Você está na página 1de 30

14ª Avaliação de Perdas no

Varejo Brasileiro
Supermercados
Apresentação

Este relatório apresenta os resultados da 14ª Avaliação de Perdas realizada com


os principais supermercados do Brasil. As edições deste ano e do ano passado tiveram um
número significativamente maior de respondentes em relação aos anos anteriores, o que
permitiu a obtenção de resultados mais representativos a respeito do tratamento e
aprimoramento do processo de prevenção de perdas no setor.

O sucesso desse levantamento e consequente aumento de acurácia dos


resultados é fruto do esforço e colaboração das empresas em fornecer informações sobre
as suas estratégias e levantamentos de perdas.

2
Objetivo da Pesquisa de Perdas

O principal objetivo desta pesquisa é destacar a relevância do investimento na


melhoria dos processos de prevenção de perdas no varejo brasileiro, por meio da
apresentação anual da situação desta prática nas empresas que operam no País. É
também objetivo da Pesquisa fornecer parâmetros de comparação dos programas e
técnicas utilizadas pelas empresas para combater e prevenir as perdas.

Este relatório reúne os resultados informados pelas empresas supermercadistas.


Caracterização da Amostra
Amostra

Crescimento de
DADOS FÍSICOS TOTAL
37% em relação
Número de respondentes 293 a 2012

Número de Lojas 2.854


Número de Centro de Distribuição 277
Número de Check-outs 34.093
Área de Vendas (em m²) 4.246.439
Número de funcionários 301.097
Estados em que os respondentes da pesquisa
possuem lojas (%)
SP -São Paulo 29,0%
MG - Minas Gerais 17,1%
RS- Rio Grande do Sul 16,4%
SC- Santa Catarina 10,6%
PR - Paraná 10,6%
GO - Goiás 6,1%
BA - Bahia 5,1%
RJ - Rio de Janeiro 4,4%
CE - Ceará 4,1%
PB - Paraíba 3,1%
DF - Distrito Federal 2,7%
MS - Mato Grosso do Sul 2,7%
RN - Rio Grande do Norte 2,4%
PE - Pernambuco 2,4%
SE - Sergipe 2,0%
TO - Tocantins 2,0%
AL - Alagoas 2,0%
PI - Piauí 1,7%
MT - Mato Grosso 1,4%
ES - Espírito Santo 1,0%
AC - Acre 1,0%
RO -Rondônia 0,7%
MA - Maranhão 0,7%
PA - Pará 0,3%
AM - Amazonas 0,3%
AP - Amapá 0,3%
RR- Roraima 0,0%

6
Segmento (modelo de loja) de atuação

Supermercado até 300m²

6% 22%
13%
Supermercado acima de
301 m²

89%
Hipermercado

Atacarejo
Amostra: faixa de faturamento bruto anual (R$)

23,2%

18,4%
19,5% 44,8% das empresas
respondentes têm
15,4% faturamento acima de
R$ 100 milhões
12,3%

9,2% 9,6% 9,6%

7,2%

4,8%

Até R$ 1 milhão De R$ 1,1 milhão a R$ De R$ 5,1 milhões a R$ De R$ 10,1 milhão a R$ De R$ 20,1 a R$ 50 De R$ 50,1 a R$ 100 De R$ 101 a R$ 300 De R$ 301 a R$ 500 De R$ 501 a R$ 1 Acima de R$ 1 bilhão
5 milhões 10 milhões 20 milhões milhões milhões milhões milhões bilhão

8
Expressivo crescimento do número de empresas que
possuem área de prevenção de perdas

Sua empresa possui área de prevenção de perdas?


2013

39%
2012

61%
28,0%

72,0%

Sim Não

9
Todos os hipermercados da amostra contam com
área de prevenção de perdas

Possuem programas estruturados de prevenção de perdas, por ramo de atuação Supermercados de


menor porte ainda
precisam estruturar
suas áreas de perdas.
35% 42%
61%

100%

65% 58%
39%

Atacarejo Hipermercado Supermercado acima de 301 m² Supermercado até 300m²

Sim Não

10
Resultados da Pesquisa
2014
Índice de perdas por departamento 2013
Preço de custo/ Preço de custo/
Categorias
Faturamento Bruto Faturamento Líquido
Geral 1,94 2,52
Mercearia Líquida 0,89 0,93
Mercearia Seca 1,12 1,29
Padaria e confeitaria 1,72 3,77
Demais Perecíveis 2,28 2,66
Peixaria 3,95 4,43
Açougue 2,92 3,11
FLV 6,53 6,69
Limpeza em geral 0,73 0,82
Higiene e Perfumaria 2,05 2,30
Bazar 2,25 2,70
Eletroeletrônicos 0,74 0,89
Têxtil 2,29 3,04
PET 1,00 1,16

12
Índice de perdas por região (2013)

Preço de custo/ Preço de custo/


Categorias
Faturamento Bruto Faturamento Líquido
Brasil 1,94 2,52
Centro-Oeste 1,79 2,41
Nordeste 2,13 2,78
Norte 2,78 3,55
Sudeste 1,92 2,60
Sul 1,47 1,92
Índice de perdas: série histórica

2,52%
2,36% 2,33%
2,26%
2,15%
2,05%
1,97% 1,96% 1,95%
1,78%

2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013

14
Perdas por Seções – Regiões
Índice de perdas por seções, por região (%)
Categorias Centro-Oeste Nordeste Norte Sudeste Sul Brasil
Geral 2,41 2,78 3,55 2,60 1,92 2,52
Mercearia Líquida 0,87 0,78 1,63 1,03 0,59 0,93
Mercearia Seca 1,74 1,04 3,75 1,48 0,55 1,29
Padaria e confeitaria 2,71 5,54 5,27 2,99 5,25 3,77
Demais Perecíveis 2,63 3,39 3,53 2,79 1,67 2,66
Peixaria 3,32 4,31 5,19 4,78 2,30 4,43
Açougue 2,66 3,65 3,84 2,94 3,53 3,11
FLV 6,66 7,60 9,21 6,32 7,47 6,69
Limpeza em geral 0,65 0,69 0,38 0,94 0,43 0,82
Higiene e Perfumaria 2,01 2,31 1,70 2,94 0,71 2,30
Bazar 2,50 2,16 3,10 3,03 1,75 2,70
Eletroeletrônicos 1,16 0,69 2,42 1,06 0,26 0,89
Têxtil 2,54 3,20 3,38 3,29 1,85 3,04
PET 0,82 1,46 0,20 1,31 0,63 1,16

Fonte : Departamento de Economia e Pesquisa Abras

16
Perdas por Seções
Modelo de loja
Índice de perdas por seções, por modelo de loja (%)
Super até 300 Super acima de
Categorias
m2 300 m2
Hipermercado Atacarejo Geral
Geral 3,54 2,40 2,83 1,91 2,52
Mercearia Líquida 1,56 0,89 1,00 0,61 0,93
Mercearia Seca 1,71 1,17 1,63 0,78 1,29
Padaria e confeitaria 5,12 3,73 3,67 5,19 3,77
Demais Perecíveis 3,60 2,64 2,77 1,35 2,66
Peixaria 5,04 4,36 4,55 3,12 4,43
Açougue 9,07 3,19 2,64 2,02 3,11
FLV 9,05 6,36 7,54 5,07 6,69
Limpeza em Geral 0,93 0,78 0,91 0,52 0,82
Higiene e Perfumaria 3,13 1,97 3,09 1,54 2,30
Bazar 1,96 2,61 2,79 2,23 2,70
Eletroeletrônicos 0,04 0,93 0,89 4,56 0,89
Têxtil 0,56 2,76 3,11 3,85 3,04
PET 1,20 1,01 1,33 1,46 1,16

Fonte : Departamento de Economia e Pesquisa Abras

18
Dados Adicionais
Perdas Identificadas

2013

49,2% 50,8%

2012

45,8%
54,2%
identificadas não identificadas
Atacarejo conta com menores perdas de produtos com
validade vencida

Em relação às perdas identificadas, qual o percentual estimado dos produtos com validade vencida?

Média dos respondentes 14,7%


Supermercado até 300m² 12,6%

Supermercado acima de 301 m² 15,2%

Hipermercado 17,7%

Atacarejo 4,6%

21
Quebra em central de distribuição é pequena: 0,38%

Sua empresa possui central de distribuição/depósito?

43%

57%

Valor médio de transferência central


de distribuição :
SIM NÃO
R$ 71.043.128,80

Valor médio da quebra:


R$ 268.353,35

22
Todos Hipermercados contam com central de
distribuição

Central de distribuição/depósito por ramo de atuação

12% 18%
33%

100%
88% 82%
67%

Atacarejo Hipermercado Supermercado acima de 301 m² Supermercado até 300m²

Não Sim

23
Recursos tecnológicos utilizados em prevenção de perdas
CFTV - Circuito fechado de televisão 87% 13%

Uso de coletor de dados p/ realização do inventário 74% 26%

Alarmes de acesso 71% 29%

Rádios comunicadores 65% 35%

Cofre boca-de-lobo 64% 36%

Uso de coletor no recebimento 64% 36%

Solução de Monitoramento de frente de caixa 59% 41%

Software de monitoramento e acompanhamento das perdas 55% 45%

Espelhos 49% 51%

Controle de acesso eletrônico à área de tesouraria 45% 55%

Cabos, correntes ou disposit. de fixação de produtos 41% 59%

Lacradoras de sacolas 38% 62%

Caixas acrílicas 37% 63%

Etiqueta antifurto 33% 67%

Cadeados Eletrônicos 13% 87%

Sim Não
24
Atividades adotadas para prevenção de perdas

Treinamentos em Prevenção de Perdas para colaboradores 74% 26%

Introdução de processos mais cuidadosos no recrutamento e seleção 72% 28%

Comunicação de Prevenção de Perdas (mural de avisos,


51% 49%
jornais/revistas/artigos)

Participação nos lucros/remuneração variável atrelada aos resultados de


41% 59%
perdas

Telefone de denúncias / informações 39% 61%

Concursos de redução de perdas com premiações 29% 71%

Curso da Escola Nacional de Supermercados de Prevenção de Perdas 20% 80%

Outros 9% 91%

Sim Não

25
Processos: soluções de controles adotados
Controle de Troca (Cliente) 90% 10%

Controle detalhado de recebimento 79% 21%

Checagem do lixo 77% 23%

Auditoria do Inventário 74% 26%

Controles de transferência entre lojas 73% 27%

Auditorias de procedimentos operacionais 71% 29%

Controle de anulados e cancelados 71% 29%

Abordagens Reativas (na saída da loja) 66% 34%

Controle de acesso na portaria de funcionários 57% 43%

Abordagens Preventivas (interior da loja) 57% 43%

Revista na portaria / armários de funcionários 47% 53%

Utilização de saco de lixo transparente 36% 64%

Cliente Misterioso / Oculto 14% 86%

Sim Não

26
Aumenta o número de empresas que tratam PAR de forma
diferenciada em 2013

Empresas que tratam PAR de forma diferenciada

2013

17%
2012

83%
43,9%
56,1%

SIM NÃO

27
Nas lojas pequenas 33% ainda não diferenciam PAR

Tratam PAR de forma diferenciada por ramo de atuação

67%
82%
88%
100%

33%
18%
12%
Atacarejo Hipermercado Supermercado acima de 301 m² Supermercado até 300m²

Não Sim

28
Armazenagem e exposição em área controlada são as
soluções para minimizar perdas em PAR
Soluções adotadas para PAR
Armazenagem em área controlada - maior monitoramento de CFTV 92% 8%

Exposição em área controlada/Produtos na área confinada 91% 9%

Conferência detalhada 87% 13%

Inventários rotativos mais frequentes 80% 20%

Identificação do PAR no transporte 54% 46%

Utilização de embalagens especifica para confinamento no transporte 45% 55%

Outros 9% 91%

Sim Não

29
Parceiros:

Expediente:
Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS
Consultor econômico: Flávio Tayra
Analistas Responsáveis: Fabiana Alves e Moises Lira
E-mail: economia@abras.com.br

Ibevar – Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo


Coordenador: Nuno M. Martins Dias Fouto

30

Você também pode gostar