Você está na página 1de 13

ANTROPOLOGIA SOCIAL E

CULTURAL

Coordenação do Curso: Profa. Luciane da Luz.


Supervisão de Disciplina: Prof. Márcio José
Cubiak
Encontro 04 – UNIDADE 03
OLÁ!

Bem-vindos (as) a Unidade 03 da


Disciplina de Antropologia Social
e Cultural.
Esta Unidade trabalha as relações
entre antropologia e Educação.
Da mesma maneira, estimula a
reflexão sobre como a
Antropologia pode contribuir Fonte: https://goo.gl/CioShG. Acesso: mai. 2018

com o campo da Educação.


VÍDEO DA DISCIPLINA – UN. 03
• RECORDANDO...
• A Antropologia é um ramo da Ciência
que se ocupa de pesquisar e entender a
humanidade em sua totalidade.

• Em seus primeiros momentos, o objeto de pesquisa


da Antropologia era as sociedades tribais ou
bastante distantes dos centros urbanos da Europa e
América do Norte.
• Atualmente, a Antropologia também se ocupa de
pensar situações, fenômenos ou grupos das nossas
sociedades urbanas, industriais e capitalistas.
• A Educação é um exemplo desse
interesse por meio da pesquisa e
investigação sobre:

• A discussão sobre a diversidade e


pluralidade presentes nos
ambientes escolares;
• As questões ligadas a cultura e ao
multiculturalismo;
• Os contextos ligados aos papeis de
gênero ou a questões raciais;
• O reconhecimento da diferença;
Fonte: https://goo.gl/tv7Xs7. Acesso: 26/06/2018
• Outra contribuição da Antropologia para a
Educação diz respeito a presença do
Relativismo e ao Etnocentrismo nos processos
educacionais.
• A Antropologia possibilita superar a
Educação monocultural, fundamentada
parcialmente em apenas uma visão de cultura
dominante.

Fonte: https://goo.gl/XnWAfH. Acesso: 26/06/2018


Por estas razões, o campo da
Educação tem levantado questões
interessantes ligados grupos
socialmente desfavorecidos, como os
indígenas, os negros e mesmo, as
mulheres.

Como é o caso, também,


das desigualdades, uma
vez que a escola e os
currículos tendem a
reproduzir os valores e a
cultura dominante. Fonte: https://goo.gl/kJcDmT. Acesso: 26/06/2018.
ESTRANHAMENTO
ANTROPOLÓGICO

Segundo Neusa Maria Mendes


de Gusmão, na Educação, o
desafio de uma atuação
inclusiva e reflexiva, em diálogo
e reconhecimento com as FONTE: https://goo.gl/RF6ciH. Acesso: 26/06/2018

diferenças em jogo, passa pela


experiência de se colocar no
Referência:
lugar do outro, de ver como o GUSMAO, Neusa Maria Mendes de.
outro vê, de compreender um Antropologia e educação: Origens
de um diálogo. Cad. CEDES
conhecimento que não é o [online]. 1997, vol.18, n.43, pp.8-25.

nosso (GUSMÃO,1997).
• Para a Antropologia (e para as
Ciências Sociais) as diferenças,
mais do que dados naturais,
são construções sociais,
culturais e políticas.

• Isso também diz


respeito ao ambiente
escolar, na organização
dos currículos, nos
processos
Fonte: https://goo.gl/TZwqka. Acesso: 26/06/2018. educacionais.
• Em nosso país as desigualdades entre
os gêneros, assim como aquelas de
cunho étnicas e raciais são parte
importante da desigualdade em geral
que são característicos do Brasil de
hoje.

• E, novamente, a escola
tradicional tende a reproduzir
as desigualdades sociais,
econômicas e políticas
presentes na estrutura da Fonte: https://goo.gl/LP3zuY. Acesso: 26/06/2018.

sociedade brasileira.
SUGESTÃO DE ATIVIDADE EM GRUPO

A diversidade e a diferença são desafios que


não se restringem ao campo da educação.
Vale o mesmo para sua futura profissão e
campo profissional.

Neste sentido, como o nosso campo


profissional e a não prática profissional –
seja na educação ou em outros campos – se
relaciona com a diferença?
- Estude seu Livro de
Estudos;
- Realize as autoatividades;

- Explore os recursos disponibilizados nas Trilhas de


Aprendizagem.
- Lembre que no caso de dúvidas sobre o conteúdo,
entre em contato com o tutor ou com o supervisor
da disciplina através dos canais do AVA.
- Você também pode entrar em contato por telefone
através do 0800 642 5000.
- Boa avaliação final!