Você está na página 1de 27

F.

008-GAPE – Manual do Proprietário – Tenda


Data Elaboração/Revisão: 25/112013
Revisão: 00

MANUAL DO PROPRIETÁRIO TENDA


Orientações para uso e manutenção do imóvel
SUMÁRIO

CARTA AOS PROPRIETÁRIOS .............................................................................. 2

RECOMENDAÇÕES ....................................................................... 3
DISPOSIÇÕES GERAIS ................................................................ 3
CAPÍTULO 1: PROCEDIMENTOS INICIAIS ........................................................... 3
CAPÍTULO 2 – CONSERVAÇÃO E MANUTENÇÃO PREVENTIVA ............................. 5

ACABAMENTOS ........................................................................... 5
ALVENARIA................................................................................. 5
ESQUADRIAS .............................................................................. 6
FERRAGENS DAS PORTAS ............................................................ 7
FORROS ...................................................................................... 8
IMPERMEABILIZAÇÕES ............................................................... 8
INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, TELEFÔNICAS E DE LÓGICA ............... 8
INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS ......................................... 10
INSTALAÇÕES DE ABASTECIMENTO DE GÁS DOMÉSTICO
CANALIZADO ............................................................................ 12
INTERFONIA ............................................................................. 12
LOUÇAS, PIAS, TANQUES E METAIS SANITÁRIOS ...................... 12
PINTURA .................................................................................. 14
PISCINAS ................................................................................. 14
PISOS DE MADEIRA .................................................................. 15
SISTEMA DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO .................... 15
TELHADO .................................................................................. 16
VIDROS .................................................................................... 17
CAPÍTULO 3 – ORIENTAÇÕES AO SÍNDICO E AO CONDOMÍNIO ........................ 18
CAPÍTULO 4 – GARANTIAS E ASSISTÊNCIA TÉCNICA ....................................... 20

GARANTIAS .............................................................................. 21
ASSISTÊNCIA TÉCNICA ............................................................. 21
CAPÍTULO 5 – CROQUIS E PARTICULARIDADES DO IMÓVEL ............................ 25

Manual do Proprietário Pág 1


CARTA AOS PROPRIETÁRIOS

Sr. Proprietário,

Parabéns pela conquista da casa própria! A TENDA está orgulhosa por fazer parte da
realização deste sonho e agradece a sua preferência.

Este Manual do Proprietário foi elaborado para ajudar na correta utilização e


manutenção do imóvel.

É importante que leia atentamente todo o Manual, pois contém recomendações para a
manutenção preventiva da edificação, responsabilidades e garantias existentes e dicas
para um uso seguro da edificação.

O Manual do Proprietário foi elaborado a partir do disposto no Sistema de Gestão da


Qualidade TENDA.

O imóvel que você adquiriu passou por um rigoroso controle de qualidade desde a fase
de planejamento e projeto até o momento de entrega das chaves, além de garantir a sua
tranqüilidade no período de uso, através do Setor de Assistência Técnica.

Os processos e produtos da Tenda passam por um processo contínuo de


aperfeiçoamento, pois nossa meta é a total satisfação dos clientes.

Atenciosamente,

Construtora TENDA S/A

Manual do Proprietário Pág 2


RECOMENDAÇÕES
 O uso inadequado das instalações e/ou equipamentos pode acarretar em despesas
extras e/ou perda de garantia. Fique atento aos procedimentos e manutenção
preventiva apresentados neste manual.
 Em caso de dúvidas, consulte o Serviço de Atendimento TENDA – Tel 4002-1022

DISPOSIÇÕES GERAIS
 O Proprietário se obriga a efetuar a manutenção preventiva e corretiva de seu
imóvel, conforme orientações constantes nestes termos como também neste
Manual.

ATENÇÃO
A Construtora Tenda não se responsabiliza por danos causados pelo uso inadequado
do imóvel ou por reformas e alterações feitas no projeto original, mesmo que ainda
esteja vigente o prazo de garantia estipulado no contrato.

CAPÍTULO 1: PROCEDIMENTOS INICIAIS


AO RECEBER AS CHAVES DO SEU
- Chuveiros elétricos;
IMÓVEL, VOCÊ DEVERÁ:
- Lâmpadas;
 Solicitar à Concessionária de Energia
Elétrica a ligação da energia - Tampas dos vasos sanitários:
elétrica. Para tanto é necessário observe o modelo dos mesmos;
fornecer:
- Acessórios em geral: antes da
- endereço completo; instalação de qualquer acessório,
verifique nos croquis das
- dados do consumidor, inclusive
instalações os locais onde há
CPF ou CNPJ;
passagem de tubos com risco de
- tipo de ligação e disjuntor, serem perfurados. Lembre-se que
conforme descrito no Anexo. esses tubos estão embutidos em
paredes que dividem dois
 Concluída a ligação elétrica, ligar o
ambientes.
disjuntor (chave elétrica) existente
na caixa de medição. Em seguida,
CUIDADOS NA DECORAÇÃO E
acionar todos os disjuntores do
COLOCAÇÃO DE MÓVEIS:
Quadro de Distribuição de Circuitos
Terminais; Verifique se as dimensões dos móveis
e/ou equipamentos são compatíveis com
 Solicitar à Concessionária de
as dimensões dos ambientes, com o vão
Telefonia a ligação ou transferência
da porta de acesso ao apartamento
de sua linha telefônica. No ato da
(0,80m x 2,10m) e as portas dos demais
instalação, será necessária a
ambientes: quartos (0,70m x 2,10m) e
presença de uma pessoa no imóvel.
banheiros (0,60 x 2,10 m).
O aparelho telefônico, de seu
fornecimento, deverá estar no local,
Obs: Em algumas regiões, as portas
à disposição da concessionária;
podem ter uma ou mais larguras
 Providenciar, a seu critério, a diferentes das descritas acima:
aquisição e instalação dos - Acesso: 0,90 x 2,10;
equipamentos necessários para o uso - Quartos: 0,80 x 2,10;
imediato de sua moradia, tais como: - Banheiros: 0,70 x 2,10m.

Manual do Proprietário Pág 3


As normas estabelecidas na convenção
RESPONSABILIDADES DO de condomínio e no regulamento interno
PROPRIETÁRIO: devem ser cumpridas por todos os
moradores do edifício, independente de
As responsabilidades do proprietário se
ser o proprietário ou usuário do
iniciam a partir da assinatura do “Termo
apartamento. Faz parte, ainda, das
de Recebimento das Chaves”.
obrigações de cada um dos usuários a
Nos termos deste Manual e conforme a aplicação e as regras de boa vizinhança.
NBR 5674 – Manutenção de edificações -
É importante lembrar que todos os
Procedimentos, da Associação Brasileira
materiais utilizados na construção do
de Normas Técnicas, o proprietário é
edifício são de primeira linha, adquiridos
responsável pela manutenção preventiva
de fornecedores tradicionais do mercado.
de sua unidade e co-responsável pela
Além disso, alguns materiais e foram
realização e custeio da manutenção
submetidos a ensaios tecnológicos
preventiva e inspeções prediais das
atendendo às especificações das Normas
áreas comuns.
Técnicas Brasileiras.
É muito importante a participação de
cada morador na conservação e uso
adequado das áreas comuns, não
danificando quaisquer de suas partes ou ATENÇÃO
equipamentos. É expressamente proibida a entrada de
Modificações e reformas no residencial, veículos de carga nas áreas de
mesmo as internas nas unidades circulação interna do condomínio. A
autônomas, não serão admitidas pela Construtora TENDA se exime de
Construtora. Se forem feitas qualquer responsabilidade por danos
modificações ou reformas a Construtora que venham a ser causados no
TENDA se exime de qualquer pavimento em decorrência desse fato.
responsabilidade, portanto o prédio e
mesmo as demais unidades autônomas,
perderão a garantia estabelecida por lei.

Manual do Proprietário Pág 4


CAPÍTULO 2 – CONSERVAÇÃO E MANUTENÇÃO PREVENTIVA
Com o intuito de manter o padrão de qualidade dos imóveis construídos pela Construtora
TENDA S/A por um período prolongado de tempo, é importante que o usuário utilize de
forma correta e promova a manutenção preventiva de sua unidade.
Alguns itens listados a seguir podem não se aplicar no seu empreendimento.
Solicitamos desconsiderar nesse caso, pois o presente manual busca abranger todos
os empreendimentos da Construtora Tenda.
Detalhes específicos do seu residencial encontram-se descritos no documento
“PARTICULARIDADES DO IMÓVEL” anexo a este manual.

ATENÇÃO
A perda da Garantia dos itens descritos abaixo acontecerá sempre que não forem
observados os cuidados mencionados na conservação e manutenções preventivas,
além das especificações descritas no próprio item.

ACABAMENTOS  Nas cozinhas, banheiros e terraços


evite fazer furações, como por
Ardósia, Azulejos, Granitos, exemplo: instalações de antenas,
Mármore, Basalto e Placas substituição de pisos, colocação de
Cerâmicas batedores de portas, etc. Essas
alterações podem influir nas
Cuidados no uso: condições de permeabilidade das
 A limpeza deve ser feita com pano superfícies tratadas (banheiros e
úmido ou esponja plástica. Aplicar terraços).
somente sabão neutro;
 Nunca utilize detergentes agressivos, Manutenção Preventiva
ácidos, soda cáustica e produtos  Semestralmente deve ser feita a
concentrados de amoníaco, bem revisão do rejuntamento, utilizando
como escovas, que atacam o esmalte materiais apropriados existentes e
das peças e seu rejuntamento, mão-de-obra especializada.
prejudicando seu brilho e vedação;
Atenção especial deve ser dada na
 Nas escadarias e circulação evite área do box de chuveiro, pois a água
aplicar nos pisos produtos quente com sabão ataca o material e
escorregadios (cera); pode provocar, no futuro, infiltrações
 Não use produtos químicos que para o andar inferior, apesar de
possam atacar os cimentados das efetuada a impermeabilização.
garagens e escadarias;
 Não use água em abundância em
nenhum ambiente, pois os pisos
ALVENARIA
dos quartos, sala e corredores de
circulação não foram
Estrutura/Paredes
impermeabilizados. Além disso, os
marcos e portas podem ser
 As paredes da sua unidade são
danificados;
estruturais, por isso NÃO É
 Para limpeza da calçada e rampa das PERMITIDO fazer cortes e nem
garagens utilize água com detergente removê-las.
específico ou sabão neutro,
esfregando com vassoura de piaçava;

Manual do Proprietário Pág 5


fechados (armários, atrás de cortinas
ATENÇÃO e forros de banheiro).
Nenhuma das paredes ou outros Manutenção Preventiva:
elementos estruturais do prédio pode
ser alterada, cortada ou demolida, sob  As áreas internas (unidades privativas
pena de ser responsabilizado pelos e áreas comuns) e a fachada da
danos. edificação devem ser repintadas a
cada dois anos evitando o
envelhecimento, a perda do brilho e
Cuidados no uso: o descascamento.
 No caso de uma eventual reforma ou
alteração no seu apartamento Perda da Garantia:
certifique-se de que não seja  Retirada de quaisquer elementos
danificada qualquer parte da estruturais (exemplo: pilares, vigas,
estrutura; painéis, lajes, paredes, etc.);
 Podem ocorrer fissuras verticais entre  Se forem alterados quaisquer
o muro e o encontro do prédio e elementos de vedação com relação
fissuras horizontais entre o piso e o ao projeto original;
prédio/muro, que são juntas de
dilatação decorrentes das  Se forem identificadas sobrecargas
movimentações naturais da nas estruturas e paredes além dos
estrutura, não sendo caracterizado limites normais de utilização
problema estrutural. Essas trincas previstos;
devem ser calafetadas sempre que  No caso de não ser realizada a
houver necessidade; repintura da fachada a cada 2 anos,
 Não sobrecarregue as estruturas e conforme previsto na Manutenção
paredes além dos limites normais de Preventiva;
utilização previstos no projeto, pois  Se não forem tomados os cuidados
esta sobrecarga pode gerar fissuras de uso ou não for feita a manutenção
ou até comprometer os elementos preventiva necessária.
estruturais e de vedação;
 Evite bater as portas, pois poderá
fissurar o gesso ou abalar os azulejos
e cerâmicas; ESQUADRIAS

CUIDADOS AO PERFURAR PAREDE Portas, Janelas e Portões em


madeira, alumínio, metalon e aço
Antes de perfurar:
Consulte os projetos ou croquis Cuidados no uso:
(Anexo) para não perfurar as  Não apóie escadas ou outros objetos
tubulações de água ou energia na superfície das esquadrias e evite
embutidas nas paredes. pancada sobre as mesmas;
Caso o local escolhido tenha pilares e  Limpe as guias (corrediças)
vigas, siga as instruções deste manual. periodicamente, utilizando pano
Para perfurar macio e seco para remoção de
poeira. Nos cantos de difícil acesso,
Use parafusos com buchas especiais use pincel de pelos macios;
tipo “ocas para blocos vazados”.
 A limpeza das esquadrias, inclusive
 Procure manter os ambientes bem guarnições de borrachas, deverá ser
ventilados. Nos períodos de inverno feita com solução de água e
ou de chuva pode surgir mofo nas detergente neutro a 5%, com auxilio
paredes, devido à condensação de de esponja macia;
água, principalmente em ambientes

Manual do Proprietário Pág 6


 Não remova as borrachas ou Perda da Garantia:
massas de vedação, para evitar
 Se forem feitas instalações de
infiltrações indesejáveis;
cortinas ou qualquer aparelho
 NÃO USE qualquer tipo de graxa ou diretamente na estrutura das
óleo para melhorar a abertura das esquadrias, ou que com elas possa
esquadrias, pois esses produtos interferir;
podem danificá-las;
 Se for feita qualquer mudança na
 Antes de executar qualquer tipo de esquadria, na sua forma de
pintura ou limpeza das fachadas com instalação ou na modificação de seu
produtos agressivos, proteja as acabamento (especialmente pintura),
esquadrias com fitas adesivas e que altere suas características
remova-as imediatamente após o originais;
uso;
 Se não forem tomados os cuidados
 Caso haja contato da tinta com as de uso ou não for realizada
esquadrias, limpe imediatamente manutenção preventiva necessária.
com um pano seco e, em seguida,
com pano umedecido em solução de
água e detergente neutro;
 Não utilize jato de água de alta FERRAGENS DAS PORTAS
pressão na lavagem das fachadas,
para não danificar as calafetações Maçanetas, espelhos, dobradiças e
que protegem contra infiltração. fechaduras

ATENÇÃO Cuidados no uso:


Mantenha as janelas das cozinhas e  EVITE o uso de abrasivos (palha de
banheiros abertas durante e após o aço, sapóleo, escovas) e solventes
uso, para evitar o aparecimento de (gasolina, querosene, thinner, álcool,
bolor (mofo) nos tetos causados pela aguarrás). Esses produtos danificam
umidade do banho ou preparo das o acabamento das peças;
refeições.  Durante a realização de reformas e
reparos de forma geral, proteja as
Manutenção Preventiva: ferragens com plástico. Evite o
emprego de fita crepe, pois o adesivo
 Revisar a cada quatro meses o pode danificar o acabamento das
rejuntamento de silicone das peças.
esquadrias próximo ao peitoril. Caso
seja necessário, refaça o
rejuntamento, evitando a entrada de Manutenção Preventiva:
águas pluviais.
 Lubrifique as fechaduras externas e
dobradiças com grafite em pó, a cada
SUA JANELA MAXIM-AR PRECISA
6 meses. Nunca use óleo de
DE REGULAGEM DE FREIO?
qualquer espécie para lubrificar as
Se a sua unidade possui janela maxim- fechaduras.
ar, abra-a até um ponto intermediário
(~30º). Ela deve permanecer parada e Perda da Garantia:
oferecer certa resistência a qualquer
 Caso não sejam observados os
movimento espontâneo.
cuidados e manutenções
Caso contrário, a regulagem deverá mencionados acima.
ser feita por pessoa especializada,
para não colocar em risco a segurança
do usuário e de terceiros.

Manual do Proprietário Pág 7


FORROS Perda da Garantia:
 Se forem danificados, alterados ou
Gesso, PVC e Madeira tipo Pínus reparados pisos e paredes nas áreas
impermeabilizadas;
Cuidados no uso:  Caso não sejam observados os
 Forro de PVC: limpe com pano cuidados e manutenção mencionados
úmido e sabão neutro diluído em acima.
água a 5%;
INSTALAÇÕES ELÉTRICAS,
 Forro de Gesso: nunca molhe os
forros, pois em contato com a água o
TELEFÔNICAS E DE LÓGICA
material pode se decompor;
 As instalações elétricas do
 Forro de madeira tipo Pinus: Residencial foram projetadas de
limpe com pano seco e nunca aplique acordo com as normas técnicas
qualquer produto abrasivo, para não vigentes e de acordo com as
danificar a madeira. exigências da Concessionária Local
de Energia Elétrica;

Perda da Garantia:  As instalações elétricas são


embutidas na alvenaria através de
 Caso não sejam observados os mangueiras flexíveis ou eletrodutos;
cuidados e manutenção mencionados  O Quadro de Força controla toda a
acima. energia elétrica da unidade. Ele é
constituído de alguns circuitos
protegidos por disjuntores. Cada
IMPERMEABILIZAÇÕES disjuntor atende a pontos específicos
do apartamento, o qual encontra-se
Manta asfáltica e argamassa
discriminado no material em Anexo.
polimérica

Cuidados no uso: Cuidados no uso:


 Inspecione periodicamente os  NÃO troque os disjuntores por outros
drenos, verificando se não há de amperagem maior, sob o risco de
obstrução na tubulação e provocar danos na instalação;
entupimento dos ralos;  EVITE sobrecarga em um circuito
 Evite plantas com raízes ramificadas (dispositivos que ligam vários
que possam perfurar a superfície aparelhos a uma só tomada, chuveiro
impermeável. elétrico com pouca água, por
exemplo), pois poderá haver
superaquecimento da fiação e do
ATENÇÃO aparelho elétrico ligado, havendo
Caso haja danos à impermeabilização riscos de incêndio e danos nas
NÃO EXECUTE os reparos com instalações elétricas;
materiais e sistemas diferentes do  UTILIZE aparelhos de proteção
aplicado originalmente, pois a (estabilizador, por exemplo) para
incompatibilidade pode comprometer o equipamentos sensíveis, como
bom desempenho do sistema. computador, home theather, central
No caso de defeitos de de telefone;
impermeabilização e de infiltração de  Cuidado na colocação de lustres,
água, chame um profissional apliques e similares, pois o corte
especializado. indevido ou emenda inadequada de
fios pode provocar a interrupção da
luz em partes do imóvel e permitir o
surgimento de peças que transmitam

Manual do Proprietário Pág 8


choques elétricos. Para esses DICAS DE MANUTENÇÃO
serviços, procure sempre um técnico PREVENTIVA DAS INSTALAÇÕES
especializado;
A manutenção deve ser executada com
 Quando houver reinstalação das os circuitos desenergizados (chaves
tomadas no armário, por exemplo, desligadas).
esteja atento para que o isolamento
seja perfeito e verifique se o fio Uma vez por ano, reaperte todas as
utilizado é compatível com a conexões do quadro de distribuição.
instalação original; No caso dos chuveiros elétricos,
 Desligue os disjuntores do quadro de reaperte a cada 6 meses.
luz quando for executar trabalhos nas Verifique os contatos elétricos e
instalações elétricas; substitua as peças que apresentarem
 Quando o imóvel estiver desabitado, desgaste.
desligue a chave geral (disjuntor
geral) no quadro de distribuição;
Perda da Garantia
 Em caso de incêndio, desligue a
chave geral;  Se for evidenciada a substituição de
disjuntores por outros de capacidade
 Caso houver o desligamento do diferente, especialmente de maior
disjuntor, ligue somente após o amperagem;
desligamento do equipamento que o
provocou. Caso o mesmo continue  Se for evidenciado o uso de
desligando, chame um técnico eletrodomésticos velhos ou
especializado; aquecedores elétricos sem
blindagem, desarmando os
 Nas paredes em que há o quadro de disjuntores;
luz, interruptores e tomadas, faça a
limpeza com pano úmido. EVITE  Se for evidenciada sobrecarga nos
lavar com água corrente, pois pode circuitos devido a ligação de vários
provocar curto-circuito; equipamentos no mesmo circuito;

 NÃO instale aparelho de ar  Se for verificada a não utilização de


condicionado se não houver aparelhos de proteção para
previsão no projeto, pois os equipamentos sensíveis;
medidores e a fiação não foram  Caso não sejam observados os
dimensionados para suportar a carga. cuidados e manutenção mencionados
A instalação desses aparelhos acima.
poderá causar incêndio.

Manual do Proprietário Pág 9


QUADRO – Principais problemas nas instalações elétricas e ações corretivas
Problemas Ação Corretiva

Parte da instalação não funciona Verifique no Quadro de Força se a chave do circuito com
problema está desligada. Em caso afirmativo, religá-la. Se
voltar a desarmar, solicite a assistência de técnico
habilitado, pois há duas possibilidades:
 A chave está com defeito, sendo necessária a sua
substituição;
 Existe algum curto-circuito na instalação, sendo
necessário o reparo deste circuito.
Eventualmente pode ocorrer a “falta de uma fase” no
fornecimento de energia, o que faz com que determinada
parte da instalação não funcione. Nesses casos, somente a
concessionária terá condições de resolver o problema,
após solicitação do consumidor.
Superaquecimento no quadro de força Verificar se existem conexões frouxas e reapertá-las.
Verificar se existe alguma chave com aquecimento acima
do normal, provocado por mau contato interno. Caso isso
ocorra, a mesma deve ser substituída.
As chaves do Quadro de Força estão Podem existir maus contatos elétricos (conexões frouxas)
desarmando com freqüência que são sempre fonte de calor, o que afeta a capacidade
das chaves. Um reaperto nas conexões resolverá o
problema.
Outra possibilidade é o circuito estar sobrecarregado
com instalações de novas cargas cujas características de
potência são superiores às previstas no projeto. Tal fato
deve ser rigorosamente evitado.
A chave geral do Quadro está desarmando Pode existir falta de isolação da fiação, provocando
aparecimento de corrente para terra. Nesse caso, deve ser
identificado qual o circuito com falha.
Pode existir defeito de isolação de algum equipamento
eletrodoméstico, o qual deve ser reparado.

INSTALAÇÕES  A falta de uso prolongado dos


HIDROSSANITÁRIAS mecanismos de descarga pode
acarretar danos, como ressecamento
Sistema de abastecimento e de alguns componentes e acúmulo de
distribuição de água, esgotamento sujeira, causando vazamentos ou
sanitário e de águas pluviais. mau funcionamento. Caso esses
problemas sejam detectados não
A instalação hidráulica foi executada com mexa nas peças e acione a
tubos e conexões de PVC. assistência técnica do fabricante;

Cada unidade possui um registro geral.  Mantenha os reservatórios sempre


Se o mesmo for fechado, deixará tampados;
somente a sua unidade sem água.  Evite o uso excessivo de detergentes
nas máquinas de lavar roupa, pois
resíduos destas depositam-se na
Rede de água tubulação podendo ocasionar
entupimentos. Sugerimos o uso de
Cuidados no uso: sabão biodegradável para evitar o
 Ao instalar filtros, torneiras, etc., não retorno da espuma na tubulação;
atarraxe com excesso de força, pois  Ao recolocar qualquer peça de rosca,
pode danificar a saída da tubulação, (sifões, rabichos e outros) use fita
provocando vazamentos; veda-rosca, para se garantir uma
perfeita qualidade de vedação;

Manual do Proprietário Pág 10


 Em casos de emergência ou quando Rede de esgoto
necessitar de algum reparo na rede,
Cuidados no uso:
feche o registro correspondente ao
ponto específico;  Mantenha vedado o ponto de esgoto
da máquina de lavar junto à parede,
 Em caso de vazamentos, a
usando os acessórios próprios;
manutenção deve ser feita por
profissionais especializados.  Mantenha sempre os ralos cobertos
Apresente o posicionamento das com as grelhas que os acompanham.
tubulações (contido neste manual) ou As mesmas devem estar
o projeto hidráulico do prédio, desobstruídas para permitir o
disponível com o síndico geral; escoamento normal da água das
chuvas e da proveniente de lavagem
 Caso os tubos flexíveis (rabichos)
de pisos;
que conectam as instalações
hidráulicas às torneiras forem  Jogue água nos ralos e sifões quando
danificados, substitua-os. estiverem muito tempo sem uso,
para evitar o mau cheiro da rede de
ATENÇÃO esgoto, principalmente no verão;
Ao fazer reparos e emendas nas  Nunca jogue gordura, óleo ou resíduo
tubulações de PVC, nunca use fogo sólido nos ralos das pias e dos
ou calor. lavatórios;
 Não introduza objetos rígidos (cabo
de vassoura, barra de ferro, por ex.),
Manutenção Preventiva nas caixas sifonadas e ralos de box,
pois os mesmos poderão quebrá-los.
 Os reservatórios deverão ser
Para desentupir as pias e lavatórios,
inspecionados a cada seis meses.
use o desentupidor de borracha (tipo
 Limpe e verifique periodicamente a
regulagem do mecanismo de SUA PIA ENTUPIU?
descarga; Seguem algumas sugestões
 Substitua periodicamente os  Retire o sifão que está localizado
vedantes (buchas) das torneiras, abaixo da cuba e faça a limpeza
misturadores e registros de pressão retirando os resíduos;
para garantir a boa vedação e evitar
 Se a tubulação de saída tiver
vazamentos.
massa de gorduras, faça toda a
limpeza e recoloque o conjunto do
ATENÇÃO sifão, tendo o cuidado de verificar a
vedação das roscas;
Na manutenção dos reservatórios,
verifique:  Caso haja algum entupimento no
banheiro, além de tirar o sifão na
 a limpeza, presença de objetos
parte de baixo da cuba, é
estranhos, incrustações no fundo
necessário abrir o “ralinho” do box
ou nas paredes;
e tirar todos os detritos do mesmo;
 condições de impermeabilização;
 Se os problemas persistirem, NÃO
 Condições das bóias dos UTILIZE arames, ferramentas não
reservatórios, devendo proceder a apropriadas ou produtos corrosivos
troca da peça em caso de mau à base de soda cáustica e ácido.
funcionamento. Consulte uma empresa ou
profissional especializado para
resolver o problema.

ventosa), que funciona por sucção.

Manual do Proprietário Pág 11


Manutenção Preventiva Perda da Garantia:
 Periodicamente, faça a limpeza de  Caso não sejam observados os
todos os ralos, caixas de esgoto e de cuidados e manutenção mencionados
gordura, sendo conveniente que esse acima.
serviço seja executado por um
profissional especializado;
 Os resíduos retirados da caixa de
INTERFONIA
gordura, em hipótese alguma podem
ser jogados na rede de esgoto e, sim, Nos empreendimentos que contam com
encaminhados ao aterro sanitário. um sistema de interfonia, o mesmo é
instalado na portaria/guarita, permitindo
Perda da Garantia: a abertura do portão de pedestre pelos
moradores e pelo porteiro.
 Caso não sejam observados os
cuidados e manutenção mencionados Nos apartamentos em que há um
acima. aparelho de interfone instalado, é
possível a comunicação com a
portaria/guarita e entre apartamentos.

INSTALAÇÕES DE Cuidados no uso:


ABASTECIMENTO DE GÁS
 Para limpeza, use pano umedecido
DOMÉSTICO CANALIZADO com álcool;
 Nos empreendimentos que possuem  Ao desligar, verifique se o fone ficou
gás canalizado, a alimentação de gás encaixado corretamente na base;
para os fogões dos apartamentos  Caso seja necessária a manutenção,
será feita através de uma central de
consulte o fornecedor do
gás GLP (gás liquefeito de petróleo)
equipamento.
em cilindros, localizado no abrigo
destinado ao sistema.
ATENÇÃO
 Uma única tubulação vem desta
central até os reguladores, NÃO jogue água na parede onde está
localizados no apto / área serviço. instalado o interfone.

Cuidados no uso:
Perda da Garantia:
 A instalação da válvula de gás
individual somente poderá ser feita  Caso não sejam observados os
pelo técnico da empresa cuidados e manutenção mencionados
autorizada; acima.
 A cozinha e a área de serviço devem
ter ventilação permanente, mesmo
que seja instalada janela, para que LOUÇAS, PIAS, TANQUES E
haja dispersão de gás em caso de
vazamento. METAIS SANITÁRIOS

Como toda louça é frágil, tenha cuidado


no momento da limpeza para evitar que
IMPORTANTE
quebrem ou trinquem.
Os marceneiros que venham executar
os armários de cozinha e área de
serviço devem ter acesso às plantas de
instalações, para não executar furos
na tubulação.

Manual do Proprietário Pág 12


Manutenção Preventiva
Louças Sanitárias, pias e tanques
 Troque periodicamente os vedantes
Cuidados no uso:
(courinhos, tarraquetas) de torneiras
 Utilize somente água, sabão e e registros. Sem essa troca as partes
desinfetante para a limpeza das metálicas internas dos registros e
louças sanitárias. NÃO UTILIZE torneiras poderão sofrer desgaste,
produtos abrasivos e esponjas de exigindo a troca das peças principais,
aço, que podem danificar as peças e com quebra de paredes.
os rejuntes;
 NÃO suba ou apóie nas louças e Perda da Garantia:
bancadas, pois podem se soltar ou
 Se for evidenciada a falta de troca
quebrar, causando ferimentos
dos vedantes (courinhos) das
graves.
torneiras e registros;
 Se for evidenciada a falta de limpeza
nos arejadores provocando, assim,
ATENÇÃO acúmulo de resíduos nos mesmos;
NÃO retire elementos de apoio (mão  Se for evidenciado o uso de produtos
francesa, coluna do tanque, etc.), pois abrasivos e/ou limpeza inadequada
pode ocasionar quebra ou queda da nos metais sanitários;
peça ou bancada.
 Equipamentos louças, pias, tanques e
metais que foram reparados por
Manutenção Preventiva
pessoas não autorizadas pelo serviço
 Calafete periodicamente o canto da de Assistência Técnica (*);
pia, lavatório e tanque utilizando
 Aplicação de peças não originais ou
rejunte ou silicone para evitar a
inadequadas ou, ainda, adaptação de
infiltração de água.
peças adicionais sem autorização
prévia do fabricante (*);
Perda da Garantia:  Caso não sejam observados os
cuidados e manutenção mencionados
 Se for evidenciada a retirada dos
acima (*).
elementos de apoio (mão francesa,
coluna do tanque, etc.) provocando a
queda ou quebra da peça ou (*)
Válido para pias, tanques, louças e metais.
bancada.

Metais
Cuidados no uso:
 Para a limpeza dos metais sanitários,
utilize apenas um pano úmido.
Produtos químicos ou material
abrasivo pode remover a película
protetora, ocasionando a sua
oxidação;
 Durante o manuseio de torneiras e
registros não force, pois isso
danificará as suas vedações internas
e poderá provocar vazamentos;
 NÃO utilize torneiras ou registros
como apoio ou cabide;

Manual do Proprietário Pág 13


PINTURA deverá ser feita uma nova pintura em
todo o imóvel.

Cuidados no uso: Perda da Garantia:


 Para limpeza da pintura utilize  Caso não sejam observados os
apenas sabão neutro, água e uma cuidados e manutenção mencionados
bucha limpa. Esfregue levemente a acima.
bucha sobre a mancha e ao redor
dela, numa superfície maior que o
local da mancha (em torno de 1 PISCINAS
metro quadrado). Deixe secar
sozinho. Enquanto a parede estiver Nos empreendimentos que possuem
molhada parecerá que a mancha piscinas estas serão instaladas na área
aumentou, mas, assim que secar comum, com o objetivo de banho e lazer
naturalmente, você verá que as dos usuários.
manchas desapareceram;
Cuidados no uso:
 A pintura não aceita retoques. Se
alguma correção for necessária, pinte  Ligue o filtro (caso possua)
toda a parede ou cômodo. Assim, as frequentemente;
diferenças de tonalidade não ficarão  Passe a peneira na água sempre que
visíveis; necessário;
 Evite bater as portas, pois além de
danificar as portas, pode causar
 Limpe o cesto da bomba sempre que
detectar algum material em seu
trincas na pintura.
interior.
IMPORTANTE IMPORTANTE
NUNCA utilize álcool para limpeza da Mantenha a piscina cheia de água,
pintura! evitando o aparecimento de trincas no
seu material de acabamento e/ou
desbotamento.
Manutenção Preventiva
 No máximo a cada dois anos,
Manutenção Preventiva

5 PASSOS PARA  Observe a limpeza da água


REPINTAR O AMBIENTE diariamente;

1. Remova as partes soltas ou  Lave o filtro toda semana;


descascadas com espátula;  Controle o PH da água
2. Elimine eventuais causas de semanalmente;
umidade (vazamentos, infiltrações,  Semanalmente, adicione algicida,
etc) e deixe secar completamente; cloro e outros produtos apropriados
3. Utilize massa corrida em todos os conforme a recomendação do
pontos do reboco que estiverem fabricante, para evitar a formação de
deteriorados ou irregulares. Aplique algas;
a tinta após a superfície estar  Limpe as bordas da piscina com
completamente seca; produto apropriado sempre que
4. Lixe toda a superfície, eliminando necessário;
toda a poeira com o auxílio de um  Sempre que necessário, aspire o
pano seco; fundo da piscina com equipamento
5. Aplique a tinta em duas demãos, adequado.
tomando cuidado em proteger
esquadrias, pisos e fechaduras.
Perda da Garantia:

Manual do Proprietário Pág 14


 Utilização de produtos químicos incêndios. Para tanto, é importante ler
inadequados; atentamente as instruções contidas no
corpo do próprio equipamento,
 Caso não sejam observados os
especialmente no que diz respeito às
cuidados e manutenção mencionados
classes de incêndio para as quais é
acima.
indicado e como utilizá-lo.

PISOS DE MADEIRA Cuidados no uso:


 Nunca faça testes ou procure
Nos empreendimentos que possuem vazamentos nos registros e
pisos em madeira (tábuas corridas, tacos instalações de gás utilizando fósforos
ou similares), estes serão aplicados ou qualquer outro material
sempre em áreas secas (quartos, inflamável. Para este fim, utilize
salas, circulação interna dos espuma de sabão. Em caso de
apartamentos). dúvida, feche o registro e solicite
auxílio de empresa especializada.
Cuidados no uso: Abra as janelas e não acenda
fósforos, não utilize objetos que
produzam faíscas nem acione os
ATENÇÃO interruptores;
Evite a umidade no piso. Ela pode  Ao notar indícios (fumaça, cheiro de
dilatar a madeira que, quando volta a queimado, etc.), certifique-se o que
secar, tende a deformar e soltar-se. está queimando e a extensão do
fogo, sempre a uma distância
segura;
 NÃO utilize pano molhado para
limpar o piso; no máximo, úmido, e  Se não souber manusear os
uma vez por semana. extintores, saia do local fechando as
portas e janelas atrás de si, sem
trancá-las, desligando a eletricidade
Manutenção Preventiva e alertando os demais moradores;
 Inspecione a integridade e  Combata o fogo utilizando o extintor
recomposição dos rejuntes a cada 2 mais apropriado conforme descrito na
anos ou sempre que necessário. tabela de classes de incêndio;

Perda da Garantia: ATENÇÃO

 Se for evidenciada a utilização de O extintor e o local de sua colocação


produtos químicos inadequados não devem ser alterados, pois
(abrasivos e solventes) ou aplicação foram determinados pelo Corpo de
de água e líquidos; Bombeiros.

 Se o piso ficar exposto à luz do sol;  Incêndios de maior intensidade


 Se houver utilização de cadeiras com podem ser combatidos com o uso de
rodas e cargas pontiagudas; hidrantes. As caixas de hidrantes
possuem mangueiras que permitem
 Caso não sejam observados os combater o fogo com segurança em
cuidados e manutenção mencionados qualquer ponto do pavimento após a
acima. instalação do reservatório;
 NUNCA deixe fechado o registro
SISTEMA DE PREVENÇÃO E
geral do sistema de hidrantes;
COMBATE A INCÊNDIO
 NUNCA utilize a mangueira dos
Os extintores de incêndio servem para hidrantes para lavar pisos ou regar
um primeiro combate a pequenos jardins.

Manual do Proprietário Pág 15


Manutenção Preventiva TELHADO
Extintores de incêndio Em alguns residenciais, a área da
A recarga do extintor deve ser feita: cobertura e/ou varandas das áreas
privativas são cobertas com telhado.
 Imediatamente após ter sido
utilizado;
 Caso esteja despressurizado Cuidados no uso:
(manômetro na faixa vermelha);
 Deixe o alçapão de acesso ao telhado
 Após ser submetido a teste trancado. A chave deve ser guardada
hidrostático; com o síndico do prédio. Este, por
 Caso o material esteja empedrado. sua vez, deve proibir acessos
desnecessários ao local, permitindo o
 Caso esteja no período de recarga, acesso somente de pessoas
conforme tabela abaixo: habilitadas para isso;
VERIFIQUE CONSTANTEMENTE  Evite impactos nas telhas e na
estrutura de sustentação do telhado;
 O acesso aos extintores, o qual não
pode estar obstruído;  Em caso de verificação de qualquer
tipo de infiltração no telhado,
 O lacre, que deve estar intacto; elimine-a imediatamente, para evitar
 Se há vazamento no aparelho; o comprometimento da estrutura de
sustentação e infiltração para o
 Se os bicos e válvulas da tampa interior do prédio.
estão entupidos.

PERIODICIDADE DE
TIPO
RECARGA ATENÇÃO
Não é permitida a fixação buchas,
Espuma A cada 12 meses
parafusos, antenas, postes de
A cada 3 anos ou 6 iluminação ou outros equipamentos
Pó Químico ou meses, caso haja diferença
Água Pressurizada sobre:
de peso superior a 5%
A cada 6 meses, caso  lajes impermeabilizadas;
Gás Carbônico haja diferença de peso
superior a 10%  revestimentos das platibandas;
 rufos;
Observações
 muros; e
 A época da recarga deve ser
aproveitada para treinar equipes de  paredes impermeabilizadas.
emergência.
 O Corpo de Bombeiros exige uma Manutenção Preventiva
inspeção anual de todos os  Verifique se há obstrução de calhas e
extintores, além dos testes tubos de saída, pelo menos uma vez
hidrostáticos a cada 5 (cinco) anos ao ano, antes do período chuvoso;
por firma habilitada, a qual ministra
treinamentos de combate a  Periodicamente, limpe as saídas da
incêndios. calhas, para evitar que a água
retorne;
Perda da Garantia:
 Verifique a solda e vedação das
 Caso não sejam observados os calhas e rufos.
cuidados e manutenção mencionados
acima. Perda da Garantia:

Manual do Proprietário Pág 16


 Caso não sejam observados os
cuidados e manutenção mencionados
acima.

VIDROS

Cuidados no uso:
 Para a realização da limpeza utilize
apenas pano umedecido com álcool
ou produtos destinados a esse fim;
 No momento da limpeza, cuidado
para não danificar as esquadrias de
alumínio e as massas de vedação;
 Ao constatar que alguma borracha ou
massa de vedação se soltou, ainda
que seja um pequeno pedaço,
providencie sua rápida reposição para
não ocorrer infiltrações e danos à
pintura.

Perda da Garantia:
 Caso não sejam observados os
cuidados e manutenção mencionados
acima.

Recomendações Gerais
 Antes de instalar o box, coloque um
filete de mármore ou outro material
na extensão do fechamento, colado
com cola epóxi sobre a cerâmica. Em
seguida, passe um vedante à base de
silicone por cima dessa faixa e alinhe
o box.

IMPORTANTE
Nunca fixe o trilho do box diretamente
sobre o piso, evitando assim a
perfuração da impermeabilização.

Manual do Proprietário Pág 17


CAPÍTULO 3 – ORIENTAÇÕES AO SÍNDICO E AO CONDOMÍNIO
O Síndico é o representante legal do condomínio, em juízo ou fora dele, exercendo
administração do condomínio.

As partes condominiais não podem ser modificadas, salvo nos casos previstos
na Convenção de Condomínio, a fim de preservar a unidade e estética do
conjunto.

Atribuições do Síndico: recebidos para comprovação e


controle dos pagamentos;
 Opinar e fiscalizar os atos, decisões e
deliberações da Administradora,  Terminado o mês o Síndico, deverá
objetivando sempre o interesse, o apresentar um balancete de contas
bem-estar dos condôminos e a detalhado, referente às despesas do
manutenção dos serviços de que o mês.
condomínio é dotado;
 Representar o condomínio em juízo Despesas do Condomínio:
ou fora dele, ativa ou passivamente;
 São os gastos que um condomínio
 Superintender a administração do tem e que são divididos em Despesas
edifício; Ordinárias e Extraordinárias.
 Cumprir e fazer cumprir a lei, a o Despesas Ordinárias: gastos
convenção de condomínio, o rotineiros, necessários à
regimento interno e as deliberações manutenção do condomínio.
das assembléias; Devem ser divididas entre todos
os condôminos.
 Dar imediato conhecimento ao
Condomínio da existência de DESPESAS ORDINÁRIAS - EXEMPLOS:
procedimento judicial ou
 Mão de obra que trabalha para a
administrativo de interesse do manutenção local (remuneração, encargos
condomínio; sociais, uniformes, etc);
 Entregar ao seu sucessor todos os  Consumo de serviços básicos (água, energia
livros, documentos e pertences do elétrica da área comum, material de
limpeza, etc);
condomínio em seu poder;
 Manutenção e conservação de
 Prestar ao Condomínio informações equipamentos de uso comum (elevadores,
sobre os atos da administração e bombas, portões automáticos, interfones,
contas de sua gestão; piscinas, jardins, antenas coletivas, recarga
de extintores, etc)
 Convocar, sempre que forem
necessárias assembléias de
condôminos; o Despesas Extraordinárias: gastos
imprevistos e recursos para
 Admitir e demitir funcionários do
melhoria nas áreas comuns. Ex:
Condomínio e fixar sua remuneração;
manutenção de equipamentos
 Elaborar a previsão orçamentária, como elevadores e bombas,
devendo planejar o orçamento para a vazamentos e entupimentos.
obtenção da previsão de despesas e
o Fundo de Reserva: porcentagem
receitas, apresentando-as para
do valor da taxa do condomínio
discussão e aprovação nas
(em média 10%, definido em
assembléias;
assembléia). Servirá para cobrir
 Ratear as quotas condominiais, e despesas extraordinárias e de
após os pagamentos emitir os emergência, sempre com
autorização da assembléia.

Manual do Proprietário Pág 18


Encontra-se à disposição do síndico
geral do condomínio (que será eleito DOCUMENTOS E OBRIGAÇÕES
pelos proprietários em assembléia DO CONDOMÍNIO:
própria para esse fim):
 O Condomínio deve ter um Livro de
 Cópia dos Certificados de Garantia de Atas das Assembléias;
todos os equipamentos comunitários
 Por não ser considerado pessoa
do condomínio e seus respectivos
Jurídica o condomínio é
contratos de manutenção, quando
dispensado de apresentar
aplicável (garantia do elevador, Declaração de Imposto de Renda.
central de gás, bombas, etc.);
 Cópia dos projetos executivos do
edifício:
o Arquitetura
o Instalações hidráulicas
o Instalações elétricas
o Instalações de telefonia

Manual do Proprietário Pág 19


CAPÍTULO 4 – GARANTIAS E ASSISTÊNCIA TÉCNICA
A elaboração do Termo de Garantia, bem como da Tabela de Manutenção Preventiva e
Corretiva, veio atender a uma determinação legal de esclarecer ao consumidor de
unidades imobiliárias, proporcionando maior tranqüilidade e viabilizando a manutenção
preventiva necessária à preservação do patrimônio.
Nos termos da NBR 5674 – Manutenção de edificações - Procedimentos, da Associação
Brasileira de Normas Técnicas, o proprietário é responsável pela manutenção
preventiva de sua unidade e co-responsável pela realização e custeio de manutenção
preventiva e inspeções das áreas comuns, obrigando-se a permitir o acesso do
profissional destacado pela Construtora TENDA para proceder às vistorias técnicas
necessárias, sob pena de perda da garantia.
No caso de revenda do imóvel, o proprietário se obriga a transmitir as orientações sobre
o adequado uso, manutenção e garantia do seu imóvel ao novo proprietário, entregando-
lhe os documentos e manuais correspondentes.

CRONOGRAMA DE INSPEÇÕES E MANUTENÇÕES PREVENTIVAS

MANUTENÇÃO: MANUTENÇÃO:
ITEM PERIODICIDADE PERIODICIDADE
(até 5 anos de uso) (após 5 anos de uso)

Alvenaria Estrutural 01 ano 04 anos


Alvenaria de Vedação 01 ano 04 anos
Antena Coletiva 06 meses 02 anos
Automação de Portões 06 meses 02 anos
Caixas e Válvulas de Descarga 06 meses 02 anos
Esquadrias de Alumínio/ Metálicas 01 ano 02 anos
Esquadrias de Madeira 01 ano 02 anos
Estrutura de Concreto 01 ano 01 ano
Ferragens das Esquadrias 01 ano 01 ano
Forro de Gesso 01 ano 02 anos
Iluminação Automática 06 meses 02 anos
Impermeabilização 06 meses 02 anos
Impermeabilização da Cobertura 06 meses 06 meses
Instalações de Combate Incêndio 01 mês 01 ano
Instalações Elétricas 01 ano 02 anos
Instalações de Gás 06 meses 06 meses
Instalações Hidro-sanitárias 01 ano 01 ano
Instalações de Interfones 06 meses 02 anos
Instalações Telefônicas 01 ano 02 anos
Junta de Dilatação nas Fachadas 01 ano 01 ano
Louças Sanitárias 01 ano 02 anos
Metais Sanitários 06 meses 02 anos
Motobombas 06 meses 01 ano
Pintura Externa / Interna 02 anos 02 anos
Proteção SPDA 01 ano 02 anos
Revestimentos Cerâmicos 06 meses 02 anos
Vidros 01 ano 02 anos

Recomenda-se a contratação de empresa especializada para realizar a


manutenção preventiva observando informações detalhadas do manual.

Manual do Proprietário Pág 20


GARANTIAS  Fim da Garantia: expedição dos
prazos indicados para cada caso,
O objeto da presente garantia é a conforme disposto no item 2.
respectiva unidade autônoma e as partes
comuns do condomínio. Perda da Garantia:

A responsabilidade pelo imóvel é do  Se, durante o prazo de vigência da


condomínio, conforme o Código Civil. garantia, não for observado o que
dispõe o Termo de Recebimento do
A construtora se responsabiliza em Imóvel, o Manual do Proprietário e a
realizar a assistência técnica nas NBR 5674 – Manutenção de
seguintes situações: edificações - Procedimentos, no que
 Vício aparente: esta garantia cobre diz respeito à manutenção preventiva
falhas ou defeitos em serviços de correta ou má conservação, para
revestimentos internos e externos, imóveis habitados ou não;
no funcionamento de esquadrias e  Se ocorrer qualquer caso fortuito ou
das instalações hidráulico sanitárias, de força maior que impossibilite a
elétricas e telefônicas que forem manutenção da garantia concedida;
visualmente detectados;
 Se houver mau uso ou desrespeito
 Vício oculto: é o defeito não aparente aos limites admissíveis de sobrecarga
que o imóvel possui, identificável ao nas instalações e/ou estruturas;
longo do tempo, como por exemplo:
vazamento na torneira, trincas nas  Quando houver modificação na parte
paredes, infiltração, etc. estrutural e nas instalações da casa,
pisos, impermeabilizações,
esquadrias, benfeitorias ou outras
PRAZOS DE GARANTIA
mudanças em suas unidades sem
 01 ano*: defeitos ocultos existentes prévia anuência da Construtora;
no imóvel e que não foram
 Se o proprietário não permitir o
passíveis de constatação no termo
acesso do profissional destacado pela
de vistoria e ou recebimento;
Construtora TENDA nas dependências
 05 anos*: defeitos que afetam a de sua unidade para proceder a
solidez e a segurança da obra. vistoria técnica;
*
Datas válidas a partir da data do Auto de  Se as providências sugeridas pela
conclusão do Imóvel (Habite-se), conforme
construtora não forem tomadas por
previsto no Código Civil Brasileiro.
parte do proprietário ou condômino;
 Se o cliente estiver inadimplente,
configurado quando houver qualquer
Termo inicial e final da garantia: pagamento em atraso junto à
Construtora.
Vícios aparentes:
 Início da garantia: na vistoria de
recebimento do imóvel; ASSISTÊNCIA TÉCNICA
 Fim da garantia: assinatura do Termo Durante o prazo de garantia, seu pedido
de Recebimento do Imóvel. será avaliado por um técnico da
Construtora TENDA. Comprovada a
Vícios ocultos
responsabilidade, os serviços serão
 Início da Garantia: a partir da executados em data combinada entre as
entrega do imóvel; partes.

Manual do Proprietário Pág 21


Antes de iniciar os trabalhos de reparos, ocorrido e encaminhará para o
o proprietário assinará uma autorização escritório como concluído para
de início das atividades e, ao fim dos arquivamento.
trabalhos, o aceite dos serviços
Condições gerais.
realizados.
 Caberá ao proprietário fazer prova de
 Estando a solicitação dentro dos
que o defeito ocorreu nos prazos de
prazos de garantia e o comprador
garantia aqui indicados e previstos no
adimplente com a Construtora, um
Código Civil Brasileiro;
dos engenheiros ou técnicos do
departamento de Assistência Técnica  O termo de vistoria procederá à
fará a visita; entrega do imóvel e, nele, o
adquirente deverá fazer constar
IMPORTANTE qualquer defeito ou observação
Toda e qualquer solicitação de vistoria referente ao bem vistoriado. O
e reparos deve ser feita com o recebimento da obra sem qualquer
máximo de informações possíveis, ressalva no termo de vistoria
seja por escrito, via fax ou por implicará em sua aceitação como boa
telefone, sempre para o atendente da e perfeita, inviabilizando qualquer
Central de Relacionamento com reclamação posterior relativa a
Clientes. eventuais vícios aparentes.

 Para casos em que o cliente, após a ATENÇÃO


conclusão do serviço, não assinar a
A presente garantia não cobre os
solicitação por motivos que não
danos causados às benfeitorias e/ou
envolvam a qualidade do mesmo, o
objetos, móveis, roupas e elementos
engenheiro responsável assinará, decorativos na unidade.
após descrição escrita do histórico

PRAZOS DE GARANTIAS
Datas válidas a partir da data do Auto de Conclusão do Imóvel
ITEM CARACTERÍSTICAS PRAZOS
Defeitos que comprometam a solidez ou a segurança
Estrutura 5 anos
da edificação
Infiltração decorrente de mau desempenho da
1 ano
vedação entre caixilho e alvenaria
Infiltração decorrente de falha no desempenho de
Impermeabilização e vedações 5 anos
impermeabilização ou vedação
Infiltração decorrente de mau desempenho do
2 anos
revestimento da fachada

Espelhos danificados, mal colocados Vistoria de entrega


Instalações elétricas
Mau funcionamento da instalação elétrica em geral 1 ano
Especificado pelo
Desempenho do equipamento
fabricante
Interfone
Problemas com instalação 1 ano

Especificado pelo
Desempenho do equipamento
fabricante
Instalações de telefone
Problemas com instalação 1 ano

Manual do Proprietário Pág 22


PRAZOS DE GARANTIAS
Datas válidas a partir da data do Auto de Conclusão do Imóvel
ITEM CARACTERÍSTICAS PRAZOS

Fissuras, riscos, quebras No ato da entrega

Instalações hidrossanitárias

Problemas de instalação, vedação e funcionamento 1 ano

Peças quebradas, trincadas, riscadas, manchadas Vistoria entrega

Instalações de gás canalizado Instalação 1 ano


doméstico
Vedação 1 ano

Integridade dos materiais 5 anos

Quebrados, trincados, riscados Vistoria de entrega

Louças, bancadas e acessórios


Má fixação, gretados, manchados ou com
1 ano
rejuntamento solto ou manchado

Quebras, fissuras, riscas e manchas Vistoria de entrega

Defeito do equipamento (mau desempenho) Vistoria de entrega


Caixas de Descarga
Problemas de instalações 1 ano

Falha de vedação 2 anos

Quebrados, trincados, riscados Vistoria de entrega

Metais
Má fixação, manchas ou mau funcionamento 1 ano

Especificado pelo
Desempenho do equipamento
Motobombas Fabricante
Instalação 1 ano
Especificado pelo
Desempenho do equipamento
Fabricante
Piscinas
Instalação 1 ano

Estanqueidade 5 anos
Rejuntamento em revestimentos
Solto ou manchado 6 meses
cerâmicos

Revestimentos de massa de
Fissuras por acomodação dos elementos estruturais e
tetos e paredes, gesso e forro 1 ano
de vedação; destacamento
de gesso

Quebrados, trincados, riscados, soltos, gretados,


Revestimentos cerâmicos Vistoria de entrega
manchados, com tonalidade diferente
internos
Desgaste excessivo que não por mau uso 2 anos
Quebrados, trincados, riscados, soltos, gretados,
Vistoria de entrega
Revestimentos em pedra ardósia manchados, com tonalidade diferente
Desgaste excessivo que não por mau uso 06 meses

Manual do Proprietário Pág 23


PRAZOS DE GARANTIAS
Datas válidas a partir da data do Auto de Conclusão do Imóvel
ITEM CARACTERÍSTICAS PRAZOS
Quebrados, trincados, riscados, soltos, gretados,
Revestimentos em pedra natural manchados, com tonalidade diferente Vistoria de entrega
(ardósia, granitos, mármores)
Desgaste excessivo que não por mau uso 2 anos

Assoalhos riscados ou manchados Vistoria de entrega


Pisos de Madeira
Empenamento e Retrações 1 ano

Rejuntamento em pedra natural


Solto ou manchado 6 meses
(ardósia)
Superfícies irregulares e caimento ou nivelamento
6 meses
inadequado
Contrapisos
Destacamento
2 anos

Quebradas, trincadas, riscadas ou manchadas Vistoria de entrega


Esquadrias de madeira
Trinca, empenamento, descolamento 1 ano

Riscadas, manchadas Vistoria de entrega


Ferragens
Má fixação ou mau funcionamento 1ano

Amassadas, riscadas, manchadas Vistoria de entrega

Esquadrias de alumínio e ferro


Má fixação ou mau funcionamento 2 anos

Sujeira ou mau acabamento Vistoria de entrega

Empolamento, descascamento, esfarelamento,


Pintura e verniz alteração de cor ou deterioração de acabamento e 1 ano
verniz em superfícies de madeira externas

Pintura de fachada 1 ano

Vidros Quebrados, trincados, riscados Vistoria de entrega

Equipamentos: elevadores,
De acordo com a
exaustão mecânica, luz de
Mau funcionamento, instalação, vida útil garantia do
emergência, equipamentos de
fornecedor
incêndio, bombas
Fonte: Manual de Garantias do Sinduscon – 3ª edição - 2007
Obs.: Os prazos de garantia de áreas comuns iniciam-se a partir do Auto de Conclusão do Imóvel (Habite-
se)

Manual do Proprietário Pág 24


CAPÍTULO 5 – CROQUIS E PARTICULARIDADES DO IMÓVEL
Encontram-se nos Anexos, os croquis referentes à arquitetura do apartamento e das
instalações:

ANEXO 1 – Apartamentos Pav. Térreo/Subsolo – Edifícios Dália, Orquídea, Lírio,


Antúrio, Gerânio e Camélia
ANEXO 2 – Apartamentos Pav. Térreo/Tipo – Edifícios Dália, Orquídea, Lírio, Antúrio,
Gerânio e Camélia
ANEXO 3 – Apartamentos Pav. Térreo – Edifícios Dália, Orquídea, Lírio, Antúrio,
Gerânio e Camélia
ANEXO 4 – Apartamentos 5° Pav. – Edifícios Dália, Orquídea, Lírio, Antúrio, Gerânio e
Camélia
ANEXO 5 – Apartamentos Pav. Térreo/Subsolo – Edifícios Manacá, Acácia, Jasmim e
Girassol
ANEXO 6 – Apartamentos Pav. Térreo/Tipo – Edifícios Manacá, Acácia, Jasmim e
Girassol
ANEXO 7 – Apartamentos Pav. Térreo – Edifícios Manacá, Acácia, Jasmim e Girassol
ANEXO 8 – Apartamentos 5° Pav. – Edifícios Manacá, Acácia, Jasmim e Girassol

Antes da instalação de qualquer acessório ou equipamento, consulte os projetos em


anexo.
NÃO ESQUEÇA de deixar uma margem de segurança de 20 cm em torno do eixo das
tubulações, verificando-se os dois lados da parede.

NÃO FURE as paredes na direção dos registros, torneiras e quadro de distribuição dos
circuitos elétricos.
A localização das tubulações indicada nos croquis é informativa e a
Construtora Tenda não se responsabiliza por eventuais perfurações
executadas pelos proprietários.

Manual do Proprietário Pág 25


Atendimento ao Cliente
MANUAL DO PROPRIETÁRIO TENDA
Orientações para uso e manutenção do imóvel
Central de Relacionamento com Clientes

4002 1022

www.tenda.com

Manual do Proprietário Pág 26