Você está na página 1de 5

Página | 1

Plano de Formação

Tipologia de Intervenção |3.01 Qualificação das Pessoas com Deficiência e Incapacidade


Área de Formação | 811. Hotelaria e Restauração
Ação Formativa | Cozinheiro/a
Duração | 3600 horas

Unidade de Formação de Curta Duração (UFCD) | Matemática para a Vida

Código | MV_B2_A

Carga Horária| 50 horas

Nome do Formador@| Carla Alexandra Martins Mendes Valério do Couto

Data de Preenchimento: 06-12-2020


Página | 2

Objectivos Gerais da UFCD (de acordo com o referencial e UFCD correspondente):


Interpretar, organizar, analisar e comunicar informação usando processos e procedimentos
matemáticos

Conteúdos
(de acordo com o referencial e UFCD correspondente)Carga HoráriaNaturezaCP1 Utilização da moeda
única europeia no dia-a-dia12 horasTeóricoCP2Unidades de grandeza e medida16
HorasTeóricoCP3Organização e interpretação de dados em tabelas e gráficos18
HorasTeóricoCP4Estimação e calculo mental4 HorasTeórico

Se necessário pode copiar esta caixa para a página seguinte preenchendo apenas o que se refere aos conteúdos.
Página | 3

Objectivos Específicos / competências a adquirir:

Utilizar a moeda única europeia e outra moeda familiar em atividades do dia-a-dia, ou em


simulação, nomeadamente, em aquisições diretas, em operações de multibanco e em
atividades que requeiram a escrita de informação numérica.
Efetuar medições de grandezas de natureza diversa, utilizando unidades e instrumentos de
medida adequados.
Ler e interpretar tabelas de frequências absolutas e de
frequências relativas.
Ler e interpretar horários de serviços, de meios de transporte, escolares, etc.
Apresentar horários, diários, semanais ou outros, de uma forma organizada e clara.
Ler e interpretar gráficos (de barras, pictogramas).
Construir tabelas e gráficos de barras relativos a situações de vida pessoal,
profissional, social.

Analisar criticamente informação que envolva dados numéricos,


recolhida pelo formando de órgãos de comunicação, por exemplo.
Ordenar e agrupar dados, utilizando medidas de localização
(média, mediana, moda) e amplitude para comparar distribuições.
Utilizar o conceito de probabilidade na interpretação de informações.
Comunicar processos e resultados usando a linguagem matemática e a língua
portuguesa.
Em contexto de vida (do(s) formando(s)) resolver problemas de contagem, utilizando
operações matemáticas (Adição, subtração e multiplicação).
Em contexto de vida do(s) formando(s) resolver problemas que envolvem raciocínio lógico,
usando a estimativa e o cálculo mental como meio de controlo de resultados.
Decidir sobre a razoabilidade de um resultado, tendo em consideração critérios diversos,
nomeadamente proporcionalidade, e ordem de grandeza dos números
Página | 4

Métodos e Técnicas:

Os métodos pedagógicos utilizados serão o demonstrativo e interrogativo. Os formandos serão


confrontados com situações concretas do dia-a-dia nas quais recorram aos conteúdos
abordados nas sessões de formação. O método demonstrativo será aplicado em todas as
situações que suscitem mais dificuldades aos formandos, e o método interrogativo encaminhá-
los-á para uma aprendizagem mais ativa e aprofundada dos temas, despertando maior
consciência da utilização e importância da matemática no quotidiano.

Actividades Pedagógicas:

[ Escrever texto]
Página | 5

Recursos Didácticos:

Quadro, videoprojector, calculadora, computador, materiais manipuláveis, balanças, copos de


medir, régua e fita-métrica.

Metodologia de Avaliação:

A avaliação dos formandos terá um caráter contínuo. A avaliação formativa será feita ao
longo de todas as sessões, sendo que o progresso dos formandos será observado
diretamente pela formadora. A avaliação sumativa ocorrerá em duas sessões na forma de
duas provas escritas individuais.