Você está na página 1de 2

ESFERAS D'ÁGUA COMESTÍVEIS EM VEZ DE GARRAFAS DE PLÁSTICO

DISTRIBUÍDAS NA MARATONA DE LONDRES

Maratona de Londres cada vez mais sustentável graças às garrafas d'água, comestíveis e
biodegradáveis, em forma de esferas, que foram entregues aos participantes para reduzir o lixo
plástico.Eles parecem bolhas, são transparentes, redondas e comestíveis. Nós falamos sobre ela
há algum tempo aqui, mas agora elas já são muito populares nos eventos esportivos que muitas
vezes deixam para trás um mar de lixo plástico.
A revolução Ooho, este é o nome das esferas, é que elas não apenas são comestíveis
como também biodegradáveis dentro de 4-6 semanas. E não é só isso, além de ser sempre
fresca, produz 5 vezes menos dióxido de carbono do que a PET e requer 9 vezes menos energia.
Ooho já havia sido usada na maratona de Harrow pela startup Skipping Rocks Lab, agora
chega à maratona de Londres e já é um sucesso. Como sabemos, geralmente os participantes
recebem garrafas de plástico “on the fly” que acabam no chão, mas os três engenheiros espanhóis
Rodrigo García González, Guillaume Couche e Pierre Paslier se perguntaram se era possível
acabar com essa tendência ruim.

A esfera tem uma membrana gelatinosa composta de algas marinhas e cloreto de cálcio,
sendo natural é portanto comestível, mas também econômica: produzir uma garrafa de Ooho
custa apenas 2 centavos de dólar.

O percurso cansativo da maratona inglesa, portanto, teve uma virada verde: alguns dos
participantes comeram a esfera enquanto outros a jogaram no chão, sem qualquer risco para o
meio ambiente, porque biodegradável em pouco tempo, certamente diferentemente do plástico
que leva mais de 400 anos para se decompor.

OOHO! A GARRAFA D’ÁGUA COMESTÍVEL JÁ É REALIDADE

Lembra-se da Ooho!? Nós falamos sobre ela há alguns anos: é uma garrafa d’água de
comestível que tem a forma de uma esfera. Agora, o produto recebeu a primeira licença
comercial.

Nos últimos seis meses, a Skipping Rocks Lab vinha testando essa peculiar esfera d'água
em seus laboratórios em Londres, mas só recentemente foi dado o sinal verde para a sua
comercialização.

Ao primeiro olhar, Ooho! se parece com um balão transparente, uma bolha d’água, que
cabe na palma da mão. Parece uma invenção do futuro mas faz parte do presente e promete,
com sua distribuição, reduzir a poluição produzida pelo plástico.
Lembra-se da Ooho!? Nós falamos sobre ela há alguns anos: é uma garrafa d’água de
comestível que tem a forma de uma esfera. Agora, o produto recebeu a primeira licença
comercial.

Nos últimos seis meses, a Skipping Rocks Lab vinha testando essa peculiar esfera d'água
em seus laboratórios em Londres, mas só recentemente foi dado o sinal verde para a sua
comercialização.

Ao primeiro olhar, Ooho! se parece com um balão transparente, uma bolha d’água, que
cabe na palma da mão. Parece uma invenção do futuro mas faz parte do presente e promete,
com sua distribuição, reduzir a poluição produzida pelo plástico.

Sabemos que as garrafas de plástico, atualmente em uso, são altamente poluentes,


muitas vezes acabam no mar e ali ficam vagando por anos e anos. Um uso que dura alguns
minutos, mas que nós pagamos por muito tempo.

Com Ooho! em vez disso, podemos beber sem produzir lixo. A quantidade de água
contida nesta esfera feita de algas comestíveis é de mais ou menos um copo d'água, 250 ml, o
suficiente para matar uma sede normal.

"Ooho! é uma embalagem, uma alternativa sustentável para garrafas e copos de plástico,
feita a partir de um extrato de algas. É completamente biodegradável e tão natural que você pode
realmente comê-la! ", Lê-se no site Crowdcube. "Nossa embalagem é mais conveniente que o
plástico, é barata e pode conservar qualquer bebida: água, refrigerantes, bebidas em geral.”

Ooho! A embalagem transparente e comestível tem as seguintes vantagens:

É feita de 100% algas


É biodegradável dentro de 4-6 semanas
É comestível, com a possibilidade de adicionar sabores e cores
É sempre fresca (durante os seus poucos dias de vida)
Gera 5 vezes menos dióxido de carbono em relação às garrafas PET e ainda requer 9 vezes
menos energia para ser produzida
É mais barata do que o plástico (PET)

Passados os últimos dois anos, com as devidas tecnologias desenvolvidas para sua
produção e com um pedido de patente em andamento, a promessa agora é a de reduzir o
impacto das embalagens no meio ambiente e ajudar a salvar o planeta.

Fonte: https://www.greenme.com.br/consumir/consumo-consciente/5333-ooho-garaffa-agua-comestivel-realidade