Você está na página 1de 7

Questão 1.

Durante o caminho de um tributo em sua relação jurídico-tributária, podem


ocorrer os institutos da prescrição e decadência. Sobre os referidos institutos, no contexto
do Sistema Tributário Nacional, podemos afirmar que:
oud
a) Na decadência ocorre a perda do direito de promover a execução fiscal.
b) A prescrição ocorrerá em 5 anos, a contar do dia da ocorrência do fato gerador do
tributo.
c) 5 anos após a constituição definitiva do crédito tributário ocorre a sua prescrição.
d) Na prescrição ocorre a perda do direito de realizar o lançamento da obrigação
tributária.
e) A prescrição ocorrerá em 10 anos, a contar do dia da ocorrência do fato gerador
do tributo.

Questão 2. Acerca do lançamento tributário definido no art. 142 do CTN, o qual nos diz o
seguinte:

Art. 142. Compete privativamente à autoridade administrativa constituir o crédito tributário


pelo lançamento, assim, entendido o procedimento administrativo tendente a verificar a
ocorrência do fato gerador da obrigação correspondente, determinar a matéria tributável,
calcular o montante do tributo devido, identificar o sujeito passivo e, sendo caso, propor a
aplicação da penalidade cabível.

Parágrafo único. A atividade administrativa de lançamento é vinculada e obrigatória, sob


pena de responsabilidade funcional.

Não é correto afirmar que:

a) “Verificar a ocorrência do fato gerador da obrigação correspondente” com


relação a essa parte do artigo é possível se se falar em quantificação e
qualificação da obrigação tributária, por meio do lançamento.
b) “Determinar a matéria tributável” significa que cabe ao lançamento externar o
núcleo tributável de incidência da hipótese estabelecida por lei.
c) “Calcular o montante do tributo devido” sem o lançamento não seria possível
porque não tornaria o crédito tributário líquido e exigível.
d) “ Identificar o sujeito passivo” depende do lançamento, é este que identifica o
sujeito passivo definido em lei.
e) “Propor a aplicação da penalidade cabível”, mecanismo de exigibilidade das
sanções cobradas em virtude do descumprimento de obrigação tributária.

Questão 3. De acordo com o CTN, em seu artigo 3º: “Tributo é toda prestação pecuniária
compulsória, em moeda, ou cujo valor nela se possa exprimir, que não constitua sanção
de ato ilícito, instituída em lei e cobrada mediante atividade administrativa plenamente
vinculada". Em relação à possibilidade de tributação sobre o rendimento e o lucro de
atividades ilícitas, seria incorreto afirmar:
a) O Estado pode cobrar tributos sobre o lucro de uma organização que tem por
finalidade explorar o jogo do bicho.
b) O princípio da “pecunia non olet” define que, desconsiderada a ilicitude,
configurada a hipótese de incidência, poderá ser exigido o tributo dessa atividade
ilícita.
c) O Estado não pode cobrar impostos sobro o lucro ou rendimento provenientes de
atividade ilícitas.
d) O princípio da abstração da ilicitude permite a cobrança de impostos sobre os
rendimentos provenientes de atividade ilícita.
e) Um fato gerador de tributo pode ocorrer em circunstâncias ilícitas, mas essas
circunstâncias são estranhas a hipóteses de incidência do tributo.

Questão 4: De acordo com o CTN, a competência tributária é a habilidade privativa e


constitucional que permite ao ente público a instituição do tributo. Conforme as disposições
gerais do CTN sobre a competência tributária, não podemos afirmar que:

a) A competência tributária é política indelegável, mas não se confunde com a


capacidade tributária que é a habilidade de instituir tributos.
b) A capacidade tributária é a transferência das funções administrativas de arrecadar
e fiscalizar tributos.
c) Não constitui delegação de competência o cometimento do encargo ou da função
de arrecadar tributos a pessoas de direito privado.
d) A competência tributária é indelegável, salvo a atribuição das funções de
arrecadar ou fiscalizar tributos, ou de executar, leis ou serviços, atos ou decisões
administrativas em matéria tributária.
e) A competência tributária é o poder de criar um tributo conferido pela Constituição
Federal.

Questão 5. Sistematizando a relação jurídico-tributária cronologicamente, é possível


visualizar os caminhos percorridos pelo tributo, desde sua instituição até a extinção do
crédito tributário, e caso não extinto o crédito tributário, os procedimentos subsequentes.
Considerando essa sistemática cronológica, é correto afirmar:

a) A Hipótese de incidência é uma abstração definida por decreto, capaz de


impulsionar a relação jurídico tributária.
b) O Fato gerador ocorre quando se materializa a hipótese de incidência tributária
definida por lei.
c) São elementos do crédito tributário; sujeito ativo, sujeito passivo, objeto e causa.
d) Sujeito ativo da obrigação tributária é a pessoa jurídica de direito privado titular da
competência para exigir o seu cumprimento.
e) O Sujeito passivo da relação jurídico-tributária é o lado credor da relação
intersubjetiva tributária.

Questão 6. O lançamento tributário é um procedimento de competência do fisco, com


eventual auxílio do contribuinte, dependendo da natureza do tributo a ser arrecadado, no
ato de constituição do crédito tributário. Quanto às espécies de lançamento tributário,
podemos dizer que são:

a) Por homologação, por declaração e por decreto.


b) De ofício, misto e por decreto.
c) Por homologação, de ofício e por declaração.
d) Direto, por declaração e de ofício.
Questão 7. Observe o art 3º do CTN:
Art.3º - “Tributo é toda prestação pecuniária compulsória, em moeda, ou cujo valor nela se
possa exprimir, que não constitua sanção de ato ilícito, instituída em lei e cobrada
mediante atividade administrativa plenamente vinculada".

Com base nesse artigo e no conteúdo de nossa disciplina, coloque V para verdadeira e F
para falsa, nas alternativas abaixo.

a) “Prestação pecuniária” é a obrigação de prestar pagamento ao Estado, em


dinheiro ou qualquer outra forma, até mesmo com prestação de serviços.
b) “Prestação compulsória” ocorre porque o direito tributário está inserido no
contexto do direito público, e a supremacia do interesse público permite a
imposição unilateral de obrigações.
c) “Que não constitua sanção de ato ilícito” quer dizer que o tributo resulta do
poder penal do estado e a sanção resulta da incidência do poder tributário sobre a
propriedade privada.
d) “Instituída em lei” significa dizer que o nascimento do tributo se dá pela simples
realização da hipótese de incidência prevista em lei.
e) “Mediante atividade administrativa plenamente vinculada” quer dizer que o
lançamento tributário mostra-se como procedimento de exigibilidade de tributo.

Questão 8. Relacione as colunas de acordo com a classificação das competências


tributárias.

Coluna A

a- Competência privativa
b- Competência comum
c- Competência especial
d- Competência residual
e- Competência extraordinária

Coluna B

Instituída pela união por meio de lei ordinária federal e não inviabiliza a possível
criação por medida provisória.
Competência atribuída à União atinente aos outros impostos que podem ser
instituídos sobre situações não previstas.
Os empréstimos compulsórios são tributos autônomos, com cláusula de restituição,
instituídos pela união, por meio de lei complementar, em caso de calamidade pública,
guerra externa e investimento público de caráter urgente.
União, Estados , Municípios ou Distrito Federal poderão ser os sujeitos ativos das
taxas ou contribuições de melhoria, desde que realizem os fatos geradores de tais
gravames contraprestacionais.
É a competência para criar impostos atribuída com exclusividade a este ou aquele
ente politico.
Questão 9. O Código Tributário Nacional determina em seu artigo 156 as formas de
extinção do crédito tributário. Com base nisso, analise as afirmações abaixo e assinale
qual delas não está correta em relação à forma dessa extinção:

a) Pagamento – é a forma direta de extinção do crédito tributário e deve ser


efetuado em moeda corrente, cheque ou vale postal, e a lei ainda prevê casos em
que podem ser pagos em estampilha, em papel selado, ou por processo
mecânico.
b) Compensação – a referida modalidade de extinção do crédito tributário carece de
lei autorizativa, e o mandado de segurança constitui a ação adequada para a
declaração do direito a compensação tributária.
c) Transação – é uma providência de iniciativa da autoridade administrativa, visando
ao fim do litígio, por meio de um acordo para concessões recíprocas.
d) Remissão – A constituição federal permite à União remitir tributos de
competência do município.
e) Dação em pagamento – a modalidade de extinção referida é admitida
exclusivamente para bens imóveis.

Questão 10:Como forma de proteção do contribuinte e no sentido de evitar abusos do


poder de tributar do Estado, em suas várias instâncias, a Constituição Federal de 1988
limitou esse poder do Estado. De acordo com essa limitação imposta pela Constituição
Federal, assinale a alternativa correta:

a) A União, os Estados e os Municípios podem majorar tributos sempre que


necessário, independente de lei que assim estabeleça.
b) As esferas públicas podem cobrar tributos dos patrimônios umas das outras.
c) A União, os Estados e o Município não podem cobrar tributos de lojas maçônicas.
d) A lei não poderá atribuir a sujeito passivo de obrigação tributária a condição de
responsável pelo pagamento de imposto ou contribuição, cujo fato gerador deva
ocorrer posteriormente.
e) A União pode dar preferência a um dos entes da federação em relação a outro, ao
conceder de incentivos fiscais.

Questão 11. A Constituição Federal estabelece que o IPTU seja um imposto de


competência do município, assinale a alternativa correta com relação ao referido imposto.
a) O fato gerador do IPTU é a propriedade predial e territorial, o domínio útil ou a até
mesmo a posse de bem imóvel localizados tanto na zona urbana quanto na zona
rural do Município.
b) O locatário de imóvel localizado na área urbana do Município é considerado o
contribuinte do IPTU por ser seu possuidor.
c) O adquirente de bem imóvel sub-roga os créditos tributários relativos a impostos,
cujo fato gerador é a propriedade, o domínio útil ou a posse de bens imóveis.
d) O termo “acessão física” referido no artigo 32 do CTN refere-se àquilo que for
incorporado temporariamente ao solo, podendo ser retirado a qualquer tempo.
e) O valor estabelecido no contrato de compra e venda do imóvel localizado na zona
urbana do município é a base de cálculo para estabelecer o valor a ser pago pelo
contribuinte.

Questão 12. A Constituição Federal estabelece que o ISS seja um imposto de


competência do município, assinale a alternativa incorreta com relação ao referido
imposto.
a) O ISS é imposto municipal e depende de lei ordinária, o que torna a competência
tributária municipal limitada, apesar de sua estrutura normativa estar disciplinada
por legislação federal complementar.
b) A União poderá instituir isenção do ISS em determinados Municípios, para
garantir o aquecimento do mercado.
c) A solidariedade passiva ocorre no caso de os serviços serem prestados por
consórcios de empresas, podendo o município exigir o tributo indistintamente de
cada um dos consorciados nessa solidariedade.
d) Para fins de incidência do ISS, conceituam-se o “serviços” como um bem
intangível, imaterial e incorpóreo, que se traduz no trabalho ou atividade
economicamente mensurável, a ser executado por uma pessoa com relação a
outra.
e) A base de cálculo do ISS será o valor bruto do serviço, excluindo, assim, as
parcelas relativas a juros, seguros, multas ou indenizações.

Questão 13.A Constituição Federal estabelece que o ITBI seja um imposto de


competência do município, assinale a alternativa correta com relação ao referido imposto.
a) O fato gerador do ITBI é a transmissão gratuita, a qualquer título de bens imóveis,
por natureza ou acessão física e de direitos reais sobre imóveis, exceto os de
garantia, bem como cessão de direitos a sua aquisição.
b) O transmitente do bem imóvel será o sujeito passivo da relação jurídico-tributária,
onde incide o imposto de transmissão intervivos.
c) No caso de partilha de bens em uma dissolução conjugal, a entrega a um dos
cônjuges de bens de valores superiores à meação, serão tributados pelo ITCMD
por caracterizar a doação.
d) A cessão de direitos somente poderá ser feita por meio de sentença judicial.
e) É permitida a progressividade para as alíquotas de ITBI com base no valor venal
do imóvel.

Questão 14. A Constituição Federal estabelece que o ICMS é um imposto de competência


do Estado, assinale a alternativa incorreta com relação ao referido imposto.
a) O fato gerador do ICMS de um veículo que saiu da indústria em direção à
concessionária só será recolhido no momento da venda do veículo na
concessionária.
b) Para efeito de incidência do ICMS, considera-se “circulação” a mudança da
titularidade jurídica do bem, e “mercadoria” é a coisa que se constitui objeto de
uma venda.
c) É permitida a cobrança de ICMS das prestações de serviço de telecomunicação,
mesmo que as prestações se iniciem fora do país.
d) Quando se trata de cobrança de ICMS sobre transporte interurbano e
interestadual, a base de cálculo é o preço do serviço.
e) A alíquota do ICMS é fixa em 10% em todo território nacional, para qualquer tipo
de operação.

Questão 15. Quanto à responsabilidade tributária dos sucessores, o que


é correto afirmar:
a) Nos tributos devidos até a morte, o contribuinte é o de cujus e o responsável é o
inventariante.
b) Nos tributos devidos após a morte e descobertos antes da sentença da partilha, o
contribuinte e o responsável é o espólio.
c) Nos tributos devidos até a morte e não pagos até a partilha, descobertos após a
sentença da partilha, o contribuinte é o inventariante e o responsável é o de cujus.
d) Nos tributos devidos até a morte, o contribuinte é o de cujus e o responsável é o
espólio.
e) Nos tributos devidos após a morte e não pagos até a partilha e descobertos após
a sentença de partilha, os contribuintes são os sucessores e o responsável é o
inventariante.

Questão 16. A Constituição Federal estabelece que o IPVA é um imposto de competência


do Estado, assinale a alternativa incorreta com relação ao referido imposto.
a) Não existem normas gerais relativas ao IPVA, podendo os Estados e o Distrito
Federal exercerem a competência legislativa plena.
b) O sujeito passivo do IPVA é o proprietário de veículo automotor, que, de acordo
com o CTN, pode ser veículo a motor de propulsão que circula por seus próprios
meios, sendo esse proprietário pessoa física ou jurídica. Portanto, esse imposto
também incide sobre a propriedade de aeronaves.
c) É a propriedade do veículo que gera a incidência do IPVA, e não a mera
detenção do veículo, o próprio uso ou mesmo a posse.
d) O momento do fato gerador poderá ser a data da aquisição, para veículo novo, e
a data do desembaraço aduaneiro, para o veículo importado.
e) Para os veículos utilizados em atividade de interesse socioeconômico específico
(agroindústria, transporte público de passageiros, terraplanagem), haverá isenção
de IPVA.

Questão 17. A Constituição Federal estabelece que o ITCMD é um imposto de


competência do Estado, assinale a alternativa correta com relação ao referido imposto.
a) No caso de doação, o doador não poderá ser escolhido para ocupar a posição de
responsável tributário, caso o donatário não recolha o imposto.
b) A transmissão jurídica da propriedade, ou de bens e direitos de uma pessoa para
outra em caráter oneroso, por doação ou morte, não constitui fato gerador do
ITCMD.
c) Em caso de inventário, para os bens imóveis, o ITCMD será cobrado no Estado
onde se situa o bem, porém, para bens móveis e títulos de créditos será cobrado
no Estado onde se processar o inventário.
d) A base de cálculo é o valor venal dos bens ou direitos transmitidos ou doados. O
cálculo é feito sobre o valor dos bens na data da doação ou transmissão,
observada a alíquota vigente na data da abertura da sucessão.
e) As alíquotas do ITCMD são fixadas livremente pelo município, respeitando o
máximo fixado pelo Senado Federal.

Questão 18. A Constituição Federal determina quais os impostos de competência da


União nos artigos 153 e 154. De acordo com as regas estabelecidas na Carta Magna e na
legislação tributária, assinale a alternativa incorreta com relação aos impostos federais.
a) Se um cidadão tem a posse de bem imóvel situado em zona rural caracterizada
como usucapião, ou seja, a posse juridicamente perfeita, incidirá o ITR com
alíquotas proporcionais progressivas, segundo o grau de utilização da área rural.
b) As alíquotas do IOF são proporcionais, variando conforme a natureza das
operações financeiras ou de mercado de capitais, para as operações de seguro,
por exemplo, é de 25% e incide sobre o valor dos prêmios de seguro pagos.
c) Apenas quatro impostos federais poderão ter suas alíquotas majoradas (ou
reduzidas) por ato do Poder Executivo Federal, são eles: Imposto sobre
Importação, Imposto sobre Exportação, Imposto sobre Produtos Industrializados e
Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros.
d) O Imposto sobre Importação tem função eminentemente extrafiscal, ao visar
proteger a indústria nacional, funciona como verdadeira arma de política
econômica e fiscal.
e) O fato gerador do IPI ocorrerá no caso de o produto ser importado, após o
desembaraço aduaneiro.

Questão 19. De acordo com as regas estabelecidas na carta magna e na legislação


tributária, assinale a alternativa correta com relação aos tributos, impostos e suas
espécies.
a) Acerca do Imposto de Renda, a disponibilidade econômica ou jurídica dos
proventos de qualquer natureza são aspectos não compreendidos no conceito de
renda, ou seja, aposentadorias, pensões, ganhos em loterias, doações,
acréscimos patrimoniais não justificáveis etc. não compõem a renda.
b) O Imposto sobre Grandes Fortunas, o qual é descrito no art. 153, VII, é uma
importante fonte de arrecadação da União, graças à recente Lei Complementar
que regulamenta a instituição do tributo federal.
c) Os impostos fiscais são aqueles com finalidade reguladora de mercado ou da
economia de um país.
d) As Taxas são tributos que serão cobrados de atividades relacionadas ao setor
privado.
e) As Tarifas são prestações pecuniárias vinculadas a ato preciso da Administração
Pública em benefício do contribuinte.

Questão 20. De acordo com as regas estabelecidas na carta magna e na legislação


tributária assinale a alternativa incorreta com relação aos tributos, impostos e suas
espécies.
a) O fato gerador da contribuição de melhoria é a valorização de imóvel de particular,
decorrente de realização de obra pública.
b) A exigência do empréstimo compulsório não pode se perpetuar no tempo,
devendo ser exigido enquanto estiver presente o pressuposto fático, de índole
constitucional.
c) Todas as contribuições devem respeitar os princípios da anterioridade anual e da
anterioridade nonagesimal.
d) A taxa de serviço será cobrada em razão de prestação do serviço de natureza
privada, desde que este seja específico e divisível.
e) A “CIDE – Combustíveis” incide sobre a importação e a comercialização de
petróleo e gás natural, seus derivados, além do álcool etílico combustível.

Você também pode gostar