Você está na página 1de 3
‘3905/2019 (0 que 62 santidade? O que é a santidade? “Todos na Igreja, quer pertencam a hierarquia, quer por ela sejam Pastoreadios, s0 chamados 8 santidade", afirma 0 Conecilio Vaticano Il Isso sigrifica que todos os catdlicos, e no somente os clérigos e religiosos, devem tender & santidade, uma vez que possuem este chamado civino enraizedo no mais profundo da sua alma, Diante desta verdade, porém, o que sabem os catélicos a respeito da santidade? Poucos séo os que no erram quanto este assunto, Nesta pregaco, Padre Paulo Ricardo nos ensina em que consiste a santidade e como os sacerdotes € os leigos podem chegar & perfeic¢éo cristé, trilhando dia é dia o caminho do amor. A Constituigao Dogmatica Lumen Gentium, do Concilio Vaticano Il, afirma o seguinte a Tespeito da vocacao crista: “Todos na Igreja, quer pertengam a Hierarquia quer por ela sejam pastoreados, séo chamados a santidade” [I]. Isso significa que todos os catélicos, e nao somente os clérigos ¢ religiosos, devem tender a santidade, uma vez que possuem este chamado divino enraizado no mais profundo da sua alma, Diante desta verdade, porém, o que sabem os catélicos a respeito da santidade? O minimo, to somente... Poucos so os que no erram quanto a este assunto, visto que a maioria pensa tratar-se simplesmente de uma reta conduta, isto é, "nao pecar”, ignorando que, além disso, a santidade diz respeito a generosidade de coragao, Por isso Séo Roberto Belarmino defendia a canonizagao de Sao Luis Gonzaga nao tanto pela fidelidade do jovem aos dez Mandamentos, algo deveras inquestiondvel em sua vida e necessério a todos nés, mas pelo amor de Deus que o consumira inteiramente © que significa ser santo. — 0 “jovem rico” do Evangelho é um exemplo claro dessa realidade. Desde pequeno, ele ja tinha o habito louvavel de cumprir os Mandamentos da lei de Deus: santificava 0 sabado, honrava pai e mae, guardava a castidade, ndo cobigava as coisas alheias, nem levantava falso testemunho etc. A primeira vista, tratava-se de um judeu exemplar, do qual nao se podia levantar qualquer suspeita. Mas Jesus, que bem conhece 0 coragao do homem (cf, Jo2, 25), langa-Ihe um olhar amoroso ¢ convida-o a perfeigao: “Se queres ser perfeito, vai, vende teus bens, dé-os aos pobres e terés um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me” (Mt 19, 21). E ‘ouvindo estas palavras", conta o Evangelista, “o jovem foi embora muito triste, porque possuia muitos bens" (Mt19, 22) hitpstIpadrepauloicardo.orgaulaslo-que--a-santiade 18 ‘3905/2019 (0 que 62 santidade? Esse *jovem rico” de que fala o Evangelho é imagem de muitos de nés, Para entrar na vida, como diz Jesus, basta mesmo o cumprimento dos Mandamentos. Todavia, a perfeigao crista trata de uma entrega muito maior, de sacrificio, luta e desapego total das coisas do mundo, a fim de que somente Deus e as coisas celestes dominem nossas faculdades. Um cristéo que no se disponha a amar desse modo corte o risco de caminhar triste como 0 “joven rico”, porque esta apegado a muitos bens temporais. Com efeito, o primeiro dever de todo cristao que almeja a santidade é 0 de permanecer em estado de graca. “Permanecei no meu amor’, diz Jesus aos Apéstolos, "para que produzais, fruto e 0 vosso fruto permanega’ (Jo 15, 9-17). Quem nao permanece em Cristo, torna-se, por conseguinte, seu inimigo e pée a sua alma em sério risco de condena¢ao. Quem morre em pecado mortal, morre em um estado de profunda desgraca, e somente uma contri¢ao perfeita poucos minutos antes da morte é que pode salva-lo. (O mero estado de graga, porém, nao leva ninguém direto para o Céu. A maior parte dos que morrem em estado de graca vai para o purgatério, porque estes nao conseguiram atingir aquela perfeigao necessaria a alma para contemplar a face de Deus. E 0 caso do “joverm rico", Ele nao quis pagar o prego de ser santo, e contentou-se com a mediocridade, Por isso, ele provavelmente teve de pagar no purgatério, onde as dores so infinitamente maiores que a maior dor de Cristo na Cruz, 0 que nao quis pagar aqui na terra, ou seja, o preco do amor, A santidade é uma transformacao que acontece na alma da pessoa, de tal modo que nao s6 nao peca mais, como também ama generosamente de forma divina, Em linguagem teresiana, é 0 caso dos santos que, progredindo no caminho da santidade, chegam as sétimas moradas, onde a alma, introduzida pela graca nos mistérios de Deus, entende tudo o que cré pela fé e une-se & Santfssima Trindade como num matriménio espiritual. Nao se entende, com isso, que a pessoa perde a liberdade, mas a contemplagao clara das coisas de Deus toma a sua vontade completamente indiferente aos estimulos do maligno. Essa alma deseja apenas a verdade. A santidade sacerdotal. — Os padres, justamente porque tém o dever de santificar as almas, néo podem ignorar essa realidade espiritual. Ao contrario, o Concilio Vaticano Il fez questao de exortar os sacerdotes a uma vida totalmente configurada a Cristo: Os presbiteros, & semelhanca da ordem dos Bispos, de que sio a coroa espiritual, jé que participam das suas fungdes por graga de Cristo, etemo e tnico mediador, crescam no amor de Deus e do préximo com o exercicio do seu dever quotidiano; guardem o vinculo da unidade sacerdotal, abundem em toda a espécie de bens espirituais e déem a todos vivo testemunho de Deus, tornando-se émulos daqueles sacerdotes que no decorrer dos séculos, em servico muitas vezes humilde e escondido, nos deixaram magnifico exemplo de santidade. O seu louvor persevera na Igreja, Orando e oferecend o sacrificio pelo proprio rebanho e por todo 0 Povo de Deus, conforme é seu oficio, conscientes do que fazem e imitando as realidades com hitpstIpadrepauloicardo.orgaulaslo-que--a-santiade 28 ‘3905/2019 (0 que 62 santidade? que lidam, longe de serem impedidos pelos cuidados, perigos e tribulagoes do apostolado, devem antes par eles elevar-se a uma santidade mais alta, alimentando e afervorando a sua ago com a abundancia da contemplagao, para alecria de toda a Igreja de Deus, Todos os presbiteros, e especialmente aqueles que por titulo. particular da sua ordlenago sao chamados sacerdotes diocesanos, lembrem-se de quanto ajudam para a sua santificagao a uniao fiel e a cooperacdo generosa com 0 proprio Bispo. (grifos nossos) [4] No rito de ordenacao presbiteral, o bispo faz o mesmo pedido pela santificago dos novos sacerdotes: Concedei, também agora, & nossa fraqueza, Senhor, estes cooperadares, de que tanto necessitamos no exercicio do sacerdécio apostdlico. Nés vos pedimos, Pai todo- poderoso, constitui estes vossos servos na dignidade de Presbiteros; renovai em seus corages o Espirito de santidade; obtenham, 6 Deus, o segundo grau da Ordem sacerdotal, que de vés procede, e sua vida seja exemplo para todos [5 Notem, portanto, que é uma contradigao um padre ndo querer ser santo, uma vez que a santidade é parte essencial da estrutura sacerdotal. Se o bispo néo disser as palavras em negrito acima, a ordenagiio nao acontece. E nao acontece porque nio se pode conceber um sacerdote que nao seja reflexo de Jesus Cristo, sacerdote e vitima pelos nossos pecados. Cristo fez-se héstia pura e ofereceu-se por nés. Do mesmo modo, os padres precisam consagrar as suas vidas totalmente a salvacao das almas, como verdadeiros cordeiros que tiram 0 pecado do mundo. Do contrario, a vida sacerdotal acaba se tormando uma grande farsa i) Referéncias 1. Concilio Vaticano Il. Const. Dogm. Lumen Gentium (21 de novembro de 1964), n. 39. 2, Idem. 3. Santa Teresa de Jesus. Castelo Interior ou Moradas. Sao Paulo: Paulus, 1981, p. 102. 4, Conctlio Vaticano Il, op. cit., n. 41 5. Pontifical Romano. $40 Paulo: Paulus, 2000, p. 115. hitpstIpadrepauloicardo.orgaulaslo-que--a-santiade 38