Você está na página 1de 3

26/08/2019

Unidade V – Videoaula 1

Temas: Dos contratos: conceito, requisitos de


validade, elementos essenciais.

DOS CONTRATOS (título V – à partir artigo 421, CC).


Conceito: acordo de vontade no qual 2 ou mais pessoas, em
conformidade com a lei, objetivam a regulamentação interesses para
adquirir, modificar ou extinguir relações jurídicas.
Natureza: negócio jurídico e fonte das obrigações.
Requisitos de validade:
A - Subjetivos: duas ou mais pessoas, com capacidade e de forma
consentida,
B - Objetivos: artigo 104, CC (agente capaz, objeto lícito, possível,
determinado ou determinável e forma prescrita ou não vedada pela lei)
+ economicidade;

1
26/08/2019

C - Formais: a regra é a liberdade de forma (exceções – formalidade. Ex:


Art. 108, CC. Não dispondo a lei em contrário, a escritura pública é
essencial à validade dos negócios jurídicos que visem à constituição,
transferência, modificação ou renúncia de direitos reais sobre imóveis
de valor superior a trinta vezes o maior salário mínimo vigente no País).
Solenidade e formalidade são expressões sinônimas, na classificação?
Há divergência.
Doutrinadores entendem que formalidade seria gênero, e solenidade
espécie. Ex. escritura pública no artigo 108 – solenidade e formalidade.
Solene – escritura pública.

Elementos essenciais (Maria Helena Diniz):


a - estrutural: alteridade (2 ou mais pessoas)
CC, art. 117. Salvo se o permitir a lei ou o representado, é anulável o
negócio jurídico que o representante, no seu interesse ou por conta de
outrem, celebrar consigo mesmo. -> mandato em causa própria.
Não é forma de autocontratação.
b - funcional: composição de interesses contrapostos.
Patrimonialidade: aferição econômica do contrato; por isso
casamento não seria espécie de contrato.

2
26/08/2019

Conceito pós-moderno (Prof. Paulo Nalin): contrato constitui a relação jurídica


subjetiva, nucleada na solidariedade constitucional, destinada à produção de
efeitos jurídicos existenciais e patrimoniais, não só entre os titulares subjetivos da
relação, mas como também perante terceiros.
Valores constitucionais:
- solidariedade social (artigo 3º, I, CF) ;
ATENÇÃO – Conceito de solidarismo contratual: doutrina que erige como princípio
do direito dos contratos a exigência de lealdade, solidariedade ou boa-fé e impõe
aos contratantes a obrigação de colaborar.
-> Conteúdo existencial – direitos da personalidade.
-> Eficácia externa da função social dos contratos.