Você está na página 1de 6

ANATOMIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

1) Órgãos do Sistema Reprodutor Feminino


Os órgãos do sistema genital feminino podem ser classificados em:
→ Órgãos Internos: estão contidos no interior da pelve.
São os ovários, tubas uterinas, útero e vagina.

→ Órgãos Externos: são superficiais ao assoalho pélvico, situados abaixo do arco púbico.
São o monte pubiano, os grandes e pequenos lábios do pudendo e o clitóris.

2) Ovários
→ Principais funções:
- Produção de oócitos;
- Produção dos hormônios estrogênio e progesterona.

→ Localização: laterais ao útero, posteriores ao ligamento largo e inferiores às tubas


uterinas, na fossa ovariana.

→ Relações Anatômicas:
- Face medial: voltada para o útero;
- Extremidade superior: fímbrias e porção distal da tuba uterina;
- Extremidade inferior: aponta para o assoalho pélvico;
- Borda anterior: folheto posterior e ligamento largo e contém o mesovário;
- Borda posterior: livre, voltada para o peritônio.

→ Estrutura:
- Superfície: túnica albugínea do ovário (tecido conjuntivo fibroso denso) + epitélio
germinativo;
- Córtex: estroma de suporte para os milhares de folículos;
- Medula: estroma + rede neurovascular;
- Face lateral livre + face medial presa por mesovário, contendo o hilo;
- Borda anterior + borda posterior;
- Extremidade inferior (uterina) + extremidade superior (tubárica)

→ Ligamentos:
- Embora os ovários não estejam “encapsulados” pelo ligamento largo, sua borda
anterior se liga à porção posterior do ligamento largo pelo Mesovário;
- Ligamento Suspensor do Ovário: prega peritoneal que se extende do ovário até a
parede abdominal lateral. Contém os vasos e nervos ováricos;
- Ligamento Ovariano: liga-se inferiormente aos ovários (extremidade uterina),
conectando-os à lateral do útero, logo abaixo da origem das tubas uterinas. É uma banda
fibrosa que se encontra no ligamento largo.

→ Vascularização:
- Irrigação: artérias ováricas (originadas da porção abdominal da aorta), presentes
no ligamento suspensor, que se anastomosam com ramos ováricos da artéria uterina;
- Drenagem: as veias que drenam os ovários formam um plexo venoso
pampiniforme no mesovário e ligamento suspensor, e se juntam nas veias ováricas (D e E).
A veia ovárica direita se junta à veia cava inferior, e a veia ovárica esquerda se junta à veia
renal esquerda.
3) Tubas Uterinas
→ Principais Funções:
- Os ovários são órgãos intraperitoneais e, por isso, liberam os ovócitos
primeiramente na cavidade peritonial - a função de conduzir o ovócito até a cavidade
uterina pertence às tubas, por meio de ações ciliares e contrações musculares;
- Conduzem os espermatozóides até os ovócitos secundários para que a
fecundação ocorra.

→ Localização: extendem-se da extremidade superior do ovário até o ângulo superior do


útero (cornos uterinos), conectando a cavidade uterina à cavidade peritoneal.

→ Relações Anatômicas:
- O ovário se situa adjacente ao infundíbulo de cada tuba;
- As tubas se localizam na margem superior do ligamento largo do útero.
- Anteriormente: ligamento redondo e bexiga;
- Posteriormente: ligamento utero-ovárico e reto;
- Superiormente: alças intestinais.

→ Estrutura:
- Segmento Intramural: situa-se na parede do útero. Nesta porção há o óstio
uterino da tuba, que estabelece sua comunicação com a cavidade uterina;
- Istmo: é uma porção estreita, de paredes espessas, situadas entre a ampola da
tuba uterina e o corno uterino;
- Ampola: parte mais larga e longa e de parede mais fina de toda a tuba uterina. É
nela que ocorre a fertilização do ovócito, normalmente;
- Infundíbulo: extremidade distal funiliforme. Termina com as fímbrias e se abre na
cavidade peritoneal por meio do óstio abdominal da tuba uterina.

→ Ligamentos: as tubas uterinas estão contidas no ligamento largo, sendo circundadas


por peritônio cujas lâminas constituem a Mesossalpinge.

→ Vascularização:
- Irrigação: ramo tubárico da artéria ovárica + ramo tubárico da artéria uterina;
- Drenagem: por veias oriundas das redes capilares das túnicas muscular e mucosa,
desembocando no plexo pampiniforme.
4) Útero
→ Principais Funções: receber o óvulo fecundado para sua implantação e nutrição, por
meio de vasos sanguíneos especializados nesse propósito.

→ Localização: localiza-se na pelve, entre a bexiga urinária e o reto.

→ Posições do Útero:
- Antevertido: cérvice angulada para frente (<90º na junção da vagina com canal
cervical);
- Antefletido: corpo flexionado para frente (<160º-170º na junção entre cérvice e
corpo do útero);
- Retrovertido: cérvice angulado para trás (>90º na junção da vagina com canal
cervical);
- Retrofletido: corpo flexionado para trás (>160º-170º na junção entre cérvice e
corpo do útero).

→ Relações Anatômicas:
- Anteriormente: face superior da bexiga, escavação vesicouterina;
- Posteriormente: face anterior do reto, escavação retouterina e alças do intestino
delgado;
- Lateralmente: ligamento largo, ligamento transverso; tubas uterinas se abrem
por aqui;
- Inferiormente: porção vaginal, que se comunica com as paredes da vagina.

→ Estrutura:
- Três camadas musculares:
↳ Endométrio: camada mucosa interna;
↳ Miométrio: camada média, espessa, de músculo liso;
↳ Perimétrio: camada serosa externa;
- Quatro partes:
↳ Corpo: 2/3 superiores do útero (inclui fundo!). Tem faces anterior
(relação com a bexiga urinária) e posterior (relação com alças intestinais). É livremente
móvel. Separa-se do colo pelo istmo.
» Fundo: parte arredondada do útero, localizada superior e
anteriormente ao plano de entrada da tuba uterina;
» Istmo: segmento mais estreito do útero. Corresponde ao óstio
interno;
↳ Cérvice: porção constrita do útero que se projeta na vagina. Pode ser
dividido em: a) Óstio Interno: na junção do canal cervical com o corpo uterino; b) Canal
Cervical: a cavidade entre a cérvice entre os óstios interno e externo; c) Óstio Externo:
abertura do canal cervical na vagina.

→ Ligamentos:
- Mesométrio: porção do ligamento largo que ajuda a manter o útero em posição;
- Ligamento Útero-Ovárico: fixa-se ao útero e posteriormente à junção
uterotubária;
- Ligamento Redondo do Útero: remanescente do gubernáculo que se extende
dos cornos uterinos até os labios maiores pelo canal inguinal, fixando-se anteriormente à
junção uterotubárica;
- Ligamento Transverso do Colo e Ligamentos Retouterinos: são ligamentos
musculares que conferem alta estabilidade ao colo uterino;
- Ligamento Uterossacral: extende-se da cérvice ao sacro;
- Ligamento Cervical Transverso: ligam a cérvice à face posterior da sínfise púbica;
- Ligamento Pubocervical: situa-se na base do ligamento largo e abrigam a artéria
uterina e veias uterinas. Extende-se da cérvice até as paredes pélvicas laterais.

→ Vascularização:
- Irrigação: principalmente das artérias uterinas [(D e E), tronco de divisão anterior
da artéria ilíaca interna], com possível irrigação colateral das artérias ováricas e artéria do
ligamento redondo (que procede da artéria cremastérica).
- Drenagem: por veias que originam-se de túnicas do útero, formam plexos (veias
uterinas, veias do ligamento redondo, veias utero-ováricas), que desembocam na v. ilíaca
interna.
5) Vagina
→ Principais Funções: é o canal de excreção da menstruação, recebe o pênis durante o
ato sexual e permite a passagem de um bebê durante o nascimento.

→ Localização: extende-se, externamente, da vulva (óstio da vagina) até a cérvice,


internamente, dentro da pelve.

→ Relações Anatômicas:
- Anteriormente: cérvice, fundo da Ffóbexiga urinária, uretra;
- Posteriormente: recesso retouterino, corpo perineal;
- Lateralmente: ureteres, m. levantador do ânus.

→ Estrutura:
- Óstio vaginal;
- Vestíbulo da vagina (onde se abrem o óstio da vagina, o óstio externo da uretra,
os ductos da glândula vestibular maior e os ductos das grândulas vestibulares menores);
- Fórnice (recesso ao redor do colo do útero, com partes anterior, posterior e
lateral).

→ Esfíncteres:
- Músculo pubovaginal;
- Esfíncter externo da uretra;
- Esfíncter uretrovaginal;
- Músculo bulboesponjoso.

→ Vascularização:
- Irrigação: artéria vaginal longa, artéria pudenda interna e artérias uterinas;
- Drenagem: as veias vaginais formam plexos venosos vaginais ao longo das laterais
e mucosa da vagina. Essas veias são contínuas com o plexo venoso uterino, formando o
plexo venoso uterovaginal, e drenam para as veias ilíacas internas através da veia uterina.
6) Órgãos Genitais Externos Femininos
→ Monte do púbis: protuberância de tecido conjuntivo-adiposo, anterior à sínfise
púbica, onde terminam fibras do ligamento redondo;
→ Clitóris: órgão erétil que consiste em uma raiz e um pequeno corpo cilíndrico,
formados por dois ramos, dois corpos cavernosos e a glande do clitóris;
→ Lábios maiores e lábios menores do pudendo: são pregas de pele sem pelo e
sem tecido adiposo, circundando e fechando o vestíbulo da vagina;
→ Bulbos do vestíbulo: são duas massas de tecido erétil alongado, situados
lateralmente ao longo do óstio da vagina;
→ Glândulas vestibulares maiores e menores: as glândulas vestibulares maiores
situam-se no espaço superficial do períneo, de cada lado do vestíbulo da vagina. As
glândulas vestibulares menores são pequenas glândulas secretoras de muco que se
abrem entre os óstios da uretra e da vagina.