Você está na página 1de 13

c 


  
|
Ú 

Uma boa apresentação depende de um bom texto.

Parte-se de um texto inicial básico e caminha-se no sentido de ir


"enxugando" o mesmo de forma a obter um resumo cada vez menor e mais
denso - esse texto será a base da estrutura geral da sua apresentação.

Observe a diferença entre os dois textos seguintes:

Ú   
   
    
 

 

            

(WOLFGRAM , 1994)

Procure realizar o trabalho da forma mais abrangente e completa possível,


como se não houvesse nova oportunidade para modificar ou aprimorar o
texto. Lembre-se da frase "eu teria escrito um resumo mais curto se tivesse
mais tempo" (CARNEIRO, 1998)

‰
       À 

Numa apresentação, não é conveniente exibir slides com muito texto. A


melhor opção é inserir apenas tópicos que dão destaque ao que você vai
abordar. No entanto, se a inserção de textos longos realmente for
necessária, divida-o em vários slides, já que mantê-lo em um slide só exigirá
um tamanho de fonte pequeno, coisa que pode atrapalhar a leitura de quem
está longe da tela.

Î| Não sobrecarregue demais o slide com palavras: não ultrapasse 36


palavras arranjadas, no máximo, entre seis a oito linhas de texto.
Î| O texto deve ocupar, no máximo, entre 2/3 a 3/4 da tela usando
sempre caracteres grandes.
Î| Atente para a seguinte regra quanto ao uso de fontes serifadas ou não
serifadas:
A - fonte serifada (Times) - a linha na base dos caracteres guia os olhos do
leitor facilitando a leitura, indicada para o texto do parágrafo.
A - fonte não serifada (Arial) - atrai mais a atenção do leitor para o texto,
indicada para o título. (VAUGHAN, 1994)

Cuidado com a escolha das fontes!

Você criou uma apresentação muito bacana, mas ao abrí-la em outro


computador, percebeu que uma das fontes que escolheu é diferente. Isso
certamente ocorreu porque essa fonte não está instalada no computador em
questão. Para evitar problemas desse tipo, utilize apenas fontes que você
sabe serem comuns, como Arial, Verdana, Times New Roman e Tahoma.

Ô  

Utilize animações se, de fato, elas contribuírem de alguma forma com o


envolvimento emocional ou com o conteúdo do material a ser apresentado.

Há casos em que a animação prejudica o contato do leitor com o conteúdo.

Por exemplo, uma linha de texto movendo-se na tela não é legível até que
fique parada, esse efeito funciona bem com itens ( ) porque atrai o
leitor a ler a legenda assim que terminar o movimento.

Outro exemplo: colocar o texto um caracter de cada vez, fazendo-o parecer


uma máquina de escrever tem o efeito de fazer com que o texto seja lido
mas implica quebra de ritmo de leitura e pode cansar rapidamente os
alunos.
Em geral, economize efeitos fáceis de animação.

X 

Cores carregam forte apelo emocional e são muito importantes porque


transmitem mensagens por si mesmas. Utilize cores que reforcem ou
provoquem uma reação desejada e assim possam ajudar a enfatizar os
pontos de destaque da sua apresentação.

   estimula uma forte resposta emocional, associado a algum tipo
de prejuízo.

   associado com otimismo mas pode distrair ou cansar a platéia.

  associado a humor ou ironia.

 esta cor é indicada quando a apresentação requer uma resposta da


platéia.
  percebido como algo final, indicado para mostrar informações
financeiras ou enfatizar algo.

  a cor de fundo mais usada, indica calma, credibilidade ou uma visão


conservadora de certa informação.

(WOLFGRAM. , 1994)

Ñ 

Gráficos funcionam melhor que tabelas numa apresentação. Use o melhor


gráfico para transmitir suas idéias:

^     são os mais indicados para apresentar partes do todo.

ƒ 
Ú 





^    
 ou barras são úteis para comparar vários elementos.


 
Ú

  

 



^   
 são indicados para mostrar mudanças de um elemento com
o passar do tempo.


  Ú
  
 


^   
  são úteis para mostrar tendências sutis.

M  

 
 

   !  "# 

Lembre-se que um objetivo da apresentação é dar suporte a imagens


interessantes que não estariam adequadamente disponíveis de outra forma.

Procure utilizar fundos ou logotipos padronizados em todas as telas.

Em muitas ferramentas de apresentação costuma haver um banco de figuras


disponíveis com  e fotos.

‰$  %     #    

igitalize na resolução "72 dpi", a tela do computador tem resolução


ö|
de tamanho entre 640 por 480 ou 800 por 600 pixels (pontos de luz).
Ajuste a proporção entre a imagem digitalizada e o tamanho da tela
para que a figura não fique desnecessariaente grande.
ö| Fotos exigem, geralmente, mais do que 256 cores para atingir
resultados razoáveis.Grave o arquivo como.GIF (para até 256 cores)
ou .JPG (para mais mais de 256 cores).
ö| Uma excelente ferramenta para redimensionar arquivos de imagem e
converter formatos de arquivos é o   "& , disponível
gratuitamente na Internet no endereço: http://www.jasc.com
Há muitos endereços especializados em imagens com suas próprias regras
de disponibilização como:

http://www.clipart.com

http://www.corbisimages.com/

http://www.gettyimages.com/

http://www.latinstock.com.br/br/homenet/default.aspx
Cada imagem tem sua própria história quanto a direito autoral, informe-se
sempre que necessário!

‰       &            



' & ( )

Para que isso não aconteça arraste a imagem SEMPRE pelas vértices e
NUNCA pelas laterais.

‰              


 

Muita gente costuma inserir imagens no PowerPoint usando o recurso "copiar


e colar". A princípio, isso pode não trazer nenhum problema, mas se sua
apresentação tem muitos slides com figuras inseridas dessa forma, pode ser
que alguma deixe de ser exibida durante a apresentação ou, no pior dos
casos, o arquivo pode ficar corrompido por completo. Para diminuir as
chances desses problemas ocorrerem, insira as imagens da maneira correta:

- No PowerPoint 2003, vá em Inserir / Imagem / o arquivo. Na janela que


surgir, vá ao diretório onde a figura está armazenada e selecione-a;

- No PowerPoint 2007, vá ao menu Inserir e clique no botão Imagem. Na


tela que surgir, vá à pasta onde a figura esta armazenada e selecione-a.

Se você constatar que uma imagem que você quer inserir está no formato
Bitmap (.bmp), considere converter esse arquivo para um formato mais
leve, como JPEG (.jpg). essa forma, o tamanho do arquivo do PowerPoint
não ficará grande.


‰ #     

Pouca gente sabe disso, mas o PowerPoint permite a criação de álbuns de


fotografia de maneira descomplicada e em poucos minutos. Para isso:

- No PowerPoint 2003, vá em Inserir / Imagem / Novo Álbum de fotografias.


Na janela que abrir, clique no botão Arquivo/disco para localizar a pasta que
contém as fotos. Note que você pode selecionar todas as imagens do
diretório. Quando esse processo for concluído, você pode excluir ou alterar a
ordem das fotografias na opção Fotografias no álbum. No campo Layout do
álbum, você pode escolher se quer ver uma ou mais fotos por slide;

- No PowerPoint 2007, vá ao menu Inserir, clique em Álbum de Fotografias


e, por fim, em Novo Álbum de Fotografias. Clique no botão Arquivo/disco
para localizar a pasta que contém as fotos. Note que você pode selecionar
todas as imagens de uma só vez. Feita a seleção, você pode excluir ou
alterar a ordem das fotografias na opção Fotografias no álbum. No campo
Layout do álbum, você pode escolher se quer uma ou mais fotos por slide.
Note que também há um botão que permitir exibir slides abaixo da
fotografia e outro que faz com que as imagens fiquem todas em preto e
branco.


     
  



‰"   

O PowerPoint pode ser usado como um "quebra galho" para a geração de


trabalhos gráficos. Se você fez um cartaz, por exemplo, provavelmente irá
querer tê-lo em um formato de imagem. Para isso, faça o seguinte:

- No PowerPoint 2003, vá em Arquivo / Salvar como e, no campo Salvar


como tipo:, escolha um dos formatos de imagem disponíveis: GIF, JPEG,
PNG, TIFF ou BMP;

- Na versão 2007 do software, clique no botão Office, vá em Salvar Como e


selecione Outros Formatos. epois, escolha um dos tipos de imagem
disponíveis (são os mesmos da versão 2003).

Note que se a apresentação tiver mais de um slide, o programa poderá


perguntar se você quer salvar todos os slides como imagem ou somente o
atual.

‰*      & 

Se os slides de sua apresentação forem muito detalhados, talvez o uso de


grades lhe ajude a posicionar melhor todos os itens. Para ativar essa opção,
clique com o botão direito do mouse sob o slide atual e escolha a opção
Grades e Guias. Na janela que surgir, escolha o espaçamento desejado e
clique no botão Exibir grade na tela. Para desativar esse item, basta
executar o procedimento contrário.
ƒ  

Note que as grades servem apenas para ajudá-lo no posicionamento dos


itens, portanto, não aparecerão durante a apresentação. O procedimento
acima vale para ambas as versões do PowerPoint tratadas nesta página.


o $    


Procure estimar o tempo de duração de cada slide, não utilize o recurso de


transições automáticas entre os slides pois ela irá calar os ouvintes, além de
não respeitar o tempo de entendimento de cada um.

‰  #     +!   (     



  

As dicas apresentadas nesta página foram testadas e validadas no


+Ô X e no +Ô  em português do Brasil.

Se você salvar seu arquivo do PowerPoint usando a opção de salvamento


padrão (extensão .ppt no PowerPoint 2003 e anteriores, extensão .pptx na
versão 2007), o programa sempre o abrirá de forma que você possa editá-
lo. No entanto, você pode fazer com que o PowerPoint inicie a apresentação
dos slides imediatamente, assim que o arquivo for aberto. Para isso, faça o
seguinte:

- no PowerPoint 2003, vá ao menu Arquivo, escolha Salvar como e, no


campo Salvar como tipo: da janela que surgir, escolha a opção Apresentação
do PowerPoint. Note que o arquivo ficará com a extensão .pps;

- no PowerPoint 2007, clique no botão Office (no topo superior esquerdo da


tela), escolha a opção Salvar como e, por fim, o item Apresentação de slides
do PowerPoint. O arquivo ficará com a extensão .ppsx.

Agora, faça o teste. Feche o PowerPoint e clique no arquivo criado. Note que
ele abrirá imediatamente no modo de exibição de slides. Para finalizar a
apresentação, clique na tecla ESC de seu teclado.

‰,     


  

Suponha que você tem uma apresentação com 30 slides e, lá pelo vigésimo,
descobre que precisa, por algum motivo, começar a apresentação
novamente. Para voltar ao início (ao primeiro slide), simplesmente pressione
os botões esquerdo e direito do mouse ao mesmo tempo por dois segundos.

‰-    


 +

urante a apresentação de slides, você pode deixar a tela do PowerPoint


totalmente preta ou totalmente branca. Esse recurso é útil para, por
exemplo, fazer os expectadores prestarem atenção em algo que você tem
em mãos. Para isso, faça o seguinte:
- Para deixar a tela toda preta, pressione a tecla E em seu teclado;

- Para deixar a tela toda branca, pressione a tecla C em seu teclado.

- Para voltar à apresentação de onde ela parou, simplesmente pressione


qualquer tecla.

‰*   

Suponha que você necessite gerar um cartaz sobre um evento qualquer.


Você pode usar o PowerPoint para isso como um "quebra galho", afinal, ele
possui interessantes recursos gráficos. Mas como fazer isso se o PowerPoint
só gera slides no formato paisagem, sendo que o cartaz deve estar no
formato retrato? Ao contrário do que muita gente pensa, o PowerPoint é
capaz sim de gerar slides na orientação retrato:

- No PowerPoint 2003, vá em Arquivo / Configurar página. Na janela que


surgir, escolha a orientação Retrato no campo Slides;

- No PowerPoint 2007, vá ao menu esign e, na opção Orientação do Slide,


escolha Retrato.

ƒ
 
 
‰. 
   

Precisa mudar a posição de algum slide? É fácil:

- No PowerPoint 2003, vá em Exibir e escolha Classificação de Slides (ou


clique no botão Modo de Classificação de Slides). Na tela que surgir, basta
arrastar com o mouse o slide para posição desejada;

- No PowerPoint 2007, clique no botão Classificação de Slides ou vá ao menu


Exibição e escolha o referido botão. Agora, basta arrastar com o mouse
qualquer slide para a posição que quiser.

‰.  




Se você inseriu uma figura ou um objeto qualquer em um slide, pode


necessitar posicioná-lo de maneira precisa. Uma das formas para isso é
selecionar o item e movimentá-lo usando as teclas de seta do teclado.
Todavia, essas teclas fazem com que o objeto dê pequenos "pulos" para se
movimentar. Para fazer com que o item se mova de forma contínua, sem os
pequenos pulos, selecione-o e utilize as teclas de seta mantendo o botão Ctrl
do teclado pressionado. No PowerPoint 2003, essa mesma instrução vale
para redimensionar o tamanho dos itens do slide.

‰/0 /     




Se você quiser destacar uma palavra, uma frase ou qualquer outro item do
slide durante a apresentação, basta clicar com o botão direito do mouse no
slide e escolher Opções de ponteiro. Nesse menu, escolha uma caneta ou o
marca-texto. Agora, você poderá "rabiscar" o slide e fazer os destaques que
quiser. Note que, quando você finalizar ou mudar de slide, o programa
perguntará se você quer salvar esses "rabiscos". Essa dica vale para ambas
as versões do PowerPoint tratadas aqui.

‰.     
  

Você está trabalhando em uma apresentação e se lembra de alguns slides de


outro arquivo que seriam úteis. eve ser difícil copiar de um arquivo para o
outro, não? Na verdade, esse procedimento é muito simples. Em primeiro
lugar, abra ambas as apresentações e:

- No PowerPoint 2003, vá em Exibir e escolha Classificação de slides. Faça


isso nas duas apresentações. Em seguida, vá ao menu Janela e clique em
Organizar todas. Ambas as apresentações serão exibidas ao mesmo tempo,
lado a lado. Agora, basta arrastar os slides que quiser de uma para a outra;
- Na versão 2007, vá em Exibição e clique no botão Classificação de Slides.
faça esse procedimento nos dois arquivos. epois, ainda em Exibição, vá à
área Janela e clique em Organizar todas. Note que o PowerPoint exibirá
ambos os arquivos ao mesmo tempo, um ao lado do outro. Agora, basta
arrastar os slides desejados de uma apresentação para a outra.


!            

Para fazer com que o PowerPoint volte a exibir uma apresentação por vez,
basta clicar no botão Maximizar (o botão do meio dos três que aparecem no
canto superior direito) de qualquer arquivo.
[ -    
##    

Ao inserir imagens e gráficos em seu trabalho, tente sempre escrever de


onde tirou a mesma. Além de dar credibilidade ao seu conteúdo, é uma
maneira de ser honesto e valorizar aquele que criou tal conteúdo.

1 $  

No final da sua apresentação, ou    para o público ou


   2       da sua apresentação.

Isso é extremamente simples de ser implementado, e      # 



.

3#    

ö| CARNEIRO, C. .R. Técnicas de uso de software para apresentações em aulas


de Geociências, ocumentos del X Simposio sobre la Ensenanza de las
Ciencias de la Tierra. Palma de Mallorca, 1998.
ö| COMPIANI, M & CARNEIRO, C. .R. Os papéis didáticos das excursões
geológicas. Rev. de la Ensenanza de las Ciencias de la Tierra.1(0).
ö| LEHR, J. H. Let there be stoning! in Scientific Papers and Presentations.
avis, Martha (org.)., Arkansas: Academic Press,1996.
ö| LIN STROM, R. L. Guia Business Week para apresentações em multimidia.
São Paulo: Editora Makron Books, 1995.
ö| VAUGHAN, T. Multimidia na Prática. São Paulo: Editora Makron Books, 1994.
ö| WOLFGRAM . E. Criando em Multimidia. Rio de Janeiro: Campus, 1994.
ö| http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/
InfoWester 2010 - Propagando conhecimento -