Você está na página 1de 21

Aulas

Aula 1
Aula 2
Aula 3
Aula 4
Aula 5
Aula 6
Aula 7
Aula 8
Aula 9
Aula 10
Aula 11
Aula 12
Aula 13
Aula 14
Aula 15
Aula 16
Aula 17
Aula 18
Aula 19
Aula 20
Aula 21
Aula 22
Aula 23
Aula 24
Aula 25
Aula 26
Aula 27
Aula 28
Aula 29
Aula 30
Aula 31
Aula 32
Aula 33
Aula 34
Aula 35
Aula 36
Aula 37
Aula 38
Empreendedorismo Social
Contexto Social
Contexto Social (parte II)
Transformação coletiva
Transformação coletiva (parte II)
Reconhecendo habilidades
Reconhecendo habilidades (parte II)
O que é ser cidadão
O que é ser cidadão (parte II)
Acolhendo a diversidade
Acolhendo a diversidade (parte II)
Conhecendo a comunidade
Conhecendo a comunidade (parte II)
Pesquisando a comunidade - Orientações
Pesquisando a comunidade - Orientações (parte II)
Pesquisando a Comunidade - Aula de campo
Esclarecendo ideias. (Objetivos e metas do plano de ação do projeto social)
Esclarecendo ideias. (Objetivos e metas do plano de ação do projeto social) (parte II)
Noções de Orçamento
Noções de Orçamento (parte II)
Comunicação e seus componentes
Comunicação e seus componentes (parte II)
Comunicação escrita
Comunicação escrita (parte II)
Finalizando o plano de ação
Finalizando o plano de ação (parte II)
Redes Sociais
Redes Sociais (parte II)
Falando em público com sucesso
Falando em público com sucesso (parte II)
Pré-painel
Pré-painel (parte II) TP
Painel AV
Revisando ideias
Revisando ideias (parte II)
Projeto de Vida
Projeto de Vida (parte II)
Cine e-Jovem
Avalição do curso e confraternização
Carga Horária
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
4H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
4H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
2H/A
PLANO DE AULA
Empreendedorismo Social

CARGA HORÁRIA: 80 horas

AULA 1 - Contexto Social


OBJETIVOS
● Pensar nos primeiros aspectos do projeto social;
● Compreender o conceito de paz social
METODOLOGIA
Brainstorm sobre o conceito de “o homem como um ser social”
Para iniciar a aula, e valorizando os conhecimentos preí vios dos jovens, o educador pode construir um pequeno mural feito no proí pr
ideias trabalhadas
ofíício ou cartolina, no texto
sobre em algum
o que personagem
os jovens entendemou algueí
com m, pesquisa
a expressaã o: “o ehomem
debateeícom
um os
sercolegas
social”.de turma. O educador precisa estar
atividade para melhor orientaí -la.
aà s seguintes perguntas: a) quais seus sonhos individuais? b) quais seus sonhos coletivos? c) como eles se conectam? como voceê veê a
interessante que essa atividade possa ser realizada em forma de plenaí ria ou debate, com a mediaçaã o do educador, que deve destacar
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 2 - Contexto Social (parte II)
OBJETIVOS
● Pensar nos primeiros aspectos do projeto social;
● Compreender o conceito de paz social
METODOLOGIA
Continuando com a aula anterior vamos começar com a realizaçaã o da ATIVIDADÉ 02, sugerida no texto. Siga as orientaçoã es sobre co
apostila do educando, mas eí importante ressaltar a ligaçaã o com a atividade anterior, pois elas estaã o conectadas.
base no aprendizado ateí aqui construíído, os jovens possam refletir sobre algumas ideias baí sicas de projetos sociais, abr
em seus projetos.
incrementaí -la comOriente
algunsos jovens epara
recursos que explorem
atividade bem
que julgar a escrita,
uí teis. Naã o seembora naãde
esqueça o seja
fazernecessaí rio se alongarem.
o fechamento Depois,
de ideias, contextu
longo da aula, e com a realidade dos educandos.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 3 - Tranformação Coletiva
OBJETIVOS
● Apresentar açoã es coletivas viaí veis atraveí s de projetos sociais;
● Abordar e importaê ncia do protagonismo e da liderança como competeê ncias
METODOLOGIA
Apresentaçaã o de um víídeo sobre a temaí tica do trabalho em equipe. Haí muitos víídeos com os quais o educador pode introduzir a tem
um que se chama “TOI LÉI INDIA”. O víídeo aborda a transformaçaã o coletiva sem falas, somente com imagens, e mostra a força do trab
para responder
Depois do víídeo,ao que seum
realize pede no enunciado
debate com a turma da questaã o. O
sobre as educador
suas pode
impressoã incrementar
es sobre o víídeo.a atividade utilizando cartolina para criar ta
texto. ÉÉ importante ainda fazer uma reflexaã o em torno da proí pria turma, como ela estaí em relaçaã o ao trabalho em equipe?
envolvam exemplos de importantes transformaçoã es realizadas com açoã es coletivas. Os jovens podem escolher quaisquer exemplos q
social, um esporte coletivo em que um time mais fraco tecnicamente venceu pela força coletiva, pode ser uma campanha civil por dir
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 4 - Tranformação Coletiva (parte II)
OBJETIVOS
● Apresentar açoã es coletivas viaí veis atraveí s de projetos sociais;
● Abordar e importaê ncia do protagonismo e da liderança como competeê ncias
METODOLOGIA
e, a cada final de trecho, eí interessante que o educador possa fazer um resumo dos conceitos abordados, ateí chegar aà atividade que d
escrita de treê s respostas,
Ideias iniciais com basede
sobre o conceito nos textos, e eíAntes
liderança. preciso
deque os educandos
adentrarmos naexercitem
reta finala da
escrita
aula,e sugerimos
a interpretaçaã
uma o depequena
texto. averigu
entendem por liderança. O educador pode orientaí -los a escreverem no quadro branco as diversas ideias que eles possue
depois poderaí fomentar um pequeno debate que estaí conectado com a realizaçaã o da ATIVIDADÉ 03 posteriormente.
Realizaçaã o da ATIVIDADÉ 03, sugerida na aula. Apoí s lerem o texto sobre liderança, os jovens realizaraã o uma pesquisa na
consideram exemplos para o contexto social. Éles podem ser de qualquer aí rea, desde esportivos ateí religiosos. A ativida
em grupo, eNECESSÁRIOS
MATERIAIS cada grupo deveraí apresentar na plenaí ria, a escolha do seu lííder, e quais os motivos que fomentaram tal esc

Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.


AULA 5 - Reconhecendo habilidades
OBJETIVOS
● Apresentar a teoria das inteligeê ncias muí ltiplas;
● Compreender a importaê ncia da inteligeê ncia emocional;
● Refletir em torno de si mesmo, a partir do estudo das inteligeê ncias.
METODOLOGIA
educador possa espalhar pelo chaã o, figuras de personagens de desenhos animados, seí ries, filmes, etc., e pedir aos educandos que es
identificam
o e qualfazer
educador possa foi o motivo da escolha.
uma pequena Um pergunta
explanaçaã que pode fomentar
o e/ou contextualizaçaã umdos
o, antes pequeno
jovensdebate, pode
partirem sero esta:
para texto,“voceê escolheu
pois esse eí umotema
per
leem o texto e partem para a resoluçaã o da atividade.
Realizaçaã o da ATIVIDADÉ 02, sugerida na aula. Éssa atividade 02 estaí intimamente ligada aà atividade 01, por isso que su
seguir, ela eí relativamente simples e
reflexiva,
MATERIAIS pois trabalha a percepçaã o de si dos jovens.
NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 6 - Reconhecendo habilidades (parte II)
OBJETIVOS
● Apresentar a teoria das inteligeê ncias muí ltiplas;
● Compreender a importaê ncia da inteligeê ncia emocional;
● Refletir em torno de si mesmo, a partir do estudo das inteligeê ncias.
METODOLOGIA
interpretem a imagem que aparece no decorrer do texto, suscitando uma reflexaã o luí dica. A pergunta norteadora para debater com o
inteligeê ncia emocional, para a vida humana?”.
para responder aà s perguntas que se seguem. ÉÉ interessante que a atividade seja feita individualmente. ÉÉ importante deix
para responder
das inteligeê nciasaà smuí
perguntas paravíí
ltiplas; nesse a dturma, ou naã o,
eo se passa umacontudo,
tirinhapara incentivaí -losCascaã
do personagem a falar umMauríí
o, de pouco ciosobre suas respostas,
de Sousa, em que suao p
talentos dele, o final do víídeo eí bastante surpreendente, solicite aos educandos que assistam e comentem com seus cole
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 7 - O que é ser cidadão?
OBJETIVOS
● Conhecer nossos direitos e deveres;
● Discutir o que eí o Éstado;
● Desenvolver a conscieê ncia politica;
METODOLOGIA
Colocar todo o material no centro da sala. Ém cíírculo solicita-se aos participantes, que observem as gravuras espalhadas. Énquanto a
participantes que escolham
víídeos deve envolver duaspara
um debate gravuras:
que osuma quepossam
alunos lhe transmita tranquilidade
expressar e uma
suas impressoã es que transmita
e trocar algo
experieê negativo.
ncias sobre oAo cessar
tema. a muí
Éssa discs
da aula, “Trocando ideias: o que eí cidadania?”. Logo realizam a Atividade 01 da apostila.
daquilo que ele tem por direito. Ésse momento deve se iniciar com a reflexaã o sobre a atividade realizada anteriormente, expandindo
concebidos pelos alunos, para entaã o adentrar no toí pico “O cidadaã o e seus direitos e deveres”. Logo realizam a Atividade 02.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Diversas gravuras, fotos ou desenhos recortados de revistas usadas, aparelho de som com uma muí sica adequada para fundo. Víídeo,

AULA 8 - O que é ser cidadão? (parte II)


OBJETIVOS
● Conhecer nossos direitos e deveres;
● Discutir o que eí o Éstado;
● Desenvolver a conscieê ncia politica;
METODOLOGIA
deve percorrer toda a aula. ÉÉ importante nesse momento fazer a ligaçaã o do tema com o saiba mais. Finaliza com a Atividade 03.
Trabalhar o toí pico “O cidadaã o e a democracia”, ligando o tema com o toí pico seguinte: “estatutos do cidadaã o”.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Diversas gravuras, fotos ou desenhos recortados de revistas usadas, aparelho de som com uma muí sica adequada para fundo. Víídeo,

AULA 9 - Acolhendo a diversidade


OBJETIVOS
● Identificar os tipos de diversidade;
● Refletir sobre as diferenças no ambiente de trabalho;
● Compreender o fenoê meno Bullying.
METODOLOGIA
tenho de...”. O facilitador orienta que cada grupo se dirija para o local estabelecido e laí , durante 10 minutos, completem as suas frase
10 minutos,
experieê nciasoefacilitador iraíque
ideias. Para aà s salas dos grupossee perceba
cada educando lhes entregaraí outra
e perceba aofolha
outro.deMesmo
cartolina
quecontendo o seguinte:
surjam comentaí rios pejorativos e preconc
deixado de lado, e sim debatido. Nosso papel de facilitaçaã o eí levar uma reflexaã o e transformaçaã
Diversidade no ambiente de trabalho. Com relaçaã o aà diversidade no ambiente de trabalho, eí importante o sobre este tipo de trabalhar
fala. o tem
aborde os diferentes tipos de pessoas presentes em uma empresa. Isso facilitaraí a compreensaã o do aluno a partir da vive
profissionais. Ém seguida, eí necessaí rio que se faça uma discussaã o referente ao que foi vivido e aprendido durante a ence
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, quadro branco, quatro folhas de cartolina, previamente preparadas conforme procedimentos e mais alguma
AULA 10 - Acolhendo a diversidade (parte II)
OBJETIVOS
● Apresentação do Seminário sobre Diversidade. Caso precise de nota de
Recuperação utilize esta atividade para avaliar.
METODOLOGIA
interessante que se faça a atividade relacionada à estória em quadrinhos. Mesmo falando das formas de violência
demonstrar
Apresentaçãoque isso
das pode ser
equipes diferente. Esta
do Seminário sobreé Diversidade.
a intensão daCaso
atividade.
precise de nota de Recuperação utilize esta ativ
devem fazer essa atividade, independente se precisarão ou não de recuperação.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, quadro branco, quatro folhas de cartolina, previamente preparadas conforme procedimentos e mais alguma
AULA 11 - Conhecendo a comunidade
OBJETIVOS
● Compreender os conceitos de comunidade;
● Refletir sobre a comunidade em que estamos inserid@s;
● Destacar a importaê ncia da comunidade para a elaboraçaã o do projeto social.
METODOLOGIA
educand@s: (prepare um ambiente suave, harmonioso, com muí sica e em cíírculo). Descreva em uma palavra o lugar que voceê mora!
ruim,
Conceitocomdevaícomunidade.
rios problemas. ÉÉ se
Pode interessante
perguntar que enxerguem
aà turma que a que
o que acham comunidade vai aleífazendo
eí comunidade, m do queassim
os muito
uma problemas, ela eí No
chuva de ideias. construíí
Guia deda
vaí rios conceitos sobre comunidade que podem ser usados como base.
Fixaçaã o da ideia “Quais saã o as comunidades que participo”. No guia de PTPS tem uma atividade para @ educand@ preencher sobre q
educador ou a educadora solicitaraí que eles respondam no guia, podendo abrir uma roda de conversa e dialogarem sobre os espaço
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 12 - Conhecendo a comunidade (parte II)
OBJETIVOS
● Compreender os conceitos de comunidade;
● Refletir sobre a comunidade em que estamos inserid@s;
● Destacar a importaê ncia da comunidade para a elaboraçaã o do projeto social.
METODOLOGIA
projeto precisa ser realista aà realidade do local e gerar impacto positivo respeitando a cultura local e os padroã es eí ticos. Ém equipe p
comunidade e de forma luí dica apresentar ao restante da sala.
que descreva o que de bom ele viveu em sua comunidade. Depois em duplas mostre para um colega e discutam o que po
tambeí m vejam e desfrutem das coisas boas dessa comunidade caso o jovem naã o consiga relatar nada peça que diga o qu
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 13 - Pesquisando a Comunidade - Orientações
OBJETIVOS
● Listar as necessidades das comunidades;
● Élaborar um questionaí rio que possa ajudaí -los a estabelecer diaí logo com a
comunidade;
METODOLOGIA
Dinaê mica de acolhida escolhida pelo educador.
que voceê gosta de fazer no seu momento de lazer? 2) Qual seu horaí rio disponíível? 3) Como voceê gostaria de usar seu tempo livre? Pe
poderia ajudar a aproveitar melhor o tempo.
Ém seguida daraã o as impressoã es ao grupo e diraã o o que acharam da atividade. O educador ou a educadora deve direcionar a reflexaã o
posso diagnosticar.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 14 - Pesquisando a Comunidade - Orientações (parte II)
OBJETIVOS
● Listar as necessidades das comunidades;
● Élaborar um questionaí rio que possa ajudaí -los a estabelecer diaí logo com a
comunidade;
METODOLOGIA
digitar as perguntas que faraã o na comunidade. ÉÉ essencial que no questionaí rio tenha alguma pergunta relacionada com
desenvolvido, por exemplo, o nosso projeto eí sobre reciclagem, e seraí trabalhado na comunidade do Lagamar. Pois bem,
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 15 - Pesquisando a Comunidade - Aula de campo
OBJETIVOS
Aplicar o roteiro de pesquisa disponibilizado no Instrumental AP02 UN02 e na apostila, aula
08 UN02. Éssa atividade eí a Avaliaçaã o Praí tica 2 desta Unidade.
METODOLOGIA
Éste eí o dia para aplicar na praí tica a visita aà comunidade com o propoí sito de realizar a pesquisa orientada na aula anter
colocar em praí tica as inteligeê ncias do Fazer.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Instrumental de pesquisa e caneta.
AULA 16 - Esclarecendo ideias
OBJETIVOS
● Compreender a importaê ncia do planejamento;
● Aprender elaborar objetivos, metas e atividades;
● Éxercitar o ato de planejar.
METODOLOGIA
Que nome voceê s dariam ao bastaã o? O que fariam com ele? Ouvem-se as colocaçoã es de todos, atentamente. 2. A seguir, pediraí aos par
pessoas e perguntaraí
grupo. Ém : O que ocada
seguida, Inicia-se grupo faria com
processamento o conjunto
abrindo espaçode bastoã
para quees?
os3.participantes
Apoí s um tempo dado,
façam ouvirrios
comentaí os grupos com expectativas
sobre suas as suas respe
pontuando de uma forma geral o que seraí trabalhado durante este perííodo.
Ém seguida eí o momento de construir o objetivo do projeto social. A atividade 1, deve ser construíído a partir da discussaã o feita ante
da apostila.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
● Ficha de Trabalho para cada participante, um espaço na parede para exibir os compromissos e fita adesiva.
● Cartolina, pincel anatoê mico.
AULA 17 - Esclarecendo ideias (parte II)
OBJETIVOS
● Compreender a importaê ncia do planejamento;
● Aprender elaborar objetivos, metas e atividades;
● Éxercitar o ato de planejar.
METODOLOGIA
Testemunha _____________________________
Data de hoje _____________________________
ÉÉ o momento de descrever, de forma mais direta, as metas e atividades. ÉÉ momento de delimitar os recursos responsaí ve
atividade anterior, os alunos formaraã o metas iniciais. Aqui formaremos metas mais abrangentes. Utilize a atividade 2 pa
MATERIAIS NECESSÁRIOS
● Ficha de Trabalho para cada participante, um espaço na parede para exibir os compromissos e fita adesiva.
● Cartolina, pincel anatoê mico.
AULA 18 - Noções de orçamento
OBJETIVOS
● Ver os passos que englobam o controle de finanças;
● Desenvolver um planejamento pessoal;
METODOLOGIA
● Qual o meu sonho?
● Como posso realiza-lo?
Apresentar
● as principais
Que recursos fasespara
eu preciso do que
desenvolvimento
ele aconteça? de projetos financeiros, mantendo o foco nas finanças e no balanço patrimon
forma bem dialoí gica com a realidade dos alunos, apresentando sempre situaçoã es problemas, relacionadas aà atividade do toí pico ante
orçamento do plano de açaã o dos alunos. Neste momento eí importante retomar as metas e atividades, onde estaã o descritos os recurs
recursos, eí necessaí rio que o grupo pense sobre a necessidade e a viabilidade de utilizar esses recursos. Lembre-se que todo recurso
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 19 - Noções de orçamento (parte II)
OBJETIVOS
● Ver os passos que englobam o controle de finanças;
● Desenvolver um planejamento pessoal;
METODOLOGIA
Neste momento propomos que os alunos se reuí nam nas mesmas equipes da primeira dinaê mica e escolham um novo cliente. Éste ap
precisam ser postasum
deveraã o escolher emdos
dia. membros,
A equipe deoconsultoria o ajudaraí
qual revelaraí a colocar
um sonho quetudo em ordem
gostaria colocando
que fosse o conhecimento
realizado. Os demaisadquirido emcon
seraã o seus pra
proposta para a realizaçaã o do sonho. Nesse momento deve ser feito um planejamento inicial desse sonho. Éx: Joaã o quer f
consultores
O tema acimadevem procurar
deve ser realizar um
acompanhado orçamento
da atividade 2 dos
e 3. custos
No qualdao viagem, assim
aluno deve como formas
justamente de capaçaã
realizar o dos recursos
esse planejamento, a pn
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 20 - Comunicação e seus componentes
OBJETIVOS
● Compreender os processos que envolvem a comunicaçaã o oral e escrita;
● Identificar os componentes de um bom processo comunicacional;
● Abordar a comunicaçaã o interpessoal e sua importaê ncia.
METODOLOGIA
4. Pedir a cada dupla que, das frases escritas/listadas, escolham a mais forte para apresentar ao grupo;
5. Quando todas as duplas tiverem escolhido sua frase, pedir que encontrem uma forma clara e gentil de dizer a mesma coisa;
os educandos
6. Cada falem,
dupla leê paraeaoturma
educador precisa
a frase fazer
original e aafrase
refereêtransformada;
ncia com a dinaê mica realizada no iníício da aula, sobre o fato de podermos exp
sentimentos, sem agredir a ningueí m .
Realizaçaã o da ATIVIDADÉ 02, sugerida na aula. Éssa atividade propoã e a produçaã o de um texto, por parte dos educandos, utilizando a
imagens (figuras de linguagem), comparaçoã es, proveí rbios, anedotas e citaçoã es, mitos e contos, narraçoã es e paraí bolas. ÉÉ importante
aspectos citados acima, possííveis, pelo menos quatro deles. Oriente-os na escrita, pois muitos teraã o duí vidas. O tema do texto eí livre,
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 21 - Comunicação e seus componentes (parte II)
OBJETIVOS
● Compreender os processos que envolvem a comunicaçaã o oral e escrita;
● Identificar os componentes de um bom processo comunicacional;
● Abordar a comunicaçaã o interpessoal e sua importaê ncia.
METODOLOGIA
educandos a buscarem na internet,
mais exemplos
Realizaçaã o da de coí digos de03,
ATIVIDADÉ linguagem, que
sugerida napodem ser um
aula. Aqui coí digo
temos graí fico,
mais umagestual ou dedecores.
atividade A atividade
produçaã pode
o textual, ser feita
desta individualm
vez com base
no texto “Felicidade”,
assuntos, e a vemos de deforma
Fernando
bem Pessoa.
intensa Depois dos textos
no cotidiano. produzidos,
Na sessaã solicite
o Multimíí a alguns
dia, nessa aula,educandos
na apostilaque falem um pouc
do educando, temo
faça um pequeno
representa debatea com
exatamente a turma.o literal. Peça aos educandos que, em pequenos grupos, pesquisem outros diaí logos
compreensaã
compreensaã o literal de forma bem-humorada, peça que priorizem tirinhas ou imagens que contenham a temaí tica, e dep
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 22 - Comunicação escrita
OBJETIVOS
● Analisar os tipos de geê neros textuais;
● Identificar as caracteríísticas de cada texto;
● Éxercitar a escrita atraveí s da identificaçaã o dos tipos de textos.
METODOLOGIA
Acolhida e espaço reservado para uma dinaê mica ou outra atividade de acolhida. Aqui deixamos um espaço para que voceê , educador,
pedagoí gicas. Reservamos um tempo no iníício da aula para que voceê possa desenvolver alguma atividade ou dinaê mica que ao mesmo
todos
possa leiam, individualmente,
introduzir e como
o assunto dessa aula.sugestaã o, o educador
Naã o esqueça pode levar
que qualquer alguns
dinaê mica exemplos
precisa de textos simples,
ser contextualizada com como poemas,de
os objetivos receitas,
onde se pa
partir dos tipos de textos descritos no iníício da aula, eles consigam identificar as diferenças entre eles.
textos, sugerimos que seja dado um bom tempo para a realizaçaã o dela. Seraã o treê s textos com os quais os jovens precisaraã o manter co
se seguem. O educador precisa estar a par de cada texto, para poder orientar seus educandos, na realizaçaã o da atividade. O tempo su
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 23 - Comunicação escrita (parte II)
OBJETIVOS
● Analisar os tipos de geê neros textuais;
● Identificar as caracteríísticas de cada texto;
● Éxercitar a escrita atraveí s da identificaçaã o dos tipos de textos.
METODOLOGIA
pequenos grupos, a fim de que os grupos possam identificar a sequeê ncia textual que aparece na atividade, ao final, que as respostas
sequeê ncias feitas
atividades pelas equipes.
repetitivas, sugerimos que possam procurar em algum site de compartilhamento de víídeos, um víídeo que a
de textos, a seguir: narrativo, dissertativo, descritivo. Oriente-os para procurarem por propagandas, entrevistas, prog
precisaraã o produzirpode
etc. Éssa atividade umaser
questaã
feitao,em
a partir
grupo,de uma imagem
e final, e desocializar
cada grupo um texto qual
explicativo, cuja resposta
víídeo escolheu, e falarseja o proí
sobre asprio textoset
caracteríí
da atividade haí dicas importantes de como realizaí -la, e o que os jovens precisam identificar antes de produzirem a ques
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 24 - Finalizando o Plano de Ação
OBJETIVOS
● Refletir sobre importantes pontos sobre os projetos sociais;
● Reunir-se em equipe para a finalizaçaã o do Plano de Açaã o do Projeto Social
METODOLOGIA
comum, quando a muí sica recomeçar;
4. Apoí s um tempo, formar quartetos, e assim sucessivamente, ateí que toda a turma esteja se movimentando junta, no mesmo pas
a.
5. Normalmente estou pensando
Pedir que se espalhem novamentecoisas novas
pela sala,eparando
criativas.num
ÉXÉMPLO
lugar e efechando
COMÉNTAÉ
osRIO;
olhos;
b. Éu normalmente trago soluçoã es diferentes de fazer as coisas. ÉXÉMPLO e COMÉNTAÉ
ajudar aà s equipes nos ajustes no Plano de Açaã o de seus projetos sociais. Nessa parte iremos RIO;
trabalhar o primeiro texto da aula: “Refl
turma de acordo com as equipes dos projetos sociais; eles precisam ler o texto acima citado, e relacionaí -lo com seus projetos, procur
na aula; eles precisam mensurar como se daraí a integraçaã o de treê s elementos baí sicos num projeto social: planejamento, implementa
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 25 - Finalizando o Plano de Ação (parte II)
OBJETIVOS
● Refletir sobre importantes pontos sobre os projetos sociais;
● Reunir-se em equipe para a finalizaçaã o do Plano de Açaã o do Projeto Social
METODOLOGIA
bem avaliados no Preí -painel e no Painel de Apresentaçaã o dos Projetos Sociais do e-Jovem; eles naã o devem sentir-se pressionados, co
si.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 26 - Redes Sociais como ferramentas profissionais
OBJETIVOS
● Compreender a relação entre redes sociais virtuais e a postura
profissional.
METODOLOGIA
fechamento nesta parte inicial da aula, com uma rápida explanação sobre as diferenças e semelhanças entre os d
apresentados novídeo
trabalhar algum iníciode
dasua
aula.
preferência, e que tenha relação com o primeiro tema da aula. Mas deve ser um víde
há abordar.
de que os educandos possam ter uma experiência profissional numa rede social virtual especializada em networkin
bastante os recursos oferecidos pelo site. A sugestão é que esta atividade seja realizada de forma individual.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofício.
AULA 27 - Redes Sociais como ferramentas profissionais (parte II)
OBJETIVOS
● Compreender a relação entre redes sociais virtuais e a postura
profissional.
METODOLOGIA
debater um pouco sobre essa parte do texto da aula, ou que o educador possa explanar algumas ideias que acham
ao
quemesmo tempo instrumentalizar
os educandos leiam o texto naos jovens ou
apostila, para a realização
pesquisem por da atividade.
mais dados naA atividade deve ser
internet, sobre realizada
o assunto. em equi
Você, edu
ideias, mostrando a importância do tema para a vida profissional e pessoal dos educandos.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofício.
AULA 28 - Falando em público com sucesso
OBJETIVOS
● Compreender a esteí tica da fala e sua importaê ncia para a comunicaçaã o;
● Analisar fatores importantes que compoã em a comunicaçaã o;
METODOLOGIA
a sua percepçaã o, Éducador, bem como seu aspecto pedagoí gico, para escolher e aplicar alguma atividade para o iníício dessa aula, de P
Social. Leve em
identifiquem consideraçaã
o que o acaracteríí
haí de mais temaí ticascentral da aula, o tempo
tico na comunicaçaã disponííque
o cotidiana vel,eles
os recursos
utilizam,disponííveis,
e se eles bem comoperceber
conseguem perceberosqual melhop
diversos
se eles conseguem adequar a comunicaçaã o a esses diversos puí blicos.
turma seja grande. ÉÉ importante que os educandos analisem a sequeê ncia do diaí logo, identificando que aspectos positivos e que prec
depois apresentando suas ideias para a turma toda. Naã o se esqueça de conduzir o debate e a orientaçaã o aos grupos menores, para aj
comunicacionais em cada diaí logo. Naã o esqueça que voceê , Éducador, eí um mediador, um facilitador da aprendizagem, e precisa semp
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 29 - Falando em público com sucesso (parte II)
OBJETIVOS
● Compreender a esteí tica da fala e sua importaê ncia para a comunicaçaã o;
● Analisar fatores importantes que compoã em a comunicaçaã o;
METODOLOGIA
procure debater com os educandos sobre cada ponto apresentado na esteí tica da fala, e que elementos eles jaí utilizam no cotidiano, e
melhorar.
com a seguinte pergunta: “quais saã o os desafios de falar de improviso?”, ou ainda: “que situaçoã es nos rodeiam, e que podem solicitar
um determinado assunto?”.
especíífico” foi obedecida, se o interlocutor ou apresentador despertou ou naã o a vontade do grupo permanecer vendo o víídeo ateí o fi
orientar os educandos a procurarem víídeos curtos, a fim de naã o tomar muito tempo com a pesquisa.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 30 - Pré-painel
OBJETIVOS
● Organizar as apresentaçoã es para o Painel;
● Simular a apresentaçaã o.
METODOLOGIA
Conhecendo o Painel. A aula deve se iniciar motivando o aluno a apresentar sua ideia. Para isso apresente os principais pontos do pa
víí deo Paineíos
Acertando is uísociais:
ltimos http://youtu.be/jUV9k3Scg9Y.
detalhes. ÉÉ necessaí rio que os alunos tenham um tempo para acertarem os uí ltimos detalhes da apresentaçaã o. U
acalmaí -los com relaçaã o ao processo.
avaliaraí os projetos. Lembre-se de que esta atividade eí a Avaliaçaã o Praí tica 1 e uma simulaçaã o da Avaliaçaã o Praí tica 2 que viraí a segui
criteí rios sejam respeitados e percebidos por todos os convidados. Leia os criteí rios para que os alunos tenham noçaã o do que estaí sen
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 31 - Pré-painel (parte II)
OBJETIVOS
● Organizar as apresentaçoã es para o Painel;
● Simular a apresentaçaã o. Trabalho Praí tico
METODOLOGIA
tenham um tempo de até 5 minutos para anotarem suas impressões nas fichas de avaliação. O tempo de apresen
número depela
percebido projetos
bancadaeturma.
pela percepção dos alunos. Esta reorganização deve ser feita na apresentação do Projeto,
Ação já deve ter sido enviado e, neste momento, não pode mais ser alterado.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 32 - Painel Social
OBJETIVOS
Apresentação do Projeto Social. Avaliação Prática
METODOLOGIA
indicar e apontar pontos que podem ser melhorados no projeto, sendo assim, é necessário que uma avaliação do p
ao momento do projeto.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 33 - Revisando Ideias
OBJETIVOS
● Identificar os processos de planejamento;
● Éxercitar o planejamento.
METODOLOGIA
vivida no painel. Pontos positivos e negativos. O educador deve proporcionar uma conversa bem aberta e convidativa as diferentes v
educador deve apresentar suas impressoã es, sobretudo sobre a avaliaçaã o dos painelistas, para assim, fazer o link com a proí xima ativi
Trabalhando o FOFA (Atividade 1). ÉÉ importante que neste momento os grupos se reuí nam, tendo a avaliaçaã o dos painelistas em maã o
presentes na apostila, na atividade 1, cada grupo iraí construir o seu FOFA.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 34 - Revisando Ideias (parte II)
OBJETIVOS
● Identificar os processos de planejamento;
● Éxercitar o planejamento.
METODOLOGIA
processo. As atividades deste ponto devem ser realizadas juntamente com o desenvolvimento da mateí ria. Sugerimos que seja feito n
metas e atividades.
relacionado O egrupo
aà s metas deve ter
atividades, em maã o oaos
sobretudo, Plano de Açaãutilizados.
recursos o. O primeiro passo
Dentro dasseraí avaliar,escaso
orientaçoã queseja necessaí
os alunos teêrio,
m em o objetivo do proje
maã os, realize or
atividades 3, 4 e 5.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, papel ofíício.
AULA 35 - Projeto de vida
OBJETIVOS
● Finalizar o projeto de vida;
● Refletir sobre as nossas açoã es;
● Planejar metas e objetivos para o futuro.
METODOLOGIA
Atividade de reflexaã o. Solicitar que cada educando escreva algumas palavras que o definam em uma folha de papel. As palavras pode
Depois de ter escrito, o educador solicitaraí que os educandos procurem outros que tenha escrito as palavras semelhantes. Alguns gr
- Como foram
conversar sobreos resultados?
como eí ser uma pessoa com a caracteríística semelhante a todos.
- É jaí realizaram uma atividade sem planejamento? Como foi?
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, instrumental do Projeto de Vida
AULA 36 - Projeto de vida (parte II)
OBJETIVOS
● Finalizar o projeto de vida;
● Refletir sobre as nossas açoã es;
● Planejar metas e objetivos para o futuro.
METODOLOGIA
Projeto de Vida. Os educandos trabalharaã o o instrumental do Projeto de Vida. Éles deveraã o ficar aà vontade para respond
muí sica tranquilizante.
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show, pincel, quadro branco, instrumental do Projeto de Vida
AULA 37 - Cine e-Jovem
OBJETIVOSe profissional.
educacional

METODOLOGIA
Acolhida para
orientação explicar aos
do educador. O alunos
ideal é aque
proposta deste
não sejam dia de
muito aula diferente.
longos. O tempo desse momento é relativo à duração do fi
participem dando suas percepções sobre o tema.

MATERIAIS NECESSÁRIOS
Computador, data show.
AULA 38 - Confraternização de conclusão da turma - Avaliação do curso
OBJETIVOS
- Celebrar o fim do ciclo; refletir sobre os resultados; avaliaçaã o do curso pelos alunos.
METODOLOGIA
processo de aprendizado trilhado ateí entaã o. O educador deve construir, com a ajuda dos alunos, uma linha do tempo com os principa
as conquistas, as mudanças, o reconhecimento do crescimento obtido por cada um e a uniaã o de todos. ÉÉ importante que sejam lemb
durante as aulas, que haja emoçaã o, risos, sentimento de missaã o cumprida. Podem ser levados víídeos, muí sicas, poesia. ÉÉ fundamenta
MATERIAIS NECESSÁRIOS
PLANO DE AULA
mpreendedorismo Social

QUANTIDADE DE AULAS A SEREM MINISTRADAS: 38

RESULTADOS ESPERADOS
● Éspera-se que os educandos possam refletir sobre o contexto social em que vivem;
● Que possam refletir sobre algumas ideias baí sicas que fomentaraã o seus projetos sociais;
TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
or pode construir um pequeno mural feito no proí prio quadro branco ou com tiras de papel 20
eícom
um os
sercolegas
social”.de turma. O educador precisa estar atento a esse fluxo de desenvolvimento da
40
oletivos? c) como eles se conectam? como voceê veê a ligaçaã o entre as diversas geraçoã es? ÉÉ 40
ate, com a mediaçaã o do educador, que deve destacar os principais pontos do texto, no
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
● Éspera-se que os educandos possam refletir sobre o contexto social em que vivem;
● Que possam refletir sobre algumas ideias baí sicas que fomentaraã o seus projetos sociais;
TEMPO DE
É 02, sugerida no texto. Siga as orientaçoã es sobre como desenvolver essa atividade, na EXECUÇÃO (min.)
rior, pois elas estaã o conectadas. 20
algumas ideias baí sicas de projetos sociais, abrindo assim caminho para pensarem 35
bora naãde
squeça o seja
fazernecessaí rio se alongarem.
o fechamento Depois, eí preciso quecom
de ideias, contextualizando-as as equipes apresentem
o que foi visto ao 45
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
● Éspera-se que os educandos reflitam sobre a importaê ncia das açoã es coletivas;
● Que os jovens vejam as principais caracteríísticas de grupo e equipe; TEMPO DE
ídeos com os quais o educador pode introduzir a temaí tica geral da aula, contudo, sugerimos EXECUÇÃO (min.)
falas, somente com imagens, e mostra a força do trabalha em equipe como mobilizador social. 20
mentar
o víídeo.a atividade utilizando cartolina para criar tarjetas que representem as ideias vistas no
la estaí em relaçaã o ao trabalho em equipe? 35
vas. Os jovens podem escolher quaisquer exemplos que se identificarem, pode ser um projeto 45
a força coletiva, pode ser uma campanha civil por direitos, em fim. Depois, que eles possam
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
● Éspera-se que os educandos reflitam sobre a importaê ncia das açoã es coletivas;
● Que os jovens vejam as principais caracteríísticas de grupo e equipe; TEMPO DE
os conceitos abordados, ateí chegar aà atividade que deve ser realizada. A atividade propoã e a EXECUÇÃO (min.)
citem a escrita e a interpretaçaã o de texto. 30
ta final da aula, sugerimos uma pequena averiguaçaã o, sobre o que os jovens
uadro branco as diversas ideias que eles possuem sobre o que seja liderança, o que 30
ealizaçaã o da ATIVIDADÉ 03 posteriormente.
liderança, os jovens realizaraã o uma pesquisa na internet sobre lííderes que eles
r aí rea, desde esportivos ateí religiosos. A atividade se encaixa melhor sendo realizada 40
ííder, e quais os motivos que fomentaram tal escolha.
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
● Éspera-se que os educandos conheçam o conceito de inteligeê ncias muí ltiplas;
● Que os jovens vejam as caracteríísticas que formam a inteligeê ncia emocional; TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
dos, seí ries, filmes, etc., e pedir aos educandos que escolham um personagem com o qual se 30
pequeno
os jovensdebate,
partirempode
para sero esta:
texto,“voceê escolheu
pois esse eí umotema
personagem,
novo paraporque achadeles.
a maioria que possui
Depois,aseles
40
imamente ligada aà atividade 01, por isso que sugerimos que ela seja feita logo a
30
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
● Éspera-se que os educandos conheçam o conceito de inteligeê ncias muí ltiplas;
● Que os jovens vejam as caracteríísticas que formam a inteligeê ncia emocional; TEMPO DE
o luí dica. A pergunta norteadora para debater com os educandos eí : “qual a importaê ncia da EXECUÇÃO (min.)
35
de seja feita individualmente. ÉÉ importante deixar que os jovens se sintam aà vontade 30
vaí
gem -losCascaã
a falar umMauríí
o, de pouco ciosobre suas respostas,
de Sousa, em que suao professora
educador pode
tentainiciar a fala,
descobrir contando
quais os 35
andos que assistam e comentem com seus colegas. Segue o link do víídeo:
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Ao teí rmino da aula, o aluno deveraí entender a sua participaçaã o como cidadaã o na sociedade.
TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
s, que observem as gravuras espalhadas. Énquanto a muí sica de fundo eí tocada pedir aos 20
e uma
ressoã es que transmita
e trocar experieêalgo negativo.
ncias sobre oAo cessar
tema. a muí
Éssa sica solicitar
discussaã o dever que cada um
ser ligada ao que se toí pico
primeiro
postila. 40
bre a atividade realizada anteriormente, expandindo a noçaã o de direitos e deveres jaí 40
os e deveres”. Logo realizam a Atividade 02.
TEMPO TOTAL DE AULA 100
som com uma muí sica adequada para fundo. Víídeo, Datashow, Computador

RESULTADOS ESPERADOS
Ao teí rmino da aula, o aluno deveraí entender a sua participaçaã o como cidadaã o na sociedade.
TEMPO DE
a com o saiba mais. Finaliza com a Atividade 03. EXECUÇÃO (min.)
50
co seguinte: “estatutos do cidadaã o”. 50
TEMPO TOTAL DE AULA 100
som com uma muí sica adequada para fundo. Víídeo, Datashow, Computador

RESULTADOS ESPERADOS
Ao teí rmino da aula, o aluno deveraí entender o que eí diversidade e identificar os seus diferentes tipos.
Compreender o tema Bullying e exercitar a toleraê ncia.
TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
do e laí , durante 10 minutos, completem as suas frases tantas vezes que consigam. Findados os 30
artolina
esmo quecontendo o seguinte:
surjam comentaí rios pejorativos e preconceituosos, eí importante que o isso naã o seja
eiente
transformaçaã o sobre este tipo de trabalhar
fala. 35
de trabalho, eí importante o tema a partir de uma encenaçaã o, que
cilitaraí a compreensaã o do aluno a partir da viveê ncia dos diferentes perfis de 35
nte ao que foi vivido e aprendido durante
TEMPOa encenaçaã
TOTAL DE o. AULA 100
preparadas conforme procedimentos e mais algumas em branco, pinceí is atoê micos.

RESULTADOS ESPERADOS
Ao término da aula, o aluno deverá entender o que é diversidade e identificar os seus
diferentes tipos. Compreender o tema Bullying e exercitar a tolerância. TEMPO DE
hos. Mesmo falando das formas de violência presentes no tema, é preciso EXECUÇÃO (min.)
e.
cise de nota de Recuperação utilize esta atividade para avaliar. Porém todos 50
cuperação. 50
TEMPO TOTAL DE AULA 100
preparadas conforme procedimentos e mais algumas em branco, pinceí is atoê micos.

RESULTADOS ESPERADOS
Os (as) educandos (as) compreendam os diversos significados de comunidade e a sua importaê ncia para
a construçaã o dos Projetos sociais TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
). Descreva em uma palavra o lugar que voceê mora! Talvez surjam expressoã es como violenta, 30
vai aleífazendo
dade, m do queassim
os muito
uma problemas, ela eí No
chuva de ideias. construíí
Guia deda PTPS
por pessoas.
tem uma Tente fazeê
breve -los chegar
explicaçaã o denos
40
uma atividade para @ educand@ preencher sobre quais saã o suas comunidades. Antes o 30
uma roda de conversa e dialogarem sobre os espaços que eles atuam.
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Os (as) educandos (as) compreendam os diversos significados de comunidade e a sua importaê ncia para
a construçaã o dos Projetos sociais TEMPO DE
ndo a cultura local e os padroã es eí ticos. Ém equipe podem pontuar pontos positivos da EXECUÇÃO (min.)
50
plas mostre para um colega e discutam o que posso fazer para que outras pessoas 50
em naã o consiga relatar nada peça que diga o que ele queria que as pessoas da
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Ésclarecer a importaê ncia de uma postura eí tica bem como a importaê ncia de que esteja constantemente
em uso um bom convíívio social. TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
30
l? 3) Como voceê gostaria de usar seu tempo livre? Perguntas que ajudem a definir o que
45
educador ou a educadora deve direcionar a reflexaã o para a importaê ncia de conhecer para que
25
TEMPO TOTAL DE AULA 100
RESULTADOS ESPERADOS
Ésclarecer a importaê ncia de uma postura eí tica bem como a importaê ncia de que esteja constantemente
em uso um bom convíívio social. TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
onaí rio tenha alguma pergunta relacionada com o projeto social que futuramente seraí 100
balhado na comunidade do Lagamar. Pois bem, perguntaremos aos moradores se eles
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Correta coleta de informaçoã es necessaí rias para o desenvolvimento do Projeto Social.
TEMPO DE
o de realizar a pesquisa orientada na aula anterior. Vamos sair do plano das teorias e EXECUÇÃO (min.)
200
TEMPO TOTAL DE AULA 200

RESULTADOS ESPERADOS
Ao teí rmino da aula, o aluno deveraí desenvolver o planejamento do projeto social, focando no objetivo,
metas e atividades. TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
es de todos, atentamente. 2. A seguir, pediraí aos participantes para formar grupos de 4 ou 5 35
sipantes
um tempo dado,
façam ouvirrios
comentaí os grupos com expectativas
sobre suas as suas respectivas
e metascolocaçoã es.o4.aoSeguir
em relaçaã perguntando:
Projeto Social,
30
deve ser construíído a partir da discussaã o feita anteriormente e de acordo com as orientaçoã es 35
TEMPO TOTAL DE AULA 100
r os compromissos e fita adesiva.

RESULTADOS ESPERADOS
Ao teí rmino da aula, o aluno deveraí desenvolver o planejamento do projeto social, focando no objetivo,
metas e atividades. TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
45
momento de delimitar os recursos responsaí veis e datas para cada açaã o. Énquanto na 55
metas mais abrangentes. Utilize a atividade 2 para realizar esse planejamento.
TEMPO TOTAL DE AULA 100
r os compromissos e fita adesiva.

RESULTADOS ESPERADOS
Ao teí rmino da aula, o aluno deveraí compreender os componentes necessaí rios para realizar
planejamentos financeiros, assim como, planejar seu Projeto Social e sua vida. TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
30
mantendo o foco nas finanças e no balanço patrimonial. Éssa apresentaçaã o deve ser feito de
s problemas, relacionadas aà atividade do toí pico anterior. 35
s metas e atividades, onde estaã o descritos os recursos utilizados. A partir da listagem desses 35
utilizar esses recursos. Lembre-se que todo recurso requer um custo, seja ele financeiro ou
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Ao teí rmino da aula, o aluno deveraí compreender os componentes necessaí rios para realizar
planejamentos financeiros, assim como, planejar seu Projeto Social e sua vida. TEMPO DE
meira dinaê mica e escolham um novo cliente. Éste apresentaraí suas contas pessoais, que EXECUÇÃO (min.)
35
iaordem colocando
que fosse o conhecimento
realizado. Os demaisadquirido emconsultores,
seraã o seus praí tica. e teraã o que criar uma
lanejamento inicial desse sonho. Éx: Joaã o quer fazer uma viagem para Disney. Os 35
m, assim
deve como formas
justamente de capaçaã
realizar o dos recursos
esse planejamento, necessaí
a partir rios.
das Deveesser
questoã dafeito u
atividade. 30
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Que os educandos reflitam em torno do processo comunicacional e possam assim aperfeiçoar-se na
comunicaçaã o; Que os jovens entendam a importaê ncia da comunicaçaã o interpessoal, e asTEMPO
formas como
DE
a apresentar ao grupo; EXECUÇÃO (min.)
a forma clara e gentil de dizer a mesma coisa; 40
izada no iníício da aula, sobre o fato de podermos expressar nossos pensamentos e
30
o de um texto, por parte dos educandos, utilizando as seguintes estruturas para enriqueceê -lo:
mitos e contos, narraçoã es e paraí bolas. ÉÉ importante que os educandos utilizem o maí ximo de 30
a, pois muitos teraã o duí vidas. O tema do texto eí livre, bem como o seu tamanho.
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Que os educandos reflitam em torno do processo comunicacional e possam assim aperfeiçoar-se na
comunicaçaã o; Que os jovens entendam a importaê ncia da comunicaçaã o interpessoal, e asTEMPO
formas como
DE
EXECUÇÃO (min.)
ual ou de cores. A atividade pode ser feita individualmente ou em duplas. 20
vidade de produçaã o textual, desta vez com base na interpretaçaã o de texto; eí com base
solicite
míí a alguns
dia, nessa aula,educandos
na apostilaque falem um pouco
do educando, temos sobre
40 umseu entendimento
exemplo do texto,que
de uma imagem e 50
m pequenos grupos, pesquisem outros diaí logos na internet, que envolvam a 30
as ou imagens que contenham a temaí tica, e depois
TEMPO TOTALapresentem
DE AULA para a turma, 100

RESULTADOS ESPERADOS
Éspera-se que os jovens possam reconhecer alguns tipos de geê neros textuais;
Que os jovens possam trabalhar a interpretaçaã o e a produçaã o textual. TEMPO DE
Aqui deixamos um espaço para que voceê , educador, possa tambeí m contribuir com suas ideias EXECUÇÃO (min.)
nvolver alguma atividade ou dinaê mica que ao mesmo tempo sirva de acolhida dos educandos e 20
emplos
isa de textos simples,
ser contextualizada comcomo poemas,de
os objetivos receitas,
onde sepanfletos, etc., e solicitar aos jovens que, a
quer chegar.
diferenças entre eles. 30
s textos com os quais os jovens precisaraã o manter contato para responder aà s perguntas que 50
us educandos, na realizaçaã o da atividade. O tempo sugerido para essa atividade por variar de
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Éspera-se que os jovens possam reconhecer alguns tipos de geê neros textuais;
Que os jovens possam trabalhar a interpretaçaã o e a produçaã o textual. TEMPO DE
que aparece na atividade, ao final, que as respostas possam ser socializadas, analisando-se as EXECUÇÃO (min.)
30
e compartilhamento de víídeos, um víídeo que apresente uma das treê s caracteríísticas
rocurarem por propagandas, entrevistas, programas diversos de televisaã o, palestras, 40
explicativo,
qual cuja resposta
víídeo escolheu, e falarseja o proí
sobre asprio textosexplicativo
caracteríí da relaçaã
ticas dele em imagem. o aà Nas orientaçoã es
tipologia 30
recisam identificar antes de produzirem a questaã o. Éssa atividade pode ser feita em
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Que os educandos fortaleçam e reconheçam suas habilidades empreendedoras;
Que fortaleçam os laços do trabalho em equipe; TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
turma esteja se movimentando junta, no mesmo passo e no mesmo ritmo; 30
NTAÉ
o osRIO;
olhos;
COMÉNTAÉ RIO; 30
arte iremos trabalhar o primeiro texto da aula: “Reflexoã es sobre Projetos Sociais”. Divida a
cima citado, e relacionaí -lo com seus projetos, procurando realizar a ATIVIDADÉ 01 sugerida 40
sicos num projeto social: planejamento, implementaçaã o e avaliaçaã o, de modo que estes
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Que os educandos fortaleçam e reconheçam suas habilidades empreendedoras;
Que fortaleçam os laços do trabalho em equipe; TEMPO DE
o e-Jovem; eles naã o devem sentir-se pressionados, contudo, sensibilizados a dar o melhor de EXECUÇÃO (min.)
100
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Espera-se que os educandos possam refletir sobre seu próprio comportamento em rede;
Que os educandos reflitam sobre como utilizar as redes sociais virtuais paraTEMPO
fins DE
obre as diferenças e semelhanças entre os dois tipos de rede social EXECUÇÃO (min.)
primeiro tema da aula. Mas deve ser um vídeo curto, pois temos diversos temas 20
rede social virtual especializada em networking. Aqui eles devem explorar 20
dade seja realizada de forma individual. 60
TEMPO TOTAL DE AULA 100

parte II)
RESULTADOS ESPERADOS
Espera-se que os educandos possam refletir sobre seu próprio comportamento em rede;
Que os educandos reflitam sobre como utilizar as redes sociais virtuais paraTEMPO
fins DE
dor possa explanar algumas ideias que acham importantes para causar reflexão e EXECUÇÃO (min.)
idade. A atividade
ados na deve ser
internet, sobre realizada
o assunto. em equipes.
Você, educador, precisa fazer a mediação das 50
ssoal dos educandos. 50
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Instrumentalizar os educandos com dicas e reflexoã es em torno do processo comunicacional da fala;
Que os educandos possam dispor de mais elementos para compor sua apresentaçaã o para o Painel
TEMPO DEde
EXECUÇÃO (min.)
plicar alguma atividade para o iníício dessa aula, de Preparaçaã o para o Trabalho e Praí tica 20
ecursos
utilizam,disponííveis,
e se eles bem comoperceber
conseguem perceberosqual melhor
diversos puí atividade
blicos cominicial se encaixa
os quais manteí mnocontato,
perfil de
e
40
ogo, identificando que aspectos positivos e que precisam ser melhorados, em cada diaí logo,
o debate e a orientaçaã o aos grupos menores, para ajudaí -los a perceber os processos 40
dor, um facilitador da aprendizagem, e precisa sempre estar presente na orientaçaã o das
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Instrumentalizar os educandos com dicas e reflexoã es em torno do processo comunicacional da fala;
Que os educandos possam dispor de mais elementos para compor sua apresentaçaã o para o Painel
TEMPO DEde
fala, e que elementos eles jaí utilizam no cotidiano, e quais aqueles que eles precisam EXECUÇÃO (min.)
30
a: “que situaçoã es nos rodeiam, e que podem solicitar de noí s que falemos de improviso sobre
35
vontade do grupo permanecer vendo o víídeo ateí o final e “porque”, etc. Naã o se esqueça de
mpo com a pesquisa. 35
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Que os alunos consigam identificar os pontos fortes e deficientes de suas aresentaçoã es para sentirem-se
mais preparados antes do Painel. TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
ideia. Para isso apresente os principais pontos do painel. Voceê pode fazer isso com base no 30
ra acertarem os uí ltimos detalhes da apresentaçaã o. Utilize esse tempo para motivaí -los e
40
ma simulaçaã o da Avaliaçaã o Praí tica 2 que viraí a seguir. Sendo assim, eí importante que os
os para que os alunos tenham noçaã o do que estaí sendo avaliado. 30
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Que os alunos consigam identificar os pontos fortes e deficientes de suas aresentaçoã es para sentirem-se
mais preparados antes do Painel. TEMPO DE
nas fichas de avaliação. O tempo de apresentação vai variar de acordo com o EXECUÇÃO (min.)
ão deve ser feita na apresentação do Projeto, tendo em vista que o Plano de 70
alterado. 30
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Que os projeto sejam avaliados para serem aprovados para a execução.
TEMPO DE
o assim, é necessário que uma avaliação do processo seja feito na aula seguinte EXECUÇÃO (min.)
200
TEMPO TOTAL DE AULA 200

RESULTADOS ESPERADOS
Ao teí rmino da aula, o aluno deveraí reformular seu plano de açaã o, assim como criar seu planejamento do
ambiente interno e externo (FOFA). TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
ma conversa bem aberta e convidativa as diferentes visoã es sobre o evento. Ém seguida o 40
nelistas, para assim, fazer o link com a proí xima atividade, na qual reavaliaremos o que foi
se reuí nam, tendo a avaliaçaã o dos painelistas em maã os. A partir daíí, e das orientaçoã es
60
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Ao teí rmino da aula, o aluno deveraí reformular seu plano de açaã o, assim como criar seu planejamento do
ambiente interno e externo (FOFA). TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
envolvimento da mateí ria. Sugerimos que seja feito neste momento a anaí lise, do objetivo, 45
sseraí avaliar,escaso
orientaçoã queseja necessaí
os alunos teêrio,
m em o objetivo do projeto.
maã os, realize Para isso, realize
o realinhamento a atividade
do orçamento. 2. as
Realize
55
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Refletir sobre nossas vidas e como podemos planejar metas e objetivos para nosso futuro.
TEMPO DE
e o definam em uma folha de papel. As palavras podem ser diversas, mas com sinceridade. EXECUÇÃO (min.)
que tenha escrito as palavras semelhantes. Alguns grupos seraã o formados. Éless teraã o que 35
.
65
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Refletir sobre nossas vidas e como podemos planejar metas e objetivos para nosso futuro.
TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
Vida. Éles deveraã o ficar aà vontade para responder, em um ambiente de sileê ncio, com 100
TEMPO TOTAL DE AULA 100

RESULTADOS ESPERADOS
Que os estudantes interajam com o conhecimento e façam reflexões sobre temas
relevantes ao processo educacional. TEMPO DE
EXECUÇÃO (min.)
nte. desse momento é relativo à duração do filme exibido.
mpo 10
70
20
TEMPO TOTAL DE AULA 100

do curso
RESULTADOS ESPERADOS
Que os alunos reconheçam o aprendizado e crescimento que obtiveram durante o curso.
TEMPO DE
uda dos alunos, uma linha do tempo com os principais momentos do cursos. As dificuldades, EXECUÇÃO (min.)
um e a uniaã o de todos. ÉÉ importante que sejam lembradas muitas histoí rias que todos viveram 100
m ser levados víídeos, muí sicas, poesia. ÉÉ fundamental que o educador de Informaí tica esteja
TEMPO TOTAL DE AULA 100