Você está na página 1de 10

ESTUDO DE CASO

A IE pesquisada é uma escola rural que atende ao ensino Fundamental I e II em regime de


internato com alternância e foi fundada em 1987. A escola atende a mais de 600 alunos, com
idades de 6 a 14 anos provenientes da zona rural de mais de 15 municípios. A evasão escolar
gira em torno de 5%, com índices de repetência de 16% e de aprovação de 79%. O quadro de
professores é composto de 16 educadores efetivos, com graduação e alguns com pós-
graduação, e entre eles 5 atuam como técnicos em Agropecuária. Somando-se aos
professores, tem-se uma equipe técnico-pedagógica considerada como os gestores chave da
IE, sendo uma coordenadora, uma vice-diretora e uma diretora. Além disso, têm-se outros 50
colaboradores na área administrativa. (FUNDAÇÃO JOSÉ CARVALHO, 2014).

A partir do Plano de Ação da IE pesquisada, tem-se:

 Missão: Promover, para os alunos do Ensino Fundamental, uma educação que vise à
formação integral do indivíduo, valorizando sua riqueza cultural e possibilitando-lhe ser um
agente transformador de sua realidade.

 Visão: Ser uma Escola Rural de referência a qual prima pela qualidade da educação oferecida,
buscando, continuamente ser uma instituição aprendente.

 Crenças e Valores: Respeito por si mesmo, pelo próximo e pela natureza; ética e responsável;
Solidariedade com todos que integram a comunidade escolar promovendo um clima de
harmonia; Promoção da união como alicerce para a realização dos objetivos da Unidade
Escolar; Exercício da tolerância nas relações interpessoais contribuindo para o equilíbrio e a
boa convivência; Cultivo da honestidade valorizando-a como princípio necessário ao
crescimento moral; Alimento contínuo da espiritualidade a fim de alicerçar o equilíbrio interior
e as relações com o próximo.

 Objetivos: Garantir o cumprimento das propostas deste plano, acompanhando prazos e


eficácia das mesmas; Informar os recursos necessários para realização das proposições; Avaliar
as ações através do impacto na Unidade Escolar.

 Metas:

Meta 1 – Oportunizar uma educação de qualidade, através do projeto pedagógico da Unidade


Escolar;

Meta 2 – Manter em 2014, o índice de aprovação em torno de 90%;

Meta 3 – Garantir em 2014 a difusão de conhecimentos e tecnologia do setor agropecuário,


contribuindo para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar;

Meta 4 – Manter em 2014 as parcerias e os convênios já estabelecidos. Ações:


Desenvolvimento de projetos em parceria: plantas ornamentais e tropicais; mandiocultura e
fruticultura;
Meta 5 – Contribuir para o entrosamento e a harmonia dos integrantes da comunidade
escolar e desta com a sociedade, em 2014; Meta 6 – Assegurar o equilíbrio do custo da
Unidade Escolar, em 2014.

Diagnóstico da Situação Atual

Frequentemente, na IE pesquisada, quando se trata da elaboração do


planejamento estratégico, as gestoras chave consideram como importante a análise ambiental
e algum diagnóstico a ser efetuado. Nesse sentido, conforme as gestoras entrevistadas, na
análise ambiental são considerados o macroambiente, o microambiente e o ambiente tarefa.
Conforme a pesquisa aferiu-se que as variáveis que mais influenciam a IE, são:

 Macroambiente: inflação, política governamental, decisões econômicas, legislação,


tecnologias educacionais, questões relacionadas ao meio ambiente, questões sociais,
distribuição geográfica da população, crescimento vegetativo das matrículas e necessidade dos
beneficiários;

 Microambiente: instituições de ensino concorrentes, clientes, prestadores de serviços; 


Ambiente tarefa: valores das pessoas, comprometimento das pessoas no trabalho e cultura
organizacional.

Além disso, na IE pesquisada, frequentemente se busca identificar os fatores críticos de


sucesso e são estabelecidos os pontos fortes e fracos da instituição. A partir da análise
documental do Plano de Ação da instituição, percebeu-se que ela levanta os pontos fortes e
fracos a partir da aplicação de Matriz SWOT, conforme Tabela 1.
4.1.2 Serviços Prestados

A Ensinar mantém os seguintes cursos, organizados em regime anual, faixa etária ou por série:
a) Educação Infantil, para alunos de 2 a 6 anos de idade, organizados em grupos por faixa
etária;

b) Ensino Fundamental, de lª a 8ª série; e

c) Ensino Médio, de 1ª a 3ª série.

Tem como política, o trabalho com turmas reduzidas para que os objetivos propostos pelo seu
PPP (Projeto Político Pedagógico) sejam atingidos. Desta forma, a instituição oferta um
número pequeno de vagas conforme quadro a seguir.

RECEITA - A atividade da escola é a prestação de serviços educacionais, portanto não opera


com estoques de mercadorias sendo a única fonte de receita.
RECEITRA PREVISTA PARA ANO LETIVO DE 2018

Conforme retratado no quadro ?, os valores da mensalidade variam conforme o curso,


aumentando na medida que os níveis de estudo progridem. Os valores apresentados são
relativos ao plano de pagamento em 12 parcelas. A tabela a seguir, apresenta o total de
receitas decorrentes da prestação de serviços educacionais previstas para ano 2018 com base
no ano de 2017.

4.3 Custos

O maior custo de uma empresa prestadora de serviços educacionais encontra-se


no pagamento da mão-de-obra e especificamente numa instituição de ensino, no pagamento
do salário de seu corpo docente. Os custos apresentados no quadro a seguir foram
considerados fixos por seu montante não estar em função das oscilações do número de
alunos. Independente da quantidade de matriculas realizadas permaneceram inalterados. Os
custos classificados como variáveis foram os que no período analisado tiveram seu valor
alterado em função do aumento ou redução do número de alunos atendidos. Sanvicente
(1997).

Os custos totais, fixos e variáveis da instituição estudada estão apresentados na


tabela 5, sendo considerados para fins de calculo os valores incorridos do ano de 2003.
Os custos apresentados na tabela 5 serão utilizados para a realização do calculo do ponto de
equilíbrio da instituição. Na planilha 1com a composição dos valores foi realizado rateio tanto
dos custos fixos quanto dos variáveis, de acordo com a previsão do número de alunos
matriculados no decorrer do ano de 2003.

4.3.1 Custos da Educação Infantil

Na educação infantil, ocorreu a unificação de duas turmas devido ao baixo número de alunos,
reduzindo desta forma o valor incorrido com salário do corpo docente. Por este motivo, as
informações a respeito dos custos do grupo 4 e 5 irão aparecer juntas para efeito dos rateios.

Ao se analisar os custos incorridos na educação infantil verificou-se que 89,91% são formados
por custos fixos ao passo que os variáveis representam apenas 10,09%.

4.3.2 Custos do Ensino Fundamental

Os custos fixos e variáveis do ensino fundamental a serem utilizados para fins de cálculo do
ponto de equilíbrio das operações encontram-se no quadro a seguir:

Os custos fixos apresentados na tabela 7, inicialmente foram divididos em dois grupos: de 1ª a


4ª e de 5ª a 8ª para viabilizar a realização do cálculo do valor dos salários dos docentes, em
decorrência de possuírem diferenciação entre os mesmos e depois rateados pelo percentual
de alunos em cada turma. Os demais custos fixos e variáveis foram rateados pelo número de
alunos na turma.
4.3.3 Custos do Ensino Médio

A tabela 8 apresenta os custos fixos e variáveis incorridos na prestação de serviços


educacionais no ensino médio no ano de 2003.

Ao se analisar os custos incorridos no ensino médio verificou-se que 88,10% são formados por
custos fixos ao passo que os variáveis representam apenas 11,90%.

4.4 Ponto de Equilíbrio (PE)

De acordo com as características das operações de uma empresa prestadora de serviços


educacionais, o ponto de equilíbrio será referenciado com base nas receitas e custos
operacionais relativos as suas atividades educacionais. Para tanto, o presente trabalho irá
demonstrar graficamente as informações detalhadas nos três cursos oferecidos pela referida
empresa: educação infantil, ensino fundamental e ensino médio. Também apresentará
individualmente todos os níveis de ensino pertencentes a cada curso.

4.4.1 PE na Educação Infantil

A tabela a seguir demonstra os custos e receitas operacionais da educação infantil no ano de


2003, para fins de cálculo do ponto de equilíbrio das operações.
4.4.2 PE no Ensino Fundamental

A tabela a seguir demonstra os custos e as receitas operacionais do ensino fundamental no


ano de 2003, para fins de calculo do ponto de equilíbrio das operações.
4.4.3 PE no Ensino Médio

A tabela a seguir demonstra os custos e as receitas operacionais do ensino médio no ano de


2003, para fins de cálculo do ponto de equilíbrio das operações.

De acordo com a tabela 30, a instituição estudada atingiu, considerando a média dos cursos, o
ponto de equilíbrio de suas operações em 2003, utilizando 90,36% de sua receita operacional
total.
4.5.1 Educação Infantil

A tabela 31 identifica qual a situação das turmas da educação infantil no ano de 2003,
verificando a existência ou não de turmas deficitárias.

4.5.2 Ensino Fundamental

A tabela a seguir demonstra a existência ou não de turmas deficitárias no ensino fundamental,


retratando quais foram as deficiências de receita no ano letivo de 2003.

Ao se analisar a tabela 32 verificou-se que das 13 turmas pertencentes ao ensino fundamental


no ano de 2003, 5 estavam operando abaixo de seu ponto de equilíbrio, ou seja, 38,46% das
turmas ficaram deficitárias, não conseguindo arcar com seus custos totais. Considerando a
média geral de todas as turmas, o ensino fundamental atingiu seu ponto de equilíbrio em
número de alunos em 2003, que foi de 210 alunos.
4.5.3 Ensino Médio

A tabela 33 identifica qual a situação das turmas do ensino médio no ano de 2003, verificando
a existência ou não de turmas deficitárias.

Você também pode gostar