Você está na página 1de 8

Informativo da

Associação dos Plantadores de Cana do Médio Tietê


Outubro de 2017 • Ano 17 • Edição 109

A FORÇA DA NOSSA REGIÃO

WWW.ASCANA.COM.BR

Safra entra na reta final,


quase 70% da cana já foi colhida
A safra canavieira 2017/2018 entra na nor do que o valor do ATR da liquidação máxima atingido os 37° C. Essa combi-
reta final com aproximadamente 70% de da safra passada. Esta queda se justifi- nação de estiagem com altas tempera-
cana colhida e entregue nas usinas da ca pelo aumento do estoque mundial de turas faz com que a cana se desidrate e
região. Para a safra deste ano o total de açúcar, fator que ocasionou a queda dos perca peso.
cana previsto para colheita é de 8 milhões preços. Entretanto, o aumento do ATR na Outra notícia boa é que nesta safra o
e 100 mil toneladas de cana-de-açúcar e cana na ordem de 9 kg/t. em relação à índice de infestação de broca da cana
tudo se encaminha para que esta meta safra passada vai atenuar um pouco esta diminuiu. Há um programa de contro-
seja cumprida até a segunda semana de queda de preço”, explicou o Diretor Téc- le biológico para esta praga muito bem
dezembro. A boa notícia é que a média nico da Ascana, Jorge Luiz Morelli. consolidado, o qual aliado a outras me-
de ATR (açúcar teórico recuperável) deve O clima, como sempre, tem sido ou- didas complementares por anos su-
fechar com 140 kg/t de cana. tro fator crucial para os produtores de cessivos contribuíram para reduzir a
“No ano passado fechamos o ATR com cana, sendo a precipitação pluviométrica porcentagem de entrenós danificados.
131 kg/t de cana-de-açúcar, mas apesar relativamente distinta a cada ano, tanto Nesta safra, o índice de infestação final
do aumento de sacarose na cana, este em seu volume, quanto na distribuição. de broca nos canaviais está em 2,6%,
ano o produtor não vai conseguir levar Nesta safra o que chamou a atenção foi portanto, bem menor que na safra pas-
este incremento na questão financeira o mês de setembro sem chuvas e com sada que foi de 7,14%, finalizou Morelli.
já que o preço do ATR deverá ficar me- temperatura bastante elevada, tendo a
Sustentabilidade

Ascana planta 300 árvores na Fazenda Anhumas


O Dia da Árvore, em 21 de ral, orientou os jovens sobre
setembro, foi comemorado como realizar o plantio das
pelos associados da Ascana 300 mudas, de 27 espécies
com o plantio de mudas de nativas, para que a atividade
várias espécies. Em Peder- tivesse sucesso. As 300 mu-
neiras, a ação foi realizada na das de árvores foram planta-
Fazenda Anhumas com a pre- das em uma área de APP, às
sença do diretor de Relações margens do Córrego Faxinal.
Institucionais da Ascana, Pe- Pedro Luís Lorenzetti fa-
dro Luís Lorenzetti, diretores, lou da relevância de ações de
funcionários, membros da conscientização ambiental.
Secretaria de Meio ambiente “Hoje é um dia muito espe-
da Prefeitura de Pederneiras cial para nós da Ascana por-
e a equipe da Agrícola Stábi- que estamos englobando dois
le, representada por José Au- projetos importantíssimos
gusto Stábile. aqui nesta área cedida pelo Zé preciso respeitar e cuidar da planeta está sofrendo com fu-
Os 23 integrantes do Pro- Augusto, que é o projeto social natureza”, ressaltou. racões, terremotos e geleiras
grama Jovem Aprendiz rece- que envolve todos os jovens O diretor de Relações Ins- derretendo por conta do aque-
beram uma aula no campo aprendizes de 2017 e o projeto titucionais da Ascana expli- cimento global. “Nós temos de
sobre preservação do meio ambiental, que são dois pila- cou que é preciso ações de minimizar o impacto que cau-
ambiente e a importância da res importantes da Ascana. A conscientização para que se samos na natureza e o plantio
árvore para a sobrevivência gente não consegue produzir multiplique o respeito pela que está sendo realizado hoje
do planeta. Pedro Luiz Cavas- se o meio ambiente não esti- natureza, ainda mais em um é uma forma de diminuir este
sutti, da empresa Tecnoflo- ver do nosso lado, por isso é momento como este em que o impacto”, finalizou.

GINÁSTICA
Antes dos jovens aprendi-
zes e convidados iniciarem o
plantio de 300 árvores, a edu-
cadora física Andrea Dalben
ministrou uma aula de 15 mi-
nutos de ginástica laboral. Ela
explicou que a atividade física
pode ser feita antes do inicio
do trabalho, no meio ou no fi-
nal do expediente porque traz
um ganho aos praticantes em
relação à respiração e preven-
ção de inúmeros problemas
de saúde como as de esforço
repetitivo já que os exercícios
fortalecem os músculos, arti-

2
culações e ligamentos.
Sustentabilidade

‘A Hora do Conto’ chega


às escolas de Macatuba
Com apoio da Ascana, o agora vem para Macatuba gra- Ascana, Pedro Luís Lorenzetti. a construção de um mundo
projeto ‘A Hora do Conto’, de- ças a parceria que fechamos O contrato foi assinado no mais igualitário e humano. Con-
senvolvido pela atriz, direto- com a Ascana. As nossas crian- final de agosto e as sessões de tar histórias é um ato de amor e
ra, professora e contadora de ças precisam de um pouco leitura começaram em setem- entrega”, avalia Leda Fernandes.
histórias Leda Fernandes há 15 mais de fantasia”, destacou o bro. “A estreia foi na escola Wal- Após a sessão de conta-
anos, chegou a Macatuba, mais prefeito Marcos Olivatto. domiro Fantini e depois segue ção de história, as crianças
especificamente aos alunos da Esta é a primeira parceria para as demais escolas e cre- levam para cas um livro in-
Educação Infantil e Ensino Fun- educacional fechada com a ches. Eu tenho certeza que as fantil que está sendo doado
damental. O lançamento foi re- Associação dos Plantadores de crianças vão adorar”, acredita a pelo Grupo Lwart.
alizado no dia 14 de setembro, Cana com Macatuba. “Nós já de- secretária de Educação, Gilce- ‘A Hora do Conto’ vai ser rea-
na escola Waldomiro Fantini, e senvolvemos na cidade o proje- lene Chiari Artioli lizado em todas as escolas mu-
contou com a presença do vi- to Ascana e DuPont na Escola há O objetivo principal deste nicipais e creches. Como faltam
ce-prefeito Amauri Bornello, do cinco anos, com os alunos dos projeto é despertar as crian- três meses para o término do
diretor de Relações Institucio- quintos anos do ensino funda- ças para o mundo da leitura, ano letivo, Leda Fernandes fez
nais da Ascana, Pedro Luís Lo- mental, onde falamos de agri- da fantasia. Quando a crian- um calendário que prioriza o
renzetti, do sócio da Tecnocana, cultura e distribuímos prêmios ça ouve ou lê uma história e ensino infantil (de 3 a 5 anos) e
Sérgio Artioli, do gerente da As- para os alunos, professores e a é capaz de comentar, indagar, os alunos dos quintos anos já
sociação, Élio Pires de Camargo, escola. Somos parceiros de Ma- duvidar ou discutir sobre ela, que no ano que vem não es-
da secretária de Educação, Gil- catuba em várias frentes, mas realiza uma interação verbal e tarão mais na rede municipal.
celene Chiari Artioli, convidados desta maneira é a primeira vez adquire conhecimentos para o No ano que vem, atende toda a
e da equipe escolar. e acredito que vai ser um su- confrontamento de ideias e de Rede Municipal.
“Este é um projeto mui- cesso. A Leda é muito boa con- pensamentos. Em setembro o trabalho foi
to bem avaliado, que existe há tadora de histórias”, diz o diretor “O ato de ler se constitui desenvolvido na escola Wal-
15 anos em Lençóis Paulista, e de Relações Institucionais da num instrumento de luta con- domiro Fantini e na creche
tra a ignorância, a alienação e a Santo Antonio. Em outubro a
dominação. É um caminho, lar- contação de história chega ao
go, atraente e também cheio de Caic Cristo Rei, tanto na esco-
desvios e caminhos extras que la quanto na creche. Em no-
podem nos levar, num piscar vembro, serão atendidas as
de olhos, para outras atividades, crianças da escola Padre José
mas que deve ser percorrido Corsini e da creche Desidério
para se chegar ao conhecimen- Minetto. Para dezembro, o pro-
to e a compreensão. Trabalhar jeto “A Hora do Conto” chega
com o projeto ‘A Hora do Conto’ aos alunos dos quintos anos
é ter o prazer de contribuir para das três escolas municipais.

3
Jovem Aprendiz

Ascana forma primeira tu


Vinte jovens foram capacitados para o mercado d

O Programa Jovem Aprendiz, um pro- dos sindicatos rurais de Lençóis Paulista, bém disse que criar condições para que a
jeto da Ascana que conta com o apoio do Ermenegildo Luiz Coneglian, e de Peder- nova força do mercado de trabalho con-
Ministério Público do Trabalho, da Faesp neiras, Roberto Belluzzo Maia, do prefeito siga ter boas oportunidades profissionais
(Federação da Agricultura e Pecuária do de Lençóis Paulista, Anderson Prado de no agronegócio, é uma forma de garantir
Estado de São Paulo) e do Senar (Serviço Lima, do presidente da Câmara de Verea- que o trabalho que é realizado hoje tenha
Nacional de Aprendizagem Rural), formou dores, Manoel dos Santos Silva, o Manezi- continuidade no futuro. “O projeto é uma
sua primeira turma no dia 12 de maio de nho, dentre outras autoridades. maneira que a gente tem de preparar os
2017. Vinte jovens, com idade entre 18 e Com duração de um ano, o programa jovens para o mercado de trabalho do
24 anos, concluíram a capacitação que oferece aulas práticas e teóricas com te- agronegócio. Sem essa juventude tendo
tem como objetivo principal a qualifica- mas que vão de cidadania até atividades esse conhecimento, no futuro a gente
ção para o mercado de trabalho do setor específicas do setor. O Senar desenvolveu pode não ter pessoas preparadas para
sucroenergético. material didático que aborda as neces- continuar o nosso trabalho e melhorá-lo
Pioneiro no Brasil, o Jovem Aprendiz sidades do setor canavieiro e também cada vez mais”, avaliou Pedro Luís Loren-
teve o reconhecimento da sociedade e as atividades das empresas agrícolas. A zetti.
a cerimônia de formatura contou com a parte teórica fica com o Senar e a prática A parceria da Ascana com o Ministé-
presença da diretoria da Ascana, repre- com a Ascana. Cada integrante do progra- rio Público do Trabalho garante o cum-
sentada pelo Diretor de Relações Institu- ma recebe um salário mínimo por mês primento da legislação que diz que as
cionais, Pedro Luís Lorenzetti, do procu- mais o vale-refeição. O treinamento é de empresas precisam ter um programa de
rador do Ministério Público de Trabalho, quatro horas por dia, das 7h30 às 11h30. menor ou jovem aprendiz. As empresas
José Fernando Ruiz Maturana, do superin- O diretor de Relações Institucionais da agrícolas associadas estavam com difi-
tendente adjunto do Senar/SP, Mário An- Ascana destacou a importância do pro- culdade em cumprir a legislação já que
tonio de Moraes Biral, do vice-presidente jeto para a capacitação dos jovens que fazer a capacitação no campo não é ta-
da Faesp, Raphael Mellilo, dos presidentes se dispõe a trabalhar na área rural. Tam- refa fácil, pois fica inviável levar o Senar

4
Jovem Aprendiz

urma do Jovem Aprendiz


de trabalho em programa que é pioneiro no Brasil

para cada frente de trabalho. O acordo


com o MPT possibilitou e a criação de um
Jovem Aprendiz
chega a Pederneiras
modelo único.
O grupo de Lençóis Paulista que se
formou em maio deste ano foi o piloto do
Jovem Aprendiz. O resultado foi tão bom
que outra turma já iniciou a capacitação
em Pederneiras e para 2018 a oportunida- O Projeto Jovem Aprendiz, desenvolvi- Rural), Faesp (Federação da Agricultura
de chega aos jovens de Macatuba. do pela Ascana, já chegou a Pederneiras. e Pecuária do Estado de São Paulo) e
A cerimônia de lançamento foi realizada parceiros agrícolas.
SAIBA MAIS no dia 26 de maio, no Hotel San Paolo, e “Aprendemos muito com a primei-
O Programa Jovem Aprendiz, da Asca- contou com a presença do superinten- ra turma. Esperamos já corrigir possí-
na, tem carga horária total de 960 horas dente adjunto do Senar/SP, Mário Antonio veis erros com esse segundo grupo e
e duração de um ano. Os módulos são de Moraes Biral, do vice-presidente da é um projeto que vai continuar. Foi uma
compostos por disciplinas como cida- Faesp, Raphael Mellilo, dos presidentes oportunidade de passar conhecimen-
dania, legislação e temas específicos da dos sindicatos rurais de Lençóis Paulista, tos para os jovens, mas não só conhe-
cultura canavieira, desde manejo do solo, Ermenegildo Luiz Coneglian, e de Peder- cimentos técnicos, da cultura da cana
plantio e gestão ambiental, até logística, neiras, Roberto Belluzzo Maia. de açúcar, mas também valores de
agricultura de precisão e automação in- O curso vai capacitar 23 adolescen- cidadania, educação e disciplina. For-
dustrial. Os jovens têm registro em car- tes do município para atividades rurais mamos pessoas e esperamos que elas
teira, vale-alimentação e o salário é pago ligadas à cultura da cana. O programa possam trabalhar no campo”, destaca
por uma das empresas agrícolas que são é desenvolvido em parceria com o Se- o diretor de Relações Institucionais da
associadas à Ascana. nar (Serviço Nacional de Aprendizagem Ascana, Pedro Luís Lorenzetti.

5
Técnica

PALESTRA
27 de outubro 2016
Palestra - Diagnose, danos
e controle causados por
nematoides parasitas de
plantas
Palestrante - Dr. Claudio
Marcelo G. de Oliveira ,
do Instituto Biológico de
Campinas

14 de fevereiro de
2017
Palestra – Apresentação
sobre maturadores
Palestrantes – Equipe
do Departamento
Técnico da Ascana

PALESTRA
09 de fevereiro de 2017
Palestra - Manejo Varietal
Palestrante - Dr. Hideto
Arizona, (organizado pela
equipe técnica da Bayer)

25 de julho de 2017
Palestra -
Apresentação dos
resultados de 6
meses do computador
de bordo da Farm
Solutions
*Organizado pelo
Comitê de Engenharia
Agrícola da Ascana

PALESTRA
26 de junho de 2017
Palestra- As principais
doenças em cana-de-
açúcar na atualidade e seus
prejuízos
Palestrante - Dr. Álvaro
Sanguineo e equipe técnica
da Basf

6
Sustentabilidade

Ascana promove palestras


durante a Facilpa
A Ascana marcou pre- direcionadas aos estudan-
sença na 40ª edição da Fa- tes dos sétimos anos das
cilpa (Feira Agropecuária, escolas estaduais “Virgí-
Comercial e Industrial de lio Capoani” e “Dr. Paulo
Lençóis Paulista), realizada Zillo”, aos participantes do
entre 28 de abril e 7 de maio Projeto Jovem Aprendiz e
deste ano, com exposição também para os alunos do
de alguns trabalhos desen- curso de engenharia flo-
volvidos pela associação restal da Facol (Faculdade
e também com palestras Orígenes Lessa).

ESCOLA VIRGÍLIO CAPOANI ESCOLA DR.PAULO ZILLO


Os alunos do 7º ano da Escola Estadual Virgílio Capoani fo- Os alunos da Escola Estadual “Dr. Paulo Zillo” estiveram no estande
ram recepcionados no estande da Facilpa no dia 2 de maio. da Ascana nos dia 3, 4 e 5 de maio. Eles participaram de quatro pales-
A primeira turma participou da palestra “Destinação correta tras: “Destinação correta do lixo urbano” e “Cana-de-açúcar e o Meio
do lixo urbano”, ministrada pelo técnico da Ascana, Adirso de Ambiente”, ministradas pelo técnico da Ascana, Adirso de Souza Miran-
Souza Miranda. A segunda turma aprendeu sobre “Cana-de- da; “Recuperação de Mata Ciliar, Preservação das Águas e Arborização
-açúcar e seus defensores naturais”, em palestra proferida por Urbana”, ministrada por Pedro Cavassutti, da Tecnofloral/Comdema; e
Antonio Marino Coneglian, da CETMA. “Sustentabilidade”, proferida por Gilberto Alves dos Santos, da Zilor.

FACOL JOVEM APRENDIZ


Os alunos do curso de Engenharia Florestal da Facol mar- Os participantes que integram o Projeto Jovem Aprendiz
caram presença na noite de 3 de maio e participaram da pa- 2016 estiveram no estande na noite do dia 2 de maio e partici-
lestra “Aplicação Aeroagrícola”, que foi ministrada pela equipe param de uma palestra ministrada pelo engenheiro agrônomo
da empresa Direta Aviação Agrícola. e líder de campo da PHD Cana, Marcelo Abdo Banhos.

7
Informativo

Você sabia?
Que faz 10 anos que a Ascana patrocina o “Projeto DuPont Escola”? O projeto
Associação dos Plantadores leva aos estudantes dos quintos anos das escolas municipais de Lençóis Pau-
lista, Macatuba e Pederneiras, conhecimentos sobre boas práticas agrícolas. Os
de Cana do Médio Tietê alunos desenvolvem trabalhos de redação e desenho sobre o tema e os me-
lhores trabalhos são premiados. Também são premiados os professores e as
CONSELHO escolas. Nesses 10 anos participaram do projeto mais de 10 mil crianças.
DELIBERATIVO EFETIVO Que a Ascana está patrocinando o Projeto “A Hora do Conto”, na cidade de Ma-
Ivens José Casali
catuba? O projeto desenvolvido pela educadora e atriz Leda Fernandes tem como
Jorge Luiz Morelli
José Osório de Campos Almeida objetivo despertar nas crianças o interesse pela leitura. O projeto teve início no
Júlio Cesar Toniolo Filho mês de setembro e terá duração de um ano. Neste período a educadora Leda pas-
Júlio Márcio Pereira de Oliveira sará por todas as escolas e creches municipais de Macatuba contando histórias.
Lairton Cesar Godinho Brigido
Luiz Carlos Dalben
Manoel Ramalho
Minutos de sabedoria
Nelson Antunes Júnior
Pedro Luís Lorenzetti A responsabilidade social e a preservação ambiental signifi-
Sérgio Luiz Artioli cam um compromisso com a vida. João Bosco da Silva
Wilson Sipioni
As crianças têm mais chances de gostar de ler quanto mais
Suplentes:
Edson de Jesus Dalben
prazerosas forem as experiências com a leitura. Andrea Amaral
José Henrique Belei
João Marino Stabile
Rubsmar Germino
SEDE Desenvolvimento Agronômico
Rua: Pedro Natálio Lorenzetti, 698
Conselho Fiscal Efetivo Centro, CEP 18.680-110 Agnaldo José da Silva (99118-6049)
Antônio Carlos Stabile
Lençóis Paulista (SP)
Erseni João Nelli Controle Agrícola
Hamilton Cesar Pavan Rossetto Telefone (14) 3269-1400
José Antonio Sanches Filho
Tiago José Pescara
Suplentes: Departamento
André Lombardi de Almeida Controle Biológico
Edmilson Casagrande Agronômico Robson Carlos Stati (99124-6561)
José Carlos da Graça Cordeiro Avenida Das Araras, nº 140
Jardim das Nações, CEP 18685-640
Lab. Análise de Solo e Nematóide
Diretoria Executiva Lençóis Paulista, SP
Rodrigo Pereira Pardino - 3269-1413
Diretor-presidente: PABX/FAX (14) 3269-1414
Rosângela C. de M. Coneglian -
Luiz Carlos Dalben
3269-1414
Gerente Operacional
Diretor vice-presidente: Isabelle C. Matsuzaki
Élio Pires de Camargo (99118-5828)
Júlio Márcio Pereira de Oliveira Celio B. Benjamim
Letícia Ivani da Silva
Auxiliar Administrativo
Diretor Administrativo Reginaldo Aparecido dos Santos
Gilberto Campanholi (99118-7206)
Manoel Ramalho Gisela de Paula Morieli (3269-1411)
Técnico em Eletrônica
Patrícia de Nardi S. Nereu
Diretor de Nivaldo Cordeiro Borges
(3269-1401)
(99118-6907)
Assistência Técnica
Jorge Luiz Morelli Engenheiro Agrônomo
Topografia
Fabiano Baldacim da Silva
Devanil Pessoa (99118-5877)
Diretor da (99134 7041)
Marcos Paulo de Lima (99118-5821)
Assistência Social Fabrício Monteiro
Sérgio Luiz Artioli Técnicos Agrícolas
João Carlos Silva
Adirso de Souza Miranda
Noemia Coelho
Diretor de Relações (99118-6934)
Paulo Paganoti dos Santos
Institucionais Silvio Luiz Cimó (99118-6938)
Pedro Luís Lorenzetti

EXPEDIENTE Coordenação: Carpanezi Comunicação Ltda. | Projeto Gráfico e editoração Eletrônica: Logan Caversan
8 Jornalista Responsável: Conceição Giglioli Carpanezi (Mtb: 23.102) | Tiragem: 900 exemplares.