Você está na página 1de 4

TESTE

CIÊNCIAS NATURAIS

DESCOBRIR A TERRA

3

Nome

N.º

Turma

Professor(a)

Data

Avaliação

TEMA – VIVER MELHOR NA TERRA CAPÍTULO – TRANSMISSÃO DA VIDA

I 1 Estabelece a correspondência entre os termos da coluna I e as afirmações da
I
1
Estabelece a correspondência entre os termos da coluna I e
as afirmações da coluna II.
Coluna I
Coluna I
1 – Ovários
A – Óvulo não fertilizado.
2 – Ovócito II
B – Libertação do ovócito II para a trompa.
3 – Estrogénios
C – Fixação do embrião na mucosa uterina.
4 – Progesterona
D – Hormona sexual feminina.
5 – Ovulação
E – Glândulas responsáveis pela produção dos
6 – Fecundação
gâmetas femininos e pela produção de
hormonas sexuais femininas.
7 – Nidação
F
– Processo de fusão dos dois gâmetas sexuais.
8
– Trompa de Falópio
G
– Local no qual ocorre a fecundação.
2
Ao conjunto de processos cíclicos que compreendem alterações
quer nos ovários, quer no útero, dá-se o nome de ciclo sexual.
Observa, com atenção, os esquemas da figura.
Ovário
Ovário
Desenvolvimento
Libertação
do ovócito II
Formação do
amarelo Regressão do corpo
Folículo
do folículo
corpo
amarelo (cicatriz)
A
B
C
1.
D
E
F
2.1. Estabelece a correspondência entre as afirmações que se
seguem e as letras da figura.
1.
Desenvolvimento de alguns folículos.
2. A parede uterina interna atinge o máximo de espessura.
3. Ruptura dos vasos sanguíneos e descamação do endométrio.
4. Libertação do ovócito II para as trompas de Falópio.
5. Formação e desenvolvimento do corpo amarelo.
6.
Reconstituição do endométrio e dos vasos sanguíneos.

DESCOBRIR A TERRA

CIÊNCIAS NATURAIS

TESTE

3

APOIO DISCIPLINAR

APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a
APOIO DISCIPLINAR 2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino. 2.3. Refere a

2.2. Indica as fases do ciclo ovárico e do ciclo uterino.

2.3. Refere a importância do ciclo sexual.

3

uterino. 2.3. Refere a importância do ciclo sexual. 3 Classifica as frases seguintes de verdadeiro (V)

Classifica as frases seguintes de verdadeiro (V) ou falso (F).

A. Os estrogénios e a progesterona são hormonas ováricas.

B. As hormonas FSH e LH são produzidas nos ovários e vão actuar sobre a hipófise.

C. São as hormonas ováricas que, em conjunto com as hormonas

hipofisárias, produzidas no complexo hipotálamo-hipófise, regulam

o ciclo sexual.

D. Existe uma correlação hormonal entre os ovários, o útero e o complexo hipotálamo-hipófise.

E. aumento da produção de hormonas hipofisárias inibe os ovários.

F. aumento da produção de estrogénios e de progesterona inibe o

O

O

complexo hipotálamo-hipófise.

G. As hormonas ováricas actuam sobre o útero e são responsáveis pelas alterações que afectam o endométrio.

4
4

Os métodos contraceptivos podem impedir o encontro dos gâmetas sexuais, não permitindo que ocorra a gravidez.

4.1.

Estabelece a correspondência entre os termos da coluna I e as afirmações da coluna II.

Coluna I

Coluna I

1 – Permite calcular os dias férteis e inférteis da mulher através do cálculo da ovulação.

– Método da temperatura

A

2 – Preservativo

B

masculino

3 – DIU

– Dispositivo colocado no interior do útero, que impede a nidação.

C – Barreira que impede que os espermatozóides atinjam o

4 útero.

– Pílula

5 – Barreira contra as doenças sexualmente transmissíveis.

– Diafragma

D

6 – Consiste na avaliação da temperatura do corpo da mulher.

E

– Método do calendário

F – Impede a ovulação.

5
5

As doenças sexualmente transmissíveis são doenças infecciosas, cuja principal via de contágio é a relação sexual.

5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis.

cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105

105

cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105
cuja principal via de contágio é a relação sexual. 5.1. Indica algumas doenças sexualmente transmissíveis. 105

TESTE

3

CIÊNCIAS NATURAIS

DESCOBRIR A TERRA

II 1 A figura 2 ilustra a hierarquia estrutural do material genético. 3 4 5
II
1
A figura 2 ilustra a hierarquia estrutural do material
genético.
3
4
5
1
2.
2
1.1. Classifica o tipo de estrutura celular representado na figura.
1.2. Indica o número da figura que representa:
1.2.1. o núcleo;
1.2.2. os cromossomas;
1.2.3. o DNA.
A
G C
1.3.
O gene é uma unidade de informação hereditária:
T
a) constituída por cromossomas;
b) constituída por DNA;
c) constituída por DNA e cromossomas;
d) constituída por pequenas sequências de DNA.
(Assinala a opção mais correcta.)

DESCOBRIR A TERRA

CIÊNCIAS NATURAIS

TESTE

3

A figura 3 representa, esquematicamente, o número característico de cromossomas da espécie humana. 2.1. Indica
A figura 3 representa, esquematicamente, o número
característico de cromossomas da espécie humana.
2.1.
Indica o número
de cromossomas
característico
da espécie humana.
2.2.
Refere a origem
destes cromossomas
nas células da
rapariga representada
na figura.
2.3.
No momento da
107
fecundação, o
espermatozóide do
pai desta rapariga
continha:
a)
o cromossoma
3.
sexual Y.
b) o cromossoma sexual X.
c) os cromossomas do par 23, X e X.
d) os cromossomas sexuais XY.
(Assinala a opção correcta.)
2.3.1. Justifica a opção anterior.
Lê, atentamente, o texto seguinte.
Removendo o núcleo de células, por exemplo do intestino de uma rã A, e
implantando-o em ovócitos de outra rã B, aos quais o núcleo tinha sido
destruído, começa a desenvolver-se um embrião de rã tipo A.
3.1.
Identifica o procedimento da Engenharia Genética referido
no texto.
3.2. Explica por que razão os embriões são da rã tipo A.
3.3. Refere duas consequências da utilização desta técnica na
espécie humana.
APOIO DISCIPLINAR