Você está na página 1de 14

Exercícios de geografia

1. Qual dos termos melhor representa a definição de poluição atmosférica?


a) Algumas modificações sofridas pela atmosfera natural que causem
apenas prejuízos indiretos ao homem, isentando a fauna e os demais
recursos naturais em todas as suas utilizações.
b) Qualquer modificação sofrida pela atmosfera natural que causem
prejuízos diretos e indiretos ao homem, a fauna e aos demais recursos
naturais em todas as suas utilizações consideradas normais
c) Algumas modificações sofridas pela atmosfera natural que causem
prejuízos diretos e indiretos apenas a fauna e aos demais recursos
naturais isentando o homem desse problema.
d) Qualquer modificação sofrida pela atmosfera natural que causem apenas
prejuízos diretos e indiretos a fauna e aos demais recursos naturais em
todas as suas utilizações consideradas normais
2. As fontes de poluição são classificadas em:
a) Primária e secundária
b) Muito poluidora e pouco poluidora
c) Natural e antrópica
d) Baixo nível e alto nível
3. Marque a alternativa que contém apenas fontes antrópicas de poluição:
a) Erupção, metano, fumo, indústrias e aerossóis
b) Aerossóis, produção de energia, lixo e metano
c) Esternutação, lenha, incineradora, queimada de petróleo e fumo
d) Automóveis, indústrias, aerossóis, lixo e queima de petróleo
4. Quais as duas definições que melhor representam o conceito de poluição
primária e secundária respectivamente?
a) Estão presentes no ar da mesma forma que foram emitidos e resultam da
reação química entre os poluentes primários
b) Não estão presentes no ar da mesma forma que foram emitidos e resultam
da reação fotoquímica entre os poluentes primários
c) Estão presentes no ar da mesma forma que foram emitidos apresentando
pequenas modificações e resultam da reação fotoquímica entre os
poluentes primários
d) Não estão presentes no ar da mesma forma que foram emitidos e resultam
da reação química entre os poluentes primários
5. Quais são os principais efeitos que os gases podem gerar ao meio ambiente
e a saúde humana?
6. Quais são os principais gases que ocasionam a poluição da atmosfera?
7. Quais são as principais fontes desses gases?
8. Quais são os tipos de poluição que afetam a atmosfera?

9. A poluição atmosférica está diretamente relacionada com o surgimento de


doenças respiratórias em uma população. Irritações nas mucosas e casos de
cânceres são apenas alguns dos problemas causados por esse tipo de
poluição, que deve ser rapidamente combatido. Analise as alternativas a
seguir e marque aquela que não representa uma forma de diminuir a poluição
atmosférica.

a) Monitorar áreas que correm risco de incêndio.

b) Diminuir o uso de veículos automotores.


c) Promover o reflorestamento.
d) Reduzir o transporte coletivo.
e) Não realizar queimadas.

10. Um dos poluentes atmosféricos que afetam nossa saúde é o monóxido de


carbono. Ele pode, em alta concentração, causar asfixia e, até mesmo, morte.
Isso acontece porque o monóxido de carbono:

a) fixa-se nas vias respiratórias, causando sua obstrução.


b) causa o fechamento da glote, impedindo que o oxigênio chegue até os
pulmões.
c) liga-se à hemoglobina, dificultando o transporte de oxigênio.
d) causa obstrução dos alvéolos pulmonares.
e) causa a destruição dos brônquios
11. Quais são os gases que compõem o conjunto de poluentes atmosféricos?
12. Além dos gases existem outros tipos de partículas que poluem a atmosférica?
13. O que o Smog?
14. Como que o dióxido de Carbono colabora para intensificar o efeito estufa?
15. Um dos problemas ambientais decorrentes da industrialização é a poluição
atmosférica. Chaminés altas lançam ao ar, entre outros materiais, o dióxido de
enxofre (SO2), que pode ser transportado por muitos quilômetros em poucos dias.
Dessa forma, podem ocorrer precipitações ácidas em regiões distantes, causando
vários danos ao meio ambiente (chuva ácida).

Com relação aos efeitos sobre o ecossistema, pode-se afirmar que:

I. As chuvas ácidas poderiam causar a diminuição do pH da água de um lago, o que


acarretaria a morte de algumas espécies, rompendo a cadeia alimentar.

II. As chuvas ácidas poderiam provocar acidificação do solo, o que prejudicaria o


crescimento de certos vegetais.

III. As chuvas ácidas causam danos se apresentarem valor de pH maior que o da


água destilada.

Dessas afirmativas, está(ão) correta(s):

a) I, apenas.

b) III, apenas.

c) I e II, apenas.
d) II e III, apenas.

e) I e III, apenas.

16. o que é efeito estufa?

17. por que devemos nos preocuparmos com a poluição atmosférica?

18. Três consequências da poluição atmosférica são a destruição da camada de


ozônio (A), o efeito estufa (B) e as chuvas ácidas (C). Os principais gases envolvidos
em A, B e C são, respectivamente,

a) dióxido de carbono, dióxido de enxofre e clorofluorcarbono (CFC).

b) dióxido de enxofre, dióxido de carbono e clorofluorcarbono (CFC).

c) clorofluorcarbono (CFC), dióxido de carbono e dióxido de enxofre.

d) clorofluorcarbono (CFC), dióxido de enxofre e dióxido de carbono.

e) dióxido de carbono, clorofluorcarbono (CFC) e dióxido de enxofre.

19. o que é e onde ocorre o fenômeno das ilhas de calor?

20. Em algumas cidades, pode-se observar no horizonte, em certos dias, a olho nu,
uma camada de cor marrom. Essa condição afeta a saúde, principalmente, de
crianças e de idosos, provocando, entre outras, doenças respiratórias e
cardiovasculares.

As figuras e o texto acima referem-se a um processo de formação de um fenômeno


climático que ocorre, por exemplo, na cidade de São Paulo. Trata se de:

ilha de calor, caracterizada pelo aumento de temperaturas na periferia da


A)
cidade.
zona de convergência intertropical, que provoca o aumento da pressão
B)
atmosférica na área urbana.

chuva convectiva, caracterizada pela formação de nuvens de poluentes


C)
que provocam danos ambientais.

inversão térmica, que provoca concentração de poluentes na baixa


D)
camada da atmosfera.

ventos alíseos de sudeste, que provocam o súbito aumento da umidade


E)
relativa do ar.

21. A qualidade da água que bebemos depende do saneamento básico; o


ar que respiramos depende das medidas quanto ao transporte e à
indústria; e a saúde do trabalhador depende de tecnologias limpas. O teor
de enxofre no diesel serve para aumentar a má qualidade do ar que
respiramos e acentua a urgência da adoção de medidas imediatas e de um
plano nacional de qualidade do ar. Sobre esse assunto assinale a
alternativa incorreta.

Para melhorar a qualidade do ar, com medidas muito além do


A)
teor de enxofre, há que investir pesado nos transportes sobre
trilhos, como trens e metrô, na integração dos meios de
transporte e no combate aos engarrafamentos.

Nosso diesel é de péssima qualidade: no interior há o S2000 -


B)
que tem duas mil partes por milhão (PPMs) de enxofre - e nas
regiões metropolitanas há o S500 - com quinhentas PPMs de
enxofre. Para termos uma base de comparação, na Europa já
é obrigatório o S50 e, a partir de 2010, será permitido apenas
o S10, com dez PPMs de enxofre.

Apesar de não haver comprovação científica, há suspeitas de


C)
que o dióxido de enxofre tenha provocado a morte de 3.000
mulheres e milhares de internações por doenças respiratórias,
só na cidade de São Paulo.

Um veículo desregulado emite até 40% a mais de poluição,


D)
devido à carburação imperfeita, e consome mais combustível.
Isso representa um rombo no clima e nos pulmões. A emissão
do gás metano nos lixões deve ser evitada e o metano
convertido em energia.

Em 2002, o Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama)


E)
aprovou uma resolução (que tem força de lei) determinando
que, a partir de 2009, os novos veículos a diesel, como
caminhões e ônibus, deverão sair da fábrica com uma
emissão atmosférica máxima correspondente à gerada pelo
motor Euro 4 e pelo diesel S50 (com 50 partes por milhão de
enxofre).

22. A chuva ácida forma-se porque existem na atmosfera alguns óxidos que, ao
entrarem em contato com a água, formam ácidos. Dentre as substâncias passíveis
de formar ácidos quando adicionadas à água, podemos citar:
a) CaO.
b) H2O2.
c) MgO.
d) SO3.
e) Al2O3.
23. Em 1872, Robert Angus Smith criou o termo “chuva ácida”, descrevendo
precipitações ácidas em Manchester após a Revolução Industrial. Trata-se do
acúmulo demasiado de dióxido de carbono e enxofre na atmosfera que, ao reagirem
com compostos dessa camada, formam gotículas de chuva ácida e partículas de
aerossóis. A chuva ácida não necessariamente ocorre no local poluidor, pois tais
poluentes, ao serem lançados na atmosfera, são levados pelos ventos, podendo
provocar a reação em regiões distantes. A água de forma pura apresenta pH 7 e, ao
contatar agentes poluidores, reage modificando seu pH para 5,6 e até menos que
isso, o que provoca reações, deixando consequências.
Disponível em: http://www.brasilescola.com. Acesso em: 18 maio 2010 (adaptado).

O texto aponta para um fenômeno atmosférico causador de graves problemas ao


meio ambiente: a chuva ácida (pluviosidade com pH baixo). Esse fenômeno tem
como consequência
a) a corrosão de metais, pinturas, monumentos históricos, destruição da cobertura
vegetal e acidificação de lagos.
b) a diminuição do aquecimento global, já que esse tipo de chuva retira poluentes da
atmosfera.
c) a destruição da fauna e da flora e redução dos recursos hídricos, com o
assoreamento dos rios.
d) as enchentes, que atrapalham a vida do cidadão urbano, corroendo, em curto
prazo, automóveis e fios de cobre da rede elétrica.
d) a degradação da terra nas regiões semiáridas, localizadas, em sua maioria, no
Nordeste do nosso país.
24. Sabe-se que a chuva ácida é formada pela dissolução, na água da chuva, de
óxidos ácidos presentes na atmosfera. Entre os pares de óxidos relacionados, qual é
constituído apenas por óxidos que provocam a chuva ácida?
a) Na2O e NO2
b) CO2 e MgO
c) CO2 e SO3
d) CO e NO2
e) CO e NO
25. Em que áreas geográficas existem as ocorrências de chuvas ácidas e por quê?
26. Quando os derivados de petróleo e o carvão mineral são utilizados como
combustíveis, a queima do enxofre produz dióxido de enxofre. As reações de dióxido
de enxofre na atmosfera podem originar a chuva ácida.

Sobre a chuva ácida, escolha a alternativa incorreta.

O trióxido de enxofre reage com a água presente na atmosfera produzindo


A)
o ácido sulfúrico, que é um ácido forte.

SO2 reage com o oxigênio e se transforma lentamente em trióxido de


B)
enxofre. Essa reação é acelerada pela presença de poeira na atmosfera.

A chuva ácida é responsável pela corrosão do mármore, do ferro e de


C)
outros materiais utilizados em monumentos e construções.

D) Tanto o dióxido quanto o trióxido de enxofre são óxidos básicos

Na atmosfera, o SO2 reage com o oxigênio e se transforma lentamente em


E)
trióxido de enxofre (SO3).
27.

No esquema, o problema atmosférico relacionado ao ciclo da água acentuou-se


após as revoluções industriais. Uma consequência direta desse problema está na:

A) redução da flora
B) elevação das marés.

C) erosão das encostas.

D) laterização dos solos.

E) fragmentação das rochas.

28. O processo de industrialização tem gerado sérios problemas de ordem


ambiental, econômica e social, entre os quais se pode citar a chuva ácida. Os ácidos
usualmente presentes em maiores proporções na água da chuva são o H 2CO3,
formado pela reação do CO2 atmosférico com a água, o HNO3, o HNO2, o H2SO4 e o
H2SO3. Esses quatro últimos são formados principalmente a partir da reação da
água com os óxidos de nitrogênio e de enxofre gerados pela queima de
combustíveis fósseis.

A formação de chuva mais ou menos ácida depende não só da concentração do


ácido formado, como também do tipo de ácido. Essa pode ser uma informação útil
na elaboração de estratégias para minimizar esse problema ambiental. Se
consideradas concentrações idênticas, quais dos ácidos citados no texto conferem
maior acidez às águas das chuvas?

A) HNO3 e HNO2.

B) H2SO4 e H2SO3.

C) H2SO3 e HNO2

D) H2SO4 e HNO3.

E) H2CO3 e H2SO3.

29. Qual a principal diferença entre resíduos sólidos e lixo?

30. Quais são os dois tipos de resíduos existentes?

31. Quais são as principais formas de tratamentos dos resíduos orgânicos e


inorgânicos?

32. Quais são as formas de descartes de resíduos sólidos?

33. Todos os dias, o lixo é produzido em todas as cidades. Existem formas mais
adequadas para o encaminhamento desses resíduos. Isso trará beneficio econômico
e ambiental. Por exemplo, restos de alimentos, lixo hospitalar (de clínicas médicas e
odontológicas) e resíduos sólidos (vidros, plásticos, papéis, metais) devem ser
encaminhados, respectivamente, para:

A) usina de compostagem, aterro sanitário e reciclagem.

B) biodigestor, lixão e usina de compostagem.

C) usina de compostagem, incineração e reciclagem.

D) incineração, incineração e lixão.

E) lixão, incineração e biodigestor.

34. Tendo em vista que aterro sanitário é uma forma de disposição final dos
resíduos sólidos gerados pelas atividades humanas, e é objeto de investimentos
governamentais, analise o gráfico abaixo.

Destino do lixo para aterro sanitário, segundo as Grandes Regiões do Brasil.


Sobre o destino do lixo no Brasil, analise as seguintes afirmativas:

I) Mais de 60% dos municípios dispõem o lixo adequadamente em aterros sanitários


em todas as grandes regiões brasileiras.

II) Na região Sudeste existe um número maior de municípios dispondo o lixo em


aterros sanitários do que nas regiões Sul e Nordeste reunidas.

III) Os dados do gráfico permitem deduzir que os investimentos públicos em relação


à correta destinação do lixo são insuficientes.

Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s):

A) I e II, apenas
B) I, II e III

C) I e III, apenas

D) II e III, apenas

E) I, apenas

35. Quais são as principais formas de degradação do solo?

36. No Brasil, em termos de esgotamentos dos solos, podemos citar as regiões


áridas do Nordeste que sofrem com o processo de desertificação. Já no sul, o
intensivo uso do solo em terrenos arenosos leva à arenização.

Arenização e desertificação são distintos processos de degradação do solo. O


principal critério natural utilizado para diferenciar esses dois tipos é:

a) a composição dos solos

b) o nível de exploração dos recursos

c) o regime pluvial

d) a suscetibilidade a erosões

e) o índice de salinidade

37.

37.
VIANA, D. / Agência Estado. Disponível: <http://noticias.r7.com/cidades>. Acesso
em: 21 ago. 2015.

A imagem acima retrata um processo erosivo que se associa às chuvas:

a) pela remoção da vegetação

b) pela fixação do terreno argiloso

c) pelo nivelamento do relevo

d) pela intemperização química

e) pela saturação do solo

38. Os dois principais rios que alimentavam o Mar de Aral, Amurdarya e Sydarya,
mantiveram o nível e o volume do mar por muitos séculos. Entretanto, o projeto de
estabelecer e expandir a produção de algodão irrigado aumentou a dependência de
várias repúblicas da Ásia Central da irrigação e monocultura. O aumento da
demanda resultou no desvio crescente de água para a irrigação, acarretando
redução drástica do volume de tributários do Mar de Aral. Foi criado na Ásia Central
um novo deserto, com mais de 5 milhões de hectares, como resultado da redução
em volume.

TUNDISI, J. G. Água no século XXI: enfrentando a escassez. São Carlos: Rima,


2003.

A intensa interferência humana na região descrita provocou o surgimento de uma


área desértica em decorrência da

a) erosão

b) salinização

c) laterização

d) compactação

e) sedimentação

39. O mapa a seguir indica as áreas com maior incidência e risco de desertificação
no Brasil.
MMA, Secretaria de Recursos Hídricos. Atlas das áreas susceptíveis à desertificação
do Brasil. Brasília: MMA, 2007. p.15.

Além do uso incorreto do solo, o principal fator natural responsável pela


concentração do fenômeno em questão é:

a) a presença de vegetação xerófila

b) o elevado índice de evaporação

c) o excesso de micro-organismos

d) a acidez acentuada do terreno

e) a alta incidência de lixiviação

40. Quais são as principais formas de contaminação do solo?

41. Como o lixo pode impactar o meio ambiente?

43. Quais são as principais diferenças entre aterro sanitário e lixões?

44. o que é xorume?


45. O que é Inversão térmica e como ela ocorre?

46. A poluição nos grandes centros urbanos, como Curitiba, pode causar
determinadas doenças, como rinite, alergias, asma, problemas de pele e cabelo.
Pessoas sensíveis às partículas em suspensão no ar podem desenvolver tais
doenças ao respirar o ar poluído dos grandes centros.

Durante todo o ano, essas doenças podem acontecer, mas é no inverno que ficam
mais acentuadas.

(Adaptado de Jornal do Estado, Curitiba, 01/06/2009.)

Durante o inverno, em Curitiba, é comum a ação da Massa Polar Atlântica, que


facilita a ocorrência de problemas respiratórios, pois

a) aumenta a umidade relativa do ar e promove a inversão térmica, o que provoca a


concentração de poluentes nas partes altas da cidade.

b) aumenta a umidade relativa do ar e promove a inversão térmica, o que provoca a


concentração de poluentes próximos à superfície do solo.

c) reduz a umidade relativa do ar e promove um maior aquecimento da parte central


da cidade se comparado à periferia, concentrando poluentes.

d) reduz a umidade relativa do ar e promove a inversão térmica, o que provoca a


concentração de poluentes próximos à superfície do solo.

47. Assinale apenas a alternativa que apresenta características referentes ao


fenômeno inversão térmica:

a) Fenômeno climático que ocorre nos centros urbanos, principalmente em cidades


com elevado grau de urbanização, nas quais as temperaturas aumentam bastante
se comparadas às das zonas rurais.

b) Fenômeno no qual há aumento da temperatura do planeta em decorrência da


retenção do calor por alguns gases presentes na atmosfera.

c) Fenômeno atmosférico comum nos centros urbanos industrializados no qual o ar


frio é impedido de circular por uma camada de ar quente, alterando as temperaturas.

d) Fenômeno causado pela poluição atmosférica, principalmente em decorrência da


queima de combustíveis fósseis, causando graves problemas ambientais e nas
cidades.

48. Sobre o fenômeno atmosférico conhecido como inversão térmica, assinale V


para as alternativas verdadeiras e F para as alternativas falsas:

I.( ) Esse fenômeno pode ser percebido durante o dia e durante a noite, porém a
maior diferença de temperatura provocada por ele é melhor percebida entre as
zonas rurais e urbana ao anoitecer, pois a área rural resfria mais rapidamente do
que a zona urbana.

II.( ) Esse fenômeno intensifica-se no verão, pois, nessa época do ano, o ar próximo
à superfície fica mais frio que o da camada de ar superior em decorrência do
aumento da pluviosidade.

III.( ) É um fenômeno natural que pode ser registrado em áreas rurais e de baixa
industrialização.

IV.( ) Esse fenômeno causa doenças respiratórias, irritação nos olhos, intoxicações,
porque a camada de ar frio que fica retida próxima à superfície concentra bastante
poluentes que não se dispersam.

a) FFVV

b) FFVF

c) FVFV

d) VFVV

49. Sobre o fenômeno da inversão térmica, assinale a alternativa correta.

Consiste no rápido resfriamento do ar próximo à superfície terrestre, o que


A)
torna a atmosfera estável e dificulta a dispersão de poluentes.

É provocado pela reação da água da chuva com ácidos lançados a partir


B)
da queima de combustíveis fósseis.

É provocado pela poluição das grandes cidades, a qual gera uma camada
C)
de ar frio próxima à superfície, enquanto o ar mais quente fica acima desta
camada, agravando a concentração dos poluentes.

É formado pelo aquecimento diferencial de porções continentais e


D)
marítimas, fazendo com que o vento sopre do continente para o oceano
durante a noite.

Pode agravar a ocorrência de enchentes e alagamentos nas zonas


E)
urbanas, pois situações de inversão térmica favorecem a ocorrência de
fortes chuvas.
50. Sobre o fenômeno da inversão térmica, assinale a alternativa correta.

Consiste no
rápido
resfriamento
do ar
próximo à
superfície
terrestre, o
que torna a
atmosfera
estável e
dificulta a
dispersão
de
poluentes.

É provocado pela reação da água da chuva com ácidos lançados a


partir da queima de combustíveis fósseis.
B)
É provocado pela poluição das grandes cidades, a qual gera uma
camada de ar frio próxima à superfície, enquanto o ar mais quente
fica acima desta camada, agravando a concentração dos poluentes.
C)
É formado pelo aquecimento diferencial de porções continentais e
marítimas, fazendo com que o vento sopre do continente para o
oceano durante a noite.
D)