Você está na página 1de 273

Operador de

Computador

Coordenação de Informação e Comunicação


Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial
Departamento Regional de Roraima

Av. Major Williams, 2084 – São Francisco – 2121-1901


Rua Horácio Mardel de Magalhães, 400 – Asa Branca – 3626-8434
www.rr.senac.br
APOSTILA DE OPERADOR DE COMPUTADOR

EDITOR RESPONSÁVEL
MARCOS RODRIGO MOURÃO SOARES

PRESIDENTE
ANTONIO AIRTON OLIVEIRA DIAS

DIRETORA REGIONAL
LISIANE GASSNER CARNETTI

GERENTE DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL


KARINA STRAIOTO

ELABORAÇÃO/ORGANIZAÇÃO DE CONTEÚDO
MARCOS RODRIGO MOURÃO SOARES

COORDENAÇÃO DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO


ROSINALDO PINTO DA SILVA

DIAGRAMAÇÃO

Direitos reservados ao Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial


Departamento Regional de Roraima

Avenida Major Williams, 2084 – São Francisco


Boa Vista/RR CEP: 69301-110

Senac. DR-RR, APOSTILA DE OPERADOR DE COMPUTADOR – SOARES,


Marcos Rodrigo Mourão. Senac/DR/GFP, Boa Vista/RR, 2013.
Palavra do Presidente,

Sou presidente do Sistema Fecomércio, entidade que congrega o SESC-SENAC


e um instituto de pesquisa e desenvolvimento. Sinto muito orgulho de ser o responsável,
junto com uma grande equipe de profissionais, por um dos maiores e mais eficientes
sistemas de desenvolvimento social do mundo, formado por essas casas.

Criado em 10 de janeiro de 1946, o SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem


Comercial – é uma instituição de educação profissional aberta a toda sociedade. Sua
missão é desenvolver pessoas e organizações para o mundo do trabalho com ações
educacionais e disseminando conhecimento em comércio de bens e serviços.

Ao longo destes 62 anos de atividade, o SENAC preparou mais de 40 milhões de


pessoas para o comércio de serviços, contribuindo para a valorização do trabalhador,
para a valorização profissional em 11 áreas de formação.

Através de diferentes modalidades de ensino, a instituição se faz presente em


mais de 1.850 municípios, capacitando para o mundo do trabalho 1,7 milhões de
brasileiros a cada ano.

Em Roraima, o Senac deu inicio as suas atividades em 1999. Com muito esforço
nosso, da Federação do Comércio de Roraima e de meus pares. Desde então, estamos
evoluindo permanentemente, tornando-se agentes de transformação para a educação
profissional.

Portanto, a cada dia o crescimento do SENAC nos traz orgulho de continuar


presidindo uma instituição de credibilidade, que forma profissionais com qualidade. O
resultado desse sucesso é fruto de um trabalho nosso, em conjunto com nossos diretores,
conselheiros, colaboradores e a nossa maior conquista: Você, aluno do SENAC.”

Antonio Airton Oliveira Dias


Presidente do Conselho Regional
Caros Alunos,
O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC foi criado em 10 de
janeiro de 1946 pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), por meio do decreto-lei
8.621. A partir do ano seguinte, o Senac passou a desenvolver um trabalho até então
inovador no país: oferecer, em larga escala, educação profissional destinada à formação
e preparação de trabalhadores para o comércio.

O SENAC se destaca por ser uma instituição preocupada com a formação e a


inclusão de pessoas no mercado de trabalho. É uma organização que vem contribuindo
para a superação dos problemas sociais e econômicos do país, por meio da capacitação
profissional de trabalhadores em diversas áreas.

Fundado há mais de 60 anos, o SENAC já preparou mais de 65 milhões de


cidadãos. No Estado de Roraima o SENAC oferece seus serviços desde 1º de janeiro de
1999, através dos esforços e colaboração da Federação do Comércio de Bens, Serviços e
Turismo do Estado de Roraima - FECOMÉRCIO/RR.

Além de atuar como prestador de serviços na área educacional, o SENAC-RR


tem uma visão voltada para o Social. No decorrer desses 10 anos atuando no Estado de
Roraima, o SENAC tem oferecido oportunidade de acesso a cursos gratuitos, como o
Menor Aprendiz, Senac Solidário e o Programa SENAC de Gratuidade, enfim, cursos que
transformam sua clientela em profissionais que atendam às expectativas de um mercado
cada vez mais competitivo.

Procuramos nesses anos de atuação desenvolver nossas programações de


acordo com os princípios norteadores do modelo pedagógico do SENAC Nacional e em
sintonia com as necessidades e peculiaridades regionais e de mercado.
Missão:

Educar para o trabalho em atividades do comércio de bens, serviços e turismo.

Visão:

O Senac consolidará, até 2020, a sua posição como referência brasileira em


educação para o trabalho, conciliando ações mercadológicas e de promoção social.

Quem Somos:

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial de Roraima está sempre


preocupado com o ingresso do cidadão no mercado de trabalho. Através da oferta de
cursos e programas sociais o Senac-RR reafirma todos os anos sua marca no comercio
de bens serviços e turismo no Estado.

O SENAC foi implantado em Roraima dês de 1999, possuindo mais de dez anos
de tradição no Estado. Hoje, trabalha com as áreas de formação profissional Gestão,
Gastronomia, Educação, Informática, Idiomas, Saúde Humana, Comunicação, Imagem
Pessoal, Gastronomia e Turismo e Hospitalidade.

Em 2004 o SENAC-RR passou a oferecer seus serviços em nova sede maior,


com uma localização estratégica e equipada para oferecer melhores serviços à população
de Boa Vista.

A unidade móvel do SENAC-RR foi adquirida em 2005 e já esteve em quase


todos os municípios de Roraima e bairros de Boa Vista, dando as comunidades mais
carentes acesso a diversos cursos profissionalizantes.
ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO

Fundamentos
em Informática

Sistema
Operacional
Windows 7

Segurança da
Informação

Operador de
COMPUTAÇÃO Internet
Computador

Word 2010

Excel 2010

Power Point
2010
Sumário
I – Fundamentos da Computação.............................................................................................................. 14
1 – Vamos Conhecer o Computador ...................................................................................................... 14
1.1 – História...................................................................................................................................... 14
1.2 – Pioneiros da computação moderna.......................................................................................... 14
1.3 – Os primeiros computadores ..................................................................................................... 15
2 – Desvendando mistérios – O computador e seus periféricos ............................................................ 17
2.1 – O que é o Computador ............................................................................................................. 17
2.2 – Tipos de Computadores ............................................................................................................ 17
2.3 – O que é Informática .................................................................................................................. 18
2.4 – O que é Hardware ..................................................................................................................... 18
2.5 – O que é Software ...................................................................................................................... 19
2.6 – O que é Peopleware ................................................................................................................. 19
2.7 – Os elementos do hardware são: ............................................................................................... 19
2.8 – Tipos de Periféricos: ................................................................................................................. 21
2.9 – Os Componentes são: ............................................................................................................... 23
3 – Vamos montar um computador? ..................................................................................................... 24
4 – Sistema de Armazenamento de Dados no Computador .................................................................. 26
4.1 – Sistema Binário: ........................................................................................................................ 26
4.2 – Memória: .................................................................................................................................. 27
5 – Estudo do Software .......................................................................................................................... 30
5.1 – O que é Software: ..................................................................................................................... 30
5.2 – Tipos de Softwares: .................................................................................................................. 30
5.3 – Classificação dos Softwares: ..................................................................................................... 30
6 – Cabos e Conexões ............................................................................................................................. 33
6.1 – Conector VGA (Video Graphics Array) ...................................................................................... 33
6.2 – Conector DVI (Digital Video Interface) ..................................................................................... 34
6.3 – Conector S-Video (Separated Video) ........................................................................................ 35
6.4 – Component Video (Vídeo Componente) .................................................................................. 36
6.5 – RCA (Radio Corporation of America) ........................................................................................ 37
6.6 – HDMI (High-Definition Multimedia interface) .......................................................................... 37
6.7 – DisplayPort................................................................................................................................ 39
6.8 – USB (Universal Serial Bus)......................................................................................................... 40
II – Sistema Operacional ............................................................................................................................. 48
1 – Sistema Operacional Windows ......................................................................................................... 48
1.1 – Ambiente Gráfico...................................................................................................................... 48
1.2 – Multitarefa Preemptiva ............................................................................................................ 48
1.3 – Plug n’ Play ................................................................................................................................ 48
2 – Conhecendo o Windows 7 ................................................................................................................ 49
2.1 – Área de Trabalho ou Desktop ................................................................................................... 49
3 – Aplicativos que acompanham o Windows 7 .................................................................................... 52
3.1 – Windows Explorer..................................................................................................................... 52
3.2 – Calculadora do Windows .......................................................................................................... 54
3.3 – WordPad ................................................................................................................................... 56
3.4 – Paint .......................................................................................................................................... 57
3.5 – Bloco de Notas .......................................................................................................................... 58
3.6 – Ferramenta de captura do Windows ........................................................................................ 59
3.7 – Prompt de Comando................................................................................................................. 60
4 – Economizando tempo com os atalhos do Windows 7...................................................................... 61
4.1 – Novos atalhos do Windows 7 ................................................................................................... 61
4.2 – Atalhos que você já pode conhecer do Windows Vista............................................................ 64
4.3 – Atalhos que você já pode conhecer do Windows XP ............................................................... 65
5 – Otimizando o desempenho do Windows 7 ...................................................................................... 66
5.1 – Gerenciador de Tarefas do Windows ....................................................................................... 66
5.2 – Remova os programas que você nunca usa ............................................................................. 67
5.3 – Programas que inicializam junto com o Windows ................................................................... 69
5.4 – Desfragmentação de Disco ....................................................................................................... 70
5.5 – Limpeza de disco....................................................................................................................... 71
5.6 – Mude seus hábitos.................................................................................................................... 72
5.7 – Efeitos visuais são legais, mas... ............................................................................................... 72
5.8 – Reinicie regularmente............................................................................................................... 73
5.9 – Use um bom antivírus ............................................................................................................... 73
6 – Painel de Controle ............................................................................................................................ 74
6.1 – Mouse ....................................................................................................................................... 75
6.2 – Contas de Usuário..................................................................................................................... 76
6.3 – Dicas para criar uma senha forte .............................................................................................. 82
7 – Entretenimento ................................................................................................................................ 83
7.1 – Windows Media Player 12 – para amantes de mídia ............................................................... 83
7.2 – Windows Media Center ............................................................................................................ 85
8 – Personalizando o seu Windows 7 ..................................................................................................... 87
8.1 – O que é um tema? .................................................................................................................... 87
8.2 – Personalizando um tema .......................................................................................................... 88
8.3 – Utilizar o tema para uso próprio............................................................................................... 88
8.4 – Compartilhar com amigos e familiares ..................................................................................... 88
8.5 – Gadgets da Área de Trabalho ................................................................................................... 89
8.6 – Personalizando a taskbar .......................................................................................................... 89
8.7 – Programas úteis ........................................................................................................................ 90
8.8 – Gravar CD ou DVD com arquivos ISO no Windows 7 é simples................................................ 93
III – Segurança da Informação ..................................................................................................................... 95
1 – Agentes de Proteção......................................................................................................................... 95
1.1 – Firewall ..................................................................................................................................... 95
1.2 – Windows Defender ................................................................................................................... 95
1.3 – Filtro Anti-spam ........................................................................................................................ 95
1.4 – Antivírus .................................................................................................................................... 95
2 – Softwares Maliciosos ........................................................................................................................ 96
2.1 – Malwares .................................................................................................................................. 96
IV – A Internet ............................................................................................................................................ 100
1 – História............................................................................................................................................ 100
1.1 – A rede da ARPA ....................................................................................................................... 100
2 – Vamos navegar? ............................................................................................................................. 101
2.1 – O que é a Internet ................................................................................................................... 101
2.2 – O que é Intranet...................................................................................................................... 101
2.3 – Acessando a internet .............................................................................................................. 101
2.4 – Navegador ou Browser ........................................................................................................... 101
2.5 – Site .......................................................................................................................................... 101
2.6 – WWW (Word Wide Web) ....................................................................................................... 101
2.7 – URL (Uniform Resource Locator) ............................................................................................ 101
2.8 – Link .......................................................................................................................................... 102
2.9 – E-mail ...................................................................................................................................... 102
2.10 – Computação nas Nuvens ........................................................................................................ 102
2.11 – E-Commerce ........................................................................................................................... 102
3 – Rede de Computadores .................................................................................................................. 104
3.1 – O que é uma Rede de Computadores..................................................................................... 104
3.2 – Os principais benefícios de uma rede são: ............................................................................. 104
3.3 – Tipos de Rede ......................................................................................................................... 104
4 – Protocolos de Internet .................................................................................................................... 105
4.1 – IP (Internet Protocol) .............................................................................................................. 105
4.2 – TCP (Transmission Control Protocol) ...................................................................................... 105
4.3 – HTTP (Protocolo de Transferência de Hipertexto) ................................................................. 106
4.4 – HTTPS (Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro) ................................................... 106
4.5 – SMTP (Simple Mail Transfer Protocol) .................................................................................... 106
4.6 – POP3 (Post Office Protocol) .................................................................................................... 106
4.7 – FTP (File Transfer Protocol) .................................................................................................... 107
4.8 – TELNET .................................................................................................................................... 107
V – Microsoft Office Word 2010 ............................................................................................................... 110
1 – Conhecendo o Word ....................................................................................................................... 110
1.1 – Executando o programa ......................................................................................................... 110
1.2 – Interface.................................................................................................................................. 110
2 – Modelos de Documentos................................................................................................................ 114
3 – Impressão ....................................................................................................................................... 116
4 – Iniciando o uso da digitação e tamanho da fonte: ......................................................................... 117
5 – Modo de Seleção com o Mouse ..................................................................................................... 119
5.1 – Treinando o Modo de Seleção ................................................................................................ 119
6 – Tipos de Fonte ................................................................................................................................ 120
7 – Alinhamento ................................................................................................................................... 121
8 – Exercitando a Acentuação .............................................................................................................. 122
9 – Régua do Microsoft Word .............................................................................................................. 123
9.1 – Utilizando a Régua .................................................................................................................. 123
10 – Abrindo e Personalizando um Texto........................................................................................... 124
11 – Espaçamento de Linhas e Parágrafos ......................................................................................... 126
12 – Desfazendo e Refazendo uma Ação ........................................................................................... 127
13 – Recortar, Copiar e Colar.............................................................................................................. 128
14 – Aplicando Metodologia em um Documento .............................................................................. 129
15 – Configurando Página .................................................................................................................. 130
16 – Revisão Ortográfica .................................................................................................................... 132
17 – Pincel de Formatação ................................................................................................................. 133
18 – Clip-Art ........................................................................................................................................ 135
18.1 – Treinando o uso do Clip-Art .................................................................................................... 136
19 – Imagens....................................................................................................................................... 138
20 – Letra Capitular ............................................................................................................................ 142
21 – Tabelas ........................................................................................................................................ 144
22 – Bordas e Sombreamento ............................................................................................................ 150
22.1 – Bordas de Parágrafo ............................................................................................................... 150
23 – Formas ........................................................................................................................................ 154
23.1 – Auto Formas ........................................................................................................................... 156
24 – Tabulação.................................................................................................................................... 157
24.1 – Usando tabulações sem preenchimento ................................................................................ 157
25 – WordArt ...................................................................................................................................... 162
26 – Colunas ....................................................................................................................................... 164
27 – Marcadores e Numeração .......................................................................................................... 167
28 – Cabeçalho e Rodapé ................................................................................................................... 170
29 – Envolvendo Texto com Figura .................................................................................................... 173
30 – Utilizando Símbolos .................................................................................................................... 175
31 – Localizar e Substituir ................................................................................................................... 176
VI – Microsoft Office Excel 2010 ................................................................................................................ 178
1 – Conhecendo o Excel........................................................................................................................ 178
2 – Interface.......................................................................................................................................... 178
3 – Guias de Planilha ............................................................................................................................ 179
4 – Movimentação na Planilha ............................................................................................................. 179
5 – Entrada de textos e números ......................................................................................................... 181
6 – Salvando e abrindo arquivos .......................................................................................................... 181
7 – Impressão ....................................................................................................................................... 183
8 – Operadores e Funções .................................................................................................................... 184
9 – Operadores ..................................................................................................................................... 184
10 – Formatação de células ................................................................................................................ 189
11 – Estilos .......................................................................................................................................... 195
12 – Auto Preenchimento das Células ................................................................................................ 197
13 – Inserção de linhas e colunas ....................................................................................................... 197
14 – Congelar Painéis ......................................................................................................................... 198
15 – Trabalhando com Referências .................................................................................................... 199
16 – Funções Básicas .......................................................................................................................... 202
16.1 – Soma ....................................................................................................................................... 204
16.2 – Máximo ................................................................................................................................... 204
16.3 – Mínimo.................................................................................................................................... 205
16.4 – Média ...................................................................................................................................... 206
16.5 – Maior ...................................................................................................................................... 207
16.6 – Menor ..................................................................................................................................... 207
17 – Funções de Contagem ................................................................................................................ 209
17.1 – Cont. Num ............................................................................................................................... 209
17.2 – Cont. Valores........................................................................................................................... 209
18 – Funções de Data e Hora.............................................................................................................. 210
18.1 – Data e Hora ............................................................................................................................. 210
19 – Formatação Condicional ............................................................................................................. 214
20 – Planilhas 3D ................................................................................................................................ 216
21 – Inserção de Objetos .................................................................................................................... 219
22 – Classificação ................................................................................................................................ 219
23 – Gráficos ....................................................................................................................................... 222
24 – Dados .......................................................................................................................................... 228
25 – Auto Filtro ................................................................................................................................... 228
26 – Funções Condicionais ................................................................................................................. 232
26.1 – Cont. Se ................................................................................................................................... 232
26.2 – Somase.................................................................................................................................... 234
26.3 – SE ............................................................................................................................................ 235
26.4 – SE(E ......................................................................................................................................... 240
26.5 – SE(OU ...................................................................................................................................... 241
27 – Funções de Procura .................................................................................................................... 242
27.1 – PROC ....................................................................................................................................... 242
VII – Microsoft Office PowerPoint 2010 ................................................................................................. 245
1 – Conhecendo o PowerPoint ............................................................................................................. 245
2 – Interface.......................................................................................................................................... 245
2.1 – Painel de Estrutura de Slides .................................................................................................. 246
2.2 – Painel de Anotações ............................................................................................................... 246
3 – Criando uma Nova Apresentação ................................................................................................... 247
4 – Conhecendo os Layouts de Slides ................................................................................................... 247
5 – Salvando sua Apresentação ............................................................................................................ 248
6 – Inserindo Clip-art na Apresentação ................................................................................................ 250
6.1 – Personalizando o Clip-art ........................................................................................................ 250
7 – Trabalhando com Tabelas............................................................................................................... 251
8 – Aplicar uma imagem de plano de fundo, cor ou marca d'água aos slides ..................................... 252
9 – Tema ............................................................................................................................................... 253
10 – Transições ................................................................................................................................... 254
10.1 – Tipos de Transições................................................................................................................. 254
11 – WordArt ...................................................................................................................................... 257
11.1 – Inserindo WordArt .................................................................................................................. 257
12 – Números de slides ...................................................................................................................... 258
13 – Animação de textos e objetos .................................................................................................... 259
13.1 – Adicionar animação a um objeto ............................................................................................ 260
13.2 – Aplicar vários efeitos de animação a um único objeto........................................................... 261
13.3 – Definir as opções de efeito, o tempo ou a ordem de uma animação .................................... 261
13.4 – Aplicar vários efeitos de animação a um único objeto........................................................... 262
14 – Hiperlink...................................................................................................................................... 263
14.1 – Um slide na mesma apresentação .......................................................................................... 263
14.2 – Um slide em uma apresentação diferente ............................................................................. 264
15 – SmartArt ..................................................................................................................................... 266
15.1 – Criar um elemento gráfico SmartArt e adicionar texto a ele ................................................. 266
15.2 – Adicionar ou excluir formas no elemento gráfico SmartArt ................................................... 268
16 – Slide Mestre ................................................................................................................................ 270
16.1 – Criar ou personalizar um slide mestre .................................................................................... 271
OPERADOR DE COMPUTADOR

I – Fundamentos da Computação
1 – Vamos Conhecer o Computador

1.1 – História

O sonho da humanidade sempre foi reter a informação em algum suporte durável: lascas
e parede de pedra das cavernas, papiros, tijolos, papéis. A humanidade também perseguiu, em
toda a sua história, a invenção de máquinas que facilitassem operações de raciocínio. Em 3.000
a.C. – por exemplo – o ábaco preenchia as necessidades de cálculos matemáticos dos chineses
e egípcios.

1.2 – Pioneiros da computação moderna

1.2.1 – Blaise Pascal


Em 1642, na França, um homem inventou outra máquina que foi muito importante para a
história do computador. Esse homem foi Blaise Pascal. Pascal trabalhava para seu pai que era
contador. Pascal tinha que contar todo o dinheiro que pagavam para a corte. Uma vez ele
cometeu um engano e teve que contar tudo de novo. Pascal era físico, filósofo e matemático, ele
inventou a Pascaline, uma máquina de calcular bem veloz que somava e subtraía grandes
números sem enganos.

1.2.2 – Charles Babbage


Em 1833, o inglês Charles Babbage, juntamente com Lady Augusta Byron, tentou
construir uma máquina que tivesse a capacidade de fazer algum trabalho sozinha, sem ter
alguém movendo alguma de suas partes. Essa invenção foi chamada de “máquina analítica”. Eles
trabalharam anos nessa máquina e concluíram que para ela funcionar, deveria passar pelas
seguintes etapas: ENTRADA, PROCESSAMENTO E SAÍDA. Estes estudos foram a base para a
construção do computador.

1.2.3 – Herman Hollerith


Em 1880, o governo dos Estados Unidos queria realizar um censo no país. Se a
contagem fosse feita manualmente, levaria oito anos para finalizá-la. Então, Herman Hollerith
inventou uma máquina de tabulação própria para contagens que utilizava cartões perfurados. No
censo de 1890, foi utilizada a máquina de Herman Hollerith e, em apenas seis semanas, o
trabalho foi finalizado. Ele fundou uma das maiores empresas de informática do mundo, a IBM
(International Business Machines).

14
OPERADOR DE COMPUTADOR

1.3 – Os primeiros computadores

1.3.1 – Mark I
O primeiro equipamento eletrônico com as mesmas características dos computadores
atuais surgiu durante a Segunda Guerra Mundial. Desenvolvido em conjunto pela Universidade de
Harvard e a Marinha Americana, o primeiro computador, o Mark I, ocupava 120 m3 de espaço,
possuía milhares de reles e precisava de três segundos para operar dois números de dez dígitos.
Naquela época, os militares precisavam dos computadores não só para fazer cálculos de balística
com rapidez como também para desvendar as mensagens secretas enviadas entre tropas
alemãs.

1.3.2 – ENIAC
O tataravô do nosso computador de uso pessoal, esse que podemos encontrar hoje em
escritórios, residências e salas de aulas, foi o ENIAC (Electrical Numerical Integrator and
Computer), criado nos Estados Unidos, em 1943. Era uma máquina pesando mais de 30
toneladas com 18000 válvulas e 5000 interruptores, que ocupava diversos andares de um prédio.
Tudo isso para o computador ser capaz de realizar apenas as quatro operações aritméticas
básicas e processar outros dados rapidamente, funções executadas, atualmente, por qualquer
calculadora de bolso.

1.3.3 – UNIVAC
O UNIVAC I (de UNIVersal Automatic Computer - Computador Automático Universal) foi o
primeiro computador comercial fabricado e comercializado nos Estados Unidos. Era programado
ajustando-se cerca de 6.000 chaves e conectando-se cabos a um painel. UNIVAC usava 5.200
válvulas, pesava 13 toneladas e consumia 125 kW para fazer 1905 operações por segundo, com
um clock de 2.25MHz. O sistema completo ocupava mais de 35 m2 de espaço no piso
Gradativamente, os cientistas buscaram a diminuição dos seus componentes, até chegar
ao que temos hoje, os PCs – personal computers – e notebooks (também chamados de laptop)
de tamanhos nunca imaginados.

15
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercícios
1º Cite três invenções do homem que facilitaram em muito o dia-a-dia das pessoas.

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

2º Cite o nome dos principais homens que contribuíram de maneira substancial para o
desenvolvimento dos computadores.

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

3º Fale com suas palavras sobre Blaise Pascal.

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

4º Fale com suas palavras sobre Charles Babbage.

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

5º Fale com suas palavras sobre Herman Hollerith.

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

6º Fale com suas palavras sobre o ENIAC.

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

7º Os componentes que formam o computador evoluíram com o tempo. Qual o nome desses
componentes na ordem cronológica?

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

8º Qual a diferença de Computação para Informática?

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

16
OPERADOR DE COMPUTADOR

2 – Desvendando mistérios – O computador e seus periféricos

2.1 – O que é o Computador

É um equipamento eletrônico capaz de realizar tarefas automaticamente, economizando


tempo e esforços. Ele pode captar – pela internet ou com nossa digitação – dados no formato de
textos, números ou imagens e, a partir deles, com nossa ação, criar novos dados, novos
conhecimentos. Inicialmente utilizado para realizar cálculos e editar textos, o computador, com o
avanço da tecnologia, passou a ser utilizado para realizar inúmeras tarefas, como gravar e
reproduzir músicas, editar fotos e vídeos e automatizar escritórios e indústrias.

2.2 – Tipos de Computadores

Existe uma grande variedade de tipos de computadores. Nossa apostila abordará o PC –


Personal Computer – tipo mais comum de computador, de uso pessoal, utilizado em ambientes
comerciais e domésticos. O notebook ou laptop é um PC portátil, o que permite uma maior
mobilidade do equipamento.

2.2.1 – Desktop
O Desktop, desk (mesa) e top (em cima), é o computador criado para ser utilizado sobre a
mesa, ou seja, não é portátil. Estes computadores possuem tudo separado (mouse, teclado,
gabinete, monitor, impressora...), e são os de menor custo.

2.2.2 – Laptop ou Notebook


O laptop, lap (colo) e top (em cima), é um computador portátil, leve, que pode ser levado a
qualquer lugar. Geralmente um notebook contém monitor de LCD (Display de Cristal Líquido) ou
LED (Diodo Emissor de Luz), teclado, unidade de disco rígido e gravadores de CD/DVD, os mais
modernos possuem leitor de Blu-Ray.

2.2.3 – Netbook
Netbook é um termo usado para descrever uma classe de computadores portáteis tipo
subnotebook com características típicas: peso reduzido, dimensão pequena ou média e baixo
custo. São utilizados, geralmente, em serviços baseados na internet, tais como navegação na
web e e-mails.

17
OPERADOR DE COMPUTADOR

2.2.4 – Ultrabook
O Ultrabook é uma das maiores novidades no mercado mundial, e foi apresentado no CES
2012 (Consumer Electronics Association) como um novo formato para o velho notebook,
deixando-o para trás em diversos aspectos. Desenvolvido pela Intel em maio de 2011, para que
um notebook se enquadre na categoria de Ultrabook, é preciso que ele tenha menos de 21
milímetros de espessura, e o mais complicado, custe menos de mil dólares, aqui no Brasil essa
faixa se estende a 2 mil reais de acordo com diretor de marketing da Intel no país. O Ultrabook
contem três grandes vantagens em comparação aos notebooks. Pouco peso, hardware mais
potente, e bateria com maior durabilidade.

2.2.5 – Tablet
Um tablet, também conhecido como tablet PC ou simplesmente tablete em português, é
um dispositivo pessoal em formato de prancheta que pode ser usado para acesso à Internet,
organização pessoal, visualização de fotos, vídeos, leitura de livros, jornais e revistas e para
entretenimento com jogos. Apresenta uma tela sensível ao toque (touchscreen) que é o
dispositivo de entrada principal. A ponta dos dedos ou uma caneta aciona suas funcionalidades.

2.2.6 – Smartphone
Os smartphones, em tradução literal: "telefones Inteligentes", são aparelhos celulares que
agregam também várias funções de computadores. Essas funções de computador são possíveis
de ser acopladas a um telefone móvel graças a sistemas operacionais semelhantes aos do
computador, adaptados para Smartphones. Devido aos sistemas operacionais, a chips gráficos
mais avançados que os de celulares comuns, e a maior quantidade de memória RAM, é possível
editar textos e planilhas, criar apresentações, acessar a internet e e-mails, usar comunicadores
instantâneos como MSN e Skype, ouvir música, assistir e produzir vídeos e tirar fotos. Tudo isso
ao mesmo tempo nos smartphones. Os principais sistemas operacionais são o iOS, o BlackBerry
OS, o Symbian, o Android, o Windows Mobile e mais recentemente o Windows Phone, que
chegou para substituir o Windows Mobile. Existem ainda outros sistemas como o Bada e o
PalmOS.

2.3 – O que é Informática

É a ciência que trata da informação por meio de equipamentos e das técnicas de


processamento de dados. O universo da informática é constituído basicamente de Hardware e
Software.

2.4 – O que é Hardware

Palavra inglesa – Hard, significa tangível, é o que se pode pegar e tocar, Ware, significa
ferramenta. Desta forma, o Hardware é o universo tangível da computação, o que se pode pegar,
por exemplo: Placa-mãe, HD, CPU e Memória RAM.

18
OPERADOR DE COMPUTADOR

2.5 – O que é Software

Palavra inglesa – Soft, significa intangível, o que não se pode pegar e tocar, Ware,
significa ferramenta. Desta forma, o Software é o universo intangível da computação, são os
programas e arquivos. O software é armazenado em um hardware.

2.6 – O que é Peopleware

São as pessoas, profissionais de informática ou não, ou seja, são os recursos humanos


que, de alguma forma, tem a capacidade de influenciar ou alterar o sistema. Por exemplo:
cientista da computação (Bacharelado no mínimo) analista de sistema (nível superior com
especialização em informática), programador (em geral pelo menos o segundo grau) operadores
digitadores (introduzem dados no sistema), usuário, técnico de manutenção em hardware.

2.7 – Os elementos do hardware são:

 Placa-mãe (Motherboard) é o hardware mais


importante do micro, pois é ela a responsável pela
comunicação entre todos os componentes. É o
circuito impresso central de um computador pessoal,
onde fica a maior parte dos componentes cruciais do
sistema e conectores para periféricos.

 CPU – Unidade Central de Processamento


(Central Processing Unit) é um conjunto de
componentes que representam o cérebro do
computador, onde todos os cálculos e
processamentos são realizados. É um circuito
integrado que realiza as funções de cálculo e
tomada de decisão de um computador, todos os
computadores e equipamentos eletrônicos baseiam-
se nele para executar suas funções.

19
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Memória RAM – Memória de Acesso Aleatório


(Random Access Memory). É um tipo de memória
que permite a leitura e a escrita, utilizada como
memória primária em sistemas eletrônicos digitais. É
uma memória volátil, isto é, todo o seu conteúdo é
perdido quando a alimentação da memória é
desligada. Hoje você vai encontrar no mercado
memórias RAM com tecnologia DDR, DDR2 e
DDR3.

 Disco-rígido (hard disk ou HD) principal unidade de


armazenamento de informações do computador.
Fisicamente é composto de uma série de discos
dispostos uns sobre os outros cobertos por material
magnético que permite a gravação e recuperação
de informações. Entre os discos existem cabeças
magnéticas para a leitura ou gravação de dados no
disco.

 Placa de rede: A placa de rede é o hardware que


permite aos computadores conversarem entre si
através da rede. Sua função é controlar todo o envio
e recebimento de dados através da rede.

 Drive de DVD – Dispositivo de Vídeo Digital


(Digital Video Device) permite reproduzir textos e
imagens gravados em DVD-ROM ou em CD-ROM.
É possível também, através deste drive, assistir a
vídeos gravados em DVDs convencionais assim
como escutar músicas de CDs convencionais de
áudio.

20
OPERADOR DE COMPUTADOR

2.8 – Tipos de Periféricos:

Equipamentos utilizados pelo usuário com fim de manipular os dados do computador,


ou seja, inserir e recuperar os dados no computador. Também são chamados de dispositivos.
Os periféricos ou dispositivos podem ser de diferentes tipos de acordo com a finalidade pela
qual eles estão sendo utilizados. Sob este aspecto, temos então os dispositivos de entrada de
dados, os dispositivos de saída de dados, os dispositivos tanto de entrada como de saída de
dados, também chamados de dispositivos mistos e os dispositivos de armazenamento.

2.9.1 – Periféricos de Entrada


São aqueles que permitem a inserção de dados no computador. Exemplos: teclado,
mouse, scanner, caneta óptica, mesa digitalizadora, câmera de vídeo, etc.

2.9.2 – Periféricos de Saída


São aqueles que possibilitam a visualização dos resultados do processamento de
dados. Exemplo: monitores de vídeo, impressoras, etc.

2.9.3 – Periféricos Mistos (Entrada e Saída)


São aqueles que permitem tanto a inserção quanto à recuperação de dados gravados
no computador. Exemplo: Unidade de disco (onde são gravados os dados no computador),
modem, monitores touchscreen, etc.

2.9.4 – Periféricos de Armazenamento


Armazenam informações do computador e para o mesmo. Exemplo: Pendrive, HD
externo, cartão de memória, etc.

Os Periféricos são:
 Monitor: semelhante a um televisor, exibe
telas com textos, imagens e os símbolos das
operações que fazem parte do trabalho com
o computador. Como nos televisores, as
telas dos monitores também podem ter
diferentes polegadas, sendo as mais comuns
de 14”, 15” e 17” para notebook e 18”, 19” e
20” para PC. Atualmente os computadores
possuem monitores de LED
(Light Emitting Diode ou Diodo Emissor de
Luz), cujas telas são totalmente planas e tão
finas quanto um caderno.

21
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Teclado: é um tipo de periférico utilizado


pelo usuário para a entrada manual no
sistema de dados e comandos. Possui teclas
representando letras, números, símbolos e
outras funções, baseado no modelo de
teclado das antigas máquinas de escrever.

1) Abrir o programa Bloco de Notas

1. Passo Iniciar – Todos os Programas –


Acessórios – Bloco de Notas.

2) Digite os símbolos a baixo:

@&+ºª-_()“[]{}/\

 Mouse: o rato ou mouse (em inglês) é um


periférico de entrada que, historicamente, se
juntou ao teclado como auxiliar no processo
de entrada de dados, especialmente em
programas com interface gráfica. O mouse
(que significa "camundongo") tem como
função movimentar o cursor (apontador) pelo
ecrã ou tela do computador. O formato mais
comum do cursor é uma seta, contudo,
existem opções no sistema operacional e em
softwares específicos que permitam a
personalização do cursor do mouse.

 Impressora: é um periférico que, quando


conectado a um computador ou a uma rede
de computadores, tem a função de
dispositivo de saída, imprimindo textos,
gráficos ou qualquer outro resultado de uma
aplicação. As impressoras podem ser do
tipo: Matricial, Jato de tinta, Laser, Térmica,
Solvente e Plotter.

22
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Digitalizador ou Scanner: é um periférico de


entrada responsável por digitalizar imagens, fotos e
textos impressos para o computador, um processo
inverso ao da impressora. Ele faz varreduras na
imagem física gerando impulsos elétricos através de
um captador de reflexos.

 Pendrive: USB flash drive ou Memória USB Flash


Drive, comumente conhecido como pen drive, disco
removível ou chaveiro de memória, é um dispositivo
de armazenamento constituído por uma memória
flash tendo aparência semelhante à de um isqueiro
ou chaveiro e uma ligação USB tipo A permitindo a
sua conexão a uma porta USB de um computador ou
outro equipamento com uma entrada USB. As
capacidades atuais de armazenamento são variadas,
existindo pen drives com capacidade de até 256GB.

2.9 – Os Componentes são:

 Estabilizador: como o próprio nome já diz, estabiliza a


corrente elétrica, protegendo os componentes do
computador das oscilações de energia.

 Nobreak: armazena energia elétrica em suas baterias,


permitindo que o computador permaneça ligado por alguns
minutos durante um blackout, tempo suficiente para que você
consiga gravar o trabalho que está sendo realizado no
momento.

23
OPERADOR DE COMPUTADOR

3 – Vamos montar um computador?


É interessante que você saiba, antes de comprar seu computador, qual a finalidade de
uso do mesmo. Isso vai ajudar você de duas maneiras: economia e desempenho da máquina.
Vamos lá:

Placa-mãe – ela pode ser considerada a espinha dorsal do computador, o que você deve
atentar aqui é o chipset, ele é responsável pelo controle dos barramentos PCI, HD, Memória
RAM, Processador entre outros. Dê preferência aos fabricantes NVIDIA e ATI para Chipsets e
ASUS, GIGABYTE, ESC e PCCHIPS para Placa-mães.

Vídeo – se você pretende usar o computador apenas para trabalhos domésticos e de


escritório, então somente a CPU já será suficiente. Agora se seu interesse é usar o
computador para jogar, então você precisará de um hardware chamado GPU (Unidade Gráfica
de Processamento), também conhecido como Placa de vídeo, hoje em dia os games em sua
maioria estão requerendo uma placa de vídeo com memória de no mínimo 512Mb. Além da
GPU podemos citar também os monitores de vídeo, a tecnologia de ponta hoje é a LED
(Display ), então dê preferência para esses tipos de monitores.

Processador – a CPU é o hardware mais importante do sistema computacional, os melhores


do mercado hoje são: Core I7, Core I5 e Core I3 respectivamente. Você também deve atentar
para a velocidade de clock do processador que deve ser acima de 2.0GHz.

Memória RAM – DDR3 é a tecnologia de memória RAM que você deve comprar, mas não é
só isso, tem também a velocidade de leitura e escrita que deve ser de 1333MHz ou superior.
O espaço de armazenamento deve ser de 4GB ou superior.

Disco Rígido – o HD de sua máquina deve ser de 500GB ou superior. Um detalhe importante
é a velocidade do disco, a grande maioria gira a 5400rpm, porém se possível adquira um com
velocidade de 7200rpm. No entanto o melhor mesmo é não comprar mais computadores
equipados com HD, é isso mesmo, já estão no mercado os computadores equipados com
SSD (Solid-State Drive ou Unidade de Estado Sólido), trata-se de um tipo de dispositivo sem
partes móveis para armazenamento não volátil de dados digitais, esses dispositivos são mais
velozes e consequentemente sua máquina terá mais desempenho.

24
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exemplo de configuração de um computador:

25
OPERADOR DE COMPUTADOR

4 – Sistema de Armazenamento de Dados no Computador


Os sistemas eletrônicos de processamento de dados tem uma forma especial de
armazenar os dados. Normalmente, nas operações do cotidiano, nós usamos o sistema decimal;
já os sistemas eletrônicos não utilizam em suas operações o sistema decimal, eles utilizam o
sistema binário para representar as informações.

4.1 – Sistema Binário:

Toda informação inserida no computador passa pelo Microprocessador e é jogada na


memória RAM para ser utilizada enquanto seu micro trabalha. Essa informação é armazenada
não em sua forma legível (por nós), mas é armazenada na forma de 0 (zero) e 1 (um). Essa
linguagem é chamada linguagem binária ou digital. O sistema binário possui apenas dois dígitos:
0 e 1. Cada um desses dígitos é chamado BIT (BINARY DIGIT). O zero simboliza a falta de
energia elétrica, o um representa a presença de energia elétrica.

4.1.1 – Bit
É a menor unidade de informação utilizada pelo computador. Representando a passagem
ou não de corrente elétrica nos circuitos do computador.

4.1.2 – Byte
Pode ser definido como o conjunto de 8 bits. Os bits são agrupados para possibilitar as
combinações que resultam em todo o universo de construções existentes no computador, sendo
que 8 bits nos permite distinguir 256 diferentes combinações, letras maiúsculas ou minúsculas,
um algarismo, um caractere especial ou um caractere de controle do microcomputador.
Mas como dizer que você tem 1.073.741.824 bytes? Da mesma forma que você não diz
que percorreu 30.000.000 de milímetros, mas sim 30 km, na linguagem da informática, você se
utiliza, também, de diferentes convenções, tais como:

Medida Representa o mesmo que: Característica

8 Bits 1 Byte A informação tomando forma


1024 Bytes 1 Kilobyte (KB) Os dados tangíveis
1024 Kilobytes 1 Megabyte (MB) O mundo multimídia
1024 Megabytes 1 Gigabyte (GB) A alta definição
1024 Gigabytes 1 Terabyte (TB) A nova necessidade
1024 Terabytes 1 Petabyte (PB) Muito além do uso doméstico
1024 Petabytes 1 Exabyte (EB) O tráfego da internet mundial
1024 Exabytes 1 Zettabyte (ZB) Todas as palavras do mundo
1024 Zettabytes 1 Yottabyte (YB) Mais do que existe

26
OPERADOR DE COMPUTADOR

Valor Padrão
Componente Unidade Mede
(hoje em dia)
A velocidade de processamento do
Microprocessador GHz (GigaHertz) De 1600 a 4000
computador.

Capacidade de armazenamento de
Pendrive GB (GigaBytes) De 4 a 256 GB
informação.

Capacidade de armazenamento de
Disco Rígido TB (TeraBytes) De 320 GB a 1,5 TB
informação.

Capacidade de armazenamento de
Memória RAM GB (GigaBytes) De 1 a 4 GB
informação.
Velocidade de transmissão e
Kbps
Modem recepção de dados através de De 1 a 100 Mbps
(KiloBits por Segundo)
Modem (Internet).
DPI (Pontos por
Impressora Qualidade de impressão De 300 a 1200 DPI
Polegada)

Capacidade de armazenamento de
CD MB (MegaBytes) 700 MB
informação.

Taxa de transferência da unidade


Leitor de CD X (= 150 Kbps) 52X
de leitura de CD-ROM

Capacidade de armazenamento de
DVD GB (GigaBytes) 4.7 GB
informação.

Capacidade de armazenamento de
Blu-Ray GB (GigaBytes) 25 GB
informação.

4.2 – Memória:

A memória do computador é o local onde são processados e armazenados os dados. A


memória pode ser de dois tipos:

 Memória principal, real ou primária.


 Memória secundária, virtual, auxiliar ou de massa.

4.2.1 – Memória Principal

A memória principal do computador é a memória onde os dados são processados. Ela


não é utilizada, portanto, para gravação de dados.
A memória principal do computador se divide em quatro partes: memória Registradora,
memória Cache, memória ROM e memória RAM.

27
OPERADOR DE COMPUTADOR

Memória Registradora: memória volátil, são unidades de memória capazes de


armazenar n bits. Os registradores estão no topo da hierarquia de memória, sendo assim, são o
meio mais rápido e caro de se armazenar um dado.
Os registradores são circuitos digitais capazes de armazenar e deslocar informações
binárias, e são tipicamente usados como um dispositivo de armazenamento temporário.
São utilizados na execução de programas de computadores, disponibilizando um local
para armazenar dados. Na maioria dos computadores modernos, quando da execução das
instruções de um programa, os dados são movidos da memória RAM para os registradores.
Então, as instruções que utilizam estes dados são executadas pelo processador e, finalmente, os
dados são movidos de volta para a memória RAM.
Memória Cache: É uma memória que está entre o processador e a RAM, para fazer com
que o acesso à RAM seja mais veloz. A Memória Cache normalmente é formada por circuitos
dentro do processador, para que sua velocidade seja ainda maior. Uma vez acessada uma
informação, ela não precisará ser acessada mais uma vez na RAM, o computador vai buscá-la na
Cache, pois já estará lá.

Memória ROM: (Read Only Memory ou somente para leitura) é uma parte da memória
principal que contém dados relativos ao computador e que não podem ser acessados nem
alterados pelo usuário. A ROM não é volátil, nela são gravados os programas BIOS, SETUP e
POST.
Memória RAM: (Random Access Memory ou Memória de Acesso Aleatório) é a memória
de trabalho do computador, sendo normalmente medida em GB (Giga Bytes). Todas as
informações que o usuário pode visualizar na tela passam pela memória RAM. Devido a esse
fato, portanto, quanto mais memória RAM possuir o computador, mais rápido ele manipula as
informações e mais rápidos os dados serão processados. Por ser uma Memória de Acesso
Aleatório, o computador altera seu conteúdo constantemente, sem permissão da mesma, o que é
realmente necessário. Como a memória RAM é alimentada eletricamente, seu conteúdo é
esvaziado quando desligamos o computador. Sem chance de recuperação, ou seja, é um
conteúdo volátil.
Com os softwares atualmente no mercado, recomenda-se a utilização de um
equipamento, no mínimo com 1 GB para Windows XP e 2 GB para Windows Seven, sendo que
para melhor aproveitamento você pode utilizar 4 GB ou mais, dependendo do seu computador.

28
OPERADOR DE COMPUTADOR

4.2.2 – Memórias Secundárias

Também chamadas de “memórias de armazenamento em massa”, para armazenamento


permanente de dados. Não podem ser endereçadas diretamente, a informação precisa ser
carregada em memória principal antes de poder ser tratada pelo processador. Não são
estritamente necessárias para a operação do computador. São geralmente não-voláteis,
permitindo guardar os dados permanentemente. Como memórias externas, de armazenamento
em massa, podemos citar os discos rígidos como o meio mais utilizado, SSD (sigla do inglês
solid-state drive) e uma série de discos óticos como CDs, DVDs e Blu-Rays.

29
OPERADOR DE COMPUTADOR

5 – Estudo do Software

5.1 – O que é Software:

Já sabemos que todas as partes físicas do computador são chamadas de Hardware, mas
que não funcionam se não estiverem associados a um Software (toda a parte lógica, gravada nos
discos, que faz o computador funcionar). Software é todo e qualquer conjunto de instruções
(ordens) que o computador executa. Seja um programa para fazer cálculos de engenharia, até um
simples calendário que apresenta as datas na tela do computador. Eles dividem-se em básicos,
aplicativos e utilitários.

5.2 – Tipos de Softwares:

5.2.1 – Básicos
São aqueles fundamentais para o funcionamento do computador. Cada micro possui pelo
menos um dos tipos de software básico. Sistema Operacional, linguagem de programação e
drivers.

5.2.2 – Utilitários
Auxiliam no gerenciamento do sistema. Antivírus, desfragmentador de disco, limpeza de
disco, removedor de programas, verificador de erros, entre outros.

5.2.3 – Aplicativos
São programas utilizados para realizar determinadas tarefas pessoais. Editores de texto,
planilhas eletrônicas, apresentação de slides entre outros.

5.3 – Classificação dos Softwares:

5.3.1 – Livres
Caracteriza-se pela liberdade ao usuário em utilizar seus produtos, executar, copiar,
estudar e modificar. O produto da categoria Software Livre pode ser encontrado gratuitamente ou
mediante compra, dependendo da sua forma de licenciamento. A característica que diferencia o
Software Livre dos demais é que o usuário pode ter acesso irrestrito ao seu CÓDIGO-FONTE.
Portanto é um serviço, envolvendo desenvolvimento, distribuição, suporte e outros.

5.3.2 – Proprietários
Caracteriza-se por ter o CÓDIGO-FECHADO, impossibilitando o conhecimento do seu
conteúdo pelos usuários, sendo proibido reabrir o código de um programa para estudo ou
modificação. Além disso, o Software Proprietário é valorizado como PRODUTO, com o objetivo
de venda dos programas para obtenção de lucros, sem preocupar-se com as necessidades do
usuário.

30
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercícios
1º O que é informática?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
2º O que é Hardware? Dê 3 exemplos.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
3º O que é software? Dê 2 exemplos.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
4º O que é Peopleware?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
5º O que é Periférico?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
6º Como se divide os periféricos?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
7º Dê 2 exemplos de Dispositivos de Entrada.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
8º Dê 2 exemplos de Dispositivos de Saída.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
9º Dê 2 exemplos de Dispositivos Mistos.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
10º O que é Bit?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

31
OPERADOR DE COMPUTADOR

11º O que é Byte?


______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
12º Diga quantos Bits e Bytes tem nas seguintes palavras.
Casa Educação Passo a Passo Mão

Bits__________ Bits__________ Bits__________ Bits__________

Bytes_________ Bytes_________ Bytes_________ Bytes_________

13º Como se divide os Softwares?


______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
14º Dê 2 exemplos de Softwares Básicos?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
15º Dê 3 exemplos de Softwares Aplicativos?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
16º O que é CPU?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
17º Como é dividida a memória principal?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
18º Qual a diferença de Memória RAM e ROM?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
19º Cite 2 exemplos de memória secundária.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
20º Fale com suas palavras o que você entendeu sobre periféricos.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

32
OPERADOR DE COMPUTADOR

6 – Cabos e Conexões
Se nos primórdios da informática os monitores tinham tela monocromática e gráficos
pobres em detalhes, hoje o cenário é bem diferente. Cores realistas, imagens de alta definição e
gráficos detalhados em 3D são algumas das características que permitem o uso cada vez maior
dos PCs para vídeos, jogos e outras aplicações multimídia. Como consequência, os
computadores podem contar com vários tipos de conexão de vídeo, o que gera uma pequena
confusão na hora de distingui-los. Para evitar esse tipo de problema, apresentaremos a seguir os
padrões mais usados em PCs: VGA, DVI, S-Video e Component Vídeo (Vídeo Componente).

6.1 – Conector VGA (Video Graphics Array)

Os conectores VGA são os mais conhecidos, pois estão presentes na maioria dos
monitores, inclusive em alguns modelos que usam a tecnologia LCD, além de serem os mais
comuns em placas de vídeos (conforme é de se esperar).
O conector desse padrão, cujo nome é D-Sub, é composto por três "fileiras" de cinco
pinos. Esses pinos são conectados a um cabo cujos fios transmitem, de maneira independente,
informações sobre as cores vermelha (red), verde (green) e azul (blue) - isto é, o conhecido
esquema RGB - e sobre as frequências verticais e horizontais.
É comum encontrar monitores cujo cabo VGA possui pinos faltantes. Não se trata de um
defeito: embora os conectores VGA utilizem um encaixe com 15 pinos, nem todos são usados.

Conector e placa de vídeo com conexão VGA

33
OPERADOR DE COMPUTADOR

6.2 – Conector DVI (Digital Video Interface)

Os conectores DVI são bem mais recentes que os conectores VGA e tendem a substituí-
los por proporcionarem qualidade de imagem superior. Isso ocorre porque, conforme indica seu
nome, as informações das imagens podem ser tratadas de maneira totalmente digital, o que não
ocorre com o padrão VGA.

Quando, por exemplo, um monitor LCD trabalha com


conectores VGA, precisa converter o sinal que recebe para digital. Esse
processo faz com que a qualidade da imagem diminua. Como o DVI
trabalha diretamente com sinais digitais, não é necessário fazer a
conversão, portanto, a qualidade da imagem é mantida. Por essa razão,
a saída DVI é ótima para ser usada em monitores LCD, DVDs, TVs de
plasma, entre outros.
É necessário frisar que existe mais de um tipo de conector DVI:
Conector DVI-D
DVI-A: é um tipo que utiliza sinal analógico, porém oferece qualidade
de imagem superior ao padrão VGA;
DVI-D: é um tipo similar ao DVI-A, mas utiliza sinal digital. É também mais comum que seu
similar, justamente por ser usado em placas de vídeo;
DVI-I: esse padrão consegue trabalhar tanto com DVI-A como com DVI-D. É o tipo mais
encontrado atualmente.
Há ainda conectores DVI que trabalham com as especificações Single Link e Dual Link. O
primeiro suporta resoluções de até 1920x1080 e, o segundo, resoluções de até 2048x1536, em
ambos os casos usando uma frequência de 60 Hz.
O cabo dos dispositivos que utilizam a tecnologia DVI é composto, basicamente, por
quatro pares de fios trançados, sendo um par para cada cor primária (vermelho, verde e azul) e
um para o sincronismo. Os conectores, por sua vez, variam conforme o tipo do DVI, mas são
parecidos entre si, como mostra a imagem a seguir:

34
OPERADOR DE COMPUTADOR

Muitas placas de vídeo e monitores já são compatíveis com DVI. A tendência é a de que
o padrão VGA caia, cada vez mais, em desuso. A Apple, por exemplo, já faz questão de aplicar
DVI em seus computadores.

6.3 – Conector S-Video (Separated Video)

Para entender o S-Video, é melhor compreender,


primeiramente, outro padrão: o Compost Video, mais conhecido
como Vídeo Composto. Esse tipo utiliza conectores do tipo RCA
e é comumente encontrado em TVs, videocassetes, aparelhos
de DVD, filmadoras, entre outros.
Geralmente, equipamentos com Vídeo Composto fazem uso de
três cabos, sendo dois para áudio (canal esquerdo e canal
Padrão S-Video
direito) e o terceiro para o vídeo, sendo este o que realmente
faz parte do padrão. Esse cabo é constituído de dois fios, um para a transmissão da imagem e
outro que atua como terra.
O S-Video, por sua vez, tem seu cabo formado com três fios: um transmite imagem em preto e
branco; outro transmite imagens em cores; o terceiro atua como terra. É essa distinção que faz
com que o S-Video receba essa denominação, assim como é essa uma das características que
faz esse padrão ser melhor que o Vídeo Composto.
O conector do padrão S-Video usado atualmente é conhecido como Mini-Din de quatro pinos (é
semelhante ao usado em mouses do tipo PS/2). Também é possível encontrar conexões S-Video
de sete pinos, o que indica que o dispositivo também pode contar com Vídeo Componente (visto
adiante).
Muitas placas de vídeo oferecem conexão VGA ou DVI com S-Video. Dependendo do caso, é
possível encontrar os três tipos na mesma placa. Assim, se você quiser assistir na TV um vídeo
armazenado em seu computador, basta usar a conexão S-Video, desde que a televisão seja
compatível com esse conector, é claro.

35
OPERADOR DE COMPUTADOR

Placa de vídeo com conectores S-Video, DVI e VGA

6.4 – Component Video (Vídeo Componente)

O padrão Component Video é, na maioria das vezes, usado em computadores para


trabalhos profissionais - por exemplo, para atividades de edição de vídeo. Seu uso mais comum é
em aparelhos de DVD e em televisores de alta definição (HDTV - High-Definition Television),
sendo um dos preferidos para sistemas de home theater. Isso ocorre justamente pelo Vídeo
Componente oferecer excelente qualidade de imagem.

A conexão do Component Video é feita através de


um cabo com três fios, sendo que, geralmente, um é
indicado pela cor verde, outro é indicado pela cor azul e o
terceiro é indicado pela cor vermelha, em um esquema
conhecido como Y-Pb-Pr (ou Y-Cb-Cr). O primeiro (de cor Component Video

verde), é responsável pela transmissão do vídeo em preto e branco, isto é, pela "estrutura" da
imagem. Os demais conectores trabalham com os dados das cores e com o sincronismo.

Como dito anteriormente, o padrão S-Video é cada vez mais comum em placas de vídeo.
No entanto, alguns modelos são também compatíveis com Vídeo Componente. Nestes casos, o
encaixe que fica na placa pode ser do tipo que aceita sete pinos (pode haver mais). Mas, para ter
certeza dessa compatibilidade, é necessário consultar o manual do dispositivo.

Para fazer a conexão de um dispositivo ao computador usando o Component Video, é


necessário utilizar um cabo especial (geralmente disponível em lojas especializadas): uma de
suas extremidades contém os conectores Y-Pb-Pr, enquanto a outra possui um encaixe único,
que deve ser inserido na placa de vídeo.

36
OPERADOR DE COMPUTADOR

6.5 – RCA (Radio Corporation of America)

RCA - Também conhecido como conector cinch, o RCA consiste


de um tipo de conector que é envolvido por um “colarinho” semi-
rígido que pode transportar sinais de vídeo e/ou áudio “mono” ,
com um canal, ou estéreo dois canais. Nele pode ser emitido
sinais de entrada ou saída enquanto o “plug” central é
responsável pelo retorno do sinal. Pela sua simplicidade de uso e preço acessível, ele é muito
popular entre os fabricantes. Sua utilidade é variada e pode combinar uma série de
configurações, por exemplo, a combinação de três cabos juntos pode ser utilizada para receber e
emitir sinais de vídeo componente.

6.6 – HDMI (High-Definition Multimedia interface)

HDMI - Interface Multimídia de Alta-Definição é cada vez maior o


desenvolvimento tecnológico no que concerne a transmissão de áudio e vídeo.
Conteúdos digitais estão se tornando mais comuns e se você puder pagar,
poderá ter áudio e vídeo com qualidade de cinema em sua casa. Para colaborar
com a efetividade desta tecnologia de alta definição foi que surgiu o HDMI, um
sistema de conexão de alta tecnologia que é capaz de transmitir áudio e vídeo
através de um único cabo, ao invés do que acontecia anteriormente, onde cada
tipo de transmissão possuía cabos e entradas exclusivas nos aparelhos.

Este sistema é totalmente digital, e pode ser usado, por exemplo, para conectar
um aparelho de reprodução de Blu-Ray, um vídeogame ou até mesmo um reprodutor de DVD a
uma televisão que possua a mesma entrada. Os resultados serão belíssimas imagens de alta
qualidade e definição, num padrão bem superior do que quando da utilização de um sistema
analógico de conexão.

6.6.1 – Conectores HDMI


Além da qualidade das imagens, o HDMI também se sobressai em relação a outros
formatos devido ao fato de ser mais compacto e de fácil encaixe. Existem dois tipos de
conectores HDMI: o HDMI tipo A e o HDMI tipo B.

O HDMI tipo A possui 19 pinos e é o mais popularizado dos dois, pois é compatível
também com a tecnologia DVI-D (outro tipo de conexão digital, porém inferior ao HDMI). Desta
forma, é necessário que apenas uma das pontas do cabo seja HDMI e a outra DVI. O conector

37
OPERADOR DE COMPUTADOR

HDMI tipo B é destinado a resoluções de altíssima qualidade e trabalha no sistema dual link,
dobrando a capacidade de transmissão do cabo.

6.6.2 – Versões do sistema HDMI


Desde o seu lançamento em 2003, o sistema de conexão HDMI já passou por algumas
revisões, trazendo melhorias aos seus usuários. Contudo, juntamente dos benefícios, estas
“atualizações” trouxeram consigo algumas confusões, pois cada nova versão não era compatível
com a anterior.

Sua primeira versão, a HDMI 1.0, além de toda a inovação de transmissão de áudio e
vídeo por um único cabo, a uma velocidade de 4,95 Gbps (Gigabytes por segundo), esta versão
permitia que seu usuário tivesse até 8 canais de áudio. A primeira revisão, lançada em maio de
2004 e chamada de HDMI 1.1, trouxe o suporte ao padrão DVD-Áudio.

Em sua versão HDMI 1.2, lançada em agosto de 2005, o sistema passou a suportar
formatos de áudio do tipo One Bit Audio e passava a ser utilizado também em computadores.

Apesar de ter havido a versão 12a, o sistema só sofre uma alteração significativa em
junho de 2006, com o lançamento do HDMI 1.3. Esta nova versão suportava maior frequência
(até 340 Mhz) e numa velocidade de transmissão de 10,2 Gbps.

Além disso, ela também ganhava uma inovação quanto a aparelhos utilizando o sistema:
agora era possível conectar cabos HDMI a câmeras de vídeo portáteis, eliminando problemas de
sincronismo entre áudio e vídeo. Ainda nesta versão, o sistema HDMI passou a suportar novos
padrões de cores, de 30, 36 e 48 bits. Depois disso ainda foram realizadas pequenas alterações
nas versões 1.3a e 1.3b, lançadas em novembro de 2006 e outubro de 2007 respectivamente.

6.6.3 – Resolução
Quem resolve procurar aparelhos com sistemas de conexão HDMI o faz, principalmente,
pela questão da qualidade da imagem e do áudio exibido. Assim, um fato interessante a ser
esclarecido quanto a este assunto é a resolução das imagens transmitidas.

Se você já foi atrás de aparelhos do tipo, já deve ter se deparado com marcações de
resoluções da seguinte maneira “480p” ou então “1080i”. É bastante provável que você tenha
ficado em dúvida, ou melhor, tenha se sentido um analfabeto por não fazer idéia de como isso
funciona. Pois saiba que nada é tão complicado.

38
OPERADOR DE COMPUTADOR

A resolução de sistemas HDMI são medidas da mesma forma que a grande maioria das
imagens e vídeos: em pixels. Quanto maior for a resolução, melhor deverá ser a qualidade das
imagens exibidas em sua tela.

A letra que segue o número se refere ao tipo de mapeamento realizado pelo aparelho: p
para progressive scan (mapeamento progressivo) e i para interlaced scan (mapeamento
entrelaçado) (leia mais sobre os tipos de mapeamento logo abaixo).

Portanto, se você encontrar uma marcação de 480p, saiba que a resolução será de
640x480 pixels com mapeamento progressivo. 720i indica que a resolução máxima deste
equipamento é de 1280x720 pixels com mapeamento entrelaçado. Outro valor bastante comum é
o 1080, (Full HD) ou seja, 1920x1080 pixels.

6.7 – DisplayPort

Lançado em 2006 pela VESA (Video Electronics Standards


Association — a associação que define os padrões de vídeo) e
aprimorado em 2008, o DisplayPort vem ganhando atenção de
diversos fabricantes. Com suporte para alta resolução de 2560 x
1600 pixels (na versão 1.1), transmissão de dados de até 10.8
gigabits e suporte para áudio digital de até oito canais, o
DisplayPort mostra-se um padrão de alta capacidade.

Até o presente momento, uma enormidade de fabricantes já declarou que darão suporte
para o DisplayPort em seus dispositivos. A grande maioria das marcas que vem anunciando atua
na parte de hardware dos computadores, ainda que haja algumas fabricantes de dispositivos
eletrônicos (como a Philips e a Samsung). Fabricantes como a Intel, AMD e NVIDIA veem no
DisplayPort uma ótima solução para transmissão de sinal e vídeo.

39
OPERADOR DE COMPUTADOR

6.8 – USB (Universal Serial Bus)

Trata-se de uma tecnologia que tornou mais simples, fácil e rápida a


conexão de diversos tipos de aparelhos (câmeras digitais, HDs
externos, pendrives, mouses, teclados, MP3-players, impressoras,
scanners, leitor de cartões, etc) ao computador, evitando assim o
uso de um tipo específico de conector para cada dispositivo. Neste artigo, você verá as principais
características dessa tecnologia, conhecerá os seus conectores, saberá um pouco de seu
funcionamento e entenderá os motivos que levaram o USB a ser "presença obrigatória" em
computadores e em vários outros dispositivos.

6.8.1 – Surgimento do padrão USB


Antigamente, conectar dispositivos ao computador era uma tarefa pouco intuitiva, muitas
vezes digna apenas de técnicos ou usuários com experiência no assunto. Para começar, diante
de vários tipos de cabos e conectores, era necessário descobrir, quase que por adivinhação, em
qual porta do computador conectar o dispositivo em questão. Quando a instalação era interna, a
situação era pior, já que o usuário tinha que abrir o computador e quase sempre configurar
jumpers e/ou IRQs.

Diante de situações desse tipo, a indústria entendeu a necessidade de criar um padrão


que facilitasse a conexão de dispositivos ao computador. Assim, em 1995, um conjunto de
empresas - entre elas, Microsoft, Intel, NEC, IBM e Apple - formou um consórcio para estabelecer
um padrão. Surgia então o USB Implementers Forum. Pouco tempo depois disso, as primeiras
especificações comerciais do que ficou conhecido como Universal Serial Bus (USB) surgiram. A
imagem ao lado mostra o símbolo da tecnologia.

Na verdade, a tecnologia já vinha sendo trabalhada antes mesma da definição do


consórcio como USB Implementers Forum. As primeiras versões estabelecidas datam de 1994:
- USB 0.7: novembro de 1994;
- USB 0.8: dezembro de 1994;
- USB 0.9: abril de 1995;
- USB 0.99: agosto de 1995;
- USB 1.0: janeiro de 1996;
- USB 1.1: setembro de 1998;
- USB 2.0: abril de 2000;
- USB 3.0: outubro de 2009.

40
OPERADOR DE COMPUTADOR

As versões que entraram para uso comercial em larga escala foram a 1.1 e a 2.0, que
serão vistas com mais detalhes neste texto.

6.8.2 – Vantagens do padrão USB


Um dos principais motivos que levou à criação da tecnologia USB é a necessidade de
facilitar a conexão de variados dispositivos ao computador. Sendo assim, o USB oferece uma
série de vantagens:

- Padrão de conexão: qualquer dispositivo compatível como USB usa padrões definidos
de conexão (ver mais no tópico sobre conectores), assim não é necessário ter um tipo de
conector específico para cada aparelho;

- Plug and Play (algo como "Plugar e Usar"): quase todos os dispositivos USB são
concebidos para serem conectados ao computador e utilizados logo em seguida. Apenas alguns
exigem a instalação de drivers ou softwares específicos. No entanto, mesmo nesses casos, o
sistema operacional reconhecerá a conexão do dispositivo imediatamente;

- Alimentação elétrica: a maioria dos dispositivos que usam USB não precisa ser ligada
a uma fonte de energia, já que a própria conexão USB é capaz de fornecer eletricidade. Por conta
disso, há até determinados dispositivos, como telefones celulares e MP3-players, que têm sua
bateria recarregada via USB. A exceção fica por conta de aparelhos que consomem maior
quantidade de energia, como scanners e impressoras;

- Conexão de vários aparelhos ao mesmo tempo: é possível conectar até 127


dispositivos ao mesmo tempo em uma única porta USB. Isso pode ser feito, por exemplo, através
de hubs, dispositivos que utilizam uma conexão USB para oferecer um número maior delas. Mas,
isso pode não ser viável, uma vez que a velocidade de transmissão de dados de todos os
equipamentos envolvidos pode ser comprometida. No entanto, com uma quantidade menor de
dispositivos, as conexões podem funcionar perfeitamente;

- Ampla compatibilidade: o padrão USB é compatível com diversas plataformas e


sistemas operacionais. O Windows, por exemplo, o suporta desde a versão 98. Sistemas
operacionais Linux e Mac também são compatíveis. Atualmente, é possível encontrar portas USB
em vários outros aparelhos, como televisores, sistemas de comunicação de carros e até
aparelhos de som, como mostra a foto abaixo:

41
OPERADOR DE COMPUTADOR

USB em um aparelho de som

- Hot-swappable: dispositivos USB podem ser conectados e desconectados a qualquer


momento. Em um computador, por exemplo, não é necessário reiniciá-lo ou desligá-lo para
conectar ou desconectar o dispositivo;

- Cabos de até 5 metros: os cabos USB podem ter até 5 metros de tamanho, e esse
limite pode ser aumentado com uso de hubs ou de equipamentos capazes de repetir os sinais da
comunicação.

6.8.3 – USB 3.0


- Transmissão bidirecional de dados: até a versão 2.0, o padrão USB permite que os
dados trafeguem do dispositivo A para o B e do dispositivo B para o A, mas cada um em sua vez.
No padrão 3.0, o envio e a recepção de dados entre dois dispositivos acontecem ao mesmo
tempo;
- Maior velocidade: a velocidade de transmissão de dados chega a 4,8 Gbps,
equivalente a cerca de 600 megabytes por segundo, um valor absurdamente mais alto que os 480
Mbps do padrão USB 2.0;
- Alimentação elétrica mais potente: o padrão USB 3.0 oferece maior quantidade de
energia: 900 miliampéres contra 500 miliampéres do USB 2.0;
- Compatibilidade: conexões USB 3.0 poderão suportar dispositivos USB 1.1 e USB 2.0;
- Conectividade: os cabos da tecnologia USB 3.0 são compostos por nove fios, enquanto
que os cabos USB 2.0 utilizam apenas 4. Isso acontece para que o padrão novo possa suportar
maiores taxas de transmissão de dados.

42
OPERADOR DE COMPUTADOR

6.8.4 – Tipos de conectores USB

A tecnologia USB conta com vários tipos de conectores, sendo o tipo A o mais conhecido,
uma vez que está presente na maioria esmagadora dos computadores compatíveis com a
tecnologia, além de poder ser encontrado em outros tipos de aparelhos. Uma vez que o objetivo
principal do padrão USB é facilitar a conexão de variados dispositivos ao computador, geralmente
os cabos desses aparelhos são do tipo A em uma ponta e de algum dos outros tipos na outra,
podendo a segunda ponta ter também algum formato proprietário, isto é, específico de um
fabricante.

Nas imagens a seguir, os conectores (macho) estão do lado esquerdo, enquanto que
seus respectivos encaixes (conectores fêmea) estão do lado direito:

USB A

É o tipo mais comum, estando presente na maioria absoluta dos computadores atuais. É
também o tipo mais utilizado para os dispositivos de armazenamento de dados conhecidos como
"pendrives":

USB B

Tipo comum de ser encontrado em dispositivos de porte maior, como impressoras e scanners:

43
OPERADOR DE COMPUTADOR

Mini-USB

Utilizado em dispositivos de porte pequeno por ter tamanho reduzido, como câmeras digitais
compactas e MP3-players. Na verdade, o Mini USB se chama USB Mini-B, já que existe um
formato praticamente inutilizado chamado USB Mini-A. Eis os conectores Mini-USB:

Micro-USB

USB Micro-A: formato mais novo, menor que o Mini-USB, voltado a dispositivos de espessura
fina, como telefones celulares:

USB Micro-B: semelhante ao formato Micro-A, no entanto, seu encaixe é ligeiramente diferente e
a tendência é a de que este seja, entre ambos, o mais popular:

Vale frisar que conectores fêmeas Micro-A podem ser chamados de Micro A-B por serem
compatíveis com conectores machos de ambos os tipos.

44
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercícios

1 – Descreva na ordem cronológica a evolução das mídias.


______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
2 – Qual a capacidade de armazenamento de um CD?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
3 – Qual a capacidade de armazenamento de um DVD?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
4 – Qual a capacidade de armazenamento de um Blu-Ray Disc?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
5 – Explique a diferença de DVD5 para DVD9?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
6 – Em qual mídia é possível armazenar um filme de 9GB?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
7 – Qual conexão transmite áudio e vídeo ao mesmo tempo?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
8 – Quais os tipos de conectores DVI e qual o melhor?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
9 – Quais os tipos de conexão USB?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

45
OPERADOR DE COMPUTADOR

10 – Qual o nome da empresa responsável pelo desenvolvimento do Blu-Ray?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
11 – Explique com suas palavras o motivo do desenvolvimento do CD.

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
12 – Explique com suas palavras o motivo do desenvolvimento do DVD.

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
13 – Explique com suas palavras o motivo do desenvolvimento do Blu-Ray.

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

46
OPERADOR DE COMPUTADOR

47
OPERADOR DE COMPUTADOR

II – Sistema Operacional
1 – Sistema Operacional Windows
O sistema operacional Windows é um programa fabricado para Computadores PC (o
formato de computadores mais comum) pela Microsoft, uma empresa americana, comandada por
Bill Gates (aquele homem bem pobrezinho...). O primeiro Sistema Operacional da Microsoft se
chamava MS-DOS, depois surgiu o Windows 3.11, daí vieram o Windows 95, Windows 98,
Windows Millenium, Windows XP, Windows Vista e atualmente estamos no Windows 7. O
próximo sistema operacional da Microsoft se chamará Windows 8 e será lançado no início de
2012. Existem outros sistemas operacionais Windows, porém esses são corporativos.

1.1 – Ambiente Gráfico

Significa que ele é baseado em imagens, e não em


textos, os comandos não são dados pelo teclado,
decorando-se palavras chaves e linguagens de comando,
como era feito na época do DOS, utilizamos o mouse para
“clicar” nos locais que desejamos.

1.2 – Multitarefa Preemptiva

Ser Multitarefa significa que ele possui a capacidade


de executar várias tarefas ao mesmo tempo, graças a uma
utilização inteligente dos recursos do Microprocessador. Por
exemplo, é possível mandar um documento imprimir
enquanto se altera um outro, o que não era possível no MS-
DOS. A característica “preemptiva” significa que as
operações não acontecem exatamente ao mesmo tempo,
mas cada programa requisita seu direito de executar uma
tarefa, cabendo ao Windows decidir se autoriza ou não. Ou
seja, o Windows gerencia o tempo de utilização do
processador, dividindo-o, inteligentemente, entre os
programas.

1.3 – Plug n’ Play

Este termo em inglês significa Conecte e Use, e designa uma


“filosofia” criada há alguns anos por várias empresas da área de
informática (tanto hardware como software). Ela visa criar
equipamentos e programas que sejam tão fáceis de instalar quanto
qualquer eletrodoméstico.

48
OPERADOR DE COMPUTADOR

2 – Conhecendo o Windows 7

2.1 – Área de Trabalho ou Desktop

Botão Ícones ou Barra de Área de Botão Mostrar


GadGets Notificação Desktop
Iniciar Atalhos Tarefas

2.1.1 – GadGets
Os Gadgets são mini-programas que oferecem acesso rápido a informações e executam
tarefas, especialmente úteis para ferramentas utilizadas com certa frequência.

2.1.2 – Ícones ou Atalhos


São pequenas imagens que se localizam no desktop, representam sempre algo em seu
computador. Os ícones são a “alma” da teoria do Windows, todos os arquivos e pastas, bem
como unidades de disco ou qualquer coisa em nosso micro ganham um ícone, esta e a razão
pela qual o Windows é GRÁFICO.

2.1.3 – Botão Iniciar


Parte mais importante do Windows, através dele conseguimos iniciar qualquer aplicação
presente no nosso computador, como os programas para texto, cálculos, desenhos, internet, etc.

2.1.4 – Barra de Tarefas

49
OPERADOR DE COMPUTADOR

Ela permite fácil acesso aos programas que estiverem em execução no nosso
computador, criando para cada um, um botão.

2.1.5 – Área de Notificação

Pequena área localizada na Barra de Tarefas, na parte oposta ao Botão Iniciar, ela
guarda o relógio (fácil acesso para visualização e alteração do horário) e também guarda os
ícones de certas aplicações que estão sendo executadas em segundo plano (ou seja, sem a
intervenção do usuário e sem atrapalhar o mesmo) como o ANTIVIRUS, por exemplo. A maioria
dos programas que são executados quando o Windows inicia, ficam com seu ícone aqui.

2.1.6 – Botão Mostrar Desktop

Muitas das vezes temos várias janelas abertas e precisamos ir para o desktop, um jeito
fácil e rápido de fazer isso e clicar nesse botão, você será levado diretamente para a área de
trabalho.

50
OPERADOR DE COMPUTADOR

2.1.7 – Botões de Controle

 Minimizar: este botão oculta a janela da Área de trabalho e mantém o botão referente á
janela na Barra de Tarefas. Para visualizar a janela novamente, clique em seu botão na
Barra de tarefas.

 Maximizar/Restaurar: Este botão aumenta o tamanho da janela até que ela ocupe toda a
Área de Trabalho. Para que a janela volte ao tamanho original, o botão na Barra de Título,
que era o maximizar, alternou para o botão Restaurar. Clique neste botão e a janela será
restaurada ao tamanho original.

 Fechar: Este botão fecha o aplicativo que está sendo executado e sua janela. Esta mesma
opção poderá ser utilizada pelo aba Arquivo/Sair. Se o arquivo que estiver sendo criado ou
modificado dentro da janela não foi salvo antes de fechar o aplicativo, o Windows emitirá
uma tela de alerta perguntando se queremos ou não salvar o arquivo, ou cancelar a
operação de sair do aplicativo.

51
OPERADOR DE COMPUTADOR

3 – Aplicativos que acompanham o Windows 7

3.1 – Windows Explorer

Do inglês "Explorador do Windows", nome pelo qual é encontrado na versão portuguesa


de todas as versões do Windows) é um gerenciador de arquivos e pastas do sistema Windows.
Ou seja, é utilizado para a cópia, exclusão, organização, movimentação e todas as atividades de
gerenciamento de arquivos, podendo também ser utilizado para a instalação de programas.

Painel de
Conteúdo
Painel de
Pastas

No lado esquerdo, vê-se um painel, com todas as pastas do computador, organizado na


forma de “árvore”, com a hierarquia bem definida, vê-se, por exemplo, que a pasta arquivos de
programas está dentro da Unidade C: (ícone do disco, com o nome Disco Local (C:)). No painel
direito (o maior) vê-se o conteúdo da pasta que estiver selecionada, no caso, a pasta Meus
Documentos. Para acessar o Windows Explorer, acione Iniciar / Todos os Programas / Acessórios
/ Windows Explorer.

52
OPERADOR DE COMPUTADOR

Atividade

Crie as seguintes estruturas de pastas e subpastas no Windows Explorer.

53
OPERADOR DE COMPUTADOR

3.2 – Calculadora do Windows

Você pode usar a Calculadora para executar cálculos simples, como adição, subtração,
multiplicação e divisão. A Calculadora também oferece os recursos avançados de uma
calculadora de programação, científica e estatística. É possível realizar cálculos clicando nos
botões da calculadora ou digitando os cálculos usando o teclado numérico. Para ativar o teclado
numérico pressione Num Lock. Nele é possível digitar números e operadores matemáticos.

Padrão Básico Científica

Programador Estatística

54
OPERADOR DE COMPUTADOR

1) Abrir o programa Calculadora.

1. Passo Iniciar – Todos os Programas – Acessórios – Calculadora.

2) Fazer os cálculos abaixo, digitando a resposta na frente. Após fazer os cálculos e digitar as
respostas, altere o modo de exibição da calculadora para cálculo de data.

1. Passo 150 + 27,5 + 32,8 =


2. Passo 458 - 135 - 25 =
3. Passo 12 * 71 * 3 =
4. Passo 1200 / 2 / 3 =

Utilizando o formato cálculo de data, clique em Exibir – Cálculo de data, calcule a diferença
entre duas datas, insira no campo De, a data que você nasceu e no campo Para, a data de hoje,
a calculadora retornará a quantidade de anos, meses, semanas e dias que você possui.

55
OPERADOR DE COMPUTADOR

3.3 – WordPad

Pequeno processador de textos que acompanha o Windows, pode ser considerado como
um “Word mais fraquinho”, ou seja, sem todos os recursos. Quando salvamos um arquivo no
WordPad, este assume a extensão .RTF.

1) Abrir o programa WordPad.

1. Passo Iniciar – Todos os Programas – Acessórios – WordPad.

2) Digite as palavras a seguir: café – pão – você – à.

3) Salvar o documento no Desktop com o nome Carta. Fechar o programa WordPad.

1. Passo Clique na Aba WordPad.


2. Passo Clique na opção Salvar.
3. Passo Do lado esquerdo da tela, clique na opção desktop.
4. Passo Clique na caixa nome do arquivo e digite o nome carta.
5. Passo Clique no botão salvar.
6. Passo Clique no X que fica no canto direito superior da tela pare fechar o programa

56
OPERADOR DE COMPUTADOR

3.4 – Paint

O Paint é um recurso do Windows 7 que você pode usar para criar desenhos em uma
área de desenho em branco ou em imagens existentes. Muitas das ferramentas que você usa no
Paint estão na Faixa de Opções, que aparece perto da parte superior da janela do Paint. A
ilustração a seguir mostra a Faixa de Opções e outras partes do Paint.

1) Abrir o programa Paint. Faça uma casa na tela. Salvar o documento no Desktop com o nome
Fotografia. Fechar o programa Paint.

1. Passo Iniciar – Todos os Programas – Acessórios – Paint.


2. Passo Pressione e arraste o ponteiro do mouse em cima do quadro branco para fazer o
desenho.
3. Passo Clique na Aba Paint.
4. Passo Clique na opção Salvar.
5. Passo Do lado esquerdo da tela, clique na opção desktop.
6. Passo Clique na caixa nome do arquivo e digite o nome “casa”.
7. Passo Clique no botão salvar.
8. Passo Clique no X que fica no canto direito superior da tela pare fechar o programa.

57
OPERADOR DE COMPUTADOR

3.5 – Bloco de Notas

Bloco de Notas é um programa básico de edição de texto, mais comumente usado para
exibir ou editar arquivos de texto. Um arquivo de texto é um tipo de arquivo normalmente
identificado pela extensão .txt.

1) Abrir o programa Bloco de Notas

Você pode personalizar seu pendrive colocando qualquer imagem ou até mesmo uma
foto sua. Essa imagem será exibida sempre que você plugar o pendrive no computador.

1º Passo – Abra o Bloco de Notas;


2º Passo – Digite os seguintes comandos:
[autorun]
Icon=nome_da_imagem.ico
Label=nome_do_pendrive
3º Passo – Salve o arquivo com o nome: autorun.inf
4º Passo – Copie o arquivo e a imagem para o pendrive;
5º Passo – Oculte os dois arquivos.

Obs.: você pode utilizar o software Format Factory para alterar o tipo de arquivo de sua imagem.

58
OPERADOR DE COMPUTADOR

3.6 – Ferramenta de captura do Windows

A Ferramenta de Captura faz uma captura de tela de qualquer item da sua área de
trabalho, como uma foto ou uma seção de página da Web. Capture uma janela inteira, uma seção
retangular da tela ou faça um contorno à mão livre com seu mouse ou uma caneta eletrônica (ou
com o dedo, se você estiver usando um computador com tela sensível ao toque). Em seguida,
você poderá anotar, salvar ou enviar por email a imagem, usando botões diretamente na janela
da Ferramenta de Captura. A Ferramenta de Captura está disponível apenas nas edições Home
Premium, Professional, Ultimate e Enterprise do Windows 7.

Para acessar a ferramenta de captura do windows clique em Iniciar – Todos os


programas – Acessórios.

Observação:

Você também pode usar a combinação de teclas para capturar a tela na forma
de screenshot do OneNote.

Utilizando a ferramenta de captura do Windows, recorte as imagens dos programas


correspondentes às páginas 55 a 58 da apostila e cole no Word. Abra a ajuda correspondente
desses programas e copie e cole no Word o texto referente ao programa em questão.

Obs: peça ajuda de seu Instrutor.

59
OPERADOR DE COMPUTADOR

3.7 – Prompt de Comando

O Prompt de Comando é um recurso do Windows que oferece um ponto de entrada para


o usuário digitar comandos do MS‑DOS (Sistema Operacional de Disco da Microsoft) e outros
comandos do computador. O mais importante é o fato de que, ao digitar comandos, você pode
executar tarefas no computador sem usar a interface gráfica do Windows. Em geral, o Prompt de
Comando só é usado por usuários avançados.

Quando você está usando o Prompt de Comando, o termo prompt de comando também
se refere ao colchete angular direito (>, também conhecido como o caractere maior que) que
indica que a interface da linha de comando pode aceitar comandos. Outras informações
importantes, como o diretório de trabalho atual (ou local) em que o comando será executado,
podem ser incluídas como parte do prompt de comando. Por exemplo, se você abrir a janela do
Prompt de Comando e vir o prompt de comando C:\> com um cursor piscando à direita do
caractere de colchete angular direito (>), significa que o comando digitado será executado em
toda a unidade C do computador.

Para acessar o Prompt de Comando do windows clique em Iniciar – Todos os programas


– Acessórios.

Vamos aprender a remover do pendrive aqueles vírus que transformam todas as suas
pastas em atalhos:

1º Passo – scaneie seu pendrive com um antivírus atualizado;


2º Passo – abra o prompt de comando como administrador;
3º Passo – Acesse a unidade do pendrive;
4º Passo – Digite o seguinte comando: attrib *.* -h -r -s -a /d /s
5º Passo – Tecle Enter e aguarde.

60
OPERADOR DE COMPUTADOR

4 – Economizando tempo com os atalhos do Windows 7

Atalhos são comandos usados no teclado que podem facilitar muito nossas vidas, além
de representar uma considerável economia de tempo e ganho de agilidade, quando você se
habitua a usá-los.
Com os recursos presentes no Windows 7, novos atalhos foram implementados. Da lista
abaixo, muitos já faziam parte dos sistemas operacionais anteriores, já outros são novos. Eu não
espero que você decore toda essa lista, mas recomendo que tente gravar aqueles que
correspondem aos comandos que mais utiliza no seu computador. Com o tempo, você poderá
notar uma grande diferença na velocidade com que executa essas tarefas no seu dia-a-dia.
Observações:
 O sinal de “+” nos comandos significa que as teclas precisam ser pressionadas ao
mesmo tempo.
 “Windows” refere-se à tecla com a logomarca do Windows no teclado, também
conhecida como “Winkey”.

4.1 – Novos atalhos do Windows 7

 Windows + Seta para cima - Maximiza a janela;


 Windows + Seta para baixo - Restaura a janela, se maximizada. Se não estiver
maximizada, o comando minimiza a janela.
 Windows + Seta para esquerda - Alinha a janela atual à esquerda da tela;

 Windows + Seta para direita - Alinha a janela atual à direita da tela;

61
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Windows + “+” - Aumenta o zoom da tela;


 Windows + “-” - Diminui o zoom da tela.

Com esses dois comandos acima (Windows + “-“ e Windows + “+”), é possível usar o
zoom em todo o desktop ou apenas em um pequeno espaço retangular, como mostra a imagem
acima.

62
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Windows + P – Abre o menu mostrando opções de monitores/projetores;

 Windows + Home – Minimiza / restaura todas as janelas, menos a atual;


 Windows + Barra de espaços – Torna todas as janelas transparentes para você
visualizar a Área de trabalho;

63
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Alt + P – Mostra ou esconde a janela de pré-visualização no Windows Explorer.

4.2 – Atalhos que você já pode conhecer do Windows Vista

 Win+Tab – Pré-visualização 3D das janelas abertas;


 Ctrl + Windows + Tab – Também traz uma pré-visualização 3D das janelas abertas,
porém essa visualização continua aberta mesmo soltando as teclas;

 Windows + [número] – Executa os programas da barra de tarefas de acordo com o


número ordenado. Por exemplo, se eu apertar “Windows + 3”, de acordo com a imagem
abaixo, o programa executado será o Windows Media Player.

1 2 3 4
64
1 1 1
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Windows + T – Mostra mini-visualizações dos aplicativos sendo executados na barra de


tarefas sem ser necessário passar o mouse por cima deles;

4.3 – Atalhos que você já pode conhecer do Windows XP

 Alt + F4 – Fecha a janela atual;


 Alt + Tab – Alterna a visualização entre as janelas abertas;
 Alt + esquerda - Volta à janela anterior;
 Alt + direita - Avança para a janela seguinte (caso tenha voltado);
 Ctrl + Roda do mouse – Troca o tamanho ou modo da visualização atual.
 F1 – Abre os tópicos de ajuda;
 Windows + D – Restaura todas as janelas e mostra a Área de trabalho;
 Windows + E – Abre o Windows Explorer;
 Windows + F – Para iniciar uma nova pesquisa no Windows (não confundir com “Ctrl +
F”);
 Windows + L – Coloca o computador em modo de espera;
 Windows + M - Minimiza todas as janelas;
 Windows + Pause Break – Abre as “Propriedades do sistema”;
 Windows + R – Abre a caixa de diálogo “Executar”;
 Windows + U – Abre o Gerenciador de utilitários;

Existem muitos outros atalhos para o Windows, tantos que seria praticamente impossível
listar todos aqui. Mas como eu disse lá em cima, utilizando esses comandos você observará uma
melhora sensível no modo como trabalha na frente do computador.

65
OPERADOR DE COMPUTADOR

5 – Otimizando o desempenho do Windows 7

Com torrents, muitos programas, um navegador com dezenas de guias abertas, antivírus
e música, tudo rodando junto, mesmo os computadores mais modernos podem parecer carroças
antigas. Mas para que você evite esse tipo de problema, deixarei aqui algumas dicas para
otimizar a performance do seu PC com o Windows 7, sem precisar gastar nem um centavo ou
instalar programas para isso.

5.1 – Gerenciador de Tarefas do Windows

Antes de tudo vamos aprender como proceder quando um determinado programa trava
causando assim o congelamento da tela.

Pressione Ctrl + Shift + Esc (vai abrir a janela Gerenciador de Tarefas do Windows):

Na guia “Aplicativos”, localize dentro dos aplicativos listados o que tiver a opção "Não
respondendo" e tente finalizar essa tarefa. Caso não consiga finalizar ela mesmo assim, pule para
a guia “Processos” e procure lá o nome do arquivo executável travado. Por exemplo um
documento do Word seria "winword.exe". Um do Excel seria "excel.exe". Um jogo seria
"game.exe" ou o nome do arquivo executável do jogo e por assim vai.

66
OPERADOR DE COMPUTADOR

5.2 – Remova os programas que você nunca usa

Essa é uma dica que vale a pena ser levada em conta de tempos em tempos. Muitas
vezes instalamos programas para necessidades pontuais, que não usamos mais depois de certa
atividade e acabamos esquecendo-nos deles. Se faz muito tempo que você não olha o que está
instalado no seu PC, provavelmente vai se surpreender com a quantidade de programas fora de
uso que estão ali.

Além disso, algumas fabricantes de PC incluem softwares que você não solicitou e
provavelmente nunca irá usar. Programas que você, talvez, nem saiba que estão no seu PC e
podem ocupar um espaço precioso da sua memória e do disco rígido. É uma boa ideia então,
periodicamente, desinstalar softwares que você não usa.

Para desinstalar um programa no Windows 7 siga os passos abaixo:

Clique no botão Iniciar – Painel de Controle

No Painel de Controle, clique em Programas e Recursos:

67
OPERADOR DE COMPUTADOR

Agora selecione o programa que você quer remover do computador e clique em


Desinstalar/Alterar:

68
OPERADOR DE COMPUTADOR

5.3 – Programas que inicializam junto com o Windows

Muitos programas são desenvolvidos para inicializar automaticamente com o Windows.


Alguns deles, rodando em background, talvez você nunca perceba que estão lá, consumindo
processamento e memória. A inicialização automática é muito útil para programas que você utiliza
sempre, mas pode atrapalhar o desempenho do seu PC com programas com você raramente faz
uso.
Para solucionar esse problema, vá ao Painel de Controle>Sistema e
Segurança>Ferramentas Administrativas>Configuração do Sistema e clique na aba
“Inicialização de Programas”. Agora, é só escolher quais programas você gostaria ou não de
inicializar com o Windows. Contudo, essa ferramenta foi projetada para usuários avançados. Não
faça alterações a menos que tenha certeza do que está fazendo.

69
OPERADOR DE COMPUTADOR

5.4 – Desfragmentação de Disco

O Desfragmentador de Disco é um velho conhecido da maioria dos usuários, já presente


em versões anteriores do Windows. A fragmentação ocorre quando arquivos do disco rígido são
constantemente modificados, e pode fazer com que a leitura dos dados fique muito mais lenta.
Portanto, a desfragmentação do disco apesar de ser uma dica simples, muita vezes é ignorada, e
é uma tarefa crucial para manter seu computador ágil.
Existem diversos caminhos para se chegar ao Desfragmentador de disco, pergunte ao
professor. Um deles é você clicar no botão Iniciar e na caixa de pesquisa digite
“Desfragmentador de disco”. Você pode agendar a desfragmentação periodicamente ou fazê-la
quando achar necessário, de modo manual.

70
OPERADOR DE COMPUTADOR

5.5 – Limpeza de disco

Assim como o Desfragmentador, a Limpeza de Disco é outra tarefa crucial para manter
seu PC saudável. Dessa forma você remove arquivos temporários, limpa a Lixeira e remove uma
grande quantidade de arquivos desnecessários que foram acumulados com o tempo.
Para acessar, clique no botão de Iniciar e na caixa de pesquisa digite “Limpeza de
disco”.
Primeiro o sistema calculará o espaço que poderá ser liberado em seu disco rígido, aguarde a
conclusão da verificação:

Em seguida basta marcar os arquivos que serão excluídos e clicar em OK:

71
OPERADOR DE COMPUTADOR

5.6 – Mude seus hábitos

Muitas vezes temos o hábito de abrir


dezenas de e-mails e janelas diferentes no
browser, rodar vários programas
simultaneamente enquanto ainda ouvimos
música ou vemos um vídeo. Dessa forma
muitos computadores podem ficar
extremamente lentos e a solução para isso
não está nem em aumentar a memória do seu
PC, ou gastar mais dinheiro em um
processador melhor.
Para melhorar o desempenho do seu
computador, basta muitas vezes se perguntar:
“eu preciso mesmo de tudo isso?”. Encontre
um meio termo e mantenha aberto apenas os programas que estão realmente em uso, isso pode
fazer uma grande diferença.

5.7 – Efeitos visuais são legais, mas...

Para computadores mais antigos, eles podem prejudicar a performance. Você prefere que
seu Windows rode rápido ou mais bonito?
Se você possui um computador veloz, provavelmente não precisa fazer uso dessa dica.
Caso contrário, talvez você queira abrir mão de algumas coisas.
No Windows 7 você pode controlar cerca de 20 efeitos visuais, como por exemplo o efeito
de transparência, a maneira como os menus abrem e fecham, entre outros.
1. Abra o Painel de Controle e procure por “Informações e ferramentas de
Desempenho”.
2. Clique em “Ajustar efeitos visuais”.
3. Clique na aba “Efeitos Visuais” e depois clique em “Ajustar para obter um melhor
desempenho” e clique em OK.

72
OPERADOR DE COMPUTADOR

5.8 – Reinicie regularmente

Ao menos uma vez por semana, reinicie seu computador. Ao reiniciar, seu PC limpa a
memória de serviços que foram iniciados e nunca foram fechados, melhorando
consideravelmente o desempenho.

5.9 – Use um bom antivírus

Geralmente, quando o problema de performance é relacionado a um vírus, seu PC fica


muito mais lento do que o normal. É sempre uma boa dica, em qualquer circunstância, ter sempre
um bom antivírus e um antispyware instalado e atualizado.
Para tanto, a Microsoft oferece gratuitamente o Microsoft Security Essentials para
usuários de Windows Genuíno.
Seguindo essas dicas, você conseguirá manter a saúde e a performance do seu PC sem
dores de cabeça.

73
OPERADOR DE COMPUTADOR

6 – Painel de Controle

O Painel de Controle permite que se alterem configurações e o modo de operação do


Windows. Podemos reconhecer novos componentes de hardware instalados, adicionar e remover
programas, etc.

Para abrir o Painel de Controle clique no botão Iniciar – Painel de Controle

74
OPERADOR DE COMPUTADOR

6.1 – Mouse

Para alterar como os botões do mouse funcionam

1. Clique para abrir Propriedades do


Mouse.
2. Clique na guia Botões e siga um
destes procedimentos:
o Para trocar as funções dos botões
direito e esquerdo do mouse, em Configurações
de botão, marque a caixa de seleção Alternar
entre botões primários e secundários.
o Para alterar a velocidade com que
você deve clicar nos botões para executar um
clique duplo, em Velocidade do clique duplo,
mova o controle deslizante Velocidade para Lento
ou Rápido.
o Para ativar a trava do clique, que
permite realçar ou arrastar sem manter o botão do
mouse pressionado, em Trava do clique, marque
a caixa de seleção Ativar a trava do clique.
3. Clique em OK.

1. Clique na guia Ponteiros e siga um destes


procedimentos:
o Para conferir uma nova aparência a
todos os ponteiros, clique na lista suspensa
Esquema e clique em um novo esquema de
ponteiro de mouse.
o Para alterar um ponteiro individual,
em Personalizar, clique no ponteiro que deseja
alterar na lista, clique em Procurar, clique no
ponteiro que deseja usar e clique em Abrir.
2. Clique em OK.

75
OPERADOR DE COMPUTADOR

6.2 – Contas de Usuário

Uma conta de usuário uma coleção de dados que informa ao Windows quais arquivos e
pastas você pode acessar, quais alterações pode efetuar no computador e quais são suas
preferências pessoais, como a cor de fundo da área de trabalho ou o tema das cores. Com as
contas de usuário, você pode compartilhar um computador com várias pessoas, mas ainda ter
seus próprios arquivos e configurações. Cada pessoa acessa a sua conta com um nome de
usuário e senha.

Existem três tipos diferentes de contas:

6.2.1 – Padrão
A conta padrão pode ajudar a proteger o seu computador, impedindo que os usuários
façam alterações que afetem todos os que usam o computador. Recomendamos criar uma conta
padrão para cada usuário.
Quando você efetua o logon no Windows com uma conta padrão, pode fazer tudo o que
faria com uma conta de administrador, porém se desejar fazer algo que afete os demais usuários
como instalar um software ou alterar as configurações de segurança, o Windows pode solicitar
que você forneça uma senha de conta de administrador.

6.2.2 – Administrador

Uma conta de administrador é uma conta de usuário que permite efetuar alterações que
afetem outros usuários. Os administradores podem alterar configurações de segurança, instalar
software e hardware e acessar todos os arquivos do computador. Eles também podem alterar
contas de outros usuários.
Quando você configura o Windows, deve criar uma conta de usuário. Essa conta é uma
conta de administrador que permite configurar o seu computador e instalar quaisquer programas
que gostaria de usar. Após terminar a configuração do computador, recomendamos que você use
uma conta de usuário padrão no dia-a-dia. É mais seguro usar uma conta de usuário padrão em
vez de uma conta de administrador.

6.2.3 – Convidado

Uma conta de convidado destina-se aos usuários que não possuem uma conta
permanente no seu computador ou domínio. Ela permite que as pessoas utilizem o computador
sem ter acesso aos seus arquivos pessoais. As pessoas que usam a conta de convidado não
podem instalar software ou hardware, alterar configurações ou criar uma senha.
É preciso ativar a conta de convidado antes de utilizá-la.

76
OPERADOR DE COMPUTADOR

Vamos agora aprender a não só criar contas de usuário mas também uma senha forte.
Assim, sua máquina permanecerá blindada contra problemas que porventura sejam gerados
pelos próprios usuários. No Windows 7, esse processo é bem tranquilo. Vamos lá?

O primeiro passo para se ter um computador mais seguro é criar uma senha para a conta
principal, que é a de administrador. Isso é importantíssimo, pois apenas quem tiver essa senha
poderá ter acesso total a todas as configurações e pastas do computador. Para tanto, abra o
Painel de Controle e clique no item Contas de Usuário e Segurança Familiar.

77
OPERADOR DE COMPUTADOR

Clique no item Contas de Usuário, depois em Criar uma senha para a conta.
Basicamente, agora você pode inserir uma senha pessoal para que a sua conta seja acessada só
por você.

Mas não vá usar uma senha tipo “1234”- melhor nem ter de usar uma. Você pode obter
dicas de como criar senhas fortes ainda neste livro na página 76.

Bom, agora que sua máquina já tem senha, volte para o Painel de Controle e clique em
Adicionar ou remover contas de usuário. É hora de criar novas contas!

78
OPERADOR DE COMPUTADOR

Caso seu equipamento seja acessado por muita gente de fora, é aconselhável criar uma
conta de Convidado. Assim, ele não terá acesso a nenhuma pasta pessoal sua ou de qualquer
outro usuário, além de não conseguir instalar nenhum tipo de programa. Para ativá-la, basta clicar
no ícone correspondente (na tela anterior a esta acima) e confirmar a ativação. Depois disso,
quando o computador for ligado, o ícone com a valise surgirá na tela principal ao lado dos demais
usuários.

Para criar mais uma conta de usuário, volte até a janela de Contas de Usuário e
Segurança Familiar e clique no item Adicionar ou remover contas de usuário.

79
OPERADOR DE COMPUTADOR

Chegou lá? Bom, então clique no item Criar uma nova conta, que fica lá embaixo.

Na tela acima, você informa o nome da conta e o tipo de conta que ela será. Para que
esse usuário não tenha acesso total às configurações da máquina, como os filhos, por exemplo,
selecione a opção Usuário padrão. Ao final, clique em Criar conta.

80
OPERADOR DE COMPUTADOR

Depois, o dono da nova conta pode criar uma senha também. É só clicar no item
correspondente e repetir o passo 2. Inclusive, é possível alterar a imagem do ícone pelas que o
próprio Windows oferece ou mesmo uma foto que tenha sido transferida ou baixada para o
computador. Basta clicar no item Alterar a imagem.

81
OPERADOR DE COMPUTADOR

6.3 – Dicas para criar uma senha forte

As senhas constituem a primeira linha de defesa contra o acesso não autorizado ao


computador. Quanto mais forte a senha, mais protegido estará o computador contra os hackers
softwares mal-intencionados. É necessário garantir que existam senhas fortes para todas as
contas no seu computador. Se você estiver usando uma rede corporativa, o administrador da rede
talvez exija o uso de uma senha forte.

6.3.1 – O que torna uma senha forte (ou fraca)?

Uma senha forte:

 Tem pelo menos oito caracteres.


 Não contém seu nome de usuário, seu nome real ou o nome da empresa.
 Não contém uma palavra completa.
 É bastante diferente das senhas anteriores.
 Contém caracteres de cada uma destas quatro categorias:

Categoria de caracteres Exemplos


Letras maiúsculas A, B, C
Letras minúsculas a, b, c
Números 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9
Símbolos do teclado (todos os caracteres do `~!@#$%^&*()_-+={}[]\|:;"'<>,.
teclado não definidos como letras ou números) ?/
e espaços

Uma senha pode cumprir todos os critérios acima e ainda ser fraca. Por exemplo,
Hello2U! cumpre todos os critérios de uma senha forte listados acima, mas ainda é fraca porque
contém uma palavra completa. H3ll0 2 U! é uma alternativa melhor, porque substitui algumas das
letras da palavra completa por números e também inclui espaços

Facilite a memorização da sua senha forte, seguindo estas etapas:

 Crie uma sigla a partir de uma informação fácil de lembrar. Por exemplo, escolha uma
frase significativa para você, como Nascimento do meu filho é 12 de dezembro de 2004.
Usando essa frase como guia, você pode usar Nmfe12/Dez,4 como senha.
 Substitua números, símbolos e ortografia incorreta por letras ou palavras em uma frase
fácil de lembrar. Por exemplo, Nascimento do meu filho é 12 de dezembro de 2004 pode
se tornar NasMe F1lhOeh 12124 (não é errado usar espaços na senha).
 Associe a senha a um hobby ou esporte predileto. Por exemplo, Eu amo jogar badminton
pode ser 4mJo6arB@dm1nt()n.

82
OPERADOR DE COMPUTADOR

Se você achar que deve anotar a senha para lembrá-la, não a identifique como uma
senha e guarde-a em um lugar seguro.
7 – Entretenimento

Nessa seção você encontrará algumas dicas para tirar o melhor proveito do Windows 7
para o seu entretenimento, seja ouvindo suas músicas, vendo vídeos ou fotos, no seu
computador ou na TV da sala.

7.1 – Windows Media Player 12 – para amantes de mídia

Com o Windows 7, você dispõe do Windows Media Player 12, a mais recente versão do
player mais usado no mundo. Desenvolvido por amantes de mídia para amantes de mídia, o
Windows Media Player 12 vem nativamente com o Windows 7, trazendo uma série de novidades
interessantes.

7.1.1 – Melhorias na interface

Ao utilizar o WMP 12 pela primeira vez, você com certeza reparará na sua nova interface,
mais clara, amigável, casando perfeitamente com a nova interface do Windows 7. Alguns botões
sofreram alterações no seu posicionamento e alguns atalhos para funções específicas também
mudaram, para tornar a sua experiência mais intuitiva. Mas não há com o que se preocupar, de
um modo geral, o WMP 12 é bastante familiar a quem já está acostumado com seus
antecessores.

83
OPERADOR DE COMPUTADOR

7.1.2 – Mídia, e mais mídia


O WMP 12 agora reproduz ainda mais formatos de áudio e vídeo, incluindo 3GP, AAC,
AVCHD, DivX, MOV e Xvid. O Windows Media Player 12 inclui até mesmo músicas não
protegidas da sua biblioteca do iTunes!

7.1.3 – Lista de atalhos


A lista de atalhos é um novo recurso do Windows 7, que pode variar de acordo com o
programa. No Windows Media Player 12, basta você clicar com o botão direito do mouse no ícone
na barra de tarefas, para ter acesso a uma lista de atalhos para acesso rápido às suas mídias
favoritas.

Você ainda pode “fixar” um determinado arquivo para que ele apareça sempre ao topo, na
sua lista de favoritos, ou executar alguns comandos rápidos como “Reproduzir todas as músicas”
ou acessar os arquivos mais recentes.

7.1.4 – Novos modos de reprodução


No novo modo Em Execução, você também irá notar diferenças. Só os controles que
você realmente precisa ficam aparentes no player, mas apenas quando o mouse pousa sobre o
programa. Assim, nada mais fica entre você e suas músicas e vídeos. Na barra de tarefas, basta
passar o mouse sobre o ícone do Windows Media Player para ter uma visualização do que está
tocando naquele momento, mesmo que seja um vídeo. E com controles de reprodução!

84
OPERADOR DE COMPUTADOR

7.2 – Windows Media Center

O Windows 7 pode controlar todo o seu entretenimento doméstico logo ali, na sua sala de
estar, utilizando os recursos do Windows Media Center. O novo Windows Media Center é tão
interessante que eu gostaria de compartilhar algumas funcionalidades que podem interessar a
você.

7.2.1 – Veja suas fotos em um slide show enquanto ouve música

Enquanto você estiver ouvindo música da sua biblioteca através do Windows Media
Center, você pode escolher fotos e imagens para serem exibidas em um slide show com muitos
efeitos. Fica realmente legal de ver

7.2.2 – Você prefere assistir seu conteúdo na TV? Sem problemas


O Windows 7 suporta uma grande variedade de monitores de alta definição, incluindo
HDTVs. Você pode conectar o PC à sua HDTV e usar o Windows Media Center para ver com
toda sua família. É claro que isso também funciona com um monitor de padrão. Mas, como o
Windows 7 permite que você facilmente compartilhe seu conteúdo, você pode ter um PC
conectado à sua HDTV em sua casa, e trazer o conteúdo de todos os PCs na sua rede doméstica
para aquele conectado à HDTV.
Você também pode usar o Extender para a tecnologia Windows Media Center interna do
seu Xbox 360 acessar o mesmo menu do Windows Media Center que você está acostumado a
usar em seu PC.

85
OPERADOR DE COMPUTADOR

7.2.3 – Leve o entretenimento para onde você for.

Vai sair de casa e deixar seus programas favoritos para trás? Você pode levá-los no seu
notebook ou ainda no seu Windows Phone. Com o Windows Media Center do Windows 7, você
pode sincronizar os programas do seu HD diretamente no seu Windows Phone e assistir
enquanto toma um café ou espera o ônibus.
Eu espero que essas dicas relacionadas ao Windows Media Center ajudem você a ter
uma ótima experiência de entretenimento usando o Windows 7.

86
OPERADOR DE COMPUTADOR

8 – Personalizando o seu Windows 7

Se você, assim como eu, passa horas por dia na frente do computador, é normal que se
canse daquela mesma imagem da área de trabalho, das mesmas cores no seu sistema e queira
dar um toque mais pessoal ao seu PC.
O Windows 7 permite a personalização de partes do sistema, para que você o deixe com
a sua cara, utilizando os temas ou ainda adicionando gadgets na Área de Trabalho.

8.1 – O que é um tema?

Um tema é uma combinação de imagens, cores e sons em seu computador. Isso inclui
desde o plano de fundo da sua área de trabalho é todo o esquema de som. Alguns temas
permitem que você modifique até mesmo os ícones do Windows e os ponteiros do mouse. As
opções são ilimitadas.
No Windows 7, muitos novos temas foram adicionados. Para ver esses temas, clique no
botão Iniciar > Painel de Controle e digite “personalização” na caixa de pesquisa. Clique em
Personalização. Agora basta clicar em um tema para aplicá-lo. Veja como em poucos segundos
você deu uma nova cara ao Windows 7! Simples assim.
No site oficial do Windows, você ainda encontra diversos outros temas, inclusive alguns
temas “internacionais”, com imagens de outros países ao redor do mundo. Sim, tem até um tema
“Brasil” (é o que eu estou usando aqui). Para usar os temas do site, basta clicar em Baixe no
tema desejado e em Abrir. Pronto, o tema será aplicado. Simples assim.

87
OPERADOR DE COMPUTADOR

8.2 – Personalizando um tema

Nas versões do
Windows 7 Home Premium,
Professional e Ultimate, você
ainda pode personalizar e criar o
seu próprio tema, utilizando
suas fotos favoritas e deixando
o Windows com sua “impressão
digital”, de um jeito só seu. Para
isso, você precisa partir de um
tema já existente:
1. Clique no botão
Iniciar > Painel de Controle e
digite “personalização” na
caixa de pesquisa. Clique em
Personalização.
2. Clique no tema que você deseja alterar para aplicá-lo.
• Alterando o Plano de Fundo da Área de Trabalho: marque a caixa de seleção da imagem que
você deseja usar e clique em Salvar alterações.
• Alterando a cor das bordas da janela: clique em Cor da Janela, clique na cor que você deseja
usar, ajuste a intensidade e clique em Salvar alterações.
• Alterando os sons: clique em Sons, altere os sons na lista Eventos de Programa e clique em
OK.
• Adicionando proteção de tela: clique em Proteção de Tela, clique em um item da lista
Proteção de tela, altere todas as configurações desejadas e clique em OK.
Agora você tem duas opções: utilizar o tema para uso próprio ou compartilhar com amigos e
familiares.

8.3 – Utilizar o tema para uso próprio

Volte ao painel de Personalização, clique no seu tema revisado e clique em Salvar tema. Dessa
forma seu tema ficará disponível no painel sempre que você quiser usá-lo.

8.4 – Compartilhar com amigos e familiares

1. Volte ao painel de Personalização e clique no seu tema revisado para aplicá-lo.


2. Clique com o botão direito do mouse no tema e clique em Salvar tema para compartilhamento.
3. Na caixa Nome do arquivo, digite um nome para o tema e clique em Salvar.
Por padrão, o Windows salva o tema na pasta Meus Documentos, mas você pode
alterar a pasta de Destino. Pronto, agora você pode mandar seu tema personalizado por e-mail,
pela rede ou da forma que preferir para seus amigos.

88
OPERADOR DE COMPUTADOR

8.5 – Gadgets da Área de Trabalho

Os Gadgets são mini-programas que oferecem acesso rápido a informações e executam


tarefas, especialmente úteis para ferramentas utilizadas com certa frequência. Há gadgets para
realizar as mais diversas tarefas, desde uma apresentação de slides, a pesquisa de contatos ou
ainda exibir manchetes atualizadas através do feed.
Com essas dicas e mudando seus temas de tempos em tempo, eu prometo que você não
vai ficar enjoado de olhar para a mesma tela todos os dias!

8.6 – Personalizando a taskbar

As diferenças visuais da Barra de Tarefas do Windows 7 em relação a versões anteriores


do Windows são facilmente percebidas. Por padrão, o Windows 7 mostra ícones grandes e
agrupa programas combinados em um único ícone.

Mas talvez você já esteja acostumado com o visual antigo e prefira as coisas como eram
antes.
Sem problemas. Você pode deixar os ícones menores:
1. Clique com o botão direito na Barra de Tarefas e selecione Propriedades
2. Clique em Usar ícones pequenos perto de Aspecto da Barra de Tarefas e OK

Você também pode mostrar o texto descritivo do programa aberto. Faça o seguinte:
1. Clique com o botão direito na Barra de Tarefas e selecione Propriedades
2. Selecione Nunca combinar, perto de Botões da Barra de Tarefas e OK

89
OPERADOR DE COMPUTADOR

8.7 – Programas úteis

Nessa seção você encontrará alguns programas úteis que oferecerão uma experiência
ainda mais rica com o Windows 7. O download vale a pena.

8.7.1 – Microsoft Security Essentials: O novo anti-malware sem custo,


exclusivo para os usuários de Windows Genuíno
Microsoft Security Essentials, um anti-malware sem custos que protege o computador de
vírus, spyware e outros softwares maliciosos, ele não requer nenhum cadastro ou pagamento.
“O Microsoft Security Essentials foi desenvolvido com feedback de clientes brasileiros e
tivemos uma contribuição significativa no desenvolvimento do produto. O MSE foi projetado para
funcionar em equipamentos básicos e atende todas as premissas essenciais de um software anti-
malware. Clientes com Windows Original podem adquiri-lo gratuitamente.”

O Microsoft Security Essentials roda em background no computador, passando


praticamente desapercebido e alertando o usuário apenas quando uma nova ameaça exige
alguma ação. O software utiliza pouca memória e pouca CPU, diminuindo o impacto de
performance nas suas tarefas do dia-a-dia. Ele recebeu a certificação de laboratórios de testes
independentes, como o A V Comparatives, West Coast Labs and ICSA Labs. O programa pode
rodar em praticamente qualquer máquina atual. Ele está disponível em 8 línguas e 19 países,
incluindo Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, França, Alemanha, Irlanda, Israel, Itália,
Japão, México, Holando, Nova Zelândia, Cingapura, Espanha, Suíça, Reino Unido e Estados
Unidos.
Para mais informações sobre o Microsoft Security Essentials e para fazer o download do
produto, acesse http://www.microsoft.com/security_essentials/.

90
OPERADOR DE COMPUTADOR

8.7.2 – Adobe Reader


O Adobe Reader é para a maioria dos usuários, tudo o que um dia será necessário em
termos de arquivos PDF. Todas as necessidades básicas para a utilização do PDF estão
presentes no aplicativo. Unindo aquilo que o usuário deseja à qualidade do desenvolvimento
Adobe, o Reader X é uma das principais recomendações de software gratuito quando o assunto é
PDF.

Página atual e total


Ferramentas de
Controle de zoom texto

Modos de exibição
da página

91
OPERADOR DE COMPUTADOR

8.7.3 – WinRar
Poderoso compressor e gerenciador de arquivos. Com ele você poderá reduzir o tamanho
do arquivo em até 90%, é muito útil quando você precisa enviar um arquivo por e-mail.

1º Passo – Vá até a pasta Imagens;

2º Passo – Selecione todos os arquivos;

3º Passo – Compacte os arquivos;

4º Passo – Recorte o arquivo compactado para a área de trabalho;

5º Passo – Volte na pasta Imagens;

6º Passo – Selecione todos os arquivos;

7º Passo – Compacte os arquivos dessa vez colocando uma senha no arquivo do winrar.

92
OPERADOR DE COMPUTADOR

8.7.4 – Microsoft Office


O Microsoft Office é uma suíte de aplicativos para escritório que contém programas como
processador de texto, planilha de cálculo, banco de dados, apresentação gráfica e gerenciador de
tarefas, e-mails e contatos. Em 2002, constatou-se que a suíte era líder de mercado, com pouco
mais de 90% de market share (Krazit, 2002).
A suíte vem acrescentando com o tempo cada vez mais funcionalidades. Ela é vendida
em várias versões, de acordo com a quantidade de programas incorporados e com o perfil de
usuários ou empresas. Microsoft Office 2010 é a mais recente versão do sistema Microsoft Office

8.8 – Gravar CD ou DVD com arquivos ISO no Windows 7 é simples

Profissionais de TI e geeks que costumam fazer muitos downloads e testar muitos


softwares, provavelmente já tiveram que queimar CDs, DVDs ou ainda Blu-rays com uma imagem
de disco ISO.

Com o Windows 7 essa tarefa ficou muito mais fácil. Nós criamos um suporte nativo no
Windows 7 que dá a habilidade de queimar imagens de disco ISO diretamente do sistema sem a
necessidade de instalar programas de terceiros no seu PC.
E fizemos de uma maneira que esse procedimento fosse o mais simples possível.
Insira uma mídia gravável no seu gravador. Agora, basta clicar com o botão direito do
mouse em cima do arquivo ISO que você quer gravar e escolher a opção “Gravar imagem do
disco”.

93
OPERADOR DE COMPUTADOR

Com isso o Gravador de Imagem do Disco do Windows irá abrir, dando a opção de
gravar a imagem ISO em um CD ou DVD.

Se você marcar a opção “Verificar disco após gravar”, o Windows irá verificar se a
imagem foi gravada corretamente, mas tomará um pouco mais de tempo para isso. Se estiver
com pressa, não marque a opção.
Se você está usando um DVD-RW (regravável), o Windows irá detectar automaticamente,
perguntando se você deseja apagar o conteúdo do disco e queimar um novo conteúdo nele.
Dessa forma o Windows 7 evita que você apague qualquer coisa importante do disco sem querer.
Esse recurso está presente em todas as versões do Windows 7. Experimente!

94
OPERADOR DE COMPUTADOR

III – Segurança da Informação


1 – Agentes de Proteção

1.1 – Firewall

O Firewall ajuda a bloquear Vírus, Worms, Cavalos de


Tróia e outros tipos de Malwares, mas de modo algum os
elimina!!! No Windows, o firewall recebe o nome de Windows
Firewall e no Linux, recebe o nome ou de Iptables ou Shorewall.
Firewall pode tanto ser um programa, como um hardware
(servidor firewall). No caso de ser uma combinação dos dois
(software + hardware) teremos um Appliance.

1.2 – Windows Defender

O Windows Defender é um software antispyware que vem


com o Windows e é executado automaticamente quando é ligado.
O uso do software antispyware pode ajudá-lo a proteger seu
computador contra spyware e outros possíveis softwares
indesejados. O spyware pode se instalar no computador sem o
seu conhecimento e a qualquer momento que você se conectar à
Internet, e pode infectar o computador quando você instala alguns programas usando um CD,
DVD ou outra mídia removível. Um spyware também pode ser agendado para ser executado em
horários inesperados, não apenas quando é instalado.

1.3 – Filtro Anti-spam

É um conjunto de soluções ou sistemas usados por


provedores no combate ao SPAM que analisam as mensagens que
chegam a um determinado usuário e, com base em regras ou em
verificações de determinados itens, tentam determinar se aquele e-
mail é SPAM ou não.

1.4 – Antivírus

Antivírus é um software especificamente desenvolvido


para detectar, anular e eliminar de um computador vírus e outros
tipos de código malicioso.

95
OPERADOR DE COMPUTADOR

2 – Softwares Maliciosos

2.1 – Malwares

Entende-se por Malware (malicious software) qualquer


software que tem como finalidade infiltrar ou criar dano num
computador individual, servidor ou rede. Neste termo geral estão
englobados por exemplo: Vírus, Spyware, Trojan Horses, Worms
e Adware.

 Vírus: Vírus é um código escrito em linguagem


computacional com a intenção explícita de se
autoduplicar. Um vírus tenta se alastrar de
computador para computador se incorporando a um
programa hospedeiro (software). Ele pode danificar
hardware, software ou informações. Assim como os
vírus humanos possuem níveis de gravidade
diferentes, como o vírus Ebola e o vírus da gripe ou
H1N1, os vírus de computador variam entre
levemente perturbador e totalmente destrutivo. A boa
notícia é que um verdadeiro vírus não se dissemina
sem ação humana. É necessário que alguém envie
um arquivo ou envie um e-mail para que ele se
alastre.

 Worm: Um worm, assim como um vírus, cria cópias


de si mesmo de um computador para outro, mas faz
isso automaticamente. Primeiro, ele controla
recursos no computador que permitem o transporte
de arquivos ou informações. Depois que o worm
contamina o sistema, ele se desloca sozinho, não
precisando de um outro programa para se distribuir.
O grande perigo dos worms é a sua capacidade de
se replicar em grande volume.

96
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Cavalo de Tróia ou Trojan: Cavalo de Tróia é um


programa de computador que parece ser útil, mas na
verdade causa danos. Assim como o mitológico
cavalo de Tróia parecia ser um presente, mas na
verdade escondia soldados gregos em seu interior
que tomaram a cidade de Tróia, os cavalos de Tróia
da atualidade são programas de computador que
parecem ser úteis, mas na verdade comprometem a
sua segurança e causam muitos danos. Um cavalo
de Tróia apresenta-se como um e-mail com anexos
de supostas atualizações de segurança, mas na
verdade era um vírus que tentava desativar
programas antivírus e firewalls.

 Keylogger ou Spyware: a função de um keylogger


é capturar tudo que a vítima digita, e enviar todas as
informações para o invasor através de e-mail, ou no
caso de alguns keyloggers até em real time (tempo
real). Se formos imaginar a ação de um keylogger da
forma descrita acima, irá até parecer um programa
inofensivo, mas quando eu digo, que o Keylogger irá
capturar tudo o que a vítima digitar e enviar para o
invasor, será tudo mesmo, inclusive senhas,
informações pessoais e até conversas no MSN e e-
mail, ai é que esta o perigo do keylogger.

 Spam: O termo Spam, abreviação em inglês de


"spiced ham" (presunto condimentado), é uma
mensagem eletrônica não solicitada enviada em
massa. Na sua forma mais popular, um spam
consiste numa mensagem de correio eletrônico com
fins publicitários. O termo spam, no entanto, pode
ser aplicado a mensagens enviadas por outros meios
e em outras situações até modestas. Geralmente os
spams têm caráter apelativo e na grande maioria das
vezes são incômodos e inconvenientes.

97
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Phishing: Em computação, phishing é uma forma de


fraude eletrônica, caracterizada por tentativas de
adquirir informações sigilosas, tais como senhas e
números de cartão de crédito, ao se fazer passar
como uma pessoa confiável ou uma empresa
enviando uma comunicação eletrônica oficial, como
um correio ou uma mensagem instantânea. Na
prática do Phishing surgem artimanhas cada vez
mais sofisticadas para "pescar" (do inglês fish) as
informações sigilosas dos usuários.

 Adware: Publicidade é a maneira que muitos


desenvolvedores de software livre encontraram para
poderem sobreviver e manter a gratuidade de seus
programas. O adware exibe propaganda embutida
na interface do usuário. Outro tipo de adware são as
famosas barras de ferramentas que acompanham
instalações de outros programas. O prefixo advém
de advertising (publicidade, em inglês).

98
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercícios
1º O que é Firewall?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
2º O que é Malware e quais são os tipos?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
3º O que é Vírus de Computador?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
4º O que é Worm?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
5º O que é Cavalo de Tróia?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
6º O que é Keylogger?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
7º O que é Spam?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
8º O que é Phishing?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
9º O que é Adware?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

99
OPERADOR DE COMPUTADOR

IV – A Internet
Com o avanço da tecnologia, temos em mãos um poderoso meio de comunicação: a
INTERNET. Este meio permite comunicações rápidas e até simultâneas envolvendo mensagens
escritas, imagens, vídeos e troca de arquivos.
Além disto, a Internet revela-se uma fonte inesgotável de informação possibilitando pesquisas
sobre diversos assuntos e também propiciando facilidades como o comércio eletrônico, transações
bancárias on-line, e acesso a jornais e revistas que antes só poderiam ser consultados via
exemplares impressos.

1 – História
A década de 1960 foi um dos períodos mais conturbados da História. A tensão criada pela
Guerra Fria, o conflito ideológico entre Estados Unidos e União Soviética, atingia seu ápice. Nenhum
confronto bélico entre ambos ocorreu de verdade, entretanto, a maior arma era provocar medo no
inimigo.
Desse modo, qualquer triunfo era visto como um passo à frente na disputa pela dominação
mundial. A União Soviética, por exemplo, saiu na frente na corrida espacial: lançou em 1957 o
primeiro satélite artificial, o Sputnik. Quatro anos depois, Yuri Gagarin era o primeiro ser humano a
fazer uma viagem espacial.
Os Estados Unidos buscaram outra estratégia, principalmente através da ARPA (Advanced
Research Project Agency, ou Agência de Pesquisas em Projetos Avançados, em tradução literal), um
órgão científico e militar criado em 1957 que cuidava dos avanços tecnológicos da potência ocidental
e, posteriormente, da primeira rede.
Um dos pioneiros do conceito hoje conhecido por internet foi J.C.R. Licklider, do Instituto
Tecnológico de Massachussets (MIT). Foi ele o responsável, em 1962, por difundir a ideia da “rede
galáctica”, um conceito ainda abstrato de um sistema que concentraria todos os computadores do
planeta em uma única forma de compartilhamento. Com o passar dos anos, essa ambiciosa ideia
começou a tomar forma.

1.1 – A rede da ARPA

É aí que o medo entra novamente na história: temendo um combate em seu território que
acabasse com a comunicação e com todo o trabalho desenvolvido até então, cientistas norte-
americanos colocam o plano de Licklider em prática com a ARPANET, uma rede de armazenamento
de dados que inicialmente conectou algumas universidades e centros de pesquisa: as sedes da
Universidade da Califórnia em Los Angeles e Santa Barbara; o Instituto de Pesquisa de Stanford e a
Universidade de Utah.
Desse modo, tudo ficaria armazenado virtualmente, sem correr o risco de sofrer danos
materiais. Além disso, pouco tempo seria perdido na troca de dados. Em outubro de 1969, a
ARPANET teve seu primeiro sucesso ao transmitir uma mensagem através de sua rede, da
Universidade de Los Angeles até o instituto em Stanford, em uma distância de quase 650 quilômetros.
Ao mesmo tempo, entretanto, essa tentativa resultou em fracasso: o conteúdo transmitido – a
palavra “login” – chegou incompleto ao receptor, pois o sistema caiu antes da recepção da terceira
letra do termo enviado.

100
OPERADOR DE COMPUTADOR

2 – Vamos navegar?

2.1 – O que é a Internet

A INTERNET é uma rede mundial de computadores. Isso significa que são milhões de
computadores interligados espalhados por todo o mundo.

2.2 – O que é Intranet

O que caracteriza a Intranet é o uso das tecnologias da World Wide Web no ambiente
privativo da empresa. Em vez de circular publicamente pelo mundo, como na Internet, as
informações confinadas numa rede Intranet são acessíveis apenas à organização a que
pertencem e às pessoas autorizadas por ela a consultá-la.

2.3 – Acessando a internet

Para acessar a INTERNET, o usuário associa-se a um provedor (empresa ou instituição


que possibilita o seu acesso à Internet) e através de um browser (programa instalado no
computador) acessa a INTERNET.

2.4 – Navegador ou Browser

Um navegador, também conhecido pelos termos ingleses web browser ou simplesmente


browser, é um programa de computador que habilita seus usuários a interagirem com
documentos virtuais da Internet, também conhecidos como páginas da web, que podem ser
escritas em linguagens como HTML, ASP, PHP, com ou sem folhas de estilos em linguagens
como o CSS e que estão hospedadas num servidor Web. Os principais navegadores de hoje são
Internet Explorer, Google Chrome e Mozzila Firefox.

2.5 – Site

É o local onde encontramos varias informação, com assuntos diversificados, onde


podemos compara-los a uma revista.

2.6 – WWW (Word Wide Web)

É uma coleção de páginas de HiperTexto distribuídas pela Internet. Já existem páginas


sobre muitos assuntos e a cada dia são criadas outras novas. As páginas contêm textos,
imagens, links para outras páginas( em hipertexto ) e às vezes sons e animações.

2.7 – URL (Uniform Resource Locator)

É o endereço de qualquer objeto na internet. E quando eu digo objeto, eu digo páginas,


imagens, arquivos de áudio, vídeo, texto, planilhas, apresentações, etc. URL é o endereço da

101
OPERADOR DE COMPUTADOR

página que você quer visitar, geralmente é um conjunto de letras sem acento, iniciado pelas letras
www.

2.8 – Link

Um link é, em geral, uma palavra, frase ou figura. Para reconhecê-los, basta prestar
atenção na forma que o cursor assume: se o cursor vira uma “mãozinha” quando você passa com
o cursor em cima do objeto em questão, significa que você achou um link.

2.9 – E-mail

Um correio eletrônico ou e-mail é um método que permite compor, enviar e receber


mensagens através de sistemas eletrônicos de comunicação. O termo e-mail é aplicado tanto aos
sistemas que utilizam a Internet e são baseados no protocolo SMTP, como aqueles sistemas
conhecidos como intranets, que permitem a troca de mensagens dentro de uma empresa ou
organização e são, normalmente, baseados em protocolos proprietários e chamados de Webmail.

2.10 – Computação nas Nuvens

Cloud Computer.

2.11 – E-Commerce

Comércio eletrônico ou comércio virtual, é um tipo de transação comercial feita


especialmente através de um equipamento eletrônico, como, por exemplo, um computador.
Conceitua-se como o uso da comunicação eletrônica e digital, aplicada aos negócios,
criando, alterando ou redefinindo valores entre organizações ou entre estas e indivíduos, ou entre
indivíduos, permeando a aquisição de bens, produtos ou serviços, terminando com a liquidação
financeira por intermédio de meios de pagamento eletrônicos.
O ato de vender ou comprar pela internet é em si um bom exemplo de comércio
eletrônico. O mercado mundial está absorvendo o comércio eletrônico em grande escala. Muitos
ramos da economia agora estão ligadas ao comércio eletrônico.
Seus fundamentos estão baseados em segurança, criptografia, moedas e pagamentos
eletrônicos. Ele ainda envolve pesquisa, desenvolvimento, marketing, propaganda, negociação,
vendas e suporte.
Através de conexões eletrônicas com clientes, fornecedores e distribuidores, o comércio
eletrônico incrementa eficientemente as comunicações de negócio, para expandir a participação
no mercado, e manter a viabilidade de longo prazo no ambiente de negócio.
No início, a comercialização on-line era e ainda é, realizada com produtos como CDs,
livros e demais produtos palpáveis e de características tangíveis. Contudo, com o avanço da
tecnologia, surge uma nova tendência para a comercialização on-line. Começa a ser viabilizado a
venda de serviços pela web, como é o caso dos pacotes turísticos, por exemplo. Muitas
operadoras de turismo estão se preparando para abordar seus clientes dessa nova maneira.

102
OPERADOR DE COMPUTADOR

Principais sites de vendas pela Internet:


www.americanas.com.br
www.submarino.com.br
www.pontofrio.com.br
www.shoptime.com.br
www.walmart.com.br
www.carrefour.com.br
www.extra.com.br
www.magazineluiza.com.br

ATIVIDADE

1 – Descubra a resolução de seu monitor e encontre no google a imagem de mesmo tamanho e


aplique como plano de fundo da área de trabalho;

2 – Utilizando o Google Pesquisa, encontre e faça download de um livro em pdf e salve em sua
pasta;

3 – Encontre uma receita ilustrada de torta ou bolo;

4 – Insira na área de trabalho o Gadget “Tempo” e configure-o para mostrar a previsão do tempo
em Boa Vista;

5 – faça download de em edital de concurso público com vagas abertas para Boa Vista.

103
OPERADOR DE COMPUTADOR

3 – Rede de Computadores

3.1 – O que é uma Rede de Computadores

Rede é um conjunto de hardware e software que permite a computadores individuais


estabelecerem comunicação entre si. Essa comunicação permite não só a troca de informações,
mas também o compartilhamento de recursos de seu micro pessoal estarão disponíveis aos
demais usuários indiscriminadamente. Isso só ocorre quando não são adotados procedimentos
de segurança para controle dos acessos físico e lógico ao micro em questão. Os diversos
computadores de uma rede se remetem a uma máquina central responsável pela ordenação das
operações de compartilhamento de serviço. A este computador que comanda a rede se dá o
nome de servidor.

3.2 – Os principais benefícios de uma rede são:

 Compartilhamento de recursos
 Compartilhamento de informações
 Redução de custos
 Segurança

3.3 – Tipos de Rede

As Redes podem ser classificadas, quanto a sua área de abrangência, ou seja, quanto ao
seu tamanho físico. São elas:

3.3.1 – LAN (Local Área Networks)


É o nome dado às redes cuja área de abrangência é limitada a um prédio. Uma rede em
uma residência, escritório ou empresa são exemplos de uma LAN.

3.3.2 – MAN (Metropolitan Área Networks)


Redes cuja distância começa a atingir distâncias metropolitanas.

3.3.3 – WAN (Wide Área Networks)


Redes onde as estações de trabalho estão geograficamente distribuídas são
denominadas WAN’s. Por terem um custo bastante elevado, como por exemplo: utilização de
satélites, comunicação via micro-ondas, tais redes são em geral públicas, por esse mesmo motivo
a velocidade de transmissão nesse tipo de rede são baixas.

104
OPERADOR DE COMPUTADOR

4 – Protocolos de Internet
O protocolo de uma rede é um conjunto formal de regras que os computadores
conectados a uma rede usam para falar uns com os outros.

4.1 – IP (Internet Protocol)

Todo microcomputador, para funcionar em rede, deve possuir


um endereço IP. Este endereço IP é um número que identifica um
microcomputador. O número – protocolo – IP é um conjunto de 04
octetos binários, que depois, pelo computador, são transformados em
números decimais. Citamos como exemplo de número IP 192.168.0.1.
Este IP será atribuído ao microcomputador quando estiver conectado a
uma rede.
O protocolo IP obedece a uma regra de formação em sua numeração. Essa regra chama-
se CLASSE IP. Temos 05 classes IP disponíveis:
 Classe A: o primeiro byte ou octeto deve estar compreendido entre 1 e 126;
 Classe B: o primeiro byte ou octeto deve estar compreendido entre 128 e 191;
 Classe C: o primeiro byte ou octeto deve estar compreendido entre 192 e 223;
 Classe D: o primeiro byte ou octeto deve estar compreendido entre 224 e 239;
 Classe E: o primeiro byte ou octeto deve estar compreendido entre 240 e 254.
Observação: As classes D e E são especiais. A classe D não pode ser usada para
computadores e a classe E está reservada para projetos futuros na Internet.

4.2 – TCP (Transmission Control Protocol)

O TCP é a sigla da língua inglesa para a palavra


Transmission Control Protocol ou traduzindo para nossa
língua: Protocolo de Controle de Transferência. Trata-se
do principal protocolo responsável pela transmissão de
dados. Este protocolo possui diversos controles internos
– algoritmo – tornando-o orientado a conexão, de modo a
garantir o não perdimento de dados quando enviados em uma rede. É o protocolo de maior uso
em rede de quando se quer transmitir dados.

105
OPERADOR DE COMPUTADOR

4.3 – HTTP (Protocolo de Transferência de


Hipertexto)

Protocolo de Hipertexto, usado para ver o conteúdo de


páginas. Sempre aparece no começo do endereço URL de uma
página.

4.4 – HTTPS (Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro)

Significa protocolo de transferência de texto em


hipermídia com uma camada de segurança por criptografia. É
comum que, quando usamos a Internet, por exemplo, e
observamos a figura de um cadeado no BROWSER –
navegador de Internet como o Internet Explorer ou Firefox,
temos a certeza de que os dados transferidos entre a Internet e
o microcomputador do usuário estão seguros, ou seja, estão
criptografados, dificultando a revelação do conteúdo da
informação caso a comunicação seja interceptada por algum hacker.

4.5 – SMTP (Simple Mail Transfer Protocol)

É o protocolo padrão de fato para envio de e-mail por


meio da Internet, ou seja, trabalha no ciclo de envio de
mensagens eletrônicas.

4.6 – POP3 (Post Office Protocol)

É um protocolo que trabalha no ciclo de recebimentos das


mensagens eletrônicas – e- mails – pegando os e-mails da Internet e
colocando-os em seu computador.

106
OPERADOR DE COMPUTADOR

4.7 – FTP (File Transfer Protocol)

A sigla FTP advém do termo em inglês File Transfer


Protocol, que significa Protocolo de Transferência de Arquivos
“completos”.
É um protocolo que trabalha de forma bastante rápida e
versátil de transferir arquivos completos, sendo uma das mais
usadas na Internet ou na Intranet quando desejamos baixar
programas que estejam em outro ambiente computacional.

4.8 – TELNET

Possibilidade de usar a Internet para ter acesso a um


computador remoto para, por exemplo, executar um software
neste outro computador.

107
OPERADOR DE COMPUTADOR

1º O que é a Internet?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
2º Por que foi criada a Internet?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
3º O que é Navegador?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
4º O que é Site?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
5º O que significa WWW e o que é?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
6º O que é URL?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
7º O que é Link?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
8º O que é Rede de Computadores?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
9º Quais os principais benefícios de uma Rede de Computadores?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
10ºQuais são os tipos de redes?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
11ºQuais são os principais Protocolos de Internet?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

108
OPERADOR DE COMPUTADOR

109
OPERADOR DE COMPUTADOR

V – Microsoft Office Word 2010


1 – Conhecendo o Word

O Word faz parte da suíte de aplicativos Office, e é considerado um dos principais


produtos da Microsoft sendo a suíte que domina o mercado de suítes de escritório, mesmo com o
crescimento de ferramentas gratuitas como Google Docs e Open Office Writer.

1.1 – Executando o programa

 Dê um clique no botão que fica localizado na barra de tarefas do Windows;


 Clique em Todos os Programas;

 Clique em Microsoft Office e depois em


 Seguindo os passos teremos a seguinte tela inicial:

1.2 – Interface
Barra de Botões de
Acesso Rápido Controle
Barra de Título

Guias Régua
Área de
Faixa de Trabalho
Opções
Barra de
Rolagem

Barra de
Status

110
OPERADOR DE COMPUTADOR

1.2.1 – Barra de Título


No cabeçalho de nosso programa temos a barra de títulos do documento

, que como é um novo


documento apresenta como título “Documento1”.

1.2.2 – Barra de Acesso Rápido

Na esquerda temos a Barra de acesso rápido, que permite


acessar alguns comandos mais rapidamente como salvar, desfazer. Você pode personalizar essa
barra, clicando no menu de contexto (flecha para baixo) à direita dela.

111
OPERADOR DE COMPUTADOR

Mais a esquerda tem a ABA Arquivo

Através dessa ABA, podemos criar novos documentos, abrir arquivos existentes, salvar
documentos, imprimir, preparar o documento (permite adicionar propriedades ao documento,
criptografar, adicionar assinaturas digitais, etc.). Vamos utilizar alguns destes recursos no
andamento de nosso curso.

112
OPERADOR DE COMPUTADOR

1.2.3 – Guias

Os comandos para a edição de nosso texto agora ficam agrupados dentro destas guias.
Dentro destas guias temos os grupos de ferramentas, por exemplo, na guia Página Inicial, temos
“Fonte”, “Parágrafo”, etc., nestes grupos ficam visíveis para os usuários os principais comandos,
para acessar os demais comandos destes grupos de ferramentas, alguns destes grupos possuem
pequenas marcações na sua direita inferior.

1.2.4 – Guias Contextuais


O Word possui também guias contextuais. Quando determinados elementos dentro de
seu texto são selecionados, por exemplo, ao selecionar uma imagem, ele cria na barra de guias,
uma guia com a possibilidade de manipulação do elemento selecionado.

113
OPERADOR DE COMPUTADOR

2 – Modelos de Documentos

O Word possui uma série de Arquivos que servem de Modelos e que podemos utilizá-los em nossos
documentos.
Siga os passos abaixo:

 De um clique na Aba em seguida escolha a opção Novo, Modelos de exemplo,


escolha o modelo Currículo Urbano.

 Clique em Criar em seguida vá preenchendo os itens com os dados pedidos.

114
OPERADOR DE MICROCOMPUTADOR

115
OPERADOR DE COMPUTADOR

3 – Impressão

 Abra seu Exercício 21;

 Dê um clique na Aba em seguida escolha a opção Imprimir

 Agora com o auxílio de seu professor verifique as formas que temos de fazer uma impressão.

116
OPERADOR DE COMPUTADOR

4 – Iniciando o uso da digitação e tamanho da fonte:

Antes de inserir o primeiro texto é necessário conhecer a aplicação de algumas teclas:

BARRA DE ESPAÇOS Permite a inserção de espaços em branco


Só funciona quando pressionada simultaneamente com outra
tecla. Serve para fazer letras maiúsculas e acessar a segunda
SHIFT
função da tecla, por exemplo: para digitar o sinal “@”, deve-
se pressionar simultaneamente as teclas SHIFT e 2.
Apaga os caracteres que estão à direita da barra de inserção
DEL OU DELETE
de texto.
Apaga os caracteres que estão à esquerda da barra de
BACKSPACE
inserção de texto.
Movimentam a barra de inserção pelo texto.

ENTER Cria uma nova linha.


Trava as maiúsculas. Todas as letras digitadas aparecerão
CAPS LOCK
em caixa alta.

 Digite em letras maiúsculas e com o tamanho de fonte 22 a frase abaixo:

ESTOU INICIANDO O TREINAMENTO DE DIGITAÇÃO E TAMANHO DA FONTE NO


MICROSOFT WORD.

 Agora digite em letras minúsculas e no tamanho 15 o trecho:

continuando o treinamento.

 Para encerrar digite seu nome completo no tamanho que desejar sendo que apenas as
iniciais deverão ser maiúsculas.

117
OPERADOR DE COMPUTADOR

Às vezes, você deve desejar mover-se ao longo do documento e posicionar o cursor em


diferentes locais para acrescentar texto. Você pode dar um clique nas barras de rolagem para
mover o documento na tela; você pode pressionar as teclas no teclado a fim de mover a barra de
inserção de texto ao longo do documento.

Use as seguintes teclas no teclado para navegar em um documento.

Para mover Pressione

Um caractere à direita Seta para direita

Um caractere à esquerda Seta para esquerda

Uma linha acima Seta para cima

Uma linha abaixo Seta para baixo

Palavra anterior Ctrl + seta esquerda

Próxima palavra Ctrl + seta direita

Início de uma linha Home

Fim de uma linha End

Início do documento Ctrl + Home

Fim do documento Ctrl + End

118
OPERADOR DE COMPUTADOR

5 – Modo de Seleção com o Mouse


Para selecionar uma linha:
Posicione a seta do mouse no início da linha que deseja selecionar até ela ficar neste formato

, em seguida dê um clique (observe então que toda a linha ficou selecionada).


Para selecionar uma palavra ou apenas parte dela:

Posicione a seta do mouse no local desejado até ela ficar nesse formato e arraste-a até
selecionar o que desejar.
Para selecionar uma única palavra:
Basta dar um DUPLO clique sobre ela.

Para retirar a seleção:


Dê um clique com a seta do mouse em qualquer local do texto.

5.1 – Treinando o Modo de Seleção

Digite em letras maiúsculas e no tamanho 14:


TESTANDO O MODO DE SELEÇÃO COM O MOUSE.
Pressione ENTER.

Selecione a palavra MODO.

Retire a seleção.

Selecione as palavras: MODO DE SELEÇÃO.

Retire a seleção.

Selecione a última linha e em seguida altere o tamanho da fonte para 18.

Agora dê um clique na guia Arquivo em seguida na opção Salvar (ou então simplesmente clique
no botão Salvar que está na barra de acesso rápido).

E agora o Instrutor lhe auxiliará nos passos seguintes (o arquivo deverá ter o nome de Texto 01.).

119
OPERADOR DE COMPUTADOR

6 – Tipos de Fonte

O termo Fonte significa Tipo de Letra, sendo assim iremos agora conhecer algumas:
 Altere o Tamanho da Fonte para 20.

 Escolha a Fonte Arial Black através da caixa Fonte:

 Digite: Alterando o tipo de letra.

 Pressione Enter.

 Agora escolha a Fonte Comic Sans Ms.

 Digite: Novo tipo de letra.

 Pressione Enter.

 Escolha a Fonte que desejar, e digite: TESTANDO DIVERSOS TIPOS DE LETRAS.

 Selecione todas as linhas que você digitou e escolha a Fonte Times New Roman.

 Retire a seleção.

120
OPERADOR DE COMPUTADOR

7 – Alinhamento

Alinhar à Esquerda

Centralizar

Alinhar à Direita

Alinhar Justificado

 Altere o tamanho da Fonte para 18.

 Digite em letras maiúsculas: TESTE DE ALINHAMENTO NO MICROSOFT WORD, A FIM


DE QUE POSSAMOS APRENDER O SEU USO E UTILIZARMOS EM NOSSOS
TRABALHOS.
 Selecione todas as linhas que você digitou;
 Agora de um clique sobre o Botão (Centralizar);

 Utilize as outras formas de Alinhamento clicando sobre elas:

Alinhar à Esquerda.
Alinhar à Direita.
Alinhar Justificado.

 Selecione Todas as Linhas Digitadas e Pressione a Tecla DELETE.

121
OPERADOR DE COMPUTADOR

8 – Exercitando a Acentuação

 Altere o Tamanho da Fonte para 14;


 Escolha o Tipo de Fonte Arial;
 Escolha a Cor Azul;
 Agora digite o texto seguinte com as mesmas formatações:

TREINAMENTO COM ACENTUAÇÃO

Palavras com Acento Agudo:

Pó, Café, Boné, Saúde, Água, Vídeo, Vovó.


Palavras com Acento Circunflexo:

Vê, Têm, Silêncio, Eletrônica, Vovô, Crochê, Crê.


Palavras com Cedilha:

Laço, Braço, Abraço, Berço, Força, Espaço, Faço.


Palavras com Til:

Coração, Emoção, Avião, Tentação, Tubarão, Aplicação, Verificação.


Palavras Entre Aspas:

“SENAC – Roraima” “Curso de Operador de Computador”.

Agora vá até a barra de Acesso Rápido e escolha a opção Salvar;


Agora com auxilio de seu Professor Salve dentro de sua Pasta com o nome de Exercício 01.

122
OPERADOR DE COMPUTADOR

9 – Régua do Microsoft Word

RECUO RECUO DA PRIMEIRA LINHA


DESLOCADO RECUO À
DIREITA
RECUO À ESQUERDA

RECUO DA PRIMEIRA LINHA


RECUO DESLOCADO
RECUO À ESQUERDA
RECUO À DIREITA

9.1 – Utilizando a Régua

 Digite o texto seguinte com o Tamanho de Fonte 14 respeitando as Formatações


(Negrito, Itálico, Sublinhado) e as Letras Maiúsculas e Minúsculas.

EMBRAER
A EMBRAER é a quarta maior fabricante de aeronaves comerciais do mundo, posição
alcançada graças a excelência de seus produtos e à tecnologia de ponta no segmento
aeroespacial.
Com mais de 30 anos de experiência em projeto, fabricação, comercialização e pós-venda, a
empresa já entregou cerca de 5.500 aviões, que estão em operação nos diversos
pontos do globo. A EMBRAER tem uma base global de clientes e importantes
parceiros de renome mundial, o que resulta em uma significativa participação no
mercado.

Agora faça com que seu texto fique com a mesma Formatação de Parágrafo seguindo os
passos abaixo:
 Dê um clique com o mouse em qualquer local do Primeiro Parágrafo.
 Arraste com o mouse a Seta da Régua que corresponde à opção Recuo da primeira
linha e posicione no número 2.
 Arraste com o mouse a Seta da Régua que corresponde à opção Recuo deslocado e
posicione no número 2.

Agora vá até a barra de Acesso Rápido e escolha a opção Salvar;


Agora com auxilio de seu Professor Salve dentro de sua Pasta com o nome de Exercício 02.

123
OPERADOR DE COMPUTADOR

10 – Abrindo e Personalizando um Texto

Com o Auxilio de seu Professor Abra o Arquivo Texto 01 e em seguida vá até a aba Arquivo
Salvar Como e Salve em sua Pasta com o nome de Exercício 03.
Agora tente deixar o texto abaixo com a mesma Formatação utilizando os recursos já Aprendidos
(o recuo das linhas são de 2 cm.):

SONETO DE FIDELIDADE

De tudo, ao meu amor serei atento


Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.
Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.
E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama
Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Agora Salve as Alterações.

124
OPERADOR DE COMPUTADOR

DECLARAÇÃO DE RESIDÊNCIA

Eu, Nome Completo, portador (a) do RG nº <nº da carteira de identidade>, expedido


em <data de expedição>, pelo <órgão expedidor>, inscrito (a) no CPF/ MF sob o <nº
do CPF>, DECLARO para os devidos fins de comprovação de residência, sob as
penas da lei (art. 2ºda Lei 7.115/83), que sou residente e domiciliado na <Endereço>,
<Nº>, BAIRRO: <Bairro>, CEP <CEP>, na cidade de Boa Vista, ESTADO de
Roraima, conforme cópia de comprovante anexo.

Declaro ainda, estar ciente de que declaração falsa pode implicar na sanção penal
prevista no art. 299 do Código Penal, in verbis:

“Art.” 299 – Omitir, em documento público ou particular,


declaração que nele deveria constar, ou nele inserir ou fazer
inserir declaração falsa ou diversas da que devia ser escrita,
com o fim de prejudicar direto, criar obrigações ou alterar a
verdade sobre o fato juridicamente relevante.
Pena: reclusão de 1 (um) a 5 (cinco) anos e multa, se o
documento é público e reclusão de 1 (um) a 3 (três) anos, se
o documento é particular.”

Boa Vista- RR, 05 de novembro de 2012.

__________________________
<Nome Completo>

125
OPERADOR DE COMPUTADOR

11 – Espaçamento de Linhas e Parágrafos

Você pode alterar o espaçamento entre linhas ou o espaçamento antes ou depois de cada
parágrafo.

Alterar o espaçamento entre linhas

1 - Selecione o texto que deseja alterar.

2 - Na guia Página Inicial, no grupo Parágrafo, aponte para Espaçamento de Linha e

Parágrafo e siga um destes procedimentos:

 Para aplicar uma nova configuração, clique na seta e selecione o número desejado.
 Para aplicar a configuração usada mais recentemente, clique no botão.
 Para definir medidas mais precisas, clique na seta, clique em Mais e selecione as opções
desejadas em Espaçamento entre linhas.

OBSERVAÇÃO Se você selecionar Exatamente ou Pelo menos para o espaçamento entre


linhas, insira o espaço desejado na caixa Em. Se você selecionar Múltiplos, insira o número de
linhas na caixa Em.

Alterar o espaçamento antes ou depois dos parágrafos

1 - Selecione os parágrafos nos quais você deseja


alterar o espaçamento.

2 - Na guia Página Inicial, no grupo Parágrafo, aponte


para o botão Mais . Veja imagem ao lado:

3 - Em Espaçamento,
insira o espaçamento
desejado na caixa
Antes ou Depois.

126
OPERADOR DE COMPUTADOR

12 – Desfazendo e Refazendo uma Ação

Desfazer: Caso você cometa algum erro sem querer, ou deseje desfazer uma ação, para
voltar ao que era antes, basta clicar no botão desfazer, ele desfaz as últimas 99 ações que você
fez no Microsoft Word.

Refazer: O botão refazer só é acionado se você utilizar o botão desfazer, o refazer refaz
novamente a ação que você desfez através do botão desfazer, seja um erro ou qualquer outra
ação.
 Para treinarmos a função desses botões siga os passos abaixo:

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Escolha o Tamanho de Fonte 20;
 Digite: Treinando o uso dos Botões Desfazer e Refazer;
 Selecione a frase que você acabou de digitar e em seguida pressione a tecla DELETE;

 Dê um clique no Botão Desfazer.

Observe que a frase digitada retornou a tela.

 Agora dê um clique no Botão Refazer.

Observe que a frase digitada foi apagada novamente, pois foi refeita sua última ação que foi ter
apagado a mesma.

127
OPERADOR DE COMPUTADOR

13 – Recortar, Copiar e Colar

Recortar: você pode recortar qualquer coisa que estiver selecionada e depois colá-la em
outro lugar. (Quando você recorta algo, você retira de um local e pode colocar em outro).

Copiar: o botão copiar serve para você copiar o que estiver selecionado e depois colá-lo em
outro lugar. (Quando você utiliza a opção copiar, você está duplicando o que copiou).

Colar: o botão colar só pode ser utilizado se antes você escolher a opção Recortar ou
Copiar. (O item recortado ou copiado será colado onde o cursor estiver posicionado).
 Escolha o Tamanho de Fonte 22;
 Digite em letras Maiúsculas: TREINAMENTO DE DUPLICAÇÃO
 Selecione o que você digitou;

 Dê um clique no Botão Copiar;


 Retire a Seleção;
 Posicione a Barra de Inserção de texto no final da Linha e Pressione ENTER;

 Dê um clique no Botão Colar;

 Dê novamente um clique no Botão Colar (Observe que você Duplicou a Frase).


 Pressione a tecla Enter;
 Escolha o Tamanho de Fonte 22;
 Digite em letras Maiúsculas: TREINAMENTO DE MOVIMENTAÇÃO

 Pressione Enter ;
 Digite em letras Maiúsculas: CURSO DE OPERADOR DE COMPUTADOR

 Pressione Enter ;
 Digite em letras Maiúsculas: SENAC - Roraima

 Pressione Enter ;
 Selecione a linha CURSO DE OPERADOR DE COMPUTADOR

 Dê um clique no Botão Recortar;


 Posicione a Barra de Inserção de texto no final da linha SENAC - Roraima

 Pressione Enter ;

 Dê um clique no Botão Colar (Observe que as palavras recortadas anteriormente


aparecem no local onde você deixou o cursor);
Atenção: Caso ache necessário repita o Exercício, senão é só Salvar em sua Pasta com o Nome
de Exercício 04.

128
OPERADOR DE COMPUTADOR

14 – Aplicando Metodologia em um Documento

 Digite o texto abaixo:

O NOVO DESAFIO DO SUPORTE

O usuário atual, com um simples PC, dispõe de uma quantidade de ferramentas como jamais se
imaginou. Porém a cultura para se fazer um bom uso desses recursos ainda está completamente
difundida.
Isso abre espaço para a real necessidade de suporte técnico adequado. Por trás de um bom
atendimento tem de existir muito investimento em gente, educação e treinamento técnico,
informações precisa sobre os negócios do cliente e também o gerenciamento correto de toda a
logística envolvida, tudo isso é executado por pessoas que podem estar bem ou mal preparadas.

 Selecione todo o texto digitado (exceto o título);

 Vá até a guia Página Inicial ;


 No item Geral, Alinhamento escolha Justificada;
 No item Recuo, Especial escolha Primeira Linha e dentro da caixa Por defina 1,5 cm (Isso
significa que a Primeira Linha de cada Parágrafo terá um Recuo de 1,5 cm);
 No item Espaçamento, Entre Linhas escolha Duplo (Quer dizer que entre cada linha
haverá dois “ENTER”);
 Seu texto deverá ter ficado da maneira abaixo:

O NOVO DESAFIO DO SUPORTE

O usuário atual, com um simples PC, dispõe de uma quantidade de ferramentas como

jamais se imaginou. Porém a cultura para se fazer um bom uso desses recursos ainda está

completamente difundida.

Isso abre espaço para a real necessidade de suporte técnico adequado. Por trás de um

bom atendimento tem de existir muito investimento em gente, educação e treinamento técnico,

informações precisa sobre os negócios do cliente e também o gerenciamento correto de toda a

logística envolvida, tudo isso é executado por pessoas que podem estar bem ou mal preparadas.

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 21.

129
OPERADOR DE COMPUTADOR

15 – Configurando Página

 De um clique na opção e abra seu Exercício Complementar 09;


 Agora vá até a guia Layout da Página;

 De um clique na opção Margens , e escolha a opção Margens Personalizadas;

 Agora defina:

Superior: 3,0 cm;


Inferior: 2,0 cm;
Esquerda: 3,0 cm;
Direita: 2,0 cm;

 Agora observe que o espaço em branco que havia ao redor de seu documento alterou.

Salve as alterações.

130
OPERADOR DE COMPUTADOR

131
OPERADOR DE COMPUTADOR

16 – Revisão Ortográfica

Siga os passos abaixo:


 Escolha o Tamanho da Fonte 20;
 Digite o trecho a seguir obedecendo aos ERROS que aparecerão nas palavras
destacadas.

Estamo apredendo nesta estapa da apotila, a opcao de verificar ortografia, muitos eros estamos
fazendo durante esta digitacao a fim de corrigirmos no final através da revisao ortográfica do
word.

 Dê um clique no início do trecho digitado em seguida vá até a guia Revisão, em seguida

no ícone

Nessa área
ficam os erros

Nessa área
ficam as
sugestões de
correção

Obs.: Quando você digitar alguma palavra e ela ficar com um sublinhado VERMELHO, significa
que a palavra está escrita errada ou a mesma não existe no dicionário do Word, quando a frase
ficar com um sublinhado VERDE, significa que a gramática da frase está errada.
 Selecione a palavra correta (basta clicar sobre ela) na caixa de sugestões (se necessário
use a Barra de Rolagem), em seguida clique no Botão , caso a palavra esteja
correta e o computador não a reconheceu basta clicar no Botão .

Salve em sua pasta com o nome de Exercício 05.

132
OPERADOR DE COMPUTADOR

17 – Pincel de Formatação

Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Escolha: Tipo de Fonte: Comic Sans Ms
Tamanho de Fonte: 18
Cor de Fonte: Vermelha;
 Digite: Word 2010.
 Pressione duas vezes a tecla Enter;

 No grupo “Fonte” da guia “Página Inicial”, clique em “Limpar Formatação”,


 Digite: Curso de Operador de Computador.
 Selecione o trecho Word 2010.
 Dê um clique no Botão Pincel;
 Note que no ponteiro do seu mouse agora há um Pincel;
 Agora selecione com o Pincel a frase: Curso de Operador de Computador.
 Veja que as formatações do 1º trecho foram aplicadas no 2º.

Curso de Operador de Computador.

 Agora Digite: seu Nome, em seguida vá até a Ferramenta Realce e escolha uma
cor para destacar seu nome, em seguida selecione seu nome e note que a cor escolhida
ficou ao fundo do nome.

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 06.

133
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercício Complementar:

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Digite o texto abaixo no Tamanho 14 e deixe as demais formatações para o Final:

História dos Computadores

Desde a mais remota antiguidade, o ser humano vem buscando e desenvolvendo meios e
máquinas para realizar cálculos, do mais simples ao mais complexo, com o mínimo de tempo e
o máximo de eficiência. Do primitivo cálculo feito através de contas e conchas, até os realizados
hoje pelos supercomputadores, muito tempo se passou, mas o princípio continua o mesmo:
CALCULAR!

 Para organizar seu texto da mesma maneira do à cima siga os passos:


 Faça as formatações como: Negrito, Itálico e Sublinhado;
 Formate o Título para: Tamanho 18 escolha o Tipo de Letra e Cor que desejar,
Centralize;
 Faça o recuo de Parágrafo do Texto utilizando a Régua com 1,5 cm ;
 Utilize o Alinhamento Justificado.

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício Complementar 01.

134
OPERADOR DE COMPUTADOR

18 – Clip-Art

O Microsoft Word possui uma galeria com diversas figuras que podemos inserir nos documentos.
 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;

 Dê um clique na guia Inserir, em seguida no ícone


 Observe que surgirá a direita o painel Clip-Art.
 Cada Categoria possui diversos desenhos diferentes,
 Na opção Pesquisar em escolha Todas as Coleções em seguida clique em Ir, note que
aparecerão na tela todas as imagens do Clip-Art;
 Se preferir na opção Procurar por: digite o nome da imagem que procuras, exemplo Coelho;
 Note que todas as imagens que contenham Coelho aparecerão, feito isso clique sobre a
imagem que mais lhe agrada que ela virá para o documento;
 Agora Feche a janela.
 Dê Um Clique sobre a Figura;

 Observe que a Figura ficou cercada por 8 Pontos, eles servem para AUMENTAR ou DIMINUIR
a Imagem, sempre que você desejar alterar o tamanho posicione a seta sobre um dos 4 cantos
de modo que apareça uma seta dupla (você deve alterar o tamanho pelos cantos para que a
imagem não fique achatada);
 A bolinha logo acima da figura serve para rotacionar a mesma, ao clicar na bolinha, você pode
girar a figura livremente em qualquer sentido.
 Agora tente alterar o tamanho de sua Imagem, feito isso clique novamente sobre a mesma e
pressione a Tecla DELETE.

135
OPERADOR DE COMPUTADOR

18.1 – Treinando o uso do Clip-Art

 Escolha o Tamanho de Fonte 14;


 Digite o texto Abaixo seguindo as Formatações e inserindo figuras que você goste:

AMOR

Amor é fogo que arde sem se ver;


É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um querer mais que bem-querer;


É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha sem se perder.
É um estar-se preso por vontade,
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode ser o seu favor


Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?
Busque Amor novas artes, novo engenho,
Para matar-me, e novas esquivanças;
Que não pode tirar-me as esperanças,
Que mal me tirará o que eu não tenho.

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 07.

136
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercício Complementar

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Digite o texto abaixo no Tamanho 14 e deixe as demais formatações para o Final:

Computador
Se levarmos em conta que o termo COMPUTAR, significa fazer cálculos, contar, efetuar
operações aritméticas, COMPUTADOR seria então o mecanismo ou máquina que auxilia essa tarefa,
com vantagens no tempo gasto e na precisão. Inicialmente o homem utilizou seus próprios dedos
para essa tarefa, dando origem ao sistema DECIMAL e aos termos “DIGITAL” e “DÍGITO”. Para
auxílio deste método, eram usados gravetos, contas ou marcas na parede.

 Para organizar seu texto da mesma maneira do à cima siga os passos:

 Faça as formatações como: Negrito, Itálico e Sublinhado;

 Formate o Título para: Tamanho 18 escolha o Tipo de Letra e Cor que desejar, Centralize;

 Faça o Parágrafo do Texto utilizando a Régua com 2 cm ;

 Utilize o Alinhamento Justificado.

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício Complementar 02.

137
OPERADOR DE COMPUTADOR

19 – Imagens

As Imagens podem ser inseridas em um documento ou copiadas para eles de muitas fontes diferentes, incluindo
baixados de um site provedor de imagens, copiados de uma página da Web ou inseridas a partir de uma pasta onde
você salva imagens.
Você também pode alterar a forma como uma imagem é posicionada com texto em um documento usando os
comandos Posição e Quebrar Texto Automaticamente.
Dica Para inserir uma imagem do scanner ou da câmera, use o software que veio com seu scanner ou sua câmera
para transferir a imagem para o seu computador.

1 – Insira uma imagem no documento:

2 – Na guia Formatar, no grupo Ajustar, clique em Remover Plano de Fundo:

3 – Agora ajuste as bordas até que sua imagem fique com a aparência desejada, se for necessário, use os botões
Manter Áreas para Manter e/ou Marcar Áreas para Remover. Quando terminar clique em Manter Alterações.

138
OPERADOR DE COMPUTADOR

4 – Se for necessário você pode cortar as áreas desnecessárias da imagem. Para isso clique na imagem, vá à guia
Formatar e no grupo Tamanho clique em Cortar:

5 – Clique nos traços pretos e aproxime ao máximo as bordas da imagem:

6 – Veja como deve ficar:

139
OPERADOR DE COMPUTADOR

7 – Agora clique na guia Formatar e no grupo Organizar clique no botão Quebra de Texto Automática e marque a
opção Quadrado.

8 – Agora insira uma segunda imagem e configure-a como quadrado.

9 – Copie a primeira imagem e cole junto à segunda. Organize as duas imagens e agrupe-as.

140
OPERADOR DE COMPUTADOR

10 – Para agrupar as imagens é necessário selecioná-las primeiro, e na guia contextual Formatar, vá ao grupo
Organizar e clique em Agrupar:

11 – Agora copie a imagem e cole-a no PowerPoint:

12 – Clique com o botão direito do mouse na imagem e clique em Salvar como Imagem...

141
OPERADOR DE COMPUTADOR

20 – Letra Capitular

No contexto da tipografia, umaletra capitularouletra capitalé uma letra no início da obra,


de um capítulo ou de umparágrafo, de maior dimensão que o restante do corpo do texto. Em
manuscritos ou livros antigos, a letra capital é muitas vezes profusamente decorada e chega a
ocupar várias linhas do corpo do texto.

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;

 Digite o parágrafo abaixo com o Tamanho de Fonte 16 e Alinhamento Justificado e


deixe as demais formatações para o Final.

A
partir do momento que o homem pré-histórico trocou seus hábitos nômades por aldeias e
tribos fixas, desenvolvendo a lavoura, tornou-se necessário um método para a contagem do
tempo, delimitando as épocas de plantio e colheita. Tábuas de argila foram desenterradas
por arqueólogos no Oriente Médio, próximo à Babilônia, contendo tabuadas de multiplicação
e recíprocos, acredita-se que tenham sido escritas por volta de 1700 a.C. e usavam o sistema
sexagesimal (base 60), dando origem às nossas atuais unidades de tempo.

 Dê um clique em qualquer local da Primeira Linha do Parágrafo;

 Dê um clique na Guia Inserir e em seguida escolha a opção depois


;

 Dê um clique na opção Capitular, como mostra a figura acima;


 Na opção Altura da Letra, escolha 4, essa opção indica quantas linhas a primeira letra do seu
parágrafo ocupará.

142
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercício Complementar

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Digite o texto abaixo no Tamanho 14 e deixe as demais formatações para o Final:

A Segunda Geração de Computadores

A
Segunda Geração de Computadores surgiu na década de 50 com o advento dos transistores.
Aumentaram a capacidade de memória e o aumento da memória. Esses pequenos
componentes serviam para substituir as válvulas, mas com muitas vantagens. Eram muito
menores, consumiam menos corrente elétricas e duravam muitos anos. Tornou-se possível a
construção de computadores de menor tamanho, mais rápidos, mais confiáveis e mais baratos. Já no
final dos anos 50, todos os computadores eram construídos com transistores. Também passaram a
serem fabricados em série. Cada computador não era mais um "filho único", e sim, fazia parte de uma
série de máquinas iguais.

 Caso tenha dúvidas consulte a lista abaixo que indica o que deve ser feito:

 Faça as formatações como: Negrito e Sublinhado;

 Formate o Título para: Tamanho 15 escolha o Tipo de Letra e Cor que desejar;

 Utilize o Alinhamento Justificado.

 Posicione o cursor onde a figura deverá ficar de um clique no Menu Inserir, escolha a
que mais lhe agrada;
 Dê um clique no Menu Inserir e em seguida escolha a opção ;

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício Complementar 03.

143
OPERADOR DE COMPUTADOR

21 – Tabelas

As tabelas permitem organizar colunas de números e texto em um documento sem a


necessidade de usar tabulações. Na tela uma tabela constitui uma grade de linhas e colunas
marcadas por linhas de grade, cada caixa na grade é uma célula ou casela.

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;

 Dê um clique na Guia Inserir em seguida escolha a opção


.

 Observe a figura que aparecerá na sua tela:

Número de Colunas

Número de Linhas

 Escolha para a caixa Número de Colunas, o número 3;


 Escolha para a caixa Número de Linhas, o número 10;
 Dê um clique no Botão OK.
 Você acabou de criar uma tabela de 3 colunas e 10 linhas.
 Selecione toda a tabela;
 Agora passe o Tamanho da Fonte para 16, dê um clique no meio da tabela para retirar a
Seleção. Note que a altura de todas as linhas aumentou.

144
OPERADOR DE COMPUTADOR

Alterando a Largura das Colunas:


 Posicione a seta do mouse sobre a Divisão da Coluna no local especificado a seguir até
mudar o seu formato para um Traço Duplo Com duas Setas.

 Pressione o Botão do Mouse e arraste até o número 2 da Régua;


 Posicione agora a seta do mouse sobre a divisão da segunda coluna e arraste até o número
12 da régua;
 Sua tabela deve ter ficado como a da imagem abaixo:

Agora vamos digitar dentro de nossa tabela, seguindo os passos abaixo:


 Posicione a Seta do mouse no início da Primeira Linha da Tabela e de um clique para
selecioná-la;
 Note que abriu na barra de menus uma outra com o nome de Ferramentas de Tabela, sendo

assim escolha dentro dela a opção Layout, em seguida Mesclar Células .

 Posicione o Cursor na primeira linha de sua tabela, clique no alinhamento Centralizado;


 Digite em letras Maiúsculas: RELAÇÃO DE PRODUTOS
 Digite o restante dos dados da tabela.

OBS.: PARA ADICIONAR MAIS LINHAS EM SUA TABELA BASTA IR PRESSIONANDO A TECLA
TAB.
RELAÇÃO DE PRODUTOS
CÓDIGO DESCRIÇÃO VALOR
001 LARANJA (1 Kg) R$ 0,50
002 PÊRA (1 Kg) R$ 1,00
003 MAÇÃ (1 Kg) R$ 1,30
004 UVA (1 Kg) R$ 2,50
005 MARACUJÁ (1 Kg) R$ 0,90
006 MAMÃO (1 Kg) R$ 0,65
007 ALFACE (1 Kg) R$ 0,35
008 CENOURA (1 Kg) R$ 0,70

145
OPERADOR DE COMPUTADOR

Centralizando os Dados da Tabela:


 Posicione a seta do mouse no início da Coluna do Código até mudar seu formato para uma
Seta Vertical Preta e de um clique para selecionar e arraste para a direita até a coluna Valor;
 Agora de um clique na opção Centralizar;
Selecione todos os números digitados na coluna valor e clique na opção Alinhar à Direita.

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 09.

Classificando Dados de uma Tabela:

 Selecione com o mouse as linhas da Tabela, com exceção da Primeira Linha, como mostra a
figura a seguir:

 Vá até Ferramentas da Tabela, Layout, Dados e escolha a opção Classificar;

 Dê um clique na opção Com linha de cabeçalho, como mostra à figura a cima;

146
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Dê um clique na opção Classificar


por, como mostra na figura a seguir:

 Clique na opção DESCRIÇÃO e em


seguida OK;

 Retire a seleção, e observe que a


tabela ficou em ordem Alfabética.

Salve as alterações.

Utilizando uma Tabela para digitar ao lado de uma Figura:

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;

 Dê um clique no Guia Inserir em seguida escolha a opção


.
 Escolha Número de Colunas = 2;
 Escolha Número de Linhas = 1;
 Na opção Estilos de Tabela escolha Limpar, note então que as Bordas da Tabela
desaparecem;
 Dê um clique no Menu Inserir, Clip-Art, insira a Figura que mais lhe agrade;
 Ajuste o tamanho dela e coloque o cursor na outra coluna;
 Digite em letras Maiúsculas: Office 2010
 Pressione ENTER;
 Pressione ENTER;
 Digite em letras Maiúsculas: Microsoft Word.

Office 2010

Microsoft Word.

Seu exercício deverá ter ficado como o modelo acima.

147
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercício Complementar

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Monte as Tabelas Abaixo, se preferir formate-as depois de prontas:

Tabela de Funcionários
Funcionários Cargo Sal. Janeiro Sal. Fevereiro Sal. Março
Leandro Ramos Diretor Geral R$3.800,00 R$3.800,00 R$3.800,00
Neli da Silva Diretora R$2.500,00 R$2.500,00 R$2.500,00
Rose Quadra Aux. Direção R$1.600,00 R$1.600,00 R$1.600,00
Antônio Fernando Tesoureiro R$1.000,00 R$1.000,00 R$1.000,00
Claudia Ramos Administradora R$850,00 R$850,00 R$850,00

 Caso tenha dúvidas consulte a lista abaixo que indica o que deve ser feito:
 Faça as formatações como: Negrito Itálico e Sublinhado;
 Utilize os Alinhamentos (Centralizar) e (à Direita);
 Coloque um Estilo de Tabela (escolha a que desejar)

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício Complementar 04.

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Monte a Tabela Abaixo, se preferir formate-as depois de prontas:

Primeiro Computador

O interesse pela construção do primeiro


computador foi grande. Alemanha e E.U.A
disputavam essa acirrada corrida contra o
tempo. Durante a Segunda Guerra Mundial
iniciaram-se os projetos para a sua
construção, principalmente para codificar e
decodificar as mensagens trocadas
durante a Guerra. Logo depois foi
construído o primeiro computador
eletromecânico, que possuía gigantescas
dimensões.

 Caso tenha dúvidas consulte a lista abaixo que indica o que deve ser feito:
 Faça as formatações como: Negrito Itálico e Sublinhado;
 Utilize os Alinhamentos (Centralizar) e (Justificado).
 Na opção Estilos de Tabela escolha Limpar, para que não apareçam as bordas de sua
tabela.

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício Complementar 05.

148
OPERADOR DE COMPUTADOR

149
OPERADOR DE COMPUTADOR

22 – Bordas e Sombreamento

22.1 – Bordas de Parágrafo

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Altere o Tamanho da Fonte para 16;
 Dê um clique no Botão Justificado;
 Digite o trecho abaixo:

A Segunda Geração de Computadores surgiu na década de 50 com o advento dos transistores.


Aumentaram a capacidade de memória e o aumento da memória. Esses pequenos componentes
serviam para substituir as válvulas, mas com muitas vantagens. Eram muito menores, consumiam
menos corrente elétricas e duravam muitos anos. Tornou-se possível a construção de computadores
de menor tamanho, mais rápidos, mais confiáveis e mais baratos. Já no final dos anos 50, todos os
computadores eram construídos com transistores.

 Clique em qualquer parte do Parágrafo que você digitou;

 Dê um clique na Guia Página Inicial e clique sobre a opção de Bordas ;

 Escolha a opção ;

Nessa caixa você


escolhe o Estilo da
Linha da Borda. Utilize
a barra de rolagem e
veja os tipos.

Aqui você poderá


escolher a cor da
Borda.

Você pode alterar a


largura da linha da
borda.

 Dê um clique dentro da opção Sombra;


 Dê um clique sobre qualquer Estilo de Linha que você queira;
 Você também pode alterar a Cor da linha e a Largura se desejar;
 Escolhida a Borda, de um clique na Aba Sombreamento;

150
OPERADOR DE COMPUTADOR

Aba Sombreamento.

Aqui você poderá


escolher a cor do
preenchimento da
Borda.

 Escolha qualquer cor no Preenchimento clicando sobre ela;


 Escolhida a Borda e o Sombreamento, basta clicar no Botão Ok e ver o resultado:
 Se preferir clique em qualquer parte do trecho digitado e vá até Formatar, Bordas e
Sombreamento e escolha uma outra Borda e Sombreamento.

Mais exemplo

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Digite o Trecho abaixo:

A Terceira Geração: A NASA (Agência Espacial Norte-Americana) gastou bilhões de dólares com seu
programa espacial, contratou empresas fabricantes de transistores para que realizassem uma
miniaturização ainda maior do componente. Foram então criados os primeiros CIRCUITOS
INTEGRADOS, também chamados de CHIPS. Basicamente, um circuito integrado é um pequeno
componente eletrônico que possui em seu interior, centenas, ou até milhares de transistores.

 Caso tenha dúvidas consulte a lista abaixo que indica o que deve ser feito:
 Faça as formatações como: Negrito Itálico e Sublinhado;
 Use o Alinhamento Justificado;
 Dê um clique na Guia Página Inicial, vá até o grupo Parágrafo e clique sobre a opção Bordas
;
 Escolha a opção ;

151
OPERADOR DE COMPUTADOR

Fugas
Autor: Paulo Roberto Gaefke

Muita gente anda vivendo por viver,


Parece que andam fugindo de si mesmas,
Com medo de encarar a realidade.

Que adianta o apartamento enorme se a alma está vazia,

Que adianta o carro luxuoso se o medo te acompanha?

Que adianta o celular último tipo se quem você quer não te liga,

Que adianta a promoção se o emprego não te traz satisfação?

Que adianta o namoro de anos se não existe mais alegria,

Pra que esse casamento de fachada,

Se você já sabe de todas as traições?...

Que adianta essa oração na ora do desespero,


Se Deus esteve sempre presente e você nunca o procurou?

De que adianta essa cara fechada,


Se nós não temos nada a ver com seus problemas?
Que adianta chutar o cachorro,
Se ele nem te conhece e você vai continuar doente?
Que adianta o remédio para pressão, se você continua fumando,
Que adianta o conselho, se você continua agindo a sua maneira,
Que adianta o guia, se você está cego?

152
OPERADOR DE COMPUTADOR

Que adianta o choro, se o amor acabou,


Que adianta a comida, se a fome passou,
Pra quê o calmante, se ele não te acalma,
Que adianta gastar tanto no casamento que já nasce cheio de dúvidas, e o pior, cheio de dívidas?

Melhor seria viver simplesmente a vida e toda a sua beleza,


Estudar por prazer, trabalhar no que gosta, mesmo ganhando menos,
Ficar só e ter a melhor companhia, porque antes só do que mal acompanhado.

Viver em um casebre limpo e arejado onde todos se falam,

Se beijam e se abraçam, onde uma casa vira lar.

Melhor andar a pé que morrer de nervoso ao volante no trânsito,

E para ser mais feliz, melhor é amar com simplicidade,

As pessoas, os animais, a natureza, tudo sem frescura,

Não ter vergonha de abraçar e demonstrar o seu amor,

Como crianças que abraçam as árvores com ingenuidade,

Que conversam com as plantas, com seus cachorrinhos,

E que ouvem as respostas que nós, adultos tão esclarecidos,

Não conseguimos ouvir, e por isso estamos morrendo,

Cada dia um pouco, lentamente na tristeza que nos consome,

No vazio de querer sempre mais daquilo que nem sabemos o que é.

Pare, pense e mude.


Ainda dá tempo de ser simplesmente feliz,
Só depende da sua atitude,
Só depende de você e o dia é hoje.
Pende nisso.

Salve na pasta Word com o nome de Exercício Complementar 06.

153
OPERADOR DE COMPUTADOR

23 – Formas

No Ícone de Formas, dispomos de ferramentas importantes para a realização de uma série de


trabalhos juntando desenho e texto.
Vamos Praticar:

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;

 Na guia Inserir, dê um clique no Botão Linha;


 Dê um clique com o mouse no início do documento, mantenha o mouse pressionado e arraste-
o até formar uma RETA como mostrado a seguir:

 Dê um clique no Botão Seta;


 Dê um clique com o mouse no início do documento e arraste-o até formar uma SETA como
mostrado a seguir:

 Dê um clique com o mouse sobre qualquer uma das linhas para Selecioná-la;
 Você pode trocar a Cor das linhas clicando sobre o botão Contorno da
Forma, selecione a Cor que desejar (não esqueça que a mesma deve está selecionada);
 Dê um clique no Botão Retângulo, dê um clique um pouco abaixo das que você fez
anteriormente e arraste-o até formar um Retângulo como mostra a seguir:

 Dê um clique no Botão Cor do Preenchimento, selecione a cor que desejar;


 Dê um clique no Botão Elipse; dê um clique um pouco abaixo das que você fez
anteriormente e arraste-o até formar um CIRCULO como mostra a seguir:

 Dê um clique no Botão Cor do Preenchimento, selecione a cor que desejar;

 Dê um clique na Guia Inserir Caixa de Texto;


 Faça em qualquer local da tela uma Caixa de Texto e digite: SENAC - Roraima, como mostra
a Figura a seguir:

SENAC - Roraima

154
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Dê um clique no Botão Cor do Preenchimento em seguida Cor da


Linha, selecione a cor que desejar;
Faça o Desenho a seguir utilizando o Menu Inserir Formas:

Word 2010
Informática é a ciência
que estuda o
Processamento de Dados

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 12.

Exercício Complementar

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;

 Faça o Desenho abaixo utilizando a opção :

Office
2010

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício Complementar 07.

155
OPERADOR DE COMPUTADOR

23.1 – Auto Formas

 Dê um clique no botão ;
 Observe que aparecerá um Menu com diversas Opções;
 Posicione o Mouse sobre Formas Básicas, escolha o desenho de um Rosto Feliz;

 Dê um clique no Botão Cor do Preenchimento em seguida Cor da


Linha, selecione a cor que desejar;

 Dê um clique no botão na Guia Inserir, posicione o Mouse sobre Setas Largas,


escolha a seta de duas pontas;

 Dê um clique no Botão Cor do Preenchimento em seguida Cor da


Linha, selecione a cor que desejar;
 Agora escolha outras formas que desejar, não esquecendo de alterar suas cores.

156
OPERADOR DE COMPUTADOR

24 – Tabulação

O MS-Word conta com muitos recursos e um deles é o de tabulação. Com ele, é possível alinhar
textos em diversas posições, inclusive várias na mesma linha. A tabulação é um recurso muito útil
na formatação de textos, pois além de permitir uma melhor visualização do conteúdo, também faz
com que as informações sejam melhor organizadas. A partir de agora aprenderemos como usar
tabulações nos textos do MS-Word 2010.

Botão de Tabulação. Clique nele até aparecer o


símbolo do alinhamento desejado. Neste
exemplo, o símbolo é o de alinhamento à
esquerda.

24.1 – Usando tabulações sem preenchimento

Imagine que você precisa redigir um texto na empresa em que trabalha, onde o nome da
firma deve ficar à esquerda, o número da página no centro e o título do documento à direita, tudo
isso na mesma linha. Impossível? Não com o uso de tabulações. Primeiramente vamos executar
esse exemplo e depois dar explicações mais detalhadas.

O primeiro passo é digitar os textos. No exemplo, usaremos SENAC como nome da


empresa, Página 1 como indicação de página e Usando tabulação no Word como título. Você
pode digitar essas ou palavras de sua escolha, mas faça isso colocando-as na mesma linha,
como mostra a imagem abaixo:

157
OPERADOR DE COMPUTADOR

Com o texto digitado, vamos à etapa de alinhamento. Para isso, clique no botão de
tabulação até que apareça o de ajuste à esquerda (geralmente este é padrão e
aparece primeiro). Feito isso, clique em qualquer ponto do espaço em branco da régua do Word.
Repare que o símbolo de tabulação à esquerda aparece. Clique nele e o arraste ao início da
régua para alinhar a palavra SENAC à esquerda da linha (o alinhamento da palavra será feito
adiante).

Em seguida, repita os procedimentos, porém procure o botão de ajuste ao centro e o coloque


no centro da régua, como mostra a figura a seguir:

Repita novamente os passos anteriores, só que desta vez procure pelo símbolo de alinhamento
à direita e o coloque no final da régua do Word, como aparece na imagem abaixo:

158
OPERADOR DE COMPUTADOR

Agora temos os pontos de alinhamento. Basta agora alinhar as palavras. Como SENAC fica à
esquerda, coloque o cursor do Word antes da letra S de SENAC. Feito isso, pressione o botão
Tab de seu teclado.
Faça o mesmo procedimento, colocando o cursor na frente da letra P de Página 1 e pressionando
Tab. Repita as ações para a frase Usando Tabulação no Word: coloque o cursor na frente da letra
U de Usando e tecle Tab. Note que no exemplo abaixo, o tamanho das letras foi diminuído para
que as tabulações ficassem claras. Agora, o texto está no formado desejado: nome da empresa à
esquerda, indicação de página no centro e título do documento à direita.

Imagine agora que seja mais adequado colocar o título do documento em duas linhas. Para isso,
depois da palavra Tabulação, clique no botão Enter de seu teclado. Repare que no Word ficou na
linha debaixo, mas alinhado à esquerda. Pressione Tab até que a frase fique à direita. Veja como
fica:

Você deve ter percebido que cada vez que Enter é pressionado, a sequencia de tabulações se
repete na nova linha. Como agora o conteúdo do documento será digitado e não será mais
necessário usar as tabulações, vá até a linha onde o texto começará. Em seguida, clique com o

159
OPERADOR DE COMPUTADOR

botão esquerdo do mouse sobre cada um dos sinais de tabulação e os arraste para fora da régua.
Ao fazer isso, imediatamente a tabulação deixa de existir para aquele parágrafo (um parágrafo é
criado toda vez que Enter é pressionado), mas permanece para os superiores. Isso deixa claro
que em cada parágrafo é possível usar uma sequência de tabulações diferente, sem que os
demais parágrafos se alterem. Caso você queira que vários parágrafos fiquem com o mesmo
esquema de tabulação, selecione-os e aplique a sequencia de tabulações desejada.
Como você deve ter notado, o truque está no botão de tabulação. Cada vez que ele é acionado,
um tipo de alinhamento surge. Basta escolher o desejado, clicar com o botão esquerdo do mouse
em qualquer ponto da régua e depois pressionar o botão Tab em seu teclado para alinhar o texto
relacionado. Você pode inserir várias tabulações em uma mesma linha. A seguir, a descrição de
cada símbolo de alinhamento existente neste botão:

160
OPERADOR DE COMPUTADOR

Autorização para Viagem


Foto do de Menor Desacompanhado
Menor (Resolução nº 74, de 28.04.2009 do Conselho Nacional de Justiça - CNJ)
(3x4 ou 5x7)

Eu, NOME DO RESPONSÁVEL, portador(a) do RG nº NÚMERO E ORGÃO EXPEDIDOR, autorizo o


menor NOME DO MENOR, portador da Certidão de Nascimento nº 0000, livro nº 000, folhas nº 000,
a viajar desacompanhado para a cidade de Manaus no Estado do Amazonas no período de
08/08/2012 a 11/08/2012.

Sem mais, subscrevo,

_________________________
NOME DO RESPONSÁVEL
(Parentesco)

Boa Vista – RR, 08 de agosto de 2012.

Importante:
 Impressão em 2 vias;
 Anexar fotografia nas duas vias;
 Reconhecer assinatura em cartório nas duas vias;
 Anexar cópia do RG do menor nas duas vias.

161
OPERADOR DE COMPUTADOR

25 – WordArt
O WordArt é uma galeria de estilos de texto que você pode adicionar a documentos do Office
para criar efeitos decorativos, como texto sombreado ou espelhado (refletido).

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Clique sobre a Guia Inserir ;
 Note que abrirá uma Janela como abaixo;

 Nessa janela você tem alguns modelos definidos para escolher;


 Escolha o que mais lhe agradar clicando com o mouse sobre o efeito desejado;
 Agora é só digitar o Texto que você quer que fique com o efeito escolhido:

 Digite o SEU NOME, você também pode alterar o Tamanho da Fonte, Tipo de Fonte e Estilo
de Fonte, se desejar;
 Dê um clique no botão Ok e observe:

162
OPERADOR DE COMPUTADOR

 Você também pode alterar o Tamanho do seu WordArt utilizando os Pontos em volta dele. E
também movê-lo para qualquer área do documento igual a uma Figura;
 Quando o WordArt está selecionado aparece a Guia Contextual Ferramentas de desenho;

 Peça a seu Professor para auxiliar no uso da Guia Contextual Ferramentas de desenho.
Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 13.

Exercício Complementar

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Insira os WordArts e utilize dos efeitos que você aprendeu:

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício Complementar 08.

163
OPERADOR DE COMPUTADOR

26 – Colunas

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Dê um clique na Guia Layout da Página;

 Escolha a opção ;

 Em seguida

 Dê um clique na opção Duas,


como mostra na figura anterior;

 Dê um clique na opção Linha


entre Colunas, como também mostra
na figura;

 Agora clique em Ok;

 Observe que a Régua do


Word ficou dividida em Duas.

(Para que a linha entre as Colunas apareça é necessário digitar algo na Página).
Siga os Passos Abaixo:
 Escolha Tamanho de Fonte 18;
 Digite a frase a seguir em letras Maiúsculas: FORMATANDO COLUNAS EM UM
DOCUMENTO DO MICROSOFT WORD.
 Selecione a frase que você digitou;
 Escolha o Tamanho de Fonte 72;
 Observe que o Word dividiu o documento em duas colunas colocando uma linha entre elas;

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 14.

164
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercício Complementar

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Digite o Texto abaixo;

 Selecione o texto digitado e o divida em Duas Colunas, tamanho 13 e Alinhamento


Justificado:
 Formate a Primeira Letra do texto para que fique com o efeito Capitular;
Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício Complementar 09.

165
OPERADOR DE COMPUTADOR

166
OPERADOR DE COMPUTADOR

27 – Marcadores e Numeração

Siga os Passos:

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Escolha o Tamanho de Fonte 18;
 Digite em letras Maiúsculas: SOFTWARES.
 Pressione Enter;
 Pressione Enter;
 Digite os nomes de Softwares a seguir um abaixo do outro como mostra no modelo:

Windows
Word
Excel
Power Point
Access
Front Page

Siga os Passos:

 Selecione todos os Softwares digitados;


 Dê um clique na Guia Página Inicial, vá ao grupo parágrafo e clique em Marcadores;
 Observe a janela que abrirá em seguida:

 Nessa janela você poderá escolher outros tipos de Marcadores, para isso peça auxílio a seu
Professor.

167
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercício Complementar

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Digite o texto abaixo fazendo as Formatações de Estilo (Negrito, Itálico e Sublinhado) e
Alinhamento, deixando para por os Marcadores e Numerações por ultimo.

Leis Curiosas

Arábia Saudita
1. Meninas e meninos só estudam juntos no primeiro grau, até mais ou menos os 12 anos de idade.
Depois vão para escolas e universidades distintas para homens e mulheres.
2. É ilegal beijar um desconhecido.
3. As mulheres não podem dirigir carros.

Suíça
F. É ilegal dar a descarga da privada depois das 22h se você mora em apartamento.
G. É proibido cortar a grama aos domingos, pois isso faz muito barulho.
H. Roupas não podem ser estendidas para secar aos domingos.

China
X. Para frequentar a escola você deve ser inteligente.
XI. Se você tiver mais de um filho, paga uma multa.
Salve na pasta Word com o nome de Exercício Complementar 11.

168
OPERADOR DE COMPUTADOR

Salve na pasta Word com o nome de Exercício Complementar 11.

169
OPERADOR DE COMPUTADOR

28 – Cabeçalho e Rodapé

Siga os passos abaixo:

 Dê um clique na Guia Inserir, ;


 Observe que foi aberto uma janela com diversos Cabeçalhos, escolha o que mais lhe agradar;
 Clique dentro do espaço referente ao Cabeçalho, escolha o Tamanho de Fonte 16, em
seguida DIGITE: Seu nome completo e use o Alinhamento Centralizado.
 Dê um clique na Guia Inserir ;
 Observe que foi aberta uma janela com diversos Rodapés, escolha o que mais lhe agradar;
 Clique dentro do espaço referente ao Rodapé escolha o Tamanho de Fonte 16, em seguida
DIGITE: SENAC - RORAIMA (Curso de Operador de Microcomputador) e use o Alinhamento
Centralizado, pressione a Tecla Enter e preencha os campos que já vieram com o Rodapé.

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 16.

170
OPERADOR DE COMPUTADOR

Os primeiros computadores (calculadoras programáveis capazes de armazenar os programas) surgiram na Inglaterra


e nos Estados Unidos em 1945. Por muito tempo reservados aos militares para cálculos científicos, seu uso civil
disseminou-se durante os anos 60. Já nessa época era previsível que o desempenho do hardware aumentaria
constantemente. Mas que haveria um movimento geral de virtualização da informação e da comunicação, afetando
profundamente os dados elementares da vida social, ninguém, com a exceção de alguns visionários, poderia prever
naquele momento. Os computadores ainda eram grandes máquinas de calcular, frágeis, isoladas em salas
refrigeradas, que cientistas em uniformes brancos alimentavam com cartões perfurados e que de tempos em
tempos cuspiam listagens ilegíveis. A informática servia aos cálculos científicos, às estatísticas dos Estados e das
grandes empresas ou a tarefas pesadas de gerenciamento (folhas de pagamento etc).
A virada fundamental data, talvez, dos anos 70. O desenvolvimento e a comercialização do microprocessador
(unidade de cálculo aritmético e lógico localizada em um pequeno chip eletrônico) dispararam diversos processos
econômicos e sociais de grande amplitude.
Eles abriram uma nova fase na automação da produção industrial: robótica, linhas de produção flexíveis, máquinas
industriais com controles digitais etc. presenciaram também o principio da automação de alguns setores do terciário
(bancos, seguradoras). Desde então, a busca sistemática de ganhos de produtividade por meio de várias formas de
uso de aparelhos eletrônicos, computadores e redes de comunicação de dados aos poucos foi tomando conta do
conjunto das atividades econômicas. Esta tendência continua em nossos dias.
Extraído de: Pierre Lévy, Cibercultura, 1999.

1. Salve o documento com o título "A Emergência do Ciberespaço"


2. Introduza o título “A Emergência do Ciberespaço” no texto e centralize-o
3. Formate o título como: Negrito, tamanho 16, tipo de letra Helvética
4. Efetue e correção ortográfica do texto
5. Efetue a justificação do texto
6. Formate o texto com a fonte "Times New Roman" e tamanho "12"
7. Alinhe à direita a fonte de onde foi extraído o texto (última linha) e coloque o
texto em itálico
8. Opte pelo espaçamento entre linhas de 1,5 e espaçamento entre parágrafos de 6
pontos.
9. Coloque em negrito, itálico e sublinhada todas as ocorrências das palavras máquinas e
computadores.
10. Mova o segundo parágrafo em bloco para depois do terceiro parágrafo.
11. Anule de seguida esta operação no comando adequado
12. Altere as margens do documento para:
a) Superior: 2,0 cm ; b) Inferior 2,0 cm ; c) Esquerda 3,0 cm ; e) Direita 2,5cm
f) Cabeçalho 1,0 cm ; g) Rodapé 1,5 cm
13. Insira número de página no rodapé do seu documento
14. Analise as propriedades do documento (guia arquivo – propriedades).
15. Coloque em cabeçalho o seu nome e em rodapé o nome da disciplina
16. Efetue uma antevisão da impressão do documento e faça as correções
necessárias ao documento para que este fique pronto para imprimir.
17. Feche o documento, guarde-o na sua pasta.

171
OPERADOR DE COMPUTADOR

Exercício Complementar

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Vá até a Guia Inserir, em seguida escolha um Cabeçalho e um Rodapé (em branco) e
monte como o exemplo abaixo;
 Digite o texto abaixo fazendo as Formatações de Estilo (Negrito, Itálico e Sublinhado) e
Alinhamento (Os Parágrafos devem partir da Marca de 1cm da Régua).

Cabeçalho

Microsoft Office 2010

A informática já faz parte do dia-a-dia de todas as profissões, de forma que a exigência de


conhecimentos e habilidades na operação de microcomputadores tornou-se uma habilidade básica
para todo e qualquer profissional.
Por isso, o curso de informática vem proporcionar uma qualificação profissional, favorecendo a
inserção de nossos jovens e adultos no mercado de trabalho.

Rodapé

Página: 1

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício Complementar 12.

172
OPERADOR DE COMPUTADOR

29 – Envolvendo Texto com Figura

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Digite o Trecho abaixo no Tamanho 14 fazendo as Formatações de Estilo (Negrito, Itálico e
Sublinhado) e Alinhamento.

Microsoft Excel

Microsoft Excel é uma poderosa planilha eletrônica que pode ser imaginada como uma grande folha
de papel dividida em 16.384 colunas e 1.048.576 linhas nas quais podemos armazenar textos e
números. Mas a grande vantagem do Excel está no fato de que os valores e textos armazenados nele
podem ser manipulados da forma que o usuário achar melhor para o seu propósito, através de um
grande número de fórmulas disponíveis para serem usadas a qualquer momento que se fizer
necessário.

 Dê um clique em qualquer lugar do texto digitado e com o auxilio do professor insira uma figura

através da opção Inserir ;


 Ajuste o tamanho da figura utilizando os pontos que ficam ao seu redor;
 Quando você insere uma imagem e a deixa selecionada aparece a seguinte faixa de opções:

 Sendo assim seu Professor irá auxiliá-lo a usar a mesma;


 Agora basta ver o resultado Final:

Microsoft Excel
Microsoft Excel é uma poderosa planilha eletrônica que pode ser imaginada
como uma grande folha de papel dividida em 16.384 colunas e 1.048.576
linhas nas quais podemos armazenar textos e números. Mas a grande
vantagem do Excel está no fato de que os valores e textos armazenados nele
podem ser manipulados da forma que o usuário achar melhor para o seu
propósito, através de um grande número de fórmulas disponíveis para serem
usadas a qualquer momento que se fizer necessário.

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 17.

173
OPERADOR DE COMPUTADOR

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL


UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
GABINETE DA REITORIA
CAMPUS UNIVERSITÁRIO REITOR JOÃO DAVID FERREIRA LIMA - TRINDADE
CEP: 88040-900 - FLORIANÓPOLIS - SC
TELEFONE (048) 3721-9320 - FAX (048) 3721-8422
E-mail: gabinete@reitoria.ufsc.br

Ofício n.º 28/2012/GR


Florianópolis, 5 de maio de 2012.

A Sua Excelência o Senhor


Nome do destinatário
Cargo do destinatário
Endereço
70.160-900 – Brasília.DF

Assunto: Demarcação de terras indígenas

Senhor Deputado,

1. Em complemento às observações transmitidas pelo telegrama n.º 154, de 24 de abril de 2012, informamos Vossa
Excelência de que as medidas mencionadas em sua carta n.º 6708, dirigida a Sua Excelência o Senhor Presidente da República,
estão amparadas pelo procedimento administrativo de demarcação de terras indígenas instituído pelo Decreto n.º 22, de 4 de
fevereiro de 1991 (cópia anexa).

2. Em sua comunicação, Vossa Excelência ressalva a necessidade de que – na definição e demarcação das terras
indígenas – fossem levadas em consideração as características socioeconômicas regionais.

3. Nos termos do Decreto n.º 22, a demarcação de terras indígenas deverá ser precedida de estudos e levantamentos
técnicos que atendam ao disposto no art. 231, § 1.º, da Constituição Federal. Os estudos deverão incluir os aspectos etno-
históricos, sociológicos, cartográficos e fundiários. O exame desse último aspecto deverá ser feito conjuntamente com o órgão
federal ou estadual competente.

4. Os órgãos públicos federais, estaduais e municipais deverão encaminhar as informações que julgarem
pertinentes sobre a área em estudo. É igualmente assegurada a manifestação de entidades representativas da sociedade civil.

5. Os estudos técnicos elaborados pelo órgão federal de proteção ao índio serão publicados juntamente com as
informações recebidas dos órgãos públicos e das entidades civis acima mencionadas.

6. Como Vossa Excelência pode verificar, o procedimento estabelecido assegura que a decisão a ser baixada pelo
Ministro de Estado da Justiça sobre os limites e a demarcação de terras indígenas seja informada de todos os elementos
necessários, inclusive daqueles assinalados em sua carta, com a necessária transparência e agilidade civil.

Respeitosamente,

NOME
Cargo

174
OPERADOR DE COMPUTADOR

30 – Utilizando Símbolos

 Dê um clique no Botão Novo para abrir um novo documento;


 Digite as Funções em seguida transforme como o próximo exemplo:

X2 = a2 + b2

32 * 5 - 32

∆ = a2 + b2

Agora elas devem ficar assim:


X2 = a2 + b2

32 * 5 - 32

∆ = a2 + b2

 Para transformar suas equações para o segundo modelo faça:


 Selecione o valor a ser alterado, vá até o grupo Fonte na Guia Página Inicial,

Com esse Botão o que foi selecionada ficará Subscrito (em baixo) e com o outro Botão o
que foi selecionada ficará Sobrescrito (em cima);

 Para por o símbolo Delta vá até a Guia Inserir, e escolha o desejado.

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 18.

175
OPERADOR DE COMPUTADOR

31 – Localizar e Substituir

Você pode usar o recurso Localizar do Word para localizar um texto, caracteres, formatação de
parágrafos ou até mesmo caracteres especiais.
 Para treinar o uso do Localizar e Substituir digite o parágrafo abaixo:

O PC distinguia-se das máquinas existentes até então por estar dirigido a


utilizadores individuais que poderiam passar a ter na sua secretária uma máquina
para uso exclusivo, quando até aí esse conceito não existia... O PC era mainframe,
centralizados, e os utilizadores tinham apenas um monitor e um teclado sendo todo
o processamento realizado no servidor.

 Agora vá até a Guia Página Inicial, em seguida clique na opção Substituir ;

 Na opção Localizar Digite “PC”, na opção Substituir por Digite Computador;


 Agora clique na opção Substituir (se desejar que apenas uma palavra PC seja substituída
no seu texto ou então clique em Substituir tudo caso queira que todas as palavras PC do
seu texto sejam substituídas).

Salve em sua Pasta com o Nome de Exercício 19.

176
OPERADOR DE COMPUTADOR

177
OPERADOR DE COMPUTADOR

VI – Microsoft Office Excel 2010


1 – Conhecendo o Excel

O Excel é uma das melhores planilhas existentes no mercado. As planilhas eletrônicas são
programas que se assemelham a uma folha de trabalho, na qual podemos colocar dados ou valores
em forma de tabela e aproveitar a grande capacidade de cálculo e armazenamento do computador
para conseguir efetuar trabalhos que, normalmente, seriam resolvidos com uma calculadora, lápis e
papel. A tela do computador se transforma numa folha onde podemos observar uma série de linhas
(números) e colunas (letras). A cada encontro de uma linha com uma coluna temos uma célula onde
podemos armazenar um texto, um valor, funções ou fórmula para os cálculos. O Excel oferece,
inicialmente, em uma única pasta de trabalho 3 planilhas, mas é claro que você poderá inserir mais
planilhas conforme sua necessidade.

2 – Interface

A interface do Excel segue o padrão dos aplicativos Office, com GUIAS, Aba Arquivo, controle
de Zoom na direita. O que muda são alguns grupos e botões exclusivos do Excel e as guias de
planilha no rodapé à esquerda.

Barra de acesso rápido Barra de título

Guias Faixas de opções


Barra de fórmulas
Caixa de nome

Planilhas
Barra de Status

178
OPERADOR DE COMPUTADOR

3 – Guias de Planilha

Uma pasta de trabalho do Excel possui três guias de planilha, estas guias permitem que se possa em
um único arquivo armazenar mais de uma planilha, inicialmente o Excel possui três planilhas, e ao
final da Plan3 temos o ícone de inserir planilha que cria uma nova planilha. Você pode clicar
com o botão direito do mouse em uma planilha existente para manipular as planilhas.

Na janela que é mostrada é possível inserir uma nova planilha, excluir uma planilha existente,
renomear uma planilha, mover ou copiar essa planilha, etc...

4 – Movimentação na Planilha

Para selecionar uma célula ou torná-la ativa, basta movimentar o retângulo (cursor) de seleção para a
posição desejada. A movimentação poderá ser feita através do mouse ou teclado. Com o mouse para
selecionar uma célula basta dar um clique em cima dela e observe que a célula na qual você clicou é
mostrada como referência na barra de fórmulas.

179
OPERADOR DE COMPUTADOR

Se você precisar selecionar mais de uma célula, basta manter pressionado o mouse e arrastar
selecionando as células em sequência.

Se precisar selecionar células alternadamente, clique sobre a primeira célula a ser selecionada,
pressione CTRL e vá clicando nas que você quer selecionar.

Podemos também nos movimentar com o teclado, neste caso usamos a combinação das setas do
teclado com a tecla SHIFT.

180
OPERADOR DE COMPUTADOR

5 – Entrada de textos e números

Na área de trabalho do Excel podem ser digitados caracteres, números e fórmulas. Ao finalizar a
digitação de seus dados, você pode pressionar a tecla ENTER, ou com as setas mudar de célula,
esse recurso somente não será válido quando estiver efetuando um cálculo. Caso precise alterar o
conteúdo de uma célula sem precisar redigitar tudo novamente, clique sobre ela e pressione F2, faça
sua alteração e pressione ENTER em seu teclado.

6 – Salvando e abrindo arquivos

Para salvar uma planilha o processo é igual ao feito no Word, clique na aba Arquivo e clique em
Salvar.

181
OPERADOR DE COMPUTADOR

Dê um nome ao seu arquivo, defina o local onde ele deverá ser salvo e clique em Salvar, o formato
padrão das planilhas do Excel 2010 é o xlsx, se precisar salvar em xls para manter compatibilidade
com as versões anteriores é preciso em Tipo definir como Pasta de Trabalho do Excel 97 – 2003.

Para abrir um arquivo existente, clique na Aba Arquivo e depois no botão Abrir, localize seu arquivo e
clique sobre ele e depois em abrir.

182
OPERADOR DE COMPUTADOR

7 – Impressão
O processo de impressão no Excel é muito parecido com o que fizemos no Word.
Clique no botão Arquivo e depois em Imprimir.

Observe que na janela ao lado podemos fazer várias


alterações em nossa planilha, como alterar a
orientação da página, o tamanho do papel, as
margens da página entre outros.

183
OPERADOR DE COMPUTADOR

8 – Operadores e Funções

A função é um método utilizado para tornar mais fácil e rápido a montagem de fórmulas que envolvem
cálculos mais complexos e vários valores. Existem funções para os cálculos matemáticos, financeiros
e estatísticos. Por exemplo, na função: =SOMA(A1:A10) seria o mesmo que
(A1+A2+A3+A4+A5+A6+A7+A8+A9+A10), só que com a função o processo passa a ser mais fácil.
Ainda conforme o exemplo pode-se observar que é necessário sempre iniciar um cálculo com sinal de
igual (=) e usa-se nos cálculos a referência de células (A1) e não somente valores. A quantidade de
argumentos empregados em uma função depende do tipo de função a ser utilizada. Os argumentos
podem ser números, textos, valores lógicos, referências, etc...

Abaixo temos algumas das funções mais usadas:

SOMA – MÉDIA – MÁXIMO – MÍNIMO – MAIOR –


MENOR – SE – SE E – SE OU – CONT.SE –
CONT.NÚM – CONT.VALORES – PROC – PROCH -
PROCV
9 – Operadores

Operadores são símbolos matemáticos que permitem fazer cálculos e comparações entre as células.
Os operadores são:

1. Sinais de operações 2. Sinais para condição


Sinal Função Sinal Função
+ Somar > Maior
- Subtrair < Menor
* Multiplicar <> Diferente
/ Dividir >= Maior ou igual a
% Porcentagem <= Menor ou igual a
= Igualdade && Concatenar

184
OPERADOR DE COMPUTADOR

VAMOS PRATICAR?

Vamos agora montar uma planilha simples.

Observe que o conteúdo de algumas células é maior que a sua largura, podemos acertar isso da
seguinte forma. Se precisar trabalhar a largura de uma coluna, posiciono o mouse entre as colunas, o
mouse fica com o formato de uma flecha de duas pontas, posso arrastar para definir a nova largura,
ou posso dar um duplo clique que fará com que a largura da coluna acerte-se com o conteúdo. Posso
também clicar com o botão direito do mouse e escolher Largura da Coluna.

185
OPERADOR DE COMPUTADOR

O objetivo desta planilha é calcularmos o valor total de cada produto (quantidade multiplicado por
valor unitário) e depois o total de todos os produtos. Para o total de cada produto precisamos
utilizar o operador de multiplicação (*), no caso do Mouse temos a quantidade está na célula A4 e
o valor unitário está na célula C4, o nosso cálculo será feito na célula D4. Poderíamos fazer o
seguinte cálculo =1*20 que me traria o resultado, porém bastaria alterar o valor da quantidade ou
o V.Unitário que eu precisaria fazer novamente o cálculo. O correto então é fazer =A4*C4 com
isso eu multiplico referenciando as células, independente do conteúdo dela, ele fará a
multiplicação, desde que ali se tenha um número.

Observe que ao fazer o cálculo é colocado também na barra de fórmulas, e mesmo após pressionar
ENTER, ao clicar sobre a célula onde está o resultado, você poderá ver como se chegou ao resultado
pela barra de fórmulas.

186
OPERADOR DE COMPUTADOR

Para o cálculo do teclado é necessário então fazer o cálculo da segunda linha A5*C5 e assim
sucessivamente. Observamos então que a coluna representada pela letra não muda, muda-se
somente o número que representa a linha, e se nossa planilha tivesse uma grande quantidade de
produtos, repetir o cálculo seria cansativo e com certeza sujeito a erros. Quando temos uma
sequência de cálculos como a nossa planilha o Excel permite que se faça um único cálculo e ao
posicionar o cursor do mouse no canto inferior direito da célula o cursor se transforma em uma cruz, a
isso chamamos de ALÇA DE PREENCHIMENTO (não confundir com a seta branca que permite
mover o conteúdo da célula e ao pressionar o mouse e arrastar ele copia a fórmula poupando tempo).

187
OPERADOR DE COMPUTADOR

Para calcular o total você poderia utilizar o seguinte cálculo D4+D5+D6+D7+D8, porém isso não seria
nada prático em planilhas maiores. Quando tenho sequências de cálculos o Excel permite a utilização
de funções. No caso a função a ser utilizada é a função SOMA, a sua estrutura é
=SOMA(Celini:Celfim), ou seja, inicia-se com o sinal de igual (=), escreve-se o nome da função,
abrem-se parênteses, clica-se na célula inicial da soma e arrasta-se até a última célula a ser somada,
este intervalo é representado pelo sinal de dois pontos (:), e fecham-se os parênteses. Embora você
possa fazer manualmente na célula o Excel possui um assistente de função que facilita e muito a
utilização das mesmas em sua planilha. Na ABA Inicio do Excel dentro do grupo Edição existe o

botão de função .

A primeira função é justamente Soma, então clique na célula e clique no botão de função.

Observe conforme a imagem que o Excel acrescenta a soma e o intervalo de células, pressione
ENTER e você terá seu cálculo.

Salve com o nome de Atividade 01.

188
OPERADOR DE COMPUTADOR

10 – Formatação de células

A formatação de células é muito semelhante a que vimos para formatação de fonte no Word, basta
apenas que a célula onde será aplicada a formatação esteja selecionada, se precisar selecionar mais
de uma célula, basta selecioná-las. As opções de formatação de célula estão na GUIA Página Inicial.

Temos o grupo Fonte que permite alterar a fonte a ser utilizada, o tamanho, aplicar negrito, itálico e
sublinhado, linhas de grade, cor de preenchimento e cor de fonte. Ao clicar na faixa do grupo será
mostrada a janela de fonte.

189
OPERADOR DE COMPUTADOR

A aba mostrada nesta janela é a Fonte, nela temos o tipo da letra, estilo, tamanho, sublinhado e cor,
observe que existem menos recursos de formatação do que no Word.

A aba Número permite que se formatem os números de suas células. Ele é dividido em categorias e
dentro de cada categoria ele possui exemplos de utilização e algumas personalizações como, por
exemplo, na categoria Moeda em que é possível definir o símbolo a ser usado e o número de casas
decimais.

190
OPERADOR DE COMPUTADOR

A aba Alinhamento permite definir o alinhamento do conteúdo da célula na horizontal e vertical, além
do controle do texto.

191
OPERADOR DE COMPUTADOR

A aba Borda permite adicionar bordas a sua planilha, embora a planilha já possua as linhas de grade
que facilitam a identificação de suas células, você pode adicionar bordas para dar mais destaque.

A guia Preenchimento permite adicionar cores de preenchimento às suas células.

192
OPERADOR DE COMPUTADOR

Vamos então formatar nossa planilha, inicialmente selecione todas as células de valores em moeda.
Você pode utilizar a janela de formatação como vimos antes, como pode também no grupo Número
clicar sobre o botão moeda.

Vamos colocar também a linha onde estão Quant, Produto etc... em negrito e centralizado.
O título Relação de Produtos ficará melhor visualmente se estiver centralizado entre a largura da
planilha, então selecione desde a célula A1 até a célula D1 depois clique no botão Mesclar e
Centralizar centralize e aumente um pouco o tamanho da fonte.

Para finalizar selecione toda a sua planilha e no botão de bordas, selecione uma borda externa.

193
OPERADOR DE COMPUTADOR

VAMOS PRATICAR?

Salve com o nome de Atividade 02.

194
OPERADOR DE COMPUTADOR

11 – Estilos
Esta opção é utilizada para aplicar, automaticamente um formato pré-definido a uma planilha
selecionada.

O botão estilo de Célula permite que se utilize um estilo de cor para sua planilha.

A segunda opção Formatar como Tabela permite também aplicar uma formatação a sua planilha,
porém ele já começa a trabalhar com Dados.

195
OPERADOR DE COMPUTADOR

Ele acrescenta uma coluna superior com indicações de colunas e abre uma nova GUIA chamada
Design.

No grupo Opções de Estilo de Tabela desmarque a opção Linhas de Cabeçalho. Para poder
manipular também os dados de sua planilha é necessário selecionar as células que pretende
manipular como planilha e no grupo Ferramentas clique no botão Converter em Intervalo.

VAMOS PRATICAR?

Salve com o nome de Atividade 03.

196
OPERADOR DE COMPUTADOR

12 – Auto Preenchimento das Células

Vimos no exemplo anterior que é possível copiar uma fórmula que o Excel entende que ali temos uma
fórmula e faz a cópia. Podemos usar este recurso em outras situações, se eu tiver um texto comum
ou um número único, e aplicar este recurso, ele copia sem alterar o que será copiado, mas posso
utilizar este recurso para ganhar tempo. Se eu criar uma sequência numérica, por exemplo, na célula
A1 o número 1 e na célula A2 o número 2, ao selecionar ambos, o Excel entende que preciso copiar
uma sequência.
Se eu colocar na célula A1 o número 1 e na célula A2 o número 3, ele entende que agora a
sequência é de dois em dois.

Esta mesma sequência pode ser aplicada a dias da semana, horas, etc...

13 – Inserção de linhas e colunas


Para adicionar ou remover linhas e colunas no Excel é simples. Para adicionar, basta clicar com o
botão direito do mouse em uma linha e depois clicar em Inserir, a linha será adicionada acima da
selecionada, no caso das colunas será adicionada a esquerda. Para excluir uma linha ou uma coluna,
basta clicar com o botão direito na linha ou coluna a ser excluída. Este processo pode ser feito
também pelo grupo Células que está na GUIA Página Inicial.

Através da opção Formatar podemos também


definir a largura das linhas e colunas.

197
OPERADOR DE COMPUTADOR

14 – Congelar Painéis
Algumas planilhas quando muito longas necessitam que sejam mantidos seus cabeçalho e primeiras
linhas, evitando-se assim a digitação de valores em locais errados. Esse recurso chama-se congelar
painéis e está disponível na ABA exibição.

No grupo Janela
temos o botão
Congelar Painéis,
clique na opção
congelar primeira
linha e mesmo
que você role a
tela a primeira
linha ficará
estática.

Ainda dentro desta GUIA podemos criar uma nova janela da planilha Ativa clicando no botão Nova
Janela, podemos organizar as janelas abertas clicando no botão Organizar Tudo.

Pelo grupo Mostrar / Ocultar podemos retirar as linhas de grade,


as linhas de cabeçalho de coluna e linha e a barra de formulas.

198
OPERADOR DE COMPUTADOR

15 – Trabalhando com Referências

Percebemos que ao copiar uma fórmula,


automaticamente são alteradas as referências,
isso ocorre pois trabalhamos até o momento
com valores relativos.
Porém vamos adicionar em nossa planilha
mais uma coluna onde pretendo calcular qual
a porcentagem que cada produto representa
no valor total.

O cálculo ficaria para o primeiro produto


=D4/D9 e depois bastaria aplicar a
formatação de porcentagem e acrescentar
duas casas decimais.

Porém se utilizarmos o conceito aprendido


de copiar a célula E4 para resolver os
demais cálculos na célula E5 à fórmula
ficará =D5/D10, porém se observarmos o
correto seria ficar =D5/D9, pois a célula D9 é
a célula com o valor total, ou seja, esta é a
célula comum a todos os cálculos a serem
feitos, com isso não posso copiar a fórmula,
pelo menos não como está. Uma solução
seria fazer uma a uma, mas a ideia de uma
planilha é ganhar-se tempo. A célula D9
então é um valor absoluto, ele não muda é
também chamado de valor constante. A solução é então travar a célula dentro da fórmula, para isso
usamos o símbolo do cifrão ($), na célula que fizemos o cálculo E4 dê um clique sobre ela, depois
clique na barra de fórmulas sobre a referência da célula D9.

199
OPERADOR DE COMPUTADOR

Pressione em seu teclado a tecla F4. Será


então adicionado o símbolo de cifrão antes
da letra D e antes do número 9. $D$9.

Pressione ENTER e agora você poderá


copiar a sua célula.

No exemplo acima foi possível travar


todas as células, existem casos em
que será necessário travar somente
a linha e casos onde será necessário
travar somente a coluna.

As combinações então ficariam (tomando como base a célula D9)

D9 Relativa, não fixa linha nem coluna

$D9 Mista, fixa apenas a coluna, permitindo a variação da linha.

D$9 Mista, fixa apenas a linha, permitindo a variação da coluna.

$D$9 Absoluta, fixa a linha e a coluna.

200
OPERADOR DE COMPUTADOR

VAMOS PRATICAR?

Salve com o nome de Atividade 04.

201
OPERADOR DE COMPUTADOR

16 – Funções Básicas

Vamos inicialmente montar a seguinte planilha

Salve com o nome de Atividade 05.

Em nosso controle de atletas vamos através de algumas outras funções saber algumas outras
informações de nossa planilha.
O Excel possui muitas funções, você pode conhecer mais sobre elas através do assistente de função.

202
OPERADOR DE COMPUTADOR

Ao clicar na opção Mais Funções abre-se a tela de Inserir Função, você pode digitar uma descrição
do que gostaria de saber calcular, pode buscar por categoria, como Financeira, Data Hora etc..., ao
escolher uma categoria, na caixa central serão mostradas todas as funções relativas a essa categoria.

Ao selecionar, por exemplo, a categoria Estatística e dentro do conjunto de funções desta categoria a
função Máximo abaixo é apresentado uma breve explicação da utilização desta função. Se precisar
de mais detalhes da utilização da função clique sobre o link Ajuda sobre esta função.

203
OPERADOR DE COMPUTADOR

16.1 – Soma

A função SOMA soma todos os números que você especifica como argumentos. Cada argumento
pode ser um intervalo, uma referência de célula, uma matriz, uma constante, uma fórmula ou o
resultado de outra função. Por exemplo, SOMA(A1:A5) soma todos os números contidos nas células
de A1 a A5. Um outro exemplo: SOMA(A1, A3, A5) soma os números contidos nas células A1, A3 e
A5.

Sintaxe

SOMA(núm1,[núm2],...])

A sintaxe da função SOMA tem os seguintes argumentos:

 núm1 Obrigatório. O primeiro argumento numérico que você deseja somar.


 núm2,,... Opcional. Argumentos de número de 2 a 255 que você deseja somar.

16.2 – Máximo

Mostra o valor MAIOR de uma seleção de células. Em nossa planilha vamos utilizar essa função para
saber qual é a maior idade, o maior peso e a maior altura. Em nossa planilha clique na célula abaixo
da coluna de idade na linha de valores máximos E15 e monte a seguinte função =MAXIMO(E4:E13).
Com essa função estamos buscando no intervalo das células E4 à E13 qual é valor máximo
encontrado.

Utilizando a alça de preenchimento, copie a função para os valores máximos do peso e da altura.

204
OPERADOR DE COMPUTADOR

16.3 – Mínimo

Mostra o valor mínimo de uma seleção de células. Vamos utilizar essa função em nossa planilha para
saber os valores mínimos nas características de nossos atletas. Em nossa planilha clique na célula
abaixo da coluna de idade na linha de valores máximos E16 e monte a seguinte função
=MIN(E4:E13). Com essa função estamos buscando no intervalo das células E4 à E13 qual é valor
máximo encontrado.

Para calcular os valores mínimos para o peso e a altura o processo é o mesmo.

205
OPERADOR DE COMPUTADOR

16.4 – Média

Calcula a média aritmética de uma seleção de valores. Vamos utilizar essa função em nossa planilha
para saber os valores médios nas características de nossos atletas. Em nossa planilha clique na
célula abaixo da coluna de idade na linha de valores máximos E17 e monte a seguinte função
=MEDIA(E4:E13). Com essa função estamos buscando no intervalo das células E4 à E13 qual é valor
máximo encontrado.

Para o peso e a altura basta apenas repetir o processo. Vamos utilizar essa função em nossa planilha
de controle de atletas. Vamos utilizar a função nos valores médios da planilha, deixaremos com duas
casas decimais. Vamos aproveitar também o exemplo para utilizarmos um recurso muito interessante
do Excel que é o aninhamento de funções, ou seja, uma função fazendo parte de outra. A função para
o cálculo da média da Idade é =MÉDIA(E4:E13) clique na célula onde está o cálculo e depois clique
na barra de fórmulas. Altere a função para =ARRED(MÉDIA(E4:E13);1) com isso fizemos com que
caso exista números após a vírgula o mesmo será arredonda a somente uma casa decimal. Caso
você não queira casas decimais coloque após o ponto e vírgula o número zero.

Nesta situação deve-se ter uma atenção grande em relação aos parênteses, observe que foi aberto
uma após a função ARRED e um a pós a função MÉDIA então se deve ter o cuidado de fechá-los
corretamente. O que auxilia no fechamento correto dos parênteses é que o Excel vai colorindo os
mesmos enquanto você faz o cálculo.

206
OPERADOR DE COMPUTADOR

16.5 – Maior
Retorna o maior valor k-ésimo de um conjunto de dados. Você pode usar esta função para selecionar
um valor de acordo com a sua posição relativa. Por exemplo, você pode usar MAIOR para obter o
primeiro, o segundo e o terceiro resultados.

Sintaxe
MAIOR(matriz;k)

Matriz - é a matriz ou intervalo de dados cujo maior valor k-ésimo você deseja determinar.
K - é a posição (do maior) na matriz ou intervalo de célula de dados a ser fornecida.

16.6 – Menor
Retorna o menor valor k-ésimo do conjunto de dados. Use esta função para retornar valores com uma
posição específica relativa em um conjunto de dados.

Sintaxe
MENOR(matriz;k)

Matriz - uma matriz ou intervalo de dados numéricos cujo menor valor k-ésimo você deseja
determinar.
K - é a posição (a partir do menor) na matriz ou intervalo de dados a ser fornecido.

VAMOS PRATICAR?

Salve com o nome de Atividade 06.

207
OPERADOR DE COMPUTADOR

Salve com o nome de Atividade 07.

208
OPERADOR DE COMPUTADOR

17 – Funções de Contagem

17.1 – Cont. Num

A função CONT.NÚM conta o número de células que contêm números e conta os números na lista de
argumentos. Use a função CONT.NÚM para obter o número de entradas em um campo de número
que esteja em um intervalo ou uma matriz de números. Por exemplo, você pode inserir a seguinte
fórmula para contar os números no intervalo A1:A20:

=CONT.NÚM(A1:A20)

Neste exemplo, se cinco das células no intervalo contiverem números, o resultado será 5 .

17.2 – Cont. Valores

A função CONT.VALORES conta o número de células que não estão vazias em um intervalo.

A sintaxe da função CONT.VALORES tem os seguintes argumentos:

CONT.VALORES(valor1, [valor2], ...)


valor1 - Necessário. O primeiro argumento que representa os valores que você deseja contar.

valor2 - Opcional. Argumentos adicionais que representam os valores que você deseja contar, até o
máximo de 255 argumentos.

Salve com o nome de Atividade 08.

209
OPERADOR DE COMPUTADOR

18 – Funções de Data e Hora

18.1 – Data e Hora

Podemos trabalhar com diversas funções que se baseiam na data e hora de seu computador. As
principais função de data e hora são:
=HOJE( ) Retorna a data atual.
=MÊS(HOJE()) Retorna o mês atual
=ANO(HOJE()) Retorna o ano atual
=HORA(AGORA()) Retorna à hora atual
=MINUTO(AGORA()) Retorna o minuto atual
=SEGUNDO(AGORA()) Retorna o segundo atual
=AGORA( ) Retorna a data e à hora
=DIA.DA.SEMANA(HOJE()) Retorna o dia da semana em número
=DIAS360 Calcula o número de dias que há entre uma data inicial e uma data final.
Para exemplificar monte a seguinte planilha.

Em Valor Diário, vamos calcular quantas horas foram trabalhadas durante cada dia. =D6-D5+D8-D7,
pegamos a hora de saída e subtraímos pela hora de entrada da manhã, com isso sabemos quantas
horas foram trabalhadas pela manhã. Na mesma função faço a subtração da saída no período da
tarde pela entrada do período da tarde e somo os dois períodos.

210
OPERADOR DE COMPUTADOR

Use a alça de preenchimento e copie a fórmula até o sábado.


Para calcular o Valor Total que o funcionário recebe coloque um valor, no caso adicione 15 e coloquei
no formato Moeda. Vamos agora então calcular quanto ele ganhou por dia, pois temos quantas horas
ele trabalhou durante o dia e sabemos o valor da hora. Como temos dois formatos de números
precisamos durante o cálculo fazer a conversão.
Para a segunda-feira o cálculo fica da seguinte forma:
=HORA(D10)*C2+MINUTO(D10)*C2/60.
Inicialmente utilizamos a função HORA e pegamos como referência de hora o valor da célula D10,
multiplicamos pelo valor que está em C2, essa parte calcula somente à hora cheia então precisamos
somar os minutos que pega a função MINUTO e multiplicar a quantidade de horas pelo valor da hora,
como o valor é para a hora dividimos ele então por 60.
Após isso coloque o valor em formato Moeda.

Para os demais cálculos o Valor Hora será igual há todos os dias então ele precisa ser fixo para que o
cálculo possa ser copiado, o número 60 por ser um número não muda.
=HORA(D10)*$C$2+MINUTO(D10)*$C$2/60
Para sabermos quantas horas o funcionário trabalhou na semana, faça a soma de todos os dias
trabalhados.

211
OPERADOR DE COMPUTADOR

Ao observar atentamente o valor calculado ele mostra 20:40, porém nessa semana o funcionário
trabalhou mais de 40 horas, isso ocorre pois o cálculo de horas zera ao chegar em 23:59:59, então
preciso fazer com que o Excel entenda que ele precisa continuar a contagem. No grupo Número,
clique em Formato de Número, em seguida em Mais Formatos de Número, na janela Formatar
Células escolha a categoria Hora e marque o formato 37:30:55. Esse formato faz com que a
contagem continue.

Crie um novo campo abaixo da Tabela e coloque Valor a Receber e faça a soma dos valores totais.

212
OPERADOR DE COMPUTADOR

Salve com o nome de Atividade 09.

213
OPERADOR DE COMPUTADOR

19 – Formatação Condicional

No Excel 2010, a formatação condicional tornou-se um recurso muito mais rico e poderoso. Esse é
um meio pelo qual se pode mudar automaticamente o formato de uma célula de acordo com o valor
que ela assume. Além disso, é possível usar regras de classificação e recursos gráficos, como barras,
ícones e escalas de cores. Vamos ver tudo isso nos passos seguintes. Para começar, aplicar a
formatação condicional é bem simples.
Selecione a célula ou o conjunto de células. Na guia Página Inicial, grupo Estilo, clique em
Formatação Condicional. Em seguida, use o menu drop-down para definir uma regra. A primeira
opção, Realçar Regras das Células, trabalha com comparações. Verifica se o conteúdo da célula é
maior, igual ou menor que um valor ou está num dado intervalo.
Digamos que seu objetivo seja bem simples: chamar a atenção para as vendas acima de 500 reais.
Escolha o item É Maior do Que e, na primeira caixa, escreva 500. Na caixa de opções à direita,
indique o tipo de destaque desejado. É possível preencher a célula com uma cor, destacar o texto ou
a borda da célula.

214
OPERADOR DE COMPUTADOR

Salve com o nome de Atividade 10.

215
OPERADOR DE COMPUTADOR

20 – Planilhas 3D

O conceito de planilha 3D foi implantado no Excel na versão 5 do programa , ele é chamado dessa
forma pois permite que se façam referências de uma planilha em outra. Posso por exemplo fazer uma
soma de valores que estejam em outra planilha, ou seja, quando na planilha matriz algum valor seja
alterado na planilha que possui referência com ela também muda.

Vamos a um exemplo

Faremos uma planilha para conversão de valores, então na planilha 1 vamos ter um campo para que
se coloque o valor em real e automaticamente ele fará a conversão para outras moedas, monte a
seguinte planilha.

Vamos renomear a planilha para resultado. Para isso dê um duplo clique no nome de sua planilha
Plan1 e digite o novo nome.

Salve seu arquivo e clique na guia Plan2 e digite a seguinte planilha

Renomeie essa planilha para valores Retorne a planilha resultado e coloque um valor qualquer no
campo onde será digitado valor.

216
OPERADOR DE COMPUTADOR

Clique agora no campo onde será


colocado o valor de compra do dólar
na célula B4 e clique na célula onde
está o valor que acabou de digitar
célula B2, adicione o sinal de divisão
(/) e depois clique na planilha valores
ele vai colocar o nome da planilha
seguido de um ponto de exclamação
(!) e clique onde está o valor de
compra do dólar. A função ficará da
seguinte forma =B2/valores!B2.

Com isso toda vez que eu alterar na


planilha valores o valor do dólar, ele
atualiza na planilha resultado.
Faça o cálculo para o valor do dólar
para venda, a função ficará da
seguinte forma: =B2/valores!C2.
Para poder copiar a fórmula para as
demais células, bloqueie a célula B2
que é referente ao valor em real.
O ideal nesta planilha é que a única
célula onde o usuário possa manipular
seja a célula onde será digitado valor em real para a conversão, então vamos bloquear a planilha
deixando essa célula desprotegia.

Clique na célula onde será digitado o valor em real, depois na Guia Página Inicial vá ao grupo
Células, clique em Formatar – Formatar Células. Na janela Formatar Células vá à guia Proteção e
Desmarque a opção “Bloqueadas”, isso é necessário, pois esta célula é a única que poderá receber
dados.

217
OPERADOR DE COMPUTADOR

Clique agora na Guia Revisão e no grupo Alterações clique no botão Proteger Planilha.

Será mostrada mais uma janela coloque uma senha (recomendável)

Ao tentar alterar uma célula protegida será mostrado o seguinte aviso

Se precisar alterar alguma célula protegida basta clicar no botão Desproteger Planilha no grupo
Alterações.

Salve com o nome de Atividade 11.

218
OPERADOR DE COMPUTADOR

21 – Inserção de Objetos

A inserção de objetos no Excel é muito semelhante ao que aprendemos no Word, as opções de


inserção de objetos estão na Guia Inserir.

Podemos inserir Imagens, clip-arts, formas, SmartArt, caixas de texto, WordArt, objetos, símbolos, etc.
Como a maioria dos elementos já sabemos como implementar vamos focar em Gráficos.

22 – Classificação

Vamos agora trabalhar com o gerenciamento de dados criados no Excel. Vamos utilizar para isso a
planilha de Atletas. Classificar uma lista de dados é muito fácil, e este recurso pode ser obtido pelo
botão Classificar no grupo Classificar e Filtrar da GUIA Dados, ou pelo grupo Edição da GUIA
Página Inicial.

Vamos então selecionar os dados de nossa planilha que serão classificados.

Clique no botão Classificar.

219
OPERADOR DE COMPUTADOR

Você precisa definir quais serão os critérios de sua classificação, onde diz Classificar por clique e
escolha nome, depois clique no botão Adicionar Nível e coloque Modalidade.

Antes de clicar em OK, verifique se está marcado a opção Meus dados contêm cabeçalhos, pois
selecionamos a linha de títulos em nossa planilha e clique em OK.

Você pode mudar a ordem de classificação sempre que for necessário, basta clicar no botão de
Classificar.

220
OPERADOR DE COMPUTADOR

Salve com o nome de Atividade 12.

221
OPERADOR DE COMPUTADOR

23 – Gráficos

A utilização de um gráfico em uma planilha além de deixá-la com uma aparência melhor também
facilita na hora de mostrar resultados. As opções de gráficos, esta no grupo Gráficos na guia Inserir
do Excel.

Para criar um gráfico é importante decidir quais dados serão avaliados para o gráfico. Vamos utilizar a
planilha Atletas para criarmos nosso gráfico, vamos criar um gráfico que mostre os atletas x peso.
Selecione a coluna com o nome dos atletas, pressione CTRL e selecione os valores do peso.

Ao clicar em um dos modelos de gráfico no grupo Gráficos você poderá selecionar um tipo de gráfico
disponível, no exemplo cliquei no estilo de gráfico de colunas.

222
OPERADOR DE COMPUTADOR

Escolha no subgrupo coluna 3D a primeira opção e seu gráfico será criado.

Peso
80
70
60
50
40
30
20 Peso
10
0

Para mover o gráfico para qualquer parte de sua planilha basta clicar em uma área em branco de o
gráfico manter o mouse pressionado e arrastar para outra parte.

223
OPERADOR DE COMPUTADOR

Na parte superior do Excel é mostrada a GUIA Design (Acima dela Ferramentas de Gráfico).

Se você quiser mudar o estilo de seu gráfico , você pode clicar no botão Alterar Tipo de Gráfico.

Para alterar a exibição entre linhas e colunas, basta clicar no botão Alterar Linha/Coluna.

224
OPERADOR DE COMPUTADOR

Ainda em Layout do Gráfico podemos modificar a distribuição dos elementos do Gráfico.

Podemos também modificar o estilo de nosso gráfico através do grupo Estilos de Gráfico

225
OPERADOR DE COMPUTADOR

Podemos também deixar nosso gráfico isolado em uma nova planilha, basta clicar no botão Mover
Gráfico.

226
OPERADOR DE COMPUTADOR

Salve com o nome de Atividade 13.

227
OPERADOR DE COMPUTADOR

24 – Dados

O Excel possui uma GUIA chamada Dados que permite importar dados de outras fontes, ou trabalhar
os dados de uma planilha do Excel.

25 – Auto Filtro
Este é um recurso que permite listar somente os dados que você
precisa visualizar no momento em sua planilha. Clique na linha
que possui o cabeçalho da planilha, na guia Dados, clique no
botão Filtro e observe que será adicionada junto a cada célula
do cabeçalho da planilha uma seta.

Estas setas permitem visualizar somente os dados que te


interessam na planilha, por exemplo, caso eu precise da relação
de atletas do sexo feminino, basta eu clicar na seta do
cabeçalho sexo e marcar somente Feminino, que os demais
dados da planilha ficarão ocultos.

228
OPERADOR DE COMPUTADOR

Posso ainda refinar mais a minha filtragem, caso precise saber dentro do sexo feminino quantos
atletas estão na categoria Profissional, eu faço um novo filtro na coluna Categoria.

Observe que as colunas que estão com filtro possuem um ícone em forma de funil no lugar da
seta. Para remover os filtros, basta clicar nos cabeçalhos com filtro e escolher a opção selecionar
tudo. Você também pode personalizar seus filtros através da opção Filtros de Texto e Filtro de
número (quando conteúdo da célula for um número).

229
OPERADOR DE COMPUTADOR

Subtotais
Podemos agrupar nossos dados através de seus valores, vamos inicialmente classificar nossa
planilha pelo sexo dos atletas relacionado com a idade.

Depois clique no botão Subtotal. Em A cada alteração em: coloque sexo e em Adicionar subtotal a
deixe marcado apenas Peso, depois clique em OK.

230
OPERADOR DE COMPUTADOR

Observe na esquerda que é mostrado os níveis de visualização dos subtotais e que ele faz um total a
cada sequência do sexo dos atletas. Para remover os subtotais, basta clicar no botão Subtotal e na
janela que aparece clique em Remover Todos.

231
OPERADOR DE COMPUTADOR

26 – Funções Condicionais

26.1 – Cont. Se

A função CONT.SE conta o número de células dentro de um intervalo que atendem a um único critério
que você especifica. Por exemplo, é possível contar todas as células que começam com uma certa
letra ou todas as células que contêm um número maior do que ou menor do que um número que você
especificar. Por exemplo, suponha uma planilha que contenha uma lista de tarefas na coluna A e o
nome da pessoa atribuída a cada tarefa na coluna B. Você pode usar a função CONT.SE para contar
quantas vezes o nome de uma pessoa aparece na coluna B e, dessa maneira, determinar quantas
tarefas são atribuídas a essa pessoa. Por exemplo:
=CONT.SE(B2:B25,"Nancy")
OBSERVAÇÃO Para contar células com base em vários critérios, consulte Função CONT.SES.
Sintaxe
CONT.SE(intervalo, critérios)
A sintaxe da função CONT.SE tem os seguintes argumentos:
 intervalo Obrigatório. Uma ou mais células a serem contadas, incluindo números ou nomes,
matrizes ou referências que contêm números. Campos em branco e valores de texto são
ignorados.
 critérios Obrigatório. Um número, uma expressão, uma referência de célula ou uma cadeia de
texto que define quais células serão contadas. Por exemplo, os critérios podem ser expressos
como 32, "32", ">32", "maçãs" ou B4.
Adicione as seguintes linhas abaixo de sua planilha

Então vamos utilizar a função CONT.SE para buscar em nossa planilha quantos atletas temos em
cada categoria.

232
OPERADOR DE COMPUTADOR

A função ficou da seguinte forma =CONT.SE(H4:H13;K4) onde se faz a contagem em um intervalo de


H3:H13 que é o resultado calculado pela função SE e retorna a célula K4 onde está a categoria
juvenil de atletas. Para as demais categorias basta repetir o cálculo mudando-se somente a categoria
que está sendo buscada.

Salve com o nome de Atividade 14.

233
OPERADOR DE COMPUTADOR

26.2 – Somase

Use a função SOMASE para somar os valores em um intervalo que atendem aos critérios que você
especificar. Por exemplo, suponha que em uma coluna que contém números, você deseja somar
apenas os valores maiores que 5. É possível usar a seguinte fórmula:

SOMASE(intervalo;”critérios”;[intervalo_soma])

Nesse exemplo, os critérios são aplicados aos mesmos valores que estão sendo somados. Se
desejar, você pode aplicar os critérios a um intervalo e somar os valores correspondentes em um
intervalo diferente. Por exemplo, a fórmula =SOMASE(B2:B5;"João";C2:C5) soma apenas os
valores no intervalo C2:C5, em que as células correspondentes no intervalo B2:B5 equivalem a
"João".

Salve com o nome de Atividade 15.

234
OPERADOR DE COMPUTADOR

26.3 – SE

26.3.1 – Função SE simples

Esta é com certeza uma das funções mais importantes do Excel e provavelmente uma das mais
complexas para quem está iniciando. Esta função retorna um valor de teste_lógico que permite
avaliar uma célula ou um cálculo e retornar um valor verdadeiro ou um valor falso. Sua sintaxe é
=SE(TESTELÓGICO;VALOR VERDADEIRO;VALOR FALSO). =SE Atribuição de inicio da função;
TESTE LÓGICO Teste a ser feito par validar a célula; VALOR VERDADEIRO Valor a ser
apresentado na célula quando o teste lógico for verdadeiro, pode ser outra célula, um número ou um
texto, apenas lembrando que se for um texto deverá estar entre aspas. VALOR FALSO Valor a ser
apresentado na célula quando o teste lógico for falso, pode ser outra célula, um número ou um texto,
apenas lembrando que se for um texto deverá estar entre aspas.
Para exemplificar o funcionamento da função vamos acrescentar em nossa planilha de controle de
atletas uma coluna chamada categoria.

Vamos atribuir inicialmente que atletas com idade menor que 18 anos serão da categoria Juvenil e
acima disso categoria Profissional. Então a lógica da função será que quando a Idade do atleta for
menor que 18 ele será Juvenil e quando ela for igual ou maior que 18 ele será Profissional.
Convertendo isso para a função e baseando-se que a idade do primeiro atleta está na célula E4 à
função ficará: =SE(E4<18;”Juvenil”;”Profissional”.)

235
OPERADOR DE COMPUTADOR

Explicando a função.
=SE(E4<18: inicio da função e teste lógico, aqui é verificado se o conteúdo da célula E4 é menor que
18.
“Juvenil”: Valor a ser apresentado como verdadeiro.
“Profissional”: Valor a ser apresentado como falso.
Vamos incrementar um pouco mais nossa planilha, vamos criar uma tabela em separado com as
seguinte definição. Até 18 anos será juvenil, de 18 anos até 30 anos será considerado profissional e
acima dos 30 anos será considerado Master.
Nossa planilha ficará da seguinte forma.

Temos então agora na coluna J a referência de idade, e na coluna K a categoria.


Então agora preciso verificar a idade de acordo com o valor na coluna J e retornar com valores
verdadeiros e falsos o conteúdo da coluna K. A função então ficará da seguinte forma:

236
OPERADOR DE COMPUTADOR

=SE(E4<J4;K4;SE(E4<J5;K5;K6))
Temos então:
=SE(E4<J4: Aqui temos nosso primeiro teste lógico, onde verificamos se a idade que consta na célula
E4 é menor que o valor que consta na célula J4. K4: Célula definida a ser retornada como verdadeiro
deste teste lógico, no caso o texto “Juvenil”.
SE(E4<J5: segundo teste lógico, onde verificamos se valor da célula E4 é menor que 30, se for real
retorna o segundo valor verdadeiro, é importante ressaltar que este teste lógico somente será
utilizado se o primeiro teste der como falso.
K5: Segundo valor verdadeiro, será retornado se o segundo teste lógico estiver correto.
K6: Valor falso, será retornado se todos os testes lógicos derem como falso. Permite contar em um
intervalo de valores quantas vezes se repete determinado item. Vamos aplicar a função em nossa
planilha de controle de atletas.

VAMOS PRATICAR?

Salve com o nome de Atividade 16.

237
OPERADOR DE COMPUTADOR

Abra a atividade 14 e acrescente à tabela os seguintes dados: quanto o cliente dispõe para compra e
a coluna “Atende ao orçamento”, logo após, utilizando a função SE, faça com que o Excel retorne a
palavra “Dentro” para os carros com valores menores que a quantidade de dinheiro que o cliente
dispõe para compra, e “Acima” para os carros com valores maiores. Feito isso utilize o recurso “Filtro”
para que o Excel mostre apenas os carros que o cliente pode comprar.
A função vai ficar assim:
=se(G$2>=F6;”Dentro”;”Acima”)

Salve na mesma cópia do arquivo.

238
OPERADOR DE COMPUTADOR

26.3.2 – Função SE aninhada

Salve com o nome de Atividade 17.

Salve com o nome de Atividade 18.

239
OPERADOR DE COMPUTADOR

26.4 – SE(E

A função "SE" utilizada em conjunto com a função "E". Assutador? Nada, muito simples! Praticamente a mesma coisa de utilizar apenas a
função "SE". A única diferença é que no teste lógico você vai dar duas condições para o Excel analisar, ou seja, ele só vai retornar a você
com a palavra "Correto" se a célula D7 for igual a 2 (dois) E a célula E7 for igual a 0 (zero), caso contrário ele retornará a célula com a
palavra "Incorreto".
=SE(E(D7=2;E7=0);"Correto";"Incorreto")

Salve com o nome de Atividade 19.

240
OPERADOR DE COMPUTADOR

26.5 – SE(OU

Já o "SE" com o "OU" basta apenas uma das células que pode ter o valor do seu argumento para o
Excel retornar com a palavra "Classificado". Só se nenhuma das células não atender ao critério dado
por você que o Excel retornará com a palavra "Desclassificado".
=SE(OU(B3>=5;C3>=5);"Classificado";"Desclassificado")
Na função “SE(OU" eu dei exemplo com apenas dois argumentos no primeiro campo, "B3" e "C3",
mas você pode utilizar bem mais que dois.

Salve com o nome de Atividade 20.

241
OPERADOR DE COMPUTADOR

27 – Funções de Procura

27.1 – PROC

No Microsoft Excel, a função de folha de cálculo PROC tem um formato de vector e um formato de
matriz. O formato de vector de PROC procura um resultado num intervalo de uma linha ou uma
coluna (conhecido como um vector) e devolve um valor da mesma posição num segundo intervalo de
uma linha ou uma coluna. O outro formato de PROC (o formato de matriz) procura automaticamente
na primeira coluna ou linha.
PROC necessita que a primeira coluna do vector (ou a primeira coluna ou linha, no formato de vector)
esteja ordenada ascendentemente. As informações seguintes descrevem várias fórmulas que poderá
utilizar para obter as mesmas informações devolvidas por PROC sem necessitar que a primeira
coluna da tabela esteja ordenada.

Salve com o nome de Atividade 21.

242
OPERADOR DE COMPUTADOR

Salve com o nome de Atividade 22.

243
OPERADOR DE COMPUTADOR

244
OPERADOR DE COMPUTADOR

VII – Microsoft Office PowerPoint 2010


1 – Conhecendo o PowerPoint

Seja bem-vindo ao programa de apresentações de slides Microsoft® Office PowerPoint®,


incluso no Microsoft Office System 2010. O Office PowerPoint 2010 fornece a você uma solução
poderosa para todas as suas necessidades de apresentações, tornando mais fácil criar
apresentações dinâmicas e atraentes rapidamente. Como resultado, você economiza tempo
formatando e criando o conteúdo, para que possa se concentrar no que realmente mais importa.
O Office PowerPoint 2010 oferece diversos recursos novos e aprimorados. Nesta apostila
você terá uma visão geral dos destaques mais interessantes. Ela também oferece uma olhada de
perto no Office PowerPoint 2010 em ação, fornecendo instruções que demonstram os recursos
específicos.

2 – Interface

Criar apresentações de qualidade profissional é mais fácil do que nunca. O Office PowerPoint
2010 possui uma interface de usuário orientada a resultados que torna o desenvolvimento das
apresentações mais intuitivo e fácil. Ele oferece também recursos novos e aprimorados, como as
novas capacidades para os gráficos, temas do PowerPoint e ferramentas de formatação aprimoradas
para tipografia. Como resultado, você pode criar apresentações dinâmicas em uma fração do tempo
que costumava usar. Visão Geral

Painel de
Estrutura
de Slides

Painel de
Anotações

245
OPERADOR DE COMPUTADOR

2.1 – Painel de Estrutura de Slides

Neste local ficam os slides em miniatura, aqui é possível selecionar todos os slides ou apenas alguns,
também é possível alterar a ordem dos slides entre outros.

2.2 – Painel de Anotações

No painel de Anotações, abaixo do painel de Slides, é possível digitar anotações que se aplicam ao
slide atual. Mais tarde, você poderá imprimir suas anotações e consultá-las ao fornecer a sua
apresentação. Você também poderá imprimir as anotações para distribui-las entre o seu público, ou
incluir as anotações em uma apresentação que enviar para o público ou publicar em uma página da
Web.

246
OPERADOR DE COMPUTADOR

3 – Criando uma Nova Apresentação

Para iniciar uma nova apresentação, clique na ABA clique em e


Na janela Nova Apresentação, comece com um slide em branco ou baseie a apresentação em um
modelo ou em uma apresentação existente.

4 – Conhecendo os Layouts de Slides

247
OPERADOR DE COMPUTADOR

É possível utilizar layouts para organizar objetos e texto em um slide. Um layout é uma parte de
um slide mestre que define o posicionamento das informações de conteúdo que irão aparecer mais
tarde em um slide. Os layouts apresentam espaços reservados, onde estão contidos o texto, como
títulos e listas de marcadores, e o conteúdo de um slide, como elementos gráficos SmartArt, tabelas,
gráficos, imagens, formas, e clip-art. Pode-se adicionar espaços reservados para texto e objetos em
um layout ou slide mestre, mas não é possível adicionar os espaços reservados diretamente em um
slide.

5 – Salvando sua Apresentação

248
OPERADOR DE COMPUTADOR

1
2
3

1 PPTX - Esse é o formato padrão dos arquivos criados no Power Point 2010.

2 PPT – Formato utilizado pelas versões mais antigas do Office.

3 PDF – Portable Document Format (PDF) é um formato de arquivo, desenvolvido


pela Adobe Systems em 1993, para representar documentos de maneira independente do
aplicativo, do hardware e do sistema operacional usados para criá-los.

4 PPSX – Apresentação de Slide Show do Power Point 2010. Neste formato o arquivo já
abre na apresentação.

5 JPEG – Formato de imagem mais utilizado no mundo. Neste formato a apresentação é


salva em forma de imagem.

249
OPERADOR DE COMPUTADOR

6 – Inserindo Clip-art na Apresentação

Clip-art em geral é uma biblioteca de imagens que


pode ser vetorial (desenhos) ou fotos. O clip-art pode conter imagens com resolução para
impressão (saída gráfica) ou tela (internet, multimídia) e também tem os clip-arts domésticos que
já vem com alguns softwares para uso em trabalhos, apresentações.

6.1 – Personalizando o Clip-art

Quando você inseri um Clip-art no slide, surgi a guia contextual “Formatar”, onde você encontra
diversos recursos para formatar sua figura:

OBSERVAÇÃO Caso a guia contextual “Formatar” não esteja disponível, basta você clicar sobre
a figura de clip-art.

250
OPERADOR DE COMPUTADOR

7 – Trabalhando com Tabelas

1. Selecione o slide ao qual deseja adicionar uma tabela.


2. Na guia Inserir, no grupo Tabelas, clique em Tabela. Na caixa de diálogo Inserir Tabela,
execute um dos seguintes procedimentos:
 Clique e mova o ponteiro para selecionar o número de linhas e colunas desejado e, em
seguida, solte o botão do mouse.

Você também pode usar o Layout de slide de TÍTULO E CONTEÚDO e clicar no botão TABELA
para inserir tabela.

251
OPERADOR DE COMPUTADOR

8 – Aplicar uma imagem de plano de fundo, cor ou marca d'água aos slides

Você pode inserir uma imagem, incluindo um clip-art, por trás do slide inteiro como um plano de
fundo ou por trás de parte do slide como uma marca d'água. Você também pode inserir uma cor
por trás do slide como plano de fundo. Ao adicionar uma imagem como plano de fundo ou uma
marca d'água a um ou a todos os slides, você pode tornar a sua apresentação do PowerPoint
única ou identificar claramente o patrocinador da apresentação.

PROCEDIMENTOS PARA INSERIR UMA IMAGEM COMO PLANO DE FUNDO:

1 – Na guia “Design”, no grupo “Plano de Fundo”, clique em “Estilos de Plano de Fundo”;

2 – Clique em “Formatar Plano de Fundo”;

3 – Na caixa de diálogo que surgiu, clique em “Preenchimento com imagem ou textura”;

4 – Clique no botão “Arquivo” e escolha uma imagem de seu computador.

Observação: Caso você queira aplicar o plano de fundo apenas ao slide selecionado, clique em “Fechar”. Se sua
intenção é aplicar o mesmo plano de fundo a todos os slides da apresentação, clique em “Aplicar a tudo”.

252
OPERADOR DE COMPUTADOR

9 – Tema

Aplicar um novo tema altera os detalhes principais do seu documento. Os efeitos do


WordArt (WordArt: objetos de texto criados com efeitos predefinidos aos quais é possível aplicar
opções de formatação adicionais.) são aplicados a títulos no PowerPoint. As tabelas, os gráficos,
os elementos gráficos SmartArt, as formas e os outros objetos (objeto: uma tabela, um gráfico,
uma equação ou outra forma de informação. Os objetos criados em um aplicativo, como planilhas,
e vinculados ou inseridos em outro aplicativo são objetos OLE.) são atualizados para se
complementar. Além disso, no PowerPoint, até mesmo os layouts e planos de fundo dos slides
podem ser alterados radicalmente de um tema para outro. Se você gostar da aparência de um
tema quando aplicá-lo à apresentação, terá acabado a reformatação com apenas um clique do
mouse. Se você quiser personalizar a apresentação ainda mais, poderá alterar as cores do tema,
as fontes do tema ou os efeitos do tema.

253
OPERADOR DE COMPUTADOR

10 – Transições

As transições de slide são efeitos de animação que ocorrem no modo de exibição Apresentação
de Slides quando você muda de um slide para o próximo. É possível controlar a velocidade,
adicionar som e até mesmo personalizar as propriedades de efeitos de transição.

10.1 – Tipos de Transições

10.1.1 – Adicionando transição ao slide

1. No painel que contém as guias Estrutura de Tópicos e Slides, clique na guia Slides.

2. Selecione a miniatura do slide ao qual que você deseja aplicar uma


transição.

3. Na guia Transições, no grupo Transição para Este Slide, clique no


efeito de transição de slides desejado para o slide.

1. Selecione uma transição no grupo Transição para este Slide. No exemplo, foi selecionada
uma transição do tipo Esmaecer.

Para ver mais efeitos de transição, clique no botão Mais .

254
OPERADOR DE COMPUTADOR

10.1.2 – Definindo o intervalo para uma transição

Para definir a duração da transição entre o slide anterior e o slide atual, faça o seguinte:

1. Na guia Transições, no grupo Intervalo, na caixa Duração, digite ou selecione a velocidade


desejada.

Para especificar o intervalo antes do avanço do slide atual para o próximo, use um destes
procedimentos:

2. Para avançar o slide clicando com o mouse, na guia Transições, no grupo Intervalo,
marque a caixa de seleção Ao Clicar com o Mouse.

3. Para avançar o slide após um tempo especificado, na guia Transições, no grupo Intervalo,
na caixa Após, digite o número de segundos desejado.

VAMOS PRATICAR?

255
OPERADOR DE COMPUTADOR

Crie uma apresentação para ser exibida em uma palestra sobre o mundo por meio da
gastronomia para você apresentar em sua escola.
O conteúdo deverá ser o seguinte:
1. Slide 1: layout de título 6. Slide 6: layout de título e conteúdo
- Volta ao mundo por meio da gastronomia - Título: América Central em números
- Subtítulo – O Ocidente de Norte a Sul - Tabela: 02 colunas e 05 linhas
País Renda Familiar (%)
2. Slide 2: layout de título e conteúdo Cuba 26,70
- Título: Os perigos da fome Jamaica 35,70
 Baixa taxa de natalidade Bahamas 19,80
 Alta taxa de mortalidade Média 27,40
 Desnutrição
7. Slide 7: layout de duas partes de conteúdo
 Analfabetismo
- Título: América do Sul
 Subserviência
- Clip-art: Categoria – pessoas
 Guerra
 Brasil
3. Slide 3: layout de duas partes de conteúdo  Argentina
- Título: América do Norte  Chile
- Clip-art: Categoria – Ciência ou tecnologia  Paraguai
 Canadá
8. Slide 8: layout de título e conteúdo
 E.U.A
- Título: América do Sul em números
 México
- Tabela: 02 colunas e 05 linhas
4. Slide 4: layout de título e conteúdo País Renda Familiar (%)
Brasil 35
- Título: América do Norte em números
Argentina 38,20
- Tabela: 02 colunas e 04 linhas
Chile 27,90
País Renda Familiar (%) Paraguai 48,70
Canadá 13,70 Média 37,45
E.U.A 15
México 34,80 9. Slide 9: layout de título e conteúdo
- Título: O que se pode fazer?
5. Slide 5: layout de duas partes de conteúdo
 Educação
- Título: América Central
 Saúde
- Clip-art: Categoria – pessoas
 Incentivo para indústrias locais
 Cuba
 Criação de novas frentes de trabalho
 Jamaica
 Geração de empregos
 Bahamas
 Minimizar exportação em massa,
visando, primeiramente abastecimento
interno.

Insira transições entre os slides. Defina o tempo para leitura de cada slide e salve em sua pasta.

256
OPERADOR DE COMPUTADOR

11 – WordArt

Você pode usar WordArt para adicionar efeitos especiais de texto ao documento. Por exemplo,
você pode esticar um título, distorcer o texto, fazer o texto caber em uma forma predefinida ou
aplicar um preenchimento gradual. Esse WordArt se torna um objeto que você pode mover ou
posicionar no documento para adicionar decoração ou ênfase. Você pode modificar ou adicionar
o texto em um objeto de WordArt existente a qualquer momento.

11.1 – Inserindo WordArt

1. Na guia Inserir, no grupo Texto, clique em WordArt e, em seguida, clique no estilo de WordArt
desejado.

2. Digite o texto.

257
OPERADOR DE COMPUTADOR

12 – Números de slides

Você pode adicionar números de slides, números de página de anotações e a data e a hora à sua
apresentação.

1. Na guia Exibir, no grupo Modos de Exibição de Apresentação, clique em Normal.

2. À esquerda da tela, no painel que contém as guias Tópicos e Slides, clique na guia Slides
e clique na primeira miniatura de slide da apresentação.

3. Na guia Inserir, no grupo Texto, clique em Número do Slide.

4. Na caixa de diálogo Cabeçalho e Rodapé, siga um destes procedimentos:

 Para adicionar números de slides, clique na guia Slide e marque a caixa de seleção
Número do slide.

 Para adicionar números de páginas de anotações, clique na guia Anotações e


Folhetos e marque a caixa de seleção Número da página.

 Para adicionar
números a todos os slides
ou páginas de anotações
na sua apresentação,
clique em Aplicar a Todos.
 Para alterar o
número do slide inicial,
siga este procedimento:

1. Na guia
Estrutura, no grupo
Configurar página,
clique em Configurar
página.

2. Na caixa Numerar os slides a partir de, digite o número que deseja imprimir no
primeiro slide ou página de anotações, com os slides subsequentes numerados após ele.

258
OPERADOR DE COMPUTADOR

13 – Animação de textos e objetos

A animação é uma excelente


maneira de focalizar em
pontos importantes, controlar
o fluxo de informações e
aumentar o interesse do
espectador em sua
apresentação. Você pode
aplicar efeitos de animação a
textos ou objetos em slides
individuais ou no slide mestre
(slide mestre: o slide principal
que armazena informações
sobre o tema e os layouts de
uma apresentação, incluindo plano de fundo, cor, fontes, efeitos, tamanhos de espaços
reservados e posições.), ou a espaços reservados em layouts (layout: a disposição de elementos,
como título e subtítulo, listas, imagens, tabelas, gráficos, formas e filmes, em um slide.) de slides
personalizados.

Existem quatro tipos diferentes de efeitos de animação no PowerPoint 2010:

Efeitos de Entrada. Por exemplo, você pode fazer um objeto desaparecer gradualmente
no foco, surgir no slide de uma borda ou pular na exibição.

Efeitos de Saída. Esses efeitos incluem fazer um objeto se separar do slide, desaparecer
da exibição ou espiralar para fora do slide.

Efeitos de Ênfase. Os exemplos desses efeitos são fazer um objeto reduzir ou aumentar
de tamanho, mudar de cor ou girar em seu centro.

Trajetórias de Animação (caminho da animação: o caminho que um objeto ou texto


especificado segue como parte de uma sequência de animação de um slide.). Você pode
usar esses efeitos para mover um objeto para cima ou para baixo, para a esquerda ou
direita ou em um padrão circular ou estelar (entre outros efeitos).

Você pode usar qualquer animação sozinha ou combinar vários efeitos juntos. Por exemplo, você
pode fazer uma linha de texto surgir da esquerda e aumentar de tamanho ao mesmo tempo,
aplicando um efeito de entrada Surgir e um efeito de ênfase Ampliar/Reduzir a ela.

259
OPERADOR DE COMPUTADOR

13.1 – Adicionar animação a um objeto

Para adicionar um efeito de animação a um objeto, faça o seguinte:

1. Selecione o objeto que deseja animar.

2. Na guia Animações, no grupo Animação, clique em Mais e selecione a animação


desejada.

Observações

Se o efeito de animação desejado (entrada, ênfase, saída, trajetória de animação) não for
exibido, clique em Mais Efeitos de Entrada, Mais Efeitos de Ênfase, Mais Efeitos de Saída
ou Mais Trajetórias de Animação.

Depois que você tiver aplicado uma animação a um objeto ou texto, os itens animados
serão rotulados no slide com uma marca numerada não imprimível, exibida ao lado do
texto ou do objeto. A marca aparecerá somente no modo de exibição Normal quando a
guia Animações estiver selecionada ou o painel de tarefas Animação estiver visível.

260
OPERADOR DE COMPUTADOR

13.2 – Aplicar vários efeitos de animação a um único objeto

Para aplicar várias animações ao mesmo objeto, faça o seguinte:

Selecione o texto ou o objeto ao qual você deseja adicionar várias animações.

Na guia Animações, no grupo Animação Avançada, clique em Adicionar Animação.

13.3 – Definir as opções de efeito, o tempo ou a ordem de uma animação

 Para definir as opções de efeito de uma animação, na guia Animações, no grupo


Animação, clique na seta para a direita de Opções de Efeito e clique na opção desejada.
 Você pode especificar o tempo de início, de duração ou de atraso para uma animação na
guia Animações.
 Para definir o tempo de início de uma animação, no grupo Intervalo, clique na seta
para a direita do menu Iniciar e selecione o tempo desejado.
 Para definir a duração de execução da animação, no grupo Intervalo, insira o
número de segundos desejado na caixa Duração.
 Para definir um atraso antes da animação começar, no grupo Intervalo, insira o
número de segundos desejado na caixa Atraso.
 Para reordenar uma animação na lista, no painel de tarefas Animação, selecione aquela
que você deseja reordenar e, na guia Animações, no grupo Intervalo, em Reordenar
Animação, selecione Mover para Trás para que a animação ocorra antes de outra
animação na lista ou escolha Mover para Frente para que a animação ocorra depois de
outra animação na lista.

261
OPERADOR DE COMPUTADOR

13.4 – Aplicar vários efeitos de animação a um único objeto

É possível exibir a lista de todas as animações do slide no painel de tarefas (painel de tarefas:
uma janela dentro de um programa do Office que fornece os comandos mais usados. Seu local e
tamanho pequeno permitem que você use esses comandos enquanto ainda estiver trabalhando
com seus arquivos.) Animação. Esse painel mostra informações importantes sobre um efeito de
animação, como o tipo de efeito, a ordem de um efeito em relação a outro, o nome do objeto
afetado e a duração do efeito.

Para abrir o painel de tarefas Animação, na guia Animações, no


grupo Animação Avançada, clique em Painel de Animação.

No painel de tarefas, os números indicam a ordem em que os


efeitos de animação são executados. Esses números correspondem
aos rótulos numerados não imprimíveis que são exibidos no slide.

As linhas do tempo representam a duração dos efeitos.

Os ícones representam o tipo de efeito de animação. Neste


exemplo, é um efeito de Saída.

Selecione um item na lista para ver o ícone do menu (seta para


baixo) e, em seguida, clique no ícone para revelar o menu.

 Os efeitos aparecem no painel de tarefas Animação na ordem em que foram adicionados.


 Você também pode exibir os ícones que indicam o tempo de início dos efeitos de
animação em relação a outros eventos no slide. Para exibir o tempo de início de todas as
animações, clique no ícone de menu ao lado de um efeito de animação e selecione
Ocultar Linha do Tempo Avançada.
 Existem vários tipos de ícones que indicam o tempo de início dos efeitos de animação. As
opções são:
 Iniciar ao Clicar (ícone do mouse, mostrado aqui): a animação começa quando você
clica no mouse.
 Iniciar com o Anterior (sem ícone): a execução do efeito de animação começa ao
mesmo tempo que o efeito anterior na lista. Esta configuração combina vários efeitos
simultaneamente.
 Iniciar Após o Anterior (ícone de relógio): o efeito de animação começa
imediatamente após o término da execução do efeito anterior na lista.

262
OPERADOR DE COMPUTADOR

14 – Hiperlink

No PowerPoint, um
hiperlink pode ser
uma conexão de um
slide para outro slide
na mesma
apresentação (como
um hiperlink para uma apresentação personalizada (apresentação personalizada: uma
apresentação dentro de uma apresentação na qual você agrupa slides em uma apresentação
existente para poder mostrar essa seção da apresentação para um público em particular.)) ou
para um slide em outra apresentação, um endereço de email, uma página da Web ou um arquivo.
Você pode criar um hiperlink a partir de um texto ou de um objeto, como uma imagem, gráfico,
forma, ou WordArt (WordArt: objetos de texto criados com efeitos predefinidos aos quais é
possível aplicar opções de formatação adicionais.).

14.1 – Um slide na mesma apresentação

1. No modo de exibição Normal, selecione o texto ou objeto que deseja utilizar como
hiperlink.

2. Na guia Inserir, no grupo Links, clique em Hiperlink.

3. Em Vincular a:, clique em Colocar Neste Documento.

4. Siga um destes procedimentos:

 Vincular para uma apresentação personalizada na apresentação atual:

1. Em Selecionar um local neste documento, clique na apresentação


personalizada que você deseja utilizar como o destino do hiperlink.

2. Marque a caixa de seleção Mostrar e retornar.

 Vincular a um slide na apresentação atual:

 Em Selecionar um local neste documento, clique no slide que deseja utilizar


como o destino do hiperlink.

263
OPERADOR DE COMPUTADOR

14.2 – Um slide em uma apresentação diferente

1. Se você adicionar um link a uma apresentação de sua apresentação principal e, em


seguida, copiar a apresentação principal para um laptop, certifique-se de copiar a
apresentação vinculada para a mesma pasta que a apresentação principal. Se você não
copiar a apresentação vinculada — ou se renomeá-la, movê-la ou excluí-la — ela não
estará disponível quando você clicar no hiperlink para ela da apresentação principal.

2. No modo de exibição Normal, selecione o texto ou objeto que deseja utilizar como um
hiperlink.

3. Na guia Inserir, no grupo Vínculos, clique na seta abaixo de Hiperlink.

4. Em Vincular para, clique em Página da Web ou Arquivo Existente.

5. Localize a apresentação que contém o slide ao qual você deseja se vincular.

6. Clique em Indicador, e em seguida clique no título do slide ao qual deseja se vincular.

264
OPERADOR DE COMPUTADOR

VAMOS PRATICAR?

Crie uma apresentação dando dicas e truques de moda para homens e mulheres.

01. Slide 1: Título – Dicas e truques sobre moda

Subtítulo – Venha conferir!

02. Slide 2: layout de duas partes de conteúdo – Título: Para ele


Clip-art – Categoria: esporte

 Básico
 Trabalho
 Festa
 Esporte

03. Slide 3: layout de duas partes de conteúdo – Título: Para ela


Clip-art – Categoria: esporte

 Básico
 Trabalho
 Festa
 Esporte

04. Slide 4: layout de duas partes de conteúdo – Título: Ele & Ela
Clip-art – Categoria: esporte e lazer

 Bom gosto
 Originalidade
 Bom senso
 Estilo

05. Slide 5: layout de título

Título – Escolha o seu estilo

06. Aplique um plano de fundo ou design de sua escolha.

07. Insira Hiperlink nos slides

08. Salvar a apresentação na sua pasta.

265
OPERADOR DE COMPUTADOR

15 – SmartArt
Um elemento gráfico SmartArt é uma representação visual de informações e ideias. É possível
criar elementos gráficos SmartArt escolhendo entre muitos layouts diferentes para comunicar uma
mensagem de forma rápida, fácil e efetiva.

Como as apresentações do PowerPoint geralmente contêm slides com listas com marcadores,
você pode converter o texto do slide em um elemento gráfico SmartArt quando estiver
trabalhando nesse programa. Também pode rapidamente converter imagens do slide do
PowerPoint em elementos gráficos SmartArt, usando um dos novos layouts de elemento gráfico
SmartArt centrados em fotos. Além disso, é possível adicionar animação ao elemento gráfico
SmartArt nas apresentações do PowerPoint.

Ao criar um elemento gráfico SmartArt, você é solicitado a escolher um tipo como Processo,
Hierarquia ou Relação. Cada tipo é parecido com uma categoria de elemento gráfico SmartArt e
contém diversos layouts diferentes.

15.1 – Criar um elemento gráfico SmartArt e adicionar texto a ele

1. Na guia Inserir, no grupo Ilustrações, clique em SmartArt.

266
OPERADOR DE COMPUTADOR

2. Na caixa de diálogo Escolher Elemento Gráfico SmartArt, clique no tipo e no layout


desejado.

3. Para digitar o texto, siga um destes procedimentos:

 Clique em [Texto] no painel Texto e, em seguida, digite o texto.


 Copie o texto de outro local ou programa, clique em [Texto] no painel de Texto e, em
seguida, cole o texto.

Observações

 Se o painel Texto não estiver visível, clique no controle.

Para adicionar texto em uma posição arbitrária próxima ao elemento gráfico SmartArt ou
na parte superior dele, na guia Inserir, no grupo Texto, clique em Caixa de Texto para inserir uma
caixa de texto (caixa de texto: um contêiner móvel, redimensionável, para texto ou elementos
gráficos. Use caixas de texto para posicionar vários blocos de texto em uma página ou para
atribuir ao texto uma orientação diferente de outro texto do documento.). Para que apareça
apenas o texto na caixa, clique com o botão direito do mouse na caixa de texto, clique em Definir
Forma ou Formatar Caixa de Texto e, em seguida, defina a caixa de texto para que não tenha cor
de plano de fundo e nem borda.

Clique em uma caixa no elemento gráfico SmartArt e digite o texto. Para obter melhor
resultado, use essa opção depois de adicionar todas as caixas desejadas.

267
OPERADOR DE COMPUTADOR

15.2 – Adicionar ou excluir formas no elemento gráfico SmartArt

1. Clique no elemento gráfico SmartArt ao qual deseja adicionar outra forma.

2. Clique na forma existente mais próxima do local em que você deseja adicionar a nova
forma.

3. Em Ferramentas SmartArt, na guia Design, no grupo Criar Gráfico, clique na seta em


Adicionar Forma.

Caso você não veja as guias Ferramentas SmartArt ou Design, verifique se selecionou o
elemento gráfico SmartArt. Você pode ter de clicar duas vezes no elemento gráfico
SmartArt para abrir a guia Design.

4. Siga um destes procedimentos:

 Para inserir uma forma após a forma selecionada, clique em Adicionar Forma Após.
 Para inserir uma forma antes da forma selecionada, clique em Adicionar Forma
Antes.

Observações

 Para adicionar uma forma no painel Texto, clique em uma forma existente, mova o cursor
antes ou após o texto ao qual deseja adicionar a forma e pressione ENTER.
 Para excluir uma forma do elemento gráfico SmartArt, clique na forma que deseja excluir e
pressione DELETE. Para excluir o elemento gráfico SmartArt inteiro, clique na borda do
elemento e pressione DELETE.

268
OPERADOR DE COMPUTADOR

VAMOS PRATICAR?

Crie uma apresentação no PowerPoint utilizando, transição de slides, elemento gráfico SmartArt
do tipo hierarquia com as seguintes informações:

Slide 1
Layout – Slide de título
Título: SENAC
Subtítulo: Estrutura Curricular – Cursos oferecidos

Slide 2 (com marcadores a sua escolha)


Layout – Título e conteúdo
Título: Cursos
Texto:
 Informática
 Educação
 Beleza
 Gastronomia
 Gestão
 Saúde
 Idiomas

Slide 3
Layout – Título e conteúdo
Título: Estrutura Curricular – Organograma

Slide 4
Layout – Título e conteúdo
Título: Estrutura Curricular –
parte 2

Slide 5
Layout – Título e conteúdo
Título: Datas e horários
Texto:
 Consulte o nosso site e obtenha as mais atualizadas datas e horários para os cursos.
 Endereço: Av. Major Williams, 2084 – São Francisco – Boa Vista/RR Tel.: 95-2121-
1910
 Site: www.rr.senac.br

269
OPERADOR DE COMPUTADOR

16 – Slide Mestre

Um slide mestre é o slide principal em uma hierarquia de slides que armazena informações sobre
o tema e os layouts dos slides de uma apresentação, incluindo o plano de fundo, a cor, as fontes,
os efeitos, os tamanhos dos espaços reservados e o posicionamento.

Cada apresentação contém, pelo menos, um slide mestre. O principal benefício de modificar e
usar slides mestres é que você pode fazer alterações de estilo universal em todos os slides de
sua apresentação, inclusive naqueles adicionados posteriormente a ela. Ao usar um slide mestre,
você poupa tempo, pois não precisa digitar as mesmas informações em mais de um slide. O slide
mestre é prático principalmente quando você tem apresentações longas demais com muitos
slides.

Como os slides mestres afetam a aparência de toda a apresentação, ao criar e editar um slide
mestre ou os layouts correspondentes, você trabalha no modo de exibição Slide Mestre.

Um slide mestre no modo de exibição Slide Mestre

Layouts de slides associados ao slide mestre acima dele

Ao modificar um ou mais dos layouts abaixo de um slide mestre, você está modificando
essencialmente o slide mestre. Cada layout de slide é configurado de maneira diferente, mas
todos os layouts associados a um determinado slide mestre contêm o mesmo tema (esquema de
cores, fontes e efeitos).

270
OPERADOR DE COMPUTADOR

16.1 – Criar ou personalizar um slide mestre

1. Abra uma apresentação em branco e, na guia Modo de Exibição, no grupo Modos de


Exibição Mestres, clique em Slide Mestre.

2. Quando você abre o modo de exibição Slide Mestre, um slide mestre em branco com os
layouts padrão associados será exibido.

Observação: No painel em miniatura do slide, o slide mestre é a maior imagem do slide e os


layouts associados são posicionados embaixo do slide mestre.

3. Para remover qualquer um dos layouts de slide incorporados que acompanham o slide mestre
padrão, no painel em miniatura do slide, clique com o botão direito do mouse em cada layout
do slide que deseja excluir e, em seguida, clique em Excluir Layout no menu de atalho .

4. Para definir a orientação da página para todos os slides de sua apresentação, na guia Slide
Mestre, no grupo Configuração de Página, clique em Orientação do Slide e em Retrato ou
Paisagem.

5. Na guia Arquivo, clique em Salvar como.

6. Na caixa Nome do arquivo, digite um nome de arquivo.

7. Na lista Salvar como tipo, clique em Modelo do PowerPoint, e clique em Salvar.

8. Na guia Slide Mestre, no grupo Fechar, clique em Fechar Modo de Exibição Mestre.

271
OPERADOR DE COMPUTADOR

VAMOS PRATICAR?

Crie uma apresentação no PowerPoint utilizando slides mestre, transição de slides com as
seguintes informações:

Slide 1
Layout – Slide de Título: Slide 4 (com tópicos e subtópicos a sua
Título: Emagrecer? escolha)
Subtítulo: “...Diga-me como...” Layout – Título e conteúdo:
Título: Um prato de espaguete de 4 queijos
Slide 2 (com tópicos e subtópicos a sua Texto: * 458 calorias
escolha)  51 minutos de dança de salão
Layout – Título e conteúdo:  2h30 de bilhar
Título: Três copos de coca-cola  65 minutos de bicicleta
Texto: * 465 calorias
 44 minutos de dança de salão Slide 5 (com tópicos e subtópicos a sua
 57 minutos de natação escolha)
 2h23 aspirando o pó da casa Layout – Título e conteúdo:
Título: Uma cumbuca de feijoada
Slide 3 (com tópicos e subtópicos a sua Texto: * 693 calorias
escolha)  54 minutos de squash
Layout – Título e conteúdo:  1h de corrida
Título: Uma garrafa de cerveja  2h53 de pesca (sentado)
Texto: * 360 calorias
 32 minutos cavalgando a cavalo Slide 6 (com tópicos e subtópicos a sua
 47 minutos de vôlei escolha)
 1h18 faxina na casa Layout – Título e conteúdo:
Título: Dicas
Texto: * comer moderadamente
* Praticar algum tipo de exercício
* Estudar
* Namorar

Salvar a apresentação como apresentação do PowerPoint com o nome “Emagrecer”.

272
OPERADOR DE COMPUTADOR

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ANDRADE, Maria Angela Serafim de. PowerPoint 2010. Editora Senac São Paulo, 2011.

BATTISTI, Júlio. Apostila de Hardware. Banco de Tutoriais do site Júlio Battisti, 2009.
Disponível em: <http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais>. Acessado em abril de 2012.

CEFAS, Centro Franciscano de Assistência Social. Montagem e Configuração de


Computadores. Apostila de hardware do Cefas. Disponível em: <http://www.cefas.org.br>.
Acessado em março de 2012.

EDUCADOR, Brasil. Discos Raid. Apostila de Tecnologia Digital. Disponível em:


<https://sites.google.com/a/educadorbrasil.com/tecnologia/arquivos/DiscosRaid.doc?att
redirects=0&d=1>. Acessado em abril 2012.

ISSA, Najet M. K. Iskandar. WORD 2010. Editora Senac São Paulo, 2011.

MARTELLI, Richard. EXCEL 2010 – Editora Senac São Paulo, 2011.

MORIMOTO, Carlos E. Hardware, Manual Completo. Editora: GDH Press e Sul Editores. 2007.

MORIMOTO, Carlos E. Hardware, O Guia Definitivo. Disponível em:


<http://www.gdhpress.com.br/hardware/>. Acessado em abril. 2012.

NORTON, P. Introdução a Informática. São Paulo: Ed.Earson Makron Books, 2004.

OLIVEIRA, Wilson. Segurança da Informação – Técnicas e Soluções – Centro Atlântica Lda,


Famalicão, Portugal. 2001.

SANTANA FILHO, Ozeas Vieira. Introdução à Internet: tudo que você precisa saber para
navegar bem na rede. 7ª Edição. Editora Senac São Paulo, 2003.

SANTANA FILHO, Ozeas Vieira. Windows 7. Editora Senac São Paulo, 2011.

TECMUNDO, Um site Baixaki. Disponível em: www.tecmundo.com.br/10054-A-historia-da-Internet-


a-decada-de-1990-infografico-.htm. Acessado em abril. 2012

TECMUNDO, Um site Baixaki. Disponível em: www.tecmundo.com.br/1697-A-Historia-dos-


computadores-e-da-computacao.htm. Acessado em abril. 2012

TECMUNDO, Um site Baixaki. Disponível em: www.tecmundo.com.br/9424-Como-um-computador-


faz-calculos-pelo-sistema-binario-.htm. Acessado em abril. 2012

TORRES, Gabriel. Hardware e Redes. Clube do Hardware, 2010. Disponível em:


<http://www.clubedohardware.com.br/.../Gabriel-Torres/1>. Acessado em fevereiro de 2012.

WIKIPEDIA, Enciclopédia Livre. Microsoft Windows. Disponível em:


<http://pt.wikipedia.org/wiki/Microsoft_Windows>. Acessado em março. 2012.

273