Você está na página 1de 47

Rito Operativo de Salomão

Ritual do Primeiro Grau

2003

Abertura da Loja
O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO, *: Meu FF, acontece. Meu FF,
eu te chamo para trabalhar porque vamos abrir a Loja. O VELHO
SUPERVISOR, *: Meu FF, prepare-se na Coluna do Sul, o Venerável Mestre
do Trabalho está chamando você para o trabalho porque vamos abrir a Loja. O
NOVO SUPERVISOR, *: Meus Irmãos, preparem-se na Coluna do Norte, o
Venerável Mestre do Trabalho está chamando você para o trabalho porque
vamos abrir a Loja. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: F O Velho
Supervisor e o Novo Supervisor ajudam-me a marcar os limites da Loja. F Old
Supervisor, diga-me o comprimento. O antigo supervisor:

Estende-se do Ocidente ao Oriente, Venerável Mestre do Trabalho. O


MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F New Warden , diga-me a
largura. O NOVO SUPERVISOR: Começa Norte e termina no Sul, Venerável
Mestre do Trabalho. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Antigo
Supervisor, você conhece a altura? O VELHO SUPERVISOR: Sim, Venerável
Mestre das Obras, pés, cercas e cúbitos sem número. O VENERÁVEL
MESTRE DO TRABALHO: F Novo Supervisor, você conhece a direção do
eixo? O NOVO SUPERVISOR: Sim, Venerável Mestre Trabalhador, Nadir
Zenith e Surface Center. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:

Qual é a figura da Loja, o Velho Guardião? O VELHO SUPERVISOR: Um


longo Quadrado, Venerável Mestre do Trabalho. O especialista que veio para
colocar no Ocidente, de frente para o Venerável Mestre do local de trabalho
antes dele o tapete Lodge ajudou o Mensageiro que também ajuda a ter a
placa Tracer, a Lua, o Sol, a Círculo, Quadrado, Bússola e Livro
Branco. Todos retornam ao seu lugar. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Ex- Guardião , você é maçom? O antigo supervisor: Meu FF
me reconhece por isso. A Máscara Venerável: F Novo Supervisor, quantos
anos você tem? O NOVO SUPERVISOR: Três anos. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO:

Onde você foi recebido Aprendiz, Ex-Supervisor? O antigo supervisor: em


uma loja justa e perfeita. A Máscara Venerável: Por que você diz isso? O
SUPERVISOR ANTIGO: Porque 3 o formam, 5 o animam e 7 o tornam justo e
perfeito. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: O que os aprendizes
estão trabalhando, o novo supervisor? O NOVO SUPERVISOR: Na Pedra
Bruta, Venerável Engenheiro. O MESTRE VENERÁVEL: Por que os
aprendizes trabalham assim? O NOVO SUPERVISOR: Para atacar a Pedra,
limpe a Forma e aprenda o Comércio. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO:

Com quais ferramentas você trabalha? O NOVO SUPERVISOR: Com Mallet,


Cinzel e Gauge. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Ex-Supervisor,
qual é o primeiro dever de um Diretor? O VELHO SUPERVISOR: É para ter
certeza de que o lugar está bem fechado e o Lodge coberto. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO: O lugar está bem fechado e o Lodge
coberto? O carpinteiro faz um breve retorno ao pátio e, em seguida, relata em
sussurro ao antigo supervisor de sua missão. O VELHO SUPERVISOR: O
lugar está bem fechado e a Loja coberta, Venerável Mestre do Trabalho. A
VENERÁVEL OBRA MESTRE: Quem a protege, ó antigo supervisor?

O VELHO SUPERVISOR: Um dais azul cheio de estrelas a cobre, Venerável


Engenheiro. A VENERÁVEL OBRA MESTRADA: F New Warden , qual é o
segundo dever de um Warden? O NOVO SUPERVISOR: É para ter certeza se
todos os FF presentes são autênticos maçons regulares. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO, em pé na Ordem do Aprendiz, de frente para o
Oriente. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Especialista, você é
iniciado? ESPECIAL: Eu recebi a Luz. A Máscara Venerável: F Orador, qual
é o seu papel? ORADOR: Eu mantenho a lei. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO:

F Secretária, qual é a sua tarefa? O SECRETÁRIO: Eu rastreeio e estou


falando sério. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: F Tesoureiro, qual
é a sua carga? O TESOUREIRO: equilibro os números. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO: F Hospital, qual é o seu
dever? HOSPITAL: Eu assisto e assisto. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: F Mensageiro, qual é a sua função? O MENSAGEIRO: Eu dou
as boas vindas e dirijo. A Máscara Venerável: F Roofer, qual é a sua
missão? A COBERTA: Eu estou avisando. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO *:

F Expert, todos os FF apresentam autênticos Freemasons Regular? O perito


leva o Sul, através do Ocidente ao marcar os ângulos, vai pelo Norte, ao
longo do Leste, retorna ao seu lugar e, abordando o novo supervisor,
disse: EXPERT: F New Supervisor tudo está em ordem e nada para
relatar; Confirmo que todos os FF presentes nas Colunas, devidamente
revestidos, são autênticos maçons regulares e eu os reconheço para isso. O
NOVO SUPERVISOR, *: Todos os Irmãos estão na Ordem do Aprendiz na
Coluna do Norte, F Antigo Supervisor. O VELHO SUPERVISOR, *: Todos os
Irmãos estão na Ordem do Aprendiz no Norte, como no Sul, Venerável Mestre
do Trabalho.
O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Como é o mesmo no Oriente, eu
vou abrir a Loja. A EXECUÇÃO VENERÁVEL *: F Expert, por favor, como
sempre, ser a Tabela Lodge e têm adequadamente Cadeira de Salomão; você
então prosseguirá para a reconstituição da Mesa da Loja e depois para a
iluminação da Loja. Ao livro da Constituição pode ser adicionado o "prólogo
de João", um livro com páginas em branco ou qualquer livro de alto valor
espiritual. A prática do ROS permite a existência de um altar bíblico que
receberá o Antigo e o Novo Testamento, o Quadrado, a Bússola e a Espada
Flamejante. Na ausência do altar, esses elementos estão dispostos na Cadeira
de Salomão.

As ferramentas estão definidas na Bíblia aberta ao 1º Capítulo dos Reis,


como segue: As Constituições e Regras Gerais da DEUS, a Espada
Flamejante, estão sobre a Bíblia, apontadas para o Orador; nesta Espada, o
Quadrado e a Bússola estão colocados, da cabeça ao rabo, o Suporte aberto
para o Oeste, a Bússola aberta para o Leste.
O Especialista irá então para o topo da Coluna Norte e, dirigindo-se aos
Aprendizes, diz:
O PERITO: Aprendizes FF, prestem atenção em mim!
Meu F, você pegará a Brute Stone.
Meu F, você pegará o Mallet, o Chisel e o Gauge.
Meu F, você pegará a Perpendicular.
Aprendizes FF, por favor, sigam-me.
O Especialista organiza esses elementos apropriadamente, declarando em voz
alta e apontando sua espada para o lugar da ferramenta. Ele retorna à
Coluna Norte para os aprendizes que permanecem em pé e para a
Ordem; então ele vem para a cabeça da Coluna do Sul e, dirigindo-se aos
Companheiros, diz:
EXPERT: Companheiros FF, prestem atenção em mim!
Meu F, você pegará a Pedra Cúbica.
Meu F, você vai pegar o nível.
Meu F, você vai pegar a estrela de 5 pontas.
Meus Companheiros FF, por favor sigam-me. O especialista torna essas
ferramentas disponíveis da mesma maneira que antes. Então ele acompanha
os Companheiros em sua Coluna e chega a ser colocado no Oeste em frente à
Mesa de Loja, em frente ao Venerável Engenheiro.

O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Especialista, deixe a Luz


iluminar nosso trabalho. O Especialista então revela a Luz da Loja e então
prossegue para a iluminação na ordem prescrita, das 7 estrelas do
candelabro à esquerda do Venerável Mestre do Trabalho. Cada oficial recebe
a luz segurando sua tocha com a mão esquerda, estando o certo com a
Ordem. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Que a Sabedoria
os guie . O especialista liga a estrela central. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Que a Força os apóie. O Especialista ilumina a estrela
correspondente enquanto a Antiga Vigília vem para o leste levando o
Norte; ele é imediatamente seguido pelo novo supervisor. O antigo supervisor
leva sua luz e retorna pelo sul.

O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Deixe a beleza adorná-los. O


novo diretor leva sua luz e retorna pelo sul. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: O que irradia Conhecimento. O Especialista ilumina a estrela
correspondente e o Orador toma o Sul, passa o Oeste, sobe o Norte e vem
pegar sua luz. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: O que brilha a
inteligência. O Especialista acende a estrela correspondente e o Secretário
acende sua luz e retorna ao seu lugar respeitando a circunvolução. O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Deixe a Razão ser clara. O
Especialista ilumina a estrela correspondente e o Tesoureiro leva sua luz e
retorna ao seu lugar respeitando a circunvolução.

O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: E deixe nossos


corações queimarem . O especialista ilumina a estrela correspondente e o
hospital acende e volta ao seu lugar respeitando a circunvolução. F
Messenger, deixe as 3 estrelas serem reveladas e as 3 Grandes Luzes sejam
reveladas. O Messenger antes do Expert remove os véus azuis que cobrem as
3 estrelas. O Especialista ilumina os Três Pilares começando com a Estrela
do Sudeste, depois a Estrela do Sudoeste e finalmente a Estrela do
Noroeste. Antes de cada ignição, o Mensageiro dá uma bengala, enquanto o
Perito diz em voz alta: O PERITO: A Sabedoria reina Ele acende a Estrela do
Sudeste. Que a força seja medida

Ele acende a estrela do sudoeste.


Deixe a beleza florescer Ele ilumina a Estrela do Noroeste.
Todos retornam ao seu lugar.
Meus irmãos, maçons do Grande Oriente da França, devem sempre ter em
mente os princípios capitais de nossa Ordem.
As Constituições de Anderson especificam que a Maçonaria foi fundada para
unir os Altos Valores Morais que, sem ela, teriam continuado a ignorar um ao
outro, e a ser o CENTRO DA UNIÃO.
A missão da Maçonaria é preparar Concord Universal; deve, portanto,
melhorar o homem e a sociedade.
Na realização de sua missão, o Grande Oriente da França não admite nenhum
obstáculo. Seus meios são definidos pelo Artigo 1 da Constituição.
Eu vou ler para você.
"Instituição Essencialmente filantrópica, filosófica e progressista, a Maçonaria
é a busca da verdade, o estudo da prática moral e solidariedade.
Ela trabalha nas melhorias de hardware e moral, desenvolvimento social e
intelectual para da humanidade.
seus princípios de tolerância mútua, respeito outros ea si mesmo, a
consciência de liberdade absoluta.
Considerando as concepções metafísicas como o domínio exclusivo da
avaliação individual de seus membros, ela se recusa . qualquer afirmação
dogmática
Maçonaria lema "liberdade, igualdade, fraternidade".

A abertura de Baterias
O mestre LUMBER VENERÁVEL
Meus irmãos, estabeleçam minhas 3 baterias de abertura. *.
Preste atenção na primeira Bateria e no Reconhecimento da Obrigação.
LEALDADE - OBEDIÊNCIA - FIDELIDADE
Pelo Sinal, todos fazem o sinal, a Bateria, todos puxam a Bateria e a
Aclamação dá Elogio.
O VELHO SUPERVISOR, *: Preste atenção ao Venerável Mestre pela
Segunda Bateria e à Aclamação do Rito.
LIBERDADE - IGUALDADE - AMIZADE a madeira Venerável
Mestre: Para o sinal, todos fazem o sinal, a bateria, tudo chamar a bateria e
elogio todos dão elogio.

O NOVO SUPERVISOR, *: Preste atenção ao Venerável Mestre Trabalhador


pela Terceira Bateria e Aclamação Tradicional.
Vivat - Vivat - Semper Vivat
LIBERDADE, IGUALDADE, FRATERNIDADE a madeira Venerável
Mestre: Para o sinal, todos fazem o sinal, a bateria, tudo chamar a bateria e
elogio todos dão elogio. União da Cadeia de Abertura É parte integrante do
Ritual de Abertura para a criação do espaço sagrado em torno do qual o
trabalho terá lugar. VENERÁVEL EXECUÇÃO *: Irmãos, por favor se juntar
a mim no fervor de nossas mãos formando uma União cadeia cruz vibrante.

O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: F Expert, o Chaîne se


transformou em anéis bem-feitos? O PERITO: A corrente envolveu-se em
anéis fortes, Venerável Mestre do Trabalho. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: "Esta corrente vem do passado e tende para o futuro. Nos liga
no tempo como no espaço. Através dele estamos conectados àqueles que o
formaram ontem; por ela nós já nos juntamos àqueles que irão treiná-la
amanhã. Vamos constantemente enriquecê-lo com muitos anéis fortes de
metal puro. Vamos elevar nossos corações a todos os maçons espalhados na
superfície da terra, felizes ou infelizes, livres ou ferrosos, conhecidos ou
desconhecidos, que trabalham incansavelmente e que testificam para o
amanhã.

Vamos focar nossas mentes na tarefa em mãos e em todos os momentos,


vamos estar prontos para preenchê-lo. Prometemos sempre preservar um ao
outro a mais fraterna afeição, permanecendo intimamente unidos.
Que o sentimento de Bom, Bom e Belo possa presidir todas as nossas ações e
pensamentos. Ad libitum. Isso é assim. TODOS: Que seja assim. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO: Vamos lentamente abrir esta corrente
formada livremente por nós. Sente-se e segure a sessão, o segredo está
disponível. Adoção do Plano - Chamada - Plano Perfeito O MESTRE
VENERÁVEL, *: Secretário F, por favor, apresente o layout do trabalho
anterior de Lodge.

O Secretário se levanta, se coloca na Ordem e apresenta o layout da roupa


anterior, incluindo o canteiro de obras; quando ele termina, ele se senta
novamente.
O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO, *: Meu FF, solicito seus
comentários para a possível retificação do traço. O antigo supervisor ou o
novo supervisor, *: Um F da minha coluna pede a palavra. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO: Que seja concedido. O antigo supervisor ou o
novo supervisor: Meu F, o Venerável Mestre do Trabalho, dá-lhe a
palavra. Nenhuma observação sendo feita ou retificações concluídas. O
SUPERVISOR ANTIGO, *: As Colunas são silenciosas, Venerável Mestre do
Trabalho.

O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Ó Orador, como guardião da Lei,


por favor, diga-nos se o traço proposto para nós provavelmente será gravado
no livro de Arquitetura. O orador: Nada contra ela, Venerável Mestre de
Trabalho, portanto, I dar um parecer favorável à queima de Trail ou como
pode ser corrigido, uma vez que já foi dito. O Mestre Venerável: O Orador
confirma que a Lei está sendo observada. Que aqueles que são de opinião para
aceitar o Rastreamento que acaba de ser especificado, manifestam-se
levantando a mão para o meu golpe de matilha. *. Deixe aqueles que
discordam, manifestam da mesma maneira. *.

Nem os FF ausentes no último vestido, nem os aprendizes participam na


votação.
Se a rota for rejeitada, uma nova redação será apresentada na próxima
veste; neste caso:
O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO, *: Os trabalhos de gravura estão
em suspenso. No caso oposto, quando o layout é adotado: O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO, *: O Livro da Arquitetura foi enriquecido por
uma nova gravura. O Mensageiro apresenta o Livro da Arquitetura ao
Venerável Mestre, o Orador e o Secretário, para assinatura. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO *:

Secretário F, por favor, ligue para os membros da nossa Loja. Meus Mestres e
Companheiros Irmão, se algum de vocês tem alguma desculpa para
apresentar, deixe-o fazê-lo à chamada do trabalhador ausente. O obole na
Trunk of the Widow traduzirá seu dever de solidariedade; você tem a palavra,
Secretário F. O secretário se levanta, vai até a Ordem e faz a ligação dos
membros. Na chamada de seu nome, cada M ou C diz: "In Lodge"; o novo
supervisor responde pelo aprendiz. O VENERÁVEL MESTRE DO
TRABALHO: F Hospitalário, você encontrará ausentes que não estão
dispensados ou doentes e os realizarão. O MESTRE VENERÁVEL, *: F
Secretário, por favor especifique o Traço do Plano Perfeito. - Conduta do
Vestido - Conclusão do Orador - Mensagens

O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Ó Orador, cabe a você concluir


nosso trabalho, tirando suas conclusões. Ninguém fala depois do orador no
Perfect Plan of Dress. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO, *: Meu
FF, preste atenção, eu entrego algumas mensagens realizadas sob o
Mallet. Ele lê a correspondência. *. Meu FF, no interesse da Maçonaria em
geral e desta Loja em particular, eu convido você a transmitir as mensagens
que você poderia ter. A fala é dada primeiro para as colunas e depois para o
leste. O SUPERVISOR ANTIGO, *: As Colunas são silenciosas, Venerável
Mestre do Trabalho. Circulação do tronco da viúva e do sac à proposições

O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: O Saco de Propostas circulará,


assim como o Tronco da Viúva; F Messenger e F Hospitaller, conclua sua
missão. As proposições Sac aux não são apresentadas ao Venerável Mestre
d'Oeuvre, mas o Tronco da Viúva é apresentado a ele primeiro. Sua missão
cumprida, os dois oficiais são colocados entre as colunas. O SUPERVISOR
ANTIGO, *: O tronco da Viúva e a Bolsa de Propostas estão à sua disposição,
Venerável Mestre do Trabalho.O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO
*: Que eles sejam trazidos para mim. O Venerável Mestre d'Oeuvre primeiro
verifica o conteúdo da bolsa proposta. Se ele não encontrar nada, ele informa
a Loja. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO *:
O Sac aux Propositions retornou vazio e estéril. Se houver escritos assinados,
ele os entrega à Loja. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO *: O Sac
aux Propositions retornou com uma mensagem assinada que testemunha uma
consciência imaculada com intenções puras. O Venerável Gerente de
Projetos, conforme julgar útil ou não, comunica a proposta de forma sumária
ou integral, e então anuncia, se necessário, que será fornecida a da
direita. Se o Sac contém escritos não assinados, o Venerável Mestre do
Trabalho informa a Loja para estigmatizar esse ato culposo, então os queima
imediatamente. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO *: O Sac aux
Propositions retornou contaminado e impuro. *.

Aquilo que é impuro é consumido e desaparece o que está contaminado. A


VENERABLE MASTERPIECE: Palestrante e Secretário, por favor, junte-se a
mim para medições e pesagens. Uma vez terminada a pesagem, ele dá um
golpe de Mallet e diz: O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO, *: O
Tronco da Viúva é devolvido com peso de uma Pedra Plana de .... kg,
cuidadosamente pesado no Oriente e cuidado pelo Hospital F. Quando o
Venerável Gerente de Projeto não quer pesar imediatamente, ele só pode ser
dispensado pelo acordo explícito do Orador que irá expressá-lo
pessoalmente. Neste caso, a pesagem será realizada após a realização do
hospital sob o controle do falante. Admissão de um profano

Antes das deliberações da Loja, o Venerável Gerente de Projeto cumprirá as


obrigações administrativas dos Artigos 76, 77 e 78 do Regulamento
Geral. Quando o arquivo estiver completo e em conformidade, ele designará,
sem torná-los conhecidos, três membros da Loja para realizar as três
investigações regulatórias. Feito isto, o Venerável Mestre d'Oeuvre
anunciará, em reunião de reunião, a deliberação sobre a admissão do
profano aos testes.
Observações Importantes:
1. Em nenhum caso a Iniciação pode ser feita no Traje Solene onde a
admissão aos testes foi decidida;
2. Pode haver várias Iniciações ao mesmo tempo, mas o número dessas
Iniciações não pode ser maior que cinco.

DELIBERAÇÃO SOBRE A ADMISSÃO DE UM PROFAN AOS


TESTES

Antes da deliberação da Loja, o Venerável Gerente de Projeto deve informar


à Loja sobre o arquivo completo, as três investigações regulatórias e
qualquer informação ou relatório que ele possa ter recebido em outro lugar.
O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO, *: Meu FF, a ordem do dia chama
a discussão sobre a admissão às provas do leigo (nome, primeiros nomes,
idade, local de nascimento, ocupação, endereço). O interesse da Ordem em
geral e de cada um dos seus membros em particular, exige que a entrada na
Maçonaria seja cercada por sérias garantias.
O leigo N ... é apresentado por um (ou mais) membro da Loja, que o conhece
pessoalmente e assume, de todo o nosso FF, a responsabilidade de solicitar a
sua admissão. (Or): o profano N ... se apresentou. Eu verifiquei as referências
que ele me deu. Um inquérito preliminar que fiz (ou dirigi) levou-me a
ordenar as investigações regulamentares. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO:
O Grande Oriente da França foi regularmente consultados e o nome do
profano foi comunicada a todas as Lojas da nossa Ou é a demanda do profano,
a certidão recente de sua ficha criminal, documentos comprovativos, os três
relatórios escritos por três membros da nossa Loja, a resposta dada pelo
Grande Oriente da França (e a do Venerável Mestre do Trabalho da Loja ao
lado do presente ou antigo domicílio do leigo). O Venerável Mestre d'Oeuvre
lê esses documentos. Acrescenta todos os outros documentos, incluindo
relatórios voluntários adicionais e aqueles exigidos ou recomendados
pelo Regulamento Geral. Se o leigo já foi adiado, a leitura recebe primeiro os
relatórios previamente fornecidos. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO
*:

Convido a FF, aqui presente, a dar a conhecer as informações que


conseguiram obter sobre o leigo N ... e a fazer observações que possam ter
que fazer sobre os relatórios que acabaram de ser lidos. Quando a discussão
termina e ninguém pede para falar. *. O VELHO SUPERVISOR: Venerável
Mestre d'Oeuvre, as Colunas são silenciosas. Passagem sob o Bandeau O
Venerável Mestre da Arte golpeia um golpe de martelo: * * *. A madeira
Venerável Mestre: Meu FF, o próximo item é a continuação do processo
relativas à admissão de secular ........ F Terrível, obter a configuração ........ na
sala de espera, depois de deixar seus crachás. Você terá o cuidado de vendá-
lo.

Meu FF, devemos aproveitar o tempo que temos antes do retorno do Terrível
F para especificar como a audiência sob o banner deveria ser conduzida.
Os FFs que querem fazer perguntas devem pedir a palavra levantando a mão.
Os interrogadores têm a liberdade de escolha das questões, o tato e a medição
são recomendados. É aconselhável evitar formular uma questão em termos
que indiquem uma opinião do interrogador. É possível pedir ao destinatário
esclarecimentos sobre suas respostas. Mas em nenhum caso entrar em
discussão com ele, nem manifestar nem aprovação nem reprovação nem
culpa. O leigo se senta em uma cadeira no centro do templo. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO:

Senhor, o banner que você usa é apenas uma medida de discrição caso suas
intenções provoquem mudar a continuação de sua abordagem. Discrição para
nossos membros, mas também total liberdade para vocês que, mesmo entre
nós, estão sozinhos à sua frente para responder as perguntas que lhe
enviaremos.
Responda sem medo. Nós exigimos de você uma sinceridade perfeita,
intenções puras e um caráter firme. O interrogatório está sendo
terminado; Sua audição acabou. Nós vamos expulsá-lo dessas premissas. Os
membros de nossa associação decidirão sobre o acompanhamento de sua
admissão entre nós e o avisarão rapidamente. F Terrível, por favor acompanhe
o Sr. .......... fora do templo.

O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Meu FF, vamos agora votar na


admissão do leigo nos testes. Se você tiver alguma informação ou comentários
para produzir, o piso, a seu pedido, será concedido. Isso feito. O VENERÁVEL
MESTRE DO TRABALHO: Ó Orador, você se opõe à admissão aos testes sob
qualquer provisão da lei maçônica? Se o Presidente faz uma objeção
fundamentada, como resultado da não aplicação das disposições do
Regulamento Geral, o Venerável Empregador reconhece e declara que o caso
permanece pendente até que o Conselho do A Ordem, à qual é imediatamente
referida, decidiu sobre a oposição. Caso contrário O ALTO-FALANTE

Eu não tenho uma oposição regulamentar para fazer. Eu exijo a circulação da


cédula. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Meu FF, a votação que
você votará é séria. Você não ignora o perigo de admitir entre nós um leigo
cuja honra não é perfeita ou cujas intenções não são puras. Sejamos severos,
mas não nos esqueçamos de que o leigo vem a nós para receber a Luz. Se
julgarmos que ele está apto para aprender, podemos recebê-lo entre nós, mas
devemos recusar admiti-lo se não o considerarmos um homem sincero e
honesto.

A cédula irá circular. Lembro que todos os francos franceses do Grande


Oriente da França aqui presentes têm o direito de participar, com a exceção
dos aprendizes e maçons que não estavam no templo durante a leitura dos
relatórios. Os visitantes do FF pertencentes a outros Poderes Maçônicos só
poderão participar da votação se permitirem o voto recíproco sob condições
idênticas. A FF, tendo o direito de participar na votação e que são a favor da
admissão do leigo, depositará uma bola branca na primeira urna que lhes será
apresentada pelo Terrível F; aqueles que se opõem à admissão depositarão
uma bola preta. Você depositará a bola remanescente na urna que será
apresentada pelo Mensageiro F.
O F Mensageiro dá a cada FF uma bola branca e uma bola preta, começando
com o Venerável Mestre do Trabalho e outros oficiais que servem no Oriente,
em seguida, os dois supervisores. F terrível recolha de bolas na mesma
ordem, com cada um F recipiente disposto de tal modo que a cor da bola não
pode ser visto por alguém quando é depositado. O mensageiro F recolhe, por
sua vez, em um recipiente semelhante, as bolas que não foram utilizadas na
votação.
O Terrível F e o F Mensageiro então se movem entre as Colunas. *.
O VELHO SUPERVISOR: A enquete está à sua disposição, Venerável
Gerente de Projetos. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Que seja
trazido para mim.

O Terrível F deposita a cédula no conjunto do Venerável Mestre do Ofício


que une o Orador e o Secretário. Na presença destes três oficiais, o Venerável
Mestre do Projeto conta o número total de bolas, depois o número de brancos
e negros.
O leigo só é admitido nos testes se a contagem dos votos mostrar que ele é
puro e imaculado, ou que ele contém apenas um número de bolas pretas
menor ou igual a um quarto do número total de bolas coletadas.
O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Meu FF, aqui é o resultado da
votação ....
Como resultado, o profano N ... é admitido (ou não admitido) aos testes. Se
ele for admitido nos testes, ele receberá a instrução especial e será convocado
para o traje solene de ....
Se o leigo for admitido nos testes, o Venerável Gerente de Projeto dará, se
aplicável, o nome do apresentador ou FFs. Ele adverte que eles são, portanto,
os entrevistados leigos e que, se as informações que eles deram
posteriormente se revelarem imprecisas, eles incorrerão nas penalidades
previstas para as violações maçônicas.
Quando esta parte terminar, a Loja retoma sua agenda.

Preparação de um profano Admitido aos


testes Quando um leigo foi admitido nos testes, o Venerável Mestre do
Trabalho envia-lhe uma cópia da instrução abaixo e convoca-o para o vestido
de iniciação. a - Instrução para candidatos

O candidato à Iniciação terá que ponderar essa instrução. Ele será capaz de
formar uma ideia exata da Maçonaria e decidir se deve ou não dar
seguimento ao seu pedido de admissão. Ele é avisado de que será questionado
sobre o significado geral desta instrução.
b - Maçonaria e seus princípios
Maçonaria, uma instituição essencialmente filantrópica (isto é, que ama a
humanidade), filosófica (isto é, que ama a sabedoria) e progressista (isto é,
que não se limita no passado) tem como objeto a busca da verdade, o estudo
da moralidade e a prática da solidariedade; trabalha para melhoria material
e moral, para o aperfeiçoamento intelectual e social da humanidade, para
concordância geral.
Ela é uma fraternidade universal. Seus princípios são tolerância, respeito
pelos outros e por si mesmo, absoluta liberdade de consciência.
A Maçonaria considera a moralidade como independente de qualquer
religião ou concepção metafísica; não impõe limite à livre busca da
verdade. Está aberto a todos os homens, independentemente da sua
nacionalidade, raça ou crença. Acreditando que as concepções metafísicas
caem no domínio exclusivo da apreciação individual de seus membros, rejeita
qualquer afirmação dogmática.
Seu lema é: LIBERDADE, IGUALDADE, FRATERNIDADE.
Consciente de sua durabilidade, a Maçonaria se eleva acima de qualquer
denominação religiosa, qualquer escola filosófica, qualquer partido político.
Ele proclama que o trabalho é um dever essencial do homem. Ele também
homenageia trabalho intelectual e trabalho manual. Seus Templos são
escolas mútuas de educação e ensino.
Através de seus processos culturais, ela se esforça para despojar seus
seguidores de todo preconceito, inculcar neles o amor da verdade, beleza e
bondade, ensiná-los a pensar, julgar, decidir.
Ela recomenda a seus iniciados tudo o que pode uni-los, banir tudo que possa
dividi-los; procura desenvolver neles os sentimentos de afeição e devoção
fraterna que constituem o vínculo mais poderoso entre todos os maçons do
mundo.
Sua força reside unicamente no valor moral e intelectual de seus membros e
na disciplina voluntária eles sabem como se impor.
c - Maçonaria A
soberania maçônica pertence à universalidade dos maçons ativos, parte da
Federação do Grande Oriente da França. Esta soberania é exercida pelo
sufrágio universal.
A Maçonaria tem sinais e emblemas cujo alto significado simbólico só pode
ser revelado através da Iniciação. Esses sinais e emblemas presidem, em
formas definidas, ao trabalho dos maçons e permitem que eles, em toda a
superfície do globo, reconheçam-se e ajudem-se mutuamente.
A iniciação tem vários graus ou notas. Os primeiros três graus são o de
Aprendiz, o de Companheiro e o de Mestre, o único que dá ao Franco-Maçom
a plenitude dos direitos maçônicos.
Nas reuniões maçônicas, todos os maçons são perfeitamente iguais. Não há
outra distinção entre eles do que a da hierarquia Uffizi.
d - Aquisição e perda de qualidade Maçonaria
Ninguém pode ser admitido à Iniciação e gozar dos direitos inerentes ao
título Maçom:
1. se não tiver atingido a maioria legal;
2. se ele não tem reputação e maneiras irrepreensíveis;
3. se ele tem um meio de vida digno e suficiente;
4. se ele não possuir a instrução necessária para entender os ensinamentos
maçônicos;
5. se ele não tiver sido domiciliado ou residente por pelo menos seis meses no
departamento onde a Loja está localizada, ou dentro de um raio de cem
quilômetros.
No entanto, exceções podem ser feitas para pessoas que vivem em um
departamento onde não há Lodge. Militares, marinheiros, funcionários
públicos e pessoas que, por sua profissão, são obrigadas a mudar de
residência estão isentos deste requisito;
6. se é ou tem sido membro ou apoiante de uma associação ou grupo que
exija discriminação racial, violência contra uma pessoa ou um grupo de
pessoas com base na sua origem, etnia ou a uma determinada religião, que
propagaria ou teria propagado idéias e teorias tendendo a justificar ou
encorajar essa discriminação, esse ódio, essa violência;
7. Se ele é um membro ou simpatizante de uma associação ou grupo
considerado
um movimento sectário e, em particular, de uma organização cuja filosofia ou
ações são incompatíveis com os valores do Grande Oriente da França, isto é,
destruir, desestabilizar e alienar o ser humano.
Todo candidato à Iniciação deve produzir uma fotocópia da Carteira de
Identidade dupla face, um extrato recente de seu registro criminal ou, se não
houver nenhum para ele, os documentos em seu lugar.
Ninguém pode ser admitido sem investigação prévia. Todas as admissões
estão sujeitas a escrutínios aos quais todos os maçons presentes na reunião,
cumprindo as condições exigidas pelo Regulamento Geral, têm direito.
A qualidade da Maçonaria, bem como os direitos e prerrogativas que lhe são
inerentes, é perdida:
1. por um ato desonroso, ou o exercício de um estado notoriamente
desrespeitado na ordem social;
2. pela violação dos compromissos maçônicos contratados na Iniciação;
3. Pertencendo, trabalhando em uma sociedade ou grupo de fato ou de direito
que exija discriminação, ódio, violência contra uma pessoa ou um grupo de
pessoas com base em sua origem, sua pertença a um grupo étnico ou uma
religião particular e que propagaria ideias e teorias tendendo a justificar ou
encorajar essa discriminação, esse ódio, essa violência;
4. por filiação, a colaboração de jure ou de fato com uma associação ou
grupo que direta ou indiretamente leva à destruição, desestabilização ou
alienação do ser humano.
Ninguém pode ser privado de sua condição de maçom, exceto em virtude de
um julgamento proferido de acordo com as condições e formas determinadas
pelo Regulamento Geral.
e - Obrigações pecuniárias
A Maçonaria, tendo que prover seu próprio funcionamento e apoiar seus
trabalhos de solidariedade, impõe todas as contribuições de seus membros. O
candidato é informado pelo Presidente da Loja dos valores do direito de
Iniciação e da assinatura anual. Ele concorda em ser preciso nas reuniões da
Loja, que acontecem pelo menos duas vezes por mês. Em caso de
impedimento grave, uma carta de desculpas é regulamentar.

Cerimônia de Iniciação Maçônica


Leitura do Testamento Filosófico e Moral A partir deste momento até a
consagração final, o Perito, chamado Irmão Terrível, está equipado com a
espada flamejante. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO, Terrível,
Mestre do Ritual, por favor, dirija-se ao Profano que medita no segredo do
Gabinete de Reflexão.

Você vai interromper sua meditação para perguntar sobre perseverança e, em


seguida, trazer de volta Testamento filosófico e moral e as respostas às cinco
perguntas tradicionais que ele escreveu em sua mão. Terrible Brother executa
a ordem. Enquanto espera, o Venerável ou o Padrinho podem apresentar o
leigo a toda a Loja. O Terrível Irmão bate à porta do Templo e o Telhadista
abre as duas portas da porta. O Terrível Irmão está no quadro e o Telhadista
informa o Velho Guardião. A AUTORIDADE EX *: Venerável Mestre de
Trabalho, o F Terrível é de volta para segurar a ponta da espada a
Philosophical Testamento, bem como as respostas às cinco perguntas
tradicionais. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:

Que ele me envie este documento. O Terrível Irmão avança para o fundo dos
degraus do leste em frente ao púlpito de Salomão e segura o Testamento
Filosófico preso na ponta da sua espada na mão direita. Uma vez que o
Venerável Mestre leva o documento, o irmão Terrível retorna ao seu lugar. O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Nós vamos receber este Profano
para prosseguir com sua iniciação. Audiência do Profano O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO, *:Terrível, Mestre do Ritual, por favor, dirija-
se ao Profano que medita no Gabinete de Reflexão; você vai vendá-lo e levá-
lo para nós. O comando é realizado pelo Terrible Brother com a ajuda de um
Master para cada Profane.

O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO *: Meus Irmãos, o Profano será


introduzido no Templo e eu recomendo que você observe o maior
silêncio. Em seu retorno, o irmão Terrible bate na porta discretamente, o
Roofer abre rapidamente e relata sua missão ao ouvido do Supervisor
Antigo. O VELHO SUPERVISOR, *: Venerável Mestre do Trabalho, o
Terrível F está de volta ao pátio com o Profano que estamos esperando. O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Supervisor Antigo, por favor,
introduza este Profano em nosso Templo. A um sinal do Velho Guardião, o
Telhadista abre a porta do Templo silenciosa e silenciosamente e o Profano é
conduzido entre as Colunas. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:

Senhor, ser-lhe-á perguntado as questões finais porque queremos saber se a


nossa Ordem pode ajudar o seu progresso e se pode dar-lhe a ajuda de que
necessita. Faça um sinal para desligar todas as luzes. Para adquirir os
Segredos do Comércio e o Conhecimento da Arte da Característica, suas
intenções devem ser puras, sua sinceridade perfeita e sua vontade
inabalável. Você está pronto para responder nossas perguntas? Se sim, diga:
"Estou disposto". PROFANO: Estou pronto O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Neste caso, daremos à luz um ponto de luz nesta noite em que
vocês estarão imersos. F Terrível, você revelará o brilho do meu martelo. *.

No malho, o Terrível Irmão observa as bordas da faixa de modo a dar um


vislumbre de transmissões clareza profanos previamente preparados para
ele. Ele é produzido por uma vela preto disposta num metal cónico caixa
protectora preto em que é levada a uma altura de corte oval da chama que
parece dançar in vácuo e o escuro. O silêncio absoluto deve reinar no
templo.
O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO, Depois de muito tempo: F
Terrível, deixe cair nos olhos do Profano a bandeira dos preconceitos. Isso
sendo feito, a luz é restaurada discretamente. A Máscara Venerável: Senhor,
preste atenção, porque vou lhe fazer uma primeira pergunta. Um tempo.

A Maçonaria recomenda aos seus membros a defesa da Liberdade; para este


propósito, prescreve a radiação por exemplo, fala e escritos. Que reflexões
essa recomendação lhe inspira? Resposta do Profano. Se existem vários
Profanes, todos devem responder individualmente. O MESTRE
VENERÁVEL: Você concorda em cumprir esta recomendação? Se sim, repita:
"Concordo em cumprir esta recomendação". Isso feito. O MESTRE
VENERÁVEL: Senhor, agora vou fazer uma segunda pergunta. Um tempo.

Nas reuniões maçônicas, todas as FFs são colocadas em um nível de perfeita


igualdade; não há outra distinção entre eles do que a hierarquia de funções.
Que apreciações esta Regra inspira? Resposta do Profano. A Máscara
Venerável: Você concorda em obedecer a essa regra? Se sim, repita:
"Concordo em cumprir esta regra". Isso feito. VENERÁVEL
execução: Finalmente, eu vou pedir uma terceira pergunta: O dever do
Maçom, sob quaisquer circunstâncias, ajudar, informar e proteger o seu F,
mesmo com o risco de sua vida, como defendê-lo contra a injustiça. Que
sentimentos esse dever de fraternidade lhe inspira?
Resposta do Profano.
A Máscara Venerável: Você aceita honrar este dever? Se sim, responda: "Eu
concordo em honrar este dever". Resposta do Profano. O VENERÁVEL
MESTRE DO TRABALHO: Senhor, você ainda persiste em sua intenção de
nos unir? Se sim, responda: "Eu persisto na minha intenção". Resposta do
Profano. O MESTRE VENERÁVEL: Antes que sua determinação o leve a um
caminho sem retorno, você deve estar resumido em nossos princípios e
obrigações. Senhor, preste atenção, ouça e depois medite. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO:

As opiniões profanas não entram aqui. Neste lugar, os maçons trabalham


fraternalmente unidos em calma, eqüidade e serenidade. Todas as ideias
metafísicas, filosóficas, religiosas, políticas, sociais ou outras são iguais aos
seus olhos, desde que, no entanto, não desprezem nem a vida, nem a natureza,
nem a condição humana. O VELHO SUPERVISOR: Aqui, conte apenas o
valor moral e a qualidade espiritual do homem. Origens, religiões não são
nada; a fortuna, a profissão, a posição social, o nível de educação, o nível de
cultura geral ou o conhecimento particular não contam. O NOVO
SUPERVISOR:

Aqui, razão, sentimento e fé são desimpedidos. Todos têm o direito de


acreditar em um deus criador, inteligência suprema, poder imanente ou força
inconsciente e todos têm a liberdade de não acreditar. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO: Dentro do GODF, sua personalidade será
perfeitamente respeitada; você deve, é claro, respeitar o dos outros, porque
aqui a tolerância é a nossa lei. O antigo supervisor: Aqui, o rigor é o nosso
método. O NOVO SUPERVISOR:Aqui, a Busca pela Verdade é o nosso
objetivo. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Três deveres práticos
serão impostos a você. O antigo supervisor:

A primeira será a obrigação da Regra do Silêncio. Você terá que ficar em


silêncio sobre tudo que ouviu ou descobriu entre nós, assim como o que você
ouve, vê ou sabe mais tarde. O MESTRE VENERÁVEL: Senhor, você está
pronto para aceitar este dever irrestrito de qualquer tipo? Se sim, diga "Estou
pronto e aceito". Resposta do Profano. O NOVO SUPERVISOR: O segundo
de seus deveres é a essência de nossa Ordem. Você deve ajudar seu F, impedir
suas necessidades, aliviar sua infelicidade, ajudá-lo com suas luzes.

Toda oportunidade de ser útil da qual o F não lucra é uma infidelidade; Toda
ajuda que ele recusa é uma traição. Além disso, você precisará reunir
constantemente o que está espalhado. O MESTRE VENERÁVEL: Senhor, você
está pronto para aceitar este dever irrestrito de qualquer tipo? Se sim, diga
"Estou pronto e aceito". Resposta do Profano. O orador: O terceiro dos seus
deveres será o de respeitar a Lei maçônico e cumprir o Regulamento Geral
GODF MESTRE a madeira VENERÁVEL: Sir, você está disposto a aceitar
este dever, sem restrições de qualquer espécie? Se sim, diga "Estou pronto e
aceito". Resposta do Profano. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:

Você será diligente no trabalho da Loja e constante em seus esforços? Se sim,


responda: "Eu seria diligente na Loja e constante nos meus
esforços". Resposta do Profano. O Mestre Venerável: Nós vamos uma última
vez deliberar sobre você.Enquanto isso, pense novamente. Você então nos
dirá se você persistir em suas intenções. Se sua vontade for firme e sua
decisão for irrevogável, caberá ao Irmão Terrível, Mestre do Ritual, prepará-lo
adequadamente, porque, para alcançar a Luz, a estrada será longa e
dolorosa. *. Irmão Terrível, Guardião do Ritual, por favor, acompanhe o
Profano nos tribunais e retorne ao Templo para participar da decisão da
Loja. Isso feito.

Decisão da Loja
O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Meus Irmãos, se você tiver
alguma informação final que não tenhamos, a palavra em seu pedido será
concedida a você. Lembro aos alunos que, nessa circunstância, a Regra do
Silêncio é levantada.O SUPERVISOR ANTIGO: As colunas são silenciosas,
Venerável Mestre do Trabalho. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:
Ó Orador, por favor, nos diga se você vê alguma objeção à admissão do
Profano às provações da iniciação Maçônica. ORADOR: Venerável Gerente
de Projeto, sendo o arquivo em todos os aspectos corretos, não vejo objeção à
admissão definitiva do Profano. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:

O orador, tendo dado a conhecer suas conclusões, vamos proceder de acordo


com o antigo costume.
Que aqueles que são a favor de aceitar as conclusões do Orador como
acabaram de expressar, manifestam-se levantando-se com o golpe de um
martelo. *.
Opinião oposta? *.
Nenhuma objeção sendo manifestada, eu lhes anuncio que o profano é
admitido para se submeter aos testes da iniciação maçônica.
F Terrível, por favor, vá ao Profano para nos informar sobre a nossa
decisão. Você vai se certificar de que sua vontade é firme e, em seguida,
reportar para mim. No retorno do irmão terrível. O VELHO SUPERVISOR,
*: Venerável Mestre do Trabalho, o Irmão Terrível está de volta.

O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Deixe-o entrar e reportar-se a


mim. O antigo supervisor: F Roofer, dê a entrada para o Terrível Irmão
porque o Venerável Mestre do Trabalho pede que ele seja denunciado. O
Terrível Irmão fica entre as Colunas e diz: O TERRÍVEL IRMÃO: Venerável
Mestre do Trabalho, minha missão é cumprida e percebo que o Profano
permanece firme em suas intenções. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Desde que o escolhemos, procederemos ao início deste Profano
nos formulários requeridos. F Terrível, por favor, prepare o Profano de acordo
com o Uso Antigo. Durante a preparação do Profano, o Venerável Mestre do
Trabalho pode apresentar o candidato em poucas palavras.

Coluna da Harmonia.

Entrada do Profano
Quando o Profano está pronto e está diante da porta do Templo, o Irmão
Terrível faz um sinal discreto para o Telhadista. Este último também
discretamente avisa o Venerável Maître d'Oeuvre que tudo está pronto e abre
a porta. O Venerável Mestre da Arte golpeia um martelo poderoso e fala em
voz alta. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Que o velho morre e
que o iniciado nasce! No exato segundo em que o Venerável Mestre terminou
sua sentença, o irmão Terrible fez com que o candidato profano batesse na
porta do Templo com vários grandes golpes. A TAMPA, a porta está
fechada: ALERTA !! voz cheia; A porta não está ancorada no Portão do
Templo.

O VELHO SUPERVISOR: Venerável Gerente de Projeto, o alerta é dado !! O


MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Roofer, para nossa segurança,
veja quem é que o ataca. O Roofer abre a viseira e diz: A CAPA: Quem bate
assim? O TERRÍVEL IRMÃO: É um Profano considerado livre, de maneiras
estritas e de boa reputação, que pede para ser recebido como maçom. A
COBRE: Venerável Mestre do Trabalho, um Profano considerado livre, de
estrita moralidade e bom nome, pede para ser recebido Mason. A Venerável
Obra Prima: Como este Profano se apresenta para nós? A COBERTA: Como
esse profano se apresenta para nós? O TERRÍVEL IRMÃO:

Pobre e sem dinheiro, nem nu nem vestido, mas com um vestido decente. A
COBRE: Venerável Mestre do Trabalho, este Profano nos aparece pobre e
sem dinheiro, nem nu nem vestido, mas com um vestido decente. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO: Para que é esse aspirante Profano? A
COBERTA: Para que isso é aspiração do Profano? O TERRÍVEL
IRMÃO: Este Profano aspira apenas ao Conhecimento dos segredos do
Comércio. A COBRE: Venerável Mestre do Trabalho, este Profano aspira
apenas ao Conhecimento dos segredos da Ocupação. A VENERÁVEL
MESTRA DE OBRAS: Como este Profano nos procurou? A COBERTA: Como
este Profano veio até nós?

O TERRÍVEL IRMÃO: liderado e apoiado por um mestre maçom. A


COBRE: Venerável Mestre do Trabalho, este Profano chegou até nós, liderado
e apoiado por um Mestre Maçom. O VENERÁVEL MESTRE DO
TRABALHO: É esse Profano que escolhemos? CAPA: É este o Profano que
escolhemos? O TERRÍVEL IRMÃO: Este Profano é o que escolhemos. A
COBRE: Venerável Mestre do Trabalho, este Profano é aquele que
escolhemos. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: De onde vem o
Profano que escolhemos? A CAPA: De onde vem o profano que
escolhemos? O TERRÍVEL IRMÃO:

Escuridão A TAMPA: Escuridão, Venerável Mestre do Trabalho. O


VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: O que ele espera encontrar aqui? O
COVERER: O que ele espera encontrar aqui? O TERRÍVEL IRMÃO: A
Luz. A COBRE: Venerável Mestre do Trabalho, o Profano escolhido busca a
Luz. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Desde que ele busca a
Luz, deixe -o entrar. COLUNA DE HARMONIA A porta do Templo se abre
abruptamente e com barulhos altos. O Profano espera no local e quando o
silêncio é estabelecido, o Terrível Irmão diz com uma voz alta: O TERRÍVEL
IRMÃO:

Amigo, cuide-se. Para abordar este local com segurança, você avançará com
cautela, seguindo nossas recomendações de cautela.
Para atravessar o limiar, dobre a cabeça e deslize para o lado, porque a porta
baixa é muito estreita. COLUNA DA HARMONIA. O Mensageiro foi até a
porta do Templo e usando sua bengala marca a altura da porta baixa. O
Profano é introduzido nas formas dentro do Templo. Assim que o Profano for
endireitado, o Telhadista encosta a ponta de uma bússola no peito do coração
no alto do coração e diz: A CAPA: Você sente alguma coisa? Resposta do
Profano. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:

A prudência foi recomendada a você e, felizmente, você cumpriu esse


conselho. Muita pressa e precipitação e o ponto afiado desta ferramenta, útil
para o trabalho e indispensável para o layout, perfurou seu coração. Lembre-
se de que a impaciência é irreparável. ORADOR: Aqui tudo é simbólico. Bata
e nós abriremos você. O TERRÍVEL IRMÃO: Seja guiado, permaneça
vigilante e meça seus passos. COLUNA DE HARMONIA O Irmão Terrível, de
pé atrás do Profano, com as duas mãos nos ombros, leva-o ao pé dos degraus
do Oriente. O TERRÍVEL IRMÃO: Preste atenção ao Venerável Mestre do
Trabalho. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:

Profano, é livre e voluntariamente que você apareça diante de nós? O


PERFIL: É livre e de livre vontade que eu apareço diante de você. O
VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Você pode nos assegurar
solenemente que nenhuma pressão direta ou indireta foi exercida sobre você
para trazê-lo até aqui? PROFANO: Eu te asseguro solenemente. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO: Você sempre persiste em sua intenção de ser
recebido na Ordem dos Maçons? PROFANO: Eu persisto. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO *: Visto que é assim, irmão terrível, livra o
profano de suas cadeias e elas desaparecem para sempre.

COLUNA DE HARMONIA
Correntes são soltas, liberando as mãos; eles são jogados contra as portas do
Templo.
A VENERABLE MASTERPIECE: Você está pronto para emprestar sua
primeira obrigação? PROFANO: Estou pronto O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Neste caso, Irmão Terrível, por favor dirija o Profano entre as
Colunas. O Teste da Verdade O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Desde que você esteja disposto a emprestar sua primeira
obrigação, devemos nos submeter ao teste da verdade. F Terrível, por favor
envie ao Candidato a Taça Sagrada. COLUNA DA HARMONIA.
O harmonista regulará a intensidade da música adequadamente durante este
evento.
ORADOR: Aqui tudo é simbólico. Peça e você receberá. O MESTRE
LUMBER VENERÁVEL: Senhor, se destina a nos enganar, mentir ou
dissimular, temendo as conseqüências de sua traição. Na verdade, não beber o
cálice sagrado, se você ficar sem medo de sucumbir à prova, como um veneno
sutil flui da boca de perjúrio à sua alma, transformando uma vida em líquido
bebida morte. Se você não tem certeza o suficiente para aceitar essa provação,
afaste este copo de seus lábios.

Você se sente firme e forte o suficiente para consentir, ou prefere desistir


antes que seja tarde demais? Fugir, ainda há tempo. Um tempo. No entanto, se
você é leal, sincero e honesto, beba com confiança. Senhor, você concorda
com este teste?PROFANO: Eu concordo. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Neste caso, que seja feito de acordo com o seu desejo. *. Meus
irmãos, as colunas altas. Senhor, repita comigo os termos da sua primeira
Obrigação: Sob a proteção do Grande Arquiteto do Universo, ad libitum Sob a
proteção do Grande Oriente da França, Eu, seguido pelo seu nome,

Escolhidos pelos Mestres do Comércio


Afirmo que minhas intenções são puras e meu coração sincero.
Eu prometo, aconteça o que acontecer, nunca revelar nada que tenha visto ou
ouvido desde que fui apresentado ao lugar da meditação.
Se devo trair o meu juramento, concordo com a doçura desta bebida ... O
TERRÍVEL IRMÃO: Beba um primeiro gole. Irmão Terrível dá um gole de
água doce ao Profano. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: transforma-se em amargura. O irmão Terrível inutilmente
derrama um líquido amargo no copo. O TERRÍVEL IRMÃO: Beba devagar
sem parar. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:
Suas características são alteradas; Você seria uma vítima de si mesmo que já a
doçura desta bebida se transforma em amargura? Beba, no entanto, para o
lixo, superando o seu desgosto. O Irmão Terrível silenciosamente derrama
algumas gotas de amargura em forma pura e faz a bebida profana. O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO *: Meus Irmãos, tomem o seu
lugar. Um tempo.

Essa provação é um lembrete de um ritual dos tempos antigos, ao qual até os


reis se submeteram. No caminho que você está entrando hoje, você, como
todos nós, encontrará dúvidas e incertezas, mas como todos nós, você irá além
deles e continuará sua jornada. Saiba que é longo e doloroso e que deve ser
seguido com perseverança, sem jamais ser desencorajado. Ande em confiança
com Fé, Esperança e Alegria, mas esteja alerta, atento e cuidadoso para não se
perder em caminhos ruins. Um tempo. Senhor, você ainda está livre para
desistir; você quer isso? PROFANO: Não. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Continuaremos.

Senhor, você acabou de fazer a promessa de manter a nossa Lei do Silêncio e


não duvidamos que você a esteja segurando. No entanto, queremos esclarecê-
lo sobre o destino daqueles que nos são infiéis.

Cena do Cadáver
O Irmão designado fica ao pé dos degraus do Oriente, com as pernas nos
degraus, a cabeça e o corpo no chão, cobertos com um pano
ensanguentado; FF armar-se com espadas que tenderão para "o
cadáver". COLUNA DA HARMONIA.Faça sinal para o mensageiro para
desligar as luzes. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO, FF, arme-se
com a mão direita, para punir o perjúrio, a justiça deve passar. Irmão Terrível,
prepare-se para levantar a venda com o meu martelo.

Preto cheio. "O cadáver" é iluminado pelo feixe de uma lâmpada elétrica. *.
ORADOR: Aqui tudo é simbólico. Pesquise e você encontrará. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO: Esta luz pálida faz você ver o destino que
aguarda aquele que perjura a si mesmo. Essas espadas simbolizam a nossa
justiça. Se você fosse infeliz o suficiente para negar seu compromisso, indigno
o suficiente para trair nossa confiança, você seria banido para a escuridão do
mundo profano. Então, para nós, você só estaria morto. Que sua fé te
ajude. *. F Terrível, coloque o banner de volta. Ligue as luzes. Senhor, antes
de prosseguir, é importante saber se você persiste em suas intenções.

PROFANO: Eu persisto nas minhas intenções. A Máscara Veneravel: Vamos


impor testes em você, mas eu lhe digo que eles são formidáveis a personagens
fracos. Pela última vez, oferecemos a você a desistir. Você quer se retirar ou
concorda em realizar as perigosas jornadas iniciáticas? PROFANO: Eu
concordo. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO *: Que seja feito de
acordo com a sua vontade. F Terrível, faça o Profano fazer a primeira
viagem. O TERRÍVEL IRMÃO: Meu filho, venha conosco. Iniciações de
viagens

Dois Mestres Maçons acompanham o Profano. Eles o seguram cada um por


um braço esticado ao longo de seu corpo, segurando seus dedos com força.
COLUNA DA HARMONIA.
Durante esta primeira jornada, os Irmãos das Colunas fazem um grande
barulho com suas espadas e pés. O Irmão Terrível leva o Profano ao
Supervisor New Plateau e o chuta no ombro esquerdo do oficial. O novo
supervisor repele o profano com um golpe de martelo no plexo solar.
O NOVO SUPERVISOR: Quem está aí? O TERRÍVEL IRMÃO: É um Profano
que escolhemos, porque aspira ao conhecimento dos segredos da Ocupação. O
NOVO SUPERVISOR: Como ele se atreve a vir aqui?

O TERRÍVEL IRMÃO: Porque ele é considerado livre, de moral estrita e de


boa reputação. O NOVO SUPERVISOR: Como ele tem a reputação de ser
livre, de moral rígida e de boa reputação, ele passa. O profano é conduzido
entre as colunas. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Que ele seja
purificado pelo ar. O rosto profano é ventilado três vezes pelo Terrível
Irmão. O TERRÍVEL IRMÃO: Venerável Mestre d'Oeuvre, a primeira viagem
acabou. ORADOR: Aqui tudo é simbólico. Seja o aluno e você vai ensinar. O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:

Sua caminhada foi dolorosa e difícil. Você era fraco e indefeso como um bebê
recém-nascido. Felizmente, alguns Mestres apoiaram você e salvaram você de
quedas e lacunas; Eles perceberam para você as armadilhas da estrada e,
assim, você foi capaz de atravessar sem paixões as paixões desencadeadas.
Você era como a criança que veio ao mundo e você poderia entender que as
mãos amigas que ajudam a sustentar confiam e fortalecem a coragem. O
antigo supervisor: Você não poderia ficar sem apoio porque, como a criança
que nasceu, você estava desamparado. Como em sua infância natural, seus
pais ajudaram você, então os Mestres Maçons irão ajudá-lo em sua infância
simbólica. O NOVO SUPERVISOR:

No momento em que sua consciência faz um esforço para se libertar, as


paixões se tornam alarmadas e rebeldes, redobrando seus esforços para
escravizá-lo.
Eles procuram o defeito do peitoral para carregar a ferida que poderia derrubá-
lo. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Esta jornada simboliza acima
de tudo o despertar da Consciência e é por isso que nos dirigimos ao coração
tanto quanto ao espírito. Este teste é também o emblema da vida humana em
seu nível mais baixo, agitado pelas paixões mais desordenadas. Três vezes
você foi purificado pelo ar. O primeiro, para marcar a força das correntes e o
poder dos ventos do caos primordial.

A segunda, para testemunhar a imanência da palavra em seu sopro de vida


manifestada; em outras palavras, expressar o "Inspire e expire" do Universo.
A terceira, a sugerir o vento forte que precedeu o dilúvio, após o qual se
estabeleceram os primeiros séculos da segunda humanidade, durante o reinado
dos Patriarcas Act elementar antes da ciência perdida foi parcialmente
restaurada. O edifício mais característico desta época é a Torre de Babel, cujo
nome evoca a confusão da linguagem. *.
F Terrível, faça a segunda jornada ao Profano.
Irmão Terrível acompanha o Profano. Ele está à sua esquerda, o braço
esquerdo do Profano descansando nos ombros do Mestre, seu antebraço
caindo na frente, sua mão segura pela mão esquerda do Mestre. O Profano é
apoiado pelo braço direito mantendo as costas.
O TERRÍVEL IRMÃO: Meu aluno, siga-me. COLUNA DA
HARMONIA. Durante a segunda jornada, menos dolorosa que a primeira, os
Irmãos nas Colunas fazem um ligeiro choque das espadas e o Terrível Irmão
leva o Profano ao Velho Supervisor que ele ataca no ombro. Este último pega
a mão do Profano e a rejeita violentamente em um gesto de proteção. O
antigo supervisor: quem vai lá? O TERRÍVEL IRMÃO:

Um Profano que tomamos como filho e escolhido para aluno e persevera em


seus esforços pelo Conhecimento dos segredos da Ocupação. O antigo
supervisor: Como ele veio até nós? O TERRÍVEL IRMÃO: Porque ele é Leal e
Sonda, Homem de coração e coragem. O antigo supervisor: Porque ele é leal
e sonda, um homem de coração e coragem, a quem ele passa. O profano é
conduzido entre as colunas. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Que
Ele seja purificado pela Água.O Terrible F borrifa a testa e o coração da
manobra escolhida e embebe sua mão direita na água. Isso sendo feito: O
TERRÍVEL IRMÃO: Venerável Mestre do Trabalho, a segunda jornada
acabou.

ORADOR: Aqui tudo é simbólico. Seja um mestre e você aprenderá. O


MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Sua marcha tem sido menos
trabalhosa ; no entanto, um guia ainda era necessário para você, todos os
perigos não foram evitados, mas um Mestre iluminado protegeu você. Você
não era mais a criança indefesa, mas o adolescente inexperiente e você
poderia entender que o amigo devotado é útil para apoiar a vontade. O antigo
supervisor: Você queria fazer bem, mas ignorância e erro cercaram
você. Você se tornou ciente de que os pais não são suficientes; para os
inexperientes, um mestre é necessário para levá-lo ao conhecimento. Assim, o
adolescente temeroso e hesitante torna-se um homem corajoso e determinado.

O NOVO SUPERVISOR: Durante a primeira viagem, você triunfou sobre


paixões grosseiras; agora você acaba de rejeitar as paixões desonestas, aquelas
que se escondem sob as aparências da razão.
O Mestre que te guiou representa a lucidez de sua consciência. O
VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Este teste simboliza a purificação
do seu espírito, porque hoje procuramos apenas reforçar a sua vontade para o
bem. Marca o esforço de constância na luta que o iniciado deve apoiar para
superar o erro. Este Rito consagra uma doutrina da perfeição, porque é o
símbolo da completa renovação que se espera de você e que ensina a
necessidade de renascer de uma vida natural para uma vida espiritual.

Sua testa, assento de sua inteligência e seu coração, sede de sua vida e
símbolo de seus sentimentos, foram purificados pela água, assim como sua
mão foi mergulhada em "água lustral" para indicar que ela deve sempre
permaneça puro e imaculado.
A segunda jornada representa a segunda era da nova humanidade governada
pela lei moral de Moisés. O edifício mais característico desta era é o Templo
de Jerusalém iniciado no Monte Moriá e completado sete anos depois,
seguindo o modelo do Tabernáculo, de acordo com os planos traçados por
Moisés.
O Templo de Jerusalém é o símbolo da Beleza e Perfeição, perdido e
redescoberto.
Durante a construção do templo, nenhum som de ferramenta de metal foi
ouvido, pois Salomão queria em memória de Babel.
As pedras e a madeira foram preparadas nas pedreiras e florestas do Líbano,
quadradas, esculpidas, marcadas e numeradas no local; os materiais foram
então transportados por via marítima, depois por carroças e, finalmente,
colocados no local utilizando marretas de buxo e ferramentas de madeira
preparadas para este fim.
Assim, Salomão mostrou a excelência do ofício naquela época, porque os
materiais preparados a grande distância montados em seu lugar no edifício, a
precisão dos cortes era tal que se pensaria que eles não foram obra de mãos
humanas. *.
F Terrível, fez ao Profano a terceira e última jornada.
O Terrível Irmão está à esquerda do Profano e diante dele; ele segura com a
mão direita a mão esquerda do Profano, este último apoiado no ombro direito
do Irmão Terrível.
O TERRÍVEL IRMÃO: Meu amigo, apóie-se em mim. COLUNA DA
HARMONIA. A terceira viagem é em absoluta calma; depois de um primeiro
turno, o Profano é levado antes do Novo Supervisor, que coloca a mão
esquerda no ombro direito do recebedor. O NOVO SUPERVISOR: Amigo,
para manter sua dignidade e merecer a estima dos outros, permaneça
irrepreensível; nunca se abaixe em seus atos, como em suas palavras, a
injustiça e maldade.

Cultivar o Amor Fraterno, o fundamento da Maçonaria; sempre saberá


confiar, sem reservas ou restrições mentais, e sempre poderá merecer o dos
outros. COLUNA DA HARMONIA. Após uma visita ao Templo, o Profano é
levado ao Supervisor Antigo, que coloca a mão esquerda no ombro direito do
recebedor. O antigo supervisor: Amigo, para se tornar perfeito Maçom, seja
acima de tudo um fiel F. Nunca assuma um compromisso que não possa
cumprir. Tem um caráter firme, mas sem rigidez excessiva.

Pratique com alegria Solidariedade que é a pedra angular da nossa


sociedade. Fortes verdades adquiridas no Templo, brilham no mundo
profano. Então você alcançará sua satisfação pessoal? assim você confirmará
a vocação da Ordem; então você vai participar do desenvolvimento do grande
trabalho. O Profano é levado de volta entre as Colunas. O VENERÁVEL
MESTRE DO TRABALHO: Terrível, seja purificado pelo fogo. Irmão Terrível
passa sob a mão direita do Profano e três vezes, a chama de uma vela. O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Que a partir de agora não há nada
de profano em você. A partir de então, aprenda a submeter sua vontade,
supere suas paixões e supere seus preconceitos. O TERRÍVEL IRMÃO:

Venerável Mestre d'Oeuvre, a Terceira Viagem acabou. ORADOR: Aqui tudo


é simbólico. Conheça-se O SUPERVISOR ANTIGO: Você ainda está nas
trevas, mas andou no ritmo de um homem que não teme as armadilhas das
coisas nem dos seres. O NOVO SUPERVISOR: Você deixou a infância, saiu
da adolescência, alcançou a plenitude da sua idade. O MESTRE VENERÁVEL
DO TRABALHO: Esta terceira jornada é também o emblema das regiões
superiores da vida humana. Ele é acessado pelo conhecimento de si mesmo,
de acordo com a famosa palavra anteriormente inscrita no frontão do Templo
de Delfos: "Conheça a si mesmo e você conhecerá o Universo e os Deuses".

O Irmão Terrível, Mestre do Ritual, leva o Recipiente, neófito em nossos


mistérios, ao fundo dos degraus do Oriente, onde terá que passar pelo teste do
sangue.

O Teste de Sangue
O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Renovando um rito multi-
milenar, o da fraternização pela comunhão dos sangues, pedimos ao novo
iniciado a oferenda de seu sangue. Mesclada com a do Venerável Mestre de
Trabalho representando o Lodge e Universal Ordem, seu sangue
generosamente certificar a união solenemente contratada e marca o desejo
mútuo de dedicar-se de corpo e alma aos seus irmãos. Ele demonstrará sua
lealdade e lealdade sem reservas. Ele também irá testemunhar a confiança que
você deposita em nós. Um tempo.

Aceita, por sua conta e risco, sob sua exclusiva responsabilidade, permitir que
você abra uma veia? RECEPTORA: Concordo em deixar-me abrir uma
veia. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO *: Que seja feito de acordo
com a sua vontade. Irmão Terrível, prepare-se para recolher o
sangue. Preparação, torniquete, álcool. COLUNA DA HARMONIA. O
MONITOR VELHO *: Pare !!! Venerável Mestre do Trabalho, peço-lhe que
aceite minhas desculpas e perdoe minha intervenção, mas o sangue humano é
precioso e o seu é muito querido para nós.

Nosso amigo acaba de provar sua coragem e dedicação; portanto, peço-lhe,


em nome de todos os FF reunidos neste Templo, que nos poupem deste
julgamento. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: De fato, como o
Antigo Supervisor, consideramos hoje que a palavra dada tem tanto valor
quanto derramamento de sangue, uma vez que pode levar às mesmas
conseqüências. É o suficiente para nós sabermos que podemos contar com
esse amigo, pois agora ele está certo de poder contar conosco. Um tempo. No
entanto, por mais nobre que seja e apesar dos sentimentos que o inspiram, o
seu pedido não é aceito, Ex-Supervisor. Não posso, portanto, poupar ninguém
deste julgamento, pois para selar a Aliança no fundo do pergaminho, o novo
sangue deve misturar-se com o antigo.

Irmão Terrível, peça ao seu cirurgião F para ajudá-lo e fazer a coisa


certa. COLUNA DA HARMONIA. Simulacro de tirar sangue no meio do
braço. F Terrível, você terá muito cuidado em preparar a tinta da comunhão
de sangue. marca indelével VENERÁVEL execução: Meu amigo, ele ainda
tem que receber a marca indelével da Maçonaria, como qualquer leigo que é
um maçom deve ser reconhecido na sua FF como ele deve reconhecer-se. F
Terrível, por favor, prepare o selo carregado com os hieróglifos da nossa
marca. COLUNA DA HARMONIA. O TERRÍVEL IRMÃO: O selo está pronto,
Venerável Mestre do Trabalho.

O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO *: Uma vela apagada é aplicada


no ombro do Profano.
Aqui tudo é símbolo. A dor deve ser o nosso educador, nunca o nosso
vencedor. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Esta impressão é
menos física que psíquica. Mesmo que um dia você nos deixe por fraqueza ou
indignidade, você ficaria marcado por nossa impressão, porque qualquer leigo
que receba o Freemason é maçom pelo resto de sua vida. Irmão Terrível,
conduza nosso Amigo entre as Colunas. Ato de Solidariedade O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO:

A viúva de um maçom e seus órfãos reivindicam nossa ajuda, porque a morte


de nosso irmão os afundou em aflição. Cada um de nós os ajuda, na medida de
seus meios.
Você deve participar deste dever de solidariedade, mas não se esqueça de que
nossas ações de ajuda mútua não são atos de ostentação; eles devem
permanecer em segredo. Nunca esqueça a importância para você de
compromissos livremente comprometidos. Que amargura quando se tem
muito preconceito sobre suas forças ou meios e não se pode manter as
promessas. Um pedreiro deve ter respeito escrupuloso pela palavra dada. Ele
deve, portanto, tomar cuidado com promessas vãs ou imprudentes.
Agora vou delegar para você nosso Hospital F; você vai sussurrar para ele a
contribuição que você acha que pode dar ao nosso dever de solidariedade.
FF Condutores da Cerimônia, por favor, partam por um momento apoiando
três passos. O hospital muda para o destinatário. O HOSPITAL, ao ouvido do
destinatário: quanto você quer dar? Resposta do destinatário. O
HOSPITAL: Minha missão é cumprida, Venerável Mestre do Trabalho. O
hospital retorna ao seu lugar. INTERRUPÇÃO DE EVENTOS O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO: Suas provações terminaram. Você está
disposto a manter sua primeira promessa e fazer um juramento?

O destinatário: estou disposta a isso. A Máscara Venerável: Nós, portanto,


registraremos suas obrigações. O VELHO SUPERVISOR, *: Venerável Mestre
d'Oeuvre, o vestido em que nosso amigo é é em si uma provação e, uma vez
que estão acabados, sugiro interrompê-lo. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: De fato, o Velho Guardião , chegou a hora de permitir que
nosso Amigo se vestisse apropriadamente para receber o fruto de seus
esforços e sua perseverança. *. F Terrível, por favor, conduza nosso amigo
para fora deste recinto. COLUNA DA HARMONIA.

O comando é executado. Os metais não são devolvidos ao destinatário. O


Terrível Irmão bate em silêncio na porta do Templo. O Roofer verifica quem
está batendo e reporta ao Earl's Ear.
O VELHO SUPERVISOR, *: Venerável Mestre d'Oeuvre, informo que nosso
Amigo está pronto para receber o fruto de seus esforços e de sua
perseverança. O MESTRE VENERÁVEL: F Roofer, por favor, dê a entrada
para o Templo. O Profano entra sob a orientação do Irmão Terrível. O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Terrível, acompanhe nosso
Amigo até o fundo dos degraus do Oriente. Obrigação e Juramento O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO, *: Meus Irmãos, as Colunas Altas.

Meu amigo, coloque sua mão direita no Volume da Lei Sagrada, nas
Constituições do GODF, no Quadrado e na Bússola.
Coloque sua mão esquerda sobre seu coração e repita depois de mim todos os
termos da sua obrigação "Nesta praça, o símbolo de consciência, retidão e à
direita, este livro da Constituição, que será agora a minha lei, eu sou '
concorda em manter inviolável o segredo maçônico, para nunca mais dizer
nada ou escrever sobre o que eu tenho visto ou ouvido falar de interesse para a
Ordem, a não ser que eu não tenha sido autorizada, e só na maneira que pode
ser indicado para mim.
Prometo trabalhar com zelo, constância e regularidade no trabalho da
Maçonaria, amar meu FF e pôr em prática, em todas as circunstâncias, a
grande lei da solidariedade humana, que é a doutrina moral do Maçonaria.
Eu vou praticar assistência aos fracos, justiça para todos, dedicação à minha
família, meu país e humanidade, dignidade para mim mesmo.
Prometo defender o ideal e as instituições seculares, expressões dos princípios
da razão, da tolerância e da fraternidade.
Prometo cumprir a Constituição e as Regras Gerais do Grande Oriente da
França, em suas disposições atuais e naquelas que possam ser adotadas
posteriormente.
Eu concordo, se eu falhar nesses compromissos, que eu aplique as sanções
previstas pela Constituição e pelo Regulamento Geral do Grande Oriente da
França. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Que assim
seja. TODOS: Que seja assim. O VENERÁVEL MESTRE DO
TRABALHO: Amigo, você está pronto para prestar esse bom juramento? Se
você estiver pronto sem reservas, equívocos ou relutância, diga "Estou
pronto". O RECEPTOR: Estou pronto. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Em sua Fé, sua Honra e sua Consciência, você consente
solenemente em assinar seu bom juramento na presença desta respeitável
assembléia que lhe dá sua confiança? O RECEPTOR:

Eu concordo com isso solenemente. O VENERÁVEL MESTRE DO


TRABALHO: Em nome e sob os auspícios do Grande Oriente da França,
poder simbólico, regular e soberano, tomo nota do seu bom juramento. *. F
Mestre de Cerimônias, conduza nosso amigo entre as colunas. O
VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Irmãos, pegem em armas com a
mão esquerda e preparem-se. O Irmão Terrível descobre discretamente os
seguidores em um círculo, a espada estendida à mão, voltada para o novo
adepto. A Grande Luz O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:
F novo supervisor, quem você e para o norte assistir o trabalho dos
aprendizes, sobre a qual repousa uma coluna de nosso Templo, que julgas o
nosso amigo digno de sentar-se na coluna submetidos à sua disciplina e seu
ensino? O NOVO SUPERVISOR: Sim, Venerável Engenheiro. Ó Antigo
Supervisor, você que vigia o sul, você em quem descansa a outra Coluna do
nosso Templo, você julga o nosso Amigo digno de tomar o seu lugar entre
nós? O VELHO SUPERVISOR: Sim, Venerável Mestre do Trabalho. O
VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: O que você pede para ele, o antigo
supervisor? O VELHO SUPERVISOR: A Grande Luz. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO:

Que a Grande Luz seja e a bandeira caia no meu terceiro golpe de um


martelo. COLUNA DE HARMONIA * * *. Iluminação total do templo; o
patrocinador fica atrás do destinatário. A venda deve cair a seus pés. Um
tempo. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: As espadas dirigidas a
você não são contra você; eles significam que estamos direcionando todas as
nossas forças, todas as nossas energias, todas as nossas vontades em sua
direção, a fim de ajudá-lo em seus esforços no caminho de sua perfeição. Veja
em nós apenas FF quem seriam seus defensores se sua vida ou sua honra
fossem ameaçadas. Abaixe suas espadas, meus irmãos. Beijo da Paz

Mas, talvez haja entre nós uma pessoa que você ainda pode considerar como
um inimigo ontem?
Se assim fosse, você estaria disposto a esquecer o ressentimento que você
pode ter?
Você estaria disposto a reconhecer esse antigo inimigo como um verdadeiro
amigo?
Olhe atentamente, talvez se atenha a isso? Um tempo. Os piores inimigos
raramente ficam na nossa frente, muitas vezes preferindo esconder-se
traiçoeiramente atrás de nós. Talvez ele esteja atrás de você? Mas talvez um
Amigo fiel e devotado esteja lá, pronto para ajudá-lo, porque nossos
verdadeiros amigos são freqüentemente os mais discretos. Quanto aos nossos
piores inimigos, nem sempre os conhecemos. Vire-se, meu amigo. COLUNA
DA HARMONIA.

O destinatário e o patrocinador se beijam.


O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Mestre de Cerimônias, por
favor, conduza nosso Amigo até o fim dos degraus do Oriente. Meus irmãos,
sentem-se. Isso feito. O MESTRE VENERÁVEL: Por favor, assine agora o
compromisso solene que você fez antes de receber a Luz. O Mestre de
Cerimônias tem o juramento assinado no set do Orador. O irmão Terrível
coloca a espada flamejante no livro da lei sagrada e retorna ao seu lugar. O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Mestre de Cerimônias, renove o
nosso Amigo entre as Colunas. Isso feito. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO:

Por favor, honre agora o compromisso que você fez com o Hospital
Trunk. Então, graças a você, podemos aliviar melhor a desgraça da viúva e
seus órfãos.
F Hospital, preencha seu escritório. L'Hospitalier apresenta ao destinatário o
tronco da viúva. HOSPITALIER: Venerável Mestre d'Oeuvre, não posso
cumprir minha missão, porque nosso amigo não parece ser capaz de cumprir
seus compromissos. O Hospitaleiro retorna ao seu planalto. O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO: Com este último teste, quisemos assinalar
como é difícil seguir um conselho sábio e um bom ensino. Lembre-se que os
impulsos do coração não são suficientes, porque se um maçom deve honrar
seu

deveres, ele deve se proteger de promessas vazias. No entanto, os sentimentos


que o
animam honram.
Este teste não foi projetado para jogar sua generosidade, mas para responder a
três razões. O NOVO SUPERVISOR: A primeira dessas razões é testar seus
princípios. O VELHO SUPERVISOR: O segundo é mostrar ao FF que você
não tinha metal em você porque, se você tivesse, deveria ter tido desde o
início a Cerimônia da sua iniciação. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO:

A terceira é preparar seu coração para que, se você encontrar um F em aflição


ou indigência, lembre-se do momento em que você foi apresentado à
Maçonaria, pobre e pobre e que você agarrou ansiosamente o oportunidade de
praticar essa virtude que você professou admirar.

Consagração da Maçonaria
O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Mestre de Cerimônias,
acompanhe nosso Amigo até a base dos degraus do Oriente. Isso feito. O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO, *: Meus irmãos, de pé e à
Ordem. Homem em testemunho de humildade perante o Supremo Arquiteto,
coloque o joelho no Quadrado, coloque a ponta da bússola sobre o seio
esquerdo como sinal de fidelidade.

Irmão Terrível ajuda o Receptor e fica atrás dele; o Venerável Mestre pega a
espada flamejante com a mão esquerda e a segura, apontando para cima, no
comprimento de um braço. Ele pega o martelo com a mão direita e o coloca
no peito no auge do coração.
Sob a proteção do Grande Arquiteto do Universo e a glória do Supremo
Grande Trabalho, ad libitum
pelos mistérios Antiguidades e Old Charges,
Em nome da Maçonaria Universal,
sob os auspícios do Grande Oriente da França
e sob Os poderes da minha carga Ele coloca a espada flamejante na cabeça
do destinatário e golpeia um golpe de martelo na parte plana da lâmina. Eu
criar-lo para baixo o slide no ombro esquerdo receber

ele bate um golpe de martelo no plano da lâmina. Ele passa a lâmina sobre o
ombro direito e faz um golpe de martelo no plano da lâmina Aprendiz Mason
para ser reconhecido como Autêntico e Aceito Regular.
Meu F em pé! O Expert e o Messenger de repente endireitam o novo
insider. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: De agora em diante, você
nunca mais abaixará o joelho. Um Franco Mason vive de pé na frente dos
Homens e também está de pé que ele morre. Entrega do Avental e das
Luvas O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Mestre de Cerimônias,
acompanhe o nosso F Aprendiz entre as Colunas. Meu Especialista em F, você
fechará a marcha. Meus irmãos, sentem-se. Isso feito.

F Especialista, coloque em nosso F de seu avental e dê a ele em nosso nome


para todos, o caloroso abraço fraternal. PERITO: Meu F, receba este avental,
emblema do trabalho. Ele lhe dá o direito de se sentar entre nós. Você deve
sempre estar vestido para participar do nosso trabalho. Este distintivo honra-o
porque homens muito grandes o carregavam com orgulho como os mais
humildes de nossos irmãos. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: F
Mensageiro, Guardião do Protocolo, dá ao nosso Irmão Aprendiz As luvas
brancas que testificam as intenções puras; sua brancura o avisará da
honestidade com a qual devemos direcionar nossos pensamentos e ações. O
MENSAGEIRO:

Nunca manche a brancura brilhante dessas luvas; eles são o símbolo da sua
admissão ao Templo da Verdade. VENERÁVEL LUMBER MESTRE: F
Speaker, guardião da lei, retornar ao nosso irmão Aprendiz uma cópia das
Constituições e do Regulamento Geral GODF O orador: Você vai ler
cuidadosamente esses livros. Você estará em conformidade com as
disposições deles e aprenderá o ensino deles. O VENERÁVEL MESTRE DO
TRABALHO: F Hospitaleiro, entregue ao nosso Entrentista F Entrée , a rosa,
um símbolo de nossos sentimentos em relação aos entes queridos em seu
coração. O HOSPITAL: Como um sinal de nosso afeto fraternal, você dará
esta rosa à pessoa que você considera mais digna para receber este tributo.

O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: F Novo Supervisor, você


entregará mais tarde a este Aprendiz. Inseriu a instrução do 1º grau. Um
tempo. Preste atenção, Meus Irmãos, vamos proceder ao reconhecimento
solene da Regularidade Maçônica do último Aprendiz Aprendiz desta Loja
Justa e Perfeita, por nossa aprovação unânime. *. Meus irmãos, de pé e à
Ordem. Reconhecimento da Regularidade Maçônica O MESTRE
VENERÁVEL DO TRABALHO *:
Meus FF Supervisores, convide Irmãos decorar a sua respectivas colunas
agora reconhecido como um membro regular e ativo Freemason do
Workshop, o F ... presentes entre as colunas e se juntar a nós para aplaudir o
seu início, por uma tripla e quente bateria solene. A AUTORIDADE EX *: FF
que decoram a coluna do Sul, convido-os a partir do Venerável Mestre de
Trabalho para reconhecer agora como membro regular e ativo Freemason do
Workshop, o F presente entre as colunas e para se juntar a nós em aplaudir sua
iniciação com uma bateria tripla quente e solene. O NOVO SUPERVISOR, *:

FF que decoram a coluna do Norte, convido-os a partir do Venerável Mestre


de Trabalho, agora reconhecido como um membro regular e ativo Freemason
do Workshop, o F presente entre as colunas e se juntar a nós aplaudir sua
iniciação, por uma bateria tripla e quente solene. O VENERÁVEL MESTRE
DO TRABALHO: Para mim, Meus Irmãos, pelo Sinal, a Bateria Tripla e a
Aclamação Solene: Igualdade, Fraternidade, Liberdade. Isso feito. Meu F,
você está agora Mason Frank, reconhecido Autêntico e aceite membro regular
do justo e perfeito Lodge de Salomão No. ......... para o Oriente ............ No
entanto, você ainda um aprendiz inscrito são e você deve ganhar seu registro
nos papéis do Comércio.

F Expert, tenha o novo informante ao lado da Ordem como deveria ser, para
que, pela primeira vez, ela cubra a Bateria como deveria.
Meus irmãos, sentem-se. O PERITO: Colocando a Ordem: É feito colocando
a mão direita sob a garganta, com os dedos, o polegar é levantado em ângulo
reto com os outros dedos, a mão esquerda pendurada. O pé direito está voltado
para o leste, o pé esquerdo formando uma urna quadrada com o pé direito. O
Especialista mostra a ordem e o novo Aprendiz a imita. Eles farão o mesmo
com o seguinte. Com o Sinal na Ordem, levante o braço direito e a mão
horizontalmente, puxe a mão direita horizontalmente da esquerda para a
direita e deixe-a cair perpendicularmente.

A bateria é feita batendo palmas com dois golpes apertados e um tiro


espaçado; depois estique a mão direita, os dedos apertados, o polegar
formando um quadrado.
Reuniremos a bateria seguida da tradicional aclamação: Vivat, Vivat, Sempre
Vivat.
Liberdade - Igualdade - Fraternidade. Isso feito. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Meu F, para lhe mostrar a confiança que depositamos em você,
queimaremos o testemunho escrito que você nos deu. O Venerável Mestre do
Trabalho queima o testamento filosófico. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Assim, o que desaparece pelo fogo, é registrado pelo fogo em
um plano dimensional diferente.

As cinzas são colocadas em um envelope, lacradas com cera e dadas ao novo


insider.
O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Guarde bem este envelope, meu
F, porque sua contemplação em momentos de desânimo permitirá que você
atraia sua energia e encontre sua esperança.

Cadeia de União
O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Meus Irmãos, formam com
nossas próprias mãos a Cadeia Sagrada de nossa união fraterna. Nós vamos
fazer uma cadeia longa e alta. A Corrente Longa e Alta (isto é, com o
antebraço flexionado no braço para que a mão alcance o ombro) é formada
sem incluir o novo Irmão. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F
Expert, o Chaîne é formado? PERITO:

Ela está inacabada, Ventre Maître d'Oeuvre, porque o último anel de metal
puro ainda não está soldado. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Meu
F, seu lugar agora está em nossa Corrente; venha e inclua-se no norte, ao lado
do nosso mensageiro F. A VENERÁVEL OBRA MESTRADA: F Expert, a
Cadeia é perfeita? O PERITO: Venerável Gerente de Projetos, o Chaîne está
bem fechado. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Esta Corrente se
desdobra ininterruptamente no tempo como no espaço. Vem do passado
apenas para tender para o futuro. Que nossa invocação venha à mente como
água límpida; Que é difundido pelas correntes similares à onda pura.

Que cubra toda a terra com seu orvalho,


deixe-a saltar para além das esferas e suba ao Grande Arquiteto do Universo.
Deixe os portões do céu, da terra e das águas se abrirem.
Deixe as correntes passarem, o vento seja silencioso e a árvore repouse.
Que todas as faculdades liberadas celebrem a todos nós e a um.
Que os Irmãos que partiram, que ligaram esta Corrente ontem, inspirem
aqueles que a formam hoje.
Que transmite aos anéis que são soldados a ela, todas as vibrações de nossa fé,
nossa esperança e nosso amor.
Vamos enriquecê-lo constantemente com muitos anéis de metal puro; que os
bons Profanos que estão no pátio passam por provações e nascem para a
Luz. Que sejam nossas colheitas e nossa semeadura, e que cada grão crie uma
nova colheita.
Faça as forças que nos animam pelos nossos esforços, o advento na terra da
paz para todas as pessoas finalmente se tornarão boa vontade.
Prometemos sempre manter o mais fraterno afeto entre nós. Percebamos a
mais perfeita união de todos os Maçons Livres, felizes ou infelizes, livres ou
ferrosos, conhecidos ou ignorados, dos mais humildes aos mais prósperos.
Sejamos sempre mais unidos, disciplinados, cada vez mais numerosos, cada
vez mais radiantes.
Trabalhemos incansavelmente para libertar a Humanidade da mentira da
hipocrisia e do fanatismo.
Em qualquer lugar e a qualquer momento, cumpramos os deveres que nos
impusemos livremente. Renovemos o compromisso solene de alcançar a
harmonia universal. ALL: Nós prometemos isso. O VENERÁVEL MESTRE
DO TRABALHO: Eu tomo nota desta promessa. A cadeia física pode
facilmente dissociar-se, mas a grande Cadeia Sagrada de nossa união fraterna
deve perpetuamente ligar todos os membros sem nunca quebrar. Vamos
lentamente abrir esta corrente humana e deixar que todos olhem mais de
perto. Isso feito. O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Meus Irmãos, as
Colunas em suas bases.

F Orateur, cabe a você, pela peça de arquitetura que nos apresentará, traduzir
os sentimentos que nos animam nesses momentos de fervor fraterno. Eu te
dou o chão. ORADOR: Eu disse. Prossiga para o fechamento do trabalho do
Loge.Encerramento da Loja O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO
*: Todo dia é o suficiente para ele. O VELHO SUPERVISOR, *: Esforços
longos e dolorosos ainda são necessários. O NOVO MONITOR *: A Brute
Stone é pouco aparada. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: A hora do
descanso não chegou? O VELHO SUPERVISOR: Os Irmãos não aspiram
descansar, Venerável Mestre do Trabalho.
O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Deixe-os continuar fora do
Templo, a Grande Obra Maçônica. O VELHO SUPERVISOR: Venerável
Mestre do Trabalho, eles farão da Ordem dos Construtores o exemplo de suas
qualidades. O NOVO SUPERVISOR: Venerável Mestre d'Oeuvre, eles serão
os defensores da viúva e os protetores do órfão. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: Se é assim, eles espalharam no mundo secular as Verdades
adquiridas na Luz da Loja. *. F Especialista, as Três Grandes Luzes estão
protegidas.

Se há um altar-porta Especialista Bíblia leva Bracket Direita e bússola da


mão esquerda e os entrega ao Venerável Mestre da Obra que coloca a
separação, o Presidente Solomon.
Na ausência do altar, Venerável Mestre de Trabalho toma suporte da mão
esquerda e bússola mão direita e colocando ambos os lados da Bíblia ea
Constituição GODF em Em ambos os casos, o Especialista pega a Espada
Flamejante e extingue as três estrelas acima dos pilares, precedidas pelo
Mensageiro que canta a marcha de sua bengala. No momento da extinção das
estrelas, o Mensageiro cobre cada estrela extinta.
O ESPECIALISTA: No Pilar Sul sou eu.
para o Pilar Sudoeste Eu estou
guardando o Pilar do Noroeste que Estou Escondendo
O Perito ficará entre as Colunas, em frente ao tabuleiro do Lodge.
VENERÁVEL EXECUÇÃO *: Que o GADLU ad libitum protege Três pouco
Luzes do Lodge, a Sun que controla a iluminação do dia, a lua que rege a
iluminação da noite e do Venerável Mestre de 'Trabalho que preside a
iluminação da Loja, dia e noite.
A Luz que ilumina a Loja eventualmente irradiará através do Universo, mas
desde que as Luzes Iluminadas cegam aqueles que não estão preparados para
recebê-los, por prudência nós os velaremos por um tempo.
F Especialista, por favor, avise todos os olhares indiscretos. O Perito
extinguiu tudo de uma vez, do chao da Espada Flamejante o candelabro com
7 ramos. PERITO:
As civilizações desmoronam. Passa pelo Midi até o platô do Antigo
Supervisor e extingue a estrela dizendo: As Sociedades Humanas passam. Ele
continua para o oeste até o platô do Novo Supervisor e extingue sua estrela,
dizendo: Os homens estão desaparecendo. Ele continua para o norte até a luz
da Loja para cobri-lo com o cone, colocando a abertura no lado leste e diz: A
Ordem Eterna permanece. Ele então extingue as outras estrelas na seguinte
ordem: Orador, Secretário, Tesoureiro, Hospital. Finalmente, ele coloca a
Espada Flamejante de volta no set do Venerável Mestre do Trabalho. O
MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO:

Em todos os momentos, lembremo-nos da grandeza dos deveres que


livremente impusemos a nós mesmos; a qualquer momento esteja pronto para
preenchê-las.
F Antigo supervisor, até que horas os maçons trabalham? O antigo
supervisor: Até a meia-noite. A Máscara Venerável: Que horas são, F New
Supervisor? O NOVO SUPERVISOR: É meia-noite. O MESTRE VENERÁVEL
DO TRABALHO:Como está na hora, eu fecharei a Loja. *. Meu FF, as
colunas altas. Meus Supervisores FFs, ajudam-me a fechar a Loja. O antigo
supervisor:

F New Warden e vocês, meus irmãos que estão no Sul, juntam-se a mim para
ajudar o Venerável Mestre a fechar a Loja. O NOVO SUPERVISOR: Meus
irmãos que estão no norte, unam-se a nós para ajudar o Venerável Mestre a
fechar a Loja. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: * * *. O antigo
supervisor: * * *. O NOVO SUPERVISOR: * * *. O MESTRE VENERÁVEL
DO TRABALHO:

Para a Glória do Grande Arquiteto do Universo e para a realização da Grande


Obra, sobre os deveres Mistérios Antiguidades e velhos Em nome da
Maçonaria Universal, o nome e sob os auspícios da GODF Eu fecho, sob a
punição rigorosa para os nossos títulos, o justo e perfeito Lodge de Salomão
regularmente constituído no Oriente ...... .. sob o título distintivo ...... .. com o
fim Sem ...... .. se é uma cerimônia de iniciação e que havia a Cadeia de
União de acolhida fraterna, ir diretamente à saída de dignitários e
baterias. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: Meus irmãos, associem-
se a mim para a intensa exortação de encerramento que estou prestes a
pronunciar.

Por favor, junte-se a mim no fervor para cumprir nossa missão; vamos formar
com nossas próprias mãos uma longa e muito ardente corrente de
união. Quando a corrente é formada. O MESTRE VENERÁVEL DO
TRABALHO: F Expert, tem a Chamade reflgée? O PERITO: A corrente
envolveu-se em anéis fortes, Venerável Mestre do Trabalho. Um tempo. O
VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Pelos poderes que recebi, invoco os
corações dos homens, apelo à sua inteligência e dirijo-me à razão deles. Faça
com que as forças que nos animam para o bem e para o mal, permitam pelos
nossos esforços, o advento na Terra da Paz para todos os homens finalmente
se tornarem de boa vontade.

Que o amor fraternal una todos os anéis desta corrente livremente formados
por nós.
Percebamos a união mais completa na perfeita comunhão de todos os Maçons
Livres, felizes ou infelizes, livres ou ferrosos, conhecidos ou desconhecidos,
dos mais humildes aos mais prósperos.
Em qualquer lugar e a qualquer momento eles cumprem os deveres que eles
mesmos impuseram.
Isso é assim. TODOS: Que seja assim. O Venerável Mestre do Trabalho: A
cadeia física simbolicamente formada por nós pode facilmente dissociar-se,
mas a grande Cadeia Sagrada de nossa União fraterna deve perpetuamente
conectar todos os membros da Maçonaria sem nunca quebrar.

Contudo, antes de separar as nossas mãos fraternas, prometemos sempre


manter o mais fraterno afeto entre nós.
Vamos nos empenhar em trabalhar incansavelmente para libertar a
humanidade das mentiras, da hipocrisia e do fanatismo.
Sejamos sempre mais unidos, disciplinados, cada vez mais numerosos, cada
vez mais radiantes. Vamos renovar o compromisso solene de alcançar a
Universal Concord. ALL: Nós prometemos isso. O VENERÁVEL MESTRE
DO TRABALHO:Eu tomo nota desta promessa. Vamos abrir esta Cadeia
Humana e deixar que todos ocupem seu lugar enquanto estiverem com a
Ordem. Saída dos Dignitários e Baterias
A saída dos Dignitários da Ordem pode ser feita antes da suspensão das
Obras e do fechamento da Loja.
VENERÁVEL EXECUÇÃO *: F Expert, Guardião Ritual e F Messenger,
Keeper do Protocolo, pronto para renovar os Parvis os dignitários que, através
da sua participação em nosso trabalho até à data, têm honrado a nossa
Respeitável Lodge pelo simples fato de sua presença fraterna. Que eles sejam
muito sinceros e muito fraternos agradecidos. O Perito e o Mensageiro
preparam a escolta na ordem inversa de entrada; quando a escolta está
pronta, o FF que a compõe se aproxima do Oriente; o Roofer abre as portas
do Templo de paredes duplas. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO *:

Meus irmãos das primeiras fileiras, no norte como no sul, pegam suas espadas
e se preparam para formar a abóbada de aço.
Meus irmãos, formam a abóbada de aço; para mim meus Supervisores FF,
voando marretas. Os Dignatários da Ordem descem do Oriente, primeiro para
a direita e depois para a esquerda. Antes de sair, cada Dignitário dá a volta
e, pelo Sinal, saúda o Venerável Mestre das Obras, que responde da mesma
maneira. O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO, *: Meu FF, aceite as 3
baterias do Clôture. * * * Preste atenção na primeira Bateria e no
Reconhecimento da Obrigação.LEALDADE - OBEDIÊNCIA -
FIDELIDADE Pelo Sinal, todos fazem o sinal, a Bateria, todos puxam a
Bateria

e a Aclamação (todos dão a Aclamação). O VELHO SUPERVISOR, *: Preste


atenção ao Venerável Mestre pela Segunda Bateria e à Aclamação do
Rito. LIBERDADE - EQUIDADE - AMIZADE O VENERÁVEL MESTRE
DO TRABALHO:Através do Sinal, todos fazem o sinal, a Bateria puxa a
Bateria, e a Aclamação dá o Torcer. O NOVO SUPERVISOR, *: Preste
atenção ao Venerável Mestre Trabalhador pela Terceira Bateria e pela Solene
Aclamação. LIBERDADE, IGUALDADE, FRATERNIDADE O
VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Pelo Sinal, todos fazem o sinal, a
Bateria,
todos desenhar bateria e alegria todos dão alegria.
O VENERÁVEL MESTRE DO TRABALHO: Meus irmãos, prestem atenção
em mim.
É com o apoio de todos os maçons reconhecidos como regulares autênticos e
aceitos que, de acordo com a prática antiga, em equilíbrio e medida, eu fecho
esta Loja Justa e Perfeita de Salomão na devida forma. *.
Ninguém está na Ordem.
A Loja está fechada e as obras suspensas. Vamos nos retirar, meus irmãos, sob
a Lei do Silêncio, Guardião do Segredo, Números e Característica. TUDO,
mão direita esticada, palma para o chão: Nós prometemos isso.

Neste momento, o Especialista separa o Quadrado e a Bússola no Gráfico da


Loja; então os dois Vigilantes chegam ao final dos degraus do Oriente, onde
esperam, cada um em sua Coluna, o Venerável Mestre do Trabalho.
O MESTRE VENERÁVEL DO TRABALHO: F Especialista, transporte-se para
o Ocidente, no lado do Midi. F Messenger, prepare-se para nos tirar desse
recinto. O MENSAGEIRO: Siga-me com confiança, vou levá-lo para a
varanda através dos labirintos.

Você também pode gostar