Você está na página 1de 25

EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO

Disciplina: Curso: Turno/Horário:


AUDITORIA I CIÊNCIAS CONTÁBEIS NOTURNO

Professor(a): BRUNO MOURA PERILLO


Aluno (a): Data:

PLANEJAMENTO DE AUDITORIA

1.O plano de trabalho para exame de área específica que prevê os procedimentos que
deverão ser aplicados para que se possa alcançar o resultado desejado, devendo ser bastante
amplo e flexível para permitir alterações durante o andamento das verificações, segundo
aconselham as circunstâncias, consiste em:
( ) a.confirmação externa;
( ) b.conferência de somas e cálculos;
( ) c.papéis de trabalho;
( ) d.revisão dos critérios de avaliação.

2.O planejamento de auditoria deve considerar todos os fatores relevantes na execução dos
trabalhos. Assinale a opção que não se constitui em fator relevante para o planejamento de
auditoria:
( ) a.riscos de auditoria;
( ) b.existência de entidades associadas, filiais e partes relacionadas;
( ) c.uso dos trabalhos de especialistas;
( ) d.prevenção de fraude e erro.

3.A análise dos riscos de auditoria deve ser feita na fase de planejamento dos trabalhos,
considerando a relevância em nível geral e níveis específicos. A análise de riscos de
auditoria em nível geral deve considerar, entre outras:
( ) a.transações com partes relacionadas, qualidade da administração e saldos das
contas;
( ) b.negócios, qualidade da administração, saldo das contas e volume das transações;
( ) c.negócios, avaliação dos controles internos e situação econômica da entidade;
( ) d.transações com partes relacionadas, os negócios e a qualidade da administração.

4.O plano de ação detalhado, destinado a orientar adequadamente o trabalho do auditor,


denomina-se:
( ) a.Programa de Auditoria;
( ) b.Programa de Controle;
( ) c.Relatório de Auditoria;
( ) d.Plano de Amostragem.

5.Os procedimentos de auditoria descritos no programa de trabalho devem ser aplicados em


termos de:
( ) a.oportunidade, controle interno e relevância;
( ) b.volume de saldo, relevância e extensão;
( ) c.natureza, oportunidade e extensão;
( ) d.risco, complexidade e relevância.

6.O trabalho de auditoria segue um encadeamento lógico que é considerado como ponto de
partida para que se obtenham evidências com qualidade e dentro de um tempo adequado
para as entidades, envolvendo as seguintes etapas:
I.planejamento dos trabalhos;
II.elaboração do relatório;
III.avaliação do controle interno;
IV.emissão do parecer;
V.elaboração do programa de trabalho;
VI.elaboração das folhas-mestre e analíticas.

A sequência correta dessas etapas é:


( ) a.I – V – III – VI – IV – II;
( ) b.I – V – VI – III – II – IV;
( ) c.III – VI – I – V – IV – II;
( ) d.III – I – V – VI – II – IV.

7.A determinação precisa dos objetivos da auditoria, bem como a identificação do universo
a ser examinado, são algumas das exigências básicas para a elaboração de um adequado:
( ) a.plano de contingências de auditoria;
( ) b.programa de risco de auditoria;
( ) c.sistema de controles internos;
( ) d.programa de trabalho de auditoria.

8.Um trabalho pioneiro de auditoria de demonstrações contábeis em uma entidade requer


alguns procedimentos específicos de planejamento. Assinale a opção que não representa um
desses procedimentos:
( ) a.verificação de se as práticas contábeis adotadas no atual exercício são uniformes
com as adotadas no exercício anterior;
( ) b.identificação de fatos relevantes que possam afetar as atividades da entidade e
sua situação patrimonial e financeira;
( ) c.identificação de eventos relevantes subsequentes ao exercício anterior, revelados
ou não revelados;
( ) d.conhecimento detalhado do sistema contábil e de controle interno da entidade,
em operação no exercício anterior.

9.Quando da realização de uma primeira auditoria numa entidade, que foi auditada por
outros profissionais no período imediatamente anterior, o auditor deve incluir em seu
planejamento:
( ) a.a análise dos saldos de abertura, os procedimentos contábeis adotados, a
uniformidade dos procedimentos contábeis, a identificação de relevantes eventos
subsequentes ao exercício anterior e à revisão dos papéis de trabalho do auditor
anterior;
( ) b.a análise dos saldos finais do exercício anterior, a relevância dos saldos, os
controles internos, os procedimentos contábeis adotados, a revisão do parecer do
auditor anterior e a identificação das principais alterações adotadas em assembleia
geral;
( ) c.a avaliação do risco de auditoria, a continuidade normal das atividades, o
ambiente de controle, o sistema de informação contábil, a identificação das práticas
contábeis, as partes relacionadas e a revisão dos papéis de trabalho do auditor
anterior;
( ) d.a identificação de eventos subsequentes relevantes, as práticas contábeis, a
análise de uniformidade dos procedimentos contábeis, os saldos de abertura, a carta
de responsabilidade da administração e a revisão do programa do auditor anterior.

10.A análise de risco de auditoria, considerando a relevância em nível geral, a ser efetuada
na fase de planejamento de seus trabalhos, deve considerar:
( ) a.o saldo das contas ou a natureza e o volume das transações, a qualidade dos
advogados, a estrutura organizacional, os métodos de administração adotados e os
controles internos mantidos;
( ) b.a supervisão e controle de qualidade, o estudo e avaliação do sistema contábil e
dos controles internos, o risco inerente, a natureza e o volume das transações e a
relevância dos saldos;
( ) c.as demonstrações contábeis tomadas em seu conjunto, bem como as atividades,
a qualidade da administração, a avaliação do sistema contábil e de controles internos
da situação econômica e financeira;
( ) d.a continuidade normal das atividades, a avaliação do sistema contábil e de
controles internos, o saldo das contas e o volume de operações, a qualidade da
administração e dos advogados.
11.Ao determinar os honorários a serem pagos, o auditor externo deve considerar:
( ) a.o tipo de parecer a ser emitido à entidade auditada;
( ) b.o conjunto de trabalhos de auditoria e consultoria prestados;
( ) c.a peculiaridade de tratar-se de cliente eventual ou habitual;
( ) d.a limitação de acesso à documentação da entidade a ser auditada.

12.A carta-proposta é o documento no qual o auditor formaliza as condições do trabalho a


ser executado.

Entre as assertivas a seguir apresentadas, qual não representa um item a ser considerado na
carta-proposta?
( ) a.o prazo estimado para realização dos serviços;
( ) b.os relatórios a serem emitidos para a empresa;
( ) c.as condições de pagamento dos honorários;
( ) d.os testes de comprovação a serem realizados.

13.A não emissão da carta proposta pelo auditor é considerada, pelo Código de Ética do
Contador:
( ) a.infração;
( ) b.erro;
( ) c.negligência;
( ) d.normalidade.

14.Entre as assertivas a seguir, indique a opção que não representa uma consideração
relevante a ser feita no planejamento do trabalho da auditoria externa.
( ) a.o conhecimento detalhado do sistema contábil e de controles internos da
entidade e seu grau de confiabilidade;
( ) b.a natureza, oportunidade e extensão dos procedimentos de auditoria a serem
aplicados no trabalho;
( ) c.o uso dos trabalhos de outros auditores independentes, especialistas e auditores
internos;
( ) d.o conhecimento das práticas contábeis adotadas pelos fornecedores e clientes da
empresa auditada e as alterações procedidas.

15.Os procedimentos de auditoria independente incluídos em um programa de trabalho são


planejados para:
( ) a.desenvolver um plano estratégico da empresa;
( ) b.avaliar a estrutura de controles internos;
( ) c.obter evidência suficiente de auditoria;
( ) d.proteger o auditor em caso de litígio legal.
16.O auditor independente deve, com relação à supervisão e ao controle de qualidade do seu
trabalho:
( ) a.avaliar o ambiente de controle da entidade;
( ) b.obter evidências suficientes de que os saldos de abertura do exercício não
contenham representações errôneas ou inconsistentes;
( ) c.avaliar o cumprimento do planejamento e do programa de trabalho;
( ) d.avaliar o risco de controle.

17.Na fase de planejamento, ao definir seu plano de auditoria, o auditor independente deve:
( ) a.emitir uma carta de representação a fim de trazer conforto e confiança à
organização;
( ) b.estabelecer um nível de relevância aceitável para permitir detecção de distorções
relevantes;
( ) c.emitir parecer de abstenção de opinião a fim de evidenciar as incertezas
relevantes referente ao negócio da empresa;
( ) d.estabelecer junto ao instituto dos auditores externos e independentes a
relevância, a complexidade do serviço e os custos dos serviços a executar.

18.Assinale a alternativa INCORRETA:


( ) a.Os papéis de trabalho podem ser de natureza corrente ou permanente.
( ) b.Um dos principais objetivos dos programas de auditoria é o de estabelecer por
escrito a política da firma de auditoria.
( ) c.A listagem dos procedimentos de auditoria é uma das partes do programa de
auditoria.
( ) d.Os comentários do auditor não devem ser sucintos, possuindo redação clara e
compreensível.

19.Assinale a alternativa CORRETA:


( ) a.O auditor deve planejar seu trabalho consoante as Normas Brasileiras de
Contabilidade, independentemente dos prazos contratuais assumidos com a entidade.
( ) b.O planejamento não leva em consideração todos os fatores relevantes na
execução dos trabalhos.
( ) c.O planejamento e os programas de trabalho devem ser revisados e atualizados
anualmente.
( ) d.O programa de auditoria deve ser detalhado de forma a servir como guia e meio
de controle do progresso dos trabalhos.

20.Como objetivo do Planejamento da Auditoria não se pode incluir:


( ) a.obter conhecimento das atividades da entidade, para identificar eventos e
transações relevantes que afetem as demonstrações contábeis;
( ) b.propiciar o cumprimento dos serviços contratados com a entidade dentro dos
prazos e compromissos previamente estabelecidos;
( ) c.assegurar que as áreas importantes da entidade e os valores relevantes contidos
em suas demonstrações contábeis recebam a atenção requerida;
( ) d.identificar meios para aumento dos lucros da entidade.

21.Quando for realizada uma auditoria, pela primeira vez, na entidade, ou quando as
demonstrações contábeis do exercício anterior tenham sido examinadas por outro auditor
independente, o planejamento da auditoria deve contemplar os seguintes
procedimentos, EXCETO:
( ) a.a obtenção de evidências suficientes de que os saldos de abertura do exercício
não contenham representações errôneas ou inconsistentes que, de alguma maneira,
distorçam as demonstrações contábeis do exercício atual;
( ) b.o exame da adequação dos saldos de abertura do exercício anterior com os saldos
de encerramento do exercício atual;
( ) c.a verificação se as práticas contábeis adotadas no atual exercício são uniformes
com as adotadas no exercício anterior;
( ) d.a identificação de fatos relevantes que possam afetar as atividades da entidade
e sua situação patrimonial e financeira.

22.Caracterizam-se como objetivos do Planejamento da Auditoria, EXCETO:


( ) a.propor alterações na estrutura da entidade auditada;
( ) b.definir a forma de divisão de tarefas entre os membros da equipe de auditoria;
( ) c.estimar os prazos necessários para a realização dos trabalhos;
( ) d.identificar os problemas potenciais da entidade.

23.No planejamento de auditoria, o auditor independente pode utilizar-se da técnica de


determinação das unidades a serem auditadas para obtenção de evidência de auditoria. Esta
técnica denomina-se:
( ) a.avaliação de controles internos;
( ) b.rotação de ênfase;
( ) c.revisão analítica;
( ) d.avaliação de risco.

24.Considere a resposta correta:


( ) a.O ato intencional de omissão ou manipulação de transações e/ou demonstrações
contábeis denomina-se erro.
( ) b.Ao detectar um erro ou fraude durante o trabalho de auditoria, o auditor
independente deve comunicar, imediatamente, o fato ao Ministério Público.
( ) c.A responsabilidade primária na prevenção e na identificação de erros na
elaboração das demonstrações contábeis é do auditor independente.
( ) d.Ao planejar a auditoria, o auditor independente deve indagar à administração da
entidade a ser auditada sobre a existência de fraude e/ou erro de conhecimento da
administração.

25.As afirmativas a seguir dizem respeito ao processo de planejamento de auditoria previsto


na NBC T 11.4. Assinale a alternativa INCORRETA:
( ) a.O detalhamento dos procedimentos de auditoria a serem adotados deve
esclarecer o que o auditor necessita examinar com base no sistema contábil da
entidade auditada.
( ) b.O planejamento de auditoria deve desconsiderar aspectos inerentes à estrutura
geográfica da entidade auditada.
( ) c.O auditor independente deve iniciar o planejamento pela análise da natureza do
negócio da entidade e, a partir daí, definir um tipo de planejamento para o trabalho
de auditoria.
( ) d.A avaliação do volume de transações deve ser feita para que o auditor
independente tenha o conhecimento e o dimensionamento mais adequado dos testes
a serem aplicados.

26.O auditor deve planejar seu trabalho consoante as normas profissionais de auditoria
independente e de acordo com os prazos e os demais compromissos contratualmente
assumidos com a entidade. Assinale a alternativa INCORRETA:
( ) a.O planejamento pressupõe adequado nível de conhecimento sobre as atividades,
os fatores econômicos e a legislação aplicável à entidade auditada.
( ) b.O planejamento e os programas de trabalho devem ser revisados e atualizados
sempre que novos fatos o recomendarem.
( ) c.O planejamento da auditoria é muitas vezes denominado plano de auditoria.
( ) d.O planejamento da auditoria é um processo que se inicia antes da fase de
avaliação para contratação e é imutável.

27.O Planejamento da Auditoria é a etapa do trabalho na qual o auditor independente:


( ) a.estabelece a estratégia geral dos trabalhos a executar na entidade a ser auditada;
( ) b.busca estabelecer os procedimentos aplicáveis à revisão de uma determinada
conta;
( ) c.avalia os riscos da auditoria anteriormente à sua contratação;
( ) d.estabelece qual o tipo de parecer a ser emitido como conclusão do seu trabalho.

28.Durante o planejamento das fases de auditoria, que podem ser afetadas pelo ambiente de
Processamento Eletrônico de Dados (PED) da entidade, o auditor independente deve obter
entendimento da relevância e da complexidade das atividades desse ambiente e da
disponibilidade de dados para serem utilizados na auditoria. Esse entendimento inclui
assuntos, tais como a relevância e a complexidade do processamento informatizado em cada
aplicativo contábil significativo. A relevância refere-se à representatividade das assertivas
contidas nas demonstrações contábeis afetadas pelo processamento informatizado. Das
alternativas a seguir, marque aquela que permite minimizar o risco de erro de processamento
em um sistema informatizado de processamento de dados:
( ) a.o volume de transações é tão grande que os usuários considerariam difícil
identificar e corrigir erros no processamento;
( ) b.as transações são intercambiadas eletronicamente com outros sistemas internos
ou de terceiros após a revisão quanto à sua adequação ou razoabilidade;
( ) c.o programa aplicativo gera, automaticamente, transações relevantes ou acessa,
diretamente, outros programas aplicativos;
( ) d.o programa aplicativo efetua cálculos complexos de informações contábeis e/
ou gera, automaticamente, transações relevantes ou acessos que não podem ser, ou
não são, validados independentemente.

29.De acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade, o Planejamento da Auditoria


deve considerar todos os fatores relevantes na execução dos trabalhos, EXCETO:
( ) a.o conhecimento detalhado das práticas contábeis adotadas pela entidade e as
alterações procedidas em relação ao exercício anterior;
( ) b.o conhecimento detalhado do sistema contábil e de controles internos da
entidade e seu grau de confiabilidade;
( ) c.o conhecimento detalhado da estrutura organizacional e dos níveis hierárquicos
de comando;
( ) d.a natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos de auditoria a serem
aplicados.

30.O planejamento da auditoria é um processo que se inicia:


( ) a.após a contratação dos serviços do auditor independente pelo cliente;
( ) b.após a realização da etapa de levantamento dos controles internos;
( ) c.na fase de avaliação para a contratação dos serviços;
( ) d.na definição dos programas de trabalho da auditoria.

31.O auditor, quando da designação de equipe tática para desenvolvimento dos trabalhos de
auditoria, tem sobre os trabalhos a serem realizados responsabilidade:
( ) a.limitada aos processos e trabalhos por ele supervisionados e avaliados;
( ) b.plena pelos trabalhos executados respondendo em todos os níveis;
( ) c.extensiva aos trabalhos executados por especialistas, como atuários, técnicos em
informática ou outros;
( ) d.restrita aos processos e trabalhos que apresentem pontos relevantes e interfiram
no parecer.

32.Um objetivo do planejamento do trabalho de auditoria é:


( ) a.realizar os exames independentemente do período de execução necessário;
( ) b.determinar a amplitude dos exames, não se preocupando com a sua natureza;
( ) c.estabelecer racionalmente a extensão dos diversos procedimentos;
( ) d.não evitar eventuais sobrecargas de trabalho.

33.O planejamento deve considerar todos os fatores relevantes na execução dos trabalhos,
especialmente os seguintes:
I.o conhecimento detalhado das práticas contábeis adotadas pela entidade e as
alterações procedidas em relação ao exercício anterior;
II.o conhecimento detalhado do sistema contábil e de controles internos da entidade e
seu grau de confiabilidade;
III.os riscos de auditoria e identificação das áreas importantes da entidade, quer pelo
volume de transações, quer pela complexidade de suas atividades;
IV.a natureza, oportunidade e extensão dos procedimentos de auditoria a serem
aplicados;
V.a existência de entidades associadas, filiais e partes relacionadas;
VI.o uso dos trabalhos de outros auditores independentes, especialistas e auditores
internos;
VII.a natureza, conteúdo e oportunidade dos pareceres, relatórios e outros informes a
serem entregues à entidade;
VIII.a necessidade de atender prazos estabelecidos por entidades reguladoras ou
fiscalizadoras e para a entidade prestar informações aos demais usuários externos.

Nesse sentido, o auditor deve documentar seu planejamento geral e preparar programas de
trabalho por escrito, detalhando o que for necessário à compreensão dos procedimentos que
serão aplicados, em termos de:
( ) a.natureza, oportunidade e extensão;
( ) b.oportunidade, profundidade e razoabilidade;
( ) c.oportunidade, natureza e compreensão;
( ) d.identificação, circunstância e relevância.

34.O auditor deve obter evidências suficientes para identificar partes relacionadas:
( ) a.na fase de planejamento;
( ) b.durante a seleção de amostras para a circularização;
( ) c.por ocasião da aplicação dos testes substantivos;
( ) d.na auditoria das demonstrações contábeis consolidadas.

35.Entre os fatores a serem considerados no planejamento, é possível destacar:


•o grau de conhecimento da atividade da auditada;
•a existência da auditoria interna;
•a natureza (o que fazer, qual procedimento aplicar), oportunidade (quando) e
extensão (até onde, o percentual) dos procedimentos serem aplicados;
•os relatórios a serem entregues;
•a equipe técnica.

Na primeira auditoria realizada por determinada empresa de uma dada entidade, alguns
cuidados especiais de planejamento devem ser observados de acordo com o CFC e com a
doutrina.

Nas alternativas a seguir estão listados alguns desse cuidados, à exceção de uma. Assinale-
a:
( ) a.Leitura dos relatórios de auditoria anteriores (como mecanismos de
“conhecimento” da auditada).
( ) b.Levantamento das principais alterações ocorridas no sistema de controle interno.
( ) c.Uniformidade de critérios contábeis (uma vez que pode ter havido alterações de
um exercício para o outro, tais como mudança no método de avaliação de estoques,
uso de reavaliação, mudança no critério de tributação – lucro presumido para real,
por exemplo).
( ) d.Identificação de relevantes eventos subsequentes ocorridos após a data-base do
exercício, revelados ou não.

36.No processo do planejamento da auditoria deve ser considerada a participação de


auditores internos e de especialistas na execução do trabalho na entidade auditada, e a
possibilidade de as controladas e coligadas serem examinadas por outros auditores
independentes. Ao determinar a necessidade de utilizar-se do trabalho de especialistas, o
auditor independente não deve considerar:
( ) a.o risco de distorção ou erro, levando em conta a natureza e a complexidade do
assunto que está sendo analisado;
( ) b.o conhecimento da equipe de trabalho e a experiência prévia dos aspectos que
estão sendo considerados;
( ) c.a quantidade e qualidade de outras evidências de auditoria disponíveis para sua
análise;
( ) d.a medição do estágio de trabalhos completados ou a completar em contratos em
andamento.

37.No planejamento da auditoria devem ser considerados os aspectos relacionados nas


alternativas a seguir, à exceção de uma. Assinale-a:
( ) a.fatores econômicos;
( ) b.legislação aplicável;
( ) c.localização das unidades regionais;
( ) d.práticas operacionais da entidade.
38.Segundo a Resolução CFC no 1.035/05, o planejamento da auditoria independente deve
contemplar diversos procedimentos que permitam ao auditor obter evidências ou provas
suficientes e adequadas para fundamentar sua opinião sobre as demonstrações contábeis
auditadas.

Quando for realizada, pela primeira vez, uma auditoria ou quando as demonstrações
contábeis do exercício anterior tenham sido examinadas por outro auditor, a norma
recomenda outros procedimentos além dos normalmente aplicados.

Assinale a alternativa que indique um desses procedimentos adicionais:


( ) a.Obtenção de evidências suficientes de que os saldos de abertura do exercício
não contenham representações errôneas ou inconsistentes que, de alguma maneira,
distorçam as demonstrações contábeis do exercício atual.
( ) b.Exame da adequação dos saldos de encerramento do exercício anterior com os
saldos de abertura do exercício atual, observando-se as práticas contábeis geralmente
aceitas.
( ) c.Verificação se as práticas contábeis adotadas no atual exercício são uniformes
com as adotadas no exercício anterior, sem desvio do objetivo primordial da empresa.
( ) d.Identificação de fatos relevantes que possam afetar as atividades da entidade e
sua situação patrimonial, financeira, operacional e contábil em estrita obediência às
práticas contábeis geralmente aceitas.

39.O conhecimento do sistema contábil e de controles internos é fundamental para o


Planejamento da Auditoria e necessário para determinar a natureza, a extensão e a
oportunidade dos procedimentos de auditoria, devendo o auditor:
I.ter conhecimento do sistema de contabilidade adotado pela entidade e de sua
integração com os sistemas de controles internos;
II.avaliar o grau de confiabilidade das informações geradas pelo sistema contábil, sua
tempestividade e sua utilização pela administração; e
III.avaliar o grau de exatidão dos controles internos adotados pela entidade, mediante
a aplicação de provas de procedimentos de controle.

Com relação aos itens anteriores pode-se afirmar que:


( ) a.I e II estão corretos;
( ) b.II e III estão corretos;
( ) c.I e III estão corretos;
( ) d.todos estão corretos.

40.Como é denominado o plano de trabalho para exame de área específica que prevê os
procedimentos a serem aplicados, a fim de que se possa alcançar o resultado desejado?
( ) a.Revisão analítica.
( ) b.Circularização.
( ) c.Carta-proposta.
( ) d.Programa de auditoria.

41.Nas atividades de planejamento, o auditor deve estabelecer uma estratégia global


definindo o alcance, a época e a direção para o desenvolvimento do plano de auditoria.

A respeito do planejamento da auditoria, assinale a afirmativa incorreta.


( ) a.O auditor deve identificar as características do trabalho para definir o seu
alcance, bem como definir os objetivos do relatório do trabalho de forma a planejar
a época da auditoria e a natureza das comunicações requeridas.
( ) b.O auditor deve considerar os resultados das atividades preliminares do trabalho
de auditoria e, quando for o caso, a relevância do conhecimento obtido em outros
trabalhos.
( ) c.O auditor deve desenvolver o plano de auditoria e nele deve incluir a descrição
da natureza, a época e a extensão dos procedimentos planejados de avaliação de risco.
( ) d.O auditor deve atualizar e alterar a estratégia global e o plano de auditoria, para
definir o tipo de técnica e os procedimentos aplicáveis na revisão do seu trabalho.

42.Com relação ao planejamento e execução da auditoria de demonstrações contábeis,


analise as afirmativas a seguir:
I.O auditor deve adotar julgamento profissional quanto à natureza, à época e à extensão
dos procedimentos aplicados para o cumprimento das exigências das normas e a coleta
de evidências.
II.O auditor deve avaliar se foi obtida evidência de auditoria suficiente e apropriada e
se algo mais precisa ser feito para que sejam cumpridos os objetivos das normas e,
com isso, os objetivos gerais do auditor.
III.O auditor deve extrair conclusões baseadas nas evidências obtidas, por exemplo,
pela avaliação da razoabilidade das estimativas feitas pela administração na elaboração
das demonstrações contábeis.

Assinale:
( ) a.se somente a afirmativa I estiver correta;
( ) b.se somente a afirmativa II estiver correta;
( ) c.se somente as afirmativas II e III estiverem corretas;
( ) d.se todas as afirmativas estiverem corretas.

43.O auditor deve definir uma estratégia global que defina o alcance, a época e a direção do
seu trabalho e oriente o desenvolvimento do plano de auditoria. Ao estabelecer essa
estratégia global, o auditor deve adotar os procedimentos apresentados a seguir, à exceção
de um. Assinale-o:
( ) a.Identificar as características do trabalho para definir o seu alcance.
( ) b.Definir os objetivos do relatório do trabalho de forma a planejar a época da
auditoria e a natureza das comunicações requeridas.
( ) c.Considerar os fatores que no julgamento profissional do auditor são
significativos para orientar os esforços da equipe do trabalho.
( ) d.Considerar os resultados das atividades preliminares do trabalho de auditoria,
sendo indispensável o conhecimento dos outros trabalhos realizados pelo sócio do
trabalho para a entidade.

44.A respeito do plano de auditoria assinale a afirmativa incorreta:


( ) a.é mais detalhado que a estratégia global de auditoria, visto que inclui a natureza,
a época e a extensão dos procedimentos de auditoria a serem realizados pelos
membros da equipe de trabalho;
( ) b.trata dos diversos temas identificados na estratégia global, levando-se em conta
a necessidade de atingir os objetivos da auditoria por meio do uso eficiente dos
recursos do auditor;
( ) c.deve incluir a descrição da natureza, a época e a extensão dos procedimentos
planejados de avaliação de risco;
( ) d.deve ser desenvolvido para que o planejamento da auditoria seja elaborado.

45.O planejamento da auditoria envolve a definição de estratégia global para o trabalho e


para o desenvolvimento de plano de auditoria. Um planejamento adequado auxilia o
auditor, EXCETO para:
( ) a.organizar adequadamente o trabalho de auditoria para que seja realizado de
forma eficaz e eficiente;
( ) b.auxiliar na alocação apropriada de tarefas e na seleção dos membros da equipe
de trabalho com níveis apropriados de capacidade e competência para responderem
aos riscos esperados;
( ) c.dedicar atenção apropriada às áreas importantes da auditoria e identificar e
resolver, intempestivamente, problemas potenciais;
( ) d.auxiliar na coordenação do trabalho realizado por outros auditores e
especialistas.

46.O julgamento profissional precisa ser exercido ao longo de toda a auditoria, sendo
essencial para a condução apropriada dos exames. O julgamento profissional é necessário,
em particular, nas decisões sobre:
( ) a.papéis de trabalho;
( ) b.materialidade e risco de auditoria;
( ) c.composição da equipe de auditores;
( ) d.programas de auditoria.
47.Durante o processo de planejamento da auditoria anual, a equipe de auditores deve
cumprir algumas etapas ou fases essenciais para que a auditoria programada obtenha
sucesso. Sendo assim, para que os trabalhos de auditoria definidos para o ano sejam
efetuados dentro do período proposto, é imprescindível o cumprimento da fase de:
( ) a.classificação de cada processo auditado de acordo com o seu risco;
( ) b.definição prévia do prazo para realização de cada trabalho;
( ) c.definição da equipe de auditoria responsável para cada processo;
( ) d.realização do mapeamento dos processos na organização.

48.Antes do início da auditoria, a equipe deve programar o trabalho de forma objetiva e


eficaz. O programa de trabalho é um dos papéis utilizados como ferramenta valiosa nessa
função, no qual estão contidos os(as):
( ) a.procedimentos de auditoria, a identificação dos auditores responsáveis e os
campos para referências, observações e data de execução dos procedimentos;
( ) b.fluxos, as normas, as políticas e os objetivos dos processos escolhidos para
serem auditados e a aprovação formal dos gestores responsáveis por cada processo;
( ) c.nomes dos funcionários auditados com a identificação pessoal de cada um ao
lado dos procedimentos de auditoria executados e ordenados por data de nascimento;
( ) d.perguntas que serão realizadas durante as entrevistas de controles internos e a
metodologia utilizada durante a auditoria.

49.Assinale a alternativa CORRETA.

O auditor deve adquirir diversos tipos de conhecimentos sobre a entidade para que possa
planejar e efetuar seu exame de acordo com as normas de auditoria geralmente aceitas.

Quanto aos conhecimentos contábeis, o auditor precisará verificar:


( ) a.se as políticas de admissão e de treinamento estão disponibilizadas;
( ) b.se os princípios contábeis adotados na elaboração das demonstrações contábeis
estão em consonância com as normas vigentes;
( ) c.se as explicações entre as variações entre o orçado e o realizado são razoáveis;
( ) d.se a política de garantia dos produtos e serviços está sendo atendida.

50.Em relação ao papel e à época do planejamento de Auditoria estabelecido na NBC TA


300 – Planejamento da Auditoria de Demonstrações Contábeis, a etapa de planejamento
deve considerar diversos fatos, EXCETO que:
( ) a.a natureza e a extensão das atividades de planejamento variam conforme o porte
e a complexidade da entidade;
( ) b.o auditor pode optar por discutir alguns elementos do planejamento da auditoria
especificado na norma de auditoria com a administração da entidade, de forma a
facilitar a condução e o gerenciamento do trabalho de auditoria;
( ) c.o planejamento como atividade principal é uma fase inicial e isolada da auditoria
e que inicia e termina no início da auditoria;
( ) d.o planejamento inclui a consideração da época de certas atividades e
procedimentos de auditoria que devem ser concluídos antes da realização de
procedimentos adicionais de auditoria.

51.O planejamento da Auditoria deve ser realizado de tal maneira que duas áreas sejam
examinadas em primeiro lugar, para que se determinem a natureza, a extensão e as datas dos
testes detalhados ou procedimentos de auditoria para as diversas contas do balanço
patrimonial e da demonstração do resultado do exercício.

Tais áreas são:


( ) a.políticas estratégicas e operacionais;
( ) b.aplicações financeiras e empréstimos obtidos;
( ) c.contabilidade e tesouraria;
( ) d.controle interno e revisão analítica.

52.Numere a coluna de acordo com a sequência lógica a ser seguida e assinale a alternativa
correspondente.

A fase de execução dos trabalhos de auditoria ou exames é comumente chamada de trabalho


de campo e consiste na etapa de aplicação do Programa de Auditoria e coleta de evidências,
compreendendo as seguintes etapas:
( ) Elaboração do relatório de auditoria.
( ) Estudo e avaliação dos controles internos.
( ) Reunião de abertura dos trabalhos com o auditado.
( ) Aplicação dos programas de auditoria (exames e coleta de evidências).
( ) Registro em papéis de trabalho.
( ) a.1, 2, 3, 4, 5;
( ) b.2, 1, 3, 4, 5;
( ) c.5, 1, 2, 3, 4;
( ) d.5, 2, 1, 3, 4.

53.Conforme a NBC TA 300 – Planejamento da Auditoria de Demonstrações Contábeis, o


auditor deve estabelecer uma estratégia global que defina o alcance, a época e a direção do
trabalho, para orientar o desenvolvimento do plano de auditoria. Ao definir a estratégia
global, o auditor DEVE:
( ) a.estabelecer os objetivos do cliente de forma a planejar a época da auditoria e a
natureza dos testes.
( ) b.considerar os fatores que, no julgamento da administração da entidade, são
significativos para orientar os esforços da equipe do trabalho.
( ) c.considerar os resultados das atividades preliminares do trabalho de auditoria e,
quando aplicável, se é relevante o conhecimento obtido em outros trabalhos
realizados pelo sócio responsável pelo trabalho para a entidade.
( ) d.determinar as limitações e a extensão dos recursos financeiros necessários para
realizar o trabalho.

54.O auditor independente, ao utilizar o trabalho específico dos auditores internos, deve:
( ) a.ressalvar que o trabalho foi efetuado pelos auditores internos e a
responsabilidade é limitada, registrando que a empresa tem conhecimento da decisão
por utilizar estes trabalhos.
( ) b.incluir, na documentação de auditoria, as conclusões atingidas relacionadas com
a avaliação da adequação do trabalho dos auditores internos e os procedimentos de
auditoria por ele executados sobre a conformidade dos trabalhos.
( ) c.restringir a utilização a trabalhos operacionais, de elaboração de cálculos e
descrição de processos que não ofereçam riscos ao processo de auditoria, visto que a
responsabilidade é limitada sobre eles.
( ) d.dividir as responsabilidades com a administração da empresa auditada,
restringindo seus trabalhos ao limite da auditoria realizada e à documentação
produzida pelos seus trabalhos.

55.Em relação ao papel e à época do planejamento de Auditoria estabelecido na NBC TA


300 – Planejamento da Auditoria de Demonstrações Contábeis, a etapa de planejamento
deve considerar diversos fatos, EXCETO que:
( ) a.a natureza e a extensão das atividades de planejamento variam conforme o porte
e a complexidade da entidade.
( ) b.o auditor pode optar por discutir alguns elementos do planejamento da auditoria
especificado na norma de auditoria com a administração da entidade, de forma a
facilitar a condução e o gerenciamento do trabalho de auditoria.
( ) c.o planejamento como atividade principal é uma fase inicial e isolada da auditoria
e que inicia e termina no início da auditoria.
( ) d.o planejamento inclui a consideração da época de certas atividades e
procedimentos de auditoria que devem ser concluídos antes da realização de
procedimentos adicionais de auditoria.

PAPEIS DE TRABALHO

1.Na primeira linha da parte superior dos papéis de trabalho deve constar:
( ) a.a data-base do exame;
( ) b.o nome da empresa auditada;
( ) c.as aplicações dos ticks;
( ) d.as observações ou comentários.

2.O objetivo principal de se codificar e se referenciar os papéis de trabalho é:


( ) a.facilitar de imediato a identificação;
( ) b.avaliar os auditores;
( ) c.estabelecer o planejamento da auditoria;
( ) d.levantar pontos construtivos para o relatório-comentário.

3.Os papéis de trabalho devem ficar em poder:


( ) a.do contador da empresa auditada;
( ) b.da diretoria da empresa auditada;
( ) c.do auditor;
( ) d.da CVM.

4.A principal finalidade dos papéis de trabalho é:


( ) a.registrar as evidências obtidas durante a execução do trabalho de auditoria;
( ) b.fornecer dados para a empresa elaborar as demonstrações financeiras;
( ) c.ajudar a empresa na maximização de seus lucros;
( ) d.ajudar o auditor independente no preparo das demonstrações contábeis e do
relatório do conselho de administração.

5.Os papéis de trabalho são conjuntos de documentos que evidenciam o trabalho do auditor
independente. Assim sendo:
( ) a.devem ser entregues à empresa auditada ao término do trabalho para justificar o
parecer emitidos e os honorários cobrados;
( ) b.devem ser entregues à Comissão de Valores Mobiliários para a revisão e
aprovação;
( ) c.são de sua propriedade, sendo ele também responsável por sua guarda e sigilo;
( ) d.são propriedades da empresa auditada, mas ficam à disposição da Comissão de
Valores Mobiliários.

6.Assinale a opção que não se relaciona com os papéis de trabalho utilizados pelo auditor
no transcorrer de seus trabalhos.
( ) a.Os papéis de trabalhos são o conjunto de documentos e apontamentos do auditor.
( ) b.Os papéis de trabalho, por serem confidenciais, são de propriedade da empresa
auditada.
( ) c.Os papéis de trabalho constituem a evidência do trabalho executado pelo auditor.
( ) d.Os papéis de trabalho devem ser mantidos em arquivo, no mínimo, por 5 anos.
7.Os papéis de trabalho devem seguir um padrão definido e claro. Com base nesta afirmação,
assinale a opção que não se constitui regra básica que deve ser observada na elaboração dos
papéis de trabalho.
( ) a.Os papéis de trabalho devem ser limpos, claros e evidenciar a obediência às
normas de auditoria.
( ) b.Os papéis de trabalho devem incluir todos os dados pertinentes, inclusive os
irrelevantes.
( ) c.Os papéis de trabalho devem ser limpos, claros e corretos, e ainda sem erros
matemáticos.
( ) d.Os papéis de trabalho devem ser concisos, limpos, claros e sem erros
matemáticos e objetivos.

8.São objetivos dos papéis de trabalho do auditor:


( ) a.servir de base para avaliação de auditoria, auxiliar o contador na execução do
trabalho de auditoria, atender às normas contábeis geralmente aceitas;
( ) b.representar na justiça as evidências do trabalho executado, permitir ao contador
da companhia auditada o acompanhamento dos trabalhos;
( ) c.acumular provas necessárias para suportar o parecer do auditor, facilitar a
revisão dos trabalhos por parte da empresa auditada;
( ) d.representar na justiça as evidências do trabalho executado, acumular provas
necessárias para suportar o parecer do auditor.

9.Para o auditor, um exemplo de papel de trabalho permanente é:


( ) a.Estatuto Social;
( ) b.Patrimônio Líquido;
( ) c.Ajustes de Auditoria;
( ) d.Revisão Analítica.

10.Os papéis de trabalho consistem no conjunto de documentos e apontamentos com


informações e provas coletadas pelo auditor independente; são de sua propriedade exclusiva
e têm como principal objetivo:
( ) a.servir de elemento de prova para registro no departamento contábil;
( ) b.evitar desperdícios e erros por parte da administração da empresa;
( ) c.dar suporte à opinião do auditor expressa em seu parecer;
( ) d.controlar os compromissos assumidos pelo auditor.

11.O arquivo permanente de uma auditoria comporta:


( ) a.o programa de auditoria cumprido;
( ) b.o planejamento cumprido na auditoria;
( ) c.o registro dos exames realizados;
( ) d.os assuntos que sejam de interesse para consulta, por conterem dados sobre o
sistema, área ou unidade objeto de auditoria.

12.Uma das finalidades dos papéis de trabalho em auditoria é:


( ) a.ajudar a empresa na maximização de seus lucros;
( ) b.ajudar o auditor independente na elaboração das demonstrações contábeis e do
relatório do conselho de administração;
( ) c.fornecer dados para a empresa elaborar as demonstrações contábeis;
( ) d.registrar as descobertas realizadas e comprovar o cumprimento do trabalho de
auditoria.

13.Os papéis de trabalho de auditoria correntes são utilizados em:


( ) a.um exercício social;
( ) b.dois exercícios sociais;
( ) c.três exercícios sociais;
( ) d.quatro exercícios sociais.

14.Os papéis de trabalho são o conjunto de documentos e apontamentos com informações e


provas coligidas pelo auditor, preparados de forma manual, por meios eletrônicos ou por
outros meios, que constituem a evidência do trabalho executado e o fundamento de sua
opinião:
( ) a.na prática, constituem a documentação preparada exclusivamente pelo auditor;
( ) b.na prática, constituem a documentação fornecida ao auditor pela empresa na
execução da auditoria;
( ) c.na prática, constituem a documentação preparada pelo auditor e/ou fornecida a
este na execução da auditoria;
( ) d.na prática, constituem a documentação preparada pelo auditor e/ou fornecida a
este pela empresa.

15.A documentação preparada pelo auditor independente de demonstrações contábeis, ou


fornecida a este, por intermédio de informações em meios eletrônicos, por exemplo, que se
constituem em evidências de auditoria, é conhecida como:
( ) a.relatórios de auditoria;
( ) b.circularizações eletrônicas;
( ) c.técnicas assistidas por computador;
( ) d.papéis de trabalho.

17.O auditor registra no papel de trabalho os ajustes, as reclassificações e as eliminações de


lançamentos contábeis, a fim de refletir adequadamente a realidade das demonstrações
contábeis. Assim, a correlação INCORRETA é o auditor ter que:
( ) a.reclassificar o lançamento contábil quando verificar que a empresa registrou
uma despesa com lubrificantes para manutenção de equipamentos como conta de
resultado do exercício;
( ) b.reclassificar o lançamento contábil quando verificar que a empresa registrou
uma despesa com encargos previdenciários erroneamente no grupo de despesas não
operacionais;
( ) c.eliminar o lançamento contábil quando verificar que a empresa registrou as
vendas dos primeiros dias do ano seguinte ao período de dezembro do exercício
auditado;
( ) d.ajustar o lançamento contábil quando verificar que a empresa não registrou os
juros devidos referentes às aplicações financeiras de curto prazo.

18.Com relação às características dos papéis de trabalho, assinale, nas opções abaixo, a
assertiva INCORRETA:
( ) a.o conjunto de documentos e apontamentos com informações e provas detectadas
pelo auditor;
( ) b.de propriedade exclusiva do auditor, sendo este responsável por sua guarda e
sigilo;
( ) c.preparados de forma manual, por meios eletrônicos, ou por meio de cópias de
documentos;
( ) d.a base no processo de fiscalização realizado pelos órgãos públicos por serem de
livre acesso.

19.Quanto aos papéis de trabalho, é correto afirmar que:


( ) a.os papéis do tipo permanente, utilizados nas atividades de campo, são
considerados os mais importantes elementos documentais do trabalho do servidor do
sistema de controle interno;
( ) b.os papéis têm por finalidade fornecer um meio de revisão pelos superiores,
entretanto não servem para determinar se o serviço foi feito de forma adequada e
eficaz;
( ) c.os anexos juntados ao arquivo permanente não constituem parte integrante dos
papéis de trabalho, sendo, portanto, desnecessária sua revisão e atualização a cada
exame;
( ) d.o arquivo permanente deve conter assuntos que forem de interesse para consulta
sempre que se quiser dados sobre o sistema, área ou unidade objeto de controle.

20.Assinale a alternativa INCORRETA. Os papéis de trabalho do auditor independente


destinam-se a:
( ) a.possibilitar à administração da entidade um melhor conhecimento dos
procedimentos e dos controles da entidade;
( ) b.comprovar a aplicação dos procedimentos de auditoria;
( ) c.facilitar a revisão do trabalho de auditoria;
( ) d.registrar as evidências do trabalho executado, para fundamentar a emissão do
parecer do auditor independente.

21.De conformidade com as Normas Brasileiras de Contabilidade, o iuditor independente,


para fins de fiscalização do exercício profissional, deve manter a guarda de seus papéis de
trabalho por:
( ) a.trinta anos;
( ) b.dez anos;
( ) c.cinco anos;
( ) d.período variável, de acordo com o Código Civil.

22.Analise as afirmativas abaixo:


I.Os ticks de auditoria são sinais gráficos que facilitam a comunicação dos papéis de
trabalho.
II.O plano amostral é um dos papéis de trabalho elaborados na etapa de planejamento.
III.Os papéis de trabalho permanentes dizem respeito a informações decorrentes da
auditoria de um exercício social ou período.
IV.Os papéis de trabalho também servem como base para avaliação de auditores.

Assinale a alternativa CORRETA:


( ) a.As afirmativas I e III são verdadeiras.
( ) b.As afirmativas III e IV são falsas.
( ) c.Apenas as afirmativas III e IV são verdadeiras.
( ) d.Apenas a afirmativa III é falsa.

23.Os principais objetivos dos papéis de trabalhos de auditoria são os seguintes, EXCETO:
( ) a.atender às normas de auditoria geralmente aceitas;
( ) b.acumular as provas necessárias para suportar o parecer do auditor;
( ) c.servir como base para avaliação da organização;
( ) d.auxiliar o auditor durante a execução de seu trabalho.

24.Segundo as Normas de Auditoria Independente das Demonstrações Contábeis, o auditor


deve adotar procedimentos apropriados para manter a custódia dos papéis de trabalho:
( ) a.pelo prazo de cinco anos, a partir da data de emissão do seu parecer;
( ) b.pelo prazo de três anos, a partir da data de emissão do seu parecer;
( ) c.pelo prazo de cinco anos, a partir da data de finalização da auditoria;
( ) d.pelo prazo de três anos, a partir da data de finalização da auditoria.
25.De acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade, analise as afirmativas abaixo e
assinale a alternativa correta, quanto à confidencialidade, custódia e propriedade dos papéis
de trabalho:
I.O auditor deve adotar procedimentos apropriados para manter a custódia dos papéis
de trabalho pelo prazo de cinco anos, a partir da data de emissão do seu parecer.
II.–A confidencialidade dos papéis de trabalho é dever permanente do auditor.
III.Os papéis de trabalho são de propriedade exclusiva da entidade. Partes ou excertos
destes podem, a critério da entidade, ser postos à disposição da auditoria.
( ) a.Apenas as afirmativas I e III estão certas.
( ) b.Apenas a afirmativa I está certa.
( ) c.Apenas a afirmativa III está errada.
( ) d.Apenas as afirmativas I e II estão erradas.

26.Em relação aos papéis de trabalho, o Conselho Federal de Contabilidade estabelece:


( ) a.o conteúdo do papel de trabalho deve ater-se ao registro do planejamento da
auditoria, à natureza, à oportunidade, à extensão dos procedimentos aplicados, aos
resultados obtidos e às conclusões da evidência da auditoria, devendo ainda incluir o
juízo do auditor acerca de todas as questões significativas, juntamente com a
conclusão a que chegou, inclusive nas áreas que envolvem questões de difícil
julgamento;
( ) b.não afetam a forma do conteúdo do papel de trabalho questões relacionadas à
natureza do trabalho ou à natureza e à complexidade da atividade da entidade;
( ) c.os papéis de trabalho, quando solicitados por terceiros, não podem, sob hipótese
alguma, ser disponibilizados;
( ) d.emitido o parecer, o auditor deve manter sob sua custódia os papéis de trabalho
pelo prazo de dois anos.

27.Constituem aspectos fundamentais dos papéis de trabalho do auditor:


( ) a.completude, objetividade e obscuridade;
( ) b.completude, obscuridade e limpeza;
( ) c.objetividade, limpeza e parcialidade;
( ) d.objetividade, lógica e clareza.

28.Os papéis de trabalho constituem o conjunto de formulários e documentos que contêm


as informações e apontamentos obtidos pelo auditor durante seu exame, representando a
evidência do trabalho executado e o fundamento de sua opinião. Dessa forma, constitui
papel de trabalho de natureza permanente:
( ) a.demonstrações financeiras;
( ) b.revisão analítica;
( ) c.manuais de procedimentos internos;
( ) d.receitas e despesas.

29.Na execução da auditoria, todas as questões que foram consideradas importantes para
mostrar evidências devem ser documentadas em papéis de trabalho. Papéis de trabalho,
portanto, representam a documentação preparada pelo auditor, ou fornecida a ele. De acordo
com as normas de auditoria, os papéis de trabalho são de propriedade exclusiva do (a):
( ) a.auditor;
( ) b.entidade auditada;
( ) c.Conselho Federal de Contabilidade;
( ) d.Comissão de Valores Mobiliários.

30.Segundo a Resolução CFC, a forma e o conteúdo dos papéis de trabalho podem ser
afetados pelas questões listadas a seguir, à exceção de uma. Assinale-a:
( ) a.Direção, supervisão e revisão do trabalho executado pela equipe técnica.
( ) b.Natureza e complexidade da atividade da entidade.
( ) c.Natureza e condição dos sistemas contábeis e de controle interno da entidade.
( ) d.Local, equipe técnica, controles internos administrativos, sistema de custeio
utilizado para cada produto, independentemente do volume produzido e percentual
relativo de receita auferida.

31.Os papéis de trabalho constituem o conjunto de documentos e apontamentos que o


auditor colige antes, durante e após a aplicação dos procedimentos de auditoria. Assim, são
exemplos de “papéis” de trabalho: cópia de contratos de financiamento, de empréstimos,
relação de fornecedores, de clientes, mapa de apuração de impostos, de dividendos e de
participações, cópia de documentos fiscais, arquivos magnéticos, cartas de circularização
etc.

A esse respeito, considerando o disposto pelo CFC, não é correto afirmar que:
( ) a.a extensão dos papéis de trabalho é assunto de julgamento profissional;
( ) b.não é necessário nem prático documentar todas as questões de que o auditor
trata;
( ) c.registram as evidências do trabalho executado;
( ) d.pertencem ao auditor independente, que deverá arquivá-los pelo prazo de cinco
anos a contar da publicação do parecer.

32.Sobre os papéis de trabalho, de acordo com as normas de auditoria interna do CFC, não é
correto afirmar que:
( ) a.a auditoria interna deve ser documentada por meio de papéis de trabalho,
elaborados em meio físico ou eletrônico, que devem ser organizados e arquivados de
forma sistemática e racional;
( ) b.os papéis de trabalho constituem documentos e registros dos fatos, informações
e provas, obtidos no curso da auditoria, a fim de evidenciar os exames realizados e
dar suporte à sua opinião, críticas, sugestões e recomendações;
( ) c.a administração da entidade deve contribuir com o auditor na confecção dos
papéis de trabalho de natureza corrente, a fim de alcançar o detalhamento necessário
e suficiente para comprovar as evidências;
( ) d.os papéis de trabalho devem ter abrangência e grau de detalhe suficientes para
propiciarem a compreensão do planejamento, da natureza, da oportunidade e da
extensão dos procedimentos de Auditoria Interna aplicados, bem como do
julgamento exercido e do suporte das conclusões alcançadas.

33.Os papéis de trabalho podem ser de natureza corrente ou permanente. São exemplos de
papéis de trabalho correntes:
( ) a.as legislações específicas aplicáveis à empresa auditada;
( ) b.os manuais de procedimentos internos;
( ) c.o questionário de controle interno;
( ) d.os cartões de assinaturas e rubricas dos responsáveis pela aprovação das
transações.

34.As questões que afetam a forma e o conteúdo dos papéis de trabalho, conforme prevê a
norma pertinente do CFC, estão indicadas nas alternativas a seguir, à exceção de
uma. Assinale-a.
( ) a.a natureza do trabalho;
( ) b.a natureza e a complexidade da atividade da entidade;
( ) c.as evidências e a avaliação dos riscos de auditoria;
( ) d.a direção, a supervisão e a revisão do trabalho executado pela equipe técnica.

35.Compostos pela documentação preparada pelo auditor ou a ele fornecida na execução da


auditoria, os papéis de trabalho possuem as seguintes características, exceto:
( ) a.sua disponibilização a terceiros é permitida, desde que formalmente autorizada
pela entidade auditada;
( ) b.sua confidencialidade é dever permanente do auditor;
( ) c.apenas abrigam informações em papel, sendo vedadas as evidências obtidas por
meios eletrônicos;
( ) d.devem ser mantidos sob a custódia do auditor por um prazo de cinco anos, a
partir da data de emissão do parecer.

36.Um dos principais objetivos dos papéis de trabalhos de auditoria é:


( ) a.fornecer dados para a empresa elaborar as demonstrações financeiras;
( ) b.atender às normas de auditoria geralmente aceitas;
( ) c.ajudar a empresa na maximização de seus lucros;
( ) d.determinar o grau de envolvimento da auditoria interna, se existente.

37.Em conformidade com as técnicas de auditoria, quando um auditor, ao longo da


realização dos trabalhos, consulta o contrato social de uma empresa, está consultando um
papel de trabalho classificado, quanto à forma de arquivo, como:
( ) a.folha-mestra;
( ) b.papel permanente;
( ) c.papel corrente;
( ) d.papel analítico.

38.Os papéis de trabalho podem ser de natureza corrente, utilizados em apenas um exercício
social, ou de natureza permanente, utilizados em mais de um exercício social. Caracterizam-
se como exemplos de papéis de trabalho permanentes e correntes, respectivamente:
( ) a.contas a pagar e resultado de exercícios futuros;
( ) b.contas a pagar e demonstrações financeiras;
( ) c.manuais de procedimentos internos e legislações específicas de empresas
auditadas;
( ) d.estatuto social ou contrato social e aplicações financeiras.

39.Em relação aos papéis de trabalho, o auditor externo deve:


( ) a.quando utilizar-se de papéis de trabalho fornecidos pela empresa auditada,
verificar sua exatidão;
( ) b.utilizar somente papéis de trabalho complementares às demonstrações
contábeis;
( ) c.aceitar os documentos apresentados, visto que a empresa declara por meio da
carta de conforto sua responsabilidade em relação às informações prestadas;
( ) d.conferir a legitimidade e a legalidade de todas as atas, estatutos e contratos
apresentados pela empresa.

40.Segundo a metodologia de mercado e as boas práticas de auditoria, os papéis de trabalho


podem ser classificados, quanto à sua natureza, em dois tipos: permanentes e correntes. São
exemplos de papéis de trabalho permanentes, EXCETO:
( ) a.as atas das reuniões de assembleia geral extraordinária;
( ) b.as cópias do estatuto ou contrato social da empresa;
( ) c.a legislação específica aplicável ao negócio da empresa auditada;
( ) d.a revisão analítica das contas contábeis.