Você está na página 1de 4

PROBLEMAS E DESAFIOS DA BIBLIOTECA ESCOLAR

» Voltar » English Código: 12029

ECTS: 7

Departamento: Departamento de Educação e Ensino a Distância

Área Científica: Ciências da Educação

Palavras-Chave:

Problemas da biblioteca escolar

Desafios da biblioteca escolar

Docente:

Ana Novo

Área Científica: Ciências da Informação e Documentação,

Correio Eletrónico: anovo@uab.pt

Sinopse:

Nesta unidade curricular procura-se promover uma reflexão crítica sobre o lugar e as
potencialidades da BE/CRE para apoiar e promover os objetivos educacionais da escola atual.
Neste contexto, importa referir também o papel do professor bibliotecário nas suas múltiplas
vertentes, contribuindo com um conjunto de eixos basilares que permitem orientar, de forma
consistente, a sua atividade. Partindo das orientações, nacionais e internacionais, relativas à
missão e ao papel da Biblioteca Escolar no atual contexto educativo, procura-se problematizar
questões essenciais nesse âmbito, como a literacia e o acesso à informação, o lugar da
tecnologia e as articulações da BE com o ensino e a aprendizagem.

Competências:

•Compreender o papel do professor bibliotecário no atual contexto educativo.

•Examinar o papel da BE enquanto elemento fulcral no projeto educativo de escola.

•Examinar os grandes desafios que se colocam atualmente na atuação do professor


bibliotecário.

•Promover a conceção e concretização de projetos de ação que desenvolvam as


potencialidades da BE e a sua integração no contexto dos projetos educativo e curricular.

Conteúdos:

1. A Biblioteca Escolar – linhas orientadoras

1.1 Documentos orientadores para as bibliotecas escolares


1.2 Fins e objetivos da biblioteca escolar

1.3 O perfil/papel do professor-bibliotecário

2. Problemas e desafios da Biblioteca escolar

2.1 A biblioteca escolar e o sucesso escolar

2.2 A biblioteca escolar e os professores: o trabalho cooperativo

2.3 A cooperação com as bibliotecas públicas e outras instituições

3. Mudanças educacionais: perspetivas e possibilidades para as bibliotecas escolares

3.1 As novas literacias

3.2 A promoção da leitura

3.3 O “resource-based learning”

Bibliografia:

Ken Haycock (1997). “Reinventing school libraries: alternatives, models and options for the
future”. In Forging forward: National Symposium on Information, Literacy and the School
Library in Canada. Draft. Ottawa, ON: Canadian Education Association, National Library of
Canada.

Novo, Ana, Calixto, José António – Estudo de impacto da formação específica do professor
bibliotecário no sucesso educativo [Em linha]: situação actual nas Escolas Básicas Integradas. In
Annual Conference of the International Association of School Librarianship, 35, Lisboa, 2006 -
"The multiple faces of literacy : reading, knowing, doing - IASL Reports, 2006: selected
papers...". Erie (Pennsylvania): International Association of School Librarianship, 2006. ISBN
978-1-890861-32-2. p. 1-10. [Consult. 12-06-2017] Disponível em WWW: <URL:
http://hdl.handle.net/10400.2/2938

Novo, Ana – Bibliotecário escolar, biblioteca e sucesso educativo [Em linha]: uma revisão da
literatura. In Calixto, José António, ed. – "Ter ou não ter bibliotecário escolar: valor e impacto
dos recursos humanos nas bibliotecas escolares". Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2007.
ISBN: 978-972-31-1201-6. 19 p. [Consult. 12-06-2017] Disponível em WWW: <URL:
http://hdl.handle.net/10400.2/2937

Novo, Ana – Academic achievement and/or educational attainment [Em linha]: the role of
teacher librarians in students’ future: main findings of a research in Portugal. In Annual
Conference of the International Association of School Librarianship, 38, Pádua, 2009 -
"Preparing pupils and students for the future: school libraries in the picture: selected papers ".
Pádua: International Association of School Librarianship, 2009. ISBN 978-1-890861-36-0. p. 1-
12. [Consult. 12-06-2017] Disponível em WWW: <URL: http://hdl.handle.net/10400.2/2939
Novo, Ana - The value of collaboration [Em linha]: who, how, why. In Annual BOBCATSSS
Symposium, 17, Porto, 2009 - "Challenges for the new information professiona: proceedings".
[S.l.]: [s.n.]. p. 1-10. [Consult. 12-06-2017] Disponível em WWW: <URL:
http://hdl.handle.net/10400.2/2941

Novo, Ana - Colaboração e literacia da informação nas escolas: uma responsabilidade


partilhada. In Congresso Literacia, Media e Cidadania, 3, Lisboa, 2015 - "Congresso... [Em linha]
: livro de atas". Editado por S. Pereira, M. Toscano. Braga: CECS, 2015. ISBN 978-989-8139-53-
5. p. 47-59. [Consult. 12-06-2017] Disponível em WWW: <URL:
http://hdl.handle.net/10400.2/5100

Novo, Ana – Collaboration and information literacy in portuguese school libraries[Em linha]: a
challenge for the future. Qualitative and quantitative methods in libraries (QQML), 5: 473-
481, 2016. ISSN 2241-1925. [Consult. 12-06-2017] Disponível em WWW: <URL:
http://hdl.handle.net/10400.2/5978

PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal


RBE: Lançar a Rede de Bibliotecas Escolares [Em linha]. Lisboa: RBE, atual. 31-01-2011.
[Consult. 14-11-2014] Disponível em WWW: <URL: http://www.rbe.mec.pt/np4/94 .html>

Ross Todd (2001). Transitions for preferred futures of school libraries: knowledge space, not
information place; connections, not collections; actions, not positions; evidence, not advocacy.
[Consult. 14-11-2014] Disponível em WWW: <URL http://www.iasl-
online.org/events/conf/virtualpaper2001.html

Metodologias de Ensino:

O processo de ensino e aprendizagem desenvolver-se-á num regime de ensino a distância


alicerçado numa pedagogia online. A metodologia baseia-se em processos de trabalho
individualizado e de trabalho cooperativo, através das ferramentas disponíveis na “aula
virtual”. Espera-se uma leitura crítica dos materiais propostos para estudo e uma participação
activa nos espaços virtuais comuns.

Total de Horas de Trabalho: 182

Total de Horas de Contacto: 20

Avaliação:
A avaliação tem caráter individual e implica a coexistência de duas modalidades: avaliação
contínua (60%) e avaliação final (40%). Essa avaliação será desenvolvida na aplicação de
formas diversificadas, definidas no Contrato de Aprendizagem da unidade curricular.

Observações:

A frequência desta unidade curricular exige que os alunos possuam alguns conhecimentos da
língua inglesa, capazes de permitir a leitura e interpretação de documentos de natureza
diversa.

Você também pode gostar