Você está na página 1de 7

MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR – METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃO) 6ª Sessão online – 1ª Tarefa

Campos e tópicos Subdomínios/Indicadores do Modelo Informação resultante da Auto-Avaliação


da IGE de Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar da Biblioteca Escolar

1. Contexto e caracterização geral da escola

A.2.5 - Impacto da BE no desenvolvimento de


valores e atitudes indispensáveis à formação da - Os alunos utilizam a BE mantendo um ambiente de respeito e de
cidadania e à aprendizagem ao longo da vida. acordo com as regras.

D.3.1 - Planeamento / gestão da colecção de acordo - Resposta da BE às necessidades da escola/agrupamento.


com a inventariação das necessidades curriculares e
1.1 Contexto físico e social dos utilizadores da escola/agrupamento. - Planeamento/gestão da colecção de acordo com a inventariação das
necessidades curriculares e dos utilizadores da escola/agrupamento.
D.3.2 - Adequação dos livros e de outros recursos de
informação (no local e online) às necessidades - Adequação dos livros e de outros recursos de informação (no local e
curriculares e aos interesses dos utilizadores na online) às necessidades curriculares e aos interesses dos utilizadores na
escola/agrupamento.
escola / agrupamento.

D.2.3 - Adequação da BE em termos de espaço às - A BE disponibiliza condições de espaço capazes de responder, no seu
necessidades da escola/agrupamento. funcionamento, às solicitações de grande parte da comunidade escolar.
1.2. Dimensão e condições Todavia, carece de ser requalificada e ajustada ao 1.º ciclo.
físicas da escola D.2.4 - Adequação dos computadores e
equipamentos tecnológicos ao trabalho da BE e dos - Os computadores e equipamentos são suficientes e adequados às
utilizadores na escola/agrupamento. necessidades dos serviços prestados pela biblioteca.

A.2.4 - Impacto da BE nas competências - A BE tem um plano consistente de desenvolvimento das literacias da
tecnológicas, digitais e de informação dos alunos informação e das competências de leitura.
1.3. Caracterização da
na escola/agrupamento.
população discente - Os alunos utilizam a BE mantendo um ambiente de respeito e de acordo
A.2.5 - Impacto da BE no desenvolvimento de com as regras.
valores e atitudes indispensáveis à formação da

Cristina Romba 1
MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR – METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃO) 6ª Sessão online – 1ª Tarefa

cidadania e à aprendizagem ao longo da vida. - Planeamento/gestão da colecção de acordo com a inventariação das
necessidades curriculares e dos utilizadores da escola/agrupamento.
B.3 - Impacto do trabalho da BE nas atitudes e
competências dos alunos, no âmbito da leitura e da - Adequação dos livros e de outros recursos de informação (no local e
literacia. online) às necessidades curriculares e aos interesses dos utilizadores na
escola/agrupamento.
D.2.2 - Adequação dos recursos humanos às
necessidades de funcionamento da BE na
escola/agrupamento.

D.3.1 - Planeamento/gestão da colecção de acordo


com a inventariação das necessidades curriculares e
dos utilizadores da escola/agrupamento.

D.2.1 - Liderança do professor bibliotecário na


- Liderança e gestão exercidas pelo PB com o objectivo de ver reconhecido
escola/agrupamento.
o valor da BE.
1.4 Pessoal docente D.2.2 - Adequação dos recursos humanos às
- Recursos humanos respondem satisfatoriamente às necessidades do
necessidades de funcionamento da BE na
agrupamento e dos utilizadores.
escola/agrupamento.

D.2.2 - Adequação dos recursos humanos às


- A formação da assistente operacional que presta serviço na BE e a
1.5 Pessoal não docente necessidades de funcionamento da BE na
capacidade de resposta dos recursos humanos afectos à BE às solicitações
escola/agrupamento. da comunidade educativa pode melhorar ainda.

D.1.2 – Valorização da BE pelos órgãos de direcção,


- Atribuição esporádica de verba.
administração e gestão da escola/agrupamento.
1.6 Recursos financeiros - Existência de documento sobre política de gestão da colecção.
D.3.1 - Planeamento/gestão da colecção de acordo
com a inventariação das necessidades curriculares e - Participação em projectos e parcerias desenvolvidos por outras
dos utilizadores da escola/agrupamento. entidades e que contribuem para o aumento da colecção (PNL, por

Cristina Romba 2
MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR – METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃO) 6ª Sessão online – 1ª Tarefa

C.2.1 - Envolvimento da BE em projectos da exemplo).


respectiva escola/agrupamento ou desenvolvidas
em parceria, a nível local ou mais amplo.

2. O Projecto Educativo

A.1 - Articulação curricular da BE com as estruturas


de coordenação educativa e supervisão pedagógica
e os docentes.
- A BE é referenciada no PEA e no Regulamento Interno.
C.1 - Apoio a actividades livres, extra-curriculares e
de enriquecimento curricular. - A BE coopera da com as estruturas de coordenação educativa e
2.1 Prioridades e
supervisão pedagógica da escola/agrupamento.
objectivos
C.2.4 - Estímulo à participação e mobilização dos
pais / encarregados de educação no domínio da - As actividades promovidas pela BE, e que integram o PAA, visam a
promoção da leitura e do desenvolvimento de consecução dos objectivos do PEA.
competências das crianças e jovens que frequentam
a escola /agrupamento.

C.2.5 - Abertura da BE à comunidade local.

- A BE consta dos documentos estruturantes da Escola.


A.1 - Articulação curricular da BE com as estruturas
de coordenação educativa e supervisão pedagógica - Articulação da BE com os departamentos curriculares/conselhos de
e os docentes. docentes, ACND e apoios educativos.
2.2 Estratégias e planos de
acção B.2 - Integração da BE nas estratégias e programas - A BE articula com os docentes na concretização das actividades
de leitura ao nível da escola/agrupamento. curriculares desenvolvidas na BE e/ou fazendo uso dos recursos
existentes.
C. 1.2 – Dinamização de actividades livres, de
carácter lúdico e cultural na escola/agrupamento. - Promove a articulação de actividades com os docentes no âmbito do PNL
e a realização de acções de promoção de leitura e literacias.

Cristina Romba 3
MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR – METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃO) 6ª Sessão online – 1ª Tarefa

- A BE disponibiliza uma colecção variada e adequada aos seus


utilizadores; incentiva o empréstimo domiciliário; promove encontros
com escritores, contadores de histórias e ilustradores, organiza Feiras do
Livro e outras actividades culturais.

- A BE mantém um horário de funcionamento continuado e fomenta a


aquisição e o desenvolvimento de métodos de trabalho e de estudo
autónomo. Promove a utilização autónoma e voluntária do espaço,
dinamizando e disponibilizando actividades lúdicas e culturais.

3. A Organização e Gestão da Escola

D.1.1 - Integração/acção da BE na escola - A escola incluiu a Biblioteca nos instrumentos orientadores e


agrupamento. reguladores da vida escolar: no seu Projecto Educativo, Regulamento
Interno e Projecto Curricular de Agrupamento.
D.1.2 - Valorização da BE pelos órgãos de direcção,
3.1 Estruturas de gestão administração e gestão da escola/agrupamento. - Valorização da BE pelos órgãos de direcção, administração e gestão da
escola/agrupamento.
D.2.1 - Liderança do professor bibliotecário na
escola/agrupamento - A BE dispõe de um professor bibliotecário a tempo inteiro.

- A BE desenvolve a articulação curricular com as estruturas de


A.1 - Articulação curricular da BE com as estruturas coordenação educativa e supervisão pedagógica do agrupamento.
de coordenação educativa e supervisão pedagógica
3.2 Gestão pedagógica - A biblioteca colabora com os docentes na concretização de actividades
e os docentes.
desenvolvidas, quer no espaço da biblioteca, quer no espaço sala de aula.

- Diversidade e qualidade dos serviços prestados pela BE.

3.3 Procedimentos de D.1.4 - Avaliação da BE na escola/agrupamento. - A BE implementa um sistema de auto-avaliação contínuo baseado na
auto-avaliação recolha de evidências de vária ordem. A informação recolhida é analisada

Cristina Romba 4
MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR – METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃO) 6ª Sessão online – 1ª Tarefa

institucional e avaliada, potenciando uma redefinição de estratégias. Os resultados da


auto-avaliação são divulgados junto dos órgãos de direcção,
administração e gestão (Conselho Geral, Director, Conselho Pedagógico),
estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica, e da
restante comunidade, com o objectivo de promover e valorizar a BE.

4. Ligação à Comunidade

C.2.4 - Estímulo à participação e mobilização dos - Acções de formação/informação para pais e encarregados de educação
4.1 Articulação e pais / encarregados de educação no domínio da no âmbito da segurança na Internet e da promoção da leitura.
promoção da leitura e do desenvolvimento de
participação dos pais e
competências das crianças e jovens que frequentam - Participação dos pais e encarregados de educação e da comunidade
encarregados de educação a escola / agrupamento.
na vida da escola educativa e local em actividades realizadas promotoras da leitura e do
C.2.5 - Abertura da BE à comunidade local. desenvolvimento de competências dos alunos.

- A BE participa com a RBE e a BM/SABE em grupos de trabalho a nível


4.2 Articulação e C.2.3 - Participação com outras escolas/
concelhio.
agrupamentos e, eventualmente, com outras
participação das
entidades (RBE, DRE, CFAE) em reuniões da - A BE interage com outras escolas e promove actividades de parceria.
autarquias BM/SABE ou outro grupo de trabalho a nível
concelhio ou inter-concelhio.

C.2.1 Envolvimento da BE em projectos da - A BE promove iniciativas dirigidas à comunidade local, tal como a “Feira
4.3 Articulação e respectiva escola ou desenvolvidos em parceria, a
participação das do Livro”, “Ler + na Romy” e “Serões de Leitura”.
nível local ou mais amplo.
instituições locais – - A BE estabelece parcerias com livreiros e editores locais no sentido de
empresas, instituições C.2.2 - Desenvolvimento de trabalho e serviços
sociais e culturais colaborativos com outras escolas, agrupamentos e concretizar algumas actividades do Projecto a Ler +, nomeadamente as
BE. feiras do livros e a aquisição de fundo documental para apoio ao projecto.

Cristina Romba 5
MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR – METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃO) 6ª Sessão online – 1ª Tarefa

C.2.5 - Abertura da BE à comunidade local.

5. Clima e Ambiente Educativos

- O trabalho desenvolvido com e pela BE tem tido impacto no


A.2.5- Impacto da BE no desenvolvimento de valores
5.1 Disciplina e desenvolvimento de valores e atitudes indispensáveis à formação da
e atitudes indispensáveis à formação da cidadania e
comportamento cívico cidadania e à aprendizagem ao longo da vida.
à aprendizagem ao longo da vida.

- A BE dinamiza actividades livres, de carácter lúdico e cultural na


escola/agrupamento.

A.1.5 - Integração da BE no plano de ocupação dos - A BE dispõe de um espaço na página Web do Agrupamento que
tempos escolares da escola/agrupamento. disponibiliza informação e vários recursos indispensáveis ao
5.2 Motivação e empenho
acompanhamento ao estudo e/ou à ocupação dos tempos livres.
D.3.5 - Difusão da informação.
- A BE é responsável pelo blogue “O bichinho da leitura”, onde se
divulgam as actividades realizadas pelas bibliotecas, bem como trabalhos
dos alunos.

6. Resultados

- Acções nestas áreas que podem ter contribuído para o sucesso escolar
dos alunos.
A.2.2 - Promoção do ensino em contexto de
competências de informação.
- A BE tem impacto nas competências tecnológicas e de informação dos
6.1 Resultados
académicos B.3 - Impacto do trabalho da BE nas atitudes e alunos.
competências dos alunos, no âmbito da leitura e da - O trabalho desenvolvido pela BE está a desencadear o crescimento do
literacia gosto pela leitura e o desenvolvimento de competências associadas à
leitura.

Cristina Romba 6
MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR – METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃO) 6ª Sessão online – 1ª Tarefa

A.2.5 - Impacto da BE no desenvolvimento de - Impacto da BE no desenvolvimento de valores e atitudes indispensáveis


6.2 Resultados sociais da
valores e atitudes indispensáveis à formação da à formação da cidadania e à aprendizagem ao longo da vida.
educação
cidadania e à aprendizagem ao longo da vida.

Cristina Romba 7