Você está na página 1de 32

RACIOCÍNIO

LÓGICO - FGV
Rafael Nogueira de Freitas
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Chama-se proposição toda oração declarativa que pode ser


valorada em verdadeira ou falsa, mas não as duas.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Chama-se proposição simples, uma única proposição, por


exemplo:

“Eu fui à praia”.


Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Chama-se proposição composta, a unificação de duas ou mais


proposições simples, por exemplo:

“Eu fui à praia e nadei no mar”.


Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Conectivo é a palavra que liga duas proposições, estudaremos os


conectivos:

➢“e” (conjunção);
➢“ou” (disjunção).
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Aqui temos alguns exemplos desses conectivos fazendo efeito:

“Eu uso camiseta ou short jeans”


“Eu faço musculação e jogo bola”
“O carro é azul ou a casa é verde”
“Ele é feio e é inteligente”
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Representamos o conectivo “e” pelo símbolo “^”;


• E representamos o “ou” pelo símbolo “V”;
• Representamos cada proposição simples por uma letra minúscula,
como “p” ou “q”, etc.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Por exemplo:

“Eu fui à praia”

p
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Por exemplo:

“Eu fui à praia e fiquei molhado”

p^q
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Por exemplo:

“O céu é azul ou seu ex te superou”

p Vq
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Na conjunção, que tem conectivo “e” (^), para que a proposição


seja verdadeira, todas as proposições simples devem ser
verdadeiras;
• Na disjunção, que tem conectivo “ou” (V), para que a proposição
seja verdadeira, ao menos uma proposição simples deve ser
verdadeira.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Por isso, para analisar se uma proposição é verdadeira ou não,


podemos utilizar a tabela-verdade;
• Se uma proposição simples for verdadeira, seu valor lógico é V (de
verdadeiro);
• Se for falsa, seu valor lógico é F (de falso).
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• A tabela-verdade nada mais mostra as possibilidades da


proposição, as tabelas verdades da conjunção (e) e disjunção (ou):
e ou
p q p^q p q pVq
V V V V V V
V F F V F V
F V F F V V
F F F F F F
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Por exemplo: Qual é o valor lógico da proposição


“ele foi à praia e ficou molhado” sabendo que ele realmente foi à
praia mas não ficou molhado?
RESPOSTA: Repare que a primeira proposição p q p^q
V V V
simples (p) é V (verdade) e a segunda (q) é falsa (F),
V F F
a linha na tabela verdade que nos mostra isso é a
F V F
linha 2, que retorna o valor da proposição p^q como F. F F F
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Por exemplo: Qual é o valor lógico da proposição


“O mundo é bom ou sua visão é depreciativa” sabendo que o
mundo não é bom, nem sua visão é depreciativa?
RESPOSTA: Repare que ambas proposições simples p q pVq
V V V
p e q são falsas no enunciado. Portanto, o valor
V F V
lógico da proposição pVq é F (linha 4).
F V V
F F F
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Por exemplo: Qual é o valor lógico da proposição


“A vida é linda ou 2² é 8” sabendo que a vida é linda?

RESPOSTA: Repare na tabela-verdade, que quando p q pVq

a primeira proposição (p) é V, e a segunda V V V


V F V
(q) é F, o valor lógico da proposição composta
F V V
(pVq) é verdadeiro (V) (linha 2).
F F F
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Por exemplo: Sabendo que p^q é uma proposição com valor lógico
falso (F), e o valor lógico de p é verdadeiro (V), quais são os
possíveis valores lógicos para q?
RESPOSTA: Repare na tabela-verdade, que o p q p^q
V V V
possível valor lógico para q quando p^q tem valor
V F F
lógico F e p tem valor lógico V, é F, na linha 2.
F V F
F F F
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Por exemplo: Sabendo que pVq é uma proposição com valor lógico
falso (F), e o valor lógico de p é falso (F), quais são os possíveis
valores lógicos para q?
RESPOSTA: Repare na tabela verdade que o único p q pVq
V V V
Valor lógico de q, em que pVq é F e p é F, é F, na
V F V
linha 4.
F V V
F F F
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Uma proposição é identificada por uma letra maiúscula, por


exemplo: p^q pode ser identificada por Q;
• pVq por ser identificada por Z, etc.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Uma proposição é identificada por uma letra maiúscula, por


exemplo: p^q pode ser identificada por Q;
• pVq por ser identificada por Z, etc.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Se diz que uma proposição P implica uma proposição Q (lê-se


simbolicamente P⇒Q) quando toda vez que P for verdade, Q é
verdade também.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Por exemplo: Prove que p^q implica pVq logicamente:

p q p^q p q pVq OBS: Toda vez que p^q é V


V V V V V V
pVq é V também.
V F F V F V
F V F F V V
F F F F F F
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Para negar uma proposição simples, existem algumas regras:

➢O oposto de todo é ao menos um

Exemplo: Todo político é ladrão


Negação: Ao menos um político não é ladrão.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

➢O oposto de nenhum é ao menos um

Exemplo: Nenhum homem presta


Negação: Ao menos um homem presta.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

➢O oposto de ao menos um é todo ou nenhum (depende do


contexto);

Exemplo: Ao menos um político é gente boa


Negação: Nenhum político é gente boa.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

➢O oposto de ao menos um é todo ou nenhum (depende do


contexto);

Exemplo: Ao menos um político não é corrúpto


Negação: Todo político é corrúpto.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

➢Se não houver nenhuma dessas palavras inseridas na proposição,


basta por um não para negar

Exemplo: Eu fui à praia


Negação: Eu não fui à praia.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Quando se trata de uma proposição composta, o conectivo deve


ser levado em consideração, as regras são:

➢Quando se negar uma proposição com conectivo “ou”, o conectivo


da proposição vira “e”, e vice-versa.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

Exemplo: Eu fui à praia e comi sanduíche


Negação: Não fui à praia ou não comi sanduíche.

Exemplo: Nenhum político é honesto ou a vida é curta


Negação: Ao menos um político é honesto e a vida não é curta.
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Na forma simbólica, quando se nega uma proposição, o símbolo


“¬” de negação aparece na frente da proposição negada, ou em
cada termo específico, exemplo:

Exemplo: Eu fui à praia (p)


Negação: Eu não fui à praia (¬p)
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

Exemplo: Todo homem é sincero (q)


Negação: Ao menos um homem não é sincero (¬q)

Exemplo: Fui à praia ou nadei no mar (pVq)


Negação: Não fui à praia e não nadei no mar ¬(pVq) (¬p^¬q)
Lógica: proposições, valores verdadeiro/falso, conectivos “e” e “ou”, implicação,
negação, proposições compostas, proposições equivalentes

• Diz-se que duas proposições são equivalentes quando os valores


lógicos de sua tabela verdade são iguais. Ou quando todos seus
valores lógicos são iguais.

Você também pode gostar