Você está na página 1de 179

Relatório

CIF
Abril | 2019
Report CIF

2
O rompimento
O rompimento da barragem de impactos, específicos em cada trecho
Fundão, em Mariana (MG), ocorreu por onde passou, em 39 municípios de
em 5 de novembro de 2015, quando Minas Gerais ao Espírito Santo, ao longo
aproximadamente 39,2 milhões de de 670 quilômetros.
metros cúbicos de rejeitos atingiram
o rio Gualaxo do Norte, em Mariana, Além dos graves impactos ambientais, o
de onde desaguaram no rio Doce e desastre de Mariana resultou em danos
seguiram até a foz. sociais e econômicos, e o componente
social sobressai como o eixo condutor
Ao longo desse percurso, a lama causou dos desafios que o processo de
a morte de 19 pessoas e uma série de reparação precisa superar.

O modelo de solução
O modelo definido para reparar os impactos dos impactos. Assim foi criada a Fundação
é resultado de um Termo de Transação e Renova. Estabelecer uma fundação
Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado tem sido um modelo adotado para o
em março de 2016. Um acordo firmado enfrentamento de desastres em várias
por dezenas de entidades, entre órgãos partes do mundo.
da Federação, como IBAMA, ICMBio, ANA,
órgãos estaduais e municipais, as empresas A Fundação Renova é a entidade
Samarco, Vale e BHP, representantes do responsável pela mobilização para a
comitê de bacias, estabeleceu diretrizes de reparação. Reúne técnicos e especialistas de
como o processo seria desenvolvido. diversas áreas de conhecimento, dezenas
de entidades de atuação socioambiental e
As ações de reparação foram divididas de conhecimento científico do Brasil e do
em duas frentes principais. A primeira mundo e soma hoje cerca de 7 mil pessoas
é a da reparação em si, voltada para (entre colaboradores próprios e parceiros)
reverter ou diminuir os impactos causados trabalhando no processo de reparação, de
pelo rompimento – aqui está incluído o Mariana à foz do rio Doce.
manejo de rejeito, a reconstrução das
vilas e as indenizações. A segunda é a de Trata-se de uma organização sem fins
compensação, para ressarcir a sociedade lucrativos, estruturada em um modelo
pelos danos gerais causados na vida das inédito de governança para a reparação
pessoas – restauração florestal, recuperação dos danos causados pelo rompimento da
de nascentes e saneamento para os barragem de Fundão.
municípios ao longo do rio Doce são alguns
exemplos. O TTAC é uma opção inovadora ao
convencional modelo de solução judicial
O Termo de Transação e Ajustamento de conflitos e define o escopo da atuação
de Conduta também estabeleceu que a da Fundação Renova formado por 42
recuperação do rio Doce seria feita por uma programas e projetos que estão sendo
organização autônoma, 100% dedicada às implementados na área impactada do rio
atividades de reparação e compensação Doce e afluentes.

3
Report CIF

Esses programas estão divididos em três grandes eixos de atuação integrada.

Pessoas e comunidades Terra e água


Diálogo, cadastro, indenizações, Manejo do rejeito, gestão hídrica, uso do
saúde, fomento à economia, solo, restauração florestal, biodiversidade e
educação e comunidades assistência aos animais
tradicionais e indígenas

Reconstrução e infraestrutura
Reassentamento, tratamento de água e efluentes, infraestrutura urbana e acessos
e contenção de rejeitos

Governança
Ao estabelecer uma organização programas e projetos propostos pela
dedicada exclusivamente ao processo Diretoria Executiva da Fundação
de reparação, também foi criado um Renova. O Conselho Consultivo –
modelo de governança robusto, com integrado por representantes das
presença de mais de 70 entidades. As comunidades atingidas, comitês de
respostas para cada desafio são obtidas bacias, Ibama e instituições acadêmicas
em conjunto, sendo que nenhuma parte – representa a sociedade dentro
envolvida tem controle sobre a decisão. da Fundação Renova. Seu papel é
opinar sobre planos, programas e
O TTAC constituiu o Comitê projetos, além de indicar propostas
Interfederativo (CIF), um sistema de solução para os danos causados
colegiado que reúne representantes dos pelo rompimento da barragem. A
órgãos públicos e da sociedade e que é governança interna também conta com
liderado pelo Ibama. o Conselho Fiscal, responsável pelas
atividades de fiscalização da gestão e
O CIF funciona como uma instância apreciação das contas, verificação da
externa e independente da Fundação conformidade das ações executadas em
Renova, com a função de orientar, termos contábil e financeiro.
acompanhar, monitorar e fiscalizar a
execução das medidas de reparação. Em junho de 2018, foi assinado um
Conta com onze Câmaras Técnicas, novo compromisso, o TAC (Termo de
órgãos consultivos instituídos para Ajustamento de Conduta) Governança,
auxiliar o Comitê Interfederativo no que incorpora a participação dos
desempenho de sua finalidade. atingidos em todas as instâncias dos
processos de tomada de decisão da
Nas instâncias internas, o Conselho reparação, aprimorando o modelo de
Curador – composto por representantes construção coletiva de soluções. O
indicados pelo CIF e pelas empresas TAC Governança estabelece a criação
Vale, BHP e Samarco – tem a de câmaras regionais e comissões
competência de aprovar os planos, locais, que estão sendo organizadas

4
com o apoio de assessorias técnicas das comunidades tradicionais atingidas.
independentes e representarão as Terá como objetivo acompanhar o que
comunidades atingidas. Representantes está sendo feito na recuperação dos
dessas câmaras e comissões integrarão locais impactados pelo rompimento.
o Comitê Interfederativo, o Conselho Também subsidiará o Ministério Público
Curador e o Conselho Consultivo da de Fundações.
Fundação Renova.
Todas as ações de reparação são
Desde o início, as atividades da verificadas por uma auditoria
Fundação Renova são acompanhadas externa independente, que garante
pelo Ministério Público de Fundações transparência no acompanhamento
de Minas Gerais, que assegura o e fiscalização dos investimentos
cumprimento dos objetivos e o realizados e dos resultados alcançados.
funcionamento desse modelo de
reparação de desastres, até então É uma governança complexa, com
inédito no Brasil. cerca de 400 pessoas participando
de um processo colegiado, com
É necessário que a sociedade também controle compartilhado entre os vários
exerça um papel fundamental nas atores. Externamente, também foi
diretrizes e monitoramento das ações constituído um painel com a União
da organização. Por isso, como parte Internacional para a Conservação da
do TAC Governança, será formado o Natureza e Recursos Naturais (UICN)
Fórum de Observadores, órgão externo para acompanhar a evolução dos
à Fundação Renova composto por componentes científicos do processo
representantes da sociedade civil, da como um todo.
academia, das pessoas, dos povos e

SOCIEDADE
UICN
PAINEL INDEPENDENTE
CÂMARAS REGIONAIS
CONSELHO
COMITÊ CURADOR
INTERFEDERATIVO COMISSÕES LOCAIS

CONSELHO CONSULTIVO CONSELHO FISCAL

OUVIDORIA COMPLIANCE

DIRETORIA EXECUTIVA

CURADORIA AUDITORIA
MPMG INDEPENDENTE

5
Report CIF

Diálogo
A Fundação Renova tem a escuta, o diálogo e a participação social como práticas
norteadoras de suas ações junto às comunidades atingidas. As ações de engajamento
são fundamentais para a construção do caminho conjunto. Até dezembro de 2018,
quase 90 mil pessoas haviam passado pelas reuniões de diálogo coletivo.

A Fundação Renova disponibiliza canais permanentes de comunicação e interação


com a sociedade por meio de espaços fixos, virtuais e central 0800 e trabalha
para assegurar que as respostas sejam dadas no prazo estabelecido, em linguagem
acessível, adequada e compreensível às partes interessadas.

1.500
chamadas do 0800
150
profissionais envolvidos
atendidas por dia em todos os canais

Ouvidoria 5.513
Para registro de denúncias ou relatos de casos que manifestações
tenham ferido princípios morais e éticos, a Fundação registradas na
Renova conta com a Ouvidoria. Transparência e Ouvidoria (média
respeito à privacidade do manifestante são garantidos de 333/mês em
- que também está preparada para averiguar casos de 2018)
desvio de conduta, desrespeito aos direitos humanos e
descumprimento de leis e obrigações.

Cadastro
O Cadastro Integrado é a base para o Mariana
reconhecimento das perdas sofridas O contexto do cadastro dos atingidos
por cada indivíduo. É imprescindível da área rural de Mariana (MG) é
para criar a base de dados que define diferente das demais localidades por
conta do entendimento de que a região
as iniciativas da reparação. É por meio
sofreu impactos mais severos em
dele que se torna possível caracterizar razão da proximidade com a barragem
a extensão do impacto para cada de Fundão. Comissão de Atingidos,
pessoa e identificar os atingidos e Ministério Público, Cáritas (assessoria
seus prejuízos materiais e econômicos. técnica que acompanha a comunidade
Trata-se de um amplo formulário da região) e Fundação Renova
que identifica os danos materiais. O formaram um grupo técnico para dar
os encaminhamentos diversos, como
preenchimento é voluntário e o atingido
alterações na proposta dos formularios
pode ser acompanhado de advogado ou entre outros.
assessoria jurídica.

6
Indenização
A indenização de todos os atingidos é
tarefa central no processo de reparação. Foi necessário elaborar diretrizes e
Até o momento, mais de R$1,4 bilhão políticas com o objetivo de reparar
foram pagos em indenizações e auxílios aqueles que tivessem direito à
financeiros em toda a região impactada compensação financeira levando em
pelo rompimento da barragem de conta a diversidade dos danos, a alta
Fundão. Para criar uma alternativa célere informalidade e a individualidade de cada
ao processo de judicialização, construiu- processo. A indenização justa pressupõe
se coletivamente a proposta do Programa saber a extensão do dano e do impacto
de Indenização Mediada (PIM), um para cada indivíduo.
programa gratuito de adesão voluntária.

O PIM atua em duas frentes de São mais de 600 profissionais distribuídos


indenização: Dano Água, para as pessoas em 22 Centros de Indenização Mediada
que moravam nas cidades e distritos localizados por todo o território
que tiveram o abastecimento de água impactado.
interrompido por mais de 24 horas, e
Dano Geral, destinado às pessoas que
perderam sua renda ou bens materiais.

Auxílio Financeiro Emergencial


A Fundação Renova paga um auxílio financeiro mensal para mais de 25 mil pessoas
que sofreram impacto direto na sua atividade econômica ou produtiva em função
do rompimento da barragem. O valor, previamente discutido com representantes
do Ministério Público do Trabalho (MPT), poder público e entidades técnicas,
corresponde a um salário mínimo, mais 20% para cada um dos dependentes e
acrescido de valor equivalente a uma cesta básica (referência do Dieese).

7
Report CIF

Programa de Indenização Mediada - PIM

Dano Água
Pessoas que moravam nas cidades e Propostas
distritos que tiveram o abastecimento de
água interrompido por mais de 24 horas, Comprovação simplificada de impacto -
em decorrência do rompimento comprovante de endereços
da barragem 99% das propostas aceitas

Pagamentos

Pagamentos realizados até 90 dias após


assinatura do termo de conciliação

Dano Geral
Cadastro integrado Pescador de Fato
Aplicação de entrevistas e formulário
integrado No caso das indenizações para os
pescadores, devido à alta informalidade
Ressarcimento do setor, foi preciso pensar uma política
Danos morais e danos materiais que possibilitasse a ampliação dos
critérios de elegibilidade, reconhecendo
Matriz de danos as pessoas que praticavam a pesca
Definição de um conjunto de matriz de comercial artesanal e não possuem
danos com mais de mil itens meios de comprovar o ofício. Essa
política, chamada Pescador de Fato,
Critérios de valores está sendo executada como um projeto
Os critérios dos valores de indenização piloto nos municípios atingidos de
para danos gerais foram previamente Regência e Povoação, no Espírito Santo, e
discutidos com as comunidades Conselheiro Pena, em Minas Gerais.
impactadas, representantes do
poder público e entidades técnicas. O projeto piloto engloba, em sua primeira
A indenização é calculada de forma fase, as audiências comunitárias, com
individual para cada atingido ou grupo a finalidade de colher informações
de atingidos e leva em consideração as relevantes sobre os pescadores artesanais
particularidades específicas de cada um e suas rotinas de pesca, além de mapear
o perfil das comunidades pesqueiras para
a construção da cartografia da cadeia
de pesca local. Na segunda etapa, são
realizados atendimentos para uma análise
comparativa das informações obtidas no
processo anterior.

8
Educação
A efetividade da reparação passa por iniciativas de educação e protagonismo
social. As ações partem do conceito de Educação para Revitalização, que
conecta diferentes visões de futuro, com a formação de lideranças jovens,
educadores, fortalecimento das redes e de comunidades de práticas.

Educação para Revitalização


Frente Até 2027

Fortalecimento de 135 instituições mobilizadas


Redes e de Políticas 135 projetos implementados
Públicas 135 coletivos educadores criados

Formação de Educadores e 7.380 educadores formados


Escolas Experimentais 1.620 projetos de escolas
experimentais apoiados

Formação 80 mil jovens formados


de Lideranças Jovens 135 projetos implementados

Saúde
São duas as frentes de trabalho da saúde humana pela possível exposição
Fundação Renova no que diz respeito à a contaminantes químicos existentes no
área de Saúde. Estudos epidemiológicos meio ambiente, analisar os dados de saúde
e toxicológicos são uma das frentes de da população local e elaborar o perfil
ação. O Estudo de Avaliação de Risco à toxicológico dos possíveis contaminantes.
Saúde Humana por Resíduos Perigosos,
com metodologia da Organização Mundial A Renova também apoia a gestão
de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde, pública dos municípios com ações que
já está sendo desenvolvido. O objetivo é, visam fortalecer as estruturas municipais
de um lado, investigar o risco à saúde pelo existentes, tanto no atendimento clínico
rejeito e metais pesados do rio Doce e, por quanto na proteção social. Em agosto de
outro, monitorar o impacto da poeira e das 2018, Mariana e Barra Longa, primeiras
obras na vida das pessoas. cidades atingidas pelo rompimento
de Fundão, contavam com mais de 80
A avaliação de risco à saúde humana profissionais - médicos de diferentes
é financiada pela Fundação Renova e especialidades, enfermeiros, assistentes
acompanhada e supervisionada pela sociais e psicólogos - contratados pela
Câmara Técnica de Saúde. Os resultados Fundação Renova para reforço nos
irão subsidiar demais pesquisas da área. serviços municipais de saúde.
A análise irá dimensionar os riscos à

9
Report CIF

Fomento à economia local


São três as frentes de fomento à economia local, todas com o objetivo comum
de estimular a retomada da atividade econômica da região impactada. São elas:
promover a diversificação econômica dos municípios dependentes da mineração,
desenvolver mecanismos de estímulo ao desenvolvimento das cadeias produtivas
locais e restituir a capacidade produtiva aos micro e pequenos negócios.

Fundo Desenvolve Fundo Diversifica


Rio Doce Mariana
(lançado em outubro de 2017) (lançado em maio de 2018)
Parceria com BDMG e Bandes, Com um montante de
destinado às micro e pequenas R$ 55 milhões, tem o objetivo
empresas dos municípios de atrair empresas dos mais
impactados. Até dezembro de diversos segmentos para
2018, R$ 22,5 milhões foram Mariana (MG) e diminuir sua
emprestados para negócios de dependência da atividade
MG e do ES. O Desenvolve Rio minerária. O modelo de subsídio
Doce oferece condições mais adotado paga parte das taxas
atrativas como, por exemplo, taxas de juros cobradas em operações
de juros menores que a média do de crédito.
mercado.

Priorizar a mão de obra local nas ações de reparação é preocupação central na


política de contratação da Fundação Renova. Em dezembro, 71% dos profissionais
envolvidos na reparação diretamente ou via fornecedores eram dos municípios
impactados. A meta da Renova é que esse percentual se estabilize ou supere os 70%.

Mariana
Em agosto de 2018, a Fundação Renova assinou um acordo que prioriza a contratação
de mão de obra e de fornecedores de empresas de Mariana (MG) para executar ações
de reparação. Com o termo, a Renova passou a exigir nos editais e nos processos de
concorrências e licitações a contratação de 70% de mão de obra local no município.
Até dezembro de 2018, foram mobilizadas mais de 550 pessoas em contratos com a
Fundação Renova.

O termo foi assinado com a Câmara de Vereadores de Mariana, Sindicato Metabase,


Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI), Associação dos
Prestadores de Serviços e Locadores de Equipamentos de Mariana (Ampla) e da
Associação Comercial e Industrial e Agropecuária de Mariana (Aciam).

10
Comunidades
tradicionais e indígenas
As ações de proteção e recuperação Estão sendo elaborados estudos
da qualidade de vida dos povos de impacto que serão o alicerce do
indígenas e tradicionais visam reparar plano de atuação de desenvolvimento
e compensar os impactos sociais, integrado para recuperar os modos de
culturais, ambientais e econômicos vida de cada uma dessas comunidades
nessas comunidades atingidas pelo de acordo com suas memórias e
rompimento da barragem de Fundão. realidades.
São cerca de 1,6 mil famílias que fazem
parte da história do rio Doce, mantendo
uma relação própria com o rio.

1.628 famílias
de comunidades tradicionais e indígenas estão no escopo de
atuação da Fundação Renova, com atenção à segurança hídrica,
econômica e alimentar

• Todas as famílias atendidas com Auxílio Financeiro Emergencial


• 100 pontos de abastecimento de água bruta
• 140 pontos de recebimento de água potável
• Mais de mil pessoas recebem água mineral

• Resplendor
Krenák
• Linhares
Degredo

Aracruz

Tupiniquim Comunidade
e Guaranis Comboios
Sta. Cruz do
Escalvado• • Rio Doce

Faiscadores

11
Report CIF

Manejo de rejeito
Uma etapa importante do caminho da comunidades. Até o momento, foram
reparação envolve a busca de soluções definidas as ações para os trechos que
para os rejeitos que se espalharam correspondem ao traçado de Mariana
pelo rio Doce e afluentes. O Plano até a divisa de Barra Longa. No rio
de Manejo de Rejeito, aprovado em Gualaxo do Norte na altura do distrito
junho de 2017 pela Câmara Técnica de Camargos, em Mariana, está em
de Gestão de Rejeitos e Segurança andamento o reflorestamento com
Ambiental, propôs dividir a região plantio de espécies nativas.
atingida, que abrange 670 km, em 17
trechos. Cada um deles é avaliado de Ainda no trecho do rio Gualaxo do
acordo com indicadores específicos. Norte, entre os córregos Camargo e
Santarém, foi iniciado, em julho de
Fazer o manejo do rejeito não significa 2018, o processo de renaturalização.
necessariamente retirar o material Está prevista a colocação de troncos
de onde ele está armazenado. A no leito do rio para diminuir a força
decisão final tem como princípio da correnteza e, assim, favorecer a
as soluções com menor impacto ao formação de nascedouros de peixes.
meio ambiente e entorno, inclusive às

Plano de Manejo de Rejeito


O Plano dividiu a região atingida, que abrange 670 km, em 17 trechos. Cada um
deles terá soluções específicas para o tratamento do rejeito

Trecho 1
Mariana (MG)
1
Trecho 5
Bento Rodrigues
3 5
7
2 8
4

6
9
Revitalização da
cachoeira de Camargos
Projeto com participação
da comunidade

12
Camargos: Atendendo ao pedido da comunidade de Camargos, distrito de
Mariana (MG), a Fundação Renova vai recuperar a cachoeira da localidade,
que era utilizada para lazer antes do rompimento. Foi realizada uma série
de encontros com os moradores do distrito para que eles participassem
ativamente de cada passo da iniciativa, apresentando fotos do local e suas
expectativas. Em fevereiro de 2019, o projeto de recuperação da cachoeira
foi aprovado pela população. Além da remoção de rejeitos, outras melhorias
serão implementadas no local, como construção de uma área de camping,
colocação de areia branca próxima ao poço, instalação de corrimão no
caminho de acesso e instalação de lixeiras e banheiro. A estimativa é de que
as obras estejam concluídas em outubro.

Estrutura de contenção Remoção de rejeito da calha


Revegetação Monitoramento de solo ou
Restauração florestal sedimentos
Regeneração natural Retomada das atividades produtivas/
Conservação e recuperação de bens agropecuárias no rejeito

Controle de erosão Diques emergênciais

Renaturalização de curso d’água Em definição

Trecho 12
UHE Risoleta Neves
(Candonga)

12

11

10

13
Report CIF

• Governador Valadares

14

Trechos 13 e 14
Rio Doce/MG até Baixo Guandu/ES
13

ES

MG

14
• Lagoa Juparanã

15 • Linhares

16

17

Trecho 17
Oceano

Monitoramento de solo
ou sedimentos
Diques emergênciais
Em definição

15
Report CIF

Recuperação
de áreas degradadas
O processo de recuperação das áreas de acordo com as características de
impactadas pelo rompimento da cada local. Nas chamadas planícies de
barragem de Fundão envolveu, em inundação (vizinhança da margem até o
um primeiro momento, a limpeza das ponto mais distante alcançado pelos rios
calhas e estabilização das margens nas cheias), foram refeitos os caminhos
dos rios Gualaxo do Norte e do de drenagem e a vegetação vem
Carmo, entre Mariana e Santa Cruz do sendo restabelecida. Essa é uma etapa
Escalvado (MG). Nesse trecho, a lama preparatória para a recomposição da
formou pilhas em locais mais estreitos, mata ciliar — que protege a integridade
comprometendo a vegetação e os dos rios — com o plantio de espécies de
cursos d’água. Para combater a erosão árvores nativas.
e evitar que a lama acumulada na parte
externa dos rios caísse nas calhas, foram A qualidade do solo está intimamente
plantados, em caráter emergencial, 800 ligada aos cursos d’água que cortam
hectares de espécies nativas de rápido os terrenos. Nesse sentido, foram
crescimento. também recuperados 113 afluentes,
pequenos rios que alimentam o
Paralelamente, ações de controle de alto do rio Doce. Essa parte da
erosão e reconformação de margens renaturalização dos cursos d’água
foram realizadas em uma área de foi uma das mais importantes e está
aproximadamente 1.522 hectares, bastante avançada. Esses afluentes
por meio de obras de bioengenharia. praticamente desapareceram da
Retentores de sedimentos, biomantas, paisagem e, por isso, tiveram que ser
feixes de bambu, enfileiramento de totalmente redesenhados com base em
pedras estão entre os recursos utilizados informações de geoprocessamento.

UHE Risoleta Neves


Uma das áreas mais críticas é a material que estava depositado em um
região da Usina Hidrelétrica Risoleta trecho de 400 metros em Candonga.
Neves (Candonga). Ela teve um papel
fundamental na retenção de 10,5 O bombeamento retira do reservatório
milhões m3 de rejeitos, impedindo que o sedimento que é formado por 80%
seguisse para a calha do rio Doce. A de água e 20% de rejeito. Esse material
limpeza do reservatório é uma operação é acomodado na Fazenda Floresta,
complexa, que foi iniciada em fevereiro localizada a 3 km da usina. Essa etapa
de 2016. Dar à usina condições de deverá ser concluída em 2020.
retomar sua operação envolve soluções
de engenharia inovadoras e inéditas Os trabalhos envolveram também
que viabilizaram, até dezembro de 2018, a construção de três barramentos
a retirada de cerca de 950 mil m3 de metálicos dentro do reservatório da

16
usina, feitos para contenção da lama 400 metros, cinco quilômetros e seis
de rejeito que poderia ainda chegar quilômetros da barragem. Elas ficarão
do reservatório de Fundão. Essas submersas após o enchimento do
barreiras metálicas estão localizadas a reservatório.

Lagoa Juparanã
No trecho 15 do Plano de Manejo de Defesa Civil do Espírito Santo.
Rejeito está a Lagoa de Juparanã,
segunda maior do Brasil em volume de Devido ao aumento no volume de
água. É dela que nasce o rio Pequeno chuvas nos últimos dias de 2018, o
que faz a ligação entre a lagoa e o rio canal entre a lagoa Juparanã e o rio
Doce. Pequeno foi fechado. O objetivo foi
impedir o contato das águas das lagoas
Em 2015, um barramento provisório da região, especialmente da Nova e
foi erguido emergencialmente nesse da Juparanã, com o rio Doce, que teve
rio para proteger a lagoa da passagem seu nível elevado. A Fundação Renova
do rejeito pelo rio Doce. Contudo, essa tomou todas as medidas de segurança
estrutura até o nível do rio Doce voltar a baixar e
agravou a ocorrência de alagamentos, conduziu, no dia 2 de janeiro de 2019, a
comuns na região. reabertura do canal.

No segundo semestre de 2018, foi Em março de 2019, com um novo


necessária a realização de obras para estudo sobre os riscos estruturais
abrir, aprofundar e alargar um canal do barramento, a avenida Beira-Rio,
comunicante, localizado ao lado do em Linhares, apareceu como área
barramento, para aumentar a vazão diretamente atingida na mancha
e acelerar a diminuição do nível de inundação. Após reunião com a
de água da lagoa. As encostas e a comunidade para apresentar o estudo
estrutura da ponte sobre o rio Pequeno e esclarecer dúvidas, a Fundação
foram protegidas para evitar erosões Renova deu início, em parceria com a
provocadas pela água que irá correr Defesa Civil, à remoção de 28 famílias
em maior volume e velocidade. Para que residem no local. Essa população
segurança da população local durante foi comunicada, orientada e acolhida
as obras e até o término do período em todas as suas necessidades e
chuvoso, que se estende até março demandas.
de 2019, foi elaborado um plano de
contingência, em conjunto com a

17
Report CIF

Desenvolvimento
Rural Sustentável
A Fundação Renova apoia os de acordo com as características de
produtores rurais que foram impactados cada uma. Entre as soluções estão o
pela passagem do rejeito por meio manejo racional de pastagens com
da implantação de um modelo de a melhora da qualidade do alimento
produção econômica sustentável para a criação de gado, o uso e
adequado à realidade local. conservação do solo com a construção
de “barraginhas” nas áreas de pastos
Atualmente, 236 propriedades (para captação de águas de chuvas) e
rurais participam das ações de a instalação de fossas sépticas para o
desenvolvimento rural sustentável, nos tratamento do esgoto doméstico.
municípios de Mariana, Barra Longa, Rio
Doce e Santa Cruz do Escalvado. Entre Durante todo o processo serão
as ações, têm destaque o fomento e prestados serviços de Assistência
apoio à readequação ambiental dessas Técnica e Extensão Rural (ATER),
propriedades conforme preconizam as um dos pilares para retomada das
normativas do Novo Código Florestal atividades agropecuárias, promovendo
Brasileiro. a conservação de recursos naturais,
práticas de produção sustentável e
Para fomentar a integração das ações, apoio direto às famílias na gestão da
soluções conjuntas foram construídas propriedade e comercialização dos
com entidades como a Empresa de produtos. Temas como igualdade
Assistência Técnica e Extensão Rural do de gênero e permanência do jovem
Estado de Minas Gerais (Emater-MG), no campo norteiam as atividades e
a Empresa de Pesquisa Agropecuária complementam a visão integrada dos
de Minas de Gerais (Epamig) e a planos de adequação socioeconômica e
Universidade Federal de Viçosa (UFV). ambiental construídos.

O plano de recuperação de cada


propriedade é traçado individualmente,

Zoneamento Propriedades diagnosticadas Planos de Adequação


Ambiental Produtivo por meio do Indicador de Socioeconômica e
(ZAP) da bacia do Sustentabilidade em Ambiental (PASEAs)
rio Gualaxo do Norte e Agrossistemas (ISA) para as propriedades rurais
microbacia do rio do Carmo concluído – mais de 4 mil com finalidade produtiva.
concluído índices avaliados Em andamento

Cadastro Ambiental Programa de


Rural (CAR) registro Regularização
nacional obrigatório para Ambiental (PRA), em
todos os imóveis rurais, com atendimento ao Novo Código
a finalidade de integrar as Florestal Brasileiro.
informações ambientais das Em andamento
18 propriedades rurais
Restauração florestal
A recuperação de 5 mil nascentes e 40 que recompensa financeiramente
mil hectares de Áreas de Preservação agricultores que se comprometem
Permanente (APPs) e de recarga hídrica a recuperar nascentes, mananciais e
fazem parte das ações integradas para fontes de água em suas propriedades.
revitalização da bacia hidrográfica do A adesão ao PSA é voluntária e o
rio Doce. Uma das principais metas é proprietário rural recebe até R$ 252
promover a melhoria nas condições de por ano por hectare protegido. Até
infiltração de água no solo nas áreas de dezembro de 2018, 397 proprietários
drenagem e nascentes. aderiram ao programa.
A priorização de áreas será definida a
partir de estudo realizado em parceria Um projeto piloto, desenvolvido por
com a Universidade Federal de Minas meio de convênio entre Fundação
Gerais (UFMG) e a Universidade Renova e a ONG WWF-Brasil, estudará
Federal de Viçosa (UFV), considerando a viabilidade da recuperação florestal
aspectos econômicos, sociais e em larga escala. Será implementado
ambientais, como geração de emprego na sub-bacia do Suaçuí, em 300
e renda para a localidade. hectares de APPs e demais áreas de
recarga hídrica nas regiões de Galileia,
Em julho de 2018, a Fundação Renova Governador Valadares e Periquito, em
lançou o edital do Pagamento por Minas Gerais.
Serviços Ambientais (PSA), programa

Nascentes
40 mil
5 mil nascentes protegidas
hectares e recuperadas em dez anos
a serem recuperados
em dez anos Mais de 1 milhão de
mudas usadas na recuperação

10 mil das nascentes

hectares Cerca de 450 propriedades


rurais estão participando da
com plantio direto de
iniciativa
aproximadamente
20 milhões de mudas

30 mil
hectares
por condução da regeneração
natural das áreas

19
Report CIF

Gestão hídrica
O rio Doce é hoje o mais monitorado Águas (IGAM) e Agência Estadual de
do Brasil. Em julho de 2017, foi Recursos Hídricos do Espírito Santo.
implementado o Programa de
Monitoramento Quali-Quantitativo Também faz parte das ações de
Sistemático (PMQQS), com duração reparação o monitoramento de água
de dez anos e faz um monitoramento para consumo humano nos municípios
extensivo e detalhado dos cursos d’água de Belo Oriente, Periquito, Alpercata,
impactados. Governador Valadares, Tumiritinga,
Galileia e Colatina. A análise da água é
O programa é conduzido pela Fundação realizada antes de passar pelas Estações
Renova sob orientação e supervisão da de Tratamento de Água (ETAs) e após
Câmara Técnica de Segurança Hídrica e o tratamento, na etapa que antecede
Qualidade da Água. As informações são a distribuição, processo que é de
armazenadas em um banco de dados, responsabilidade das concessionárias
acessado por órgãos públicos que locais. Estão contemplados nesse
regulam e fiscalizam as águas do Brasil: monitoramento pontos em localidades
Agência Nacional de Águas (ANA), que utilizam soluções alternativas de
Instituto Brasileiro do Meio Ambiente abastecimento (poços, nascentes,
e dos Recursos Naturais Renováveis cisternas etc.). Os resultados são
(Ibama), Instituto Chico Mendes compartilhados com as secretarias de
de Conservação da Biodiversidade Saúde municipais e estaduais de Minas
(ICMBio), Instituto Mineiro de Gestão das Gerais e do Espírito Santo.

Monitoramento

56 22 BA
Pontos de Pontos com
monitoramento estação
em rios e lagoas automática

36
Pontos de
monitoramento
ES
na costa e estuários

MG

São avaliados 80 parâmetros físicos, químicos e biológicos, indicadores que geram


informações confiáveis para acompanhar a recuperação do rio Doce

20
Biodiversidade
A Fundação Renova atua em duas trecho impactado, na foz e zona costeira,
frentes nas ações de biodiversidade, conclusões acerca do consumo de pescado
ambas com foco no monitoramento e na alimentação humana e sobre a liberação
elaboração de estudos relacionados aos da pesca de espécies nativas sem ameaça
impactos do rompimento da barragem à continuidade da fauna local, entre outras.
de Fundão – são os estudos de flora e A análise conjunta dos dados coletados
fauna terrestres e da biota aquática do rio também servirá de subsídios
Doce e monitoramento marinho. Cerca de para restauração florestal, já que
25 instituições de ensino, de pesquisa e dará insumos para definir áreas para
ONGs são parceiras da Fundação Renova recomposição de matas.
nesses projetos e mobilizam um time de
800 profissionais. Ainda como parte das ações de
biodiversidade, estão em andamento
Do resultado desse trabalho conjunto, serão estudos para identificar impactos em
estabelecidas diretrizes para preservação 40 Unidades de Conservação (UCs) que
do ecossistema ao longo do rio Doce no podem ter sido direta ou indiretamente

Fauna e flora terrestre


O monitoramento vai detectar os níveis de metais residuais em vertebrados e
invertebrados, na flora terrestre, nas ilhas fluviais e no solo ao longo do rio Doce.
O estudo ainda vai mapear o uso e a ocupação da terra, ajudando a identificar a
distribuição e situação dos remanescentes florestais na área.

Amostras que serão coletadas


Invertebrados Vertebrados
Minhocas, besouros, • Anfíbios: sapos, rãs e pererecas
MÉTODO
borboletas, libélulas, • Répteis: lagartos, serpentes,
efemérides (de ciclo cágados e jacarés do papo RAPELD
de vida muito curto) amarelo O método prevê a
e insetos tricópteros • Aves: todos os grupos, com divisão da terra em
atenção especial parcelas, espécie de
às migratórias trilhas de 250 m, e de
• Mamíferos de pequeno porte: transectos, delimitações
ratos, gambás, morcegos que variam de 1 km
(excelentes indicadores a 5 km, para coleta
de qualidade ambiental, das amostragens das
especialmente das florestas) espécies de plantas e
• Mamíferos de grande porte: animais.
raposas, antas, onças, jaguatiricas
e primatas

21
Report CIF

afetadas pelo rompimento da barragem. Parceiros foram contratados para


realizar este diagnóstico e mensurar os eventuais impactos físicos, biológicos e
socioeconômicos, com o propósito de embasar as medidas reparatórias que forem
indicadas como necessárias. Como medidas compensatórias, a Fundação Renova
custeará ações para consolidação de duas Unidades de Conservação – o Parque
Estadual do Rio Doce (MG) e o Refúgio de Vida Silvestre de Santa Cruz (ES). Além
da construção da sede, elaboração e execução do Plano de Manejo da nova Área
de Proteção Ambiental (APA) na foz do rio Doce (ES), que ainda será criada pelo
governo federal, estão previstas.

Monitoramento biota aquática


e marinha

230 pontos 16 meses


de monitoramento 1ª fase de
monitoramento

25 instituições
de pesquisa 43 mil
amostras
587 de água,
profissionais sedimentos,
animais e vegetais

Contratação da Fundação Espírito- Os resultados do estudo ajudarão a


santense de Tecnologia (Fest) para medir os impactos do rejeito sobre o
monitoramento da biodiversidade ambiente, poderão dar subsídios para
aquática na porção capixaba do a tomada de decisão sobre a sanidade
rio Doce, foz, estuário e regiões do pescado e indicar eventuais
costeira e marinha medidas reparatórias

22
Pesca
A Fundação Renova atua para recompor as condições socioeconômicas e
ambientais de retomada das atividades aquícolas e pesqueiras.

Frentes de atuação integradas

1 Superação das
restrições para
retomada da
2 Apoio
para que a
qualidade
3 Estímulo
ao consumo
do pescado
4 Estruturação
produtiva e de
alternativas de
pesca do pescado renda
seja
atestada

Os resultados dos estudos e monitoramento da biodiversidade realizados em


parceria entre Fundação Renova e instituições especializadas, deverão responder,
entre outras questões, se o peixe está próprio para o consumo humano. Também
está prevista a construção de um banco de dados para monitoramento e controle
dos estoques pesqueiros do rio Doce. Após a superação das restrições de pesca
na bacia, um dos principais desafios será restabelecer a confiança do mercado e
do consumidor. A Fundação Renova trabalha para que seja atestada a qualidade
do pescado.

No contexto atual, a pesca de espécies exóticas está liberada em todo o estado


de Minas Gerais. A captura das espécies nativas está proibida no trecho do rio
Doce em MG e em algumas lagoas naturais no estado como forma de assegurar o
repovoamento de espécies nativas. A medida foi aplicada pelo Instituto Estadual
de Florestas (IEF). No Espírito Santo, uma ação do Ministério Público Federal
proíbe a pesca na área costeira da foz do rio Doce, até 20 metros de profundidade,
entre Barra do Riacho (Aracruz) e Degredo/Ipiranguinha (Linhares).

A liberação da atividade depende da avaliação de órgãos ligados ao Ministério do


Meio Ambiente, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e reguladores
em âmbito estadual.

23
Report CIF

Reassentamento
O programa de reassentamento licenças e permissões concedidas, o
tem como missão restabelecer os terreno escolhido, projeto urbanístico
modos de vida e a organização das aprovado e obras em curso. A etapa
comunidades que perderam suas de supressão vegetal foi finalizada e
casas pela passagem do rejeito a terraplenagem deve ser concluída
após o rompimento da barragem até o primeiro semestre de 2019. Os
de Fundão - os distritos de Bento atingidos trabalham em conjunto com
Rodrigues e Paracatu de Baixo, em arquitetos para desenhar suas casas.
Mariana; Gesteira, em Barra Longa; e A comunidade de Paracatu de
as comunidades rurais dos respectivos Baixo também segue o mesmo
municípios. Seu principal objetivo é caminho, com projeto urbanístico e
garantir que as moradias e as áreas licença ambiental aprovados, passos
públicas atendam às necessidades fundamentais para que as licenças
levantadas pelos futuros moradores, possam ser concedidas e as obras,
preservando seus hábitos, relações iniciadas. E a negociação para
de vizinhança e tradições culturais e compra do terreno onde Gesteira será
religiosas. reconstruída foi concluída.

São estimadas 225 famílias em Bento Fazem parte das ações de reparação a
Rodrigues, 140 em Paracatu de Baixo, reconstrução de moradias de famílias
37 em Gesteira e 64 atendimentos da zona rural de Mariana. O trabalho
de reparação de direito à moradia de contempla a restituição do direito
famílias nas áreas rurais de Mariana à moradia adequada, retomada das
e Barra Longa. Até que as vilas e as atividades produtivas e acesso a
propriedades sejam reconstruídas, infraestrutura e aos bens coletivos
todos têm os gastos com moradia da comunidade. Foram entregues,
custeados pela Fundação Renova, que em 2018, seis casas localizadas nos
atualmente aluga casas para cerca de subdistritos de Ponte do Gama, Borba,
300 famílias na região de Mariana. Paracatu de Baixo, Paracatu de Cima,
Barreto e São Antônio de Pedras. Para
Em Bento Rodrigues, primeira 2019, estão previstas a entrega de
comunidade a ser atingida pelo rejeito, outras seis casas.
o processo se encontra com todas as

24
Status do reassentamento
Até dezembro de 2018

Bento Rodrigues

Escolha Compra Aprovação do Licenciamento Supressão Preparação da Projeto Construção


da área da área Plano Diretor vegetal Infraestrutura das casas das casas

Paracatu de Baixo

Escolha Compra Aprovação do Licenciamento Supressão Preparação da Projeto Construção


da área da área Plano Diretor vegetal Infraestrutura das casas das casas

Gesteira

Escolha Compra Aprovação do Supressão Preparação da Projeto Construção


da área da área Plano Diretor vegetal Infraestrutura das casas das casas

Concluído Em andamento

25
Report CIF

Infraestrutura e acessos
A reparação passa também pela Mais de mil obras foram concluídas
reconstrução e recuperação das até o momento, como restauro de
infraestruturas danificadas, na região casas, propriedades rurais e escolas,
de Mariana e Barra Longa. Entre as reconstrução de pontes, cercas,
atividades, estão contempladas limpeza currais, poços artesianos e pinguelas,
e retirada de resíduos, entulho e contenções de taludes e encostas. Ao
detritos decorrentes do rompimento, todo, 141,6 quilômetros de acessos
demolição e reconstrução de estruturas foram reformados ou passaram por
remanescentes comprometidas. manutenção e refeitos 209 quilômetros
de cercamentos em propriedades rurais.

Barra Longa (MG)


O município mineiro foi o único com Capanema, a quadra poliesportiva e
área urbana diretamente impactada a praça do distrito de Gesteira. Parte
pelos rejeitos. Teve equipamentos dos 157 mil metros cúbicos de rejeito
públicos e privados limpos e retirados do município foi deslocada
reestruturados. Foram 101 residências para o Parque de Exposições para
e propriedades rurais reformadas, ampliação da área. O local está em
além de 26 comércios e 186 quintais reconstrução. Outra parte foi usada
e lotes. Também foram entregues a ainda para o alteamento do campo
nova Praça Manoel Lino Mol, a Avenida de futebol, que antes sofria com
Beira Rio, a Escola Municipal Gustavo enchentes nos períodos chuvosos.

Abastecimento de água
A segurança hídrica nos municípios humano após passar pelo tratamento
impactados é uma das principais convencional nas ETAs, antes de
preocupações da Fundação Renova. chegar às torneiras do consumidor.
Por essa razão, foram executadas
melhorias em estações de tratamento Outra frente de trabalho opera para
de água (ETAs) ao longo do trecho reduzir o risco de desabastecimento
impactado e profissionais foram em 24 municípios que captavam
treinados para trabalhar com os novos água do rio Doce. A captação
equipamentos. Como toda água bruta alternativa de água reduz o risco de
captada, a do rio Doce pode ser bebida desabastecimento na medida em que
com segurança desde que seja tratada. busca outras fontes do recurso hídrico,
Isso significa que é própria ao consumo complementando a oferta do rio Doce.

13 ETAs 6 Nos municipios com até 100 mil habitantes, 30% da


água enviada para tratamento deverão ter origem
receberam adutoras indepentende do rio Doce; para cidades maiores, a
melhorias foram meta será 50% e, em Governador Valadares, 67% do
entregues total do abastecimento.
26
Saneamento
Uma ação fundamental para a junto aos bancos de desenvolvimento
revitalização do rio Doce é decorrente de Minas Gerais e do Espírito Santo
da medida compensatória que prevê (BDMG e Bandes, respectivamente),
a destinação por parte da Fundação responsáveis por acompanhar a
Renova de R$ 500 milhões aos aplicação das verbas. A definição
municípios impactados pelo rejeito do valor que será destinado a cada
para projetos de melhoria na coleta município levou em conta o número de
e tratamento de esgoto e disposição habitantes, o montante de repasse do
adequada de resíduos sólidos. Fundo de Participação dos Municípios,
o nível do impacto sofrido nos
Este é um ponto que, de forma sistemas de abastecimento e água das
transversal, vai ajudar na recuperação localidades e o percentual de esgoto
do rio. A preservação dos afluentes e tratado.
os investimentos em tratamento de
esgoto podem levar o rio Doce a um A atuação da Renova vai além do
patamar de despoluição que não se repasse financeiro: os municípios
vê há muitos anos. A diminuição do receberão capacitação e apoio
descarte ilegal de esgoto contribui técnico para assegurar a consistência
para uma melhor oxigenação da dos projetos de saneamento e sua
água e menos contaminação, para adequada implementação. Até o final
trazer de volta a saúde do rio e, como de 2018, foram realizadas oficinas
consequência, de todo o ecossistema à sobre licenciamento ambiental, outorga
sua volta. Segundo o Comitê da Bacia para empreendimentos, elaboração
Hidrográfica do Rio Doce (CBH-Doce), de termos de referência e projetos
80% de todo o esgoto gerado pelos para implantação de sistemas de
municípios atingidos pelo rompimento esgotamento e aterro sanitário. A
de Fundão não passam por tratamento equipe de apoio técnico realizou visitas
e são despejados diretamente no rio. aos municípios com o objetivo de
subsidiá-los técnica e institucionalmente
Em março de 2018, as prefeituras no desenvolvimento dos planos,
concluíram a habilitação dos projetos projetos e obras.

Eixo 1
Na área onde está localizada a barragem de Fundão, chamada de Eixo 1, está em
andamento a construção de uma barragem de 80 metros de altura para conter
o restante do rejeito que permanece no reservatório. Iniciada em março de 2018,
a construção está aplicando uma metodologia que visa dar mais resistência à
estrutura. A conclusão dessa obra, prevista para 2019, encerra as ações prioritárias
desde o rompimento, que eram voltadas para a garantia da estabilidade das
estruturas de contenção do rejeito.

27
Status dos
Programas
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 1, Cadastro
1- Cláusulas do TTAC: 19 a 30

2- Status de aprovação: NT em discussão

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Levantar informações quanto às perdas materiais e das atividades econômicas impactadas através da
realização do cadastro individualizado de pessoas físicas e jurídicas (apenas micro e pequenas empresas)
e famílias diretamente atingidas pelo rompimento da barragem de Fundão na área de abrangência
socioeconômica do TTAC. As informações levantadas pelo cadastro serão utilizadas para a realização de
estudos e avaliações socioeconômicas voltados para apoiar a implementação de ações de reparação e
compensação dos impactos socioeconômicos.

5- Data de Início e Término


Cronograma em processo de replanejamento. A Fundação Renova e a CTOS estão trabalhando
conjuntamente nas adequações necessárias para aprovação da definição do escopo do PG01 e
da proposta de Fase 02 do Cadastro, a serem validadas pelo CIF.

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Levantamento emergencial das pessoas atingidas
Cadastro Emergencial pelo rompimento da barragem de Fundão para
subsidiar o atendimento humanitário emergencial.

Levantar informações quanto às perdas materiais


e das atividades econômicas impactadas através
da realização do cadastro individualizado de
Cadastro Integrado pessoas físicas e jurídicas (apenas micro e pequenas
empresas) e famílias diretamente atingidas pelo
rompimento da barragem de Fundão na área de
abrangência socioeconômica do TTAC.

Permitir a adequação dos cadastros considerados


Processo de atualização,
errados e atualização das informações
revisão e correção do Cadastro
socioeconômicas pertinentes para o processo
Socioeconômico dos impactados
de reparação.

Levantar informações quanto a danos decorrentes


do rompimento da barragem de Fundão, entre
eles, perdas materiais e das atividades econômicas
Cadastro Integrado – Fase 2
impactadas. Levantar informações qualitativas e das
comunidades de residência das pessoas consideradas
atingidas.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

7- Principais entregas (até março/2019)


• Banco de dados com informações decorrentes da aplicação do formulário de pesquisa do Cadastro
Integrado. Foram atendidos no Cadastro Integrado cerca de 31.746 solicitantes de cadastro, mais cerca
de 8.000 famílias do cadastro emergencial. Desse total, já foram realizados mais de 29 mil cadastros com
família. A partir do Banco de Dados, foram produzidos painéis de informações que são compartilhados
com os programas da Fundação Renova, assim como por meio do SGS.
• Parecer de avaliação de impacto e laudos de valoração dos danos (quando danos materiais de
atividades econômicas) das famílias cadastradas, indicando a correlação entre as autodeclarações e
as cláusulas que definem os impactados no TTAC. No parecer também é realizada uma avaliação das
condições socioeconômicas das famílias por meio do Índice de Desenvolvimento Familiar (IDF) como
forma de municiar os programas em eventuais priorizações.

8- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da


medição
Taxa de Atendimento ao Recadastramento de 100% das pessoas que
% Jul de 2016
Cadastro Emergencial passaram pelo período emergencial
Taxa de Atendimento
Cadastramento de 100% dos solicitantes
aos Solicitantes de % Jul de 2016
considerados elegíveis
Cadastro
Taxa da Devolutiva da Devolutiva quanto à avaliação de impactos
% Jul de 2016
Avaliação de Impacto para 100% das pessoas cadastradas
Taxa de Solicitantes No máximo 7% dos solicitantes de cadastro
de Cadastro Não serem considerados Não Localizados após a
% Abril de 2017
Localizados execução do Protocolo de Atendimento das
famílias cadastradas

9- Resultados

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta não tenha sido


atingida ou mensurada)

Prevista Realizada

Inicialmente, controlou-se o atendimento das


pessoas provenientes do Cadastro Emergencial no
nível das famílias. E 100% das famílias do referido
Taxa de processo foram recadastradas. Entretanto, em
Atendimento virtude de mudanças na sua composição, algumas
100% 90%
ao Cadastro das pessoas não constam no Cadastro Emergencial.
Emergencial Tal desvio foi identificado por meio do relatório de
auditoria da EY e, desde então, o Programa passou
a contatar as pessoas do período emergencial ainda
não cadastradas.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Em virtude da paralisação do atendimento aos


solicitantes de cadastro a partir de 03 de janeiro
de 2019 até que seja definida a Fase 2, o número
de solicitantes tem aumentado consideravelmente,
Taxa de
o que leva à diminuição da taxa de atendimento.
Atendimento aos
59% 52% Nesse sentido, a meta de atendimento de 59% do
Solicitantes de
total refere-se ao universo das pessoas para as quais
Cadastro
temos autorização para cadastramento no presente
momento (isto é, subtraindo os manifestantes
classificados como Fase 2, que correspondem a
22.956 solicitantes).

A devolutiva do cadastro, em si, não é relevante


para a pessoa atingida, tendo em vista que sua
intenção consiste em ser reparada. Assim sendo,
desde dezembro de 2017, a Fundação Renova está
buscando uma forma de serem dadas devolutivas às
Taxa da pessoas integrando as informações dos programas
Devolutiva da reparatórios pertinentes. Entretanto, considerando
72% 66%
Avaliação de que parte dos Programas ainda está definindo
Impacto as regras para seu atendimento, as devolutivas
completas não foram realizadas. A meta de 72%
refere-se ao total de cadastros já realizados e com
pareceres de avaliação de impactos já produzidos
nesse mês e que, portanto, poderiam ter tido
devolutiva da Fundação Renova.

Taxa de
Solicitantes de
7% 4,2% -
Cadastro Não
Localizados
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 2, Indenização Mediada


1- Cláusulas do TTAC: 7, 10, 31 a 38

2- Status de aprovação: Em análise pela CT

3- Natureza do programa: Reparatório e Compensatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


O programa tem como objetivo o pagamento de indenização por danos materiais, lucros cessantes e/
ou morais diretamente decorrente do rompimento da barragem de Fundão, paga em parcela única e/ou
parcelada, em caráter individual ou por unidade familiar, à pessoa física ou jurídica (neste último caso,
apenas micro e pequenas empresas) de forma justa, célere, simples, transparente e sem os ônus de uma
ação judicial.

5- Data de Início e Término


Cronograma em processo de replanejamento. O planejamento do Programa de Indenização
Mediada é vinculado ao planejamento do Cadastro e que será atualizado quando a versão final
da Proposta de Fase 02 e definição do escopo do PG01 forem validados pelo CIF.

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Processo de ações emergenciais de Indenizar na forma de antecipação de indenizações
adiantamento de indenizações de de veículos e ferramentas de trabalho aos
veículos e ferramentas de trabalho impactados, possibilitando o exercício de atividades
aos impactados comerciais e agropecuárias.
Ressarcir danos materiais e morais diretamente
Processo de ressarcimento e
decorrentes do rompimento da barragem de Fundão
indenização dos impactados
na área definida como impactada no TTAC.
Prover a indenização e reparação das famílias
impactadas ao longo da região afetada (após período
Processo de negociações e
definido pelo TTAC e dilações concedidas pelo CIF)
indenizações remanescentes
como uma maneira de resolução extrajudicial de
conflitos utilizando a estrutura remanescente do PIM.

7- Principais entregas (até março/2019)


• Campanha 1 com 6.764 propostas aceitas, sendo 6.737 indenizações pagas até 31/03/2019;
• Campanha 2 com negociações e pagamentos em andamento. Até a data de 31/03/2019 foram
assinados 1.686 acordos e realizados 1.672 pagamentos;
• Até o momento foram realizados 22 (vinte e dois) acordos em Mariana/MG. Outros 167 atingidos já
manifestaram interesse em realizar o acordo. Esses casos estão em andamento no escritório de Mariana;
• Foram realizados 3.550 acordos para pagamento do Lucro Cessante 2018, com mais de 85% dos
elegíveis pagos (3.216 indenizações pagas até o dia 1º de abril de 2019);
• Realização do projeto-piloto Pescador de Fato em Regência e Povoação, com 250 atendimentos iniciais
e 82 atendimentos concluídos;
• Realização das oitivas do projeto Pescador de Fato em Conselheiro Pena/MG e início da construção da
Cartografia de Pesca Local.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


Efetividade - Taxa de atendimento - Dano
% 80 Jan/2018
Geral
Efetividade – Taxa de adesão – Dano Geral % 60 Jan/2018
Eficácia – Taxa de pagamento - Dano Geral % 100 Jan/2018

9- Resultados

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta


não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
Efetividade - Taxa de
atendimento - Dano 80 81 -
Geral

Efetividade – Taxa de
60 99 -
adesão – Dano Geral

Eficácia – Taxa de
pagamento - Dano 100 99 -
Geral
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 3, Programa de Proteção e Recuperação da


Qualidade de Vida de Povos Indígenas
1- Cláusulas do TTAC: 39, 40, 41, 42, 43, 44 e 45

2- Status de aprovação: Em análise pela CT

3- Natureza do programa: Reparatório e Compensatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Implementar as ações mitigatórias, reparatórias e compensatórias para povos indígenas Tupiniquim,
Guarani e Krenak, em acordo com os impactos identificados conforme cláusulas 39 a 45 do Termo de
Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC).

5- Data de Início e Término


Cronograma em processo de replanejamento. A Fundação Renova e a CT-IPCT estão
construindo em conjunto o formato para discussão e validação do escopo do PG03 com as
povos indígenas.

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Gerenciar as ações emergenciais de mitigação de
Gestão de Acordos Emergenciais insegurança hídrica, alimentar, econômica e sanitária
para os povos Tupiniquim, Guarani e Krenak.
Construir, executar e monitorar as ações emergenciais
Relacionamento com Povos e estruturantes do programa em conjunto com os
Indígenas indígenas, em tratativas e negociações, levando em
conta a participação da Fundação Nacional do Índio.
Contratar consultoria independente, conforme Termo
Estudo da Componente Indígena de Referência emitido pela Fundação Nacional do
Tupiniquim-Guarani e Comboios Índio, para elaboração de Estudo da Componente
Indígena.
Contratar consultoria independente, conforme Termo
de Referência emitido pela Fundação Nacional do
Estudo da Componente Indígena
Índio, para elaboração de estudo circunstanciado
Krenak
dos impactos socioambientais e socioeconômicos do
rompimento sobre o povo Krenak.
Construir coletivamente o Plano Básico Ambiental
Projeto do Plano Básico Ambiental para os povos Tupiniquim-Guarani e Comboios,
Tupiniquim-Guarani e Comboios bem como executar, monitorar e reavaliar as ações
componentes desse plano.
Construir coletivamente o Plano Básico Ambiental
Projeto do Plano Básico Ambiental
para o povo Krenak, bem como executar, monitorar e
Krenak
reavaliar as ações componentes desse plano.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

7- Principais entregas (até março/2019)

• Acordo emergencial Comboios.


• Acordo emergencial Tupiniquim-Guarani.
• Início ECIs Tupiniquim-Guarani e Krenak.
• Assunção do acordo Vale/Krenak, com a execução das ações emergenciais no território.
• Início das obras de melhorias dos acessos terrestres (com instalação de dispositivos de drenagens) em
TI Krenak.
• Manutenção das vias de acesso em TI Krenak.
• Realização dos estudos de geofísica para mapear mananciais de água em TI Krenak.
• Definição do manancial para ser utilizado como abastecimento de água em TI Krenak.
• Início das coletas e análises complementares de água, ictiofauna, sedimentos e tecidos vegetais do ECI
Tupiniquim-Guarani.

8- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


Execução do ECI Tupiniquim e Guarani % 100 Jan/2018
Execução do ECI Krenak % 100 -
Saída dos acordos emergenciais % 100 -
Execução do Plano Básico Ambiental
% 100 -
Tupiniquim e Guarani
Execução do Plano Básico Ambiental Krenak % 100 -

9- Resultados

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta


não tenha sido atingida
ou mensurada)
Prevista Realizada
Execução do ECI
58,33% 41,66% -
Tupiniquim e Guarani
Estudo paralisado em 2016,
Execução do ECI Krenak - -
por solicitação dos indígenas
Não houve definição dos
Saída dos acordos
- - planos de ação estruturante
emergenciais
junto às comunidades
Execução do Plano Básico
Não iniciado. Depende do
Ambiental Tupiniquim e - -
estudo finalizado
Guarani
Execução do Plano Básico PBA não pactuado junto aos
- -
Ambiental Krenak indígenas
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 04 - Programa de Proteção e


Recuperação da Qualidade de Vida de Outros Povos e
Comunidades Tradicionais
1 – Cláusula do TTAC: 46, 47, 48, 49, 50, 51, 52 e 53

2 – Status de aprovação: Em análise pela CT

3 – Natureza do Programa: Reparatório e compensatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


Implantar as ações mitigatórias, reparatórias e compensatórias para povos e comunidades
tradicionais, em acordo com os impactos identificados de acordo com as cláusulas 46 a 53 do
Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC)

5 –Data de início e término:

Início Término
Nome da tarefa Início Término Linha Linha de
de Base Base
Programa 4 - Proteção e Recuperação
da Qualidade de Vida de outros Povos e 06-07-2016 13-05-2030 06-11-2015 31-12-2031
Comunidades Tradicionais
Fase do Programa: 01- Definição 06-07-2016 20-11-2019 06-07-2016 11-10-2019
Fase do Programa: 02- Execução 05-09-2016 13-05-2030 05-09-2016 13-05-2030
Fase do Programa: 03- Encerramento 25-10-2029 13-05-2030 25-10-2029 13-05-2030

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Eixos estratégicos Objetivos


Gestão de Acordos Emergenciais Estabelecer e gerir as ações emergenciais de mitigação de
insegurança hídrica, alimentar, econômica e sanitária para os
povos e comunidades tradicionais.
Estudo de Componente Quilombola Contratar consultoria independente, conforme Termo
(ECQ) de Referência emitido pela Fundação Cultural Palmares,
para elaboração de estudo circunstanciado dos impactos
socioambientais e socioeconômicos do rompimento sobre a
Comunidade Remanescente de Quilombo de Degredo.
Estudo de mapeamento e levantamento Contratar consultoria, orientado por diretriz acordada com
de impactos da comunidade de Ministério Público Federal, para elaboração de estudo de
faiscadores e outros povos e mapeamento dos faiscadores tradicionais e outros povos
comunidades tradicionais e comunidades tradicionais impactados e diagnóstico
preliminar de impactos socioambientais e socioeconômicos.
Relacionamento com povos e Construir, executar e monitorar o programa em conjunto com
comunidades tradicionais os povos e comunidades tradicionais atingidos, em tratativas
com a interlocução da CT-IPCT e acompanhamento de outros
órgãos reguladores.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Projeto de Básico Ambiental para a O plano deve contemplar ações estruturantes, com objetivo
CRQ do Degredo (PBAQ) de reparar e compensar os impactos do rompimento da
barragem de Fundão.
Projeto de Ação Estruturante para Construir, coletivamente, o Plano de Ação Estruturante para
faiscadores tradicionais e outros povos os faiscadores tradicionais e outros povos e comunidades
e comunidades tradicionais atingidos tradicionais atingidos, a partir do estudo circunstanciado
de impacto, como determina o TTAC; bem como executar,
monitorar e reavaliar as ações componentes desse plano.

7 - Principais entregas (até março/2019):


• Início do Estudo ECQ na CRQ do Degredo.
• Auxílio Financeiro Emergencial (AFE) da CRQ do Degredo.
• AFE Faiscadores em Rio Doce e Santa Cruz do Escalvado.
• Antecipação de indenizações aos Faiscadores em Rio Doce e Santa Cruz do Escalvado.
• Validação do ECQ pelos quilombolas da CRQ do Degredo.
• Fornecimento de água mineral (5 litros por pessoa/dia) na CRQ do Degredo.
• Início do Estudo de Mapeamento das Comunidades Tradicionais em Mariana, Barra Longa,
Rio Doce, Santa Cruz do Escalvado e Ponte Nova.
• Validação do PBAQ pelos moradores do CRQ do Degredo.

8 - Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


Execução do ECQ de Degredo % 100 Jan/18
Execução do estudo de % 100 Fev/19
mapeamento e levantamento
preliminar de impacto de
Faiscadores e outros PCT
Saída dos acordos emergenciais % 100 -
Execução do Plano Básico % 100 -
Ambiental da CRQ de Degredo
Execução do Plano de Ação % 100 -
Estruturante para Faiscadores
Tradicionais e Povos Tradicionais
Mapeados

9 - Resultados

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta não tenha


sido atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
Execução do ECQ de Degredo 100% 100%

Execução do Estudo de 20% 20%


mapeamento e levantamento
preliminar de Impacto de
Faiscadores e outros PCT
Saída dos acordos emergenciais - - As ações estruturantes estão em
definição ou serão definidas junto às
comunidades
Execução do Plano Básico - - O PBA está em fase de detalhamento
Ambiental da CRQ de Degredo das ações validadas pela comunidade
Execução do Plano de Ação - - O Estudo de Mapeamento e
Estruturante para Faiscadores Levantamento de Impactos ainda está
Tradicionais e Povos Tradicionais em fase de execução
Mapeados
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

10 - Anexos

Território Quilombola

Território Faiscadores
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 5, Proteção Social


1- Cláusulas do TTAC: 54 a 58
CLÁUSULA 54: A FUNDAÇÃO deverá elaborar, desenvolver e executar um programa
para promover a proteção social, por meio de ações socioassistenciais, incluindo ações
socioculturais e apoio psicossocial, desenvolvendo o acompanhamento às famílias e aos
indivíduos impactados pelo EVENTO, priorizando os IMPACTADOS com deslocamento físico.

CLÁUSULA 55: O PROGRAMA deverá ser direcionado às famílias e às pessoas que necessitem
de ações de proteção social de acordo com os parâmetros estabelecidos pela FUNDAÇÃO, em
conformidade com as políticas públicas, em decorrência do EVENTO.

CLÁUSULA 56: Excluído o que for de competência do PODER PÚBLICO, o PROGRAMA de


proteção social deverá apoiar a adoção de protocolo para atendimento dos IMPACTADOS
que estejam em situação de vulnerabilidade ou de risco social por violação de direitos
fundamentais; em decorrência do EVENTO.

PARÁGRAFO ÚNICO: O PROGRAMA de proteção social deverá apoiar a continuidade dos


serviços públicos essenciais, nos casos em que sua interrupção ou prejuízo no atendimento à
população tiver decorrido do EVENTO.

CLÁUSULAS 57: As ações referidas no artigo anterior deverão observar as regras e diretrizes
da Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993 (Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS); da
Lei nº 12.608, de 10 de abril de 2012; da Política Nacional de Assistência Social; e do Protocolo
Nacional Conjunto para Proteção Integral a Crianças e Adolescentes, Pessoas Idosas e Pessoas
com Deficiência em Situação de Riscos e Desastres (Portaria Interministerial n. 2, de 6 de
dezembro de 2012).

CLÁUSULA 58: Esse PROGRAMA deverá ser iniciado em até 30 (trinta) dias da assinatura deste
Acordo e terá duração de 36 (trinta e seis) meses, a contar do seu início.

PARÁGRAFO ÚNICO: O prazo previsto no caput poderá ser prorrogado, caso esta necessidade
seja fundamentadamente justificada 12 (doze) meses antes de encerrado o prazo original.

2- Status de aprovação: Em análise pela CT

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Promover a reparação integral das famílias vulneráveis atingidas, integrada com as ações dos demais
programas da Renova por meio da retomada e ativação das condições de produtividade e geração de
renda, da oferta suplementar de ações socioculturais e apoio psicossocial, bem como do fortalecimento
do Poder Público, além das tratativas nos casos de violação de direitos.

5- Data de Início e Término:


Cronograma em processo de replanejamento. O Modelo Conceitual de Revisão do escopo do
PG05 está em dicussão CTOS.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
• Identificação de impacto social e econômico na localidade
atingida, por meio de visitas domiciliares;
• Definição de situações graves que afetam a resiliência e
capacidade de agir¹ das famílias, análise socioeconômico do núcleo
familiar;
• Concessão de Assistência Emergencial Temporária (apoio
financeiro temporário para segurança alimentar e saúde);
I- Assistência Emergencial
• Definição dos casos para priorização na análise e possibilidade de
atendimento pelos Programas da Fundação Renova;
• Adequação de requisitos processuais para a participação de
famílias extremamente vulneráveis em outros programas da
Fundação Renova;
• Monitoramento periódico das famílias extremamente vulneráveis,
pela equipe de proteção social territorial.
Apoio e fortalecimento da Política Pública de Assistência Social
local, com vistas a elevar a capacidade de atendimento às famílias
ou indivíduos impactados. A expansão da cobertura do PAIF e
II - Fortalecimento da Política
PAEFI nas comunidades impactadas é uma estratégia adotada pelo
Pública de Assistência Social
Programa, conforme legislação, que possibilita uma melhor inserção
no núcleo familiar para identificação de vulnerabilidades surgidas ou
agravadas neste público.
III - Priorização Junto aos Garantir que as ações de reparação contribuam de fato para
Programas da Fundação Renova a reconstituição dos modos de vida, promoção de atividades
(Integração de Ações entre produtivas e de renda das famílias, de maneira autônoma e
programas) sustentável.

7- Principais entregas (até março/2019)


• Acomodação das famílias impactadas no Centro de Convenções de Mariana;
• Acomodação das famílias que sofreram deslocamento físico em hotéis e casas temporárias;
• Estabelecimento de planos de atuação conjunta com os municípios de Mariana e Barra Longa (MG)
para viabilização de:
• Assistência Médica
• Assistência Social
• Assistência Psicológica
• Auxílio Alimentação
• Acomodação
• Auxílio Financeiro Emergencial
• Reintegração da comunidade escolar
• Transporte
• Apoio ao SUAS (Sistema Único de Assistência Social) na contratação de recursos humanos e insumos
necessários em Mariana e Barra Longa;
• Disponibilização veículos para atendimento aos impactados;
• Análise de casos e encaminhamento para o Poder Público de demandas socioassistenciais, conforme
legislação aplicável;
• Oferta de capacitações de curta duração aos servidores da área de Assistência Social das prefeituras
de Mariana e Barra Longa;
• Elaboração dos Mapas de Vulnerabilidades;
• Elaboração das Matrizes de Ações Integradas;

1. Grave privação financeira; limitação de acesso a serviços públicos essenciais; doença grave terminal; ameaças de suicídio;
violência doméstica e/ou comunitária; depressão severa; uso e abuso de álcool e drogas.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Realização de oficinas participativas presenciais, com representantes da gestão dos municípios, para
elaboração dos Planos Municipais de Reparação;
• Elaboração dos Planos de Ação de Reparação, bastante discutidos com Estados e Municípios (aqui
registram-se divergências nas expectativas em relação às competências de ações);
• Discussões com os governos estaduais de Minas Gerais e Espírito Santo sobre os Planos Estaduais de
Reparação em Proteção Social;
• Realização das oficinas de educação financeira nos Estados do Espírito Santo e Minas Gerais.

8- Indicadores

Fórmula de Fontes de
Eixos Indicadores Descrição Polaridade
Cálculo Verificação
Mensurar a
efetividade
do PG05 no
que se refere
especificamente
à demanda
emergencial de
Total de famílias
atendimento
que sofreram · Registros de
das famílias
deslocamento atendimentos
% de que sofreram
físico monitorado · Relatórios de
famílias com deslocamento Quanto
pelo PG05 / atividades.
deslocamento físico. Consideram- maior,
Total de famílias · Sistema Gestão
físico se para esse melhor.
que sofreram Stakeholders
monitorado. indicador as
deslocamento (SGS)
famílias que
físico identificadas
sofreram
* 100
deslocamento
físico em função
do rompimento
Assistência da barragem de
Emergencial Fundão ou outras
consequências dela
decorrentes.
Mensurar a
efetividade
do PG05 em Total de famílias
relação às ações vulneráveis
de assistência atendidas
% de famílias emergencial pelas ações · Cadastro
vulneráveis temporária, da Assistência · Sistema Gestão
atendidas quais sejam, de Emergencial Quanto Stakeholders
pelas ações auxílio-moradia, Temporária / maior, (SGS)
da Assistência fornecimento Total de famílias melhor. · Registros de
Emergencial de unidades de que demandem atendimento
Temporária cestas básicas e assistência
encaminhamento Emergencial
para o atendimento Temporária
psicossocial. identificadas * 100
Consideram-se
para esse
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Fórmula de Fontes de
Eixos Indicadores Descrição Polaridade
Cálculo Verificação
indicador
as famílias
vulneráveis
que necessitem
das ações
supracitadas,
segundo
avaliação
da equipe
multidisciplinar da
Fundação Renova.

Total de
Mensurar o
famílias
processo de
com baixa
encaminhamento
% de famílias resiliência
das famílias com
com baixa encaminhadas
baixa resiliência
resiliência para
para a Política · Registros de
encaminhadas atendimento
Municipal de Quanto atendimento.
para na Política
Assistência Social. maior, · Documentos de
atendimento Municipal de
Esse indicador melhor. encaminhamento
na Política Assistência
leva em conta que
Municipal de Social / Total
os casos de baixa
Assistência de famílias
resiliência devem
Social. com baixa
ser atendidos
resiliência
também pelo
identificadas
Fortalecimento poder público.
* 100
da Política
Pública de
Assistência Mensurar a
Social Total de
cobertura do
municípios
PG05 no que diz
% de com mais de
respeito à ação
municípios 50 famílias
de fortalecimento
com mais de vulneráveis
da Política de
50 famílias impactadas · Relatórios de
Assistência Social
vulneráveis com Quanto atividades.
nos municípios
impactadas otimização maior, · Listas de
com mais de
com da Política melhor. presença
50 famílias
otimização da Pública de
vulneráveis.
Política Pública Assistência
Esse indicador
de Assistência Social / Total
considera como
Social. de municípios
fortalecimento
com mais de
dessas políticas as
50 famílias
seguintes ações:
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Fórmula de Fontes de
Eixos Indicadores Descrição Polaridade
Cálculo Verificação
• Complementação
de recursos
humanos às
equipes técnicas
de referência do
PAIF e PAEFI;
• Disponibilização
de veículos para
as atividades das
equipes técnicas
visando a garantia
da atenção social
às comunidades
rurais, indígenas,
tradicionais e de
difícil acesso;
vulneráveis * 100
• Disponibilização
de insumos para
a realização
das atividades
das equipes
complementares;
• Otimização de
unidades regionais
do CREAS.
• Apoio na
ampliação das
equipes do
PAIF e PAEFI,
disponibilização de
veículos e lanche
para as oficinas.

Mensurar a
% de Total de · Relatórios de
cobertura do PG05
municípios municípios com atividades.
em relação à ação
com ao menos ao menos um Quanto · Listas de
de capacitação
um técnico técnico de cada maior, presença
dos técnicos dos
de cada equipamento melhor. · Registros
CRAS e/ou CREAS
equipamento público (CRAS e/ fotográficos
nos municípios
público (CRAS ou CREAS)
selecionados.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Fórmula de Fontes de
Eixos Indicadores Descrição Polaridade
Cálculo Verificação
Esse indicador
avalia o quanto capacitado
a proposta de / Total de
capacitação desses municípios
e/ou CREAS)
técnicos municipais alvo do
capacitado.
foi efetivamente curso de
realizada nos capacitação *
municípios 100
impactados.

Mensurar a Total de
cobertura do PG05 técnicos
em relação à ação das equipes
de capacitação dos estaduais de
técnicos estaduais referência dos
· Relatórios de
% técnicos nos municípios municípios
Atividades
das equipes selecionados. capacitados
Quanto · Listas de
estaduais de Esse indicador / Total de
maior, presença
referência dos avalia o quanto técnicos
melhor. · Registros
municípios a proposta de das equipes
fotográficos
capacitados. capacitação desses estaduais de
profissionais foi referência dos
efetivamente municípios
realizada nos alvo da
municípios capacitação *
impactados. 100

Mensurar os
processos internos
Total de
da Renova para
indivíduos
encaminhamento
com baixa
das famílias com
% de resiliência
baixa resiliência
indivíduos identificados,
para atendimento
com baixa encaminhados
prioritário nos · Cadastro
Priorização resiliência para
Programas da · Sistema Gestão
junto aos encaminhados atendimento Quanto
Fundação Renova. Stakeholders
Programas para prioritário nos maior,
Esse indicador leva (SGS)
da Fundação atendimento Programas melhor.
em consideração · Registros de
Renova prioritário nos da Fundação
a atribuição do atendimento
Programas Renova / Total
PG05 de realizar os
da Fundação de indivíduos
encaminhamentos
Renova. com baixa
necessários das
resiliência
famílias com esse
identificados
perfil para outros
* 100
Programas da
Fundação.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Fórmula de Fontes de
Eixos Indicadores Descrição Polaridade
Cálculo Verificação
Mensurar a
capacidade da Total de
Fundação Renova indivíduos
em atender os vulneráveis
indivíduos e atendidos Quanto maior,
% de
famílias vulneráveis pelos melhor. ·
indivíduos
a partir de seus Programas Cadastro
vulneráveis
programas e das Fundação Quanto · Sistema Gestão
atendidos
necessidades de Renova maior, Stakeholders
pelos
cada um. Para (exceto melhor. (SGS)
Programas
tanto, o PG 05 Cadastro) · Relatórios de
Fundação
deve monitorar / Total de atividades.
Renova
o cumprimento indivíduos
das “rotas de vulneráveis
reparação” identificados
para as famílias * 100
vulneráveis.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 6, Programa de comunicação, participação,


diálogo e controle social
1- Cláusulas do TTAC: Cláusulas 59 a 72

2- Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados pelo CIF em 23/ 04/ 2019 para o Pilar
Ouvidoria. Já avaliado pela CT e encaminhado para aprovação CIF.

Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em 29/11/2018**.

* O Programa de Comunicação, Participação, Diálogo e Controle Social foi aprovado parcialmente, exceto o pilar
Ouvidoria, de acordo com a Nota Técnica n° 09/2018/CTPDCS/CIF.
Na reunião do CIF em abril, a Câmara Técnica proporá a aprovação integral da entrega da definição do Programa de
Comunicação, Participação, Diálogo e Controle Social, de acordo com a Nota Técnica nº13/2019/CTPDCS/CIF.
** Pilar Ouvidoria: Já avaliado pela CT e encaminhado para aprovação CIF

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Pilar Participação e Diálogo Social
(i) Assegurar canais de interação, diálogo e relacionamento contínuo com a população impactada e
demais públicos interessados, zelando sempre pela transparência e integridade, junto a todos os grupos
e territórios de atuação da Fundação Renova.

(ii) Garantir acesso à informação ampla, transparente, acessível e contínua a todos os interessados, de
modo a favorecer a participação esclarecida da sociedade nos processos de reparação e compensação.

(iii) Apoiar os demais programas da Fundação Renova no que tange à promoção de participação social
e comunicação no desenvolvimento e implementação dos projetos socioeconômicos e socioambientais
previstos no TTAC.

Objetivos específicos – Pilar Participação e Diálogo Social:


• Promover o relacionamento e a participação social necessários para a execução dos demais programas
e projetos, de modo a permitir que as partes interessadas, dos diferentes grupos e territórios, sejam
ouvidas e possam influenciar em todas as suas etapas.
• Estabelecer espaços dialogais permanentes com a população atingida e as demais partes interessadas,
para fins de acesso a informação, transparência, monitoramento e avaliação do trabalho desenvolvido
pela Fundação Renova, proporcionando a oportunidade de controle social.

Canais de Relacionamento
• Disponibilizar canais permanentes de comunicação e interação com a sociedade por meio de espaços
fixos, virtuais e central 0800;
• Assegurar que todas as manifestações recebidas sejam devidamente registradas em um único banco de
dados e respondidas;
• Assegurar que as respostas sejam dadas no prazo estabelecido, em linguagem acessível, adequada e
compreensível às partes interessadas.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Ouvidoria
• A Ouvidoria tem como objetivo principal disponibilizar às comunidades impactadas o acesso a um
mecanismo para denúncias e reclamações relativas aos processos de reparação e remediação da
Fundação Renova.

Comunicação
• Garantir o acesso à informação ágil, ampla, transparente e pública, em linguagem acessível, adequada
e compreensível às partes interessadas por meio de canais permanentes de comunicação (dentre eles,
jornais, rádios e mídias sociais) e interação com a sociedade, dando suporte aos espaços dialogais e aos
programas.

5- Data de início e término:

Início Linha de Término Linha


Nome da tarefa Início Término
Base de Base
Programa 6:
Comunicação,
06-11-2015 10-06-2032 06-11-2015 31-12-2031
Participação, Diálogo e
Controle Social
Fase do Programa 01-
24-06-2016 29-03-2019 06-11-2015 29-11-2018
Definição
Fase do Programa 02-
06-11-2015 31-12-2030 06-11-2015 31-12-2030
Execução
Fase do Programa 03-
13-12-2031 10-06-2032 31-12-2030 31-12-2031
Encerramento

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Participação e Diálogo Social

Processo/Projeto Objetivos
1) Compreender as características e o contexto dos territórios,
inclusive os principais danos causados às comunidades e as
expectativas das partes interessadas, bem como identificar o
histórico de atuação da Fundação Renova nas localidades; (2)
Identificar e caracterizar as partes interessadas, os ativos locais
e suas redes, criando condições para a instituição de espaço
dialogais, fomento à colaboração entre as partes e mobilização
Processo - Análise de Contexto:
dos públicos de interesse; e, (3) Estabelecer uma aproximação
Compreensão, Reconhecimento e
com as comissões de atingidos, lideranças sociais e outros atores
Aproximação
locais, por meio de técnicas de diálogo coletivo e individualizado.
O atendimento a esses objetivos busca identificar as questões
relevantes para o trabalho de reparação e compensação e orientar
as estratégias de participação e controle social, garantindo
que as ações a serem implementadas estejam adaptadas
às particularidades locais e às demandas e expectativas da
população atingida.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Planejar e promover a participação social nos programas da


Fundação Renova de modo a permitir que as partes interessadas
possam influenciar nas decisões relativas a todas as suas etapas.
Processo - Participação Social nos O processo envolve um conjunto de atividades de planejamento
Programas da Fundação Renova e construção de agendas para o relacionamento com as
comissões locais e demais partes interessadas, que culminam na
implementação de espaços dialogais e na efetivação das decisões
tomadas por meio do diálogo entre elas.
Assegurar às partes interessadas o direito de acesso a prestação
de contas e a possibilidade de avaliarem e proporem ajustes às
ações desenvolvidas pela Fundação Renova em todas as suas
Processo – Controle Social nos
etapas, por meio de procedimentos dialógicos nos quais os
Programas da Fundação Renova
diferentes públicos de interesse possam garantir que o trabalho de
reparação e compensação ocorra tal como definido pelos acordos
construídos nos processos participativos.

Canais de relacionamento

Processo/Projeto Objetivos
Disponibilizar Canais de Relacionamento de forma a facilitar o
Implantação dos Canais de acesso da sociedade às ações desenvolvidas pela Renova, bem
Relacionamento como permitir o compartilhamento de informações relativas à
individualidade de cada manifestante.
Atender à Deliberação 105, com a implantação de CIAs nas
Instalação de Novos CIAs localidades de Povoação, Aracruz e São Mateus, todos no estado
do Espírito Santo.
Atender à Deliberação 105, mediante implantação de sistema
Implantação do Portal do Usuário
virtual de consulta.

Garantir acesso a informações, oferecendo aos interessados


orientações, de forma transparente e acessível, sobre programas
Gestão dos Canais de
e ações da Fundação Renova, por meio dos seguintes Canais de
Relacionamento
Relacionamento: a Central 0800, o Fale Conosco, os Centros de
Informação e Atendimento (CIAs) e o Portal do Usuário.

Ouvidoria

Processo/Projeto Objetivos

I) Assegurar que as manifestações são devidamente registradas,


Implementação do mecanismo de
apuradas e respondidas; prezando pela eficiência , transparência e
ouvidorias para monitoramento
respeito à privacidade dos manifestantes.
das ações do plano de reparação, e
para recebimento de reclamações
II) Subsidiar a implementação de medidas preventivas e ações
e comentários por parte dos
específicas para aprimorar o atendimento às comunidades
IMPACTADOS.
impactadas, as atividades desenvolvidas pelos programas e os
processos de gestão da Fundação Renova.

1. TTAC, CLÁUSULA 221: A FUNDAÇÃO atenderá aos preceitos da transparência e eficiência.


2. TTAC, CLÁUSULA 7.r: respeito ao direito de privacidade dos IMPACTADOS.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Comunicação
Processo/Projeto Objetivos

Estabelecer um relacionamento com a imprensa local, regional,


nacional e internacional, atendendo 100% das demandas;
estabelecer modelo de prestação de contas permanente sobre as
Assessoria de Imprensa ações de reparação, informando, de forma proativa, o andamento
das iniciativas, evolução dos programas, resultados e outros temas
de interesse; preparar e disponibilizar porta-vozes para atender e
responder às demandas da imprensa; levar grupos de jornalistas à
área atingida para mostrar os impactos e a evolução das ações
de reparação.

Realizar curadoria de conteúdo sobre o processo de reparação


da Fundação Renova e outros assuntos de interesse dos
públicos, direcionando informações para diversas mídias e
Produção de Conteúdo
veículos institucionais, para garantir acesso à informação
ampla, transparente e compreensível para população direta e
indiretamente impactada.

Prestar conta sobre as ações da Fundação Renova; fazer


divulgação de ações com caráter de prestação de serviços
Campanhas e Eventos presentes em algumas das ações de reparação; proporcionar
a troca de experiências e a construção coletiva; e sensibilizar
público interno e/ou externo sobre assuntos específicos.

Estabelecer canais informativos e de interação, com linguagem


empática, adequada e de fácil compreensão para a população
atingida, nas áreas rurais e comunidades ao longo do rio Doce, em
Canais de Informação e Interação
Minas Gerais e Espírito Santo. Cocriar as soluções de comunicação
com as Comunidades
com a participação efetiva das comunidades diretamente
atingidas, relatando os anseios dos atingidos e o trabalho de
reparação feito pela Fundação Renova.

7- Principais entregas (até março/2019)

Participação e Diálogo Social

Ao longo do período, foram desenvolvidas inúmeras atividades, envolvendo diversas frentes de trabalho,
dentre as quais destaca-se as entregas relacionadas abaixo:
• Relacionamento permanente com as partes interessadas dos territórios, especialmente com a
população direta ou indiretamente impactada, lideranças locais, representantes de associações
comunitárias e de grupos específicos, comissões de atingidos, assessorias técnicas e representantes do
Poder Público, buscando ampliar as oportunidades de interação, garantindo a transparência da atuação
da Fundação Renova.
• Realização de 3.527 reuniões de diálogo, envolvendo 96.981 participações, para a construção coletiva
dos programas da Fundação Renova, troca de informações, acolhimento de demandas, tomadas de
decisões e resolução de pendências com as comunidades.
• Apoio e intermediação do relacionamento dos programas com as partes interessadas, em todos os
territórios, com o objetivo de promover oportunidades de diálogo em formatos e linguagem adequados
aos públicos.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Garantia do acesso à informação, construção conjunta e validação de parâmetros e critérios de


atendimento, bem como de aspectos específicos dos reassentamentos coletivos, familiar, reformas e
reconstruções de Mariana e Barra Longa.
• Disponibilização de informações e esclarecimentos à população sobre os processos indenizatórios e
construção participativa das políticas de indenização a categorias de pessoas atingidas, como pescadores
profissionais, pescadores “de fato” e camaroeiros.
• Definição metodológica e implementação (em curso) do monitoramento social das famílias atingidas
em Mariana, Barra Longa, Rio Doce, Santa Cruz do Escalvado, Linhares e Sooretama, com o objetivo de
monitorar, mediar e orientar o trabalho de reparação e manter relacionamento para a transparência junto à
população atingida.
• Identificação de necessidades, interesses e expectativas de diferentes grupos sociais, para elaboração do
projeto de reconstrução de espaços públicos, como a Praça Manoel Lino Mol (Barra Longa).
• Discussão e construção participativa dos projetos de uso e ocupação dos centros de informação técnica
(CITs) de Mariana e Governador Valadares, bem como a apuração de demandas e interesses e construção
participativa da agenda de eventos e atividades a serem realizadas nesses espaços.
• Apresentação, discussão e validação do diagnóstico de impacto em turismo dos municípios impactados.
• Realização participativa de diagnóstico e elaboração conjunta com produtores rurais do Projeto de
Adequação Socioeconômica e Ambiental (Pasea) das propriedades, bem como planejamento da retomada
das atividades agropecuárias por meio de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater).
• Apresentação e mobilização social de produtores rurais para participação no projeto “Renovando
Paisagens”, desenvolvido em parceria com a ONG World Resources Institute (WRI), o Centro Internacional
de Pesquisas Agroflorestais (ICFRAF) e a Fazenda Ecológica.
• Elaboração conjunta e validação dos Planos de Ação de Reparação em Proteção Social, por município.
• Desenvolvimento e planejamento participativo acerca da execução de 19 projetos diversificados,
voltados às comunidades da foz do Rio Doce, em Linhares (ES).
• Esclarecimento e manutenção do acesso à informação a moradores de Barra Longa, Rio Doce e Santa
Cruz do Escalvado quanto ao estudo de mapeamento de tradicionalidade no território.
• Participação na elaboração e consulta pública para validação do Estudo do Componente Quilombola, e
construção participativa do Plano Básico Ambiental Quilombola (PBAQ) da Comunidade Remanescente de
Quilombo do Degredo, em Linhares.
• Apresentação, esclarecimento de dúvidas e mobilização dos públicos para participação em projetos
da Fundação Renova, como “O Futuro do Rio Doce É Você”, “Empreendedorismo Econômico no Leste
Mineiro”, “Desenvolve Rio Doce”, entre outros.
• Disponibilização de informações e esclarecimentos sobre o Plano de Contingência e o processo
indenizatório relativos aos impactos nas comunidades de Patrimônio da Lagoa (Sooretama) e Avenida
Beira Rio (Linhares), atingidas pelo barramento do rio Pequeno.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Ouvidoria

• Fevereiro de 2017: Início das atividades da Ouvidoria Fundação Renova (Migração da base de dados da
Ouvidoria Samarco referente as manifestações relacionadas ao rompimento);
• Maio de 2018: Início dos envios de ofícios de denúncias aos órgão competentes;
• Junho de 2018: TAC Governança;
• Novembro de 2018: Alteração no modelo de atendimento (célula exclusiva);
• Fevereiro de 2019: Envio de novos ofícios com denúncias contendo possíveis cometimentos de
atos ilícitos.

Comunicação

• Produção de Conteúdo

Criação de material para porta-vozes do Conselho Consultivo, com status mensal e principais entregas
dos vários temas da reparação.

Lançamento do Sumário Executivo Digital, material com foco no público institucional com as principais
entregas mensais da reparação.

Lançamento da revista digital Dois Pontos.

Lançamento do caderno No Caminho da Reparação, material institucional com as principais entregas


no contexto dos três anos de rompimento.

Lançamento do Conecta para terceiros, com conteúdos direcionados aos colaboradores das
empresas parceiras.

Vídeo institucional da Fundação Renova.


Boletim “no Caminho”, semanal, digital, temático, com dados sobre ações/programas da reparação.

• Campanhas e Eventos:

Campanha Adote um Amigo para adoção de cães e gatos em Mariana. Eventos de adoção de animais
de pequeno porte (cães e gatos) que foram resgatados na área atingida pelo rompimento da barragem
de Fundão.

Plantando pelo Planeta: realização de plantios de árvores e academias para formação de crianças e
jovens embaixadores da Justiça Climática, que possuem a missão de sensibilizar outros jovens para
a importância de se ter consciência ecológica e de protagonizar a mudança ambiental de que o
planeta precisa.

Projeto Conexão: ações desenvolvidas junto às Escolas Municipais de Bento Rodrigues e de Paracatu de
Baixo, que buscam ao longo do ano realizar atividades lúdicas e artísticas com os alunos para sensibilizá-
los para a importância das temáticas que estão sendo debatidas naquela ocasião. Ele é composto por
Conexão Férias, Conexão Água, Conexão Brincar, Conexão Meio Ambiente e Conexão Criança.

Divulgação das inscrições para os cursos profissionalizantes oferecidos em parceria com o Senai: ação
que objetiva oferecer formação e aprimoramento de mão de obra local.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Campanha de comunicação sobre o período de inscrições da Chamada de Experiências e


boas práticas: Educação para a revitalização da Bacia do Rio Doce.

Produção e divulgação de informações sobre a proibição de pesca na região da foz,


utilizando entre os veículos de comunicação, lista de transmissão do WhatsApp.

Realização do Encontro de Prosa e Saberes para a Revitalização da Bacia do Rio Doce.


Participação no 8º Fórum das Águas, realizado em Brasília (DF) no período de 18 a 23 de
março de 2018.

Estratégia de comunicação para informar a prorrogação do prazo de 29 de junho para


pagamento das indenizações das campanhas em e dois.

Plano de comunicação sobre a mudança no processo de pagamento do Auxílio Financeiro


Emergencial (AFE), do cartão Alelo para pagamento em conta bancária.

Plano de Comunicação para o Sistema de Abastecimento de Água – Galiléia (MG)

Evento de lançamento do Edital para Pagamento por Serviços Ambientais (PSA)

Suporte e organização do evento de lançamento do Diversifica Mariana, fundo de atração de


investimentos para o município.

Plano de comunicação sobre a construção da adutora como fonte alternativa de captação de


água para Governador Valadares.

Plano de Comunicação construído com a comunidade quilombola de Degredo, em Linhares,


no Espírito Santo.

Plano de Comunicação do Reassentamento em implementação.

Programa de Visitas do canteiro de obras de Bento Rodrigues, incluindo o conteúdo e peças


de comunicação.

Estratégia de Comunicação Lagoa Juparanã.

Oficina de apresentação de diagnóstico de possíveis impactos do rompimento da barragem


de Fundão nas Unidades de Conservação.
• Canais de Informação e Interação com as Comunidades:

Implantação de jornais feitos em conjunto com as comunidades em Mariana, Barra Longa e


Foz do rio Doce.

Implementação de programa de rádio abrangendo todo o território, por meio da veiculação


de programas semanais em 29 rádios.

Implementação de boletins e jornais murais Jornada, com o objetivo de prestação de contas


sobre o que a Fundação Renova está fazendo sobre a reparação e a compensação dos
atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão ao longo da bacia do rio Doce.

Vimver: Programa de vivência nos territórios para apresentar os impactos causados pelo
rompimento e desafios da reparação.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8- Cronograma resumido (principais marcos e entregas). Justificar os atrasos na


execução do cronograma.

Participação e Diálogo Social

Atividade Início Fim


PLANEJAMENTO DO PROGRAMA 04/16 12/17
Processo - Análise de Contexto: Compreensão, Reconhecimento e
04/16 12/17
Aproximação
Processo - Participação Social nos Programas da Fundação Renova 04/16 12/17

Processo - Controle Social nos Programas da Fundação Renova 04/16 12/17


EXECUÇÃO DO PROGRAMA 04/16 12/30
Processo - Análise de Contexto: Compreensão, Reconhecimento
04/16 12/30
e Aproximação
Processo - Participação Social nos Programas da Fundação Renova 04/16 12/30
Processo - Controle Social nos Programas da Fundação Renova 04/16 12/30
Encerramento do Programa 01/31 12/31

Canais de relacionamento

Atividade Início Fim


IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA* 11/15 02/18

Projeto - Implantação dos Canais de Relacionamento* 11/15 02/18

Projeto - Instalação de três novos CIAs 09/17 02/18

Projeto - Implantação do Portal do usuário 09/17 01/18


EXECUÇÃO DO PROGRAMA 08/16 12/30
Processo – Gestão dos Canais de Relacionamento 08/16 12/30
Encerramento do Programa 08/30 12/30

Ouvidoria

Atividade Início Fim


IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA 05/16 12/30

Projeto: Implantação da Ouvidoria 05/16 08/16

Projeto: Padronização dos procedimentos da Ouvidoria 12/17 12/18

Processo: Gestão da Ouvidoria 08/16 12/30


Encerramento do Programa 08/16 12/30
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Comunicação

Atividade Início Fim


EXECUÇÃO DO PROGRAMA 04/16 12/30

Processo - Assessoria de Imprensa 04/16 12/30

Processo - Produção de Conteúdo 04/16 12/30

Processo - Campanhas e Eventos 04/16 12/30


Processo - Comunicação com Territórios 04/16 12/30
Encerramento do Programa 01/31 12/31

9 - Indicadores

Participação e Diálogo Social

Indicador Unidade Meta Início da medição


Efetividade da Participação Social Grau de sucesso
dos processos dialógicos quanto à capacidade de
gerar decisões/acordos entre as partes engajadas nos % ≥70% Jan/2019*
processos participativos, no âmbito dos Programas.

Avaliação da Participação Social


Identifica a avaliação positiva dos respondentes
em relação à qualidade da Participação Social
promovida pela Fundação Renova, nos territórios, % ≥80% Jan/2019*
para a construção de acordos coletivos no âmbito dos
Programas.
Efetividade do Controle Social
Mensura o grau de implementação dos acordos
construídos coletivamente pelos mecanismos de % ≥90% Jan/2019*
participação social.
Avaliação do Controle Social
Apura a percepção quanto à qualidade das ações de
Controle Social promovidas pela Fundação Renova, nos
territórios, para a prestação de contas, monitoramento % ≥80% Jan/2019*
e avaliação da implementação dos acordos firmados
entre as partes.

*Conforme Deliberação nº 230, de 29 de novembro de 2018, a Fundação Renova deverá organizar uma oficina para
aperfeiçoar os indicadores dos três Programas acompanhados pela Câmara Técnica de Participação, Diálogo e
Controle Social (PG 06, PG 35 e PG 36), com a participação de especialistas em construção de indicadores e/ ou
monitoramento, membros da CT-PDCS, Assessorias Técnicas, pessoas atingidas, Auditoria Independente e equipes
da Fundação Renova referentes ao Programa de Comunicação, Participação, Dialogo e Controle Social, ao Programa
de Informação para a população da Área Ambiental 1, e ao Programa de Comunicação Nacional e Internacional.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Os indicadores do Pilar de Participação e Diálogo Social encontram-se em processo de


discussão e revisão negociada junto à respectiva Câmara Técnica, onde também está sendo
discutida e acordada a realização da Oficina mencionada.

Canais de relacionamento

Indicador Unidade Meta Início da medição


Pesquisa de Opinião 0800/Fale
Conosco % 70 Outubro de 2017

Pesquisa de Opinião Centos de


% 70 Fevereiro de 2018
Informação e Atendimento – CIAs

Número de manifestações
% 100 Agosto 2016
finalizadas

Número de manifestações
% 70 Agosto 2016
finalizadas dentro do prazo

Ouvidoria

Indicador Unidade Meta Início da medição


01 – Percentual de manifestações
finalizadas % 95 Janeiro/18

02 – Percentual de manifestações
% 85 Abril/18
finalizadas como conclusivas

03 –Percentual de manifestações
% 85 Abril/18
finalizadas no prazo
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Comunicação

Indicador Unidade Meta Início da medição


Efetividade da Comunicação Dialógica
Percepção positiva da população atingida,
acerca das ações de comunicação realizadas
pela Fundação Renova nos territórios, para fins % ≥80% Jan/2019*
de prestação de contas e acompanhamento
das ações de reparação e compensação

*Conforme Deliberação nº 230, de 29 de novembro de 2018, a Fundação Renova deverá organizar uma oficina para
aperfeiçoar os indicadores dos três Programas acompanhados pela Câmara Técnica de Participação, Diálogo e
Controle Social (PG 06, PG 35 e PG 36), com a participação de especialistas em construção de indicadores e/ ou
monitoramento, membros da CT-PDCS, Assessorias Técnicas, pessoas atingidas, Auditoria Independente e equipes
da Fundação Renova referentes ao Programa de Comunicação, Participação, Dialogo e Controle Social, ao Programa
de Informação para a população da Área Ambiental 1, e ao Programa de Comunicação Nacional e Internacional.

O indicador do Pilar de Comunicação encontra-se em processo de discussão e revisão


negociada junto à respectiva Câmara Técnica, onde também está sendo discutida e acordada a
realização da Oficina mencionada.

11. Resultados
Participação e Diálogo Social

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
O indicador não está
Efetividade da implementado. Aguardando a
≥70% -
Participação Social revisão prevista com a Câmara
Técnica mencionada acima.
O indicador não está
Avaliação da
implementado. Aguardando a
Participação Social ≥80 -
revisão prevista com a Câmara
Técnica mencionada acima.
O indicador não está
Efetividade do implementado. Aguardando a
≥90% -
Controle Social revisão prevista com a Câmara
Técnica mencionada acima.

O indicador não está


Avaliação do implementado. Aguardando a
Controle Social
≥80% - revisão prevista com a Câmara
Técnica mencionada acima.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Canais de relacionamento

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta não


tenha sido atingida ou mensurada)

Prevista Realizada
Pesquisa de Opinião 0800/
Fale Conosco
a)Você obteve a informação que
precisava durante o atendimento? 70 89
(Resposta: sim)
b) Como você avalia o atendimento
da Fundação Renova? 70 72,5
(Resposta: bom)

Pesquisa de Opinião Centros de Informação e Atendimento – CIAs

a) Você obteve a informação que 70 98


precisava durante o atendimento?
(Resposta: sim)
b) Se sim, como você avalia o 70 97
atendimento da Fundação Renova?
(Resposta: bom)
Número de manifestações 100 88,71 A conclusão de 100% das
finalizadas manifestações está atrelada ao
encerramento do Programa
Número de manifestações 70 70
finalizadas dentro do prazo

Ouvidoria

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta não tenha sido atingida
ou mensurada)
Prevista Realizada
A finalização das manifestações tem relação
direta com o retorno que os Programas
oferecem a Ouvidoria. Atualmente os maiores
ofensores do prazo da Ouvidoria são os
01 – Percentual de
95 64 Programas de Cadastro, PIM e AFE. A média
manifestações finalizadas
de retorno destas manifestações no período
acumulado é de 120 dias contra os 20 dias de
prazo que a Ouvidoria tem para atender as
manifestações.
Manifestações classificadas como conclusivas
02 – Percentual de são aquelas em que a finalização é procedente/
manifestações finalizadas 85 84 procedente parcialmente ou não procedente.
como conclusivas Para este cálculo são excluídas as manifestações
finalizadas como fora do escopo.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

A finalização das manifestações tem relação


direta com o retorno que os Programas
oferecem a Ouvidoria. Atualmente os maiores
03 –Percentual de ofensores do prazo da Ouvidoria são os
manifestações finalizadas 85 21 Programas de Cadastro, PIM e AFE. A média
no prazo de retorno destas manifestações no período
acumulado é de 120 dias contra os 20 dias de
prazo que a Ouvidoria tem para atender as
manifestações.

Comunicação

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta não


tenha sido atingida ou mensurada)

Prevista Realizada

Efetividade da Comunicação ≥80% - O indicador não está implementado.


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 7, Programa de Assistência aos Animais


1- Cláusulas do TTAC: 73, 74 e 75

2- Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados pelo CIF em 16/08/2018

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Assistência aos animais domésticos extraviados e desalojados pelo evento de rompimento da
barragem de Fundão na região de Mariana e Barra Longa.

5- Data de início e Término

Início Término
Nome da tarefa Início Término Linha Linha de
de Base Base
Programa: PG007 - Assistência aos Animais 06-11-2015 15-10-2020 06-11-2015 15-10-2020
Fase do Programa: 01- Definição 06-11-2015 30-10-2018 06-11-2015 30-10-2018
Fase do Programa: 02- Execução 06-11-2015 15-08-2020 06-11-2015 19-08-2020
Fase do Programa: 03- Encerramento 01-01-2020 15-10-2020 01-01-2020 15-10-2020

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Disponibilização de equipe, materiais e equipamentos para
resgate de animais nas áreas atingidas diretamente pelo
rompimento da barragem de Fundão, bem como inventariamento
Processo de ações emergenciais e monitoramento de áreas de risco, e disponibilização de
canais de comunicação. Implementação e operacionalização de
CRA’s para encaminhamento e guarda temporária de animais
resgatados.
Consolidação dos processos de guarda temporária
fundamentados nos princípios e práticas de bem-estar animal,
assistência aos animais acolhidos: medicina veterinária preventiva
Processo de assistência aos
e clínica de rotina. Atenção e relacionamento com a comunidade:
animais
atingidos com animais sob guarda temporária, visitas semanais
e extraordinárias, processos de adoção e posse responsável, e
atendimentos externos.
Processo de reassentamento
Planejamento e execução de atividades de transporte de animais,
e restituição final dos animais
restituição final de posse aos tutores/proprietários durante o
domésticos aos tutores/
processo de reassentamento, e acompanhamento pós-ocupação.
proprietários
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

7- Principais entregas (até março/2019)


• Estruturação dos Centros de Acolhimento de Animais de Grande e Pequeno Porte: Centro de
Acolhimento Temporário de Animais (CATA 1 e 2);
• Implantação de sistema de prontuários médico-veterinários;
• Disponibilização de Canal 0800 e número emergencial para atendimento a chamadas de resgate de
animais e atendimentos externos;
• Definição e implantação de metodologia para acompanhamento de processos adotivos de animais;
• Realização de nove eventos para público externo de adoção de animais de pequeno porte, e de uma
campanha interna com colaboradores da Fundação Renova;
• 139 animais adotados; 285 animais restituídos, 299 animais sob guarda temporária da Fundação
Renova;
• Aprovação da Definição do Programa pelo CIF por meio da Deliberação nº 226 de 31 de outubro de
2018;
• Implementação de indicador de bem-estar para os animais sob guarda temporária da Fundação
Renova;
• 1415 animais atendidos em caráter externo (propriedades de origem ou moradia temporária);
• Incorporação de elementos socioeconômicos para animais de interesse zootécnico: definição de
critérios para manejo reprodutivo e de substituição/reposição de animais;
• Elaboração de plataforma eletrônica de prontuários médico-veterinários, e treinamento de equipe para
início de operacionalização;
• Reunião para definição da metodologia de monitoramento técnico do Programa (MAPA, SEAD,
Secretarias Municipais de Agricultura dos municípios de Barra Longa e Mariana, Fundação Renova), e
acompanhamento da CTOS.

8 – Indicadores

Início da
Indicador Unidade Meta
medição
1 - Porcentagem de conformidade em bem-estar animal
nos Centros de Acolhimento Temporário de Animais (CATA % 100% 11/2018
1 e 2)
2 - Porcentagem de animais em processos adotivos
% 100% 11/2018
finalizados
3 - Porcentagem de animais sob guarda temporária
% 100% 12/2019
restituídos na fase de reassentamento
4 - Porcentagem de finalização dos acompanhamentos
% 100% 12/2019
pós-ocupação
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

9- Resultados

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta


não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada

O indicador tem reporte em caráter


bimestral, sendo março a segunda
medição deste. Em março foi
Porcentagem de finalizada a reforma do Centro de
conformidade em bem- Acolhimento Temporário de Animais
estar animal nos Centros de 100% 97,4% 1 (CATA 1). Esta reforma tem objetivo
Acolhimento Temporários de prover estrutura adequada ao
de Animais (CATA 1 e 2) indicador de bem-estar animal, e
na qualidade operacional. Portanto,
espera-se melhorar este indicador na
próxima medição.

Porcentagem de animais
Planeja-se o fim do processo de
em processos adotivos 100% 74,8%
adoção em agosto 2020.
finalizados

Porcentagem de animais
A medição deste indicador
sob guarda temporária
100% 0% está vinculada ao início do
restituídos na fase de
reassentamento, restituição inicial.
reassentamento

Porcentagem de finalização A medição deste indicador


dos acompanhamentos pós- 100% 0% está vinculada ao início do
ocupação reassentamento.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 8, Programa de reconstrução, recuperação


e realocação de Bento Rodrigues, Paracatu de Baixo,
Gesteira e famílias rurais impactadas ao longo do Rio
Gualaxo do Norte
1- Cláusulas do TTAC: 76, 77 e 78

2- Status de aprovação: Em análise pela CT

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Promover o reassentamento das comunidades de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo, em Mariana,
Gesteira em Barra Longa e famílias residentes na área rural às margens do Rio Gualaxo do Norte através
da implementação de projetos específicos de reconstrução, recuperação e realocação de cada localidade
e do monitoramento dos reassentamentos por até 36 meses após a entrega das moradias definitivas e de
5 anos de assistência técnica para reestruturação produtiva e atividades econômicas.

5- Data de Início e Término:


Cronograma em processo de replanejamento. Considerando as diretrizes 04 e 13 pactuadas
na ata da ACP 001 de Mariana, de 06 de fevereiro de 2018, o cronograma do PG08 está
sendo construído com participação efetiva da comunidade e mediado pelo Ministério Público
e demais órgãos por meio do grupo de trabalho interdisciplinar formado para garantir os
atendimentos do reassentamento.

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Implementar ações para a recuperação, reconstrução
e realocação da comunidade de Bento Rodrigues,
Projeto de reconstrução de Bento incluindo as obras de adequação do aterro sanitário
Rodrigues e obras de adequação de Mariana, através de negociação coletiva em
do aterro sanitário de Mariana instância participativa para definição de localização,
discussão dos projetos e acompanhamento das obras.
Executar

Implementar ações para a recuperação, reconstrução


e realocação da comunidade de Paracatu de
Projeto de reconstrução de
Baixo através de negociação coletiva em instância
Paracatu de Baixo
participativa para definição de localização, discussão
dos projetos e acompanhamento das obras.

Implementar ações para a recuperação, reconstrução


e realocação da comunidade de Gesteira através de
Projeto de reconstrução de
negociação coletiva em instância participativa para
Gesteira
definição de localização, discussão dos projetos e
acompanhamento das obras.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Implementar ações para a recuperação,


reconstrução e realocação das famílias optantes pelo
Projeto de reassentamento familiar
reassentamento familiar e as rurais atingidas ao longo
e comunidades rurais atingidas ao
do Rio Gualaxo do Norte, em instância participativa
longo do Rio Gualaxo do Norte
para definição de localização, discussão dos projetos
e acompanhamento das obras.

Implementar ações para a reconstrução da escola


da comunidade de Gesteira e reforma e revitalização
Projeto de reconstrução da escola
da quadra e praça da comunidade, através de
e reforma de quadra e praça de
negociação coletiva em instância participativa para
Gesteira
definição de localização, discussão dos projetos e
acompanhamento das obras.

Disponibilizar moradia para os desalojados de Bento


Processos de disponibilização
Rodrigues, Paracatu de Baixo, Gesteira e famílias
de moradias temporárias para as
rurais atingidas ao longo do Rio Gualaxo em até 3
famílias
meses após as moradias definitivas serem entregues.

Realizar acompanhamento e atuar diretamente ou


Processos de acompanhamento do
apoiando as comunidades, de forma a promover o
pré, durante e pós-reassentamento
restabelecimento do modo de vida das comunidades
e assistência técnica
pré, durante e pós reassentamento.

Execução das obras e serviços necessários para


adequação do aterro sanitário do Município de
Mariana-MG. Tais atividades são condicionantes
para ocupação do reassentamento de Bento
Projetos de construção das obras
Rodrigues (PG08), por se tratar do único aterro apto
de adequação do aterro sanitário
ao recebimento dos resíduos sólidos urbanos do
município de Mariana e também porque o terreno
da lavoura, onde será instalado o reassentamento de
Bento, está situado a jusante do aterro.

7- Principais entregas (até março/2019)

Bento Rodrigues:
• Conclusão de todos os projetos básicos de engenharia (terraplanagem, drenagem, contenções, rede de
água, rede de esgoto e pavimentação) do Novo Bento Rodrigues;
• Formação de grupo técnico de referência para discutir e decidir, junto às partes interessadas, sobre a
destinação das áreas impactadas;
• Conclusão das obras provisórias do aterro sanitário;
• Formação de grupo técnico com a participação da comunidade para definição do cronograma de
construção de Bento Rodrigues;
• Obtenção do licenciamento ambiental para construção de Bento Rodrigues;
• Obtenção do Alvará de construção urbanístico de Bento Rodrigues;
• Início das obras de infraestrutura de Bento Rodrigues;
• Emissão do registro cartorial do loteamento;
• Protocolo dos primeiros projetos de casa na Prefeitura de Mariana para análise e emissão dos alvarás
para construção das casas;
• Protocolo do projeto da Escola na Prefeitura de Mariana para análise e emissão do alvará para
construção.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Paracatu de Baixo:
• Formação de grupo técnico com a participação da comunidade para definição do cronograma de
construção de Paracatu de Baixo;
• Aprovação do Projeto urbanístico de Paracatu de Baixo pela comunidade;
• Obtenção de licenciamento ambiental para construção de Paracatu de Baixo
• Protocolo da documentação na PMM para análise e emissão do Licenciamento Urbanístico;
• Emitida nota técnica pela PMM referente à análise dos projetos urbanísticos;
• Início do cercamento da área do terreno;
• Início da construção do canteiro de obras de Paracatu de Baixo;
• Início da execução da rede de alimentação elétrica para o loteamento.

Gesteira:
• Conclusão das obras de reconstrução da escola de Gesteira em dezembro/16;
• Aquisição das áreas para o reassentamento de Gesteira;
• Emissão do registro do terreno em nome da Fundação Renova;
• Início do cercamento da área do terreno.

Reassentamento Familiar:
Aquisição - contrato de compra e venda = 11 imóveis

8– Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


I1.1 - Bento Rodrigues:
disponibilização da
% 100
infraestrutura (parcelamento
do solo)
I1.2 - Paracatu de Baixo:
disponibilização da
% 100
infraestrutura (parcelamento
do solo)
I1.3 - Gesteira: disponibilização
da infraestrutura % 100
(parcelamento do solo)
I2.1 - Bento Rodrigues: entrega
dos equipamentos de uso % 100
público
I2.2 - Paracatu de Baixo:
entrega dos equipamentos % 100
de uso público
I2.3 - Gesteira: entrega
dos equipamentos de uso % 100
público
I3.1 - Bento Rodrigues:
disponibilização de
% 100
moradias definitivas para
famílias impactadas
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

I3.2 - Paracatu:
disponibilização de moradias
% 100
definitivas para famílias
impactadas
I3.3 - Gesteira:
disponibilização de
% 100
moradias definitivas para
famílias impactadas
I3.4 – Comunidade rural:
disponibilização de
moradias definitivas para
% 100
famílias impactadas ao
longo do rio Gualaxo do
Norte
I.4.1 - Bento Rodrigues:
regularização fundiária das % 100
moradias definitivas
I.4.2 - Paracatu:
regularização fundiária das % 100
moradias definitivas
I.4.3 - Gesteira:
regularização fundiária das % 100
moradias definitivas
I.4.4 – Comunidade rural:
regularização fundiária das % 100
moradias definitivas
I.5.1 – Realizar o
monitoramento pré, durante % 100
e pós o reassentamento
I.6.1 - Disponibilização de
% 100
moradias temporárias
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

9- Anexos
1- Bento Rodrigues: Abr/19: 2- Dreno de talvegue
Compactação Rua São Bento

3- Concretagem das tampas das caixas 4- Acesso principal Aterro lateral do


de passagem BDCC

5- Paracatu: Abr/19
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

6- Regularização do aterro na área do escritório

7- Gesteira: Abr/19 8- Reassentamento Familiar: Abr/19


Execução de sondagem – Mar-19

Assinatura do Instrumento Particular de Promessa de Compra


e Venda de Imóvel da Sra. Geralda Bartholomeu, neste ato
representada pelo seu filho, Sr. José Ignácio Anastácio.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 9, Recuperação do Reservatório da UHE


Risoleta Neves
1- Cláusulas do TTAC: 79 a 81 e 150-§3º

2- Status de aprovação: Em análise pela CT

3- Natureza do programa: Reparatório e Compensatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Deverão ser desenvolvidas ações para o desassoreamento do Reservatório da UHE Risoleta
Neves e para o reparo na infraestrutura da Usina Hidrelétrica. As ações de reparação deverão
ser concluídas de acordo com PROGRAMA a ser aprovado pela FUNDAÇÃO, devendo o
PROGRAMA ser mantido ativo até a efetiva retomada da operação da UHE Risoleta Neves,
observado o referido acordo.

5- Data de Início e Término:


Cronograma em processo de replanejamento.

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Execução de dragagem de sedimentos com a
Projeto de dragagem da área dos
expectativa de volume dragado acumulado de
400m
aproximadamente 1.200.000 m2 em julho de 2018.
Construção de barramentos metálicos com a
Projeto de barramento metálicos /
finalidade de conter a movimentação de sedimentos
Contenção
no fundo do reservatório.
Construção de setores para recebimento de
Projeto: Setores 1, 3, 4, 5, 6 e 8
sedimentos dragados.
Construção de bacias, diques e empilhamento de
Projeto: Setor 11 / Fazenda Floresta
material seco.
Projeto de reabilitação de unidades Execução de serviços de reparo nas 3 unidades
geradoras geradoras da UHE Risoleta Neves.
Projeto de recuperação das Obras de recuperação ambiental das margens
margens do reservatório danificadas pelo carreamento dos sedimentos.

7- Principais entregas (até março/2019)


• Dragagem de 959.382 m3.
• Implantação de 03 estruturas de estaca prancha dentro do leito do rio Doce (Barramentos Metálicos A,
B e C, que estão sob monitoramento.
• Instalação de estruturas de infraestruturas para tratamento de efluentes (Bacias 1, 2ª e 2B).
• Implantação de estruturas de infraestruturas para período chuvoso na Fazenda Floresta / Setor 11.
• 34 pontos dos 79 previstos para recuperação das margens do reservatório.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8- Indicadores (baseline 3)

Indicador Unidade Meta Início da medição


I01 – Processo de dragagem m 3
1.300.000 (a definir) Março/20
I02 – Obras de reabilitação Concluir a
das unidades geradoras da recuperação e realizar
% Maio/19
UHE o Comissionamento
com Água
I03 – Obras de recuperação Concluir até
das margens outubro/2019,
% Em andamento
possibilitando o
enchimento do Lago
I04 – Obras de recuperação Pendente Setor 01
/ descomissionamento dos (parcial) e 04.
setores Concluir até
% Junho/19
outubro/2019,
possibilitando o
enchimento do Lago

9- Resultados

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta


não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada

I01 – Processo de Aguardando contratações e


60% 27,6%
dragagem definições de engenharia.

I02 – Obras de Em andamento, serviço de


reabilitação das limpeza das UG´s pela Allonda,
75% 0%
unidades geradoras da para iniciar os serviços de
UHE reabilitação das UG´s.
Em andamento, os serviços
no Ponto 115, e aguardando
I03 – Obras de
mobilização da empresa a ser
recuperação das 76,2% 65,6%
contratada para execução do
margens
“pacote 01” para retomada das
atividades.

I04 – Obras de
Aguardando mobilização empresa
recuperação /
74,4% 92,3% do “pacote 01” para retomada das
descomissionamento
atividades no setor 04
dos setores
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

10- Anexos

• Ponto 23 e 24 – Execução de Terramesh

• Ponto 25, 28 E 29 – Terraplenagem e bioengenharia

• Pontos 31, 32, 33, 34, 35 e 36 - Bioengenharia

Antes Depois

• Ponto 37 – Execução de solo grampeado com concreto projetado

Antes Depois
Antes Depois
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Ponto 43 - Enrocamento

Antes Depois

• Ponto 115 – Cortina Atirantada – em andamento

Antes Depois

• Ponto 44, 45, 46, 47, 48 e 49 – Drenagem e Bioengenharia

Antes Depois
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Ponto 51, 52 ,53 – Muro gabião / Colchão Reno

Antes Depois

• Ponto 135/166 – Colchão Reno Depois

Antes Depois
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 10, Recuperação das demais comunidades e


infraestruturas impactadas entre Fundão e Candonga,
inclusive Barra Longa
1- Cláusulas do TTAC: 82 a 88

2- Status de aprovação:
• Escopo e indicadores aprovados pelo CIF em 31/03/2017 PAI (Procedimento de Asseguração
Individual) da EY aprovado para os indicadores do PG010 conforme Deliberação nº 60 do CIF.
(Escopo não aprovado).
• Em análise pela CT (revisão 12 entregue em 11/02/19 conforme Ofício OFI.NII.122018.4964).

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Recuperação das demais comunidades e infraestruturas impactadas entre Fundão e Candonga,
inclusive Barra Longa.

5- Data de Início e Término:

Início Término
Nome da tarefa Início Término Linha Linha de
de Base Base
Programa: PG10 - Recuperação das
06-11-2015 28-02-2020 06-11-2015 25-08-2020
Comunidades e Infraestruturas Impactadas
Fase do Programa: 01- Definição 05-12-2017 06-12-2019 05-12-2017 06-12-2019
Fase do Programa: 02- Execução 06-11-2015 28-02-2020 06-11-2015 25-08-2020

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Reforma de estabelecimentos comerciais, propriedades rurais
PF0032 - Reforma de edificações
e residências.

Reforma de escolas, igrejas e outros templos religiosos,


PF-0033 - Reforma de bens públicos
centros comunitários, praças e locais públicos de lazer.

PF-0035 – Remoção de rejeito Remoção de rejeito.

Reconstrução de cercas, paiol, bebedouro/rede hidráulica,


PF-0038 - Reconstrução de estruturas
currais, chiqueiro, cocho, cortina atirantada, engenho/moinho,
de apoios
gabião, galinheiro, lagoa, mata-burro, porteira.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Recuperação de vias pavimentadas e não pavimentadas,


PF-0039 - Recuperação de acessos incluindo drenagem, contenção de taludes e encostas para
acessos.

PF-0126 - Reforma de estruturas de


Reforma de quintais.
apoio
Reconstrução estabelecimentos comerciais, propriedades
PF-0127 - Reconstrução de edificações rurais e residências. Atualmente este escopo está sendo
executado pela equipe do PG08.
PF-0128 - Reconstrução de bens
Reconstrução do parque de exposição.
públicos (parque de exposição)
PF-0152 - Reconstrução de campos de Reforma e reconstrução de campos de futebol dos Municípios
futebol incluídos no território 01 (Mariana a Candonga).
PF-0153 - Reconstrução de pontes Reconstrução de pontes, pontes de cabos de aço, pinguelas.
Manutenção de acessos, pontes e controle de partículas em
PF-8100 - Manutenção de acessos
suspensão.
Manutenção de estabelecimentos comerciais, propriedades
rurais, residências, escolas, igrejas e outros templos religiosos,
PF-8101 - Manutenção de edificações
centros comunitários, praças e locais públicos de lazer,
estruturas de apoio e quintas.

7- Principais entregas (até março/2019)


• 137 Reformas de edificações
• 335 Reconstruções / Reformas de Estruturas de Apoio (Estruturas Rurais)
• 189 Reformas de Quintais
• 12 Reconstruções de Edificações
• 1 Campo de Futebol
• 21 Reconstruções / Reformas de Pontes
• 588,7 Km de manutenções realizadas
• 141,6 Km de acessos recuperados

8– Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


I1 – Obras Entregues – Diagnóstico Total
% 100 Jan/19

I2 – Obras Entregues – Temporal % 100 Jan/19

I3 – Termos De Aceite Oficiais De Obras


% 100 Jan/19
Entregues – Diagnóstico Total
I4 – Termos De Aceite Oficiais De Obras
% 100 Jan/19
Entregues – Temporal
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

9- Resultados

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta não tenha sido


atingida ou mensurada)

Prevista Realizada
I1 – Obras Entregues –
82,52% 64,67%
Diagnóstico Total
I2 – Obras Entregues –
100% 92%
Temporal
I3 – Termos De
Aceite Oficiais De
82,52% 37,30%
Obras Entregues –
Diagnóstico Total
I4 – Termos De Aceite
Oficiais De Obras 100% 72,2%
Entregues – Temporal
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

10- Anexos

• Anexo II - Relatório Fotográfico - Antes E Depois Entregas PG010

• Paiol – Jose Arlindo – Paracatu De Cima

Antes Depois

• Galinheiro – Tereza Tette – Paracatu De Cima

Antes Depois

• Galinheiro – Sebastião Celestino – Paracatu De Cima

Antes Depois
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Manutenção Acessos Não Pavimentados – Trecho Pimenta A Tabuões – Barra Longa

Antes Depois

• Manutenção Acessos Não Pavimentados – Trecho Claudio Manoel A Fonseca


Mariana

Antes Depois

• Manutenção Acessos Não Pavimentados – Trecho Furquim A Paracatu De Baixo –


Mariana

Antes Depois
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Reforma Edificações – Jair Rosa – Campinas – Mariana

Antes Depois

• Reforma Edificações – Melquiades Alélio – Barretos – Barra Longa

Antes Depois

• Reforma Edificações – Pedro Martins – Campinas – Mariana

Antes Depois
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Manutenção Edificações – Ubs Mariana

Antes Depois

• Campo De Futebol – Barralonguense – Barra Longa

Antes Depois

Depois
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 11, Programa de Recuperação das Escolas e


Reintegração da Comunidade Escolar
1- Cláusulas do TTAC: 89 a 94

2- Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados pelo CIF em 29/06/2019

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Proporcionar a reintegração de alunos e profissionais às rotinas escolares, disponibilizando apoio
às atividades socioculturais, acompanhamento pedagógico e psicopedagógico para alunos das
comunidades impactadas e apoio pedagógico às escolas estaduais e municipais de Mariana e Barra
Longa, proporcionando a integração da comunidade escolar, de acordo com as determinações do TTAC.

5- Data de Início e Término

Início Término
Nome da tarefa Início Término Linha Linha de
de Base Base
Programa: PG011 - Recuperação das Escolas
28-09-2016 20-06-2022 28-09-2016 20-06-2022
e Reintegração da Comunidade Escolar
Fase do Programa: 01- Definição 15-05-2017 29-06-2018 15-05-2017 08-09-2018
Fase do Programa: 02- Execução 28-09-2016 20-06-2022 28-09-2016 30-12-2020
Fase do Programa: 03- Encerramento 18-03-2019 20-06-2022 09-12-2016 20-06-2022

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Projeto Escolas Temporárias de Mariana Garantir o funcionamento das estruturas temporárias,
(Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo) proporcionando a integração da comunidade escolar.
Projeto Escolas Temporárias de Barra
Garantir o funcionamento das estruturas temporárias,
Longa - (Gustavo Capanema e José de
proporcionando a integração da comunidade escolar.
Vasconcelos Lanna)
Proporcionar apoio psicopedagógico aos atingidos
Processo apoio psicopedagógico aos
diretamente pelo rompimento em idade escolar até três
atingidos em idade escolar
anos após o reassentamento.
Projeto apoio pedagógico às escolas
Assistência pedagógica às escolas municipais e estaduais
municipais e estaduais de Barra Longa e
de Barra Longa e Mariana.
Mariana
Projeto Reintegração das Escolas
Impactadas de Barra Longa e Mariana Assistência pedagógica e de psicologia educacional por
(Gustavo Capanema e José de até três anos após o reassentamento, para garantir a
Vasconcelos Lanna; Bento Rodrigues, reintegração da comunidade escolar.
Paracatu de Baixo)
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

7- Principais entregas (até março/2019)

Acesso a escolas temporárias


Com o objetivo de não prejudicar o encerramento do ano escolar de 2015, buscou-se, em parceria com
as secretarias municipais de educação, soluções imediatas para continuidade das aulas. Desta forma,
em 16 de novembro de 2015, 11 dias após o rompimento, foram reiniciadas as aulas dos alunos de Bento
Rodrigues e Paracatu de Baixo na Escola Municipal Dom Luciano e, em 23 de novembro, 18 dias após
o rompimento, as aulas das escolas Gustavo Capanema, no imóvel da antiga creche da comunidade, e
Padre José Epifânio, em Barra Longa. Ressalva-se que não foi necessário o deslocamento físico da Escola
Padre José Epifânio, que sofreu impactados em parte de suas estruturas de uso comum, preservando a
continuidade do uso das salas de aulas.
Para todas as escolas foram entregues kits escolares, mobiliários e utensílios que viabilizassem o retorno
às aulas.

A Escola Municipal José de Vasconcelos Lanna, que atende a educação infantil na sede do município
de Barra Longa, foi instalada em imóvel temporário até que o retorno para o imóvel original fosse
efetivado. Em outubro de 2017, após reformas e adaptações, a escola retornou para o antigo prédio onde
funcionava antes do rompimento da barragem de Fundão.
Em janeiro de 2017, foi entregue a nova escola para a comunidade de Gesteira, o novo prédio foi
idealizado para abrigar cerca de 30 alunos, contando com três salas de aula, cantina, vestiário, refeitório,
dentre outras estruturas. A escola foi construída em terreno anexo à quadra da comunidade, o que
possibilita aos alunos maior conforto para práticas de recreação e esportes.
No final do primeiro semestre letivo, novas solicitações de adaptações de espaços foram apresentadas
pelas escolas. Paracatu solicitou um espaço adicional à escola que ocupa no Morro do Santana para
ministrar as aulas de música do projeto Segundo Turno. Já a equipe de Bento Rodrigues, por dificuldades
no processo de coabitação na escola do bairro do Rosário, manifestou seu desejo de mudar de espaço
para um imóvel individualizado.

Em maio de 2017, um imóvel foi reformado, adaptado, equipado e entregue à comunidade para abrigar a
escola temporária de Bento Rodrigues, no bairro do Catete, em Mariana. A escola temporária de Paracatu
de Baixo foi instalada em novo imóvel adaptado no centro de Mariana, em agosto de 2018.

Transporte escolar e Vale Transporte


Contratação de logística necessária ao transporte de 140 alunos das comunidades de Bento
Rodrigues e Paracatu de Baixo dentro do município de Mariana.
Disponibilidade de vale-transporte diário para professores e funcionários da Escola de Bento
Rodrigues;

Atividades Socioeducativas e culturais nas escolas de Mariana e Barra Longa


Realização de formaturas dos alunos das escolas de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

(2015, 2016, 2017 e 2018);

8- Indicadores

Início da
Indicador Unidade Meta
medição
Atendimento às solicitações/
100% das Demandas Escolares
demandas das escolas % 12/2018
Atendidas
temporárias
100% dos Projetos Político
Elaboração de Projetos Políticos Pedagógico entregues às escolas
% 12/2018
Pedagógicos estaduais e municipais de Mariana
e Barra Longa
Atendimento de 100% dos alunos
Atendimento Psicopedagógico à
% que apresentarem necessidade de 12/2018
impactados
atendimento psicopedagógico
Alcançar a totalidade de alunos
Reintegração da comunidade
% em idade escolar matriculados nas 12/2019
escolar pós reassentamento
escolas definitivas
Alcançar a totalidade de alunos
Integração da comunidade
% em idade escolar matriculados nas 12/2018
escolar
escolas transitórias

09- Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
Atendimento às
O indicador será medido em
solicitações/demandas das 100% -
dezembro de 2019.
escolas temporárias
A previsão de finalização/
Elaboração de Projetos
- - entregas dos Projetos Políticos
Políticos Pedagógicos
Pedagógicos é agosto de 2018.
Foram realizadas a triagem e
início de atendimento aos alunos
Atendimento
da Escola de Paracatu de Baixo,
Psicopedagógico à 100% -
em outubro de 2018. A triagem
impactados
total tem o prazo de junho de
2019
Reintegração da
O indicador será mensurado após
comunidade escolar após o - -
o reassentamento.
reassentamento

Integração da comunidade O indicador será medido em


100% -
escolar dezembro de 2019.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

10- Anexos (caso necessário)

• Materiais entregues para Escola José de Vasconcelos Lana- Barra Longa- Setembro/ 2018

• Formatura dos alunos da E.M. Paracatu de Baixo- dezembro/2017

• Formatura dos alunos da E.M. Formatura dos • Formatura dos alunos de Paracatu em Águas
alunos da E.M. Bento Rodrigues- dezembro/2017 Claras dezembro/2017

• Oficinas com jovens no Conexão • Atividades da caravana Barra Longa


Férias- Janeiro/ 2018 no Conexão Férias- janeiro/2018
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Apresentação Conexão Férias na praça e • Oficinas Conexão Férias- Crianças e Jovens


planejamento do evento com o público en- das comunidades- Mariana- MG/ 22 a 25 de
volvido- Mariana- MG- janeiro/ 2019 janeiro de 2018

• Musical Literário da Escola Bento Rodrigues, • Minicurso para educadores- Paracatu de


Mariana-MG/ novembro/2018 Baixo- novembro/2018

• Encontro de retomada do apoio pedagógico


e psicopedagógico- agosto/2018
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 12, Preservação da Memória Histórica,


Cultural e Artística
1- Cláusulas do TTAC: 95 a 99

2- Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados pelo CIF em ____/_____/_____

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Implantar medidas socioeducativas para preservação, manutenção e fortalecimento do
Patrimônio Cultural, Histórico e Artístico, na região impactada e em parceria com as
comunidades e Poder Público.

5- Data de Início e Término:

Início Término
Nome da tarefa Início Término Linha Linha de
de Base Base
Programa: PG012 - Preservação da Memória
02-03-2016 13-12-2022 28-09-2016 13-12-2022
Histórico, Cultural e Artística
Fase do Programa: 01- Definição 01-04-2017 29-06-2018 01-04-2017 29-06-2018
Fase do Programa: 02- Execução 02-03-2016 23-01-2022 02-03-2016 24-01-2022
Fase do Programa: 03- Encerramento 24-01-2019 13-12-2022 24-01-2022 13-12-2022

7- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Conservar, restaurar e salvaguardar os bens móveis
e integrados, além dos imóveis referentes às Capelas
Projeto de Restauração/Requalificação das de Nossa Senhora das Mercês, Capela de São Bento
capelas atingidas. (Bento Rodrigues), Capela de Santo Antônio (Paracatu
de Baixo) e Capela de Nossa Senhora da Conceição
(Gesteira).
Idealizar e projetar um memorial que remeta à história
da comunidade de Bento Rodrigues até o rompimento
Projeto de Museu Território – Centros de da barragem de Fundão, e que sirva como abrigo
Memória para os remanescentes da Capela de São Bento.
Realizar pequenos memoriais em outras comunidades
atingidas e que juntos integrem um Museu Território.
Fomentar ações socioeducativas em prol do
Projeto de Educação Patrimonial
desenvolvimento sustentável do patrimônio histórico,
(Audiovisual)
cultural e artístico.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Realizar através do Inventário Participativo um


levantamento dos bens de natureza imaterial,
legitimados pelas comunidades. Realizar diagnóstico
Processo de Inventário Participativo, destes mesmos bens, elencando quais deverão
Diagnóstico e Plano de Salvaguarda dos bens ser abarcados no Plano de Salvaguarda. A área de
de natureza imaterial abrangência são as comunidades de Camargos, Ponte
do Gama, Pedras, Campinas, Barretos, Barra Longa
(sede), Nova Soberbo, Paracatu de Cima, Santana do
Deserto e Rio Doce (sede).
Realizar através do Inventário Participativo um
levantamento dos bens de natureza material,
legitimados pelas comunidades. Realizar diagnóstico
destes mesmos bens, elencando quais deverão
ser abarcados no Plano de Salvaguarda. A área de
abrangência são as comunidades de Camargos,
Processo de Inventário Participativo, Ponte do Gama, Pedras, Campinas, Barretos, Barra
Diagnóstico e Plano de Salvaguarda dos bens Longa (sede), Nova Soberbo, Paracatu de Cima,
de natureza material Santana do Deserto e Rio Doce (sede). Está previsto
para Barra Longa a realização de diagnóstico de
43 imóveis históricos (inventariados ou tombados),
para certificação dos possíveis danos causados pela
movimentação de caminhões usados na retirada da
lama. Elaboração de projetos de restauração destes
bens elencados.
Realizar através do Inventário Participativo um
levantamento dos bens de natureza arqueológico,
legitimados pelas comunidades. Realizar um
Processo de Inventário Participativo, diagnóstico destes mesmos bens, elencando quais
Diagnóstico e Plano de Salvaguarda dos bens deverão ser abarcados no Plano de Salvaguarda.
de natureza arqueológica A área de abrangência são as comunidades de
Camargos, Ponte do Gama, Pedras, Campinas,
Barretos, Barra Longa (sede), Nova Soberbo, Paracatu
de Cima, Santana do Deserto e Rio Doce (sede).
Fomentar as atividades esportivas, de lazer, culturais
e artísticas das comunidades de Bento Rodrigues,
Paracatu de Baixo, Gesteira e Barra Longa (sede)
Processo de Fomento às atividades até um ano após os reassentamentos. Promover
esportivas, de lazer, culturais e artísticas espaço adequado para que as comunidades de Bento
Rodrigues e Paracatu de Baixo possam se reunir e
realizar atividades culturais, ocupacionais e de lazer na
sede de Mariana.

8- Principais entregas (até março/2019)


• Elaboração dos projetos de restauração das quatro capelas em áreas atingidas, sendo duas em Bento
Rodrigues, uma em Paracatu de Baixo e uma em Gesteira. Os projetos necessitam de aprovação do
MPMG, Arquidiocese, IEPHA e Conselho de Patrimônio de Mariana para serem executados;
• Elaboração de 165 projetos de restauração das peças sacras salvaguardadas na Reserva Técnica. Os
projetos aguardam aprovação do IEPHA e Arquidiocese de Mariana para serem executados;
Manutenção das celebrações religiosas das comunidades de Bento Rodrigues, Paracatu de Baixo e
Gesteira;
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• 2016: elaboração do calendário das celebrações religiosas das comunidades de Bento Rodrigues,
Paracatu de Baixo e Gesteira, pelo PG 12, por meio da restauradora Mara Fantini, com entrega ao
programa para promoção das festividades. As celebrações são realizadas em área de origem, conforme
solicitação dos atingidos via ofício encaminhado pelas comissões. A infraestrutura para realização das
celebrações ocorre por meio de contrato da área de comunicação da Fundação Renova. As festividades
são realizadas nos meses abaixo indicados, desde o ano de 2016, de forma contínua, em atendimento da
cláusula 98, alínea D.

• Paracatu de Baixo
Junho – Festa de Santo Antônio
Setembro – Festa do Menino Jesus
Outubro – Festa de Nossa Senhora Aparecida
Novembro – Culto aos Finados
Dezembro/Janeiro – Ciclo Natalino da Folia de Reis - iniciado em 26 de dezembro e finalizado em 06/01

• Bento Rodrigues
Fevereiro – carnaval / Semana Santa
Março – Semana Santa
Maio – Dia das mães / visita ao cemitério
Junho – Coração de Jesus
Julho – Festa de São Bento
Setembro – Festa de Nossa Senhora das Mercês
Outubro – Festa de Nossa Senhora Aparecida / Comemoração do Dia das Crianças
Novembro – Visita ao Cemitério e Culto de Finados / Missa em memória do rompimento
Dezembro – Missa do Galo

• Gesteira
Maio – Festa de São José (a comunidade se desloca para Barra Longa para missa na Matriz)
Junho / Julho – Festa junina e festa cultural
Setembro – Festa de São Vicente de Paulo
Dezembro – Festa de Nossa Senhora da Conceição

• Festa de Nossa Senhora Aparecida. Paracatu de Baixo, 11 e 12/10/2018


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Festa de Nossa Senhora da Conceição, 08/12/2019

• Continuidade das atividades esportivas das comunidades de Bento Rodrigues, Paracatu de Baixo,
Ponte do Gama, Pedras, Barra Longa Sede e Gesteira.
• Aluguel de campos de futebol para realização dos jogos, considerando que os campos dessas
comunidades foram destruídos pela passagem do rejeito. As entregas são destinadas aos times de
futebol, como segue, em atendimento à cláusula 99.

• 05/07/2017: contrato para uso do campo do Esporte Clube Marianense pelos times de Bento Rodrigues
e Paracatu de Baixo.
• 27/08/2017: contrato para uso do campo do União Passagense pelo time Reunidos de Pedras
• 28/08/2018: contrato com o Independente Esporte Clube, em Acaiaca, para uso do campo pelos times
de Barra Longa.
• 21/11/2018: contrato com o time São Caetanense pelo time de Ponte do Gama.
• 15/10/2018: contrato de campo no Pesque e Pague Vitor e Léo para uso do time de Gesteira.
• 20/11/2018: contrato com campo Olimpic para uso dos times de futebol de Paracatu de Baixo.
• Reposição de uniformes e equipamentos esportivos perdidos na passagem do rejeito pelos times de
Bento Rodrigues, Paracatu de Baixo, Barra Longa sede e Gesteira.
• Em reunião realizada em 20/06/2018, os times de futebol de Barra Longa requereram a reposição dos
uniformes que se encontravam guardados no vestiário do Barralonguense, impactado pela passagem
do rejeito. A devolução dos uniformes foi realizada pelo PG 12, sendo a entrega destinada aos seguintes
clubes de futebol, como segue, em atendimento à cláusula 99.

• 19/10/2018: COVANCA.
• 18/10/2018: Matipó.
• 25/10/2018: Bonsucesso.
• 22/10/2018: Juventude.
• 22/10/2018: Pare e Pense.
• 22/10/2018: Rodoviários.
• 22/10/2018: Rosário.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Os times de Bento Rodrigues, Paracatu de Baixo, Pedras, Barralonguense e Gesteira receberam os


uniformes nos anos de 2016 e 2017, bem como chuteiras e outros materiais esportivos.
• Reposição dos uniformes e instrumentos da Folia de Reis de Paracatu de Baixo e promoção anual de
sua ocorrência.
Os uniformes da Folia de Reis de Paracatu de Baixo, perdidos em razão da passagem do rejeito, foi uma
solicitação feita pelo mestre da Folia e a entrega destinada à reparação da forma de expressão em maio
de 2018, em atendimento da cláusula 98, alínea D.

• Finalização da fase de identificação do diagnóstico de referências culturais nos municípios de


Mariana, Santa Cruz do Escalvado e Rio Doce.
• A fase de identificação das referências culturais atende à cláusula 96, parágrafo único do TTAC. No
mês de dezembro de 2018 foi finalizada essa etapa e em 02/04/2019 protocolada na Câmara Técnica de
Educação, Cultura, Lazer e Turismo e no CIF o atendimento parcial da cláusula, a partir da identificação
dos bens culturais das comunidades atingidas, restando Barra Longa (sede), Gesteira, Bento Rodrigues e
Camargos, que não foram concluídos no prazo por negativa das comunidades em realizar o processo, o
que se encontra em negociação.

9- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


1 – Porcentagem de bens imateriais mantidos pela %
70
comunidade
2- Porcentagem de atividades esportivas, de lazer,
ocupacionais, culturais e artísticas fomentadas à % 90
comunidade
3 – Porcentagem dos bens imóveis a serem
% 100
entregues
4 – Porcentagem das capelas a serem entregues % 100
5 – Porcentagem dos bens móveis/integrados a
% 100
serem entregues
6- Porcentagem de Centros de Memória – Museu
% 100
Território
7 – Porcentagem de sítios arqueológicos
% 100
recuperados
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

10- Resultados

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta não tenha sido


atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
Não foi possível mensurar, visto que o diagnóstico
de referências culturais se encontra em execução.
1 - Porcentagem de bens Das atividades listadas no calendário das
imateriais mantidos pela 70 - manifestações religiosas das comunidades,
comunidade encontra-se em ocorrência aquelas que as
comunidades demandam apoio da Fundação
Renova para realização.

2- Porcentagem de Não foi estabelecido o V0 para medição, assim,


atividades esportivas, não é possível mensurar a quantidade realizada.
de lazer, ocupacionais, Contudo, 100% dos times que tiveram seus
90 -
culturais e artísticas campos impactados encontram-se praticando a
fomentadas à atividade por meio do fornecimento de campos de
comunidade futebol e transporte.
3 - Porcentagem dos
bens imóveis a serem 100 0 -
entregues

A restauração dos imóveis depende de aprovação


do IEPHA, Arquidiocese de Mariana, Conselho de
Patrimônio de Mariana e MPMG. As intervenções
em área de origem foram reguladas pelas
4 – Porcentagem diretrizes de reassentamento no âmbito do ACP
das capelas a serem 100 0 Mariana, e a Fundação Renova depende de
entregues aprovação do MP e da comunidade para executar
qualquer tipo de intervenção nesses locais. No
momento, a arquidiocese de Mariana aguarda
contratação de assessoria técnica para analisar os
projetos de restauração das capelas.

Foram elaborados até o momento 165 projetos de


restauração de bens imóveis presentes na Reserva
5 – Porcentagem dos Técnica. A execução dos restauros necessita da
bens móveis/integrados 100 0 aprovação da Arquidiocese de Mariana e IEPHA.
a serem entregues No momento, a arquidiocese de Mariana aguarda
contratação de assessoria técnica para analisar os
projetos.
A estratégia de construção de centros de
memória que formarão o Museu Território tem
6- Porcentagem de sido discutida com as comunidades no contexto
Centros de Memória – 100 0 de construção dos projetos urbanísticos dos
Museu Território reassentamentos. Até o momento as comunidades
não se manifestaram sobre o assunto e não
aprovaram sua construção.

7- Porcentagem de
O mapeamento dos sítios impactados encontra-se
sítios arqueológico 100
em execução.
recuperados
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 13, Apoio ao Turismo, Cultura, Esporte e


Lazer
1- Cláusulas do TTAC: 101 a 105

2- Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em 30/11/2018

3- Natureza do programa: Reparatório e compensatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


O programa tem o objetivo de, a partir de um diagnóstico de impacto do rompimento na área
de abrangência socioeconômica, fomentar ações conjuntas para o fortalecimento das políticas
públicas de gestão da Cultura, Turismo, Lazer e Esporte através de um apoio técnico e material
das estruturas necessárias para um melhor desenvolvimento dessas atividades nas regiões
impactadas, de acordo com o grau de severidade sofrido por cada localidade e, promovendo a
participação social da sociedade civil fortalecendo o controle social.

5- Data de início e término: 2017

Início Término
Nome da tarefa Início Término Linha Linha de
de Base Base
Programa: PG013 - Apoio ao Turismo,
24-10-2016 19-11-2023 24-10-2016 15-12-2023
Cultura, Esporte e Lazer
Fase do Programa: 01- Definição 02-03-2017 30-11-2018 02-03-2017 20-12-2018
Fase do Programa: 02- Execução 24-10-2016 19-11-2023 24-10-2016 14-12-2023
Fase do Programa: 03- Encerramento 13-11-2023 13-11-2023 14-12-2023 15-12-2023

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Fomentar ações conjuntas para o fortalecimento das políticas
Projeto de Fortalecimento das setoriais visando uma maior integração entre os municípios e
Políticas de Cultura, Turismo, aos respectivos Sistemas Estaduais e Nacional, e, promovendo
Esporte e Lazer a participação social da sociedade civil fortalecendo o controle
social.
Projeto de Apoio ao Programa Recuperar trechos impactados da Estrada Real e revitalizar o
Estrada Real Programa na área impactada.
Proporcionar a valorização e preservação cultural da Bacia do
Rio Doce através do fortalecimento das políticas públicas de
Projeto de Valorização e
patrimônio através de um inventário de patrimônio material e
Preservação Cultural
imaterial dos 41 municípios do rio Doce, além do documentário
sobre a cultura do Rio Doce.
Incentivar o acesso à leitura a partir da construção e
Projeto de Incentivo à Leitura modernização de espaços destinados a esse fim e ações de
incentivo à leitura.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Apoiar o fortalecimento e o desenvolvimento do


Projeto Especial de Apoio ao
empreendedorismo nestas localidades, tendo como foco as
Desenvolvimento Socioeconômico
atividades ligadas ao Comércio (Artesanato), Serviços (Turismo),
na Foz do Rio Doce e em Mariana
Agronegócios e Cultura.
Apoiar propostas que busquem solucionar as principais
demandas das comunidades por questões que afetem a bacia do
Projeto Edital Doce
Rio Doce do ponto de vista do Turismo, Cultura, Esporte e Lazer,
identificadas a partir dos diagnósticos, respaldados pelo TTAC.

7- Principais entregas (até março/2019)

Instituição
Entrega Público-alvo Data Lastro formal
recebedora
Diagnóstico de 39 municípios
Impactos em Turismo, impactados CIF e 391 Cumprimento da
Janeiro/2017
Cultura, Esporte e constantes no municípios Cláusula 101 do TTAC.
Lazer TTAC
Diagnóstico de 6 municípios Serra, Aracruz,
Cumprimento das
Impactos em Turismo, impactados São Mateus,
Cláusula 101 do TTAC e
Cultura, Esporte e constantes na Conceição da Janeiro/2019
Deliberação 239/2018
Lazer das novas áreas Deliberação Barra, Fundão
do CIF.
do ES 58/2017 e Linhares
Prefeitura
Playground Infantil de População Atendimento da cláusula
Municipal de Dezembro/2017
Povoação local e turistas 103 do TTAC
Linhares
Prefeitura
Playground Infantil de População Atendimento da cláusula
Municipal de Agosto/2017
Regência local e turistas 103 do TTAC
Linhares
Atendimento da
cláusula 104 do TTAC e
definição do Programa
Setembro/2016
Munícipes Prefeitura 013 – PF 250 - Projeto
Setembro/2017
Iron Biker de Mariana e Municipal de Especial de Apoio
Setembro/2018
turistas Mariana ao Desenvolvimento
socioeconômico através
do turismo na Foz do
Rio Doce e em Mariana.
Dezembro-2016/
Atendimento à multa
Janeiro 2017
compensatória através
Munícipios Prefeitura da deliberação 45
Dezembro -2017
Natal de Luz de Mariana e Municipal de de 31/01/17 do CIF e
/ Janeiro -2018
turistas Mariana referenciado no ofício
182/PMM/2017/GAB e à
Dezembro -2018
Cláusula 104 do TTAC.
/ Janeiro -2019

1
CIF e os 39 municípios Rio Doce, São Domingos do Prata, Alpercata, Baixo Guandu, Aimorés, Resplendor, Itueta,
Barra do Riacho, Barra Longa, Belo Oriente, Bom Jesus do Galho, Bugre, Caratinga, Colatina, Conselheiro Pena, Cór-
rego Novo, Dionísio, Fernandes Tourinho, Galiléia, Governador Valadares, Iapu, Ipaba, Ipatinga, Linhares – Povoação e
Regência, Mariana, Marilândia, Mariliéria, Naque, Periquito, Pingo D’Água, Raul Soares, Rio Casca, Santa Cruz do Es-
calvado, Santana do Paraíso, São José do Goiabal, São Pedro dos Ferros, Sem Peixe, Sobrália, Timóteo e Tumiritinga
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Atendimento da
cláusula 104 do TTC e
Festa ao Herói Nacional População definição do Programa
Junho/2016
Caboclo Bernardo e local, Associação de 013 – PF 250 - Projeto
Junho/2017
Encontro Nacional de munícipios Moradores de Especial de Apoio
Junho/2018
Grupos Folclóricos em de Linhares e Regência ao Desenvolvimento
Regência turistas socioeconômico através
do turismo na Foz do
Rio Doce e em Mariana.
2017*
Atendimento da
cláusula 104 do TTC e
2018*
definição do Programa
Encontro Internacional Munícipios Prefeitura 013 – PF 250 - Projeto
*Espetáculos
de Palhaços e Noites de Mariana e Municipal de Especial de Apoio
e oficinas de
Circenses turistas Mariana ao Desenvolvimento
formação
socioeconômico através
durante todo
do turismo na Foz do
ano conforme
Rio Doce e em Mariana.
cronograma;
Atendimento da
cláusula 104 do TTC e
População definição do Programa
Associação de Setembro/2017
local, 013 – PF 250 - Projeto
Festa do Robalo em Pescadores de
munícipios Especial de Apoio
Povoação Assemelhados Setembro/2018
de Linhares e ao Desenvolvimento
de Povoação
turistas socioeconômico através
do turismo na Foz do
Rio Doce e em Mariana.
Dezembro-2017/ Atendimento da
Janeiro- cláusula 104 do TTC e
Comunidade Fevereiro/2018 definição do Programa
Associação
local, 013 – PF 250 - Projeto
Projeto Verão de Cultural e
munícipios Dezembro-2018/ Especial de Apoio
Povoação Folclórica de
de Linhares e Janeiro – ao Desenvolvimento
Povoação.
turistas Fevereiro- socioeconômico através
Março/2019 do turismo na Foz do
Rio Doce e em Mariana.
Dezembro-2017/ Atendimento da
Janeiro- cláusula 104 do TTC e
População Fevereiro/2018 definição do Programa
local, Associação de 013 – PF 250 - Projeto
Projeto Verão de
Munícipios Moradores de Dezembro-2018/ Especial de Apoio
Regência
de Linhares e Regência Janeiro – ao Desenvolvimento
turistas Fevereiro- socioeconômico através
Março/2019 do turismo na Foz do
Rio Doce e em Mariana.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Atendimento da
cláusula 104 do TTC e
População definição do Programa
Circuito Nacional de
local, Associação 013 – PF 250 - Projeto
Surf de Linhares – Maio/Julho/
Munícipios de Surf de Especial de Apoio
Povoação, Pontal do Outubro2018
de Linhares e Linhares ao Desenvolvimento
Ipiranga e Regência
turistas socioeconômico através
do turismo na Foz do
Rio Doce e em Mariana.
Atendimento da
cláusula 104 do TTC e
População Associação definição do Programa
local, de Moradores 013 – PF 250 - Projeto
Arraiá de Todos em
Munícipios e Amigos de Agosto/2018 Especial de Apoio
Povoação
de Linhares e Povoação do ao Desenvolvimento
turistas Rio Doce socioeconômico através
do turismo na Foz do
Rio Doce e em Mariana.
Atendimento da
cláusula 104 do TTC e
População definição do Programa
local, Associação de 013 – PF 250 - Projeto
Mica Fubica em
Munícipes de Moradores de Agosto/2018 Especial de Apoio
Regência
Linhares e Regência ao Desenvolvimento
turistas socioeconômico através
do turismo na Foz do
Rio Doce e em Mariana.
Atendimento da
cláusula 104 do TTC e
População definição do Programa
Associação
local, 013 – PF 250 - Projeto
Encontro Cultural de Cultural e
Munícipes de Outubro/2018 Especial de Apoio
Povoação Folclórica de
Linhares e ao Desenvolvimento
Povoação
turistas socioeconômico através
do turismo na Foz do
Rio Doce e em Mariana.

8- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


Medição não iniciada em
Porcentagem de Diagnósticos Validados função da inclusão de outros
% 100%
pelos municípios municípios no escopo do
projeto.

Porcentagem de Planos Participativos


% 100% Escopo do projeto em revisão
validados

Porcentagem de equipamentos públicos


% 100% Escopo do projeto em revisão
entregues

Porcentagem de bibliotecas atendidas pelo


% 100% Escopo do projeto em revisão
projeto
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Porcentagem de Municípios com inventário


% 100% Escopo do projeto em revisão
de bens materiais e imateriais

Porcentagem de projetos realizados


% 80% Escopo do projeto em revisão
apoiados pelo Edital

Porcentagem de realização das ações


pactuadas no calendário estruturado com as % 100% Escopo do projeto em revisão
comunidades

9- Resultados

Meta (março/2019) Justificativa (caso meta não tenha


Indicador
sido atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
Em função de outros municípios, ao longo
Porcentagem de 2017 e 2018, serem indicados para
de Diagnósticos Ainda não passarem pelo processo de diagnóstico
100%
Validados pelos mensurada. dos impactos em turismo, cultura, esporte
municípios e lazer, a meta precisa ser atualizada,
considerando essa variável.
Porcentagem de
Ainda não Escopo do projeto em revisão. Isso poderá
Planos Participativos 100%
mensurada. impactar a definição dos indicadores.
validados

Porcentagem de
Ainda não Escopo do projeto em revisão. Isso poderá
equipamentos 100%
mensurada. impactar a definição dos indicadores.
públicos entregues

Porcentagem de
Ainda não Escopo do projeto em revisão. Isso poderá
bibliotecas atendidas 100%
mensurada. impactar a definição dos indicadores.
pelo projeto

Porcentagem de
Municípios com Ainda não Escopo do projeto em revisão. Isso poderá
100%
inventário de bens mensurada. impactar a definição dos indicadores.
materiais e imateriais

Porcentagem de Projeto em andamento com atraso de


Ainda não
projetos realizados 80% execução, o que não permite ainda a
mensurada.
apoiados pelo Edital mensuração do indicador.

Porcentagem de
realização das
Ainda não Escopo do projeto em revisão. Isso poderá
ações pactuadas no 100%
mensurada. impactar a definição dos indicadores.
calendário estruturado
com as comunidades
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

10- Anexos

• Noites Circenses

• Encontro Internacional de Palhaços • Natal de Luz


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Circuito Nacional de Surf de Linhares – Povoação, Pontal do Ipiranga e Regência

• Festa ao Herói Nacional Caboclo Bernardo


e Encontro Nacional de Grupos Folclóricos • Playground Infantil de Regência
em Regência

• Playground Infantil de Povoação • Playground Infantil de Povoação


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 14, Apoio à Saúde Física e Mental da


População Impactada
1- Cláusulas do TTAC: 106 a 112

2- Status de aprovação: NT em discussão (bases mínimas definidas pela CT)

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


O Programa de Apoio à Saúde Física e Mental da População Impactada tem o objetivo de desenvolver
atividades de forma a suplementar as Políticas do Sistema Único de Saúde, e desenvolver estudos
epidemiológicos e toxicológicos, a fim de mitigar riscos e correlações decorrentes do rompimento.

5- Data de Início e Término


Cronograma em processo de replanejamento. A Deliberação 219 do CIF definiu as bases
mínimas do programa, conforme NT 04/18 da CT-SAÚDE. Será formado um GT para construir o
escopo do programa.

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Acompanhamento das famílias impactadas.
Apoio e Fortalecimento do SUS Apoio técnico para ações mitigatórias necessárias para garantir a
saúde dos IMPACTADOS.
Fornecer base de evidência científica necessária para planejar
ações mitigatórias a partir da investigação dos impactos e riscos
Estudos epidemiológicos e
de impactos na saúde ocasionados pela exposição aos rejeitos
toxicológicos das áreas atingidas.
da Barragem de Fundão e outros aspectos socioambientais
correlacionados (ex-ante e ex-post Rompimento).
Construir as diretrizes, premissas e parâmetros das ações de
Monitoramento da Qualidade da
monitoramento da qualidade da água com base no documento de
Água para Consumo Humano
bases mínimas da CT-Saúde e nas Deliberações CIF nº 95 e CIF nº
(PMQACH)
129.

7- Principais entregas (até março/2019)


• Estudo bibliográfico e dos dados do DATASUS sobre Saúde Mental;
• Relatório de Doenças Vetoriais;
• Relatório de análise de morbi-mortalidade;
• Estudo de Avaliação de Risco à Saúde Humana em Mariana e em Barra Longa;
• Análises da qualidade da água para consumo humano (executado pelo PG 38);
• Suplementação de RH para o SUS de Mariana e Barra Longa.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da


medição
A definir - - -
A definir - - -
A definir - - -

9- Resultados

Indicador Meta (março/2019) Justificativa (caso meta


não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
A definir - - -
A definir - - -
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 15, Promoção da Inovação


1- Cláusulas do TTAC: 113, 114 e 115

2- Status de aprovação: Em análise pela CT

3- Natureza do programa: Compensatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Fomentar a inovação e financiar a produção de conhecimento relacionado à recuperação das áreas
impactadas pelo desastre, por meio da criação e fortalecimento de linhas de pesquisa de tecnologias
aplicadas, com internalização das tecnologias geradas para o processo de recuperação, de acordo com
as cláusulas 113 a 115 do TTAC.

5- Data de Início e Término

Início Término
Nome da tarefa Início Término Linha Linha de
de Base Base
Programa: PG015 - Apoio à Pesquisa
para Desenvolvimento e Utilização de 01-11-2016 30-10-2030 01-11-2016 29-12-2030
Tecnologias Socioeconômicas
Fase do Programa: 01- Definição 01-11-2016 11-08-2019 01-11-2016 09-05-2019
Fase do Programa: 02- Execução 30-01-2017 30-10-2030 30-01-2017 30-10-2030
Fase do Programa: 03- Encerramento 03-05-2030 30-10-2030 30-10-2030 29-12-2030

6- Eixos estratégicos e seus objetivos

Eixos estratégicos Objetivos


Fomento às pesquisas voltadas à utilização econômica e
Uso produtivo do rejeito da
disposição do rejeito, preferencialmente aquele hoje presente no
mineração
rio Doce.
Fomento à criação de um ambiente capaz de dar suporte ao
Incubação de negócios de base
ecossistema de empreendedorismo e capaz de viabilizar o
sustentável local
desenvolvimento de novos negócios de base tecnológica.
Propiciar à Fundação Renova e seus stakeholders uma estrutura
Geração de conhecimento nos
de geração de conhecimento para os distintos problemas sociais
campos socioeconômico e
e ambientais encontrados para a reparação e compensação dos
socioambiental
danos causados pelo rompimento da barragem.
Formação educacional e Fomento à formação educacional e profissional em temáticas
profissional correlatas à recuperação das áreas atingidas.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8- Principais entregas (até março/2019)


• Construção e assinatura de Acordo de Cooperação Técnica entre as Fundações de Amparo à Pesquisa
dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo e lançamento de edital multitemático, cuja 1ª Chamada,
lançada em novembro de 2018, financiará até 8 pesquisas no valor total de R$5,7 milhões para grupos de
pesquisa de Minas Gerais e do Espírito Santo.
• Parceria com o Senai/ES para o lançamento de editais direcionados, voltados ao desenvolvimento
de negócios de alta tecnologia relacionado à recuperação das áreas impactadas pelo desastre. Em
dezembro de 2017 foi lançada a 1ª Chamada no valor total de R$500 mil para financiar até 4 projetos.
• Mapeamento e avaliação de tecnologias desenvolvidas na Universidade Federal de Minas Gerais
(UFMG), Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e Universidade Federal de Viçosa (UFV) para
análise de potenciais vocações tecnológicas na região.
• Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Comercial de implementação de um Selo de Qualidade
(“Selo Verde”) para produtos que tenham como insumos resíduos e rejeitos derivados do processo de
mineração.
• Formação de 10 Agentes em Restauração Ecossistêmica no Núcleo de Estudos em Recuperação
Ecossistêmica – NERE, do Instituto Terra, em parceria com a Renova. A formatura da turma de 2018
ocorreu em 15/12/2018.

9- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


I01 - Novos negócios inovadores originados de
% 25 Dez/18
pesquisas apoiadas
I02 – Geração de negócios a partir do
desenvolvimento de propostas para o uso % 25 Dez/18
produtivo do rejeito
I03 – Índice de fomento à formação profissional
% 10 Dez/18
nas áreas de ação da Renova
I04 – Índice de pesquisas, negócios e demais
% 25 Dez/18
iniciativas implementadas com sucesso
I05 – Propriedade Intelectual % 25 Dez/18

10- Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
A medição desse indicador será
I01 - Novos negócios realizada a cada 3 anos de acordo
inovadores originados - - com a definição do programa,
de pesquisas apoiadas sendo assim o mesmo só será
medido em Dez/21.
I02 – Geração de A medição desse indicador será
negócios a partir do realizada a cada 3 anos de acordo
desenvolvimento de - - com a definição do programa,
propostas para o uso sendo assim o mesmo só será
produtivo do rejeito medido em Dez/21.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

A medição desse indicador será


I03 – Índice de
realizada a cada 2 anos de acordo
fomento à formação
- - com a definição do programa,
profissional nas áreas
sendo assim o mesmo só será
de ação da Renova
medido em Dez/20.
I04 – Índice de A medição desse indicador será
pesquisas, negócios realizada anualmente de acordo
e demais iniciativas - - com a definição do programa,
implementadas com sendo assim o mesmo só será
sucesso medido em Dez/19.
A medição desse indicador será
realizada a cada 3 anos de acordo
I05 – Propriedade
- - com a definição do programa,
Intelectual
sendo assim o mesmo só será
medido em Dez/21.

11- Anexos

Abaixo são apresentadas algumas fotos de entregas realizadas pelo programa:

Workshop de apresentação da primeira Reunião de Kick-Off dos projetos das empresas Já


chamada multitemática no auditório da Entendi e Skyvideo ambas selecionadas através do edital
Fapemig em dezembro de 2018. lançado pelo Senai em parceria com a Fundação Renova
em setembro de 2018.

Formação de 10 Agentes em Restauração Ecossistêmica no Núcleo de Estudos em Recuperação


Ecossistêmica – NERE, do Instituto Terra, em parceria com a Renova em dezembro de 2018.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 16 - Retomada das Atividades


Aquícolas e Pesqueiras
1 – Cláusula do TTAC: 116, 117, 118, 119, 120, 122, 123.

2 – Status de aprovação: NT em discussão (A NT 59 foi respondida pela Renova em 27/06/18


sem retorno da CT até o momento)

3 – Natureza do Programa: Reparatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


O Programa de Retomada das Atividades Aquícolas e Pesqueiras possui dois objetivos
principais:

1. Viabilizar o retorno da atividade pesqueira diretamente atingida ao longo da área de


abrangência socioeconômica, criando as condições para a superação das limitações e
restrições ao exercício da pesca;

2. Identificar e viabilizar a realocação em novas atividades econômicas e produtivas,


compatíveis com o modo de vida de pescadores e aquicultores impactados, sempre que
a retomada da atividade de pesca não for possível, em razão dos efeitos causados pelo
rompimento da barragem (119).

5 – Data de Início e Término


Cronograma em processo de replanejamento. A revisão da definição do programa será
discutida no âmbito do Grupo de Trabalho da Pesca e Aquicultura (GT PESCA), instituído pela
Deliberação CIF nº 175 com objetivo é tratar temas relacionados à pesca e às suas interfaces.

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Processo/Projeto Objetivos
Processo de superação das limitações Alinhar e motivar as instituições públicas quanto às
e restrições ao exercício da pesca e condições favoráveis e propícias para a retomada da
atividades aquícolas. atividade da pesca sustentável em termos de qualidade
ambiental e segurança sanidade do pescado extraído da
região atingida; Promover ações conjunta com Programa
de Conservação da Biodiversidade (PG028) e Programa
de Monitoramento da Bacia do Rio Doce (PG038);
subsidiando as medidas de ordenamento pesqueiro
sustentável; Fomentar ações para recuperação e posterior
recomposição da biota aquática, consequentemente dos
estoques pesqueiros; Promover a inserção dos pescadores
e dos impactados pela pesca no processo de recuperação
ambiental local, até o reestabelecimento das atividades
de pesca; Articular a gestão integrada participativa dos
recursos pesqueiros.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Processo para o estímulo ao consumo Recuperar a confiança do consumo do pescado extraído ao


do pescado longo da área de abrangência, mediante ao restabelecimento
legal do exercício da atividade de pesca de forma ordenada
e sustentável, além da garantia e certificação da qualidade
do pescado. Apoio as estratégias de comunicação e
engajamento para estímulo ao consumo do pescado
junto aos impactados e aos diferentes segmentos de
consumidores; Definição de estratégias de abertura e/ou
consolidação de mercados.
Processo de estruturação produtiva Reestabelecer e melhorar as cadeias produtivas da pesca
e da aquicultura, mediante plano integrado de gestão
dos recursos naturais. Articulação com o poder público
para regularização de pescadores (RGP): como forma de
planejamento da retomada das atividades pesqueiras;
(29,39% sem registro de pesca); Apoiar a viabilização de
linhas de créditos para a melhoria da atividade (interface
com o programa de micro e pequenos negócios);
Assistência técnica e extensão rural aos moldes da PNATER;
Apoio ao ordenamento pesqueiro Apoiar processos de
armazenamento, beneficiamento e comercialização,
estimulando as ações coletivas; Apoiar o processo de
organização social das comunidades, como base para
fortalecimento da cadeia produtiva da pesca.
Projeto de alternativas e melhorias de Estabelecer alternativas de realocação, até o
produção restabelecimento das condições equivalente ou melhor da
pesca, dos pescadores em nova atividade econômica ou
produtiva, e o reestabelecimento das atividades aquícolas.
Realizar estudo de demanda de mercado a partir das
atividades de interesse citadas no Cadastro Integrado.

7 - Principais entregas (até março/2019):


• Firmada parceria para implantação do projeto Cultivando para Pescar - Delib. 121 / 147
• Conclusão do apoio ao projeto Inova Pesca em Regência – Linhares, ES
• Aprovação do projeto executivo para implantação da Aquaponia em Povoação –
Linhares, ES
• Finalização do projeto básico da Rampa ASPER em Regência – Linhares, ES
• Contratação do Estudo de Caracterização da Pesca e Estatística Pesqueira – MG/ES (em
processo)
• Contratação do Mapeamento das potencialidades econômicas para estruturação produtiva
e alternativas de renda – MG/ES (em processo)
• Contratação da Implantação da Miniestação de energia Fotovoltaica ASPER em Regência –
Linhares, ES (em processo)
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8 - Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


I01 – Limitações e restrições % 100% Jan/2019
legais ao exercício da pesca
superados
I02 –Índice de aceitabilidade do % 60% Jan / 2019
consumo do pescado
I03 – Taxa de oferta de % 100% Jan / 2019
realocação em outras atividades
I04 – Taxa de assistência técnica % 100% Jan / 2019
I05 – Nível de retomada das % 50% Jan / 2019
atividades produtivas aquícolas e
pesqueiras

9 - Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019)
sido atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
I01 – Limitações e restrições legais Dez/2019 - Anual
ao exercício da pesca superados
I02 –Índice de aceitabilidade do Jun/2019 - Semestral
consumo do pescado
I03 – Taxa de oferta de realocação Jun/2019 - Semestral
em outras atividades
I04 – Taxa de assistência técnica Jun/2019 - Semestral
I05 – Nível de retomada das Dez/2019 - Anual
atividades produtivas aquícolas e
pesqueiras
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 17, Retomada das atividades agropecuárias


1- Cláusulas do TTAC: 124, 125, 126, 127 e 128

2- Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados pelo CIF em nov/2018

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Reparar os danos socioeconômicos e ambientais aos produtores rurais ao longo da calha do rio
Doce em virtude do rompimento da barragem de Fundão, bem como oferecer apoio técnico de
modo a garantir o reestabelecimento da rotina produtiva em condição pré-existente ao evento,
incluindo ações relacionadas ao incremento de alternativas para manejo de solo e água. Ainda,
para além da reparação propriamente dita, serão fornecidos serviços de Assistência Técnica
e Extensão Rural, que fomentarão a utilização de técnicas produtivas sustentáveis, visando a
agregação de valor, diversificação econômica inclusiva e alternativas aos produtores rurais que
também atuam em atividades pesqueiras no rio Doce.

5- Data de Início e Término:

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG017/PG025/
01-12-2015 09-09-2026 01-12-2015 09-09-2026
PG040 - Projeto 1 UST
Fase do Programa: 01- Definição 01-11-2017 01-11-2017 01-11-2017 01-11-2017
Fase do Programa: 02- Execução 01-12-2015 09-09-2026 01-12-2015 09-09-2026
Fase do Programa: 03- Encerramento 09-09-2026 09-09-2026 09-09-2026 09-09-2026

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Integrar as ações de cunho emergencial e reparatório
às ações estruturantes com vistas à uma produção
Projeto de Recuperação e Fomento à
agropecuária economicamente viável, ambientalmente
Produção Sustentável
correta e socialmente justa.

Integrar as ações de reparação de infraestruturas


diretamente impactadas bem como a instalar novas
infraestruturas rurais de apoio às atividades agropecuárias
Projeto de Reparação e Adequação de em parceria com o Programa 10 – Recuperação das
Infraestrutura Rural Infraestruturas Impactadas. Inclui
também as ações relacionadas à captação alternativa e
armazenamento de água – com relação direta ao Programa
32 – e energias renováveis.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Apoio à realização do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e


Programa de Regularização Ambiental (PRA) – ou seja, as
ações previstas no Programa 40 – Fomento ao CAR e PRA -
Processo de Adequação Ambiental com vistas à redução do déficit ambiental das propriedades
rurais impactadas, bem como atividades relacionadas à
proteção de
nascentes e tratamento de resíduos das propriedades rurais.
Promover iniciativas de beneficiamento da produção
agropecuária bem como a inserção e manutenção dos
Projeto de Agregação de Valor e
produtos no mercado, com ênfase nos mercados locais. Este
Comercialização
Eixo é executado com o Programa 18 – Diversificação da
Economia Regional
Prover Assistência Técnica e Extensão Rural seguindo
as diretrizes da Política Nacional de ATER (Lei Federal
12.188/2012)
Processo de Assistência Técnica, e pesquisas agropecuárias diversas. Inclui ações de
Extensão Rural e Pesquisa capacitações, como Dias de Campo, intercâmbios e cursos
Agropecuária de boas práticas agropecuárias em geral. As ações deste
eixo poderão incluir produtores rurais fora das áreas
diretamente impactadas. Este eixo é transversal e deverá
englobar os diversos temas dos demais eixos/projetos.

Gestão e monitoramento das ações. Integram este eixo


Processo de Gestão e Monitoramento também, os estudos e análises regionais ou territoriais e
gestão da informação.

7- Principais entregas (até março/2019)


• Plantios substitutivos em caráter emergencial
• Fornecimento de silagem para suplementação animal
• Reconstrução de estruturas rurais danificadas
• Perfuração de poços artesianos para alternativa ao acesso à água
• Acordos de cooperação com instituições relacionadas ao Desenvolvimento Rural Sustentável;
• Assistência Técnica e Extensão para os produtores atingidos;
• Implantação de Programa de melhoramento genético animal (Renova Rebanho);
• Lançamento de editais de Assistência Técnica e Extensão para os Produtores atingidos;
• Diagnóstico de impactos do rompimento da barragem nos sistemas de irrigação.

9- Indicadores

Início da
Indicador Unidade Meta
medição
01 – Taxa de reposição de alimentação animal
(Montante de Candonga) % 100% jan/2017

02 – Taxa de Reconstrução de Benfeitorias


% 100% Jun/2018
Impactadas (Montante de Candonga)
03 – Taxa de assistência técnica a produtores 48 horas/
Horas/Família Jan-18
rurais (Montante de Candonga) família
04 – Taxa da evolução do índice de
sustentabilidade das propriedades rurais % 100% Out-2017
(Montante de Candonga)
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

05 – Taxa de assistência técnica a produtores > = 48 horas


horas
rurais (Jusante de Candonga) individuais/
individuais/ano
ano
06 - Taxa de assistência técnica a produtores horas coletivas/ > = 20 horas
rurais (Jusante de Candonga) ano coletivas/ano
07 – Recomposição e/ou adequação das áreas
produtivas impactadas por Unidade de área % 100%
(Jusante de Candonga)
08 – Reconstrução e/ou Reforma dos
% 100
equipamentos danificados

10- Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
01 – Taxa de reposição
de alimentação animal Não prevista Não Mensurada -
(Montante de Candonga)

02 – Taxa de Reconstrução
de Benfeitorias Impactadas Não prevista Não Mensurada -
(Montante de Candonga)

03 – Taxa de assistência
técnica a produtores rurais Não prevista Não Mensurada -
(Montante de Candonga)
04 – Taxa da evolução do
índice de sustentabilidade
das propriedades rurais
Não prevista Não Mensurada -
(Montante de Candonga)
05 – Taxa de assistência
técnica a produtores rurais Não prevista Não Mensurada -
(Jusante de Candonga)

06 - Taxa de assistência
técnica a produtores rurais Não prevista Não Mensurada -
(Jusante de Candonga)
07 – Recomposição e/
ou adequação das áreas
produtivas impactadas por Não prevista Não Mensurada -
Unidade de área (Jusante de
Candonga)
08 – Reconstrução e/ou
Reforma dos equipamentos Não prevista Não Mensurada -
danificados
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 18, Desenvolvimento e Diversificação


Econômica
1- Cláusulas do TTAC: 129, 130 e 131

2- Status de aprovação: Em análise pela CT

3- Natureza do programa: Compensatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Adotar estratégias que contribuam para o desenvolvimento econômico da região e a redução da
dependência da atividade minerária, estimulando o surgimento de novas indústrias/negócios baseados
em alternativas tecnológicas e sustentáveis, promovendo uma maior integração produtiva da população,
conforme cláusulas 129 e 130 do Termo de Transação e Ajustamento de Conduta - TTAC.

5- Data de Início e Término:

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG018 -Recuperação e
Diversificação da Economa Regional 02-01-2017 30-12-2030 02-01-2017 30-12-2030
com Incentivo à Indústria
Fase do Programa: 01- Definição 02-01-2017 06-05-2019 02-01-2017 16-03-2019
Fase do Programa: 02- Execução 02-01-2017 23-07-2030 02-01-2017 23-07-2030
Fase do Programa: 03- Encerramento 16-07-2030 30-12-2030 20-09-2030 30-12-2030

6- Eixos estratégicos e seus objetivos

Eixos estratégicos Objetivos


Este eixo deverá diagnosticar vocações,
Mapeamento das potencialidades potencialidades, oportunidades e iniciativas de
econômicas na região empreendedorismo já existentes em todo o território
de ação da Renova.
O eixo tem o objetivo de contribuir com o
desenvolvimento de cultura empreendedora nas
áreas onde a Renova opera, especialmente em
Desenvolvimento do
Mariana onde o empreendedorismo ligado a setores
empreendedorismo
como tecnologia, social e cultura devem se somar
ao comércio local na busca pela diversificação
econômica da região.
Este processo tem como objetivo estimular o
Estímulo ao associativismo e desenvolvimento de negócios de impacto social,
cooperativismo cooperativismo e associativismo, contribuindo para
um desenvolvimento econômico inclusivo.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Este processo deverá promover o crescimento


de outros setores econômicos independentes da
Processo de financiamento e
mineração e atrair novos negócios para a cidade
incubação
de Mariana, além de permitir o reaquecimento
econômico nos municípios em que opera a Renova.
Este processo deverá trazer investimentos para a
cidade de Mariana, permitindo a geração de emprego,
Atração de investimentos
aumento da massa salarial e tributos, contribuindo
com a diversificação da economia local.
Este processo deverá criar oportunidades de
desenvolvimento integral de cadeias de valor
sustentáveis, associando à recuperação ambiental e
produção por pequenas comunidades de produtos
Desenvolvimento de cadeias e
agroflorestais, bem como demais produtos e serviços
mercados
estabelecidos em cadeias de produção, fornecimento,
serviços e consumo. Esse processo terá uma estreita
relação entre programas como de Pesca, Uso
Sustentável da Terra e Turismo.

7- Principais entregas (até março/2019)


• Firmados acordos de cooperação com BDMG, BANDES, INDI, Prefeitura de Mariana, SEBRAE MG/ES.
• Recebido estudo de cenário empresarial e de crédito na região do rio Doce.
• Concluído estudo do ambiente de negócios em Mariana.
• Conclusão do desenho dos projetos, suporte ao lançamento público e construção do grupo de
governança do programa Mariana Presente e Futuro.
• Prospecção de parcerias com entidades de referência (FIEMG, SENAI, IEL, SEBRAE, UFOP, UFV) para a
identificação de ações já vigentes na região.
• Realização de feira Multisetorial e Seminário Empreende Mariana.
• Lançamento do fundo de investimento Diversifica Mariana, que tem por objetivo atrair empresas dos
mais diversos segmentos da economia para o município de Mariana.
• Lançamento do fundo de investimento Desenvolve Rio Doce, que tem por objetivo financiar capital de
giro para micro e pequenos negócios, promovendo o reaquecimento econômico em MG e no ES.
• Lançado o Fundo Compete Rio Doce - MG, que tem por objetivo conceber crédito para empresas em
situação de vulnerabilidade econômico-financeira, previamente demandantes de crédito, recusadas por
apontamentos restritivos, mas dotadas de capacidade produtiva e financeira.
• Convênio com a Associação dos Artesãos e Assemelhados de Regência e Região (ARTE) com
objetivo de reestruturar a atividade produtiva da instituição e fomentar a economia local, fortalecendo
o desenvolvimento de negócios alternativos através do empreendedorismo, associativismo e
cooperativismo.
• Implantação do projeto de Meliponicultura, uma alternativa de renda para as comunidades de Areal,
Regência e Povoação, em Linhares/ES, com resultados ambientais focados na polinização e recuperação
da biodiversidade.
• Desenvolvimento da Cooperativa de Santa Cruz do Escalvado (Coopsoberbo), para o mercado de
confecção com fornecimento de cursos de corte e costura ministrados pelo SENAI, aquisição de máquina
de bordar industrial e contrato de fornecimento de uniformes para Fundação Renova.
• Contratação de empresas de assessoria ao fomento do cooperativismo e associativismo para prover e
fomentar os empreendimentos de base solidária.
• Convênio com a BrazilFoundation para promover um ecossistema de desenvolvimento socioeconômico
e de empreendedorismo para os municípios do leste Mineiro, por meio de apoio a Organizações da
Sociedade Civil e Empreendedores que praticam os princípios da economia inclusiva.
• Estudo de viabilidade técnica e arquitetônica para implantação da Casa do Empreendedor.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Constituição e fomento às associações comerciais e industriais na bacia do rio Doce, desenvolvendo


planejamento estratégico para manutenção e geração de novos negócios (Consultoria DVF).

8- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da


medição
I01 - Alavancagem do fundo de Atração de
R$ 6x investimento Dez/19
investimento
I02 – Execução do fundo múltiplo de Capital
R$ 3 ciclos Dez/19
de Giro
I03 – Novos negócios (Cooperativas /
Associações / Empresas) fomentados e Número 39 Mai/21
atuantes na região impactada
I04 – Índice de melhora da economia
não relacionada à mineração - Média dos % Meta a ser definida Dez/18
indicadores abaixo
I04a – Arrecadação de impostos no
município de Mariana, oriundos de fontes % Meta a ser definida Dez/18
não relacionadas à mineração.
I04b – Geração de empregos formais
no município de Mariana, oriundos de % Meta a ser definida Dez/18
atividades não relacionadas à mineração
I04c – Massa salarial no município de
Mariana, oriundos de atividades não % Meta a ser definida Dez/18
relacionadas à mineração
I05 – Número de atendimentos de EBS na
região em operação – novas e recuperadas. Número 55 (10 anos) Dez/18

9- Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
A medição desse indicador será
I01 - Alavancagem do realizada anualmente de acordo
fundo de Atração de - - com a definição do programa,
investimento sendo assim o mesmo só será
medido em Dez/19.
A medição desse indicador será
I02 – Execução do realizada anualmente de acordo
fundo múltiplo de - - com a definição do programa,
Capital de Giro sendo assim o mesmo só será
medido em Dez/19.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

I03 – Novos negócios


A medição desse indicador será
(Cooperativas
realizada anualmente de acordo
/ Associações
- - com a definição do programa,
/ Empresas)
sendo assim o mesmo só será
fomentados e atuantes
medido em Mai/22.
na região impactada
I04 – Índice de A medição desse indicador será
melhora da economia realizada anualmente de acordo
não relacionada à - - com a definição do programa,
mineração - Média dos sendo assim o mesmo só será
indicadores abaixo medido em Dez/19.
I04a – Arrecadação
A medição desse indicador será
de impostos no
realizada anualmente de acordo
município de Mariana,
- - com a definição do programa,
oriundos de fontes
sendo assim o mesmo só será
não relacionadas à
medido em Dez/19.
mineração.
I04b – Geração de
A medição desse indicador será
empregos formais no
realizada anualmente de acordo
município de Mariana,
com a definição do programa,
oriundos de atividades
sendo assim o mesmo só será
não relacionadas à
medido em Dez/19.
mineração
I04c – Massa salarial
A medição desse indicador será
no município de
realizada anualmente de acordo
Mariana, oriundos
com a definição do programa,
de atividades não
sendo assim o mesmo só será
relacionadas à
medido em Dez/19.
mineração.
A medição desse indicador será
I05 – Número de
realizada anualmente de acordo
atendimentos de EBS
com a definição do programa,
na região em operação
sendo assim o mesmo só será
– novas e recuperadas.
medido em Dez/19.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 19, Recuperação dos Micro e Pequenos


Negócios
1- Cláusulas do TTAC: 132 e 133

2- Status de aprovação: Em análise pela CT

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Elaborar e executar um programa específico para a recuperação de micro e pequenos negócios no setor
de comércio, serviços e produtos, localizados de Fundão até Candonga em MG, e Regência e Povoação
no ES, áreas diretamente atingidas pelo EVENTO.

5- Data de Início e Término


Cronograma em processo de replanejamento. O escopo do programa está em avaliação
pela CT-EI.

6- Eixos estratégicos e seus objetivos

Eixos estratégicos Objetivos


Concluir os atendimentos emergenciais para
retomada imediata dos negócios e executar
Negócios em Operação
ações estruturantes para os negócios diretamente
impactados.

Restabelecer a capacidade e o ambiente de negócios


Negócios em Reestruturação para o pleno desenvolvimento dos negócios
diretamente impactados pelo evento.

Identificar oportunidades e potencialidades e incubar


Novos Negócios
novos negócios.

7- Principais entregas (até março/2019)


• Recuperação das estruturas físicas impactadas pela lama nos municípios de Barra Longa, Santa Cruz do
Escalvado e Rio Doce.
• Entregas de materiais e equipamentos aos negócios impactados nas cidades acima citadas e em
Mariana.
• Conclusão das etapas de diagnóstico situacional de 56 empreendimentos; e foi realizada a entrega de
planos de negócio a 39 empreendimentos dos municípios de: Barra Longa, Santa Cruz e Rio Doce. Os
demais negócios continuam em elaboração.
• 174 ações de financiamento para reposição de estoques e equipamentos foram realizadas.
5 empreendimentos de atingidos de Bento Rodrigues, Paracatu de Baixo e Gesteira.
• Apresentação dos resultados do Projeto Empoderar para a comunidade, realizado com as Meninas da
Barra (Bordadeiras de Barra Longa) e da Cooperativa de Gesteira.
• Assessorias a negócios com ênfase no setor turístico atendem a quase 80 empreendimentos na Foz do
Rio Doce.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8- Indicadores

Início da
Indicador Unidade Meta
medição
I1 - Reconstrução dos estabelecimentos
% 100 Jan/18
impactados
I2 - Reposição dos insumos impactados
necessários para a retomada da operação do % 100 Jan/18
negócio
I3 - Capacitação dos impactados para atuar na
% 100 Jan/19
retomada das atividades
I4 – Assessoria técnica para retomada das
% 100 Set/19
atividades
I5 – Taxa de ocupação de impactados diretos # 1 Jan/20

9- Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
I1 - Reconstrução dos Não foram fixadas metas
estabelecimentos - - intermediárias durante as
impactados negociações com a CTEI.

I2 - Reposição dos
insumos impactados Não foram fixadas metas
necessários para a - - intermediárias durante as
retomada da operação negociações com a CTEI.
do negócio

I3 - Capacitação dos
Não foram fixadas metas
impactados para
- - intermediárias durante as
atuar na retomada das
negociações com a CTEI.
atividades

I4 – Assessoria técnica Não foram fixadas metas


para retomada das - - intermediárias durante as
atividades negociações com a CTEI.

I5 – Taxa de ocupação
- - Medição não iniciada
de impactados diretos
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

11. Anexos
Abaixo são apresentadas algumas fotos de entregas realizadas pelo programa:

Entrega de material para a Boate Kiss de Barra Entrega da pá carregadeira para os irmãos
Longa em julho de 2018. Sobreira atingidos de Bento Rodrigues em
abril de 2018.

Entrega de máquina de fazer coxinhas Evento de apresentação dos resultados do Projeto


para a atingida Sandra Quintão de Empoderar para a comunidade de Barra Longa,
Bento Rodrigues em abril de 2018. realizado com as Meninas da Barra (Bordadeiras
de Barra Longa) e da Cooperativa de Gesteira em
Março de 2019.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 20 – Estímulo à Contratação Local


1 - Cláusulas do TTAC: 134 e 136

2 - Status de aprovação: Em análise pela CT

3 - Natureza do Programa: Compensatório

4 - Definição do programa (objetivo geral):


Estabelecer um processo de priorização de contratação local visando estimular uso da força
de trabalho local e de redes locais de fornecedores para as ações que forem desenvolvidas de
Fundão (MG) à Regência (ES), conforme cláusulas 134 a 136 do TTAC.

5 - Data de Início e Término

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base Base
Programa: PG020 - Estímulo à Contratação
13-06-2016 31-12-2030 13-06-2016 31-12-2030
Local, de cunho compensatório
Fase do Programa: 01- Definição 13-06-2016 10-04-2019 13-06-2016 15-02-2019
Fase do Programa: 02- Execução 31-05-2017 10-10-2030 31-05-2017 16-10-2030
Fase do Programa: 03- Encerramento 10-07-2030 31-12-2030 17-10-2030 31-12-2030

6- Eixos estratégicos e seus objetivos:

Eixos estratégicos Objetivos


Processo de desenvolvimento da Promover um processo de qualificação de empresas presente
competitividade de fornecedores nos 39 municípios onde a Fundação atua, a fim de que
essas empresas estejam aptas a prestar serviços a grandes
contratantes.
Processo de qualificação de mão de Criar os mecanismos e facilidades para que a Fundação e
obra suas fornecedoras possam contratar profissionais residentes
nos 39 municípios de sua área de atuação.
Processo de apoio e monitoramento das Construir um plano de estímulo à retomada da atividade
contratações locais econômica na região do rio Doce, visando o uso de força de
trabalho e da rede local de fornecedores para compreender
as oportunidades diante da complexidade socioeconômica
das áreas envolvidas.

7-Principais entregas (até março/2019):


• Consolidação das políticas de contratação local.
• Acordo com atores locais do município de Mariana.
• Evolução de 30% em janeiro 2018 para 60% em dezembro, de contratos com empresas dos
39 municípios.
• Planos de desenvolvimento de fornecedores: 29 empresas participantes em Mariana e
Governador Valadares.
• Plano de qualificação profissional que superou 1700 vagas (incluso 2017) de formação
profissional abertas em 4 municípios do ES e em 3 de MG.

]
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8 - Indicadores:

Indicador Unidade Meta Início da


medição
I01 – Quantidade de profissionais qualificados Qtd >3500 Dez/17
I02 – Quantidade de empresas mobilizadas e qualificadas Qtd. >300 Dez/17
I03a – Utilização da rede local de fornecedores – MG e ES % 70% Dez/17
I03b – Utilização da rede local de fornecedores – 39 municípios % 50% Dez/17
I04a – Relação de profissionais admitidos em cada região – MG e % 70% Nov/16
ES
I04b – Relação de profissionais admitidos em cada região – 39 % 50% Nov/16
municípios
I04c – Relação de profissionais admitidos em Mariana % 70% Out/18
I04c – Utilização da rede local de fornecedores – Mariana % 70% Out/18
I05 – Quantidade total de recursos recolhidos de ISS e ICMS % 50% Set/17

9- Resultados:

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019)
sido atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
I01 – Quantidade de profissionais 875 1700 -
qualificados
I02 – Quantidade de empresas 50 29 Durante o ano de 2018 o programa
mobilizadas e qualificadas de desenvolvimento de fornecedores
esteve mais focado no trabalho
setorizado. Deverá ser ampliado em
2019 para recuperação da meta.
I03a – Utilização da rede local de 70% 94% Dez/18
fornecedores – MG e ES
I03b – Utilização da rede local de 50% 62% Dez/18
fornecedores – 39 municípios
I04a – Relação de profissionais 70% 95% Dez/18
admitidos em cada região – MG e ES
I04b – Relação de profissionais 50% 60% Dez/18 - sendo 48% fornecedores
admitidos em cada região – 39 que já tinham seu CPNJ nos
municípios municípios antes de 5/11/2015.
I04c – Relação de profissionais 70% 79% Dez/18
admitidos em Mariana
I04c – Utilização da rede local de 70% 80% 80% são os dados de dezembro,
fornecedores – Mariana o melhor mês em termos de
percentual. O pior mês do ano foi
julho com 31%, apesar de ambos os
meses o número de contratos foi o
mesmo: 4.
A média do ano foi de 54,25%
I05 – Quantidade total de recursos 50% 83% 27,4MM recolhidos aos municípios do
recolhidos de ISS e ICMS TTAC.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 21, Auxílio Financeiro Emergencial


1- Cláusulas do TTAC: 137 a 140; 21 a 24

2- Status de aprovação: Em análise pela CT

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


O objetivo do Programa é conceder auxílio financeiro mensal à população impactada que tenha
tido comprometimento de sua renda em razão de interrupção comprovada, nos termos da cláusula
21 do TTAC, de suas atividades produtivas ou econômicas em decorrência do Rompimento, até o
restabelecimento das condições para retomada das atividades produtivas ou econômicas, ou na hipótese
de inviabilidade, até que sejam estabelecidas as condições para nova atividade produtiva em substituição
à anterior.

Auxílio Financeiro:
O valor mensal do auxílio financeiro emergencial é de um salário mínimo acrescido de 20% do salário
mínimo por dependente elegível ao Programa, e de mais uma cesta básica, conforme valor estipulado
pelo DIEESE.
O valor da cesta básica componente do auxílio financeiro emergencial considera as variações que
incidem sobre os preços dos alimentos mensalmente, as quais são analisadas pelo próprio DIEESE.
A pesquisa do valor da Cesta Básica é realizada pelo DIEESE em 27 capitais do país e acompanha
mensalmente a evolução dos preços de um conjunto de produtos alimentícios utilizados por uma família
durante um mês. Dessa maneira, o valor da cesta básica adicionado ao AFE dos atingidos de Minas
Gerais e Espírito Santo acompanham os valores divulgados mensalmente pelo DIEESE referente a Belo
Horizonte e Vitória, respectivamente.

5- Data de Início e Término


Cronograma em processo de replanejamento. O planejamento do Programa de Auxílio
Financeiro Emergencial é vinculado ao planejamento do Cadastro e que será atualizado quando
a versão final da Proposta de Fase 02 e definição do escopo do PG01 forem validados pelo CIF.

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Processo de pagamento de
Fornecer auxílio financeiro emergencial à população
auxílio financeiro emergencial
impactada elegível, anteriormente portadora de
até retomada das atividades
cartões ativos no sistema e, agora, que recebem o
econômicas dos Atingidos de
valor do auxílio via conta bancária cadastrada.
acordo com as Cláusulas 137 a 140
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

7- Principais entregas (até março/2019)


• 12.528 auxílios ativos, com 28.723 pessoas assistidas pelo Programa, entre titulares e dependentes;
• Término do cadastramento de contas bancárias dos atingidos que recebem Auxílio Financeiro
Emergencial para substituição ao uso do cartão da fornecedora Alelo. Foram migrados 9.122 titulares de
9.191 previstos. Dos casos pendentes, 41 são falecidos, que serão migrados para o dependente, quando
houver, ou cancelados. Para os 28 restantes está sendo realizado acompanhamento individual, incluindo
ligações e envio de carta, além de apoio das equipes de Proteção Social para os casos de vulneráveis;
• Operacionalização do pagamento aos impactados definidos como Povos Tradicionais. Do total de 387
Auxílios, 212 são faiscadores e 175 quilombolas;
• Alinhamento contínuo com demais Programas da Fundação Renova para atendimento integrado dos
impactados.

8- Indicadores

Início da
Indicador Unidade Meta
medição
I01 – Adimplência dos pagamentos de
% 99 Jan/18
auxílio financeiro emergencial mensal
I02 - Percentual de pagamento de auxílio
% 100 Jan/18
financeiro emergencial

9- Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
I01 – Adimplência dos
pagamentos de auxílio
99 100
financeiro emergencial
mensal
Há impactados que foram já
I02 - Percentual de analisados como elegíveis, mas
pagamento de auxílio 100 99 que ainda não receberam pelo
financeiro emergencial tempo associado ao processo de
pagamento.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 23, Programa de Manejo de Rejeitos


1- Cláusulas do TTAC: 150, 151, 152 e 153

2- Status de aprovação:
Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em 30/11/2018

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Realizar o manejo de rejeitos de forma a propiciar o uso econômico e a função ambiental,
legalmente adequados às áreas impactadas, definidos inclusive por processos de participação
social.

5- Data de Início e Término

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG023 - Manejo de Rejeitos
decorrentes do rompimento da barragem 04-01-2016 14-03-2025 02-01-2017 14-03-2025
de Fundão
Fase do Programa: 01- Definição 01-04-2017 19-02-2021 01-04-2017 26-11-2020
Fase do Programa: 02- Execução 04-01-2016 14-03-2025 02-01-2017 14-03-2025
Fase do Programa: 03- Encerramento 05-12-2023 14-03-2025 16-12-2020 14-03-2025

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Realizar estudos que incluam a avaliação geoquímica,
Caracterização Ambiental Detalhada
geomorfológica, biogeoquímica, hidrodinâmica e
da Área Ambiental 1
hidrossedimentológica da área.
Elaborar, validar e implementar as ações e projetos previstos
Plano de Manejo de Rejeitos nos relatórios de Aplicação do Plano de Manejo de Rejeitos,
conforme cronograma estabelecido e orçamento previsto.
Monitorar indicadores de qualidade do ar e condições
meteorológicas em áreas críticas, impactadas pela deposição
Gestão da Qualidade do Ar
de rejeitos, estabelecer ações de controle ambiental onde
necessário e garantir a implantação de tais ações.
Avaliar se os rejeitos e sedimentos depositados nas áreas
afetadas ao longo da Bacia do Rio Doce e zona costeira no
Espírito Santo contaminaram os compartimentos ambientais
Gestão de Áreas Contaminadas (água subterrânea e superficial, solo, sedimento e biota), a
partir dos estudos de caracterização ambiental referentes a
Cláusula 150 e estudos complementares, que configuram a
etapa de investigação detalhada.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Investigar, levantar dados e implantar ações a serem propostas


Estudos Complementares
para responder gaps de conhecimento ainda existentes.
Realizar adequação dos barramentos construídos
emergencialmente, visando a estabilidade e segurança destes,
bem como melhorias que permitam o controle de nível da
lagoa e impeçam o fluxo de água do rio Doce para o interior
das lagoas.
Realizar estudo de vulnerabilidade dos corpos hídricos
lacustres do Baixo Doce frente a situações de cheia.
Estruturas de Contenção de Rejeitos Executar os estudos complementares para finalização do
processo de tomada de decisão quanto ao gerenciamento de
estruturas emergenciais e definitivas, contemplando todos os
dados necessários.
Elaborar e executar projetos para construção de estruturas
definitivas, quando for o caso e de acordo com as diretrizes
dos órgãos ambientais responsáveis.

Execução das obras civis e terraplenagem para construção dos


Estudos e tratamentos para redução Diques S1, S2, S3, S4, Barragem Nova Santarém, Barragem 1,
do transporte de rejeitos e redução da Barragem 2, Barragem 3, Barragem 4, Eixo 1 e estruturas
turbidez complementares, conforme cronograma estabelecido e
orçamento previsto.
Realizar avaliação inicial do cenário resultante do rompimento,
Proteção do Sistema Lacustre do
avaliando o grau de degradação das áreas, com a posterior
Baixo Doce
proposta de alternativas e cenários de recuperação.

7- Principais entregas (até março/2019)


• Elaboração de documento Volume 5 – Aplicação do PMR nos Trechos 10 e 11, nos rios Carmo e Doce;
• Elaboração de documento Volume 12 – Aplicação do PMR no Trecho 17, nas regiões costeira e marinha;
• Elaboração de documento Volume 9 – Aplicação do PMR no Trecho 5, entre Dique S3 e Dique S4, em
Bento Rodrigues;
• Conclusão de campanhas de coletas e análises químicas e morfológica da poeira e rejeito;
• Conclusão do Projeto de Remoção das Constrições (Rochas) no Trecho 10 do PMR, no Rio Carmo;
• Análise de Risco à Saúde Humana em áreas piloto, em Barra Longa/MG e Linhares/ES;
• Elaboração de documento Volume 8 – Aplicação do PMR no Trecho 12, no Reservatório da UHE Risoleta
Neves;
• Elaboração de documento Volume 4 – Aplicação do PMR no Trecho 9, no Rio Gualaxo do Norte;
• Elaboração da Avaliação do Impacto das Frentes de Assoreamento nas Curvas de Remanso do
Reservatório da UHE Candonga;
• Elaboração de documento Volume 7 – Aplicação do PMR nas Lagoas do Espírito Santo (Projeto Piloto);
• Elaboração de documento Volume 6 - Complementação da Aplicação do PMR no Trecho 8, no Rio
Gualaxo do Norte;
• Elaboração de documento Volume 3 - Aplicação do PMR dos Trechos 1 ao 4, na área entre Barragem de
Fundão e Dique S4;
• Elaboração de documento Volume 2 - Aplicação do PMR nos Trechos 6 e 7, no Rio Gualaxo do Norte;
• Elaboração de documento Volume 1 - Aplicação do PMR no Trecho 8, no Rio Gualaxo do Norte;
• Elaboração do Plano de Manejo de Rejeitos Geral (PMR);
• Elaboração de Estudo de Caracterização Geoquímica para avaliação preliminar dos impactos da
deposição de rejeitos em termos de composição química do material e potencial de contaminação;
• Elaboração de Estudo Geomorfológico para avaliação preliminar dos locais e volumes de deposição
dos rejeitos no ambiente;
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Elaboração do Plano de Monitoramento da Qualidade do Ar e Controle de Emissões Atmosféricas;


• Instalação de 4 estações automáticas de monitoramento da qualidade do ar, sendo 3 em Barra Longa/
MG e 1 em Mariana/MG;
• Implantação de ações de controles ambientais para redução da emissão de particulados em Mariana,
Barra Longa e Rio Doce;
• Execução de obras emergenciais nos barramentos provisórios de Linhares/ES;
• Conclusão da dragagem prevista no dique S3 (remoção de 600 mil m3);
• Concluído aterro do maciço da barragem de Santarém (elevação em 765 m – aterro 104 mil m3);
• Reforço da estrutura remanescente de Selinha;
• Alteamento do dique S3 (elevação em 709,5 m);
• Reforço do Pé da Barragem de Germano;
• Reforço dos diques de Sela e Tulipa - Fase 1, Fase 2 e Fase 3;
• Sistema de bombeamento Baia 3 em Germano;
• Construção da ensecadeira do Eixo 1;
• Construção das barreiras 1, 3 e 4 em Fundão;
• Construção do dique S4;
• Construção de Nova Santarém – Barramento finalizado;
• Construção do dique S3;
• Alteamento das Barreiras 2, 3 e 4;
• Instalação dos equipamentos de instrumentação da Barragem de Nova Santarém.

8- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


01 – IQA Físico Químico do Período Chuvoso IQA
Adimensional Janeiro/2018
por Trecho do PMR Moderado
02 – IQA Físico Químico do Período Seco por
Adimensional IQA Bom Janeiro/2018
Trecho do PMR

03 – Concentração de poeira inalável µg/m3 < 40 µg/m3 Fevereiro/2016

04 – Biomassa da fauna aquática % A definir Junho/2019

05 – Áreas impactadas com substâncias abaixo


% 100% Junho/2019
do CMA (Concentração Máxima Admissível)

06 – Índice de redução de perda de solo % >= 80% Outubro/2017

07 – Índice de solo exposto % <= 20% Dezembro/2017

08 – Avanço físico da aplicação do PMR por


% 100% Janeiro/2016
Trecho
09 – Avanço físico da implantação das
% 100% Janeiro/2016
estruturas de contenção de rejeito
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

9- Resultados

Meta (março/2019) Justificativa (caso meta


Indicador Trecho não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
01 – IQA Físico Químico
IQA IQA Muito A meta prevista deverá ser
do Período Chuvoso por T8
Moderado Baixo cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR
01 – IQA Físico Químico
IQA A meta prevista deverá ser
do Período Chuvoso por T9 IQA Baixo
Moderado cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR
01 – IQA Físico Químico
IQA A meta prevista deverá ser
do Período Chuvoso por T10 a T11 IQA Bom
Moderado cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR
01 – IQA Físico Químico
IQA A meta prevista deverá ser
do Período Chuvoso por T12 IQA Bom
Moderado cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR
01 – IQA Físico Químico
T13 a IQA A meta prevista deverá ser
do Período Chuvoso por IQA Bom
T14 Moderado cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR

01 – IQA Físico Químico


IQA A meta prevista deverá ser
do Período Chuvoso por T15 a T16 IQA Moderado
Moderado cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR

02 – IQA Físico Químico


A meta prevista deverá ser
do Período Seco por T8 IQA Bom IQA Excelente
cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR
02 – IQA Físico Químico
A meta prevista deverá ser
do Período Seco por T9 IQA Bom IQA Excelente
cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR
02 – IQA Físico Químico
A meta prevista deverá ser
do Período Seco por T10 a T11 IQA Bom IQA Excelente
cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR
02 – IQA Físico Químico
A meta prevista deverá ser
do Período Seco por T12 IQA Bom IQA Excelente
cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR
02 – IQA Físico Químico
T13 a A meta prevista deverá ser
do Período Seco por IQA Bom IQA Excelente
T14 cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR
02 – IQA Físico Químico
A meta prevista deverá ser
do Período Seco por T15 a T16 IQA Bom IQA Excelente
cumprida até dezembro de 2023
Trecho do PMR
03 – Concentração de
poeira inalável – Estação T9 <40 Qg/m3 23 µg/m3
Paracatu
03 – Concentração de
poeira inalável – Estação T9 <40 Qg/m3 18 µg/m3
Gesteira
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

I03 – Concentração de
poeira inalável – Estação T10 <40 Qg/m3 26 µg/m3
Barra Longa Centro
03 – Concentração de
poeira inalável – Estação T10 <40 Qg/m3 19 µg/m3
Volta da Capela
04 – Biomassa da fauna O cálculo do indicador será
T6 a T16 A definir
aquática iniciado em junho de 2019.
05 – Áreas impactadas A definição dos dados para
com substâncias abaixo cálculo do indicador depende da
T1 a T17 100%
do CMA (Concentração validação do órgão ambiental e
Máxima Admissível) serão definidos em 2019.
Este indicador será monitorado
por um ano hidrológico durante
06 – Índice de redução a implementação das ações de
T1 a T12 >=80%
de perda de solo reabilitação inicial (2017/2018)
e dois anos após conclusão,
(2018/2019 e 2019/2020).
As equipes de geoprocessamento
estão avaliando as imagens
07 – Índice de solo
T1 a T12 <=20% para identificar as áreas de solo
exposto
exposto. Previsão de cálculo do
indicador em julho de 2019.
O cronograma do Programa
I08 – Avanço físico da está em revisão com conclusão
aplicação do PMR por T1 a T17 100% até 30/04/19. Após essa data,
Trecho esse indicador voltará a ser
acompanhado.
09 – Avanço físico
da implantação das Percentual referente a implantação
T1 a T5 100% 70,78%
estruturas de contenção do Eixo 1.
de rejeito
As demais estruturas de contenção
de rejeito já estão concluídas.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 24 – Contenção de Rejeitos


1 - Cláusulas do TTAC: 154 e 155 (concluídas); 157 (em andamento)

2 - Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em 30/11/2018

3 - Natureza do Programa: Reparatório

4 - Definição do programa (objetivo geral):


O Programa de Contenção de Rejeitos tem como objetivo específico construir e operar
estruturas emergenciais de contenção de sedimentos e/ou sistemas de tratamento in situ com
o objetivo de reduzir gradativamente a turbidez dos rios Gualaxo do Norte, Carmo e Doce, até
a UHE Risoleta Neves, para níveis abaixo de 100 NTU na estação seca.

5 - Data de Início e Término


Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG024 - Implantação de
01-02-2017 28-02-2020 01-02-2017 28-02-2020
Sistemas de Contenção de Rejeitos
Fase do Programa: 01- Definição 01-02-2017 06-11-2018 01-02-2017 28-06-2019
Fase do Programa: 02- Execução 01-02-2017 29-12-2019 01-02-2017 29-12-2019
Fase do Programa: 03- Encerramento 02-09-2019 28-02-2020 19-11-2019 28-02-2020

6 - Processo/Projetos e seus objetivos:

Processo/Projeto Objetivos
Obras para reforço das estruturas de Execução das obras civis e terraplenagem para construção
contenção existentes e construção dos Diques S1, S2 S3, S4, Barragem Nova Santarém, Barragem
de estruturas emergenciais para a 1, Barragem 2, Barragem 3, Barragem 4, Eixo 1 e estruturas
contenção de rejeitos. complementares, conforme cronograma estabelecido e
orçamento previsto.

7 - Principais entregas (até março/2019):

• 28/03/18 – Início da mobilização


• 23/04/18 – Entrega de projetos executivos
• 30/04/18 – Início das atividades
• 22/05/18 – Início do Extravasor
• 10/07/18 – Início do Maciço
• 20/09/18 – Início do Plano de Chuva
• 31/10/18 – Atingimento do Maciço na cota 796,9
• 01/11/18 – Conclusão do Extravasor no Módulo 11 e da Implantação do plano de chuva
• 03/19 – Conclusão do plano de chuvas do período 2018/19
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8 - Indicadores

Início da
Indicador Unidade Meta
medição
Avanço físico da implantação das % Conclusão de todas as etapas Jan/2019
estruturas de contenção de rejeitos referentes à implantação das
estruturas de contenção de rejeitos,
conforme cronograma previsto e
orçamenwto disponível.

9 - Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019) sido atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
Avanço físico da implantação das 71,16% 71,13%
estruturas de contenção de rejeitos
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 25, Recuperação da Área Ambiental 1, nos


municípios de Mariana, Barra Longa, Rio Doce e Santa
Cruz do Escalvado - MG
1- Cláusulas do TTAC: 158, 159 e 160

2- Status de aprovação:
Escopo e indicadores aprovados pelo CIF em Outubro/2018

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Este programa tem como objetivo geral a recuperação da área diretamente impactada pelo
rompimento da barragem de Fundão (ÁREA AMBIENTAL 1) nos municípios de Mariana, Barra
Longa, Rio Doce, Ponte Nova e Santa Cruz do Escalvado, em atendimento às cláusulas 158, 159
e 160 do TTAC.

5- Data de Início e Término:

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG017/PG025/
01-12-2015 09-09-2026 01-11-2015 09-09-2026
PG040 - Projeto 1 UST
Fase do Programa: 01- Definição 01-11-2017 01-11-2017 01-11-2017 01-11-2017
Fase do Programa: 02- Execução 01-12-2015 09-09-2026 01-12-2015 09-09-2026
Fase do Programa: 03- Encerramento 09-09-2026 09-09-2026 09-09-2026 09-09-2026

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Efetuar a revegetação inicial, emergencial e
temporária, por gramíneas e leguminosas de crescimento
Projeto Plantio Emergencial
rápido, visando a diminuição da erosão laminar e eólica, em
uma área total de 800 ha (oitocentos hectares).
Projeto de Regularização das Calhas, Efetuar a Regularização de calhas e margens e controle de
margens, e Controle de Processos processos erosivos nos Rios Gualaxo do Norte, Carmo e Doce
Erosivos nos rios Gualaxo do Norte, no trecho a montante da UHE Risoleta Neves, em consonância
Carmo e Doce, no Trecho Montante da com a Cláusula 159
UHE Risoleta Neves do TTAC.
Recuperar as áreas de APP e remanescentes de vegetação
Projeto de Restauração Florestal em nativa inseridas nas áreas impactadas na ÁREA AMBIENTAL 1,
propriedades rurais localizadas nos municípios deMariana, Barra Longa, Rio Doce e
Santa Cruz do Escalvado - MG.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

7- Principais entregas (até março/2019)


• 165,39 ha de restauro florestal
• 113 tributários recuperados
• Revegetação emergencial de 808 ha

8- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição

Índice de Cobertura Vegetal (ICV) % > = 80%

Biomassa Total da Vegetação (BTV) ton./ha > = 6 ton./ha

Índice de Redução de Perda de Solo % > = 80%

Índice de solo exposto % < = 20%

Diversidade de espécies florestais nativas nº/ha

nº/ha ou
Densidade total de espécies florestais nativas
fração

Cobertura de espécies invasoras %

9- Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019)
sido atingida ou mensurada)

Prevista Realizada
Já medido (Relatório Golder) e
Índice de Cobertura
> = 80% > = 80% encaminhado para CTFlor para
Vegetal (ICV)
validação
Já medido (Relatório Golder) e
Biomassa Total da
> = 6 ton./ha > = 6 ton./ha encaminhado para CTFlor para
Vegetação (BTV)
validação
Já medido (Relatório Golder) e
Índice de Redução de
> = 80% > = 80% encaminhado para CTFlor para
Perda de Solo
validação

Índice de solo exposto Inicia a medição 2 anos após o plantio – Previsão de início para Jan/2020

Diversidade de espécies
Inicia a medição 2 anos após o plantio – Previsão de início para Jan/2020
florestais nativas
Densidade total de
Inicia a medição 2 anos após o plantio – Previsão de início para Jan/2020
espécies florestais nativas
Cobertura de espécies
Inicia a medição 2 anos após o plantio – Previsão de início para Jan/2020
invasoras
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 26 – Recuperação das Áreas de Preservação


Permanente e de recarga hídrica degradadas da Bacia
do Rio Doce
1 – Cláusula do TTAC: 161 e 162

2 – Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em


28/03/2019

3 – Natureza do Programa: Compensatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


Este Programa tem como objetivo geral a recuperação de APPs degradadas do rio Doce e
tributários, preferencialmente, mas não se limitando, nas sub-bacias dos rios definidos como
fonte alternativa de abastecimento para os municípios e distritos listados nos parágrafos
segundo e terceiro da CLÁUSULA 171 deste acordo, conforme as prioridades definidas pelo
COMITÊ INTERFEDERATIVO numa extensão de 40.000 ha em 10 anos.

5 – Data de Início e Término:


Cronograma em processo de replanejamento

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Processo/ Projeto Objetivos


Definição de áreas prioritárias O estudo de áreas prioritárias é uma exigência trazida pelas
deliberações nº 11 e 27/2016, que aprovaram a necessidade
da execução de um estudo para definir as áreas prioritárias
e o termo de referência para a definição dos critérios de
priorização para recuperação ambiental de 40 mil ha na
Bacia do Rio Doce.
Edital do Programa O edital do Programa de Recuperação de APPs e Recarga
Hídrica surge a partir das observações e lições aprendidas
do edital Piloto de PSA, lançado em 2018, e ainda tem suas
premissas amparadas na deliberação CIF 065/2017.
Fomento à cadeia de viveiros e mudas Criação de uma rede de sementes e mudas na bacia – a Rede
rio Doce de sementes e mudas.
Mobilização e engajamento Ações de Divulgação e inscrições de produtores rurais,
Cartografia Social e Diagnóstico Rural Participativo.
Elaboração do CAR Elaboração e Retificação do Cadastro Ambiental Rural.
Elaboração de projetos Elaborar o Projeto Individual da Propriedade (PIP)
contemplando projeto de restauro florestal, controle de erosão,
alternativa a dessedentação animal, implantação de barraginhas
e implantação de miniestações de tratamento de esgoto.
Assistência Técnica para a A assistência técnica será fornecida nas propriedades rurais
Regularização Ambiental e participantes do programa e em temáticas que envolvam o
Recuperação de Áreas Degradadas uso sustentável do solo na propriedade rural, utilizando como
principal linha de base o texto trazido pela Lei 12.651/2012.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Implantação e Manutenção Isolamento dos fatores de degradação; Recuperação do Solo;


Plantio ou condução da regeneração; Replantio; Manutenção/
Manejo.
Pagamento por Serviços Ambientais – Irá remunerar o provedor do serviço ambiental que decidir
PSA recuperar, em especial, as APPs e áreas de recarga hídrica
prioritárias, de forma voluntária, com a mudança do uso do
solo para um modelo mais sustentável.
Pesquisa e Desenvolvimento Diversas soluções ainda precisam ser encontradas, uma vez
que boa parte delas não se encontram disponíveis ou ainda não
foram trabalhadas pela academia. Neste sentido, para garantir
que haja ganho de escala, replicabilidade das técnicas utilizadas,
além do engajamento dos envolvidos, uma série de linhas de
pesquisa e desenvolvimento deverão ser desenvolvidas.
Gestão e Controle da Qualidade na Prevê a execução de um inventário florestal para
Restauração Florestal estabelecimento de referências ecológicas que nortearão a
entrega das áreas em processo de recuperação.

7 - Principais entregas (até março/2019):


• 809,75 hectares de APPs e áreas de recarga hídrica estão georreferenciados e, 76,1%
deles, cercados.

8 – Indicadores:

Indicador Unidade Meta Início da medição


1ª Avaliação: até 30
TAXA DE Percentual de mudas dias após o plantio; 2ª
Igual ou inferior a 20%
MORTALIDADE mortas e secas Avaliação: 3 meses pós-
plantio
% de mudas não firmes No Plantio
% de mudas inclinadas No Plantio
% de mudas quebradas Contínuo
% falhas no plantio Contínuo
% de mudas sem bacia No Plantio
% de mudas com coleto
No Plantio
soterrado
% de mudas atacadas
Contínuo
por pragas (insetos)
% mudas com sintomas
CONTROLE DE
de doenças (fungos e Contínuo
QUALIDADE NO Igual ou superior a 80%
bactérias)
PLANTIO
% mudas com sintomas
de deficiência Contínuo
nutricional
% mudas com Gel
No Plantio
exposto
% de mudas com a
profundidade de plantio No Plantio
inadequada
% de mudas pisoteadas
(animais domésticos e Contínuo
silvestres)
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Cercamento da Unidade
de Trabalho Percentual
CONTROLE DE de não conformidades
% de não conformidades
QUALIDADE DA Semestral
Aceiramento da Unidade igual ou inferior a 20%
PROTEÇÃO FLORESTAL
de Trabalho Percentual
de não conformidades

9 - Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019)
sido atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
TAXA DE MORTALIDADE Não Prevista Não Mensurada

CONTROLE DE QUALIDADE NO Não Prevista Não Mensurada


PLANTIO
CONTROLE DE QUALIDADE DA Não Prevista Não Mensurada
PROTEÇÃO FLORESTAL
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 27 - Programa De Recuperação De


Nascentes
1 – Cláusula do TTAC: 163

2 – Status de aprovação: NT em discussão

3 – Natureza do Programa: Compensatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


Este programa tem como objetivo geral a recuperação de 5 mil nascentes, a serem definidas
pelo Comitê de Bacia Hidrográfica do Doce (CBH-Doce), com a recuperação de 500
(quinhentas) nascentes por ano, a contar da assinatura deste acordo, em um período máximo
de 10 (dez) anos, conforme estabelecido no Plano Integrado de Recursos Hídricos do CBH-
Doce, podendo abranger toda área da Bacia do Rio Doce.

5 – Data de Início e Término


Cronograma em processo de replanejamento

6 – Data de término (previsto): Abril de 2035

7 – Processo/Projetos e seus objetivos: Não se aplica.

8 - Principais entregas (até março/2019):


• Do ano 1 (2017), 511 nascentes readequadas estão em fase de manutenção e monitoramento.
• No ano 2 da recuperação de nascentes e APPs (2018), 528 nascentes em 233 propriedades
estão contempladas, sendo 93,5% delas cercadas.

9 – Indicadores: Não se aplica.

10 – Resultados: Não se aplica.


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 28, Conservação da Biodiversidade


Aquática
1- Cláusulas do TTAC: 164, 165 e 166

2- Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em 30/10/2018

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Identificar e mensurar os impactos agudos e crônicos sobre a biota e ambientes do rio Doce, da
foz, costeiros, estuarinos e marinhos e implementar medidas para a recuperação e conservação
dessa biota.

5- Data de início e término:

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG028 - Conservação da
Biodiversidade Aquática, incluindo água 30-06-2016 31-05-2032 02-03-2016 02-07-2032
doce, zona costeira e estuarina e área marinha
Fase do Programa: 01- Definição 27-06-2017 29-04-2019 27-06-2017 29-04-2019
Fase do Programa: 02- Execução 30-06-2016 28-05-2032 30-06-2016 28-05-2032
Fase do Programa: 03- Encerramento 15-12-2031 31-05-2032 15-12-2031 31-05-2032

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Fase 1: Estudo populacional
da ictiofauna e de Caracterizar o estado das populações após o
invertebrados aquáticos da rompimento da Barragem e fornecer subsídios
calha e tributários do rio para a discussão de ações para sua conservação.
Doce na Área Ambiental 1
Fase 2: Avaliação do estado
Realizar a avaliação do estado de conservação
Projeto de de conservação de espécies
de espécies de peixes e invertebrados aquáticos
Recuperação e de peixes e invertebrados
nativas do rio Doce, conforme metodologia do
Conservação da aquáticos nativas do rio
ICMBio.
Fauna Aquática da Doce
Área Ambiental 1 Elaboração do Plano de Ação, contendo
Fase 3: Elaboração do Plano ações para a recuperação e conservação da
de Ação fauna aquática da Bacia do Rio Doce na Área
Ambiental 1.
Execução das ações para a recuperação e
Fase 4: Execução do Plano
conservação da fauna aquática da Bacia do Rio
de Ação
Doce na Área Ambiental 1.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Realizar estudos para identificação dos impactos


agudos e crônicos sobre as espécies e cadeia
trófica dos ambientes dulcícolas, estuarino
e marinho, avaliar habitat de fundo marinho,
incluindo algas calcáreas, rodolitos e corais,
Processo de Monitoramento da Biodiversidade nas áreas estuarinas, marinhas e da foz do rio
Aquática do Rio Doce, da Foz e Ambientes Marinhos e executar as medidas de monitoramento em
e Estuarinos Impactados e Execução de Ações um período de cinco anos. Planejar e executar
Contingenciais eventuais ações de contingência associadas ao
monitoramento da fauna da foz do rio Doce, dos
ambientes estuarinos e marinhos impactados,
por um período de cinco anos. Definir e executar
ações contingenciais dependendo dos resultados
dos estudos.

7- Principais entregas (até março/2019)


• Assinatura do Acordo de Cooperação Técnica e Científica entre Fundação Renova, FEST e
UFES (08/06/2018).
• Protocolo do primeiro relatório anual do Monitoramento Reprodutivo de Tartarugas Marinhas
(15/10/2018).
• Protocolo do relatório final referente ao item ‘a’ da Cláusula 164 (22/10/2018).
• Publicação do edital FAPEMIG para monitoramentos na porção mineira do rio Doce
(12/11/2018).
• Protocolo do relatório de identificação e caracterização de impactos agudos e crônicos,
referente ao item II, alínea ‘a’, da Cláusula 165 (24/01/2019).

8 – Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição

I01 – Execução da coleta de amostras % 90 Abr/2017

I02 – Execução das análises % 100 Fev/2019

I03 – Execução do Plano de Ação % 100 Set/2021

I04 - Execução das ações contingenciais % 100 Mai/2019

I05 – Composição e distribuição da biota


% A definir Jun/2019
aquática
I06 – Níveis de contaminação de organismos
% A definir Jun/2019
aquáticos
I07 – Ocorrência de alterações morfológicas,
fisiológicas, moleculares e/ou na prevalência de % A definir Jun/2019
doenças na biota

I08 – Abundância por população % A definir Jun/2019

I09 – Biomassa da fauna aquática % A definir Jun/2019

I10 – Efetividade do Plano de Ação % A definir Out/2021

I11 - Desvio dos indicadores de monitoramento % 100 Out/2019


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

9- Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019)
sido atingida ou mensurada)

Era necessário o início da coleta


de amostras referentes à Cláusula
I01 – Execução da coleta 165 para início da medição deste
- -
de amostras indicador. Prazo será revisto quando do
recebimento do relatório semestral em
elaboração pela FEST.
Era necessário o início da coleta
de amostras referentes à Cláusula
I02 – Execução 165 para início da medição deste
- -
das análises indicador. Prazo será revisto quando do
recebimento do relatório semestral em
elaboração pela FEST.

I03 – Execução do Plano Só poderá ser medido após elaboração


- -
de Ação do Plano de Ação, previsto para 2020.

Depende da definição de gatilhos para


I04 - Execução das ações
- - adoção de ações emergenciais, previsto
contingenciais
para maio de 2019.
I05 – Composição e
Depende da entrega de relatório
distribuição da biota - -
semestral em elaboração pela FEST.
aquática
I06 – Níveis de
Depende da entrega de relatório
contaminação de - -
semestral em elaboração pela FEST.
organismos aquáticos
I07 – Ocorrência de
alterações morfológicas,
Depende da entrega de relatório
fisiológicas, moleculares - -
semestral em elaboração pela FEST.
e/ou na prevalência de
doenças na biota

I08 – Abundância por Depende da entrega de relatório


- -
população semestral em elaboração pela FEST.

I09 – Biomassa da fauna Depende da entrega de relatório


- -
aquática semestral em elaboração pela FEST.

Só pode ser medido após início da


I10 – Efetividade do Plano
- - execução do Plano de Ação, previsto
de Ação
para 2021.
I11 - Desvio dos Depende da análise do relatório
indicadores de - - semestral em elaboração pela FEST e
monitoramento conjugação com dados da Cláusula 164.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 29 – Programa de fortalecimento das


estruturas de triagem e reintrodução da fauna
silvestre
1 – Cláusula do TTAC: 167.

2 – Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em


30/10/2018

3 – Natureza do Programa: Compensatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


Efetuar a construção e o aparelhamento de dois Centros de Triagem e Reabilitação de
Animais Silvestres (CETAS) em Minas Gerais e no Espírito Santo e assegurar recursos para a
manutenção operacional desses centros por um período de três anos, de acordo com o Plano
de Gestão estabelecido pelo órgão gestor responsável.

5 – Data de Início e Término:

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG029 - Fortalecimento das
estruturas de triagem e reintrodução da 27-06-2017 21-04-2026 24-11-2017 03-06-2026
fauna silvestre
Fase do Programa: 01- Definição 27-06-2017 12-04-2019 27-06-2017 12-04-2019
Fase do Programa: 02- Execução 02-05-2018 20-04-2026 02-05-2018 20-04-2026
Fase do Programa: 03- Encerramento 04-11-2025 21-04-2026 04-11-2025 21-04-2026

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Processo/Projeto Objetivos
Construção e aparelhamento do CETAS Construção do CETAS no estado de Minas Gerais
MG
Processo de Manutenção e Operação Manutenção do CETAS MG por três anos
do CETAS MG
Construção e aparelhamento do CETAS Construção do CETAS no estado do Espírito Santo
ES
Processo de Manutenção e Operação Manutenção do CETAS ES por três anos
do CETAS ES
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

7 - Principais entregas (até março/2019):


• Apresentação e aprovação do projeto conceitual do CETAS MG na 30ª Reunião Ordinária da
CTBio (22 e 23/01/2019).
• Cronograma de obras e local de construção do CETAS de Minas Gerais, em atendimento à
Revisão Extraordinária 01/2018 do TTAC (01/03/2019).
• Orçamento preliminar para a construção do CETAS de Minas Gerais (09/04/2019).

8 - Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


I01 - Construção e Aparelhamento do
% 100 A definir
CETAS MG
I02 - Construção e Aparelhamento do
% 100 A definir
CETAS ES
I03 - Manutenções executadas no CETAS
% 100 A definir
MG
I04 - Manutenções executadas no CETAS
% 100 A definir
ES

9- Resultados

Justificativa (caso meta não tenha sido


Indicador Meta (março/2019)
atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
I01 - Construção e - - Não mensurado - depende da aprovação do
Aparelhamento do orçamento de obra e equipamentos pelo CIF
CETAS MG para se proceder à contratação da empreiteira
e aquisição/instalação de equipamentos. A
lista de equipamentos está sendo conferida e
serão construídas as especificações técnicas
pela consultoria especializada contratada pela
Renova, para posterior orçamentação.
I02 - Construção e - - Não mensurado - depende da entrega de Termo
Aparelhamento do de Referência pelo IBAMA ES e da doação do
CETAS ES terreno em Serra (ES) pela Prefeitura Municipal
ao IBAMA para posterior elaboração de projeto.
I03 - Manutenções - - Não mensurado - as manutenções só serão
executadas no CETAS iniciadas após a entrega das edificações
MG construídas ao IBAMA.
I04 - Manutenções - - Não mensurado - as manutenções só serão
executadas no CETAS iniciadas após a entrega das edificações
ES construídas ao IBAMA.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 30 - Conservação da Biodiversidade


Terrestre
1 – Cláusula do TTAC: 168

2 – Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em


30/10/2018

3 – Natureza do Programa: Reparatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


Recuperação e Conservação da Fauna e Flora Terrestre na Área Ambiental 1 e Área de
Influência Direta

5 – Data de Início e Término:

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG030 - Conservação da
08-08-2016 12-07-2030 08-08-2016 13-08-2030
Fauna e Flora terrestre
Fase do Programa: 01- Definição 27-06-2017 29-04-2019 27-06-2017 29-04-2019
Fase do Programa: 02- Execução 08-08-2016 11-07-2030 08-08-2016 11-07-2030
Fase do Programa: 03- Encerramento 25-01-2030 12-07-2030 25-01-2025 12-07-2030

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Processo/Projeto Objetivos
Projeto de Recuperação e Conservação da Fauna e Flora Terrestre na Área Ambiental 1 e Área de
Influência Direta
Fase 1: Estudo de avaliação do impacto Avaliação dos impactos sobre a fauna e flora terrestre do rio
sobre as espécies ameaçadas Doce, mapeamento de fitofisionomias e avaliação dos solos
na Área Ambiental 1 e área de influência direta.
Fase 2: Avaliação Ecológica Rápida Avaliação Ecológica Rápida e monitoramento sobre a fauna e
flora terrestre do rio Doce, mapeamento de fitofisionomias e
avaliação dos solos na Área Ambiental 1 e área de influência
direta.
Fase 3: Elaboração do Plano de Ação Elaborar Plano de Ação para conservação de espécies de
fauna e flora terrestre na Área Ambiental 1 e respectiva na
área de influência direta (buffer definido pelo estudo de
avaliação de impacto ambiental aprovado pela Deliberação
CIF nº 91).
Fase 4: Execução do Plano de Ação, Executar ações para conservação da fauna e flora terrestre,
incluindo monitoramento da Fauna e conforme resultados do estudo de avaliação de impacto
Flora Terrestre ambiental (entregue em atendimento ao caput da Cláusula
168) e ações elencadas pelo Plano de Ação.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

7 - Principais entregas (até março/2019):


• Avaliação dos impactos à fauna e flora terrestre ameaçadas de extinção (dez/2016), em
atendimento ao caput da Cláusula 168.
• Avaliação Ecológica Rápida da Fauna e Flora (atividades de campo), em atendimento à
Deliberação CIF nº 91 e Nota Técnica 02/2017/CTBio/CIF.
• Relatório final da elaboração do Plano de Ação para Conservação da Biodiversidade
Terrestre do Rio Doce (dez/2018), em atendimento ao Parágrafo Primeiro da Cláusula 168.

8 - Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


01 – Execução da coleta de
% 100 Julho/2018
amostras em campo
02 – Execução das análises % 100 Julho/2018
03 – Execução do Plano de Ação % 100 Outubro/2019
04 – Composição e distribuição
% A definir* Maio/2019
da biota terrestre
05 – Níveis de contaminação de
% A definir* Maio/2019
organismos terrestre
06 – Ocorrência de alterações
morfológicas, fisiológicas,
% A definir* Maio/2019
moleculares e/ou na prevalência
de doenças na biota
07 – Abundância por população % A definir* Maio/2019
08 – Efetividade do Plano de
% 100 Janeiro/2020
Ação

9 - Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2018) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
01 – Execução da coleta de 100% 84,78% Acesso a algumas parcelas negado por
amostras em campo proprietários;
Interdição de parcelas por condições
inseguras.
02 – Execução das análises Só poderá ser medido após a
conclusão das análises referentes à
primeira campanha do monitoramento,
prevista para maio de 2019.
03 – Execução do Plano de Só poderá ser medido após aprovação
Ação do Plano de Ação e início de suas
atividades, previstos para 2019.
04 – Composição e distribuição Só poderá ser medido após a
da biota terrestre conclusão das análises referentes à
primeira campanha do monitoramento,
prevista para maio de 2019.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

05 – Níveis de contaminação de Só poderá ser medido após a


organismos terrestre conclusão das análises referentes à
primeira campanha do monitoramento,
prevista para maio de 2019.
06 – Ocorrência de alterações Só poderá ser medido após a
morfológicas, fisiológicas, conclusão das análises referentes à
moleculares e/ou na prevalência primeira campanha do monitoramento,
de doenças na biota prevista para maio de 2019.
07 – Abundância por população Só poderá ser medido após a
conclusão das análises referentes à
primeira campanha do monitoramento,
prevista para maio de 2019.
08 – Efetividade do Plano de Só poderá ser medido após realização
Ação das primeiras atividades do Plano de
Ação, previsto para 2020.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 31 - Coleta e Tratamento de Esgoto e


Destinação de Resíduos Sólidos
1 – Cláusula do TTAC: 169 e 170.

2 – Status de aprovação: Em análise pela CT; NT em discussão.

3 – Natureza do Programa: Compensatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


O objetivo geral do Programa é disponibilizar recursos financeiros, no valor de R$
500.000.000,00 (quinhentos milhões de reais), aos municípios da Área Ambiental 2, para
custeio da elaboração de planos municipais de saneamento básico, elaboração de projetos de
sistema de esgotamento sanitário, implementação de obras de coleta e tratamento de esgotos,
implantação, ampliação e melhorias de programas de coleta seletiva; unidades de triagem de
recicláveis; unidades de tratamento de orgânicos; estações de transbordo; erradicação de lixões
e implantação de aterros sanitários regionais (cláusula 169 do TTAC e Revisão Extraordinária do
TTAC nº 02, de 29 de junho de 2018).

5 – Data de início e término:

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG031 - Coleta e tratamento de
20-03-2017 22-12-2023 20-03-2017 21-01-2023
esgoto e de destinação de resíduos sólidos
Fase do Programa: 01- Definição 20-03-2017 16-04-2019 20-03-2017 16-04-2019
Fase do Programa: 02- Execução 18-08-2017 20-01-2023 18-08-2017 20-01-2023
Fase do Programa: 03- Encerramento 23-01-2023 22-12-2023 23-01-2023 22-12-2023

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Processo/Projeto Objetivos
PF3 8136-1 de depósito dos R$ 500 Realizar depósitos de recursos no Fundo de recursos
milhões na conta segregada da compensatórios do Programa 31, conforme cronograma da
Fundação Renova. cláusula 170 e Revisão Extraordinária nº 2 do TTAC.
PF 8136-2 Processo de Repasse de Realizar repasse trimestral de recursos do Fundo de
Recurso do Fundo do Programa para as recursos compensatórios do Programa 31 para as instituições
Instituições Financeiras financeiras BDMG e BANDES, conforme cronograma de
desembolso de recursos aos municípios, a ser previamente
apresentado à Fundação Renova.
PF 8136-3 – Processo de Repasse de Realizar o repasse de 500 milhões de reais aos 39 municípios
Recursos aos Municípios. da área ambiental 2, através de uma instituição financeira
pública, conforme valores teto estabelecidos para cada
município (Deliberação nº 75 do CIF), de forma parcelada e
condicionada à prestação de contas de cada parcela liberada.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

PF 8136-4 – Processo de Efetuar o pagamento aos bancos BDMG e BANDES, da taxa


pagamento de taxa de de administração do contrato realizado junto a Fundação
administração dos bancos. Renova, equivalente a 4% do valor total de recursos
compensatórios do programa (R$ 500 milhões), totalizando
R$ 20 milhões, a serem repassados da seguinte forma:
Um por cento (1,0%) do valor total de cada Contrato de
Repasse no ato da assinatura do respectivo instrumento pelo
município e três por cento (3,0%) sobre o valor repassado ao
município em cada parcela liberada. O valor referente à taxa
de administração dos bancos será custeado com recursos
compensatórios da cláusula 232.
PF 8137– Processo de Apoio Técnico. Disponibilização de apoio técnico aos 39 municípios da área
ambiental 2, conforme estabelecido na Deliberação nº 75
do CIF, para auxiliar os municípios no desenvolvimento das
ações do programa.
PF 0273 – Processo de Capacitação. Disponibilização de capacitação aos 39 municípios da
área ambiental 2, conforme estabelecido nas Deliberações
nº 75 e 122 do CIF, visando capacitar os municípios para
desenvolvimento das ações do programa e promover a
disseminação do conhecimento local.

7 - Principais entregas (até março/2019):


• Contratação da Instituição Financeira BDMG e BANDES (Jan/2018)
• Início do Apoio Técnico (Jun/2018) – Foram realizadas 338 reuniões/ visitas de apoio
técnico aos municípios até março/19.
• Início da Capacitação (Out/2018) – Foram realizadas 311 horas de capacitação nos
municípios, até o mês de março/19.
• Repasse de R$ 57,5 mil para projeto de esgotamento sanitário em São José do Goiabal
(Dez/2018)
• Contratação da empresa de Logística para oficinas de capacitação (Jan/2019)
• Reunião com CT-SHQA, Comitê de Bacia, Copasa, SAAE, BDMG e prefeituras dos municípios
de MG para alinhamento das expectativas, definição do cronograma e os respectivos
responsáveis pelas ações (Fev/2019)
• Reunião com CT-SHQA, Comitê de Bacia, Sedurb, SAAE e BANDES e prefeituras dos
municípios de ES para alinhamento das expectativas, definição do cronograma e os
respectivos responsáveis pelas ações (Mar/2019)
• Repasse de R$ 25,2 mil para Assessoria Técnica de Obras em Rio Casca (Mar/2019)
• Autorização para início de obra de esgotamento sanitário no município São José do Goiabal
(Mar/2019)
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8 – Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


01 – Percentual do recurso total 100 Jan/2019
do programa repassado aos
municípios
02 – Percentual do valor teto % 100 Jan/2019
repassado, por município
03 – Disponibilização de apoio % 80 Jan/2019
técnico conforme solicitado no
TAT
04 – Avaliação quantitativa da % 100 Jan/2019
capacitação conforme solicitado
no TAT
05 – Repasse de recursos % 100 Não iniciada
financeiros aos municípios
06 - Avaliação quantitativa do % 100 Jan/2019
apoio técnico
07 – Avaliações qualitativas do - 3,5 Não iniciada
apoio técnico
08 – Avaliações qualitativas da - 3,5 Jan/2019
capacitação
09 - Indicador de desempenho % 100 Não iniciada
(Cláusula 170)

9 - Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
01 – Percentual do recurso total A previsão de repasse será reajustada
do programa repassado aos - 0,02 % conforme novo cronograma que será
municípios publicado dia 30/abr.
1,2 % (São
José do
A previsão de repasse será reajustada
02 – Percentual do valor teto Goiabal)
conforme novo cronograma que será
repassado, por município 0,4 % (Rio
publicado dia 30/abr.
Casca)

O encerramento de 38% das ordens


03 – Disponibilização de apoio
de serviço está previsto para os meses
técnico conforme solicitado no 80%1 59%
seguintes, o que aumentará o resultado
TAT
do indicador nos próximos meses.
04 – Avaliação quantitativa da
capacitação conforme solicitado 100% 100%
no TAT
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

05 – Repasse de recursos
100% - Não iniciada a medição
financeiros aos municípios
06 - Avaliação quantitativa do
100% 100%
apoio técnico
07 – Avaliações qualitativas do
100% - Não iniciada a medição
apoio técnico
08 – Avaliações qualitativas da
3,5 4,88
capacitação
09 - Indicador de desempenho
100% - Não iniciada a medição
(Cláusula 170)
Nota 1: 80% de disponilização de apoio técnico é a meta do encerramento do programa.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 32, Melhorias dos Sistemas de


Abastecimento de Água
1- Cláusulas do TTAC: 171

2- Status de aprovação: Em análise pela CT

3- Natureza do programa: Reparatório e compensatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Construção de sistemas alternativos de captação e adução e melhorias das estações de tratamento
de água nos municípios que tiveram localidades que captam diretamente da calha do rio Doce e cuja
operação do sistema de abastecimento público ficou inviabilizada temporariamente em decorrência do
rompimento da barragem de Fundão, visando reduzir em 30% ou 50% a dependência de abastecimento
direto daquele rio, em relação aos níveis anteriores ao rompimento da barragem.

5- Data de Início e Término:


Cronograma em processo de replanejamento.

7- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Reduzir em 30% a dependência de abastecimento do rio Doce
como medida reparatória. Para os municípios com mais de
Projeto 1- Captações alternativas
100.000 habitantes, a redução da dependência de abastecimento
de água bruta
direto do rio Doce poderá ser de até 50%, sendo os valores
incorridos em decorrência do que exceder o percentual de 30%
Projeto 2– Melhoria dos sistemas
considerados como medida compensatória.
de tratamento de água
Viabilizar o abastecimento de água tratada, por meio de melhorias
em ETAs, conforme os padrões de qualidade adequados para fins
de abastecimento público.

8- Principais entregas (até março/2019)

•Captações alternativas em: Gesteira/Barra Longa, Cachoeira Escura/Belo Oriente, Pedra Corrida/
Periquito, São Vitor/Governador Valadares, Galileia, São Tomé do Rio Doce/Tumiritinga, Itueta, Baixo
Guandu (sede), Colatina (sede), Linhares (sede).

•Melhorias em ETAs em: Galileia (1), Regência (1) Colatina (3), São Tomé do Rio Doce (distrito de
Tumiritinga) (1), Governador Valadares (Sede - 4 e São Vitor - 1) (5), Cachoeira Escura (distrito de Belo
Oriente) (1) e Gesteira (distrito de Barra Longa) (1).
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

09- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


Assegurar que 100% das
localidades identificadas
I01 – Índice de localidades com como impactadas sejam
% N/A
captações alternativas atendidas por captações
alternativas
até março de 2021
Assegurar que 100% das lo-
I02 – Índice de localidades calidades com demandas de
com melhorias concluídas % melhorias nas ETAs tenham N/A
em ETAs as atividades realizadas até
março de 2021
Assegurar que 100% das
localidades recebam suas
I03 – Índice de localidades
captações alternativas
com captações alternativas % N/A
comissionadas, conforme
comissionadas
valores de vazão previstos
no TTAC, até março de 2021
Assegurar que 100% das
localidades com demandas
I04 - Índice de localidades
de melhorias em ETAs sejam
com melhorias nas ETAs formalmente % N/A
comissionadas e entregues
entregues
oficialmente, até março de
2021

10- Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019) sido atingida ou mensurada)

Prevista Realizada
I01 –Índice de
localidades com
24 10 A meta de conclusão é março/2021
captações alternativas
concluídas
I02 – Índice de
localidades
com melhorias 24 8 A meta de conclusão é março/2021
concluídas
em ETAs
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 33, Educação para Revitalização da Bacia


do Rio Doce (Educação Ambiental)
1- Cláusulas do TTAC: 172º - A FUNDAÇÃO deverá implantar medidas de educação ambiental,
em parceria com as Prefeituras dos municípios localizados na Área Ambiental 1, em
conformidade com a Lei Federal nº 9.795/1999 e seu decreto regulamentador nº 4.281/2002.

2- Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados pelo CIF em: 29/06/2018

3- Natureza do programa: Compensatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Desenvolver processos educativos que visam à promoção de uma cultura de sustentabilidade para
revitalização da Bacia do Rio Doce.

5- Data de Início e Término:

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG033 - Educação Ambiental 02-01-2017 08-08-2028 27-09-2017 20-06-2028
Fase do Programa: 01- Definição 27-09-2017 26-06-2018 27-09-2017 26-06-2018
Fase do Programa: 02- Execução 02-01-2017 08-08-2028 01-10-2018 20-06-2028
Fase do Programa: 03- Encerramento 11-10-2027 23-05-2028 23-12-2026 02-06-2028

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Qualificar a comunidade escolar dos municípios
impactados pelo rompimento da Barragem
Projeto: Formação de Educadores de Fundão, a fim de se tornarem agentes da
e Escolas Experimentais para transformação educacional nos seus contextos
Revitalização da Bacia do Rio Doce escolares e de construírem espaços experimentais
de educação para a revitalização, baseados em suas
realidades locais.
Promover o fortalecimento institucional e o
Projeto: Fortalecimento de Redes
aprendizado social por meio da consolidação de redes
e de Políticas Públicas para
estruturadas e políticas públicas para revitalização da
Revitalização da Bacia do Rio Doce
Bacia do Rio Doce.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Oportunizar processos de fomento ao engajamento


e qualificação de jovens dos municípios impactados
Projeto: Formação de Lideranças pelo rompimento da Barragem de Fundão para que, a
Jovens partir do desenvolvimento de aspectos da liderança,
possam ser elaborados e implantados projetos
territoriais voltados ao desenvolvimento do rio Doce.
Apoiar a qualificação dos diversos processos de
Processo: Interface Educação para revitalização, sua integração e sustentabilidade
o Planejamento de Territórios por meio da participação e desenvolvimento de
Sustentáveis capacidades dos atores locais envolvidos nos
programas da Fundação Renova.

7- Principais entregas (até março/2019)

Entregas Realizadas Antes da Aprovação do Programa/Período Emergencial


Principais Entregas Período Município Participantes
Ações Período Emergencial: Oficinas/ palestras/ rodas Agosto a
Mariana e Barra
de conversas/ apresentações artísticas/ passeios dezembro 641
Longa
ecológicos de 2017
Governador
1.468
Valadares
Ipatinga 1.786
Mariana 541
Execução do Projeto Douradinho: Distribuição de livros, Março a
com contação de história, capacitação de professores, dezembro Rio Doce 83
apresentações teatrais e gincanas com alunos. de 2017
Santa Cruz do
76
Escalvado
Barra Longa 227
Colatina 795
Projeto Plantando pelo Planeta: Formação de Jovens
Outubro a
Embaixadores da Justiça Climática
novembro Mariana 100
Projeto Plantando pelo Planeta: Plantio de 100 mudas de 2017

Entregas Realizadas Durante a Elaboração do Programa


Principais Entregas Período Município Participantes
Realização de 01 encontro de Prosa e Saberes - 26 e
Marilândia 70
Etapa 01 Elaboração do Programa 27/09/2017
Realização de 01 Oficina Diálogos com a Gestão 05 e Governador
102
Pública - Etapa 02 Elaboração do Programa 06/12/2017 Valadares
Realização de 01 Fórum de Educação para 17 e 18/10/2018 Colatina 104
Revitalização da bacia do rio Doce, etapa Colatina
e Ipatinga - Devolutiva do Programa elaborado 24 e 25/10/2018 Ipatinga 144
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Entregas Realizadas pelo Processo de Interface:


Educação para o Planejamento de Territórios Sustentáveis
Principais Entregas Meio Período Município Participantes
Entrega de 01 proposta de interface construída
entre os Programa de Recuperação de Nascentes Junho a
N/A N/A
e Programa de Educação para Revitalização da novembro/2017
Bacia do Rio Doce
Contratação de instituição para mobilização,
formação e engajamento dos produtores rurais Novembro de
N/A N/A
para recuperação de nascentes – Ano 3 (é uma 2018
entrega meio)

9- Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


50% em relação à linha de
(I01) Percentual de planos
% base estabelecida pelo Mar- Jan/2019
participativos de futuro aprovados
co Zero
(I02) Percentual de eventos
realizados para capacitação e
100% em relação aos even-
engajamento dos atores locais % Dez/2018
tos demandados/planejados
envolvidos nos programas da
Fundação Renova
(I03) Número de instituições
Nº 135 Abr/2020
capacitadas
(I04) Número de coletivos
Nº 135 Abr/2021
educadores formados
(I05) Número de Projetos Políticos
Pedagógicos Territoriais (PPPTs) Nº 135 Mai/2022
elaborados/implementados
(I06) Percentual de gestores 50% dos gestores dos 45
% Abr/2019
capacitados municípios atingidos
(I07) Percentual de professores 10% dos professores dos 45
% Fev/2021
capacitados municípios atingidos
(I08) Número de Escolas
1.620 projetos de escolas
Experimentais para a Revitalização da Nº Fev/2021
experimentais
Bacia do Rio Doce implantadas
(I09) Percentual de jovens 15% dos jovens dos 45 mu-
% Dez/2018
capacitados nicípios atingidos

(I10) Número de editais lançados Nº 03 editais Jan/2019


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

(I11) Número de projetos de liderança


Nº 135 projetos Jan/2022
juvenil implementados

10- Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019)
sido atingida ou mensurada)

Prevista Realizada
50% em
relação à
Ano3/2019: O projeto ainda se encontra
linha de base
I01 na fase de mobilização dos produtores,
estabelecida
portanto essa meta ainda não foi medida.
pelo Marco
Zero
100% em
relação aos Ano3/2019: O projeto ainda se encontra
I02 eventos na fase de mobilização dos produtores,
demandados / portanto essa meta ainda não foi medida.
planejados
O projeto ainda não foi iniciado; a
I03 135 primeira medição deste indicador será em
Abr/2020.

O projeto ainda não foi iniciado; a


I04 135 primeira medição deste indicador será em
Abr/2020.

O projeto ainda não foi iniciado; a


I05 135 primeira medição deste indicador será em
Mai/2020.
O projeto ainda não foi iniciado; a primeira
50% dos
medição desse indicador está prevista
gestores dos
I06 para Abr/2019, no entanto, conforme já
45 municípios
explicado anteriormente, a contratação
atingidos
deste projeto está atrasada.
10% dos
O projeto ainda não foi iniciado; a
professores dos
I07 primeira medição desse indicador será em
45 municípios
Fev/2021.
atingidos
1.620 projetos O projeto ainda não foi iniciado; a
I08 de escolas primeira medição desse indicador será em
experimentais Fev/2021.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

A medição desse indicador estava prevista


para Dez/2018 em função da execução do
Projeto de Lideranças Jovens, “O Futuro
15% dos do Rio Doce é Você”, em convênio com
jovens dos 45 Instituto Elos. Porém, por deliberação do
I09
municípios CIF, o referido projeto não foi reconhecido
atingidos dentro do Programa 33. Sendo assim,
sua medição foi impossibilitada e será
realizada nova contratação (via edital)
para execução deste projeto.

I10 03 editais Idem justificativa anterior

I11 135 projetos Idem justificativa anterior

12- Anexos

• Projeto Douradinho

Grupo de participantes da contação de história na


cidade de Mariana.

• Projeto Plantando pelo Planeta

Jovens embaixadores da justiça da mudança Encontro dos participantes das academias e plantio
climática na cidade de Mariana na campanha de mudas na cidade de Mariana.
“Stop talking. Start planting.”
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Foto do encontro de Prosa e Saberes • Fotos da oficina com Gestores Públicos

Grupo de trabalho durante o Encontro Grupo de trabalho durante a Oficina com Gestores
Prosas e Saberes. Públicos.

• Fotos do 1º Fórum de Educação para Revitalização da Bacia do Rio Doce

Grupo de trabalho durante o Fórum de Educação Participantes do Fórum em Colatina.


em Ipatinga.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 34 – Preparação para Emergências


Ambientais
1 – Cláusulas do TTAC:

CLAÚSULA 173: A FUNDAÇÃO deverá implantar medidas de incremento da estrutura de apoio


aos sistemas de emergência e alerta a partir de uma atuação integrada à Defesa Civil nos
municípios de Mariana e Barra Longa a serem adotadas no prazo de 1 (um) ano, a contar da
assinatura deste Acordo, e mantidas pelo prazo de 5 (cinco) anos, a contar do início da sua
execução.
PARÁGRAFO PRIMEIRO: A FUNDAÇÃO deverá apresentar, no prazo de 6 (seis) meses, a contar
da assinatura deste Acordo, diagnósticos e estudo quanto à necessidade de inclusão dos
municípios de Santa Cruz do Escalvado e Rio Doce, nas ações previstas no caput, consultados
os respectivos órgãos de Defesa Civil.
PARÁGRAFO SEGUNDO: Caberá à FUNDAÇÃO apresentar, no prazo de 6 (seis) meses, a
contar da assinatura deste Acordo, um diagnóstico com as necessidades específicas das
ações, após consultados os respectivos órgãos de Defesa Civil, que também deverão aprovar o
referido diagnóstico.

2 – Status de aprovação: Em análise pela CT

3 – Natureza do Programa: Compensatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


O programa tem como objetivo a implantação de ações de incremento às estruturas de apoio
para os sistemas de emergências ambientais nos Municípios de Mariana, Barra Longa, Rio Doce
e Santa Cruz do Escalvado.

Para atendimento a estes objetivos foram definidos seis processos e/ou projetos que devem ser
implementados na execução do programa para a entrega dos produtos e resultados esperados.
Nas tabelas abaixo estão descritos seus objetivos, custos e tempo estimado de duração:

Título Objetivo
Instalação de Sistema de Alerta de Emergência Instalar sitema de alerta de mergência nas
comunidades e áreas rurais habitadas, com sirenes
de longo alcance, próprias para notificação e
alerta de massa.
Reestruturação da Defesa Civil Implantar medidas de incremento da estrutura
de apoio aos sistemas de emergência e alerta a
partir de uma atuação integrada à Defesa Civil nos
municípios de Mariana, Barra Longa, Rio Doce e
Santa Cruz do Escalvado, mantendo por 5 (cinco)
anos, a contar de março de 2017.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Sistema de Monitoramento e Alerta de Cheias Desenvolver e implantar um sistema de


monitoramento e alerta de cheias nos Rios Carmo
e Gualaxo, especificamente para as localidades
ribeirinhas do rio Gualaxo do Norte e a área urbana
da cidade de Barra Longa
Monitoramento e Manutenção do Sistema de Garantir a disponibilidade das sirenes de
Alerta de Emergência e de Cheias emergência do SAE e dos instrumentos de
medição de nível e pluviômetros do SAC.
Execução de Censo Populacional e Simulados Capacitar a população vulnerável e avaliar a
Reais resposta do Sistema de Proteção e Defesa Civil
frente aos cenários de risco.
Processo de Apoio à Defesa Civil Apoiar a implantação de medidas de incremento
na esturtura das Defesas Civis para gerenciamento
de riscos e desastre, conforme diagnósticos
realizado e processos de suporte definidos de
forma conjunta.

5 – Data de Início e Término

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG034 - Preparação para as
02-03-2016 31-03-2022 02-03-2016 31-03-2022
emergências ambientais
Fase do Programa: 01- Definição 02-03-2016 30-12-2018 02-03-2016 30-12-2018
Fase do Programa: 02- Execução 02-03-2016 31-03-2022 02-03-2016 31-03-2022
Fase do Programa: 03- Encerramento 31-03-2022 31-03-2022 02-03-2016 31-03-2022

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Eixos estratégicos Objetivos


Instalar sistema de alerta de emergência nas comunidades e
Instalação de Sistema de Alerta de áreas rurais habitadas, com sirenes de longo alcance, próprias
Emergência para notificação e alerta de massa.

Reestruturação da Defesa Civil Implantar medidas de incremento da estrutura de apoio aos


sistemas de emergência e alerta a partir de uma atuação
integrada à Defesa Civil nos municípios de Mariana, Barra
Longa, Rio Doce e Santa Cruz do Escalvado, mantendo por 5
(cinco) anos, a contar de março de 2017.
Sistema de Monitoramento e Alerta de Desenvolver e implantar um sistema de monitoramento e
Cheias alerta de cheias nos Rios Carmo e Gualaxo, especificamente
para as localidades ribeirinhas do rio Gualaxo do Norte e a
área urbana da cidade de Barra Longa.

Monitoramento e Manutenção do Garantir a disponibilidade das sirenes de emergência do SAE


Sistema de Alerta de Emergência e de e dos instrumentos de medição de nível e pluviômetros do
Cheias SAC.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Execução de Censo Populacional e Capacitar a população vulnerável e avaliar a resposta do


Simulados Reais Sistema de Proteção e Defesa Civil frente aos cenários de
risco.
Processo de Apoio à Defesa Civil Apoiar a implantação de medidas de incremento na estrutura
das Defesas Civis para gerenciamento de riscos e desastres,
conforme diagnóstico realizado e processos de suporte
definidos de forma conjunta.

8 - Principais entregas (até março/2019):

Principais entregas Data da entrega Munícipios atendidos Quantitativo


Construção e aprovação 02/9/2016 Mariana, Barra Longa,
do diagnóstico com as Rio Doce e Santa Cruz
defesas civis do Escalvado
Instalações das sirenes 02/3/2017 Mariana, Barra Longa 31 sirenes instaladas
de emergências
Instalação do sistema de 02/3/2017 Mariana, Barra Longa Estações Linigráficas e réguas de
monitoramento e alerta nível instaladas ao longo do Rio
de cheias do Carmo e Gualaxo.
Sistema desenvolvido e em
operação pela Renova com as
Defesas Civis de Mariana e Barra
Longa treinadas, acompanhando
o desenvolvimento dos trabalhos.
Treinamento na Ano: 2017 Mariana, Barra Longa,
metodologia do Sistema Rio Doce e Santa Cruz
de Comando em do Escalvado
Operações (SCO)
Aprovação da proposta 02/3/2017 Mariana, Barra Longa, Escola Segura
de trabalho para o Rio Doce e Santa Cruz Núcleo de Proteção e Defesa Civil
período de 5 anos com do Escalvado (NUPDEC)
as defesas civis (Barra Comitê Gestor de Risco
Longa, Mariana, Santa
Cruz do Escalvado e Rio
Doce)
Participação nos Anual Mariana, Barra Longa 05 simulados realizados até o
planejamentos e (2016,2017, momento
preparação dos 2018)
simulados anuais da
Barragem de Germano
Atualização Censo e Anualmente - Mariana, Barra Longa Atualização anual, sendo a última
Índice de Debilidade atualizado em em Dez/2018
Dez/2018
Entrega do Kit de 03/10/2017 Mariana, Barra Longa, Lista de equipamentos em anexo
equipamentos às Rio Doce e Santa Cruz
defesas civis do Escalvado
Estruturação de equipe Novembro/2017 Mariana, Barra Longa, Implantação dos subprocessos:
técnica / contratação de Rio Doce e Santa Cruz “Escola Segura”, “Nupdec”,
empresa para execução do Escalvado “Comitê Gestor de Risco”
do programa Projeto de
Apoio à Defesa Civil
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Digitalização do Sistema 29/3/2019 Municípios com Condicionado à PMMG


de Radiocomunicação cobertura da 21ª Cia disponibilizar/compartilhar faixa
da PMMG – 21ª Cia PM Ind (Ponte Nova, de rede rádio para defesas civis:
Ind. De Ponte Nova – Acaiaca, Amparo da Mariana, Barra Longa, Rio Doce,
Deliberação CIF nº 128 Serra, Barra Longa, Santa Cruz do Escalvado
Guaraciaba, Jequeri,
Oratórios, Piedade de
Ponte Nova, Rio Casca,
Rio Doce, Santa Cruz
do Escalvado, Santo
Antônio do Grama,
São Pedro dos Ferros,
Urucânia) e Mariana

9 - Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


Disponibilidade do Sistema de % 98% Trimestral
Alerta de Emergência
Disponibilidade do Sistema de % 90% Anual
Alerta de Cheias
Autoavaliação do governo local Ponto Aumentar 1 ponto Anual
para resiliência à desastres

10 - Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019)
sido atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
Disponibilidade do Sistema de 98% 98,50%
Alerta de Emergência
Disponibilidade do Sistema de 90% A metodologia para medição do
Alerta de Cheias indicador está em construção,
entretanto é realizado
acompanhamento mensal através das
medições de contrato
Auto avaliação do governo local 1 Ponto Como a medição do indicador é
para resiliência à desastres anual, foi aplicado autoavaliação no
início dos trabalhos/atividades dos 03
subprocessos (Escola Segura, Nupdec
e Comitê Gestor de Risco) e está
aguardando completar os meses para
aplicação da nova autoavaliação
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Figura 22: Rede de monitoramento de cheias

Figura 23: Item do Kit de equipamentos doados as Defesas Civis de Mariana, Barra Longa, Rio Doce e Santa Cruz do
Escalvado (Veículo 4x4)
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 35 – Programa de Informação para a


População (Centro de Informações Técnicas – CIT)
1 – Cláusula do TTAC: 174

2 – Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em 29/11/2018

3 – Natureza do Programa: Compensatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


O programa tem o objetivo de implantar um CIT da Área Ambiental 1 em Mariana, bem como,
um CIT em na cidade de Governador Valadares (MG) e um no Espírito Santo no município
de Linhares, permanentemente interligados. Essas estruturas, são destinadas a comunicar e
informar a população quanto aos aspectos socioambientais e socioeconômicos relativos a
essas áreas.

5 – Data de início

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG035 - Informação para a
30-12-2016 16-04-2031 30-12-2016 30-12-2029
população da Área Ambiental 1
Fase do Programa: 01- Definição 30-12-2016 28-05-2019 30-12-2016 17-12-2018
Fase do Programa: 02- Execução 10-08-2017 16-04-2031 10-08-2017 30-12-2029
Fase do Programa: 03- Encerramento 26-02-2028 16-04-2031 27-08-2027 30-12-2029

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Processo/Projeto Objetivos
Projeto de Adequação dos CITs em Estruturar e definir as diretrizes e a metodologia de
Mariana, Governador Valadares e informação, bem como realizar a adequação dos CITs
Espírito Santo (Programa de Informação para a População) em um
programa estruturado.
Processo de comunicação, interação e Alimentar / renovar os espaços com informações atualizadas
engajamento com as comunidades sobre os programas e projetos em desenvolvimento pela
Renova, bem como promover a interação e engajamento das
comunidades com o espaço.

8 - Principais entregas (até março/2019):


• Abertura do CIT de Mariana (Casa do Jardim), em agosto de 2018;
• Definição da localidade para implantação do CIT em Regência (munícipio de Linhares-
ES) em julho de 2018, pela Câmara Técnica de Participação, Diálogo e Controle Social
(CTPDCS);
• Elaboração e aprovação da Concepção do CIT de Governador Valadares pelas partes
interessadas, por meio de oficinas participativas realizadas em julho de 2017;
• Elaboração do Plano de Trabalho para celebração do Acordo de Cooperação, entre
Fundação Renova e ICMBio, em janeiro de 2019.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

9 - Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


I1 - Pesquisa de Opinião sobre o CITs durante a visitação % 80% (*)
I2 - Pesquisa de Opinião sobre o conteúdo apresentado em % 80% (*)
cada espaço expositivo do CITs durante a visitação
I3 - Pesquisa de Percepção sobre os CITs com as % 80% (*)
comunidades envolvidas
* Por solicitação da CT-PDCS, não foi possível iniciar a medição dos indicadores do PG 35. A Câmara
Técnica emitiu a Deliberação 230, solicitando uma oficina para aperfeiçoar os indicadores deste PG e do
PG06 e PG36.

10 - Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019)
sido atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
Por solicitação da CT-PDCS, não
foi possível iniciar a medição dos
indicadores do PG 35. A Câmara
Técnica emitiu a Deliberação
230, solicitando uma oficina para
aperfeiçoar os indicadores deste PG e
do PG06 e PG 36.

11 – Anexos
Casa do Jardim (Mariana – MG) e Projeto CIT de Governador Valadares:

Maquete Interativa – Memórias Mapeadas


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Manequins com depoimentos de moradores atingidos - Vozes Cenário Tablet – Conhecendo mais sobre... Programas
da Memória disponíveis no cenário- Vozes da Memória

Cenário Tablet – Conhecendo mais sobre...atingidos - Vozes da Sala Imersiva – Caminho da Transformação
Memória

Linha do Tempo – Os Caminhos do Ouro Espaço de Projeção de Vídeos sobre as ações da Fundação
Renova
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Oficina Participativa, realizadas no CIT de Mariana (MG) Casa do Projeto CIT: Sala Expositiva – Eixo Temático – Intervenção
Jardim – Mariana (MG) Humana - Governador Valadares (MG)Programas disponíveis no
cenário- Vozes da Memória

Projeto CIT: Sala Expositiva – Eixo Temático – Pesca - Projeto CIT: Sala Expositiva – Eixo Temático – Conhecendo a
Governador Valadares (MG) Bacia do Rio Doce – Governador Valadares-MG

Contribuições dos participantes com o conteúdo - Sala 1 Tema: Representantes da UFMG apresentando o Projeto conceitual do
Conhecendo a Bacia do Rio Doce 0 oficina participativa CIT de CIT de Governador Valadares-MG, construído durante as oficinas
Governador Valadares-MG - julho/2018 participativas - julho/2018
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 36 - Comunicação Nacional e


Internacional
1 – Cláusula do TTAC: 175

2 – Status de aprovação: Em análise pela CT

3 – Natureza do Programa: Compensatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


Estabelecer sítio eletrônico, em no mínimo dois idiomas, para divulgar as ações e os programas
desenvolvidos em função do TTAC. (Cláusula 175 e revisão extraordinária 3, de 30/08/2018).
• Comunicar à sociedade e às comunidades sobre as ações conduzidas pela Fundação
Renova.
• Contrapor boatos e notícias de teor falso nas redes sociais.
• Ampliar o alcance das informações e abrir espaço para discussão e construção coletiva de
ideias relacionadas ao processo de reparação e compensação conduzidos pela Fundação
Renova.

5 – Data de Início e Término

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG036 - Comunicação Nacional
01-06-2016 01-07-2026 01-06-2016 01-07-2027
e Internacional
Fase do Programa: 01- Definição 30-12-2016 21-04-2019 30-12-2016 05-12-2018
Fase do Programa: 02- Execução 01-06-2016 01-07-2026 01-06-2016 20-08-2026
Fase do Programa: 03- Encerramento 02-01-2026 01-07-2026 20-08-2026 01-07-2027

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Processo/Projeto Objetivos
Abrir um canal de comunicação digital entre a Fundação
Projeto de implantação da plataforma Renova e a sociedade, divulgando informações sobre o
digital andamento dos programas previstos no TTAC, de forma
compreensível e transparente, nos idiomas português e
inglês.
Processo de comunicação internacional Objetiva a produção de conteúdo recorrente para o site,
e manutenção do site incluindo textos em português e inglês; imagens, infográficos
e vídeos.

7 - Principais entregas (até março/2019):


• Criação e manutenção do site, como plataforma de divulgação das ações realizadas pela
Fundação Renova, nos idiomas português e inglês;
• Criação e manutenção de páginas e canais de contato pelas redes sociais (Facebook,
Instagram, YouTube, Google Plus, LinkedIn);
• Cobertura e transmissões de eventos, reuniões, workshops, palestras e hangouts;
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

• Divulgação de ações e serviços da reparação para diversos públicos;


• Criação e manutenção da página de Perguntas Frequentes no site;
• Atualização periódica de status dos programas.
Atendimentos da NT. 10/2018
• Apresentar cronograma de reformulação do site da Fundação Renova observando todas as
recomendações constantes da Nota Técnica 06.
• i. Caixa de comentários, sem moderação ao final de todas as notícias;
• ii. Pergunta ao final de cada notícia se as informações apresentadas foram úteis para o
usuário;
• iii. Dar destaque a conteúdos explicativos, não somente em Perguntas e Respostas;
• iv. Criação de agenda e pautas das atividades da Fundação Renova com os atingidos nos
territórios.
• Devem ser definidos até dezembro de 2018, o indicador para as redes sociais oficiais da
Fundação Renova e a verificação da meta de 14 mil acessos/ mês com parâmetros setoriais/
geográficos.

8 - Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


I01 – Acessos das cidades # 15 mil/mês Aguardando aprovação da CT
prioritárias ao site
I02 – Visualizações de páginas # 20 mil/mês Aguardando aprovação da CT
de serviço
I03 – Tempo de resposta # Média de 24 horas/ Aguardando aprovação da CT
mês
I04 – Alcance Orgânico LinkedIn # 30 mil/mês Aguardando aprovação da CT
I05 – Alcance Orgânico # 45 mil/mês Aguardando aprovação da CT
Facebook
I05 – Visualizações no YouTube # 1,4 mil/mês Aguardando aprovação da CT

9 - Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
I01 – Acessos das cidades 15 mil/mês 25.955 A métrica está em aprovação pela
prioritárias ao site CT.
I02 – Visualizações de páginas de 20 mil/mês 40.899 A métrica está em aprovação pela
serviço CT.
I03 – Tempo de resposta Média de 24 Ainda não A métrica está em aprovação pela
horas/mês apurado CT.
I04 – Alcance Orgânico LinkedIn 30 mil/mês Ainda não A métrica está em aprovação pela
apurado CT.
I05 – Alcance Orgânico Facebook 45 mil/mês Ainda não A métrica está em aprovação pela
apurado CT.
I05 – Visualizações no YouTube 1,4 mil/mês 96.738 A métrica está em aprovação pela
CT.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 37, Gestão de Riscos Ambientais


(PROGRAMA ENCERRADO)
1- Cláusulas do TTAC:

2- Status de aprovação:

3- Natureza do programa:

4- Definição do programa (objetivo geral)

5- Data de início:

6- Data de término (previsto):

7- Processo/Projetos e seus objetivos

8- Principais entregas (até março/2019)

9- Cronograma resumido (principais marcos e entregas)

10 – Indicadores

11- Resultados

12- Anexos
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 38, Investigação e monitoramento da


bacia do rio Doce, áreas estuarina, costeira e marinha
impactadas
1- Cláusulas do TTAC: 177, 178, 179

2- Status de aprovação:
Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em 24/01/2019

3- Natureza do programa: Reparatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


O objetivo geral é desenvolver e implementar um programa de investigação e monitoramento
da Bacia do Rio Doce, área estuarina, costeiras e marinha impactadas, gerando informações
sobre a qualidade da água e sedimentos para suportar a tomada de decisões dos demais
programas da Fundação Renova, órgãos ambientais e agências de água.

5- Data de Início e Término

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG038 - Monitoramento da Bacia
01-03-2016 26-10-2028 01-03-2016 26-10-2028
do Rio Doce
Fase do Programa: 01- Definição 01-05-2017 05-06-2018 01-05-2017 05-06-2018
Fase do Programa: 02- Execução 01-03-2016 26-10-2028 01-03-2016 20-10-2028
Fase do Programa: 03- Encerramento 12-05-2028 26-10-2028 12-05-2028 26-10-2028

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Desenvolver um programa de monitoramento quali-
quantitativo sistemático (PMQQS) de água e sedimentos de
Projeto de desenvolvimento do caráter permanente, além de um monitoramento dos impactos
PMQQS e Intervenções das intervenções de recuperação ambiental sobre a qualidade
da água, para atendimento às solicitações dos membros da
Câmara Técnica de Segurança Hídrica e Qualidade da Água.
Implementar um programa de monitoramento quali-
quantitativo sistemático (PMQQS) de água e sedimentos de
Projeto de implantação do PMQQS e
caráter permanente, além de monitoramento dos impactos das
intervenções
intervenções de recuperação ambiental sobre a qualidade da
água.
Projeto de desenvolvimento Programa Desenvolver um programa de monitoramento da qualidade da
de Monitoramento da Qualidade da água para consumo humano, para atendimento à solicitação
Água para Consumo Humano da Câmara Técnica de Saúde.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Executar o programa de monitoramento quali-quantitativo


sistemático (PMQQS) de água e sedimentos de caráter
Processo de monitoramento PMQQS
permanente e operar as estações automáticas de
monitoramento.
Executar o programa de monitoramento das intervenções
Processo de monitoramento das
(PMQQVAI) e operar as estações automáticas de
Intervenções
monitoramento.

7- Principais entregas (até março/2019)


• Implantação da rede de monitoramento automática do PMQQS;
• Estruturação e compartilhamento de um banco de dados do monitoramento com os órgãos integrantes
da CT-SHQA;
• Publicação no site do Primeiro Relatório Parcial do PMQQS;
• Aprovação do Primeiro Relatório Trimestral do monitoramento de Intervenções (PMQQVAI);
• Disponibilização dos dados validados pelo CIF do primeiro ano de monitoramento do PMQQS no site
da Renova.

8 – Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


01 - Aderência ao plano de coletas e análises
% 90% Ago/2017
laboratoriais
02 – Disponibilidade dos dados de
% 80% Ago/2017
monitoramento das estações automáticas
03 – Disponibilização dos dados validados em
% 80% Não iniciado*
função do plano de coletas
04 – Relatórios de QA/QC aprovados pelo GTA-
% 100% Não iniciado*
PMQQS

*Os indicadores com medição não iniciada foram inseridos pela NT 26 do GTA-PMQQS ainda
em discussão interna.

9 - Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
O desvio observado é decorrente
01 - Aderência ao plano de atrasos das entregas dos laudos
de coletas e análises 90% 64% das análises laboratoriais, com isso a
laboratoriais empresa responsável foi notificada e
multada.
02 – Disponibilidade dos
dados de monitoramento 80% 95% Sem desvio.
das estações automáticas
Os indicadores com medição não
03 – Disponibilização de
iniciada foram inseridos pela NT 26
dados validados em função 80% Não iniciado
do GTA-PMQQS ainda em discussão
do plano de coletas
interna.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Os indicadores com medição não


04 – Relatórios de QA/QC iniciada foram inseridos pela NT 26
100% Não iniciado
aprovados pelo GTA-PMQQS do GTA-PMQQS ainda em discussão
interna.

10- Anexos

• Estação automática no rio do Carmo em Barra Longa/MG e rio Doce em Colatina/ES.

• Equipes de coletas de amostras do programa de monitoramento - PMQQS


Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 39 - Programa de Consolidação de


Unidades de Conservação
1 – Cláusula do TTAC: 181 e 182

2 – Status de aprovação: Escopo e indicadores aprovados parcialmente pelo CIF em


30/10/2018

3 – Natureza do Programa: Reparatório e compensatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


• Avaliar os impactos nas Unidades de Conservação direta e indiretamente afetadas pelo
rompimento e implementar ações de reparação necessárias;
• Custear e implementar as ações referentes à consolidação do Parque Estadual do Rio Doce
e o Refúgio de Vida Silvestre de Santa Cruz, adotando conceito definido na Nota Técnica n°
18/2018/CTBio/DIBIO/ICMBio;
• Elaborar e implementar o plano de manejo, bem como construir a sede da Área de Proteção
Ambiental na foz do rio Doce, a ser criada pelo poder público.

5 – Data de Início e Término

Início Término
Nome da tarefa Início Término Linha Linha de
de Base Base
Programa: PG039 - Consolidação das
29-06-2016 29-06-2026 29-06-2016 30-12-2025
unidades de Conservação
Fase do Programa: 01- Definição 27-06-2017 29-04-2019 27-06-2017 29-04-2019
Fase do Programa: 02- Execução 29-06-2016 29-06-2026 29-06-2016 29-06-2026
Fase do Programa: 03- Encerramento 12-01-2026 29-06-2026 12-01-2026 29-06-2026

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Processo/Projeto Objetivos
Projeto de Avaliação das Unidades de Conservação (UCs) e Recuperação das UCs Impactadas
Fase 1: Estudo de Avaliação dos Realizar estudos de avaliação de impactos ambientais em 40
Impactos Ambientais nas UCs UCs conforme Deliberações CIF nº 36 e 179.
Fase 2: Elaboração do Plano de Ação Planejar ações de reparação para os impactos sobre as UCs
de Reparação das UCs Impactadas relacionados ao rompimento da Barragem de Fundão.
Fase 3: Implementação das Ações de Executar ações de reparação para os impactos sobre as UCs
Reparação das UCs Impactadas relacionados ao rompimento da barragem de Fundão.
Fase 4: Monitoramento das UCs Acompanhar a efetividade das ações de reparação nas UCs
Impactadas impactadas pelo rompimento da Barragem de Fundão.
Consolidação do Refúgio de Vida Execução das ações compensatórias elencadas pelo gestor
Silvestre de Santa Cruz (REVIS) da UC previstas no Plano de Trabalho aprovado pelo CIF e
estabelecidas no Plano de Manejo.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Consolidação do Parque Estadual do Execução das ações compensatórias elencadas pelo gestor
Rio Doce (PERD) da UC previstas no Plano de Trabalho aprovado pelo CIF e
estabelecidas no Plano de Manejo.
Consolidação e Construção da Sede da Elaborar projeto arquitetônico e construir a sede da UC
Área de Proteção Ambiental (APA) na na foz do rio Doce, após sua criação pelo Poder Público.
Foz do Rio Doce Execução das ações compensatórias elencadas pelo gestor
da UC previstas no Plano de Trabalho aprovado pelo CIF e
estabelecidas no Plano de Manejo.

7 - Principais entregas (até março/2019):


• Aprovação do Plano de Trabalho para execução da Cláusula 181 pela Deliberação CIF n°
149/2018 (30/01/2018).
• Realização da “Oficina de diretrizes para consolidação de unidades de conservação afetadas
pelo rompimento da Barragem de Fundão – cláusula 182 do TTAC”, que definiu o conceito
de consolidação a ser utilizado nas ações de compensação em UCs (16 e 17/10/2018).
• Assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre Renova e ICMBio para a consolidação
do Refúgio de Vida Silvestre de Santa Cruz e publicação no Diário Oficial da União
(19/12/2018).
• Entrega dos Diagnósticos Preliminares e realização de Oficinas de Diagnóstico de seis
Unidades de Conservação continentais (fevereiro/2019).

8 - Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


I01 - Quantidade de UCs com % 100 Dez/2019
avaliação concluída
I02 - Quantidade de UCs com % 100 Abr/2020
planos de trabalho definidos e
aprovados
I03 - Execução das % 100 Mai/2020
ações reparadoras e/ou
compensatórias
I04 - Execução de outras ações % 100 Set/2020
compensatórias do Refúgio de
Vida Silvestre de Santa Cruz
(REVIS)
I05 - Execução do Plano de % 100 Fev/2022
Manejo do Refúgio de Vida
Silvestre de Santa Cruz (REVIS)
I06 - Execução de outras ações % 100 A definir
compensatórias do Parque
Estadual do Rio Doce (PERD)
I07 - Execução do Plano de % 100 A definir
Manejo do Parque Estadual do
Rio Doce (PERD)
I08 - Execução do Plano de % 100 A definir
Manejo da APA na foz do rio
Doce
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

I09 - Construção da sede da APA % 100 A definir


na foz do rio Doce

9 - Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019)
sido atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
I01 - Quantidade de UCs com - - A conclusão das avaliações no primeiro
avaliação concluída conjunto de UCs será iniciada em
dezembro de 2019.
I02 - Quantidade de UCs com - - Caso sejam necessárias medidas
planos de trabalho definidos e de reparação nas UCs avaliadas, as
aprovados primeiras propostas de execução serão
devem estar aprovadas pelo CIF até
abril de 2020.
I03 - Execução das ações - - Em caso de aprovação pelo CIF,
reparadoras e/ou compensatórias o processo de contratação para
execução das medidas reparatórias
será iniciado em maio de 2020.
I04 - Execução de outras ações - - Conforme cronograma do Plano de
compensatórias do Refúgio de Vida Trabalho apresentado pelo ICMBio, a
Silvestre de Santa Cruz (REVIS) execução de medidas compensatórias
não-prioritárias será iniciada em
setembro de 2020.
I05 - Execução do Plano de Manejo - - Conforme cronograma do Plano de
do Refúgio de Vida Silvestre de Trabalho apresentado pelo ICMBio,
Santa Cruz (REVIS) a execução do Plano de Manejo do
REVIS será iniciada em fevereiro de
2022.
I06 - Execução de outras ações - - Depende da entrega, pelo IEF, de
compensatórias do Parque Plano de Trabalho para construção de
Estadual do Rio Doce (PERD) cronograma de execução.
I07 - Execução do Plano de Manejo - - Depende da entrega, pelo IEF, de
do Parque Estadual do Rio Doce- Plano de Trabalho para construção de
(PERD) cronograma de execução.
I08 - Execução do Plano de Manejo - - Depende da criação da UC e entrega
da APA na foz do rio Doce de Plano de Trabalho, pelo ICMBio,
para construção de cronograma de
execução.
I09 - Construção da sede da APA - - Depende da criação da UC e entrega
na foz do rio Doce de Plano de Trabalho, pelo ICMBio,
para construção de cronograma de
execução.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 40, Programa de Fomento ao CAR PRA


1- Cláusulas do TTAC: 183

2- Status de aprovação:
Em análise pela CT (Aprovado pela CT em 29/03/2019)

3- Natureza do programa: Compensatório

4- Definição do programa (objetivo geral)


Prestar suporte e apoio técnico para o cadastramento dos imóveis rurais no CAR, além de
fomentar a elaboração e a implementação dos respectivos PRAs, conforme previsto na Cláusula
183 do TTAC.

5- Data de Início e Término


Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG017/PG025/
01-12-2015 09-09-2026 01-12-2015 09-09-2026
PG040 - Projeto 1 UST
Fase do Programa: 01- Definição 01-11-2017 01-11-2017 01-11-2017 01-11-2017
Fase do Programa: 02- Execução 01-12-2015 09-09-2026 01-12-2015 09-09-2026
Fase do Programa: 03- Encerramento 09-09-2026 09-09-2026 09-09-2026 09-09-2026

6- Processo/Projetos e seus objetivos

Processo/Projeto Objetivos
Elaboração/Retificação do Cadastro Ambiental Rural - CAR
Fomento ao CAR em conjunto com o proprietário/posseiro ou membro do
núcleo familiar.
Elaboração do Programa de Regularização Ambiental – PRA
Fomento ao PRA em conjunto com o proprietário/posseiro ou membro do
núcleo familiar.

7- Principais entregas (até março/2019)


Não se aplica.

8 – Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


Percentual de execução do CAR = nº de CAR
% 100% Imediato
Ativo / nº de imóveis aderidos ao programa.
Taxa de imóveis com PRA e PRADA elaborados
Após regulamentação do
em relação aos imóveis que aderiram ao % 100%
PRA
programa.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Taxa de Termos de Compromissos assinados


pelos proprietários/posseiros com o órgão Após a Elaboração do
% 100%
gestor do CAR/PRA em relação aos imóveis PRA
que aderiram ao programa

10- Resultados

Justificativa (caso meta


Indicador Meta (março/2019) não tenha sido atingida ou
mensurada)
Prevista Realizada
Percentual de execução do CAR Já há condições de ser
Não
= nº de CAR Ativo / nº de imóveis Não Prevista mensurado. Espera-se iniciar a
Mensurada
aderidos ao programa. medição em maio/2019.

Taxa de imóveis com PRA e PRADA


Não Aguardar regulamentação do
elaborados em relação aos imóveis Não Prevista
Mensurada PRA em MG
que aderiram ao programa.

Taxa de Termos de Compromissos


assinados pelos proprietários/
Não Aguardar regulamentação do
posseiros com o órgão gestor do Não Prevista
Mensurada PRA em MG
CAR/PRA em relação aos imóveis
que aderiram ao programa

12- Anexos
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

Programa 42 – Ressarcimento de Gastos Públicos


Extraordinários
1 – Cláusula do TTAC: 141, 142 e 143

2 – Status de aprovação: Em análise pela CT

3 – Natureza do Programa: Reparatório

4 – Definição do programa (objetivo geral):


Ressarcir os compromitentes do TTAC e os municípios que compreendem sua área de
abrangência, pelos gastos públicos extraordinários decorrentes do evento através de
comprovação por meio de documentos oficiais, observada a política de compliance da
Fundação, conforme cláusulas 141 a 143 do TTAC.

5 – Data de Início e Término

Término
Início Linha
Nome da tarefa Início Término Linha de
de Base
Base
Programa: PG042 - Ressarcimento dos
10-01-2017 06-01-2020 10-01-2017 18-06-2019
gastos públicos
Fase do Programa: 01- Definição 10-01-2017 19-02-2019 10-01-2017 18-12-2018
Fase do Programa: 02- Execução 10-01-2017 22-07-2019 10-01-2017 03-04-2019
Fase do Programa: 03- Encerramento 23-07-2019 06-01-2020 04-04-2019 18-06-2019

6 – Processo/Projetos e seus objetivos:

Eixos estratégicos Objetivos


Processo de ressarcimento e auditorias Ressarcir despesas realizadas pelos compromitentes do
TTAC que atendam aos critérios definidos. As despesas
identificadas pelas prefeituras e órgãos compromitentes
serão asseguradas por empresa de auditoria independente.

7 - Principais entregas (até março/2019):


• 95% dos órgãos compromitentes ressarcidos.
• 63% das prefeituras ressarcidas.
• 101,6% dos recursos previstos na cláusula 141 desembolsados aos compromitentes.
Deliberação 267 do CIF (2019)

Status dos Programas

8 - Indicadores

Indicador Unidade Meta Início da medição


I01 – Quantidade de órgãos % 100% Out/2017
compromitentes ressarcidos
I02 – Quantidade de prefeituras % 100% Out/2018
ressarcidas

9- Resultados

Justificativa (caso meta não tenha


Indicador Meta (março/2019)
sido atingida ou mensurada)
Prevista Realizada
I01 – Quantidade de órgãos 95% 95% Dados março/2019
compromitentes ressarcidos
I02 – Quantidade de prefeituras 60% 63% Dados março/2019
ressarcidas