Você está na página 1de 7

METODOLOGIA CIENTIFICA NA TRAJETÓRIA ACADÊMICA

Professora - Maria das Graças Oliveira Borges - CRESS 8590

Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI

Serviço Social (SES 0979)

27/11/2019

Adriana Farias Santana1


Carlos André da Silva Pimenta
Daniela Bispo dos Santos 2
Eliene Santana da Cruz Andrade
Raimunda Borges de Jesus
Silvana dos Santos de Oliveira
Resumo

A pesquisa é a base da criação para o progresso da humanidade, visando a solução de um


problema no mundo cultural, científico. O método científico é fundamental para criação
e através deste método e suas vertentes podem trazer, descobertas tecnológicas tal como
a cura de uma doença. O presente tratado visa esclarecer a importância da pesquisa
científica na vida acadêmica, determinando assim os meios e abordagens para cada
pesquisa. A problemática para o pesquisador no Brasil é justamente a falta de incentivo
e investimento do governo na ampliação para um bom desenvolvimento científico.
Buscando o crescimento de tecnologias brasileiras, o pesquisador no Brasil passa por uma
série de problemas para criar, realizar, promover e desenvolver uma pesquisa. Com
diferentes métodos utilizados na busca da solução da problemática, esclarecendo dúvidas
e direcionando cada etapa de um projeto, a metodologia vem para promover e
diagnosticar, o problema e a solução viável e prazível para o desenvolvimento do
conhecimento de uma sociedade.

Palavras Chave: Pesquisa, Método Científico, Problemática.


Introdução

O indivíduo busca gerar conhecimentos novos por meio de um método


específico denominado método científico. Este surgiu no Brasil por intermédio de
José Bonifácio, que regressa ao país atendendo ao convite de D. João VI, para
então assumir a reitoria do Instituto Acadêmico, espécie de universidade que
cogitava fundar no Rio de Janeiro. A universidade cogitada por Jose Bonifácio,
constituía-se de três faculdades: Filosofia, Jurisprudência e Medicina. Deu-se
início à educação superior nas disciplinas tradicionais, o Direito, a Medicina e a
Engenharia, está a princípio essencialmente militar.

O ensino academia assume atualmente, uma dimensão que exige do


indivíduo neste sentido, buscar na metodologia respaldo e fundamentação,
assegurando ao pesquisador definir caminhos e propondo soluções que dêem
margem a transformações que conduzam os seres humanos em direção ao
futuro. Pensar exige método e, consequentemente um avanço ou melhor um
saber adquirido pelo estudo propiciado, ao longo do tempo, pelas técnicas que
garantiram aos homens entender desde Platão e Aristóteles até Karl Marx.

Outrossim, no Brasil, em particular, toda metodologia está definida e


alicerçada na Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), ensejando a
fulcral necessidade de sua obediência. Pesquisar é produzir conhecimento,
informação. Há diferentes métodos a serem utilizados na produção cientifica,
como indução, a dedução, o hipotético -dedutivo, dialético e fenomenologia,
técnicas estas que implementam o desenvolvimento do próprio método, visando
enaltecer todo o processo, sendo assim algo necessário para um projeto
cientifico que é em esclarecer dúvidas e soluções para facilitações de um
desenvolver cientifico assegurado e comprovado, o que garante a legitimidade
desenvolvida. Para Bareiffi (2004) “ um trabalho acadêmico requer: discursão de
ideias ao tema abordado a partir de referências teóricas, domínio do assunto
pesquisado, indicação clara de todos os procedimentos “
Desenvolvimento

Método que vem do grego “méthodos”, que, por sua vez, deriva da
composição das palavras metá (através de) e bodós (caminho), ou seja, através
de um caminho. Portanto um método é um procedimento ou um conjunto de
passos que se deve realizar para atingir determinado objetivo. Consolidar nas
normas brasileiras, conjunto de procedimento padronizados, que se aplicam á
elaboração de documentos técnicos e científicos, de modo a induzir e a retratar
a organização do seu conteúdo. Na área acadêmica, um trabalho bem
normalizado oferece condições altamente favoráveis a sua indexação e à
recuperação, o que facilita a comunicação cientifica.

Ademais, isso interessa duplamente ao pesquisador: pela certeza de que


seus trabalhos apresentam condições de figurar em fontes cientificas de
informações (APPOLINÁRIO, 2004, p.6). Metodologia cientifica é um
procedimento fundamental para todo percurso dos alunos que cursam o Ensino
Superior no Brasil. Tem como objetivo solucionar problemas propostos. A
pesquisa acadêmica tem seus pressupostos na metodologia cientifica e em
normas devidamente rígidas e controladas. É estudar os métodos, a forma, o
instrumento necessário para a construção de uma pesquisa cientifica em uma
disciplina que se porta a serviço da ciência. Metodologia è a parte onde será
indicado o tipo de pesquisa que será empregado e as etapas a serem realizadas,
aplicando assim o conhecimento dos métodos que auxiliam na elaboração do
trabalho cientifico (SEVERINO, 2000 p.18).

A chegada do aluno ao Ensino Superior é sentido em diversos aspectos,


e o campo da pesquisa acadêmica é setor de maior impacto, esta que é
obrigatória em todos os cursos. “A elaboração de trabalhos acadêmicos, no
âmbito dos cursos de graduação e dos programas de pós-graduação, constitui
um dos requisitos para obtenção de titulação. Sua designação e características
variam segundo o nível do curso: trabalho de conclusão de curso (TCC) de
graduação interdisciplinar; de especialização e ou aperfeiçoamento, isto é, pós-
graduação lato sensu; dissertação de mestrado ou tese de doutorado ambos em
nível de stricto sensu”. (BOAVENTURA, 2008, p. 21-22)
Severino, 2000 apresenta três dimensões da pesquisa cientifica na universidade.
De um lado, tem uma dimensão epistemológica: a perspectiva do conhecimento.
Só se conhece construindo o saber, ou seja, praticando o significado dos
objetivos [...] assume ainda uma dimensão pedagógica: a perspectiva decorrente
da sua relação com a aprendizagem. Ela é medição necessária e eficaz para o
processo de ensino/aprendizagem. Só se aprende e só se ensina pela efetiva
prática de pesquisa. Mas ela tem ainda uma dimensão social: a perspectiva de
extensão [...] (SEVERINO, 2000, p.26) Neste contexto, a pesquisa
assume papel importante, pois tanto docentes, quanto o estudante fará uso da
pesquisa para aprimorar, pôr em prática e construir conhecimento de maneira
significativa. Severino (2000,p 25-26) diz que o “professor precisa da pratica da
pesquisa para ensinar eficazmente; o aluno precisa dela para aprender eficaz e
significativamente[...]”.
Conclusão

A metodologia acadêmica nos insere no mundo do saber, pois irá tratar


da questão sobre a construção do conhecimento e dos trabalhos acadêmicos
que passamos a organizar e apresentar quando encaminhamos no meio
acadêmico. É preciso compreender os reveses do caminho para podermos
entender as novas modalidades de trabalhos que faremos, as novas atitudes que
necessitamos ter e as novas exigências que o meio acadêmico nos trará.
Partimos do pressuposto que na universidade a construção do conhecimento
deve ser eixo de todas as experiências, que deverão ser fundamentadas pela
teoria e relacionamento, estando de acordo com as práticas, em busca de um
visão crítica-reflexiva tanto do saber como do fazer, a fim de atingirmos uma
meta educativa permanente. (TEIXEIRA 2010, p 17)
A metodologia acadêmica terá como objetivo estimular, desenvolver e
viabilizar o aprender e o aprender a pensar que se constrói como mediação do
processo de construção do conhecimento na universidade. Esse é o desafio da
metodologia que trata da construção do conhecimento e dos aspectos a serem
considerados quando, diante das tarefas acadêmicas tais aspectos se
construirão nos ato de estudar, ler e o de escrever textos. Estes são os tópicos
que constituem os objetivos para esse primeiro momento metodológico.
TEIXEIRA (2010 p,18)
REFERÊNCIAS

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do Trabalho Cientifico. 21ªed. Sao


Paulo:Cortez,2000.

TEIXEIRA, Elizabeth.AS três metodologias: acadêmicas, da ciência e da


pesquisa.7.ed.Petropolis,RJ: Vezes,2010.