Você está na página 1de 45

Treinamento e Avaliação da Capacidade

Tática no Futebol: o papel dos pequenos


jogos
Gibson Moreira Praça
Departamento de Esportes
EEFFTO/UFMG
 Grupo de Estudos Interdisciplinares sobre Pequenos Jogos – Centro de Estudos em Cognição e
CECA Ação
 Projetos de Pesquisa
 Linha: Metodologia do Treinamento Esportivo – PPGCE

Coordenação: prof. Pablo Juan Greco


2
Graduação graduação Coordenação Núcleo: Futebol
Gibson Moreira Praça
Pós-

Pedro Moreira Raphael Sousa Gustavo Barbosa

3
Jorge Victor João Pedro Arthur de Vito Vitor Letro
4
Desempenho no futebol
- DISCRIMINA NÍVEIS DE
DESEMPENHO (KANNEKENS
TÁTICO et al., 2009)

TÉCNICO FÍSICO - POSSUI REDUZIDO CUSTO

- ALTO IMPACTO NA
PSICOLÓGICO MODELAÇÃO DO TREINO

- ALTAMENTE TREINÁVEL

5
O QUE É TÁTICA?

CONHECIMENTO TÁTICA TOMAR DECISÕES

O QUE? COMO?

POR QUE?

ONDE? QUANDO?

Greco (1998; 2006) 6


O QUE É TÁTICA?

PROCESSO HEURÍSTICO

CONHECIMENTO PRINCÍPIOS TOMAR DECISÕES

PROCESSO ANALÍTICO
Teoldo et al. (2011) 7
EXECUÇÃO

PLANEJAMENTO AVALIAÇÃO

TREINAMENTO

PROCESSO SISTEMATIZADO VISANDO A MELHORIA DE ALGUM


COMPONENTE DO DESEMPENHO
8
Treinamento tático por meio de pequenos jogos:
o que treinar?
Capacidades
Táticas Básicas

Princípios Táticos
Fundamentais

Princípios Táticos
Específicos
MODELO DE
JOGO
Aspectos
Estratégicos
Situacionais

Fonte: Amieiro (2004); Drubscky (2015); 9


Silva (2008); Teoldo (2009)
Treinamento tático por meio de pequenos jogos:
como treinar?

Greco et al., 2015 10


Greco et al., 2015

Pequenos jogos que solicitam


Pequenos jogos que solicitam
soluções “constrangidas” por
Pequenos jogos nos quais se soluções “constrangidas” por
elementos de pressão
direciona a atenção para a limitação técnica
Ex.: limitação do tempo;
solução de um tipo de Ex.: limitação no número de
realização de tarefas
problema toques na bola
simultâneas 11
Ex.: superioridade numérica
Como o treinamento (tático) é
longitudinalmente planejado?
INFORMAÇÕES

INTERAÇÃO ENTRE AS
SIMPLES

INFORMAÇÕES
COMPLEXO

TEMPO
12
• O QUE É COMPLEXIDADE? - Quantos atletas há no jogo?
- Quantas regras são colocadas?
- Quantas fases/etapas são
Número de informações cumpridas para atingir o
objetivo?
- Quanta instrução verbal é
fornecida?

INFORMAÇÃO = COMPLEXIDADE

Morin, 2015

Interação entre as - A tarefa exige mais ou menos


informações cooperação?
- Quantas respostas são possíveis?

13
Hipóteses a partir da teoria da complexidade:

COMPLEXIDADE = TAXA DE ERRO

Papel [pedagógico] na
aprendizagem [tática]
(Damásio, 2012)

Deve Possível
permitir por meio
Taxas Levando
Processo de Manipulação longitudinal da Manutenção do nível de
moderadas de
treino complexidade da tarefa dificuldade e taxa de erro
erro

Zona de desenvolvimento
proximal
14
E os pequenos jogos?

CONTEXTO
Demandas Comportamentos
Técnicas Aleatório Táticos
“Como Fazer” “O que fazer”

Imprevisível Complexo
Pequenos Jogos

Demandas Físicas Demandas


e Fisiológicas Psicológicas
Dellal et al, 2011
Travassos et al,
2014
INTENCIONALIDADE DA
COMISSÃO TÉCNICA PARA A COMPLEXIDADE DA TAREFA
SESSÃO DE TREINO
3
Variável Subdivisão Exemplo
Número absoluto de atletas 3x3-4x4-5x5
Número de Jogadores Inequidade numérica entre as equipes
ou momentos do jogo 3x2-4x33x3+1
Tamanho absoluto 36x27-60x45
Tamanho do campo
Proporção entre largura e profundidade 36x27-27x36
Limitação de toques 2T-1T-FP
Constrangimentos de ordem Realização de tarefas simultâneas Cognitivas, Motoras, Verbais
técnica Ação com perna direita - ação com perna
Limitações relacionadas à lateralidade esquerda
Bolas auxiliares sim - não
Quantidade e tamanho de gols x
Configuração do campo de jogo
Tipo do alvo objetivos distintos no ataque
Regra de impedimento sim - não
Organização da sessão Séries 1- 2 -3 -4
Relação duração/pausa 1/1-2-1
Tipo de informação resultado - processo
Características do feedback
Frequência da informação frequente- escassa
16
Modelo de Jogo
• Visa criar condições para os jogadores resolverem, de
maneira inteligente e criativa, as tarefas-problema do
jogo.
• Definição: Proposta de entendimento do jogo
elaborada a partir da RELAÇÃO entre:

• Jogadores
• Comissão Técnica
• Treinador
MODELO DE JOGO
• Metodologia de Treino
• Situação/momento
• Cultura do clube/torcida
17
MODELO DE
JOGO

EXIGÊNCIAS ESPECÍFICAS
FÍSICAS PSICOLÓGICAS

TÉCNICAS TÁTICAS
• Um modelo de jogo é composto por Princípios,
Subprincípios e Subprincípios dos subprincípios

Se oferecer e se
Criar
orientar MANUTENÇÃO superioridade
Criação de DA POSSE DE numérica
Movimentação linhas de passe BOLA
constante

Identificar
espaços

Progressão
ofensiva com Bolas de
segurança segurança

19
Para Devem
Pequenos serem
ESPECÍFICOS
respeitar MODELO DE
Jogos JOGO

ESPECIFICIDADES PROCESSO DE OFERECIMENTO


DO JOGO TREINO DE ESTÍMULOS

Quantificação das demandas


Pequenos Desenvolvimento de meios
Jogos de treino
X

Ambos permitem treinar


os mesmos componentes? Ric et al., 2017
Praça et al., 2015

21
QUAL O PAPEL DA CIÊNCIA DOS
PEQUENOS JOGOS?
• Subsidiar o desenvolvimento de meios de treino
específicos e suficientes para o
aparecimento/desenvolvimento de adaptações nos
sistemas específicos do jogar pretendido (Modelo de
Jogo)

Conhecer as características de diferentes pequenos jogos


para melhor utilizá-los no processo de treino
• Conclui-se que atletas de maior conhecimento
tático apresentam-se capazes de adotar um
comportamento mais cooperativo durante
pequenos jogos, o que sugere que estes
encontram-se em melhores condições para
desenvolver o jogo apoiado. 24
24
25
Jogo com apoio lateral não favorece o
estabelecimento de cooperação

Jogo 3v3 reproduz dinâmicas de proeminência do


jogo formal
26
27
PROPOSTA DE MODELO PARA TREINAMENTO COM
PEQUENOS JOGOS
PLANEJA-
NÍVEL DE MENTO
DESGASTE LONGITUDINAL

CALEN- OBJETIVO DA SESSÃO CONTEÚDOS


DÁRIO DE TREINO

TREI-
IDADE NADOR
PEQUENO
JOGO
CARACTERIZAÇÃO DAS DEFINIÇÃO DO MODELO
DEMANDAS DE JOGO E CONCEPÇÃO DE JOGO CLUBE
NÍVEL

MO- JOGA-
CONTEXTO
POSIÇÃO MENTO DORES
AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO A PARTIR DOS
PEQUENOS JOGOS: É POSSÍVEL?

29
ADAPTAÇÕES

É POSSÍVEL REALIZAR O
CONTROLE DO PROCESSO DE
TREINO JOGO
TREINO SEM REGISTRAR AS
RESPOSTAS?

INFORMAÇÕES

ANÁLISE DE DESEMPENHO
30
O que analisar?
CAPACIDADE
TÁTICA

ESTRUTURAS DE CONHECIMENTO TÁTICO


(DECLARATIVO E PROCESSUAL) E
PROCESSOS COGNITIVOS

Protocolos de teste
padronizados; análise fora de
treinos e jogos
31
SISTEMA DE AVALIAÇÃO TÁTICA NO FUTEBOL – FUTSAT ( TEOLDO et al.,
2011)

• Avalia o comportamento tático dos jogadores com base em 10 princípios do jogo de


futebol relacionados às fases ofensiva e defensiva.

- Princípios Táticos Fundamentais


- Percentual de acerto dos princípios
táticos (ofensivo, defensivo e geral)

17
Teoldo et al.,2011 33
34
(Praça et al., 2017)
35
(Praça et al., 2017) 36
Por que avaliar a capacidade tática?

1. Individualizar o processo de treino;

2. Ajustar o processo de treino face às respostas dos atletas;

3. Traçar longitudinalmente o perfil decisional dos atletas;

4. Conhecer especificidades do processo de treino por escalão de formação;

37
Recomendação - leituras

38
• A bola é redonda, o jogo dura noventa minutos e todo o resto é
apenas teoria.

• Josef “Sepp” Herberger, jogador e treinador da Seleção da


Alemanha.

39
OBRIGADO

Gibson Moreira Praça


Departamento de Esportes
Centro de Estudos em Cognição e Ação
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Universidade Federal de Minas Gerais

gibson_moreira@yahoo.com.br
(31) 98888-0016 40
ATIVIDADES PRÁTICAS

41
Nome: 3x3 bola na mão ataque

Modelo pendular: desvio da atenção tático-coordenativo

Tamanho do campo recomendado: 36x27

Descrição: Jogo 3x3 com o objetivo de marcar o maior número


possível de gols. A equipe em ataque terá um atleta com uma
bola na mão. Este atleta não pode receber a bola no ataque,
está “fora-de-jogo”. Para receber a bola, ele deve passar a bola
para outro colega de equipe, gerenciando tempo e espaço
para manter o companheiro em melhores condições sem a
bola na mão.

42
Nome: 3x3 4 apoios

Modelo pendular: Focalização da atenção

Tamanho do campo recomendado: 36x27

Descrição: Jogo 3x3 com o objetivo de marcar o maior número


possível de gols. A equipe em ataque tem 4 apoios nas laterais
do campo de jogo. Apenas os apoios na metade do campo em
que a bola se encontra podem ser utilizados, i.e., se a bola
está no campo de defesa, apenas os apoios na metade
defensiva podem ser utilizados.

43
Nome: 3x3 bola na mão defesa

Modelo pendular: desvio da atenção tático-coordenativo

Tamanho do campo recomendado: 36x27

Descrição: Jogo 3x3 com o objetivo de marcar o maior número


possível de gols. A equipe na defesa terá um atleta com uma
bola na mão. O atleta com a bola na mão não poderá
movimentar-se. A equipe na defesa deverá passar a bola na
mão de forma a manter sempre os dois defensores em melhor
condição aptos para realizar marcação ativa.

44
Nome: 3x3 1 toque – toque livre

Modelo pendular: desvio da atenção tático-técnico

Tamanho do campo recomendado: 36x27

Descrição: Jogo 3x3 com o objetivo de marcar o maior número


possível de gols. A equipe em ataque terá uma limitação na
execução de toques na bola. Caso o atleta receba a bola após
o colega dar mais de um toque na bola, ele só poderá devolver
de primeira. Caso receba a bola após um passe de primeira,
poderá dar quantos toques quiser.

45