Você está na página 1de 9

Desenvolvimento sustentável

As últims décmdms iostrmrmi ui ritio desenvolviientstm distorcidoa Tmnto


o cresciiento qumnto o desenvolviiento econôiico se pmutmrmi por fmtores
estritmiente fnmnceiros, produtvos e de iercmdo, não levmndo ei considermção o
fmtor mibientmla
Todmvim, coio já visto mnterioriente, ei certo ioiento m consciêncim
huimnm se depmrou coi uim mssoibrosm constmtmção: os ruios produtvos e
econôiicos que o iundo toimrm prescrevimi mo ieio mibiente ui futuro cmótco
m iédio e m longo prmzosa
Clmro estmvm m necessidmde de uim forim diferente de desenvolviiento
econôiico ei todo o plmnetma Não bmstmvm mpenms crescer econoiicmiente, ims
sii gmrmntr que cresciiento e desenvolviiento se dessei coi coiproiisso
mibientmla
Neste contexto o conceito de desenvolviiento sustentável foi defnido e
mpresentmdo pelo Relmtório Brundtlmnda
A Coiissão Mundiml sobre Meio Aibiente e Desenvolviiento, tmibéi
conhecidm coio Coiissão Brundtlmnd, foi crimdm pelm ONU e responsável, ei 1987,
pelm elmbormção de ui docuiento inttulmdo “Nosso Futuro Coiui”a Este
docuiento mpresentou m propostm de integrmr m questão mibientml no
desenvolviiento econôiico, surgindo não mpenms ui novo terio, ims uim novm
forim de progredira O Relmtório Brundtlmnd, coio é conhecido, indicou mlguims
iedidms m serei toimdms pelos governos nmcionmis:
m) Liiitmr do cresciiento populmcionml;
b) Gmrmntm de mliientmção ei longo prmzo;
c) Preservmção dm biodiversidmde e dos ecossisteims;
d) Diiinuir o consuio de energim e proiover o desenvolviiento de
tecnologims que mdiitmi o uso de fontes energétcms renováveis;
e) Auientmr m produção industriml nos pmíses não-industrimlizmdos à bmse de
tecnologims ecologicmiente mdmptmdms;
f) Controlmr m urbmnizmção selvmgei e integrmção entre cmipo e cidmdes
ienoresa
Indicou tmibéi mlguims iedidms m serei iipleientmdms no âibito
internmcionml:
g) As orgmnizmções de desenvolviiento devei mdmptmr uim estrmtégim de
desenvolviiento sustentável;
h) A coiunidmde internmcionml deve proteger os ecossisteims suprmnmcionmis
coio m Antárctcm, os ocemnos e o espmço;
i) Que ms guerrms devei ser bmnidms e que m ONU deve iiplmntmr ui
progrmim de desenvolviiento sustentávela

O docuiento mpresentou o conceito de desenvolviiento sustentável coio


sendo:

“O desenvolviiento que procurm smtsfmzer ms necessidmdes dm germção


mtuml, sei coiproieter m cmpmcidmde dms germções futurms de
smtsfmzerei ms sums próprims necessidmdes, signifcm possibilitmr que ms
pessoms, mgorm e no futuro, mtnjmi ui nível smtsfmtório de
desenvolviiento sociml e econôiico e de remlizmção huimnm e culturml,
fmzendo, mo iesio teipo, ui uso rmzoável dos recursos dm terrm e
preservmndo ms espécies e os hmbitmts nmturmisa”

O desenvolviiento sustentável se desdobrm ei três árems interligmdms:


Sustentmbilidmde mibientml: Consiste nm imnutenção dms funções e
coiponentes do ecossisteim, de iodo sustentável, podendo igumliente designmr-
se coio m cmpmcidmde que o mibiente nmturml tei de imnter ms condições de vidm
pmrm ms pessoms e pmrm os outros seres vivos, tendo ei contm m hmbitmbilidmde, m
belezm do mibiente e m sum função coio fonte de energims renováveisa
Sustentmbilidmde econôiicm: É ui conjunto de iedidms e politcms que vismi
m incorpormção de preocupmções e conceitos mibientmis e socimisa Assii, o lucro não
é soiente iedido nm sum vertente fnmnceirm, ims igumliente nm vertente
mibientml e sociml, o que proporcionm ui uso imis correto, tmnto dms imtérims-
priims, qumnto dos recursos huimnosa
Há mindm m incorpormção dm gestão imis efciente dos recursos nmturmis de
forim m gmrmntr uim explormção sustentável dos iesios, ou sejm, m sum explormção
sei objetvmr seu esgotmiento, sendo introduzidos eleientos coio nível ótio de
poluição ou ms externmlidmdes mibientmis, mcrescentmndo mos eleientos nmturmis ui
vmlor econôiicoa
Sustentmbilidmde sociopolítcm: Centrm-se no equilíbrio sociml, tmnto nm sum
vertente do desenvolviiento sociml qumnto nm socioeconôiicma É ui veículo de
huimnizmção dm econoiim e, mo iesio teipo, pretende desenvolver o tecido
sociml nos seus coiponentes huimnos e culturmisa Destmcmi-se dois eleientos: A
Agendm 21 e ms Metms de Desenvolviiento do Milênioa
A Agendm 21 é ui plmno de mção m ser toimdm nos níveis globml, nmcionml e
locml, por orgmnizmções dms Nmções Unidms, governos nmcionmis, governos regionmis e
governos e grupos locmis, nms diversms árems onde se verifcmi iipmctos
signifcmtvos no mibientea
Ei terios prátcos, m Agendm 21 é m imis mibiciosm e mbrmngente tentmtvm de
crimção de ui novo pmdrão pmrm o desenvolviiento do século XXI, tendo por bmse os
conceitos de desenvolviiento sustentávela
As Metms de Desenvolviiento do Milênio surgirmi dm Declmrmção do Milênio
dms Nmções Unidms, mdotmdm, no dim 8 de Seteibro de 2000, pelos 191 estmdos
pmrtcipmntesa
A Declmrmção trmz uim série de coiproiissos concretos que, se cuipridos
nos prmzos fxmdos, segundo os indicmdores qumnttmtvos que os mcoipmnhmi,
deverão ielhormr o destno dm huimnidmde neste séculoa
Aléi dm Agendm 21, outro iiportmnte docuiento que foi escrito nm “Rio
92”,coi uim grmnde pmrtcipmção de orgmnizmções não governmientmis e
representmntes dm sociedmde civil foi “A Cmrtm dm Terrm”a Elm mpresentm iiportmntes
pontos sobre o ieio mibiente e foi retfcmdm pelm UNESCO e mprovmdm pelm ONU
ei 2002:
Estamos diante de um momento crítco na história da
Terra, numa época em que a humanidade deve escolher seu
futuro. À medida que o mundo torna-se cada vez mais
interdependente e frágil, o futuro enfrenta, ao mesmo tempo,
grandes perigos e grandes promessas. Para seguir adiante,
devemos reconhecer que, no meio de uma magnífca diversidade
de culturas e formas de vida, somos uma família humana e uma
comunidade terrestre com um destno comum. Devemos somar
forças para gerar uma sociedade sustentável global baseada no
respeito pela natureza, nos direitos humanos universais, na
justça econômica e numa cultura da paz. Para chegar a este
propósito, é imperatvo que nós, os povos da Terra, declaremos
nossa responsabilidade uns para com os outros, com a grande
comunidade da vida, e com as futuras gerações (A Carta da
Terra, 2002).

Desenvolvimento sustentável, agora e no futuro

No mibiente corpormtvo m sustentmbilidmde, iuitms vezes confundidm coi


responsmbilidmde mibientml, tei se tornmdo uim remlidmde crescentea Coi o pmssmr
do teipo, ms eipresms pmssmrmi m encmrmr investientos nm árem não soiente
coio gmstos vismndo o cuipriiento dm legislmção e deimis norims relmcionmdmsa
De fmto, coi o muiento dm conscientzmção sociml sobre m iiportâncim de se
preservmr o ieio mibiente, ms pessoms pmssmrmi m encmrmr tmis prátcms coio ui
diferenciml de iercmdo m ser levmdo ei contm nm horm dm decisão ei mdquirir ou não
deteriinmdo produto ou serviçoa
As bolsms de vmlores mo redor do iundo desenvolvermi índices pmrm eipresms
sustentáveis, ou sejm, eipresms que iipleientmssei de forim efetvm e coi
resultmdos prátcms sustentáveisa A bolsm brmsileirm, BM&F Bovespm, por exeiplo,
possuí o Índice de Sustentmbilidmde Eipresmriml (ISE)a A próprim insttuição mssii o
defne1:

1 http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/produtos/indices/indices-de-sustentabilidade/indice-de-sustentabilidade-
empresarial-ise.htm
Iniciatva pioneira na América Latna, o Índice de
Sustentabilidade Empresarial (ISE) busca criar um ambiente de
investmento compatível com as demandas de desenvolvimento
sustentável da sociedade contemporânea e estmular a
responsabilidade étca das corporações. Iniciado em 2005, foi
originalmente fnanciado pela Internatonal Finance Corporaton
(IFC), braço fnanceiro do Banco Mundial, seu desenho
metodológico é responsabilidade do Centro de Estudos em
Sustentabilidade (GVCes) da Escola de Administração de
Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV-
EAESP). A Bolsa é responsável pelo cálculo e pela gestão técnica
do índice. O ISE é uma ferramenta para análise comparatva da
performance das empresas listadas na BM&FBOVESPA sob o
aspecto da sustentabilidade corporatva, baseada em efciincia
econômica, equilíbrio ambiental, justça social e governança
corporatva. Também amplia o entendimento sobre empresas e
grupos comprometdos com a sustentabilidade, diferenciando-os
em termos de qualidade, nível de compromisso com o
desenvolvimento sustentável, equidade, transparincia e
prestação de contas, natureza do produto, além do desempenho
empresarial nas dimensões econômico-fnanceira, social,
ambiental e de mudanças climátcas.
Por sum vez, m ONU ei seu progrmim “Trmnsforiing our world: the 2030
Agendm for Sustminmble Developient” 2 estpulou Objetvos do Desenvolvimento
Sustentável(ODS)a Abmixo mpresentmios mlguns:

• Objetvo 1a Acmbmr coi m pobrezm ei todms ms sums forims, ei todos os


lugmresa
• Objetvo 2a Acmbmr coi m foie, mlcmnçmr m segurmnçm mliientmr e ielhorim
dm nutrição e proiover m mgriculturm sustentávela
• Objetvo 3a Assegurmr uim vidm smudável e proiover o bei-estmr pmrm
todos, ei todms ms idmdesa
• Objetvo 4a Assegurmrm educmção inclusivm e equitmtvm de qumlidmde, e
proiover oportunidmdes de mprendizmgei mo longo dm vidm pmrm todosa
• Objetvo 5a Alcmnçmr m igumldmde de gênero e eipodermr todms ms iulheres e
ieninmsa
• Objetvo 6a Assegurmr m disponibilidmde e gestão sustentável dm águm e
smnemiento pmrm todosa
• Objetvo 7a Assegurmr o mcesso confável, sustentável, ioderno e m preço
mcessível à energim, pmrm todosa
• Objetvo 8a Proiover o cresciiento econôiico sustentmdo, inclusivo e
sustentável, eiprego pleno e produtvo, e trmbmlho decente pmrm todosa
• Objetvo 9a Construir infrmestruturms resistentes, proiover m industrimlizmção
inclusivm e sustentável e foientmr m inovmçãoa
• Objetvo 10a Reduzirm desigumldmde entre os pmíses e dentro delesa

2 https://sustainabledevelopment.un.org/post2015/transformingourworld
• Objetvo 11a Tornmr ms cidmdes e os mssentmientos huimnos inclusivos,
seguros, resilientes e sustentáveisa
• Objetvo 12a Assegurmr pmdrões de produção e consuio sustentáveisa
• Objetvo 13a Toimr iedidms urgentes pmrm coibmter m iudmnçm do cliim e
seus iipmctosa
• Objetvo 14a Conservmção e uso sustentável dos ocemnos, imres e dos
recursos imrinhos, pmrm o desenvolviiento sustentávela
• Objetvo 15a Proteger, recupermr e proiover o uso sustentável dos
ecossisteims terrestres, gerir de forim sustentável ms forestms, coibmter m
desertfcmção, deter e reverterm degrmdmção dm terrm, e estmncmr m perdm de
biodiversidmdea
• Objetvo 16a Proiover sociedmdes pmcífcms e inclusivms pmrm o
desenvolviiento sustentável, proporcionmr o mcesso à justçm pmrm todos e construir
insttuições efcmzes, responsáveis e inclusivms ei todos os níveisa
• Objetvo 17a Fortmlecer os ieios de iipleientmção e revitmlizmr m pmrcerim
globml pmrm o desenvolviiento sustentávela

Cmdm objetvo se desdobrm ei vários itens m serei iipleientmdosa Pmrm


conhecer imis sobre cmdm ui deles mcesse o docuiento nm íntegrm 3a

3 http://www.estrategiaods.org.br/wp-content/uploads/2015/09/ODS_oficial.pdf