Você está na página 1de 20

01 - (ACAFE SC) Na medicina os raios X são utilizados nas Se a velocidade de propagação das ondas nessa corda é

análises das condições dos órgãos internos, pesquisas de de 2,0 m/s, a forma da corda no instante t1 = 0,05 s será
fraturas, tratamento de tumores, câncer (ou cancro),
doenças ósseas, etc. Raios X são basicamente o mesmo
que os raios de luz visíveis, ou seja, formado por ondas
a) b)
eletromagnéticas que se propagam no vácuo à
velocidade da luz.
Em relação aos raios X, analise as afirmações a seguir.
I. Os raios X estão sujeitos ao fenômeno da
reflexão, refração, difração e interferência. c) d)
II. Sua penetrância nos materiais é relevante, pois
todas as substâncias são penetradas pelos raios X em
maior ou menor grau.
III. Por estar sujeito à reflexão, os raios X não pene
e)
tram os ossos.
IV. A diferença entre raios X e raios de luz visível é
devida ao comprimento de onda diferente dos mesmos. Gab: E
Todas as afirmações corretas estão em:
a) I - II - III 04 - (ITA SP) Um pesquisador percebe que a frequência
b) I - II - IV de uma nota emitida pela buzina de um automóvel
c) II - III parece cair de 284 Hz para 266 Hz à medida que o
d) III – IV Gab: B automóvel passa por ele. Sabendo que a velocidade do
som no ar é 330m/s, qual das alternativas melhor
02 - (ACAFE SC)A previsão do tempo feita em noticiários representa a velocidade do automóvel?
de TV e jornais costuma exibir mapas mostrando áreas a) 10,8m/s
de chuva forte. Esses mapas são, muitas vezes, b) 21,6m/s
produzidos por um radar Doppler, que tem tecnologia c) 5,4m/s
muito superior à do radar convencional. Os radares d) 16,2m/s
comuns podem indicar apenas o tamanho e a distância e) 8,6m/s Gab: A
de partículas, tais como gotas de chuva. O radar Doppler
é capaz, além disso, de registrar a velocidade e a direção 05 - (FCM MG) A figura abaixo mostra ondas
na qual as partículas se movimentam, fornecendo um correspondentes às emitidas por cada nota de um piano.
quadro do fluxo do vento em diferentes elevações.
Fonte: Revista Scientific American Brasil, seção: Como
funciona.
ano 1, N 8, Jan 2003, p. 90-91.(Adaptado)
O radar Doppler funciona com base no fenômeno da:
a) difração das ondas e na diferença de direção das
ondas difratadas.
b) refração das ondas e na diferença de velocidade
das ondas emitidas e refratadas.
c) reflexão das ondas e na diferença de frequência
das ondas emitidas e refletidas. Considerando as ondas emitidas por cada nota do piano,
d) interferência das ondas e na diferença entre V é a sua velocidade de propagação, f é sua frequência,
uma a interferência construtiva e destrutiva. Gab: C A é a sua amplitude e  é o seu comprimento de onda.
Ao compararem-se as características das ondas
03 - (Anhembi Morumbi SP) A figura mostra uma onda especificadas na figura por P e Q, pode-se afirmar que
estacionária em uma corda de comprimento 80 cm no
instante t0 = 0 s, no qual o deslocamento vertical dos a) VP > VQ.
ventres é máximo. b) AP > AQ.
c) P > Q.
d) fP > fQ.

Gab: D
06 - (UDESC) A figura representa uma onda estacionária C

que se forma em um tubo sonoro que tem uma


extremidade aberta e a outra fechada. Sabendo-se que a 2,0cm
velocidade do som no ar é 340 m/s, calcule a freqüência
Nesse caso, a onda estabelecida na corda possui
do som emitido pelo tubo e assinale a alternativa
amplitude e comprimento de onda, em centímetros,
CORRETA.
iguais a, respectivamente;
a) 2,0 e 90 b) 1,0 e 90
c) 2,0 e 180 d) 1,0 e 180
Gab: D
a) 544 Hz b) 680 Hz 10 - (UERJ) Em uma mesma corda com extremidades
c) 1360 Hz d) 340 Hz fixas, produzem-se duas ondas com mesma velocidade
e) 425 Hz Gab: B de propagação. As reproduções de fotografias de cada
uma das ondas na corda são mostradas abaixo:
07 - (UERJ) Através de um dispositivo adequado, Representando o comprimento de onda e o período de
produzem-se ondas em um meio elástico, de modo tal cada onda respectivamente por I e TI ; II e TII e
que as freqüências das ondas obtidas se encontram no
Onda 1
intervalo de 15Hz a 60Hz. O gráfico abaixo mostra como
varia o comprimento de onda () em função da
freqüência (f): Onda 2

comparando estas grandezas, é possível concluir que:


a) I < II e TI < TII b) I < II e TI > TII
c) I > II e TI < TII d) I > II e TI > TII
Gab: D

11 - (UEL PR) “Quando um pulso se propaga de uma


corda _____ espessa para outra _____ espessa, ocorre
a) Calcule o menor comprimento de onda _____ _____ inversão de fase.”
produzido nessa experiência. Que alternativa preenche corretamente as lacunas da
b) Para um comprimento de onda de 12 m, calcule frase acima?
o espaço percorrido pela onda no intervalo de tempo a) mais, menos, refração, com
igual a um terço do período. b) mais, menos, reflexão, com
Gab: a) 6,0 m b) 4,0 m c) menos, mais, reflexão, sem
d) menos, mais, reflexão, com
08 - (UERJ) Uma onda eletromagnética passa de um e) menos, mais, refração, com Gab: D
meio para outro, cada qual com índice de refração
distinto. Nesse caso, ocorre, necessariamente, alteração 12 - (FMJ SP) Uma imensa variedade de sons chega aos
da seguinte característica da onda: nossos ouvidos ao longo do dia. Uns são agradáveis,
a) período de oscilação como os sons musicais e outros são desagradáveis,
b) direção e propagação como os ruídos. Os sons produzidos por instrumentos
c) freqüência de oscilação musicais como o violino, o piano e a flauta, ao emitirem
d) velocidade de propagação Gab: D a mesma nota musical, podem ser perfeitamente
distinguidos porque as notas emitidas por eles
09 - (UERJ) Um alto-falante (S), ligado a um gerador de apresentam diferentes
tensão senoidal (G), é utilizado como um vibrador que a) freqüências. b) intensidades.
faz oscilar, com freqüência constante, uma das c) amplitudes. d) timbres.
extremidades de uma corda (C). Esta tem comprimento e) alturas. Gab: D
de 180 cm e sua outra extremidade é fixa, segundo o
esquema abaixo: 13 - (UFC CE) Dois sinos começam a badalar,
C
simultaneamente, no tempo t = 0. Um deles tem
freqüência de 60 badaladas por minuto e o outro, uma
S freqüência de 56 badaladas por minuto. Quantos
G segundos, após t = 0, transcorrerão até a ocorrência das
próximas badaladas simultâneas?
Num dado instante, o perfil da corda vibrante
apresenta-se da seguinte forma:
Gab: O máximo divisor comum entre as freqüências é substância radioativa se desintegra. Têm alto poder de
o número 4. Isto significa que após ¼ de minuto (ou penetração, o que as torna muito perigosas para o ser
quinze segundos) um sino deu 15 badaladas, o outro, 14 humano, porque podem causar câncer.
e voltam a tocar simultaneamente. Portanto, a resposta Contudo, podem ser usadas para tratar pacientes
pedida é ¼ de minuto (ou quinze segundos). cancerosos, porque, apesar de prejudiciais ao tecido
sadio, causam danos ainda maiores ao tecido canceroso.
14 - (UFPR) A que o texto se refere?
Um rádio transmissor emite ondas eletromagnéticas a) Partículas a.
com freqüência de X MHz. Qual é o comprimento de b) Partículas b.
onda, em metros, da onda transmitida? c) Microondas.
d) Raios X.
Gab: e) Raios g.
Obs: X = dado variável conforme o gabarito do
candidato. Gab: E
6
v 300  10
  18 - (EFEI)
f X
Uma onda C que se propaga em uma corda é obtida a
15 - (FURG RS) partir da superposição das ondas A e B mostradas na
A voz humana é produzida pelas vibrações de duas figura. Determine:
membranas - as cordas vocais – que entram em a) os períodos das ondas A e B;
vibração quando o ar proveniente dos pulmões é b) a amplitude da onda C;
forçado a passar pela fenda existente entre elas. As c) pelo menos quatro instantes em que o
cordas vocais das mulheres vibram, em geral, com deslocamento de C é nulo.
freqüência mais alta do que as dos homens,
determinando que elas emitam sons agudos (voz “fina”), Gab:
e eles, sons graves (voz “grossa”). a) TA = 1,3 s
A propriedade do som que nos permite distinguir um TB = 4 s
som agudo de um grave é denominada: b) AC = 5 m
a) intensidade. c) t = 1 s, 3s, 5 s, 7s
b) amplitude. A

c) velocidade.
d) timbre.
e) altura.

Gab: E

16 - (FURG RS) B
As radiações infravermelhas são emitidas por qualquer
objeto a uma determinada temperatura, sendo a
emissão tanto mais intensa quanto mais aquecido
estiver o objeto.
Sobre as radiações infravermelhas é correto afirmar que:
a) são responsáveis pelo bronzeamento da pele
exposta ao sol.
b) são ondas mecânicas longitudinais emitidas por
corpos aquecidos. 19 - (EFEI)
c) se deslocam à velocidade da luz. Uma corda de violão de 64 cm de comprimento emite
d) possuem freqüências maiores do que a da luz uma nota Sol (f = 392 Hz) quando tocada. Que
vermelha. comprimento deve ter essa mesma corda para que
e) são bloqueadas pela camada de ozônio presente emita uma nota Lá (f = 440 Hz)?
na atmosfera.
Gab: 57 cm
Gab: C
20 - (UFV MG)
17 - (FURG RS) A figura abaixo ilustra um "flash" ou instantâneo de um
Trata-se de radiações eletromagnéticas de altíssima trem de ondas que se propaga em uma corda para a
freqüência, liberadas quando o núcleo de uma direita e com velocidade constante.
d) 72 rad/s
y
. . L

. e) 12 rad/s

.
B
A D
L/3
Gab: E
C
x 23 - (UFLA MG)
Uma emissora de rádio AM tem seus aparelhos
calibrados para emitir ondas eletromagnéticas de
freqüência 1,2 x 106 Hz. Esta radiação tem comprimento
Pode-se, então, afirmar que: de onda com uma dimensão que se aproxima mais
a) o período da onda é L. a) do comprimento de um campo de futebol.
b) o comprimento da onda é L/3. b) da altura de um homem.
c) a velocidade instantânea do ponto D da corda é c) da espessura de um fio de cabelo.
vertical e para baixo. d) do diâmetro de uma caneta.
d) a amplitude da onda é L. e) do diâmetro de uma bola de basquete.
e) a velocidade instantânea do ponto C da corda é
nula. Gab: A

Gab: C 24 - (PUC MG)


Considere os seguintes fatos:
21 - (UFRRJ )
Usar g = 10 m/s2 sempre que necessário. I. A sirene de uma ambulância parece mais aguda
A freqüência de uma onda que é percebida por um quando está aproximando-se do observador e, mais
observador depende da velocidade relativa entre a fonte grave, quando está afastando-se dele.
e o observador. II. Gotículas de água atingidas por luz solar
Na situação representada abaixo, uma fonte, em produzem um arco-íris.
repouso em relação ao meio de propagação (o ar), emite III. É possível que duas fontes lineares de luz,
uma onda sonora que é captada por dois observadores, convenientemente dispostas, produzam, em um filme
O1 e O2. A distância entre dois máximos vizinhos da onda fotográfico, um padrão de faixas claras e escuras.
sonora é de dois metros no referencial da fonte.
Esses fatos estão corretamente relacionados aos
seguintes fenômenos físicos:
a) I – Interferência; II – Refração e Reflexão; III –
Propagação retilínea da luz.
b) I – Efeito Doppler; II – Interferência; III –
Dispersão.
Considerando a velocidade de propagação do som no ar c) I – Difração; II – Efeito Tyndall; III – Interferência.
igual a 340 m/s, determine d) I – Efeito Doppler; II – Refração e Reflexão; III –
a) a freqüência medida pelo observador O1 (em Interferência.
repouso em relação à fonte);
b) a freqüência medida pelo observador O2 (que se Gab: D
aproxima da fonte com velocidade de 60 m/s).
25 - (ESCS DF)
Gab: Considere uma corda longa que tem seu extremo direito
a) 170 Hz fixo. A tensão na corda é 10 N e a sua densidade linear
b) 200 Hz de massa é 0,1 kg/m. Por ela se propaga um pulso
triangular simétrico, de altura 20 cm e extensão 4 m. No
22 - (UFLA MG) instante em consideração, t0 = 0 s, a frente do pulso se
Um corpo realiza um movimento harmônico simples encontra a uma distância de 18 m da parede e o pulso
(MHS), conforme a equação: X  6 . cos 12t  
π
está se aproximando da parede, como indica a figura.
 2
Pode-se afirmar que a velocidade angular do corpo que
realiza esse MHS, é:
a) 6 rad/s Seja P o ponto da corda localizado a 1 m da parede. No
π instante t1 = 2s o deslocamento vertical do ponto P,
b) rad/s
2 designado por yP, o módulo de sua velocidade, vP, e o
c) 3π rad/s
sentido de seu movimento, são dados, respectivamente, e) difração.
por:
a) yP = 0 m, vP = 2 m/s e para cima; Gab: E
b) yP = 20 cm, vP = 1 m/s e para baixo;
c) yP = 0 m, vP = 2 m/s e para baixo; 28 - (UFLA MG)
d) yP = 10 cm, vP = 2 m/s e para cima; A experiência de Young, relativa aos fenômenos de
e) yP = 0 m, vP = 1 m/s e para baixo. interferência luminosa, veio mostrar que
a) a interferência pode ser explicada
Gab: C independentemente da estrutura íntima da luz.
b) a interferência só pode ser explicada com base
26 - (UNIFOR CE) na teoria corpuscular da luz.
Os esquemas a seguir são normalmente usados para c) a interferência só é explicada satisfatoriamente
representar a propagação de ondas na superfície da através da teoria ondulatória da luz.
água em uma cuba de ondas. O esquema que representa d) tanto a teoria corpuscular quanto a ondulatória
a difração de ondas é o explicam satisfatoriamente esse fenômeno.
a.
e) nem a teoria corpuscular nem a ondulatória
conseguem explicar esse fenômeno.

Gab: C

b. 29 - (UFLA MG)
O gráfico representa a elongação de um corpo em
movimento harmônico simples (MHS) em função do
tempo. A amplitude, o período e a freqüência para este
movimento são dados, respectivamente, por:
c.
5
X(m)
.
0 2
. .
4 6 8 t(s)
d.
-5 .
a) 10m, 4s, 1/8Hz
b) 5m, 4s, 1/4Hz
c) 10m, 8s, 1/4Hz
Gab: A d) 5m, 8s, 4/9Hz
e) 0, 8s, 1/8Hz
27 - (UFLA MG)
Um movimento ondulatório propaga-se para a direita e Gab: D
encontra o obstáculo AB, onde ocorre o fenômeno
representado na figura, que é o de 30 - (UFLA MG)
Vários instrumentos musicais emitem a mesma nota.
A Um espectador consegue distinguir a nota emitida pelos
diferentes instrumentos por causa
a) das freqüências diferentes.
b) das alturas diferentes.
c) dos timbres diferentes.
d) dos comprimentos de onda diferentes.
B e) dos períodos diferentes.

a) difusão. Gab: C
b) refração.
c) polarização. 31 - (UFLA MG)
d) interferência.
Uma onda periódica sofre refração, ao passar para um
meio no qual sua velocidade é maior. O que acontece
com o período, com a freqüência e com o comprimento
de onda?
a) O período e a freqüência não mudam; o
comprimento de onda é menor. A diferença de fase entre as oscilações causadas no
b) O período diminui; a freqüência aumenta; o ponto P, separadamente, pelas fontes F1 e F2 é:
comprimento de onda não muda. a) 3/2
c) O período e a freqüência não mudam; o b) 
comprimento de onda é maior. c) /2
d) O período aumenta; a freqüência diminui; o d) /4
comprimento de onda aumenta. e) zero.
e) O período aumenta; a freqüência aumenta; o
comprimento de onda aumenta. Gab: B

Gab: C 35 - (UFMT)
Uma ambulância desloca-se com velocidade constante v
32 - (UNIFOR CE) de modo que, em um determinado instante, as ondas
A velocidade de propagação de um som, num líquido, é sonoras produzidas por sua sirene incidem sobre uma
de 6,0 . 102 m/s e seu comprimento de onda é de 4,0 m. parede plana. Dois observadores, A e B, conforme
A freqüência desse som, em hertz, vale mostra a figura ao lado, detectam as ondas sonoras
a) 2,4 . 103 emitidas pela sirene, tanto as que se propagam
b) 1,5 . 103 diretamente quanto as refletidas na parede. Em relação
c) 2,4 . 102 ao fenômeno de batimento (interferência de ondas
d) 1,5 . 102 sonoras de freqüências ligeiramente diferentes), é
e) 2,4 . 10 correto afirmar:

Gab: D

33 - (UNIFOR CE)
Na figura está representada a configuração de uma onda
mecânica que se propaga com velocidade de 20 m/s.

A freqüência da onda, em hertz, vale: a) Apenas o observador B o detecta.


a) 5,0 b) Os dois observadores o detectam.
b) 10 c) Nenhum dos observadores pode detectá-lo.
c) 20 d) Esse fenômeno não acontece com ondas
d) 25 sonoras.
e) 50 e) Apenas o observador A o detecta.

Gab: D Gab: A

34 - (UNIFOR CE) 36 - (UFMT)


Considere duas fontes de ondas pontuais, F1 e F2, A figura ao lado representa dois recipientes, A e B,
produzindo vibrações idênticas de mesma freqüência na contendo água. No fundo do recipiente A há um orifício
superfície da água. Estas vibrações formam ondas que possibilita um fluxo de água para o recipiente B. A
circulares, na superfície da água, com comprimento de água entra no recipiente A através de uma conexão C
onda de 4,0 cm, fazendo oscilar um ponto P a 42 cm de ligada a uma bomba controlada por um computador de
F1 e 44 cm de F2, conforme está representado no forma que a água injetada faz com que o nível de água
esquema. em A aumente linearmente com o tempo. Sabendo-se
que a velocidade da água através do orifício é
proporcional à pressão no fundo do recipiente A, pode-
se afirmar que o nível de água em B aumentará

A forma resultante da completa superposição desses


pulsos, após a primeira reflexão, é:
a.

a) linearmente com o tempo. c.


b) logaritmicamente com o tempo.
c) de acordo com a função sen (t ).
d) de forma gradativamente mais lenta.
e) quadraticamente com o tempo. b.

Gab: E

37 - (UFSCar SP)
A figura representa uma configuração de ondas
d.
estacionárias numa corda.

N N N N
A B
e.
V V V

A extremidade A está presa a um oscilador que vibra


com pequena amplitude. A extremidade B é fixa e a
tração na corda é constante. Na situação da figura, onde
aparecem três ventres (V) e quatro nós (N), a freqüência Gab: E
do oscilador é 360 Hz. Aumentando-se gradativamente a
freqüência do oscilador, observa-se que essa 39 - (UERJ)
configuração se desfaz até aparecer, em seguida, uma Dois operários, A e B, estão parados no pátio de uma
nova configuração de ondas estacionárias, formada por fábrica. Em certo instante, a sirene toca. O operário B
a) quatro nós e quatro ventres, quando a ouve o som da sirene 1,5 segundos após o operário A tê-
freqüência atingir 400 Hz. lo ouvido. Considerando a velocidade de som constante
b) quatro nós e cinco ventres, quando a freqüência e de módulo 340 m/s, a distância, em metros, entre dois
atingir 440 Hz. operários é:
c) cinco nós e quatro ventres, quando a freqüência
atingir 480 Hz.
d) cinco nós e cinco ventres, quando a freqüência
atingir 540 Hz.
e) seis nós e oito ventres, quando a freqüência
atingir 720 Hz.
a) 170
b) 340
Gab: C
c) 510
d) 680
38 - (UERJ)
e) 850
Numa corda de massa desprezível, esticada e fixa nas
duas extremidades, são produzidos, a partir do ponto
Gab: C
médio, dois pulsos que se propagam mantendo a forma
e a velocidade constantes, como mostra a figura abaixo:
40 - (UFF RJ)
Uma onda se propaga no meio 1, não dispersivo, com
velocidade v1, freqüência f1 e comprimento de onda 1. Após dois segundos, a figura que melhor mostra o efeito
Ao penetrar no meio 2, sua velocidade de propagação v2 da superposição dos dois pulsos é a indicada na
é três vezes maior que v1, sua freqüência é f2 e seu alternativa
comprimento de onda é 2. Logo, conclui-se que:
a) 2 = 1/31 e f2 = f1
b) 2 = 1 e f2 = 3 f1 a)
c) 2 = 1 e f2 = f1
d) 2 = 31 e f2 = f1
e) 2 = 1 e f2 = 1/3f1
b)
Gab: D

41 - (ESCS DF)
Dois pêndulos cônicos de mesmo comprimento têm o
mesmo ponto de suspensão O. Ambos descrevem c)
movimentos circulares uniformes de raios diferentes,
pois fazem ângulos diferentes com a vertical (veja a
figura).
d)

e)

Gab: D

43 - (UNIFICADO RJ)
O plano do movimento do pêndulo 1 está a uma
Pitágoras já havia observado que duas cordas cujos
distância h abaixo do ponto O, enquanto o plano do
comprimentos estivessem na razão de 1 para 2 soariam
movimento do pêndulo 2 está a uma distância 4h abaixo
em uníssono. Hoje sabemos que a razão das freqüências
de O.
dos sons emitidos por essas cordas é igual à razão
inversa dos seus comprimentos. A freqüência da nota lá-
No intervalo de tempo em que o pêndulo 2 dá uma volta
padrão ( o lá central do piano) é 440 Hz, e a freqüência
completa, o pêndulo 1 dá exatamente:
do lá seguinte, mais agudo, é 880 Hz. A escala cromática
a) uma volta completa;
(ou bem-temperada), usada na música ocidental de J. S.
b) quatro voltas completas;
Bach (século XVIII) para cá, divide esse intervalo (dito de
c) duas voltas completas;
oitava) em doze semitons iguais, isto é, tais que a razão
d) meia volta;
das freqüências de notas consecutivas é constante. Essas
e) dezesseis voltas completas.
notas e suas respectivas freqüências (em Hz e
aproximadas para inteiros) estão na tabela a seguir.
Gab: C
Lá#S R
é#
L
á óD
i D ó#Ré
42 - (FAMECA SP) (
Sib
) (R
éb
) (M
ib
)

Dois pulsos A e B propagam-se por um mesmo meio 4


40 4
664
945
23 5
545
876
22
elástico unidimensional, em sentidos opostos, com as Fá # S
M
i F
á ol Sol# L
á
características indicadas na figura e com velocidades de (
Solb
) (
Lá b
)

propagação iguais, em módulo, a 3 m/s. 6


596
98 7
40 7
84 8
318
80

Essas freqüências formam uma:


a) seqüência que não é uma progressão.
b) progressão harmônica.
c) progressão geométrica.
d) Progressão aritmética.
e) progressão aritmética de segunda ordem, isto é, Com relação ao movimento descrito pelo corpo após ser
uma seqüência na qual as diferenças entre termos solto, o gráfico que pode representar a aceleração a
sucessivos formam uma progressão aritmética. deste corpo em função de sua posição s é:
a. a
Gab: C +ao
+x
44 - (UNIFICADO RJ) -x s
Pitágoras já havia observado que duas cordas cujos -ao
comprimentos estivessem na razão de 1 para 2 soariam
em uníssono. Hoje sabemos que a razão das freqüências b. a
dos sons emitidos por essas cordas é igual à razão +ao
inversa dos seus comprimentos. A freqüência da nota lá-
padrão (o lá central do piano) é 440 Hz, e a freqüência
-x +x s
do lá seguinte, mais agudo, é 880 Hz. A escala cromática
-ao
(ou bem-temperada), usada na música ocidental de J. S.
Bach (século XVIII) para cá, divide esse intervalo (dito de c. a
oitava) em doze semitons iguais, isto é, tais que a razão
+ao
das freqüências de notas consecutivas é constante. Essas
notas e suas respectivas freqüências (em Hz e -x
+x s
aproximadas para inteiros) estão na tabela a seguir.
-ao

Lá#S R
é#
L
á óD
i D ó#Ré
(
Sib
) (R
éb
) (M
ib
) d. a
4
40 4
664
945
23 5
545
876
22
+ao
Fá # S
ol Sol# L
M
i F
á á +x
(
Solb
) (
Lá b
)
6
596
98 7
40 7
84 8
318
80
-x s
-ao

A corda mi de um violino usado em um conjunto de


música renascentista está afinada para a freqüência de
Gab: E
660 Hz. Para tocar a nota lá, de freqüência 880 Hz,
prende-se a corda com um dedo, de modo a utilizar
46 - (UFF RJ)
apenas uma fração da corda. Que fração é essa?
Considere dois pulsos triangulares que se movem em um
a) 1
4 meio material, com certa velocidade, um em direção ao
b) 1 outro. Os deslocamentos dos pontos do meio, em três
3
instantes distintos, estão representados na seqüência de
c) 1
2 gráficos:
d) 2
3 y y y
e) 3
4
0 x 0 x 0 x
Gab: E
Pode-se afirmar que a seqüência de gráficos das
45 - (UFF RJ) velocidades dos pontos em função da posição x que
Na figura, um corpo de massa M, capaz de mover-se melhor corresponde à seqüência de gráficos acima é:
sem atrito sobre uma superfície horizontal, é preso à .v
a v v
extremidade livre de uma mola ideal que tem sua outra
0 x0 x0 x
extremidade fixa à parede. Com a mola relaxada, a
posição de equilíbrio do corpo é a indicada por 0. .v
b v v
O corpo é deslocado até a posição – x de forma a
0 x0 x0 x
comprimir a mola e é solto sem velocidade inicial.
.v
c v v

0 x0 x0 x
.v
d v v

0 x0 x0 x
Numa corda homogênea, com suas extremidades fixas
Gab: C no laboratório, se estabelece uma onda estacionária.
Nesta situação, a corda vibra ente as duas posições
47 - (UFF RJ) externas, indicadas pelas linhas contínua e tracejada na
A figura representa uma onda, propagando-se ao longo figura a seguir.
de uma corda, percorrendo a distância de 6,0 m em 2,0
s.

Sabendo que a corda se alterna entre estas duas


posições a cada 0,50 s, é correto afirmar que a
velocidade de propagação de ondas ao longo da corda
vale:
6,0m a) 0 m/s
b) 10 m/s
c) 15 m/s
Podemos afirmar que a freqüência da onda é:
d) 20 m/s
a) 0,12 Hz
e) 30 m/s
b) 0,50 Hz
c) 0,25 Hz
Gab: B
d) 0,32 Hz
e) 0,41 Hz
51 - (UFF RJ)
A membrana de um alto-falante vibra harmonicamente
Gab: C
no ar 120 x 104 vezes POR MINUTO. Conside a
velocidade do som no ar igual a 340 m/s. A onda sonora
48 - (UFF RJ)
gerada nesta situação tem comprimento de onda
A luz do fusível que atravessa um buraco de fechadura
aproximadamente igual a:
praticamente não sofre desvio porque:
a) 35,3 cm
a) Os comprimentos de onda da luz são muito
b) 58,8 cm
menores que as dimensões do buraco da fechadura.
c) 170 cm
b) Os comprimentos de onda da luz são muito
d) 212 cm
maiores que as dimensões do buraco da fechadura.
e) 340 cm
c) Os comprimentos de onda da luz têm dimensões
da ordem daquelas do buraco da fechadura.
Gab: C
d) A luz sempre se propaga na mesma direção.
e) A luz só muda de direção de propagação quando
52 - (UFF RJ)
passa de um meio para outro.
Um pescador, em alto mar, observa que seu barco sobe
e desce duas vezes a cada 10s, e estima a distância entre
Gab: A
duas cristas de ondas que passam pelo barco em 3,0 m.
Com base nestes dados, o valor da velocidade das ondas
49 - (UFF RJ)
é de aproximadamente:
Um raio de luz de freqüência igual a 5,0 x 1014 Hz passa
a) 0,15 m/s
do ar para o benzeno. O comprimento de onda desse
b) 0,30 m/s
raio de luz no benzeno será:
c) 0,60 m/s
Dados:
d) 1,5 m/s
Índice de refração do benzeno = 1,5
e) 2,0 m/s
Velocidade da luz no vácuo = 3,0 x 108 m/s
a) 3,0 x 10-5 m
Gab: C
b) 4,0 x 10-7 m
c) 5,0 x 10-6 m
53 - (UFF RJ)
d) 9,0 x 10-7 m
Uma corda de cavaquinho tem 30,0 cm de
e) 3,0 x 10-6 m
comprimento. Sabendo-se que a velocidade de
propagação de uma onda nessa mesma corda é de 360
Gab: B
m/s, pode-se afirmar que a freqüência do som fun-
damental que essa corda pode emitir, em Hz, é:
50 - (UFF RJ)
a) 12,0
b) 108 fraturas em peças sólidas. O ultrasonógrafo registra o
c) 216 tempo entre a emissão e a recepção do ultra-som, que é
d) 300 produzido e captado por um mesmo dispositivo. Em
e) 600 aplicações médicas, coloca-se tal dispositivo em contato
com a pele do paciente previamente untada com um gel
Gab: E à base de água; a imagem mostrada em um monitor é o
resultado do processamento das informações originadas
54 - (UNIFESP SP) das inúmeras reflexões captadas. Usando o efeito
Se você colocar a sua mão em forma de concha junto a Doppler, é possível, ainda, conhecer a velocidade de
um de seus ouvidos, é provável que você ouça um leve partes móveis internas do corpo, tais como as paredes
ruído. É um ruído semelhante ao que se ouve quando se do coração ou o fluxo sangüíneo. Esse tipo de exame é
coloca junto ao ouvido qualquer objeto que tenha uma conhecido como ecografia Doppler. O quadro I abaixo
cavidade, como uma concha do mar ou um canudo. A mostra como a velocidade do som varia em diversos
fonte sonora que dá origem a esse ruído meios. O quadro II corresponde a uma ampliação do
a) é o próprio ruído do ambiente, e a freqüência do trecho de velocidades entre 1.250 m/s e 1.750 m/s.
som depende do material de que é feita a cavidade.
1750
b) são as partículas do ar chocando-se com as 6 .0 0 0

aço
vidros
1700
paredes no interior da cavidade, e a freqüência do som
16500
depende da abertura dessa cavidade. 5 .0 0 0

cérebro
1600
c) é o próprio ruído do ambiente, e a freqüência do

pele
sangue
Velocidade (m/s)

Velocidade (m/s)
4 .0 0 0 1550
som depende da área da abertura dessa cavidade.

água
Ossos
1500
d) são as partículas do ar chocando-se com as 3 .0 0 0
1450

gordura
paredes no interior da cavidade, e a freqüência do som 2 .0 0 0 1400
depende da forma geométrica da cavidade.
e) é o próprio ruído do ambiente, e a freqüência do 1 .0 0 0 Pulmões
. 1350

ar seco
1300
som depende da forma geométrica da cavidade. 0 1250
Q u adro I Q u a d r o II

Gab: E
Em relação a esse assunto e com base nos dados
55 - (FEEVALE RS) fornecidos acima, julgue os itens a seguir.
A figura abaixo mostra uma onda estacionária em uma 01. Para uma dada distância entre um emissor de
corda. Os pontos A, B, C e D são nodos e a distância ultra-som e um objeto, o tempo entre a emissão e a
entre os nodos A e D é de 6m. A velocidade de recepção do eco produzido pelo objeto, quando ele está
propagação das ondas que resultam na onda inserido em uma matriz de vidro, é pouco mais de três
estacionária, nesta corda, é de 10 m/s. vezes mais longo que aquele produzido pelo mesmo
objeto quando ele está imerso em água.
6m 02. Se uma onda de ultra-som propaga-se em uma
direção paralela ao solo, então as moléculas do meio no
qual ela se propaga movem-se perpendicularmente a
A B C D
essa direção com a passagem da onda.
03. Se, em um exame cardiológico, uma parte do
A freqüência da onda estacionária vale, em Hz, coração estiver afastando-se do emissor quando for
a) 10 atingida pela onda de ultra-som, então a onda refletida
b) 5 terá freqüência menor que a onda incidente, e a
c) 2,5 diferença de freqüência permitirá a determinação da
d) 1,66 velocidade de afastamento.
e) 1,25 04. Considerando que dois pontos possam ser
distinguidos com um aparelho de ultra-som quando
Gab: C estiverem separados por uma distância maior ou igual a
um comprimento de onda do ultra-som, então é correto
56 - (UnB DF) dizer que, nessas condições, um corpo esférico estranho
A ultra-sonografia é um método já bastante comum de com 0,1 mm de diâmetro, imerso em um tecido
diagnóstico médico no qual ecos produzidos por gorduroso, poderá ser observado com distinção
reflexões de ondas sonoras são utilizados para construir utilizando-se um aparelho com freqüência de 5 MHz.
uma imagem que descreve a posição e a forma dos
obstáculos responsáveis pelas reflexões. Na indústria, Gab: 03
esse método também pode ser utilizado para localizar
57 - (UFJF MG) som no ar como 330 m/s, podemos afirmar que um
O "conduto auditivo" humano pode ser representado de passageiro parado na plataforma ouviria o som com um
forma aproximada por um tubo cilíndrico de 2,5 cm de comprimento de onda de:
comprimento (veja a figura). a) 0,32 m;
b) 0,33 m;
2,5cm c) 0,34 m;
d) 33 m;
e) 340 m.

Gab: A

A freqüência fundamental do som que forma ondas 60 - (UFJF MG)


estacionárias nesse tubo é: Uma corda (de aço) de piano tem comprimento de 1,0
a) 340 Hz. m. Sua tensão é ajustada até que a velocidade das ondas
b) 3,4 kHz. transversais seja de 500 m/s. Qual a freqüência
c) 850 Hz. fundamental desta corda?
d) 1,7 kHz. a) 250 Hz;
b) 500 Hz;
Gab: B c) 50 Hz;
d) 25 Hz.
58 - (UFJF MG)
Uma ambulância, com a sirene ligada, movimenta-se Gab: A
com grande velocidade, numa rua reta e plana. Para
uma pessoa que esteja observando a ambulância, 61 - (UEM PR)
parada junto à calçada, qual dos gráficos freqüência x Uma partícula de massa M = 160 g, presa a uma mola de
posição melhor representa as freqüências do som da constante elástica k = 0,64 N/m, como mostra a figura
sirene? Considere que a ambulância se movimenta da abaixo, oscila em torno da posição de equilíbrio. A
esquerda para a direita, com velocidade constante, e a energia mecânica é 128 . 10-4joules.
pessoa se encontra parada no ponto O, indicado nos
gráficos.
a. frequência

0
posição

b. frequência

Desprezando-se as ações dissipativas, é correto afirmar


0 que:
posição
01. a partícula executará MHS, se, e somente se,
c. frequência estiver sujeita a uma força resultante nula.
02. o período das oscilações independe da
amplitude do movimento.
0
posição
04. o período das oscilações é inversamente
proporcional à freqüência angular ou pulsação ().
d. frequência 08. a função horária da posição, adotando-se o eixo
0x orientado para a direita, em t = 0 segundos, quando a
partícula está na posição de enlongamento máximo c,
0
posição indicada na figura, pode ser escrita como x = 0,2 cos (2t
+ ), sendo x medido em metros.
16. no instante t = /2 segundos a partícula estará
Gab: B com energia potencial máxima, se x = 0,2 cos (2t + ),
sendo x medido em metros.
59 - (UFJF MG) 32. em geral podemos associar um movimento
Um trem se aproxima, apitando, a uma velocidade de 10 circular uniforme ao MHS executado pela partícula.
m/s em relação à plataforma de uma estação. A
freqüência sonora do apito do trem é 1,0 kHz, como Gab: ECCCCC
medida pelo maquinista. Considerando a velocidade do
62) d) ondas mecânicas – transversais – que
Quando duas ondas interferem, a onda resultante apresentam as mesmas freqüência, velocidade e
apresenta sempre, pelo menos, uma mudança em comprimento de onda, ao passar de um meio para outro
relação às ondas componentes. Tal mudança se verifica e) tanto ondas eletromagnéticas – transversais –
em relação à(ao): que se propagam no vácuo, como ondas mecânicas –
a) comprimento de onda; longitudinais – que necessitam de um meio material
b) período; para a sua propagação .
c) amplitude; f) I.R.
d) fase;
e) freqüência. Gab: E

Gab: C 65 - (FATEC SP)


Uma onda sonora propaga-se por um vale. A parte mais
63 - (FATEC SP) alta do vale tem temperatura mais alta que a inferior.
No centro de um tanque com água, uma torneira pinga a Nas diferentes regiões do vale, devido a esse fator, a
intervalos regulares de tempo. Um aluno contou 10 onda sofre mudança de
gotas pingando durante 20s de observação e notou que a) timbre.
a distância entre duas cristas sucessivas das ondas b) período.
circulares produzidas na água do tanque era de 20 cm. c) comprimento.
Ele pode concluir corretamente que a velocidade de d) freqüência.
propagação das ondas na água é de: e) altura.
a) 0,10 m/s
b) 0,20 m/s Gab: C
c) 0,40 m/s
d) 1,0 m/s 66 - (PUC SP)
e) 2,0 m/s Utilizando um pequeno bastão, um aluno produz, a cada
0,5 s, na superfície da água, ondas circulares como
Gab: A mostra a figura. Sabendo-se que a distância entre duas
cristas consecutivas das ondas produzidas é de 5 cm, a
64 - (UFPel RS) velocidade com que a onda se propaga na superfície do
líquido é:

Zero Hora, 05/04/2006

Recentemente o físico Marcos Pontes se tornou o


primeiro astronauta brasileiro a ultrapassar a atmosfera
a) 2,0 cm/s
terrestre.
b) 2,5 cm/s
Diariamente existiam contatos entre Marcos e a base, e
c) 5,0 cm/s
alguns deles eram transmitidos através dos meios de
d) 10 cm/s
comunicação.
e) 20 cm/s
Com base no texto e em seus conhecimentos, é correto
Gab: D
afirmar que conseguiamos “ouvir” e “falar” com Marcos,
porque, para essa conversa, estavam envolvidas
67 - (Mackenzie SP)
a) apenas ondas mecânicas – transversais – já que
Considere as seguintes afirmações:
estas se propagam, tanto no vácuo como no ar.
b) apenas ondas eletromagnéticas – longitudinais –
I. As ondas mecânicas não se propagam no vácuo.
já que estas se propagam, tanto no vácuo como no ar.
II. As ondas eletromagnéticas se propagam
c) ondas eletromagnéticas – transversais – que
somente no vácuo.
apresentam as mesmas freqüência, velocidade e
III. A luz se propaga tanto no vácuo como em meios
comprimento de onda, ao passar de um meio para
materiais, por isso é uma onda eletromecânica.
outro.
Assinale: Como a reportagem citava o comprimento de onda da
a) se somente a afirmação I for verdadeira. luz amarela, o estudante resolveu calcula-lo e encontrou
b) se somente a afirmação II for verdadeira. o seguinte valor:
c) se somente as afirmações I e II forem a) 0,5 x 10-6m
verdadeiras. b) 0,5 x 10-11m
d) se somente as afirmações I e III forem c) 1,2 x 10-11m
verdadeiras. d) 2,0 x 10-6m
e) se as três afirmações forem verdadeiras. e) 2,4 x 10-10m

Gab: A Gab: A

68 - (FATEC SP) 71 - (UNIRIO RJ)


A figura representa as cristas de uma onda propagando- A figura apresenta um corpo preso à extremidade de
se na superfície da água em direção a uma barreira. uma mola, apoiado num plano perfeitamente liso, e em

equilíbrio no ponto O. Aplica-se ao corpo uma força f ,

puxando-o até A. Após retirada a força f , o corpo vai
mover-se no sentido de A para O. Pode-se afirmar que,
no ponto médio P, a energia cinética é igual, em relação
à energia potencial elástica máxima, a:

É correto afirmar que, após a reflexão na barreira,


a) a freqüência da onda aumenta.
b) a velocidade da onda diminui.
c) o comprimento da onda aumenta.
d) o ângulo de reflexão é igual ao de incidência.
e) o ângulo de reflexão é menor que o de O P A
incidência.
a) 1/8
Gab: D b) 1/2
c) 3/8
69 - (FMTM MG) d) 1/4
Denomina-se onda o movimento causado por uma perturbação que se e) 3/4
propaga por um meio. As ondas podem ser classificadas quanto à
natureza, quanto à direção de propagação e quanto à direção de
vibração. Em relação à direção de propagação, as ondas podem ser Gab: E
unidimensionais, bidimensionais ou tridimensionais, e ficam perfeita e
respectivamente representadas por ondas
72 - (UNIRIO RJ)
a) em cordas, em superfícies de lagos e sonoras.
Entre as afirmativas abaixo, a respeito de fenômenos
b) em metais, sonoras e eletromagnéticas.
ondulatórios, assinale a que é FALSA.
c) luminosas, em metais e em cordas.
a) A velocidade de uma onda depende do meio de
d) sonoras, eletromagnéticas e em cordas.
propagação.
e) luminosas, em metais e em superfícies de lagos.
b) A velocidade do som no ar independe da
freqüência.
Gab: A
c) No vácuo, todas as ondas eletromagnéticas
possuem o mesmo período.
70 - (UNIRIO RJ)
d) Ondas sonoras são longitudinais.
Um estudante, ao ler uma reportagem sobre
e) Ondas sonoras não podem ser polarizadas.
cromoterapia, verificou que os cromoterapeutas
relacionam as cores da luz com “energia”. Tentando
Gab: C
encontrar alguma fundamentação para essa relação,
recorreu a um livro de Física e anotou dados:
73 - (UNIRIO RJ)
Um movimento ondulatório propaga-se para a direita e
-freqüência da luz amarela f = 6,0 x 1014Hz
encontra o obstáculo AB, onde ocorre o fenômeno
-velocidade de propagação da luz c = 3,0 x 108m/s
representado na figura abaixo, que é o de:
-energia associada à luz amarela E  4,0 x 10-19J
A Suponha que dois pulsos retangulares se propagam
numa corda elástica com velocidade de 20,0 cm/s, nos
sentidos indicados na figura.

a) difração.
b) difusão.
c) dispersão.
d) refração.
e) polarização. Em determinado intervalo de tempo ocorrerá a
interferência entre esses pulsos. A duração da
Gab: A interferência entre esses pulsos
a) tende a zero.
74 - (UNIRIO RJ) b) é igual a 0,500 s
A nota musical de freqüência f = 440 Hz é denominada lá c) é igual a 1,00 s
padrão. Qual o seu comprimento de onda, em m, d) é igual a 1,25 s
considerando a velocidade do som igual a 340 m/s. e) é igual a 1,50 s
a) 1,29
b) 2,35 Gab: D
c) 6,25  10³
d) 6,82  10-1 77 - (UNIFICADO RJ)
e) 7,73  10-1 Uma esfera de massa m suspensa por um fio a um ponto
O., é solta, a partir do repouso, de um ponto A,
Gab: E descrevendo um arco de circunferência e passando a
oscilar entre as posições extremas A e E. A figura abaixo
75 - (UNIRIO RJ) ilustra esse movimento.
Um vibrador produz ondas planas na superfície de um
liquido com freqüência f = 10 Hz e comprimento de onda O

= 28 cm.Ao passarem do meio I para o meio II, como


mostra a figura, foi verificada uma mudança na direção
A E
de propagação das ondas. (Dados: sen 30° = cos 60° =
3 2
0,5; sen 60° = cos 30° = ; sen 45° = cos 45° = e B D
2 2
C
considere 2 = 1,4)
Tendo em vista os esforços a que o fio fica submetido, a
posição em que este terá mais probabilidade de se
romper será:
a) A
MeioI 45°
MeioII 30°
b) B
c) C
d) D
e) E
No meio II os valores da freqüência e do comprimento
de onda serão, respectivamente, iguais a: Gab: C
a) 10 Hz; 14 cm
b) 10 Hz; 20 cm 78 - (UNIFICADO RJ)
c) 10 Hz; 25 cm Uma esfera de massa m suspensa por um fio a um ponto
d) 15 Hz; 14 cm O., é solta, a partir do repouso, de um ponto A,
e) 15 Hz; 25 cm descrevendo um arco de circunferência e passando a
oscilar entre as posições extremas A e E. A figura abaixo
Gab: B ilustra esse movimento.

76 - (UNIFOR CE)
O
e) T = P.sen

Gab: D
A E
81 - (UNIFICADO RJ)
B D Em uma festa no clube, uma pessoa observa que,
C
quando se encontra mergulhada na água da piscina, ela
Com base nas opções apresentadas na figura abaixo, o vetor que ouve a música que está sendo tocada, no mesmo tom
representa a aceleração da esfera, ao passar pelo ponto D, é: que ouvia quando estava fora da piscina.
O
Considere a velocidade de propagação, o comprimento
de onda e a freqüência como sendo, respectivamente,
v1, 1, e f1 para o som ouvido fora da piscina e v2, 2 e f2
para p som ouvido dentro d’água. Assinale a opção que
IV
III V apresenta uma relação correta entre essas grandezas.
D a) v1 = v2.
II
I b) v1 > v2.
c) f1 > f2.
a) I d) f1 = f2.
b) II e) 1 = 2.
c) III
d) IV Gab: D
e) V
82 - (UNIFICADO RJ)
Gab: C Quando aumentamos o volume do som do nosso rádio,
a grandeza física que estamos aumentando é a(o):
79 - (UNIFOR CE) a) velocidade de propagação.
Uma onda luminosa de freqüência 4,8 . 1014 Hz tem, em b) amplitude.
c) freqüência.
certo meio, comprimento de onda 3,0 . 107 m. A
d) comprimento de onda.
velocidade dessa luz no meio considerado é, em m/s,
e) período.
a) 6,3  1022
b) 1,6  105 Gab: B
c) 1,6  107
d) 7,8  107 83 - (FUVEST SP)
O som produzido por um determinado instrumento
e) 1,4  108 musical, longe da fonte, pode ser representado por uma
onda complexa S, descrita como uma sobreposição de
Gab: E ondas senoidais de pressão, conforme a figura. Nela,
está representada a variação da pressão P em função da
80 - (UNIFICADO RJ) posição, num determinado instante, estando as três
Um pêndulo, constituído por um fio ideal e uma esfera componentes de S identificadas por A, B e C.
de peso P, oscila entre duas posições extremas A e B,
conforme ilustra a figura acima. Nessas extremidades, a a) Determine os comprimentos de onda, em metros, de cada
relação correta entre os módulos do peso e da tração (T) uma das componentes A, B e C, preenchendo o quadro da folha de
no fio é: respostas.
b) Determine o comprimento de onda 0, em
metros, da onda S.
 
c) Represente, no gráfico apresentado na folha de
respostas, as intensidades das componentes A e C.
Nesse mesmo gráfico, a intensidade da componente B já
está representada, em unidades arbitrárias.
A B

a) P = T.cos
b) P = T.tg
c) T = P.tg
d) T = P.cos
NOTE E ADOTE Ondas periódicas, com freqüência de 4 Hz, se propagam
u.a. = unidade arbitrária em uma corda tensa e determinam a configuração da
Velocidade do som ~ 340 m/s figura. Se nessa mesma corda se propagarem ondas
A intensidade I de uma onda senoidal é proporcional ao periódicas com freqüência de 8 Hz,
quadrado da amplitude de sua onda de pressão.
A freqüência f0 corresponde à componente que tem
menor freqüência.

a) o comprimento de onda dobra.


b) o comprimento de onda diminui pela metade.
c) o comprimento de onda não se altera.
d) a velocidade da onda aumenta.
e) a velocidade da onda diminui.

Gab: B

86 - (FUVEST SP)
Radiações como Raios X, luz verde, luz ultravioleta,
microondas ou ondas de rádio, são caracterizadas por
seu comprimento de onda ( ) e por sua freqüência (f).
Gab: Quando essas radiações propagam-se no vácuo, todas
a) apresentam o mesmo valor para
a) 
b) f
c) f.
b) 0 = 1,5 m d) /f
c) e) 2/f

Gab: C

87 - (FUVEST SP)
O som de um apito é analisado com o uso de um
medidor que, em sua tela, visualiza o padrão
apresentado na figura abaixo. O gráfico representa a
variação da pressão que a onda sonora exerce sobre o
medidor, em função do tempo, em s (1s = 10-6 s).
Analisando a tabela de intervalos de freqüências
84 - (UNIFICADO RJ) audíveis, por diferentes seres vivos, conclui-se que esse
Uma onda de rádio se propaga no vácuo. Sua trajetória e apito pode ser ouvido apenas por
seu comprimento de onda valem, respectivamente, 50
MHz e 6,0m. A velocidade dessa onda na água vale 2,25 . Seres vivos Intervalos de
108 m/s. Freqüência
Então, podemos afirmar que, na água, sua freqüência e cachorro 15 Hz – 45.000 Hz
seu comprimento de onda valerão, respectivamente: ser humano 20 Hz – 20.000 Hz
a) 22,5 MHz e 10m sapo 50 Hz – 10.000 Hz
b) 25 MHz e 9,0m gato 60 Hz – 65.000 Hz
c) 37,5MHz e 6,0m morcego 1000 Hz – 120.000 Hz
d) 45 MHz e 5,0m
e) 50 MHz e 4,5m
vaiação de
pressão

Gab: E
tempo
10s
85 - (UNIFENAS MG)
a) seres humanos e cachorros b) Os materiais são adequados, mas devido à
b) seres humanos e sapos superposição das ondas sonoras sempre haverá eco.
c) sapos, gatos e morcegos c) Os materiais são adequados, mas as ondas
d) gatos e morcegos estacionárias formadas na sala não podem ser
e) morcegos eliminadas, e assim, não podemos eliminar o eco.
d) A reclamação dos artistas é infundada porque
Gab: D não existe eco em ambientes fechados.
e) A reclamação dos artistas é infundada porque o
88 - (UFPA) que eles ouvem é o retorno do som que eles mesmos
Durante a viagem de carro para Belém, Maria, para produzem e que lhes permite avaliar o que estão
descontrair, ligou o toca fitas para ouvir música tocando.
executada em piano. O som, entretanto, estava um
pouco agudo. Gab: A
As qualidades fisiológicas do som observadas por Maria,
que lhe permitiram ouvir a música, identificar o 91 - (FUVEST SP)
instrumento e verificar que o som estava agudo são, Duas hastes, A e B, movendo-se verticalmente,
respectivamente, produzem ondas em fase, que se propagam na
a) altura, intensidade e timbre superfície da água, com mesma freqüência f e período T,
b) intensidade, timbre e altura conforme a figura. No ponto P, ponto médio do
c) timbre, intensidade e altura segmento AB, uma bóia sente o efeito das duas ondas e
d) intensidade, altura e timbre se movimenta para cima e para baixo. O gráfico que
e) timbre, altura e intensidade poderia representar o deslocamento vertical y da bóia,
em relação ao nível médio da água, em função do tempo
Gab: B t, é

89 - (UEPA)
Considere o som produzido pela corda de um violão nas
duas situações indicadas na figura baixo. O comprimento
da corda é reduzido a 2/3 no caso 2. Comparando a
freqüência f1 do som produzido no caso 1 com a
freqüência f2 produzida no caso 2 é correto afirmar que:
Caso 1

Caso 2
a)

b)
a) f1 = 3 f2
b) f1 = 2 f2
c) f1 = 3f2/2 c)
d) f1 = f2
e) f1 = 2f2/3
d)
Gab: E

90 - (UNIRIO RJ) e)
Em recente espetáculo em São Paulo, diversos artistas
reclamaram do eco refletido pela arquitetura da sala de
concertos que os incomodava e, em tese, atrapalharia o
Gab: E
público que apreciava o espetáculo.
Considerando a natureza das ondas sonoras e o fato de
92 - (PUC RS)
o espetáculo se dar em um recinto fechado, indique a
Uma das extremidades de uma corda é presa numa
opção que apresenta uma possível explicação para o
parede, enquanto a outra é movimentada até formar-se
acontecido.
uma onda estacionária.
a) Os materiais usados na construção da sala de
Os fenômenos ondulatórios responsáveis pela formação
espetáculos não são suficientemente absorvedores de
da onda estacionária são
ondas sonoras para evitar o eco.
a) reflexão e refração.
b) difração e refração.
c) reflexão e interferência. I. A velocidade escalar média do pêndulo está
d) difração e reflexão. diminuindo.
e) polarização e interferência. II. A aceleração escalar média do pêndulo está
aumentando.
Gab: C III. O período de oscilação e a amplitude diminuem
na mesma proporção
93 - (PUC RS)
Uma das extremidades de uma corda é presa numa Analisando as afirmativas acima, deve-se concluir que:
parede, enquanto a outra é movimentada até formar-se a) somente I é correta.
uma onda estacionária. b) somente II é correta.
Se a distância entre dois nós consecutivos é 30 cm e a c) somente III é correta.
freqüência é 6,0 Hz, a velocidade de propagação da d) I e II são corretas.
onda na corda é: e) I e III são corretas.
a) 0,6 m/s
b) 1,0 m/s Gab: A
c) 1,2 m/s
d) 2,0 m/s 97 - (PUC RS)
e) 3,6 m/s Um tubo sonoro ressoa com mais intensidade na
freqüência de 680 hertz. Com experimentação
Gab: E apropriada, percebe-se a formação, no interior do tubo,
de uma sucessão de nós e ventres. Sabendo-se que a
94 - (PUC RS) velocidade de propagação do som é de 340 m/s, conclui-
Um observador parado na calçada de uma avenida se que a distância entre dois nós consecutivos é de ____
observa a passagem de um carroambulância com sirene cm.
acionada. Após a passagem do carro o observador a) 15
percebe que a freqüência do som da sirene diminuiu. b) 20
Este fenômeno é conhecido como efeito: c) 25
a) doppler. d) 30
b) volta. e) 40
c) joule.
d) fotoelétrico. Gab: C
e) de reverberação.
98 - (PUC RS)
Gab: A Em locais baixos como num vale, captam-se mal sinais
de TV e de telefone celular, que são sinais de
95 - (ITA SP) freqüências altas, mas captam-se bem sinais de rádio de
Numa planície, um balão meteorológico com um freqüências baixas. Os sinais de rádio de freqüências
emissor e receptor de som é arrastado por um vento baixas são melhor captados porque ___________ mais
forte de 40 m/s contra a base de uma montanha. A facilmente.
freqüência do som emitido pelo balão é de 570 Hz e a a) refletem
velocidade de propagação do som no ar é de 340 m/s. b) refratam
Assinale a opção que indica a freqüência refletida pela c) difratam
montanha e registrada no receptor do balão. d) polarizam
a) 450 Hz e) reverberam
b) 510 Hz
c) 646 Hz Gab: C
d) 722 Hz
e) 1292 Hz 99 - (PUC RS)
No vácuo, todas as ondas eletromagnéticas:
Gab: D a) têm a mesma freqüência.
b) têm a mesma intensidade.
96 - (PUC RS) c) se propagam com a mesma velocidade.
Um pêndulo simples está oscilando, e os atritos com o ar d) se propagam com velocidades menores que a da
e no ponto de fixação reduzem gradualmente a luz.
amplitude de seu movimento. e) são polarizadas.
Afirma-se que:
Gab: C