Você está na página 1de 1

CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS E AFETIVIDADE:

REFLEXÕES SOBRE OS IMPACTOS AFETIVOS DAS OBRAS


DO CINTURÃO DAS ÁGUAS DO CEARÁ

Encontros Universitários da UFC 2018


XI Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação

CÍcera MÔnica da Silva Sousa Martins, Zulmira Aurea Cruz Bonfim

A presente pesquisa é um recorte do projeto de dissertação “Afetividade e


impactos psicossociais no contexto das obras do Cinturão das Águas do Ceará no
Distrito Baixio das Palmeiras, Crato-CE”, que está sendo desenvolvido no mestrado
em Psicologia, da Universidade Federal do Ceará (UFC) desde o mês de março de
2018 e será concluída em fevereiro de 2020. Na etapa atual, que consiste na
revisão bibliográfica e na pesquisa documental para fundamentação do trabalho
de campo, uma temática emergente foi a convergência entre as temáticas
conflitos ambientais e afetividade, partindo do entendimento de que os conflitos
ambientais são fomentados à partir das formas de compreensão da utilização dos
recursos naturais e da apropriação e significado do recorte territorial atingido, não
só no plano instrumental, mas também no simbólico. Ao pensar na esfera
simbólica, é possível verificar a dimensão afetiva como componente importante
para compreender a dinâmica de determinado espaço, sendo esse composto na
“ação transformação”.Visto tal panorama, o presente estudo objetiva verificar
quais as implicações afetivas expressas pelos moradores do distrito Baixio das
Palmeiras sobre as obras do Cinturão das Águas do Ceará, a partir do
documentário “O Baixio Preocupado”. Foi possível observar nesse contexto
conflitante a predominância de afetos negativos, relacionados à não aceitação da
forma de condução da demarcação das áreas de desapropriação, que ocorreu sem
haver uma comunicação prévia com a comunidade, que fora surpreendida pelos
funcionários de uma prestadora de serviços terceirizadas vinculadas ao governo do
estado. A possibilidade de ter que sair de seu lugar de vida é visto como fato
promotor de angústia e tristeza, o que fomentou o surgimento de um movimento
de resistência na comunidade.Agradecemos a Coordenação de Aperfeiçoamento
de Pessoal de Nível Superior (CAPES) pelo fomento às ações relacionadas a esse
projeto de dissertação.

Palavras-chave: Psicologia Ambiental. Conflitos Socioambientais. Afetividade.


Cinturão das Águas do Ceará.

Encontros Universitários da UFC, Fortaleza, v. 3, 2018 2184