Você está na página 1de 24

SÁBADO,

Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • •1


PUB

15 DE FEVEREIRO
DAS 9H ÀS 18H.

Coimbra Sul • Coimbra • Figueira da Foz • Cantanhede • Viseu • Guarda • Covilhã • Castelo Branco • Santa Maria da Feira • Oliveira do Hospital • Santarém • Torres Novas

PUB
1048
06 fevereiro 2020
Ano 19
quinta-feira
 0.75 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

Jarmelo
Projeto LAR Coficab é a maior empresa
e a mais exportadora
reabilita casas em
Ima para acolher
refugiados

da Beira Interior
As casas desabitadas em Ima
(Jarmelo) estão a ganhar uma
nova vida pela mão do Projeto
LAR. A intenção é juntar o me-
lhor dos dois mundos e povoar o
interior enquanto se ajuda quem
precisa ___________________ 6

Região
Governo dá até
4.800 euros
a quem vier
trabalhar para o
interior
Programas “Trabalhar no Inte-
rior” e “+CO3SO” destinam-se
a contrariar a falta de emprego
e de oportunidades, «um dos
constrangimentos» dos territó-
rios de baixa densidade _____ 4

Trancoso
Doze eventos O INTERIOR divulga nesta edição o ranking das 50 maiores empresas dos distritos
para promover da Guarda e Castelo Branco de 2018. A multinacional de fios e cabos para automó-
veis sediada em Vale de Estrela tem um desempenho sem comparação na Beira
o concelho em Interior. Conheça os quadros, as análises e as reações nesta edição Págs 9 a 16
2020____________________ 7

O que esperar e recear de 2020?


PUB

O INTERIOR desafiou personalidades a partilhar


a sua opinião sobre o novo ano, bem como as suas
aspirações, preocupações e anseios. Nesta edição
publicamos os últimos contributos, da Ministra
Ana Mendes Godinho e do Presidente da Fundação
Côa Parque Bruno Navarro. Pág 8
2• • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 PUB
Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

Combater o atraso
do interior
Precisamente na semana em que o Governo apresenta mais
um paliativo para o despovoamento do interior, este jornal publica
o ranking das maiores empresas da Beira Interior e publica um
artigo de opinião da Ministra Ana Mendes Godinho, a responsável
pela medida de apoio a quem quiser mudar para os «territórios de
baixa densidade».
Em primeiro lugar, como todos sabemos, o desenvolvimento
regional e a atração de pessoas passa pelo dinamismo da economia.
Não é possível sequer reter os naturais das regiões pobres se não
houver emprego e futuro para os que aqui nascem, quanto mais
para atrair pessoas de outras regiões. Pelo que só com a mudança
de paradigma e o investimento público será possível inverter a


tendência ancestral de esvaziamento do interior. E, desde logo,
apoiando as empresas que resistem e geram emprego e riqueza
na região.
A Coficab é, com diferen-
ça, a empresa mais dinâmica
e relevante da região. Tem na
Guarda duas unidades fabris
e um centro de I&D essencial
para o futuro do grupo e que é
a prova de que a tecnologia de
A Comunidade ponta e a investigação também
podem ser desenvolvidas em
das Beiras e regiões “deprimidas”. O Por-
Serra da Estrela tugal “sonolento” também tem
trabalhadores e técnicos com-
é uma das mais petentes e capazes. E também
pobres do país tem verdadeiros empreendedo-
res que conseguem promover o
desenvolvimento quando têm condições para isso – e na Coficab
têm: uma empresa internacional que é a maior exportadora da
opinião região, que está entre as maiores empresas do Centro, um grande
António Ferreira
antonio.ferreira.adv@netvisao.pt
Colonização interna empregador, que aposta na Guarda e investe numa nova fábrica,
sobre a liderança do guardense João Cardoso.
Se pensarmos na taxa de ocupação do território de a mudar de vida. Só na mudança, na caução de uma Mas quando os chamados custos de contexto, como nos diz o
Hong Kong ou da faixa de Gaza comparada com a nossa, renda de casa e nas primeiras impressões o dinheiro diretor de operações da Coficab, são mais altos na Guarda do que no
concluiremos que o nosso país tem muito espaço livre. vai gastar-se. Depois haverá que conseguir emprego litoral, obviamente não será possível atrair empresas para o interior
A perceção não é essa, já que a população se mostra e, aí, começam as desilusões: apesar de haver alguma e promover a economia – porque as distâncias para os mercados
concentrada à beira das estradas e dos rios e não é oferta de emprego, poucos são os que oferecem algo são grandes e temos as portagens mais caras do país, porque temos
fácil andar muitos quilómetros sem avistar vestígios de mais que o salário mínimo. falta de acesso aos centros de decisão, porque o aquecimento é
ocupação humana. A vista aérea, contudo, mostra outra Mesmo assim, da nova economia digital pode um custo elevado, porque a mão-de-obra especializada rareia e
realidade, em Portugal e pelo mundo fora. Por isso dizem resultar um fenómeno migratório interessante. Muita não é possível fixar os jovens mais preparados… As assimetrias
muitos dos que negam a influência humana nas altera- gente está cansada da vida nas cidades grandes e para crescem e Lisboa e Porto distanciam-se do “Portugal profundo”.
ções climáticas que a nossa influência, como espécie, trabalhar precisa apenas de uma ligação à Internet. Há Por isso, os paliativos são bem-vindos, mesmo que sejam para
nas condições do planeta é muito inferior à que a nossa muita gente, pelo mundo fora, a procurar casa em áreas aliviar consciências. Ou, como também temos de interrogar, são
vaidade pensa. Seja, mas mesmo assim não deixam de rurais e a fazer aí a sua base. Procuram segurança, medidas que visam a migração do litoral para o interior, mas não
ser impressionantes as imagens do planeta à noite e a ausência de poluição, tranquilidade, menos tempo no há apoios para quem cá vive e que, de forma resiliente e esforçada,
evidência, pelas luzes, da nossa presença. tráfego, em geral menos stress. escolhe continuar nos territórios ostracizados, desertificados e
Há sítios com menos luzes, muito menos, e as O problema é que vão procurar também boas escolas pobres. Porque escolher migrar do Portugal urbano e moderno
aldeias, vilas e cidades do interior de Portugal são e bons hospitais – e estas são condições eliminatórias. para o Portugal profundo é ter ousadia e coragem – e os apoios
um exemplo. Uma cidade como a Guarda pode dar a Vão querer também deslocar-se com frequência a Lisboa entre 2.400 e os 4.800 euros podem ser interessantes, mas não
aparência de ter muitos habitantes, mas um passeio ou ao Porto, e não vão querer gastar em portagens o que serão determinantes.
à noite pelas ruas dos bairros periféricos mostra que pouparem em rendas de casa Aproveitarão de certeza os A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela
são muitas as casas fechadas e sem sinal de vida. Na benefícios fiscais que lhes derem. (CIMBSE) é uma das mais pobres do país (com um rendimento
minha rua, por exemplo, são várias. Mesmo dando tudo isso de barato, continuo com médio de 7.833 euros em 2017). Precisa não apenas de paliativos,
Parece assim boa ideia oferecer-se um prémio para a ideia de sempre: é muito bom convencermos a vir mas mudanças estruturais relevantes. Na CIMBSE residem mais de
quem queira vir viver para o interior. Esse prémio, que para cá gente em idade de trabalhar e ter filhos, mas 213 mil pessoas, em 2001 tinha 257 mil habitantes e em 2011 233
no máximo fica ainda assim abaixo de 5.000 euros, pergunto-me se tem sido feito o suficiente para con- mil (perdeu 20 mil habitantes nos últimos sete anos). Mas ainda
é que não parece suficiente para convencer muitos vencer os que cá estão a não irem embora. somos 213 mil! Por curiosidade, referir que a vizinha CIM Beira Baixa
tem 80 mil habitantes, em 2001 tinha 94 mil, e a CIM Viseu Dão Lafões
PUB tem 252 mil habitantes e em 2001 tinha 275 mil. É, obviamente, para
os que, todavia, residem na região que as instituições e os dirigentes
públicos têm de trabalhar. É para eles que, em primeira instância, todos
temos de trabalhar. São os que vivem nestas comunidades os primeiros
destinatários, clientes e parceiros, de todas as iniciativas, eventos e
estratégias que se promovam na região.
4• • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020

Governo dá até 4.800


no  fio  da  navalha

Projeto LAR
As casas desabitadas em Ima (Jarmelo)
estão a ganhar uma nova vida. Pela mão do
euros a quem vier
trabalhar para o interior
Projeto LAR, junta-se o útil ao agradável e
requalificam-se casas devolutas para ajudar
famílias necessitadas, ao mesmo tempo que
se promove a ocupação de zonas rurais e
o trabalho agrícola. A ideia partiu de uma
jovem do Porto e já juntou o apoio da po- Programas “Trabalhar no Interior” e “+CO3SO” destinam-se a contrariar a falta de
pulação local, que, expectante, acredita que emprego e de oportunidades, «um dos constrangimentos» destes territórios
o projeto possa contribuir para uma nova
DR
vida da aldeia.
“Trabalhar no interior”
com incentivos para
pessoas e empresas
O programa “Trabalhar no Inte-
Guarda 21 rior” foi apresentado por Ana Mendes
Duas compotas produzidas pela empre- Godinho, ministra do Trabalho, Solida-
sa gourmet “Guarda 21” foram galardoadas riedade e Segurança Social.
na competição mundial International Taste Além dos apoios para quem te-
Awards 2020, realizada no passado dia nha um contrato de trabalho que im-
30 em Itália. Também duas variedades de plique mudança de residência para
mel produzidos pela empresa Apijardins, o interior e para os estudantes que
de Castelo Branco, receberam duas meda- iniciem a sua vida profissional na
lhas de prata. Estes galardões confirmam região, está prevista, na área da for-
a qualidade dos produtos endógenos da mação profissional, a flexibilização
região e podem alavancar a sua afirmação das regras relativas ao número mí-
no mercado. nimo de alunos por curso e vão abrir
13 Centros Qualifica no interior. O
programa inclui ainda incentivos às
António Costa esclareceu que estes incentivos também se destinam a quem já vive no interior
empresas para a contratação, com
através dos apoios às empresas
majorações especiais de 25 por cento
Luis Martins cidir trabalhar no interior pode contar, à no âmbito do Contrato-Emprego. Já
partida, com uma ajuda base de 2.600 eu- no programa “Regressar”, os emi-
ros, podendo atingir o máximo de 4.827 grantes que decidam voltar para Por-
João Cardoso O Governo vai abrir os cordões à euros mediante as despesas de instalação tugal terão uma majoração do apoio
bolsa para atrair pessoas para o interior e transporte e o número de membros do em 25 por cento caso optem por se
O sucesso da Coficab Portugal, instala- e dar até um máximo de 4.827 euros agregado familiar. fixar no interior – que poderá assim
da na Guarda, deve-se muito ao empenho e aos trabalhadores que decidam deixar o Entre as várias linhas de financia- chegar a 7.679,18 euros. Para facili-
profissionalismo do seu diretor-geral. João litoral para se fixarem nos territórios de mento está a comparticipação, durante tar a mudança será também lançado
Cardoso é o rosto visível de um projeto baixa densidade. Também os estudantes três anos, no salário dos trabalhadores o programa “Habitar no Interior”,
industrial que joga tudo na criatividade, que estejam a terminar a formação e para empresas do interior que criem para criar redes de apoio locais e
capacidade de inovação e liderança tecno- queiram iniciar a sua vida profissional novos postos de trabalho, no âmbito de regionais para o “Chave na Mão”, que
lógica para crescer e dominar o mercado no interior vão contar com um apoio um novo aviso “+ Coesão Emprego”, um vai incentivar projetos-piloto muni-
mundial de fios e cabos para automóveis. financeiro direto, gerido pelo Instituto de programa gerido pelo Ministério da Coesão cipais destinados ao arrendamento
Além do mais, é um guardense que lidera a Emprego e Formação Profissional (IEFP). Territorial que apoia o pagamento de salá- a custos mais acessíveis.
maior empresa da Beira Interior em volume Estas e outras medidas constam rios por parte de empresas que contratem
de negócios e exportações. do programa “Trabalhar no Interior”, no interior. Os estágios profissionais no pelo IEFP, assim como a majoração em 20
apresentado pelo primeiro-ministro na interior terão também uma majoração de por cento do prémio-emprego (conversão
segunda-feira, em Bragança. Quem de- 10 pontos na comparticipação da bolsa do contrato de estágio em contrato sem ter-
mo). O Governo quer ainda apoiar os emi-
grantes que queiram regressar e fixarem-se
“+CO3SO” tem 426 milhões de euros no interior. Estas medidas destinam-se a
contrariar a falta de emprego e de oportuni-
Ana Abrunhosa, ministra da Coesão Para o Emprego há 240 milhões de euros dades, «um dos constrangimentos» destes
Territorial, adiantou que o objetivo dos de fundos europeus, destinados a criar territórios, segundo o Governo.
dois programas é «atrair pessoas e em- mais de 3.800 novos postos de trabalho. «Estes dois programas agem nessas
presas para o interior e valorizar aquelas Os apoios consistem na comparticipação duas dimensões: uma, dirigida às empre-
que já cá estão». integral de custos diretos com os postos
Partido Socialista Nesse sentido, o “+CO3SO” – que se de trabalho criados, onde se incluem re-
sas, o “+CO3SO”, que apoia a criação de
postos de trabalho, outra, o “Trabalhar no
lê “Mais Coeso – pretende contribuir para munerações e despesas contributivas, bem Interior”, que se dirige às pessoas», disse
Os socialistas do distrito da Guarda
a promoção de emprego qualificado, de como um apoio adicional de 40 por cento o primeiro-ministro em Bragança. Antó-
elegeram os novos líderes concelhios, mas
inovação e de transferência de tecnologia para financiar outros custos associados. nio Costa esclareceu que os incentivos
as eleições registaram das mais baixas
entre empresas e centros de conhecimen- Para a Competitividade, estão dis- contemplados nestes programas também
taxas de participação de sempre. Nem
to. Prevê avisos dedicados ao interior do poníveis 186 milhões de euros dos se destinam a quem já vive no interior,
a euforia gerada pela reeleição de um
país e adaptados às especificidades destes Programas Operacionais Regionais e do destacando que a estratégia passa por
Governo socialista e por algumas das me-
territórios. Segundo a governante, «no Compete 2020. Nesta área o Governo «medidas muito dirigidas às empresas»
didas entretanto anunciadas para o interior
seu conjunto e nesta primeira fase», este estima um investimento total de 465 e não outros tipos de incentivos. A sessão
motivaram a participação dos militantes,
programa «vai disponibilizar uma verba milhões e a criação direta de 424 postos contou com a participação das ministras
sinal de que o partido vive uma crise de
de 426 milhões de euros, com um impacto de trabalho. Já para o Conhecimento e do Trabalho, Solidariedade, e Segurança
mobilização a nível distrital.
estimado de 665 milhões de euros de in- o Digital estão reservados 50,5 milhões Social, Ana Mendes Godinho, e da Coesão
vestimento e a criação direta de cerca de de euros, num investimento total de 76 Territorial, Ana Abrunhosa, bem como da
4.200 postos de trabalho». A primeira fase milhões de euros, prevendo-se a criação secretária de Estado da Valorização do
do “+CO3SO” incide sobre quatro áreas, de 424 postos de trabalho. Interior, Isabel Ferreira.
Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • •5

Distinção
Compotas da “Guarda 21” premiadas
em Itália
Fraca
participação
DR

marca eleições
das novas
concelhias PS
António Monteirinho (Guarda), José Albano Marques (Celorico)
Duas compotas produzidas outra medalha de prata. Além e Eduardo Brito (Seia) são alguns dos novos líderes eleitos na
pela empresa gourmet “Guarda das compotas guardenses foram sexta-feira
21” foram galardoadas na com- ainda atribuídas duas medalhas AR
petição mundial  International de prata à empresa Apijardins,
Taste Awards 2020, realizada no produtora de mel sediada em
passado dia 30 em Itália. Castelo Branco. Os produtos
O creme de marmelo com reconhecidos foram o mel de
pepitas de nozes denominado rosmaninho e o mel multifloral.
“Nuts for Marmelade”, recebeu No concurso italiano estiveram
uma medalha de prata, en- representados 31 países, num to-
quanto a compota de amoras tal de 600 produtos avaliados por
e bagas de sabugueiro “Woods mais de meia centena de juízes de
Caviar” foi distinguida com diferentes áreas de especialidade.

Fernão Joanes
Nacional de Supercross agendado
para 25 de julho
Fernão Joanes (Guarda) Encontro de Comunidades, um
vai acolher este ano, pela pri- intercâmbio com a associação
meira vez, o Nacional de Super- Juventude Candelária, da Ilha
cross, que terá lugar na noite de S. Miguel (Açores), entre
de 25 de julho. A organização outras atividades programa-
da prova é a grande novidade do das para 2020. Para António
plano de atividades da Associa- Bico, presidente da direção
António Monteirinho chega à presidência da secção da Guarda com 94 votos
ção Cultural e Recreativa local. da coletividade, o projeto de
O calendário foi apresen- supercross e a criação de uma Luis Martins conta mais de 250 militantes. o número mínimo de militantes
tado no sábado e dele consta a pista para a prática da modali- João Paulo Matias (Trancoso) e com quotas em dia. Nestes casos
etapa portuguesa do Campeo- dade no antigo campo de fute- Jorge Liça (Vila Nova de Foz Côa) as eleições terão lugar quando a
nato Europeu de Motocross, a bol da freguesia representa «o Estão eleitos os novos lí- foram outros dos candidatos situação for ultrapassada.
23 e 24 de maio, bem como um trabalho sério e voluntário que deres de doze das catorze con- eleitos com votações reduzidas. Resolvido o problema das
projeto de música e teatro de a Associação tem vindo a reali- celhias do PS no distrito da O primeiro obteve o voto de 18 concelhias, os socialistas do
envolvimento comunitário que zar ao longo dos últimos anos Guarda. As eleições decorreram dos 31 militantes inscritos e o distrito vão agora eleger o novo
contará com a participação os e que se reflete no apoio cons- na sexta-feira e ficaram mar- segundo 54 dos 89 socialistas presidente da Federação da
habitantes das várias fregue- tante das entidades públicas cadas pela reduzida taxa de em condições de votar. Guarda, ato que ocorrerá a 13 ou
sias da Encosta da Serra da e privadas». A construção da participação resultante do não Em Seia, o regressado Edu- 14 de março. Ao que tudo indica,
Estrela (Maçainhas, Corujeira, pista vai contar com um apoio pagamento atempado de quotas. ardo Brito assume a liderança Alexandre Lote, de Fornos de
Trinta, Videmonte, Meios, Fer- de 15 mil euros da Câmara da Em consequência, dos mais de da secção local com a votação Algodres, deverá ser candidato
não Joanes e Vale de Estrela). Guarda e de 13.500 euros do 2.000 militantes registados pelo mais expressiva do distrito. Foi único para suceder a Pedro Fon-
A ACR de Fernão Joanes parti- Instituto Português do Despor- partido, apenas 723 estavam em eleito por 97 dos 110 militan- seca, que se demitiu do cargo em
cipará ainda, em junho, no VI to e Juventude (IPDJ). condições de votar, mas só 536 tes que foram às urnas, num julho passado. Na ocasião serão
o fizeram. universo de 136 inscritos. Con- também escolhidos os delega-
A quebra foi mais acentuada tudo, verificaram-se onze votos dos aos congressos federativos,
Ambiente na Guarda e Celorico da Beira. brancos e dois nulos. Manuel previstos para 4 ou 5 de abril, e
Carlos Santos reeleito presidente da RNAE Na sede do distrito António Fonseca (Fornos de Algodres), eleita a presidente da Federação
Monteirinho, candidato único, José Mano (Figueira de Cas- das Mulheres Socialistas. Em
A Associação das Agências redações pela ENERAREA, a
foi eleito com 94 votos, dos 105 telo Rodrigo), Luís Gonçalves maio será eleito o secretário-
de Energia e Ambiente (RNAE) nova direção pretende «de-
votantes. Registaram-se três (Sabugal), António Carvalho geral do partido, numa eleição
elegeu os novos órgãos sociais senvolver projetos e iniciativas
votos brancos e oito nulos, num (Manteigas), Conceição Salva- em que poderão participar os
para o tríénio 2020-2022. Carlos que garantam, por um lado, a
universo de 136 militantes elei- dor (Gouveia), Óscar Sampaio simpatizantes do PS (desde
Santos, diretor-geral da Agência sustentabilidade financeira da
tores – a concelhia tem inscritos (Mêda) e Renato Pires (Aguiar que inscritos há mais de meio
Regional de Energia e Ambiente RNAE, e, por outro, promovam
mais de 600 militantes. Também da Beira) completam a lista de ano no partido e paguem uma
do Interior (ENERAREA), foi re- a participação das Agências
candidato único, José Albano novos líderes concelhios do PS contribuição única a definir pelo
eleito presidente desta entidade de Energia e Ambiente, numa
Marques foi eleito em Celorico na Guarda. Por eleger ficaram os Secretariado Nacional), e o con-
de âmbito nacional. lógica integrada, participativa e
da Beira com 72 votos dos 76 presidentes das secções de Al- gresso nacional vai ter lugar no
Segundo nota enviada às cooperativa».
militantes inscritos – a secção meida e Pinhel, onde não houve último fim de semana desse mês.
6• • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020

Projeto LAR reabilita


S casas em Ima para
Sociedade acolher refugiados SC
citadino», o que se revelou um
problema para captar famílias
para a pequena aldeia do Jarme-
lo. Por esta razão a associação
Dia dos Namorados
pondera vir a tornar-se também
La Vie comemora um apoio de «primeira linha»,
data com música que sirva em parte para acolher
temporariamente quem chega
de Armando ao país sem nada. «Estamos a
Almeida avaliar isso neste momento»,
A data que celebra o ro- acrescenta Bárbara Moreira.
mance será assinalada no Raquel Curto, a gestora de
La Vie Guarda com música. projeto, aponta também como
O artista Armando Almeida irá dificuldade a «falta de finan-
atuar na praça da restauração ciamento». A grande fonte de
do centro comercial no emble- recursos monetários são dona-
mático dia 14, pelas 20 horas. tivos e prémios institucionais
Ainda este mês o La Vie que, embora importantes, não
promove o concurso de talen- são suficientes. «A reconstrução
tos “Mostra o que vales” no dia das casas é muito cara e depois
17. Já a par do evento dedicado falta a parte da agricultura, que
à noite dos Óscares – em que exige preparação dos terrenos»,
os inscritos podem assitir ao explica a jovem covilhanense.
filme “1917” de forma gra-
tuita – inicia-se a campanha Habitantes e
Da esquerda para a direita: Raquel Curto, Vanessa Rei e Bárbara Moreira, que integram a equipa do Projeto LAR
“Cinema grátis ao domingo de voluntários apoiam a
manhã”, na qual as crianças po- As casas desabitadas Esta associação, estabeleci- aproveitei», justifica. Não sabe causa
derão ver o filme “Ugly Dolls”, em Ima (Jarmelo) da em 2018, está a requalificar ainda qual a decisão que tomará
às 11 horas. estão a ganhar uma quatro casas devolutas na al- quando findar o contrato, mas Sendo as únicas trabalhado-
nova vida. Pela mão deia de Ima, anexa da freguesia mostra-se recetiva à ocupação ras no terreno do Projeto LAR,
do Projeto LAR, os de São Pedro do Jarmelo a 11 da aldeia por estrangeiros. «Pre- Vanessa Rei e Raquel Curto con-
Covilhã imóveis devolutos da quilómetros da Guarda, para cisamos é que sejam pessoas de tam com o apoio de voluntários,
Inovação no pequena aldeia do acolher gratuitamente famílias confiança. Se houver respeito que ajudam regularmente. Pelas
concelho da Guarda «altamente carenciadas» em não há problema nenhum», ruas da aldeia é visível o empenho
comércio foram requalificados troca de trabalho na agricultura. garante a reformada, uma dos de todos os que aqui têm raízes
tradicional em para acomodar Prevê-se que uma das casas es- cerca de 25 moradores da aldeia. e que trabalham para fazer do

debate refugiados e migrantes teja pronta já no final deste mês. Nos campos agrícolas será Projeto LAR uma realidade.
que queiram trabalhar A localização, conta a por- cultivado açafrão, goji e grose- Isidro Almeida, arquiteto
“Como Inovar o Comér- nos campos agrícolas. tuense, surgiu por acaso. «Um lhas. Estes dois últimos produ- da Câmara da Guarda, é um dos
cio Tradicional” é o tema A intenção é juntar amigo falou-me da aldeia e vi tos já têm escoamento garantido que apoia a iniciativa desde a
do encontro agendado para o melhor dos dois que reunia todas as condições pela empresa Jerónimo Mar- sua génese, contribuindo com o
este sábado no auditório das mundos e povoar o para acomodar o projeto, estando tins – dona dos hipermercados seu conhecimento técnico “pro
Sessões Solenes da Universi- interior enquanto se próxima da cidade da Guarda», Pingo Doce – que se associou bono”. «O mais difícil tem sido
dade da Beira Interior (UBI), ajuda quem precisa. refere, explicando que não tem ao projeto. Desta forma, ficou conciliar a falta de verbas para
na Covilhã, entre as 14h30 e qualquer raiz familiar na aldeia. «assegurada a viabilidade da materiais que normalmente
as 18h30. Sofia Craveiro O projeto-piloto em curso ideia», explica Bárbara Moreira. se compram e o trabalho com
A iniciativa é promovida envolve a requalificação de donativos», explica o arquiteto
pelo Movimento Desperta, casas degradadas com recur- Financiamento e natural de Ima, referindo-se às
um grupo de «empreendedo- Começou como um projeto so a donativos, sem qualquer captação de famílias ofertas de materiais de cons-
res e pequenos empresários para ajudar sem-abrigo no Porto. custo para os proprietários. entre os maiores trução e de móveis que muitas
da Beira Interior que pre- A ideia era oferecer habitação em Estes, como ficou definido em desafios vezes obrigam a uma maior cria-
tendem dinamizar e inovar troca da ocupação de áreas rurais contrato, cedem os imóveis tividade. «Quando os azulejos
o comércio local a partir da despovoadas, juntando o útil ao voluntariamente durante dez O grande foco atual da as- não chegam para uma divisão
partilha de informação», de agradável. «Sugeri a ideia a uma anos, período em que quatro sociação é ajudar famílias que temos de conjugar tamanhos,
acordo com os organizado- associação no Porto pensando famílias podem usufruir das já estejam a viver em Portugal brilhos e todo o tipo de elemen-
res. Estão previstos diversos que tinha descoberto a pólvora, habitações gratuitamente, tendo há pelo menos 18 meses, mas tos para tentar aproveitar tudo»,
oradores divididos por di- mas rapidamente me foi dito que como contrapartida o trabalho ainda não tenham condições de exemplifica.
ferentes painéis dedicados retirar os sem-abrigo dos meios no campo por pelo menos um estabilidade. «Somos atualmen- A experimentação é pre-
a setores como “Gestão de urbanos onde estão não iria dar elemento do agregado. No final te um projeto de acolhimento de cisamente o mote de toda esta
Tempo”, “Impacto das gran- bom resultado», recorda Bárbara desses dez anos os proprietários segunda linha», refere Vanessa ação solidária, pois, sendo um
des marcas”, “Liderar pelo Moreira, a mentora do projeto. decidem se querem ou não reno- Rei, técnica social do projeto projeto-piloto, serve de teste
exemplo”, entre outros. Os Apesar da nega, a ideia não caiu var com os inquilinos. Hortênsia e um dos dois elementos que para verificar a eficácia da ideia.
bilhetes custam cinco euros e por terra. A jovem nortenha Pereira, de 73 anos, é uma das trabalham diariamente na Ima. «O objetivo primordial é a inte-
podem ser adquiridos na loja identificou uma nova necessidade moradoras que disponibilizou a «Em conjunto com a PAR [Plata- gração eficaz das pessoas. Se isso
ClickMed ou na página de fa- decorrente do aumento do nú- casa que herdou dos pais para o forma de Apoio aos Refugiados] for comprovado iremos replicar
cebook da Desperta. O evento mero de refugiados em Portugal Projeto LAR. «Nunca tinha pen- percebemos que a maioria das noutras aldeias», revela Bárbara
é patrocinado pela autarquia e delineou os traços gerais do sado em arranjar aquela casa, pessoas a precisar de acolhi- Moreira, segundo a qual o foco se-
e pela Cashback World. Projeto LAR. mas quando apareceu o projeto mento tinha um perfil altamente rão sempre as regiões do interior.
Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • •7

Trancoso com Vilar Formoso

Feira de Caça e Pesca


doze eventos é «aposta ganha» LM

para promover
o concelho
em 2020 SC
A Feira de Caça, Pesca e
Desenvolvimento Rural do con-
celho de Almeida é «uma boa
Aos jornalistas, Carlos Mi-
guel adiantou que este tipo de
atividades serve para promo-
forma de mostrar e divulgar as ver o território e os produtos
nossas potencialidades», garan- endógenos, «o que é muito
te o presidente do município. importante porque é com eles
O certame decorreu no que devemos contar para o de-
fim de semana no pavilhão senvolvimento local, para fazer
multiusos de Vilar Formoso e funcionar a economia e gerar
promoveu o turismo de natu- emprego». Também a teniente
reza e cinegético, «duas áreas de alcalde de Ciudad Rodrigo,
em que temos vindo a apostar e Beatriz Jorge Carpio, marcou
que são importantes para a eco- presença na abertura de uma
nomia do concelho», acrescenta feira que contou com a partici-
António Machado, que elogiou a pação de cerca de uma centena
participação das coletividades de expositores de materiais
e clubes de caça do município. para caça e pesca, artesanato,
«Esta feira é uma aposta ganha e produtos gastronómicos, doça-
para continuar porque tem tido ria tradicional, tasquinhas com
cada vez mais sucesso, atraindo pratos e petiscos de caça e pesca.
muita gente da região e também Houve ainda exposições de fau-
do outro lado da fronteira», na viva (espécies cinegéticas e
reconheceu o edil. O evento foi domésticas), representações
inaugurado pelo secretário de institucionais e atividades de
Estado do Desenvolvimento animação, bem como montarias
Regional, Carlos Miguel, que ao javali, uma largada de per-
se disse «surpreendido» pela dizes, demonstrações de aves
diversidade da feira. Pelo que de rapina, de caça ao coelho e
Presidente do município revelou que estão previstas várias inaugurações para o primeiro semestre viu, o governante concluiu que de tiro virtual, entre outras. No
«tem muito mais do que a caça cartaz musical destacaram-se as
Autarquia apresentou guração da Área de Acolhimento No mesmo mês destaque
e pesca, é um certame para toda atuações de Augusto Canário e
na sexta-feira, em Empresarial no primeiro dia do para as comemorações do fe-
a gente, para as famílias». de Pedro Abrunhosa.
conferência de evento (28 de fevereiro). Este ano riado municipal (dias 28 e 29),
imprensa, a lista de participam «cerca de 70 agentes onde se destaca a recriação da
atividades planeadas económicos», provenientes das Batalha de Trancoso, enquanto
para este ano e que Beiras e Serra da Estrela e do a Festa da História terá lugar
terão especial enfoque
«no que de melhor se
Douro, adiantou Tomás Martins,
presidente da direção da Asso-
entre 26 e 28 de junho para
evocar a cerimónia das Bodas
Agradecimento
faz na região». ciação Empresarial do Nordeste Reais entre D. Dinis e D. Isabel
da Beira (AENEBeira). O certame de Aragão.
Sofia Craveiro prolonga-se até 1 de março e re- A Câmara conta também
gressa no fim de semana seguinte, inaugurar o Centro de Recolha
altura em que coincide com a de Animais, em data a definir,
A aposta nos produtos en- realização da Feira de Automóveis e em agosto realiza-se a cente-
dógenos continua a ser uma das Usados, de 6 a 7 de março. nária Feira de São Bartolomeu
grandes bandeiras do município «Não faltará música, ani- (de 7 a 16 desse mês), que
de Trancoso. Este ano, vários mação e diversões» em todos os terá pelo menos «160 agentes
eventos farão jus ao mote da pro- eventos, sublinhou Amílcar Sal- económicos». O cartaz musical
dução regional, num calendário vador. O presidente do município desta feira será divulgado na
que se estende por todo o ano. trancosense aproveitou a sessão Feira Ibérica de Turismo, na
Em conferência de imprensa para enumerar as inaugurações Guarda. O plano de atividades
realizada no Pavilhão Multiu- planeadas para o primeiro semes- do município inclui também o Maria de Lurdes Gil Campos
sos, a autarquia apresentou na tre, que serão enquadradas com Festival das Vindimas, em Vila
passada sexta-feira o programa os eventos municipais. Assim, em Franca das Naves, de 11 a 13 de Henriques
------
de atividades para 2020, cujo março e abril serão inaugurados setembro, e a Feira da Castanha,
27/04/1933 • 30/01/2020
primeiro destaque é o Carnaval o posto de turismo e o estádio/ que acontecerá na sede do con-
------
de Vila Franca das Naves, a 23 de pista de atletismo (25 de abril). celho entre 30 de outubro a 1 de
fevereiro. Este mês fica também Ainda com data a definir, o Centro novembro. A família de Maria de Lurdes Gil Campos, na
marcado pela realização da Feira de Inovação Social antecederá a O ano termina com o progra- impossibilidade de o poder fazer pessoalmente, vem
agradecer a amizade e o conforto que todos lhes
do Fumeiro do Nordeste da Beira, inauguração da Rotunda Batalha ma “Magia de Natal”, com início a
deram neste momento de grande dor.
que inclui no programa a inau- de Trancoso, a 29 de maio. 11 de dezembro.
8• • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020

O que esperar e recear


de 2020?
O INTERIOR desafiou personalidades a partilhar a sua opinião sobre o novo ano, bem como as suas
aspirações, preocupações e anseios. Nesta edição publicamos os últimos contributos, os da Ministra Ana
Mendes Godinho e o do Presidente da Fundação Côa Parque Bruno Navarro.

2020 - Interior no centro do futuro O fim de uma década!


A década de 2020 é uma década de esperança e Estes desafios exigem da parte de todos uma O ano que agora inicia irá encerrar uma década marcante que,
de confiança em Portugal. mobilização e foco em medidas e respostas concre- com toda a certeza, não deixará de merecer a atenção cuidada dos
Confiança fruto da evolução que Portugal tem tido tas que façam a diferença. futuros historiadores contemporâneos.
nos últimos anos que tem demonstrado que não há No caso da missão do Ministério do Trabalho, Com grande probabilidade, eles não deixarão de escalpelizar
impossíveis quando nos focamos e mobilizamos em Solidariedade e Segurança Social, em 2020 as- o agonizante período de crise financeira sistémica que afetou as
torno de missões comuns. sumimos claramente a prioridade à promoção da principais economias mundiais, com especial incidência nos países
Esperança pelo caminho que temos pela frente e natalidade, valorização dos jovens e qualificação economicamente mais vulneráveis, como Portugal. Dessa crise
pelo nível de consenso e compromisso em torno das dos trabalhadores, reforço dos instrumentos de financeira e económica, que rapidamente alastrou às dinâmicas
prioridades e do que temos de fazer. coesão social e territorial e de combate à pobreza e políticas e sociais, poderão ter nascido, em parte, alguns dos mais
De facto, os últimos anos foram anos de viragem, simplificação da relação Segurança Social, cidadão, prementes flagelos que em 2020 continuarão a afetar a Humanidade
em que Portugal se afirmou pela capacidade de criação empresas. em geral e a Europa em particular: a crise humanitária dos refu-
de emprego e de recuperação económica com base Este ano vamos ter um reforço de 1.100 milhões giados que, oriundos dos mais instáveis países africanos, fogem
num clima favorável ao investimento e à confiança, de euros dedicados a instrumentos de política públi- em massa da guerra, das perseguições e da pobreza extrema; e a
e de consolidação orçamental, sendo hoje um “case ca social com especial enfoque em: emergência e afirmação preocupante de movimentos extremistas,
study” internacional em várias áreas, desde o turismo • Valorização dos salários, com o aumento do populistas e nacionalistas que, aproveitando as fragilidades da
à inovação. salário mínimo nacional e a negociação em sede de con- condição humana, quando exposta a uma conjuntura adversa de
Por boas razões, já todos nos certação social de um acordo global endividamento, desemprego
esquecemos da taxa de desemprego de rendimentos e competitividade; e medo, ameaçam cada vez
de 16,2% que tivemos em 2013. • Criação do complemento- mais os valores humanistas
Terminámos a década com creche universal e gratuitidade do universalismo, da paz, da
bons indicadores: das creches para famílias no 1º tolerância, da liberdade e da fra-
• atingimos o valor da taxa de escalão e - a partir do 2.º filho - no ternidade. No fundo, os valores
desemprego mais baixo da década: 2.º escalão; que estão na origem do grande
6,1%; • Reforço dos valores do projeto europeu e que hoje, mais
• superámos os 4,9 milhões de abono de família e das deduções que nunca, são particularmente
trabalhadores no ativo; fiscais a partir do 2.º filho; acossados.
• a economia portuguesa cresce • Alargamento da rede de Mas aqueles historiado-
acima da média europeia; equipamentos sociais no país, no- res também não deixarão de
• a população sem escolaridade Ana Mendes Godinho* meadamente creches, lares e res- registar, pelo lado positivo, as
Bruno Navarro*
reduziu em cerca de 50%; postas a pessoas com deficiência; sementes de esperança que fo-
• o défice orçamental diminuiu para 0,1% em 2019; • Isenção fiscal parcial para os jovens que co- ram lançadas nos anos mais recentes e que em 2020 continuarão,
• temos hoje mais 758 mil pessoas inscritas na meçam a trabalhar; por exemplo, a mobilizar milhões de jovens por todo o mundo em
Segurança Social a contribuir para a sustentabilidade • Programa de competências digitais em arti- defesa da sustentabilidade do planeta, num contexto de alterações
do sistema; culação com empresas para formar 3.000 pessoas; climáticas galopantes, exigindo a urgente readaptação da nossa
• a sustentabilidade do sistema de segurança social • Criação da Garantia digital para capitação vida em sociedade. Gostaria muito que, tanto no plano nacional
ganhou 29 anos face ao projetado em 2015, garantindo digital de todos os desempregados; como internacional, essa década que terminará em 2020 ficasse
confiança intergeracional. • Atualização das pensões mais baixas; também marcada pela reabilitação e consolidação do projeto
A nível internacional, Portugal teve grandes • Aumento do Complemento Solidário para Idosos; cultural do Vale do Côa, de modo a que se cumpram, em defi-
conquistas ao longo destes últimos anos, desde o • Programa Trabalhar no interior, com apoios nitivo, os desígnios que estão na sua génese: ser um projeto de
campeonato Europeu de futebol, a eleição de melhor diretos a pessoas e empresas que contratem traba- salvaguarda, preservação e valorização do património cultural e
destino turístico do mundo três vezes consecutivas, a lhadores no interior; natural da região – em particular a Arte Rupestre inscrita na lista
eleição de António Guterres como Secretário Geral da • Programa +Coesão, com medidas de discri- do Património Mundial da UNESCO; ser um polo de irradiação e
ONU, a vitória no festival da Eurovisão. minação positiva para o interior. disseminação de conhecimento científico multidisciplinar; ser
No início desta nova década temos grandes de- Por outro lado, assumimos a necessidade de um agente de formação para o património, um verdadeiro parceiro
safios pela frente. ter centros de decisão descentralizados no país, das instituições educativas, que contribua para a sensibilização de
Desafios demográficos que impõem a necessidade tendo a Guarda sido, aliás, a escolha para a sede da novos públicos; e ser um agente económico dinâmico, verdadeira
de promover a natalidade e o apoio às famílias, a ca- Secretaria de Estado da Ação Social, colocando a plataforma de valorização de recursos endógenos de uma região
pacidade de atrair e fixar pessoas em todo o território centralidade das decisões nesta matéria no interior, alargada.
e garantir condições para um envelhecimento ativo ao com olhos postos no território. Essa vocação estratégica deste projeto cultural terá, por isso,
longo da vida. E o interior tem condições únicas que cada vez de se afirmar nos planos local, nacional e internacional: no plano
Desafios de inclusão social, de combate à pobreza mais todos procuramos: autenticidade, segurança, local, pelo aprofundamento da sua relação com as instituições e
e de garantia de igualdade de oportunidades, condição qualidade de vida, tempo, proximidade, oportunidades as comunidades, promovendo uma efetiva política de cooperação,
essencial para uma sociedade justa e com paz social. – e às quais temos de dar visibilidade e notoriedade. que inspire confiança e renove a esperança; no plano nacional, pelo
Desafios de coesão territorial que impõem me- É com medidas concretas e com foco que, estabelecimento de parcerias com outras instituições de referência
didas de discriminação positiva para os territórios do acredito, respondemos aos problemas e desafios que se associem aos objetivos, visão e missão deste projeto; e no
“Interior” para acelerar a capacidade de recuperação concretos que temos. plano internacional, pela integração em redes de cooperação que
da perda de pessoas que sofreram ao longo de várias Tudo fazendo para afirmar Portugal como um país coloquem o Vale do Côa no lugar que lhe cabe por direito próprio:
décadas. inclusivo, solidário, coeso, bom para viver e trabalhar. o de ser uma região ímpar, plena de potencialidades e recursos,
Desafios de sustentabilidade do planeta que nos Com todos. um exemplo paradigmático de afirmação do espírito transnacional,
obrigam a agir rapidamente, mudar estruturalmente inclusivo e cosmopolita da Arte, da Cultura e da Ciência.
comportamentos e prosseguir os compromissos de * Ministra do Trabalho, Solidariedade e
neutralidade carbónica. Segurança Social * Presidente da Fundação Côa Parque
50
Opinião

Ser empresário no interior é um ato de coragem Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • •9

Pedro Tavares* Paralelamente, a nossa região não tem sabido captar em


número suficiente novos investimentos que permitam reverter
Ser distinguido publi- o esvaziar constante de pessoas e fixar recursos humanos
camente constitui sempre qualificados. O investimento de algumas empresas ligadas
um momento especial para ao setor automóvel (presentes nos primeiros lugares deste
qualquer individuo ou em- ranking), o aparecimento de novas empresas ligadas ao setor
presa, sobretudo quando este do turismo e dos produtos endógenos, são bons exemplos das

maiores
reconhecimento é o resultado potencialidades deste território, embora escassos e insuficien-
de critérios objetivos, como é tes, face a necessidades.
o caso do ranking das maiores Apesar da nossa condição de interioridade e periferia face

empresas
empresas do distrito da Guarda. aos centros de decisão, nos últimos tempos temos verificado
Ser empresário no interior do país não deixa de ser um ato por parte do Estado uma maior preocupação e vontade acres-
de bravura e resiliência face aos diferentes constrangimentos e cida em implementar políticas que permitem contrariar este
condicionalismos que assolam a nossa região. “status quo”.

&
Como é sabido, o tecido empresarial da região é essencial- Embora ainda aquém, a aprovação destas medidas e a sua

Guarda Castelo mente composto por micro e pequenas empresas, na sua grande
maioria dependente do mercado local e regional, cujo grau de
“correta” aplicação poderá ser mais um contributo para a revi-
talização deste território e um pequeno passo para tornar esta
Branco inovação ainda se encontra aquém do desejado.
A escassez de recursos e o contínuo despovoamento, asso-
região apetecível, quer para a população quer para as empresas.
Neste particular, importa igualmente salientar o papel do
ciados aos excessivos custos de contexto, são fatores poder local e o seu contributo para existência de uma maior co-
que têm impedido, em muitos casos, uma maior operação entre todas as entidades locais (empresas, instituições
competitividade das empresas aqui instaladas. do sistema científico e tecnológico, associações empresariais,
entre outras entidades locais), sem o qual não será possível
alcançar o sucesso que todos desejamos.
* Presidente da direção do NERGA - Associação
Empresarial da Região da Guarda

PUB PUB

A NOITE DE MAIS GLAMOUR DA CIDADE


DA GUARDA ESTÁ A CHEGAR.
VENHA ASSISTIR AO FILME 1917,
DIA 9 DE FEVEREIRO.
EVENTO GRÁTIS. INSCRIÇÕES LIMITADAS, NO FACEBOOK ATÉ DIA 6 DE FEVEREIRO.
10 • • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 Opinião

Ranking das 50 maiores espelha


boa performance das empresas
Os dados conhecidos e publicados, Já no distrito da Guarda as 50 os 234 milhões de euros, continuando com crescimento do volume de negócios
referentes a 2018, revelam um cresci- maiores empresas ultrapassam os 1,1 a consolidar forte crescimento anual e acima dos 30%, face ao ano anterior:
mento médio no volume de negócios, mil milhões de euros, avindo 32,5% de aparecendo mesmo no 118º lugar das Floponor (Trancoso), HEN (Guarda),
que em Castelo Branco ronda os 4,9% exportações, dando emprego a mais de 1.000 maiores empresas da economia Olipal (Sabugal), PABI (Pinhel) e Floresta
e na Guarda os 3,5%, face ao período 5.612 pessoas. Faltando neste cômputo portuguesa, segundo a mesma fonte Bem Cuidada (Guarda). Estando em sen-
homólogo do ano anterior. de trabalhadores os que dizem respeito informativa. Aliás, para além da Coficab, tido contrário, com forte decréscimo do
Em termos agregados, as 50 maio- às Águas do Vale do Tejo SA, que se o distrito da Guarda coloca ainda neste volume de negócios, a Patrimus Indús-
res empresas do distrito de Castelo encontram incorporados na EPAL em ranking nacional a EST – Empresa Se- tria (Seia) e a Avys Wholesale, sendo que
Branco ultrapassam em volume de ne- consequência da gestão nela delegada. nense de Tabacos, a Águas do Vale do esta última já se encontra com a sede
gócios os 1,3 mil milhões de euros, dos A empresa Coficab destaca-se pelos Tejo e a Dura Automotive. social modificada para Lisboa.
quais 32,2% resultam de exportações, valores económicos apresentados, tendo Neste ranking das 50 maiores para Castelo Branco consegue colocar
empregando 7.636 pessoas. um volume de negócios que ultrapassa a Guarda encontram-se várias empresas cinco empresas no ranking das 1.000
maiores empresas da economia por-
PUB tuguesa: Celtejo, Danone Portugal,
Navigator Tissue Ródão, Schreiber

Paulo Fragoso*

Foods Portugal e a Frulact. Destaca-se


a Celtejo, que no ranking distrital está
em primeiro lugar com um volume de
negócios superior a 129 milhões de eu-
ros, tendo conseguido um crescimento
que ronda os 7%.
Destacam-se ainda, com cresci-
mentos superiores a 30%, as empresas
Paperprime, Beralt Tin and Wolfram,
Twintex, Fitecom, A. F. Carreto & Filhos,
Transportes Eduardo Cardoso, José
Lourenço & Filhos, Good Mood, Bring
Focus 2 Coup e a Norsnack, empresa
constituída em meados de 2017. Já em
sentido contrário, com decréscimo do
volume de negócios, encontra-se a em-
presa Unitom, sendo ainda de referência
o decréscimo verificado na empresa
Navigator Tissue Ródão, atendendo ao
valor absoluto que tal representou.
Referência positiva para a A. Matos-
car Beiras, que foi a única presente nos
dois rankings a receber o distintivo de
empresa “Gazela” para o ano em apreço.
No computo dos dois distritos te-
mos 100 empresas das 1.189.119 unida-
des ativas em Portugal continental que,
segundo dados do anuário estatístico
da região Centro do ano 2018 publicado
pelo INE, puxam muito para cima uma
média que, a nível nacional, lê-se no
anuário, indica 3,2 pessoas ao serviço
por empresa e 304.200 euros de volume
de negócios por empresa.

* Contabilista Certificado da OCC,


Data Protection Officer (DPO) e
ex-administrador do IPG
Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • PUB
• 11
12 • • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020

«A falta de mão de obra qualificada


é o fator mais penalizante para o
crescimento da Coficab na Guarda»
P - Qual a reação da empresa a este João Cardoso, diretor-geral da Coficab Portugal P - Com a nova unidade na PLIE,
destaque – a liderança do ranking das AR quantas pessoas irão passar a trabalhar
maiores empresas na região? na Coficab Guarda?
R - Nenhuma reação especial. Nós ape- R - Poderemos chegar até aos 750 tra-
nas fazemos o nosso trabalho o melhor que balhadores num cenário moderadamente
podemos, trabalhando em equipa e dando otimista.
todos o nosso máximo. Felizmente os resul-
tados têm aparecido de uma forma natural. P - Quais são as vantagens da em-
Como guardense, desejaria sinceramente presa por estar instalada no interior?
que a diferença a nível de faturação e postos R - Absolutamente nenhumas. Só difi-
de trabalho comparativamente a outras culdades acrescidas.
empresas não fosse tão grande, pois isso
significaria que a economia local estaria em P – E quais são os constrangimentos
melhores condições e também significaria mais relevantes por estar localizada na
que não estaríamos tão dependentes de Guarda?
uma só empresa. R – Neste momento o fator mais penali-
zante é, sem dúvida nenhuma, a falta de mão
P - Qual a fórmula para a Coficab de obra qualificada. Recebo semanalmente
conseguir manter-se no topo durante dezenas de pedidos de emprego e a empresa
todos estes anos? na Guarda necessita de pessoas. Mas, infe-
R - Visão antecipada das tendências o melhor de si mas sempre num contexto vai mesmo ser feito! Tenho um orgulho lizmente quem necessita de emprego não
tecnológicas no setor automóvel e muita coletivo. Esta é a parte de 90 por cento de enorme nos trabalhadores desta empresa, corresponde minimamente ao perfil das
proximidade com os clientes e as suas transpiração. É importante saber o que que contribuem não só para o sucesso da necessidades da nossa empresa, principal-
aspirações, o que nos tem permitido estar tem que ser feito e para onde devemos mesma na Guarda, mas também para que mente quando falamos de qualificações. Esta
sempre um passo à frente da concorrência. caminhar. Isso é o que eu faço (só 10 por o grupo Coficab seja líder incontestado do situação deveria ser objeto de uma reflexão
Isto são os dez por cento de inspiração. cento). Mas o mais importante é ter por mercado a nível mundial. profunda do que andamos a fazer, princi-
Depois, há muito trabalho em equipa, muito detrás de nós uma equipa fantástica de palmente a nível do ensino secundário. Os
profissionalismo de todas as pessoas da 650 pessoas que nos dão a segurança P - Com um volume de negócios de programas atuais parecem ser desenhados
Coficab e a todos os níveis, dando cada um de saber que aquilo que queremos fazer 234 milhões de euros e um crescimento propositadamente para afastar os jovens das
de quase 7% comparativamente ao ano áreas científicas, com um nível de dificuldade
PUB
anterior (2017), qual foi o crescimento extremamente alto nalgumas disciplinas,
e os resultados de 2019? Mantiveram como a Matemática, e que leva ao afastamen-
nível de crescimento? to dos alunos dessa área. Estamos a cometer um
R - Os resultados acompanharam o erro ENORME a nível de ensino, confundindo
crescimento das vendas e isso é o que nos grau de dificuldade com exigência e rigor. Não é
tem permitido crescer e investir perma- por incluirmos matérias próprias do 10ª ano no
nentemente na inovação e modernização 8º ano que estamos a formar melhor os jovens.
dos nossos processos. A Coficab Portugal Pelo contrário, estamos a afastá-los de uma via
já renovou por duas vezes a sua tecnolo- que faz falta ao país.
gia – ou seja, na prática investimos em O que deveria ser feito era adequar a ma-
duas fábricas novas em Vale de Estrela téria do 8º ano a alunos do 8º ano e depois ser
– nos últimos 20 anos para nos manter- exigente na sua aprendizagem. Choca-me ver o
mos competitivos. Não sendo um país meu filho estudar no 7º ano matéria de Mate-
de “baixo custo”, temos então apostado mática que eu próprio estudei no fim do 8º e até
para a fábrica da Guarda em produtos no 9º. Um grande erro está aqui a ser cometido,
de valor acrescentado mais elevado e em que, governo após governo, tem sido repetido.
processos de fabrico mais complexos, o Rigor no ensino sim, dificuldade sem sentido e
que nos dá um pouco mais de margem sem valor acrescentado prático absolutamente
que os produtos “standard”. nenhum, por favor não.

P - A nova unidade já está em fase P - E o futuro da Coficab na Guarda?


de instalação de equipamento na PLIE. R - A Coficab na Guarda é mais que um
Quando se prevê a sua entrada em local de produção. É o local por excelência
funcionamento? E qual será o impacto de inovação a nível do grupo Coficab e exis-
sobre o crescimento da empresa na te uma relação simbiótica de dependência
Guarda? entre estas entidades, o grupo Coficab e a
R - O nosso novo projeto COF DATA (a fábrica da Guarda. Um não consegue viver
denominação legal será COF GR sendo GR sem o outro. O grupo necessita da criativi-
o diminutivo de Guarda) já entrou em fun- dade, capacidade de inovação e liderança
cionamento, ainda que de forma limitada. tecnológica da fábrica da Guarda. A unidade
Temos já cerca de 80 pessoas a trabalhar da Guarda necessita do poder de “lobbying”
na nova unidade situada na PLIE. Como e da presença global do grupo Coficab para
disse no lançamento do projeto, este é um utilizar de forma efetiva o seu potencial. O
desafio novo para a empresa com uma uni- destino destas duas entidades está assim
dade cem por cento focada num nicho de intimamente ligado. Quando uma estiver
produtos que ainda não produzíamos até bem a outra também está, e se algum dia
agora em fábrica nenhuma. Estou confiante uma delas começar a ter dificuldades, a
que terá o mesmo sucesso que todos os outra será sem dúvida arrastada para as
outros projetos que lançámos e se assim mesmas. Como o futuro é demasiado im-
for chegaremos a cerca de 250 postos de previsível, vamos aproveitando o presente.
trabalho nesta unidade. E o presente, para já, continua promissor.
Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • • 13

«Estar na Guarda é estar quase


no centro da Península Ibérica»
João Logrado, diretor P - Já têm falta de espaço nas vossas das maiores, senão a maior (concentrada de congelados exportados por muitas
instalações na plataforma logística da num só local). empresas portuguesas.
da Olano Portugal Guarda? Está previsto mais um pavilhão Como operadores logísticos que so- Certamente que, a médio prazo, toda
AR
de frio? Vão ser cada vez mais o “arma- mos é também importante desenvolver esta “expansão” nos pode “obrigar” a cres-
zenista” dos industriais portugueses outras soluções noutros locais. Nesse cer mais em armazenagem na Guarda. A
que exportam produtos alimentares? sentido, temos a funcionar em Lisboa, em empresa completou em Portugal 10 anos
R - De momento temos soluções que parceria com um dos nossos clientes, um na “aventura” de armazenagem frigorífica
permitem “rececionar” 35.000 paletes, centro de “cross docking” e procuramos no interior do país – algo que, na altura,
com taxas de ocupação muito agradáveis construir outro no Porto. Por outro lado, parecia de uma grande loucura ou utopia
do ponto de vista de exploração. Esta capa- estamos a olhar muito atentamente para – e a resposta dos nossos clientes tem sido
cidade de armazenagem em temperatura o mercado italiano, onde temos uma ati- muito positiva e interessante, como tal não
negativa e positiva é, a nível nacional, uma vidade muito interessante na distribuição podemos dececioná-los.

PUB

P - Com um volume de negócios de


mais de 12 milhões de euros em 2018,
quais foram os resultados em 2019?
R - O volume que indica refere-se ape-
nas à atividade da Olano Logística do Frio,
a qual se deve juntar a atividade da Olano
Portugal Transportes, num total de 18,5
milhões de euros. Assim, podemos afirmar
que o grupo Olano faturou em Portugal 30,5
milhões de euros em 2019, registando um
aumento da sua faturação global da ordem
de 4 por cento.

P - A Olano é cada vez mais o opera-


dor de frio de referência em Portugal,
quais são as vantagens da empresa por
estar instalada no interior?
R - Temos várias vantagens em estar
na Guarda. Desde logo, por a cidade ser a
porta de entrada na Europa. O perfil dos
nossos clientes é essencialmente o de
grandes empresas exportadoras, como tal
está praticamente no centro da Península
PUB
Ibérica, é ter os seus produtos na “casa” dos
seus consumidores.
Estar na Guarda é também motivo de
proximidade para algum dos nossos prin-
cipias clientes, pois estamos nalguns casos
a distâncias de 50 ou a 200 quilómetros. Se
estivéssemos em Lisboa não conseguiría-
mos ser competitivos nos mercados onde
estes clientes se inserem.

P - Quais os constrangimentos
mais relevantes por estar localizada na
Guarda?
R - Sem dúvida que alguns dos custos
da interioridade como as portagens, ou
os custos elétricos, pesam, e muito, nos
resultados da nossa conta exploração como

Afonso & Filhos


de muitas outras empresas aqui instaladas.
Espero sinceramente que, pelo facto da
nossa Ministra da Coesão ser uma profunda
conhecedora do interior, possamos todos
retirar mais valias nesses aspetos mais
negativos. C o m é r c i o d e Pr o d u t o s A l i m e n t a r e s
P - E o futuro da Olano na Guarda?
R - O futuro deve ser continuar a desen-
volver soluções para os nossos clientes ao
nível logístico e captar novos clientes que
permitam ter novos desafios, ou procurem
novas soluções logísticas. Tel: 271 886 272 • Fax: 271 881 139 • afonso@afonsoefilhos.com • www.afonsoefilhos.com
14 • • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020

PUB

Dê maior visibilidade
a sua empresa
APOSTE NO MERCADO DIGITAL
E BENEFICIE DE UMA
COMPARTICIPAÇÃO DE 50%
O NERGA tem um projeto aprovado
Aposte na que disponibiliza:
internacionalização
Website institucional com a apresentação
da empresa e produtos / serviços
Website institucional optimizado para
dispositivos móveis (smartphone, tablets)
Aumente a sua Loja online
competitividade
Marketing Digital

Impulsione as Desenvolvimento de APP hibrida (Android e Ios)


suas vendas Aquisição de hardware

Informações:
NERGA - Associação Empresarial da Região da Guarda
Telefone: 271205420 | www.nerga.pt

PUB

Formação-Ação
INSCRIÇÕES ABERTAS MOVE-PME

Programa de Formação-ação sem custos para:


Intensificar a formação de empresários/as e gestor/as
para reorganização e melhoria das capacidades
de gestão;
Facultar formação aos trabalhadores/as enquadrada na
estratégia e de acordo as necessidades da empresa

Ações de Consultoria e Formação nas seguintes áreas


temáticas:
Organização e Gestão
Capitalizar: Otimização de Recursos Financeiros
Economia Digital

INFORMAÇÕES:
NERGA | Telefone: 271205420 | www.nerga.pt
Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • • 15

Coficab é a maior empresa e


a mais exportadora
da Beira Interior
A Coficab Portugal lidera, pelo se- A EST - Empresa Senense de Tabacos no exercício económico de 2018. Transportes SA e a Olano Portugal Logísti-
gundo ano consecutivo, o ranking das 50 manteve o segundo lugar do ranking, Todas as restantes 46 empresas ca e Distribuição Lda. somam volumes de
maiores empresas do distrito da Guarda mas faturou menos do dobro da Coficab. tiveram volumes de negócios abaixo dos negócios de cerca de 29,2 milhões de euros.
com um desempenho sem comparação Mesmo assim, com mais de 106 milhões 50 milhões de euros, entre elas a Dura Registo também para o facto do
na região. de euros de volume de negócios, a distri- Automotive, que em 2018 ocupava o Parque Eólico da Serra do Ralo SA, em
A produtora de fios e cabos para buidora de tabaco é a segunda empresa quinto lugar do ranking com um volume Celorico da Beira, ter registado o segundo
automóveis sediada em Vale de Estrela acima dos 100 milhões de euros no dis- de negócios de 48,2 milhões de euros. Em maior lucro do exercício entre as 50 em-
(Guarda) foi a única cujo volume de trito. A Águas do Vale do Tejo ficou abaixo 2018, a empresa apresentou um prejuízo presas elencadas a seguir à Coficab, com
negócios ultrapassou a barreira dos 200 dessa fasquia e segurou o terceiro lugar, de cerca de 3,5 milhões de euros, o segun- um resultado líquido de pouco mais de 4
milhões de euros, tendo terminado o ano enquanto a Unidade Local de Saúde da do mais elevado a seguir à ULS da Guarda. milhões de euros.
de 2018, a que reporta esta lista, com um Guarda – a maior empregadora do distri- O ranking confirma a concentração Outro destaque deste ranking é o
resultado ligeiramente superior a 234 to com 1.422 trabalhadores – terminou das maiores empresas na sede do distrito, crescimento dos postos de trabalho nas
milhões de euros. A quase totalidade 2018 na quarta posição com pouco mais pois 26 das 50 listadas estão localizadas quatro empresas de componentes para
desse valor foi gerado com exportações, de 89 milhões de euros de volume de no concelho da Guarda. Dessas, destaque automóveis (Coficab, Dura, ACI e Sode-
sendo que a empresa continua a ser a negócios. Contudo, a ULS registou um para as duas unidades do grupo francês cia), que no final de 2018 empregavam
mais exportadora da região. prejuízo de mais de 17,9 milhões de euros Olano. Em conjunto, a Olano Portugal 1.353 pessoas – mais 154 que em 2016.

Ranking Nome Sede Social Capital Social Vol. de Negócios Res. Líquido VAB. Exportação Total Trabalhadores
1 Coficab Portugal, Lda Guarda 2.000.000 234.006.719 21.643.121 37.001.454 222.582.722 599
2 EST - Empresa Senense de Tabacos, S.A. Seia 1.000.000 106.713.243 1.090.500 1.929.167 0 58
3 Águas do Vale do Tejo, S.A. Guarda 83.759.578 98.513.665 5.943.127 40.783.225 0 0
4 Unidade Local Saúde Guarda, EPE Guarda 26.577.236 89.219.433 -17.983.112 45.011.180 0 1.422
5 Dura Automotive Portuguesa Guarda 1.050.000 48.276.355 -3.536.209 4.620.797 39.249.480 424
6 ACI - Automotive Compounding Industry, Lda Guarda 555.000 47.427.415 3.688.270 6.835.111 30.627.361 71
7 Indústrias Alimentares Gelgurte, S.A. Guarda 2.500.000 34.485.565 961.062 7.916.192 3.088.194 142
8 Floponor, S.A. Trancoso 1.460.000 33.381.033 1.459.928 6.916.551 194.762 206
9 Palegessos, S.A. Sabugal 299.310 27.769.391 1.798.012 4.951.141 2.354.009 100
10 Transportes Bernardo Marques, S.A. Guarda 500.000 27.033.174 46.171 10.712.809 2.217.764 335
11 Finiclasse 2000 Guarda 1.110.200 25.198.656 435.323 2.759.415 0 76
12 Sodecia Powertrain Guarda, S.A. Guarda 3.150.000 25.119.024 3.951.348 10.309.408 19.113.682 259
13 Matos & Prata, S.A. Guarda 3.250.000 23.710.931 56.810 621.145 55.754 85
14 Avys Wholesale, Lda Guarda 30.000 20.883.180 56.996 295.951 20.883.131 0
15 Friguarda, Lda Guarda 2.000.000 19.712.281 795.136 2.072.980 202.421 50
16 Olano Portugal Transportes, S.A. Guarda 2.000.000 17.186.013 18.013 6.251.2841 8.296.213 153
17 Matibom - Mat. Indústrias de Carne, Lda Pinhel 300.000 15.477.974 66.685 1.498.570 1.497.222 94
18 Queijos Tavares, S.A. Seia 2.423.900 13.431.069 1.230.198 3.706.064 303.444 66
19 António Saraiva & Filhos, Lda Guarda 615.000 13.165.596 215.037 2.806.727 4.228 121
20 Olano Portugal Logística e Distribuição, Lda Guarda 1.750.000 12.103.315 482.271 2.237.067 2.480.778 53
21 Just in Time - Transp. Logística, Lda Guarda 370.000 10.754.124 98.323 4.631.548 8.958.490 112
22 Afonso & Filhos, Lda Trancoso 274.339 9.836.343 241.061 679.397 0 24
23 HEN - Serviços Energéticos, Lda Guarda 100.000 9.564.386 182.576 534.007 0 9
24 Prisca - Alimentação, S.A. Trancoso 175.000 9.360.710 86.590 1.391.970 1.183.303 56
25 Transnate - Transportes Internacionais, S.A. Celorico da Beira 3.120.670 9.211.985 220.026 3.528.462 5.041.337 118
26 Parque Eólico Serra do Ralo, S.A. Celorico da Beira 50.000 9.136.276 4.073.173 7.850.737 0 0
27 Superguarda Supermercados, Lda Guarda 200.00 8.825.542 71.021 1.512.199 0 75
28 Maquiguarda, Lda Guarda 400.00 8.769.979 115.932 755.193 0 25
29 Sempreviva - Import. Export, S.A. Seia 1.300.000 8.364.194 585.749 2.242.238 296.332 39
30 GENERG Ventos de Trancoso, S.A. Trancoso 52.000 7.773.248 2.724.405 6.083.183 0 0
31 Eólica da Lomba, S.A. Guarda 50.000 7.630.827 2.274.733 6.674.504 0 0
32 Supercôa - Supermercados, Lda Vila Nova Foz Côa 69.000 7.420.810 328.618 1.166.685 0 40
33 Êxitocorrente - Combustíveis, Lda Seia 150.000 7.121.826 187.805 356.582 0 11
34 LIM - Mecano Injetora, Lda Guarda 10.000 7.062.803 38.858 170.154 0 14
35 Lactipedros - Sociedade de Lacticínios, S.A. Aguiar da Beira 2.000.000 7.041.413 657.880 1.966.268 267.477 34
36 Lacto Serra, S.A. Aguiar da Beira 572.500 7.026.671 219.112 1.594.278 528.504 33
37 Gripharma, S.A. Guarda 50.500 7.003.717 221.146 1.760.707 0 38
38 Salemo & Merca, Lda Gouveia 1.500.000 6.890.605 119.672 3.475.402 4.129.231 125
39 MRG Construction, S.A. Seia 1.000.000 6.862.111 -1.289.992 511.117 0 47
40 MTA, Lda Guarda 530.000 6.655.144 161.151 948.563 17.119 32
41 ENAT - Energias, Lda Sabugal 300.000 6.511.448 -113.388 -61.985 0 7
42 Patrimvs Indústria, S.A. Seia 975.000 6.135.271 1.336.191 1.097.544 0 77
43 Olipal, Lda Sabugal 74.820 6.057.373 164.497 1.182.999 514.931 25
44 D-Log Organização de Transportes, Lda Guarda 125.000 6.038.539 20.233 1.778.290 0 54
45 PABI, S.A. Pinhel 605.000 5.974.787 25.089 421.872 418.904 12
46 João Tomé Saraiva, S.A. Guarda 300.000 5.919.440 175.517 1.511.607 212 75
47 Lactibar, S.A. Sabugal 2.100.000 5.747.415 176.365 1.293.530 120.356 72
48 Floresta Bem Cuidada, Lda Guarda 75.000 5.634.234 1.360.044 3.253.191 197.450 78
49 Lactovil, S.A. Trancoso 5.500.000 5.577.414 322.142 984.067 587.177 20
50 Supergouveia - Supermercados, Lda Gouveia 110.000 5.555.774 28.051 845.805 0 45
16 • • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020

Danone intromete-se
no domínio
das celuloses
As celuloses regressaram ao pri- da fábrica de iogurtes de Castelo Branco milhões de euros. Em Castelo Branco a Unitom, produtora e comercializadora de
meiro lugar do ranking das 50 maiores e da produtora de pasta de papel de Vila empresa mais exportadora no ano em concentrados de fruta e tomate, que é a
empresas do distrito de Castelo Branco Velha de Ródão. No entanto, a Danone análise foi também a maior do distrito, 12ª com um volume de negócios de cerca
de 2018. foi a empresa que teve maior lucro do já que a Celtejo registou um volume de de 31 milhões de euros, dos quais mais de
A Celtejo ascendeu ao topo graças a exercício, mais de 9,9 milhões de euros vendas ao exterior que ultrapassa os 82,7 30,9 milhões resultaram da exportação.
um volume de negócios de 129,7 milhões contra cerca de 7,8 milhões da Celtejo e milhões de euros, seguida da Frulact com No concelho de Belmonte a única
de euros e destronou a Danone Portugal, 6,6 milhões da Navigator. mais de 53,3 milhões de euros. representada no ranking é a empresa de
que no ano anterior tinha assumido a Mas quem registou os melhores O fabricante de preparados de fruta confeções Torre, do Colmeal da Torre, no
liderança e desta vez registou 117,7 mi- resultados líquidos de 2018 foram, sediado no Tortosendo (Covilhã) ocupa 44º lugar com um volume de negócios de
lhões de euros. Estas são as duas únicas respetivamente, a eólica Generventos o sexto lugar do ranking com um volume pouco mais de 10,4 milhões de euros. Tal
empresas de Castelo Branco com resul- do Pinhal Interior (Oleiros), com mais de negócios superior a 57,8 milhões de como na Guarda, o maior empregador do
tados acima dos 100 milhões de euros, de 12,4 milhões de euros, a concorrente euros. São mais 39,3 milhões que o data distrito de Castelo Branco é a Unidade Lo-
enquanto a Navigator – que tinha sido Lestenergia (Penamacor), com cerca center da PT, que terminou o ano com cal de Saúde com 1.266 trabalhadores. A
a maior empresa do distrito em 2016 – de 11,6 milhões de euros, e a Scutvias, um resultado de pouco mais de 18,5 Entidade Pública Empresarial é também
fecha o pódio. Estas mudanças devem-se a concessionária da autoestrada A23, milhões de euros e um lucro de 169.103 a detentora do maior prejuízo, que ultra-
a uma redução dos volumes de negócios que alcançou um lucro superior a 10,8 euros. No Fundão o destaque vai para a passou os 4,1 milhões de euros em 2018.

50 maiores empresas do distrito de Castelo Branco (2018)


Ranking Nome Sede Social Capital Social Vol. de Negócios Res. Líquido VAB. Exportação Total Trabalhadores
1 Celtejo - Empresa de Celulose Tejo, S.A. Vila Velha de Rodão 35.500.000 129.735.507 7.883.761 42.358.806 82.752.811 200
2 Danone Portugal, S.A. Castelo Branco 21.609.000 117.779.787 9.905.489 18.508.181 2.883.276 78
3 Navigator Tissue Ródão, S.A. Vila Velha de Rodão 100.482.500 87.072.010 6.652.323 18.264.123 0 216
4 Unid. Loc. Saúde de Cast. Branco, E.P.E. Castelo Branco 14.116.000 68.708.424 -4.167.235 40.620.077 123 1.266
5 Schreiber Foods Portugal, S.A. Castelo Branco 50.000 64.987.565 2.424.517 10.090.163 18.667.394 158
6 Frulact - Ind. Agro-Alimentar, S.A. Covilhã 5.350.000 57.896.424 2.649.987 11.656.374 53.365.819 296
7 Paulo de Oliveira, S.A. Covilhã 2.500.000 37.573.951 5.864.187 14.634.129 28.332.996 509
8 Palser - Bioenergia e Paletes, Lda Sertã 5.800.000 36.405.298 2.623.522 10.061.188 7.979.742 185
9 Generventos do Pinhal Interior Oleiros 50.000 34.825.386 12.492.283 26.682.671 0 0
10 Scutvias - Autoest.Beira Interior, S.A. Castelo Branco 49.200.000 32.729.861 10.853.552 12.346.432 0 23
11 Lestenergia - Exp. Parques Eólicos, S.A. Penamacor 5.000.000 32.169.982 11.676.126 27.097.737 0 0
12 Unitom - Soc. Geral de Comércio, Lda Fundão 2.500.000 31.028.144 397.108 1.357.698 30.931.677 6
13 Generg Ventos da Gardunha, EN. RE.,S.A. Castelo Branco 50.000 29.906.485 9.814.277 23.082.676 0 6
14 Paper Prime, S.A. Vila Velha de Rodão 3.700.000 28.759.674 -120.009 3.316.354 6.063.147 51
15 Enforcesco, S.A. Covilhã 720.000 28.428.851 21.149 -484.897 0 9
16 Francisco Laia Nunes, Lda Sertã 150.000 27.758.612 535.618 1.199.547 0 39
17 Beralt Tin and Wolfram (PT), S.A. Covilhã 12.260.929 25.628.327 5.620.787 14.540.530 25.121.771 281
18 José Afonso & Filhos, S.A. Oleiros 700.510 23.252.055 1.746.577 6.226.479 16.354.442 131
19 A Penteadora - Soc. Ind. Pent. Lãs, S.A. Covilhã 8.120.000 20.434.945 1.026.485 6.646.213 17.861.769 354
20 Centauro Internacional Castelo Branco 4.249.403 18.552.486 1.158.211 6.669.522 7.124.024 187
21 Portugal Telecom Data Center, S.A. Covilhã 15.000.000 18.512.916 169.103 17.223.882 490.457 106
22 Pinhoser - Ind. Madeiras Sertã, Lda Sertã 4.700.000 18.469.735 1.904.413 5.230.153 3.564.788 65
23 Twintex - Ind. de Confecções, Lda Fundão 500.000 18.325.727 705.363 1.319.889 18.293.847 35
24 MRN - Manut. Rodovias Nacionais, S.A. Castelo Branco 50.000 16.267.574 8.947.713 12.944.767 0 38
25 Talenter - Gestão de Projetos, S.A. Castelo Branco 260.000 15.568.418 66.092 4.550.526 5.306 267
26 Fitecom - Com. Ind. Têxtil, S.A. Covilhã 900.000 14.011.026 844.150 4.540.524 12.845.173 175
27 Amatoscar Beiras - Com. Automóvel, S.A. Castelo Branco 345.000 13.694.292 488.037 391.527 0 49
28 Benoli - Confecções, Lda Covilhã 50.877 13.330.066 31.854 2.163.032 12.824.355 143
29 Fábricas Lusitana - Prod. Al., S.A. Castelo Branco 200.000 13.323.226 181.866 2.155.693 150.963 86
30 A. F. Carreto & Filhos, S.A. Castelo Branco 150.000 12.866.343 120.431 996.134 5.508.067 26
31 Eurobeiras, Lda Covilhã 250.000 12.776.945 248.229 1.575.061 0 42
32 Transportes Eduardo Cardoso, Lda Proença-a-Nova 700.000 12.617.699 42.647 4.488.124 7.707.242 14
33 Heading - Recursos Humanos, Lda Castelo Branco 25.000 12.545.505 79.800 11.468.157 0 822
34 Soc. Ind. Confecções - Dielmar, S.A. Castelo Branco 6.700.000 12.529.254 -816.092 5.029.694 7.891.517 413
35 José Lourenço - Pneus e Combust., Lda Proença-a-Nova 1.000.000 12.493.690 1.139.528 2.485.048 478.092 70
36 José Lourenço & Filhos, Lda Proença-a-Nova 150.000 12.275.575 268.249 521.475 0 11
37 Covipneus, Lda Fundão 1.100.000 11.900.610 199.288 1.324.608 1.959.574 55
38 Jaime Alberto, Lda Covilhã 600.000 11.719.183 824.779 2.321.681 24.960 78
39 Districovilhã - Supermercados, Lda Covilhã 110.000 11.238.030 21.463 1.024.190 0 71
40 A.D.C. - Águas da Covilhã, E.M. Covilhã 9.000.000 11.235.608 755.056 4.578.016 0 142
41 Correia & Correia, Lda Sertã 310.000 11.226.128 1.559.721 4.801.749 91.740 123
42 Good Mood Idanha-a-Nova 5.000 11.095.760 1.613.960 2.994.220 261.687 31
43 Rica Granja - Prod. Com. Avícola, S.A. Proença-a-Nova 4.000.000 10.950.688 610.091 2.304.232 7.391.439 32
44 Torre - Soc. de Confecções, S.A. Belmonte 3.742.200 10.482.898 503.884 4.567.660 8.143.098 318
45 Joalpe - Indústria de Expositores, S.A. Covilhã 1.000.000 10.223.842 1.505.150 3.123.469 8.509.449 87
46 Distriproença Supermercados, Lda Proença-a-Nova 68.834 10.080.507 38.877 922.508 0 57
47 Mecalbi - Engineering Solutions, Lda Castelo Branco 220.000 10.046.744 4.561.441 6.707.677 9.930.563 40
48 Bring Focus 2 Group, S.A. Castelo Branco 162.500 9.518.447 617.584 3.061.742 9.208.160 68
49 Dinefer - Eng. e Sist. Industriais, S.A. Castelo Branco 350.000 9.350.544 1.634.966 3.830.041 9.036.420 102
50 Norsnack Comercial, Lda Covilhã 40.000 9.307.986 718.221 2.502.528 206.610 81
Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • • 17

BMEL
Eduardo Lourenço explicado a alunos Susan Palma-Nidel no TMG
do secundário
António Pedro Pita está na
Biblioteca Municipal Eduardo
âmbito do projeto “A Terra da
Escrita”, que divulga autores
a 28 de março
Lourenço, na Guarda, para locais como Helga Moreira, Flautista principal da Orpheus Chamber Orquestra revisita temas
falar sobre o tema “Pensar a Ladislau Patrício e Eduardo
Filosofia hoje, com Eduardo Lourenço. O professor da Uni- icónicos da música portuguesa acompanhada por alguns dos
Lourenço”. versidade de Coimbra falará melhores instrumentistas nacionais
As sessões começaram on- sobre o prestigiado escritor e
DR
tem e regressam esta quinta- ensaísta natural de São Pedro A consagrada flautista nor-
feira tendo como destinatários do Rio Seco (Almeida) e sobre te-americana Susan Palma-Nidel
os alunos do ensino secundá- a importância da leitura em tem concerto marcado no Teatro
rio da cidade e acontecem no geral. Municipal da Guarda (TMG) a 28
de março.
A instrumentista da Or-
Música pheus Chamber Orchestra vai
S. Pedro esta noite no café-concerto apresentar-se com uma banda
formada por alguns dos me-
S. Pedro, aka Pedro Pode, Pedro editou o seu novo álbum,
lhores músicos portugueses
ex-músico da banda Doismileoi- “Mais Um”, cujo tema de apre-
para revisitar os grandes temas
to, atua esta noite (22 horas) no sentação “Passarinhos” anda
da música nacional. São eles o
café-concerto do TMG. por aí a trautear. Este trabalho
guitarrista Pedro Jóia, o contra-
O cantautor editou o seu é composto por um conjunto
baixista Carlos Barretto e José
primeiro disco a solo, intitula- de canções pop sofisticadas com
Manuel Neto na guitarra portu-
do “O Fim”, que reunia «uma «ternurento e poético relato do
guesa, aos quais se juntarão Gil
coleção de canções de métrica quotidiano e das surpresas que
Goldstein (acordeão e teclados),
redonda e recorte clássico, pop a vida nos revela». Pedro Pode
Ruca Rebordão (percussão,
inteligente, afinada e ambicio- (voz e guitarra) é acompanhado
berimbau e vozes) e Sandra Mar-
sa», refere a produção. O single por Tó Barbot (baixo e percus-
tins (violoncelo). O motivo deste
“Apanhar Sol” foi o seu primeiro sões), Cláudio Tavares (bateria)
encontro foi o disco “Lisboa à
sucesso com versos que ficaram e Sérgio Bastos (teclados). O
Solta”, editado em 2018 por Susan
a ressoar. No final de 2019, S. concerto tem entrada livre.
Palma-Nidel (flautas) com 12
canções icónicas de Fausto, Sérgio
Godinho, Paulo de Carvalho, Zeca
Música
Afonso, Carlos Paredes, Adriano
Inscrições abertas para concurso Correia de Oliveira e Alain Oul-
de bandas da Festa do Avante man, entre outros, apresentadas
com novos arranjos.
Encontram-se abertas as rias vão decorrer de norte a sul Após uma bem sucedida
inscrições para a 23ª edição do país. Os grupos vencedores carreira de 30 anos, a norte-
do concurso de bandas para o terão a oportunidade de atuar americana veio para Portugal
palco Novos Valores da próxi- na icónica festa do PCP, que Susan Palma-Nidel já editou “Lisboa Íntima” (2016) e “Lisboa à Solta” (2018)
explorar os matizes das nossas
ma Festa do Avante, na Quinta terá lugar de 4 a 6 de setembro. formas musicais – com exce- pelas Beiras. Em 2018, Susan fez o mesmo que Ry Cooder, que
da Atalaia, Seixal. O regulamento e a ficha de ção do fado, muitas delas são Palma-Nidel reuniu outro grupo viajou para Havana para apre-
O concurso vai contar com inscrição estão disponíveis no desconhecidas fora do país – e de músicos para reinterpretar sentar a música cubana a um
a participação de centenas de site da Juventude Comunista acabou por gravar o disco “Lis- algumas das músicas mais iden- público mais amplo, trabalhan-
jovens músicos e as eliminató- Portuguesa. boa Íntima”, que contou com a titárias da cultura portuguesa e do apenas com músicos locais.
colaboração de artistas como o resultado foi “Lisboa à Solta”. A Há mesmo quem lhe atribua
Carlos do Carmo, Ivan Lins, Né crítica compara este trabalho às uma «magia semelhante à do
Exposição Ladeiras e Júlio Pereira, sobre renomadas gravações do Buena Buena Vista Social Club», dada
30 anos de história do Coro Misto da temas tradicionais de Trás-os- Vista Social Club de meados dos a relação e admiração mútua
Montes ao Alentejo, passando anos 90, pois Susan Palma-Nidel entre Susan e os outros músicos.
Beira Interior na biblioteca da Covilhã
São «30 anos, 16 CD grava- do grupo cultural, mostrando
dos, 674 concertos em 29 pa- «o que o público habitualmen- Fundão
The Legendary Tigerman esgota a Moagem
íses diferentes» que vão estar te não vê». «É uma mostra da
representados em foto na Bi- história, mas também uma
blioteca Municipal da Covilhã a homenagem a todos os que por DR

partir deste sábado. O espólio lá passaram e que o ajudaram a Depois do apoteótico concer-
do Coro Misto da Beira Interior crescer», explica Luís Cipriano, to no último Festival de Blues da
estará patente até ao final de maestro do Coro e diretor da Guarda, em agosto, The Legenda-
abril e pretende mostrar os Associação Cultural da Beira ry Tigerman está de volta à região
momentos mais emblemáticos Interior (ACBI). para um concerto já esgotado esta
sexta-feira (22h30) n’A Moagem,
no Fundão, no âmbito do ciclo
Covilhã “Sons à Sexta”.
Vinte anos depois da estreia
Museu dos Lanifícios promove novo a solo, o alter ego do multiface-
programa familiar tado Paulo Furtado regressa ao
“Sábados no Museu” é o núcleos museológicos. Além palco novamente sozinho para
nome do mais recente pro- desta iniciativa, desde domin- interpretar um rock n’ roll e blues
grama familiar do Museu dos go está em vigor o programa telúricos e desmedidos. Como
Lanifícios, na Covilhã. “Famílias no Museu”, no âmbito companheiros tem apenas a sua
Em fevereiro, todos os do qual pais e filhos beneficiam guitarra, um kit de bateria e um
sábados, entre as 16 horas de entradas gratuitas no pri- kazoo. O ponto de partida é o deve-se também às suas porten- e vontade de surpreender. Desde
e as 17h30, as familías (dois meiro domingo de cada mês e velho formato de one-man-band tosas atuações ao vivo. Paulo Fur- 2002 que o músico «explora as
adultos e duas crianças) têm têm ainda acesso a visitas es- nascido nas margens do Delta do tado é o criador de um conceito de margens dos blues eletrificados,
descontos na entrada nas ex- pecíficas às mostras do espaço Mississipi. Além da qualidade das blues único em Portugal, em que com a guitarra encharcada num
posições patentes nos dois museológico da UBI. suas músicas, o êxito deste proje- os sons típicos do Sul dos Estados reverb que a atira para outro tem-
to a solo do músico de Coimbra Unidos se juntam à irreverência po», lê-se na sua apresentação.
18 • • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 Publicidade

PUB

Odontopediatria - Medicina dentária para crianças :)

MEDICINA DENTÁRIA | Drª. Rita Vilar | Dr. Alexis Oliveira | Drª. Soraia Rocha
ODONTOPEDIATRIA | Drª. Rita Vilar

GINECOLOGIA / OBSTETRÍCIA | Drª. Cremilda Sousa PODOLOGIA | Dr. Cristóvão Polónio


CIRURGIA GERAL | Dr. Pedro Caldes MEDICINA CHINESA | Drª. Celina Barreto
ENDOCRINOLOGIA | Drª. Daniela Guelho PSICOLOGIA CLÍNICA | Drª. Maggie Vaz
MEDICINA GERAL E FAMILIAR | Drª. Ana Isabel Santos EXAMES PSICOTÉCNICOS | Drª. Liliana Tavares
PNEUMOLOGIA | Drª. Rita Gomes TERAPIA DA FALA | Drª. Ana Rita Gonçalves
PSIQUIATRIA | Dr. João Campos Mendes ENFERMAGEM | Enf. David Centeio
UROLOGIA | Dr. Gustavo Gomes NUTRIÇÃO CLÍNICA | Drª. Inês Costa
PEDIATRIA | Drª. Rita S. Oliveira OSTEOPATIA | Dr. João Araújo
REUMATOLOGIA | Drª. Joana Ferreira MEDICINA INTEGRATIVA | Drª. Sandra Grilo
ORTOPEDIA | Dr. António Mendes | Dr. Eduardo Ferreira COACHING | Drª. Susana Menoita
ACORDOS - Consulte as especialidades abrangidas
CHEQUE DENTISTA | ADVANCECARE | TRANQUILIDADE | SANTANDER TOTTA | ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA MONTEPIO | SSCGD | SAMS CENTRO
SAMS QUADROS | MEDICARE | GENERALI CARE | FUTURE HEALTHCARE | SAÚDE PRIME|VICTÓRIA | EDP MAIS | DECO+ | DENTALREDE

Dra Assunção Vaz Patto Prof. Doutor


L. Taborda Barata
Neurologista
Consultas de Neurologia
Imunoalergologista
Medicina Desportiva Exames: Electromiografia Asma e Doenças Alérgicas
Drª. Rita Lourenço e Potenciais Evocados
Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
- Exame Médico-Desportivo CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral -
(Atestado
Descontos: para
GNR, prática desportiva)
PSP, ADSE, SAMS… Tel: 275334876
Edifício Gulbenkian, s/n Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
-Acompanhamento Clínico do Atleta
Guarda 6300-745 Guarda Tel: 271211905

Prof. Celso Pereira


Imuno-Alergologia
(Doenças Alérgicas)
Ass Graduado HU Coimbra /
Fac Medicina UC
Oftalmologia
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455 Drª Emília Cardoso
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96 Consultas
Descontos: aos
GNR, PSP, sábados
ADSE, SAMS…

Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560 Guarda

ADVOGADOS ADVOGADOS
Vitor Nascimento António Ferreira, Paula Camilo
& Associados
Bárbara Brigas Sociedade de Advogados, RL
Filipe Pinto
Telefone: 271 086 518 Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765 Fotojornalista
e_mails:
e_mails: antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com
vitor.nascimento-5874c@adv.oa.pt Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
barbarabrigas-4041c@adv.oa.pt (ao lado da loja MANGO) Escadas do Quebra Costas, Nº 2 • 6200-170 COVILHÃ
Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950
Rua do Encontro, nº 9 - 3º • 6300-704 Guarda 6300-663 Guarda E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com

Médico

Diogo Cabrita
Cirurgião geral
tratamento de varizes e suas
complicações, pequenas cirurgias,
hérnias, hidrocelos, vesícula Litiásica.
Marcações : (Clínica Cembi)
Telef.: 271213445
Protocolo com a Médis

António Gil Advogado


Tel. / Fax 271 238 344
R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda
Contacte-nos!
Tel: 271212153 antonio.gil-5388C@adv.oa.pt
Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • • 19

Sp. Covilhã na luta


Atletismo
CA Seia na final
da Iª Divisão do

pelos lugares de subida


Nacional de clubes
de pista coberta
O Centro de Atletismo de
Seia apurou-se no último fim de
semana para a final da primeira
divisão masculina do Nacional Serranos somaram a quinta vitória da era Daúto Faquirá na receção à Oliveirense e ocupam
de Clubes em pista coberta. A o quinto lugar da IIª Liga, em igualdade pontual com o Estoril, quarto classificado
prova terá lugar nos dias 22 e
Filipe Pinto - Foto Académica
23 deste mês no Altice Fórum, Ficha de Jogo
em Braga.
Árbitro: Sérgio Guelho (AF Guarda)
Os senenses terminaram em Árbitros assistentes: Ângelo Carneiro
sexto lugar as provas de apura- e Sérgio Costa
mento realizadas em Braga e
E. Santos Pinto,
Pombal. O primeiro classificado
Covilhã
foi o Benfica, vencedor de sete
das últimas oito edições do Na- Sp. Covilhã.................. 1
cional, seguido do Sporting, Sp. Carlos Henriques, Tiago Moreira,
Braga, Juventude Vidigalense e Jaime Simões, Brendon, Soares,
Maia AC. Atrás da formação de Filipe Cardoso, Gilberto, Mica Silva,
Seia ficaram o Jardim da Serra Rodrigo Martins (Gui, 66’), Jean Ba-
tista (Rodrigo António, 74’) e Kukula
e o Grecas (486.50). Em femi- (Deivison, 84’)
ninos não há representantes da Treinador: Daúto Faquirá
região, mas a ACR Senhora do
Desterro vai competir na IIª Di- Oliveirense................. 0
visão feminina, juntamente com Coelho, Alemão, Sérgio, Michael
o Eirense, Maia AC, Oliveira do Douglas, Leandro, Oliveira, Diogo
Douro, Academia de Valdevez, Clemente, Paraíba (Malele, 76’), Sér-
gio Ribeiro (Miguel Silva, 70’), Agdon
Casa do Benfica de Faro, GCA e Neto Costa (Filipe Gonçalves, 62’)
Donas (Fundão) e União de Kukula marcou de penálti o único golo da partida e já é o melhor marcador dos “leões da serra” Treinador: Pedro Miguel
Tomar. A equipa masculina de O Sp. Covilhã continua na ocasiões de golo. A única situação 68’, Kukula viu Coelho defender o
São Romão também conseguiu Golos: Kukula (71’, g.p.)
luta por um lugar de subida à Iª flagrante aconteceu aos 26’, quan- cabeceamento e, na recarga, atirou
o apuramento para o segundo Liga após vencer a Oliveirense do o guardião visitante Coelho para fora. E aos 71’ o avançado Ação disciplinar: Cartão amarelo
escalão, que contará com as no fecho da 19ª jornada do cam- defendeu por instinto, para canto, cabo-verdiano desfez o nulo na con- para Sérgio Ribeiro (19’), Jean Batista
presenças de Casa do Benfica peonato secundário, na segunda- o remate de Brendon dentro da versão de uma grande penalidade, (38’), Rodrigo Martins (40’), Sérgio
de Faro, AC Póvoa de Varzim, feira. Com esta vitória, os coman- área. Na resposta, em cima do assinalada pelo árbitro da Guarda (52’), Diogo Clemente (89’) e Agdon
ADRAP, 20 Km de Almeirim, São (89’). Cartão vermelho direto para
dados de Daúto Faquirá ocupam intervalo, Agdou rematou de fora José Guelho após Oliveira travar Oliveira (59’).
João da Madeira, Sobral de Ceira o quinto lugar da geral com 31 da área mas a bola foi parar às com a mão um remate do estrean-
e Cucujães. pontos, os mesmos que o quarto mãos de Carlos Henrique. O nulo te Gui. Na sequência, o defesa da voltou a estar perto do golo, só
classificado, o Estoril. no marcador no final do primeiro Oliveirense viu o cartão vermelho que não conseguiu concretizar
Judo Os locais jogaram a primeira tempo era o reflexo de um jogo direto e foi expulso. e foi o serrano Mica que, num
metade com as linhas mais subi- muito contido e sem rasgos. Em inferioridade numérica, contra-ataque, tentou surpreen-
Guardenses no das, sem, no entanto, arriscarem Tudo mudou no regresso das os visitantes reagiram e Filipe der Coelho com um remate quase
pódio do Open Ana ou conseguirem criar instabilida- cabinas. A começar pela Olivei- Gonçalves rematou aos 79’, num do meio do campo, mas a bola
Hormigo DR
de, frente a um adversário con-
tido, à espera da oportunidade
rense, que aproveitou o espaço
concedido pelos covilhanenses
lance que Jaime desviou para can-
to. Já na outra baliza foi o recém-
saiu ao lado e o resultado já não se
alterou. Este domingo os covilha-
para explorar o contra-ataque. para se aproximar da área e pôr a entrado Rodrigo António quem nenses deslocam-se a Vila Franca
O primeiro tempo foi, por isso, defensiva serrana em sentido. Só protagonizou duas ocasiões fla- de Xira para defrontar o “aflito”
morno e sem jogadas de ataque que a equipa da casa arregaçou as grantes, mas sem consequências. Vilafranquense, que mudou de
dignas de registo e muito menos mangas e aumentou a pressão. Aos Já nos descontos a Oliveirense treinador esta semana.
PUB

Quatro judocas do CDCSS


Pinheiro (Guarda) subiram ao
pódio no Open Ana Hormigo de
juniores realizado no sábado,
em Alcains.
Os irmãos André (-60 qui-
los) e Hugo Bernardo (-90 qui-
los), bem como Aurélio Soares
em -66 quilos, conquistaram o
terceiro lugar nas suas catego-
rias. Por sua vez, Yevgeny Vyso-
china obteve o segundo lugar em
-81 quilos. O torneio serviu de
preparação para o Campeonato
Regional (Centro-Sul) que terá
lugar dia 15, em Arronches, e
garantirá o acesso ao Nacional
de juniores agendado para 29 de
fevereiro em Odivelas. Entretan-
to, este sábado Pedro Gil, em -81
quilos, irá competir no Nacional
de cadetes.
20 • • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 Publicidade

Taça de Honra AF Guarda


Quartos de final jogam-se
Rua do
Rua do Campo,
Campo, 55 –– 1º
Telefone: 271211730
Telefone: 271
1º Dto
211 730
Dto -- 6300-672
6300-672 Guarda
- 967543140
Guarda
– 967 543 140
Lic.NºNº15550
Lic. 2890 –– AMI
AMI
www.predialdaguarda.pt
www.predialdaguarda.pt
no dia 23
A Associação de Futebol da Guarda realizou na
VENDE
ID:1173B Garagem No centro com boa localização. Oportunidade….. .…8.000€
semana passada o sorteio dos quartos de final da Taça
ID:1179 Casa Rústica Zona do Mondego para restaurar com terreno.. .12.500€ de Honra, que terão lugar dia 23.
ID:1220 Vivenda A 20km da cidade da Guarda, pronta a habitar. Só!.. ..27.000€
D:1140B Casa Rústica Em pedra, isolada a 10 minutos do centro……..27.500€ Em prova há sete equipas do Distrital da Iª Divisão
ID:1131 Casas Rústicas A precisar de obras com terreno envolvente.. .29.900€ (Sp. Mêda, Os Vilanovenses, Soito, Gouveia, Aguiar da
D:1258 Moradia Para remodelar na zona de Sequeira com terreno…. ..30.000€
D:1143 Casa Rústica Para remodelar com 42.502m² de terreno……....31.000€ Beira, Sp. Vilar Formoso e Vila Franca das Naves) e uma
ID:1300 T3 Centro A necessitar obras,3 quartos, sala, cozinha, sala….33.500€ da IIª Divisão (Nespereira). O sorteio ditou os jogos
ID:1241C Lote Na Guarda para construção de moradia. OCASIÃO!.…...35.000€
ID:1238 T2 Pinhel Coz. mobilada c/ lareira, garagem, logradouro… …..41.000€ Vila Franca-Aguiar da Beira, Gouveia-Soito, Nespereira-
ID:0159 Quinta Com 3 poços, tanques 2 casas de apoio. 8.500m². Só!.45.000€ Vilanovenses e Sp. Mêda-Sp. Vilar Formoso. Na ocasião

VIDENTE
ID:0000 T3 Centro A precisar algumas obras de remodelação… ….…..46.900€
ID:1267 Casa Rústica Casa em ruinas p/restaurar com terreno………..58.000€ foi também realizado o sorteio dos encontros das meias
D:1268 Casa Rústica Parcialmente remodelada, logradouro c/ poço.. ..65.000€
ID:0361 T4 Centro Completamente mobilado e equipado, garagem…...79.900€
finais, a disputar em abril, sendo que o vencedor do Vila
ID:1265 T2 Centro Coz. mobilada, roupeiros, 1 wc, despensa, sótão….84.900€ Franca-Aguiar vai receber o vencedor do Gouveia-Soito e
ID:0829 T3 Duplex Com lareira, 3quartos, 2wc´s, lugar de garagem… ..95.000€
2
ID:0000 Vivenda A 10minutos do centro, c / 2500 m de terreno….…. ...95.000€
Com longos anos de experiência o vitorioso da partida Nespereira-Vilanovenses defron-
ID:1254 T3 Centro Ocasião! Com sótão e garagem. Bem situado!...…..95.000€ tará a equipa que ganhar o jogo Sp. Mêda-Sp. Sabugal.
ID:0545 V4 Guarda Moradia próxima da Guarda, c/ 4 quartos……… .100.000€ Trata inveja, mau olhado, espiritual, estudos, negócios, A final da Taça de Honra da AF Guarda será jogada
ID:1000 V4 Isolada C/4 quartos, 2 wc´s, adega, garagem, quintal… …115.000€
ID:1262 T3 Guarda Aquec.central a lenha, sótão,garagem p/2 carros.117.500€ empresas, amor, problemas familiares, saúde, etc. a 16 de maio no estádio municipal da Guarda.
ID:0997 T3 Guarda Aquec. central, roupeiros, garagem p/ 2 carros.. ...120.000€
ID:0580 Lote Para Construção no Bairro do Pinheiro, c/ 945m²…... ….125.000€
Sempre pronto a dar resposta aos seus problemas.
ID:1155 T3 Guarda Aquec. central,lareira, garagem p/2 carros,sótão...132.500€ Saiba tudo sobre o seu futuro e o porquê que tudo
ID:1022 V4 Guarda Coz. e sala comum, aquec. central, garagem… …145.000€ BTT
ID:1269C Prédio Com 4 fracções, logradouro,excelente investimento..150.000€ corre mal em sua vida?
ARRENDA Não hesite, fale com quem sabe. Tenha FÉ: Inscrições abertas para 12ª Rota
IID:1075B Salas Centro Salas c/ 20 m2, óptimo, para explicações……. ….…90€
ID:0972C Escritório Centro Com 30m², óptimas vistas, 1 wc………… …...150€
2
271238451 ou 969012923 do Cabicanca
IID:1050 Loja Guarda Loja para comércio c/ 110 m , 2 wc´s, c/armazém …220€
ID:0316 Escritório Centro Com 30m², c /2 salas, 1 wc, boa localização….250€ Estão abertas as inscrições para a 12ª edição do
IID:0972B Loja Guarda Com 2 salas, recepção,2 wc´s, bem localizada…...250€
ID:0653 Escritório Centro Todo remodelado, sala ampla c/varanda,1 wc. .275€
passeio de BTT - Rota do Cabicanca, a 19 de abril, em
ID:0886 T3 Centro Coz. mobilada e equipada, roupeiro, 2 wc, marquise.. ..310€ Aguiar da Beira.
2
IID:1240C Loja Guarda Loja para comércio c/ 163 m , 2 wc´s, 2 salas ……350€
IID:0851B Loja Centro Loja r/chão, c/ cave p/ arrumos, bem localizada.…..400€
Segundo o município, que organiza a atividade, há
ID:1246 T2 Centro Completamente mobilado e equipado, 1 wc, marquise. 400€ dois percursos de 25 e 45 quilómetros à escolha. Já os
mais pequenos terão à sua disposição um circuito infan-
Predial da Guarda
Vende, Arrenda, Administra imóveis.
arquiteta til de BTT (com cerca de três quilómetros) e os acom-
panhantes dos atletas poderão participar em atividades
PUB lúdicas e acesso livre às piscinas, ginásio, campo de ténis
rua almirante gago coutinho n.º 95, r/ ch dirº
6300-507 guarda e à pista de atletismo de Aguiar da Beira.
271 023 832 . 96 407 2248
PUB
quelarquiteta@gmail.com . https://quelarquitetura.webnode.pt/
vasta experiência em todo o tipo de projetos

Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins • Rua da Corredoura, 80 - R/C


Dto - C • 6300-825 Guarda • Aditamento
Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Sofia Craveiro. • Conselho Editorial: Loteamento Quinta do Conde
António Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José
Carlos Alexandre, Diogo Cabrita e Maurício Vieira. Processo 2/1999/1001

Amílcar José Nunes Salvador, Presidente da Câmara Municipal do Concelho de


Colunistas e Colaboradores: Acácio Pereira, Albino Bárbara, Ângela Guerra, António
Empresa de transportes admite: Trancoso:
Costa, António Ferreira, António Godinho, Cláudia Quelhas, David Santiago, Diogo
Faz saber, que em deliberação tomada por esta Câmara Municipal em sua reunião
COMERCIAL Cabrita, Eduardo Lourenço, Fernando Pereira, Fidélia Pissarra, Frederico Lucas, realizada a 15 de janeiro de 2020, e em face do disposto no art.º 27 do Decreto-Lei
Procuramos profissional com o seguinte perfil: Hélder Sequeira, Honorato Robalo, João Canavilhas, Joana C. Pereira, Joana Dente, nº 555/99 de 16 de dezembro, com ulteriores alterações, é emitido o aditamento ao
João Mendes Rosa, João Morgado, João Santiago Correia, Joaquim Igreja, Jorge Noutel, Loteamento Quinta do Conde, requerido por Agostinho Fonseca Gonçalves, contribuinte
• Fluente na língua francesa (imprescindível);
José Carlos Alexandre, José Carlos Breia Lopes, José Pires Manso, Júlio Sarmento, fiscal nº 196705703, residente em Rua Amaro da Costa, nº13, através do qual é
• Conhecimentos de língua inglesa;
Melanie Alves, Miguel Castelo Branco, Miguel Moreira, Miguel Sousa Tavares, Norberto autorizada a alteração do lote 44, sito em Quinta do Conde, União de Freguesias de
• Informática na ótica do utilizador; Gonçalves, Nuno Jerónimo, Telma Madaleno e Víctor Afonso. Desporto: António Trancoso (São Pedro e Santa Maria) e Souto Maior, concelho de Trancoso, descrito na
• Valorizam-se conhecimentos e relações comerciais Silva, Arlindo Marques, Cristina Sofia, Daniel Soares, José Luís Costa, Miguel Machado Conservatória do Registo Predial sob o nº 1249/20000623 e inscrito na matriz nº 2292.
no setor de transportes; e Rui Geraldes. • Cartoon: Maurício Vieira. • Paginação: Jorge Coragem • Projeto As alterações incidem sobre o Lote nº 44, nomeadamente:
Gráfico: Maurício Vieira. • Departamento Comercial: Natalina Martins • Impressão: Redução da área de implantação de 148,20 m2 para 147,50 m2.
Oferecemos: Redução da área de construção de 296,40 m2 para 291,70 m2.
FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua Adriano Lucas – 3020-430 Coimbra • Telefone
• Formação; Mantêm-se inalteradas as restantes características inicialmente aprovadas no
239 499 922 • Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig.pt • Sede, Redação e Publicidade:
• Disponibilização de computador portátil; Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda N.I.P.C. – P-504847422. loteamento.
• Trabalho a partir de casa; • Nº de registo na ERC: 123436 • Depósito Legal:146398/00 • Tiragem desta
Para conhecimento geral se publica o presente aviso.
Trancoso, Setor de Licenciamento de Obras Particulares e Loteamentos, 21 de
Enviar Curriculum Vitae para Apartado 196, 6300-909 GUARDA edição: 5.200 exemplares • Periodicidade: Semanário • Edição Internet: O Interior •
janeiro de 2020.
Propriedade: JORINTERIOR - Jornal • O Interior, Ldª. Detentores com 5% ou mais
do capital da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de Almeida e Luís Baptista-Martins. P´ O Presidente da Câmara
Eduardo António Rebelo Pinto
Estatuto Editorial: https://www.ointerior.pt/ficha-tecnica/ • (Vereador)
Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt (Amílcar José Nunes Salvador)
• publicidade@ointerior.pt O Interior, nº 1048 de 06/02/2020

Cupão de Assinatura
Identificação: Nacional_ ____ Semestral.....(16€) Anual.. (30e)
Nome: _________________________________________________________________________________________________________
Estrangeiro_ Semestral.....(18€) Anual.. (35e)

Morada: ________________________________________________________________________________ Código Postal: _________ - ______ Localidade: _____________________________________________

NIF: ________________________ Telefone/Telemóvel: __________________________________________________ Email: ________________________________________________________________

Modo de Pagamento:
Enviar para: Rua da Corredoura 80, R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Transferência Avulsa
IBAN: PT50 001000002256785000177
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Assinatura __________________________________________________ Data _____/_____/________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência.
O Jornal O Interior compromete-se a adoptar as medidas de segurança necessárias para garantir a salvaguarda dos dados
Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________ pessoais / empresas dos assinantes contra a sua eventual utilização abusiva ou contra o acesso não autorizado.
O contrato de assinatura renovar-se-á por iguais e sucessivos períodos de tempo (seis/12 meses), até que qualquer das partes
Numerário denuncie a desistência por meio de comunicação escrita com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.
Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • • 21

Prémios “Forte” Desporto automóvel

Guarda distinguiu os Gala Spal homenageia 38 pilotos


da Guarda

seus atletas e clubes


Trinta e oito pilotos, de 12 res. Já na modalidade de sprint
modalidades diferentes, vão os Prémios Spal serão entregues
ser homenageados na 22ª Gala a David Cairrão, Diogo Caramelo
LM
SPAL – “A nossa seleção de pilo- e Tiago Cabral, enquanto David
José Paulos, fundador do tos”, que acontece este sábado Lourenço vai receber troféu pela
Guarda Basket, treinador e di- (21h30) no Teatro Municipal sua participação na categoria
rigente, foi homenageado com da Guarda (TMG) numa orga- Regularidade Sport.
o prémio “Carreira Desportiva” nização do Clube Escape Livre. Daniela Loureiro, David
Segura Fernandes na segunda Como habitualmente, cabe- Saraiva, Fernando Pereira,
edição dos prémios “Forte”, a rá ao público escolher o piloto Francisco Carvalho, Ruben
gala do desporto guardense do ano numa noite em que serão Rocha e Sérgio Saraiva (ve-
organizada pela autarquia no também entregues os Troféus locidade); João Fernandes,
sábado, no TMG. Prestígio João Lopes e Manuel Marcelo Lopes e Rodrigo Sousa
O técnico mostrou-se agra- Gião a entidades ou organismos (trial); Pedro Rabaço (kart-
decido pelo galardão e reconhe- de referência nas atividades do cross); Francisca e Guilherme
ceu que a distinção «é uma obri- Clube. Da lista de pilotos cons- Santos (quad-cross) são outros
gação, uma responsabilidade, de tam Nuno Costa (karting), Rui dos distinguidos este ano pelo
tentar fazer mais e melhor». O Brites, Rui Cunha, Tomás Pis- Escape Livre. Nas motos, vão
atual responsável pelo Guarda sarra e Vítor Dias (radiomode- subir ao palco Fausto Frade,
Basket afirmou aos jornalistas lismo), a dupla António Matias/ João Pereira, José Torres e
que sempre norteou a sua ati- António Tavares, Bino Santos e Mário Patrão (todo o terreno
vidade pelo «desenvolvimento Nuno Rodrigues da Silva (ralis). e enduro), bem como Bruno e
pessoal e desportivo do atleta, No slalom serão galardoados Guilherme Catarino e Márcio
transmitindo valores e não ape- Fernando Morgado, Filipe For- Ferreira (motocross). A gala
nas a luta pela vitória e por ser tunato, Miguel Vicente, Ricardo abre com a atuação do Quar-
o melhor. Um clube que tenha Vicente. Rui Loureiro e Rui Soa- teto Santa Cruz de Coimbra.
como principal objetivo a ob-
tenção de bons resultados não
vai longe», disse José Paulos. No Futebol feminino
sábado 46 atletas, clubes e diri-
gentes de diferentes modalida-
Guarda acolhe Torneio Interassociações
des (veja lista na última edição sub-17 no final de março
de O INTERIOR) foram home- O distrito da Guarda vai acontece pela primeira vez. Será
nageados com um galardão que receber a fase final do Torneio também a estreia da AF Guarda
se destina a reconhecer o seu Interassociações sub-17 de fute- na organização de um torneio
desempenho na época transata. bol feminino de 29 de março a 1 interassociações de futebol femi-
Entre outras distinções, o “For- de abril, anunciou a Associação nino, o que para o seu presidente,
te” para o melhor clube na cate- de Futebol da Guarda. Amadeu Poço, é «motivo de gran-
goria de desportos coletivos foi A prova vai contar com de satisfação» e «um enorme con-
para o Guarda Unida, enquanto a participação de 22 seleções tributo para o desenvolvimento
o Clube de Natação da Guarda distritais de todo o país, o que da modalidade na região».
foi galardoado na categoria de
desportos individuais. José Paulos, professor, treinador e dirigente, foi galardoado com o prémio
“Carreira Desportiva” Segura Fernandes
O “Forte” de Reconhecimen- Boxe
to foi atribuído à Associação reconhecimento do trabalho de ano, tendo considerado que o
de Atletismo da Guarda, pela atletas, treinadores, dirigentes e investimento na prática des- Luís Correia vence em Lisboa
Luís Correia, da secção de vas categorias de peso. Para
organização do XXº Meeting clubes, que são o foco principal portiva «faz sentido e é para
boxe do Oriental de São Marti- o Oriental, estes resultados
Internacional da cidade, con- da ação do município. E depois continuar a apostar». A gala
nho (Covilhã), venceu o Open mostram que a modalidade
siderado pela Federação Por- pretende promover e divulgar os foi apresentada pela hilariante
Internacional de Marvila (Lis- continua «a afirmar-se como
tuguesa como o melhor a nível bons exemplos protagonizados dupla de humoristas Telmo Ra-
boa) na categoria de 91 quilos. um grande projeto desportivo,
nacional na última época. Já a na última época». Carlos Chaves malho e Pedro Tochas, enquanto
A coletividade da “cidade- que muito tem contribuído
CERCI Guarda foi distinguida Monteiro revelou ainda que os a Orquestra Aeminiun musicou
neve” participou com mais para a divulgação do boxe e
na área do desporto adaptado. equipamentos desportivos da o evento. Veja a fotogaleria dos
três atletas, que conseguiram prestígio do associativismo
Para o presidente da Câmara, autarquia registaram «mais de galardoados no site de O INTE-
o terceiro lugar nas respeti- covilhanense».
esta gala «é, em primeiro lugar, o 150 mil utilizações» no último RIOR (www.ointerior.pt).

Futebol distrital
Sp. Mêda passa teste em Gouveia
DR
A indecisão está a dominar o com Trancoso (3º classificado) e (11º). No sábado, o jogo antecipa-
Distrital da Iª Divisão da AF Guarda, Manteigas (4º) prontos a aprovei- do que opôs o último Estrela de
cujo líder Sp. Mêda, com 32 pontos, tar qualquer deslize dos dois pri- Almeida (14º, menos um jogo) e o
conta apenas um ponto de vanta- meiros. No entanto, trancosenses penúltimo Foz Côa (13º) terminou
gem sobre o segundo classificado, e manteiguenses foram travados empatado 2-2. Este fim de semana
o Desportivo de Gouveia, após 14 na 14ª jornada. Os primeiros con- jogam Mêda-Almeida, Manteigas-
jornadas. cederam um empate a uma bola na Gouveia, Vila Franca-Trancoso,
No domingo as duas equipas receção ao Sp. Celoricense (10º), Foz Côa-Vila Cortês, Vilanovenses-
defrontaram-se no Municipal do enquanto os serranos perderam Aguiar da Beira, Celoricense-Soito
Farvão, na “cidade-jardim”, e o jogo 1-0 em Aguiar da Beira (9º, menos e Vilar Formoso-Fornos.
terminou com um empate (1-1) dois jogos). No domingo realizou-se mais
que satisfaz mais as ambições dos Já o Vila Franca das Naves (6º) uma fase da Taça da IIª Divisão. Na
medenses. Os comandados de foi ganhar 3-2 ao terreno do Vila série A Sabugal e Nespereira em-
Rogério Afonso seguem invictos Cortês do Mondego (5º, menos pataram 2-2 e o Freixo de Numão
no campeonato após este difícil um jogo), o Soito (7º) ganhou 1-0 foi ganhar 2-0 a Casal de Cinza. Na
teste em Gouveia, que também na receção ao Sp. Vilar Formoso série B o Pinhelenses venceu fora o
confirmou ser um forte candidato (12º) e o Fornos de Algodres (8º) Guarda FC por 2-0. O campeonato
ao título. Mas tudo pode acontecer, fez o mesmo frente ao Vilanovenses só regressa no dia 16.
22 • • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020

agoradigoEU

O paradigma do Homo Sanus (I)


opinião
opinião
Albino Bárbara
João Mendes Rosa

Porta dos A cosmovisão ocidental que se seguiu à II Guerra Mundial bipartiu-


se, como sabemos, em duas linhas de pensamento inteiramente antí-
Paulatinamente depurado face a novas emergências antropológicas,
mas sobretudo tecnológicas eis, totalmente configurado, duas décadas
podes: de um lado estavam aqueles que, mutatis mutantis, mantinham volvidas sobre a presente centúria, o Homo Sanus. Este não lê Claudel
fundos a sua expectação do reencontro de uma Igreja tantas vezes tintada de
sangue pelo colaboracionismo com regimes totalitários, com o Deus
nem Sarte, aliás, nem sequer lê. Mais: desdenha ruidosamente dessa
práxis tida por arcaizante. Não é ateu nem crente; nada lhe dizem ideários
Muito antes do “Charlie Heddo” de Francisco de Assis e Joana d’Arc, mantendo não obstante um grau quer de esquerda ou de direita: busca apenas o seu bem-estar pessoal,
já o limite à liberdade de expressão de criticismo que raiou por vezes a afronta explícita. Desse “grupo”, uma espécie de desfastio existencial acomodando-se aos refúgios de
e de humor eram testados por cá heterogéneo, informal e também por vezes heterodoxo, faziam parte conforto que o “mainstream” lhe proporciona. Absolutamente diluído na
numa última ceia do “Herman Zap”, Mauriac, Paul Claudel, Graham Greene, Sigrid Undset, Bernanos. Este cultura de massas, começou por ser adepto do “fast-food” mas numa
num cartoon com João Paulo II e último digladiou até ao suspiro derradeiro o desconserto na Igreja e de- cabriola desconcertante, tornou-se subserviente do regime alimentar
Bento XVI e na memória do jornal nunciou desassombradamente o rumo errático daqueles que injuriavam oposto onde pontificam absentismos e nutrições exóticas provindas da
dinamarquês “Jyllands Posten”. Cristo simplesmente porque, dizendo-se cristãos, desmereciam o Filho civilizações plurais, desde a nipónica à hindu; frequenta, – ou melhor,
A plenitude do exercício da liber- do Carpinteiro; ou Graham Greene, que aturdia subtilmente os que prefe- habita, – ginásios e parques de manutenção física, mas não o habita
dade de expressão é indiscutivelmen- riam «confessar os pecados dos outros» defendendo que «os princípios a mais leve ideia intelectiva. À imagem de Antoine, da magnífica obra
te um meio de afirmar todas as outras foram feitos para serem violados; ser humano é também um dever». de Martin Page “Como me tornei estúpido” (França, 2001; Ed. Rocco,
liberdades constitucionais, que nem Do lado oposto pontificavam aqueles que negavam qualquer devir na Brasil, 2005), a espécie que nos aprouve chamar de Homo Sanus vê na
os conselhos (técnicos) dos profetas existência humana: Sartre, Camus, Luigi Pirandello, Simone de Beauvoir. consciência crítica um entrave à felicidade e esta fica reduzia a um mero
da desgraça conseguem fazer valer. Foi esta corrente de pensamento – apesar de Camus se ter distanciado do conceito funcional aferrado na incomunicabilidade social. Importa, pois,
Recordam-se seguramente do aviso apoio às políticas radicais de Leste – que acabou por prevalecer, como se para estes apóstolos dessa espécie de Sub-Hedonismo, antes “parecer”
aos divorciados de um primeiro sabe, mas é indubitável que as duas “escolas”, ambas estruturalmente do que “ser”, já que a superficialidade é garante do triunfalismo inexorável
casamento que deviam abster-se críticas e combativas, corporizaram o pensamento de uma Europa que da inactividade do intelecto. Tudo o que há de matéria orgânica no Homo
de ter relações sexuais ou das afir- desejava soerguer-se de um imenso sepulcrário de ideologias. De ambos Sanus é perfeito. O seu corpo é perfeito, um organismo irreprovável
mações acerca da indissolubilidade os lados houve reconhecimento: Sartre, Pirandello e Camus alcançaram resultante das opções de vida biologicamente salutares. Aliás, ele é corpo.
do matrimónio, onde é recordado o Nobel de Literatura (Camus recusou-se a recebê-lo), e bem assim Mas perdoe-se-nos a eventual estultícia de uma questão, porventura até
aos cônjuges de se não valerem da foi outorgado o galardão a François Mauriac e Sigrid Undset. Estavam suplementar: o que faremos da civilização do pensamento? Extinguir-se-á
faculdade civil de requerer o divórcio, lançados os alicerces do que seriam as subsequências intelectuais do simplesmente sob o pundonor da nossa indiferença? Que legado nos
apelando aos cidadãos que não exer- século passado e sucessivas gerações criaram a sua identidade por terá confiado um mandato de desresponsabilização?
cem direitos que a lei lhes confere. lógica reactiva ou anuitiva de correntes ideológicas emanadas do seio
Eubúlides sempre afirmou matricial exposto. * Escritor
«quando estão a mentir o que dizem Com a queda do Muro de Berlim, o colapso do Comunismo e o ad-
é verdade ou é mentira?». vento do Neo-Liberalismo, começa a forjar-se um ser inteiramente novo. ** O autor segue a ortografia anterior ao AO 1990
Quando a base de sustentação é
o embuste na tentativa de amarrar as
mentes livres e outras que procuram
a liberdade, manipulando sentimen-
tos, ameaçando com o fogo eterno,
opinião
Pluvioso
percebe-se o medo da tecnologia, da
cultura e da ciência. António Godinho Gil
www.bocadeincendio.blogspot.com
Bertrand Russell deu uma mão-
zinha para vermos o mundo de forma 1. Numa tertúlia recente ouvi a história fantástica de um irlandês que cânticos de redenção. Deixemo-la simplesmente entrar. Como uma
diferente e, se foi Deus que criou o decidiu passar os últimos anos de vida na Guarda. Fixei-me na razão por visita persistente e incómoda. Que forçou a porta e pôs os cães das
Homem, pergunta-se se, afinal, não si apontada para a escolha. Quando ia a passar, reparou que as crianças redondezas a ladrar. Nada a fazer. Deixá-la entrar. É ela que nos faz levar
foi o Homem que criou Deus, entron- brincavam na Praça Velha como sempre brincaram as crianças: livres a sério. É ela que nos reenvia para dentro de uma lucidez circunspecta,
cando isto no conceito do bem e do e irredutíveis. Coisa rara nos dias que correm. Viajante inveterado, foi exacta. É através dela que nos chegam os sinais de uma natureza que
mal, da fonte da origem de tudo, que, esse o quadro que o impressionou. Como se tivesse chegado à segu- simplesmente nos reflecte. A que diz: “eu sou e tu estás”, “podes usar-me
pelos vistos, não se consegue explicar rança de um oásis de paz, num deserto de medo e paranóia. Foi pois como quiseres, mas tudo o que fizeres terá consequências”.
nem tão pouco compreender, que de um caso de amor à primeira vista. Entre um irlandês errante e um lugar 4. Depois de ver o aclamado “1917”, de Sam Mendes, prevaleceu um
forma esquisita é esclarecido por três granítico de que nunca tinha ouvido falar e não é cabeça de cartaz dos misto de impressões contraditórias. Como que brotando da conclusão
palavrinhas mágicas “mistério da fé”. guias turísticos. Alguns anos de dedicação e generosidade cimentaram principal: a Guerra de 1914-18 tem agora o seu “Apocalipse Now”. Ainda
Os politicamente corretos que, a paixão. O extraordinário encontro permite forjar várias comparações, que sem as incidências políticas deste. A guerra é o mais profícuo e exi-
entretanto, vão cerceando a liberdade quiçá demasiado ousadas. Imaginar a cidade como uma Finisterra gente cenário para a literatura e o cinema. E Mendes soube tirar partido
citam Deus, os seus mandamentos, vertical. Onde a terra acaba e não é o mar que começa, mas o céu. Ou dele. Mas enquanto no filme de Coppola a expedição ao “Coração das
batem com a mão no peito apelidan- como um porto discreto numa ilha remota, capaz de atrair e acolher os Trevas” deixa a dúvida sobre os limites e as possibilidades da experiência
do-se pecadores, condicionando prin- que nada têm a perder, e algo a ganhar. humana, em jeito de viagem de auto descoberta, Mendes encaminha-
cípios e valores, sem contudo terem a 2. Criou-se a ideia de que, nos encontros literários, os escritores se nos para a epopeia heroica. Onde a frágil humanidade triunfa sobre a
coragem necessária para denunciar as aproximam do público, o público se aproxima da literatura e os livros morte, o acaso e a desolação. Com vários estádios, como convém. E
benesses que o Estado outorga à cáfila se transformam num prato de amendoins no meio da cavaqueira. Por em que os ambientes fantasmagóricos, mas altamente sugestivos, mais
clerical onde o laicismo é figura cons- sua vez, crê-se que os escritores supostamente despem a sua áurea depressa evocam Fellini do que a convencional cinematografia de guerra.
titucional de retórica para inglês ver. de inacessibilidade – “até falam de futebol”, diz-se -, fazem esquecer E consegue tal desiderato com efeitos especiais de primeira água, uma
E se a interrupção voluntária da epopeias misantrópicas e trocam acaloradamente os respectivos chei- interpretação espantosa de George MacKay e um notável domínio da
gravidez, o casamento gay, a imple- ros a sovaco. Alguns não se importam mesmo em subir a saia e deixar técnica narrativa. É certo que a Grande Guerra já foi cenário de filmes
mentação da educação sexual nas escapar algumas inconfidências acerca da sua próxima obra. Outros mais violentos, mais realistas, ou mais crus. Mas faltava ir ao fundo do
escolas, a procriação medicamente são já profissionais da “coisa”. Misturam-se no “milieu” como agentes coração humano, para o retrato final.
assistida, o reconhecimento das uniões infecciosos oportunistas. Nunca escreveram nada que se aproveitasse, 5. No que me diz respeito, é fundamental organizar o pensamento
de facto, a contraceção e provavelmen- mas o seu esforço penetro-insinuante acaba por dar frutos sumarentos. como uma perseguição da realidade. Que inclui o que já lá (ou ainda)
te a eutanásia são temas que conse- Estão lá quase sempre. São vistos. E se são vistos, algum editor acaba não está e o que ela pode arrastar consigo. Perceber que as coisas em si
guiram ser exequíveis, olhemos para a por convidá-los para. Neste caso, a chamada “endurance” do croquete, mesmas não são nada, mas tão só em relação com outra coisa. E isso é
“Porta dos Fundos” para que consiga com final feliz. Ocorre-me que os verdadeiros encontros literários uma criação do espírito. Pensar é organizar o instante. São “Os Trabalhos
abrir as cortinas, devendo o Estado passam-se, digamos, noutra frequência hertziana, noutro filme: é o e os Dias”, de Hesíodo. Portanto, fora de causa cair nas armadilhas da
acabar com o regabofe católico, não escritor, quando se encontra a si próprio, ou seja, o seu terreno. Alguns propaganda, no jargão da baixa política, no colinho da desresponsabili-
resolvidos nem na 1ª, 2ª e 3ª República, exemplos: Malcolm Lowry e o México, Duras e a Indochina, Rilke e os zação, na fatuidade bem pensante, na arrumação apressada das dúvidas,
pois se assim não for o melhor é virar anjos, Kafka e as sombras, Yourcenar e as ilhas gregas, Camus e o sol no circunlóquio da vacuidade. Podia ser de outra maneira? Podia, mas
o cu para Meca e pedir a Maomet que do Mediterrâneo, Nabokov e o exílio, Borges e os labirintos, Faulkner e não era tão sexy!
lhes dê 100 chicotadas. Caso contrário Yoknapatawpha.
iremos todos morrer de rir… 3. Não há que ser demasiado ambicioso com a dor. Não esperar * O autor escreve de acordo com a antiga ortografia
Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020 • • 23

opinião

mitocôndrias e quasares
opinião
2020 vai ser azul
António Costa Foi esta a deci- A referência deste azul é 19-4052, um azul
antoniomanuelcosta@gmail.com são da Pantone Color de tom escuro que remete para o momento do
Institute, a empresa anoitecer e que, segundo as regras da cromote-
Emmy Noether que todos os anos
indica quais são as
rapia, transmite também serenidade e paz interior.
É uma cor elegante e ao mesmo tempo preto, cinza, bege ou branco.
No mundo da física não é um capricho que tendências de cores versátil, que permite ser trabalhada em diversas No caso de gostar de investir em peças de
Joana Dente* no mercado e norteia texturas, ter distintos acabamentos e até revesti- guarda-roupa básicas, como um vestido, um
as quantidades conservadas como a energia
sejam objeto de devoção. De facto, há razões as produções de marketing, design e moda em mentos brilhantes. Além disso, é uma cor muito blazer ou uma blusa, este é um tom certeiro.
essenciais no nosso entendimento do mundo todo o mundo. fácil de combinar: os fashionistas têm optado Além disso, para as amantes de cores vibrantes,
que determinam a existência de quantidades As dúvidas estavam instaladas e apostava-se por conjugá-la com tons de amarelo e de laranja, o Azul Clássico aparece como uma opção fashion
que se conservam nos processos físicos. numa destas três cores: amarelo, azul ou verde. transformando o visual em algo moderno, sem se na tendência de beauté… A ideia é avançar para
Quando se realiza uma experiência de A que venceu o título de cor do ano 2020 foi perder, ainda assim, a graciosidade que o Classic uma sombra desta tonalidade, imprimindo leves
qualquer tipo em física obtém-se um resultado. o Classic Blue, cor associada ao céu e ao mar. Em Blue transmite. A mistura de tons contrastantes batidinhas no canto externo dos olhos.
Quando se repete a experiência nas mesmas tons mais escuros, como é precisamente o caso está, portanto, autorizadíssima se pretender criar Que sejas bem-vindo, Classic Blue!
condições espera-se obter o mesmo resulta- do Azul Clássico, transmite confiança, segurança, um look fashion. Contudo, se preferir algo mais
do. De facto, é indiferente se a experiência se poder e sucesso – qualidades essenciais para discreto pode optar por combinar esta cor com * @joanadente
realiza às três horas da madrugada ou às cinco começar uma nova era. outros tons de azul (opção perfeita!) ou com Jurista / Makeup Artist / Fashion Stylist
da tarde. É indiferente se a realizamos hoje,
PUB
amanhã ou dentro de um ano, uma vez que
as leis da física não dependem da hora ou dia
em que as submetemos ao escrutínio. Com
efeito, a matemática alemã Emmy Noether foi
a primeira cientista a expor estas ideias em
termos formais, ao descobrir que este tipo
de propriedades das leis físicas se traduz na
existência de quantidades que se conservam
nos processos físicos. Para o caso descrito
anteriormente a quantidade física é a energia.
Os resultados de Noether estão no próprio
âmago da forma como se concebe a física hoje
em dia. É justo reconhecer o trabalho desta
mulher que mudou para sempre a forma de
entender a física, apesar de todas as dificul-
dades que encontrou pelo caminho.
Emmy Noether nasceu em Erlangen
(Alemanha) a 23 de março de 1882, no seio
de uma família judaica com muitos dos seus
membros dedicados à matemática. O próprio
pai de Emmy foi professor desta disciplina na
Universidade de Erlangen. Em 1900, numa
época em que não era permitido às mulheres
matricularem-se nas universidades alemãs, PME Líder e Excelência
foi dada a Emmy a oportunidade de assistir,
como ouvinte, a certas aulas de matemática. • Pedreira: Quinta Negra, 6300-200 Santana de Azinha • Sede: Estrada Nacional 221, 6300-035 GUARDA
Dois anos depois mudou-se para Gottingen, • Tel: 271 979 029 • Fax: 271 238 837 • Tel: 271 238 367 • Fax: 271 238 837
onde recebeu lições de grandes matemáticos • Email: pedreira@joaotomesaraiva.pt • Email: geral@joaotomesaraiva.pt
como David Hilbert, Felix Klein ou Hermann • GPS: 40º 27’ 29.83” N | 7º 11’ 20.84” W • GPS: 40º 34’ 20.6” N | 7º 13’ 16.9” W
• WEB: www.joaotomesaraiva.pt
Minkowski.
Os seus magníficos trabalhos em mate-
PUB
mática deram muitas vezes origem a novos
campos de estudos no âmbito da álgebra ou da 271 238 977
mta.vendas@mta.pt www.mta.pai.pt
geometria. Entre 1908 e 1915 defendeu a sua
tese de doutoramento em Erlangen e obteve
o respetivo grau académico em matemática,
embora já mais tenha recebido qualquer retri-
buição pelo trabalho que realizou na universi-
dade. Após o seu doutoramento, viajou de novo
para Gottingen, onde voltou a encontrar-se
com David Hilbert e Albert Einstein, que esta-
vam envolvidos na discussão sobre a forma
das equações da relatividade geral. Foi neste
contexto que formulou os teoremas que hoje
se apresentam como fundamentais na física. CONCESSIONÁRIO EXCLUSIVO JOHN DEERE
Justifica-se um lamento por não ter conse- PARA GUARDA | VISEU | CASTELO BRANCO
guido ser reconhecida como investigadora de
pleno direito na Universidade de Gottingen até
Hilbert e Einstein intercederem por ela.
A vida nunca foi fácil para Emmy, que
mais tarde viu a sua carreira ser cerceada pelas
leis raciais nazis. Em 1933, após a nomeação
de Hitler para chanceler da Alemanha, viu-se
obrigada a procurar exílio nos Estados Uni- GUARDA
dos, vindo a lecionar na academia feminina
Bryn Mawr College. Lamentavelmente, uma Avenida São Martinho, nº6
complicação após uma intervenção cirúrgica 6300-035 Arrifana | Guarda
poria fim à sua vida em 1935. Sem receio
de exagerar, referira-se que Emmy Noether FILIAIS:
foi uma das figuras mais importantes da ma- VISEU | CASTELO BRANCO
temática e da física do século XX.
À Beira da Mesa
24 • • Quinta-feira • 06 de fevereiro de 2020

rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda Por: Luís Baptista-Martins abeiradamesa.home.blog
Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt

Sabor e arte no Don Garfo


publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt

Economia DR
Discreto, mas um dos melhores restaurantes do
Estudo conclui que redução do distrito da Guarda. O Don Garfo abriu há uma dúzia de
anos, nas proximidades da central de camionagem da
IRC no interior faz aumentar Guarda, e afirmou-se como um dos locais mais distin-
tos da cidade, tanto que é um dos poucos restaurantes
criação de empresas indicados pelo Guia Michelin na Beira Interior.
Com uma decoração moderna e ambiente tranqui-
A redução da taxa de IRC ao “Negócios”. «Para criar uma lo e exclusivo, este restaurante tem uma ementa que
para as empresas levou a um empresa é necessário dinheiro» combina tradição e modernidade, sabores regionais
aumento na taxa de criação de e, em regra, «o IRC vem reduzir com a inovação da “nova cozinha”, onde a chefe Dª
novas sociedades e de mais pos- os resultados retidos das empre- Olimpia vai exibindo de forma singela as suas criações.
tos de trabalho. Esta tendência sas», acrescenta. A morcela tostada com puré de maçã é uma das en-
tem particular relevância no in- Então, com menos impostos tradas obrigatórias, remetendo para o mais endógeno
terior do país, indica um estudo para pagar, há mais disponibili- da gastronomia regional, aqui com uma apresentação
elaborado por três especialistas dade financeira e as empresas e um paladar singular, mas é o queijo de cabra com
do Instituto Superior de Econo- investem mais, permitindo a mel e nozes ou as vieiras frescas sobre cogumelos
mia e Gestão (ISEG), divulgado conclusão de que «a redução que diferenciam as entradas do Don Garfo.
pelo “Jornal de Negócios”. da taxa de IRC leva à criação Dos muitos pratos a eleger, por entre sabores
A investigação analisou de mais empresas e com maior e tradição, o folhado de aves com castanhas e co-
o período entre 1997 e 2011, qualidade», afirma a economis- gumelos é incontornável (16.90€). Com esmerada
ao longo do qual foram sendo ta. Os autores concluem que a apresentação, acompanhado de alface, é um prato
criados vários benefícios fiscais introdução das alterações fiscais cheio de sabor e molho de miso (17,90€) – uma delícia.
à interioridade; a dado momen- aumentou a entrada de empre- está entre as prefe- A sobremesa pode variar entre o leite creme
to, a taxa de IRC chegou a ser de sas nos municípios beneficiados rências dos clientes torrado e a panacota de chocolate branco com frutos
apenas 10%, um benefício que em 0,41 por cento e a criação mais conhecedo- vermelhos, ou arriscar os sabores inventados por Dª
desapareceu com a crise finan- de emprego em 0,24 por cento. res da casa. Mas, Olímpia e atrever-se a concluir uma refeição superior
ceira. Uma das conclusões é que Para um período de três anos, se quiser fugir às com a panacota de café, com textura leve e sabor
os impostos sobre as empresas «e assumindo um conjunto de escolhas de ingre- voluptuoso.
«reduzem as capacidades de pressupostos, as reformas leva- dientes regionais, Com um preço médio por pessoa de cerca de
investimento em capital e em das a cabo permitiriam a criação pode deliciar-se 25€, o Don Garfo tem uma garrafeira interessante e
funcionários qualificados», refe- de 29.150 empresas e 223.500 com o sabor e arte variada e pode optar por vinho a copo. E se o valor da
re Ana Venâncio, uma das coau- postos de trabalho», indica o do atum fresco com refeição está um pouco acima da média para a Guarda,
toras do estudo, em declarações mesmo estudo. legumes salteados e a boa comida, o glamour e o conforto justificam-no.

PUB