Você está na página 1de 40

^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^"'•'••¦^^^^^'¦•««aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa»^^^

NO E ALUGUÉIS: DECRETOS NAS MÃOS DO PRESIDENTE


Mm am mm mama. ama.
ÍP 2 __ ANO XIII —
A*0 - Rio d. SnnmUh.
Jonth0i 4,o,Feif0>
â^.fmUa, HJo
25 ma....
im Morço
~
a „.

'
-r-r * " " ™

SANDRA APELA l9M __

L ^B'
PARA POLÍCIA 40
»«>tôMP: '

1 LEIA NOTICIÁRIO NA PAGINA 2


'"Ç° D0 ixemí,lar, __ '
MARACANÃ
^n- . _ crj 30 oo LEIA CORTES
ESPORTES-NA
NA PAGINA 10
10 WÈ& •<¦

"Amaral
VAI PELOS ARES A PACIFICAÇÃO DA UDN NA GUANABARA

Quer Apunhalar
II
Lacerda Pelas Costas ~~ .aâaaaaaãàV
IMI>IIT1IVA1 lll.i
DEPUTADO Amaral Nefo eslá
apunhalando Carlos Lacer-
^"M*
^m\Wm\\\\ ^a\m\aW

da pelas costas, pois insis-


0
le em manler sua eandi-
dalura conlra a maioria do Diretório JANCO FECHA BANCO DO .BRASIL
udenista, prejudicando os interesses
do Governador — afirmou, ontem, o
Deputado Edson Guimarães, apontado
"homem
AO COL PISMO ANTI REFORMISTA
I como o íorte" da UDN na
Nasceu Mais Guanabara. KMxxxXwsÊjfi**^^'^ ^B \W %'"f-.'...! Ií-*jB *- m\t\\\\\\\ a\\\\T-^ ^B^^*&**~3\ a«KÊfi__»*^J a,Oi ^ff%* ¦ •wP!9_E

Uma Estrela declarações do Sr. Edson Gui-


marães, que controla mais de
um terço dos diretórios de bair* '•'•'¦'• "''~"^Êm\
WStí&MS&r- ~\\\K>9^PMi4àa$Z. '?¦", ''.p' '»£."
,"^^t. ^m\\\\\ BfêSS^KíS^..»..''^'?— ¦' o^^~^^mc ^^»m\r
OS a\\a\\\\\\\\*ZZ\-;'Z.'ZZZ''~
mm*m\\Wo\\m**- -'*-»*. M\\\\\\\\\\Wm\m\\sm
aaaaaaaaa»'a\\\\\\
¦* *!?!>'-¦ .¦* x^SBf§ÊB^ÊÊK^Z- '-^LmAmmmmmaa^^^Tm''- "^F&^^\a^
^^
,\&à;"y££&Mkt\
T_t ^f^Hi
aaaaaaa»
___B
ro do Partido, valem pela de-
flagração de um conflito sucessório
que
provocará fatalmente a cisão dos ór*
qãos de base udenistas. Atestam, ain- UH ImM lifliwf^laS Büál^ *&*%. $&t!«Wm\\\\\\\\mWma% ooJtm^i f^ ->_^^^^B
aa^Ba^aH aaaaaaaaà&fVS^Kl^lSa^a^aaaal aaaaaaaaaP^-^jÉHí áÍa<K_____H ¦aaaaaGaHBSRB^^aJaK''''' '
TÉ* «*»TB«E*'aaaaaaaaaaaal a\\\aaíaiVaa^/^V^ifS ¦__________. * _______________________a!^«!P9HI

da, o fracasso dos esforços de pacifi- ^BM^H»*^*'**'-


-"-•_
__________*__Í_f_naÍfl ^B&t^ã-V aí^* 1*9 aaaaaaaaaaaaaaW. fmmti afll tt^-aH
cação desenvolvidos pelo Sr. Aliomar
___________ ______Hf *^*___í£ Baleeiro.

o
______l_______tS _____________fÍÍ_Í
"o Sr. Edson Guimarães ^Lm\W\ ' "" ^aír* ÍM ' L_f'***^^Bfr?>*--^B aaaaaaaaaaaaatfJf^S! .ffijlL ¦li*^'-VaJ I " -j-lB aaaaaaaaaaaaaailigaV JjE-^L
* '¦¦.'ÜJSa'' *M*raP^^jBt^______W^fl^jjgÍj^(-; _____.^^^^flHB____J_______£.
BS>_HHHa^>¦&
que Sr. Amaral Neio corre
aNUNCIOUo risco de ser expulso da UDN, * *s '
BP^^rp^mB»:àB BJrrr-ffiran-^ ^C^**-lMa-!*^^ i^Br-rP*--JfiBj__Íi^ BllflwB*"*^ ^ ifl
na próxima quarta-feira, quan-
rm\\\\\\\\m^ma\\WtÊ^
do se reunirá o Diretório Regional, a
' "^ " ''^^ajjsHP^.-****
fim de apreciar as declarações que fèi rl^^.Bl ilRSth..
--<Ã^i '
f£È WmmsÉm£^ma\Z"- -,\Z.y'f.;* - *l*S%Ifc__B BBKffffff»p^^-
^^Hl
¦E_K'_à____R BHr a1»-*^'*""^SSÉRBL. -^-I^É^^^B

pela televisão. Amaral é acusado prin-


cipalmenle de divisionismo e de pro-
curar, com suas manobras, enfraque- ¦B HS^IS^^Í^B aaaaaftlB \ À^ma\\\\\\\\\\\W .^mmm\\WBaam\lWl^L^a^m\\m ^-B
¦fl ^^^1^9 BB B tmm\W^*^m\\\Wm\W^m\ma^SU __*_.'-> —- ' *^_8aa^^*MlwJM'BM
cer o Partido.
(Leia noticiário na página 3).

ponto culminante da
0 ofensiva
'. -W''<^5b*-'*"'^ .r^^{'¦¦:'¦'. ""'^mW\W
WW- política vesio
* Êle Não Quer Ser Morto Como o Transvlado João

É LUNÁTICO QUEM
dencial foi o encontro qu*
o Presidente João Goulari
teve, ontem, com o Car-
dcal de Sáo Paulo. Dom
Carlos Carmela, e com o
¦ ^'* *¦ ''' ''W<%$mV' ^W&FzT' U
recém-nomeado Arcebispo
lÈk

TENTOU LIQUIDAR
do Recife. Dom Helder
Cantara <foto ao alto- O
Presidente r os prelados
almoçaram juntos e con-
crcnc:0Trr. durar:tc *rf%
hores A Igreja e o Govér-
i farão todos as esforços

EMBAIXADOR DOS para impedir que mino-


\WÊlmmU$$&
GUA VH-Revista está enfeitada ho- rias anti-reformistas pro-
je com a beleza de Sônta Clara, curem explorar, para fins
elevada ao estrelato pela comédia políticos, os sentimentos
"Mary, Mary". Descoberta religiosos do poro brasi-
por Oscar
Ornsteln, já está de olho no cinema, leiro. -teia na pàcir.a 5 ¦

EE.UU. NO JAPÃO
cujas portas espera abrir com o ta-
lento que a critica tião lhe nega.

IÓIÊMO: Vitor Rego


em UH ri
—Mão Estou •netre
na quatro do pri-
cademo os leito-
?* "* ^ T •" "ft
res de Vil encontrarão um
Liquidado
m\è*^ "* &^o\\M~T~1 \ .t*
nora colunista Trata-se
de Vitor Cunha Rego, co-
mentarista internacional e
que deverá alternar seus
comentários com o crânio
^BSP^' ¦-&&¦?¦¦, WSPam\W$Êa\\\\^ ca dn 5- Don for, Jobiffè

PRIMEIRA
HORA
^•¦_k___________ea__ray___s3& - -v"^|
* Reforma Constitucional
O Minittro tia juniça, Sr*f
Abelardo Jurema, falando on.
tem atravét de uma cadei»
ir ?v ¦"^•'li •jhiiiii.Ya
*''" ce rárJio r televisão, afirmou
"JUSTOU cue "todo o barulho nara nj»
parado, sim, há trét meses, cermiUr a reforma da Coit.
tnas pensando seriamente em ir 'JC^-' ^m í-% w*mn#*f®f% títyíçao -sscònrifi '^tefêne* *:-J»5*
á Copa em 60 c trazer o trimundiul"
— diz Zòzimo, na UH Revista. Em li-
^W%^Wm\ní%E^^^ r.cntrariadcs, oortjue. com
p
r-oces-o e.nSmico da toceda^
tigio com o Bangu. garante que sua
carreira náo está no fim: "Ainda te-
A radwfolo mostra, à esquerda, o Embaixador dos Estados
r.dwin Rcwhuuei. deixando a sala dc operações, depois de
Unidos em Tóquio
JUtS
CARLOS. .
ce. ai Ce-a-tatüiçôes cedem
tci-ftar-te obsoleta» e LT-^la-íSK
submetido a uma durante ,. a{0 ;j o rip p; e -.-.-.dentes," E lembrou ati òe-
nho muito futebol". intervenção cirúrgica em virtude dos ferimentos a _jUe qu^
tuaante lapants >a direita'. considerado pela Policia faca que recebeu de um et- destino desde os t ¦ anos. quando sui mãi Earbota [b !9_.1, jj, ^,,
como débil "a4.» Cor>st.tt.-.c6e*
do do Embaixador nâo inspira cuidados. » o atentado consternou mental O esta-
o Japão (P 6>
um rico comerciante, relatou todas suas a
r-"a*-t-í!;**ií?n riam
té Bode-
que está arrepedindo $ que cue: se retrenerai teba-eviver te fotaam
*n»KiificaiS»i "

aV it aaaat -*****- <B**_r* a—™, __

at__S pecwariJotrm Presas (P.2.


PAGINA 2
Quarta-Feira, 25 d« Março d» 1964
ULTIMA
J ZERO
HORA ULAMENTO DE Kombi dá Prisão

M*ÍPv
" '.-.-:• '"
ÉHHHNKLj.1
4'¦ **•*'U '¦*»i

GUEIS Â EM
mf
ibono (.om &*• í ¦ ¦¦ A .(•-¦¦ "¦ »íi''*cV'*t->*'* '
mm Wm
í.*»«-»|,-«íttvtJ*íj mm'
Jciníto
O frofeskoi Darci Ribel M
'<-, Chefe do Gabinete Civil
ri» Pienriència d* Rcpulili
c,v entregou, ontem, ao S».
Joio Goulart oi estudo»
PSia a ccncc:*;,io rie abono
proviscrio de 10Q->o ao fun-
(jonaliimo publico civil e Presidcnle
O DE ULART
Joáo Goulart deverá assinar ain- Art. !)."> - Recebida a demiti- Ari M - A soluçai» rioi ra
S»"7"^^
militai. O abono será vali ria hoje a regulamentação dos aluguéis,
cia. a iiiitiit uliitli! policial, den- so» náo nrovUtQt na presente
do al* que o Conniesso Iro (|o pia/o ria lei, intimara o l"-:u|:inicn|;n'H(, S(M|. ,1*, R]„8,
a*»rove a nova t,-*bela de qua ontem Iht foi encaminhada pelo Mi* proprietário mi seu repc-en-
vencimentos raia os Servi 0 nistro da Justiça, Sr. Abelardo Jurema. tanto, para prestar clccWa-
da (In Ministro (|a Jusliça e tàÚÊÊÉÈ'1. \,
¦HH^»-, fei:
.\. guetos Interiores. jBWfçSfiflKHBtí ¦'¦' >;\ ¦«¦¦' mv
dores c'i Uni.»o e entra em Em sua exposição de motivos, ções. WfâmfimWti* ¦% V-*;li
v gor a p;rtir de 1 de nur referindo-se
ao Decreto n." 53,702, de 14-3-64, Ari 10 - Conriguraiido.se a Constitucional
co, devendo o Presidente o Ministro Miuac.1i, prevista no art. 9,9, W&mWsmm-íyiitimm
rfa Republica assinar hoje
o decreto que o institui.
res: 3Ílou que "a opinião
vclmente a medida, nos meios
pública reagiu favora* \ I da lei n." 1.521, de 26*12*51,
i, proprietário será processado
t» Desembargador IU/mh lia.
randier, rio Tribunal clu Jusll* 'íWmm**
Adulara
populares como
nes juridicos, pelo seu conteúdo social
e hunu-
na forma ria lei.
An, ll 0 sindico do edi-
ça declarou onlem nqe um
exame profundo do (farreio m^mwmWmWí
no, em perfeita consonância com as mais
senti* ficio providenciará para que que laliploti os alugueis afãs-
A adulora do llibrirfui d;:s das e justas reivindicações do na entraria do mesmo, «eja an- ia a argiiiçào de inrnnsliliicio-
. Lajes sntreu novo acidente povo". xada relação dos apartamentos iialiiliiile, "por *,,, constituir o
nnifiii. prejudicando o a|>as* vasos com a data da desocupa conlralii de locação na reali*
'«¦cimento r|c amin as
mum
A Integra serviços prestados aos mora.
filo. preço do aluguel, enrieré- dade uiridica dos dias que vi-
fia l.ni|inl(|in.H e Cenirsl dores do prédio, nâo t&o ço- vemos num contrai,» de ade-
dn t. o segiump, na integra, o bníveis <1<»s inquilinos. ço do proprietário nu de seu
Bnir.il. representante c indicação tia sao, em que o localáriu lan.
anteprojeto do regulamento: An, a." - Excluam-se do pessoa e do local onde so en- puto pela necessidade de mo-
An. I." — O comissariado porque
Concentração clc Defesa ria Economia Popu-
lar. criado pelo Decreto n."
presente Isolamento: ns m
habitações rie alto luxo: h>
contra a respectiva chave, a
fim rie facilitar a visita dos
rar sq Milinu-k- a unpm-iyàn
rio locádor". VlirrjLUL.
as residências em chácaras c Ressaltou o Sr. Rlzzio Ha
Os organizadores da con 53.678. dc 11 rie março dc 1961. sítios da zona urbana e su- pretendentes locatários, Sin-
«enlrAção camponesa c as Delegacias Policiais com- Pará grafo 1 .*• —. Vaco n j,,*^. randier que essas locações Ira-
do burbana; ci as mansões: d) duzeni-se uniu ain juridico ini-
próximo dia 31, em Gover- potentes, fiscalizarão á ap'i- as residências de área supe- vel. para definição dc respnn*
nador Valadares, informa- cação do Decreto n.° 53.702. de rior a 120 melros quadrados snbilidadcs. o sindico do edi* perfeito pela ausência da pró*
ram a noite passada, em pria bilaleralidarie eonlraliial

ozistos em Aȍdo no
1-1 de março rle 1964, de acór- localizadas cm avenidas â bei- ficio comunicará, por escriin
Belo Horizonte, que dei mil rio com rs normas adiante ao CODEP, no prazo rie 4H Im* cuia essência pressupõe uni
ra mar e beneficiadas com ser- acordo de vontades enlre as
pessoas participarão da ma- especificadas. ras. a recusa do proprietário
infestação O ponto Viges dc pavimentação, abas- parles contratantes suscepti-
princi* Art. 2." — O valor tabelado tecimento de água c sanea- ou de seu representante, em
vel,
pai da concentração será a inclui o imposto predial vi- mento, bem como as que. com fornecer as informações para portanto, de sofrer lórias

Comício de Biloc Pinto


distribuição do terras da a mesma metragem, esteja::, a fiel observância deste artigo. as limitações cnnsliliicionais
gente nos orçamentos de !9fil.
Fazenda do Ministério da
Art. 3" - Incumbem ao in- situadas cm praias rie vera- Parágrafo 2.<* - 4* ,.as;,s re; previstas nos aris. 147 e hr
ria Constituição Federal quer
Agricultura a 400 campone* neio e csláppias hidromine- siijeppiais desocupados eslen
rpiüino as taxas de serviços e
»er do Vale do Rio Doce,
as despesas ciue se referirem rais dem-se o que prereiliia ísle ar- quando condiciona o uso da
pelo Ministro Osvaldo Lima' ao uso rio imóvel, de acordo Parásrafo único — Conside* ligo, licanilo snb a direi,a res* propriedade ao bem-estar so*
Filho, que ja confirmou sua
poiisabilidarie du proprietário ciai, quer quando recomenda -HECIPR 'UH —, l''arta
pom a lei do inuuilinato ra-se hahitaçán de alto luxo o de maneira imperativa, a ir- * distrihuiçáo rie íollielus Biili-sp-
presença na solenidade. Art. 4." - As taxas de ser- imóvel cujo meiro quadrado o inteiro cumprimento rias dis* mi.a-, de inspiração nitidamente nazista, foi d„s agentes rio IBAD. Nos in*
vicos e despesas da habitação de construção seja de custo posições nele contidas. pressão de toda e qualquer r.iupos de choque direitistas que agrediram estudantes feita pelos cidenles, foram bnleados pelos
Gre cc deverão ser especificadas no
recibo mensal do aluguel.
atual superior ao preço mérito
vij-orante no comércio imobi*
Art. 12 — Para o**- efeitos da
letra ¦'. rio art, I.°. rio Deere-
forma rie abuso rie poder eco*
nòimro". i'-al)aha(|(,re.s (|n liecife: quando estes realizavam
manifesta-
c asseclas rio Sr. Bilac Pinto o
telegrafipla Francisco José d»
Coes de prpteslo conlra n Dopylado Bilae Pinto, que lazia na
Entraram em rjeve os Art. 5." — Tendo o inquill- hãrio. to n.° 53.702. rie 14-3*64. sòmen- Reforma Urbana i-iiculdari». fie Ciências Rognòmicgs uma conferência Freitas c »j estudante Paulo
estudamos da Faculdade de Ari. 7 o -- Os .síndicos le será considerado o mohi- contra Cavalcante riu Albuquerque,
no dúvida sóbre a veracidade riu as rclornias rie base e ,-,s iludiria.-
populares adotadas pei
Oriontoliiüia da UniversjtJa* das taxas, ou justiça ria sua condomínios e os porteiros cie liáno comnlelo rio ifirins as de- (I Presidcnle João (inulart Presidcnle João limitar!. (ilie já se encontram fora ,|r
rie rie üãu Paulo O jnuM dJvjsSq entre os diversos lo- edifício.- deverãíl notificar as. pendências do imóvel. assinará, em 2 de abril, rie- pVrigo.
mento conta com o apoio catários rie um mesmo prédio, auloridades policiais sobre a Ari. 13 A alegação rio pro. creio criando o Conselho Na- Armados de revólveres, cas- '•Você sabia
cional rie Política Urbana, com que ns judeus são
do Sindicato dos Odontoio- ou sóbre a veracidade rias existência de apartamentos va- prictário rie que o imóvel se base em projeto apresentado
seletos e pedaços de pau. o; os maiores mestres na men- Melo Alicia
gos do Estado de S, Paulo, despesa? efetuadas, poderá *n- gns por mais de 31) dias. logo encontra a venda, nào obslará grupos rie choque se postaram lira e na distorção da vercla-
limar a verificação pelo CO- ijue *e e*,gutar èsae prazo, á BI.UPFC.ao ila lei penal, que à Câmara Federal pelo Depu- à enlraria ria Faculdade, nu- rie'.' Voeé sabia que o uQ|pii-, Camponeses
Marítimos DEP.
M-" - O CODEP intimará
Art. ao — o candidato a io-
ração de habitação vaca a
nhrinn a aluga lo. quando de-n-
cuparin por mai» de 3n d>as.
lado Artluir l.ima Cavalcanti.
A medida consideraria nns
pedindo a entrada de esti]-
damos, •pciárins e canipiuie-
iii-uio foi criado pm- um iu-
deu e que eles dirigem ês.scj o opmípio-relâmpago pela.«.„ la.'.\
O direto, do Loide Bra* n_ locado»- a prestar declara- mais de 30 dias, deverá ind.ca- havendo meios governamentais como o **os. pnra evitar que estos man- parlidos em lodo o mundo'. reformas fui engrossado por \
prelcnilenlc ,i loca- primeiro passo para a Refor* tivessem um debate com o um contii,gente cie còrca de 80
sileiro, Almirante José Luis enes e comprovar as parce-as Ia à auiuririadi' policial, que Vncà sabia que os judeus e o.<
çáo. ma Urbana, foi ontem anun- Piesirieiile cia l'DN. A|ém de comiiniblas agem como unia camponeses, trazidos do Mu-
de Araújo Goyano infor* cobrada? ri» inquilino. reijisirai-» a denuncia forneceu- Parágrafo único — Kindn
mou t 2.» - Verificaria a Inexa- do protocolo ao interessado, n ciaria peln Presidente àquele praticar violências, os grupo» *-ó máquina? Você sal-i-, que nicipio dc Cabo polo Padre
á noile pai-sada que aquele prazo, á autoridade po* distribuíam abertamente os fo-
todas as reivindicações dos tíriSn rios lançamentos, n lo- (|liai servirá para comprovar a Iicial consideraiá a alegação parlamentar devendo ser fnr- im principais bancos, o ensinr Melo, que os aliciou para ou-
operários navais, pessoal da carior será processado na for- mali/ada por ocasião ria lio- lliclos racislas, que defendem superior de economia, granrit vir o Sr, Hilae Pinto, nlcgan-
prioridade na locação, liaven- de estar o imóvel a venda rn- a implantação rio -naiiona'
escritório e outras catega- nia ria J^ei rio mais rie um iniei-Es.-ado na iiieiiagem que cerca rie 150 parto rio comércio interno, o< do que ia levá-los "para ou-
mn recusa an riinipriiiienln dn
rl«i foram atendidas pelo ! 3 o — As despesas que n5o mesma habitação, em igualda- disposto nesta
arquitetos rie todo o Pais pres- socialismo"' po Brasil nu seja principais jornais e revista:; dc vir o Governador Arraes". As-
tiverem 1,'gaçSo riireta com oi regulamenta- taràc» na Guanabara, an Sr, o regime hillerista. Fm certo Brasil pertencem aos judeus? sim que perceberam o logro a
Ministro da Viação, Sr. Ex* de de condições. çáo. Joáo Goulart.
pedito Machado. passagem, riiz o folheio: que os submetera o Parir». Me-
Os Incidentes lo — cuja irmã trabalhava
Poli cia num pústo do IBAD no inte-

MAIS ESPECULADORES PARA


O.i distúrbios tiveram inicio rior —, os camponeses nban-
quaiicli, os capangas do Sc. Bi- cidiiaiain o recinto cia confe-
Ai-mados da meiralhído- lac Pinto começa ram n iuves- léncia e se juntaram à mas-
rss, easscteles e bombas dí tjr conlra ).,jpularcs agrediu- sa popular.
gas lacrimogêneo e de efel- do-os a pau e iiit,:..icl:iiirio-ns
Quando os camponeses cn--

DAS FLORES: TOTAL AÇORA


tu moral, policiais disper- coin ns revólveres, a incidiria
saram à noile passada pn-
¦#¦*"
tiiirani nn auditório ria Facul-
que o nuililoric ci:, ocupacln clacie, hOUVg inquietação enlre
pulares que discutiam poli- ptlaá famílias da cl-.amuda al- ii platéia «.•ii.-giinte rio gr, bí-
tica na esquina rias Aveni- i.-i spriipdade dn Roojfe, crês-
rias Almirante Barroso e cia à ppr|a ;i multidão dos po- lac Pinto, que cstraniiou a
Oito coniercianlei portiiguftíes vendiam gêneros dele- presença daqueles homens
Rio Branco. Os populares
fincados e sonega-,am mercadorias qye»ãn se português, eslabelecirio na Es* ria justa que alenrie aos inte* pu lurt-s Ini rn» d os. que ternii- •simples, muiiqs com roupas
aplaudiam os decretos assi- hoje aos traria ria Pnrlela superintendente da SUNAB, naram poi improvisai- um co-
nados por Jango. noiada* ne/ennve presos ria Ilha das Flores depois daspiniar cenlo g trjnla
HR llodri- résses rias lavanderias e riu. informou cnUcin que n maio* inicio pelas í-c.oi-inn. nos lira- nisgarlas. em ambiente tão se-,
bandas realizados onlem pelei agenles rio Cumis-anarii, gues Pereira dé Souza, poitu- BO.VO — IUHh as lavanriciia*, já ria dos laliui-aloiios ia apre* leio. Comn urn murmúrio aur-
mente o rios aluguéis e as dns cie "Viva Jango""» "Viva
medidas (ia SUNAB conlra ln-íe--a da Economia Popular * ria SL.VAB na {lua do Acre. rie gilés. proprietário do açoiieue lem nianrlaclo rie segurança sentou as listas (|ps produtos.
Arraes" e "Reformas, Itcfur- iio so elevasse rta assistência,
SiriCI, E ns Srs. Adelino Car- contra a "''.a meilida da .SI'- cm
a especulação. Para complementar as medidas dn Governo rie rnmbale neiro Barbosa, português, só- os respeclivos preços, mas1'. o Padre Melo 11hiKjttili^on o-i
aos ei-ploradoret. a Ministro da .-iaurie *sr. Wilson Fariul disse \AH e esperam apenas a de- mas alguns anula nao coniplc partidários dp Sr, iiiiae pin-
i m rins Armazéns Populares, cisão — ua próxima semana taram os dados exigidos, Pouco depois generalizou-*
em entrevista a CII, qua o riecreio da SUNAB tu, e.vpljcaudu
Facultativos que uniformiza
ns preços rins remédios í a melhor solução 'encunlrada
para
na Avenida rias Bandeiras, S'l[
Abel Gonçalves Ferreira por*
— dc Conselho Ueliheralivn
rio órgão. Pelo mandado rie se-
(iiiiriu a riilalaçuo c|o prazo j>e-
•Ilie lernimuii onlem —
-- se um conflito ,i puna da la-
culdndc. uma vcv. qtie os i,o-
"ludas as que achava.que
pessoas que tom res-
que o povo náo ronliniie tendo explorado pelas farmácias e Iligues proprietário rio açou- por pumobilidade nus destinos da
A Casa Civil da Presi* lahoraionos. gurança, os lintureiros espe- mais dez dias. embora a pró' PM|< res reayiram ás violências :.a,-ãci merecem sei- ouvidas".
déncia da Republica gue Bandeiiaiilcs. Manoel An* ram manler a liberação dos

Elói: -— Só
tn- tunes Correia, português, só* pria SL'\AB houvesse pionu
viou circular aos Minist** bar ni Rua Cherburgo e o Sr. preços, embora coiilrarianiln gado o prazo ale o dia 2õ de
térlos e aos orgaos direta- Os Falsos Agentes cio da Panificaçãn Depdoro e um tahelameiito que já e\i>- abril* O Sr. ['io ainda disse
Mano Fernandes, na mesma ¦loaquim I.npes Fernandes rie
mente subordinados a Pre* Policiais do Posto S. Miguel rua dono da Parlaria Cpnli- ie. imposto pela vigência ria que ps lahoi-atorios qi|c apre-
sidència, comunicando * Oliveira, porluguès, proprie- l.ei número 1.522. sentaram a lisla de seus
prenderam na iarcie de ontem nenial, fnrani ns que pagaram
decisão do Sr João Gou*
lart, que concedeu ponto
quatro paulistas — Antônio
Orlando Lisboa, Luis Mateus
as quantias exigidas a fim rie
ff-aiem livres rins íisrais.
lárin ria Padaria Guadalupe.
tão os que serão enviados pa-
ia a Ilha rias Flores, onde se Entrevista de Fadul
dutos poderão vende los pelos pro-
preços constantes ria lista .,¦¦
se me Assassinarem
facultativo quinta e sexta- da Silva, Carlos Alberto Bibei gundo compromisso firinado
juntarão aos Ml que'lá eslão. (l Sr, Wilson Faclul. Minis-
feiras tantas Os bancos in rie Andrade e Jaime Mateus A Caixinha iro cia Saúde. riis-*e onlem que pela i n ri i, siri a dc módica ~ "V"n 'alar cm nomJ dn
funcionarão «manha ate o da Silva —, que se faziam pa*-- mentos. ,--,,,, João ..cilai-l7'"e usarei ria rm
Pn.KVn,,1'^''^'5
meio-dia * náo Abrirão n« e os Presos Lavagem Baixa o decreto da SUNAB, unlfor* palavra inesm » que sobre
¦ m caixote riianlu ila oslaçap traiisinissora,
sar por agentes fiscais, cobrar,- mizando os preços dos reme* porque estamos"lin
sexta-feira do CrS 60 mil de cada comer- numa democracia e „a„ ppssg arimilir ,„,.,
cianie em Bangj, para que
Foram os seguinte,* et cn* O relator encarregado rie (lios, não irá prejudicar os pe- Ação Dos ,„.,.,.' regime
merriantes que participaram emitir parecer sóbre o labe- quenos laboratórios nacionais, "-",I»W> Vuc.iínenarior Fio,' Uirir
Cruz não fossem visitados peia
Sl/NAB e CODEP: os Srs. Vai-
ria "caixinha" para serem av i-
sarios anles da visita rins asei,-
lamento de lavagens de rou. como argumentam os farina-
réulicos. porque o decreto rie
Laboratórios aoachefia?Jâ
'S, «8B1°"|
imU>
to Uneino. 7'"as acu.^içnes Pnl«jn;» n"iu'. Mn rebater, cm numa
injiisla*. ,-,ssm-; ,la- contra n Presi,
Trazida pelo Padre Ola- rimir Santarém dono de um pa vai dizer que elas deverão
les: João Balisla ria Cunha baixar 30 por cento -- medi- 2fi rie fevereiro .obrigando as
vo Pexzottí. vigário ria Pa* repartições públicas federais Uma das Vaias ria Fazei (i.i e Ademar <lc Barros",
róquia de Maria Madalena. a comprarem apenas produtos da Pública rccel.crá hoje
em São Paulo, chegou, on- petição po, i|Uermédin:' i . Frisou o Sr. Elói Dutra que 'iiianaliara respoiutcu: "VentT»
nacionais, foi um grande ausí não anmile qu» ;Uim Kslaclo
tem. an Galeão, uma cruz lio aos pequenos produtores qual a Associação d:c Ind*is- para falar em nome do Presi-
rie redro procedente de Je-
rilsalém A cruz foi (abri-
cada por um carpinteiro
PROTESTO CONTRA DESPEJO dp Pais .Sóbre a ameaça clc
"lock-oul"
rias classes produ-
leiras conlra r» decreto da um-
Iria Fni-'i,acculica. represen-
tilda pei», rc..-|:eclivo sindica-
to. propõe unia pçãq contra
politizado, centro-nei-vosu da
ria publica nacional, enmo é
Sao Paulo, "lenii:,..*,,, que rc-
(lenlc a milhares de eleilures;
o iinicn meio de inipedir-me é
me inalar. |n que o.*> eacláic*
chamado José: mede 4x2 'murarão a União e a SUNAB correr ai. Ministro ria Justiça
'IniF.ii assumo rie preços, afirmou: pma riilc ros ua,, lalani!
metros pesando 50 quilos,
e será conduzida em pere-
gnnaçío alé Sao Paulo, na
DARÁ PRISÃO A FAVELADOS as respoiisabiliriu-
rte6 pnr iiidiis alos: eles lerái,
rie responder pelos seus.''
-'ique pstabejecido, cntiformu
P' nsani, que é lícito an co-
merciante varejista nn hi,v-
para defender fina sn ,, í',e
sidente da Itenuhbia. mas a
¦ inlacl» também"
•No aeropnrlu. ,, .*,r. Elói Du-
lia. ,ii-oni|)anlia,!o rie oficiais
(Io lisereilii e da Aerimáutica,
próxima sexla-feira santa. Agentes da DOPS lese rie adquirir ;,.*; mercarjg- Interrogado sqbre as afirma- riirjgilj.se a ic-iilencia rio co-
im-iaram investigaçícs
•n Praia rio Fir-to paiajá identificar e expulsar dalina os Favela Decreto é Pelo Povo lias do alaçgcjlsja ou repre- çoes du Ppputado .lua,, ( ,,l maiidiuile rio 1'arque rie A,-,
\ esti bula r lados que pioiesíaram conlr» r,s insultos ria Sra Sandra Ca-
vr.'ranli contra o P.esineiHe João Goulart autoridpdcs
íave.
Santistas ti .Ministro da .Saúde obser- icniaiite e (lis-iribuidor. c;,l-
ci.lar ns seus luc-os sòüru t,
nu,n que, em Congonha.-, jjfj
ancoii que o l-rcsiij.-nle da Ile
riiiláiilica. Ali cm \isla di'S
(Icclaraçiie.s riu Sr. Juán Cal
fe- vou que o decreln da SUNAB.
Excedente» da E > c o I a rierais e fuzileiios navais. além clc alcndcr aos inlcrês- preop da í.qiiis-icáq. Inlcii.i púliljia não linha o ilirciln dç mon, cnli nu eip cpiitalo com
delegar iiodcrcs nara falar r-iu
Nacional
decidiram
de Engenharia
iniciar campa,
Apurou UH que os incidentes ocorridos ein frente i igre-
ja dos Santos Anjos, ns Prua do Pinto, começaram quando
Desagravam ses público- náo poderá causar
a condenação rio*, produtores,
i.nulii aquelu associação suja
confirmada a faculdade clu os seu nopie. atrai és rie I \ nu
o MimisIio ria lúsll
lardn .lufoqia,
Sr, Ah,*-
para rcreber
nha contra o novo exame em sua exposição aos fas>ela*ir*s. a Secretária de Serviços So- laboratórios lerem seus prc- rádio, o Vice Gnvei nador ria
a Cardeal pois serão élcs que irão fixar Instruções.
vestibular marcado para ciais afiivaou: ¦ "Vocês es-àu sendo vitimas rie ós preços dos remédios: "Os ços KOB e aduplá-ios na., ci-
agosto naquela Escola («imunis aa ligados ao Governo Federal, grupos ne liiboralór.ns apresentarão, iun dades ein que tém suas scd*.*-
No querem tirar
último exame, inscreveram- divicitndi.s |,»ilíliros de boatos e procuram que intranquilizar as
A Cáqptni Municinal •!(* lamenlc »uin us listas de prc* rara possibilitar a unificação
-> 'ilo>. reunida nntem, dgei-
se 2.400 candidatos, sendo
reprovado» 1.000 e somen-
laniilias que aqui re«iriern." Além disso, cru volantes
g.afaclus c |,..i ela
pitipeo-
a-!-.sii a»tos, a Sra. Sanri,;» Cavalcaiiii cíassi-
dri promover em colaborarão
con a ||,.,,„ ,|a riibeese ii,,,,,
Çiis de seus medicamentos, a-
suas justificativas e assim le
dos preços CIF. 'nem cumo u,-,s
cripitai*: rins K: ,;,fi.,s ,; Tprrj- c
Sargentos €&m Jango
te matriculados 61? Ha, 1'coii de "palliõfaiía" a piptoçãn dacía por um ççi)Ujnyt.-iiie dc rão oue respondei, pelas irre- lóiios.
atualmente, 380 exceden 'li/ilf lillljp Ju •-¦ -'dares o (le-ni-ra- !;i|!,i|-i(l:,ilcs qm* ppssani aua*
te» • espera do cumpri-
poi o do ÜNEtíii txi.sit»,ti* na Ii 1 i ii,, t'-!r,jral li,,,,, <-lui„k tecer. Nao e possivel — t|j.y
mento do decreto de Jan. I ,III;,e'i, cl ta-ciuili,. J!(*l* se —- (ilie o Governo pudesse Peij<e Ho pió-vinii, dja :»(), o Pn -i- iiciiii,, ipie | ..iliciparãu rio
B", que mandou aumentar
Intranqüilidade davam o ponto médico e a
nós rie ciiiiHiiiisias e niatgi-
t;". vlliiun - -»-.;u'»»|., aiirm-- luar efe braços cruzados quan (lente ,ío,ío Ouli.rt .sc>-;i honie- - '" cm hurnenagi ni .io Choto
»» vaga» na» Faculdade». Os morsdore» da Praia d» f:nês do '.'i ri-arior Hilbèrt)) (lp A .SUUFI-E infiirinpti rW- luigearil» pelos Sargento*- dns do Covc, r.o.
nais. Se ela pensa que fará ! ic.ia- tíii-inai-ài f|0 mudas vezes, numa mus lom ganuilírias **0ii trini.l|i,i:,s
Pmio continuam insranqüiioí, -
'.erenic.* r- iiia!||i,s;ls de in».- ma nia. c.< slem iniidicaincn- (•'ôlç«s Arniaiiar e Atiicili,,,-.-- O Presiilonle
conosco o eme féz ..-om ps rnn- rliárjas rie pujx-c iia»;, a Sc* ''¦ra agenciado, João Qqijlüv.l
Light quanto ao despejo, pois. no
panfleto oislribiiídu. a Secre-
rafiores rio Pasinaric» está mui*
to enganaria, pois daqui i,,-in
ci- rio ifirn.il "fl t.slario ,'c
•-¦-.o Paulo", em sua edicác, de
jces'*. Ins Iguais vpndidfls por pi «ços
riíferenles- fi. IH,r i&an nup p 'iiaua Santa, que estão sendo
riiotl-ibuid r|ív(:,.-i,=
om cerjuiiiiijí, rn-ircnrli, nrrp.
fls !fj horas, no Automóvel
Ciulie i|u Biasil. comemoi-iit-
u, ocasiãuj
com os títulos rie "Sõclp-Bi-'-
Em reiuiiao ijup tcrml- tària de Keiviços Sociais in- sairemos n» rn a tiro. Sp qui- iloíi.mgo. cleçrelo e a melhor solucáii en s pclllf i,emérito" e "Siicip-lfuiurtíri-»".
íorma c-iie "pessoalmente" coillraria |,,iia resolver q n|'0- pcslus que feiicionam cio l.c* vn (lp •tu0 Bllivcr;;;i|-ir» d . f,,,,.
nou is últimas ho.as de sai', urbanize a faveja e no» ruis enlidtdi.*: p.-escutes. Por'
tomunic-aiá qualquer coisa dé ir.orailias em coiidicõe». e ver adi,, f,., , leitura de lilcina em favor (|„ novo.» blon a Campo Orando, Miis ilíicào ria Ati.nci:ic"o Bcncfíccn- rc encontrar cniôrm--, n* Mi-
ontem, no Gabinete do Mi- ""'¦ Ireihc- de um cdílonal
que p Governo rio Estado de- tiSn aquele? banacos metlcloj 15 baix-íis pesqueiros rlu.ga- li! cjrni híiilileneiilis ç Sargen- nl-ilrn ria Cuena,
nutro Amauri Silva, fo! ri > jornal en» mie eí afirma Oenisral
••ustada s
greve dos tr*t-
tida quanto a favela. Insiste a béstá da Vila Keniieri) ". «lilí "os lalolic», de íãn Pau- Tabelamenlo iam ontem pofn uiiiras S'!Q los cia Policia Militar, Caleui,,- iiair iJauias (jibf-iip, será ri-
em outro trecho rio volante. se ein mais dc oito mil i, mi-
balhadoier cia Light de S. "Nada será feiio sem lo 'a não estão á cocia >bi O Sr, Benedito Pn da Silva, loiiclaclas, mero cie taigciitoí e suote-
picseiitacln por íipi de seus.
Paulo, que dt veria :er rie- que eu Em Ramos au.-Nilisri.*,- imedinlns.
flagrada ;, .ero hora de a"ite pessoalmente, com bas- ÇarJeal para defender as Ira-
ijiüriís
iante antecedência", E conclua Os moradores da favela de "- *.' suasçrislás do P,-'i*," ,* nue
boje Patrões o emprega- com uma mensagem dt» Pas- Damos estão decididos a im- p,-il.»>.ra. ,• '.-it ;.,.*(> ,--
pfriir -rie qualoiiei maneira" ispiií».- 'in na 0-ien'f.cão
dos asiifiarão c acordo, hn-
je.
"Oporàs 15 hori-s, i
tua: "Desejo a iodos uma fe-
Iií: Páscoa, e que se livrem o fechamento ria Escola Ai- '*» Sonla Hè i- ifllolvr». I»;--,
' ''•<" llíilllciite
PASSATEMPO TURFISTA PASSATEMPO TURFISTA
ct.r.o de EiumerM» sr',- mando Saiies de Oliveira »- >. as acolá* "BCTTING"-DUPLO
bre os calálio. -igenles. sa* do:: merilim.süs dos rieinago-
f,os. riof comunistas e dns vir
l-ansferéTiria cios seus mil 1*31)1 cí,l!: | , -(icijo",
n,a comissão ri.i Cã„!a,a
DO POVO DE "UH" "BETT!NG"-DUPLO
DO POVO DE "UH"
lário-íamiüa d« Cr! '.SOO. alunos oa.;i a F'scüla fíervát mí se avista** com o Bi-i»n de
Vfériss en- p»"»b.ií, ,
garistas.*1 clc GoUvfta. a uma quilômetro Prêmio no valor de CrS
mento de hora» notunn-r. rie distán» ia, pois reconhecem S-infos, pedindo ijic ., i,io I» 300.000 00 Prêmio no valor de CrS
Punição que éste e n primeiro passo
rfrtpgravo a.» Cardeal Motu,
';hino|fcc»iid»»*ih<?
300.000 00
A UOI-*S. além de prender para o ciespejr» do? que re- CORRIDA DE
(i iiieriarh "
integr.il sclí- CORRIDA DE
ICÍÍO os favelados que se manifes- sidem no lupar Os favelado* 29-3-1964
taram contra as expressões estranham que somente ago-
O Miniitérjc de Aef*- rn. ijo irjífio fio anr, letivo, o
náutica, em cota eficia', empregada* Pe<s f-íní Sgndra
' .'valcfiiiu. pretende recolhe-
CUPÂG
Go>êrnp rio E-iariu alegue
detmentíu tsua ettjveíie que prcciüa realiznr reparo»
realizando estudos para en los no Campo de Conccr»tra-
na escola, quando deseje o ano estou '¦¦lfr'r?L^'i *" Pá'1'" ú0'
"jmwiw !¦* p«'t<> t"> '," P""'" dos -° /Jf"r" fl»* •'-" fará) dos IH^l
campação dsi tmprttit
rim da Quín a ria Boa Vista.
"coiivcuciriiis' chegando JÈIIMlE.
r>?.'íprío'. c.-rjstfi uma vcrlj-i de "fiRTrimis" ^EllüB.' "nerriNos" '¦fíF7niNa.r
comerciais br*sileirsii de , ride serão a
UiiO \</!t;,r à Praia rio Pinto, Cr$ ."» milhões par.» as obrai
¦ -«ViacSp.
A medida se entrosa cptn o
|.'!í*fio flfíoof atii) peio Govei
AUSÍHALIA j^ IH
l//M> r.ador
r.ador Carlos l-acirria
1-acerria para
para a A4 82 p.ofeMÓias 4a fusco!*-, /*~ I_ tWÈÈÊ
t-*x'Um;ão fit' ioda* h*í faVffl^tjí falèo ,,.í»cíariBS con, os nio ,—r-r^%bi <v. -~ *-•— i-,^sMnHi
A max ma registrada ¦¦:- oa Zorui Su'. rariorw da favela, pois. !iiç'ii- J^P^f^r* Kl I *? '
tem foi de 3l~" graus na i*. t. jcuuhrrçiu que- as ini- Í^^^Úò,?- N°mc
Prnhc. e (i mínima. y:r I I
no Jerctun Botânica. Pn-
re hoje. temjH} c jm ieroa
'ti>en!t,jra em
ento cnrirt/ín
HkfeM^a -emm :::7$£&&£&$ e%^^K^^~~' _*-^^^k
.emmWÈm Êt m\À l^km\mmm%m\mmm\ Wmmmmmm^-^ jÊmmWe\ flA^^^^MM *m-^—ÉÊm
Quarto-Feira, 25 de Marco de 1964 — PAGINA 3
ULTIMA HORA

i-üí PELOS ARES A PACIFICAÇÃO DA UDN AMARAL


p******** /r**-s FT™ tf* -HP fe

Nrm
PTfl v\\h APONrl ALANDO LACERDA PELAS COSTAS" A W\ Sk B B I

Deputado Edson Guimarães acusou o Depu- zado« do udenismo local, estas


"estar cieclaraçcjes foram interpreta-
tado Amaral Neto de apunhalando o ria? como a tentativa final de
0 Governador Carlos Lacerda pelas costas, pois
evitar "o afundamento do bar- GUANABARA DIA A DIA
NA HORA H insiste em manter a sua candidatura ao Go-
co udenista". já agora ínevita-
vel, diante da resposta do Sr,
verno do Estado contra a maioria do Diretório ude- Amara) Neto, que inutilizou
aquela tentativa, investindo
Marinus Castro
de José AAauro nista, prejudicando, ao mesmo tempo, os interés-
contra os ejue ae* opõem a sua
ses de Lacerda na sucessão presidencial". indicaçúo em obediência ás
As declarações do Sr. Edson Guimarães, atual- ordens de Lacerda.
O Sr Edson Guimarães ain- 12 Milhões Para Faier as Contas da SUSíMÃ
Ministério em Recuperação mente
"o
homem forte" da UDN carioca, pois dis-
dos Diretórios de bairro
da foi mais longe nas expies-
sõc.*5 duras aplicadas a Ãtna- ei Estado da Guanabara es- mente CrS 1 milhão a firirm contrata-
pce de mais de um terço
rál, quando o responsabilizou EMBORA da; admite-se que. se ela deixar de
cine- assumiu n pnstn cln Justiça o Sr. Abelardo .1»- do partido, valem pela deflagração antecipadi do "tüvisionismo le-ja aparelhado com um Departa-
peio que, forço- mento de Contabilidade, com uma equi- prestar serviços num més, recebera,
DESDE rema trm demonstrado que umn dc suas maiores pie*- conflito sucessório dentro da UDN, com a cisão
fa-
samente, enfraquecerá a UDN,
ocupações é a ele recuperar ei prestigio perdido daquele Mi- pe de funcionários especializados, a linda assim. CrS 800 rnil
ri iV-rio qite, nlc tie-orn, vinha se resumindo ãs suas aliviei.*.- tal dos organismos de base da agremiação con- que se elevei ia manter coesa
para a disputa das urnas na SLÍSEME terá seus serviços de contabi- A maior exigência feita pela
c'e. policiais, Na Rcpúbllcn Velha, o .Ministério da Justiça sei vaclora . sucessão estadual". lidade feitos por uniu empré-sa privada
it;i o mais Importante, pois. articulava a política elo Presi- SUSEME é de que o serviço seja exe-
c'.iiii' da Itepública, Depois, com o crescimento progressivo os esforços dc pacificação elo
Procurando forçar um ent ti O estranho contrato — que onerara cutado por três contadores, a terem seus
Acrescentou "oo Sr. Edson "deputado baiano", Sr. Alio- siasmo cuja falsidade saltava ainda mais a manutenção da SDSEME, nomes aprovados "pelo órgão publico,
e'a rigura elo Chefe ela Casa Civil tia Presidência, sempre GulmarSes que Sr. Amaral aos olhos, o Sr, Edson Guima
n.ar Baleeiro, que, ainda on- entidade que emprega centenas de al- cabendo, naturalmente a firma contra-
mc!s dlrotametitc vinculado ao Chefe cio Eslado, aquela pas. .\'eto corre o risco de scr ex- rães acrescentou que "nada tos funcionários — fc.j formalizado pe- tada, indicá-los"
I.i foi sendo esvaziada, principalmente devido a omissão to- pulso ela UDN, na próxima tem. através de declarações ã importava: aceitando o ries:a-
t.--l dc alguns dc seus titulares, Assim tivemos, por exsm- quarta-feira, quando se reuni- imprensa carioca, preconizava fio, a titN partia animada pa lo Sr Raimundo de Brito, com autori-
d prazo sera de um ano a contar
pio, im "i vérno Ktirico Dutra o Prole *:>r Poreira Ura quc rá o Diretório Regional, a fim o entendimento elos grupos ra o lançamento do Sr, lléli. zaeão do governador A firma distin- de
I de de 196*1, eom termino
como Chefe ela Casa Civil chamou a si tóela a parte po iii- cie apreciar ns declarações ele em choque, com a retirada das Beltrão em todos os diretório* guida com a preferência oficial foi o a 31 dc janeiro dezembro de 1%-i — reza a
ra. Denols. o mesmo **.. cleu no governo Getúlio Varejas com Amaral pela televisão, julga- candidaturas Hélio Beltrão e do bairro, sendo certo que a Escritório Técnico de Contabilidade Ebj cláusula 4 do contrato, celebrado a 19
.. Sr, Lourival Fontes, c no governo Café Filho, com o Sr, das ofensivas nos dirigentes Amaral Neto, harmonizando- "Miranda,
penetrae;ão do nome do candi- que recebera mensalmente
Monteiro ele Castro, No governo .lu colhi» Kubitschek »*- udenistas". se o partido em torno de u:r, eiato vai sendo muito boa pe- rie mare;o
Srs. Sette Câmara e Osvaldo Maia Pciic!» atuaram coni nome só, Nos círculos autor.- CrS 1 milhão
Ncstò quadro, esvaziaram-se las diversas seções nâo com
multo mais poder cio oue* .. Ministro da Justiça, o qun alia , Outros pontos surpreendentes: Para maiores informações, os inte-
prometidas com a cândida.u A multa contratual e de CrS 20(1 mil. ressados deverão procurar o Diário Ofi-
rão poderia scr ele outra maneira, pois. o Deputado Armaii- i.i Amaral Neto'.
e'-i Falcão não linha mesmo capacidade para dirigir a pn-
lltiea presidencial. Agora, cem o Sr. João Goularl na Pre
Punhal à Distância No entanto, o Estado pagará mensal- ciai de segunda-feira, na pagina l."04

.«•'ciência da Itepública, <> Ministro Abelardo Jurema cocou- Justiça Eleitoral


tiv*.tt a chance dc recuperar o Ministério ela Justiça Xão sc Acreditam os círculos do
submetendo apenas ás atividades meramente policiais, Ju. conservadorismo estadual que FALTOU ÁGUA CASA CIVIL MARILIA
rema conduz Imic na- suas mãos pc'ei menos três bandeiras não existe motivo de pito-
oue já Hio conferiram enorme prestigio popular: a da mo. eupação r.o açodamento suce*. Assessores do Gcemador Embori o Govtrndoer e» As*essòres do Governador
dlficaefo a ela renovação dos nes- inrio. jã que. talvez, em abril. foram mobilizados, onlem. pa- informaram quc i. íraca re-
'd ¦•( do- estatuto do Inquilinato, a Justiça Eleiloral esclareça ra atender a uma queixa de
teji fora, foi anunciada, on-
ccpçáo em Marilia — quase
sas e e a da guerra ''.'ir, fréiiin aos esoc-culndorcs, A
a questão jurídica suscitada falta de água e demonstra tem, a assinatura, por ele, df que só policiais o aguarda-
primeira, lançada no comício ei-i dia Ki do março, o hoje, vi. .. por dever de oficio —
unia realidade aplaudida alé pelos inimigos do governo e só perante os Tribunais a pro ram grande eficiência ao ob- decreto criando as Casas Ci-
condenada pelos "tubarões" Imobiliários; a segunda, Ini pósito da data das eleições na ter. em poucos minutos, a foi a nou decepcionante da
Guanabara. Dentro da hipóte vil e Militar do Estado. A Ca- visita de Lacerda a São Pau-
anunciada na Faculdade ele Direito de São Paulo, onde anuência do Departamem»
,lt_**ema ermos a dccalagcm -no se verifica entre o corno se de que o mandato do Vice- ra Civil comprendera a As Io. Cm comício ali realizado
Governador Eloy Dutra venha ele Águas para o fornecimcn conseguiu reunir apenas pou-
judiciário c'o Pais e a rua realidade social: a terceira, li- ¦ ..•?»«•*.¦*- '.<***¦£ • ' '¦ *Sf ¦ - -tt ...,-/-<.... a coincidir com o dos. depu- to de dois carros pipas. sessoria. Pessoal, a Coordena cas centenas de pes.-oas.
nalmcntr. f'-i lançada nas ruas. onde es fiscais prendem tados estaduais — de quatru
o autuam cm flagrante aqueles que querem roubar n povo. — \\ "t-tifc Os carros-pipas deslocaram çoo do Sistema de Admtrm Comenta-se. ainda, no pala
'MÊmÊ '" -, ••' .{-V
x. $fyy
y<,.¦:¦!¦ .?..
''\âÉÊ?vi >
anos. portanto — julgam os
se* rapidamente e foram esta- tração, o Departamento de
cio. que o Sr. Carlos Lacerda
Gente Por aí -Jf> dirigentes da UDN que lhes
sobrará tempo suficiente para cionar á porta do edificio do
tirou o corpo fora ao referir-

Dom llcldcr Câmara, utivo xadoi' Guimarães Rosa a'm«i-


HHKjtíai''^ li - a "venda" a opinião públie-a
ele qualquer candidato que nau
Flamengo onde fica o apar'.*
Fiscalização.
Esportes, Trabalho
Assessoria
e Impren
de se ao plano do Governador
Ademar de Barro*, tip utilizar
/rcebisin de Recife e Olin- "Bife e!c 7,'n-
apresente muitas arestas. mento de Lacerda. E o fize- sa. Cerimonial, Divisão de E* í rapas Bérotransportadas pa*
cava ontem nn
ria, prolcndc continuar no e-r." c!o Itamarati, cm com- Curiosamente, embora não ram em tempo recorde, para Service, de Seguran
ra a eventualidade de uma
pediente.
exercício dc sen mandato de panhia e!-o Conselheiro Paulo proclamem, antes neguem, us, satisfação de toco o Gabine guerra civil. — Em matéria
nombni do Conselho Federal Caninos c cln crítico Eduardo responsáveis pelos destinos da le: ló minutos, contado' pe
ça e a ADEG Prevè-se a cria-
disse Lacerda —
Portela <• ex bia o telcgra- LÜN, cum Lacerda á frente, de avia.;
e'o Educação, o que lhe per- de vários cargos novos
mitiríi manter seus perma- tna-contrato da famosa edi- pensam eiue um candidato los vários relógios dos asses- cão
só tenho h •• Esperança", que
nentes contatos cnm a Gua- tora Seltrinclli, quc publica- '"melo teimo' possa levar van- sores. em comissão. náu é meu.
rá *"ii "Grandes
nabara * Nasceu, ontem, na romance tagem, se a.s forças políticas
Casa tle Saúde Sanla Lúcia, Sertões — Veredas". * O Se- Enquanto a sucessão à Guanabara incendeia a do Estado --e- dividirem entre
te 11,45 horas, a filha dc nador Juscelino Kubitschek, UDN, o Sr. Carlos Lacerda, cm Sãn Paulo, dei- dois nomes radicais, respeeti
Tcrczinha Morango Piltlglla. deoois dc; intensa atividade vãmente das esquerdas e das
ni e ele Alberto Plttigllani, política, eom a convenção elo
xava-se cobrir com um chapéu à nordestina, que direitas. Uai. a idéia do lança- Ronda Das Secretarias
assistida pelo médico Paulo PSD, foi passar uns dias cm lhe empresta r, ar quase cômico da foto. O pas- mento do Sr. Hélio Beltrão, e
Barata Ribeiro. Até á imite repouso na fazenda de um seio do Governador deu ensejo a quc o Sr. Ama- a sua chance, na opinião dos
a Mis* Brasil lfl.r>R não sabia amigo. • O Sr. João Pinheiro definiu o udenista Edson Guimo-
rai Neto. comn "apunhalá-lo Sn. Edson Guimarães, Cél o \ Secretaria de Yiaeio anunciou nâo decidiu quando executará o novo
o nome f|UG daria à gíiroti- Neio embarcou ontem pela rdes, tentasse pelas costas". Borja et caterva. que vai colaborar com o Serviço de regulamento de trânsito elaborado por
nha. • Já começam a surgir manhã paia Brasília c teve Trânsito no trafego da cidade Prome- uma comissão presidida peio Juiz Elie-
nomes ele candidatos a» Ins. na Capital Federal uni elia teu enfaixar toda a /.ema Sul obrigando zer Rosa O futuro Código estabelece
lituto Nacional elo Livro, ten-
elo em vista a demora da no-
ele intensa atividade política.
* Embarcou para São João Elói no Poder os pedestres a atravessar os cru7.am.en-
tos obedecendo os sinais de transito •"¦ «• r-;
tres formas de delitos de transito: in-
nieaeão do Sr. Moacir Félix del-Ilcl, onde passará a Se- frações simples, punidas rom multa;
Falava-se ontem no do Pro- mana Sanla o diplomata Mudará Face Fala o Deputado em UH A Secretaria do Governo está exami- contravenções e crimes Esta sendo es-
lessor Celso Cunha, por in- .Marcos Homero. ' f> Senador nanei i cs projetos do edificio-garagein tudada a criação de uma Vara especial
dícacáo d» Deputado Tancre. José Cândido Ferra? — ela I planejado na Esplanada do Castelo O os infratores cie* trânsito
elo .Neve-. * d Sr. César Pi- UDN - estava onlem .-.< da Assembléia edificio-garagem foi idealizado para sei- •"¦•*¦"-- Ajulgar
para
Comissão Estadual de Acumula-

GAMA FllfíO: - QÜEMIÚQS 5


res de .Melo passou um elia 10,30 hora-, no Aeroporto lucionar .. problema elo estacionamento râo decidiu que. não sendo considerado
internado . m uma casa de Santos Dumont; no "bota-fo- \s bancadas da Assembl. Ia no centro da cidade :'^:" A Secretaria tecnico-cienlifico o cargo àe Desenhis-
sou do. onde operou a.s amíg- ra" elo presidente elo PSD elo I eslslatlva eme semnre aooia-
clalas.' * Volta-se a comentar Piauí. Sr. Joáo Cliniaeo elo rnm r Govê-10 ria Guanabara, cie Economia está ameaçando cassar as ta náo pode ser exercido cm regime de-
epie o Sr. Júlio Sambaqui sc-
rá substituído na pasta da
Almeida. • O Deputado An-
lõnin Carlos Magalhães eon
nas mais d!-cei.s decisões, os-
i:"o dlsnostas. êste ano. a rom-
per definitivamente com o Sr.
iflHÔfS Pi RA CASA PRÓPRIA licenças elos cabeceiras de feiras qu»
não legalizaram sua situarão como fei-
acumulação, à vista do oue dispõe o ar-
Ugo 185 da Constituição Federal lm-
Educação pelo Professor Ile- fessa que se fór obrigado a rante Os que nâo atualizaram sua1- põe-se a opção O relatório du CO.MAC
ron de Alencar (indicação (lò votar contra JK, cm lSiOõ, Cario; Lacerda, sob a nica- concessões não poderão estacionar nas foi aprovado pelo Secretrio dc Admi-
cão ii" eme o Governo do Es- Carteira Hipotecária tio Banco do E.stado tal-
Governador Miguel Arraes), o lará multo a contragosto, tadn jamais cumpriu os com- A vez pude*se destinar uns cinco bilhões cie feiras '••-::: O Serviço de Trânsito ainda nistrarão
Outro nome citado entre par-
lamenlares é o do Deputado pois trata-se de uni ele seu- prnm>ssos políticos assumidos, cruzeiros nara a construção de casas proletárias.
;UU hoie. i> ***s depuiados
Até IlUjr. ui'1'uiiiuu.i quc
M"' Justificando seu proieto de complementarão ao
Roland Corbisier. • O Embai- Grandes amidos.
nunca negaram
iMinn-i ninei !••. ni seu
L.itt voto
Vi il íl flcs1
iiii!iii;ii:ii;ii;ii;:iiiiiiiiii;iim;i!:i[iii!iiiiiiiiii!iiiaiiiuiiiii!ii!iimm!iiiii!'i !iii;iuiitiini!imt;iiui;n:tiu ,i;,íiii.!llliii<=
dispositivo constitucional que estabelece a obriga-
pretensões cm Sr Carlos La- cão de estimulo estatal para a edificação dp casas
eerda estão à espera de cpi..
Jaguar e as Sonegadores éle torne realidade os favores destinadas aos trabalhadores que percebam até o
prometidos. dobro rio salário-minimo. o lider do PDC. Deputario
f) IT.T . • o PR foram as Gama Lima. esclareceu que recente lei federal be-
duas primeiras bancadas a neficiou sensivelmente o Br.nco ria Guanabara, no 51 9
procurar o líder da Oposi- determinar a transferência rios depósitos judiciais
| JÉ
cao. Deputado Sinval Sampaio,
para aderir an bloco. A per*--- rio Banco do Brasil para aquele estabelecimento
pectiva elo o Vice-Gnvcrnador Informaram-me, continuou o Sr Gama LI-
i-.lói Dutra assumir o Govêr- ma, quc o número das contas novas talvez alcance
no, na vacância elo Sr. Carlos a casa rios sessenta mil. e que ditos depósitos, rara-
Lacerda, é apontada, também monte movimentados, talvez subam a uns dez bi- Dn recente Ciicuiar. fartamente r> Grupe
como causa determinante ria Liqhí. .!;. Rio. vem de alirmíit que Z
disposição dos partidos de ne- lhões de cruzeiros. Se esses números se confirma- "'.m
rem. não seria nada dc mais oue o mandamento pan ti ias que antecedercui a ;•:-->"
ciuona representarão se alia- 1 *.o. lioni no dito protocolo, nt-r.i :,.; ;
nin ao PTB, constitucional fosse cumprido na base inicial da rcferènr:a cV. Grupo de Trabalhe.
aplicaçáo cie uns cinco bilhões, em beneficio rios eus c .preííados.
Maioria mais necessitados cuja aspiração principal é a cia
Com a adesão das bancadas St-ra qualquer propósito de >•'>.:>
casa própria . de restabelecer a verdade eit- fat.
rio PRT o PR, que imitas to- Acrescentando que o problema em debate cia o dever de it-afírm;:r quc. ao contrario
ttillzam seis depuiados, o blo-
eo ela Oposição ficará consti- reforma urbana não se resolve senão pelo desenvol- ü":;;.! ir.tefirente das negociações, que
vimento da construção civil com o oferecimento à ¦ * - -o !0.encmcute assumido por S. K Amaury Silva Ministre cio Traba-
inii1'. de 31 deputados, maio- "he e ca Previdcicia Social, <:
ria absoluta na Assembléia, venda de imóveis financiados devidamente, secundo
que conta com 55 represen- e.scala de prioridade para os menos aquinhoados rie p-.ntarui para. no prazo de í> * nov.
tantos. c itec---ão d«- um. erntifi.. < .:
recursos, o Deputado Gama Lima informou, ainda, iraba.h-idorc- das Companhias A*-< n
A idéia de perder o contro-
le rio Podei- Legislativo vem que em seu projeto também sáo amparados os ser-
vidores públicos. Pclo alto áprtsço ejue lhe* meree
preocupando seriamente o Sr. Ó IPEG. disse, ficará obrigado a dar prefe-
•'o Trabalho não rxieir: m, os Sindi. «npi
Cario*. Lacerda. «"nc;. o FXmo Sr Ministro da Jos
rência aos trabalhadores do Estado que ganhem até
Agora iei e* "liem fácil cruzar de volla o Atlântico Ação rn Dcpartamonlo NiícíOíte! <ío Trabsl
PiC.stn aumentar o preco dn alho três salários-minlmos mensais. A diferença dos li- Federações õe nosso grupo se ti
Em contato com os lideres mites fixados para o.s trabalhadores particulares
udenistas na Assemblé a, o Esta c a verdeuí? nue a
resulta rie que, neste caso. não posso passar por cl- *'3um*pnios oüin-aücnaí**
Umas & Outras Governador lhe fêz ver que
i. necessário o aliciamento
ma da Constituição, enquanto em relação r.n' .'-s frtc!--, r"-> ela? con.inu xícera i
? imediato de alguns deputa- a lei ordinária me dá piena liberdade, concluiu. di'la«", prontamente
Foram preenchidas as nove vagas que existiam
no Conselho Federal de Educação, com a recon:luç"n de dos. preme!endo-lhes cobertu- Louvado no c. tapro-n-.* CECT
quase todes seus membros, exceto os Professores Frar- ra pessoal para o cumprimen- i ,r,-i:-.--". do protocolo e d
cisco Mateis: (rie Sâo Paulo), José Barreto Filho leia Gua* t,. cie qualquer acordo. ^SiEiriçsrssrr ci'i Gruio cie Traballio a s
nabarii e Broz.i Nete (Rie Grande do Sul). Resta, ain- A maior preocupação elo Sr. ';.. Inc bas.av"
da. aborta a v.-.-.j.-i do Senador Antônio Balbino, que et- Carlos Lacerda rosiclo vo fa- i-
io de pretender êle enviai* ao K-
tarie reservada para o Professor Darci Ribeiro, quando
alauniBS inensa- c
Legislativo
éle deix.ir a Chefia da Cas? Civil.
s:piis de supletnentação de 11'cecit ntes locs en*-!n:irrs ou.* nenhum vai"! <,.
O Sr. Euclides Aranha desistiu de soa cândida- verbas, "ue* lhes foram ne':a- compro !'-*-¦> one ««.-cmem. rnc-m-^ pm escrito,
tura ?l presidência do Jockey Club. fazende tm. acordo d**, "o Orça.' ••'nto deste ano :!e H'61 na cláusula P.* âo ácdn?o firnu-^o c i
com i corrente situacionista chefiada pele Sr. Francisco o Grupo-Liçht eibriccu-se rs. dentro de 3 rin*
Eduardo de Paula Machado, que indicará para nl..»"-. CPI Dos Ônibus conelui;o dc um contrato coletivo de tr_.b?.!he.
d Deputado Ih Teixeira rc- s""dos e o "contrato coletivo" não
carg03 na diretoria a ser eleita, em maio, elementar dn
corrente Aranha. Flein.i. portanto. prz no Jockey
embora a General Luis To'cc!o e o Professar Pinheiro Gui-
marães continuem Insistindo en. formar uma chapa
Clnh,

cie
velou que, na próxima sema.
na, iá estará constituída a Cn-
missão Parlamentar de Inqué-
SRTADORES a discuti Io
S.at r.ân «òrnente compromíveií
¦:•.-•:'.;
rito que Investigará as recen- rio eu rpre decisões judiciais como r.o c.^1 c!
oposição.
Lançaria c livro
'Pratica da Emancipação Nacio- los transações do Governo rom t- ilecalmerte transferidos pan. a Carris.
nal", do Deputado Sérqi. Magalhães O volume, editado várias empresas de carroça- Ancsar ci i .,,' í*m t,
"Tempo Brasileiro" está dividido err. três parir-:: a
i----- de ônibus a CIRB inclu- Poml
por siVD.
primeira,
"O Tema da Enif.nslpaçfio" e abriga alg.m; de
\ questão objeto ele proces. V. que deseja instalar seus ereritéries
- Fei cia Fazer-.da Pübl:
seus artiget pubiicrdcs en. jornais di GB: a segunda ln- so rumoroso no qual o depu- em un. edi rico moderno, luxuoso,
"Verbetes de Um dicionário prático" e enqloba
titula se tado trabalhista acusou o fi- destinado a apenas poucos privilegia- amei
teus pronunciamentos nu-i.. importantes nc Congresso; e lho do Governador Carlos l.a- c- unidade elo CEGT nunca deixaram *.'"' rip reivini -.cn.'
"Documentos de Luta".
a terceira chama-se eerda Sr. Sérgio I,acen*a, ele dos, venha conhecer éste empreendi- úo-c-ící" po* qüinqüênio i*<* íetnpo ' de
Vai haver eleições na Uni,"io Brasileira de E-ci ti alie o e'o influência em be- -¦ •.-elir-óe*. do Grupo de Trabalho - i ms-iiluioo S. E*
mente no lado bom da Presidenta
tores e .. l.a feri; corrente dfreJ-*. a renovação da dir-. nelício .ia empresa ela qual b [ho .-. ;Uert' o» Sindicatos ,; i se riir etram '• comprctn-jiv*.
toria daquela entidade oue nos últimos anes tem se li- sua senhora é acionista, será Vargas, junto a Av. Rio Branco. Salas, ,-m os trabalhadores e>«c não renuncism ;'-'•'.. sen. nia r*Jt,i_ ;
mlti-Ho í distribuir prêmios e a organizar as Feiras dl transferida, ."cora. para _n pia- Grupos. Andares Corridos (416m2), c-.nqoist. da pelos companhcireis do Grupo
Livro. Ertre os nomes conit.-idoi pr.r.i encabeçar uma cha tm ela investigação parlamen. *'."-t
lorrje tar projetados dentro da mais adiantada ftic "le laneiro. 23 dc març" ri..*
pa estão ns do3 creritore- Barbosa Lima Sobrinho,
Amado, Alceu do Amoiosc Lima e Sérgio Mllllet. ¦J!t:il!lllllllllllllllllllllli;il!llllllllHIIIMIIIIIIHIII!Si técnica de conforto, bom gosto e se- DIRETORIAS
T3LAS
A construção
guran-ja. IMPORTANTE :
I CEBOLA Rio Grande [ será entregue em 30 meses, Infor a, EPIPHÃNIO DE OLIVEIRA BRAGA.
Tiremos o Chapéu è 190 Cruieiros 1 lies diariamente no iecal, Av. Pres. S-nd.cato Trab. em Empresas dp C^ns U:b,*nos, ..IBC» 5

cinirin ....*. SiipermcTcsito» Vargas, 487 no lado bom, junt Aereor. do Rio dc Janeiro.
-^ Su»co e Ga*** *!*' Povo, a ir- -£ - da
ü hi.1.1 lnl vfitellel» .-.¦> Incrível = Av. R'C Branco ou nos esoitór b. JOSí MARTINS DA ROCHA.
hc|e. !i Cá-nara Munlclprl ^ prt-ct. ilr t >> IM.M .< quito, g NATAN BERMAN ia
**.'!
a \rj» t".!»*. »s íi*".. **" "-;'1 «í' "§
= Slndk-to Tub. tnd. Enfrcjia Etít.-ic*. «* át rred. d9 Gai
['e San cs, quo f^olvcu ri"' ii (nuvrlx, «...l.« r Amor) ii» TV- —
isqravar rm sessão S Itio. novas <* >.-.i«a.in..ni> «ttt- >s cl JüRANDYR MENEZES GONZAGA
públi !] las .1.1 IMiltlH" Mo per g 32-6
Dom Caries - iii ?\\a o|»»rtuitltUtl* - Tr»b, em Empresas Tetefênteas do Esisde é» Gunn»
;a, o C-ífdeal
llolísar. 31 5» \ __; C.e:.' fi Si.idicato
l.nlrrrvi.«:
Carmilo Mott>. vitima de \\. N. S. Copacabana. I !."> r ri) MERMES CAIRES
imi campanha do dlfam-v
.sio tlfmrnte*. 51 — I «tran- 2
§ Jf^'^a,»' *K" ~ i"*lrt*F -ft ~* **-..<
M /*\ '**¦ «• Anejos cc
h s-r,d.c»to de» Ccr.duto.c* de Veicvloi Rodovléríes
cão nar tua -iH'udo cl-cdi. ã \r'.r 11.' - t .il>-.» I.-'. f 5 Gw*n-ab*r#.
r'-; f'r iiçoio í» r form."i
H | t.-tnn-Hi- Vavírr :*'1
\ I >1 At O 1 MU 1 OSCI t. i;
t'- bèse. 3
S 11 n *.'
1N( ltt^ I 1 T MIM T' I Vlt- a ^iW
*¦ y*?~m\- -.%,: --'i -*»*.,-" ,,^,.-%^,^*J^^-^---¦¦---,¦ ¦*'
ruuiiiiiittiiiiiiiiir.il ini! ü iiü miiii

|S_______-_________^_t__!_J_____a___________________________
PAGINA 4 Terça-Feirct, 24 do Março do ÍS34
ULTIMA HORA
f INFORMA
/ Flávio \ DE BRASÍLIA
VJAVARES/
LEGALIDADE VERDADEIRA Golpe da Aleluia Visa Cerco de Jango
Ministro Abelardo Jurema compareceu anteon. n defesa do sistema federativo n
oposição tenti o "circo nacional" final uo 1'rc dos governadoras de Suo Paulo r. da Guanabara,
este ultimo representado, no diálogo Adornar-Me quem» c, sabèdorõi disto, o prosldonto da UDN e o
tem e um programa de televisão em SSo Pau- sidente Joáo Goulart, a ser lançado, ostensiva- lider oposiclonIMa na CAmara aproveitaram
0 lo explicando ao povo o sentido legalista do mente, após a -Vlcluia, cm articulação com neghettl, pelo jenador udenista Padre Calazans. Sa- lazer de sua permanência em Recife, uni para
INVOCANDO M-u he-sr que o governndor Rancho reagiu a fèstlvill
Governo Goulart. O programa intitula-se "De- dispositivo parlamentar, 1: éste o sentido que o do- da candidatura udenista á Presidência. Houve. In-
nirilmi em Brasilln n desusada movimentaçãoquc so comento fizesse menção ou acusações expressas ao clusive. "confells" cm estilo carnavalesco e boletins
finição da Legalidade". Seu conteúdo e golpista. Foi dos Sr. Joào Goularl, lendo, Inclusive, obtido a eon-
governadores dc são Paulo a- da Guanabara desde de cunho anti-semita e pró-Iiacerda, lançados
organizado pele grupo ibadiano, os reacionários mu- aordancia de que fosse redigido em termos na
o fim da liltima semana e cuja gene- conferência que os lideres udenistas
primeira rase con- ricos, o que — teria lembrado o senador udenista — pronunciaram
mificados do tipo Júlio Mesquita Filho. Jurema to- sumou-se com o encontro de ontem, em Hclo llori- na Capital pernambucana sóbre "ConoUlulçâo e
T.ontc, entre os Srs. Majralhaes Pinto o Carlos seria rapa/ dp sensibilizar, mais facilmente, o Sr Guerra Revolucionaria".
mou-lhes o microfone, dizendo que num programa La- Magalhíles Pinto, oonsldcrado "peça fundamental".
sobre legalidade o Governo não poderia estar au- cerda; Sentindo-se "desalinhada" no rumo <ios acon-
iiTiiiicntos políticos, a oposi-ão Tanlo os governadores do Rio Grande do Sul como MARÉ NO CONGRESSO
sente. Lembrou aos paulistas o passado de Carlos La- quer enquadrar lo- o de Minas temem colocar-se contra a figura no-
«los os seus setores para obriffár o Chefe
cerda, o comunista revolucionário de 1935, o fascista da Nação minai do Presidenle da República, receosos de Passada a Semana Sanla, a oposição
a uma definição aberta sõhre o que ela classifica qiii:
de "propósitos umt atitude nesse sentido po.ssa repercutir na po- se para lançar "sob o impacto da Aleluia" prepara-
_ como
de 1954, 1955 e 1961, hoje em travesti de democra- cotiliiiuislas do governo".
litica de suas administra çôes; Preferem a insinua- nos diz.ia, onlem, uma figura tle
ta. Ninguém mais afinado cem o espírito legalista Estaria explicado, assim, por que o proa da UDN —
<la Guanabara, esquecendo momentaneamente governador cão. uma verdadeira maré acusatóriá ao Presidente
João
do que Jango, pois só temou posse em 195o e 1961, as De volta do sul. o Sr. Ademar dr Barros rn- Goularl. Nessa altura, na próxima semana o ma-
suas iras c desavenças, tomou a iniciativa dc
conlrou-se, anteontem, nos Campos Eliseos, com o mfeslo dos governadores
graças a esse mesmo espirite, que, nessas épocas, era curar o Sr Magalhães Pinto para um encontro pro- já estará nas ruas, ou
cuio Governador da Guanabara, dando-lhe conta da pelo menos, cm plena efervescência. Os libelos
afrontosamente violado por Lacerda, Júlio Mesquita significado vai muito alem de persuadi-lo a •icusatorios na
partiei- missão, quando, então, acertou-se a reunião tle on- Câmara c no Senado completarão o
s o IBAD, que ho|e posam com legítimos concessio- nar da convenção nacional da UDN. K o documento atribuído ao
dor de Minas parece ter respondido "sim" ao governa- tem em Relo Horizonte. governador
nários do regime.
"cha- curando levar o Legislativo a sc ocupar,gaúcho pro-
mamento'.' do Sr. Lacerda, que quer encarnar-se EIXO NO NORDESTE totalmente
A tática da direita visa a equiparar reformas de "defensor do Sr. João Goulart.
afi<>ra. como da legalidade", num verda-'
base com ilegalidade, procurando assustar os incau- (leiro "hcau geste" publicitário de candidato Paralelamente, os deputados Hilac Pinto c Pe-
Estaria configurada, então, perante a opinião
a Pre- publica, ainda que — argumentam litictes da opo-
tos e desinformados. As reformas de base não signi- sidência. dro Aleixo mantinham, em Recife, no sábado e siçao — apenas através de indícios, a "responsa-
ficam o fim das liberdades públicas, mas sua exten- domingo, contatos com o ex-Governador Cid Sam- bilidade" do chele do govêrno "no tumultuamcnto
O BONECO E O VENTRILOQUO oaio. através de cuja influência pessoal indiretft,
são. Significam o fim, isto sim, da libertinagem po- da vida nacional". Concentrações dc ruas, cm di-
\o domingo, o Sr. Ademar dc Barros viajava querem atrair alguns governadores do nordeste versos pontos do Pais. imitando a ele São Paulo,
litica e financeira dos grupos representados por La- para o esquema do manifosto. O primeiro visado c
a Porto Alegre, levando, no bolso, o esquema dc permitiriam que o problema continuasse rm foco'
cerda, Ademar (latifundiário de beira de estrada, en- nm manifesto, cuja autoria será atribuída o Sr. Pedro Condiu, da Paraiba, com quem já te- A palavra final estaria, assim, na dependência
tre outras coisas) e Mesquita, ao Go- riam obtido exilo cm contatos preliminares através do
vernador lido Meneghettl, Congresso, a quem cabeia, segundo a oposição "en-
que já aceitou a inciim- de interpostas pessoas. Na área do nordeste reside,
O Governo deve agir sempre assim; repelir as bencia. O manifesto, a ser proposto a todos os quadrar on náo o Presidente da República nas san-
de- atualmente, a grande dificuldade da oposição, pela
mais Executivos estaduais, é de inspirarão conjunta çoes constitucionais", ouvindo "os alertas dc go
provocações a aitura, não entregar os veículos de ausência de grandes nomes integrados no seu es- vernadores e dc setores da opinião
comunicação ao IBAD, em particular pública"
quando estes,
como a televisão, são concessões federais. Os grupos
econômicos reacionários não podem ter o monopólio
de acesso ao povo, formando uma ditadura opinati-
va, das que floresceram nos tempos de Hitler. A te- INTERPRETA E COMENTA
levisão e para iodos. Paulo anienío e Palavras
vítor rego
FRANCIS Exclusivo da Rêdc Nacional UH
O FASCISMO í AS FAVELAS O Aval Das Reformas lodo mundo cm Genebra —
j^S7'.-i
população da Gua- mente a ordem de trans- dc Ernesto Guevara c Araújo
nabara começa a íorincia cio morro a um $ REFORMAS polfUca f agrária fsram cneiminhadas Castro.
Alguma coisa também poderia ser feita para reaparelhar Começou a importantíssima con-
A reagir contra os me- casso da cidade para um pelo Presideinè em mi.í menragem ao Legislativo, o o Ministério da Fazenda, em particular a divisão tio Impôs.o
fascistas de buraco em zona de difícil importante é comp!cmriilú-lns cem -,i reforma econó- de Renda. Fazendeiro no Brasil, para citar uma única área ierència clc comercio e desenvolvi-
todos inico-fir.iiiiccira. qtm di:p:.'n--a aprcvr.ção do Congresso. menlo e continua a "clássica" con-
Govêrno do Sr. Carlos La- acesso aos habituais lo- dc poder econômico, não paga impostos.
As instrrçèes :xi r 3"' n.';.cisam dc er regova- Fala-se de incrementar a exportação liberando cambiais, forência de desarmamento. Esta úl-
cerda. A primeira expio- cais de trabalho cos fave- das. A primeira tem o rnrii i .'c monopoli/cr DO lima desenrola-se. há tanto tempo
por mas omlts-sc o lato de que a escassez de dólares piovoca seu
são registrou-se anteon- lados e suas famílias. A cento das cambiais disponíveis, mas. (cucando ns restantes aumenlo no mercado livre, com os conseqüentes r-flexos no quc a imprensei gcncbriuci já nem
no mercado livre, facilita a remessa ilegal de lucros. A sc- casto de vida. O exportador atua também no mercado interno lhe dá atenção. Sai ano entra uno e
tem, à noite, na Praia do experiência ensinou rapi-
guiida transferindo o controle das remessas da SbMOC para de consumo. (¦'. natural que reajuste seus preços em ci conversa c a mesma. As ligeiras al-
Pinto, de onde a secreta- damente a todos oi fave- proporção terações quc o lempo trouxe consigo
«-. I-TBAN, cria ttm conflito burcerá icu dc podêres. ei dólar caro quc compra. Por oulro lado, lemos vinte mi-
ria de Serviços Sociais da l*dos aue a soiucâo San- que resul- exprimem-se apenas na "cólera" doe
tara na inéreiu de ambus. e ainda permite aos viajantes o Ihões de sacas, excedentes de cale. (pie poderíamos vender,
Guanabara saiu apressa- cVa-Laccrda rep resenta, co menus cm parle, a países fora do Acordo Mundial rio Café, neutros, de magros ejeitos porque o
transporte c!e 2 0Ü0 dólares para u Kxterior (a pi-jpòsta ini-
c'ementc, seb vaias e pe- Fala-se muito nisso também, lí nada se faz. terceiro mundo também não está uni-
para êlcs, um drama ciai ca iu 000 dólares), sem e::plicá-los,
O Governo tem tomado medidas importante» no campi Üo entre si. E um trabalho penoso
divdas. maior do que aquele em ') Governo deveria restabelecei' a Instrução 253, escrever sobre ésles conclavès cm que
pois fim iiiciro, como a decretação do monopólio dc importação
As f a ve las cariocas que viviam ou ainda vi- atraia recursos para o Tesouro e «Minha o mecanismo in- Ce óleo cru t derivados, que aboliu, ou criou os meios "de ttfdos exprimem um desejo dc pa-
constituem um problema vem. flacionário le- lesivo ao imposto de renda) das companhias Abolir o suporfaluramento na importação desses produtos, altissonante, enquanto cm seus res-
oue deve ser resolvido Não vacilaram. Reagi- de investimentos. passando seu controle á Petrobrás. Mas o Brasil nunca leve pecüvos países, sc vão armando cada
fAas resolvido, segundo rrtn, ente os ensaios de politica econõmico-financeira racionei, oscilando da queima vc: mais c melhor. Durante os dois
O deficil i!o balanço de p;:.".;pv..;i.os só será minorado delirante de divisas no Governo Dulr.i. a atos suieidas como «nos cm quc falaram de desarma-
um conceito e uma técni- nSvo elesalojamento para sc obtivermos um rccscalonamcnto da envida extcrí.a (pie não :i Instrução 113, á satisfatória regiilamoniação rii remessas mento cm Genebra os "grandes"
ca urbanística democráti- siíLisção pior. a-om basten- vá anualmente teima de 15 por cento de nossa receita cam de Ir.cros sem execuln-la. anunciaram as seguintes medidas:
cos ou humanistas. Enten- le energia riqce a lição: bia). se essa conquista for suplementada pelo monopólio es- Deve-se dar ao Presidente toda a flexibilidadi tática que li O Hei Unido e a Alemanha
deu a senhorita Sandra -¦ :"ch!;m,is tatal rio câmbio e do comércio externo, sem o.s .|iiais, aliás, lhe permita superar as reações que uma politica econômica Federal aumentaram os orr-a-
sociais re-
n regulamentação dc remessas dc lucros permanecerá qui realmente nacionalista provocaria nos interesses criados c mentos militares: 21 o Reino Unido
Cavalcanti, entrosada no ccm.im soluções democrá- dominantes no Pais. Vários decretos çontenciouistás estão
mera. anunciou a construção de cinco po-
esquema fascista ou sala- iicas e o pevo aprendeu pera ser assinados. Mas é indis.nrmiivcl que a parcela escla- derosos submarinos "polnrls": 3- Os
a zarista do Sr. Lacerda, re- f/je, contra o fascismo, A execução rie tais medidas requer uma reforma admi- recicla da opinião pública tome conhecimento desses assim- EUA declararam ter triplicado o nú-
k»olver o nroblema na ba- •"ro se c.oera cue Musso- nistrativa, caso con.rário nunca sairão do papel. Nâo me tos áridos porém básicos á sobrevivência nacional, cujo en- mero dc seus nvsseis teleguiados: 4,
refiro apenas a itens evidentes como o fortalecimento o ex- ciminhaniento correto é uma das condições dn êxito das re- Halinovsky, cm Moscou,
se da polícia e do fogo. lini ou Salazar cheguem formas mais divulgadas, como a Agrária. A inflação não aca- c Mac-
Na primeira e na segunda pansão dos podêres da SUMOC. Bastaria, de início, que o N a m a r ct cm Washington gaba-
ao peder... É preciso evitar bnrá pela reforma da Constituição: Só ;-erá reduzida a pro-
quadro dirigente da SUMOC fosse preenchido per economis- ram--". d" possuir 1'ygpsbilvniívi-
razzias, a população das rue éle marche, mesmo tas o técnicos afinados eom a defesa tíos interesses do País, porções suportáveis se o País dispust r rie um superávit de
moedas fortes que garantam o miserável papel qee ora empo- te 0.1 melhores joguetes cio mund'i rei-
favelas obedeceu mansa- com rosários, para lá. . . o que nào ocorre no momento. vinOicanda cada um peim si o título
nhamos sem quase nenhuma valia.
de campeão em puder destruidor. Em
{are desta publicidade não c possível
deixar dc encontrar grande eocrfinrla
ATAQUE AO CARDEAL na posição da França: Dc Gaull" in-
siste na sua "torce de tre mie" r d"-
mais incrível que pareça, há setores catóü- / Adalgisa\ RETRATO SEM RETOQUE dica-lhe créditos aue ser'nm mclhrr
POR cos (cu que se d;zem católicos), em São Paulo, entregues no Mlnist-àrío Oa Educnr-ã.n
í que iniciaram uma violenta campanha de difa- — w"* nrio vai a Genebra pcer.twr
mação contra Sua Eminência, o Cardeal Dom
V NERYJ em (Uálocioi ai" só têm servido de
tribuna miblíciláiin vnrn rs inferes-
Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota.
Negam-lhe até o direito de falar em nome da
Igreja e acusam-nc de não agir de acordo cem a boa
Discurso e Não Análise .<-"! da UFSS o c',e,n EUA. Oi observa-
dores mais lúr.i^os não "snwerm oue.
o "hla, bia. bla" deste Uno t"m "rc-
doutrina. No entender dessa gente, a boa doutrina red'-'-, sempre ca arand"S awri-c-i.
l"t I.'!'"!?- rnm a máxima alen- do Crasil. Sabemos perfeitamente que nossas riauezas c a livre comunica r~. "lio.,',-.-r" tjr-a/f)
(•¦r!r.r(arV.t fll-(l-
é aquela que permite uma baixa exploração, quase ção o discurso do candidato um pais de economia dominada não ção com todos os paises c mercados rl r r.-'', lnc':a 'Jorre df- Castro e
supersticiosa, dos sentimentos religiosos, com objeti- Juscelino às eleições presiden- possui meios, enquanto submetido â mundiais. Sem a r.ieta politiea-exte- Krisiia Nehru: tem se inclinado orei
vos políticos imediatisías. ciais em Gj. Tivemos a im- política econômica internacional, rior, todos os suaves propósitos cx- para um lado ora parn. outro con-
pressão de ouvir um discurso para deliberar dentro dc sua pró- postos por Juscelino em seu discurso- soante a análise pragmática das pro-
O Cardeal de São Paulo não só exprimiu c seu acadêmico pronunciado na Casa de pria easa. Sempre quc surge algum plataforma transformar-se-ão em postas. Agora suas posições coincl-
desejo de bater-se em favor das reformas de base Machado dc Assis. Sabemos todos que movimento para nossa libertação eco- conversa inócua entre compadres. C
.lus.rrlitio foi o Presidente da Kcpú ¦ dem acidentalmente com as dn
ccmo, ainda, autorizou o pronunciamento da Ação nómica, imediatamente aparecem ponto importantíssimo para o elei- URSS: colocam como medida pre-
blica de tôdas as liberdades. Fazia vários obstáculos vindos do exterior lorado brasileiro saber qual o esque-
Católica contra a exploração política de sentimentos liminar a qualquer discussão um
seus erros, muitas vezes atingindo os o que logicamente vem mostrar que
, religiosos. Por isso, uma minoria que se diz católica interesses nacionais. Tomava a li-
ma dc Juscelino na politica externa, acôrdo sóbre o "congelamento" das
ainda não possuímos nem liberdade (•nais as medidas que tomará em re- armas nucleares a redwão dos or-
mas que nem sequer respeita mais a hierarquia ecle- herdade de errar mas em compensa- pnra exercer unia politica interna de le.i¦.Io à expansão do nosso comércio
siástica, passou a criticar Sua Eminência, pòblicamen- ção não perseguiu nem marcou nin- acôrdo com nossas conveniências. exterior, quais as stuas determinações çamentos militares. Os EUA jlcaram
isolados perante esla proposta. Di-
te, e em termos grosseiros. guém que o combatia ou o criticava, Qualquer modificação interna do afastamento das pressões econó-
Neste ponto de proporcionar a mes- zem que seu mal-estar é tão grande
alarma a politica dos grupos inter- micas dos grupos internacionais, a
O povo brasileiro, animado pelos verdadeiros raa liberdade aos outros quanto a nacionais p o govêrno para não ser fim de que realmente possamos
que o Delegado soviético recuperou o
sentimentos cristãos, saberá distinguir entre c bom que tomava para si, foi um grande deposto cede em prejuízo da sua pró- sorriso perdido após a "jitga" de seu
atingir uma independência eauaz de colaborador Yourl Nossejiko. Alas ü
pastor Dom Carlos e as ovelhas desgarradas e cie- democrata. Mas isto só não basta pria autoridade, e quando não raro oferecer-nos internamente a Iiberda-
para dar soluções aos problemas na- mundo nãn pretende ver os EUA dc
sesperadas que querem, em nosso País, suscitar uma para evitar que desembarque em ler- tle política afirma ndn-nos então nu-
sorriso amarelo. O mundo pretende
cionais. entumecidos nestes cinco ritório nacional o horror da (juerra ma política externa condizente com
questão religiosa. anos. Féz um discurso fraco, sem civil que é a arma funcional òn poli- es altos interesses do Pais. O discurso
medidas concretas dc desahnamenf. i
nenhuma correspondência com a tica econômica nos paises. subdcson- dc Juscelino não chegou a ser uma geral. E é isto qne Genebra lhe não
atual realidade brasileira. Uma coi- volvidos. Ora. pouco funcionarão as tem duelo. P.esta esperar que da Con-
«a Juscelino não mencionou, o análise da situação nacional e ccsii-
que metas enumeradas por Juscelino se jeremia d:. Desenvolvimento c Co-
esperamos venha a fizer eom scqücntcmcnte não apresentou uma méreio selam aquelas medidas quc
Edilôra ULTIMA HORA S/A major urgência qual seta a sua po-
t a politica econômica internacional
não admitir que locados sejam seus conclusão capaz dc bem interpretar o Presidente Goulart considerei "vi-
Rua .Soteru do» Reis, ti2 - Trlríonr, 31-80X0 • Rfo df Jânriro
sirão em relação a politica exterior odiosos privilégios dc espoliação de meias em sentido vertical. tais" pçira rs- - -vos subdcsenvulvidoi
cu subequipados.
Diretor-Presidente: SAMUEL WAINER
Diretor Vice-Presidente: L. F. Boeayuva Cunha
Diretor-Cuperintendente: Norlral Uma
Vlre-Pre»identes Executivos: Ju2o Etchevrrry, Paulo Silveira
Sani SíroHkr f CõnefG Antfinio
OifiHUlItaff "f Paal* "U'" JORNAIS E REVISTAS
RIO - Rua Sotero du» Reis. li: Tel. 31 MIM) Octavio
Dtretor-Hesponsével: Paulo Silveira ("Nâu hn vinho qur embriague como a verdade" — M di Assis)..
Publicidade: R. fitir.edor Dantas. 7-A - lí) andar - Tel. 82-817»
MALTA
Ultima Hora— Distrito Federal I Brasília I Quadr* 16. n*su
IB, conjunto da Caixa Eronômira - Telefo-
nes: 3-1660, 2-1833 e 2-16S5.
Ultima Hnra — E. do Rio: Rua Vi«c. Rio Branco. 353 —
A Candidatura Juscelino em Fase Onírica
Tels : 2-7646 e 2-1073 - Niterói. rapazes do "Correio da Manhã" abrem um credito dc confiança c, Iam- no todo, g^.ri tuna nova legalidade, sem c.ih mi ilegalidade. Depois — c os rapa/es
Diretor-Retspor.sável — Antônio Teodoro M. Barro» bem, df esperança pata a candidatura ele Juscelino (candidatura
pôr cn- do 'Correio" alei iam para isto, — a própria Constituição determina no artigo 217
Uifi«aJtaa .Mina» fieral» — P.ua Carilôs. 40B -- Telríav quu.-ito onírica). Não sei por quc leitor, acho na candidatura elo Juscelino as condições c- o processo de emendas constitucionais. Em face désle ai ligo. aliás
nes: 5-5290 • 2-0852 - Belo Horizonte alguma coisa üe pintura dc Chagall.
or-Responsável: Hélio Adaml de Carvalha OS o penúltimo da Carla Magna, a lese de que a Constituição é intocável não
Não sei por que... Certamente, peia sua distância da realidade passa
politica de ur.w cretinice quc lem, todavia, o amparo espiritual de certos setores
,, SAO PAUtO - Avenida d» Lui 231 - Te- co tempo brasileiro. É uma candidatura que ex-
„„ que vem pelos ares, nas asas da imagina- ploini.-l tudo. das féculas c grãos a Fc em Deus!
Ulumú«Cil lef.me; 36-8151- çao, tangida pelo sopro de metas ideais, numa hora em quc as soluções
om;i»rrti!n Pnull«ta Edlt/ir-a de Jornais calcU-." maduro, medidas ctjm raízes na macroeconomia, pedem
DireíorPrcsietenfe: SAMUEL WAINER pensamento de con- CUIDE DE SEU JARDIM OU DE SEU PARTIDO. . .
Diretores; Joree Miranda Jord&o r Kathsiaaej dr Aeevtdo leudrj social e hjrnano bem profundo.
Diretor-Responsável ¦ JorRe da Cunlia Lima Dento c.c seu próprio partido (o glorioso Partido Social Democrático)
_ Não sei . Os "fase rapazes do "Correio da Manhã" emendem, ou adivinham figura» de pi-nachu mostram-se arrepiadas com a candidatura lançada, sábado
tllima liiira — Santos; Rus Vasconcelos Tavares. 14 -~ Te- que ele ja supcuu a
lefoner 2-7874, d.i indefinição" de suas manifestações anteriores. liltimo, nn apoteose mais ou menos lírica. Segundo noticiam os jornais dc ontem
Ultima Hnra — Campinas: Ru» Benjamim Constant, 1038 — Per 'jut-o lado, o colunista Wilson Figueiredo
¦Telefone? ¦': S-4492. 8-5351 e Mlr<l. (opa. Juscclmo "mostrava-se garante que, anteontem, no o MaKch.d .Mendes dc Morais, em \isita ao Marechal Eurico Dutra, acompanhado
cm estado de euforia, empanando a presença de ou acompanhando ¦> .sobrenatural Sumaré, afirmou categórico: "Nào gostei do
Cltima Hora — Santo André: Rua Presidente Carlos df Cam- Uerci oonçalve-» t Araci de Almeida, quc almoçavam na Pérgula". Juscelino
nos, 131 — Telefone*: 44-1258 e 44 1CK9 "Cândido", leu it-o neni da referência quc éle lé/ ao anticomunismo". Comentário do sobre
[ Itlma Hnra — Puráini5- Voi. áa Pátria. IK! — T*i« 4-7I5W, yoítrne e assimilou, cm a teoria do otimismo. Para clc, cm qualquer mittirp.l Sumr.ré registrado e publicado pelo "Jornal do Brasil": "Por quc não se
4-7'<Tç Curitiba. Londrina. R Maranh&o. 42>1«. situa..jo, esta tudo bem. Se deu certo uma vez,
Te!, issfl Pnranaguõ: Rua Prísciliano Corrêa. outra 'ei. ac dar certo sempre, invariavelmente?!.., por quc não haverá de dar eerto iclenc, ék, Jaisciino. aos que exploram a indústria do comunismo?". I' como se
deci;.lassem 'od..s, ptla \n/. celestial de Suín: "Porque Juscelino é conlra nós"
numuncH. r c &g So! __ p,,a 7 &t setembro, 138 - 0 POVO QUER. . NOVA LEGALIDADE M.ís noticia, ainda, o "Jornal do Brasil": "Eslá sendo tiabalbada a candidatura
Tjíleíon*. 68864. Auro Moura Antiiade a vice-presidente, ao lado elo Sr. Curiós Lacerda". A ameaça
No a«-ti<ri ern quc abi em ao candidato onírico, "chagallcsco", um crédito 'sao 'cjs contiítrios a
f.DITORA H.AN S, A ee contiaiiça ou esperança, os rapazes do "Correio da Manha" colocam, todavia posição de Centro, cm que se coloca pura c singela-
Dlretor-PraeffdenlaR; SAMUEL WAINER laU-ntc Ju cehno, não altera a condição incerta de sua candidatura dentro do pnr-
Díretortc: Arv de t.inallia, t Arnaldo José Theodore uma rcssalv;.: lido. A-, proiness.is pouco densas com que enfeitem seu discurso da Convenção nào
"As reformas
são indispensáveis: mas o Congresso e o- partidos rlc iiiouu algum, ro lagueiro candidato chance mais solida.
NOEDESTE — Rua Visconde de Goiana, ln - gatai-ti-m. "(rate
«ej»ft -Tela: 2-0827 . Red ,3838 - IhabJ políticos, sobretudo os partidos, Km de demonstrai a possibíiid; ,.•¦.- Juscelino, poi tanto, dc cultuar, eom técnica mais moderna, o seu
liffilMÍtaa Gráfica Cnrrtío do Pi.ro * \. Je realizar de maneira constitucional e legal as reformas 1 c ju.*- íc miei que vingue o y, nho dc voltar no Alvorada c comer
Dtra-ior-Pmldentr: SAMUEL WAINER ir.mentc ísmj que o povo quer i antji.aa.io c s.iiipic vilimist.i ; a us coniv-iios dc eiui i >.. pisiachas, a maneira de
-¦ Murara) firartes ai.-i r«n>rrj , Humberto Alenrar 1,'mr nu .luas emendas à Constituição, já algumas vezes emendada c outras
mui inerj i, !;üe não quebra a continuidade legai. A Lei emendada uu substituída O. Ma
ULTIMA HORA
Quarta-Feira, 25 de Março de 1964

mo FECHA ° BANC0 DO BRASIL PAGINA 5

áffli
'%é' *w .«,**«» OLPISMO ANTIREFORMISTA
« rapidez úa ofensiva política i do Pres,-
Prcti- mWmWmW mmW
programa das rei <
reformas, receba,,, cobertura
recebam mh -i. móvel
. ... ^^ wmmw M AW^U
dento João Goulart e os esforços do Clube,
j\ que as Banco do Brasil promovida pelas asso-
l \ fòrtjcs contrárias ao Govêrno estão fa- ciaçôes de cia:
Acordo em "Linhas Gerais"
zendo, corn c objetivo de passar ao con-
tra-ataoue, aumentaram — conslderàvelmen-
Visila de Prelados Programa Com o CGT
Em reunião que entrou
Lacerda: - Eu
te — a tensão, nas últimas horas. O Presidente almoçou com o pela madrugada
Cardeal de
Tanto o Presidente quanto os seus adver*
oao Paulc. Dom Carlos Carmelo
los Mota (ver editorial na
de Vasconce-
de ontem, o Presidente João
rretariado executivo do
Goulart e 0 Sí.
Cornando
e Magalhães
sários procuram aglutinar, em tempo útil, o pág. 4) e com Dom Geral dos
Trabalhadores resolveram
maior número possível de fôrças para a
prova
Helder Câmara, recém-nomeado Arcebispo
Recife, rnostrando-se satisfeito com
do ne de manifestações
programar uma sé-
populares em favor das
Concordamos
decisiva — esperada, pelos dois lades, os resulta- reformas de base. No dia
para o dos da conversa que tiveram. 3 de abril, o Vreyi. BELO HORIZONTE 3S —
mós de abril. dente comparecerá a um comício o governador d» Guaaatwr»
Dom Helder comunicou «o Presidente em Santos* Carlos Lacerda, d-tixou
Iara urna alocução. de caráter que no d,a 10, em Santo André
, no dia 11 em Sal' -I alicio da Liberdade, ontem.*
A Ação de Janço nitidamente re- vador,- no dia 17, ern Ribeirão onde «. entrevistou com tt
formista, de acordo com a doutrina Preto,' nr, dia • Magalhães Pinlo.
social da 9, em Belo Horizonte; no dia cocwtr-
Igreja, ao tomar 21, em Brasf- ndo de que o governador re;.
A providência mais drástica posse em sua sede, no Pecifp ha; e no dia 1 de Maio, em São
que o Presi- no dia 12 de abril. Paulo. neiro venha a integrar-se
dente tomou, anteontem à noite (e sem maiore,» dificuldades, r.ri
que pro-
vocou grande expectativa nos meies financei-
Reação Dos Adversários esquema larerdist»
Providências Militares -nouanto isso, as fôrças f ' essSn presidencial para
a
de 85.
ros) foi a da suspensão dos redescontos nc da cposíção oro- Os principais assunto» ver-
A principal providência de natureza curam formar um esquema
Banco do Brasil, para que seja feita uma tria- mili- d. Governadores ff.dos no encontro foram a
lar de ontem foi a posse, na chefia dc Esta* (ver a coluna de Flávio Ta,âreSi .ituaçSo nacional
gem nas concessões de crédito.
do-Maior do Terceiro Exército, do contra 0 Governo Federal,
na pá ina 4) • adro se inscreve em cujo
General Oto- e 0 Deputado Her- a reunião
Como conseqüência imediatí-, o Banco do r • governadores,
mar Soares de Lima, assistida bert Lev,, da UDN, discursando que est*
Brasil devolveu um "bordereau" cl0 Banco do pelo chefe do na Câmara .«'¦rido articulada pelo Sr J]_
Gabinete Militar da Presidência, pregou a derrubada do Presidente Goularí *£^^<&f''^-M-' '¦''> SÊásÊ \m^^L\wm4m^4m\mm\\m\m\ ^K^afiBMliMiúM *-wi'toS^V^ÍÍJÍhB^KmSct ro Meneghetti, do Rto Gran-
Estado da Guanabara, no valor de CrS 500 mi- General Assis de do Sul. com assentimen»o
Brasil, e que suscitou demonstrações (ver Congresso Em Revista). ¦ Ademar
lhões. de soli- Em Belo Hori- de Barros *>
danedade e de simpatia de todos zonte o Governador da Guanabara,
os comandos. Sr. Caries questões atinentes à conven-
A suspensão dos redescontos tem um ob* Lacerda, mostrou-se satisfeito c«o nacional da UDN. tendo
Por outro lado, ficou decidido com os resulta-
jetivo político claro, que e o de impedir que que a ho- dos do seu encontro com > Sr. Carlos Lacerda instado
rnenagem que cerca de 8 mil sargentos o Governador Maga- junto ao Sr. Magalhães Pin-
determinados grupos econômicos, das lhaes Pmto, de Minas, dizendo
que finan- três armas, prestarão ao Presidente aue êste vai to pars q-e compareça àque.
ciam atividades contrárias ao Govêrno e ao João Gou- ntegrar.se, sem dificuldades,
lart, realizar-se-á, no no esquema la-
próximo dia 8, no Auto cerdista. De Público
"Minha
desinteligência com
Militares e Políticos Nas Laranjeiras: *¦> governador Magalhêes Pin-
Jango Embarcará Hoie Par,, a •
ttr B°'J<'
' "' " Su°
to nío vai além de nossas
manifestações públicas." —
O Presidente João Goulart tratad0.,s
tratado: crise a da Marinha. disse Lacerda.
J^^J^^ Marinha. Botelho. M.n,,,^..^... Embaixador "^
recebeu, ontem à noite, no Botelho, Ministro da Aeronáu*
Em seguida, foi recebido o Ge* tica, e com o General Bomtem* Bolitreau Fragoso A ausência
Palácio das Laranjeiras, a Co- neral Peri Beviláqua, Chefe do Ministro Interino das: Relações Marinheiros Presos de MP na
missão Executiva do P.SD. que po, que responde pelo expe- convenção poderá trazer $
Estado .Maior das Fôrças Ar dlcnte do Ministério da Guer Exteriores, o o Ministro cisSo à UDN?
lhe foi comunicar a oficializa- Agricultura, Sr. Osvaldo da Enquanto circulavam ontem "Não íalo em cisío.
rriadas, que entrefiou ao Pre* ra na ausência do titular da Lima
ção d.', candidatura do Sr. Jus .sidente os estudos finais clabo- J'ilh o. em alguns círculos militares' Con-
celino Kubitschek, pelos posse- Pasta, General Jair Dantas Ri- uma serie de versões dando ridero necessária a sua
rados pelo EMFA sobre o pro* Km audiências, o Chefe sença, para que signifique pre-
distas, à sucessão do 1965, beiro, que se encontra hospita* da eomo certa a exoneração do
blema da aviação embarcada. azado. Naçãov recebeu os Senadores tima demonstração de unida-
Logo apri« chefiar ao Palácio Almirante Silvio Mota -
José Cândido Ferraz e Catete que r dos democratas em
nas Laranjeiras, qne deixará Também para despachos, fo- ja teria, inclusive, um substi- face
boje rumo a São Borja, n Pro.
Audiências ram recebidos o General As*
rinheiro, os Deputados
Doutel tuto em caráter interino nas ameaças totalitárias."
sidente João Goulart recebeu o ms Brasil. Chefe da Casa Mi*
(le Andrade e Artur Lima
Re* mirante José Luís da Silva AI*
o
,-~- Dos entendimentos hs-
Ministro Silvio Mota Assunto
A tarde, o Presidente de«pa litar. o Professor Darci rUbei*
cebeu também o superlntcn* mor, rhefe do Estado-Maior JÚ- VÍd°S'..refsuitará
"Seria uma «apa?
cliou com o 15rifiadeiro Anísio dente da CSX. engenheiro Armada —, trinta marinheiros da a formação de
ro, Chefe do Gabinete Civil o Marcos da Costa, P 0 Sr. João
João eram recolhidos ao Centro de nm govêrno. se éie quiser."
Trocamos idéias — disse Lacerda,
Instrução Almirante Wanden-
contro com Magalhães Pmto - e anos seu en- Magalhães Pinto
Kolk-, presos por terem verificamos ouê
parti- em Unhas gerais, estamos de acordo O Governador Magalhães
parto da Assembléia de sexta* Fr?sOU oue'

SE NAO FÔR GENUÍNO


leira de sua associação. tanto ele quanto Magalhães Pinto Pmto, na presença dos Jor-
Minério e Dólares em parttapar da reunião dos estão de acordo na listas e do Sr. Carlos La.
Além dessas prisões regis- governadores cerda. declarou que recebeu
Hoje. á« nove horas, traram-se, ontem mais' as dos •om satisfação
a visita do
João Goulart presidirá o Sr dirigentes da A«sociação de vernador da Guanabara, *go-
nat ura do convênio à assi- fuzileiros e Marinheiros.
Cia. \ ale do Rio Doe,?, entre a ontem à tarde tinham sido en-
Até Cardeal
IRE e a Cia. de Mineração a SI.MI- caminhados à Guarnicão Cen. CONGRESSO
NAO SERVE PARA 0 SEU Aplaude
ra da Moeda, par-, exportaçãoSer- Irai dos Fuzileiros Navais na
de minérios no valor de Ilha das Cobras o secretario
2 bi-
Ihoe.-íe 200 milhões de dólares
Grande parlo désse minério
gera! da Associação, Adilson
Ofelino: o secretário' do Con- rala de JK em Revista
sera colocada na Alemanha selho Deliberativo, José Duar-
Ocidental. te do« Santos; o segundo vi-
ce-presidente Adilson Capitanl
BIO. 25 'UH. _ Dizendo
qne "a Nação aguardava aque-
UDN Prega a Derrubada
e mais os diretores Raul Nas- la palavra tranqüíüzadora e
cimento, José Ataíde Gome« e
Celso Carlos da Silva. 0 presi-
otimista", o Cardeal de Sáo
Paulo. Dom Carlos de Vas-
do Presidente Goulart
Crise na dente da associação, marinhei-
ro José Anselmo, deverá ser
concelos Mota. cumprimentou
ontem, o Sr. Juscelino Kubits- g
RAS. LIA. 23 (UH) - Iniciando,
no Congresso, . «*.
C°m qUe ' °P°*^° coman-
Marinha preso esta manhã. chek pelo discurso que
nunciou na convenção nacio- pro- clada^neTa un-trli,menta;
Presidente «£ Rcpu*hca
""u""' m°mar * °fcnsiv8 c°«""- °
nal do PSD, P - atenuada depois do
0 Ministro da Marinha cio rin ?r i, comi-
°.Delm*?0 *«*»* l*V ttz onterr*
nou ontem, ao Presidenteanun* Festejos Prosseguem 0 Sr. Juscelino Kubitschek na Câmara hederaK T
Republica, estar disposto ria tem recebido, diariamente grt™ C| h- 0Prmia,°
' .u,n discu™ em que condtou
deixar o Ministério. Ao lon"oa centenas de cartas e telegra-
Dana
LlTsr
PÜb"Ca ' Pr'»"«ver , derru*
de uma entrevista com Na Associação dos Marinhei- mas de governadores, lideres do .Sr. João Goulart.
João Goulart no Palácio o La- Sr ros e Fuzileiros informava-se sindicais, parlamentares e de Falando para um plenário
quase vazio, mas com
ranjeíras, pela manha 0 Al* ontem que os programas de representantes das mais di* '^^ "*"»"«*• •»' ImprensT,
mirante Silvio Mota féz ver versas camadas sociais, iodo« o !rr0He°r& «*
comemorações do 2° aniver- aprovando o seu pronuncia- » concentração direi*
que a sua saida do Governo ista''d VrJ a I.rcP°rtouse
nesta altura, poderia criar eon- sário da entidade — que deu mento. O vice-governador da i ,<uJl oportunidade
naquela Ça -Vf' Cm"as
Sa° Paul°' P»" firmar
que
margem ao surgimento Bahia, Sr. Orlando Moscoso, máscaras foram arrancadas'
dlçoes para impedir os das Cabe um pergunta" - disse, dramático,
que em visita ao senador por acentuan-
problemas surgidos com a As- divergências com o Ministro do: como pode a Nação admitir,
sociação de Fuzileiros e Mari- Goiás, transmitiu-lhe as paia- por mai« temno
da Marinha — não sofreu ai* vras de apoio que o Presi*
nheiros venha a se transfor*
mar numa "crise militar". teração, confin.iando-se. a«* dente João Goulart pronun- Constituição, passe a abjura-la. a atacá-la'"
sim, a realização, hoje à noi- ciou em sua presença sóbre o Sempre partindo da
O ministro, no entanto não premissa de que o Sr. Joào
formalizou qualquer le, na sede do Sindicato dos discurso. Goulart quer rasgar a Constituição,
pedido de e de que portanto
exoneração, e o próprio Jango Metalúrgicos, da Sessão Mag- No inicio de abril próximo.
pediu-lhe que não tomasse qual- na das Comemorações. O ato JK começará o '-rush'" de sua [ oderes. o Si Herbert Uvy voltou a Talar
centraçao da Praça da Se da con-
quer decisão nesse sentido até propaganda eieitoral, percor- dizer que o oronundâ-
a próxima semana,
a
contará com a presença de li- rendo o território nacional mento do povo foi claro, para naquela oportunidade
situação nos escalõesquando
inferio* deres sindicais e encerrará a era exposição das 60 metas Nação prefere, claramente, uma Constituição A
re« da Armada estiver natu* semana de festejos antcnC- .ftie constituem «eu programa sidente, a um Presidente sem Constituição". sem Pre-
ralmente resolvida de govêrno, inclusive o
mente prepararia. O Sr. Herbert Lew, em seu discurso, lamenta
Qüinqüênio da Agricultura". a presença dos Ministros militares no ainda
comício
BIIII,l,lll,ll,ll,l,mllllllllBI«««»^ IHUUi 13. na Central do Brasil. Afirmou, também, do dia
a
grande massa popular presente ao ato cívico que
FEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES mista nao passou dt um bando de "teleguiados" refor-
f licou lambem o programa reformista
üoulan e a Mensagem por éste enviada
do Sr João
Cri*
ao Concresso
EM TRANSPORTES AÉREOS I PSD: PLEBISCITO
Sobre a possível convo-
O lic-er pessedista Mar- cacào de um plebiscito
Uns Rodrigues retornou para as reformas, adtan-
1 SEDE PROVISÓRIA: AV. PRESIDENTE WILSON. 210-5.° ANDAR FONE 52-4602
da convenção de seu par-
tido no Rio. afirmando-se
tou que nâo era o momen-
1 J para que êle se
RIO DE JANEIRO muito mais o t i m i s i a iiunciasse. Limitou-sepro- a
quanto ao futuro cio Pais. que nâo lhe parece
Declarou que o processo çnzer
haver clima para uma
democrático tende a se medida legislativa dessa
fortalecer a medida que as oraent. Sobre a reforma
candidaturas vão sendo agrária, declarou que o
postas en-, debate pelos problema, em seu parti-
partidos. M a n i f e s t o u c
grande entusiasmo, por "questãoo nstita i-se em
aberta", rie mo-
outro lado, peia cândida- cm a evitar-se controvér-
Os trabalhadores tm transporte.» tura JK. sias internas.
= "través de suas enUdades de classe, aéreo» 0« trabalhadores exisem do Governo ¦ 5
- vêm a encampação imediala das empresas conce- = RETORNO Ê MANOBRA
publico dar .. seu irrestrito apoio à
: patrlótt-
ca nota do Comando-Geral dos Trabalhado- sionárias de linha, de transporte aéreo
re- I Os Srs. Breno da Silveira c Valcrio Magalhães
rrts — CGT — divulgada no dia 16 do Kular e de suas subsiditrias, antes o pro- I
[= rente, quando o órgào máximo da cor* cesso de esvaziamento a que estãoquesubmeti- =
denunciaram a existência de uma manobra
operária brasileira reclama do Congres**o classe (Ias as transforme no esqueleto daquilo cobrindo a.s gestões «»ue as lideranças da política en-
: que = ITiN estíio
: .Nacional, entre outra» medidas, aquelas poderiam ter sido se outra fôsse a estrutu* desenvolvendo, para que o Congresso retorne
ra da Aviação Comercial Brasileira. 1 ao Rio
¦ Postas tia mensagem presidencial dirigida pro. an
pelo espaço cie dois meses.
: Poder Legislativo, qüe permitiam ao Pod.-r Em várias oportunidades, os trabalhado* I O representante pessedista disse
que a UDN nre-
tende com ésle ato de •'covardia" esvaziar
: Executivo proceder ás Reformas de Ba«e 11* re? denunciaram a Nação o o Sr Jus-
processo de de- I
tenoraçao a que se achava submetido celino Kubitschek e fornecer argumentos elehorelros
[ quidando definitivamente as c.«tJ'uiiiii,« a»« o acro* =
; raicas que entravam o progresso econômico transporte brasileiro, Agora, essa para o Sr. Carlos Lacerda. O Sr. Breno da Silveira de-
« social da Xação. deteriora- §
i çao atinge o seu clímax, pois as empresa* I tendeu a consolidação dc Brasília e ressalvou
A par disso, denunciam, às autoridades estão praticamente insolventes. £ qt»e terá
de lr ele para a Guanabara, onde tem uma Importante
e ao Povo, a situação calamitosa em missão a cumprir: "derrotar êste monstro da
encontram », empré«as aerolransportadoraique «» Os trabalhadores estão alertas
para no I
momento oportuno, tomar as medidas nece*- = política
pairando, mais uma vez. a ameaça de descro que e o Sr. Lacerda". ^
sanas em defesa rie uma solução
prego em massa, além das manobras de- para a crise qur assoberba a Aviação patriótica I
sonestas de transferencia para empresas nao Co- = MENSAGENS vidores da Escola Tecnl-
mcrcial. 5 ca Nacional do MEC: 5i
aeroviarias de bens adquiridas com as
poi Reclamam, finalmente, do Governo Ke- § BRASÍLIA. 25 (UH — Encaminhando o ante-
pudas subvenções do Governo Federal.
Somente «, Fábrica Nacional A Xaçáo foi, mais uma vez. surpreendi (lera,, a participação efetiva dos trabalhado- I O Presidente da Repüblt- projeto de lei que dispôa
de Motore, tem o da com novos e Cícorcliantes aumentos res no processo da justa solução do« = ca encaminhou ontem, ao sobre- a entrega das quo-
v.rabrequ.m autêntico tarifas, redu?indo ainda mais o numero d» mas do acrotransporte civil brasileiro proble. Cong r e s s o Nacional, at-, tas dns Impostos tíe Ren-
o» para §
para o seu caminhão Fe- usuários e impossibilitando, definitivamente que sejam resguardados n« direitos dos''-a E seguintes mensagens: 21 tía e Consumo aos muni-
nenje D-9.500 ou D-ll.OOO. o grande público de utili?ar-«e- disse balhadores c para que o av.áo se torne Acompanhando o ante-
Em .eu Fenemê não nn meio dc transporte, indispensável moder- meio rie transportp acessível a grande tim £ espios, na forma da emen-
ao de cela do Povo Brasileiro que dé!<* necessita. par- I projeto de les que altera tonstitucional n,° 5;
senvolvimento harmônico de nossa
ha lugar para peças "parecida.". Pá tri § as datas de inicio e tér- 6' Pediindo credito espe-
Exija sempre o mBni< Lll0!f.rávíl
ment.ivel situação.
* """""açio de tlo'|«. Kií po que a AEROBRAS f -v S01.V mino do exercício finan- na: de 1 bilhão e trezen-
melhor. O genuíno. O CA O por ela lutam o« trabalhadores ceiro da União: '_v So.i- tos ihões cie cruzeiros
original. O virabrequim citando abertura -cie erèrii - nar itender ao paga-
para o seu caminhão está no concessionário Ri tit Janeiro, S.i de março de l«i64. to especial de 300 milhões me n i o tia diferença do
FNM de cruzeiros para a cons- adicional de insaiubrida-
iais próximo. Ele tem PAULO DE MELLO BASTOS trução <¦ instalação
um para você. Presidente ria Federação Nacional MURILO PINHEIRO
Centro de Instrução dos
de. dos operários navais,
dos Tra Presidente do Sindicato dr»« Aero anos associados do Sindicato
balnam.r»'« nn Transportes Aéreos
Estado de Sào Paulo Marítimos "A 1 m i rante rie Operários Navais do
JURACY COSTA Graça Aranha": 3» Pedin- Rio de Janeinr» 7 Pedin-
ODILON SILVA De MIRANDA
Presidente do Sindicato Nacional rio do abertura de crédito es- dc credito especial de 400
^ÁB^CCA NfiCSONAL Aeroviários
Presidente do Sindicato do» 'r\erov'ár
pt» iíi, 0C Sh :--..: ÍiíúítS flÇ*"
D££ MOTORES S.A. Belo Homonte milhões de cruzeiros pa-
PAULO •v pftrai >p
DE SANTANA MACHADO HERCILIO
io ra-
Presidente !*,- Sindicato Narinr-*;
SfRGIO DE MELO ns Usina *T$i'ts.p"*-

BHI!M!!tilílll«HimWHIimnj!!li!JHltl!)!(i)!ll!!ÜU!!IW«IHÜNHIlIlOiilHMIll.tHnitlUHIinilMilMnUlHltHl
llltll!II!ll!l!l!!l!llllill|IJl!|!!|l!H!!H|||lliii; Ca;-

""".:'¦' 'V""'X'' '-.¦'¦ V'.í'L;*^hiVj


Xy'y'X'"
PAGINA 6 Quarta-Faira, 25 de Março ck 1964 ULTIMA HORA

rasil Propõe em Genebra Pacto Mundial de Não-Agressão


ENEBRA, (UPI) — O Ministro brasileiro
25
2! i-tinlcrám-ia ein elCMiriniiiiHuilii que poderiam ser detectadas »
de Relaçòi
õei
Exteriores, Araújo Ca.tto, cri-
pura iiegni-iar. no ann i>h„mi- l.lt-1-.lllteaelllI pelos sistemas de
ilu, o tramei» parcial ile prui- tle-terçáo existentes".
TELETIPO iiiçao da experiências miolos- "J'or t|tie mio acrescentar tn-

JOHNSON ACHA DIFÍCIL


ticou ante m os Estados Unidos, Grâ-Breta-
GENEBRA,
nha » Rússia por não terem chegado a ne- ies. to grupo tle provas ao tratado
"Decidiram agir eomo se
(Condensado da ANSA, de aioscou?" perguntou"nossa opl-
gociações concretas na conferência de desarma- fossam mn diretório nuclear Araújo Castro —•
UPI, FP. PL, BNS « IF) mento, e propôs a assinatura de um
- miinifuslou o ileU-uatlii du niáo tom sitio sempre iiue ns
pacto mun-

Otava
O Governo canadanit
dial de não-agressáo.
Araújo Castro, em enérgico discurso, acusou
as grandes potências da reunião de ontem da con-
Brasil Neste caso particular,
o diretório agiu om interesse
da comunidade Internacional
i-tn geral, Mas nus continua-
tratados parciais clevorlom ser
formalizados Imediata mente
"nc
qualquer mancha, rie-
veria tt-allzar-se algum cs-
A GUERRA GENERALIZADA
nun n sustentar onórglcantonte i.iito paia determinar se d WASHINGTON, 25 (FP) — n-se em a Intensificação 'Ias rlgo, mas agora o casei é fll-
tem a Intenção tle reco- itossaa objpcócs no que res- se e 1'nia guerra guneralizaila se-
nhecer pròximamente «
ferència do desarmamento de limitar-te a repetir possível, se li reali?:'vel, operàoõos conlra o vletcong fcrciilc. A guerra generaliza.
as mesmai declarações uma e outra vez. peita ao principio e-m leigo, o prático, sujjuir tal caminho?", ria impossível nesta era nu- nu o apaziguamento e, Inclu- ela é impossível. ,. Os EUA e
China comunista — cilas» o mesmo principio parece ter clear, e ns nações devem bus- sive, uma retiraria lotai. Ao
Ministro do Exterior, Paul seus adversários poderiam
Afirmou que os três palsei agiram ate ago- Melo aplii-iulo a queslim tias Pado car um "acórdp razoável, ao roforlr-se « isso, Johnson de- doslrulr a metade tle- seus (cr-
Martin, numa declaração "diretório armas nucleares no espaço. invés tle uma agressão em clarou:
lida ontem na Câmara dot ra como um nuclear" e não deram "A lilóritis e suas respectivas pn-
questão íol discutida seu exame dos problemas gio- — Estamos dispostos a alu.
Comuns- "Mas — acrescen- atenção alguma aqui e « dulcgaçiiei elei Mexi- Em seguida o representem- pulaçtics em uma hora ele
ta s declaração — um pais
àt propostas feitas nas conversa-
tu esteve representada, apre- te rio Brasil sugeriu "nm par- liais" declarou ontem o dar os vietnamitas a conse-r- guerra nuclear, SSo essenciais
ções pelos oito países neutrot que participam Io mundial rie não agressão" Presidente Johnson, nm seu varem nua Independência o a certas soluções mútuas para
da Importância da China sentando o melhor
Continental não pode, nim dela.
projeto
e|tie se COnSUgUlU sfthre a quos- e um "funelo ele reconversão discurso perante os sindica- impedir que se fundam ro co- resolver os conflitos mun-
''Não tao. Náo obstante, as grandes Industrial e desenvolvimento tos ele operários da constru- munismo. Somos a nação mais eliais. Os povos elo mundo
deve encontrar-te liolado continuar
dai corrente» de Intercám- tiesta
podemos
maneira, declarando
Urgência pou-ncias chegaram a uih econômico1! eiue seria finan- ção. Deixando de lado o tex- potente tio inundo e podemos proferem ns acordos razoáveis.
acorda fora ela conferência e ciado pelos 20 por cento elo to escritei, o presidente de- permitir-nos I e r paciência, Plnalmonlo, Johnson decla-
b'o internacionais, ratão uma e outra vez as mesmas Em seguida manifestou que a Assembléia filtrai foi convo- dinheiro oconomljada em rc- clarou que- alguns o exortam mas, por isto mesmo, o mun- rou: "Os Estados Unidos e as
pela qual o Canadá prosse- idéias gerais", manifestou as Nações Unidas haviam con- rincões nos orçamentos niilt- freqUc.nlemente a enviar tro. elo espera muito mais dc mis demais nações elevem buscar
cada especialmente para apro-
gulrá sua atual politica de Araújo Castro. «-ocado a conferência para nc- var o acordo; tares,
"Que escanelaloso ê para a pas quando se verifica uma elo que "dar provas ele mera a paz. e- náo ns disputadas ela
comércio com Pequim." "Devemos (alar mais rie rie-
fci.clar "com um sen ido ae "Parece
que como as potên- consciência elo homem que
crise internacional.
— Houve um tempo em quo
força brutal ¦ Antigamente, guerra, Os Estados Unidos
talhes e menos rie generalída- •i gencia um tintado comple- era possível eimpreenelcr guer-
Washington cies." to de proibição dns provas
elas nucleares, incapazes de se-
desarmarem a sl mesmas, sen- milhões e milhões ele seres
humanos reintlnuem vivendo,
o comandante-chefe podia eu-- ras om grande escala, sem
elevem estendeu' a nião ele aju-
ela antes dé empunhar a cs-
llá muita» posslbllldâ- Araújo Castro disse que nue se seguisse ao tratado lisseni a necessidade ele- de- (le-nni- aos solelnelos que se que a civilização corresse pe. liaria,'"
1884 poderia scr um aro de trit melhor vegelantlo cm con- pusesse em marcho ao pri-
des pnra ejue o Chile seja parcial subscrito cm Moscou. r-.-ii ui.ir a nossa conferência". elições ele pobreza e miséria
Progresso no problema do de- "Será meiro indicio ele crise — pios-
a primeira nação que ele- que nfio podemos cn- enquanto uma enorme rique- segue Johnson — tuas isso
¦ armamento e "não um ano
ja. por processo democra
tico. um governo aberta eie estanramento;
mente nào seta mais que
possível-
rontrar nenhum "sentirio de
urgência" nesta questão? E o
Desilusão r.n de dinheiro e recursos, on-
trenhos e esforços, são dedica,
mudou, tia mesma forma que
os métodos de tratar as per-
Polícia Argentina Apreende
mente comunista — decla- tiue è mais senrio ainda, nfio Acrescentou Araújo Castro eios n construção de máquinas
rou ontem no Senado o se
nador republicano do Esta-
do de Nova Iorque, Jacob
isso.
"Já nôo é
possível sentir.se
rodemos encontrar
negociação que pudesse sc-
o tra ario
alguma quo
"nâo so oculta o fato rie
e|tie « opinião público niuntli.il
eslá desiludida com "respeito
ele guerra que poderiam, em
última Inslánt-ia, destruir ló-
ela a «rida na terra'', declarou.
lurbações ela paz.
Panamá Arsenal Direitista no Valor de
esperançado sóbre a coníc-
"N8o houve deparcial?
guir O chefe da Casa Branca
K .lavils. "O Chile através
sa atualmente não só uma
crise social, mas também
lência, como ocorreu quai,rto
esta se reuniu ha dois meses -
disse o Delegado brasileiro —
nossa parte
nenhuma ação sóbre prosen-
rão completa rins provas nu-
a conferência".
Imediatamente apresentou
•.'árias propostas, que segun-
Exortando I.esle e Oeslc a
"procurar resultados práticos
positivos c imediatos". Ara-.iin
externou depois a esperança
de que possa concretizar-se
Quinze Milhões de Dólares
uma grave crise politica". se nossa tarefa e nosso obje- cleares desde que sc reiniciou eio disse, o Hrasil e-ré. promete r,t»lro rils«.e que r Brasil "não um acordo entre os EUA e o
Panamá com respeito ao ron- ENOS AlllES, 25 (FP) Investigações sobre um assalto
acrescentou Javils, o qual tivo r.ão podem ser consegui- » conferência rio desarma- apresentar zonas para a ne- porte aceitar a Idéia ele que. BUENl
comr.clitlo há sele meses levaram a policiai argentina a dos-
assistiu recentemente, no gociação e o acordo. não existe alternativa para o filio ao Canal, e que os dis-
tios do dia para a noite: néo mento, acrescentou. Em primeiro lugar, expres- atual sistema ele intensos pre- túrblos ele Chipre poderão ser cobrir umn verdadeira organização armada e um valioso arre-
referido país. ã décima ses- obstante nfio vejo motivo ai- nal contendo 60 metralhadoras, mals ele 100 granadas ele mão,
tou. a proibição parcial elas parallvos militares. resolvidos rapidamente atra-
são plenária rio Congressc
de Homens de Nego-
gum para tentar enganar-nos Ataque provas nucleares que deve es-
"Xcsso novo é um
povo pa- vés de um acordo. 20 revólveres, uniformes, aíéni do capacetes e munições.
a nó s mesmos e imaginar que O representante brasileiro tender-se pnra abranger as eifiro com um desagrado ina-
cios Americanos, patroci-
nado pelo Conselho Intera-
estamos progredindo, quando atacou as trêi grandes potèn- provas subterrâneas "stiperlo- to pela violência e a guerra", Cuba O valor do malerinl ele Transmitidos a Buenos Aires
ros mantemos imóveis". tias por "deixar de lado" a res a certo n»vcl de quílotons declarou. _ Uma grave crise foi evi- guerra apreendido c calcula- os informes o conclusões a
mericano do Comércio e do em 15 milhões de dólares. que chegaram o.s franceses, a
da Produção. tada em Cuba, frisou o pre- Us membros ela organização policia argentina pflde entrar
Diário do Papa sidente quando se cortou o
envio ric água à base de pertencem todos ao grupo na- tm ação c, na noite dc sába-
Paris Guantánamo pelo governo da
eitinallsta d» extrema direita
"Tacuara"
dD, a tletenção e o conseqllcn-
ie interrogatório de quatro
O General Charlei Dl Ilha. E como se evitou? — A pista í'«'e permitiu h po- jovens implicados permitia fi-
Gaulle chegou onlem ao indagou Johnson. — Não foi licia o desmantelamento da nalmenta a solução elo caso •
aeroporto de Orly ás 7 ho- enviado um batalhão de mari- organização remonta ao més n encontro rias armas quarla-
ras, precisamente. O Pre- nheiros. com baionela cala- .le agosto ele 19B3, quando e-lc- dns em diversos apartamentos
sidente da República ra- da... Mas simplesmente ali- mentos desconhecidos assalta- ele uni bairro portenho.
uma viagem montando a base com navios- rnm o hospital elos bancários, Embora os detidos preten-
gressou de cisterna.
qua o levou ao México, roubando um totnl de 14 ml- riam qu» o produto elo roubo
Guadalupe, Guiana France- Ihões de pesos. seja destinado a fins pnlltl-
sa e Martlnlca. O Chefe de
Vietnamo A policia argentina trans- cns, pareço que o emprego
Estado foi recebido pelo Com respeito a situação no mitiu aos demais países, atra- tiuc na realidade lhe deu a'en-
Primeiro-Ministro, Georges Vlotname, o presidente norte- vés ela Interpol, os números tia a questões muito mals pes-
Pompidou, além doi mam- americano observou que cm ele- cédulas roubadas. E foi n soais.
bros do teu gabinete. lodo o mundo se expressam policia rrnncesa que, pouco
tempo depois, localizava em O chefe elo grupo nrmado.
pontos de vista rliversos quan- um tal Baxter, teve tempo dt
to á maneira de levar a cabo diversas rasas romerrinis e
Genebra operações nesse pais. Suge- bancos as séries indicaehs fugir para a cslrangeiro.
O projeto relativo à

Prebisch Apresenta Plano


expulsão da África do
Sul da Conferência Mun-
riial do Comércio e do
Desenvolvimento f o 1
abandonado ontem por
tim grupo de países Afro.
Asiático, depois de uma
movimentada sessão que
durou perto de hora e
de Comércio Com Seis Pontos !. — Maior avanço no sen-
meia. Por outro lado, os GENEBRA, 25 (UPI) — A Organização das NaçSei Uni- tido do mercado mundial mui-
delegados afro-asiáticos das pediu, ontem, a aprovação de um plano de scii pontos, tilateral, incluindo as nações
aditaram uma moção se- de ajuda e comércio, que elimine a diferença entre ai naçSes comunistas, e ajuda linancei-
gundo a qua! nenhuma adiantadai e os paises em deienvolvlmento. ra pata superar os deficlts.
cooperação será possível Raul Prebisch, Secretário-Geral da Conferência, apreien- fi — Facilidades ao chamado
entre os paises membro.» tou o plano ante a lesiSo plenária, que Inagurou ieu período comércio invisível, incluindo
s»io grupo e da Africa do de reuniSes anteontem, nesta cidade, baixas nas taxas de seguro de
Sul. O grupo afro-asiá- tj » , r o acesso aos mercados mun- transporte para aliviar as
tiao decidiu igualmenre XieiaiOriO áia_t dos produtos enviados
pressões dc pagamento.
publicar uma declaração O Secretário pediu também por naçfies em desenvolvi-
condenando a política ra- Tarifas
que se adotem medidas ur- mento.
cista e colonialista da
gentes, devido á frustração e — Estabilização do poder
Africa do Sul e de Por- em de- A primeira reaçSo dos de-
ã tensão que se registra nos pai- aquisitivo das nações ncòr-
tugal. ses em desenvolvimento. O senvolvimento, mediante legados foi favorável. O Mi-
'0m ' •¦¦'¦' '*' ^H^ •" ''«.'¦¦ '¦"•>:-¦¦ '¦¦'¦;¦¦¦£?¦¦¦¦ de mercadorias nistro elo Comércio da Bélgi-
•" *' dos mundiais
Londres &'t_T.z__¦'•
¦?'
¦¦¦" -
?.f '.i-/ ^ r^: ^
plano está contido em um rc-
latório de 15 páginas e pede ou preços mais elevados como ca. Mauriee Brasseur, mani-
mm/''' ^ ? às nações industrializadas do compensação financeira para festou-se pela rcduçfio
"tem-
tari-
O pai da um leueêmiee WrWWs'''- ,,'^(>*»«^*ít!*;*,;»1>' "/*"'?;¦*..' >!__'%. -'¦-¦ £' Este e Oeste que contribuam as perdas resultantes dc flu- porária o seletiva'" das
leucèmieo de quatro anoi, *'/ reduzindo as tarifas aduanei- tuações de preços. Ias dc importação de produ-
tratado há algum tempo
m?-?&**•*fMi>*^?1^'- Js&k^ -\, "*'"V ias, fazendo concessões prefe- — Tratamento preferen- tos de países em desenvolvi-
com o lòro do Dr, Naei- i.-nciais. fixando preços máxi- ciai para os produtos semi- mento e também apoiou os
aem,, telegrafou ao Minu- A tida espiritual do Papa JoSo XXIII foi anotada diária mente, desde os ;•( non íí anos, formando èsse manuscrito mos c dando mais assistência manufaturados e industriais mecanismos de estabilização
rio da Justiça francês pa- um livro intitulado "O Diário da Alma", rjue terá publicado brevemente na Itália. Trechos dos diários, com anotações aos países em desenvolvi- elas nações em desenvolvimen- ele preços para ns mercadorias
ra que lhe teja enviado itinples mãe de. grande beleza, já joram divulgados pela imprensa dr todo o inundo. Na Joio vttnis um dos manuscri- monto. to, para facilitar seu ingres- mundiais. Brasseur instou os
urgentemente certa quan- ío.i do Papa Joõo XXIII. e a eapa qut deverá trr seu lurn . (UPI) O referido plano será o as- so nos paises avançados c nju- comunistas n ncompanhar o.s
tidade do diteutido "Ana- sunto principal ric discussão dá-los a incrementar suas pró- esforços do mundo ocidental
ela Conferência neste perio- prias indústrias c diversificar na matéria.
plait", apreendido apoi a
desaprovação oficial do
"biólogo corto". "Trata-se
DÉBIL MENTAL 0 1AP0NIS Turcos e Gregos Aceitam elo de sessões.
Pontos
suas explorações.
— Unidade das nações em
O informe Prebisch assina-
Ia, em última instância, que
as nações em desenvolvimen-
mipos maiores com melhor
da última tentativa para
•alvar meu filho. Oi de-
mali tratamentoi maio-
QM QUIS MATAR 0 o finlandês Que Será programa de Prebisch pe- desenvolvimento para criar
de. especificamente: intercâmbio comercial entre
— Medidas para facilitar elas.
to levarão de 80 a 200 anos
para alcançar os atuais niveis
da Europa Ocidental.
graram", dli e telegra-
EMBAIXADOR AMERKAHO Mediador Das Nações Unidas
Washington TÓQUIO, 25 fUPI-EPi — O embsixador noite-amerlcann N1CÓSIA. 25 (UPI) — O Presidente da República. Ar- ¦ ¦;>• ^^ff^m^^P^^-JggBjjgS^^ -i^ri-ti^
Sdwin G, Reischauer. foi ferido ontem per um jovem japona» cebispo Makarios, cipriota grego, c o Vice-Presidente Eazil

m i PRATICA
O General Douglas erem uma pu.-.balada em uma perna. A policia revelou que o Kutchuk. cipriota turco, manifestaram sati.«facão, ontem, com
Macarthur. herói de três agre-frsor. um jovem de 19 mos, é um enferme mental qut: a designação eio diplomata finlandês Sakari Tuomioja como
guerras, is encontra em
estado "satisfatório" de-
responsabiliza por sua situarão as forças de ocupação norte-
americana, depeis da guerra.
mediador político em Chipre.
Círculos rias Nações Unidas Indicaram que se espera a '¦ '\i ' ", '
pois da legunda operação
cirúrgica b que se sub-
chegada de Tuomioja à ilha "com a brevidade possível,
r¦¦¦¦ .:¦ .*" , .'•*:*'-,•
\.'/?- /<¦¦:: : :¦:?:?¦?. í W ?\
O embaixador, ey-proííssor da Unive.-sieiaae de Har- talvez antes do fim tia semana".
meteu em menos de três vard, foi medicado imediatamente. Um informante oficial de Makarios declarou: "Não há
semanas. Um grupo rie
cirurgiões do Hospital Dois norte-ameiicanos que que não faria nenhuma decla-
objeções a respeito dc Tuomioja, cujo.; antecedentes nos
tornam muito favoráveis a éle".
ip^;//:%^:/^/-?/-/\:
Militar Walter Reed tra- ie encontravam
balhou anteontem sei.» junto dele raçüo a respeito do agressor.
dominaram lapidamenie an Por outro lado o Prímeir.-)- Pnr sua vez, Kutchuk con- possa começar a gestão paci-
horas para
grave
de.er uma
hemorragia que
sofria o General, que tern
agressor. A polícia informou
que se trate de Kovva ÍJhio-
Uni, da cídadt de Numazu,
Ministro japonês Ayato ll.vda
visitou, na mi-ssão norte-ame-
ricana, a Senhora Rcischauei
gratulou-se com a nomeação,
Em círculos turcos foi exter-
nada a esperança de que o
ficadora em Chipre.
Convocação rr.
m
¦
¦ ¦
.ír-iVsMii',^
'••¦¦:; -^ SíAÍSIPAÇÃO
,
NACIONAL!
£4 anos de idade. Foi-lhe mediador chegue logo "a fim GENEBRA.Vi (UPI) — O
160 quilômetros ao norte det iipresentando suas escusas
extraído o baço e durar.-
te a ope-raçâo foi-lhe mi-
nistrado oito litros de
Teiquío.
Testemunhas oculare.» afir
pessoais pelo atentado. Ante-
Tiormente o primeiro-ministro
rie começar a tarefa para pôr
termo ao atual derramnmen-
to de sangue e alcançar um
Secretário-Geral das Nações
Unidas, U Thant, convocou os
representantes deis governos
m
sangue. mam que Koma se imiscuiu havia enviado uma mensagem ajuste pacífico deste proble- grego e cipriota para resolver
num grupo de escoteiros, pa- de excUsas so Presidente ma. aparentemente insolúvel". a questão tle Chipre.
Jacksonvilie ra poder penetra.' no pátio da
embaixada.
Johnson. Um funcionário das Nações
Unidas disse não conhecer a
U Thant está procurando a
aprovação do diplomata fin-
Uma mulher de raça ne-
gra foi morta numa man:-
Quando Reischauer sala
ptra entrevistai-se com o 11-
Consternação
A consternação reimi no
riata ria chegada rie Tuomioja,
mas frisou que o "certamente
Secretário-
landes Sakari Tuomioja. como
mediador político das Nações
1'-irias na questão. " ¦
^^B
festaçáo integra ckini.-ta
realizada ontem nesta ri-
der coreano
í-hiotanl
Kim Chonpil.
lhe pediu que o
Japão após o atentado de que Oeral U Thant
desejará vê-lo em Chipre com Aceita "/'/r/rM \^?/^( ¦
dade da Flórida. Várias atendesse um meimento. a fim
foi vitima o embaixador dm
Estados Unidos, F.dwin Reis- a brevidade possível, pnra o ATENAS, 25 (UPI) — O \:":
pessoas ficaram ferida».
Umas dez bomba» exploeli-
rie lhe entregar um pedido,
ocasião em que o apunhalou.
thauer. Feridc por uma r.;J- fim da semana, sc possível".
Aa-reditn-se que antes dc vir
Governo g--egei aceitou a ric-
W'-'.':. ¦ ?:;mÊi'?~:+'? ' ' V '.w& "t:h_
irhalada na perna direita, «•.gnae-ão elo diplomata fiulnn- ¦ *."..?-" - — '• ,¦•<¦¦;¦<*:-
ram em bares a hotéis do O agressor foi imediatamente » Chipre para entrevista com dês Sakari Tuomioja, pnra o
.¦ 1 <'T- .: '¦ '•>r>--a'
»_,.-'. ;
bairro negro. quando se achava no pátio ria • v?'''??,?>'
preso pclss pessoa- que ali «re embaixada, por um jovem rie
Makarmit e Kutchuk, o diplo- cargo rie rnediatieir na disputa ., -l.
encontravam. mata finlandês fará parada
Sasramenio Fora de Perigo
li- anos. cnfèrnio mental e
rneio cego. O embaixador íoi
rm Aten is e. a seguir, cm An-
de Chipre, com it condição ele
riue Chipvs também o aceite.
-»'''¦
'''' ¦««»

A InsrrlçSo de Pierre Sa- transportado a um hospital.


car-a, para palestrar com os % _W_^>\_WI^^ /'
linger romo candidato pa-
O embaixador nortc-amci i-
cano Ed«*'in Reischauer está ende re considera que. ape-
uovernanta.-s ela Grécia e ria
Turquia. Considora-rc cm Ni- :'^ '
ra as próximas eleições se-
jiatoriais da Califórnia não
fora de perigo, declarou aers
jornalistas Joh'; Emenon. Mi-
/•ar da perda dr sangue. s"i
estacio i satisfatório c lhe
cosia que será necessário ni-
gum acordo entre os nove- Veju bemy\'
jf vis,a . Wsi
foi aceita pelo Secretário
Oe Kstado da Califórnia, nistro da Embaixada dos EUA permitirá volti-r fcrr.auiiâ ao
seu dejmicilío.
nantes da Grécia c Turquia
e o mediador antes tie que se
\.
em Tóquio o quil especificou
Frank Jordan, que «lega "a

que os documenloi apre-


nentadoaj pelo ex-xecreti- Canadenses em (Àhipre 0TICA INGLESA I

rio de Imprensa estavam rija 7'dé' boi ombro, 179


incompleto». tels. 43-5224 o 43-4607
Madri
Unj 1500 operários das
irnnas de carvão de Puer- K'\ ,V" . ¦: MÒèf^hW^^^^^^W^^''''''''
tollano. 250 quilômetro* ao estou ';
_% .a. -a-0'VV', ,'¦¦.-'
sul de Madri, se encontram cheqando
há uma semana em'tendeu- uma _r'
co
greve que mostra
cia a prof.agar-se". segun-
do o governei, tm porta-ve»*
AUSTRÁLIA
]\A -

¦
.-

¦•;;
¦ ' •-' .¦ •.;,-=-"•:-.

-,«,•.•.,¦ «r-> :-
SÉRGIO MAGALHÃES
*do Ministério de Inlorma- '
"'" '
«f?-«—• :
çáo manifestou que a _frr- -Afá
ve começou têrça-íeira pas- íièi
«.seja. em apoio a reclama-
çào de um salário-minimo i^áPfcáv-:-, NASLIVRARIAS
de lf.d pesetas 12 50 dói*-
re*. eiiárics. Os trabalhado-
re» denunciarem que dois
de seus representante» qun
apresentaram sua» reela-
maeões iorani detido* • Caneden .:-*,» riieguin a Chipre romo primeiro* foidado* rin Ftirçn ' ''
•'"¦¦'
lei ado» á 'idade real, a Ca- ONU enviara â fina ? fio pa.f.iaâot em rri ufa j,eio Comandant t*,r !¦', i ,- • i ¦ ¦¦ *__{*_•* ¦***-'": ¦ ¦ ¦ '--^- ¦¦ ¦ - - -rtV\ la-l*. 1? - a- -m ¦ ____._-t, «.fcB.,., - er- i,-,.,. , .,,—¦ „.,.

pitai da província» rai brasileiro Pana Chaves, iUPI)


ULTIMA HORA
Quarta-Feira, 25 de Março de 1964

WCITO: Farda em Clim& Quente


PAGINA 7

NOVO modelolüdólo de
(Ip uniforme, que
oiip «erá
«.ri adotado
.-,,i„.„,i„ »...
todo o IV I-.xírcito é urna velha aspiração da tropa

A A ^uaVau LUMtKUAL DE ONÔVO ,ora torna-se jçslldade pon,, a


WO ww, o PCíMíl «erá aliviado compart.r
lo m.l» leve e mai. adequado
do práci-
um fardamen-
ao clima do Nordeste
Alem da. condiçõe« climatéricas da região
f*^*4 utn outw
'"T C"nlra 'J,m,iltar; à fHtfjTT*
C h f% 1«e nunca no Nor

LO CONT RA A AEROBRÁS deste um


oate ,m uniforme tem duraçio
superior a 9 ou 6 mc-
,mPrcfávei- desbotado
orem di,. Jf? inclusive a apresentação.completam..,,-
l • ',¦ prejudicando s>"i

l^íífM
A-ycm do Presidio da Associação Comercial Jair Aprova I Exército Tenta
de São Paulo, Sr. Daniel Ma Modelo
checo c'o¦ Csmppa, ao Sr. Ranieri Mazzilli, Presidenle Quando
Novo Modelo
da Câmara Dos Deputados. o Miniitro
Dínt.n Ribeiro realizou
Jair
lua Fina com-
recente vagem ao Nordeite, Guarnições do I Exército,
A /•¦ í Ccme.rcírl ris S3o Pci,i0 ohvjog « Câmara o General Justmo Alvej iub- ao tomarem conhecimento binaçào em jersey.
partlcitlares, Consoqüantemente, não sc conhece da decisão do Ministro cia
i ::"j'n'o n:ir.i-cm d. pio'b'0 contra a to. -,, que so baseou o cálculo os .i.m,„
para a dcterSçsS'«&%*
meteu ao chefe do Exército
Ouerra em conceder e^sa com renda no buslo
ni modele» do novo
farda-
AeiCi.-/-
niento (oficiais e praças 1
e,
facilidade de uniforme para e na barra. Varias
",'. « região pernambucana, em
'"• "'''< l!" ':,\0 ap6i a* devidas considera- nsta do grande calor rei- cores e tamanhos.
fl,, :*{' •' ¦ ' n. a n ".via tViiiiíi P"'l,n toma .-i ções iò*:rc as vantagens hl-
nante. estáo se recrutando 1
" r""'' ;:i -" il-iiinai;a, na pcsi-ia dc

j?hXB^™'XA.J: ':A»££%:
Vrí' • i glênlças e sobretudo econô-
tu ire ii i ní
y.
ni n
i '¦• ¦"•'n*'i
coiliiMcaent':
?r:, do r.n. ,'r n"tcv«. ,io ncmi.
"o:iin''n ! sln
miess, proporcionada» pelos
iludidos modelos, o Ministro
da Guer-,i manifestou
fim dK também obter do
Chefe do Exército 1 mesma
regalia, alegando que nos
1.2!
,'s n fü r.A. tcrõb ss'' et n- iv» últimos anos também o ca-
furmr r.r.-n n o aprovado. objetivando o
bem-estar da tropa. Na opor-
lor carioca tem sido muito
forte e causa um desgaste
tunidade, o G«nrral Justino
enorme do fardamento, obri- üúi^0mãi»í
i r'"'íi v i,-'"'<','i
i ¦ <:. mire inttrts, f''"'il'",.r
frisou oue, tío lopo ?s úl-
gando os militares a desem-
'/'\
¦"}%¦¦
Ini i' ,i •ia n"'i'r"s Inte nns. Inclu
tim ns providencias tostem bolsarem 30 ou 40 mil cru-
j- AÈdfAA
lelÃjA •„^';,'i/-.
;-.•¦-*_,:¦%•*¦

n
tomada--,
'•
(• r I ¦ s ' d ' i-edii/iiin (l''n"idi'i" o révo uniforme
passaria a srr usado, o mais
zeiros, 2 vezes por ano, com
:i . • . ii r,inr",'!"f,p cc n,i. novas fardar
tardar em junho — éooca Entretanto,
ntihu! m orivllíflo de táxi- sabendo que a providência
"CO ",n;">,'i" M,p<'ri'- ' rm nue o calor te inicia nos
ru resula Iria provocar idêntica rei-
»c' 'ndcnlzado, mas nunca fixar o valor "'eular
at'C"v, «f"sneÍrfif„0fié4,fi,„A,V'llla,'Sí)
di, Indf-
o Ertados r.or ritrtino?.
vindícação em outra» re- SENHORAS
!o projeto fim a !!nlflii aulort.via a i'-- »¦ w„."
n,,':'õc-. rrinforme rsnpuia „ ilim , ,,„ "'.„ ír.agua em imo
.'tri (,".'," •-, nrii-iini o
pn'riiiiô'i!n tle tf.-*-.- !:* função c clc competência dn lurii. iãrio. Jrtl^„ % ' Pno.,* es a O Novo Modelo íiões, há poucos dias, na jersey com renda -¦_ barra
Vila Militar, tivemos oportu-
pnvi"i" -ri, ru r.çtmivtcNs «w: explnrmi ns lir'ij.^
,--»'tr i O iiúvo plano de unifor- nidade de consultar o Minis-
rosa e azul. Vários tamanhos.
820,
r 2c\i"oi ilniii': ., n iiiioniiieloiinls. Cumpre .vrn'uar. lambam, que, nessa Comissão mc, apresentado ao Minis- ualça em jersey rendado, nas cores
"A *'"*'¦'***, *>¦ Mronautí e aerovHrlo* haverá Iro da Guerra, consta das tro sóbre a possibilidade de branco,
A, I ¦ •piVi-a-õ; •i f!nfii|d»;lc pd /m:rrãnnleo»v
poiíni. i,.io estabelece o p-o elo nada arioção do novo fardamento rosa e azul. Tamanhos 42 e
rprí" r'.'.'- i.-i« sòbr« a oarticioacAo seguintes peças: boné, ca- 50. 07c
umn f'.cm'.rão r> .v-lla , i!"a'rmeda noto Prtuldent: pii- tia misa beje dc tricolinc, de
na Guanabara. Disse-no; o
Blusa em jersey, decote redondo. Modelo
pP.„-.'..i..., - ,....,, itt'tt!;|i| do «'".-o 111'Pilii'f". "rio
""fir" "c,?W,í,i;^M -Ia rr- '^f""'1"- nes manga curta, dois bol«x>s e Chefe do Exército que, aqui, ideai
rOnUL!lt.'L'i iihf"'!\ r HVif' OI!l'':t mniprov.tiln", .'rclíJíC- f medida seria difícil tie para os dias quentes. * ngg
s s -vifljio.s 'mrti.tlo nilos íi?r!!i?.trs dos aeronatr.as scililn Itir, fl'-. íola aberta, cinto de lona
r ae- ocorrências que venham' a fcr?r s- T.7 direitrs.'"'"!° ° °U'r'S com fivela rie melai, e calça
adotar, em virtude do gran-
roviÃrlos verdC'0liva de gabardine. Xa ri' efetivo ria tropa e da rc- MENINOS E RAPAZES
"" nutro lad',. o Kião ser muito ampla. Pode-
Bni"o n. ruo Rstabelec2 n existência camisa ainda falta resolver Conjunto short estampado, varias
l-.v abnlcce, Itm-bím. a de un, representante do Congresso Nacional, riam sobrevir os abusos dos cores no-
prop^gão, 8s basr. pora c~,-< se os oficiais u*am ou não as
nc eniMi,o,^s e numerosos dispositivos regulamentando a exV- lèsto, tm caria un. dos órgãos tle direção rlá por indicac^ menos cuidadosos e mesmo oernas. De 2 » 8 anos. j
respectivas insígnias em pia-
' !nflusivo a ".«e a beneficia com a Isenção nar "orfi""n,n " Omet-fué órgáoAerobrás» legislativo
2 a mesclagem entre o« mui- 33*
.pt .p,.,,'¦'.
,•'..'•" . ,- , ¦ ,a in, M"tii'i,-.i ,ir nornnnves e 'ódn LaC„ «Íh^L
nao podendo ler, em conaeqülncia, funções executivas tina superposta ou na gola. los militares que aqui ser- Temo de Cabardine-algodac, diversas
o i.;n U...I necofsaro .-o bom funcionamento dos Para os sargentos, as divisas core''
aparelhes. vem. Achou Sua Excelência De ia 6 anos. 3.100".'
As sociedades de ecnttomla mista, como continuam nas mangas. Ou-
Que" eS'a rntirlr.de. ilwtle io-;o, destacar .'me a criação qualquar en tro ponto ainda a s.er esta- que. numa guarnição como
o!>rigndí,s a prextar Informaçõcs^o a ria Guanabara, o novo mo- Camisa estampada com boiòes na
"""o prccettúa o proielo, reoresentará iun cí^fri.« Nacional.,
Congresso kÍ'iSÒ ?««" sobro seus .Mos e •! liberações ouando belecido ó se a calça conti- rièlo. daria a densidade ha- gola. Várias
cr-iivt",'.'",'"'"- '!' 1 tola1 cstatlzaçfio dns há dçi.uncla e sc cria uma Comissão cores. De 4 a 16 anos. j
1U,''°''0 transoortos Parlamentar de In ruará rie gabardine, fazenda bitacional, gen
f™ni nn:-w
„n" ,*'""""
p,.,.c nlL.m ,|c ,.. (.MI1 ;,„„;,. rm .,rk„.â() quérito para apurar a voracidade ou não desS denúnrlá h.star'o otiente, 011 rie ter- poderia causar
um certo Impacto sobre o Calca tirolés em superior Gabardme-aigodac
do nutras med daa cnn' n mesmo objetivo, „¦,„,„,„ cm outros
j
ral. Quanto ao terçai, pos-
da cconcmla bmslle'ra setorts Ora. a Aerobrás seria uma sociedade ri' público. Contudo, o movi- Vanas cores De 1 a 6 anos. j^g
nos termos,do projeto < r„ análise, não estando" economia mis'a slvelmente será trado mais mento pelo novo uniforme
ncsâsco^ t?rde. porque atualmente a - calça e ramísa — conti-
Tal cstiilliaçllo viria, a!n-li. r-rraroper os d Cões, obrigada a prestar informações ao
comn .ii ocorro enm c« transporte» marítimos 5er\'lcos aéreos
o ferroviários' c;-,-ii. sobre -v "Us atos e deliberações ConaS"' V,- fabricarão dessa fazenda na nua ganhando corno, entre -MAGAZINC
provocando, outro tan'o uma :l!mimiici!n na sua cflolôncia'
o rpie tornaria precária n segurança rm \fto.
potese tspecl/icada. não f-r"na hi-
Rr!i0° ,R do mencionado
a
¦
cór verde-oliva é muito pou-
rn. Comnleta.se o furriamrn-
tn rom saoatos pretos e
sargentos <> oficiais. Nada
foi ventilado, norém. a n>s-
neitn rin morielo» rie farda-
7
Julna a ílgnatárla que as causas ..„w'"i'if'"fn,pr,:!',1' projeto
C|,'° • dlr<lC8° da Aernh|-" - da* sociedfdc meias pretas. mento para soldados. ««*¦ üruguoiono é Bomolho
rins proble-
mas exlotentes no setor dos iransnoriesprincipais Z\a .Ai
cia hcbsldiánas sào obrigadas a prestar informações
na cirninsiâm.ia tle tua explotaçío por aéreos empresas
não rasldem
lhes forem solicitadas pio Congresso que
fnrma ^1 orientada com que o Poderpartir,,!,', seus rtos a deiberações-, não encontraNacional a-*rea'amparo
de Uniforme já Usado no Norte
Ferie:.,, :s,na
S" exerce as suas furinões rie fixar Público qualquer §"'" mm "wiiMiiiiiiiutiHiiHffníiiimniuiwiMiiiiMMiuiiijiiiiiii niiimnminm
buir as concessões, dc fiscalizar os serviços tarifas, de dís'ri-
etc. A vista do exporto, a inalaria peri,; vênia para Kas guarnições do Norte e no Comando de Ele-

| Rede Ferroviária Federa! S. A.


"" ''"cmbro ^ '851. n« reunião realizada rm fes'ar ,-. essa Egrégia Casa. na mani-
trr.3,
tiopolis. com a presença de autoridades federais Pe-
r'"C ,,rnb-1,ham n«a" «"tot, técnicos e
persoa ri" Vossa Ex"iS
seu porto dt vista totalm nte contrário
do projeto, por nao consultar os simeriores
a anrovaçãò do cita:
mentos dc Fronteiras, ésse tipo de uniforme
sendo usado há algum tempo: mas ressalte-se
já vem !
inis,
MfVál\tf$?%m
foi debatido ísse aspecto da questão, figurando cm no so Interesses n que
as recomendações aprovadas, no capítulo'reservado erire
cionais. acarretando, muito pelo contrário,
a coletividade brasileira.sensíveis E'J1Z"S
r preiufz^s
sempre de acordo com n comandante de cada tinida- Estrada de Ferro Central do Brasi!
lfi a rl,. Concessões'5, a que à»p" de. Não e uso oficial. Assim, cada comandante
preconiza o "repúdio ao mm- A^rarierenrio anteclpadamc.it* • «colhida
ded-
pólio estrtal, bem eomo ,10 monopólio privado". que fò- dis- de (claro que há uma concessão especial,
P°,ndCra,:Õiea «»'«ndMli no presente, esta en-l- para cada 00,1^°™"'°
d° Mo,eriof do E-F'CB'
«rpunlcc 1
acresce que a proposição . m npríVo não S?S?'d»«lií comandante agir assim) se deve ou não Pr°P°sfa'. " **» cbertos õi 16 horo,
,.„, fas nualoticr P"ra rílt9rBr-lhe a! expressões de permitir a T' JO;en"Dera
Qe ^or;c
do 1
referência ao montante do capitai inicial di empresa afto aw-fe'. J° seus subordinados usarem o fardamento leve dio corrente, porc a VENDA de urr bt.
•Pnuontk. outrosslm, o autor rio Nõí e muito MAQUINAS DE LAVANDARIA
I
prolato,
cativa para o montante rie -10 bilhões qúnlmi™ lustifl mais cômodo, para aqueles climas contendo usodos e mier =
de cruzeiros ali flvarin Daniel Machüdo de Campos quentes çue. via '2 peços M=io™ detolhes
no Seçõc
com a finalidade de cobrir as desapropries c._ regra, atingem a 45 graus à sombra. ^^'7Wt^de
- S"'- 7'5 ** I
dai dmp^sas E essa tempe- Edi«cio do tsroçào D ZH
Presidente '.-m exercício ratura elevadíssima, tivemos oportunidades d,e
pVe,ldos I
de en- Cr$ 800'000'00 P0'0 ° lo*«
frenta-la recentemente, no Nordeste, durante 1 ic P T°T$VM 6V°,DÇâC: 1
a visi-
tP. de inspeção do Ministro da Guerra,
-WmifríiHiiiiftmHifiHifHiiHinniinMiiriiiiHtiiiHiHmmiitttHtHiiiiiifMiffitiiiiMiirrmMrMiiiinntHtuS

.-.J>.v>v
. ¦'. .¦*¦? -..<¦ íí-\x„**- < ¦-.*.-<¦ ¦•"'<¦.' ¦*-¦>*•¦ ¦''''-*• '.'*;í.'" :t *&•' ¦~~:?J&ÊffiÍ*&''''¦>'>'¦ "'* *.
fst.
' * -%*\ a
fcc¦¦*'/¦!¦T'.•'¦¦¦•

k"\ ',
.•'.' , ir, /¦'>*í;
*•,-.•'•
i ITí»
v- •' » tfi &*km
.Zy : W
'.¦'¦;•*¦

'
a£-\-

~.
„¦¦%*£_¦

^ ,¦':*>A : AtjJgJj .,.,«/ ,_.:. _ . ¦>:\". . '¦¦¦


v; /: a _ - -. : - 4 • ¦. . ¦ ^ *-[êéf ^A «* j&- a-.. Aja. ," '
' .
-¦ ,~SmmWS£í&>lêmÍ. . j«?'¦*. *&_. . . ^_^^>^ > í'
^^ O, .V.., *-<•.- -.-.-. -.- . ¦ %

Assim se ganha a vida... Assim se goza a vida...


oo Brás» SA

Segunda-feira, 8 horas da manhã.


para rodar uns 200 km - o suficiente para do que os tirou.
(Para que existem as segundas-feiras?) fazer todas as entregas de um dia. E não é bom a gente nunca ter de se oreo-
Em dois minutos v. tira os dois bancos E na hora de carregar v.
tra- Lógico, porque em cada viagem a Kombi pensa: por que cupar com a temperatura do mote1,
seiros da sua Kombi. as mulheres insistem em levar tanta (Ane-
consegue levar, no mínimo. 30A mais mer- coisa ^-zr dos 40 graus a sombra.;
Agora ela esta outra vez para um simples fim-de-semana ° E v. passa pelos postos ue
pronta para ga- cadoria do que qualquer outra camioneta. gasonna onde
nhar dinheiro. Mas cabe tudo. Ate o
E assim v. vai ganhando a vida até che- quadradinho do bebê outro? piram), pensande com a Kombi
(Essa ó aliar, uma das especialidades da (aberto!). a
gar o próximo... pente ate sanha dmhpir.-
Kombi Volkswagen.) E os 20 litros cie E imnn
ga- . .Sábado.
solina que sobraram do fim-de-semana dão
Você coloca os bancos ainda mais depressa VOLKSWAGEN «',;
\ ei *-¦ Dom oen&o soore rodas
Hr

PÁGINA O Quarta-Feira, 25 de Março de 1964 ULTIMA HORA

CCLUNA SINDICAL PLANTÃO MILITAR


Clínica
DR C.ASTAO DE CASTRO
ULTRA MODERNA
COMPENSADOS (
ansarios em I: Pcra tratamento de:
|
£= ==
DIRETAMENTE DO PARANÁ
Batista de Paula
IMPOTÊNCIA SEXUAL - EM AMBOS OS SEXOS
Elefotws de Base e Salário ͧ DUturbtot tlandularr» r nfrvn*m - Oncnrat vrnAreaa Vim ~
|
PREÇOS DE FÁBRICA Revolução do Pijama
urlnirl» — t»rlu»b«mrntf c-om o niipt-fjo »i« modrrn» «pare-
PINHO - CEDRO - MARFIM - IMBUÍA
=
bancários de todos os Estados estarão A S FORÇAS retrógradas, terrono dia a dia,
reunidos, nos próximos dias trinta e trinta e um,
DIRIGENTES
lliaçrm
-Z MIAAM1.
de >lla freqüência - especifica ou lllll, AMIUII IS
- IMPOR] AN l ÜI Meu»»»» aquêlra qup nilu readram
=
S
1 na posição teimosa de
quo
to
pordem
opor à evolução « it at-
iria Guanabara, para tratar de
importantes problemas «o- a tratamento! anteriores, cunwdamoi a conhrrer
IhaRrm
nuaia apara- r:
~
ATACADO E VAREIO piraçòot populares, resolveram adotar uma n» va tática
Iciais, políticos e econômicos. A reunião nacional foi con- Orlenlaçâo jraiutla i»nn.mi» mr ita» t» »• tu tieraa. js
na tua psicológica conlra o Governo Fedoral. Ao
vsccda pcla Confederação Nacional dos Trabalhadores ir Praça Muila I - "» andar, talai 101 e 1SS -
- Rio.
I lif.rlo «• — RUA FILOMENA NUNES. 21 - OLARIA 1 inicna

cm Estabelecimentos de Crédito, n cintará com a pre- "A NUITE- - Irl : 23-3211 = Invós de procurarem os quartéis, como antigamante,
sindi-
inça do ndos os representantes das federações t iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii iiiiiiiiiiiiiiiiiii iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii iiiiiniiiiiiiiiiiiii .3)1111111111111111111111111 miiiiiiini iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii min iiiiiiiiiiiiniiiiíiii? quando ainda conseguiam cmpulhsr um grupo da mlli-
catos des bancários. tni oi da aliva, inoconles úteis, resolveram o problema
A classe b-ncária, como uma das mais pontua- mobilizando da reserva remunerada a colocaram
indifi- generais
das e esclarecidas do Pais, não p^de permanecer j| Paia obter um emprega
rente á arave situação nacional, sempre ameaçada pela
como comandante dessa gente o depulado-tabolião Ar*

iposiçío intransigente dos gorilas, que não se conformam


lecm a marcha rumo ao progresso c ao desenvolvimento
LEILÃO DE BEBIDAS E COMESTÍVEIS |
=
do
dlcada
certo para
basta
a tarefa
anunciar
In
em
mando
um retraio
Falcão.
do
E
estado
o manifesto
de espirito
que taiu
de
publicado
certos inativos
ê bem
que
_ riisse a UH o Sr. O-.mildo Slafford, diretor da BAR IMPARCIAL — RUA ARQUIAS CORDEIRO, 312 — MÊIER | ULTIMA
HORA,
na Seção
nâo se conformam com o ostracismo natural em todo
CONTEC e Conselheiro do IAPB. || "SELEÇÕES PROFIS
fim de carreira.
Bebidas nacionais • estrangeirai Iwhlikv, champagnt, francesa • portuguesa),
Depois de frsar o apoio para os empregados em ban- § SIONAIS", Os anúncios po
vinhos, quinados, champlgnon, polvo c sardlnhai frescas portuguesas, castanhas do Para o General Jair Dantas Ribeiro, porem, néo lm>
da rcanria cs- cos, a reforma hancária. ca|u i do Para, decej, biscoitos, aielte» e conservai de Iodas as marcas e qualidades, = i-" dem lar entregues no bal
Incondicional 3. Apoio ás decisões do porta que ot generais faltosos sejam de pijama e !»•
rrasadora dos bancários ao CGT favoráveis à formação leite em pó, sardinhas, aieltonas, larlnácous, sucos, salgados, mostarda milho de pipoca, cão, a Rua Senador Dantai, "Cueca
j|
, plano das rcfoi mas de base "Frente Popular" bacom, feijoadas, carne seca, melado, mate, margarina, clay-bom, gelélas • tudo o nham sido beneficiados pela Lei da Praia ou da
cie uma mais que guarnece a lo|a, cujo contraio comercial íeri submetida à
venda. = 7-A, 12.° andar ou apanha-
Presidente da paia dar cobertura ao Govèr- Vermelha". Com ele, o RDE não distingue entre o mi-
[defendido polo Leilão dias 31. 1 °, 2, 3 e 4, às 13 00 nor.is, pelo leiloeiro
FERNANDO MELLO
Ê f_ dos, neste caso basta telefo
Sr. Osm I- no no seu plano reformista.
[República, disse o (Quitanda, 62 — 4,c andar
— Fono: 42-8205 t- Quitanda, 35, loja — Fone: 42-5531) litar da ativa e o da reserva. Por isso mesmo, antes de
|io Staffovd que estão reu- cm 4. Comemorações do dia H nar para 52.6179 — Ramal 7.
internar-se no HSE, onde foi operado ontem, determi-
pauta para a próxima 1» dc maio. Colaboração da
nião da classe os seguintes rlasse bancária para o maior :;,iiiiiiiiiiiiiiii:iiininiiHiiiiiiiiHiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiniiiiiiini,!iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinii nou que teu gabinete interpelasse os signatários para a
assuntos: brilhantismo da grande fes- punição devida. Frustrará, assim, o Chefe do Exército
1. Realização do IV Con- ta operara nacional. üllllllll' a revolução do
5. Problemas da prevldêiv planejada pijama que poderia ser um
g-tsso Sindical Nacional, pre-
visto para o mês de julho, c:a social, principalmente no
nesta capital. Serão d sculi- oue se refere ao IAPB, Elel-
dos os pontos dc vista dos ções para a escolha dos pró-
Rede Ferroviária Federal S. A. ( JOSÉ FERNANDES ( bom
rahy
passa-tompo
a Veríssimo.
para os velhinhos como Klinger, Uru-

bancários, que serão advoga- ximos conselheiros, cuia re-


dos pcla classe no grande eulamentação está sendo fei
Estrada de Ferro Central do Brasil = Faz saber A requintada Sociedade Carioca que sua = MISCELÃNEA
certame operário. ta no Departamento Nacional cozinha Internacional, com cozinheiro e de s
O Presidente João Goulart o Congresso levará ainda
E.F.C B. comunica patisselro muito tempo para volar o
2. Reformas de base- F.n- dc Previdcnc a Social. O Departamento do Material da mandou o Ministro Osvaldo
t-e os vários projetos nas co- 6. Reivindicações espeeffi- a serem abertos às 16 horas do alto gabarito, está totalmente aparelhada para atender = Lima Filho, da Agricultura, transformar o projeto de au-
que receberá propostas, mento de civis e militares,
gltações do ("Inverno pnra ra^ da classe, comn a recon- a VENDA de diversos
nos mais variados serviços de banquetes, coaueteis e re- = Ia/cr o decreto do exonera
enquanto o custo de vida não
substituir a estrutura arcai- quista da estabilidade aos dia 30 de março corrente, paro
10b a lua direção direta. S Váo dò comandante Paulo
ra e superaria que emperra dois anos de serviço- Contra-
cepções. espeta, o Presidente da Re-
tipos de SUCATA, contidos em um galpão completo. Maio- Moreira, que permitiu a ins-
o desenvolvimento nacional to Coletivo dc Trabalho. ín- ; 170 — 4." AND. | pública deu ordem ao chefe
res detalhes no Seção de Vendes — Solo 715 do Edifício 1 AV. RUY BARBOSA, BLOCO B-2, talação de um verdadeiro da Casa Civil para providén-
c aumenta a pobreza dos nos- rluindo o salário profissional quartel-general do Sr. Carlos ciar um abono de 100% aos
tos patrícios, merece realce, e outros benefícios. da Estação D. Pedro II. — (CP. n.8 9-SVM-64). I TELEFONES: 25-3605 e 45-4474 §
Lacerda na SUDKPE. Para a .servidores, alé quc a loi seja
Semana Santa, a assessòria aprovada- O abono virá eom

r
"MARCHA DCS HU.MILDES" 1, iHunmnniiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii iiiiiniiuiiiiii mniill ntnmumiminiitii iiiiiiiiiiiiiini iiiiiiuiiiiiiiiiiiiiiiiiiin iiiiÜ do superintendente da Pes- urgência, foi o que nos in-
"Marcha dos humildes e necessitados pelas reformas ca,' comandada pelo Sr. Kaul formaram ontem assessores
Barros Vieira, diretor de do Chefe da Nação. • O Mi-
de base" — eis o movimento que está sendu preparado Administração, montou uma nistro Abelardo Jurema, que
pcla Comissão Permanente das Organizações Sindicais ,., '.¦ if-:i--f\-*--..r,
grande promoção para o Co- esteve em São Paulo anteon-
para o riia 21 de abril vindouro, à mesma hora e em vernador da Guanabara, atra- tem, participando de um pro-
"marcha da familia, com vós da venda do pescado, grama de televisão c enfren-
local próximo da realização da
Deus, pcla liberdade".
Os trabalhadores pretendem apresentar uma réplica
estou Talvez não consigam os au-
xiliares do comandante Pau-
"shov",
tando a ira adcinarirla. rc-
solveu utilizar aviões da FAB
ao "torpe e inconfessável movimento de exploração da
fé religiosa do povo brasileiro para fins políticos e rea-
I chegando DROGARIA VETERINÁRIA
lo Moreira realizar o
porque o afastamento
da peça do lugar ustá depen-
de ca-
para fazer funcionar em to-
do o Pais o.s "comandos aé-
reos", destinados a conter a
cionários". A decisão dos líderes sindicais cariocas resul-
tou da ncccs.sdade de se dar ttm paradeiro à pudácia dos I ào SCAL-RIO dendo apenas do Minislro da
Agricultura. • Onlem. às !)
especulação. Qualquer cidade
grande e em qualquer mo-
políticos da extrema direita liderados pelos povernado- horas da manhã, pergunta- mento poderá ser visitada pe-
mos ao Ten. Cel. Ur. Ema- los "comandos" em defesa
res Carlos Lacerda e Ademar de Barros. c.ue desejam
dar ao Pais uma falsa impressão do apoio pi.pular aos \ AUSTRÁLIA ASSISTÊNCIA VETERINÁRIA
nuel Bruno, médico e
de gabinete do Ministro da
oficial da bolsa do povo. • O Depu-
lado Abelardo Jurema vai
seus propósitos antinacionais. Lembram os trabalhadores Guerra, que se encontrava
GRATUITA processar, por crime de ca-
que, em São Paulo, o Sr. Ademar de Barros msndou reti- com Dona Zulmira ao lado do hinia. o auditor da Segunda
rar ônibus c lotações do centro da cidade para forçar General Jair Dantas Ribeiro, Auditoria da 2.* RM, quc á
o povo a permanecer nas imediações do local da con- no Hospital dos Servidores conhecido lanternciro, e to-
centração e. com isso. dar uma impressão de massa hu- Diariamente das 15 às 18 horas. do Estado, como tinha sido a dos os componentes do Con-
mana presente à manifestação. operação a que se havia sub- selho de Justiça, que, em jul-
A CPOS pretende provar, com o movimento em or- metido o Chefe do Exército. gado. desrespeitaram e caiu-
—- "f;xito
ganização, quc o povo não quer mais demagogia, mas pleno. O minislro lllaram o Presidente da Re-
¦'exigir as reformas de base para acabar com os privilé- recebeu tratamento esplendi- pública, E sua providência
do dc todo o corpo liospita- evita quc a indisciplina e o
gios e criar uma nova era social mais justa c humana. lar. além dos cuidados do Dr. desrespeito ao Chefe da Na-
Jorge Edson Mendes, que o ção acabem por levar o Pais
RONDA operou com a sua equipe. a uni choque de conseqiién-
Neste momento, o General cias funestas para todos. Sem
1 Funcionários do SAMDU dis qua s sòmcrte seis mil Jair dorme e descansa; Tudo disciplina leremos o caos. m
realizarão, hoj:, às 20 ho- [icderiam exercer o direito
nos leva a acreditar que terá O Presidente João Goulart
ras, no Sindicato des Têxteis, de volo Dentro de 15 dias, alia breve." Aqui fora. po- recebeu em audiência an-
grande assrmbléla para Ira- :tmo determina a Lei, será rém, reinava grande expecta- tcontem o sargento Esdras
lar dos problemas reivindica* nò/o Dleito. P»r- tiva em turno da operação. Bezerra, presidente do Clube
convocado
lórloi da classe. As preícn-
sistindo a falta d» número
1," ANDAR O Presidente João Goulart Sargento Wolf, de Recife, au-
soes dos trabalhadores estão a ser informa- lorizando, na ocasião, finan-
I."gal haverá intervenção do foi o primeiro
sendo apreciadas pelo D"par-
lamento Nacional de Prrvi- SMnisiério do Trabalho, pro- do de que O Ministro da ciamentos imobiliários para
/ídôncla d3s<?iada peta opa* Guerra, logo após ser opera- sócios daquela entidade, des-
dénel* Social, sendo dlficM imnijiiiiiiiiiiiiiiii iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiniiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii nuni íiíiiíhiíii nuiiiiiiiiiiiiiiiin iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiihiiiii|
sição à atual Diretoria Ho do. passava bem. Hoje, nos tinados ã aquisição da casa
scu atendimento total. On.
fc-m o Ministro Amauri Silva Sindicato pa.-a a apuraçio iremos visitar o velho amigo própria. • Um tenente da
manteve demorados enteodi- r*;s irregularidades já denun. no seu leito de hospital, on- PM, lotado no gabinete do
'mentos :i,-cias de público dc éle deve estar se sentin- Ministro Abelardo Jurema,

ÚEPÓSIfÚDiAM
com o Sr. Lauro Dor-
neles, diretor daqu le óra.io, 3. Empregados c aux''IU- do prisioneiro, porque nunca está estimulando um grupo
reDrcsen*an'es da cias- rcs ni adm nistraçáo escolar adoeceu e faz praça de sua ile cabos e soldados que op-
e os
se dos servidores da au'en oa Guanabara realizaram, saúde e vigor físico aos Bll taram a defender a des-
entem. na sedi dc s;u Sin- *r ¦" anos de idade- © Dom Jaime militarização da PM Federal.
aula. Nada ficou decidido.
DE APARELHOS ELETRQI?OMÉSTlCQS e .Mendes de Morais fizeram A lese. alem de absurda e
Caso persistem es dif cuida- dicaio, grande assembléia
psra tralir do problema r:-
^ a Dutra uma visita de soli- Inoportuna, poderá criar sé-
lies para uma selução harme-
H,iosa haverá qreve nacionsl la*ivo ac contrato coietivo dariedade. Estamos registrai!- rios atritos entre os compo-
no SAMDU .i /.oro hora do ce trabalho e o salário pro- do o óbvio. • Sentindo que nentes da corporação.
pióximo dia 6 de abr'l. ? issional, reivindicações má-
-
2. Não houve quorum nfS
tleicões realizadas, onttm,
ximas da classe. O Sr. P?u-
'-> Silva, presidenle do Sin. TUDO PELA METADE DO PREÇO
no Sindicato des Trabalhado. dirato, fêz uma circunstan-
rrs na Indústria da Constru- rlada explanação
vantagens rio CCT, formule
sòbr» a
desde 450 . 000,00 por 250. 000,00 ou 25 . 000,00 mensais HEMORRÓIDES Íi^Hn^ff^Wl
ção Civil. Sei ia necessária a marcas
pr-sença de seis mil
res. comparecendo
"leito-
pouco
ronslderada id:al Dará servir
de veiculo nas relações in-
TELEVISORES várias
várias marcas desde 317.000,00 por 195.000,00 ou 19.500,00 mensais efeito imediato e IranS BhhhÉ|J|
REFRIGERADORES
mais de trezen.es. Apesar da ire empregados e emprega-
130.000,00 ou 13.000,00 mensais alivio rápido com JS^S^^^^^^^HI
classe possuir cerca dc du- does, servindo ainda -i" rx- MAQUINA DE LAVAR várias marcas desde 210.000,00 por
fntos mil operários, apenes eelcnte '.•''ímulo » mão-d:- mensais
várias marcas desde 580.000,00 por 310.000,00 ou 31.000,00
dezoito mil são sindicalizadcs, cbra qualificad;. AR CONDICIONADO
marcas desde 135.000,00 por 88.000,00 ou 8.800,00 mensais
E OUTRAS . . . SOFA-CAMA E POLTRONAS .. várias
um acréscimo d? CrS ." bilhões na folha de na. desde 390.000,00 270.000,00 ou 27.000,00 mensais
t Haverá
gamentos de benefícios
do ;APC no més em curs».. Mo-
RADIOFONOS HI-FI várias marcas por
110.000,00 ou 11.000,00 mensais
SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICA AGRÁRIA \
tivo: aumento des níveis de salário-mínimo. O Ins-ituto pa ACORDEÕES várias marcas desde 169.000,00 por
gs, mensalmente. 250 mil benefícios.
várias marcas desde 79.000,00 por 37.900,00 ou 3.790,00 mensais SECRETARIA ADMINISTRATIVA |
m O Sr. Rubem Cardrso representante patronal do IAPM, MAQUINAS DE COSTURA ....
ir deputado o-."rario Piiro Fernandes, mensais
acompanhado
esteve, onlem, po gabinete do Ministro Amruri Silva para POGOES várias marcas desde 82.900,00 por 49.900,00 ou 4.990,00 DIVISÃO DO MATERIAL 1
trator da péssima situação financeira do IAPM. desde 09.950,00 22.000,00 ou 2.200,00 mensais
RÁDIOS TRANSISTORES várias marcas por
I Dirigentes do Sindicato dos Desenhistas protestaram
junto ao Ministério dn Trnna'ho contra o grupo cia P.:o BICICLETAS, vários tamanhos várias marcas desde 75.000,00 por 49.000,00 ou 4.900,00 mensais
Light, que se r-vusa no cump-Smcnto ria Portaria n° 54-1. mensais
de" 3-I2-63, oue dispõe sobro a classificação daqueles pro- desde 59.000,00 por 39.900,00 ou 4.200,00
ASPIRADORES DE PO várias marcas Chamemos n atenção cos intere; ades po-c cs segnin |j
fissinncis. 4.290,00 mensais
Sa:uritárics continuam lutando pela conqjista de c-ls várias marcas desde - 75.900,00 por 42.900,00 ou tes concorrências públicas: 0
9 ENCERADEIRA
benefícios -ssrnciais: salário-minirro nrofisrional e ho-
2.630,00. mensais ii.J 3<r,4 — trGtoics r imp'em^ntOj agrícolas pi» ~
Deoos da Semrna várias marcas desde 26.850,00 per 15.900,00 ou "D-ário
rário coriido de seis horas di trebalho. LIQÜIDIFICADORES bliceda nn Oficial" rla União Jc 3
Santa n campanha terá tntcnsificcd--. 34.000,00 ou 3.400,00 mensais rlie 10 d„ OTcntc — Porte I — 5; 3
Gráficos realizam, no próximo dia HO. às 18 horas, ro REG DE VOLTAGEM várias marcas desde 05.500,00 por — pegina 713 3
s.u Sindicato, mai" uma «scmbléía para a aprcr!a';So 3.400,00 mensais ção II
várias marcas desde 49.000,00 por 34.000,00 ou
de vários problemas da ciasse, inclusive a aprovação rio VENTILADORES r.o 4,^4 — aparelhes para topcgiafia, r-jblic^da rc 3
"Pictio '
rela'ório da Diretoria. Ol.irml ds 'Jnióo de II d. :or s
cemo selam: -General Electric. Pfr lleo,
Marcrnciros esfão em fron-.os preparativos de
nrrve qe- ATtUfíA. Temos mercídorlas ia mel» conceltu.daj marcai do mercado nacicnal, Alfa, Vallg, Vigorei». Sin rente — r'crte I — Seção II — págínn S
ral, já lixada rcra o dia 31 prcx'mo se, a'.è ia, não h-u- ATENÇÃO: pe™cia, BriS,emP. Weitlnghouse, Telefunkcn, Standard Electric, Clímax, Eletrcmar, "/28; I
com to.al.
ver solução favorável às suai reivindicações: aum"nto do ger, Elgln, Arno, Wallta, Hocver, Monark. Pfaff e multaj ou trai garantia
n,o 5/Í.4 — ferrtmentas pera oficina mccàn-ca, pu- 3
120 per cer'o e oulras vontaqers Dia 33, i* 17 horas, no "Diário Oficial' do União di =
DNT, haverá r.cva mesa-redonda parj conciliar patrões e A ÚNICA LOJA QUE CONCEDE DESCONTO NA VENDA A PRAZO fclicada nn
j|
empregados. 1 I da corrente — Parte I — Seçõo il
ATÉ 25 MESES página /"29,
VENDAS PELA TABELA EM 10 PRESTAÇÕES SEM JUROS OU PELO PLANO SUPER FACILITADO = I
Home^gem a Di Ro de Joneiro, 19 jc matçi dc. 1964

ta =
Matriz: RUA BUENOS AIRES, 309 - Filial: MTCOTTO1B1 |
|
|
JOAQUIM CA P.CCHA
Kcsp. p/Exp. da D. M.

¦Sr*- :Mf% /mil Illllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllilllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll


jjjiiiiiijjiniiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiniiiiiiiiiiiiiiiuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Hiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiir.iiiiiiiiiiiiiniiii^ «iiiiiiiiiiiiiiiiihiiiíiuiiiihiiui II ii |||||||||||||||||||||||||||||||||llllllllllllllllllllllll!lllli:illlll!llllllllllllllillilllllllll Illlllllüllllllllllllllllllllllll';

Todos os domingos, todos ouvem CÂMARA DOS DEPUTADOS


Ü JwÈ fflÁm
-V
'TwjJB
3T 2mmmm\ "0
B H M Wm"'
TRABALHADOR SE DIVERTE" QPERADüMMQFô^CQ
¦^^BB^^Ii >. r&n WEMW'i''ítH]SÊÊ^M^t H Bi'' o grande cartaz das 12 horas, na Chamada dos candidato? cujas inscrições foram homologadas, a
fim Ce conhecerem o equipamento técnico dj Câmara:
RÁDIO MAUÁ DIA HORA INSCRIÇÀC N.°
a emissora do trabalhador —
31/3 9 3 5. 6, C, V, 13, 15
"¦Na residência do editor Ahrahto Koogan, na Avenida
com os grandes cartazes do mundo artístico, 31
Atlântica. Di Cavalcanti foi mais uma vez homenageada IM 9 ló, 17. 21, 24. 29, 30,
pelos s':us amigos, em virtude da nomeação de Adido apresentados pelo jornalista 32, 33, 34, 35, 37, 39, 40
Cultural na França. Presentes, entre outros, o escritor 2/4 9
Vianna Moog e o Ministro Avígdor Sholtam, da Embai- RAIMUNDO NOBRE DE ALMEIDA 41, 42, 4^, AA, 45, 47, 43
xada de Israel'. 3/4 9
"show" como o povo gosta 1 6/4 9 50, 51, 53, 54. 55, 57, 60. 61
Um
64, 65, 66, 67, 68, 69
^Iffllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll^
QUER COMPRAR TV ? Um desfile que alegra a todos ! 7/4 9 62, 63,
70, 71. 72, 73, 75, 76, 72, S0
VEJA ANTES NOSSOS PREÇOS §
Oferecimento do "GUMEX" a/4 9
81, 82, 83, 84, 85 86, 83, 8?
PHII.IPS El" — Modfla SI 310 M0.W 9/4 9
JONHSON 23" — MiiOílo 61
— GE IS" — Modelo 61
T.CI 040.011 Dura lex sed lex. . . no cabelo só GUMEX
ESPAÇORAMA
A VISTA Oü A PRAZO GARANTIA EM "Trl.
DOBno
m AVENIDA KIO BRANCO, 185 . .S/SOO
íntranuiHiBiMiimiinuiniiiiiiuiiiiiiiiiiiiiii
JÍ-j-M
IIIHUIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIÍ •niiiiiiiiiiimiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiüiiiiüiiiiiiiiiiiiHiiii mii,m,miiMiiNniiiiiiii:iiiiimi iiiiiiiiiuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiHiiMiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiitiiií si niimimiiiii iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii mm iiiiiiniiiiiiiiiiiiiiiii
lllllllllll |||||l||ll|lllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllHilillllHIII»llll,f-
*-*..... J. a. a .„ái. ue ...arco et. lãw-J
PAGINA
11 ""
r El DOS
Mário
HOMENS
Augusto
estre" de Miguelito Preso no
Lzz/itaníes Mascarados
ti Roubaram
Despe/fcfcfor
Quadrilha Furtou 200 Carros Policia d* Caxias prendeu ontem, no
Rio, d» carroí t dele recebeu no- Fernando Azevedo Martins, n
tm Sío Cristóvão, Ires ladrões de a.tomó '! vt'''-"'°« que segundo terceiro elemento detido, eau
tnl//fn iVferlio de Oliveira e Manuel Car- 0 veis, um dos
quais apontado pelo próprio
doi I.dr6.i procediam o rei
do 1'ru aob observação. A Polícia já RP —UH
*» (ai Munii, o .Veí, Miguelito como o teu "meitre de fé" .uai atravé- da frontalra stea positivou, contra êle, uma
/orem condenados na Oi vom o Kio Grande do Sul acusação grave: em 1960 foi
21.* Vara Criminal, a cinco cios r guaf.ro
meies de reclusão, Cr% 4 ml/ (/<• mt/l/ci e
ladrõei tão Radbel Trajano Arruda (44 «nos,
desquitado, Avenida Pedro Leita, 847,
- Nío
paguei o último car-
ro - acrescenta - „ isso
sócio de uma revendedor» de
autos sob a responsabilidade
Mãe Com Filha de
jrtaís «m ano e/e /-itentoç/lo cm coíeinia ar/rl- Santos), -Miguelito mandou me pormatar ria firma A. Brunetti & Cia.
co/u. Oi ladrões, mascarados, assaltaram a
casa de Adontus Torres da Silva, na Rua
Elias Azii Sobrinho (solteiro, 29 anoi, Rua
danha Marinho, 240, Pórt0 Alegre) e José
Sal-
Vivia-
¦Seu pi.tolelro foi
terno, pois fuzilei-o para
o In-
com cinco
na Hua Esrata Ribeiro, ara-
puca que deu um estouro na
3 Anos Procura
ni (casado, 42 anos), responsabilizados Uros dentro da minha r.-a O» praça de mais de 60 milhões.
Sargento Ferreira, 90. Armados, imobiliza-
ram o morador, amordaçando-o e deixun- to aproximado de 200 carros em diversas
pelo fur-
capi-
outros três
»ua companhia
que estavam em
fugiram com
transacionando corn autos que
comprava a prestaçSo e ven-
Marido Que fugiu
do-o no banheiro, fechado. Vasculharam ló- tais do Pais. medo E.pero ainda um di» cn- dia á vista Era seu seiejo o
da o casa, mas somente conseguiram roubar Foram presos om diligência comandada contrar Miguelito cara a rar» ex-escrivão da Polícia pauüs-
um despertador, pois Adornas conseguiu II- pelo para acertarmos algumas con- ta. JoSo Batista Sobrinho, que
delegado Sérgio Rodrigues, • da Us atrasadas f"-tá d»*«9pnrecido
bertar-se e, qritar.do por socorro, os pós em qual participa-
fuga. A sentença condenatória Joí proferiãa
ram o comissãrio Luís Cláudio e os de-tetives
Jai-
O segundo ladrão preso. Denúncia
me Lima, Jacaré, Hélio e Paulo.
Elias Azzl Sobrinho, confessou
Estavam num r.ae cm outubro de 1901, na Afirmando ter sido vítima
pelo Juiz Manuel Benedito lima. dc '?uma inqualificável trai-
carro furtado, am frente ao n. 436 da c.dade gaúcha de Erechim. as-
Rua Tuiu- cao" por parte de Radbel e
ti, São Cristóvão. Foram ontem mesmo saltou a agência do Banco do Nico. Miguelito ontem em SSo
Machucou a Filha dos para São Paulo, onde
removi- P.ra'11, roubando Cr* 20 mi-
Paulo resolveu denunciar to-
já se encontra Juan Jo- lhões. Estava acompantvdo dos os demais comparsas que
O sargento da Marinha, Sebastião da sé Solano, o Miguelito. dos comparsas Salomão d» tal, ainda se encontram em liber-
Silva Beltrfto, vai responder a processo na Nátio, o Chileno; Ramon S Iva dado. Apontou o prónrio ''
li." Vara Criminal, por Iniciativa do Pro- e Vítor Castelhano Acabaram e mais .trsé Alberto dr O'-.
motor Carlos dc Melo que o denunciou sob
Quem São dos. Nico. ao que já sabe a Po- todo< presos em Porto Alegre. veíra. puxador e elem
licia, está homiziado num apar- Arr.i foi condenado a oito anos
ft acusação de haver causado lesfto corporal Itadbel Trajano Arruda, par- tamento. cm Comparabar.a lhe dava guarida no E-?rf.o
ceiro e professor de Miguelito, de prisão m?s fugiu quando do Rio. fugitivo ds Per>ií<.rj-
na filha Maria Antonlcta, de dois anos de contou que estava homiziado Motor cumprira apenas oito meses, ciaria Professor Lemos *-••¦'o
Idade. Pol no dia 22 de dezembro do ano na cidade de Araplraca, Ala- liedlcou-se dal por diante ex- condenado pelas -,** e fí* Va-
fladbel acabou confessando rlusivamente ao furto de au-
passado, na casa da Rua Barros Barreto, 40, goas, desde 1900, quando ma- que em 1958 p 1959 furtou car- ras Criminais- Mario Ma„o'a
tou outro componente do ban- tomóveis, o que já t> zia d. dc Patí. falsário encarregr-do" rie
quando o sargento, depois de discutir com a ro*. com Miguelito em São Pau- a idade de 20 anos. D!çse ao re-
esposa Maria Antonleta, da qual estava se-
do, Nelson Arantes Maia. que lo. e que os veículos sofriam preparar „ documentarão r>,-
fora empreltado. com outros adulterações no número do peirter que somente "m Píirto carros furtados também fu-
parado, qesierlu-lhe um soco que. nao atin- tres, por Miguelito. para cli- motor, em uma oficina na Rua Alerre duxoi, 14 Chevroletsgitívo da Penitenciário Pro-
glndo-a, machucou a menina que estava no miná-lo. Ouvido ontem mes- Pedro Lessa 557, Santos. P:s- e rrvs 15 na Guansb.ra. Atual- fessor Loroos Brit'-' Dom"--
colo da m&e. mo, em São Paulo, Miguelito sava como proprietário mente eslava ae-indo d« or»fe- eos da Cruz. o Capím-de-
confirmou ser realmente Rad- dos réncia no RM e em Curitiba. Planta, emplacado.*- e ven_p-
veículos, já então modificado»;, dor dos carros puxados; Joa.
bel elemento valioslssimo nas o ladri-i Nelson Arantes Maia, tendo vendido dois dos veí- Dona Maria Aparecida, mm o
SUMÁRIO DO INGLÊS mãos da Polícia, para o cscla- culos furtados Batista Pulici. estelionalário
n*t cidade d« fühinha
que acabou assassinado. Bnisque. Santa *• homem encarregado r .¦ procura o marido em três Estadas.
recimento de quase duas cen- Disse ainda Radbel que já Ol-trlna, Fei
Fredericln William Halcs foi sumariado tenas de furtos de carros no .1° snr-ento dn Exercito, rm r-mp**ar de Chico Pomba, em
ontem na 26.' Vara Criminal, perante o Juiz Nico, com o seu lugar-tenente Niterói, papeis falsos nara o U* nm mts que saí <U ilftnos, da ada*,
Brasil, principalmente no Rio. fora dono dc uma revendedo S-ntn Anseio. Rio Gran/*» do
Mário Mendonça Rabelo. O inglês é acusado Kadlicl Trajano Arruda: en- .*¦*- ' ¦ -rido c-r-ulso por roubo.licenciamento do* .«tos fur- -„,í* a,í S?° Sebastião io Paraíso, con
sinou a "Mi'iuc!itn" a di/ícil Miguelito apontou também Ma- ra de automóveis no Largu do
da morte de sua mulher Giadys Murll Lily tados e llnalrner.te F.-ancisc-*
Halo, em 4 dc janeiro deste ano. no aparta- r renrlrisa rnte (Ir ••puxar"
nue! Jardim de Alm»ida. o Arouche 257. São Paulo, onde O Terceiro de Camins 'nrêso há ri;-•-¦ meu marido Vicente de Paula Mendes
ln: palas.
na quadrilha, encarregado que conheceu Mirueliln, fi»t-, rir- •¦i i V\> ¦¦-., (.<_ ,-inoí, cn- r--' ntzechi. Ja estive em Sáo Paulo, dr onde Ma-
vm
mento 402 da Rua Igarapava, 4-A. Depôs ini- era de vender os carros puxa- conhecido por Chico
.sentou-se como contrabandista -~do< que também atende por Fomb.-i. para o P.io. Estcu num. hotel, o ainiietro
cialmente Charmaine Ano Halcs, enteada do tW*e acabando e nada de encontra-lo
acusado e filha da vitima. Seu depoimento —
deelermt o RP-VH, com a menina nos
foi tomado cm segredo de Justiça, mas fi- ÇOJ. D. JVfaria Aparecida Machado (26 ano>'ora-

TELE FONEMA M SSTERIO S0 DENUNCIA


cou-sc sabendo que não acusou o padastro Disse que vive com. Vicente na
de ter causado a morte de sua genitoia, di- anos. Ao mes passado êle saiu de Minas seis
zendo mesmo que, quando éste lhe avisou &ndo que im trabalha- em São Paulo', di-
dc que parecia que Giadys estava morta no Rua EtUia Bdaquetrc, 299. em companhia na ,
-
corredor, ela lhe perguntou: "Gás outra vez, tio irmão Antônio Acrescentem oue voltaria
¦papai?" £
que, anteriormente, Giadys já ten-
tar» maiar-se com gás- As demais' tostemu-
nhas, G-istão Fiúza Silveira. Sebastião Fran-
cisco de Abreu, Alba Heloísa de Sousa Sil-
veira c Francisco Josc da Costa, não tendo
AUTOR DO CRI ME E SANTO CRISTO filha0
f7,
ür Uml! 'emana' wa buscõ-la

7,,/ví.JÍã0Iau!0
e _.
£„Kí -'^vateiro — concluiu c mulher.
e ° lrmi0 d(le «e disse
que Vicente viera pcrC o Rio e que estava
Ontem pela madrugada, o João Alberto Rocha, o Rochi- c ue João Alberto ía?.;a par-
presenciado a cena. revelaram apenas terem detetive Leitão, do 13,° DP. mou uma confusSo em rr.ini.a no hotel Pompeu (Rua Camenno • Lá
conhecimento dc que o casal brigava tre- recebeu um telefonema de
nha. foi o Mauro Vargas, de te". Mauro, filho de um oficiai vida. Um dia sai com um car- estou há treze dias e ile não aparece 51 E-oe-
Niterói, que estava em com- de Justiça de Niterói, está ro de meu padrasto ' Aero Wil- se aptade t*'10 "*n0! ^ ^
fluentemente, sendo que a vítima gostava de pessoa que não quis se identi-
beber. ficar, e que disse: "Se vocês
panhia de um louro. Esse piéso em Maricá, RJ, oor as- lys GB 23-001 para dar umas ?a mt^'U
Mauro é de uma quadrilha de saltos a postos de gasolina.
querem mesmo levantar o cri- ladrões de carros no Estado Enquanto a Policia perde-se
voltas e dei uma batida na
Praça Gen. Osório. Não tive
TR_£_ BANDIDO, x MOTORISTA
me de Santo Cristo, anotem: do Rio. e t|ue tem ligação com Tres bêndedoi .rm.do. «sMlt-rírp
QUARTOS E COZINHA quem matem o transviado a turma da Caleria Alasca, de
num emaranhado de suposi- coragem de voltar para casa. â tíroe, próximo ~o IAPC o. Ir~j_.
ontem
çoes. um dos comparsas rie Comecei a perambular. tori.ti àt pr.ca Aitino M-urioe
.o mo-
O Estado «st» contra ai obrai qu* Adcl .Umo Alberto, Luis Carlos de Corre. ,45
-nos cas-oc. Ru. Domingo. Freire
l da Coita Carvalho fêz no prédio da Rua Joa- Medeiros, o Carlinhos Boa Conheceu a Turma 23 fun-
na Angélica, 5- Tanto assim qua, na 7." Vara
da Fazenda Pública, propôs uma ação comi- FEIRAfiSTE MORTO COM T!R0: Pinta, preso no 13.° DP. por
haver violentado a emprega-
— Dormi o* primeiros dias
na Lapa — continua Luis Car-
aos, Todos os Santos, oe
quem roubaram CrJ
16 mil. No carro da vitim.. OB <-?8
5-, man-
natórla contra éle, para qu* faça a demoli- da "liaria Auxiliadora e sa- los — no quarto de um pintor
ciaram oue éie rumasse para a Av
dai Ban.
delr-s. onoe oretend.am assaltar
ção d* quartos e cozinha que construiu no
local, wm licença da autoridade, sob
do pagamento da multa de CrS 10 mil
pena
PROCURADAS DUAS MULHERES queado o apartamento em '*ie
cia trabalhava, do casa! S~r-
de paredes. Comecei a me en-
tro*ar com a turma da pesada
bicho.
Na altura da Fundação da Casa
pontos e.

por gio Pamplona, na Av. Atlânti- 'ari-ombadoresi. Eu já me Popular


ala. Diz o Estado que tais obras são ileoali- Com uni tiro na ksta, toi assassinado, na madrugada ca. desabafou onlem durante Deodoro. c motorista aproveitando
considerava perdido. Conheci fl e *inaí
laveis. de^ ontem, num matagal na esquina das Ruas Ajurutuba um interrogatório: — '.-.ou um ü Rochinhi na Galeria Alasca verrnelho , vendo ao lado vários caminhões
.-(•nano, Todos os Santos, o felrante Adriano e cie_-::ajustado. Minha xiesgraça eo Exercito, atirou um des bandidos
SimOes de e éle me convidou para ta-er '?~~aWg,M'*,.-á.*ig»--'!.- paraj
GUARDAS-CIVIS Carvalho i~ò anos. solteiro. Travessa Virgínia. 15, Engc- começou aos três anos de ida- (assaltar) o apartamento do mdrà? fora c gritou por socorro. Os ladrõe».
n. fu-
nho dc Dentro». Somente às lOh a Policia começou ric, quando minha mãe aban- engenheiro Pamplona. Puxa- B-. ainda o b.l.aram na perna esquerda.
a tra- -tonou meu pai para ir morar xamoi ifumamos i uma erva Depo.s ór. movimentada
Sessenta guardas-clvis, encabeçados balhar nn caso. O detetive Felipe, do 23." DP encontrou perseguição o.
Gastâo de Sousa, querem também passarpora nos bolsos oo morto duas fotos de mulher, com um rico comerciante". |maconha! e eu fiquei malu- assaltantes foram presos e levados
ainda não ide-n- para o
receber a parcela dc 30' ú incorporada aos rão. Tope: a parada. Mas juro 31.» DP. Sao «les Valdir Klausl, ícasade
tiíi ca das. Como Começou 24

\ *
anos, Ru* Lima Drumono, 47, Vai Lobo'
vencimentos dos funcionários da Capital Fe- que foi **. primeira vez. Quan- Er-
deral. Por intermédio de mandado de segu-
rança impetrado na 0.a Vara da Fazenda Pú-
blica, pretendem ter os seus garlios aiimen-
Encontrou ainda, o mes-
mo policiai — oue não cré
tratar-se rie um latrocínio —
feiras-livres rios subúrbios da
Central
Rememorando sua infância,
disse Luis Carlos:
— Sou íüho de Demerval
do eu sair daqui vou terminar
o curso gmasiai e tentar me
recuperar".
W" m fito Pereira isolteíro. 22 anos, Rua
Plínio'Sal.
.aoc. 27, Caxias ; e Valnei Avelino dos San-
toi (solteiro, 21 anos. Rua Vitor Peçanha
74
tados com a chamada "dobradirha de Bra- unia carteira com CrS 27G: um "Foi Pinto ri'* Sousa e de Deusedi-
"j4Ê9.X
¦Pl-ai v Engenho de Dentro).
silia". lecibo ria tiriluraria Cru*- de Saqueado" na Domingos Medeiros. Meu Intrujõo
Ouro Ltda. íRua Tadeu Kos- Um rapazinho de 15 anos. pai é corretor de imóveis. Mi- Concluiu Luis Carlos afir- ÜMA FACADA POR UM CIGARRO
"VIVER t LUTAR" ciuseo, 104) — a vitima, ante- nha mãe o abandonou quando mando que o rádio e a radio- Porque o rn_aía_,sta da Aeronáutica Os
Tarciso de Barros iRua Cum- eu tinha três anos Passou ela 'ca*ado.
mai
nntem mandara uma calça paiti, íiOOi. reconheceu o fei- a viver com o rico comercian-
vitrola furtados do apartamen- '-aMsiaquias 36 anos' reclamou
. fumaça do cigarro, o comercíáno
para lavar, dando por enrie- rante que, disse, era seu ami- to foram vendidos a um in-
O Estado da Guanabara t«m três dias réço a Rua Valadares. 104. Ou- **o. Acrescentou' te Assis Pais Cunha (Rua Mal. rujSo conhecido por Mário, Ant6mo Andrade Luna .casado 21 anos)
para l* manifestar sobre o ped do de Mini- que Adriano Mascarenhas de Morais. •_»-_. esfaqueou no abdome. o
lio documento num dos boi- livava consigo o relógio de bicheiro, com ponto no Biíco
nar feito pela Editora Americana para ap. 30] i. Mantenho contato Viajavam no ônibus da linha
que ;vs indica que o feira-te res- ouro, um anel também dc ouro dos Carmelitas, na Lapa. Dis- Castelo-
ant*s d* ser julgado o mérito da ação de com minha madrasta e meu Copacabana n, de ordem 801.559. N* Rua
pondia a processo no l.l.0 DP. c um cordão — o nada disso re que quem vendeu os bagu- nem Ba-
reintegração de posse que moveu contra o p,-.i concordou também que eu lho» ifurtosi e ficou com o .vfc*_r*o, segun á-0 o telefonema rata Ribeiro o massagista náo suportando
por crime contra a economia f' i encon fado. Frisou ainda mai*
Governo lhe sejam devolvidas ai três mil car- fosse como que um ••filho pro- dinheiro. CrS 40 mil. íoi João misterioso, é o maiador »s -aioradat oe seu companheiro de banco.
filhas infituladai "Viver é Lutar", aprcendidai popular. Ao lado do corpo, Tarciso que Adriano habitual. tocolar" de meu padrasto, pa- rf.->
violentamente. um saco com quatro galinhas n*ente andava com muito di- Aioerto Esse assalto íoi prati- Transviado Jo r<?r Alberto t;x">rt**7n ác. 1Uc era proibido íuir.ar exn
ra que eu pudesse viver tam- que mou». Di&cutirat» r
mortas Êle vendia aves r.as nheiro. bem rom minha mãe. Isso for-
cario dois dias antes de João loi assassinod i dois
dias após '¦ faca. O massagista o comerciar.o c agrediu
Alberto ser assassinado está internado no
participar de um c:s.c::a t o eomerciário ioi autuado no 1_,° DP,l

RA\KP*JI-->T
MIL ACJ o grande centro Industrial do Norte da
Itália, ponto de entroncamento
para a Suiça, Áustria v"S«i* iamanau p<-_>-te~>d_>
e Sul do Pio *
da França - agora também MILÃO SAo Paulo com emcaln.
Incluído entre as (7) Roma, MILÃO,
«m Limboa.
escalas da «e-julnao atè FrunKfurt
Panair, na Europa. LISBOA (^)_______HESC7 ROMA ob Alen-ianhíi,

¦-.,¦

ti.

VI«J» cor-, n t--»cflclor,»t Ko«,Dtt«*.llolad-»


'•ira., k 12OO0 m o. alturt», b-mal-
no DC-B m J-»»o.
liderança no tempo c no espaço

¦•.*¦*• •*"
O» OC.B d» P.n.tr for.m at,tíqwlrle(o. .ir.v*. ao B N, D. rc

_B&-E;___KflHHi
[PAGINA 10 Quarta-Feira, 25 de Março de '1964

orcida Carioca Terá Movo *Show'Bomingo no Maracanã


ULTIMA HORA

A NOTÍCIA
ESPORTES

MANE JOGA
EM CIMA
DA HORA

Bangu Sem Time Certo Para


o Jogo Contra o São Paulo
técnico Tim ainria nfio definiu * formacío
torcida dor na parte superior do joelho esquer- f\ rio Banzii
carioca, depois de era o terceiro problema, vai tirar o gés- V» para .-. partida rie sábado, contra o São p.-iuli» Cabral
do, contundido na Bolivia. Mas u próprio so do braça para poder treinar e reco. — —" t-siii
sub cuidado*.» ..n-uii-.i.~. J ^rtuiHi,
rever Pelé contra o Flumi- pi-Hiicamcnic fora de coeita-
craque admitia sua presença contra a locá-lo após o exercício. Tem presença enquanto Mario Tito, réz extração rias ,-,ni|« a-
nense, tem a promessa de Portuguesa afirmando a UH que. com la-, Pidulls e Paulo Borges,que convocados
com.
"show", lambem garantiria para domingo. amador ri.-, CBD o que nâo tém como certaspai-n ,. escrete
novo domingo pró- o tratamento dos próximos dias, com- sua dis Jn!
Atividade sas, ?ao osjiroblemns do direção técnica
ximo: Mane Garrincha, prá- pletaria a cura. vermelho, que estava Gmnrrmlníin :,„ alvlrrubra
i!„i,i.. . ii :.i
O médico do Botafogo informou, de O treino de ontem foi dividido em
|icamente recuperado da contusão
sua parte, que Mane deverá reapáre- duas partes. A primeira constou dc in- ; o„ i Moca Bonita, poderá ,er aproveitado, enquanlo
Ciclo tem recebido Instruções diárias,
^ue o afastou da partida com o São cer, mesmo. Examinou o extiema an- dividual, sem Mane e Jairzinho. A se- ajustar ao conjunto, No treino de para melhor se
jIo, jogará contra a Portuguesa, les do treino e constatou não ter ha- gunda foi um coletivo rápido, som vcr.-i exporlmontaj' „ ataque com amanhã. „ técn co rie!
Mateus, Bianchlnl (ou
aparece- do no Maracanã, após vido derrame, o que seria o único mo- Manga. Mane, Jairzinho c Nilton San- Arlaurl), Parada, Cido e Vermelho,
tivo de maior preocupação. Oídcnou a tos. apenas para dar atividade aos jo- A retaguarda biingUonse lambem deverá
longa ausência sofrer «I
continuação do tratamento c hoje fará gadores que não têm atuado. !orações pois so Fidelis não lm- dispensado peln CBD-da
Outro
motivo de atração será a seleçfio dç amadores que vai a Lima, Êlclo voltará
novo exame para saber se Garrincha Gratificações íeral-dlrelUi, enquanto Reto ocupará o á | .
presença de Gerson, que partici- poderá participar rir coletivo. Sexta- zagueiro, .Mano Tilu. quase sen, possibilidades posto rie quarto-
íeira, no apronto, estará presente. Os jogadores receberam, :mteni. o rie atuar
pou do treinamento de ontem e não prêmio rie 100 mil cruzeiros pela vitó- poderá ser substituído por Darci Faria.
constitui mais problema para o De-
Valmii-, rio Corintlans, chegou ohteni de São Paulo
Gérson ria sóbre o Sáo Paulo. Para os próxi- empréstimo até o final do Rio-São Paulo, enquanto nor
mos jogos rio torneio, decidiram os rii- do Sm, Cristóvão esla senrio visado pelo Bangu, Ari
partamento Médico. "ò
Quanto a Gérson, disse p Dr. Lidio ri sentes organizar uma tabela de gra- haver acordo entro os dois clubes nas próximas horas podendo
Quer Jogar que o jogador reagiu muito hem auto- tificações. pagando GO mil cruzeiros bre a transferencia rio jogador para o clube suburbano.
Garrincha queixou-se ontem, ao Hr. rizando-o a treinar ontem. Deverá cn- pelo triunfo. 30 mil pela liderança e
Lidio Toledo, apenas de uma pequena frentar a Portuguesa. Jairzinho, que 10 mil por diferença rio gol.
PROFISSÃO REGULAMENTADA
O Presidente João Goulart assinou, ontem, o decreto
i«ai* .<$$ T**r; /'" *&z: Y,
,sg '-'^ ¦'
que regulamenta ;i profissão dc atleta clc- futebol e dis-
... ¦ *í ciplma nua participação nas partidas, dc
^<# ^* destaca-
mos os seguintens Itens principais: o art. qual,

CONTRA-ATAQUE JOÃO PELÉ AUSENTE ^


ap£$&
.>¦«*¦* >iw-$^;.,
«• ,,J**
,:#*>»•« ¦¦¦->*&¦,„„

^
-i.- .^YY ;:-^Ya*::
*
I,
l." djz
cessão rle um atleta profissional de futebol de um C|Lle a
a outro, so poderá ser feita com a anuência expressa do
clube
SALDANHA
POR VINTE DIAS ;:;».v
P "•Ã.
•'"**«&.
.:-, .r-r...
;.¦¦.!.¦
'*%**
•:-,,':¦?:• „r« '
S***
jogador interessado; o art. 2.° torna obriRatória a parti-
cipaçfio do jogador em 15% da Importância pela
"passe" fôr vendido:
o art. 3.". entre outras
qual seu
SAO PAULO, 25 (UH) — Pelé isentou Procópio de qual- '; :-Y ..-; .,. ,-,'¦*' estabelece os requisitos essenciais a validade providências
rio contrato
culpa na jogada que originou a distensão sofrida na coxa
quer "Rei",
-'***-.
- a-.;
">*™íw-
-*: .^ .»
- •-¦¦v:"í>: ' ' -/V - < - "'¦' (Io atleta profissional, que são: haver completado 10
Foi ao Jogo e Caiu do Cavalo pelo durante a partida Santns x Fluminense, disputada
domingo passado. O craque santista declarou que reconhece
...Y"::r"V" a data do contraio, devendo ser assistido por
ponsável quando menor clc 21 anos. estar quite com as
anos
pai ou res-
"TIRO-DE-META" rm Procópio um jogador duro e viril, cujas entradas por ve- obrigações militares c ser alfabetizado; o art. 4 o
f\
^
é ums dai jogadas mais importan-
res são ríspidas, mas que não são desleais. Além disso, o za- ao jogador rle participar de partidas com intervalos proíbe infe-
tes do futebol. Aqui no 3rasil, infelizmente, * relê- cue iro tricolor não teve participação na jogada que contundiu riores a CO horns: o art. fi" define o periodo entre 18 de
Bado a segundo plano ou a plano nenhum. A importância Pelé. dezembro a 7 dc janeiro, comn clc ferias obrigatórias a
desta jogada está em que ela é um ponto de partida e, Apc-ar da dimensão ser na coxa e nãn na virilha, como a iodos os jogadores rie futebol, sendo vedados treinos,
ainda mais, que se repete muitas vezes durante um jogo. par-
principio foi anunciado. Pelé ficará inativo durante 20 dias. Obedecendo rigorosamente ao repouso c tratamento tidas amistosas o embarques rie delegações para o exterior
Ê uma jogada que deve mesmo ser ensaiada repeti- pois a menos que se recupere com muita rapidez, não terá sempre sob a vigilância dc Elza Soares. Garrincha PASSO QUER REVISÃO DO CONVÊNIO
dai vezes. Até á perfeição se possível. É inadmissível condições de jôgn ante* desse prazo .Náu há. portanto, gra- está práticumente recuperado e com presença já ga-
vidade maior na contusão rie Pelé. nue declarou a 1*11 já ler O Presidente dn FCF, Antônio do Passo, esti
prepa-
qua um tima que esteja com a bola, parada, dominada,
"começando" sofrido várias distensões desse tipo e que ela-, não n preo- rantlda, domingo, eonlra a Portuguesa. 'Foto dc rindo um memorial que terá assinado pelos Presidentes
uma jogada, a entregue para o adversário. copam. "O mais desagradável — f.firniou — é ficar nn espera.'" Demócrito Bezerra) de todos os clubes cariocas, pedindo a revisão ds Lei n.*
| Não ttm cabimento. 54, que regulamento o convênio com a ADEG. Serão en-
viadas cópias deste memorial a cada um dos deputados
São clamoroso» oj erros cometidos por nós neste
que tém acesso á Assembléia Legislativa. Segundo o Pre-
llance. Sábado último. Brito bateu um tiro-de-meta sidente da FCF, os clubes estáo tendo prejuiio com o
i pé de Aírton e saiu um gol que liquidou com o Vas- televisnmento de um jogo por semana,
. ê verdade que Brito deu o chute como se fosse um
abeça-de-bagre". Mas o erro maior está no fato de o
JUIZES PARA SÁBADO E DOMINGO
O |ôgo Santos x Vasco, pclo Rio—São Paulo, que ficou
jueiro cobrar o tiro-de-meta. E é fácil verificar-se por- definitivamente acertado para domingo, no Paeaembu, será
e zagueiro náo deve bater tiro-de-meta: em primei- dirigido pele arbitro Airlon Vieira de Morais. Para •
lugar, isto força a um deslocamento de todo mundo
partida Bangu x Sao Paulo, foi Indicado o Sr. Armando
i condições desvantajosissimas. Para o lugar do zaguei. Marques enquanto, Botafogo x Portuguesa serã dirigido
qua foi bater o tiro-de-meta, ali na frente da área, por Albino Zanferrari. Falta apenas a Indicação do juii
n de vir alguém. No lugar deste alguém, outro ai- para Coríntians x Fluminense, sábado no Paeaembu.
jém t assim por diante. Então, teremos a mais estúpida SELEÇÃO OLÍMPICA REÚNE-SE HOJE
posições: o adversário fica fatalmente com um ho- A Comissão Técnica da Seleção Olímpica se reunirá com
n sobrando e o normal será que a bola caia em seu os jogadores ((invocados hoje a '.arde (15 horas), na sede
sder. O pior de tudo, é quando este qua ficou sobran- ria CBD para apresentação ilo programa rie viagem para
sa encontra ali onde o Airton estava... Serra Negra, local ria primeira parle rios preparativos. Oj
O tiro-de-meta tem de ser batido pelo goleiro. Ou exames medico» serão concluídos hoje pelo Dr. .losé Kizzo,
O zagueiro Brito, apontado e os jogadores terão lolga alé o próximo riia 30, quando
tquela jogadinha combinada com um companheiro qua romo um se interesse em trocar o Vasco pelo time deverá resolver o problema definitiva- então viajarão para o interior.
rios responsáveis pela denota rio Vasco de Pelé. mente.
devolva a bola, ou diretamente com um chuta à fren- frente ao Flamengo, por estar mais preo. CBD PREVINE-SE CONTRA "GOLPE"
ê inadmissível o goleiro não saber dar saida no jogo. cupado com o Santos dn que com seu — Meu propósito é encerrar minha Treinamento A CBD negou carteira de atleta aot jogadores Hélio,
a vardada clamoroia, ? que muito goleiro bom qua clube, declarou a Lli que as falhas co- carreira em São Januário. Só deixaria o Os jogadores rin Vasco realizaram, ôton, Edvaldo c Florlsvaldo, do Botafogo, porque poderi*
mel irias na pari ida de sábado foram con- Vasco, se ao clube interessasse a venda rie ontem, novo treinamento Individual, des- haver descuido por parte do CND, rcglstrando-os como pro-
Ida por ai, náo tabe nada a respeito d* chutar uma seqüências ric Infelicidade. meu passe e se as condições que me fôs- ta vez. eom a duração de 120 minutos. O fissionais, o que os eliminaria da Seleção dc Amadores qut
lia. No caso do Brito, o tiro-de-mtta foi cobrado, por- — Tanto tenho certeza de que fui in- sem oferecidas, satisfizessem. Fui pro- atacante Zèzinho, nue pertencia á Portu- irá ã Lima.
feliz, que vou tapar a toca de muita gen- curado, rie fato. por uni emissário do guêsa, voltou a treinar, além dc mais oito
yt Ita nâo sabe chutar. O erro i maior, porque, além
le no jugo do Vasco, domingo, contra o Santos. E fiz., então, o que acho que se- novos jogadores — quatro do Rio Gran- FLU x S. PAULO SERÁ ANTECIPADO
tudo, e zagueiro qua batt tiro-de-meta o jogo inteiro, próprio Santos, ajudando meu clube a ria minha obrigação: transferir u proble- de do Sui, dois de Juiz. de Fora e dois rie O jogo enlre Fluminense e São Paulo, programado para
Ins» na certa, t umaque exige muito esforço.
jogada conquistar uma grande vitória ma ao Presidenle. Entre concordar cm Campos. Para o coletivo rie hoje estão o dia 10 rie maio. deverá ser antecipado. Vicente Feola te-
sair e querer sair, vai uma diferença scniln esperados Evaldo. de Ubá, que jo- lefonou onlem, para Carlos Nascimento, sugerindo a data
Mas não á sé o Ita
qua não sabe chutar a bola. O Quer Ficar grande. Creio, contudo, que ficarei. Hoje Ka nas duas extremas e Braz, que perten- rie 29 rie abril. O supervisor tricolor propôs o riia 8 rio mes-
iprio Gilmar costuma complicar, quando dá saída no Brito desmentiu, também, que tives- lerei uma conversa com o Sr. Lopes, que cia ao Sào Cristóvão, mo mès, porque a 12 o Fluminense jogará cm Brasília na
9. Marcial i outro. Não chuta btm a bola no chão a
inauguração dos refletores rio Defclè. A data definitiva será
acertada nas próximas horas.
Imbém não sabá chutar d* voleio. Quando alguém o
SANTOS PAGOU "BICHO" DE 100 MIL
Iparta, na hora da dar seu costumeiro "bate-pronto",

Flu Ncíf$ Mudei


SANTOS, São Paulo, 25 (UH) — Os jogadores do Santos
rica sam «aber o qua fazer. Para governo da todos istes receberam, ontem, o "bicho" de 100 mil cruzeiros, pela vi-
rapaxas a da mais uma porção da outros qua náo foram <2i_y uS t£c m ü? m ^&r tória sóbre o Fluminen: c, após a apresentação na Vila Bel-
miro. A seguir, foi feita a revisão medica e um individual.
colocados aqui por falta de espaço, gostaria dt dar o Pele e Rccsi continuam sol. cuidados médicos. No coletivo
O técnico Fleitas Solich, em preleção aos logadores, antes de hoje o treinador Lula experimentará o meia Gonçaio no
ixampls do Yashin, considerado há muitos anos o mt-
do treino de ontem, elogiou o espirito de luta de todos na. quadro titular, visando o jogo com o Vasco.
goleiro do mundo. Yashin treina muita com a bola
do gol. Sabe chutar tão bem como qualquer zagueiro
partida contra o Santos. A única advertência do treinador foi
feita a Morais, ao qual pediu que não repetisse o que fizera
domingo: esconder uma dor de estômago, para poder jogar.
Çatrlmfa&s Tamhem BELINI E RIBERTO NÃO TREINARAM
SAO PAULO, 25 (UH) — 0 São Paulo treinou individual,
ftacante, Embora já esteja consagrado, faz ptlo mt- O quadro que enfrentará o Coríntians, sábado, será o que menle, ontem, no Morumbi estando ausentes os jogadores
maia hora dt treino de bola com o pé. Batendo dt
'longa,
rebatendo (nisto então, os nossos são uma calami-
Iniciou a partida contra o Santos, segundo anunciou Solich, que
não quer mexer no time, para ver se consegue maior entro,
of^eu Êfisfensão Belini i> Riberto, que encontram-se nos cuidados médicos.
Hoje haverá um coletivo com vistas ao jogo com o Bangu.
lamento. sábado próximo, no Maracanã, O embarque para o Rio dar-
dadt. Quando vão fora da área, á um Deus nos acuda), O volante Carlinhos, rio Flamengo, cum distensão no pe- se-á na sexta-feira e os jogadores ficarão hospedados nas
res rio Santo», ao retomarem (iiieno ariutor ria coxa esquerda, está afastado rins ireinainen-
fazendo embaixada, enfim, tudo o que é necessário para Procópio e Pelé à sua cidade. tos durante esla semana e segundo o Dr, Pinkwas, do Depnr-
próprias dependências do Maracanã,
podar enfrentar no campo as jogadas que c goleiro só 0 zagueiro Procópio negou — Não é verdade que eu tamento Médico rubronegro, .só deverá retornar à equipe no
AIMORÉ VAI MANTER O TIME
poda resolver com o pé. Aqui no Brasil, de um modo que tivesse o propósito rie estivesse mal intencionado, próximo riia ã de abril. PAULO, 25 (UH) — O treinador Aimoré Moreira
SÀO
atingir d ura me nte a Pelé, du- Apenas nâo consegui evitar os Por outro lado, o zagueiro Luiz. Carlos, rom enturse e der- disse que
gostou da produção do quadro da Portuguesa t
geral, nossos goleiros são avessos a esta treinamento. rante o jogo de domingo, con- nao fará
alterações para o jogo com o Botafogo, domingo
choques nas bolas divididas. rame no tornozelo' esquerdo, fará ultra-som e ondas cúrias,
Exista até os que resmungam e fazem com táo má-von- forme declararam os jogado- Tanto é verdade que nas duas devendo ficar recuperado em (Uns. dias, Murilo sofreu conlii- no Maracanã. O técnico luso acha que o time deve
próximo,
conseguir
* reabilitação a qualquer memento.
tada, tão ofendidos, tão ignorantemente ofendidos que,
\êz('s em que o juiz me ad- s.io no joelho riíi-eilii, mas não preocupa, enquanto Nelson, cnm
veriiu Pelé náo reclamou, co- (lislensão crônica na'coxa direita, será submetido a infiltrações JULINHO E VAVa
depois, vão ao jogo e caem do cavalo. mo acontece quando éle tem QUASE RECUPERADOS
locais de Decafron. SAU PAULO, IM tUH) — Os atacantes Julinho e Va> a.
<* estou a certeza de que as entradas Os jogadores rubronegros realizaram ontem•¦eraá tarde, na que estão aos cuidados médicos, continuam cm tratamento
são intencionais. No lance rie Gávea um treino individual c bate-bola. 11-i'e realizado,
c deverão estar recuperados paia o próximo jogo do Pai-
2," SEMANA DE SUCESSO chegando
da
sua contusão, ninguém do llu-
minense teve culpa. Pelé n,a-
chucou-se sozinho.
rm Figueira rle Melo, o primeiro colei ivo ria semana. melras, pelo Torneio '-Roberto Gomes Pedroso'1. O trei-
nador Sílvio Pjnio não tem maiores preo':upaçõc.5 pcis o
quadro folgará neste tim rie semana,
AUSTBAM Treino Leve F7""> Çl
(l individual de onlem riu- CABEÇÃO RENOVOU COM O CORINTIANS
rou apenas 25 minutos paia SÃO PAULO, 25 (UHj — O goleiro Cabeçaa renovou
os titulares, o preparador fl- «eu contrato com o Coríntians, depois de alguns dias es-
sico Orlando Moreira havia //-//--k ® ) */ perando a resolução dos dirigentes rio cluh; on Parque
extraído três rienles e náo se
sentia bem sob o sol.
Todos os jogadores partici-
i 1 ü m II r m São Jorge. Cabeção receberá 7C0 mil cruzeiros rlc- ' luvss",
e ordenados mensais rie 120 mil cruzeiros.

param do exercício, embora URSS NÃO PRETENDE IR AO URUGUAI


^~~S)r*jÈÈ0^ os contundidos tivessem feito A PRAZO A CBD recebeu telegrama da URSS. no qual ns diri-
tratamento anles. Beto retirou gentes esportivos soviéticos desmentem que a seleção ms-
nnlem o gesso e voltou ao SEM FIADOR ía jogaria no Uruguai antes cia Taça das Nações.
treinamento. SEM ENTRADA XV DE NOVEMBRO VAI A MOSCOU
SAO PAULO, 25 (UH) — O Presidente do XV rle
HERBERT RICHERS opreseito
ROSSANO BRAZZI hoje na// V4 ãSÈ
ÁMl X
\
Novembro, de Piracicaba, Romeu ítalo Ripoli, informeu
que o seu clube atuará cm Moscou no próximo dia 20,
contra adversário ainda não designado.

M
LUIZ SEVERIANO RIBE1P.O LUIZ SEVERIANO
RHONDA FLEMING £
SELEÇÃO DO D.A. TREINA SÁBADO
ODETE LARA A VERDADEIRA HISTORIA A seleção do Departamento Autônomo, que realizai.i

no primeiro grande filme brasileiro reu*


^pjwSfcWv^B Fil ri j r.v, ;i;;*v unia excursão pela Europa, fará seu primeiro treino co-
letivo no próximo sábado, à tarde, no campo rio São José,
nindo ostros de renome internacional. W tm\*t4£< AVENTURA 00 TENENTE
ma*'^àmWl£.' > * ____fflm
u~*^s,-,iYll,r
em Magalhães Bastos.
'-M Wmmm mtàf- 2^c JOHN F. MODESTO BRIA JÁ EM ASSUNÇÃO

IPAQ de £ \ma9mmm\m\W^) ^JÍlT*^


/ 17.53 - A

18.00
mulher
tempo
Jetson'»
ASSUNÇÃO, 25 (UHl — O treinador Modesto Bria.
que pertencia ao Flamengo, do Rio tíe Janeiro, chegou ai
esta capital para assumir a tíi.-cQáo técnica do Cerro Por-

AÇÜGÃR
tenho .
IA^¦V WTJ1 ÍW» NOSULDO 18,35 - Pergunte *o João
muB-J AV-a. PACIFICO HOJE EM ROMA: A. S. ROMA x PENAROL
18,43 Epltáflo Santinho ROMA. 2,*i (llll — O quadro ria A. S. Roma enfrenta-
& Clu. ia o Penarol. vice-campeão uruguaio, esta noite, no Está-
com WILLIAM REDFIELO - ANNICK 19,11 - Showzínho K e I (iiu Olímpico. Eis os dois cilindros: ROMA — Curiicini: Fon-
COLOCAMOS NO SEU TV, tanii e Ardízzon; Malalrnsi. Losi c Ciírpniiesl; Orlando, An-
MALVIL - CARLOS ALBERTO * Direção log'« EM SUA PRÓPRIA CASA, gelillo. Sormani, De Sisli e Leonardt. PENAROL — Mai*
N3v:l,i -Sonha d» EM QUALQUER DAIRR0
de PAUL SYLBERT- ern EASTMANC0L0R 19.50
Amor' OU SUBURBiO
dana; Gonçalves. Lescano c Cano; Nestor Gonçalves e Ca-
ncclo; Abadie, Rojas. Isíran, Spcncér e Joya.
19,43 • Plant.lo Policial JABAQUARA JCGA NA ARGENTINA
MELLO Bflt^-Pronto BUENOS AIRES, 2-i 'UHi — O Jabaquara. da cid.-He
METRO-COPACABANA
1949
19,55 Tele-Jornal
Discoteca
Pirelll
do Cha-
⧻ brasileira de Santos, jogara, hoje à noite, nn cidade de La
Plata, contra o Eltudlante» local. Sexta-feira, o« brasileiro»
atuarão na cidade d: Ror.ário. frente ao Newell» Olds Boys.
JWETR0-PASSEI0 crinha
TROFÉU "ANÍSIO COTELHO"
METRO-TÍJUCA
"íjOTS"""tyfff«SüR.;:rv':,. ar \(yi "oncui
2>,40 11 Sunset Slreei 36-2903 O Presidente João Mavelnnne receherA. hc-ie * tarde
37-4622 fl? horasi, na C"D. o Ministro c'a Aeroiiáutici. An^io Co-
telho, c o Govcr.irdor do E^l:do rio Para, Aurélio do C.-r-
AZTECA
1
TKHNICOLOB j
23-9SOS no, O Ministro e'i Aeronáutica entre-jarí. r.-i oportunidade.
r, Troféu que tr.m sei nome r.íi qevern^ds." p.^nsnse. p?r
"Copa
iU bRANCO . PALÁCIO-HIGÍENÓPOUS LUIZ SEVERIANO RU3EJRO LUIZ SEVERIANO t-r a Ft(í-r--*ri da R-mo <'*> P".i conquistado a
flarte tíe Remo".
ULTIMA HORA •
— Wuarta-reira. 25 de Março cio 1 yy.;
Kjb». * PAGINA 11

¦ w H £<V
Untll. Egon . Cleric.to _
o a a
pel. in. cumprj' uma bonita "per-
ro do ano para a ala mas-
sistènel» do "Chleo Preto" formance". o "diabo" sèo
que não •• con-
formou até hoje tom seus
CORSICAN, fracassos e vai CS rivais que éle terá de
culina. Gostaria muito de
"Remonta NA RETA FINAL
tentar mais uma vez — »ão, inegavelmente, ganhar o G, P.
enfrentar agora... Corsícan
os nomes mais em evidência no "Remonta do Exército", mas, hor.as-
é levado de "barbada"
Wilson
"N«'' * "m*™-
G. P.
Exeicito". carreira
principal
,.,,,„, de oom,ngo
ue domingo próximo
do
"iá
"a que respeitar
e tamente, nêo posso dizer do Nascimento
oí Seus
os

Wm^y^y^m my:%mi tâ£s«x-


próximo seus oue
que r,o Panam,r
Rangpur o, í*,-
fará, .,
ern
notadnmente os seus clássicos, oferecem resultado õbtidè em ba fiança
igual, e as minhas espe-
por exemplo, ao de anteontem, a 'empo e em bem estilo Oí
quando po- r a n ç a s enormes numa
tranca Edição confirmou amplamente tão roubada, como ne^es
tudo qu. dela páreoi de potros nâo são atuação magnífica do meu ul.irn,,, e^Z
«e esperava, S £
ganhando uma bonita corrida; de um foceis, mormente
modo geral a, quando pupilo. Direi apenas para goa Rodrigo de freita» e em
provas de potros, tão fiéis nas eli- se trata de um que Del « h»« . a
mlnatonas no grande pré os leitores de UH • Ranq-
que se refere ao retrospecto, sofrem mio, exatamente c prime' erf' c °* 80,P«*'m" * aventurdrw
nos grandes pur é um azar excelente! ;,,,. agem com ura
prêmios, quase uma transformação e q a.e ce,,..Za de impunidade, com revoIUm^j",^
surgem vitoriosos aquele, Iludindo em certo, momento,
nor atenção dos catodrátkos
que nâc mereciam a rr».
A. Santos: - Bacela a
e, em outro, epi.odlt^, contando boa-fd"p^rlfi"
do" dlri"ir e«
ic. qut por c es intercedem clarocom...1, _ • .
for
e«â? acobertando aííêntíctT,
Voava no Apronto
írei,r'mh, 1" '"^ < "" tri^» -S,' t
Será Rangpur? nessas condições. Até age- 2«e V>n£ZrF'tZ

No domingo
ra não fêz nada de mais. . yy\.Bacela,
.liill. ' mha (l-
a correr
dn Exército' a ter corrido do- prensa tem leito o que pode. ma», é evidente
denuncia o. falo., ma. dele, am-nT.
próximo Ganhou uma eliminatória, na pis- mingo na Oívea não pode ,s ,,', ^
so poderá acontecer, ti de areia onde sempre prn- Sem rodeios, o liridse nn- ponaaWJldade da apuração c do c-«it»,Ü
pois duriti i, máximo rtíin reinei- /
em final ctonai foi no» esclarecendo:
é evidente que nenhum
dos preferidos do; chama-
dos
"entendidos"
não
quase dramático,
marcou tempo excep-
cional, mas tem um
jeilo
tando rivais,
nm'» credenciado»
mulla«
Km sua derradeira
vê«s
apre-
seníatíii a pensionista de Jn«é
"Dono muito da carreira
da Bacela. A é^ua volta
perfeita» condições dc treina.
em
^rri,;-;lè-p£|K~=
X o ti/ ¦ r n.""' ,va! dar
"nüme at,s bo1'" •»»*
poderá de zotrnr que agrada mui-
ser considsrado Luís Peáratt obteve um ex- mento ? seg íprahlo foi de-
um pc- sa« coííp.» que deixam um jú-
to. eelente secundo lunar.
queno campeão. Todos dendo somente paru sua per. com-
quei cheio dp esperanças'
eles, inclusive, eslão longe Fala Araújo pi-nhcira de rounelana que. é a
-Qual foi o apronto"'
- -Percorreu oa 800 sorte de lula com o. aventureiro,
da Edição e da sua
"p|n- craque Cabine.
tro* em 50" e meio parecendo
nic- orgao no JCB corn toda, a. qtiantü e" 1 om
Fomos ouvir entem o facilidade" e e men t
Ontem pn» manha, conver- vuar na relê final. Bast» ton- para combater a fraude
ta . Em todo caso os po- Artur Araújo, que respon- .-iiiniií cnm o jovem üinete «.ti- «i=n»enio«
firmar êsaç »eu exercício Algum observadore,' Inexperiente,
(ros mostram, às vezes, de
lim a nova apry«entf.cAn da ri. -er riiiuiderada unii pa- das corrida* e*
pelo preparo dc potri- liieeln c da e*tréfs do nutro <j_j, °* banqueiro» e and
qualidades diferentes nos nho. E'êle nos contou >. l.iirn. que terá a «tia conduçati
luri-a* ria competição e rm-i no^cnm
nos "m..ic,.aa".
com asr«me',n,,*íUrand0 Jt .
",,,dl,
ampla! i o««.ll>ii(dadf.« rir Hi- fí„ verdade, porem o. .,
embates e é por isso mes- — O Rangpur está no Orarwle Prêmio -Remonta to"
óti- ' uiric carioca nao se envolvem
mo que a gente têm sem- nunca nas Iriud.-
'ARAÚJO: