Você está na página 1de 7

CONCURSO NACIONAL DE LEITURA

Relembra a leitura de O pintor debaixo do lava-loiças, de Afonso Cruz. Assinala


com um círculo a opção correta.
1. A obra O pintor debaixo do lava-loiças está dividida em
a) 3 partes (Introdução, Desenvolvimento, Conclusão)
b) 4 partes (Prólogo, Introdução, O livro dos olhos, Epílogo)
c) 4 partes (Introdução, O livro dos olhos acesos, o livro dos olhos apagados,
Epílogo)

2. O narrador conta esta história


a) porque quer falar acerca do que se ouve no mundo
b) porque quer falar do que não se vê e está dentro de nós
c) porque quer falar sobre o que é evidente

3. A mãe de Sors
a) era engomadeira
b) trabalhava numa repartição pública
c) era cozinheira

4. O pai de Sors
a) era mordomo e detestava armas
b) era mordomo e gostava muito de armas
c) era coronel e proprietário de muitas armas

5. Quando Sors nasceu, a mãe começou a chorar porque


a) o filho era raquítico
b) a parteira disse que ele seria um artista
c) o pai achou que ele parecia um rato

6. O coronel Möller era


a) um homem sensível, preocupado com a educação das crianças e que
procurava livros sobre o assunto
b) um homem desprezível, que detestava crianças e procurava maneira de as
arreliar
c) um individualista, que não queria crianças, para não ter de as levar ao parque
a brincar

1
7. O coronel Möller defendia que
a) o ser humano possui três vontades (uma na cabeça, uma na barriga e outra
na alma)
b) a mulher tem duas barrigas (uma na cabeça e outra no ventre)
c) o ser humano possui três estômagos (um na barriga, um no peito e outro na
cabeça)

8. Para o mordomo, as palavras são


a) invisíveis
b) o mais importante na vida
c) uma palermice

9. Joseph Sors escreveu


a) a história de Tristão e Isolda
b) a história de Romeu e Julieta
c) a história de amor dos seus pais

10. O coronel Möller e o mordomo


a) eram dois homens sensíveis e muito amigos um do outro
b) tinham visões diferentes sobre a educação das crianças
c) tinham os mesmos gostos artísticos

11. Joseph Sors adorava


a) brincar com as estrelas
b) ler na biblioteca
c) desenhar

12. A primeira coisa que o filho do mordomo desenhou foi


a) os pais
b) Adão e Eva
c) uma circunferência

13. O filho do coronel Möller defende que


a) as paredes devem ter sempre objetos estéticos, nem que seja uma arma
a) as paredes devem ser decoradas apenas com quadros

2
b) as paredes impedem o frio e devem servir a cultura

14. O mordomo Sors não era capaz de compreender metáforas e por isso
a) cometeu um homicídio
a) foi expulso de casa do coronel
b) apreciava o gosto de Wilhelm pela leitura

15. Na adolescência, a relação entre o filho do dono da casa e o filho do mordomo


era
a) uma relação de grande amizade
a) uma relação de trabalho
b) uma relação cordial, mas sem qualquer emoção

16. Os cadernos de desenho do filho do mordomo chamavam-se


a) Livro dos olhos abertos e Livro dos olhos fechados
b) Livro dos olhos acesos e Livro dos olhos apagados
c) Livro dos olhos claros e Livro dos olhos escuros

17. Sors tinha um livro


a) só para desenhar a mãe e que se chamava Cartilha Maternal
b) só para desenhar Frantiska e que se chamava Diário de Francisca
c) só para desenhar a namorada e que se chamava O Livro do Infinito

18. Sors
a) caminhava pela capital belga à procura de estátuas para desenhar
a) caminhava pela capital húngara à procura de sapatos para desenhar
b) caminhava pela capital eslovaca à procura de olhos para desenhar

19. Para Sors, todo o universo podia ser compreendido quando se desenha
a) um monumento
b) uma criança ou uma flor
c) uma árvore

20. Sors acreditava que


a) qualquer pessoa, se evitasse a dispersão, poderia transpor fronteiras não só
no corpo como na alma

3
b) qualquer pessoa, se evitasse o álcool, poderia viver uma vida longa
c) qualquer pessoa, se viajasse e sonhasse muito, poderia ser imortal e
transpor barreiras

21. No início da sua vida, Sors


a) vivia uma vida sóbria, evitando todos os excessos
b) vivia uma vida de luxos, ódios e excessos
c) vivia indiferente a tudo o que o rodeava

22. Quando era pequeno, Wilhelm, o filho do coronel, passava o tempo


a) a ler e a refletir
b) a viajar e a descobrir novos países
c) a brincar com os amigos

23. Joseph Sors tinha obsessão pela contenção e por isso


a) nunca comia tudo o que tinha no prato
b) guardava sempre dinheiro no mealheiro
c) nunca comprava flores para Frantiska

24. Para Frantiska,


a)as palavras não tinham significado nenhum
a)o mais importante na vida era a arte
b)as palavras operavam aquilo que significavam
25. Para Joseph Sors, a sua namorada era
a) uma atração irresistível, como se fosse uma mulher fatal
a) uma atração irresistível que o deixava doente mas o puxava para o infinito
b) um amor proibido, que ele procurava às escondidas dos pais

26. O senhor Sors morreu


a) de ataque cardíaco
b) de amor
c) por causa de uma figura de estilo

27. Grande parte da ação de O pintor debaixo do lava-loiças passa-se durante


a) a Guerra Civil de Espanha
b) a I Guerra Mundial

4
c) a Revolução dos Cravos

28. A história de Caim e Abel surge na obra para


a) mostrar que as personagens conheciam histórias bíblicas
b) revelar que todos os homicídios são cometidos por estranhos
c) revelar que todos os homicídios são cometidos por irmãos

29. Sors considerava que as armas


a) permitem-nos ser bons; basta que não as usemos
b) são um instrumento artístico
c) causam sempre danos irreversíveis

30. Quando Sors voltou da guerra,


a) a sua mãe tinha morrido
b) Frantiska ia casar com o filho do coronel
c) casou-se com Frantiska

31. Quando Sors e a mãe abandonaram a casa do coronel Möller e foram para
Praga,
a) a senhora Sors foi trabalhar como criada e Sors foi estudar pintura
b) foram ambos trabalhar para uma fábrica
c) a senhora Sors ficou desempregada e o filho foi trabalhar

32. Nessa altura, Joseph Sors


a) passava fome, era mal visto na Academia de Artes mas tornou-se amigo de
Aurel Vavra
b) ganhou uma bolsa de estudo
c) tornou-se amigo de todos os seus colegas

33. Um dia, Sors decidiu


a) internar a mãe num hospício porque ela estava louca e saiu de lá muito
satisfeito
b) internar a mãe num hospício porque ela estava louca mas saiu de lá com
remorsos
c) contratar uma empregada para tomar conta da mãe, que estava doente

5
34. Sors emigrou para os Estados Unidos
a) a convite da ex-namorada
b) a convite de um ex-companheiro de guerra
c) porque queria conhecer novos continentes

35. Nos EUA, Sors começou a pintar compulsivamente. Deixou de servir à mesa e
saiu de casa de Soucek. Depois, tornou-se
a) sem-abrigo
b) músico
c) alcoólico

36. Passado um ano, Sors recebeu cartas


a) de Frantiska, dizendo-se apaixonada por ele
b) do coronel Möller, a aconselhá-lo a retirar a mãe do hospício
c) da mãe, que o queria visitar aos Estados Unidos

37. Quando Sors voltou a Bratislava para ir buscar a mãe,


a) ela recebeu-o com muita alegria
b) o hospício tinha desaparecido e a mãe tinha sido assassinada
c) a mãe tinha fugido

38. Em 1940, Sors chegou


a) a Paris para uma visita breve à cidade
b) a Roma em viagem turística
c) a Lisboa, até a polícia o mandar para a Figueira da Foz

39. Por causa da perseguição aos judeus, Sors


a) dormia no quarto da criada
b) escondia-se no guarda-fatos da D. Rosa
c) refugiava-se debaixo lo lava-loiças

40. Que questão ou questões gostarias de colocar ao escritor Afonso Cruz, a


propósito da sua obra O pintor debaixo do lava-loiças? Regista-a(s) aqui.

6
________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

A professora bibliotecária

Maria Carla Crespo