Você está na página 1de 4

MATERIAL ELABORADO POR RVTRADER – www.rvtrader.com.

br
REPRODUÇÃO NÃO AUTORIZADA

APOSTILA SOBRE MINDSET PARA TRADERS – RV TRADER

A CORRELAÇÃO ENTRE P SICOLÓGICO (ATITUDE MENTAL) E TRADING

Sempre ouvimos por aí aquela velha frase clichê de que certa porcentagem de sucesso no trading é meramente
psicológico. Nunca saberemos afirmar isso, afinal de contas, não há estudos científicos e, mesmo que se tentasse, essa questão é
extremamente subjetiva.

Apesar da discussão infrutífera de qual a porcentagem da atitude mental no sucesso do trader ou o que é mais
importante, se técnica ou mindset, devemos nos focar que ter a atitude mental correta é de fato essencial, independente se mais
importante ou não.

Na verdade, vejo a técnica e a atitude mental como um organismo, que devem interagir juntos. Não dá para você viver
sem cérebro (vamos supor que seja a técnica) ou sem coração (psicológico), certo? E a discussão se coração é mais importante
que cérebro é bobagem, já que os dois existem e trabalham no mesmo contexto.

Dessa forma, sabemos que não basta apenas saber o que fazer, mas é necessário também o fazer, e existe um
descompasso grande entre os dois, sobretudo nessa profissão em que abordamos aqui, na qual é tão comum o medo, a ansiedade,
a euforia e a insegurança.

De nada adianta visualizar o movimento do jeito certo e não entrar porque teve medo, ou ainda esperar confirmações
adicionais, por pura insegurança, pegar o movimento atrasado, errar a operação e não sair dela porque teve simplesmente uma
paralisia racional em meio ao turbilhão de emoções.

Nesse pequeno material, pretendo abordar alguns desses tópicos e explorar algumas soluções que podem ajudar no
controle desses itens.

No curso RV Trader, eu faço questão de focar muito nessas variáveis com os alunos, seja nas aulas, nos acompanhamentos
de mercado ou ainda nas mentorias individuais. É frustrante desenvolver uma boa leitura de mercado e ficar paralisado por conta
de aspectos mentais. Assim, vejo também como um ponto extremamente importante o foco no desenvolvimento mental.

Devemos sempre lembrar que não nascemos prontos para ser traders, na verdade, não nascemos prontos para quase
nada. Logo, tudo na vida se resume a disciplina, esforço e dedicação contínuos para o desenvolvimento de novas habilidades, com
o trading não seria diferente.

SENTIMENTOS MAIS COM UNS ENTRE OS TRADERS

Alguns sentimentos imperam entre os traders. Medo, ansiedade, euforia, insegurança e paralisia mental quando algo dá
errado são os mais comuns. Claro, há ainda às vezes a desmotivação por a ausência de resultados e a vontade frequente de
desistir, mas persistir é necessário e veremos isso nessa pequena apostila.

Vamos abordar sentimento por sentimento e algumas formas de trabalhar.

MEDO

O medo, em grande medida, é normal. Só estamos aqui, em pleno século XXI, por conta do medo. Se não tivéssemos
medo, provavelmente nossos ancestrais não teriam buscado formas mais complexas de organização social, evitado o frio, a fome,
os animais silvestres, o que acabaria dizimando toda a população humana. Então, antes de tudo, não sinta-se um fracassado por
sentir medo do trading.

A espécie humana inclusive desenvolveu um poderoso sistema nervoso “paralelo” a fim de responder rapidamente ao
medo (o sistema nervoso simpático). Dentre suas diversas características, está o aumento dos batimentos cardíacos (você já
monitorou sua frequência cardíaca enquanto opera?).

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO: www.rvtrader.com.br/curso


MATERIAL ELABORADO POR RVTRADER – www.rvtrader.com.br
REPRODUÇÃO NÃO AUTORIZADA

Logo, o medo do novo, do que trás perigo, é normal, mas você reparou bem no primeiro parágrafo desse tópico? O ser humano
tinha medo do frio, da fome, dos animais silvestres e isso não bastou... ele desenvolveu formas de superar, ou ao menos amenizar,
esse medo. E com o trading não é diferente, o medo pode existir, mas devemos trabalhar formas de controla-lo.

Ninguém tem medo do previsível. Certamente, você não tem medo do seu cachorro dócil de estimação. Já o conhece,
acha extremamente previsível que ele seja dócil e meigo ao se aproximar dele. Entretanto, caso você estivesse na rua e visualizasse
um cachorro de grande porte, de uma raça normalmente agressiva, se aproximando, teria medo, pois não saberia qual seria o
desfecho mais provável, há aí grande dose de imprevisibilidade.

O trading, por si só, já tem uma carga significativa de imprevisibilidade e aí que o medo entra. Entretanto, podemos
trabalhar alguns aspectos a fim de melhorar essa imprevisibilidade e, portanto, afastar, ao menos parcialmente, o medo, assim
como nossos ancestrais fizeram.

A começar, pela técnica. É importante que você tenha uma boa técnica, que consiga ler bem o mercado e aquilo lhe traga
certo conforto sobre o que você está vendo. Alguém que opera fluxo de ordens, por exemplo, o tempo inteiro vê a causalidade
do mercado. As agressões de compra e de venda, o book de ofertas, os players atuando de forma persistente ou não, e isso lhe
dá um pouco mais de previsibilidade no mercado, pois está vendo de fato o fator casual. O simples fato de ter mais informações
sobre o mercado já aumenta um pouco a confiança e afasta o medo.

Imaginemos dois indivíduos. Um que opera apenas gráfico e tem em seu gráfico de 5 minutos uma resistência marcada.
O outro, além de ter um gráfico de 5 minutos com a resistência marcada, opera também fluxo de ordens e o tempo inteiro está
analisando o contexto do mercado, as agressões, se há mais compra ou venda, se há absorção ou não. Quando o mercado chegar
na resistência, o primeiro indivíduo pode ter dificuldades de tomar decisão e, portanto, recair ao sentimento de medo. O segundo
indivíduo teve muito mais informações e um contexto muito maior na sua tomada de decisões e, portanto, está menos susceptível
ao medo.

Mas só isso não basta, uma boa técnica sozinha ainda não é o suficiente. É necessário planejamento. Ser trader é correr
riscos, certamente, mas esses riscos devem ser minuciosamente calculados e planejados a fim de não caírem na conta da
imprevisibilidade e, portanto, contribuírem para o aumento do medo.

Como controlo esses outros riscos? Através de um minucioso plano que deixe bem claro o seu limite de perda diário, sua
meta diária, número máximo de operações e o máximo que você aceita perder em uma única operação. Estipule, também, a partir
de quantas perdas seguidas, independente do resultado, você irá parar de operar.

Com esse plano em mente, você irá ao mercado com previsibilidade, pois sabe que existem dois cenários possíveis: atingir
a meta diária (integral ou parcialmente) ou acabar perdendo (dentro do plano, com o valor já estipulado). É diferente. Essa
previsibilidade aparente já aumenta um pouco a confiança e, portanto, contribui para diminuir o sentimento de medo.

Você pode estar pensando, e se eu não seguir o plano? Impossível! Pois há formas de evitar sair desse plano. Quais?
Coloque na corretora apenas a quantia do seu limite de perda diário mais um valor que cubra os custos diários, em média. Se
perder esse valor, a corretora fechará suas operações do dia e, mesmo perdendo, você estará dentro do plano.

Além disso, entre nas operações com ordem OCO estipulando o limite de perda máximo para aquela operação (isso não
significa que você tem que esperar o mercado ir até lá para fechar a operação, é apenas um limite).

O perder dinheiro também pode contribuir para o medo, por isso, é importante que você pegue uma quantia, separe
para daytrade e esqueça que esse dinheiro existe. Esqueça mesmo. Caso você contabilize essa quantia em seu orçamento pessoal,
todo dia que tiver perda dentro do mercado pensará nesse dinheiro saindo do seu bolso e ficando X reais mais pobre.

Não adicione o dinheiro inteiro na corretora, conforme visto anteriormente. Coloque o dinheiro em um banco digital,
que não se paga tarifa sobre transferência, e vá transferindo conforme a necessidade para a corretora.

Existem muitas outras formas de controle, inclusive técnicas, que são mais abordadas no curso.

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO: www.rvtrader.com.br/curso


MATERIAL ELABORADO POR RVTRADER – www.rvtrader.com.br
REPRODUÇÃO NÃO AUTORIZADA

ANSIEDADE

Outro sentimento muito comum é a ansiedade por operar que acaba traduzindo-se em overtrading. Na verdade, um dos
grandes gatilhos para a ansiedade que vejo no dia a dia, sobretudo devido a experiência com alunos, é o fato de errar um trade e
ficar negativo.

Antes de tudo, devemos nos atentar que ter perdas dentro do mercado financeiro é normal, então, não há porque uma
postura de desespero diante das perdas, a busca pela racionalidade é necessária.

De toda forma, uma das maiores manifestações de ansiedade que vejo é, por exemplo, perder uma operação de compra
e logo em seguida clicar em uma de venda, que obviamente tem grandes chances de dar errado. Essa atitude é extremamente
danosa para o psicológico, já que os dois erros seguidos certamente pesarão.

Uma regrinha interessante é a do TET. O TET é o intervalo que você demora entre fechar uma operação e abrir outra. A
fim de controlar a ansiedade e não recair em erros como os anteriores, eu recomendo que você adicione um tempo mínimo de,
pelo menos, 5 minutos, sobretudo quando é iniciante. “Ah, mas perderei oportunidades”. Será mesmo que 5 minutos de mercado
serão determinantes assim ou você está querendo apenas justificar sua ansiedade?

O TET mínimo é importante do ponto de vista técnico também, já que muitas vezes os iniciantes tendem a esquecer a
análise de mercado enquanto estão em uma operação e, com isso, acabam perdendo todo o contexto do mercado. Esse tempo
entre os trades serve para se situar novamente no mercado e não uma operação simplesmente porque a leitura estava errada.

A ansiedade pode advir também de problemas externos. A pessoa que senta para operar às 09h sabendo que tem uma
questão muito importante para resolver no dia certamente ficará ansiosa. Dessa forma, a fim de se proteger no mercado, o melhor
mesmo é resolver primeiro essa questão que incomoda.

O que recomendo a meus alunos é que façam uma espécie de lista pela manhã com as atividades que pretende fazer no
dia, o horário e o tempo que gastarão. É necessário se perguntar também se há alguma grande mudança emocional acontecendo
na sua vida, como términos de relacionamentos, pois, se positivo, o melhor é não operar.

Se sua mente estiver focando em outros problemas enquanto você opera, fatalmente ficará ansioso.

Ademais, é importante acordar cedo, bem antes do mercado abrir, fazer um bom panorama e um estudo gráfico. Além
de trazer certa previsibilidade, que já comentamos ser importante, isso vai colocando você dentro do contexto do mercado e
trazendo um pouco mais de tranquilidade. A prática de exercícios físicos a fim de controlar a ansiedade pela manhã também é
uma boa, inclusive, os exercícios abaixam a frequência cardíaca basal.

INSEGURANÇA

A insegurança vem muitas vezes de não saber o que está fazendo. Dessa forma, é importante ter uma boa técnica,
preferencialmente sempre auditada, revista e aprimorada. O estudo deve ser um aliado constante do trader. O estudo não
significa que toda semana que você deve aprender a aplicar uma nova técnica, pelo contrário. O estudo significa fazer relatório
das suas próprias operações, pontuando erros e acertos.

Outra coisa que contribui demais para o aumento da insegurança é as fugas ao plano, as contas quebradas, as
experiências traumáticas, pontos que os tópicos anteriores tratam bem e evitar minimizar.

Além disso, é sempre importante o estudo antes de o mercado abrir, isso prepara e ativa sua mente para o “modo
mercado”. Você ganha um pouco mais de confiança quando sabe um pouco como os mercados internacionais estão, as questões
em pauta para o dia, a agenda econômica, a volatilidade esperada, os pontos que podem ser determinantes para o mercado.

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO: www.rvtrader.com.br/curso


MATERIAL ELABORADO POR RVTRADER – www.rvtrader.com.br
REPRODUÇÃO NÃO AUTORIZADA

EUFORIA

Típico de iniciante que começou no mercado de maneira má instruída. Aprende uma técnica rudimentar, aplica duas
vezes, pela sorte probabilística, ganha e acredita que descobriu a receita para o sucesso. Replica mais uma vez, aumentando a
exposição financeira, perde. Acredita que foi apenas uma perda, se alavanca mais e parte para a próxima, quebra a conta.

A pessoa que passou pelas diversas fases, estudou, sempre soube das dificuldades do mercado, mesmo nos dias de ganho,
se mantém firme, pois sabe que o mercado é, naturalmente, difícil.

No mercado financeiro é necessário ter humildade. Euforia não combina com humildade.

Acredito que uma maneira interessante de controlar algum sentimento muito forte seja através do uso de um monitor
cardíaco. Se você observar que seus batimentos se alteraram muito (para cima), o melhor é parar, respirar fundo e tentar se
recompor.

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO: www.rvtrader.com.br/curso