Você está na página 1de 13

rLAS® v.3, n.

2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

EFEITOS DA MASSAGEM RELAXANTE ASSOCIADA À


AROMATERAPIA NO TRATAMENTO CONTRA ANSIEDADE1

EFFECTS OF THE RELAXING MASSAGE ASSOCIATED WITH


AROMATHERAPY IN THE TREATMENT FOR GRADUAL IMPROVEMENT
OF ANXIETY

Gabriela de Oliveira Tomasi2, Quelen Fabiane Carvalho Martins3

Resumo
No seguinte trabalho apresentam-se os efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento para melhora gradual da ansiedade. Com base na revisão em
artigos e livros, são apresentados os efeitos mecânicos, fisiológicos e psicológicos da
massagem relaxante, uma técnica milenar que tem como principal finalidade promover
o relaxamento e bem estar do paciente. A associação da aromaterapia - uma técnica
terapêutica natural sem contra indicações - é vinculada a este estudo para o tratamento
complementar ou alternativo de transtornos de ansiedade, um distúrbio visto em
abundância hoje em dia, sendo considerado o mal do século. Os resultados obtidos e
esperados são a revisão errônea que a estética não pode ser aplicada como um método
de promoção de saúde e bem estar, mostrando resultados bons em cima da fase
psicologia e fisiológica da doença e apresentando terapias alternativas que terão
decorrências benéficas em cima do tratamento da doença ou do estado emocional. Em
conclusão, implica-se a promoção de saúde pela estética, quebrando se o estigma de que
engloba apenas o embelezamento, e assim, recomendando tratamentos, informações e
resultados.
Palavras-chaves: Massagem, Aromaterapia, Bem-estar, Relaxamento

1
Trabalho de Conclusão vinculado ao Curso de Tecnologia em Cosmetologia e Estética da Universidade
do Planalto Catarinense (UNIPLAC).
2
Acadêmica do Curso de Tecnologia em Cosmetologia e Estética da Uniplac.
3
Orientadora. Professora do Curso de Tecnologia em Cosmetologia e Estética da Uniplac.

18
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

Abstract
The following work presents the effects of the relaxing massage associated with
aromatherapy in the treatment for gradual improvement of anxiety. Based on the review
in articles and books, it presents the mechanical, physiological and psychological effects
of relaxing massage, an ancient technique whose main purpose is to promote the
relaxation and well being of the patient. The association of aromatherapy, a natural
therapeutic technique without contraindications, is conveyed to this study for the
complementary or alternative treatment of anxiety disorders, a disorder seen in
abundance today, being considered the evil of the century. The results obtained and
expected are the erroneous review that aesthetics can not be applied as a method of
promoting health and well-being, showing good results over the psychology and
physiological stage of the disease and presenting alternative therapies that will have
beneficial consequences over the treatment of disease or emotional state. In conclusion,
health promotion through aesthetics is implied, breaking the stigma that encompasses
only the beautification, and thus, recommending treatments, information and results.
Key words: Massage, Aromatherapy, Well-being, Relaxation

1. INTRODUÇÃO da massagem geram um duplo efeito


benéfico criando assim um tratamento
Esse trabalho analisa efeitos da adicional para essa doença, para que
massagem terapêutica/relaxante e da haja uma evolução maior na melhoria
aromaterapia no tratamento contra a de pacientes.
ansiedade, ressalta benefícios e A escolha deste tema foi devido
propriedades que se encaixam em um a quantidade de casos relatados com
tratamento. esse distúrbio e a necessidade de uma
O objetivo desta investigação é solução para o que é conhecido como
indicar e ressaltar benefícios da mal do século. Ansiedade é um
massagem, uma técnica terapêutica distúrbio de saúde mental caracterizado
empregada para promoção e restauração por sentimentos de preocupação,
da saúde, e aromaterapia, que ansiedade ou medo que são fortes o
combinada com os efeitos terapêuticos bastante para interferir nas atividades

19
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

diárias. Muito comum e vista em uma ótima associação para o tratamento


abundância hoje em dia, são juntamente a massagem relaxante.
diagnosticadas cerca de 2 milhões de A metodologia usada para
pessoas por ano. Uma pesquisa elaboração deste trabalho foi pesquisa
levantada pela OMS em 2016, afirma bibliográfica em livros, artigos e
que 33% da população mundial sofre revistas.
com esse mal.
A massagem faz a ativação do 2. DESENVOLVIMENTO
sistema parassimpático, responsável
pelo estado de repouso do indivíduo, o 2.1 ANSIEDADE
que diminui a atividade cardiovascular e
a produção de hormônios do estresse, A estética comumente é
dando assim uma sensação de associada somente a beleza, mas esse
tranquilidade no organismo. Ela estigma está equivocado, dado que a
também possui influência sobre várias estética também deve ser associada à
substâncias neuroquímicas do corpo, saúde e ao bem estar, sendo feita
tais como histamina e melatonina, que proveitosa o uso de tratamentos
ajudará no sono - uma dificuldade estéticos como uma alternativa.
recorrente para pessoas com ansiedade. Freeman e Freeman (2018) nos
Outros hormônios que irão ser afirmam que a palavra ansiedade tem
estimulados pela massagem são a origens comuns em diversas línguas
serotonina e a endorfina, que são muito europeias, angoisse (francês), angst
proveitosos para esse tratamento/estudo, (alemão), angoscia (italiano) e angustia
pois ambas promovem a sensação de (espanhol), todas elas derivadas do
bem-estar. grego antigo angh, com interpretações
A aromaterapia é uma técnica de de “apertar forte”, “estar oprimido pelo
tratamento amplamente usada e com sofrimento”, assim como “carga”,
bons resultados nesta aplicação, pois “fardo”, “tormento”.
além de ser mais uma alternativa para Segundo o Manual diagnóstico e
promover o bem estar do indivíduo, é estatístico de transtornos mentais (2013)
também uma técnica natural, sem contra a ansiedade é definida de tal forma: A
indicações e efeitos colaterais, sendo antecipação apreensiva de um futuro

20
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

perigo ou infortúnio acompanhado de comportamento terapêutico, está ligado


uma sensação de disforia ou de à promoção do bem estar.
sintomas somáticos de tensão. O foco Domenico e Wood (1998) nos
de perigo antevisto pode ser interno ou afirmam que os primeiros registros
externo. históricos que nos lembram o
Como visto por Margis et al procedimento da massagem foram feitos
(2003) A ansiedade vem de nossas por um tratado medico por volta de
raízes animais em suas reações de 2760 a.C., mas sendo mais difundida
defesa, diante do perigo iminente pelos gregos e registrada por Hipócrates
acontecem diversas reações como uma prática médica.
neurológicas. Visto também por Domenico e
A ansiedade, ânsia ou Wood (1998) os romanos herdaram a
nervosismo - é uma característica tradição da massagem dos gregos, sendo
biológica dos seres humanos e animais, uma pratica amplamente utilizada,
que antecede momentos de perigo real sendo feito grande proveito de suas
ou imaginário, marcada por sensações terapias até o inicio da Idade Média,
corporais desagradáveis, tais como uma quando sofreu uma redução na Europa e
sensação de vazio no estômago, Ásia, na época conhecida como “Idade
taquicardia, medo intenso, aperto no das Trevas”, uma época que foram
tórax, transpiração e outras alterações abandonadas muitas praticas e culturas
associadas à disfunção do sistema antigas.
nervoso autônomo. Domenico e Wood (1998)
constataram que após estudos da
2.2 MASSAGEM RELAXANTE fisiologia e anatomia terem um grande
avanço, foi possibilitado que cientistas
Como visto por Domenico e conseguissem entender os efeitos e usos
Wood (1998) a massagem relaxante é da massagem terapêutica das tradições
uma terapia muito antiga que vem sido antigas. Após o interesse de Paré nas
usada desde a pré-história, visto que técnicas de Fricção e a descoberta da
muitos primatas têm até hoje um circulação sanguínea por Harvey, a
comportamento parecido, como coçar e massagem teve uma nova era,
cuidar dos pelos, embora não seja um conhecida por Massagem Moderna,

21
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

difundida na Europa e principalmente Nesse contexto, Bertoja e Tokars


na Grã-Bretanha. (2017) afirmam que o toque da
Domenico e Wood (1998, p. 05) massagem faz a ativação dos dois
definem a massagem terapêutica da sistemas, sendo que logo após o sistema
seguinte forma: simpático perceber que não há perigo,
há a ativação do sistema parassimpático,
O uso de diversas técnicas
manuais que objetivam promover favorecendo a diminuição da atividade
o alivio do estresse ocasionando
relaxamento, mobilizar estruturas cardiovascular, diminuição do hormônio
variadas, aliviar a dor e diminuir o
edema, prevenir a deformidade e
de estresse e a influência de várias
promover a independência substâncias químicas proveitosas para a
funcional em uma pessoa que tem
um problema de saúde especifico. diminuição da ansiedade, tais como a
Histamina (que favorece a defesa do
Visto no estudo de Crake e
corpo), a Melatonina (que ajudará em
Barlow (1994) quando colocado em
um sono reparador, problema recorrente
uma situação de perigo (seja isso nos
em pessoas com síndrome de
dias de hoje uma situação
ansiedade), a Serotonina (um hormônio
desconfortável ou um momento de
que atua regulando o humor, sono,
susto) o sistema Simpático “liga” o
apetite, ritmo cardíaco, temperatura
sistema de resposta “luta-e-fuga”
corporal, sensibilidade e funções
(ansiedade), o que faz com que duas
intelectuais) e a Endorfina (uma
substâncias químicas sejam liberadas no
substância natural que tem uma potente
organismo, a adrenalina e noradrenalina
ação analgésica e ao ser liberada
- são elas fabricadas pelas glândulas
estimula a sensação de bem-estar,
supra-renais. Essas substâncias farão
conforto, melhor estado de humor e
com que o organismo continue no seu
alegria).
estado de “alerta”, até que sejam
Outro hormônio que tem sua
eliminadas por outras substâncias do
produção aumentada pelo efeito da
organismo ou entre em ação o sistema
massagem é a Oxitocina, como visto no
Parassimpático, que habitualmente tem
estudo de Campos e Graveto (2010)
a ação contrária, promovendo a
onde comprovam que níveis elevados
sensação de relaxamento.
do hormônio promovem uma
diminuição na ansiedade e o aumento da

22
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

calma e da confiança interpessoal – exerce três efeitos básicos no paciente,


comportamentos sociais importantes no esses são:
tratamento de patologias psiquiátricas Efeitos Mecânicos: são as
como a ansiedade. forças mecânicas associadas a cada
Segundo Cassar (2001) o toque técnica, tais como a compressão, tração,
em si mesmo, possui um imenso valor e fricção, etc. Cada técnica tem um efeito
transmite uma mensagem imediata de mecânico diferente sobre o corpo, sendo
carinho, aceitação e apoio. sua finalidade principal a estimulação
As técnicas de massagem e mecânica dos tecidos por meio de
manobras têm também um efeito pressão e estiramento. Embora a parte
específico sobre a fisiologia para mecânica seja importante na massagem,
diminuição da ansiedade, como visto são os efeitos fisiológicos que devem
por Cassar (2001), sendo divididas em 6 ser levados em consideração em um
títulos/técnicas: resultado geral.
1. Effleurage ou Deslizamento: Efeitos Fisiológicos: são a
tem efeitos mecânicos e de
reflexos, o ultimo envolvendo o origem da estimulação mecânica, tem
sistema nervoso autônomo;
2. Compressão: tem efeitos de efeito sobre a circulação sanguínea e
aumento da circulação e redução
de edema, o que remove os linfática, no sangue, no metabolismo e
resíduos metabólicos dos tecidos; no processo de cura, no tecido
3. Massagem Linfática; tem
função de “limpeza” do muscular, em ossos e articulações, na
organismo, auxilia circulação da
linfa e a expulsão desta, junto dor, nas vísceras, na pele e - o mais
com microorganismos e
substâncias não necessárias ao importante para esse estudo - no
corpo.
4. Percussão: têm um efeito
Sistema Nervoso. Baseado nos estudos
hiperêmico (produzem aumento da neurobiologia, o sistema nervoso
na circulação local) na pele;
5. Fricção: tem efeitos de sofre efeitos diretos e indiretos da
diminuição do edema e efeitos
neurológicos que obtêm sua massagem, por exemplo, quando a pele
nutrição da célula;
6. Vibração e agitação: tem ou tecidos subcutâneos são manipulados
efeitos de aumento do fluxo
linfático e diminuição do edema. há a ativação de múltiplos receptores
sensoriais espalhados por diversos
Segundo Domenico e Wood tecidos, sendo assim um efeito de
(1998) a massagem dos tecidos moles relaxamento de natureza reflexa, por ser
associado no aumento dos disparos dos

23
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

receptores espalhados pelos tecidos, tensão faz com que a pessoa não
consiga “desligar” de problemas e
mandando informações para o sistema aflições. Causa um efeito
psicológico proveitoso visto que o
nervoso. relaxamento proporcionado pela
massagem precisa exatamente de
Efeitos Psicológicos: na um “desligamento” da pressão e
massagem relaxante a atenção que o das ânsias;
 Sensação Geral de Bem-estar
terapeuta dispõe ao paciente, associada (Conforto): a massagem é um
método significativo de conseguir
com sensações físicas agradáveis, a sensação de bem estar, seja
pelos métodos de promoção de
estabelece componentes psicológicos relaxamento ou pela liberação de
substâncias químicas pelo nosso
significativos. Tais como: sistema nervoso, fisiologicamente
 Relaxamento Físico: algumas estimulante para a elevação deste
práticas e movimentos da estado de relaxamento.
massagem são considerados
extremamente relaxantes, no
entanto, não se trata de um 2.3. AROMATERAPIA
relaxamento físico, mas sobretudo
psicológico e fisiológico. Para
obter um relaxamento muscular, o Como visto por McGilvery et al
cliente deve diminuir seu impulso
de luta e fuga, fazendo um esforço (1995) o uso da aromaterapia é uma
inconsciente para “se soltar”;
 Alivio da Dor: estaria pratica antiga, que data de 4.500 a.C.
classificado como um efeito
psicológico e fisiológico - a pela cultura egípcia, usada
massagem faz com que haja uma
diminuição da percepção da dor
principalmente para preservação de
pela mente consciente; cadáveres, conhecido também por
 Fé Generalizada na Deposição
das Mãos: é uma ideia antiga que embalsamamento. O uso dessa técnica
existe uma “força curativa” que é
transferida para os tecidos durante se expande também para Grécia,
o toque. Uma técnica realmente
antiga, que tem uma ressonância Arábia, Egito, Índia, Tibete e China,
grande sobre a sociedade ainda
chegando na Europa no século doze –
nos dias atuais. Adotando-se a
premissa que a mente humana tem implantando-se fundamentos da
poder de controlar todos os
aspectos corporais, passa a ser aromaterapia moderna apenas no século
considerável que haja uma
alteração física benéfica dezessete.
promovida pela mente, inclusive
relaxamento e diminuição de Atualmente, a aromaterapia é
problemas psicológicos, como a
uma forma de tratamento reconhecida
ansiedade e depressão;
 Alivio da Ansiedade e da pela OMS, sendo muito utilizada para
Tensão (Estresse): está
profundamente associada ao aliviar a ansiedade e o estresse do
relaxamento, uma pessoa com
transtorno de ansiedade acha cotidiano.
difícil ou quase impossível
relaxar. O estado de constante

24
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

McGilvery et al (1995) nos alternativas/complementares como a


mostra que óleos essenciais penetram aromaterapia tem um efeito importante
facilmente na pele, por terem moléculas sobre vários problemas de saúde pois os
muito pequenas e facilmente solúveis produtos naturais são utilizados pelo
em álcool e gorduras, assim, se homem desde tempos antigos como
misturando bem com o tecido adiposo. principal ferramenta na prática de
O uso de óleos essenciais tem terapias naturais, com o objetivo de
duas grandes zonas de atuação: a nível procurar o alívio e a cura de doenças
fisiológico, uma vez que as substâncias através, por exemplo, do uso de plantas
integrantes são absorvidas pelo e seus óleos naturais, analisando
organismo via oral, cutânea, resultados estatisticamente
respiratória, etc.; e a nível psicológico, significativos entre os valores iniciais e
onde os óleos atuam sobre o estado finais de estresse e ansiedade de dois
emocional e mental trazendo equilíbrio grupos, um feito tratamento com
pela estimulação ou sedação (SIMÕES; aromaterapia e outro sem o emprego da
SPITZER, 1999). aromaterapia.
De acordo com McGilvery et al Óleos essenciais possuem
(1995) óleos essenciais são essências inúmeros benefícios que agem
altamente voláteis, ou seja, se reduzem diretamente no organismo, atingindo os
a gás ou a vapor. Sendo assim, são sistemas e gerando efeitos relaxantes,
facilmente inaladas, passando por energéticos, dentre muitos outros,
células altamente sensíveis que compõe dependendo da necessidade do
nosso olfato. Essas células enviam organismo de cada paciente.
informações para o cérebro, afetando (TISSERAND, 1993)
diretamente o sistema límbico, a Alguns dos principais óleos
unidade responsável por nossas essenciais usados no tratamento contra a
emoções e comportamentos sociais. Por ansiedade, segundo o Guia Prático de
esse motivo óleos essenciais são Aromaterapia (2018) são:
capazes elevar o bem estar físico e Alecrim qt. Verbena, âmbar, anis
estrelado, bergamota, breu
psicológico ao mesmo tempo. branco, camomila azul e romana,
cedro Himalaia, coentro, gerânio,
Dias et al (2014) afirma que o gerânio roseum, hortelã (limão e
verde), laranja doce, lavanda
uso de terapias (francesa e kashmir), lavandin,

25
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

lima mexicana, mandarina (verde juventude e estimula a criatividade


e vermelha), manjericão (todos os
qt.), palma rosa, palo santo, (ANDREI; COMUNE, 2005);
patchouli dark, sândalo amyris,
tomilho qt. Linalol, verbena índia GERÂNIO (Pelargonium
e ylang-ylang.
graveolens, Pelargonium
odorantissimun). “O Óleo Essencial de
2.3.1 óleos essenciais específicos
Gerânio também é um excelente
relaxante, cuida do emocional
Vale destacar ações de óleos
oferecendo conforto e baixa ansiedade.”
essenciais específicos que são
(WORLD’S NATURAL
comumente usados nos tratamentos
FRAGRANCIES);
contra ansiedade na estética, sejam
LAVANDA (Lavandula
associados com massagens, difusores de
angustifólia). Principais elementos:
ambiente, etc:
linalol, geraniol, cineol, borneol,
BERGAMOTA (Citrus
limonemo, l-pinemo, ésteres de linalil e
bergamia). Tem como principais
acetato de geranil. Lavanda significa
constituintes: linalol, acetato de linalil,
lavar. O Óleo Essencial de Lavanda é
pineno, acetato de linalila, nerol, acetato
considerado o óleo mais útil e versátil
de nerila, geraniol, bergapteno,
da aromaterapia, também conhecido
terpineol e dipenteno, tem ótimo efeito
como o óleo anti-estresse. A lavanda
na ansiedade, depressão, estresse.
acalma e tranqüiliza imediatamente.
Possui também poder sedativo e
(WORLD’S NATURAL
energizante. (ANDREI; COMUNE,
FRAGRANCIES).
2005);
LARANJA DOCE (Citrus
PATCHULI (Pogostemon cablin
sinensis) A laranja é possivelmente um
ou Pogostemon patchuli). Tem como
híbrido entre a tangerina e o pomelo
principais elementos: patchulol,
(citrus x sinensis), descoberta feita
eugenol, fenol, cadineno, cariofileno,
através de pesquisas que buscam a
cinamaldeído, patchulipiridina e
origem de plantas. O óleo de laranja
pogostol. O aroma do óleo essencial de
possui propriedades calmantes,
patchuli exerce ação nos centros
sedantes, antissépticas e digestivas
psíquicos, estimula o sistema nervoso
(PHYTOTERÁPICA).
central, resgata lembranças da

26
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

3.4. RELAÇÃO ENTRE A Figura 1. Proporção de uso de óleos


essenciais.
MASSAGEM E AROMATERAPIA

A associação da massagem
relaxante com as técnicas naturais de
aromaterapia são considerados
tratamentos de extremo proveito tanto
para disfunções metabólicas, quando
para problemas com cunho psicológico.
A relação entre eles é feita com uso dos Fonte <
http://harmoniearomaterapia.com.br/blog/diluic
óleos essenciais durante a massagem, ao-de-oleos-essenciais/>

onde o conhecimento sobre as


Mattos et. al. (2015) realizaram
propriedades terapêuticas de cada um é
uma pesquisa experimental, incluindo
útil para acalmar a mente e o corpo do
seis idosas hipertensas integrantes do
indivíduo.
grupo de idosos administrado pelo
O uso da aromaterapia na
Centro Social Urbano (CSU) no
massagem é feita por meio de diluição
município de Lins, SP. As pacientes
dos óleos essenciais em óleos vegetais,
eram submetidas a um protocolo
pois segundo Ferreira e Eliminiano
realizado uma vez por semana, as
(2017) os óleos essenciais são extrações
quintas-feiras no período da manhã,
naturais de alguma espécie vegetal,
totalizando quatro sessões de 30
apresentando assim alguma toxicidade
minutos cada uma, distribuídas num
maior que a da planta natural, podendo
período de uma hora. Ao final dos
causar reações de irritação,
protocolos foi possível identificar a
sensibilidade, alergia ou dermatite se
eficácia do aroma lavanda aliado à
utilizado diretamente na pele.
massagem terapêutica relaxante como
contribuintes para a redução da pressão
arterial em idosas hipertensas.
Domingos e Braga (2015)
concluíram em seu estudo que a
intervenção de massagem com

27
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

aromaterapia durante a internação com uma sinergia de óleos essenciais


psiquiátrica para pacientes elaborada com 60% de Lavandula
diagnosticados com transtornos de angustifolia Mill e 40% de Matricaria
personalidade demonstrou ser efetiva recutita L. Os resultados demonstraram
para a diminuição da ansiedade. que a aromaterapia aliada à massagem é
Foram eleitos os óleos essenciais eficaz na diminuição dos níveis de
de lavanda (Lavandula angustifolia) e stresse e ansiedade. O grupo aroma
gerânio (Pelargonium graveolens), por apresentou uma diminuição
possuírem alta concentração de éster, significativa de 12% e 30%, do stresse e
conferindo ação tranquilizante e ansiedade, respetivamente, enquanto no
calmante, ambos indicados para grupo controlo essa diminuição foi
situações ansiogênicas. Em menor, 3% no stresse e de 2,6% na
concentração de 0,5%, os óleos ansiedade.
essenciais foram diluídos em gel neutro
para aplicação durante a massagem, 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS
cuja escolha se deu pela neutralidade
química e pelos aspectos sensoriais A estética é comumente
agradáveis que proporcionam desvalorizada como uma área de saúde,
(DOMINGOS; BRAGA, 2015). tendo uma visão incorreta e de
Dias et al (2014) também desvalorização do publico mediante a
apresentaram um estudo com 36 esse segmento. Uma leitura errônea que
indivíduos, de ambos os sexos, com durante essa investigação foi tentado
idades compreendidas entre os 18 e 45 desconstruir.
anos. Estes foram divididos em dois A massagem relaxante tem
grupos distintos com 18 indivíduos efeitos altamente benéficos sobre o
cada: no “grupo aroma” os que tratamento da ansiedade, tendo em vista
receberam tratamento com uma sinergia que além de promover o bem estar por
de óleos essenciais e massagem no meio de toques energéticos e suaves,
“grupo controle” aqueles que apenas tem efeitos fisiológicos comprovados
receberam massagem. O tratamento que fazem com que haja uma produção
consistiu em catorze sessões (uma vez de substâncias químicas e hormônios
por semana) de trinta minutos cada, ampliadas, ajudando no tratamento da

28
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

ansiedade, tendo em vista que este Relaxante. Universidade Tuiuti do


Paraná (Curitiba, PR). (2017)
distúrbio faz com que o nervosismo e a
tensão atrapalhe a produção das CAMPOS, Diana Catarina; GRAVETO,
João Manuel. Oxitocina e
mesmas.
comportamento humano. Revista de
A partir do trabalho científico de Enfermagem Referência - III - n.º 1.
(2010)
diversos pesquisadores a aromaterapia
foi aceita como uma nova e importante CASSAR, Mario-Paul. Manual de
Massagem Terapêutica. 1ª edição
forma de terapia, sendo largamente
brasileira. Editora Manole Ltda. (2001)
utilizada atualmente na indústria de
CRAKE, M.; BARLOW, D. Fisiologia
medicamentos, cosméticos, perfumaria
e Psicologia do medo e da ansiedade.
e na estética em grande parte de terapias Nova York: Oxford University Press.
(1994)
alternativas, tendo em vista sua ajuda na
harmonia da saúde dos corpos físico, DIAS, Paula; et al. Livro de Atas do X
Colóquio de Farmácia; Uso Da
mental e emocional. Diante desse
Aromaterapia No Controle De Stresse
contexto a utilização da aromaterapia E Ansiedade. Área Técnico-Científica
de Farmácia - Escola Superior de
torna-se viável e de bom proveito à
Tecnologia da Saúde do Porto. (2014)
medida que contribui para a melhora
DOMENICO, Giovanni; WOOD,
gradual do quadro de ansiedade, por
Elizabeth C. Técnicas de Massagem de
meio de princípios ativos com Beard. 4ª edição brasileira. Editora
Manole LTDA, São Paulo – Brasil.
propriedades terapêuticas naturais.
(1998)

REFERENCIAS DOMINGOS TS, BRAGA EM.


Massagem com aromaterapia:
ANDREI, Patricia; COMUNE, efetividade sobre a ansiedade de
Aparecida. Aromaterapia e suas usuários com transtornos de
aplicações. Centro Universitário S. personalidade em internação
Camilo, São Paulo, v. 11, n. 4, p. 57-68. psiquiátrica. Rev Esc Enferm USP ·
(2005) 2015; 49(3):453-459.

AMARAL, Fernando. MATTOS, Elizeth Germano et al.


AROMATERAPIA - Aplicação de Aromaterapia Aliada À Massagem:
Óleos Essenciais, 2ª Edição, Manual Contribuições À Hipertensão Em
Técnico. WORLD’S NATURAL Idosos. V Encontro Científico e
FRAGRANCIES Simpósio de Educação Unisalesiano,
2015.
BERTOJA, Vanessa; TOKARS,
Eunice. Os benefícios da Massagem FREEMAN, Daniel; FREEMAN, Jason.
Ansiedade: o que é, os principais

29
rLAS® v.3, n.2 (2018)
Artigo de Revisão: Efeitos da massagem relaxante associada à
aromaterapia no tratamento contra ansiedade
www.revista.uniplac.net

transtornos e como tratar. 1ª edição. TISSERAND, Robert. A arte da


Editora L&PM POCKET, (2018) aromaterapia. 13th ed. São Paulo.
Roca. (1993)
FERREIRA; Jaqueline Drielle.
ELIMIANO; Silvani. Copyright: O texto exposto é de inteira
AROMATERAPIA, ÓLEO DE responsabilidade dos autores quanto ao
LAVANDA E OS BENEFÍCIOS conteúdo, forma, opinião, respeito aos
PARA A MASSAGEM direitos autorais e demais aspectos.
RELAXANTE. Universidade Tuiuti do
Paraná - UTP (Curitiba, PR). (2017)

GUIA PRATICO DE
AROMATERAPIA, Vishwa Aroma. 1ª
edição on line (2018) E-book
encontrado em: https://terra-
flor.com/loja/ebooks/guia-pratico-de-
aromaterapia/

MANUAL DIAGNÓSTICO E
ESTATÍSTICO DE TRANSTORNOS
MENTAIS- DSM-5. 5ª edição
Washington: American Psychiatric
Association, (2013).

MARGIS, Regina; et al. Relação entre


estressores, estresse e ansiedade. R.
Psiquiatr. RS, 25'(suplemento 1): 65-74.
(2003)

McGILVERY, Carole. REED, Jimi.


MEHTA, Mira. Enciclopédia de
aromaterapia, massagem e ioga.
Publicado e distribuído no Brasil pela
Edelbra Ind. Gráfica e Editora Ltda.
(1995)

PHYTOTERAPICA – Aromaterapia.
Catálogo Online. Encontrado no site
https://phytoterapica.com.br/site/
Acessado no dia 7 de maio de 2018.

SIMÕES, C. M.; SPITZER, V. Óleos


essenciais. Farmacognosia: da planta ao
medicamento. Porto Alegre/
Florianópolis. Ed. UFRGS/UFSC, 1999.

30