Você está na página 1de 1

12 erros comuns em gerenciamento de projetos | Stakeholder http://stakeholdernews.com.

br/artigo/erros-em-gerenciamento-de-projetos/

Áreas de Conhecimento Conceitos Consultoria Gerente de Projeto Setorial Tecnologia Listas

Publicado em

» Conceitos » 12 erros comuns e m ge renciamento de projetos

Assine Nossa Newsletter

Os projetos de algumas organizações têm sido criticados por serem mal planejados e geridos, tendo projeções irreais de custo e Stakeholder no
de tempo atribuídas a eles. Comenta-se que a razão por trás desses problemas ou erros resume-se a uma falta de comunicação
entre os diferentes níveis dentro da equipe de gerenciamento de projetos. Porém acredito que as barreiras de comunicação são, na
verdade, apenas um dos muitos erros possíveis que uma equipe de gerenciamento de projetos pode cometer.
+84
A seguir destaco os erros mais evidentes em gerenciamento de projetos:

1. Alocar recursos para os projetos errados: A alocação de recursos para projetos é um dos elementos mais importantes dentro
do gerenciamento de projetos, e é visto como sendo um estágio crítico para o sucesso. O processo de alocação deve garantir que Autores do Stakeholder
as competências e/ou habilidades dos recursos sejam capazes de alcançar o conjunto de expectativas.
Luiz de Paiva ( RSS ) (2)
2. Gerente de Projeto não ter a experiência necessária exigida: Controlar o projeto é difícil e é ainda mais difícil se o gerente
de projeto não tiver a experiência necessária para o projeto. Experiência na condução de reuniões de status do projeto, gerenciar
Carlos Augusto Freitas ( RSS ) (2)
riscos e lidar com os participantes do projeto são itens muito importantes para o bom desenvolvimento e execução de um projeto.

3. O escopo do projeto não ser bem administrado: Tem-se observado que, às vezes tende a não haver procedimento Armando Terribili Filho ( RSS ) (1)
estabelecido para administrar uma mudança no escopo. Um gerente de projeto deve ter um processo estabelecido se uma
mudança no escopo estiver sendo efetuada. Este processo deve seguir alguns critérios estabelecidos, como por exemplo: o
indivíduo que está solicitando uma mudança no escopo precisa fornecer detalhes sobre as mudanças que ele propõe. A partir daí o
gerente de projeto precisa analisar o impacto que essa mudança no escopo terá no orçamento e nas limitações de tempo, para
depois dar o seu apoio à mudança no escopo do projeto. Editor Responsável

4. Cronograma fraco: O cronograma está lá por uma razão: garantir que um projeto não estoure o prazo e tenha um efeito dominó Luiz de Paiva
sobre os projetos subsequentes. No entanto, essa situação irá acontecer se o gerente de projeto definir prazos irreais para os
projetos. Para evitar esse resultado de efeito dominó, um gerente de projeto precisa definir prazos que garantam que haja tempo Profissional em Gerenciamento de
suficiente para que o projeto alcance seus objetivos definidos, assegurando a qualidade. Projetos, especializado em projetos
Greenfield e soluções web.
5. Eu sou o chefe: Não é aconselhável para um gerente de projeto viajar no poder e desencorajar sua equipe de projeto fazer
sugestões, mas esta situação acontece com frequência nas organizações. Os membros da equipe são provavelmente os mais Twitter | LinkedIn | Google+
conscientes dos desafios iminentes ou de problemas com um projeto em seu envolvimento direto com os trabalhos do
dia-a-dia. Ao praticar a noção de “eu sou o chefe”, o gerente de projeto pode como consequência, terminar com um projeto
fracassado.

6. Subestimar: Na gestão de projetos, é muito importante começar da mesma forma que você conseguirá avançar. Com isto quero Search the site...
dizer ter recursos suficientes, tempo e orçamento atribuídos a um projeto antes que ele saia do chão. Você precisa ser realista em
seu pensamento e garantir que não está subestimando suas necessidades desde o início.

7. Desprezo para pequenos detalhes: Às vezes os pequenos detalhes dentro dos projetos podem ser negligenciados e o foco
colocado exclusivamente sobre os detalhes maiores. Esses pequenos detalhes poderão lhe custar muito, e devem ser igualmente
importantes para o gerente de projeto.

8. Ignorando problemas: Ignorar problemas irá apenas agravá-los, por isso é aconselhável dar espaço a esses problemas e
desenvolver uma solução prática. É muito fácil adiar lidar com questões difíceis, deixando-os para outro dia. Como gerentes de
projeto deveríamos “engolir esse sapo” e resolver prioritariamente problemas importantes.

9. SOS: Se você não sabe algo é importante pedir ajuda. Quando você é gerente de um projeto de 1.000.000 de dólares você
precisa colocar o seu ego de lado e chamar alguém. Não se espera que você conheça todos os detalhes sobre tudo, então não
tenha medo de parar e pedir ajuda. Excesso de confiança pode prejudicar gravemente sua reputação e o seu projeto.

10. Ser uma pessoa do “Sim”: Você não tem que sempre dizer sim; dizer não de vez em quando é permitido e aceitável. Um
gerente de projeto e os membros da equipe precisam saber quando um limite foi atingido e dizer não! Não se pode esperar que
ninguém faça tudo o que lhe for solicitado. Trabalhe duro e concentre-se no que você é capaz de fazer.

11. Não implementar e não acompanhar um processo: Ter um processo estabelecido vai lhe dar estrutura e organização e
reduzir as chances de projetos desmoronando para o risco. Estar ciente do que precisa ser feito ordenadamente irá assegurar que
o projeto seja bem executado.

12. Não lidar com os erros: Projetos têm problemas e por vezes fracassam. Isso pode ser culpa sua, no entanto é importante,
como um gerente de projeto, não se debruçar sobre o passado e deixar que isso afete seus projetos atuais. Você precisa

1 de 2 03/09/2013 08:32

Você também pode gostar