Você está na página 1de 4

Caso clínico 2 – Obesidade

Profa. Giselle França

PATOLOGIA DA NUTRIÇÃO E NUTRIÇÃO CLÍNICA i – 2014-2

Paciente mulher, 62 anos procurou um consultório nutricional, para acompanhamento.


Apresenta diagnóstico de obesidade há 20 anos, porém relata não seguir corretamente a
dieta. Relata sentir-se muito cansada e sem ânimo para as atividades diárias e rotineiras.

Foi realizada a avaliação antropométrica e verificou-se:

Peso: 90,8kg --- Altura: 1,58m --- C. abdominal: 92cm --- CB: 34cm

Edema: +/++++

De acordo com o recordatório de 24h e QFC, a paciente faz uma ingestão diária, em média, de
3800 kcal,

sendo desta 65% de CH (45% simples), 10% de PNT e 25% Lipídios (18% de saturado).
Relatou não ter hábito de consumir frutas, somente suco (preferencialmente de laranja),
não consome hortaliça, somente alface, tomate e cenoura. Além disso, possui hábito de
ingerir comidas gordurosas t ipos: fast food, massas, doces, cerveja, e refrigerantes. E
não dispensa manteiga e adoçante dietético (ciclamato monossódico e sacarina). Possui
ainda compulsão alimentar noturna e relata sentir fome mesmo após as refeições.

Na avaliação bioquímica foi pedido hemograma completo que apresentou diminuição de


linfócitos, leucócitos e monócitos, além de diminuição de plaquetas.

Dentre os marcadores hematológicos que se se encontravam alterados observou-se a


inda hiperglicemia de jejum; hiperhemoglobinemia glicosada; hipertrigliceridemia; LDL- C
a umentado; LDL – oxidado aumentado;

hipoalbuminemia; aumento TSH e estrogênio e diminuição de testosterona e hiperleptinemia


leve e PCR aumentado.

Apresenta ainda sinais e sintomas como: Constipação intestinal com fezes mucosa;
Flatulência; Azia;

Polifagia; Dores epigástricas, dor de cabeça, sudorese excessiva e Dores articulares (joelho).

De acordo com o caso clínico responda:

1- Faça a avaliação Nutricional apontando todas as alterações antropométricas e semiológicas.

A paciente tem edema +/++++, então o Peso seco (PS) = PA – 1kg = 90,8 – 1 = 89,8kg

(A tabela da quantidade de peso que desconta do PA, para cada edema, está no instrumental).
IMC = PS/A

= 89,8/1,58

= 89,8/2,4964 = 35,97 kg/m

→ Obesidade Grau II

IMC

ideal

= 24,9 kg/m

(IMC máximo para entrar na eutrofia)

PT = IMC

ideal

xA

= 24,9 x 1,58

= 24,9 x 2,4964 = 62,2 kg

Adequação:

PT_______ 100% 62,2______ 100%

PS_______ x 89,8_______ x

62,2x = 89,8 x 100 → x = 8980/62,2 → x = 144,4% → > 115% (precisa calcular Peso Ajustado)

ajustado

= (PT – PS) x 0,25 + PS

= (62,2 – 89,8) x 0,25 + 89,8 = -27,6 x 0,25 + 89,8 = -6,9 + 89,8 = 82,9 kg

CB = 34 cm

Só o valor da circunferência do braço (CB) nã o quer dizer na da, porque não consigo avaliar
a quantidade de gordura e a muscular do braço. Precisaria da dobra cutânea tricipital
(DCT) para calcular a circunferência muscular do braço (CMB).
CA = 92cm (> 80cm) → risco para DCV (doença cardiovascular)

Com objetivo de di minuir a taxa de glicemia do paciente, a distribuição de CHO vai ser
a menor possível par a uma

dieta normoglicídica (55% a 65%). Então, CHO vai ser 55% do VET.

VET = CHO + PTN + LIP → LIP = VET – CHO – PTN = 100 – 55 – 16,5 = 28,5% (dieta
normolipídica com

gorduras de melhor qualidade para dar saciedade ao paciente).

CHO = 55% x VET = 0,55 x 2400 = 1320 kcal / 4 = 330g

LIP = 28,5% x VET = 0,285 x 2400 = 684 kcal / 9 = 76g

5- Cálculo dos equivalentes calóricos referentes a todos os macronutrientes

1eq PTNAVB = 7g PTN

1eq PTNBVB = 2g PTN

1eq CHOcomplexo = 15g CHO

1eq CHOsimples = 10g PTN

1eq LIP (poli-insaturado, monoinsaturado, saturado) = 5g LIP

PTN:

80% AVB = 0,8 x 98,8g = 79,04g / 7g = 11,3 = 11eq

(os valores de equivalentes têm que ser número inteiro)

20% BVB = 0,2 x 98,8g = 19,76g / 2g = 9,88= 10eq

CHO:

70% complexo = 0,7 x 330g = 231g / 15g = 15,4 = 15eq

30% simples = 0,3 x 330g = 99g / 10g = 9,9 = 10eq

LIP: (atenção a porcentagem de LIP é do VET, não é da grama de LIP)

Poli-insaturada = 10 a 20% VET

Monoinsaturada = 5 a 15% VET

Saturada = 7 a 10% VET


LIP representa 28,5% do VET na dieta, então tenho que distribuir essa porcentagem, re
speitado o limite de cada

gordura.

Como se quer reduzir a ingestão de gorduras aturada, o valor vai ser o mínimo possível (7%).
Restam 21,5% para

dividir entre poli-insaturada e monoinsaturada, dando preferência para o consumo maior de


gordura poli-insaturada.

Então a divisão sugerida é: poli-insaturada = 12%, monoinsaturada = 9,5% e saturada = 7%. (A


distribuição pode ser

diferente, desde que respeite os limites de cada gordura e a porcentagem de gordura poli-
insaturada seja maior do que

a de monoinsaturada).

Poli-insaturada = 0,12 x 2400 = 288kcal / 9kcal/g = 32g / 5g = 6,4 = 6eq

Monoinsaturada = 0,095 x 2400 = 228kcal / 9kcal/g = 25,33g / 5g = 5,07 = 5eq

Saturada = 0,07 x 2400 = 168kcal / 9kcal/g = 18,67g / 5g = 3,7 = 4eq

Você também pode gostar