Você está na página 1de 88

Psicóloga Anne Zimoski - CRP 08/25900

1
INTRODUÇÃO

Foram cinco anos de luta na faculdade, depois a realização da colação e da


luxuosa formatura. Mas depois de tudo isso, chega a hora de exercer a tão esperada
profissão. Conseguimos um local para trabalhar, e então vem aquela dúvida, quais
documentos serão necessários para atuar? Como disse Carlos Drummond de Andrade,
em um de seus famosos poemas, E agora, José? Quais são os documentos fundamentais
para atender nossos pacientes?

Diante dessa dificuldade, e por experiência própria, depois de pesquisar muito,


elaborei essa coletânea de documentos que contempla diversos materiais, todos
editáveis para que você possa incluir os seus dados pessoais.

Por fim, você não precisa utilizar exatamente um desses modelos propostos aqui.
Fique à vontade para adicionar alguma parte ou retirar outras, de acordo com o que faça
mais sentido para você. O arquivo está em formato PDF, sem proteção, você consegue
copiar e colar no Word, infelizmente a plataforma da Hotmart ainda não aceita arquivos
nesse formato. Caso queira adquirir no formato docx., pode me solicitar por e-mail que
envio sem custo.

Desejo que esses materiais possam ser realmente úteis no seu consultório.
Sucesso na sua caminhada.

Qualquer dúvida ou sugestão pode me acionar: anne_zimoski@hotmail.com

2
SUMÁRIO

Por que elaborar um contrato de trabalho com o seu cliente? 04


Contrato de atendimento – modelo I 05
Histórico de pagamentos 06
Contrato de atendimento – modelo II e III 07
Anamnese infância e adolescência I, II e III 09
Anamnese adulto I e II 30
Anamnese orientação vocacional 37
Anamnese idoso I, II e III 40
Anamnese cirurgia bariátrica 48
Anamnese casal 51
Evolução 54
Termo de consentimento livre e esclarecido 56
Ficha de controle para atendimento clínico 57
Registro da evolução do atendimento 58
Ficha de evolução 59
Encaminhamento I e II 60
Resolução CFP N.º 007/2003 62
Declaração- Conceito e finalidade 68
Declaração I e II 69
Declaração de comparecimento 71
Declaração de acompanhamento psicológico 72
Atestado psicológico – Conceito e finalidade 73
Atestado psicológico I e II 75
Laudo e relatório – Conceito e finalidade 77
Laudo psicológico I e II 80
Relatório psicológico 82
Parecer – Conceito e finalidade 83
Parecer psicológico 85
Contrato anti-suicídio 86

3
Por que elaborar um contrato de trabalho com seu cliente?

Os contratos podem ser tanto físico (por escrito) como verbal, e sempre de
acordo com o código de ética da psicologia, porém, por experiência, acho mais seguro
realizar o contrato por escrito, pois a formalização do contrato físico tem como objetivo
proteger o terapeuta, nos seus mais diversos contextos, bem como direitos e deveres
do cliente, além de proporcionar um relacionamento de qualidade entre psicoterapeuta
e paciente.

Sugiro ainda que imprima duas vias, uma deverá ficar arquiva no dossiê do seu
cliente e outra entregue a ele. Na minha vinha do contrato, eu imprimo no verso um
controle de pagamentos, que é preenchido toda vez que for realizado um pagamento.
Acho importante ter esse registro atrás do contrato, pois fica bem mais prático o
controle para quando existir alguma dúvida em relação aos pagamentos, tanto para o
profissional, como para o paciente ou responsável. Outra forma de realizar o controle
é através de um bloco de recibos, que também será exposto aqui, neste caso, sugiro
imprimir várias cópias, recortar e montar um bloquinho. O profissional irá destacar e
entregar o recibo ao paciente e o canhoto ficará no bloquinho.

4
CONTRATO DE ATENDIMENTO
Cliente:
Filiação (quando menor):
R.G.: CPF: D/N: / /
E-mail: Telefones:
Endereço:

1. As sessões terão duração de 50 minutos, sendo a hora marcada e fixada : às


. Se houver atrasos do cliente, a sessão terminará na hora combinada; caso
haja atraso do psicólogo, haverá reposição do horário.

2. O pagamento será acordado entre paciente e psicoterapeuta, sendo feito a cada sessão, antes
do atendimento, caso seja feito individual OU por pacote mensal, no início de cada pacote.

3. É solicitado que o paciente cancele a consulta com 24 horas de antecedência, no qual poderá
ser reposta a consulta de acordo com a disponibilidade de horário do profissional, porém em
caso de cancelamento no dia ou falta é considerado consulta realizada.

4. As reposições serão feitas até o fim do mês, em datas combinadas entre paciente e
profissional.

5. Sessões em que o cliente não comparecer serão cobradas normalmente. A partir de duas
faltas consecutivas, sem aviso, durante o tratamento, o atendimento será considerado
interrompido e o cliente poderá perder sua vaga preferencial de horário.

6. Não é permitido sessões por telefone, mensagens ou WhatsApp. O número de telefone é


usado apenas para esclarecimento de dúvidas com relação ao horário das sessões (marcar e
desmarcar horários) eventuais emergências pertinentes ao tratamento.

7. Por se tratar de um processo terapêutico, com começo, meio e fim é imprescindível que o
paciente esteja totalmente comprometido ao processo, participando das atividades, bem como
executando os exercícios propostos, evitando cancelamentos e faltas, para que assim o processo
terapêutico seja eficaz e atenda a necessidade do paciente.

8. O psicólogo respeitará o sigilo profissional a fim de proteger, por meio da confiabilidade, a


intimidade das pessoas, grupos ou organizações, a que tenha acesso no exercício profissional
(Código de Ética do Psicólogo, artigo 9º).

9. O pagamento será feito da seguinte forma: ( ) A prazo (com juros) em até 04 parcelas

( ) Por sessão ( ) Por pacote

Assinatura do paciente/responsável Psicólogo XXXXXXXXXXXXXXXXXX


CRP XX/XXXXX

Cidade, de de 2019.

5
HISTÓRICO DE PAGAMENTOS

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ _ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à _ Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

/ / R$ Referente à Ass:

6
CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

Eu, Psicólogo(a) (CRP XX/XXXXX), sou a parte contratada


desta relação. Eu, ,
cujo CPF é e contatos e/ou
, sou o (a) contratante desta relação.
RELAÇÃO E ESPAÇO TERAPÊUTICO: A relação terapêutica nesta modalidade é dinâmica
e interativa, cliente e terapeuta trabalham juntos, sendo assim é importante você se
organize para realizar as atividades e orientações indicadas.
DURAÇÃO: O período de psicoterapia é determinado pela natureza da queixa, sua
complexidade e necessidades pessoais do cliente. A psicoterapia em alguns casos é mais
demorada quando os problemas são mais complexos ou crônicos. Pessoas são únicas e
a mente humana não muda com a facilidade e velocidade que muitos almejam.
SESSÕES: Cada sessão individual tem a duração de 50 minutos, sendo realizada toda
às : .
CONFIDENCIALIDADE/SIGILO: Você é encorajado a discutir questões íntimas, emoções
e experiências livremente, sem o temor de ser julgado, ou ter suas confidencias traídas.
As informações compartilhadas nas sessões são mantidas em estrita confidencialidade
e sigilo, não serão reveladas sem o seu consentimento prévio escrito. Todavia, o Código
de Ética dos Psicólogos e Constituição Federal, não garante confidencialidade e sigilo em
situações onde sua vida ou de alguém próximo a você esteja em risco, ou ainda situações
em que crianças e adolescentes sejam expostos, por exemplo, a abuso sexual ou físico,
ou negligência.
HONORÁRIOS: O valor de cada sessão deverá ser pago no início de cada sessão. Para o
caso de pacotes mensais, os critérios de pagamento serão os mesmos. O valor acordado
é de R$ por (sessão/pacote).
FALTAS E REMARCAÇÕES: Mesmo que suas faltas sejam justificadas ou não, os valores
das sessões serão cobrados normalmente. Lembre-se que o horário acordado é
exclusivamente seu. No entanto se a falta ocorrer por conta do psicoterapeuta, você
não será cobrado das sessões e uma reposição do horário será realizada.
Eu li e
compreendi, tive a oportunidade de fazer perguntas e tirar as dúvidas necessárias e
concordo com todos os itens deste contrato.

Contratante Contratada

Cidade, de de 2019.

7
TERMO DE COMPROMISSO PSICOTERAPÊUTICO

(Nome do cliente), seja muito bem-vindo (a) ao meu


consultório de Psicologia, e parabéns pela decisão de investir em seu próprio
crescimento. Este documento que você lê agora contém informações importantes sobre
o trabalho que estamos prestes a desenvolver.

Atenção: Não existem garantias de resultados em um processo psicoterápico. Cada


pessoa responde de uma forma ao processo. No entanto, podemos afirmar que os
resultados esperados e frequentes, quando o processo caminha bem, são os descritos
acima. As sessões terão duração de 50 minutos.

Duração do Processo: A duração do tratamento psicoterápico varia consideravelmente


dependendo da pessoa e da natureza das questões a serem trabalhadas.

Honorários: Para sua comodidade, você poderá fazer o pagamento dos honorários do
serviço de duas formas diferentes, através do pagamento avulso por sessão, ou de um
pacote de sessões:
Pagamento avulsso R$ Pagamento por pacote R$

Cancelamentos e Atrasos: As sessões em que você faltar deverão ser pagas, a não ser
que você me avise com pelo menos 24 horas de antecedência. Quando você se atrasar,
a sessão será encerrada encerrar no mesmo horário pré-agendado. De minha parte,
pode esperar compromisso total com nossos encontros. No caso de alguma possível
falta ou emergência, você será devidamente avisado com antecedência, ou
compensado, se o aviso não puder ser feito a tempo.

Entrando em contato comigo: Busco estar sempre disponível para meus pacientes, e
você pode entrar em contato comigo através do telefone: (Colocar telefone aqui),
porém nem sempre vou estar imediatamente disponível, mas meu telefone irá registrar
a chamada, e retornarei assim que possível. Alguns psicólogos optam por não ter
qualquer contato com seus pacientes através de redes sociais, sob pena de
comprometer o processo, em meu caso… (Completar com sua política sobre isso)

Sigilo das informações: A privacidade de todas as comunicações entre um cliente e um


psicólogo é protegida pelo Código de Ética da categoria. Só irei liberar informações
sobre o nosso trabalho para os outros com sua autorização por escrito.

Quando você assinar este documento, ele representará um acordo entre nós e se
tornará parte da História Clínica de seu atendimento.

Assinatura cliente Nome do Psicólogo e CRP

Cidade, de de 2019.

8
ANAMNESE INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA I

01 - Nome:
Data de nascimento: / / Idade Cronológica:
02 - Endereço:
03 - Escola: Série:
04 - Pai: Idade:
Profissão: Local de Trabalho: _
Mãe: Idade:
Profissão: Local de Trabalho:
05 - A mãe trabalha fora? Em que horário?
06 - Com quem ficam os filhos?
07 - Quantas pessoas vivem na casa? Quem são?
_
08 - Nº de irmãos(nome e idade):

ANTECEDENTES PESSOAIS
CONCEPÇÃO
01 - Idade da mãe na época que engravidou:
Idade do pai na época em que a mãe engravidou:
02 - Gravidez desejada ou acidental?
03 - Evitava filhos? Com que?
Qual era o remédio?
Por quanto tempo?

GESTAÇÃO
01 - Como se sentia durante a gravidez?

02 - Ameaça ou tentativa de aborto desta criança? Em que


mês? Com que? Porque?

03 - Como era o seu relacionamento afetivo, social e sexual durante a gestação?

9
Como se sentia em relação a este
relacionamento?

04 - Doenças durante a gestação:


( ) rubéola ( ) Toxoplasmose ( ) sífilis
Em que mês? Outras:
05. Medicamentos tomados durante a gestação?

CONDIÇÕES DE NASCIMENTO
01 - ( ) parto normal ( ) fórceps ( ) cesariana ( ) induzido
( ) prematuro ( ) incubadora Quanto tempo?
02 - Teve complicações durante ou após o parto?
Observações:

CONDUTA, COMPORTAMENTO E DESENVOLVIMENTO

SONO
01 - Tem ou teve quando pequeno algum distúrbio de sono?
02 - Dorme bem? Desde quando?
03 - Baba a noite? Desde quando? _
04 - Pula quando dorme? Desde quando?
05 - Sua durante o sono? Desde quando?
06 - Fala dormindo? Desde quando?
07 - Grita durante o sono? Desde quando?
08 - Range os dentes? Desde quando?
09 - “Esbugalha” os olhos sem acordar? Desde quando?
10 - É sonâmbulo? Desde quando?
11 - Dorme em quarto separado dos pais? Até quando dormiu no quarto dos
pais? Qual a atitude tomada para separá-los?
12 - Tem cama individual? Dorme com outra pessoa?
13 - Vai sozinho para a cama ou precisa da presença de alguém?

10
Quem? Qual a atitude tomada para fazer a criança dormir?
14 - Acorda vai para a cama dos pais?
Observações:

ALIMENTAÇÃO
01 - Quanto tempo depois do parto recebeu a primeira alimentação?
A criança pegou bem o seio?
02 - Mamadeira? Até quando?
03 - Em que idade começou a receber alimentação salgada?

DESENVOLVIMENTO
01 - Quando sorriu? Quando fixou a cabeça? Quando rolou?
Quando arrastou? Quando sentou? Quando engatinhou?
Quando ficou de pé? Quando andou sozinho? Caía e se machucava
muito quando começou a andar?
02 - Tinha ou tem alguma dificuldade para manipular objetos?
03 - Sobe e desce escadas com um pé em cada degrau?
04 - Qual a mão dominante? Houve alguma correção?
05 - Controle dos esfíncteres: Anal diurno? Vesical diurno? Vesical
noturno? Como foi ensinado o controle dos esfíncteres?

MANIFESTAÇÕES SINTOMÁTICAS E TICS

01 - Usou chupeta? Até quando?


02 - Chupou o dedo? Até quando?
03 - Roe unhas? Puxa orelhas? Puxa cabelos? Morde os lábios?
04 - Fobia por pessoas? Animais?
05 -Tem predileção por alguma coisa?
06 - Medos: Escuro ( ) Solidão ( ) Morte ( ) Doenças ( )
07 - Mente habitualmente ( ) Mentiu ( ) Em que idade?
08 - Tira coisas? Quais?

11
09 - Fugas de casa?
10 - Tem algum tic? Quais?
11 - Mudou de tic? Sequência?
Atitudes tomadas?
12 - Observações:

SEXUALIDADE
01 - Curiosidade sexual(nascimento, diferença entre os sexos, etc.)

02 - Como aborda estes temas?

03 - Qual a atitude dos pais ante o assunto?

04 - Alguma atividade sexual (masturbação, etc.)?

Desde quando? Executa tais atividades abertamente ou as ocultas?


Qual a atitude da família ante o assunto?

05 - Adolescentes: Masturbação? Ejaculação?_ Atitude com relação


corpo? Interesses heterossexuais ou homossexuais?
06 - Alguma experiência sexual precoce? Com quem?
07 - Foi dada alguma informação sexual? Por quem?
08 - Observações:

SOCIABILIDADE
BRINQUEDOS
01 - Os prediletos?
02 - Prefere brincar sozinho ou em companhia de outros?

12
03 - Prefere crianças de que idade e de que sexo?
04 - Brinca cooperativamente? Cria brinquedos próprios?
05 - Como trata os amigos?
06 - Brinca fora de casa? Onde?

DOENÇAS
01 - Seu filho teve algumas doenças(especifique a idade e o grau: leve, moderada ou
severa):
Sarampo? Rubéola? Catapora?
Coqueluche? Difteria? Gripes?
Escarlatina? Caxumba? Pneumonia?
Febres altas? Amigdalites? Sinusites?
Poliomielites? Encefalites? Meningite?
Outras:
02 - Era sadia?
03 - Convulsões? Com ou sem febre? Com que
idade?
Descrição:

INFORMAÇÕES SOBRE AUDIÇÃO


01 - Alguma vez teve dúvidas sobre a capacidade auditiva de seu filho?
Por que?
INFORMAÇÕES SOBRE A FALA E A LINGUAGEM
01 - Com que idade emitiu suas primeiras palavras?
Exemplo?
02 - Com que idade a criança emitiu suas primeiras sentenças?
Exemplo:

ANTECEDENTES FAMILIARES
(deve-se considerar pais, avós, tios, primos paternos e maternos)
01 - Nervosismo? Quem? Como?
02 - Deficiência mental? Quem?

13
03 - Doença mental? Quem?
Internado? Quantas vezes? Sintomas ou diagnósticos:

04 - Alcoolismo? Quem?
05 - Jogo? Quem?
06 - Fuga? Quem?
07 - Asma? Quem?
08 - Alergia? Quem?
09 - Convulsão? Quem?
10 - Suicídio? Quem?
11 - Homicídio? Quem?
12 - Problemas de audição? Quem?
Causa do problema:
13 - Problema da fala? Quem?
14 - Problema de aprendizagem? Quem? _
15 - Observações:

AMBIENTE FAMILIAR

01 - Pais vivem juntos? Separados a quanto tempo?


São casados? Amasiados? Se casados e separados vivem sós? em
companhia de outros? O pai? A mãe?
02 - Os pais vivem bem?
03 - Com qual dos pais se dá melhor?
04 - Como se relaciona com os irmãos?
É ciumento?
05 - Existem outros familiares que interferem na educação da criança?
Qual?
06 - Há educação religiosa? Qual? É rígida?
07 - Quais as formas usuais de castigos e punições?

14
08 - Observações:

ESCOLARIDADE

01 - Frequentou alguma escola? Quais?


02 - Nos primeiros dias ofereceu resistência a ficar na escola sem a mãe?
03 - Gosta da escola? Fala nela? Gosta da professora?
04 - Qual(is) seu(s) rendimento(s)?
05 - Os pais o ajudam? .É castigado quando tira más notas?
06 - Gosta de estudar? Quer ser o primeiro aluno?
07 - Dificuldades na escrita? Alguma outra dificuldade?

08 - É irrequieto na classe?
09 - Foi reprovado? Quantas vezes e em que ano?
Observações Gerais:

Dados significativos:

Conclusão:

Data: / /

15
ANAMNESE INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA II

Data:
Quem trouxe a criança:
Frequência do atendimento: Data/hora:

1. Identificação
Nome:
Apelido:
Idade: Sexo:
Local e data de nascimento:
Cidade: Telefone:
Escola:
Escolaridade: Período escolar
Nome do professor:
Observações:

2. Dados familiares
Nome do pai:
Grau de instrução: Profissão
Idade: Naturalidade: Estado civil:
Nome da mãe:
Grau de instrução: Profissão
Idade: Naturalidade: Estado civil:
Religião dos pais:
Observações:

Outros filhos

16
3. Queixa ou motivo da consulta

Desde quando há o problema?


Já procurou outros especialistas? Quais?

Está fazendo algum tipo de tratamento médico, psicológico, psiquiátrico ou


neurológico?

Por quê?
Quem indicou a clínica?

4. Antecedentes pessoais
4.1. Gestação
Fez alguma transfusão durante a gravidez?
Levou algum tombo?
Doenças durante a gestação
Condições de saúde da mãe durante a gravidez
Condições emocionais
Houve algum episódio marcante durante a gravidez?

4.2. Condições de nascimento

17
5. Desenvolvimento
5.1. Saúde
A criança sofreu algum acidente ou se submeteu a alguma cirurgia?

Possui reações alérgicas?


Tem bronquite ou asma?
Apresenta problemas de visão?
E de audição?
Dor de cabeça?
Já desmaiou alguma vez? Quando?
Como foi?
Teve ou tem convulsões?
Há alguém na família que apresenta problemas de desmaios, convulsões, ataques?

Observações:

5.2 Alimentação
A criança foi amamentada? Até quando?
Como é sua alimentação?

É forçada a se alimentar?
Come sem derrubar a comida?
Recebe ajuda na alimentação?
Observações:

18
5.3 Sono
A criança dorme bem?
Como é seu sono? (agitado, tranquilo)?
Fala dormindo?
É sonâmbulo?
Range os dentes?
Dorme em quarto separado dos pais?
Com quem dorme?
A criança acorda e vai para a cama dos pais?
Observações:

5.4.Desenvolvimento psicomotor
Como era como bebê?
É lento para realizar alguma tarefa?
Veste-se sozinho? Toma banho sozinho?
Calça-se sozinho? Sabe dar nó nos calçados?
É desastrado?
Pratica esportes? Quais?
Rói unhas? Chupa o dedo?
Tem outra mania ou tic? Qual?
Precisa de ajuda para fazer alguma coisa?
Observações:

6. Escolaridade
A criança gosta de ir à escola?
É bem aceita pelos amigos ou é isolada?

19
Já repetiu a serie alguma vez? Por quê?

Gosta de estudar? Tem o hábito de leitura?


Faz as lições que os professores passam?
Os pais estudam com a criança?
Mudou muitas vezes de escola?
Por quê?
Vai bem em matemática?
Tem dificuldade em leitura e escrita?
É irrequieta na escola?
Em que circunstâncias?
Quais as principais dificuldades encontradas na escola?

O que os professores acham dela?


Observações:

7. Linguagem
Descreva a comunicação atual:
Observações:

8. Sexualidade
Recebeu alguma educação sexual? De quem?_
Como foi?
Tem curiosidade sexual?
Os pais conversam sobre sexualidade com a criança?
Observações:

20
9. Aspectos ambientais
Prefere brincar sozinha ou com amigos?
Prefere brincar com crianças maiores ou menores que ela?
Faz amigos com facilidade?
Adapta-se facilmente ao meio?
Como é o relacionamento da criança com os pais?
E com os irmãos?
Quais as medidas disciplinares normalmente usadas com a criança?_

Quem as usa?
Quais as reações da criança frente a essas medidas?
Observações:

10. Características pessoais e afetivo-emocionais


Como é a criança sob o ponto de vista emocional?

Dentre as características abaixo, em quais ela se enquadra mais?


Agressiva( ) Medrosa ( )
Passiva ( )
Retraída ( )
Dependente( )
Excitada ( )
Irrequieta ( )
Desligada ( )
Outros:
Como reage quando contrariada?
Atividades preferidas:
Observações:

21
11. Atividades diárias da criança
Qual a rotina da criança desde quando acorda ata a hora de dormir:

22
ANAMNESE INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA III

1 - IDENTIFICAÇÃO:
NOME DA CRIANÇA: -------------------------------------------------------------------------------------------------
DATA DE NASCIMENTO: --------------------------------- LOCAL: -----------------------------------------------
- FILIAÇÃO:
PAI: ------------------------------------------------------------- DATA DE NASCIMENTO:--------------------------
ESTADO CIVIL: -----------------------------------------------ESCOLARIDADE: -------------------------------------
LOCAL DE TRABALHO: ------------------------------------PROFISSÃO: -------------------------------------------
MÃE: ------------------------------------------------------------ DATA DE NASCIMENTO: ------------------------
ESTADO CIVIL: -----------------------------------------------ESCOLARIDADE: -------------------------------------
LOCAL DE TRABALHO: ------------------------------------PROFISSÃO: -------------------------------------------
RELIGIÃO PRATICANTE: ----------------------------------------------------------------------------------------------

2 - AMBIENTE FAMILIAR :
NÚMERO DE IRMÃOS (TOTAL): ------------------------- MAIS VELHOS : -------------SEXO:----------------
MAIS NOVOS: ---------------SEXO: ----------------
REAÇÃO DA CRIANÇA EM RELAÇÃO AO NASCIMENTO DOS IRMÃOS: -----------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
RELACIONAMENTO DOS IRMÃOS: --------------------------------------------------------------------------------
EXCESSO DE COMPETIÇÃO :------------------------------------------------------CIÚMES: -----------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
RELACIONAMENTO COM A MÃE: ---------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
RELACIONAMENTO COM O PAI: ----------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
RELACIONAMENTO COM NAMORADO/ATUAL ESPOSA/MARIDO: ---------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AFETUOSOS: --------------- DISTANTES: --------------------- EXCESSO DE BRIGAS ---------------------------
SUPER PROTETORES: ---------------------------------------- AUTORITÁRIOS: ---------------------------------
FAZEM COMPARAÇÕES ENTRE OS FILHOS: ----------- POR QUE : ------------------------------------------
RELACIONAMENTO DA CRIANÇA COM A FAMÍLIA :
PARTICIPATIVO: ----------------- DISTANTE: -------------------------ISOLA-SE: --------------------------------

23
TIPO DE PERSONALIDADE DA CRIANÇA:
AGRESSIVA:----------------------------------PASSIVA---------------------TÍMIDA --------------------------------
EXTROVERTIDA: ------------ANSIOSA: ---------------------------- DEPRESSIVA: -------------------------------
OBSERVAÇÕES: -------------------------------------------------------------------------------------------------------
COMPORTAMENTO DE ROER UNHAS: ----------------------- CHUPAR DEDOS: ----------------------------
TIQUES: -------------------------------------------------- MANIAS: --------------------------------------------------
QUAL ATITUDE TOMADA DIANTE DESSES HÁBITOS: ---------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
HÁ CASOS DE DOENÇAS MENTAIS NOS ANTECENDENTES FAMILIARES : ------------------------------
GRAU DE PARENTESCO: ------------------------------------------------------------------------------------------- -
ALGUM MEMBRO DA FAMÍLIA FAZ ( OU FEZ) TRATAMENTO COM PSICÓLOGO: ---------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
3 - ANTECEDENTES PESSOAIS DA CRIANÇA :
GRAVIDEZ FOI DESEJADA:------------------------- QUAL O SEXO QUE QUERIAM:--------------------------
PROBLEMAS DURANTE A GRAVIDEZ : ---------------------------------------------------------------------------
IDADE DA MÃE: ------------------------------DOENÇAS DA MÃE: (DIABETE, PRESSÃO ALTA, RUBÉOLA,
SÍFILIS, TOXOPLAMOSE, TRANSTORNOS RENAIS, CARDIOVASCULARES E EMOCIONAIS): ----------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
PERÍODO EM QUE OCORREU E AS CONSEQUÊNCIAS: -------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
QUEDAS:---------------------HEMORRAGIAS:---------------------PERÍODO DA GESTAÇÃO: ----------------
INGESTÃO DE MEDICAMENTOS ( TRANQUILIZANTES, VITAMINAS, OUTROS)--------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
NASCIMENTO NORMAL: --------------- CESÁREA:---------------------- FÓRCEPS: --------------------------
PESO:---------------------------------------- COMPRIMENTO:------------------------------------------------------
DOENÇAS OU ALGUMA COMPLICAÇÃO:-------------------------------------------------------------------------
LACTÂNCIA MATERNA: ---------------------------- TINHA REFLEXO DE SUCÇÃO: --------------------------
INÍCIO ( MÊS) : -----------------------------TÉRMINO ( MÊS) : ---------------------------------------------------
LACTÂNCIA ARTIFICIAL ( MAMADEIRA) : ---------------- INÍCIO: --------TÉRMINO: ----------------------
DESDE O INÍCIO A MÃE ACOMPANHOU A CRIANÇA OU FICOU SOB CUIDADOS DE OUTROS: -----
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

24
POR QUE : ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
HOUVE DEPRESSÃO PÓS-PARTO : ------------------- POR QUE: ----------------------------------------- ------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A CRIANÇA USA CHUPETA : -------------INÍCIO : ------------------- TÉRMINO: ------------------------------
ALIMENTAÇÃO
FAZ SUAS REFEIÇÕES SOZINHAS:---------------------------DESDE QUE IDADE: -----------------------------
FAZ SUAS REFEIÇÕES ACOMPANHADA: ----------------- DE QUEM: ----------------------------------------
COME VERDURA/LEGUMES? ---------------------------------------------------------------------------------------
COME DOCES, COM QUE FREQUENCIA? ------------------------------------------------------------------------
SITUAÇÃO ATUAL DE ALIMENTAÇÃO: NA CAMA, NO COLO, NA CADEIRA, EM FRENTE À TV, COM
OS FAMILIARES---------------------------------------------------------------------------------------------------------
HÁ ALGUMA REAÇÃO ALÉRGICA A DETERMINADO ALIMENTO: ---------------------------------------- -
ALGUM ALIMENTO INTERFERE NO FUNCIONAMENTO DO INTESTINO: ------------------------- -------
RECEBE ALGUM REGIME DE ALIMENTAÇÃO ESPECÍFICA: --------------------------------------- ---------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A CRIANÇA TEM BOA DIGESTÃO: ---------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
FUNCIONAMENTO INTESTINAL: NORMAL ( ) PRESO ( ) SOLTO ( )
CONTROLE ESFINCTERIANO: --------------------------------- IDADE --------------------------------------------
CONTROLE URINÁRIO :
DIURNO: ---------------------------------------------------- IDADE : -------------------------------------------------
NOTURNO: ------------------------------------------------- IDADE : -------------------------------------------------
INDEPENDÊNCIA:
ESCOVAR DENTES, LAVAR MÃOS, TOMAR BANHO:-----------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
VESTE-SE SOZINHO, ABOTOA, ATA CORDÕES DE SAPATOS: ------------------------------------------------
SONO:
DORME EM QUARTO SOZINHO : -------- COM OS PAIS : --------- COM OS IRMÃOS:
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
QUEM A FAZ DORMIR : -------------------- E ACORDAR : -------------------------------------------------------
TIPO DE HUMOR: -----------------------------------------------------------------------------------------------------
PROCURA A CAMA DOS PAIS À NOITE: ------------- REAÇÃO DOS PAIS: ----------------------------------

25
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
TEM HORÁRIOS PARA DORMIR ----------------------- QUANTAS HORAS POR DIA: ----------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
DORME QUE HORAS À NOITE : ------------------------------------------------------------------------------------
E DURANTE O DIA:-----------------------------------------------------------------------------------------------------
TIPO DE SONO :
TRANQUILO: ------------------------------------------- AGITADO: --------------------------------------------------
SONO INTERROMPIDO: ----------------------- POR QUE : ------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
CONVERSA DURANTE O SONO: -----------------------SONAMBULISMO: -----------------------------------
FOBIAS NOTURNAS: ------------------------------------ GRITOS: --------------------------------------------------
RANGE OS DENTES: ------------------------------------ PESADELOS CONSTANTES: --------------------------
( ESPECIFIQUE SE EXISTE ALGUMA DIFICULDADE OU OBSERVAÇÃO): ----------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A CRIANÇA TEM MEDO DE ALGUMA COISA, OBJETO, ANIMAL, ETC EM EXCESSO : -----------------
----------------- POR QUE : --------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
LINGUAGEM :
ESBOÇOU PRIMEIROS SORRISOS COM QUE IDADE : -------------------------------------------------------
PRONUNCIOU PRIMEIRA PALAVRA COM QUE IDADE : ---------------- QUAL FOI: -----------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
TIPO DE LINGUAGEM :
FACIL ENTENDIMENTO: ---------------------- DIFÍCIL ENTENDIMENTO: ------------------------------------
TROCA LETRAS: --------------------------------QUAIS: -------------------------------------------------------------
TEM GAGUEIRA: --------------------------------QUE MOMENTOS: ----------------------------------------------
-------------------------------------------------------DESDE QUE IDADE: -------------------------------------------
TEM LÍNGUA PRESA: -------------------------------------------------------------------------------------------------
COMPREENDE AS PALAVRAS: --------------ATENDE AO SEU NOME: ---------------------------------------
DESENVOLVIMENTO PSICO MOTOR :
SUSTENTOU A CABEÇA COM QUE IDADE : ----------------------------------------------------------------------
SENTOU SOZINHA COM QUE IDADE: ----------------------------------------------------------------------------
ENGATINHOU COM QUE IDADE: ----------------------------QUE JEITO:--------------------------

26
ANDOU COM QUE IDADE: -------------------------------------------------------------------------------------------
HOUVE INTERRUPÇÕES: ------------------------ ALGUM ACIDENTE RELEVANTE: --------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
TEM TENDÊNCIAS A CAIR : ------------------------------------------------------------------------------------------
QUAL A MÃO DOMINANTE:----------------------SEMPRE FOI ESTA MÃO: ----------------------------------
4 - SAÚDE :
FAZ ALGUM TRATAMENTO MÉDICO: ---------------------------------------------------------------------------
JÁ ESTEVE INTERNADO: ------------------------------ POR QUÊ : ----------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
JÁ FOI OPERADO : ----------------------------------- COM QUE IDADE : ----------------------------------------
ADOECE FACILMENTE : ---------------------------- QUAL TIPO: ------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ESTÁ COM TODAS AS VACINAÇÕES EM DIA : ------------------------------------------------------------------
TOMA ALGUM REMÉDIO DIARIAMENTE: ------------------------------ QUAL : ------------------------------
TEM ALERGIA A ALGUM MEDICAMENTO: ---------------------------------------------------------------- -----
POSSUI PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS: ----------------- ASMAS: - --------------------------------------------
BRONQUITES: ------------------------------ --------------OUTROS: -----------------------------------------------
TEM ALERGIAS A ALGUM OBJETO, PÊLOS, ETC:----------------------------------------------------------------
COSTUMA TER DESMAIOS: ------------------------------------- DESÂNIMOS: --------------------------------
MACHUCADOS CICATRIZAM RÁPIDO : ----------------------- SANGRAM MUITO : -----------------------
JÁ HOUVE FRATURAS : ------------------- IDADE : ------------- QUAL MEMBRO: ---------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
VISÃO: ENXERGA BEM:------------------------JÁ CONSULTOU UM OCULISTA:------------------------------
AUDIÇÃO: PROBLEMAS (DESDE QUANDO)-------------------------------QUAL OUVIDO: ------------------
ALGUM PROCEDIMENTO ESPECÍFICO COM A CRIANÇA: ----------------------------------------------------
A CRIANÇA JÁ FEZ TRATAMENTO PSICOLÓGICO : -------------------------------------------------------------
5 - SOCIABILIDADE :
A CRIANÇA COSTUMA BRINCAR :----------------------------------------------------------------------------------
COM AMIGOS : ------------------------ QUE IDADE :---------------------------------------------------------------
QUE TIPO DE BRINQUEDO PREFERE ( DESCRIÇÃO DETALHADA) : -----------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
QUE TIPOS DE BRINCADEIRAS PREFERE: -----------------------------------------------------------------------

27
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
TIPOS DE COMPORTAMENTOS EM RODA DE AMIGOS: -----------------------------------------------------
LIDERA: -------------------------------------------- SUBMETE-SE: ---------------------------------------------------
ISOLA-SE : ----------------------------------------- GOSTA DE DISCUTIR: ----------------------------------------
COMPORTAMENTO DE MORDER OS OUTROS: -------------------BATER -----------------------------------
QUAL A REAÇÃO DOS PAIS: ----------------------------------------------------------------------------------------
GOSTA DE ASSISTIR TELEVISÃO : ------------------------- QUE PROGRAMAS: ------------------------------
QUANTAS HORAS POR DIA ASSISTE TELEVISÃO : --------------------------------------------------------------
ASSISTE TELEVISÃO ATÉ QUE HORA DA NOITE: ----------------------------------------------------------------
QUE PROGRAMAS DE TELEVISÃO OS PAIS PREFEREM : -----------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ASSITEM TELEVISÃO ATÉ QUE HORÁRIO DA NOITE: ---------------------------------------------------------
GOSTA DE PASSEAR : ------------------------ QUAL SUAS PREFERÊNCIAS: ----------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
FAZ COLEÇÕES: --------------------------------------------------------------------------------------------------------
DEMONSTRA INTERESSE POR ALGUM INSTRUMENTO MUSICAL: ----------------------------------------
OS PAIS COSTUMAM CONTAR QUE TIPOS DE HISTÓRIAS: --------------------------------------------------
GOSTA DE CANTAR : ----------------------GOSTA DE HISTÓRIAS: ----------------------------------------------
PERMANECE NA ESCOLA QUE HORÁRIOS: --------------------QUAL SUA REAÇÃO: -----------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
COSTUMA FAZER ALGUM ESPORTE : -----------------------------------------------------------------------------
QUAL: -------------------------------------------QUE HORÁRIOS: ---------------------------------------------------
6 - SEXUALIDADE:
A CRIANÇA APRESENTOU CURIOSIDADE SEXUAL : -----------------------------------------------------------
QUAL A ATITUDE DOS PAIS:-----------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
7 - OBSERVAÇÕES:
QUANTO A EDUCAÇÃO QUE A CRIANÇA RECEBE EM CASA, QUAL A SUA ATITUDE DIANTE DE:
UMA BIRRA : -----------------------------------------------------------------------------------------------------------
UMA BRIGA: ------------------------------------------------------------------------------------------------------------
UMA DESOBEDIÊNCIA: -----------------------------------------------------------------------------------------------
8. ESCOLARIDADE

28
A CRIANÇA GOSTA DE IR À ESCOLA: -------------------------------------------------------------------------------
É BEM ACEITA PELOS AMIGOS OU É ISOLADA?-----------------------------------------------------------------
JÁ REPETIU A SERIE ALGUMA VEZ?------------------------ POR QUÊ?------------------------------------------
GOSTA DE ESTUDAR?-----------TEM O HÁBITO DE LEITURA?-------------------------------------------------
FAZ AS LIÇÕES QUE OS PROFESSORES PASSAM? --------------------------------------------------------------
OS PAIS ESTUDAM COM A CRIANÇA? -----------------------------------------------------------------------------
MUDOU MUITAS VEZES DE ESCOLA? ----------------------------------------------------------------------------
POR QUÊ? ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
VAI BEM EM MATEMÁTICA? ----------------------------------------------------------------------------------------
TEM DIFICULDADE EM LEITURA E ESCRITA?---------------------------------------------------------------------
É IRREQUIETA NA ESCOLA? ------------------------------------------------------------------------------------------
EM QUE CIRCUNSTÂNCIAS? -----------------------------------------------------------------------------------------
QUAIS AS PRINCIPAIS DIFICULDADES ENCONTRADAS NA ESCOLA?---------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O QUE OS PROFESSORES ACHAM DELA? ------------------------------------------------------------------------
9. QUEIXA ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
DESDE QUANDO HÁ O PROBLEMA? -------------------------------------------------------------------------------

29
ANAMNESE ADULTO I
Parte I - Identificação

Nome:

Idade: Data de nascimento:

Endereço:

Bairro: Cidade:

Telefones para Contato:

Religião: Escolaridade:

Filhos (nome, idade e sexo)

Profissão: Est. Civil:

Cônjuge (nome, idade e profissão):

Queixa principal:

Fez terapia anteriormente? (citar qual e quando)

Expectativas e objetivos do paciente:

Sintomas apresentados:

Medos:

Doenças Importantes que teve:

Medicação que está tomando:

Medicação alternativa (chás, compostos, etc.)

Histórico da Queixa

Quando se iniciou:

Houve alguma alteração nos interesses, hábitos, comportamento ou personalidade?

30
Eventos/fatores que precipitam ou agravam crises:

Uso de drogas? Tentativa de suicídio?

Uso de bebidas alcóolicas:

Parte II – Relacionamentos Importantes

Mãe:

Pai:

Irmãos:

Filhos:

Parte III – Infância

Gravidez (planejada ou não), parto, intercorrências obstétricas:

Amamentação:

Estressores na infância, crises:

Outros transtornos infantis (sono, alimentação, psicomotor, gagueira, tiques, sonambulismo,


aprendizagem):

31
Algum trauma da infância:

Parte IV – Adolescência

Experiências afetivas marcantes:

Experiências sexuais marcantes:

Independência/ primeiros empregos:

Círculo de amizades:

Parte V – Vida Adulta

Relacionamento com parceiro:

32
Vida Sexual Atual:

Situação Financeira:

Abortos espontâneos/provocados:

Apoio Social disponível:

Outros transtornos atuais (sono, alimentação, tiques, etc.):

Principais lazeres, vida social:

Parte VI – Atendimentos Prestados

Psicoterapia:

Encaminhamentos Feitos:

Terapêutica Utilizada (prescrição de exercícios, leituras, relaxamento, etc.):

33
ANAMNESE ADULTO II
Data do atendimento: / /

Identificação:

Nome:
Idade: Estado Civil: Data de nasc.:
Grau de instrução:
Profissão:
Residência (cidade/estado):
Telefones para contado:

Queixa Principal:

Sintomas:

Histórico da Doença Atual:

Início da patologia:

Frequência:

Intensidade:
Tratamentos anteriores:

34
Medicamentos:

Histórico Pessoal:

Infância:

Rotina

Vícios:

Hobbies:

Trabalho:

Histórico Familiar:
Pais:

Irmaos:

Conjugue:

Filhos:

Lar:

35
História Patológica Pregressa (enfermidades e tratamentos atuais e anteriores):

Exame Psíquico:

Aparência:

Comportamento:

Atitude para com o entrevistador:

( )cooperativo , ( ) resistente, ( ) indiferente

Humor

( )normal; ( ) exaltado; ( )baixa de humor; ( )quebra súbita da tonalidade do humor durante a


entrevista;

Consciência da doença atual

( ) sim, ( )parcialmente, ( ) não

HIPÓTESE DIAGNÓSTICA

36
ANAMNESE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL

Dados pessoais
Nome
Data de nascimento: / / 2010 Idade: anos meses
Nacionalidade: Naturalidade:
Endereço: n_
Bairro: Cidade:
Estado: Tel. residencial: ( ) - Tel. celular: ( ) -
Família
Nome da mãe:
Idade:
Nome do pai:
Idade:
Estado civil:
Idade e profissão dos irmãos:
Profissão da mãe: Profissão do pai: _
Ainda trabalham? Qual a ocupação atual?
Como vê a relação dos pais com suas respectivas profissões:

Você participa de alguma forma da vida profissional deles? Como?


_

Profissão do marido (namorado) ou da esposa (namorada):

Escolaridade
Escolaridade atual (nível que está cursando, ou o último cursado):

Qual sua opinião sobre sua formação, a faculdade, o ambiente e seus professores?

Qual foi seu envolvimento em atividades e projetos extracurriculares e extra sala de aula?

Com quais disciplinas sempre houve mais identificação? Por quê?

Com quais disciplinas essa identificação não ocorreu? Por quê?

Ao longo da formação houve dúvida em relação à escolha da graduação? Que variáveis


alimentavam essa dúvida ao longo da caminhada?

37
Quais disciplinas poderiam na sua opinião, serem excluídas da grade de seu curso?

Aspectos pessoais
Quais suas melhores habilidades (pontos fortes)?

E os pontos fracos? Em que não se considera bom?

O que você faz nas horas de folga?

Algo que te deixa muito feliz:

Algo que te deixa muito chateado?

Você se considera uma pessoa (sim ou não): Crítica ( ) Dedicada ( )


Organizada ( )
Calma ( ) Comunicativa ( )
Insegura ( )
Persistente ( ) Paciente ( )
Nervosa ( )
Tímida ( ) Segura ( )
Dinâmica ( )
Omissa ( ) Criativa ( )
Observadora ( )
Como é seu círculo de amizades? O que seus amigos fazem?

Sobre trabalho
Quais as formas que utiliza para procurar emprego? Como foram essas experiências?

Quais as maiores dificuldades para conquistar o emprego ou o trabalho que almeja?

Já realizou algum trabalho voluntário? Qual?

Sobre profissões
Você se considera bem informado sobre profissões?

38
Quais suas fontes de informação?

Tem em mente alguma profissão diferente da que exerce hoje? Qual (is)?

Numere de 1 a 6, sendo 1 o que te motiva mais quando pensa em escolher um emprego e 6 o


que menos te motiva: ( ) Amigos ( ) Aptidão ( ) Família ( ) Interesses financeiros
( ) Mídia ( ) Status social
Seus familiares sugerem alguma ocupação ou algum emprego? Qual ou quais?

Você recebe alguma influência de alguém em relação à sua trajetória profissional? Em caso
positivo, qual o grau de importância desta pessoa na sua vida?

O que você vê como maiores obstáculos na sua profissão?

Quais as principais atividades realizadas na sua profissão?

Você lida mais com ideias, coisas ou pessoas? Isso para você é limitação ou estímulo?

Quais as características pessoais mais importantes para exercer essa profissão?

Quais as perspectivas futuras de trabalho nessa profissão?

Para você, o que é realização profissional?

Como você se vê daqui a dez anos?

Orientação Profissional
Já fez orientação profissional antes?

O que espera desse processo de orientação profissional?

39
ANAMNESE IDOSO I
Nome:
Escolaridade: Idade: DN:

Queixa principal:

História da doença:

Queixas cognitivas:

Como é seu jeito de ser? Continua assim ou ocorreu alguma mudança?

Alterações comportamentais: (mudou de comportamento após ser acometido pela doença?)

Escolaridade/Profissão: (qual o nível de escolaridade e em que trabalha, como foi a trajetória


profissional?)

Vida social: (convive com quem, atividades fora de casa, participa de algum tipo de grupo
(igreja, clube, etc.))

Dinâmica familiar (com quem mora, irmãos (idades e profissões), pais (idades e profissão),
arranjo familiar, familiar de referência):

40
Hábitos e rotina (o que gosta de fazer, preferências, alimentação, sono):

Antecedentes familiares (algum familiar tem alguma doença relacionada com a do paciente?):

Medicação:

Outras condições médicas: (perguntar se tem colesterol alto, pressão ou algum outro tipo de
doença)

Exames:

Tratamentos:

41
ANAMNESE IDOSO II

IDENTIFICAÇÃO
Nome:

Idade: Data nascimento: / / _ Sexo: ( ) M / ( ) F

Telefone: Emergência:

Queixa inicial:

DADOS FAMILIARES
Irmãos: Filhos: Netos: Relacionamento:
Mora com quem na casa:
Possui familiares ascendentes vivos? Quais
Filho(a): ( ) Biológico / ( ) Adotado

HISTÓRICO

DESENVOLVIMENTO

Algum fato relevante sobre a gestação, saúde da mãe na gravidez, parto, amamentação e
desenvolvimento na infância?

Apresentou algum atraso ou problema significativo?

Alguém na família apresenta queixa semelhante (hereditariedade)?

Antecedentes familiares (pais, irmãos, avós, etc.)?

42
Antecedentes relevantes (acidentes, traumas, operações, etc.)?

FORMAÇÃO ACADÊMICA / PROFISSIONAL

Formação de ensino/acadêmica:
Histórico profissional:
Apresentou problemas graves por questões emocionais?
Ocupação atual:

QUADRO ATUAL

ATIVIDADES

Possui limitações ou dependências:

( ) Finanças pessoais ( ) Administrar casa ( ) Dirige sozinho


( ) Fazer compras ( ) Medicamentos ( ) Compromissos pessoais

( ) Higiene pessoal
Observações:

Atividades/hobbies que deixou de fazer após a queixa:

QUEIXA

Como começou:

Evolução:

Outras soluções procuradas:

Faz outro tratamento:

43
Contato de outros profissionais:

SAÚDE

Apresente dificuldade:
( ) Fala - Qual? ( ) Sono - Qual?
( ) Visão - Qual? ( ) Audição - Qual?
( ) Locomoção - Qual? ( ) Alimentação - Qual?
Como está:

Sono:

Alimentação:

Humor:

Motivação:

Fez exames recentemente? Quais:


Fez avaliação neuro/psicológica? Como: _
Apresenta outros diagnósticos? Quais:
Faz acompanhamento com outros profissionais? Quais:
Faz uso de medicação? Quais:
Aplicação de instrumentos de rastreio? Quais:

44
ANAMNESE IDOSO III

Identificação
Nome do paciente:
Telefone de contato:
Data de nascimento: Idade: Sexo:
Estado civil: Escolaridade:
Religião:
Diagnóstico médico – se tiver:

Queixa principal e duração

Dados Sociais
Papel na família:
Atividades realizadas em família:
Festividades:
Isolamento social:
Causas:
Ciclo de amizades:
Atividades:
– Físicas:
– Manuais:
– Lazer:

Relacionamento afetivo
Parceiro(a) fixo(a):
Relacionamento casal:
Sexualidade:

45
Antecedentes pessoais
Doenças da infância:
Procedimentos Cirúrgicos:
Medicamentos (atuais e passados):
– Quais?
– Para que?
– Como toma?
– Quando se esquece o que faz?
– Quando tem dúvida o que faz?
– Sobrou? Onde guarda? Como guarda?
– Número de internações nos últimos 12 meses:
– Quedas nos últimos 12 meses:

Antecedentes familiares
História de Demência na família:
Hipertensão:
Diabetes:
Depressão:

Hábitos e costumes
Tabagismo:
Alcoolismo:
Outras drogas:

Habilidades não verbais


Problemas para encontrar caminhos em lugares familiares
Dificuldade de reconhecer objetos ou pessoas
Dificuldade de reconhecer partes do próprio corpo
Dificuldade de orientação do tempo (dias, meses, ano) _
Outros problemas não verbais

Preocupações Intelectuais
Dificuldade de resolver problemas que a maioria consegue
Dificuldade de pensar rapidamente quando necessário
Dificuldade de completar atividades em tempo razoável

46
Dificuldade de fazer coisas sequencialmente

Humor/Comportamento/Personalidade
Tristeza ou depressão
Ansiedade ou nervosismo
Estresse
Problemas no sono
Tem pesadelos em uma base diária/semanal
Fica irritado facilmente
Sente euforia (se sentindo no topo do mundo)
Se sente muito emotivo (chorando facilmente)
Se sente como se nada mais importasse
Fica facilmente frustrado
Faz coisas automaticamente (sem consciência)
Se sente menos inibido (fazendo coisas que não fazia antes)
Tem dificuldade em ser espontâneo
Houve mudança na energia [perda ( ) / aumento ( )]
Houve mudança no apetite [perda ( ) / aumento ( )]
Houve mudança no peso [perda ( ) / aumento ( )]
Houve mudança no interesse sexual [aumento ( ) / queda ( )]
Houve falta de interesse em atividades prazerosas
Houve aumento de irritabilidade
Houve aumento na agressividade
Outras mudanças no humor, personalidade ou em como lida com as pessoas?

47
ANAMNESE CIRURGIA BARIÁTRICA

História Pessoal
Nome: Idade:
1. Ao que associa sua obesidade?

2. O que você acha que o ajudou a tornar-se obeso?

3. O que representava para você a obesidade?


(sentimentos, vida pessoal, familiar, social, lazer, trabalho, vida amorosa e sexual).

4. Se pudesse o que você mudaria na sua história de vida?

Antecedentes Familiares e Sociais


5. Tem parente obeso? Quem são eles?

6. Como e/ou quando se percebeu acima do peso?

7. Como foi? O que você sentiu?

8. Sua família o percebia como obeso?

9. Já sofreu discriminação?

48
10. Como foi? Quem o discriminou?

Hábitos Alimentares
11. Como ocorria o comportamento alimentar e os sentimentos que o envolviam?

12. Conseguia diferenciar: fome/saciedade/apetite/excesso alimentar? Relate essa


diferença.

Percepção Corporal
13. Como você reagia ao se ver no espelho ou ao ouvir comentários sobre a sua
obesidade ?

14. Que sentimento você experimentava ao se deparar com outro indivíduo obeso?

Vivências e Frustrações com Tratamentos


15. Que cuidados buscou para deixar de ser obeso? Como foram?

16. Qual o sentimento com cada tratamento? Recebeu incentivo ou apoio? Foi
desestimulado?

17. Como você avalia o tratamento com cada profissional que esteve envolvido nas
diversas tentativas de reduzir de peso?

49
Aspectos Relativos à Cirurgia Bariátrica
18. Quais as motivações que o levaram a buscar a cirurgia e que tipo de apoio recebeu
dos familiares e amigos?

19. O que você achava que pode mudar na sua vida após a cirurgia?

20. Como foi seu contato inicial com o cirurgião? (apoiou, esclareceu, orientou, sugeriu
cuidados imediatos, falou da equipe?)

21. Como você se sentiu ao ser cuidado por uma equipe de profissionais de diversas
áreas (psicólogo, nutricionistas, fisioterapeutas). Uma exigência desnecessária?

22. Como foi o processo de decisão pela cirurgia?

23. Você acha que foi devidamente esclarecido sobre a cirurgia e todos os
procedimentos?

24. Você se considerava preparado para a cirurgia? O que lhe da certeza?

25. Quais as expectativas criadas com os possíveis resultados da cirurgia? Antes e


depois de operado?

50
ANAMNESE CASAL

I – IDENTIFICAÇÃO
Nome
Data de Nascimento: / / Idade: Sexo
Local de Nascimento:
Escolaridade: Estado civil :
Endereço da residência :
Telefone :
Profissão:
Local de Trabalho:

II – IDENTIFICAÇÃO
Nome
Data de Nascimento: / / Idade: Sexo
Local de Nascimento:
Escolaridade: Estado civil :
Endereço da residência :
Telefone :
Profissão:
Local de Trabalho:

III – MOTIVO DA CONSULTA E HISTÓRICO


Queixa principal:

Evolução da queixa:

51
Outras queixas e sintomas:

IV História do casal : como se conheceram, como se apaixonaram, pontos negativos


e pontos positivos.

V – História Ocupacional: escolha profissional, conflitos, relações com ambiente de


trabalho, número e duração de empregos, motivos de troca de emprego, de ocupação
e situação atual.

VII - Atividade Social: círculo de amizades, capacidade de se relacionar, interesses


sociais e intelectuais, relações com o sexo oposto.

52
V III - História psicossexual: curiosidade, conhecimento sexual, masturbação,
menarca, atitudes frente ao sexo oposto, práticas sexuais, namoro, relações pré-
matrimoniais, sentimentos sobre o casamento, ajustamento sexual, atitudes em
relação à gravidez, filhos, perversões sexuais, etc.

Outras observações:

Data: / /

53
EVOLUÇÃO

Paciente: Início terapia: / /

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

54
Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Data: / / Tema:

Evolução:

Destino do caso:

Alta ( )

Abandono ( ) Motivo

Encaminhamento a outro profissional ( ) Quem

Interrompido ( ) Motivo

Melhoras Obtidas:

Outras Observações Importantes:

55
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

Pelo presente instrumento, que atende às exigências legais, o(a) Senhor(a)


,
portador do RG , ficará ciente que estará sendo
submetido a um tratamento psicológico (psicoterapia) à longo prazo, cabendo ao
psicólogo a responsabilidade de determinar o momento exato da alta do paciente.

O paciente se comprometerá em efetuar o pagamento da quantia previamente


estabelecida a cada sessão realizada (presencial).

Seus dados e sua identidade serão mantidos sob sigilo e a sua privacidade
respeitada, por imperativo do código de ética que rege o exercício profissional do
Psicólogo.

Cidade, de de .

Paciente

Nome Psicólogo
CRP XX/XXXXX

56
FICHA DE CONTROLE PARA ATENDIMENTO CLÍNICO
Identificação
Nome _ Sexo ( )M ( )F
Nasc. / / Idade Est.Civil Natural de
Endereço
Escolaridade Profissão/Ocupação
Local de trabalho
Telefones resid . Cel. Trab.
Responsável (se menor)
Indicação / Encam. Entrevista inicial / /
Motivo da demanda

Avaliação da demanda e definição de objetivos

Observações

Custos e forma de pagamento

Data / / Assin. do cliente ou responsável

57
REGISTRO DA EVOLUÇÃO DO ATENDIMENTO

Cliente Procedimento:

Data – Nº. da Sessão – Resumo da Sessão – Percepções – Observações

58
FICHA DE EVOLUÇÃO

Nome:

DATA EVOLUÇÃO

59
ENCAMINHAMENTO

Prezado(a) ,
encaminho o paciente ,
que está passando por psicoterapia em meu consultório, para

Agradeço a sua atenção e aguardo o seu parecer.

Observações:

Cidade, XX de XXXXX de 2019.

Psicóloga XXXXXXX

CRP XX/XXXX

60
(nome, especialidade e CRP)

ENCAMINHAMENTO

De: (nome do psicólogo)


Para: Psiquiatra

Encaminho (nome do paciente), para avaliação e acompanhamento psiquiátrico.


O mesmo iniciou acompanhamento psicológico em / / , sendo necessário o
prosseguimento da psicoterapia, porém, concomitantemente ao tratamento
psiquiátrico.

Encontro-me à disposição para quaisquer esclarecimentos e desde já agradeço


a atenção dispensada.

Cidade, de de .

Nome, assinatura, CRP e carimbo do psicólogo(a)

61
RESOLUÇÃO CFP N.º 007/2003

Institui o Manual de Elaboração


de Documentos Escritos produzidos
pelo psicólogo, decorrentes de avaliação
psicológica e revoga a Resolução CFP º
17/2002.

O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições legais e


regimentais, que lhe são conferidas pela Lei no 5.766, de 20 de dezembro de 1971;

CONSIDERANDO que o psicólogo, no seu exercício profissional, tem sido


solicitado a apresentar informações documentais com objetivos diversos;

CONSIDERANDO a necessidade de referências para subsidiar o psicólogo na


produção qualificada de documentos escritos decorrentes de avaliação psicológica;

CONSIDERANDO a freqüência com que representações éticas são desencadeadas


a partir de queixas que colocam em questão a qualidade dos documentos escritos,
decorrentes de avaliação psicológica, produzidos pelos psicólogos;

CONSIDERANDO os princípios éticos fundamentais que norteiam a atividade


profissional do psicólogo e os dispositivos sobre avaliação psicológica contidos no Código de
Ética Profissional do Psicólogo;

CONSIDERANDO as implicações sociais decorrentes da finalidade do uso dos


documentos escritos pelos psicólogos a partir de avaliações psicológicas;

CONSIDERANDO as propostas encaminhadas no I FORUM NACIONAL DE


AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA, ocorrido em dezembro de 2000;

CONSIDERANDO a deliberação da Assembléia das Políticas Administrativas e


Financeiras, em reunião realizada em 14 de dezembro de 2002, para tratar da revisão
do Manual de Elaboração de Documentos produzidos pelos psicólogos, decorrentes de
avaliações psicológicas;

CONSIDERANDO a decisão deste Plenário em sessão realizada no dia 14 de


junho de 2003,

62
RESOLVE:

Art. 1º - Instituir o Manual de Elaboração de Documentos Escritos, produzidos por psicólogos,


decorrentes de avaliações psicológicas.

Art. 2º - O Manual de Elaboração de Documentos Escritos, referido no


artigo anterior, dispõe sobre os seguintes itens:

I. Princípios norteadores;

II. Modalidades de documentos;

III. Conceito / finalidade /


estrutura; IV. Validade dos
documentos;

V. Guarda dos documentos.

Art. 3º - Toda e qualquer comunicação por escrito decorrente de avaliação


psicológica deverá seguir as diretrizes descritas neste manual.

Parágrafo único – A não observância da presente norma constitui falta


ético- disciplinar, passível de capitulação nos dispositivos referentes ao exercício
profissional do Código de Ética Profissional do Psicólogo, sem prejuízo de outros que possam
ser argüidos.

Art. 4º - Esta resolução entrará em vigor na data de sua

publicação. Art. 5º - Revogam-se as disposições em contrário.

Brasília, 14 de junho de 2003.

ODAIR FURTADO Conselheiro Presidente

63
MANUAL DE ELABORAÇÃO DE DOCUMENTOS
DECORRENTES DE AVALIAÇÕES PSICOLÓGICAS

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

A avaliação psicológica é entendida como o processo técnico-científico de coleta


de dados, estudos e interpretação de informações a respeito dos fenômenos psicológicos,
que são resultantes da relação do indivíduo com a sociedade, utilizando-se, para tanto,
de estratégias psicológicas – métodos, técnicas e instrumentos. Os resultados das
avaliações devem considerar e analisar os condicionantes históricos e sociais e seus efeitos
no psiquismo, com a finalidade de servirem como instrumentos para atuar não somente
sobre o indivíduo, mas na modificação desses condicionantes que operam desde a
formulação da demanda até a conclusão do processo de avaliação psicológica.

O presente Manual tem como objetivos orientar o profissional psicólogo na


confecção de documentos decorrentes das avaliações psicológicas e fornecer os
subsídios éticos e técnicos necessários para a elaboração qualificada da comunicação escrita.

As modalidades de documentos aqui apresentadas foram sugeridas durante


o I FÓRUM NACIONAL DE AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA, ocorrido em dezembro de 2000.

Este Manual compreende os seguintes itens:

I. Princípios norteadores da elaboração documental;


II. Modalidades de documentos;

III. Conceito / finalidade / estrutura;


IV. Validade dos documentos;

V. Guarda dos documentos.

I - PRINCÍPIOS NORTEADORES NA ELABORAÇÃO DE DOCUMENTOS

O psicólogo, na elaboração de seus documentos, deverá adotar como


princípios norteadores as técnicas da linguagem escrita e os princípios éticos, técnicos e
científicos da profissão.

1 – PRINCÍPIOS TÉCNICOS DA LINGUAGEM ESCRITA

O documento deve, na linguagem escrita, apresentar uma redação bem estruturada e


definida, expressando o que se quer comunicar. Deve ter uma ordenação que possibilite
a compreensão por quem o lê, o que é fornecido pela estrutura, composição de parágrafos
ou frases, além da correção gramatical.

64
O emprego de frases e termos deve ser compatível com as expressões próprias da
linguagem profissional, garantindo a precisão da comunicação, evitando a diversidade
de significações da linguagem popular, considerando a quem o documento será destinado.

A comunicação deve ainda apresentar como qualidades: a clareza, a concisão e a


harmonia. A clareza se traduz, na estrutura frasal, pela seqüência ou ordenamento adequado
dos conteúdos, pela explicitação da natureza e função de cada parte na construção do todo.
A concisão se verifica no emprego da linguagem adequada, da palavra exata e necessária.
Essa “economia verbal” requer do psicólogo a atenção para o equilíbrio que evite uma
redação lacônica ou o exagero de uma redação prolixa. Finalmente, a harmonia se traduz na
correlação adequada das frases, no aspecto sonoro e na ausência de cacofonias.

2 – PRINCÍPIOS ÉTICOS E TÉCNICOS

2.1. Princípios Éticos

Na elaboração de DOCUMENTO, o psicólogo baseará suas informações na


observância dos princípios e dispositivos do Código de Ética Profissional do Psicólogo.
Enfatizamos aqui os cuidados em relação aos deveres do psicólogo nas suas relações com a
pessoa atendida, ao sigilo profissional, às relações com a justiça e ao alcance das informações

- identificando riscos e compromissos em relação à utilização das informações presentes


nos documentos em sua dimensão de relações de poder.

Torna-se imperativo a recusa, sob toda e qualquer condição, do uso


dos instrumentos, técnicas psicológicas e da experiência profissional da Psicologia na
sustentação de modelos institucionais e ideológicos de perpetuação da segregação aos
diferentes modos de subjetivação. Sempre que o trabalho exigir, sugere-se uma
intervenção sobre a própria demanda e a construção de um projeto de trabalho que
aponte para a reformulação dos condicionantes que provoquem o sofrimento psíquico,
a violação dos direitos humanos e a manutenção das estruturas de poder que sustentam
condições de dominação e segregação.

Deve-se realizar uma prestação de serviço responsável pela execução de um


trabalho de qualidade cujos princípios éticos sustentam o compromisso social da Psicologia.
Dessa forma, a demanda, tal como é formulada, deve ser compreendida como efeito de uma
situação de grande complexidade.

2.2. Princípios Técnicos

O processo de avaliação psicológica deve considerar que os objetos


deste procedimento (as questões de ordem psicológica) têm determinações históricas,
sociais, econômicas e políticas, sendo as mesmas elementos constitutivos no processo de
subjetivação. O DOCUMENTO, portanto, deve considerar a natureza dinâmica, não
definitiva e não cristalizada do seu objeto de estudo.

Os psicólogos, ao produzirem documentos escritos, devem se basear


exclusivamente nos instrumentais técnicos (entrevistas, testes, observações, dinâmicas de
grupo, escuta, intervenções verbais) que se configuram como métodos e técnicas psicológicas

65
para a coleta de dados, estudos e interpretações de informações a respeito da pessoa ou grupo
atendidos, bem como sobre outros materiais e grupo atendidos e sobre outros materiais
e documentos produzidos anteriormente e pertinentes à matéria em questão. Esses
instrumentais técnicos devem obedecer às condições mínimas requeridas de qualidade e de
uso, devendo ser adequados ao que se propõem a investigar.

A linguagem nos documentos deve ser precisa, clara, inteligível e concisa, ou seja,
deve-se restringir pontualmente às informações que se fizerem necessárias, recusando
qualquer tipo de consideração que não tenha relação com a finalidade do documento
específico.

Deve-se rubricar as laudas, desde a primeira até a penúltima, considerando


que a última estará assinada, em toda e qualquer modalidade de documento.

II - MODALIDADES DE DOCUMENTOS

1. Declaração *

2. Atestado psicológico

3. Relatório / laudo psicológico

4. Parecer psicológico *

* A Declaração e o Parecer psicológico não são documentos decorrentes da avaliação


Psicológica, embora muitas vezes apareçam desta forma. Por isso consideramos
importante constarem deste manual afim de que sejam diferenciados.

V – VALIDADE DOS CONTEÚDOS DOS DOCUMENTOS

O prazo de validade do conteúdo dos documentos escritos, decorrentes das


avaliações psicológicas, deverá considerar a legislação vigente nos casos já definidos. Não
havendo definição legal, o psicólogo, onde for possível, indicará o prazo de validade do
conteúdo emitido no documento em função das características avaliadas, das informações
obtidas e dos objetivos da avaliação. Ao definir o prazo, o psicólogo deve dispor dos
fundamentos para a indicação, devendo apresentá-los sempre que solicitado.

VI - GUARDA DOS DOCUMENTOS E CONDIÇÕES DE GUARDA

Os documentos escritos decorrentes de avaliação psicológica, bem como todo o material


que os fundamentou, deverão ser guardados pelo prazo mínimo de 5 anos,

66
observando-se a responsabilidade por eles tanto do psicólogo quanto da instituição em
que ocorreu a avaliação psicológica.

Esse prazo poderá ser ampliado nos casos previstos em lei, por determinação judicial, ou ainda
em casos específicos em que seja necessária a manutenção da guarda por maior tempo.

Em caso de extinção de serviço psicológico, o destino dos documentos deverá seguir as


orientações definidas no Código de Ética do Psicólogo

67
DECLARAÇÃO: CONCEITO E FINALIDADE

1.1 É um documento que visa a informar a ocorrência de fatos ou situações objetivas


relacionados ao atendimento psicológico, com a finalidade de declarar:
a) Comparecimentos do atendido e/ou do seu acompanhante, quando
necessário;
b) Acompanhamento psicológico do atendido;
c) Informações sobre as condições do atendimento (tempo de
acompanhamento, dias ou horários).
Neste documento não deve ser feito o registro de sintomas, situações ou
estados psicológicos.

1.2. Estrutura da
declaração
a) Ser emitida em papel timbrado ou apresentar na subscrição do
documento o carimbo, em que conste nome e sobrenome do psicólogo, acrescido
de sua inscrição profissional (“Nome do psicólogo / N.º da inscrição”).

b) A declaração deve expor:


- Registro do nome e sobrenome do solicitante;
- Finalidade do documento (por exemplo, para fins de comprovação);
- Registro de informações solicitadas em relação ao atendimento (por
exemplo: se faz acompanhamento psicológico, em quais dias, qual
horário);
- Registro do local e data da expedição da declaração;
- Registro do nome completo do psicólogo, sua inscrição no CRP e/ou
carimbo com as mesmas informações.

Assinatura do psicólogo acima de sua identificação ou do carimbo.

68
DECLARAÇÃO

Declaro para devidos fins, que (NOME COMPLETO DO PACIENTE), para fins de
comprovação, está sendo submetida a psicoterapia, sob meus cuidados profissionais,
comparecendo às sessões todas às XXXXXXXXXXXX, no horário das XX:XX, com duração
de 50minutos/sessão.

Cidade, XX de XXXXXXXXXXXX de 2019.

Sem mais para o momento e colocando-me à disposição para maiores esclarecimentos.

NOME PSICÓLOGO/ CARIMBO

CRP XX/XXXXX

69
Cidade, XX de XXXXX de 2019.

DECLARAÇÃO

Declaro para fins comprovação de atendimento que o paciente XXXXXXXXX está em


atendimento psicológico desde XXXXXXXXX às XXXXXXXXXX das XXhXX às XXhXX até o presente
momento, conforme solicitação da XXXXXXXXXXXX para acompanhamento psicológico do
FILHO/NETO/SOBRINHO.

O paciente encontra-se em início de avaliação psicológica, devido ao processo


psicoterápico ter iniciado recentemente, necessitando dar continuidade ao atendimento
psicológico da criança para maior compreensão da demanda e elaboração de estratégias como
forma de auxílio para o bem estar emocional e psicológico da criança.

Coloco-me a disposição para eventuais dúvidas ou esclarecimentos que se façam


necessário.

Atenciosamente.

NOME PSICÓLOGO- CARIMBO


CRP XX/XXXX

70
DECLARAÇÃO DE COMPARECIMENTO

Declaro para os devidos fins que, ,


esteve na Clínica XXXXXXXXXXX, no dia / / no horário das
, com duração de 50 minutos, para tratamento psicoterapico.
Por ser verdade, firmo o presente.

Coloco-me a disposição para outros esclarecimentos.

Atenciosamente,

Nome do psicólogo e CRP/CARIMBO

71
DECLARAÇÃO DE ACOMPANHAMENTO PSICOLÓGICO

Declaro para os devidos fins, que XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


esteve acompanhando o seu filho XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, na consulta realizada
no dia XX/XX/XXXX durante o período de XX:XX às XX:XX.

Cidade, XX de XXXXX de 2019.

Sem mais para o momento e colocando-me à disposição para maiores esclarecimentos.

NOME PSICÓLOGO- CARIMBO

CRP XX/XXXXX

72
ATESTADO: CONCEITO E FINALIDADE

2.1 É um documento expedido pelo psicólogo que certifica uma determinada situação
ou estado psicológico, tendo como finalidade afirmar sobre as condições
psicológicas de quem, por requerimento, o solicita, com fins de:
a) Justificar faltas e/ou impedimentos do solicitante;
b) Justificar estar apto ou não para atividades específicas, após realização
de um processo de avaliação psicológica, dentro do rigor técnico
e ético que subscreve esta Resolução;
c) Solicitar afastamento e/ou dispensa do solicitante, subsidiado na
afirmação atestada do fato, em acordo com o disposto na Resolução CFP nº
015/96.
2.2. Estrutura do atestado
A formulação do atestado deve restringir-se à informação solicitada
pelo requerente, contendo expressamente o fato constatado. Embora seja um
documento simples, deve cumprir algumas formalidades:
a) Ser emitido em papel timbrado ou apresentar na subscrição do
documento o carimbo, em que conste o nome e sobrenome do psicólogo,
acrescido de sua inscrição profissional (“Nome do psicólogo / N.º da inscrição”).
b) O atestado deve expor:

- Registro do nome e sobrenome do cliente;


- Finalidade do documento;
- Registro da informação do sintoma, situação ou condições
psicológicas que justifiquem o atendimento, afastamento ou falta –
podendo ser registrado sob o indicativo do código da Classificação
Internacional de Doenças em vigor;
- Registro do local e data da expedição do atestado;

- Registro do nome completo do psicólogo, sua inscrição no CRP e/ou

carimbo com as mesmas informações;


- Assinatura do psicólogo acima de sua identificação ou do carimbo.

Os registros deverão estar transcritos de forma corrida, ou seja, separados


apenas pela pontuação, sem parágrafos, evitando, com isso, riscos de adulterações.
No caso em que seja necessária a utilização de parágrafos, o psicólogo deverá
preencher esses espaços com traços.

73
O atestado emitido com a finalidade expressa no item 2.1, alínea b, deverá
guardar relatório correspondente ao processo de avaliação psicológica
realizado, nos arquivos profissionais do psicólogo, pelo prazo estipulado nesta
resolução, item V.

74
ATESTADO PSICOLÓGICO

(NOME COMPLETO DO PACIENTE)


AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA PARA CIRURGIA BARIÁTRICA

Atesto, para os devidos fins , que ......................... está apta para a realização de cirurgia
bariátrica. Está em acompanhamento psicológico há meses, e encontra-se com humor
estável, sono regular e sem alterações da sensopercepção. Demonstra ausência de
psicopatologias no momento. Os instrumentos utilizados para a avaliação foram a
entrevista clínica, psicoterapia individual, psicoterapia individual, o TAT (teste de
Apercepção Temática) e a psico-orientação pré e pós-cirúrgica individual e para a
família.

Cidade, de de 2019.

XXXXXXXXX - CARIMBO
Psicóloga Clínica – CRP XX/XXXXX

75
ATESTADO PSICOLÓGICO

(NOME COMPLETO DO PACIENTE)


AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA PARA CIRURGIA BARIÁTRICA

Informo para os devidos fins, que a Sra. passou por um processo de


avaliação psicológica e atendimento individual, estes para a aplicação de testes
projetivos e entrevistas dirigidas. A paciente encontra-se com humor estável, sono
regular e sem alterações de sensopercepção.

Atesto que está apta para a realização de cirurgia bariátrica, sendo que não demonstra
nenhum tipo de transtorno psicológico que a impeça de realizar a cirurgia bariátrica.
Entretanto, existe a necessidades do acompanhamento psicológico no Pós-operatório.

Os instrumentos utilizados para a avaliação foram a entrevista clínica, os testes...., a


psico-orientação pré e pós-cirurgia individual e com a família.

Cidade, XX de XXXXX de 20XX.

NOME PSICÓLOGO Psicólogo(a) - CRP XX/XXXXX - CARIMBO

76
RELATÓRIO OU LAUDO - CONCEITO E FINALIDADE

3.1 O relatório ou laudo psicológico é uma apresentação descritiva acerca de situações


e/ou condições psicológicas e suas determinações históricas, sociais, políticas e
culturais, pesquisadas no processo de avaliação psicológica. Como todo
DOCUMENTO, deve ser subsidiado em dados colhidos e analisados, à luz de um
instrumental técnico (entrevistas, dinâmicas, testes psicológicos, observação,
exame psíquico, intervenção verbal), consubstanciado em referencial técnico-
filosófico e científico adotado pelo psicólogo.
A finalidade do relatório psicológico será a de apresentar os
procedimentos e conclusões gerados pelo processo da avaliação psicológica,
relatando sobre o encaminhamento, as intervenções, o diagnóstico, o prognóstico
e evolução do caso, orientação e sugestão de projeto terapêutico, bem como, caso
necessário, solicitação de acompanhamento psicológico, limitando-se a fornecer
somente as informações necessárias relacionadas à demanda, solicitação ou
petição.
3.2. Estrutura

O relatório psicológico é uma peça de natureza e valor científicos, devendo


conter narrativa detalhada e didática, com clareza, precisão e harmonia, tornando-
se acessível e compreensível ao destinatário. Os termos técnicos devem, portanto,
estar acompanhados das explicações e/ou conceituação retiradas dos fundamentos
teórico-filosóficos que os sustentam.
O relatório psicológico deve conter, no mínimo, 5 (cinco) itens:
identificação, descrição da demanda, procedimento, análise e conclusão.
1.Identificação
2.Descrição da demanda

3. Procedimento
4. Análise
5. Conclusão
3.2.1. Identificação
É a parte superior do primeiro tópico do documento com a finalidade
de identificar:
O autor/relator – quem elabora; O interessado – quem solicita;
O assunto/finalidade – qual a razão/finalidade.

77
No identificador AUTOR/RELATOR, deverá ser colocado o(s) nome(s) do(s)
psicólogo(s) que realizará(ão) a avaliação, com a(s) respectiva(s) inscrição(ões) no
Conselho Regional.
No identificador INTERESSADO, o psicólogo indicará o nome do autor do pedido
(se a solicitação foi da Justiça, se foi de empresas, entidades ou do cliente).
No identificador ASSUNTO, o psicólogo indicará a razão, o motivo do pedido
(se para acompanhamento psicológico, prorrogação de prazo para acompanhamento ou
outras razões pertinentes a uma avaliação psicológica).

3.2.2. Descrição da demanda

Esta parte é destinada à narração das informações referentes à problemática


apresentada e dos motivos, razões e expectativas que produziram o pedido do
documento. Nesta parte, deve-se apresentar a análise que se faz da demanda de
forma a justificar o procedimento adotado.

3.2.3. Procedimento

A descrição do procedimento apresentará os recursos e instrumentos técnicos


utilizados para coletar as informações (número de encontros, pessoas ouvidas etc) à luz
do referencial teórico-filosófico que os embasa. O procedimento adotado deve ser
pertinente para avaliar a complexidade do que está sendo demandado.

3.2.4. Análise

É a parte do documento na qual o psicólogo faz uma exposição descritiva de forma


metódica, objetiva e fiel dos dados colhidos e das situações vividas relacionados
à demanda em sua complexidade. Como apresentado nos princípios técnicos, “O
processo de avaliação psicológica deve considerar que os objetos deste
procedimento (as questões de ordem psicológica) têm determinações históricas,
sociais, econômicas e políticas, sendo as mesmas elementos constitutivos no
processo de subjetivação. O DOCUMENTO, portanto, deve considerar a natureza
dinâmica, não definitiva e não cristalizada do seu objeto de estudo”.

Nessa exposição, deve-se respeitar a fundamentação teórica que sustenta o


instrumental técnico utilizado, bem como princípios éticos e as questões relativas ao

78
sigilo das informações. Somente deve ser relatado o que for necessário para o
esclarecimento do encaminhamento, como disposto no Código de Ética Profissional do
Psicólogo.

O psicólogo, ainda nesta parte, não deve fazer afirmações sem sustentação em fatos
e/ou teorias, devendo ter linguagem precisa, especialmente quando se referir a dados
de natureza subjetiva, expressando-se de maneira clara e exata.

3.2.4. Conclusão

Na conclusão do documento, o psicólogo vai expor o resultado e/ou considerações


a respeito de sua investigação a partir das referências que subsidiaram o trabalho.
As considerações geradas pelo processo de avaliação psicológica devem transmitir ao
solicitante a análise da demanda em sua complexidade e do processo de avaliação
psicológica como um todo.

Vale ressaltar a importância de sugestões e projetos de trabalho que contemplem


a complexidade das variáveis envolvidas durante todo o processo.

Após a narração conclusiva, o documento é encerrado, com indicação do local,


data de emissão, assinatura do psicólogo e o seu número de inscrição no CRP.

79
LAUDO PSICOLÓGICO
I- IDENTIFICAÇÃO:
AUTOR: (nome do psicólogo)
INTERESSADO: (Justiça ou nome da empresa)
ASSUNTO: (acompanhamento psicológico ou outros)

II- DESCRIÇÃO DA DEMANDA:


Narração das informações referentes à problemática apresentada e dos motivos,
razões e expectativas que produziram o pedido do documento.

III- PROCEDIMENTO:
Foram realizadas x sessões, contemplando anamnese, como instrumentos técnicos
foram XXXXXXXXXX . Como referencial teórico foi utilizado XXXX.

IV- ANÁLISE:
Durante a avaliação psicológica, XXXXXXXX apresentou bom contato interpessoal,
interagindo de maneira adequada, revelando-se segura, centrada e colaborativa.
Demonstrou conteúdo e curso de pensamento coerente com a realidade. Apresenta
bom estado emocional, bom aspecto físico e sem dificuldades de relacionamentos
sociais. Reflete seriedade, responsabilidade e comprometimento com suas questões
pessoais e profissionais. No momento, não foram observados indícios de distúrbios
psicológicos

III -CONCLUSÃO:
Através dos resultados obtidos na avaliação psicológica verifica-se que XXXXXXX está
apta para exercera função de professora.

Cidade, XX de XXXXX de XXXX.

PSICÓLOGO
CRP XX/XXXXX – CARIMBO

80
LAUDO PSICOLÓGICO

1. Identificação
AUTOR: (nome do psicólogo)
INTERESSADO: (Justiça ou nome da empresa)
ASSUNTO: (acompanhamento psicológico ou outros)

2. Descrição da Demanda
A criança foi submetida à avaliação psicológica, em consequência de dificuldade de
adaptação às regras e normas escolares de déficit de atenção, falta de estímulo,
reprovações subsequentes, falta de socialização, atitudes suicidas impulsivas, excessiva
agressividade, acusações de furtos e danos materiais a patrimônio da escola e de
professores, bem como experiência de expulsão em várias escolas.

3.Procedimento
Os recursos e instrumentos técnicos utilizados para coletar as informações (mencionar
o número de encontros, pessoas ouvidas, teste, entrevista, dinâmicas, observação,
intervenção verbal) à luz do referencial teórico-filosófico que os embasa. O
procedimento adotado deve ser pertinente para avaliar a complexidade do que está
sendo demandado.

4. Análise

A família tem total conhecimento do comportamento da criança, que relata que desde
sempre o mesmo apresentava dificuldade no seu desenvolvimento social. Gostava de
ficar isolado, de quebrar seus brinquedos e atear fogo em objetos. Não conseguia se
envolver emocionalmente com os membros da família, parecendo distante de todos.

5. Conclusão: Em relação à família, particularmente em relação aos genitores, detectou-


se na figura paterna dificuldades de se impor, tendo a mesma história de dependência
alcóolica. Na figura materna, observou-se uma excessiva autoridade, bem como
comportamentos ambivalentes nos métodos disciplinares utilizados com o filho, ora se
mostrando indiferente, negligenciando nas condições essenciais de desenvolvimento,
ora abusando do seu poder, com castigos físicos exagerados, ficando evidenciado o
caráter conflituoso na interação familiar.

Cidade, de de .

Nome, assinatura, CRP e carimbo do psicólogo(a)

81
RELATÓRIO PSICOLÓGICO

1. Identificação
AUTOR/RELATOR –
CRP –
INTERESSADO –
ASSUNTO –

2. Descrição da demanda
Informações referentes à problemática apresentada e dos motivos, razões e
expectativas que produziram o pedido

3. Procedimento
Forem realizados entrevistas e aplicação de testes psicológicos em 4 encontros de 1
(uma) hora de duração em dias alternados.

4. Análise

É a parte do documento na qual o psicólogo faz uma exposição descritiva de forma


metódica, objetiva e fiel dos dados colhidos e das situações vividas relacionados à
demanda em sua complexidade. Como apresentado nos princípios técnicos, “O processo
de avaliação psicológica deve considerar que os objetos deste procedimento (as
questões de ordem psicológica) têm determinações históricas, sociais, econômicas e
políticas, sendo as mesmas elementos constitutivos no processo de subjetivação. O
documento , portanto, deve considerar a natureza dinâmica, não definitiva e não
cristalizada do seu objeto de estudo. Somente deve ser relatado o que for necessário
para o esclarecimento do encaminhamento, como disposto no Código de Ética
Profissional do Psicólogo.

5.Conclusão

Na conclusão do documento, o psicólogo vai expor o resultado e/ou considerações a


respeito de sua investigação a partir das referências que subsidiaram o trabalho. Após a
narração conclusiva, o documento é encerrado, com indicação do local, data de emissão,
assinatura do psicólogo e o seu número de inscrição no CRP.

Cidade, de de .

Nome, assinatura, CRP e carimbo do psicólogo(a)

82
PARECER - CONCEITO E FINALIDADE

4.1 Parecer é um documento fundamentado e resumido sobre uma questão focal do


campo psicológico cujo resultado pode ser indicativo ou conclusivo.

O parecer tem como finalidade apresentar resposta esclarecedora, no campo do


conhecimento psicológico, através de uma avaliação especializada, de uma
“questão- problema”, visando a dirimir dúvidas que estão interferindo na decisão,
sendo, portanto, uma resposta a uma consulta, que exige de quem responde
competência no assunto.

4.2. Estrutura

O psicólogo parecerista deve fazer a análise do problema apresentado,


destacando os aspectos relevantes e opinar a respeito, considerando os quesitos
apontados e com fundamento em referencial teórico-científico.

Havendo quesitos, o psicólogo deve respondê-los de forma sintética e


convincente, não deixando nenhum quesito sem resposta. Quando não houver dados
para a resposta ou quando o psicólogo não puder ser categórico, deve-se utilizar a
expressão “sem elementos de convicção”. Se o quesito estiver mal formulado, pode-
se afirmar “prejudicado”, “sem elementos” ou “aguarda evolução”.

O parecer é composto de 4 (quatro) itens:


1. Identificação
2. Exposição de motivos
3. Análise
4. Conclusão

4.2.1. Identificação
Consiste em identificar o nome do parecerista e sua titulação, o nome do autor
da solicitação e sua titulação.
4.2.2. Exposição de Motivos
Destina-se à transcrição do objetivo da consulta e dos quesitos ou à
apresentação das dúvidas levantadas pelo solicitante. Deve-se apresentar a questão

83
em tese, não sendo necessária, portanto, a descrição detalhada dos procedimentos,
como os dados colhidos ou o nome dos envolvidos.

4.2.3. Análise
A discussão do PARECER PSICOLÓGICO se constitui na análise minuciosa da questão
explanada e argumentada com base nos fundamentos necessários existentes, seja na
ética, na técnica ou no corpo conceitual da ciência psicológica. Nesta parte, deve
respeitar as normas de referências de trabalhos científicos para suas citações e
informações.
4.2.4. Conclusão
Na parte final, o psicólogo apresentará seu posicionamento, respondendo à
questão levantada. Em seguida, informa o local e data em que foi elaborado e
assina o documento.

84
PARECER PSICOLÓGICO

AUTOR: Psicólogo – Especialização – CRP

SOLICITANTE: .

NOME:
IDADE:
ESCOLARIDADE:
ESCOLA:

EXPOSIÇÃO DOS MOTIVOS:


Foi relatado que pelo solicitante que o aluno em questão apresenta dificuldades em
relacionar-se com seus colegas e que por isso, está em sofrimento.

ANÁLISE:
Durante os 2 encontros realizados com C.B.X, pode-se observar que a falta de contato
com seus colegas e seu isolamento está acontecendo desde que seus pais começaram
a brigar na frente dele, que na semana que se passou, seus pais se separaram e que a
criança não está sabendo lidar com essa situação.

CONCLUSÃO:
Após investigação psicológica constatou que C.B.X está em sofrimento psíquico devido
o divórcio dos seus pais. A criança deverá passar por acompanhamento psicológico.

À disposição para qualquer esclarecimento.

Atenciosamente,

Cidade, de de 2019.

Nome completo do profissional

Nº de inscrição no CRP- CARIMBO

85
CONTRATO - ANTI-SUICÍDIO

Eu , anos, na data de / /
Concordo que, apesar de estar em dor emocional, é importante não desistir da
esperança e, em vez disso, continuar a buscar maneiras de melhorar minha vida.
Entendo que a terapia às vezes é difícil, mas colaborarei com minha terapeuta para
encontrar maneiras de lidar com meus sintomas e meus problemas da vida.
Declaro que vale a pena preservar minha vida e não farei nada que a coloque em
risco.
Percebo que posso ficar tentado a me ferir em determinados momentos, mas me
refrearei em agir dessa forma.
Em momentos de crise emocional, em vez de me isolar, tentarei entrar em contato
com a psiquiatra (se tiver) , Psicóloga
, algum parente ou amigas do local
onde moro.
Se não conseguir entrar em contato com as pessoas acima, sei que posso ir ao
pronto socorro mais próximo de minha residência.
Antes de supor que estou desamparada e derrotada, tentarei muita das habilidades
trabalhadas na terapia com a Psicóloga , como relaxar, me acalmar, me
envolver em atividades produtivas e prazerosas, fazer anotações no Registro Diário
de Pensamentos, escrever em meu próprio diário ou me envolver em distrações
agradáveis, como assistir filmes ou ler um bom livro. Se nada disso funcionar, sei
que ainda posso contar com minha equipe de apoio.
Sei que minha terapeuta está do meu lado, e continuarei a trabalhar sempre com
ela. Também entendo que ela está tentando me ensinar habilidades e estratégias
para ajudar a melhorar minha vida. Usarei essas técnicas, em vez de tentar me ferir.
Fui informada de que a minha Psicóloga tentará estar disponível para sessões
improvisadas de terapia e entrarei em contato com ela se sentir necessidade.
Sou realista o suficiente para saber que todo contato tem furos imprevisíveis, mas
eu e minha terapeuta não nos aproveitaremos de tais furos. Em prol de meu bem
estar a curto e longo prazo, nós prometemos seguir o espírito de compromisso com
a vida deste contrato.
Assinatura da Paciente:
Assinatura da Terapeuta:

86
Já conhece os meus outros produtos?

São baralhos para estimular a conversação de uma forma leve. Através destas
ferramentas abaixo, você poderá descobrir coisas novas sobre seus pacientes, bem
como questões que poderão ser trabalhadas em terapia. Após confirmação do
pagamento (cartão de crédito ou boleto bancário), você recebe um e-mail com a
confirmação para acessar o material.

Segue a lista dos baralhos:

👴Dialogando com idoso

🧑Dialogando com adolescente

😷Dialogando com pacientes em avaliação psicológica na cirurgia bariátrica

😝Baralho das emoções

🧑Dialogando com homens

🧑♂Dialogando no mundo da imaginação

👫Dialogando em casal

👩🎓Dialogando com jovens na orientação profissional

👧Dialogando com crianças

👩Dialogando com mulheres

🙇♂Dialogando com enlutados

👦Dialogando com adolescentes com deficiência intelectual

� Dialogando sobre a separação dos pais

87
🏳🌈Dialogando sobre gênero e sexualidade

👭Dialogando com os adultos

👸Dialogando nos contos de fadas

🙋♀Dialogando na superação da separação

💡 Dialogando o que você faria se ...

😞Dialogando: reconhecendo a depressão

🍉Dialogando sobre hábitos alimentares com crianças

Quer receber uma amostra de todos os produtos? Solicite por e-mail!

Sobre a autora

Sou formada em Psicologia pela Faculdade Pequeno Príncipe, Pós Graduada em


Psicopedagogia Clínica e Institucional, Altas Habilidades e Superdotação pela Faculdade
São Braz. Apaixonada por recursos terapêuticos e desenvolvedora dos Baralhos
Dialogando e de alguns E-books. Pesquisadora sobre atividades para estimulação
cognitiva.

Para conhecer os meus produtos sugiro que visite as minhas redes sociais ou
entre em contato pelo WhatsApp ou por e-mail.

41 99861-4857

anne_zimoski@hotmail.com

psi.annezimoski
https://www.facebook.com/pg/psiannezimoskidejesus/

88