Você está na página 1de 4

Avaliação Diagnóstica e Unidades 1

EF6a9.HIS.03 Compreender os mecanismos de constituição do patrimônio cultural em


âmbito local, regional, nacional e mundial, identificando sua importância para o estudo
da história.

EF6a9.HIS.04 Compreender a relação entre memória e história, reconhecendo sua


importância no processo de construção das identidades individuais e coletivas.

EF.6a9.HIS.47 Compreender o conceito de revolução burguesa a partir da análise das


Revoluções Inglesas (século XVII) e da Revolução Francesa (século XVIII),
reconhecendo seus significados históricos e seus impactos sobre o mundo
contemporâneo.

EF.6a9.HIS.48 Compreender as influências do Iluminismo e do liberalismo nas


transformações políticas, e sociais, econômicas, científicas, tecnológicas e artísticas
ocorridas na Europa ocidental e nos movimentos pela independência nas colônias
europeias na América a partir do século XVIII.

EF.6a9.HIS.50 Analisar a Revolução Industrial, identificando as especificidades e


impactos de cada uma de suas fases desde o século XVIII até a atualidade.

EF.6a9.HIS.96 Estabelecer relações entre passado e presente, identificando


mudanças e permanências na análise de processos históricos.

EF.6a9.HIS.97 Analisar fatos e processos históricos, estabelecendo relações entre


história mundial, nacional, regional e local.

EF.6a9.HIS.98 Conhecer fatos e processos históricos por meio da análise interna e


externa de fontes históricas primárias e secundárias.

EF.6a9.HIS.99 Analisar textos históricos e historiográficos, relacionando seus


conteúdos a seus contextos de produção e de recepção.

EF.6a9.HIS.100 Identificar e comparar visões da historiografia sobre fatos e processos


históricos.

EF.6a9.HIS.101 Conhecer e utilizar procedimentos de análise de fontes históricas.


EF.6a9.HIS.102 Produzir textos de diversos gêneros e linguagens, articulando ideias,
opiniões, fatos, processos, dados e informações obtidos por meio de pesquisa em
fontes diversificadas.

EF.6a9.HIS.103 Elaborar argumentos fundamentados em conhecimentos históricos


obtidos por meio de observações, leituras e pesquisas em fontes diversificadas.

EF.6a9.HIS.104 Debater temas relativos à história, reconhecendo e respeitando a


pluralidade de ideias e opiniões.

EF.6a9.HIS.105 Elaborar questões e/ou hipóteses sobre temas relativos ao estudo da


história.

EF.6a9.HIS.106 Compreender fatos, processos e temas históricos por meio de


pesquisa em fontes diversificadas.

EF.6a9.HIS.107 Articular e comunicar resultados de pesquisas em diferentes fontes,


produzindo textos de diversos gêneros e linguagens.

EF.6a9.HIS.108 Elaborar esquemas de representação temporal.

EF.6a9.HIS.109 Organizar em ordem cronológica fatos e processos históricos.

EF.6a9.HIS.110 Analisar, organizar e relacionar fatos e processos históricos,


considerando suas referências temporais.

EF.6a9.HIS.111 Utilizar de forma crítica a periodização tradicional da história para a


compreensão dos processos históricos.

EF.6a9.HIS.112 Analisar a lógica e os critérios de organização do tempo histórico em


periodizações e cronologias, utilizando-as de forma crítica para a compreensão dos
processos históricos.

Para iniciar as atividades de ensino-aprendizagem do ano letivo de 2020, o professor irá


realizar uma avaliação diagnóstica para analisar o conhecimentos adquiridos pelos alunos no
ano letivo anterior e, principalmente, averiguar as dificuldades que os mesmos mantiveram
durante este período.

Posteriormente, o professor retomará o conteúdo para, a partir daí, avançar nos assuntos que
deverão ser aprendido este ano. Aproveitando o material da conversa diagnóstica referente o
conteúdo do renascimento comercial e urbano, serão caracterizados os conceitos de
Mercantilismo e Absolutismo Monárquico, e a partir de então será discutido as injustiças
sócio-políticas existentes durante o Antigo Regime.

Após o levantamento de conhecimentos prévios junto aos alunos, será sugerida a leitura de
um texto (Revolução Inglesa: Cromwell, Revolução Puritana e Revolução Gloriosa) sobre a
Revolução Inglesa para que os mesmos possam entrar em contato com informações
aprofundadas a respeito do tema. Posteriormente, será realizada uma explanação onde as
informações do texto serão sistematizadas e as problemáticas levantadas e discutidas. Assim
os alunos poderão estruturar seus conhecimentos históricos relativos ao assunto.

A partir disso, serão oferecidos alguns exercícios de compreensão textual e de construção de


uma linha do tempo que leve em consideração os textos das atividades 1, 2 e 3 do livro
didático. Na sequência, serão realizadas as atividades do livro sobre a Revolução Industrial.

Após isso o professor irá fazer o levantamento de conhecimentos dos alunos para, então,
sistematizar os conteúdos sobre a Revolução Industrial. O professor irá enfatizar a grande
mudança nos modos de produção para, a partir disso, pedir a elaboração de uma maquete de
uma fábrica e de um motor a vapor. Para, assim, exemplificar as transformações econômicas e
sociais que a Revolução Industrial ocasionou na cultura ocidental. Para esse conteúdo serão
realizadas as atividades 6 e 7 do livro didático.

Para esses conteúdos serão agendadas duas avaliações, respectivamente, dissertativa e de


construção textual. Após a realização da primeira avaliação será realizada análise do erro
individual, de modo que o professor analisará os processos de ensino-aprendizagem que
norteará a tomada de decisão do professor em relação à nova mobilização do conteúdo
realmente aprendido pelos alunos, para então, ser agendado novo e diferente instrumento
avaliativo visando que as habilidades e competências, além do conteúdo, sejam realmente
desenvolvidas por todos.

As aulas serão dialógicas, favorecendo momentos de feedback, autoavaliação, análise do erro


e intervenções pontuais para os alunos que apresentem dificuldades de aprendizagem.
Visando o desenvolvimento das habilidades e competências socioemocionais, em todas as
aulas o professor estimulará novas descobertas e a experimentação do potencial criativo de
cada estudante por meio de atividades em grupo, por meio da liberdade de pensamento,
discernimento, sentimento e imaginação. Para tanto, em cada momento do processo de
ensino-aprendizagem e principalmente durante as discussões nos momentos de
sistematização, o educador auxiliará os estudantes a entenderem que estar vivo é
pretender algo, construir perspectivas futuras através de um projeto vital no qual ele possa se
lançar em busca de alguma meta com significado pessoal e socialmente significativa.

Em um primeiro momento o professor estará levantando informações sobre os alunos e


realizando um primeiro diagnóstico a respeito dos alunos com dificuldades e e que apresenta
deficiências ou transtornos globais do desenvolvimento (Ana Paula Pomini, André Luís Pineda
Lima, Henri Capobianco, Henrique Jobstraibizer, Lívia Isabel Lopes, Lucas Nascimento, Lucas
Pereira Medeiros, Luiz Gustavo Ferraz, Renan Sipoli Sipioni, Anna Vitória da Silva Torres,
Bruno Luis M.da Silva, Guilherme dos Santos Gimenez, Guilherme Miranda, Gustavo Luís
Gabriel Junior, Leonardo Tosta da Mata, Luan Adrian Maronese, Rafhaela Beatriz Ribeiro da
Silva, Sergio Gabriel Monteiro Gomes, Thúlio Henrique Sacutti Munhoz)

Serão utilizados os seguintes critérios avaliativos nos instrumentos: ler e interpretar


corretamente os comandos; explicar e relacionar conhecimentos históricos; identificar e
assinalar informações históricas.

Serão utilizadas as seguintes habilidades e competências: h1, h2, h3, h4, h6, h8, h9 e h10/c1,
c2, c3, c4 e c5

Você também pode gostar