Você está na página 1de 21

RISCOS DECORRENTES DA UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS MANUAIS

Este capítulo refere-se a todas aquelas ferramentas manuais de uso habitual na nossa actividade, que são
basicamente as seguintes:

Chaves de fenda, alicates, tenazes, chaves, martelos, cortadores, escopros, limas, punções, buril,
descascador de fios, descascador de mangueiras, prensa-terminais, vira-machos com catraca, tesouras,
etc.

Riscos mais importantes:

 Pancadas e cortes nas mãos ou outras partes do corpo.


 Lesões oculares por projecção de fragmentos ou de partículas.
 Entorses por movimentos ou esforços violentos.
 Contactos eléctricos.

Causas principais:

 Utilização inadequada das ferramentas.


 Utilização de ferramentas defeituosas ou inadequadas.
 Utilização de ferramentas de baixa qualidade.
 Não utilização de equipamentos de protecção individual
 Posturas forçadas.

Medidas preventivas:

 Usar ferramentas de qualidade e adequadas ao tipo de trabalho a realizar.


 Treinar adequadamente os trabalhadores para a utilização de cada tipo de ferramenta.
 Utilizar ferramentas com revestimento isolante em trabalhos na proximidade de instalações em tensão.
 Utilizar sempre óculos de protecção, e muito especialmente, quando exista risco de projecção de partículas.
 Utilizar luvas para manuseamento de ferramentas cortantes.
 Realizar manutenção periódica das ferramentas (reparação, afiação, limpeza, etc.).
 Verificar periodicamente o estado dos cabos das ferramentas, revestimentos isolantes, etc.
 Armazenar e/ou transportar as ferramentas em caixas, bolsas porta-ferramentas ou painéis adequados, onde
cada ferramenta tenha um lugar próprio.
TENHA-SE EM CONTA QUE AS FERRAMENTAS BEM ORGANIZADAS!:
 São fácies de achar.
 São mais seguras.
 Duram mais tempo.

Operação de ferramentas elétricas e manuais NR 12


OBJETIVO:
O treinamento de operação de ferramentas elétricas e manuais NR 12 visa
habilitar o operador para o trabalho seguro, apresentar técnicas, princípios
fundamentais e medidas de proteção para garantir a saúde e a integridade
física e estabelecer requisitos mínimos para a prevenção de acidentes e
doenças do trabalho nas fases de projeto, bem como a conscientização dos
colaboradores sobre os requisitos de segurança “durante” a utilização de
máquinas e equipamentos de todos os tipos.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
O Operação de ferramentas elétricas e manuais NR 12 deverá contemplar,
no mínimo, os seguintes itens:

 Descrição e identificação dos riscos e proteção de segurança


 Utilização e funcionamento de proteções
 Segurança para máquinas e equipamentos
 Método de trabalho seguro
 Segurança e saúde do trabalhador
 Medidas de controle dos riscos: Equipamentos de proteção coletiva
Equipamentos de proteção individual
 Instalações e dispositivos elétricos
 Inspeção de regulagem e manutenção com segurança
 Manuais e responsabilidades do empregado e empregador
 Estudo da “NR 12”
MATERIAL NECESSÁRIO PARA AULA PRÁTICA:

 Todos os equipamentos de proteção individual necessários para a o trabalho


de operação de ferramentas elétricas e manuais NR 12.
PÚBLICO ALVO: Treinamento para todos os colaboradores que trabalham
com máquinas e equipamentos.
CARGA HORÁRIA TOTAL: 8 Horas
OBRIGATORIEDADE: Conteúdo abordado em conformidade com a norma em
vigor NR 12
Nº DE PARTICIPANTES: 15.
CERTIFICAÇÃO: Frequência mínima de 75%, de no mínimo 6,0.

Muito falamos sobre acidentes de trabalho que envolvem quedas, choques


elétricos, explosões e até mesmo ondas eletromagnéticas fortes, contudo, algo
que é tão perigoso quanto esses são as ferramentas manuais utilizadas no dia a
dia dos trabalhadores.

Essas ferramentas são responsáveis por um grande número de acidentes de


trabalho, sendo assim, é imprescindível ter cuidados específicos na hora do
manuseio a fim de evitar acidentes consigo e outros trabalhadores.

Curioso para saber quais são esses cuidados que são necessários? Continue
lendo esse texto, ficamos um pequeno compilado que certamente irá te ajudar!
AS FERRAMENTAS MANUAIS E SEUS
CUIDADOS
Primeiramente, necessitamos levantar uma discussão: o que são estas
ferramentas manuais?

Bem, listá-las certamente tomará grande parte desse texto, sendo assim, segue
o conceito geral.

Uma ferramenta manual é tudo aquilo que necessita do esforço humano para
desempenhar a atividade que ela foi criada para.

Ferramentas estão em mais locais do que você imagina: martelos, serrotes,


canetas, facas, estiletes, tesouras, chaves de fenda, serretes, dentre outras.
Certamente, algumas dessas tem mais potencial de causar danos que outras,
mas isso não exclui que cada uma delas deve ser tratada com cuidado.

Alguns outros fatores também são fundamentais na hora de garantir a segurança


dos trabalhadores tais como conservação, manutenção, limpeza, ordem e
treinamento. Ademais existem algumas regras básicas que devem ser sempre
seguidas:

 Selecionar sempre a ferramenta adequada para o trabalho;


 Realizar uma verificação de segurança;
 Realizar o transporte de maneira segura;
 Armazenar nos locais designados;
 Utilize os EPI’s indicados quando necessários.

Sobre alguns desses assuntos, podemos ainda nos aprofundar mais!

ARMAZENAMENTO E ORGANIZAÇÃO
As ferramentas devem ser guardadas em locais apropriados e não sobre
balcões, andaimes, passagens ou mesmo no armário dos funcionários. Devem
existir painéis, gavetas, caixas ou armários destinados somente para essa
finalidade.

Dentre esses os painéis perfurados são uma ótima solução, isso porque são de
fácil acesso e verificação, assim, caso uma ferramenta esteja faltando, pode ser
facilmente notada. Além disso, é muito mais simples organizar tudo de forma
intuitiva.

Apesar das vantagens acima, os armários oferecem mais segurança, pois


podem ser fechados e trancados, aumentando a segurança tanto dos
funcionários quanto dos bens da empresa.

Outro ponto organizacional que vale a pena ser mencionado é guardar as


ferramentas separando por finalidade ou mesmo por uso, a metodologia utilizada
dependerá bastante da rotina e cultura organizacional de cada empresa.

TRANSPORTE DE FERRAMENTAS
Assim como o próprio uso, o transporte de ferramentas deve ser feito utilizando
metodologias específicas e pré-definidas pela cultura organizacional da própria
empresa.

Não se devem lançar ferramentas de um local para o outro, imagina só lançar


um martelo para outro funcionário a metros de distância. Certamente não parece
uma boa ideia.

Todas as ferramentas devem ser transportadas utilizando caixas, cintos, sacolas


ou mesmo bolsas, nunca em bolsos, até porque, várias delas tem pontas que
podem causar acidentes de trabalho direta ou indiretamente.

TREINAMENTO DOS FUNCIONÁRIOS


O treinamento para o uso correto das ferramentas manuais é algo muito
importante, afinal de contas, não importa como o uso de um martelo pode
parecer intuitivo, sempre há uma maneira ideal de usar determinados
equipamentos.

Dessa forma, separamos algumas dicas de como usar algumas das ferramentas
mais comuns dentro do ambiente empresarial:

 Carro de ferramentas: esse é um equipamento dividido em gavetas que permite a


organização personalizada das ferramentas. Quando o carro está movimento,
todas as gavetas devem estar fechadas e quando parado o mesmo deve estar
devidamente travado. Nunca use o carro como apoio para trabalho ou como
escadas.
 Martelos e marretas: não usar martelos com sinais de trincas, cabos danificados
ou desgaste excessivo. Use-o perpendicularmente ao objeto sendo martelado para
evitar lascamento;
 Chaves de aperto e fenda: primeiramente use a ferramenta certa para cada tipo de
porca e/ou parafuso, nunca use cabos extensores, pois isso pode danificar a
ferramenta;
 Alicates: os alicates devem ser utilizados perpendicularmente ao eixo do arame,
nunca use como martelo, chave de aperto ou os exponha a calor excessivo, todas
essas atitudes irão diminuir a vida útil do aparelho.
É válido lembrar que é necessário o uso de ferramentas manuais adequadas para o
trabalho com correntes elétricas. Elas são isoladas e podem ser usadas em tensões
elétricas específicas, esteja sempre atento a esse detalhe.

De resto, quando o assunto é trabalho em altura, deve-se seguir a Norma


Regulamentadora (NR) 35, que determina que no trabalho em altura todas as
ferramentas devem estar amarradas ao indivíduo.

MANUTENÇÃO E CONTROLE
A rigorosa manutenção de todas as ferramentas manuais não é somente uma forma
de garantir o bom desempenho do trabalhador, mas também a sua segurança.
Quaisquer sinais de desgaste excessivo ou perda de função, a ferramenta deve ser
imediatamente substituída.

No caso daquelas que cabe o reparo por meio da manutenção, deve ser feita a devida
manutenção. Um bom exemplo são as chaves automáticas que inserem o torque
preciso nos parafusos, está necessita ser calibrada e verificada.
Vale ressaltar que etiquetas com o nome do trabalhador ou do setor podem (e
devem) ser utilizadas a fim de manter o controle do uso das ferramentas manuais,
assim é possível saber quem é o funcionário mais espaçoso e tomar as providências
para que o mesmo se adeque às normas de segurança, evitando assim possíveis
acidentes.

FERRAMENTAS DE QUALIDADE
Comprar ferramentas a preços baixos pode parecer uma boa economia no momento
da tomada de decisão, contudo, nem sempre essa economia perdura.

Algumas vezes a baixa qualidade dos equipamentos é responsável por acidentes,


mesmo que ocorra somente um incidente, o equipamento pode ser danificado, o que
significa o reinvestimento na compra de novos.

Quer saber mais sobre as ferramentas manuais ou outros temas relacionados à


Segurança do Trabalho? Deixe uma sugestão via e-mail ou pelo Facebook e
aproveite para entrar em contato conosco para tirar dúvidas.
E-mail: marketing@bunzlepi.com.br
Lembre-se: sempre verifique o CA antes de usar o EPI.

19 de dezembro de 2019

O que é preciso para trabalhar em


segurança com ferramentas manuais?
Chaves de fenda, alicates, martparou come estas e oelos, marretas,
tesouras, estiletes. Que trabalhador nunca se deutras ferramentas
manuais em sua rotina de atividades? Apesar de parecerem
inofensivas, por não estarem ligadas à corrente elétrica, estes
instrumentos podem oferecer diversos riscos ao operador e outras
pessoas que estão à sua volta.

As ferramentas manuais funcionam como extensão das mãos e a sua


utilização de maneira incorreta pode causar acidentes graves – seja
durante a execução de pequenos reparos, manutenção de máquinas e
na construção de obras.

Ferramentas manuais oferecem riscos

A correta aplicação de cada ferramenta é fundamental para garantir


a segurança do trabalhador. Quando aplicadas erroneamente, podem
causar cortes, fraturas, perfurações, amputação, bolhas, entre outros
problemas.
Algumas condições contribuem para isso:

- Manuseio incorreto, sem seguir as orientações dos fabricantes;

- Improviso: usar a ferramenta inadequada para determinada


atividade;

- Falta de conservação da ferramenta;

- Falta de treinamento e orientação;

- Atitudes desmedidas: jogar ferramentas para outra pessoa ou deixa-


las espalhadas pelo chão;

- Transporte dos instrumentos em locais inadequados, como no bolso


ou na mão.

Equipamentos de proteção são imprescindíveis

As medidas preventivas devem ser colocadas em prática. A utilização


de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Coletivos (EPCs) é o
primeiro passo para garantir a segurança de toda a equipe. Por isso,
os gestores devem ser rigorosos na cobrança de sua aplicação em
cada atividade.

Aqui vão alguns exemplos:

EPIs – luvas e mangotes de proteção, óculos, cinto de proteção para


trabalhos em altura, cinto porta-ferramentas, colete e macacão, botas,
etc.

EPCs – cones, correntes e faixas de segurança; placas de sinalização;


sirenes, alarmes e alertas luminosos e grades de contenção, quando
necessários.

Atitudes que fazem a diferença


Uma das principais atitudes que o operador deve ter é utilizar a
ferramenta correta para cada trabalho, além de observar a condição
dela (se tem avarias) antes de iniciar qualquer atividade.

Abaixo, elenco outras ações que devem fazer parte da rotina de


qualquer trabalhador:

- Entregar as ferramentas de forma segura (sempre com o cabo ou


voltado para a pessoa que está recebendo);

- Organizar o espaço de trabalho, não deixando nada espalhado no


chão ou em andaimes;

- Transportar as ferramentas em caixas adequadas ou cintos;

- Zelar pela manutenção da ferramenta (limpeza e conservação),


tendo sempre unidades sobressalentes para eventual quebra e
necessidade de substituição;

- Participar de treinamentos, reciclagens e DDS.

Agora que você já sabe o que é preciso para trabalhar em


segurança com as ferramentas manuais, tá na hora de colocar em
prática. Não deixe de compartilhar estas informações com outros
profissionais!

Ferramentas Manuais Segurança e


Responsabilidade!
574 01/01/2019
Cuidados Equipamentos ferramentas Ferramentas Ferramentas
Kennedy ferramentaskennedy FerramentasManuais Responsabilidade segurança Sem categoria
Sempre que pensamos em realizar alguma atividade, seja em um ambiente
industrial ou até mesmo em uma tarefa simples dentro de casa, o uso de
ferramentas manuais é indispensável. Essas ferramentas nos ajudam a melhorar o
rendimento no trabalho, trazendo mais agilidade e também ajudam a diminuir o
esforço necessário para a

atividade. Hoje é
possível encontrar no mercado uma infinidade de produtos com diferentes
funcionalidades e modelos de ferramentas que, com o tempo vem evoluindo e
facilitando cada vez mais a vida de quem as utiliza. No entanto, é importante
lembra que a qualidade das ferramentas, assim como os cuidados de limpeza e
armazenamento, além de um bom treinamento para o manuseio, são fatores
fundamentais na prevenção de
acidentes. Com
isso, listamos aqui alguns tópicos que nos ajudarão a realizar as atividades do dia
a dia sempre da melhor maneira possível... olha só!

 Sempre manuseia a ferramenta pelo cabo. Fazendo isso, você não correrá o
risco de se cortar caso ela esteja ligada;
 Nunca deixe a ferramenta sobre painéis, mesas, bancadas, armários e caixas
de ferramentas de maneira que possam cair, causando assim algum tipo de
acidente;
 Mantenha sempre a ferramenta em lugar adequado. Seja quando estiver
guardada, em seu case específico ou até mesmo em transporte, quando é
necessário proteger de quedas ou batidas;
 Antes do uso, faça uma checagem geral para ver se tudo está funcionando.
Atente ao cabo, lâminas, pontos de fixação e conexões;
 Use sempre as ferramentas em suas respectivas atividades. Nunca improvise!
Além de não ajudar da maneira correta, pode causar acidentes;
 Esteja sempre atendo a eventuais defeitos. Ferramentas defeituosas podem
causar acidentes. Por isso, se notar qualquer problema, inutilize-a
imediatamente;
 Nunca corte materiais em lugares improvisados ou use a mão como apoio.
Utilize sempre uma bancada e fixadores para auxiliar no trabalho;
 Com o uso, algumas lâmpadas podem apresentar fissuras. Neste caso,
substitua a lâmpada, seguindo a recomendação do fabricante;
 Mantenha as ferramentas limpas e organizadas em local adequado e de fácil
acesso.
 Quando for transportá-las, utilize sempre caixa de ferramentas ou bolsas
próprias para este fim;
 Nunca carregue ferramentas no bolso. Facas e objetos cortantes devem
permanecer na bainha quando não estiverem em uso.
 Sempre utilize os EPI’s indicados para cada tarefa. Eles são importantes para
a sua segurança.
Com esses
cuidados, com certeza essas ferramentas irão ajudar e muito no trabalho diário,
fazendo com que a produtividade e a qualidade sejam ainda maiores. Se você
gostou deste artigo, deixe aqui o seu comentário! Bom trabalho a todos! ????

As ferramentas manuais são as mais conhecidas e utilizadas entre


profissionais e hobbistas. São fundamentais para a realização de
pequenos reparos, bem como para o trabalho em grandes obras.
Esse tipo de ferramenta opera como uma extensão da mão
humana e por não se conectarem a rede elétrica, passam a falsa
impressão de não oferecer riscos. Mas, sua utilização inadequada
pode provocar sérios danos ao operador, principalmente às
mãos, como cortes e bolhas.

Não há dúvidas que elas facilitam nas tarefas, diminuem a força


empregada e aumentam o rendimento do trabalho a ser
realizado. Mas, podem provocar ferimentos no operador se
utilizada de maneira incorreta. Na maioria dos casos, os
acidentes provocados por ferramentas manuais se dão devido ao
mau uso e também por: ferramentas defeituosas ou inadequadas
ao serviço, método incorreto, má conservação ou improvisação e
o transporte em locais inadequados. Confira abaixo, algumas
dicas e mantenha-se em segurança ao utilizar sua chave de fenda,
philips, alicates e martelos.
Dicas de prevenção para ferramentas manuais

EPIs:utilize os Equipamentos de Proteção Individual (EPI)


necessários para a tarefa, como: luvas de proteção, óculos e
máscaras. Para trabalhos em altura, utilize cinto de proteção tipo
paraquedista e cinto porta ferramentas.

Ferramenta adequada:
nunca improvise com uma ferramenta
imprópria para a função e não confeccione ferramentas. As
industrializadas passam por rigorosos controles de qualidade.

Ferramenta quebrada:
antes de utilizar, verifique cuidadosamente se o
equipamento contém algum defeito ou avaria. Caso encontre
algo, descarte-a imediatamente e a substitua por uma peça nova.

Transporte correto:
sempre que precisar deslocar a ferramenta de
local, nunca utilize os bolsos, pois muitas possuem cortes e
pontas. Utilize os cintos apropriados.

Ferramenta limpa:
limpe-as sempre após o uso. Conserve seus
cabos sempre sem óleo, graxas e outros materiais que podem
provocar o deslizamento da ferramenta.
Manuseio correto:
para aqueles que trabalham em equipe, nunca
jogue uma ferramenta para o colega, o certo é entregar nas
mãos.

Ferramenta isolada:
sempre que for utilizar a ferramenta em locais
que conduzem energia, utilize as ferramentas isoladas, próprias para
esse tipo de trabalho.
Organização: ferramentas jogadas no chão podem provocar
cortes e escorregões. Após o uso, mantenha as ferramentas
guardadas de maneira correta.

Agora que já conhece os riscos associados às ferramentas


manuais, é uma boa hora para você substituir as velhas e
impróprias para o uso e também adquirir os EPIs necessários
para sua segurança. Visite a Loja do Mecânico e encontre as
melhores marcas do mercado e uma grande variedade de
ferramentas manuais para marcenaria e para construção civil.
Acesse, www.lojadomecanico.com.br.

Segurança em primeiro lugar:


Medidas para o manuseio de
Ferramentas cortantes

As ferramentas atualmente funcionam como uma extensão do homem.


Em todo lugar, a todo momento, pessoas utilizam de vários tipos
de utensílios para fazer reparos, trabalhos e etc.
Contamos sempre com as ferramentas que possuem corte; estas podem
resolver nossos problemas, mas ao mesmo tempo podem causar alguns
se forem usadas de maneira indevida.

Desde as pessoas que trabalham com isso constantemente até


os reparos mais simples do cotidiano, sabemos que no momento de
manusear todo cuidado é necessário.
Prezando pela sua segurança e o bem estar, a Loja do Dida deixa aqui
algumas dicas para alertar e prevenir possíveis acidentes!

OBSERVAÇÕES NECESSÁRIAS
Antes de iniciar os trabalhos, verificar:

 Ferramentas com defeito;


 Se a ferramenta é adequada para aquele serviço;
 Modo correto de usar;
 Se o utensílio está conservado e apto para uso;
 Ferramentas improvisadas;
 O manuseio deve ter cautela.
MODO DE SE PREVINIR
Confira algumas medidas de prevenção antes de utilizar as
suas ferramentas cortantes!
 Conferir com frequência as condições das ferramentas; busque
reparo ou condenação das mesmas quando for necessário
 Caso realize um trabalho em lugares altos, busque sempre utilizar
cinto porta-ferramentas, fique sempre com as mãos livres, da
escada ao local que irá realizar o serviço
 Verifique se não existe algum possível risco caso a ferramenta
escape de suas mãos ou do local em que ela se encontra; observe a
sua volta e a movimentação no local – previna possíveis quedas
 Não deixar de modo algum as ferramentas em posições perigosas,
no caminho onde possa ocorrer pulos, quedas, escorregões e etc.
 Evite deixar em locais como mesas, máquinas, bancadas, ou
qualquer outro lugar que possa provocar algum acidende para você
ou para o próximo
 Utilize os EPI’s, eles prezam pela sua segurança
 Ao terminar determinada atividade, certifique-se de que as
ferramentas encontram-se limpas e bem organizadas, longe que
qualquer risco
Siga as nossas instruções e realize um bom trabalho com segurança! A
sua vida agradece!

SEGURANÇA NA CONSTRUÇÃO: COMO MANUSEAR AS FERRAMENTAS


CORRETAMENTE?

Você é daquelas pessoas que ficam felizes quando dão conta de todos os reparos
necessários na casa? Então, vai gostar das dicas de como manusear as ferramentas com
segurança. Sabemos que é empolgante acessar os catálogos das revendedoras de
ferramentas e de materiais de construção — afinal, são tantos itens ótimos para facilitar as
nossas aventuras como “faz tudo”, certo?
Porém, seja por necessidade ou por hobby, quem utiliza ferramentas deve eleger a
segurança como prioridade. Pensando nisso, listamos algumas informações importantes
de como manusear as ferramentas corretamente. Confira!
Prevenção de acidentes
Existem certos cuidados que devem ser tomados antes mesmo de os trabalhos com as
ferramentas serem iniciados. Conheça alguns:
 verificar se o item está em boas condições de uso;
 utilizar a ferramenta indicada para cada serviço (não improvisar);
 manter os utensílios acondicionados de maneira adequada para evitar acidentes
com os outros e com você;
 utilizar sempre os equipamentos de segurança;
 manter as mãos livres e usar, se necessário, o cinto porta-ferramentas;
 providenciar uma bancada para trabalhar e jamais usar a mão como apoio;
 trabalhar com calma e atenção.

Além das medidas gerais de como manusear as ferramentas, cada tipo requer precauções
específicas para o seu uso. Atente-se para elas!
Manuseio das ferramentas
Elas são como uma extensão das nossas mãos e exigem muita atenção ao serem
manuseadas. Todos esses itens devem ser guardados e transportados em lugar próprio —
em uma caixa de ferramentas, por exemplo. Esses instrumentos podem ser:
Cortantes — facões, tesoura, estilete, enxadas e outros

Tais artigos devem ser manuseados pelo cabo. Nunca os deixe soltos, sobre mesas ou
bancadas. Confira sempre o estado das lâminas e não se esqueça de guardá-los limpos,
organizados e em segurança.
De impacto — martelos, marretas e outros

Eles devem estar bem presos ao cabo por uma cunha. As peças e os seus cabos não
podem ter nenhum problema. Além disso, aconselha-se não usá-los como alavancas.
As chaves — fixas, estrelas e outras

Convém utilizá-las para os fins corretos, respeitando a capacidade de cada uma. Para
isso, use os parafusos e as porcas adequados e prenda as peças a serem trabalhadas.
Dessa forma, as ferramentas terão mais durabilidade.
Alicates e turquesas

É necessário que os cabos tenham isolamento elétrico íntegro. Atente-se para o uso
devido, evitando utilizá-los em parafusos e porcas ou como martelo. Nunca aumente os
cabos e mantenha as articulações lubrificadas.
Uso de ferramentas elétricas

Esses utensílios facilitam e agilizam o nosso serviço. Entretanto, exigem muita atenção
quanto ao uso e à conservação deles. Por isso, é preciso ler atentamente as instruções do
fabricante. A fim de aprender como manusear as ferramentas, adote também os seguintes
procedimentos:
 nunca utilize material com defeito;
 não transporte esses aparelhos pelo cabo;
 não use vestuário ou adornos que possam prejudicar a forma correta e segura de
operação das máquinas.

Enfim, as ferramentas são nossas grandes parceiras em inúmeras tarefas. Entretanto, o


uso e a conservação delas demandam atenção e cuidado.
Procure por estabelecimentos seguros e especializados na comercialização desses itens
para adquirir artigos de boa qualidade. Feito isso, aproveite o seu talento para levar
praticidade, funcionalidade e beleza à sua casa. Mas lembre-se sempre das nossas dicas
de como manusear as ferramentas com segurança!

FERRAMENTASMANUAISApresenta

2 O que é Ferramenta Manual ?


É uma denominação genérica para instrumentos ou utensílios usados em trabalhos que
ampliam e diversificam a eficácia das mãos; proporcionando maior força e precisão na
atividade realizada.

3 Você Sabia ? DESDE OS PRIMÓRDIOS ATÉ OS DIAS ATUAIS, MESMO COM O


AVANÇO DA TECNOLOGIA, AS FERRAMENTAS MANUAIS SÃOMUITO UTILIZADAS
PELO HOMEM.AS FERRAMENTAS MANUAIS SÃO CONSIDERADAS
UMPROLONGAMENTO DAS MÃOS HUMANAS, DESEMPENHANDOUM FANTÁSTICO
RECURSO AOS MOVIMENTOS NO DESEMPENHODE SUAS ATIVIDADES, EM TODOS
OS RAMOS DA VIDA.DEVIDO AO FÁCIL ACESSO E MANUSEIO DESTAS
FERRAMENTAS, CONSTANTEMENTE PESSOAS SÃO ACIDENTADAS POR IGNORAR
CONHECIMENTOS TÉCNICOS E CUIDADOS QUANTO SUA APLICAÇÃO.

4 Principais Ferramentas utilizadas no cotidiano


Residência:Tesoura, chave de fenda, alicate, martelo, chave fixa, furadeira, serrote,
etc.Construção Civil e Metalúrgica:Martelo, chave de fenda, chave fixa, chave estrela,
chave allen, alicates, grifo, lima, serrote, ponteiro, formão, arco de serra, martelo,
machadinha, marreta, punção, carriola, desempenadeira, cortador de piso, vídea,
talhadeira, picareta, turquese, pá, etc.Lavoura:Foice, facão, enxada, trado, roçadeira, etc.
5 Acidentes provocados pela utilização inadequada de Ferramentas Manuais
Geralmente estes acidentes são de pouca gravidade, por isso não é muito comum serem
comunicados e receberem um tratamento adequado.Os principais acidentes são:Membros
decepadosLesões nos olhosQuedasDores
muscularesLombalgiasContusõesTorçõesLaceraçõesetc.

6 PRINCIPAIS CAUSAS DE ACIDENTES


FALTA DE TREINAMENTOMÉTODO INCORRETO DE TRABALHOIMPROVISAÇÃO DE
FERRAMENTASFALTA DE CONCENTRAÇÃO NA ATIVIDADEFERRAMENTAS
DANIFICADASFALTA DE ORGANIZAÇÃO E CONSERVAÇÃOFALTA DO USO DE
EPI’sFALTA DE PLANEJAMENTO DA ATIVIDADE

7 Dicas para trabalhos preventivos com Ferramentas Manuais

8 USE SEMPRE FERRAMENTAS ADEQUADAS E APROPRIADAS PARA ATIVIDADE


1 - TREINAMENTOUSE SEMPRE FERRAMENTAS ADEQUADAS E APROPRIADAS
PARA ATIVIDADE

9 NUNCA UTILIZE FERRAMENTAS SOLICITE REPARO OU TROCA QUANDO


2 - MÉTODO DE TRABALHONUNCA UTILIZE FERRAMENTASGASTAS
OUDEFEITUOSAS.SOLICITE REPARO OU TROCA QUANDODANIFICADAS

10 3 - IMPROVISAÇÃONÃO IMPROVISE E NUNCA FORCE FERRAMENTAS MANUAIS


EM DIREÇÃO A PARTES CORTANTES. QUANDO NÃO FOR POSSÍVEL, PROTEJA O
MATERIAL CORTANTE

11 CONSCIENTIZE-SE DE QUE TRABALHAR COM


4 - CONCENTRAÇÃOCONSCIENTIZE-SE DE QUE TRABALHAR COMSEGURANÇA
ECONCENTRAÇÃOÉ UMA NECESSIDADE SUA.A MÁQUINA NÃOPENSA; VOCÊ SIM.

12 5 - QUALIDADE INSPECIONAR FERRAMENTAS,


PARAFUSOS E PORCAS,CERTIFICANDO SUASCONDIÇÕES DE QUALIDADE.

13 6 - ORGANIZAÇÃO APÓS O TÉRMINO


DA ATIVIDADE, MANTENHA AS FERRAMENTAS LIMPAS E GUARDADAS
ORGANIZADAMENTE

14 7 - USO DE EPI's EM TODA ATIVIDADE


A SER REALIZADA, AS FERRAMENTAS MANUAIS DEVERÃO FAZER PARCERIA AO
USO DE EPI’s

15 8 - PLANEJAMENTOTENHA CERTEZA ANTECIPADAMENTE DE COMO REALIZAR


UM TRABALHO CORRETAMENTE, SEM A MÍNIMA POSSIBILIDADE DE VOCÊ SE
MACHUCAR.PLANEJE O SEU TRABALHO.

16 A LEI diz :As ferramentas manuais devem ser apropriadas ao uso a que se destinam,
e devem ser mantidas em perfeito estado de conservação, sendo proibida a utilização das
que não atendam a essas exigências.

17 POLÍTICA DA SEGURANÇA PRATIQUE PREVENÇÃO !!!


O SUCESSO DA PREVENÇÃO DE ACIDENTESDO TRABALHO ESTÁ NO
COMPROMETIMENTOE APLICAÇÕES DE EXIGÊNCIAS NO USO DETODOS OS
DISPOSITIVOS, MÉTODOS EPROCEDIMENTOS ADOTADOS.PRATIQUEPREVENÇÃO
!!!

18 Medidas Prevencionistas
Vistoriar regularmente as ferramentas, antes do início do trabalho, escolher e usar as
adequadas e encaminhar as defeituosas para manutenção;Ao transportar um conjunto de
ferramentas, utilizar uma caixa de ferramentas com alça, uma sacola resistente ou um
cinturão-porta-ferramentas; nunca conduza ferramentas afiadas ou pontiagudas no
bolso;Proteja-se de: lascas (com óculos de segurança ou máscaras), incêndios (não use
roupas muito folgadas e de tecido inflamável, como os sintéticos), escalpo (principalmente
se usar ferramentas girantes e cabelo comprido), marteladas (olhe e cuide do seu dedo),
amputações (não use anéis, pulseiras, cordões, etc. quando estiver trabalhando), choques
elétricos (não use uma chave de fenda para ver se um circuito elétrico está em
carga);Concentre-se no seu trabalho: evite brincadeiras, conversas, a pressa e o mau
humor;As ferramentas deverão ter cabos corretos, com encaixes justos, de tamanho
apropriado e livre de lascas;Manter as ferramentas de corte constantemente afiadas, pois
quando as lâminas estão gastas (rombudas), requerem pressão excessiva e "marteladas"
para funcionarem; movimente a lâmina, sempre, em direção oposta ao corpo humano;A
chave de fenda é, das ferramentas manuais caseiras ou de oficina, a que mais se
apresenta como causas de acidentes, devido à sua manutenção inadequada; na sua
afiação, por exemplo, deve-se usar uma lima, ao invés do rebolo de esmeril;Deixe as
ferramentas fora do alcance de crianças e de adultos não treinados;Quando trabalhar com
energia elétrica, todas as ferramentas devem ter capa de isolação;Leia e siga o Manual de
Operação (se houver) bem como as advertências escritas no equipamento.

DICAS DE SEGURANÇA PARA


USO DE FERRAMENTAS
MANUAIS CORTANTES
By Gedore - Marketing / 7 de dezembro de 2015
As ferramentas manuais são responsáveis por um grande número de
acidentes. Por isso mesmo é preciso cuidados específicos para uso correta
dessas ferramentas.
Dicas para Trabalho com Ferramentas Manuais

 Tipos de ferramentas manuais: facões, facas, estiletes, tesouras, chaves


de fenda, serrotes, etc.
 Manuseie as ferramentas sempre pelo cabo;
 Nunca deixe as sobre painéis, mesas, bancadas, armários, caixas de
ferramentas de maneira que possam causar algum acidente;
 Mantenha as ferramentas em local adequado, seja no armazenamento
ou transporte;
 Verifique a ferramenta antes de usá-las. Atentar para o cabo, lâminas,
pontos de fixação e conexões;
 Nunca improvise ferramentas. Use apenas para as tarefas a que foram
destinadas;
 Ferramentas com defeitos podem causar acidentes. Se notar qualquer
problema, inutilize-a imediatamente;
 Não corte materiais em local improvisado. Utilize sempre uma bancada.
Nunca use a mão como apoio;
 Utilize os EPI’s indicados quando necessários. Em caso de dúvida,
consulte o responsável pela segurança do trabalho;
 Substitua as lâminas que apresentarem fissuras. Siga as recomendações
do fabricante;
 Mantenha as ferramentas limpas e organizadas em seu local de
armazenamento;
 Para transporte de ferramentas utilize caixas de ferramentas ou bolsas
próprias;
 Nunca transporte ferramentas no bolso. Facas de uso manual devem
permanecer na bainha quando não estiver em uso.

Dicas de prevenção com Ferramentas Manuais

1. Treinamento
Use sempre ferramentas aprimoradas e adequadas para atividade.
2. Método de Trabalho
Nunca utilize ferramentas gastas ou defeituosas. Solicite reparo ou troca
quando danificadas.
3. Improvisação
Não improvise e nunca force ferramentas manuais em direção a partes
cortantes. Quando não for possível, proteja o material cortante.
4. Concentração
Conscientize-se de que trabalhar com segurança e concentração é uma
necessidade sua. A máquina não pensa, você sim !
5. Qualidade
Inspecionar ferramentas, parafusos e porcas, certificando suas condições
de qualidade.
6. Organização
Após o término da atividade, mantenha as ferramentas limpas e
guardadas organizadamente.
7. Uso de EPI’s
Em toda a aividade a ser realizada, as ferramentas manuais deverão fazer
parceria ao uso de EPI’s.
8. Planejamento
Tenha certeza antecipadamente de como realizar um trabalho
corretamente, sem a mínina possibilidade de você se machucar. Planeje o
seu trabalho.
Fonte: Prevenção Online

Você também pode gostar