Você está na página 1de 6

TAREFA 3 - O MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO NO CONTEXTO DA ESCOLA/AGRUPAMENTO

O Modelo de Auto-Avaliação assenta, na sua concepção e metodologia de aplicação, na apropriação da biblioteca escolar
pela escola e no reconhecimento do seu valor, enquanto estrutura de apoio pedagógico ao serviço das aprendizagens.

Procure os factores críticos de sucesso que correspondem a estes domínios/ subdomínios e, a partir deles, faça uma
análise à situação da sua biblioteca escolar. Identifique pontos fracos e fortes e delineie estratégias que conduzam a uma
maior apropriação e reconhecimento do valor da BE.

Depois desta análise, identifique o domínio que requer mais atenção e que em função de mais algumas circunstâncias
contextuais deva ser objecto de avaliação.

Obs: - A tabela divide-se, por conveniência de gestão de espaço, em duas partes.


TAREFA 3 - O MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO NO CONTEXTO DA ESCOLA/AGRUPAMENTO

Tabela – Parte 1
Indicadores Pontos fortes Pontos fracos
A - Articulação curricular da biblioteca A BE colabora com os coordenadores de estabelecimento de A utilização da BE é rentabilizada pelos docentes no
escolar com as estruturas de ensino, os conselhos de turma e com os docentes titulares das âmbito das suas actividades lectivas, desenvolvidas em
coordenação e supervisão pedagógica e turmas com o objectivo de conhecer os diferentes projectos parceria com a BE ou de forma autónoma.
com os docentes. curriculares e de se envolver no planeamento das respectivas
actividades, estratégias e recursos.
A - Promoção das literacias da A BE organiza e participa em actividades de formação para A BE produz, em colaboração com os docentes,
informação, tecnológica e digital docentes e alunos no domínio da literacia tecnológica e digital. materiais informativos e de apoio à adequada
utilização da Internet: guiões de pesquisa, grelhas de
A equipa da BE apoia os utilizadores na selecção e utilização de avaliação de sites, listas de apontadores, guias de
recursos electrónicos e media, de acordo com as suas procedimentos, outros.
necessidades.
B - Leitura e literacia A BE desenvolve, de forma sistemática, actividades no âmbito da A BE difunde informação sobre livros e autores,
promoção da leitura: sessões de leitura, fóruns, blogs ou outras organiza guiões de leitura, bibliografias e outros
actividades que associem formas de leitura, de escrita ou de materiais de apoio relacionados com matérias de
comunicação em diferentes ambientes e suportes. interesse curricular ou formativo.
A BE promove encontros com escritores ou outros eventos
culturais que aproximem os alunos dos livros ou de outros
materiais/ambientes e incentivem o gosto pela leitura.
A BE apoia os alunos nas suas escolhas e conhece as novidades
literárias e de divulgação que melhor se adequam aos seus
gostos.
TAREFA 3 - O MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO NO CONTEXTO DA ESCOLA/AGRUPAMENTO

C - Apoio a actividades livres, extra- A BE planeia com os responsáveis, a realização de AEC,


curriculares e de enriquecimento sempre que estas têm lugar no espaço da BE ou têm
curricular. por base a utilização dos seus recursos.
A ocupação e utilização dos recursos da BE são
rentabilizadas em horário extra-lectivo, quer em
actividades livres, quer em AEC.
C - Projectos e parcerias A BE tem a iniciativa ou está implicada em projectos na A BE desenvolve, em parceria com outras entidades
comunidade educativa. locais (CM, museus, fundações, associações, outros)
A BE tem a iniciativa ou está implicada em projectos de âmbito programas ou actividades festivas, culturais, de
regional, nacional ou internacional. intervenção ambiental, cívica, ou de outra natureza,
visando uma maior ligação à comunidade educativa e
uma maior abertura da escola ao exterior.
D - Articulação da biblioteca com a As BE no agrupamento são geridas de forma integrada, A BE funciona num horário contínuo e alargado que
escola. Acesso e serviços prestados pela rentabilizando recursos, possibilidades de acesso a programas e possibilita o acesso dos utilizadores no horário lectivo
biblioteca projectos. e acompanha as necessidades de ocupação em horário
A BE desenvolve projectos com a escola/agrupamento. extra lectivo.
D - Condições humanas e materiais O professor bibliotecário e a equipa têm uma atitude proactiva
para a prestação dos serviços que: induz comportamentos de acesso e uso dos recursos; garante
uma mediação eficaz entre as necessidades dos utilizadores e as
fontes de informação; promove as possibilidades de trabalho
facultadas
pela BE.
O professor bibliotecário e a equipa formam os alunos para o uso
TAREFA 3 - O MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO NO CONTEXTO DA ESCOLA/AGRUPAMENTO

da BE, para as diferentes literacias e acompanham-nos em


trabalho orientado na BE.
D - Gestão da colecção/ da informação A política documental materializa-se num processo integrado e Os órgãos de administração e gestão atribuem
contínuo de avaliação da colecção ou colecções da escola, na anualmente uma verba para actualização da
inventariação de necessidades e na sua actualização sistemática. documentação.
A política de desenvolvimento da colecção está formalizada e foi
submetida ao parecer do conselho pedagógico, definindo um
conjunto de normas para a selecção, desbaste, aquisição,
organização e circulação dos recursos de informação.
TAREFA 3 - O MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO NO CONTEXTO DA ESCOLA/AGRUPAMENTO

Tabela – Parte 2
Indicadores Acções de comunicação e de trabalho com a escola que contribuam para uma melhorar apropriação da BE e reconhecimento
do seu valor.
A - Articulação curricular da biblioteca Organizar acções informais de formação sobre a BE junto dos docentes.
escolar com as estruturas de
coordenação e supervisão pedagógica e Apresentar aos docentes sugestões de trabalho conjunto em torno do tratamento de diferentes unidades de ensino ou
com os docentes. temas.
A - Promoção das literacias da Inscrever no guia de utilizador da BE um conjunto de orientações para o uso responsável dos recursos de informação.
informação, tecnológica e digital
B - Leitura e literacia Produzir instrumentos de apoio para docentes e alunos.
C - Apoio a actividades livres, extra- Prever a possibilidade de a BE estruturar alguma oferta própria ou prestar alguma colaboração em domínios da sua
curriculares e de enriquecimento acção, a docentes ou entidades envolvidos na organização de AEC.
curricular. Programar com os docentes a utilização da BE no âmbito das AEC.
C - Projectos e parcerias Melhorar a comunicação entre a BE e a comunidade educativa sobre projectos em curso ou em que possam vir a
participar.
D - Articulação da biblioteca com a Sensibilizar os órgãos de administração e gestão para a necessidade de funcionamento alargado.
escola. Acesso e serviços prestados pela
biblioteca Afectar uma assistente operacional a tempo inteiro.
D - Condições humanas e materiais para Assegurar condições de funcionamento às BE do agrupamento e serviços de biblioteca a todas as escolas.
a prestação dos serviços
D - Gestão da colecção/ da informação Afectar verbas para manter a colecção actualizada e adequada às necessidades das populações que serve.
TAREFA 3 - O MODELO DE AUTO- AVALIAÇÃO NO CONTEXTO DA ESCOLA/AGRUPAMENTO

Perante a análise da situação, qual dos domínios lhe parece dever ser já objecto de avaliação? Indique, se necessário outros factores que foram considerados.

Mais uma vez, o trabalho que realizei incide sobre uma biblioteca de um Centro Escolar (aquele que tem mais alunos no agrupamento) com pré-escolar e 1.º ciclo.
O domínio que deve ser objecto de avaliação é o B – Leitura e Literacia. As razões desta escolha são várias:
- Foi este o domínio avaliado na escola-sede no 1º ano de aplicação do MAABE;
- Este domínio reveste-se de particular importância no pré-escolar e no 1.º ciclo pois a maioria dos alunos está numa fase pré-leitora ou a dar os primeiros passos
na leitura. Além disso, dada a enorme variedade de temáticas abordadas nos livros infantis é possível desenvolver quaisquer conteúdos programáticos destes níveis
de ensino a partir de uma história;
- A BE é forte neste domínio e a sua avaliação vai tornar mais visível o trabalho desenvolvido pela biblioteca, contribuindo assim para a sua afirmação na escola;
- Uma avaliação positiva é um factor de motivação para a equipa e todos os professores que colaboram com a BE.

Alda Cristina Antunes Serras