro de ação como uma imagem holográfica que produz os mesmos efeitos que o
aparelho original.
2 - Em tendo holograma, com um spray, impregnar a região com luminol para detectar esses
“aparelhos”, e uma vez detectado, emitir raios ultra violeta para que seja visualizado pelo
terapeuta/dirigente.
J) ATRAVÉS DO CAMPO MORFOLÓGICO HARMONIZAR AS RELAÇÕES FAMILIARES, SOCIAIS E DE
TRABALHO
- Pegar e tratar a ovelha negra na cachoeira, limpar coração, arco-íris, 7 chamas, colocar na flor de
lótus, devolver ao campo morfológico e fechar
Não confundam: Aparelho no
corpo físico é uma coisa,
K) ESPARGIR MICRORGANIZADORES FLORAIS EM TODO CORPO
holograma de aparelhos é outra
coisa. Os dois devem ser
cuidados.
133

por comandos:-
L) REFAZER A COESÃO MOLECULAR – por comandos
M) REACOPLAR O CORPO SUTIL TRABALHADO – por comandos
N) LOCALIZAR E DESINTEGRAR/DISSOLVER POSSÍVEIS APARELHOS NO CORPO FÍSICO (vez que não
podem ser retirados)
1- Perguntar ao 1º anjo se existe alguém aparelho no corpo sutil que estará sendo trabalhado
2- Em havendo algum tipo de aparelho perguntar ao 1º anjo onde ele está localizado e se ele deve
ser desintegrado ou dissolvido
3- Perguntar ao 1º anjo como esse aparelho poder ser desintegrado ou dissolvido
O) RECONSTRUÇÃO DO CORPO FÍSICO. PERGUNTAR AO PRIMEIRO ANJO:
6. “1º anjo, quais sistemas do corpo físico foram afetados pelos aparelhos retirados neste corpo
sutil?” – (anotar)
7. No sistema (nome do sistema anotado) qual ou quais os órgãos afetados? (anotar e fazer essa
pergunta para cada órgão anotado)
8. No órgão (nome do órgão anotado), o dano é estrutural ou funcional ou os dois? (fazer essa
pergunta para cada órgão anotado)
9. Restaurar o órgão afetado. (mentalmente ir pintando todas as partes do órgão afetado)
10. Com um comando restabelecer a sincronicidade do sistema com energia cósmica

6. PREPARAÇÃO PARA REDESENHO DO DNA: acompanhar a imagem do infinito em


miniatura com uma linha (como se juntando continhas espalhadas) percorrendo externamente a
medula espinhal do cóccix até o bulbo cerebral e voltando internamente na medula até o cóccix.
Encerra arrematando com um nó das duas pontas e cortando o excesso. A técnica deve ser realizada
com dois operadores; um realizando o procedimento descrito e outro sustentando o fluxo com uma
mão no topo da cabeça e a outra com dois dedos ao lado do cóccix para impedir fuga de energia.
P) EM CONTAGEM REGRESSIVA DE 7 A 0 RETORNAR, AO AQUI E AGORA, TODOS OS PRESENTES.

Q) RECEPCIONAR O PACIENTE COM UM ABRAÇO COLETIVO DA EQUIPE.


134

BIBLIOGRAFIA

APOSTILA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE APOMETRIA

ARMOND Edgard. INICIAÇÃO ESPÍRITA. São Paulo: Editora Aliança.1995

AZEVEDO, José Lacerda. ESPÍRITO E MATÉRIA. Novos Horizontes para Medicina. Porto
Alegre: UCS Gráfica. 2002.

AZEVEDO, José Lacerda. ENERGIA E ESPÍRITO. 3.ed. Caxias do Sul: UCS Gráfica. 2002.

EMOTO, Masaru. AS MENSAGENS DA ÁGUA. São Paulo: Isis, 2004

FRANCO, Divaldo (pelo espírito de Manoel Philomeno de Miranda).TORMENTOS DA


OBSESSÃO. São Paulo: Editora Saraiva. 2001.

GODINHO, J.S. DESVENDANDO O PSIQUISMO – O ESPÍRITO EM TERAPIA. Lages. Holus Edi,


1999.

GODINHO, Marcio (pelo espírito de Ramatis). FLORES DO ORIENTE. 2ª ed: Editora Universo.
2014.

KARDEC, Allan. LIVRO DOS ESPÍRITOS. São Paulo: Editora Saraiva. 2004

O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO. São Paulo: Editora Saraiva. 2017

MAES, Hercílio. FISIOLOGIA DA ALMA (por Ramatis). 15ª ed. São Paulo: Ed Saraiva. 1999.

NETO, Francisco do Espírito Santo (pelo espírito de Hammed).OS PRAZERES DA ALMA. São
Paulo: Editora Saraiva. 2003.

PEIXOTO, Norberto (pelo espírito de Ramatis). CHAMA CRÍSTICA. 3ª : Editora Saraiva. 2004

SOLER, Amália de. PERDOO-TE (Vida de Tereza D´Ávila). 12ª ed. : Editora Saraiva. 2013.

SZONDI, Leopold. INTRODUÇÃO À PSICOLOGIA DO DESTINO. São Paulo: Ed Manole. 1975

TEORIA DAS MÔNADAS. Fraternidade Branca. Disponível em


http://agrandefraternidadebrancauniversal.blogspot.com/2009/05/monadas.html Acesso
em 29/10/18.

TEORIA DO BIOCENTRISMO. Disponível em <http://www.duniverso.com.br/cientistas-


comprovam-reencarna…/> Acesso em 29 de outubro de 2018

UBALDI, Pietro. A GRANDE SÍNTESE. 18ª ed. : Editora Fraternidade Francisco de Assis.. 1997

XAVIER, Francisco Candido (pelo espírito André Luís).MISSIONÁRIOS DA LUZ. 45 ed. Brasília:
FEB Editora.2015.

XAVIER, Francisco Candido; VIEIRA, Waldo. EVOLUÇÃO EM DOIS MUNDOS. FEB Edi.1960.

ZILLI, Ercilia. O ESPÍRITO EM TERAPIA. São Paulo: Editora Saraiva. 2011


135

SUMÁRIO DA PARTE I

01 - Programa Reconstrução do Ser ............................................................................................ 02


02 - Módulos I e II ....................................................................................................................... 02
03 - Faiçal Baracat - como tudo começou.....................................................................................03
04 - cuidados nos preparativos e durante os trabalhos ...............................................................04
05 - parte I – Apometria do Amor .................................................................................................05
06 - o que é Apometria.... .............................................................................................................06
07 - Apometria, sua origem ...................................................................................................... 06
08 - finalidade primordial da Apometria.......................................................................................07
09 - transformar, transmutar e reformar….......………………................................………………………..07
10 - Da evolução do diálogo fraterno a Apometria………...................................………………………..08
11 - Física quântica e a Apometria………................................…….............................…………………..08
12 - As transformações moleculares nos elementos………........................... .....………………………..09
13 - A transmutação dos sentimentos nos espíritos……..........…................................………...……..09
14 - Apometria do amor……….............................................................................………………………..09
15 - Porque Apometria do amor…..................……..............................................………………………..10
16 - Nível búdico, uma viagem necessária e inesquecível………..............................…………………..12
17 - Marcio Godinho e a dica de se trabalhar o nível búdico……......…................................……...12
18 - Viagem ao nível búdico - sem doutrinação………........................................………………………..12
19 - Flor de lótus………................................…………........................................................……………..13
20 - Pneumiatria………........................................................................................………………………..15
21 - O nível buddhi………....................................................................................………………………..17
22 - Só o amor reverte um quadro obsessivo……...........…................................………………………..19
23 - A potência do amor – por Einstein………....................................................………………………..20
24 - Carta de Albert Einstein a sua filha enaltecendo e explicando a amor………....................21
25 - O renascimento do ser pela sua libertação espiritual………..................................……………..22
26 - Conceitos básicos para entender a Apometria………..................................………………………..22
27 - As energias e nosso pensamento………................................…….......................…………………..22
28 - O pensamento como mola propulsora………..............................................………………………..23
29 - processo obsessivo ............................................................................................................. 23
30 - A influência oculta dos espíritos sobre nossos pensamentos e ações………..........................23
31 - Como inicia um processo obsessivo.................................................................................... 24
32 - Sempre dois ou mais espíritos em conflito......................................................................... 25
33 - Energia das sombras………............................................................………………………..26
34 - Energia da luz………......................................................................................………………………..26
35 - Se não acredita que tudo é espiritual, não cuida espiritualmente dos acontecimentos......27
36 - Merecimento e fé no sucesso de um tratamento espiritual.............................................. 28
37 - Livre arbítrio .........................................................................................................................29
38 - Variáveis Szondianas………............................................................………............………...………..29
136

39 - Livre Escolha e Coercitivo...........................................................………............………...……..29


40 - O livre arbítrio segundo Chico Xavier………................................………….............……………..29
41 - O livre arbítrio segundo Ramatis………................................…………………....................……..29
42 - O comando dos espíritos sobre nós………................................………................………………..30
43 - O encontro das ideias de Lacerda, Ramatis, Einstein e física …….....…..............................30
44 - Física quântica aplicada à Apometria………................................….............……………………..30
45 - Mas o que é salto quântico? ………................................………..........................………………..31
46 - Como surgiram a Apometria e suas 13 leis………....................................………………………..32
47 - As 13 leis da Apometria………...............................................................……………....33 a 46
48 - introdução ao conceito de mônadas e vidas simultâneas ...............................................47
49 - Mônadas ...........................................................................................................................47
50 - Resumo de vidas simultâneas ..........................................................................................48
51 - Um só espírito - muitas encarnações simultâneas.......…….......……............................…….49
52 - O que reencarna ? ………................................……………….........................................………..52
53 - Como conciliar esse conceito com a Pergunta 137 do LEspíritos............……………...……..52
54 - Conceitos para bem entender e aplicar a Apometria do Amor.......................................53
55 - Ciência comprova a força da energia do amor................ ...............................................53
56 - Experimentos científicos comprovam: “o amor muda tudo” ………...............………………..54
57 - Energia do amor como instrumento indutor da transformação…….....…....................…..54
58 - Transmutação dos sentimentos negativos nos espíritos………....................…………………..54
59 - Nascer de novo............................................................................................................... 55
60 – Experimentos Científicos.................................................................................................55
61 - Mensagem da água de Dr. Massaru Emoto................................................................... 55
62 - Água sob efeito da energia calorífera............................................................................ 56
63 - O efeito Isaías por Dr. Gregg Braden............................................................................. 56
64 - A catarse para aumentar o poder das energias...............................................................56
65 - pilares da Apometria do amor ………................................…......................……………………..57
66 - A força do pensamento................................................................................................... 57
67 - as forças centrífugas e centrípetas...................................................................................57
68 - A energia cósmica .......................................................................................................... 59
69 - ferramentas da Apometria do amor. ............................................................................. 59
70 - campo de força (tarrafa)................................................................................................ 59
71 - cristais do amor, perdão e arrependimento .................................................................. 60
72 - água da cachoeira .......................................................................................................... 60
73 - santo remédio ................................................................................................................ 60
74 - emulsão (pasta) regeneradora ........................................................................................ 61
75 - sangue de cristo ............................................................................................................... 61
76 - arco-íris ............................................................................................................................ 61
77 - nível búdico ...................................................................................................................... 61
78 - flor de lótus ...................................................................................................................... 62
79 - purpurina de cristais do amor, perdão e arrependimento .............................................. 62
137

80 - procedimentos da Apometria do Amor………................................………...........……………...62


81 - passo 1: identificar e pegar o causador do problema ......................................................62
82 - passo 2: tratar o que foi pego pela tarrafa...................................................................... 63
83 - passo 3: identificar e pegar o algoz................................................................................. 64
84 - passo 4: harmonizar as duas entidades (vítima e algoz)................................................ 65
85 - protocolo básico da Apometria do Amor ....................................................................... 66
86 - Técnicas específicas para contenção e retirada das entidades renitentes.......................68
87 - Eletrochoque………...................................................................………………………..68
88 - Movimento brusco………................................……..........................…………………..68
89 - Ímãs………................................…………………….................................................…..69
90 - Incorporação inversa. ………....................................................………………………..69
91 - grupo de trabalho - um só coração, um só pensamento.................................................69
92 - a importância da harmonia do grupo na hora dos trabalhos espirituais....................... 69
93 - técnica do circo .............................................................................................................. 70
94 – Anaxímenes, Filosofia pré-socrática e Apometria.........................................………………..71
95 - O que aproxima Anaxímenes da Apometria………..................................………………………..73
96 - Fenomenologia, imaginação ativa, exercícios inacianos e meditação Vipassana. ..........74
97 - A catarse para se chegar a “um só coração, um só pensamento” ..................................74
98 - A inspiração e a intuição...............................................................................................75
99 - Intuição como fonte de inspiração.................................................................................75
100 - Jung e a intuição...............................................................................................................75
101 - Aprenda a provocar sua intuição.....................................................................................76
102 - silenciar a mente para ouvir a espiritualidade............................................................... 76
103 - aquietar a mente é se abrir para seu interior................................................................ 77
104 - conscientizar-se é fazer a conexão com o ser divino..................................................... 78
105 - Técnicas e elementos da Apometria do Amor.................................................................79
106 - Tarrafa..............................................................................................................................79
107 - Raiz do Problema .............................................................................................................80
108 - A técnica da flecha na busca da raiz do problema..........................................................81
109 - Porque se lançar as flechas ? ...........................................................................................82
110 - Quando lançar a flecha ? .................................................................................................82
111 - Como lançar a flecha ? .....................................................................................................82
112 - Problemas com a flecha durante o voo dela....................................................................83
113 - Após a flecha atingir o alvo...............................................................................................83
114 - A técnica da masseira.......................................................................................................84
115 - Técnica da roca juntando as linhas de ataque espiritual.................................................86
116 - Técnica da fila...................................................................................................................86
117 - Fragmentos de consciência..............................................................................................87
118 - Técnica da manivela.........................................................................................................88
119 - Auto Apometria...............................................................................................................89
120 - um pensamento sobre a Auto Apometria (por André Almeida) ................................... 90
138

121 - ordem - desordem - nova ordem................................................................................... 91


122 - apenas aproximar da Auto Apometria já opera seus efeitos ........................................ 92
123 - tudo tem seu tempo. Tudo tem seu propósito............................................................. 92
124 - a intenção ao ouvir a auto Apometria é sempre boa .................................................... 93
125 - como age a Auto Apometria ....................................................................................... 93

SUMÁRIO DA PARTE II
01 - reconstrução dos corpos sutis......................................................................................... 95
02 - como tudo acontece em nós.......................................................................................... 96
03 - noções básicas ...................................................................................................................96
04 - corpos sutis .......................................................................................................................96
05 - corpo físico .......................................................................................................................97
06 - duplo etérico .....................................................................................................................98
07 - corpo astral .......................................................................................................................98
08 - mental inferior ..................................................................................................................99
09 - mental superior .................................................................................................................99
10 - corpo búdhico ..................................................................................................................100
11 - corpo átmico ....................................................................................................................101
12 - desdobramento dos corpos sutis .....................................................................................102
13 - afrouxamento da coesão molecular dos corpos sutis .....................................................102
14 - canais de circulação de energia – meridianos .................................................................103
15 - chacras .............................................................................................................................104
16 - chacra básico ..................................................................................................................105
17 - chacra umbilical ...............................................................................................................106
18 - chacra plexo solar ............................................................................................................106
19 - chacra cardiaco ................................................................................................................106
20 - chacra laríngeo ................................................................................................................106
21 - chacra frontal ..................................................................................................................107
22 - chacra coronário .............................................................................................................107
23 – Circulação da energia pelos meridianos e chacras ........................................................108
24 - ligação dos cordões dos chacras......................................................................................108
25 - os chacras e seus alimentos.............................................................................................109
26 - entidades obsessoras (encalacradas) que moldam nossa personalidade ..................... 109
27 - implantes de aparelhos ...................................................................................................110
28 - toda mudança é dolorida mas vale a pena ......................................................................110
29 - regra de ouro ...................................................................................................................111
30 - depoimento de um médium ..................................................................................111 a 115
139

31 - método de trabalho da reconstrução dos corpos sutis....................................................115


32 - uma nova teoria da personalidade para entender a psique.............................................116
33 - o ego, o superego e o id....................................................................................................116
34 - condomínio de “eus em desequilíbrio” ............................................................................116
35 - condomínio de “eus superiores”.......................................................................................116
36 - consciência encarnada .....................................................................................................116
37 - instintos ............................................................................................................................117
38 - causas ...............................................................................................................................118
39 - procedimentos (de A a L, pg. 118 a 126)
40 - desdobramento do corpo sutil..........................................................................................118
41 - afrouxamento da coesão molecular..................................................................................118
42 - técnica da tarrafa..............................................................................................................118
43 - situações difíceis...............................................................................................................118
44 - desobstrução dos meridianos............................................................................................119
45 - hemodiálise etérica............................................................................................................119
46 - drenagem linfática etérica........... ...........................................................................120 e 121
47 - limpesa, harmonização, realinhamento e reernigização dos chacras...............................122
48 - desbloqueio mental e retirada dos aparelhos....................................................................123
49 – aparelhos em holograma...................................................................................................123
50 - detectar o campo morfológico..... ......................................................................................124
51 - micro organizador floral............... ......................................................................................124
52 - refazer a coesão molecular............... .................................................................................125
53 - Reacoplar o corpo sutil trabalhado....................................................................................125
54 - Localizar e desintegrar possíveis aparelhos do corpo físico...............................................125
55 - reconstrução do corpo físico........ ......................................................................................126
56 - redesenho do DNA..............................................................................................................126
57 - retornar ao aqui e agora......................................................................................................126
58 - abraço coletivo....................................................................................................................126
59 - recomendações do pós operatório.....................................................................................126
60 - cuidado após a retirada dos aparelhos................................................................................127
61 - da ajuda do eletromagnetismo (como os aparelhos se fixam)..........................................127
62 - casos específicos ................................................................................................................128
63 - protocolo para crianças .....................................................................................................128
64 - anexo:- Colinha da Apometria do Amor para imprimir como banner......................129 e 130
65 - anexo:- Colinha da Reconstrução do Ser para imprimir como banner.....................131 a 133
66 - bibliografia......................................................................................................................... 134
67 - sumário da parte I.....................................................................................................135 a 138
68 - sumário da parte II....................................................................................................138 e 139