Você está na página 1de 9

SIMULADO DELEGADO

Questões Cespe

DIREITO CIVIL DIREITO ADMINISTRATIVO


Avalie as seguintes assertivas, marcando certo ou 11. Conforme a jurisprudência pacificada do STF, a
errado para cada uma delas. falta de defesa técnica por advogado no processo ad-
ministrativo disciplinar não ofende a Constituição.
1. A personalidade civil termina apenas com a consta-
tação biológica da morte do sujeito. Relativamente aos bens públicos, julgue o item abaixo.

2. Como os direitos da personalidade são imprescri- 12. Bens de uso especial são aqueles destinados ao
tíveis, as demandas reparatórias de danos decorrentes uso comum e geral de toda a comunidade. Dispensam
da sua violação não estão sujeitas a prazo. consentimento individualizado por parte da Administra-
ção para que possa ser utilizado.
3. Nas obrigações facultativas, a impossibilidade de
Sobre o tema Licitações, julgue o item a seguir.
cumprimento da prestação principal não faz com que o
devedor fique obrigado à prestação facultativa.
13. Ressalvados os casos especificados na legislação,
as obras, os serviços, as compras e as alienações se-
4. A resilição contratual pode ser bilateral ou unilateral,
rão contratados mediante processo de licitação pública.
sendo que, nesta última hipótese, é chamada de distrato.
Julgue os itens seguintes, relativos à responsabilidade
5. Como os direitos reais se submetem ao princípio
civil do Estado.
da taxatividade, a multipropriedade não pode ser con-
siderada como um direito real. 14. Segundo a atual posição do STF, o Estado não
responde pelos atos dos tabeliães e registradores ofi-
PROCESSO CIVIL ciais que, no exercício de suas funções, causem danos
a terceiros, sendo necessário o dever de regresso con-
6. Acerca das normas fundamentais do processo ci- tra o responsável (ação regressiva), nos casos de dolo
vil, ao juiz não é dado dilatar prazo processual em favor ou culpa, sob pena de improbidade administrativa.
de uma das partes, sob pena de violação ao princípio
do devido processo legal. 15. No âmbito da responsabilidade civil do Estado, se-
gundo posição do STF, é imprescritível a ação de repara-
7. O juiz natural é uma das características da jurisdição. ção de danos à Fazenda Pública decorrente de ilícito civil.

8. Somente compete ao juízo federal aferir se há ou não Julgue o item seguinte, relativo à classificação dos
interesse da União, suas empresas públicas, entidades agentes públicos.
autárquicas e fundações, ou conselho de fiscalização de
16. Agentes honoríficos são cidadãos convocados, de-
atividade profissional, na qualidade de parte ou de terceiro
signados ou nomeados para prestar, transitoriamente,
interveniente, exceto as ações. Entendendo que não há
determinados serviços ao Estado, em razão de sua con-
interesse de tais entes, deverá restituir os autos ao juízo
dição cívica, sua honorabilidade ou de sua notória capa-
estadual sem suscitar conflito de competência.
cidade profissional, mas sem qualquer vínculo emprega-
tício ou estatutário e, normalmente, sem remuneração.
9. Se o autor formular, perante o juízo estadual, dois
pedidos, sendo um da competência da justiça federal e
Acerca dos atos de improbidade administrativa e dos
outro da justiça estadual, os autos deverão ser remeti-
poderes administrativos, julgue o item que se segue.
dos à justiça federal.

17. Júlio, servidor ocupante de cargo efetivo, utilizou


10. Quando houver continência e a ação continente tiver
o pessoal da repartição em que trabalha para fazer a
sido proposta anteriormente, no processo relativo à ação
pintura do seu apartamento que iria colocar para alu-
contida, será proferida sentença sem resolução de mérito,
gar. Júlio cometeu ato de improbidade administrativa que
caso contrário, as ações serão necessariamente reunidas.
atenta contra os princípios da Administração Pública.

2 www.grancursosonline.com.br
SIMULADO DELEGADO
Questões Cespe

Acerca dos poderes administrativos, julgue os itens 25. As polícias militares são forças auxiliares e reservas
que se seguem. do Exército, submetendo-se aos governadores dos Es-
tados e dos Territórios. No Distrito Federal, no entanto,
18. Concessionários são pessoas de direito privado elas se subordinam diretamente ao Presidente da Re-
que executam serviços públicos por sua conta e risco. pública, por serem organizadas e mantidas pela União.
É o caso de empresas de transporte coletivo, que parti-
cipam de licitação para celebrar contrato de concessão Considerando as imunidades parlamentares e as compe-
de serviço público. Essas empresas possuem vínculo tências originárias do STF, julgue os itens que se seguem.
especial com a Administração, uma vez que o contrato
de concessão estreitou a relação com o Poder Públi- 26. Compete ao STF processar e julgar, originaria-
co. Se a concessionária não realiza adequadamente a mente, as infrações penais comuns e os crimes de
prestação do serviço, poderá sofrer aplicação de san- responsabilidade imputados aos Ministros de Estado
ções pelo Poder Público. Nessa hipótese, a sanção de- e ao Advogado-Geral da União. Contudo, se o crime
correrá do exercício do poder disciplinar. de responsabilidade tiver sido praticado em conexão
com o Presidente da República, a competência para
19. O STF entendeu que as guardas municipais, des- julgamento caberá ao Senado Federal.
de que autorizadas por lei municipal, têm competên-
cia para fiscalizar o trânsito, lavrar auto de infração de 27. Havendo prisão de parlamentar federal por crime
trânsito e impor multas. Para o Supremo, é constitucio- inafiançável, haverá prerrogativa da respectiva Casa
nal a atribuição às guardas municipais do exercício do do Congresso Nacional revogar a prisão, possibilidade
poder de polícia de trânsito, inclusive para a imposição não estendida às Assembleias Legislativas.
de sanções administrativas previstas em lei.
Julgue os itens que se apresentam a seguir, no tocante
20. Acerca do poder de polícia – poder conferido à Ad- à organização político-administrativa, ao controle de
ministração Pública para impor limites ao exercício de constitucionalidade e à Administração Pública.
direitos e de atividades individuais em função do inte-
resse público –, pode-se afirmar que ele é indelegável. 28. Por meio da arguição de descumprimento de pre-
ceito fundamental, é possível inclusive o questiona-
DIREITO CONSTITUCIONAL mento de decisões judiciais, desde que não cobertas
pelo manto da coisa julgada.
Considerando a sistemática dos direitos e garantias
29. A idade-limite da aposentadoria compulsória não
fundamentais e sua interpretação jurisprudencial,
se aplica aos ocupantes de cargo em comissão e aos
julgue os itens a seguir.
tabeliães.
21. Para preservar a liberdade de crença, o STF en-
30. Lei estadual que proibir a cobrança do segundo pon-
tende pela possibilidade de sacrifício de animais em
to de TV por assinatura ofenderá a Constituição Federal.
rituais religiosos, desde que haja o consumo da carne
ao final.
DIREITO PENAL
22. O princípio constitucional da culpabilidade não se
compatibiliza com a manutenção da contravenção pe- Texto referente às questões 31 a 33.
nal do uso de chave mixa.
Marcos, maior imputável, arquitetou um plano para
23. Viola a separação de poderes a liberação, median-
roubar o Banco Juros S.A. Para executar o crime,
te lei federal, de medicamento em caráter experimental.
convidou três amigos, João, Camilo e Felipe, maiores
No que tange à teoria da Constituição e à segurança imputáveis. Assim, no dia 10/05/2019, Marcos entregou
pública, analise as proposições a seguir. máscaras e facas a seus comparsas e permaneceu do
lado de fora do estabelecimento bancário, no interior do
24. Norma pré-constitucional pode ser declarada for- veículo que daria fuga aos envolvidos. João, Camilo e
malmente inconstitucional nos dias atuais se violar a Felipe entraram armados no banco, renderam os caixas
Constituição vigente ao tempo em que foi editada. e efetuaram a subtração de R$ 35.000,00 em dinheiro.

3 www.grancursosonline.com.br
SIMULADO DELEGADO
Questões Cespe

31. De acordo com a teoria objetivo-formal, adotada pelo 37. Considere a seguinte situação hipotética. Júlio,
Código Penal Brasileiro, no que concerne à definição de com intenção de matar Maria, disparou tiros de revól-
autoria e participação, é possível afirmar que João, Ca- ver em sua direção. Socorrida, Maria foi conduzida,
milo e Felipe são autores do crime de roubo descrito, en- com vida, de ambulância, ao hospital; entretanto, no
quanto que Marcos deve ser considerado partícipe. trajeto, o veículo foi abalroado pelo caminhão de José,
que ultrapassara um sinal vermelho, tendo Maria fale-
32. Suponha que, poucos minutos antes de iniciar a cido em razão do acidente. Nessa situação, Júlio de-
execução do crime, Camilo tenha desistido da emprei- verá responder por tentativa de homicídio e José, por
tada criminosa. Neste caso, Camilo não poderá ser homicídio culposo.
responsabilizado pelo delito de roubo, em razão do
instituto do arrependimento eficaz. 38. Considere que um indivíduo tenha encontrado, na
rua, um celular identificado e totalmente desbloquea-
33. Suponha que, a poucos metros do Banco Juros do. Considere, ainda, que esse indivíduo tenha man-
S.A., havia uma equipe de policiais, armados com fuzis tido o objeto em sua posse, deixando de restituí-lo ao
e bons equipamentos. Um transeunte, ao notar que o dono. Nessa situação, só existirá infração penal se o
assalto estava em curso, procurou essa equipe policial legítimo dono do objeto tiver reclamado a sua posse e
e relatou o fato a Pereira, comandante da equipe. Sa- o objeto não lhe tiver sido devolvido.
bendo que poderia ter evitado o assalto e efetuado a
prisão dos envolvidos, Pereira decide se omitir porque
39. É isento de pena quem comete crime de usurpação em
seu turno estava chegando ao fim e sequer relata o
prejuízo do cônjuge, na constância da sociedade conjugal.
ocorrido aos demais policiais. Nessa hipótese, Pereira
deverá responder por prevaricação.
40. Caso um policial federal preste ajuda a um contra-
bandista para que este ingresse no país e concretize
34. O Código Penal Brasileiro adota, como regra, a
um contrabando, ambos devem responder pela prática
teoria da equivalência dos antecedentes, no que con-
de crime de contrabando, em face da adoção, pelo Có-
cerne o nexo de causalidade. De acordo com essa
teoria, causa é toda ação ou omissão sem a qual o digo Penal, da teoria monista.
resultado não teria ocorrido. Uma das maiores críticas
a essa teoria é o regressus ad infinitum, uma vez que 41. É do Juizado Especial Criminal, e não do Juizado
não haveria limites para determinar as causas do de- de Violência Doméstica e Familiar contra a mulher, a
lito, de forma que o intérprete do direito teria que se competência para processar e julgar ação penal refe-
valer da análise subjetiva (dolo ou culpa) para imputar rente a suposto crime de ameaça (art. 147 do CP) pra-
a responsabilização penal ao agente. Por sua vez, a ticado por nora contra sua sogra na hipótese em que
teoria da imputação objetiva limita o nexo de causali- não estejam presentes os requisitos cumulativos de re-
dade da conduta. De acordo com esta teoria, somente lação íntima de afeto, motivação de gênero e situação
será causa a conduta que criar ou aumentar um risco de vulnerabilidade. Isso porque, para a incidência da
proibido pelo Direito. Apesar de não estar prevista no Lei n. 11.340/2006, exige-se a presença concomitante
Código Penal Brasileiro, a teoria da imputação objetiva desses requisitos.
tem aceitação na doutrina e jurisprudência pátrias.
42. O fato de a vítima ser figura pública renomada não
35. Considera-se em legítima defesa quem pratica o afasta a competência do Juizado de Violência Domés-
fato para salvar de perigo atual, que não provocou por tica e Familiar contra a Mulher para processar e julgar
sua vontade, nem podia de outro modo evitar, direito o delito.
próprio ou alheio, cujo sacrifício, nas circunstâncias,
não era razoável exigir-se. 43. De acordo com a jurisprudência pacífica do STJ, a
suspensão condicional do processo e a transação pe-
Com base no direito penal brasileiro, julgue o item a nal não se aplicam na hipótese de delitos sujeitos ao
seguir.
rito da Lei Maria da Penha.
36. A inserção, em assentamento de registro civil, de
declaração falsa com vistas à alteração da verdade 44. Segundo a jurisprudência pacífica do STJ, a apli-
sobre fato juridicamente relevante configura crime de cação da causa de diminuição de pena prevista no art.
falsidade ideológica, com aumento de pena em razão 33, § 4º, da Lei n. 11.343/2006 não afasta a hediondez
da natureza do documento. do crime de tráfico de drogas.

4 www.grancursosonline.com.br
SIMULADO DELEGADO
Questões Cespe

45. Segundo a jurisprudência do STJ, não está carac- de estupros praticados em Sergipe. Esse fenômeno,
terizado o crime de porte ilegal de arma de fogo quan- de apenas uma parcela dos crimes reais ser registrada
do o instrumento apreendido sequer pode ser enqua- oficialmente pelo Estado, é o que a criminologia chama
drado no conceito técnico de arma de fogo, por estar de cifra negra da criminalidade.
quebrado e, de acordo com laudo pericial, totalmente
inapto para realizar disparos. 53. Conforme o conceito de delito na criminologia, o
feminicídio caracteriza-se como um crime por ser um
46. Segundo a jurisprudência do STJ, é típica (art. 14 fato típico, ilícito e culpável.
da Lei n. 10.826/2003) a conduta do praticante de tiro
desportivo que transportava, municiada, arma de fogo 54. A teoria criminológica descreve revitimização ou
vitimização secundária como o atendimento negligen-
de uso permitido em desacordo com os termos de sua
te, o descrédito na palavra da vítima, o descaso com
guia de tráfego, a qual autorizava apenas o transporte
seu sofrimento físico e(ou) mental, o desrespeito à sua
de arma desmuniciada.
privacidade, o constrangimento e a responsabilização
da vítima pela violência sofrida.
47. O descumprimento de medida protetiva de urgên-
cia prevista na Lei Maria da Penha (art. 22 da Lei n. 55. O ponto central da Criminologia Clássica é o livre-
11.340/2006) não configura crime de desobediência -arbítrio, ou seja, o homem é livre para fazer suas es-
(art. 330 do CP). colhas, dentre elas, cometer ou não um delito.

48. O STF destacou que o artigo 20 da Lei n.


7.716/1989 possui rol exaustivo de condutas tipifica-
MEDICINA LEGAL
das, cuja lista não contempla a discriminação decor-
56. O exame necroscópico ou cadavérico será feito
rente de orientação sexual.
pelo menos seis horas depois do óbito, e o perito não
pode realizá-lo antes desse prazo.
49. Segundo o STF, a homologação da transação pe-
nal prevista no artigo 76 da Lei n. 9.099/1995 não faz 57. Os tipos de morte por asfixia mais prováveis cujos
coisa julgada material e, descumpridas suas cláusulas, elementos sinaléticos são sulco único com profundida-
retoma-se a situação anterior, possibilitando-se ao Mi- de variável e direção oblíqua ao eixo do pescoço e sul-
nistério Público a continuidade da persecução penal cos duplos de profundidade constante e transversais
mediante oferecimento de denúncia ou requisição de ao eixo do pescoço são, respectivamente, estrangula-
inquérito policial. mento e enforcamento.

50. Segundo o STJ, é ilegal a manutenção da prisão 58. Lesão com ferida circular com orifício de um cen-
de acusado que vem a receber medida de segurança tímetro, com orlas de enxugo e escoriação, circunscri-
de internação ao final do processo, ainda que se ale- ta por zona de tatuagem e esfumaçamento, é típica
gue ausência de vagas em estabelecimentos hospita- de instrumento cortocontundente e significa que uma
lares adequados à realização do tratamento. arma de fogo foi disparada a longa distância do corpo.

59. Os fenômenos abióticos mediatos que ocorrem


CRIMINOLOGIA progressivamente após a morte são: algor (resfriamen-
to), livor (manchas de hipóstase), rigor (rigidez cadavé-
51. A explicação do crime como fenômeno coletivo rica) e a desidratação. Destes, a rigidez generalizada
cuja origem pode ser encontrada nas mais variadas pode ser observada entre 4 e 6 horas do óbito, desa-
causas sociais, como a pobreza, a educação, a família parecendo na fase gasosa da putrefação.
e o ambiente moral, corresponde à perspectiva crimi-
nológica denominada sociologia criminal. 60. De acordo com o Código Penal Brasileiro, o crité-
rio biopsicológico da imputabilidade é aplicado diante
52. De acordo com estudos vitimológicos, a diferença da avaliação da existência de um transtorno mental, da
entre os crimes sexuais praticados e os comunicados capacidade de entendimento do caráter ilícito do fato e
às agências de controle social é de aproximadamente da capacidade de autodeterminação pelo autor e, ain-
90%, o que estaria em consonância com os dados do da, do nexo de causalidade entre o distúrbio mental ou
Panorama da Violência contra as Mulheres no Brasil,
psicológico e o ato praticado.
que indica a ocorrência de subnotificação nos casos

5 www.grancursosonline.com.br
SIMULADO DELEGADO
Questões Cespe

como resultado de busca e apreensão num determi-


DIREITO PROCESSUAL PENAL nado domicílio, representada no curso de inquérito
policial, deve a Autoridade Policial lavrar auto de pri-
61. O requerimento de instauração de inquérito, nos
são em flagrante em face do último e lavrar termo cir-
crimes de ação penal pública, é aquela forma de co-
cunstanciado em face do primeiro. Tal se justifica pelas
municação da vítima ao Delegado de Polícia, ou outra
distintas consequências pré-processuais (prisão em
figura da persecução penal, e recebe o nome de dela-
flagrante; assinatura de compromisso de comparecer
tio criminis postulatória.
em juízo ou imediata apresentação) como pelas con-
62. O Direito Processual Penal é estudado como ciência, sequências materiais (necessidade de processamento
por isso possui, entre outras características, a existência até o fim; possibilidade de transação penal).
de bagagem linguística própria, distinta da linguagem or-
dinária. Dessa forma, pode-se falar, com acerto, que o 69. Julgue a conduta do Delegado de Polícia no se-
inquérito policial é disponível, ou dispensável, e indispo- guinte caso: João, morador de Xambioá, onde possui
nível, sem haver, com isso, uma contradictio in terminis. conta-corrente no Banco do Brasil S.A., verificou por
aplicativo de smartphone que R$ 140.000,00 teriam sido
63. Encerrado o inquérito policial, cabe ao Ministério indevidamente transferidos para outra conta, localizada
Público basicamente três providências. Um: oferecer no Município de São Paulo, fraude esta que não apenas
denúncia. Dois: requisitar diligências policiais impres- ofendera a si como também diversos vizinhos, causan-
cindíveis para formação da opinio delicti. Três: promo- do a eles e à instituição financeira prejuízo econômico.
ver o arquivamento, que será expresso ou tácito, não Na Delegacia de Polícia, registraram ocorrência, clas-
se podendo proceder a novas averiguações nem se sificada como estelionato pelo Delegado de Polícia da
oferecer denúncia sem que novas provas surjam. circunscrição, que entendeu que o local da consumação
do crime, diante do art. 70 do Código de Processo Pe-
64. O prazo geral para encerramento do inquérito poli- nal, seria São Paulo, pois o núcleo verbal do crime seria
cial é de 10 dias, se preso o investigado, e de 30 dias, “obter”, e o tipo penal reuniu todas as elementares na
se solto; somente o último prazo poderia ser prorrogado, obtenção do patrimônio em São Paulo; por isso, reme-
por despacho do Juiz, função esta que inconstitucional e teu a ocorrência à Polícia Civil do Estado de São Paulo,
ilegalmente se vem passando para o Ministério Público. via Polinter, para as providências de rigor.

65. O arquivamento de inquérito policial por atipicida- 70. Sobre competência criminal, a Lei n. 9.099/1995
de faz mais do que coisa julgada formal, como esta- adotou a teoria da atividade, diferentemente do Códi-
belecido no art. 18 do Código de Processo Penal. Faz go de Processo Penal, que adotou a teria do resulta-
verdadeiramente coisa julgada material, de forma que do. Ainda, diferentemente, a Lei Maria da Penha abriu
não é possível tornar-se a investigar o crime mesmo espaço para a vítima optar pelo seu próprio domicílio,
que surjam provas novas. pelo domicílio do réu ou pelo local dos fatos.

66. No inquérito policial, por inexistir acusação, con-


traditório e ampla defesa, não há colheita de provas DIREITOS HUMANOS
em sentido estrito, mas elementos de informação ou
provas em sentido amplo. São exceções a prova irre- Acerca de aspectos da teoria geral dos direitos huma-
petível, a antecipada e a cautelar. nos, da sua afirmação histórica e da sua relação com a
responsabilidade do Estado, julgue os próximos itens.
67. O inquérito policial é ato administrativo que partici-
pa da persecutio criminis. Assim, como ato administrati- 71. Os direitos humanos são direitos inerentes a todos os
vo, pode ser avocado e redistribuído, porém – diante de seres humanos, independentemente de raça, sexo, nacio-
sua gravidade – hoje existe obrigatoriedade de o supe- nalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição.
rior hierárquico fundamentar a decisão em inobservân-
cia de procedimentos internos ou por interesse público. 72. Os direitos humanos de terceira geração são tam-
bém denominados direitos prestacionais positivos por
68. Havendo infração de menor potencial ofensivo, considerarem a importância da participação do Estado
como porte de droga para uso próprio, e crime hedion- na concretização da igualdade entre todos.
do, como tráfico de drogas, que foram apresentados

6 www.grancursosonline.com.br
SIMULADO DELEGADO
Questões Cespe

73. Caso o agente estatal no exercício da atividade poli-


DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO
cial fundamente seus atos em lei ou norma constitucional
interna, será o suficiente para que o Brasil não seja res- Com relação à importância do território para a compo-
ponsabilizado, mesmo que tais atos violem compromissos sição do Estado, julgue os seguintes itens.
assumidos internacionalmente pelo governo brasileiro.
76. Um Estado é formado por três elementos conjuga-
dos: base territorial, comunidade humana e uma forma de
Em relação ao tratamento diferenciado que o Brasil governo que pode estar subordinada a autoridade exterior.
oferece aos tratados em direitos humanos, julgue os
itens abaixo: 77. A zona econômica exclusiva é uma zona situada
além do mar territorial e a este adjacente que não se es-
74. O Tratado de Marraqueche para facilitar o acesso tenderá além de 200 milhas marítimas das linhas de base
a partir das quais se mede a largura do mar territorial.
a obras publicadas às pessoas cegas, com deficiên-
cia visual ou com outras dificuldades para aceder ao 78. Patrimônio comum da humanidade são regiões
texto impresso foi firmado em 2013 e aprovado pelo que não estão sob o domínio de nenhum Estado, mas
Congresso Nacional brasileiro em 2015, passando a sua preservação é do interesse de toda a humanidade.
integrar nosso ordenamento por decreto do Poder Exe-
cutivo de janeiro de 2017. As fontes do direito internacional público estão previs-
tas no art. 38 do Estatuto da Corte Internacional de Jus-
tiça. A respeito dessa temática, julgue os itens abaixo:
75. Os tratados e convenções internacionais sobre di-
reitos humanos que forem aprovados, em cada Casa 79. A lista do art. 38 é meramente exemplificativa,
do Congresso Nacional, em dois turnos, por três quin- existindo outras fontes aceitas no direito internacional
tos dos votos dos respectivos membros, serão equiva- público e que não são mencionadas nela.
lentes às emendas constitucionais.
80. A ordem de apresentação das fontes indicadas na
lista do art. 38 indica a hierarquia entre elas.

PROVA DISCURSIVA

O instituto da modulação temporal de efeitos se presta a suavizar o impacto decorrente de decisões declarando
a inconstitucionalidade de leis ou atos normativos, retirando-os do ordenamento jurídico com efeitos retroativos
à sua edição.
Sobre o tema, discorra sobre os pontos a seguir apresentados:
I – previsão legal da modulação temporal dos efeitos;
II – (im)possibilidade de aplicação do instituto nos controles difuso e concentrado, bem assim por outros
Juízos que não o STF; e
III – (im)possibilidade de aplicação ao juízo de recepção/revogação das normas pré-constitucionais.

7 www.grancursosonline.com.br
SIMULADO DELEGADO
Questões Cespe

GABARITO

1. E 41. C
2. E 42. C
3. C 43. C
4. E 44. E
5. E 45. C
6. E 46. C
7. E 47. C
8. C 48. C
9. E 49. C
10. C 50. C
11. C 51. C
12. E 52. C
13. C 53. E
14. E 54. C
15. E 55. C
16. C 56. E
17. E 57. E
18. C 58. E
19. C 59. E
20. E 60. C
21. E 61. E
22. C 62. C
23. C 63. E
24. C 64. C
25. E 65. C
26. E 66. C
27. E 67. C
28. C 68. E
29. C 69. E
30. C 70. E
31. C 71. C
32. E 72. E
33. E 73. E
34. C 74. E
35. E 75. C
36. C 76. E
37. C 77. C
38. E 78. C
39. C 79. C
40. E 80. E

8 www.grancursosonline.com.br
SIMULADO DELEGADO
Questões Cespe

GABARITO COMENTADO
DIREITO CIVIL Certo.
Diferentemente da obrigação alternativa, a
Avalie as seguintes assertivas, marcando certo ou obrigação facultativa dispõe sobre uma faculdade
errado para cada uma delas. para o devedor.

1. A personalidade civil termina apenas com a consta- 4. A resilição contratual pode ser bilateral ou unilateral,
tação biológica da morte do sujeito. sendo que, nesta última hipótese, é chamada de distrato.

Errado. Errado.
Os arts. 6º e 7º do Código Civil permitem a O distrato é o nome que se dá para a resilição
presunção da morte, com ou sem ausência, nos bilateral dos contratos.
casos especificados.
5. Como os direitos reais se submetem ao princípio
2. Como os direitos da personalidade são imprescri- da taxatividade, a multipropriedade não pode ser con-
tíveis, as demandas reparatórias de danos decorrentes siderada como um direito real.
da sua violação não estão sujeitas a prazo.
Errado.
Errado. A Lei n. 13.777/2018 inseriu a multipropriedade
A jurisprudência aponta para a aplicação dos prazos no Código Civil (arts. 1.358-B a 1.358-U) como
prescricionais previstos para a reparação civil às uma espécie de condomínio, portanto direito real.
ações de indenização dos danos morais. Além disso, o STJ já havia admitido que se tratava
de direito real no REsp 1.546.165-SP (Rel. Min.
3. Nas obrigações facultativas, a impossibilidade de Ricardo Villas Bôas Cueva, Rel. para acórdão Min.
cumprimento da prestação principal não faz com que o João Otávio de Noronha, julgado em 26/04/2016 –
devedor fique obrigado à prestação facultativa. Informativo 589).

9 www.grancursosonline.com.br