Você está na página 1de 3

Yemú, a mãe e amante de Ogun

Tem muitos zeladores que não gostam de revelar os segredos dos Orisas, então modificam as
histórias para que abians e Yawos não saibam da verdade. Yemanja e oxala não são os pais de
Ogun. Na verdade oxalá é inimigo declarado do pai de Ogun, e O mesmo foi casado de Olokun,
fazendo de Ogun e Yemoja "irmãos" de consideração.

Vou contar um pouco da história da familia de Ogun pra entenderem:

Oduduwa foi o fundador da cidade de Ifé.

Oduduwa se casou com Yemú (Yèyémòólú) e dessa união nasceu Ogun.

Oduduwa se casou depois com Yandá. Yandá conseguiu apaziguar o Ódio entre Oduduwa e
Obatalá, assim findou as guerras intermináveis.

Oduduwa depois se casou com Lakanjê, que é a mãe de Oranian, e Oranian é o pai de Dadá e
Sangô.

Oduduwa se casou também com Omonidê, os filhos dessas união fundaran a cidade de Abekuta,
que um tempo depois se tornou a principal cidade de culto a Yemoja.

Oduduwa teve muitas outras esposas, cujos os filhos fundaram muitas cidades como Oyó, Ijesá,
Ibokun, Iloran e muitas outras.

Mas vamos nos ater a Yemú e sua história.

Yemú é mais velha das esposas de Oduduwa, mãe de seu primogênito e herdeiro: OGUN
Yemú era muito bonita, e seu filho Ogun se apaixonou por ela, e ela tambem se apaixonou por
ele. Por muito tempo eles foram amantes dentro da casa de Oduduwá.

Um dia Oduduwa flagrou os dois juntos, e então expulsou Ogun de casa (Por esse motivo é
terminantemente proibido na África ter assentamentos de Ogun dentro de ilê, os ibas ficam no
tempo, no matagal ou mesmo na rua). Ogun foi viver nas matas, mas obteve sucesso se
tornando um homem tão importante quanto seu pai. Porem Yemú entrou em uma depressão
terrível, ela amava muito Ogun.

Se conta que Yemú cavou um buraco e entrou dentro dele e lá desapareceu. O buraco se tornou
o poço, e dizem que a água que sai deste poço é milagrosa.

Yemú quando se enclausurou no poço se tornou "Deidade", uma Deusa Africana, ancestral de
toda a nação de Ogun.

O incesto de Ogun e Yemú é visto como pecaminoso por alguns e como uma bela história de
amor por outros.

A questão é que quando Ogun foi embora de casa e perdeu o contato com sua mãe ele se
tornou um homem amargurado, sofreu muito pelo amor que sentia por ela. Depois ele ainda
sofreu uma terrível desilusão com a traição de Oyá, e depois também foi traido por Akadumé
(Ogunté) gerando em Ogun um certo "desprezo" pelas mulheres e dai em diante passou a tratar
todas as mulheres com frieza. O coração de Ogun se fechou para o amor.

Yemú até hoje é citada nas rezas de Ogun, ela que amou tanto o seu filho que o fez seu homem.

Oduduwa perdoou Yemu e Ogun, mas nunca mais permitiu que eles se aproximassem.

Muitos confundem Yemu com Yemowo, mas Yemowo foi esposa de Obatalá. Alguns também
dizem que Yemú seria a Yemoja Ya Ogun, mas não é verdade, Yemoja Ya Ogun se refere a
divindade adorada nas margens do rio Ógun, e não a mãe do guerreiro.
Yemú é uma ancestral da água, ou seja: "Ayabá Omimole".

Asé