Você está na página 1de 8

TRABALHO – EAEF

Trabalho da Disciplina: A Educação Ambiental na Educação Formal

Magda Welter
Marcelly Cristianny Sousa
Marco Tulio Santos Ledo

Novembro/2017

IDENTIDADES AMBIENTAIS NA SALA DE AULA

1
TRABALHO – EAEF

SUMÁRIO

Nome do Projeto 03
Objetivos 03
Justificativa 03
Duração 04
Público-alvo 04
Atividades 04
Avaliação 07
Ações Futuras 07
Registro de Evidências 08
Referências 09

“Tudo o que acontece no mundo, seja no meu país, na minha cidade ou no meu
bairro acontece comigo. Então eu preciso participar das decisões que interferem na
minha vida”. (Herbert de Souza, o Betinho).

2
TRABALHO – EAEF

1. Nome do Projeto
Identidades Ambientais na Sala de Aula.

2. Objetivos
2.1 Objetivo Geral
Compreender a Educação Ambiental como proceso de inferência na
formação da identidade ambiental dos alunos e da comunidade escolar de forma
permanente a fim de se pensar nas soluções para os problemas atuais e na
construção de um futuro desejado por todos.

2.2 Objetivos Específicos

 Identificar elementos presentes no meio ambiente da comunidade local que


diretamente influenciam a vida da população local;
 Criar e fortalecer espaços de debate na escola sobre os problemas sociais e
ambientais da comunidade e perceber como eles se relacionam com o mundo;
 Identificar, através de discussões e ações coletivas, formas de solução para os
problemas ambientais presentes na comunidade;
 Reconhecer responsabilidades individuais e coletivas dos indivíduos frente a ao
meio ambiente de forma a melhorar a vida em comunidade;
 Planejar ações que contribuam para melhoria da qualidade de vida dos indivíduos
da comunidade escolar.

3. Justificativa
A promoção da qualidade de vida está diretamente ligada ao uso e
manejo dos recursos naturais, pois as consequencias das ações humanas sobre o
meio ambiente, seja ele local ou mundial influem diretamente na vida de toda
população. Imaginemos, por exemplo, a falta de onservação de nescentes, o que
gera falta de agua em córregos ampliando assim o vazante dos córregos nos rios.
Logo, necesita-se construir uma proposta e um compromisso de contribuir
para a formação de uma Comunidade Escolar Sustentável, em que as relações
estabelecidas inteligam homem e natureza de forma significativa, muitas vezes
representando espaços que caracterizam determinadas regiões.
Essa comunidade aprende, pensa e age para construir o seu presente e o
futuro com criatividade, liberdade e respeito às diferenças. Com este Projeto
queremos realizar ações voltadas à melhoria do meio ambiente e da qualidade de

3
TRABALHO – EAEF

vida, promovendo o intercâmbio entre a escola e a comunidade, e contribuir assim


para um dia-a-dia participativo, democrático, animado e saudável.

4. Duração
Início: Março/2018.
Término: Novembro/2018 – Culminância na Semana de Educação para a
Vida, conforme Lei Federal 11.988, de 27 de julho de 2009.
O projeto deverá ser reformulado a cada ano, pasando a integrar o
Projeto Político - Pedagógico da Escola.

5. Público-Alvo
Alunos devidamente matriculados e frequentes nos Anos Finais do Ensino
Fundamental.

6. Atividades
6.1 Atividades com a Comunidade Escolar
 Visitas de campo as casas localizadas nos bairros ao entorno da escola, com
proceso de informar os alunos sobre a coleta seletiva;
 Palestras na escola com profissionais das áreas de vigilancia sanitária,
epidemiologia, policía militar ambiental, entre outros, a fim de discutirem
sobre os principais aspectos ambientais que influenciam a nossa vida;
 Oficinas de reciclagem a serem ofertadas a comunidade escolar;
 Projeto de Integração Escola Comunidade (culminância das ações do
Projeto): em um sábado eleito no calendário, a escola estará aberta para toda a
comunidade visitar os resultados alcançados no decorrer do projeto. Para esta
ocasião, as turmas dos anos finais deverão apresentar neste dia, expondo o trabalho
produzido em sala de aula, fotos, desenhos, maquetes, teatro, música, experimentos
científicos, enfim, tudo o que foi pesquisado ao longo do trimestre é mostrado neste
dia, bastante esperado pelos pais, professores e alunos.
 Serão realizadas durante o projeto proceso de formação com os profissionais
da escola, de forma a otimizar e reutilizar insumos da escola, como: gordura para
realização de sabão, separação de lixo para a coleta seletiva, além de formas de

4
TRABALHO – EAEF

aproveitamento e diminuição dos gastos com papel, política de desfazimento de


libros didáticos em desuso, entre outros.

6.2 Atividades com os Docentes


 Será parte da Semana de Educação para a Vida a Gincana do Meio
Ambiente: durante 3 dias, as turmas ficarão envolvidas em diversas tarefas
relacionadas ao Meio Ambiente. A turma que conseguisse cumprir todas as
tarefas e mostrasse maior espírito de equipe, ganharia um passeio ao Parque
Nacional do Iguaçu.

Tarefas antecipadas
6.2.1 Cada equipe deve criar ou utilizar um nome já existente, que deverá
identificar a turma desde a entrada da sala; o nome deve ser
diretamente vinculado a temática.
6.2.2 Cada equipe deverá elaborar um grito de guerra para a equipe com o
tema “meio ambiente”;
6.2.3 Reciclagem de papel: cada equipe deverá reciclar papel de forma a
criar uma folha (de papel reciclado). Nesta folha a equipe deverá pintar
ou desenhar uma arte voltada a ecologia/reciclagem;
6.2.4 Cada equipe deve fazer registro fotográfico com no mínimo 05
exemplos de acumulo de lixo, 05 exemplos de elementos da natureza
que caracterizam a comunidade escolar e 5 exemplos de ações
positivas de separação, guarda e coleta do lixo. As fotos deverão estar
identificadas com endereço e datadas, a fim de verificar a veracidade.
6.2.5 Confecção de painel explicativo sobre a coleta seletiva;
6.2.6 Confecção de uma lixeira para o lixo seco. A lixeira deverá ser firme de
plástico ou de papelão duro e de cor laranja, e conter uma placa
informativa “lixo seco” nela; (após a Gincana, cada sala de aula
ganhará uma lixeira de lixo seco);
6.2.7 Confecção de petecas com material reaproveitado;

5
TRABALHO – EAEF

6.2.8 A equipe deverá entregar uma floreira com uma folhagem contendo o
nome popular e científico de uma planta que caracterize a comunidade
escolar.
6.2.9 Cada equipe deve eleger uma dupla de coordenadores (de preferência,
um menino e uma menina), que deverão estar identificados com um
crachá com seus nomes, turma e nome da Equipe.

Tarefas-relâmpago: são tarefas que serão dadas na hora, chamando os


coordenadores das equipes através de um sinal combinado (no nosso caso, a
sineta). São elas:

6.2.10 Criar um Poema sobre o Meio Ambiente;


6.2.11 Montar uma esquete de teatro sobre o Meio Ambiente;
6.2.12 Decorar o seu “QG” (sala da turma);
6.2.13 Em duplas, jogar com as petecas que a turma confeccionou. A dupla
que manter-se mais tempo jogando com a peteca no ar, vence a tarefa;
6.2.14 Fazer uma placa para uma passeata que será feita pelo bairro, em prol
do Meio Ambiente;
6.2.15 Passeata: as equipes ais animadas e organizadas na passeata
ganharão pontos extras;
6.2.16 porcentagem por presença: as equipes com mais presença ganharão
pontos extras;
6.2.17 Confecção de uma roupa para um casal escolhido pela equipe desfilar.
A roupa deverá ser toda com materiais recicláveis. Um júri avaliará os
seguintes itens: criatividade, uso de materiais recicláveis, beleza da
roupa e simpatia da dupla.

7. Avaliação

7.1 Avaliação dos alunos pelos professores


Os alunos serão avaliados por seu envolvimento com o Projeto por cada
professor em sua disciplina dentro da proposta que é colocada no início do trimestre.
A avaliação é processual, com acompanhamento dos professores do envolvimento,

6
TRABALHO – EAEF

aprendizagem e compromisso dos alunos. Na culminância do Projeto, será possível


avaliar o final do processo, percebendo o que foi realmente aprendido através das
apresentações dos alunos aos visitantes, além da qualidade dos trabalhos
expostos. Poderão ser utilizados como instrumentos de avaliação: pesquisas,
experiências, debates, entrevistas, entre outros.

7.2 Avaliação do Projeto pelos alunos


O proceso de avaliação deve ser dialógico, portanto, competirá também
aos alunos realizarem a avaliação do projeto, de forma a auxiliar na promoção de
novas tarefas.

7.3. Avaliação do Projeto pelos Professores


Em reunião pedagógica referente ao cumprimento do 1/3 de jornada, em
atividades coletivas, será realizada avaliação das atividades. Os professores serão
levados a pensar sobre os entraves e avanços do projeto para a escola.

7.4. Avaliação do Projeto pela Comunidade Escolar


A Comunidade Escolar e Conselho Escolar também poderão avaliar o
projeto através de fichas avaliativas com alguns itens para marcar que serão
distribuídas e tabuladas.

8. Ações Futuras
Compromisso: nos anos subsequentes, haverá recontextualização, e todo
o processo de reavaliação do projeto.

9. Registro de Evidências
Ao termino do período letivo haverá uma festa de encerramento do projeto
naquele ano. Na oportunidade os alunos apresentarão a conclusão das atividades
realizadas, sendo:
6º ano – Exposição de fotos e coreografia;
7º ano – Apresentação teatral e poesias;
8º ano – Roda de Conversa;
9º ano – Seminário sobre o tema discutido.

7
TRABALHO – EAEF

Referências

A Ação Tutorial no Sistema Educativo [Apostila do Mestrado em Educação]. Florianopolis:


FUNIBER.

Você também pode gostar