Scribd </> Upload a Document <http://www.scribd.com/upload-document> Search Books, Presentations, Business, Academics...

Explore <http://www.scribd.com/explore> Tri_11x6 Documents <http://www.scribd.com/explore> * * * * * * * Books - Fiction <http://www.scribd.com/explore/Books-Fiction> Books - Non-fiction <http://www.scribd.com/explore/Books-Nonfiction> Health & Medicine <http://www.scribd.com/explore/Health-Medicine> Brochures/Catalogs <http://www.scribd.com/explore/BrochuresCatalogs> Government Docs <http://www.scribd.com/explore/Government-Docs> How-To Guides/Manuals <http://www.scribd.com/explore/HowTo-GuidesManuals> Magazines/Newspapers <http://www.scribd.com/explore/MagazinesNewspapers> Recipes/Menus <http://www.scribd.com/explore/RecipesMenus> School Work <http://www.scribd.com/explore/School-Work> + all categories <http://www.scribd.com/explore>

* * * * * Featured <http://www.scribd.com/explore> * Recent <http://www.scribd.com/explore/Most-Recent> People <http://www.scribd.com/community> * * * * * * * *

* * * * Most Followed <http://www.scribd.com/community> * Popular <http://www.scribd.com/community?t=trending> * Halliana Marcella da Silva <http://www.scribd.com/people/view/46396684> Tri_11x6 How does Scribd know my name?

Authors <http://www.scribd.com/community/authors> Students <http://www.scribd.com/community/students> Researchers <http://www.scribd.com/community/researchers> Publishers <http://www.scribd.com/community/publishers> Government & Nonprofits <http://www.scribd.com/community/government-&-nonprofits> Businesses <http://www.scribd.com/community/businesses> Musicians <http://www.scribd.com/community/musicians> Artists & Designers <http://www.scribd.com/community/artists-&-designers> Teachers <http://www.scribd.com/community/teachers> + all categories <http://www.scribd.com/community>

We are using Facebook to personalize your experience on Scribd. Learn More <http://www.scribd.com/facebookfaq> Halliana Marcella da Silva Account o My Home <http://www.scribd.com/>

o o o o o o o <#>

View Public Profile <http://www.scribd.com/people/view/46396684> My Documents <http://www.scribd.com/documents> My Collections <http://www.scribd.com/my_document_collections> Messages <http://www.scribd.com/inbox> Settings </account/edit> Help <http://support.scribd.com> Log Out <http://www.scribd.com/logout>

Welcome to Scribd - Where the world comes to read, discover, and share... We’re using Facebook to give you reading recommendations based on what your friends are sharing and the things you like. We ve also made it easy to connect with your friends: you are now following your Facebook friends who are on Scribd, and they are following you! In the future you can access your account using your Facebook login and password. Learn more <http://www.scribd.com/facebookfaq>No thanks <#><#> Some of your friends are already on Scribd: Haryane Cássia Fernandes <http://www.scribd.com/haryanef> Sérgio Yasushi Taqueda <http://www.scribd.com/staqueda> Haryel Fernandes <http://www.scribd.com/haryelf> Dudu Oliveira <http://www.scribd.com/eduardos_8> 1 First Page Previous Page Next Page / 132 Sections not available Zoom Out Zoom In Fullscreen Exit Fullscreen Select View Mode View Mode BookSlideshowScroll Readcast Add a Comment Embed & Share <#>Readcast Reading should be social! Post a message on your social networks to let others know what you re reading. Select the sites below and start sharing. Check_27x27Transparent Check_27x27Transparent Check_27x27TransparentLink account <#> Readcast this DocumentTransparent <#> Readcast Complete! Click send to Readcast! edit preferences <#>

 

 

 

 

com%2Fdoc%2F7073748%2FMont eiro-Lobato-Sitio-Do-PicaPau-Amarelo-Vol-2-Viagem-Ao-Ceu&message=> <#> Add to Collections Download this Document for Free Auto-hide: on <#> <javascript:void(0).com%2Fdoc%2F7073748%2Fmonteiro-lobato-sitio-do-picapau-a marelo-vol-2-viagem-ao-ceu.0%3B%3B%3B119521449 4.com%2Fdoc%2F7073748%20%23Readcast><http:/ /www.com%2Fdoc%2F707374 8%2FMonteiro-Lobato-Sitio-Do-PicaPau-Amarelo-Vol-2-Viagem-Ao-Ceu%23source%3Aface book><http://twitter.com&status=Reading%20%22Monteiro%20L obato%20-%20S%C3%ADtio%20Do%20Pica-Pau%20Amarelo%20-%20Vol%202%20-%20Via.com/account/edit#sharing><#>Cancel <#> <#> Add a Comment Submit share: Characters: 400 <#> Share & Embed <http://www.z5x. II Arlindo_San VIAGEM AO CÉU IO Mês de Abril Era em abril. <#><#> Halliana Mar.EwCr-GsAAAAAAK7VGwAAAAAAAgAAAAYAAAAAAP8AAAAFCrSDHwAAAAAAGUkEAAAAAADG3S QAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAADCJQwAAAAAAAIAAwAAAA AAyAKWpywBAAAAAAAAADY3NGUwZDY2LWZlMjQtMTFkZi1hYjIzLTAwMWU2ODQ5ZWY5NQBwAAAAAAA=. http%3A%2F%2Fwww. Halliana Marcella da Silva Link account <#> Advanced <http://www.com/home?source=scribd.scribd..facebook.com/buzz/post?url=http%3A%2F%2Fwww..com/sharer.scribd.*Choose auto to readcast without being prompted. o mês do dia de anos de Pedrinho e por todos considerado o melhor mês do ano.%22%2 0on%20Scribd%20http%3A%2F%2Fwww..google..scribd.*Set your preferences for next time.jA0mAPp. Por quê? Porque não é frio nem quente e não é mês das águas nem de seca — tudo na conta certa! E por causa disso inventaram lá     .> Quantcast Edição Integral e Ilustrada Digitalização e Revisão Monteiro Lobato O SÍTIO DO PICA-PAU AMARELO VIAGEM AO CÉU e O SACI Vol..net/clk?2..> <http://ad.scribd.scribd.13%3B2c87324833c1d1b1%3B12ca796032a..php?u=http%3A%2F%2Fwww.

esverdeado de bolor. Depois vinha fazer cócegas com uma flor de capim nas ventas de Narizinho e Pedrinho — e esses dois lagartos também se espreguiçavam e iam desenferrujar as pernas. que não temos tempo de gozar o prazer de viver. E como era preciso que o Visconde ressuscitasse. — Sim — dizia Dona Benta — porque a maior parte da vida nós a passamos entretidos em tanta coisa. duravam no máximo dois dias. Para Emília. parados. cochilandocomo lagarto ao sol! Sem fazer nada é um modo de dizer. portanto.vivendo. biscoitos. Era proibido até pensar. depois de um grande suspiro. sem gozar o prazer de viver à moda dos lagartos. foi em procura dos meninos. Só não se lembrava dele o Rabicó. depenado das perninhas e braços. gozando o prazer de viver — só. — Que história é essa? Uma história muito interessante.. . segurando-o como quem segura vela na procissão. na segunda manhã daquele belo mês de abril. Masera preciso que o Visconde existisse! O sítio ficava muito desenxabido sem ele. Desfazendo o embrulho. como os outros. Já repararam como os lagartos ficam horas e horas imóveis ao sol. abriu a famosa canastrinha e de dentro tirou um embrulho em papel de seda roxo. Imediatamente levantou-se e foi para aquele canto da sala onde guardava os seus “bilongues1”. SÓ VOLTA NO COMEÇO DE MAIO. aquele toco que a boneca recolhera na praia depois do drama descrito na última parte dasReinações de Narizinho. a pular daqui para ali. Os cérebros tinham de ficar numa modorra gostosa. e depois de tudo muito bem arrumado e pensado. Todos viviam a recordá-lo com saudades. acumulavam coisas de comer das que não precisam de fogão — queijo. suspirou profundamente e. Emília. até o Burro Falante. até o Quindim. como dizia o Visconde. etc. Emília estava no repouso. Com antecedência resolviam todos os casos que tinham de ser resolvidos.no Sítio do Pica-Pau Amarelo uma grande novidade: as férias-de-lagarto. pois que eles ficavam fazendo uma coisa agradabilíssima:vivendo! Só isso. Todos vivendo — só isso!Vivendo biologicamente. sem mistura? E era muito engraçada a organização que davam ao mês de abril lá no sítio. escolheram-no para o grande “repouso anual” — o mês inteiro sem fazer nada. botavam um letreiro na porteira do pasto: AFAMÍLIA ESTÁ AUSENTE. Vamos vivendo sem prestar atenção na vida e. Gozando o prazer de viver. o qual só tinha saudades das abóboras e mandiocas que por qualquer motivo não pudera comer. Eram os restos mortais do Visconde de Sabugosa! Emília olhou bem para aquilo. No abril daquele ano o Visconde não pôde tomar parte no repouso por uma razão muito séria: porque já não existia. caíam no repouso. Dele só restava um “toco”. apareceu um toco de sabugo muito feio. Já que o mês de abril é o mais agradável de todos. a mais irrequieta de todos. Era ela sempre o primeiro lagarto a acordar e correr para o terreiro a fim de “desenferrujar as pernas”. de olhos fechados. resolveu ressuscita-lo. no momento em que o grande suspiro veio. de modo que aqueles “abris-de-lagarto” tinham duração muito curta. Mas a necessidade de agitação é muito forte nas crianças. a fazer isto e aquilo. Era proibido fazer qualquer coisa. fruta..

dormindo de pé! Mas quando a imensa ave acordou e levantou o vôo. atado ao galo de ferro. e erguendo os olhos viu no alto da torre da igreja. As coisinhas dela. debaixo dum pé de laranja-lima. Talvez essa palavra viesse do inglês“belonging”. que ela mesma ia inventando. 1—Emília tinha palavras especiais para tudo. gomos. arruma este. mas negra velha não tem direito de repousar. dormindo. Os leitores destas histórias devem estar lembrados do que aconteceu ao pobre sábio naquele célebre passeio ao País das Fábulas. apeou-se para dormir e amarrou o cavalo a um galo de ferro que viu no chão — o único objeto que aparecia no campo de gelo. o melhor atirador do mundo. quem tirava toda a película branca sem romper os “casulos que guardam as garrafinhas de caldo” — isto é. aproximando-se e sempre a segurar o pedaço de sabugo com as duas mãos. E deixando os dois meninos ocupados na aposta de pelar laranjas sem feri-las. Pedrinho sabia que o barão já fizera uma coisa assim naquela viagem em que. que é justamente quem trabalha mais? Então negra velha não é gente? Coitada! Ela entrou no lagarto ontem. como um círio bento. — Está aqui o sagrado toco do Visconde — disse Emília. sim — afirmou Emília. Na manha seguinte. — Não. Narizinho encarou-a com olhos de censura. Espere ao menos mais uns dias. e agarrado ao burro. eram os seus “bilongues”. a neve havia coberto totalmente a . — Hoje. que quer dizer propriedade. etc. — Vou pedir a Tia Nastácia que bote as perninhas. II O Visconde Novo Em virtude da lembrança da marquesa. lá se dirigiu para o quarto da boa negra. Os viajantes haviam se abrigado debaixo da imensa ave julgando que fosse um enormíssimo jequitibá de tronco duplo — troncos inconhos.Narizinho e Pedrinho estavam no pomar. com o toco seguro nas duas mãos. alcançado pela noite num grande campo de neve. os guardadinhos. lá se foi pelos ares o pobre burro pendurado pelo cabresto. porque estou com um nó na garganta de tantas saudades desta peste — teimou Emília com os olhos no toco. — Hoje? Que idéia! — exclamou a menina. Na maior das aflições. quando o Pássaro Roca ergueu nos ares o Burro Falante e o Visconde. quando chegou àquele ponto e parou para dormir. Há de ser hoje mesmo. coisa que pertence a alguém. os braços e a cabeça que faltam. Só o barão. a grande novidade daquele dia foi o reaparecimento do Visconde de Sabugosa. — Malvada! Quem neste sítio tem mais direito de descansar do que ela. as curiosidades do seu museu. apostando quem “pelava laranja sem ferir”. Pedrinho teve uma boa idéia: correr ao castelo próximo em procura do Barão de Munchausen. isto é. o seu cavalo de sela! Compreendeu tudo. Tudo porque o Pássaro Roca estava imóvel. E que na véspera. lá se foi o pobre Visconde. — Tia Nastácia está “lagarteando”. poderia com uma bala cortar o cabresto do burro. A diaba tem tanta prática que mesmo de olhos fechados. — E fazer um Visconde novo não é nenhum trabalho para ela — é até divertimento. com grande surpresa sua e de toda gente. acordou na praça pública duma cidadezinha.

Pedrinho lembrou-se dessa história e correu a pedir socorro ao barão. diabinha... depenado dos braços e das pernas. insistindo com a boa negra. etc. e teve a luminosa idéia de deixar uma fileira de grãos. E como o sabugo era vermelho. — mas quando Emília tinha uma coisa na cabeça era pior que sarna. E lá no canteiro das alfaces Emília enterrou os restos mortais do Visconde. muito contente da vida. que era de sabugo de milho branco. não dá jeito! Isto nem toco é mais — é toco de toco. — Está bom. O cavalo caiu sem se machucar. dizia que era o mês do repouso. Ao ver o Burro Falante pendurado pelo cabresto a uma das pernas do Pássaro Roca.. resolveu acabar com aquilo — e o meio de acabar com aquilo era um só: satisfazer o desejo da boneca. O barão veio e com um tiro certeiríssimo resolveu o caso: cortou o cabresto do burro. — Botar fora!. de alto a baixo. Vou fazer um enterro. naquele “descanso-de-lagarto” do mês de abril. faço. etc. saiu um Visconde muito diferente do primeiro. depois de muito resmungo. Melhor botar fora e fazer um Visconde completamente novo. sem ferir nem a ele nem ao Pássaro Roca.. isto é. sempre com o Visconde a ele agarrado. E esse dia afinal chegou. pensando consigo: “Quem comer salada destas alfaces vai ficar sábio sem saber como nem por quê.. Emília encontrou-o lançado à praia pelas ondas. Dê cá o toco Emília entregou-lhe o toco do Visconde.cidadezinha. ou ruivo. sem cartolinha na cabeça. A negra olhou bem para aquilo e riu-se com toda a gengivada vermelha.. dois belos braços e cartolinha nova na cabeça. Tia Nastácia estava com preguiça de discutir.. E o pobre burro. o qual morava num castelo próximo. dum sabugo fresco lá do paiol. com duas compridas pernas. todo roído pelos peixes — e guardou aquele toco em sua canastrinha com a idéia de um dia restaurá-lo. — Fique sabendo que isto são os sagrados restos mortais do Visconde. — repetiu Emília com indignação. a fim de servirem de botões. faço.. Também teve a idéia de trançar as palhinhas do pescoço em forma de “barba inglesa”. Depois de arrumá-lo muito bem. Tia Nastácia arrenegava.” No paiol. foi mostrá-lo aos meninos. O barão montou e lá seguiu viagem. Tanto amolou que a negra. apontou para as rédeas do cavalo pendurado epum! cortou-as com uma bala. A gente está descansando da trabalheira e a malvadinha aparece com as encomendas. — Che. caiu no mar. como se faz com os defuntos. Por que a horta? Porque no fofo dos canteiros da horta era mais fácil abrir um buraco. só deixando de fora o galo da torre da igreja. — Pois enterre lá o seu defunto enquanto eu faço um Visconde novo — e encaminhou-se para o paiol de milho enquanto a boneca se dirigia para a horta. repartida em duas pontas. donde foi salvo por Pedrinho — mas o Visconde morreu duma vez. Tia Nastácia debulhou uma bela espiga de milho vermelho para obter um sabugo novo. salgadinho. Emília lá estava no quarto de Tia Nastácia. E ele então tomou da espingarda. Que remédio? Não sei por quem puxou esse gênio de sarna. .

virando a cabecinha como fazem as aves quando descobrem petisco. Não ria. A negra derrubou um grande beiço. devia entender alguma coisa da língua de seus avós. Credo! Deus que me perdoe. Não o tratava como aos demais do sítio. como aquele Doutor Livingstone de que vovó tanto fala. “Sim. descendente dum galo vindo dos Estados Unidos e que. até sinto um frio na pacuera.Emília torceu o nariz.. aproximou-se mais e mais. Mas o Doutor Livingstone veio ao mundo com um defeito: era sério demais. Tão sério e grave que Tia Nastácia não escondia o medo que tinha dele. e depois que Narizinho lhe disse muito em segredo que o Doutor Livingstone era protestante. nada entendeu (ou fingiu que não entendeu). o tal que andou anos e anos pelo centro da África procurando as origens do Nilo. e depois o tal “irmão de Pinóquio”. ainda ficaram oito — mas falhados. — Melhor transformá. Como fossem treze... Na primeira semana de sua vida aconteceu com o Doutor Livingstone uma tragédia que muito consternou a todos da casa. É que tinha enxergado os lindos “botões” vermelhos do peito do inglês.” E foi desse modo que surgiu no Sítio do Pica-Pau Amarelo aquele grave personagem de fraque de xadrez.. Estava ele certa tarde lendo a sua bibliazinha no quintal. Um explorador africano será excelente aqui — para procurar objetos perdidos.. — Assim que crescer . como quem diz: “Está gostando dos meus botões?” Mas em vez de responder e elogiar a beleza daqueles botões. serve. mal-educado! — berrou ela furiosa. Arranjaremos diversas origens para ele procurar. menina? — É. um depois do outro! Os berros do Doutor Livingstone atraíram a atenção de Nastácia. daquele meu vestido de escocês. a pobre preta não passava perto dele sem fazer um pelo-sinal disfarçado e murmurar baixinho: “Credo!” — Mas será mesmo protestante. — Deixa estar. sabem o que o frango fez? Avançou de bicadas contra o pobre sabugo e comeu-lhe cinco botões... porém. Nastácia. não brincava — sempre pensando. Eu tenho um retalho que serve. visto como era um frangoleghorn. “Está falsificado. Tanto que já arranjou a bibliazinha que vive lendo. quando um frangote veio vindo. e depois um visconde que sabia tudo e agora acaba de fazer um protestante. Basta trocar essa cartola por um chapéu de cortiça com fitinha pendurada e vesti-lo dum fraque de xadrez. pensando. —Do you like my buttons? — perguntou com a maior ingenuidade o sabugo.” Mas Pedrinho aprovou: “Está ótimo. A idéia agradou a Emília. botões de milho no peito e chapéu de cortiça com fitinha caída atrás. que veio correndo com a vassoura e tocou o frango a tempo de salvar o resto dos botões. Só lhe dava de “senhor doutor”. — E que nos adianta banqueiro aqui? — observou Narizinho. Quando me lembro que estas mãos já fizeram uma bonequinha falante. Não presta. O maldito frango tinha desfeito a obra-prima de Tia Nastácia.lo em explorador africano. O sábio fechou a Bíblia e dirigiu algumas palavras em inglês ao frango. sim. portanto. O frango. Depois olhou para suas mãos cheias de calos e disse:— Este mundo é um mistério!.. embora pareça mais um banqueiro inglês do que um sábio da Grécia”.

Todos o tratavam ora dum jeito. os portugueses lá em Portugal dizem com “v”. — Este nosso Doutor Livingstone tem cara de não ter medo de leão. — É por causa da cor preta — respondeu Pedrinho. abria com a ponta do canivete um furo no seu pião novo de brejaúva. à vontade — como essas duas. perco até o meu canivete. nem de rinoceronte. — Vejam — disse um dia Pedrinho. Numa das noites daquele mês de abril estava Dona Benta na sua cadeira de balanço. nem de leopardo. ou cabiúna. mas o Visconde ficou sendo duas coisas: Visconde e Doutor Livingstone. nem que seja um monstruoso condor dos Andes.. com mãos trêmulas.. enquanto. Tudo aqui dizemos com “b”. lá na varanda. de cócoras no último degrau da escada. brejaúva ou brejaúba? Que preocupação é essa? Pedrinho riu-se. Sendo de rapina. Desrespeitar desse modo uma criatura de tanta sabedoria. Credo! — E Tia Nastácia deu um tapa na boca porque achava inconveniente pronunciar essa palavra perto dum protestante. agora transformado em Doutor Livingstone. A criançada também se reunira ali. nem de nenhuma fera africana. Súbito. das que só comem carne. empalidece. Diante dele o Doutor Livingstone seguia o trabalho com a maior atenção. que .mais.. Se vê uma galinha. o seu coraçãozinho pula dentro do peito como um cabritinho novo. ora de outro — como saía. e quando um galo canta.. Acabaram-se os suspiros de saudades. e aqui mesmo há um colosso de palavras que a gente diz “b” ou “v”. ora de outro. Pedrinho. palavras com “b” ou “v” ora aparecem dum jeito. vice-versa. Narizinho. Há brejaúva. — É que o tal “b” e o tal “v” parecem que são uma e a mesma coisa. Mas a gente percebe que tem um medo horrível de qualquer ave das que não sejam de rapina. o medo dele é como o de vovó com as baratas. Mas se é ave das que comem milho. — Se este piãozinho não assobiar que nem um saci. Bastava que uma galinha cacarejasse no terreiro. ele não dá importância. — Que quer dizer caviúna? — perguntou o novo Visconde. lá na sua África? — Não há coco que não haja no continente africano — respondeu o Doutor Livingstone — mas por que essa história de caviúna ou cabiúna. para que o seu coraçãozinho batesse apressado. — Vai ser uma caviúna batuta! — exclamou o menino. a vida do sítio voltou a ser a mesma de outrora. tem exatinha esta cor de brejaúva madura. — Aquela madeira caviúna. ou um galo cantasse lá longe. eu te pego e prego na caçarola — e o senhor doutor aqui há de comer a moela. ah. que não faz mal a ninguém e vive quieto no seu canto lendo a sua Bíblia! É ser muito sem compreensão das coisas. Desde esse dia o Doutor Livingstone ganhou um medo horrível às aves. ele fechava o fraque de xadrez em defesa dos oito botões restantes. As que e com Dona Benta continuava com os olhos nas estrelas. III As Estrelas Com o reaparecimento do Visconde. ou brejaúba. com os olhos no céu cheio de estrelas. isto é.

Dona Benta. Mas não falhava. Pois os pastores da época obrigaram esse carneiro sábio a engolir a sua ciência. vovó. e para isso perseguiam os sábios. e os vão tocando para onde convém a eles pastores. os quaisaprendem mil coisas. Emília está botando a língua para mim! Mas Dona Benta não ouviu. Mas entre os carneiros às vezes aparecem alguns de mais inteligência. bem. Sou muito bobinho ainda. que a senhora está vendo lá em cima? Eu não estou enxergando nada — disse Pedrinho. os quais metem a chibata nos que não andam como eles pastores querem e tosam-lhes a lã e tiram-lhes o leite. deu um berro.. A humanidade é um rebanho imenso de carneiros tangidos pelos pastores. menina. E isso é assim por causa da extrema ignorância ou estupidez dos carneiros. — Desconfio sim. que esses sábios descarneirem a carneirada estúpida? — perguntou Pedrinho. mas eu não sei. É que elessabem e vocênão sabe. vovó? . — Os sábios. Estranhando aquilo.adivinham outras. — E os pastores deixam. são os puxa-filas da humanidade. — Bobinho como todos os grandes astrônomos na sua idade. vovó. meu filho. mas fico nisso. engolia em seco e às vezes até se assoprava resignadamente. — Antigamente os pastores tudo faziam para manter a carneirada na doce paz da ignorância. Não tirava os olhos das estrelas. Dona Benta não pôde deixar de rir-se. graças à qual afirmou que a Terra girava em redor do Sol. Narizinho interrompeu o tricô para perguntar: — Fala-se muito em sábio aqui neste sítio. vovó. e depoisensinam à carneirada o que aprenderam — e desse modo vão botando um pouco de luz dentro da escuridão daquelas cabeças. meu filho? Você vê uma metade do universo e acha pouco? Pois saiba que os astrônomos passam a vida inteira estudando as maravilhas que há nesse céu em que você só vê estrelinhas. meu filho? Então olha para o céu estrelado e não vê nada? — Só vejo estrelinhas — murmurou o menino. Ficaram também a olhar para o céu. o que é. — E acha pouco. — Que é. os meninos foram se aproximando. puxou-o para o seu colo e falou:— Não está vendo nada. em procura do que estava prendendo a atenção da boa velha. — Vovó. Pôs nele os olhos.estava em outro degrau da escada fazendo tricô.. São os sábios. tomava um fôlego comprido. vovó — e retomou o tricô. Eles sabem ler o que está escrito no céu — e você nem desconfia que haja um milhão de coisas escritas no céu. bem. o inventor da luneta astronômica. quando tinha de dar uma explicação difícil. — Por que. queimavam-nos em fogueiras — um horror. Conte. meu filho! Um dos maiores sábios do mundo foi Galileu. matavam-nos. o estudo e a meditação. quando crianças — mas ficaram sábios com a idade. Os maiores sábios do mundo foram bobinhos como você.

tudo. . eu vivo neste nosso abençoado século. mas Narizinho tapou-lhe a boca. Pois sabe o que aconteceu com a coitada? — Casou-se e.. os olhos. — Mas por que queriam isso? — Para não serem desmentidos. Dona Benta suspirou. O simples fato de o nosso bom burro falar. — Ficariam com caras de grandes burros. Dona Benta continuou: — E a Sócrates. Imagine-se agora uma fogueira queimando a gente inteira — a pele. atacou-a na rua. que foi um dos maiores iluminadores da ignorância dos carneiros. E Giordano Bruno? Ah. este foi queimado vivo numa fogueira. vovó? — perguntou Pedrinho. instigados por um tal Bispo Grilo.... como de grande beleza. eu até nem gosto de pensar no que os sábios têm sofrido pelos séculos afora. Hipácia abriu uma escola onde ensinava as grandes idéias de Sócrates e Platão. tanto. — Quem era ela.. Como os pastores sempre haviam afirmado que era assim. meu filho. meus filhos. Até Quindim ia para a fogueira como feiticeiro. por exemplo. — Hipácia foi uma sábia grega nascida em Alexandria no ano 370. que era a Paris do mundo antigo. O pai educou-a muito bem e depois mandou-a aperfeiçoar-se em Atenas. — ia dizendo a Emília.. meu filho. minha filha. no ano 1600 — sabem por quê? Porque era um verdadeiro sábio e estava iluminando demais a escuridão dos carneiros. vovó? — quis saber a menina. se os carneiros descobrissem que não era assim.. — Eu nem consigo imaginar o que isso possa ser. — Queimado vivo! — repetiu Narizinho com cara de horror. e quase sempre por isso: enxergar mais que os outros e ensinar aos ignorantes. Dona Benta deu um suspiro. um veneno horrível. as mãos. os pastores da época obrigaram-no a beber cicuta. — Que foi. Por felicidade minha. com tudo girando em redor dela. De volta a Alexandria. matou-a e esquartejou-a. Outro dia queimei o dedo na chapa do fogão — e doeu tanto. — Ah. Aquela coitadinha da Hipácia. pelo crime de terem aprendido comigo muita coisa. as orelhas. se os pastores soubessem daquele passeio gramatical que ele fez com vocês. tudo. eles pastores ficariam desmoralizados... Tornou-se queridíssima do povo. Os quatro coraçõezinhos ali presentes pulsaram de indignação. — Também ia para a fogueira. — Pois. — E o Burro Falante. que é o que eles são — berrou Emília indignada. contam-se por centenas de milhares os mártires da fogueira. sobre o qual derramava ondas de sabedoria. Não só muito culta.. — e a menina tapou a cara como para não ver a cena. o nariz. já estava assada numa boa fogueira — e também vocês.— Porque a eles pastores convinha que a Terra fosse fixa e centro do universo. se eu vivesse na Idade Média. vovó?— Mataram-na! Um grupo de capangas.

apontando para o céu: — Olhem lá aquelas quatro formando uma cruz! É a constelação do Cruzeiro do Sul. — E eu? — indagou a boneca.já seria considerado crime merecedor de uma dúzia de fogueiras. de medo que a poeirinha se juntasse e vivesse outra vez. Dona Benta achou graça e continuou a falar do Cruzeiro. só de gosto da ciência que tem lá por dentro — disse Emília. Antes de levantarem a toalha da bandeja. — Você tem dito tantas heresias. então. Ou então perseguem-nos de outras maneiras. tornando-lhes a vida difícil. — Mas por que essas estrelas são tão importantes? — quis saber Pedrinho. que eles a queimavam numa vela até ficar reduzida a carvão. O Cruzeiro do Sul é o nosso relógio noturno. mas prendem-nos em cárceres e às vezes até os fuzilam. vovó? — quis saber Pedrinho. já melhoramos bastante. como o Flammarion! — Aí. — Que engraçado! — exclamou Pedrinho. Em todo caso. Constelação quer dizer um grupo de estrelas. Saber é realmente uma beleza. — Por que é que hoje não há mais fogueiras para os sábios? — Porque apesar de todas as perseguições os sábios foram abrindo a cabeça dos carneiros. os olhos de todos ali no sítio ficavam como as estrelas daquela noite. Esta constelação do Cruzeiroé a de maior importância para os povos que vivem do equador para o sul. como os europeus e norte. e então sabemos que são exatamente nove horas da noite. é verdade. a rir o dia inteiro. Uma isquinha de ciência que você aprendeu e já ficou tão contente. — Estamos em fins de abril. transparente como cristal. como nós. e a prova temos aqui em nós mesmos: estamos vivos! IV O céu de noite Estava um céu lindo. Emília. alfa é a do pé da cruz. beta e delta formam os braços. Logo chegaremos ao 15 de maio — e eu vou acertar o nosso relógio da sala de jantar pelo Cruzeiro do Sul. Mas mesmo assim volta e meia um sábio vai para o beleléu. Gama é a estrela do topo da cruz. — As quatro estrelas do Cruzeiro — disse ela — são designadas por meio de letras gregas. Tem a mesma importância da célebre constelação da Ursa Maior para os povos que vivem ao norte do equador. Não os queimam vivos. Dona Benta tomou fôlego e falou. ele fica com cara de bobo. — E hoje. e os carneiros já não deixam que os pastores queimem os seus mestres de ciência. e depois moíam esse carvão e o assopravam aos ventos. como o sol ao meio-dia. Que beleza. vovó? — Sim. disposição que as torna de fácil . destruído pelos pastores. meu filho. No dia 15 de maio de cada ano essa constelação fica bem a prumo sobre as nossas cabeças. hein. O assanhamento do brilho das estrelas parecia os olhos dos meninos quando viam a bandeja de doces que o Coronel Teodorico mandava no dia dos anos de Dona Benta. Imagine quando virar um verdadeiro astrônomo.americanos. — Por causa da disposição regular em forma de cruz.

acharam que uma linha ligando todas as estrelas desse grupo lembra a forma dum Centauro. nem índio de todas as repúblicas da América do Sul. nem há negro da África. que fica atrás do Cruzeiro. apontando. — Qual é ela? — perguntou Pedrinho.. perto das costas do Chile. — Estou vendo-as — disse Narizinho... Não há por aqui caboclo da roça. nem negro do Congo. — Pois aquilo é o célebre Saco de Carvão da Via-láctea. Repare na beleza da Via. meu filho. — Então Robinson Crusoe também via o Cruzeiro. — A ilha dele era a de Juan Fernández. Pedrinho ligou-as com uma linha . É a terceira em brilho de todo o céu e uma das mais próximas de nós. Pedrinho não tirava os olhos das estrelas da constelação do Centauro. que fica logo ao lado do Cruzeiro. que não conheça o Cruzeiro. nem papua da Nova Guiné. as maiores são a alfa e a gama e são também das mais brilhantes dos céus do sul. — Ah. — Duas estrelas maiores e duas menores. meu filho.láctea. Dona Benta riscou o céu com o dedo. — Exatamente. que são homens de muita imaginação. dizendo: — Se você tirar uma linha que toque na delta e na beta do Cruzeiro e a prolongar nesta direção (e o dedo de Dona Benta ia riscando). nem selvagem australiano. Em certo ponto escurece. Num instante a gente corre os olhos e encontra o Cruzeiro. mas o Cruzeiro até a boba da Tia Nastácia descobre no céu.encontro no céu. os astrônomos. — Sim. Moçambique ou Hotentótia. nem atorrante da Argentina. vovó? — Aqui nos céus do sul é uma da constelação do Centauro. — Por que. nem gaúcho do Uruguai. vovó! — lembrou Pedrinho. como nós agora. que fica ao sul do equador. a olhar para as quatro estrelas do Cruzeiro!. — E aquela mancha negra que estou vendo lá? — perguntou a menina. E nessa constelação a estrela alfa é uma das mais conhecidas de todas. Isso quer dizer que naquele ponto há uma nebulosa escura que tapa as estrelas — e por isso recebeu o nome de Saco de Carvão. justamente a alfa e a beta do Centauro — e pronto! Você terá achado a constelação do Centauro. essa linha vai encontrar duas estrelas da constelação do Centauro. que é das maiores dos céus do sul. — E qual é a mais brilhante de todas.. Quantas vezes Robinson e o seu bom índio Sexta-Feira não estiveram. deram o nome de Centauro àquelas estrelas? Que relação há entre elas e os monstros meio cavalos e meio homens da mitologia grega? Dona Benta assoprou. nem bôer da Colônia do Cabo. Encontrar as outras constelações já é mais difícil — exige prática. — Mas lembra realmente? — Olhe e decida por si mesmo — e Dona Benta indicou as principais estrelas da constelação do Centauro. vovó.

um astrônomo da ilha de Samos. que acabava de descobrir no céu uma nova constelação. há tantas. do Leão. essa constelação tem um nome muito romântico. guiavam-se por essa estrela. dos Peixes. Fica bem em cima do pólo norte.. E perto dela ficam duas constelações muito célebres. no tempo em que não havia a bússola. que nós não vemos daqui.os no templo da deusa.. o rei voltou vivo e vitorioso e a rainha cumpriu o voto: cortou os cabelos e depositou. Depois da bússola os navegantes dispensaram as estrelas — a agulhinha da bússola está sempre voltada para o norte.imaginária e não viu formar-se centauro nenhum. — Por que. — Por que têm esses nomes? — quis saber Narizinho. mas que para as criaturas humanas é a mais importante. E temos aquela ali que é a do Tucano. Não podiam dar o nome de Tucano ou qualquer bicho das zonas quentes.. do Peixe-Voador. — Umas dão uma vaga idéia de qualquer coisa. Berenice fez à deusa Vênus a promessa de cortar a sua linda cabeleira e depositá-la no templo da deusa. não há nada mais poético do que a astronomia. Por essa estrela se guiavam os navegantes do norte.. — Ah.. só com muita força de imaginação lembram as coisas indicadas pelo nome. do Corvo.. e. tomada de medo. Mas aconteceu uma coisa inesperada: no dia seguinte a cabeleira havia desaparecido do templo!. Temos ali (e o seu dedo apontava) a constelação do Pavão. outras. vovó? — Porque foi a bússola das mais antigas civilizações. do Carneiro. Trata-se duma história meio compridinha.. rei do Egito. do Lagarto. Ah. caso Evergete voltasse vivo e vitorioso. todos os velhos povos ao norte do equador. ou ciência dos astros! Está aí uma aventura que vocês podem realizar um dia: um passeio pelas constelações!. como as do Escorpião.. meu filho. a Ursa Menor e a Ursa Maior.. que os astrônomos possuem ainda mais imaginação do que a Emília. E inúmeras designadas por meio de nomes de animais. da Girafa. — Conte. meus filhos. da Ave-do-Paraíso. os hindus.. mandou dizer ao rei que a cabeleira de Berenice estava lá: eram as sete estrelas que ele havia descoberto entre as constelações do Leão e de . que está sempre visível e marca o pólo. da Hidra. da Raposa. Deram-lhes o nome do animal que gosta de viver nos gelos — o urso polar. conte — pediram todos — e Dona Benta contou a história dos cabelos da Princesa Berenice. esposa de Ptolomeu Evergete. do Gato.. — E assim são as linhas que você tirar de todas as outras constelações — continuou Dona Benta. — Estou vendo. do Cavalo. do Cisne. Ora.— E as outras constelações? — Ah. Os egípcios. E vai então. da Rena. da Lebre. vovó.. Que lindo! Podiam começar pela estrela Polar. — Porque os mais antigos astrônomos lhes deram esses nomes. os babilônios. próximas do equador. da Abelha. os chineses... — Este Ptolomeu — disse ela — havia partido à frente duma expedição guerreira contra a Síria. — E a tal Cabeleira de Berenice. que a senhora falou tanto outro dia? — quis saber Pedrinho.

000 quilômetros a gente já dá a volta em redor da Terra.. etc. Pedrinho lembrava-se.” . Esse Flammarion foi um sábio francês que escreveu livros lindos e explicativos. E há a de Sírio ou do Cão Maior. do Relógio. afinal de contas. enquanto eu abro e fecho os olhos. um telescópio?”. — É de 300. da Balança. no entanto. vou botar-lhe o nome de Berenice.. vovó? — É fora deste nosso mundinho. da Flecha.Arturus — e desde esse tempo o grupo das sete estrelas passou a ser conhecido sob o poético nome de Cabeleira de Berenice.. costumava dizer Dona Benta. a do Buril do Gravador. da Lira. onde aparece a mais bela estrela do nosso céu. com suas botinhas de sete léguas. Trezentos mil quilômetros é daqui até onde. do Telescópio. a 540. Esses vidros aumentam o tamanho dos astros. E há as de nome poético. até.. — Por segundo? — admirou-se Narizinho. da Oficina Tipográfica. Sírio está tão longe de nós que sua luz gasta quase nove anos para chegar até aqui — e... a do Homem Ajoelhado.000 quilômetros por segundo — disse ele. etc. do Altar. — Puxa! Já é ser apressadinha. como essa da Cabeleira de Berenice. porque você bem sabe que só com 40. — E qual é a distância entre a Terra e o Sol? — É de mais de 150 milhões de quilômetros. — Imaginem o coitadinho do Pequeno Polegar. Sonhou a noite inteira com astros e no dia seguinte pulou da cama com uma idéia na cabeça: construir um telescópio! “Que é. — Há constelações de nomes ainda mais curiosos — continuou Dona Benta — como a da Coroa. a luz dava sete. a da Harpa de Jorge. menina. Eu já contei. refletiu ele. — É que a luz tem botas de 300. apostando corrida com a luz! Enquanto ele dava um passo. Seus livros são poemas de sabedoria. Imaginem que Sírio está a mais de 81 trilhões de quilômetros de distância — isto é. a dos Cães de Caça.. a do Escudo de Sobieski. VO telescópio Por longo tempo lá ficaram na varanda ouvindo as histórias do céu. afastadíssima de nós.000 léguas — lembrou Emília. “Quem não entender o que esse homem conta”. Dona Benta parecia um Camilo Flammarion de saia. Emília? — Sete voltas em redor da Terra. — Sete o quê.. “é melhor que desista de tudo.. a da Cabeça de Medusa.. Maior danada não pode existir. a velocidade da luz é uma coisa louca. — Que lindo! — exclamou a menina. a da Pomba de Noé.. “Um canudo com uns tantos vidros de aumento dentro.” Quem mais se interessou por aqueles estudos foi Pedrinho.. de modo que eles parecem ficar mais próximos — foi como disse vovó. claríssimos como água. — Quando eu tiver uma gatinha. Vamos ver quem sabe qual é a velocidade da luz. — Então enquanto eu pisco os olhos a luz vai daqui até.000 vezes a distância entre a Terra e o Sol. a luz faz sete vezes e meia a volta da Terra? — Isso mesmo. a do Coração de Carlos II. — Então quer dizer que.

a cavalo.. Pedrinho apontou para ela o telescópio. mas Cristo disse que os últimos serão os primeiros. São Jorge. Doutor Livingstone? — perguntou ele ao Visconde.. Quis também consultar Tia Nastácia lá na cozinha. mas foi preciso que Galileu o inventasse. — O telescópio saiu da luneta astronômica inventada por aquele italiano antigo. Espiou e nada viu.. Pedrinho ia respondendo sem interromper o serviço. mas Pedrinho não se contentou. sim! — gritou ela. até que Galileu o inventou. A negra. Todos se admiraram daquela sabedoria. — Deus fez por último as estrelas. houve discussão quanto ao astro que veriam primeiro. o tal Galileu. — exclamaram todos — e a lembrança de Tia Nastácia foi vencedora. e vidros de aumento havia no binóculo da vovó.. reunidos em redor dele. porque fica nos céus do norte. — Estou vendo um dragão verde. viu coisas tremendas. dava aos outros. com uma língua vermelha de fora. — E você.E logo depois do café da manhã tratou de construir um telescópio. que acha? — perguntou-lhe. O Doutor Livingstone respondeu batendo na bibliazinha. ora apontando para este lado. Enquanto ia construindo o telescópio. Tia Nastácia. porém. — Parece fácil. amostras da sua ciência. de modo que uns se encaixassem nos outros. tal qual lagarto. . E o senhor que acha.. — A Grande Ursa não pode. — O dragão! O dragão! Viva São Jorge!. Emília. Tudo na vida são “ovos de Colombo”. — Eu acho que o primeiro tem que ser o Sol. foi de opinião que o bonito seria começar pela Lua. — Estou vendo. “onde São Jorge vive toda a vida matando um dragão com sua lança!” A idéia foi recebida com palmas e berros. está espetando a lança no pescoço do coitado. ora para aquele. — E eu acho que deve ser a Grande Ursa. Língua de ponta de flecha. Um danado! Inventou também o termômetro e mais coisas. que é o pai de todos — disse Narizinho. Logo. Também para tomar a temperatura das coisas nada mais simples do que fazer um termômetro — um pouco de mercúrio dentro dum tubinho de vidro. como diz aqui o Gênesis. Pedrinho riu-se com superioridade. que acabava de matar um frango. Pedrinho serrou os canudos necessários. Depois de pronto o telescópio. Estes céus aqui são os céus do sul. porque é um bicho raro — propôs Emília. colocou lá dentro as lentes do binóculo de Dona Benta e fez uma armação de pau onde aquilo pudesse ser manobrado com facilidade. boba. Canudos havia no mato em quantidade — nas moitas de taquara.. — Mas telescópio é invenção que até eu invento — disse Emília. — É só cortar canudos de taquara e grudar uns monóculos dentro. de grossuras bem calculadas. temos de começar pelas estrelas. e é fácil hoje que a coisa já está sabida. Mas o mundo passou milhões de anos sem conhecer este meio tão simples de ver ao longe. Uma linda lua cheia estava empalamando no céu.

“Com certeza cansou-se dos gelos polares e chegou cá a estes céus do sul para esquentar o corpo. Emília. Vovó já disse. apontou o telescópio para uma estrela qualquer. — E o Burro Falante? Vai ou fica? — Vai — decidiu Narizinho... Parece que percebeu que estamos apontando para lá. está sonhando. Com certeza pensa que este telescópio é espingarda. Na hora de partir. Narizinho faz cara de santa e lhe dá uma pitada do pó dizendo que é rapé. Mas Emília continuou a ver coisas e a insistir que era realmente uma estrela Ursa.— Será espiar novo — — Você possível? — exclamou Pedrinho. era maior que a dúvida.. Um rabo comprido dando duas voltas. porém. Agora franziu a testa. Sofreu tanto lá com o Pássaro Roca. de modo que resolveram aceitar como verdade as afirmações da Emília e nomeá-la a “olhadeira do telescópio”. — É a maior das medrosas.. VI Viagem ao céu Daquela brincadeira do telescópio nasceu uma idéia — a maior idéia que jamais houve no mundo: uma viagem ao céu! A coisa parecia impossível...... — Como é peluda!... — Mas Tia Nastácia não há de querer ir — lembrou Pedrinho. que bem merece um bom descanso-de-lagarto. Ela que fosse vendo tudo e contando aos outros. Ninguém lhe diz nada dos nossos projetos.. coitada.. — Não está mal pensado — disse Pedrinho. A Grande Ursa é enormíssima.. afastando-a do telescópio para de mas continuou a não ver nada. — Todos menos vovó. Com unhas afiadas. Os meninos entreolharam-se. Ela adora o rapé. Emília começou. porque ainda restava no bolso de Pedrinho um pouco daquele pó de pirlimpimpim que o Peninha lhe dera na viagem ao País das Fábulas.. Não se vê nem a Lua. — Um dragão de escamas. Você está nos bobeando — gritou Pedrinho meio zangado.. — Pois eu vejo tudo com o maior “perfeiçume” — insistiu Emília voltando ao telescópio.. — Como? — Muito fácil. — Xi — exclamou fazendo cara de espanto. E tem dois ursinhos ao colo.. E . Emília.” Pedrinho deu-lhe um peteleco.. Está brincando com um de cara preta.. Depois de enumerar todas as coisas que viu na Lua. A quantidade existente bastava para levar seis pessoas. — A Grande Ursa não é estrela daqui. quanto mais o dragão. Verdade ou mentira? A boneca tinha fama de possuir uns olhos verdadeiramente mágicos — mas quem podia jurar sobre o que ela afirmava? A ânsia de ver coisas. — Pois levemo-la à força — sugeriu Emília.. mas era simplicíssima. — O bom seria irmos todos — propôs a menina.. — Vamos ter muita necessidade dele na Lua.

Tinha de enganá-la. já na desconfiança. Assim que a negra fez isso. com aqueles resmungos de sempre. Hoje pouca gente usa tal coisa. e depois a tonteira própria do pó de pirlimpimpim. usa? O Coronel Teodorico.. No dia seguinte. aparecia por lá de vez em quando a visitá-la. mas como? Pensou. mais nada! Veio aquelefiunnnno ouvido. Napoleão foi um grande tomador de rapé. pensou e afinal resolveu-se. Súbito. fazendeiro vizinho de Dona Benta. toda cheia de picos de montanhas em forma de crateras de vulcões extintos. No começo nada viram. puseram-se a cuidar dos preparativos. — Será daquele que o Coronel Teodorico. inclusive o burro e. enquanto Narizinho se dirigia ao quarto de Tia Nastácia. levantaram-se na ponta dos pés e saíram para o terreiro. — Não digo. só os homens muito carrancas e conservadores. .. embrulhado em papel de seda e amarrado com um fio de lã cor-de-rosa. Por fim as coisas se foram aclarando e puderam olhar em torno.. Levou outra coisa — uma coisa que ninguém pôde descobrir o que era. Um “bilongue” pequenininho. não! — respondeu a boneca. homem dos bem antigos. — Pois quero experimentar. — Venha ver que manhã linda está fazendo. Todos haviam voltado a si. — Rapé? Rapé? — repetiu a preta. Tudo muito embaralhado. O tal rapé não passa de fumo torrado e moído. Levantarem-se cedo assim não era comum. Narizinho insistiu em saber o que era. os outros fizeram o mesmo. — O coronel chupa esse rapé com tanto gosto que sempre tive desejo de ver se a marca é boa — e assim falando tomou o pó que o menino lhe apresentava e sem desconfiança nenhuma aspirou-o. como aquele compadre de Dona Benta. Era compadre de Dona Benta. A negra estranhou a novidade. uma coisa tão à toa para uma negra que se levanta sempre às cinco horas. e ainda menos Narizinho convidá-la para “ver a manhã”. — Qual é a “peça” de hoje. Estavam numa terra esquisitíssima. quem o aspira pelo nariz espirra — e parece que o gosto é esse: espirrar. sim — disse a negra. boba! Que peça havia de ser? É que nos deu na cabeça levantarmos muito cedo para assistirmos ao nascer do sol e agora estamos brincando de espirrar com este rapé que arranjei na cidade.se lá vive o cavalo de São Jorge. — Tia Nastácia! — gritou do lado de fora da janela. Pedrinho? — Nada. Tudo bem assentado. que era doidinha por uma pitada de rapé. — Se eu disser vocês caçoam.. bem cedo. É uma idéia muito boa que eu tive. Estavam voando pelo espaço com a velocidade quase da luz. sem vida. dos que até rapé ainda tomam. Começaram a abrir os olhos. e todos perderam a consciência. Lá encontrou todos reunidos em redor do Burro Falante e a cochicharem baixinho: — Hum! Temos novidade — murmurou a preta consigo. menos Nastácia. sem gente. Dessa vez Emília não pensou em levar a sua canastrinha. Mas foi ao terreiro ver o que era. compadre de Dona Benta... perceberam que haviam chegado. pode muito bem viver um burro.

. Emília deixou passar uns segundos e gritou para o ar: — É a Lua ou não. até que a negra começou a dar mostras de estar voltando a si.. — Não sabe que o Sol é mais quente que todos os fogos e que se estivéssemos no Sol já estávamos torrados até o fundo da alma? Pelo que vovó nos explicou. de boca entreaberta. — Estamos. Quem sair voando em linha reta por essa imensidade não volta jamais ao mesmo ponto. Esperaram alguns minutos.. bobona. correndo-os em torno. — O disparate está de bom tamanho! — caçoou Pedrinho. no céu.. De longe é muito fácil conhecer a Lua — aquele queijo que passeia no céu. Nastácia — disse Pedrinho. disse com voz sumida: — Que será que me aconteceu? Amode que caí num poço. num astro que ainda não sabemos qual é. O assombro da negra foi tamanho que não achou palavra para dizer.. Você está conosco num astro qualquer no céu. Para que enganar uma pobre velha como eu? — Não estamos enganando ninguém. nunca. — No céu?!. arregalando ainda mais os olhos. Nem o seu célebre “Credo!” ela murmurou. Doutor Livingstone? Mas nada de resposta. que pela primeira vez naquele dia aspirava o pó de pirlimpimpim.A pobre negra. A distância devia ser muito grande. isto está com cara de ser a Lua — mas não tenho certeza. Mas de perto é dificílimo. com os olhos arregaladíssimos — mas sem ver nem sentir coisa nenhuma. Passou a mão pela cara. — Parece que a boba tomou dose dupla. — Eu acho que isto aqui é o Sol — declarou Emília. Sabe o que é ser infinito? É não ter fim. a olhar ora para um. — Deixem de pulha. — repetiu a preta.. — Que asneira fizemos! — exclamou Pedrinho. Quedou-se imóvel onde estava. O melhor é mandarmos o Doutor Livingstone a um astro próximo para de lá nos dizer se isto é mesmo a Lua ou o que é. Pedrinho? Não acha meio muito? — duvidou a menina. de modo que a vozinha rouca do Doutor Livingstone não podia chegar até eles. nunca. sim. Emília interrompeu-o: . Fica a voar eternamente. — Não caiu nada.. — Devíamos ter pensado nisso — que era impossível que a vozinha do Visconde pudesse varar a imensidão do espaço. ora para outro. estava escarrapachada no chão. — Milhões e milhões. nunca. esfregou os olhos e. o qual imediatamente se sumiu no espaço. — Pois é o que dizem os astrônomos. Uma pequena dose do pó de pirlimpimpim foi enfiada no nariz do antigo Visconde. para onde será que ele se dirigiu? Em que astro foi parar? Há milhões e milhões de astros por essa imensidade afora. Além disso. — Apenas estou estranhando não ver nenhuma floresta de raios. O espaço é infinito.. — Temos de esperar que ela acorde — disse Pedrinho.

please follow these directions <http://support. Não havendo outro meio de saírem daquela incerteza.com/static/help?type=private> Info and Rating Reads: 13.— Achei um jeito de resolver o caso de saber que astro é este.Sítio Do Pica-Pau Amarelo .scribd. fica sendo a Lua.com/forums/33563/entries/22981> to submit a copyright infringement notice. E você.scribd.Vol 2 . fizeram a votação. — Você. Pedrinho foi tomando os votos. Basta fazermos uma votação. também Lua. Se a maioria votar que isto é a Lua./ Rated: (6 Ratings) gratis lobato voagem benta ficava erros sitio bonito monteito . É assim que os homens lá na Terra decidem a escolha dos presidentes: pela contagem dos narizes. Question_small <http://www. Emília? — Luíssima! — Eu.Viagem Ao Céu Download this Document for FreePrintMobileCollectionsReport Document <javascript:void(0)> Report this document? Please tell us reason(s) for reporting this document Spam or junk Porn adult content Hateful or offensive If you are the copyright owner of this document and want to report it.738 Uploaded: 10/17/2008 Category: /Uncategorized. Report Cancel <javascript:void(0)> This is a private document. Tia Nastácia? Monteiro Lobato . Pedrinho. Narizinho? — Lua! — E você.

scribd.. <http://www.scribd.com%2Fdoc%2F7073748%20%23Readcast><http:/ /www.scribd.com/api_user_11797_alanes> Share & Embed <http://www.scribd.com%2Fdoc%2F7073748%2FMont eiro-Lobato-Sitio-Do-PicaPau-Amarelo-Vol-2-Viagem-Ao-Ceu&message=> <#> Related Documents PreviousNext p. ..com/sharer.scribd. <http://www.com/api_user_11797_alanes> api_user_11797_al. <http://www.scribd. <http://www.scribd.%22%2 0on%20Scribd%20http%3A%2F%2Fwww. <http://www.com/doc/35691814/Monteiro-Lobato-S¡tio-do-Pica-Pau-Amare lo-10-O-Poco-do-Visconde> p.outros volto estorias lugar amarelo vol (more tags <#>) gratis lobato voagem benta ficava erros sitio bonito monteito outros volto estorias lugar amarelo vol modos (fewer <#>) Follow <http://www.com/doc/40320987/Infantil-Monteiro-Lobato-Emilia-no-Pa is-da-Gramatica> 3.com/home?source=scribd.com%2Fdoc%2F707374 8%2FMonteiro-Lobato-Sitio-Do-PicaPau-Amarelo-Vol-2-Viagem-Ao-Ceu%23source%3Aface book><http://twitter.. <http://www.scribd.com/doc/24279275/Lobato-Monteiro-Emilia-no-Pais-da-Gra matica> 2.scribd. 1.scribd.com/buzz/post?url=http%3A%2F%2Fwww.com/doc/18867877/Monteiro-Lobato-a-Chave-Do-Tamanho> 142 p.com/doc/17302675/O-Jogo-Dos-Sete-Erros> p..scribd.com/doc/40133518/Monteiro-Lobato-A-Chave-Do-Tamanho-PD F-Rev> 147 p. <http://www.google.scribd.facebook.php?u=http%3A%2F%2Fwww. p. 135 p.com&status=Reading%20%22Monteiro%20L obato%20-%20S%C3%ADtio%20Do%20Pica-Pau%20Amarelo%20-%20Vol%202%20-%20Via.com/login> <http://www.

<http://www. lores> 7. bram> way> ram> 6. <http://www. <http://www.scribd. <http://www.com/doc/7211276/50-Anos-Luz-Camera-Edgar-Moura> 446 p.com/doc/11848222/Ernest-Hemingway-Por-Quem-Os-Sinos-Do 343 p. e> 13 p.scribd.scribd.4.com/doc/12886314/trilog> p. <http://www.com/doc/7288377/Ernest-Hemingway-Por-Quem-Os-Sinos-Dob 352 p. <http://www.scribd. <http://www. <http://www.com/doc/7225625/Por-Quem-Os-Sinos-Dobram-Ernest-Heming 343 p.com/doc/36915408/Jing-Brochure-RGB> 3 p.com/doc/36838576/The-Canvas-Prison> p. <http://www.scribd.com/doc/7392844/go-Folhas-Politicas> p.com/doc/36740568/LID-JST-JENER-THREE-1009> 1 p. <http://www.scribd. <http://www.scribd.com/doc/36749756/LID-DEN-LANDR-FIVE-1009> p. <http://www.com/doc/7264169/Policias-Sem-HistoriaFrancisco-Moita-F p. <http://www. <http://www. <http://www.scribd.scribd. <http://www.scribd.scribd.scribd. <http://www.com/doc/36740936/LID-PSE-RNAV-GPS-RWY-30-1009> 2 p.scribd. <http://www.com/doc/36799156/What-is-COM> 10. 60 p.com/doc/7196492/Ernest-Hemingway-Por-Quem-Os-Sinos-Dob p.scribd. 8. 9. <http://www.com/doc/36777150/NCLEX-Darren-Jenny-Nursing-Study-Guid ram> 5.com/doc/7168546/50-Anos-Luz-Camera-Edgar-Moura> 368 p.com/doc/36739374/LID-ILN-ILS-OR-LOC-RWY-04R-1009> 1 p.com/doc/36730486/LID-M25-VOR-DME-A-1009> 1 p.com/doc/7273688/MOURA-Edgar-50-Anos-Luz-Camera-e-Acao> p.scribd. .scribd. <http://www.com/doc/36785212/SELASTURKIYE-GCC-Countries-and-the-Wo rld-Scenarios-to-2025-Executive-Summary-Excerpted-From-World-Economic-Forum> 1 p.scribd.scribd.scribd. <http://www. <http://www.com/doc/7096427/Monteiro-Lobato-V> 446 p.com/doc/7302823/Aristoteles-E-Os-Segredos-Da-Vida> 1 p.scribd.scribd.com/doc/36733678/LID-GPT-RNAV-GPS-RWY-32-1009> 1 p. <http://www.scribd.scribd.

<http://www.com/doc/37023478/LID-HIE-LOC-NDB-RWY-10-1009> 1 p.scribd.com/doc/37307254/kundan> p. <http://www.scribd. <http://www.com/doc/37001752/General-Keyboard-Shortcuts> 1 p.scribd.com/doc/37368054/Fairy-Tales> 36 p.com/doc/37094950/Burson-Proof-Mobile-Study-Final-10082 7090451-Phpapp01> 25 p.scribd.com/doc/37355974/Insurance-Sector-Ppt> p. <http://www.com/doc/37486050/1-COURT-LIGHT> 18. <http://www. <http://www.com/doc/37492024/Ppt-on-Competitive-Strategies> More from this user 14.com/doc/37217096/IT-S-YOUR-BLOOD-2> 15.scribd.scribd. <http://www.com/doc/37117146/ThatsGod> 1 p.scribd.scribd. <http://www.scribd.com/doc/37466204/0230517587-Macmillan-Answer> 14 p. <http://www.scribd.scribd.scribd.scribd. p. 13.com/doc/37018772/LID-EKQ-GPS-RWY-03-1009> 1 p. <http://www. <http://www. <http://www. <http://www.com/doc/36916516/pharmacoeconomics> p. <http://www.scribd.scribd. 53 p. <http://www. 40 p.com/doc/37438212/21624762-Bill-Ackman-s-Presentation-o n-Corrections-Corp-of-America-CXW-the-Value-Investing-Congress> 201 p. <http://www.scribd.com/doc/37490650/Mendoza-vs-Pal> p. <http://www.com/doc/36972124/landline-tarriff> 24 p.com/doc/37352230/5130b> 16.11. <http://www. . <http://www.scribd.scribd.scribd.com/doc/37011248/LID-HRO-NDB-RWY-18-1009> 1 p. <http://www. 3 p.scribd.scribd.com/doc/36977114/Singapore-Salary-Survey-2010> 10 p. 19 p.com/doc/37032814/LID-DAF-RNAV-GPS-RWY-36-1009> 19 p.com/doc/37283336/My-India-In-2047> 3 p. <http://www.com/doc/37089724/NTierArchitecture> 22 p. <http://www.scribd.com/doc/37090440/Report-2> 12.com/doc/37368290/Channel-Decisions> 17. <http://www.scribd. <http://www.scribd.

com/doc/7143825/Asanas> 74 p. <http://www. <http://www.scribd.com/doc/7143831/Capa> 5 p. <http://www.scribd. <http://www. <http://www.scribd. 44 p.scribd. <http://www. <http://www. 38 p.com/doc/7074467/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 27 p.scribd. <http://www. <http://www. <http://www.scribd. <http://www. <http://www.scribd.scribd.com/doc/7074445/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 7.scribd.scribd. <http://www.com/doc/7074423/Literatura-Em-Minha-Casa-Novela-MirnaPinsky-Carta-Errante> 3.scribd.PreviousNext 1. 37 p.scribd.com/doc/7143814/108familias> 2.com/doc/7074442/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 29 p.scribd.com/doc/7074471/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 36 p.com/doc/7074462/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 6.scribd. <http://www.scribd.com/doc/7074499/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 4.scribd. <http://www.com/doc/7074438/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 46 p. 6 p.com/doc/7074435/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 8. <http://www.scribd. 33 p. <http://www. 44 p.scribd.com/doc/7074453/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 37 p.com/doc/7143840/Rachel-Carr-Ioga-Para-Criancas> 1 p.com/doc/7074427/Literatura-Em-Minha-Casa-Novela-Moacyr -Scliar-O-Irmao-Que-Veio-de-Longe> 14 p.com/doc/7074502/Literatura-Em-Minha-Casa-Contos-Luis-F ernando-Verissimo-O-Santinho> 13 p. <http://www.scribd. <http://www.com/doc/7143845/LivrosYoga> 80 p.com/doc/7143808/Referencias> 29 p. <http://www.scribd.scribd. <http://www.com/doc/7074485/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 33 p. . <http://www. <http://www.scribd.com/doc/7074449/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 48 p.com/doc/7143828/Bibliografia> 4 p.com/doc/7074476/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 5. 5 p.com/doc/7074491/Literatura-Em-Minha-Casa-Trad> 37 p.scribd.

scribd.com/yukiookuhara> <http://www.com.com.81 p.scribd.com/dorivalmafra> Tigre Bengala <http://www.com/icassia> <http://www. <http://www.scribd.com.scribd.br> Acompanhe todas as aventuras da Turma no Rio de Janeiro.com/Cristian_jpa2010> Add a Comment Submit share: Characters: 400 Ads by Google <http://www.com/doc/7073748/Monteiro -Lobato-Sitio-Do-PicaPau-Amarelo-Vol-2-Viagem-Ao-Ceu%26hl%3Dpt%26client%3Dca-pub -7291399211842501%26adU%3Dwww.g. 19 p.br%26adT%3DS%25C3%25ADtio%2Bdo%2 BPicapau%2BAmarelo.Dell.net/aclk?sa=L&ai=BDvgPw7P3TIKMLLHLsQfk7qX7B4Cdyu UB-MHprBLAjbcB8KIEEAEYASDQpIIKKAM4AFDgiY7m-P____8BYM2I4YD0ArIBDnd3dy5zY3JpYmQuY2 9tyAEB2gFeaHR0cDovL3d3dy5zY3JpYmQuY29tL2RvYy83MDczNzQ4L01vbnRlaXJvLUxvYmF0by1TaX Rpby1Eby1QaWNhUGF1LUFtYXJlbG8tVm9sLTItVmlhZ2VtLUFvLUNldakCG7HCtRWuoz7IAui9nw-oAw HoAxboA-YC9QMAAAAE&num=1&sig=AGiWqtzcFzm6AKK8xfadxGe4yHSfqlBssQ&client=ca-pub-72 . www.com/taiabarroso> David Arias <http://www.doubleclick.scribd.com/doc/7074418/Literatura-Em-Minha-Casa-Novela-LygiaBojunga-A-Casa-Da-Madrinha> 9.google.g.com/tonicarudo> <http://www.scribd.scribd.scribd.br <http://googleads.net/aclk?sa=L&ai=BDvgPw7P3TIKMLLHLsQfk7qX7B4Cdyu UB-MHprBLAjbcB8KIEEAEYASDQpIIKKAM4AFDgiY7m-P____8BYM2I4YD0ArIBDnd3dy5zY3JpYmQuY2 9tyAEB2gFeaHR0cDovL3d3dy5zY3JpYmQuY29tL2RvYy83MDczNzQ4L01vbnRlaXJvLUxvYmF0by1TaX Rpby1Eby1QaWNhUGF1LUFtYXJlbG8tVm9sLTItVmlhZ2VtLUFvLUNldakCG7HCtRWuoz7IAui9nw-oAw HoAxboA-YC9QMAAAAE&num=1&sig=AGiWqtzcFzm6AKK8xfadxGe4yHSfqlBssQ&client=ca-pub-72 91399211842501&adurl=http://www.scribd.scribd.com/jeronimoaf> <http://www.google.com/regininhah> <http://www.%26adU%3DPeixeUrbano.scribd.com/url?ct=abg&q=https://www.com/doc/7074415/Literatura-Em-Minha-Casa-Contos-Varios -Autores-Era-Uma-Vez-Um-Conto> Recent Readcasters <http://www.com/romeu194> <http://www.scribd.scribd.feriasdositio.com/tbengala> Jorge Vieira Zimmermann <http://www.com/ebrisio> <http://www.com/eu_rique> <http://www.br/Cadastre-se%26adT%3DPeixeUrbano:% 2B50%2Ba%2B98%2525%2BOFF%26adU%3Dwww.scribd.scribd.doubleclick.feriasdositio.com/13011983> <http://www.com/hadouken12> <http://www.scribd.com/fellypes> <http://www.scribd.com/br/Vostro%26adT%3DNotebooks%2BDell %2BVostro%26gl%3DBR&usg=AFQjCNGznPCc-pFt1guFYQfmJnUt0uZsaA> Sítio do Picapau Amarelo.com.scribd. <http://www.py%3Fcontact%3Dabg_afc%26url%3Dhttp://www.feriasdositio.scribd.com/David_Arias_2805> Fellype Marcus Souza <http://www.com/adsense/support/bin/r equest. <http://googleads.com/jorge_zimmermann> Eden Brisio <http://www.scribd.

Cadastre-se em 5 seg! PeixeUrbano.com/br/Vostro <http://googleads.net/aclk?sa=L&ai=BOfJEw7P3TIKMLLHLsQfk7qX7B8bvkkB7q6dhhje8bX3FsCxLhADGAMg0KSCCigDOABQ7t3asfn_____AWDNiOGA9AKyAQ53d3cuc2NyaWJkLm NvbcgBAdoBXmh0dHA6Ly93d3cuc2NyaWJkLmNvbS9kb2MvNzA3Mzc0OC9Nb250ZWlyby1Mb2JhdG8tU2 l0aW8tRG8tUGljYVBhdS1BbWFyZWxvLVZvbC0yLVZpYWdlbS1Bby1DZXWpAhuxwrUVrqM-wAIByAK2zf MUqAMB6AMW6APmAvUDAAAABA&num=3&sig=AGiWqtz3VIjUosc_My3Of67fUNDfNvEAig&client=capub-7291399211842501&adurl=http://altfarm.feriasdositio.com%252Flt%252Flt.g.g.d ell.dell.mediaplex.com%252Flt%252Flt.com.br/bemvindo%3Futm_source% 3DGoogle-Jussi%26utm_medium%3DContent%26utm_content%3DText%26utm_campaign%3DNott icias_Entret> As Melhores Ofertas da Cidade c/ no Min 50% OFF.doubleclick.com%2526DURL%253Dhttp%25253A%25252F%25252Fwww1.net/aclk?sa=l&ai=BkmjTw7P3TIKMLLHLsQfk7qX7B6y80c 8B3Lyg9hrAjbcBoOg7EAIYAiDQpIIKKAM4AFDQvMSdAWDNiOGA9AKgAdzm9-IDsgEOd3d3LnNjcmliZC 5jb23IAQHaAV5odHRwOi8vd3d3LnNjcmliZC5jb20vZG9jLzcwNzM3NDgvTW9udGVpcm8tTG9iYXRvLV NpdGlvLURvLVBpY2FQYXUtQW1hcmVsby1Wb2wtMi1WaWFnZW0tQW8tQ2V1gAIBqQIbscK1Fa6jPsgC1J eUFqgDAegDFugD5gL1AwAAAAQ&num=2&sig=AGiWqtydSevYTzqW6ZiMXx488hU1VBiKmg&client=ca -pub-7291399211842501&adurl=http://www. and select print from the file menu (PDF reader required).doubleclick.doubleclick.Dell.aspx%253FCID%253D55765%2526DGC%253DST%2526DGS eg%253DBSD%2526st%253Dscribd.d ell.peixeurbano.g.la.com%25252Fcontent%25252Ftopics%25252Fsegtopic.peixeurbano.doubleclick.aspx%25252Fofertas_laptops%252 53Fc%25253Dbr%252526l%25253Dpt%252526s%25253Dbsd> <javascript:void(0)> Print this document High Quality Open the downloaded document.91399211842501&adurl=http://www.com/ad/ck/13643-104218-20560%3Fmpl%3D47221046%26secrid%3D6361882230%26senetid%3Dcontent%26mpre%3Dhttp%253A% 252F%252Flt.aspx%253FCID%253D55765%2526DGC%253DST%2526DGS eg%253DBSD%2526st%253Dscribd.com.com%25252Fcontent%25252Ftopics%25252Fsegtopic.net/aclk?sa=L&ai=BOfJEw7P3TIKMLLHLsQfk7qX7B8bvkkB7q6dhhje8bX3FsCxLhADGAMg0KSCCigDOABQ7t3asfn_____AWDNiOGA9AKyAQ53d3cuc2NyaWJkLm NvbcgBAdoBXmh0dHA6Ly93d3cuc2NyaWJkLmNvbS9kb2MvNzA3Mzc0OC9Nb250ZWlyby1Mb2JhdG8tU2 l0aW8tRG8tUGljYVBhdS1BbWFyZWxvLVZvbC0yLVZpYWdlbS1Bby1DZXWpAhuxwrUVrqM-wAIByAK2zf MUqAMB6AMW6APmAvUDAAAABA&num=3&sig=AGiWqtz3VIjUosc_My3Of67fUNDfNvEAig&client=capub-7291399211842501&adurl=http://altfarm.br> PeixeUrbano: 50 a 98% OFF <http://googleads.com%2526DURL%253Dhttp%25253A%25252F%25252Fwww1.aspx%25252Fofertas_laptops%252 53Fc%25253Dbr%252526l%25253Dpt%252526s%25253Dbsd> Essa Semana Modelos c/Core™ i3 e i5 Com Frete Grátis.net/aclk?sa=l&ai=BkmjTw7P3TIKMLLHLsQfk7qX7B6y80c 8B3Lyg9hrAjbcBoOg7EAIYAiDQpIIKKAM4AFDQvMSdAWDNiOGA9AKgAdzm9-IDsgEOd3d3LnNjcmliZC 5jb23IAQHaAV5odHRwOi8vd3d3LnNjcmliZC5jb20vZG9jLzcwNzM3NDgvTW9udGVpcm8tTG9iYXRvLV NpdGlvLURvLVBpY2FQYXUtQW1hcmVsby1Wb2wtMi1WaWFnZW0tQW8tQ2V1gAIBqQIbscK1Fa6jPsgC1J eUFqgDAegDFugD5gL1AwAAAAQ&num=2&sig=AGiWqtydSevYTzqW6ZiMXx488hU1VBiKmg&client=ca -pub-7291399211842501&adurl=http://www.g.br/Cadastre-se <http://googleads. Confira! www. .com.com.com/ad/ck/13643-104218-20560%3Fmpl%3D47221046%26secrid%3D6361882230%26senetid%3Dcontent%26mpre%3Dhttp%253A% 252F%252Flt.br/bemvindo%3Futm_source% 3DGoogle-Jussi%26utm_medium%3DContent%26utm_content%3DText%26utm_campaign%3DNott icias_Entret> Notebooks Dell Vostro <http://googleads.dell.mediaplex.la.

You can manage these notifications in your account settings. but others can view it *public moderated: *others can add to this collection. We promise to respect your privacy. so it may only be added to private collections. but you approve or reject additions *private: *only you can add to this collection. Transparent Name: Description: Collection Type: *public locked: *only you can add to this collection.<javascript:void(0)> <javascript:void(0)> Add this document to your Collections This is a private document.>Spinner_mac_white Signup I don t have a Facebook account email address (required) create username (required) password (required) Send me the Scribd Newsletter.scribd. Sign Up Privacy policy <http://www. and occasional account related communications. Share your reading interests on Scribd and social sites. Other login options Login with Facebook <javascript:void(0). Why Sign up? Num_1 Num_2 Num_3 Discover and connect with people of similar interests. and only you will be able to view it Save collectionCancel <#> Finished? Back to Document <javascript:void(0)> Icon_archives_35x35 Scribd Archive > Charge to your Mobile Phone Bill Sign up Use your Facebook login and see what your friends are reading and sharing. Publish your documents quickly and easily.com/privacy> Spinner_mac_white You will receive email notifications regarding your account activity. Social-icons Already have a Scribd account?   .

scribd.> Login Successful Now bringing you back. scribd.com/jobs> Terms <http://www.email address or username password Log In Spinner_mac_white Trouble logging in? <javascript:void(0).scribd.com/terms> Copyright </copyright> Privacy </privacy> scribd.com/upload-document> * * * * * * * * * * * * * * * * * * Follow Us! scribd. *Login:* Submit Upload a Document <http://www.scribd. scribd.scribd..com/scribd> facebook.com/scribd <http://twitter.scribd..com/developers> Jobs <http://www.com/pages/Scribd/6978454082> About <http://www. We will send you an email with instructions on how to continue.com> FAQ <http://www.com/partners> Scribd 101 </scribd101> Web Stuff </webstuff> Scribd Store <http://www.scribd. *Email address:* You need to provide a login for this account as well. . scribd.com/scribd </scribd> twitter.com/faq> Developers / API <http://www.scribd.com/about> Press <http://www.facebook.scribd.scribd.com/static/press> Blog <http://blog. scribd.scribd. Spinner_large_mac_white « Back to Login <#> Reset your password Please enter your email address below to reset your password.scribd.com/store/about> Support <http://support.com/> Partners <http://www.com/scribd <http://www.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful