Você está na página 1de 22

Universidade do Estado do Amazonas

Centro de Estudos Superiores de Itacoatiara - Cesit

Curso: Ciência da Computação

Introdução à Computação

Tópico 6: Redes de Telecomunicações

Prof. Luiz Sérgio


lsergio@uea.edu.br
Créditos
O conteúdo dos slides que seguem são baseados nos textos
originais contidos no livro Introdução à computação : hardware,
software e dados / André C. P. L. F. de Carvalho, Ana Carolina
Lorena. - 1. ed. - Rio de Janeiro : LTC, 2017.

2
Redes de Telecomunicações
Demandas sociais e econômicas tornaram necessário que
indivíduos em diferentes locais possam trocar informações de
forma rápida e segura.

Pesquisas em várias áreas do conhecimento levaram ao


desenvolvimento de redes de telecomunicações, que
possibilitaram o atendimento dessas demandas.

Telecomunicação significa comunicação ou envio de informação a


distância, utilizando meios tecnológicos.

Várias redes de telecomunicações são utilizadas no nosso dia a


dia, dentre as quais podem ser citadas:

■ rede de telefonia;
■ redes de computadores;
■ internet. 3
Redes de Computadores
Quando uma organização ou residência utiliza mais de um
computador, é comum ocorrerem situações que se beneficiam do
compartilhamento de recursos ou capacidades dos diferentes
computadores e dos dados neles armazenados.

Exemplos de situações desse tipo são aquelas de que o usuário


de um computador precisa:

■ Ter acesso a informações armazenadas em um outro


computador;

■ Imprimir um arquivo utilizando uma impressora conectada a


outro computador;

■ Utilizar um programa instalado em outro computador.

4
Redes de Computadores
Rede de computadores é um conjunto de computadores
interligados.

5
Redes de Computadores
Talvez o principal benefício das redes de computadores seja o
surgimento da Internet, que é uma rede de redes de
computadores.

A Internet tem revolucionado a forma com que trabalhamos e nos


relacionamos com outras pessoas.

Por isso, para o profissional de qualquer área de conhecimento, é


importante compreender como as redes de computadores
funcionam e como dão suporte ao uso da Internet.

6
Redes de Computadores
Caracterização de redes

As redes de computadores podem ser caracterizadas por


diferentes critérios, como, por exemplo:

■ Meio de transmissão;

■ Topologia;

■ Extensão;

■ Protocolos de comunicação.

7
Redes de Computadores
Caracterização de redes

Meio de transmissão

As redes de computadores podem utilizar diferentes meios para a


transmissão de dados.

A transmissão pode ocorrer por meios guiados, nas redes


cabeadas, ou por meios não guiados, nas redes sem fio, quando
os dados trafegam pelo ar.

8
Redes de Computadores
Caracterização de redes

Meio de transmissão

Nas redes cabeadas, três tipos de cabos são frequentemente


utilizados:

9
Redes de Computadores
Caracterização de redes

Meio de transmissão

•As redes sem fio, também chamadas de wireless, não utilizam


uma linha física para a transmissão de dados.
•O meio de transmissão via ondas de rádio utiliza canais de rádio
para transmitir sinais dentro do espectro eletromagnético.
•No acesso por micro-ondas, uma antena específica é instalada
no edifício onde estão localizados os computadores que utilizam
a conexão.
•A tecnologia bluetooth tornou-se um padrão para troca de dados
em distâncias curtas.
•A tecnologia RFID (do inglês Radio-Frequency IDentification)
utiliza sinais de rádio para armazenar e recuperar dados de forma
automática.
10
Redes de Computadores
Caracterização de redes

Topologia

A topologia de uma rede define o seu formato, ou seja, que


computador está diretamente conectado a outro.

A escolha da topologia vai determinar, entre outras coisas:

•quantos computadores intermediários precisam ser percorridos


para que um computador A se comunique com um computador B;

•e qual o risco de um computador da rede perder o acesso à rede


por mau funcionamento de alguns computadores ou conexões.

11
Redes de Computadores
Caracterização de redes

Topologia

Várias topologias têm sido propostas. As principais são


apresentadas na Figura 7.3. Essa figura ilustra uma rede como
uma estrutura de grafo (Tutte 2001, Goldbarg e Goldbarg 2012).

12
Redes de Computadores
Caracterização de redes

Extensão de uma rede

A extensão da rede está associada à distância física entre os


computadores interligados por ela.

Dependendo da área geográfica em que os computadores estão


dispostos, as redes podem ser classificadas como:

•locais (LANs, do inglês Local Area Networks),

•metropolitanas (MANs, do inglês Metropolitan Area Networks) ou

•de longa distância (WANs, do inglês Wide Area Networks).

13
Redes de Computadores
Caracterização de redes

Protocolo de comunicação

Computadores em redes também precisam de protocolos para


que possam se comunicar de forma eficiente.

No caso de redes de computadores, protocolos definem acordos


para a transmissão de dados, como:

■ Codificação de sinais para a transmissão de dados por um meio


físico;
■ Formato de mensagens;
■ Identificação e endereçamento de nós interligados;
■ Regras para troca de mensagens.

14
Redes de Computadores
Caracterização de redes

Protocolo de comunicação

Os protocolos definem também como a rede divide as suas


capacidades e responsabilidades.

De acordo com essa divisão, uma rede pode apresentar uma das
duas arquiteturas descritas a seguir:

■ peer-to-peer: Em que cada nó tem capacidades e


responsabilidades equivalentes

■ cliente-servidor: No caso em que alguns computadores são


dedicados para servir outros, sendo por isso chamado de
servidor.
15
Redes de Computadores
Os servidores mais comuns são:

■ servidor de arquivos: computador da rede dedicado a


armazenar programas e dados que são compartilhados por outros
usuários da rede;

■ servidor de impressão: computador da rede diretamente


conectado a uma ou mais impressoras. Esse servidor gerencia a
utilização das impressoras ligadas a ele;

■ servidor de aplicações: computador que executa serviços


solicitados por outros computadores da rede;

■ servidor web: computador que hospeda recursos que podem


ser acessados pela Internet, como conteúdo de páginas pessoais
e de organizações, jogos e repositórios para armazenamento de
dados. É um tipo especial de servidor de aplicativo. 16
Redes de Computadores
Caracterização de redes

Internet

A Internet pode ser definida como uma rede de redes, fornecendo


a infraestrutura necessária para o uso de e-mails, a transferência
de arquivos, o acesso a documentos no formato de hipertextos e
o acesso a bases de dados e outros recursos computacionais.

É, assim, um grande conjunto de computadores que formam e


agem como uma grande e única rede para o transporte de dados
e mensagens a qualquer distância e entre nós conectados em
qualquer uma das redes interligadas.

Um dos serviços disponíveis na Internet é a rede da WWW (do


inglês World Wide Web), também chamada de teia (do inglês
web). 17
Redes de Computadores
História da Internet

O primeiro documento descrevendo uma interligação de


interações sociais que poderiam ser originadas com a criação de
redes foi um conjunto de relatórios escritos pelo pesquisador do
MIT, J. Licklider, em 1962, discutindo o conceito de sua “rede
galática” (Leiner et al. 2009).

Nesses relatórios, ele previa um conjunto de computadores


globalmente conectados, por meio do qual qualquer pessoa
poderia ter acesso rápido a dados e programas de qualquer local,
semelhante ao que é a Internet.

18
Redes de Computadores
História da Internet

A Internet começou como um projeto do governo americano


patrocinado pela ARPA (do inglês Advanced Research Project
Agency), agência criada em 1957 pelo departamento de defesa
americano.

Foi projetada para interligar centros de pesquisa e universidades


americanas a uma rede. A ARPA lançou essa rede, chamada de
ARPANET, em 1967.

A ARPANET foi desenvolvida para ser uma rede sem um centro,


ao contrário da topologia em estrela, usual na época, em que
diversos computadores são interligados a um computador central.
O primeiro software para listar, receber, ler e enviar mensagens
(e-mails) foi desenvolvido em 1972 por Ray Tomlinson [Leiner et
al. 2009]. 19
Redes de Computadores
História da Internet

A Internet no Brasil começou em 1987, quando a FAPESP


(Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e o
LNCC (Laboratório Nacional de Computação Científica)
conectaram-se a instituições americanas e estimularam
instituições brasileiras a utilizar a rede.

Em 1990, foi criada a RNP (Rede Nacional de Ensino e


Pesquisa), pelo Ministério da Ciência e Tecnologia.

A RNP tinha por objetivo disseminar a utilização da Internet no


país, principalmente para fins educacionais e sociais.

A utilização comercial da Internet brasileira começou em 1995.

20
Redes de Computadores
Funcionamento da Internet
A Internet é formada por um grupo de redes, incluindo os pontos
de acesso à Internet, chamados de provedores, por onde se
conectam os usuários da Internet. Para controlar a comunicação
e troca de recursos entre os nós interligados, a Internet utiliza um
conjunto de protocolos, chamado TCP/IP.

O conjunto TCP/IP apresenta uma arquitetura de pilha, sendo por


isso também chamado de pilha TCP/IP. A pilha TCP/IP apresenta
várias camadas de software, em que um software de uma
camada interage apenas com o software da camada acima ou
abaixo.

O número de camadas varia de acordo com o modelo adotado,


OSI, TCP/IP ou híbrido. Nesses modelos, a camada mais baixa
está relacionada ao meio físico de transmissão de dados, e a
camada do topo, às aplicações que utilizam a rede. 21
Redes de Computadores
Computação em Nuvem

Apesar da redução dos custos associados aos avanços obtidos


na tecnologia de processamento de dados, a utilização crescente
de recursos computacionais, em que cada vez se pretende fazer
mais tarefas e mais rapidamente, tem aumentado o custo para
adquirir, manter e atualizar computadores e dispositivos de
armazenamento.

A computação em nuvem (do inglês Cloud Computing) [Hayes


2008], ou computação por demanda, permite substituir a compra
e manutenção de computadores, principalmente servidores, pelo
uso gratuito ou pago de recursos de armazenamento e de
processamento compartilhados.

22

Você também pode gostar