Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB)

Autorização Decreto nº 9237/86. DOU 18/07/96. Reconhecimento: Portaria 909/95, DOU 01/08 -95

UNIDADE ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (UNEAD)


Criação e Implantação Resolução CONSU nº 1.051/2014. DOU 20/05/14

CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA


1º Roteiro de Estudos

Componente Curricular: Lógica Matemática Semestre: 1º

Docentes: Adelmo Ribeiro de Jesus e Armando Peixoto

Semestre letivo 2017.2 Data: 21/09/2017

1º Roteiro de Estudos de Lógica Matemática

Caros alunos, este roteiro tem como objetivo proporcionar a vocês a oportunidade de se apropriarem de
conceitos inerentes à lógica matemática, incluindo proposições simples e compostas, negação de proposições,
conjunção, disjunção e condicional. Para isto, a resolução das questões propostas contribuirá muito.
Para resolver esta atividade sugerimos assistir aos vídeos postados e estudar o Módulo nas páginas 13 a
21.

1. Determine o valor lógico das proposições abaixo. Lembre-se que os valores lógicos são V – verdadeiro ou F
- Falso.
a) ( V ) O número 17 é primo. Um número p é primo se, e somente, se o conjunto dos divisores é { 1, p}

b) ( V ) 25 é um número quadrado perfeito. Sim, pois 5²=25.


c) ( F ) – 3 é um número natural. O conjunto dos números naturais: {0,1,2,3,4,5,6,7,8,...}
d) ( V ) (3+5).2 =3.2 + 5.2. Propriedade distributiva: a (b c) a b a c
e) ( V ) 0,131313.. . é uma dízima periódica simples. Dízima periódica simples é quando analisamos a parte
decimal (parte depois da vírgula) e observamos que antes do período não aparece nenhum número
diferente dele. Contraexemplo: 0,7131313... ou 0,713 .
f) ( V ) As diagonais de um paralelogramo são iguais.
g) ( F ) O hexaedro regular tem 8 arestas. Falso, pois o hexaedro é um Poliedro que possui 6 faces, 8 vértices
e 12 arestas ( e não 8 ), o qual obedece a fórmula de Euler para poliedros regulares dada por: V-A+F=2.
h) ( V ) O produto de dois números ímpares é um número ímpar. Podemos observar que, por exemplo,
3*3=9, ou mais geralmente podemos mostrar: (2n 1) (2n 1) 4n2 4n 1 , aqui nós temos par+par+1.
Um número ímpar é o consecutivo de um par... algebricamente escrevemos um número par como 2n e
um número ímpar como 2n 1 , onde n .

2. Apresente uma negação para cada uma das proposições abaixo e classifique a negação em verdadeira ou
falsa.
a) p: 37 é um número primo. A proposição p é verdadeira (V), enquanto a sua negação ~p: 37 não é um
número primo, é falsa (F).
b) q: 4 é um número par. A proposição q é verdadeira (V), enquanto a sua negação ~q: 4 não é um número
par, é falsa (F). Nota: procure evitar a negação: 4 é um número ímpar, isto porque devemos ter um
pensamento único.
c) r: 3 é divisor de 9. A proposição r é verdadeira (V), mas a sua negação ~r: 3 não é divisor de 9, é falsa (F).

2 1 1
d) s: 3 . A proposição s é falsa (F). A sua negação é dada por ~s: 3 2 que é verdadeira (V).
9 9
1
Observe que 3 2 é o inverso de 32 , ou seja, 3 2 (32 ) 1 9 1 .
9
e) t: 3 6 18 . A proposição t é falsa, pois 18 não é maior que 18. A sua negação será dada por 3 6 18 , que
é verdadeira. Observe que a negação do “maior do que” não é o “menor que” e, sim “menor que ou igual”.
Mais geralmente podemos pensar que: ( , a) (a, ) , o que é errado, pois a . Por outro lado,
temos: ( , a) [a, ) , o que é correto!
Veja agora, o conjunto ( , a) é a negação do conjunto [a, ) e vice-versa, pois a união dos dois dá o
Universo e a interseção dos dois dá o Vazio. A negação do Universo é o Vazio e vice-versa.

3. Dadas as sentenças p: Newton é inglês e q: Leibniz é alemão, traduza para linguagem


corrente.
a) ~p: Newton não é inglês (proposição falsa, pois Newton nasceu no Reino Unido).
b) P^~q: Newton é inglês e Leibniz não é alemão (proposição composta falsa, pois Leibniz é alemão).
Observe que o conectivo “e” dá uma sensação de simultaneidade.
c) ~pvq: Newton não é inglês ou Leibniz é alemão. Proposição verdadeira, pois Leibniz é alemão. No
conectivo “ou” (disjunção) basta uma proposição simples ser verdadeira para que a proposição composta
seja verdadeira.
d) q ~p: Se Leibniz é alemão, então Newton não é inglês. Esta proposição composta é falsa, pois aconteceu
o par (V,F) no condicional .

4. Determinar o valor lógico de “p”, ou seja, v(p), e o valor lógico de “q”, isto é, v(q) em cada um dos itens
seguintes:
a) v(p → q) = V e v(p v q) = F. Resposta: como o valor lógico de pvq é falso, podemos concluir que v(p)=F e
v(q)=F. Assim, não precisou da informação v(pq).
b) v(~p v q) = F e v(q → ~p) = V. Resposta: como o valor lógico de ~pvq é falso, podemos garantir que v(~p)=F
e, por conseguinte, v(p)=V e v(q)=f.

5. Determine o valor lógico (V ou F) de cada uma das seguintes proposições compostas.

3 2 2
a) P: sen(45 ) ou cos(45 ) . Resposta: (F)v(V) = V. Observe que sen(45 ) .
2 2 2

b) Q: O Chile faz fronteira com o Brasil e tg(45 ) 1 . Resposta: (F) ^ (V) = F.


c) R: Se π > 2 então − 3 não é irracional. Resposta: (V)  (V) = V
d) T: 3 < 7 ou sexta é o último dia da semana. Resposta: (V) v (F) = V
e) S: 25 é um número quadrado perfeito se, e somente se, 5 não é um número primo. Aqui trata-se de um
conectivo denominado bicondicional (que é o condicional de ida  e de volta ), logo (V) (F) = F.