Você está na página 1de 24

BIOLOGIA

PISM I – MÓDULO I
Professoras: Carolina Ribeiro & Silva Lidiane Silva
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

BIOQUÍMICA

INTRODUÇÃO
Quando se analisa a matéria que constitui os seres vivos, encontram-se
principalmente os seguintes elementos: carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O),
nitrogênio (N), fósforo (P) e enxofre (S). Esses elementos constituem cerca de 98% da
massa corporal da maioria dos seres vivos.
Podemos classificar os compostos químicos presentes nas células em orgânicos e
inorgânicos. São compostos orgânicos os carboidratos, lipídios, proteínas, vitaminas e
ácidos nucléicos; são inorgânicos a água e os sais minerais.

O CARBONO E A VIDA

A vida na Terra baseia-se essencialmente no elemento carbono, que constitui


estrutura básica de todas as moléculas orgânicas. Os átomos de carbono se unem em
sequência, formando cadeias carbônicas que se ligam a outros elementos químicos.

SAIS MINERAIS

Os sais minerais são substâncias inorgânicas formadas por íons, que resultam de
átomos que receberam ou doaram elétrons, ânions (-) e cátions (+), respectivamente.
A falta de certos sais minerais pode afetar seriamente o metabolismo e mesmo
causar a morte. Por exemplo, íons de cálcio (Ca²+) participam das reações de
coagulação do sangue e da contração muscular, além de serem componentes principais
dos ossos.

2
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

ÁGUA
É o composto mais abundante do nosso organismo e da maioria dos seres vivos.
Em tempos de estiagem, esporos de bactérias, cistos de protozoários e sementes de
vegetais conseguem sobreviver um longo período em estado de latência. Este fenômeno
é chamado de anidrobiose.

A molécula de água

A fórmula química da água é H2O, pois cada uma de suas moléculas é formada
por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio.
A disposição desses átomos não é linear: eles formam um ângulo, como
representado na figura abaixo:

3
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

Ligações de hidrogênio
Em função da deposição de seus átomos e de sua polaridade, cada molécula de
água tende a se unir a outras quatro, por atração entre cargas elétricas opostas: o
hidrogênio (+) de uma molécula é atraído pelo oxigênio (-) de outra molécula. Nesses
pontos de contato, estabelece-se uma interação denominada ligação de hidrogênio.

Propriedades da água
 Coesão: atração das moléculas de água entre si.
 Adesão: atração entre moléculas de água e de outras substâncias polares.
 Capilaridade: capacidade que a água tem de subir em vasos muito finos.
 Dissolução: Capacidade que a água possui de separar moléculas de um soluto.
Por essa capacidade, a água é conhecida como solvente universal.

Funções da água
 Atuar como solvente;
 Facilitar a entrada e a saída de substâncias da célula;
 Participar das reações de hidrólise;
 Regular a temperatura nos animais endotérmicos.

GLICÍDIOS
Também chamados de carboidratos, açúcares ou hidratos de carbono, são
moléculas orgânicas constituídas fundamentalmente por átomos de carbono, hidrogênio
e oxigênio.

4
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

Os glicídios constituem a principal fonte de energia para os seres vivos – o mel


contém glicose, a cana-de-açúcar é rica em sacarose, o leite contém galactose e os frutos
adocicados contêm frutose e glicose; exercem função estrutural – a parede das células
vegetais é formada de _______________, que dá sustentação ao corpo das plantas, o
exoesqueleto dos artrópodes é formado do glicídio _______________.
Outro papel importante dos glicídios é participar da estrutura dos ácidos
nucléicos, tanto do RNA quanto do DNA.

 MONOSSACARÍDEOS
São glicídios mais simples. Possuem fórmula geral CnH2nOn, em que o valor de n
pode variar de 3 a 7. Os monossacarídeos são compostos que possuem energia para uso
imediato.
Os monossacarídeos mais importantes, sob aspecto biológico, são as pentoses e as
hexoses.
Pentoses:
 Ribose: matéria prima para produção de ácido ribonucléico (RNA).
 Desoxirribose: matéria prima para produção de ácido desoxirribonucléico
(DNA).
Hexoses:
 Glicose: molécula mais usada pelas células para obtenção de energia. Fabricada
na fotossíntese pelos vegetais.
 Frutose: papel fundamentalmente energético.
 Galactose: constituinte da lactose do leite. Possui papel energético.
Glicose e fotossíntese
A fotossíntese é o processo pelo qual a energia luminosa do Sol é transformada
em energia química. Um conjunto de reações químicas é responsável pela conversão de
moléculas de gás carbônico (CO2) e água (H2O) em moléculas de glicose (C6H12O6) e
gás oxigênio (O2).

5
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

A fórmula C6H12O6 é comum às hexoses glicose, frutose e galactose. O que as


difere é o arranjo dos átomos ao longo da molécula.

 OLIGOSSACARÍDEOS
Formados pela união de duas até dez unidades de monossacarídeos. Os mais
abundantes são os dissacarídeos, formados pela união de dois monossacarídeos.
Possuem fórmula geral C2nH4n – 2O2n – 1, com a formação de uma molécula de água.
Ao serem ingeridos, os dissacarídeos têm que ser quebrados em monossacarídeos,
caso não ocorra, a absorção pelo tubo digestivo dos animais não é efetuada. Essa quebra
ocorre a partir do processo chamado hidrólise, que é a entrada de moléculas água na
reação.
A ligação entre monossacarídeos é chamada de ligação glicosídica.

 POLISSACARÍDEOS
São os açúcares mais abundantes na natureza. São moléculas grandes, formadas por
centenas de monossacarídeos, por isso são consideradas macromoléculas. Compõem um
grupo de glicídios que cujas moléculas não apresentam sabor adocicado.
De acordo com suas funções biológicas, podem ser classificados em energéticos de
reserva ou estruturais.

Polissacarídeos estruturais
Celulose: Participa da composição da parede celular dos vegetais. É o
carboidrato mais abundante na natureza.
Quitina: Está presente na parede celular de fungos e no exoesqueleto dos
artrópodes.

Polissacarídeos energéticos
Amido: Apresenta função de reserva. É encontrado em raízes, caules e folhas.
Glicogênio: É o carboidrato de reserva dos animais e dos fungos. É armazenado
nos músculos e no fígado dos animais.

6
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

LIPÍDIOS
O termo lipídio designa alguns tipos de substâncias orgânicas cuja principal
característica é a insolubilidade em água e a solubilidade em certos solventes orgânicos.
A razão da insolubilidade em água é que as moléculas desses lipídeos são apolares, por
isso não têm afinidade por moléculas água.
Os lipídeos são moléculas formadas pela união de um ácido graxo com um
álcool. Os mais conhecidos são as gorduras e os óleos.
São substâncias que atuam como reserva de energia, auxiliam na formação da
membrana plasmática e formam as vitaminas e os hormônios.

Glicerídeos
São moléculas do álcool glicerol ligadas a uma, duas ou três moléculas de ácidos
graxos (formados por longas cadeias de número par de átomos de carbono com um
grupo carboxila (COOH). Possuem função de isolamento térmico e reserva energética.

Englobam os óleos e as gorduras.


Ácidos graxos + glicerol

Cerídeos
São ésteres, como os glicerídeos, constituídos por uma molécula de álcool unida
a uma ou mais moléculas de ácidos graxos. Compreendem as ceras que são encontradas
na superfície das folhas e dos frutos, impermeabilizando-os, evitando desidratação.
São encontrados também na secreção de alguns insetos e na secreção da
glândula uropigiana das aves, contribuindo para a impermeabilização das penas.

Englobam as ceras.
Ácidos graxos + álcool de cadeia longa

Esteróides
Diferem dos glicerídeos e das ceras, sendo considerada uma categoria especial
de lipídeos. As moléculas de esteróides são compostas por átomos de carbono
interligados, formando quatro anéis carbônicos aos quais estão ligadas outras cadeias
carbônicas, grupos hidroxila ou átomos de oxigênio.

7
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

O colesterol é um dos esteróides mais conhecidos, principalmente por estar


associado à doenças do sistema cardiovascular. Porém, sua ingestão é necessária, pois o
colesterol é um componente importante nas membranas celulares.
As expressões “colesterol bom” e “colesterol ruim” não se referem propriamente
à molécula de colesterol, mas sim às proteínas sanguíneas encarregadas de seu
transporte. Essas proteínas se associam a lipídios e formam lipoproteínas, que são
conhecidas pelas siglas LDL (Low Density Lipoprotein) e HDL (High Density
Lipoprotein).
As LDL são as principais transportadoras de colesterol, enquanto as HDL são as
principais transportadoras de fosfolipídios. Uma alta concentração de colesterol no
sangue interfere no processo de englobamento e degradação do conjunto colesterol-
proteína pelas células, sendo este colesterol degradado utilizado na síntese de
membranas celulares.
A redução da captação do complexo LDL pelas células faz com que este fique
em excesso no sangue, oxidando e ficando alojado na parede dos vasos sanguíneos,
ocasionando arteriosclerose. Por isso, o colesterol associado às LDL é chamado de
“colesterol ruim”.
As HDL captam parte do excesso de colesterol do sangue, transportando-o até o
fígado, que o excreta na bile. Essas lipoproteínas ajudam, portanto, a eliminar o
colesterol do sangue e por isso são chamadas de “colesterol bom”. A ingestão de óleos
vegetais como os presentes no azeite ajudam a manter os níveis normais de colesterol no
sangue e aumentar a produção de HDL.

8
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

Esquema destacando a ação de lipídeos depositados na parede do vaso sanguíneo,


comprometendo o fluxo sanguíneo no mesmo.

Fosfolipídeos
É uma classe especial de lipídios, sendo os principais constituintes das
membranas celulares. Do ponto de vista químico, é um glicerídeo combinado a um
grupo fosfato. Sua molécula lembra um palito de fósforo, com uma “cabeça”
eletricamente carregada (polar), e duas “caudas” sem carga elétrica (apolar) de ácido
graxo.
As membranas biológicas são formadas por fosfolipídios organizados em duas
camadas, nas quais sem encontram algumas proteínas incrustadas. Essas membranas são
elásticas e por isso possuem a capacidade de reorganização evitando a ruptura das
membranas, o que explica a capacidade de regeneração.

9
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

PROTEÍNAS

As proteínas são compostos orgânicos mais abundantes da matéria viva. São


consideradas macromoléculas complexas, de alto peso molecular e constituídas de
unidades menores denominadas aminoácidos.

Aminoácidos
É uma molécula orgânica por átomos de carbono, hidrogênio, oxigênio e
nitrogênio unidos entre si de maneira característica.

Os aminoácidos que um organismo não consegue produzir são chamados de


aminoácidos essenciais, e os que podem ser produzidos a partir de outras substâncias
celulares são chamados de aminoácidos não-essenciais ou naturais. A tabela a seguir
destaca esses aminoácidos.

Ligação peptídica
É a ligação entre dois aminoácidos vizinhos. Essa ligação se estabelece sempre
entre o grupo amina de um aminoácido e o grupo carboxila de outro formando uma
molécula de água.

10
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

Polímeros: são macromoléculas formadas pela união de várias moléculas


menores chamadas de monômeros. As proteínas, portanto, são polímeros de
aminoácidos.
A união de mais de três aminoácidos é chamada de polipeptídio.

Fatores que determinam as propriedades das proteínas


 O número de aminoácidos;
 Tipos de aminoácidos;
 Sequência de aminoácidos;
 Configuração espacial do composto.

Estrutura das proteínas


 Estrutura primária: sequência de aminoácidos;
 Estrutura secundária: enrolamento helicoidal da molécula;
 Estrutura terciária: enrolamento da estrutura secundária;
 Estrutura quaternária: associação de várias cadeias polipeptídicas enoveladas.
Ex.: hemoglobina.

11
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

Alterações das proteÍnas

 Desnaturação
É a alteração na estrutura espacial das proteínas. Fatores que ocasionam a
desnaturação protéica:
 Temperatura (Ex.: febres muito altas) – Ex.: ovo cozido ou frito;
 Variação de acidez (pH) – (queijos e iogurtes - ácido lático).
 Presença de substâncias químicas.

 Mudança na sequência de aminoácidos


A sequência de aminoácidos chamada de estrutura primária é responsável pelas
propriedades das proteínas. Cada proteína tem uma sequência determinada de
aminoácidos. Essa sequência é determinada pelos genes do organismo, e qualquer

12
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

alteração na estrutura desses genes (mutação) pode ocasionar mudanças na ordem dos
aminoácidos e, consequentemente, nas propriedades das proteínas.
Ex.: anemia falciforme.
Hemoglobina normal:
val – his – leu – ter – pro – glu – lis - ...
Hemoglobina anormal:
val – his – leu – ter – pro – val – lis - ...

Tipos de proteínas
 Simples ou holoproteínas: Formadas apenas por aminoácidos. Ex.: Histona,
albumina.
 Complexas, conjugadas ou heteroproteínas: Possuem um radical não formado
por aminoácidos ligado à sua molécula (Grupo Prostético ou radical). Ex.:
Hemoglobina (globina – proteína simples + pigmento heme – grupo prostético)

Funções das proteínas


De uma forma geral, as proteínas são substâncias que desempenham funções
fundamentais para os seres vivos. Podem ser: estrutural, enzimática, hormonal, defesa e
nutritiva. Exemplos:
 Forma das células: citoesqueleto (esqueleto interno);
 Reações químicas vitais: enzimas (ptnas especiais – catalisadores biológicos);
 Defesa do organismo – anticorpos;
 Transferência de informações para as células – hormônios;
 Nutrição: servem como fonte de aminoácidos.

Enzimas
São substâncias orgânicas de natureza protéica. São consideradas catalisadores
biológicos, pois aceleram as reações químicas.
Possuem como características:
 Alto grau de especificidade;
 Mecanismo de “Turnover” – desempenha a mesma função várias vezes
consecutivas e não são consumidas no processo;
 Altamente eficientes – aceleram a velocidade da reação de 108 a 1011;
 Reduzem a energia de ativação necessária para a reação catalisada;
 Não são tóxicas.
Algumas enzimas são proteínas simples, constituídas apenas de cadeias
polipeptídicas. Outras são proteínas conjugadas, constituídas de uma parte protéica,
apoenzima, combinada a uma parte não protéica, cofator. Se o cofator for uma
substância orgânica, recebe o nome de coenzima.
APOENZIMA + COFATOR = HOLOENZIMA (ATIVA)

 Nomenclatura
1- Nome do substrato + ASE. Ex.: Amido + ASE = Amilase
2- Nome da reação + ASE. Ex.: Oxidação = Oxidase
Algumas enzimas possuem nomes aleatórios. Ex.: ptialina (saliva – amido em
glicose), pepsina (estômago – digere proteínas).

13
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

 Modelo “chave – fechadura”


A especificidade é explicada pelo fato de elas se encaixarem (reagirem)
perfeitamente aos seus substratos. Em algumas reações, as moléculas de substrato são
quebradas em moléculas menores.

 Gasto de energia nas reações

 Fatores que afetam a atividade enzimática

 Concentração do substrato: aumentando a concentração do substrato, aumenta-se


a velocidade da reação até o momento em que todas as moléculas de enzima se
achem “ocupadas”. A partir deste momento a velocidade da reação é máxima e
constante.

14
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

 Concentração da enzima: aumentando a concentração de moléculas da enzima, a


velocidade de reação aumenta desde que haja quantidade de substrato suficiente
para receber as enzimas.

 Temperatura: a velocidade de uma reação enzimática aumenta com a elevação


da temperatura. Porém, a partir de determinada temperatura, a velocidade
diminui.

 Grau de acidez (pH): as alterações de pH podem mudar a forma da enzima


afetando seu funcionamento. Cada enzima tem um pH ótimo para o seu
funcionamento, acima ou abaixo desse pH sua atividade diminui.

15
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

 Inibição enzimática
A inibição da ação da enzima pode ser reversível ou irreversível. Em um tipo de
inibição reversível, a inibição competitiva da atividade enzimática, o inibidor compete
como substrato pelo sítio ativo da enzima. O combate às bactérias patogênicas é feito a
partir de substâncias (antibióticos) que têm efeito irreversível, ou seja, promovem a
chamada inibição irreversível.
Outra forma de inibição enzimática é a chamada inibição alostérica, em que o agente
inibidor se liga a uma região da enzima diferente do seu sítio ativo, produzindo
alterações estruturais na enzima impedindo seu funcionamento.

VITAMINAS

São substâncias orgânicas necessárias em poucas quantidades e que o organismo


não consegue produzir. Se distinguem das demais substâncias orgânicas por não serem
fontes de energia nem desempenharem funções estruturais. São responsáveis pela
ativação das enzimas.
Tipos de vitaminas
 Hidrossolúveis: são polares (dissolvem-se na água). São armazenadas em
quantidades pequenas e devem ser ingeridas diariamente.
 Lipossolúveis: são apolares (dissolvem-se em lipídios e em outros solventes
orgânicos). São armazenadas no tecido adiposo e não necessitam ser ingeridas
diariamente.

16
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

ÁCIDOS NUCLÉICOS
São assim por seu caráter ácido e por terem sido descobertos originalmente no
núcleo das células. A partir da década de 1940 passaram a ser investigados mais a
fundo, pois se descobriu que eles constituem os genes, responsáveis pela herança
biológica.
Existem dois tipos de ácidos nucléicos: DNA _________________________ e o
RNA _________________________.
Os ácidos nucléicos são as maiores macromoléculas presentes nas células e são
constituídos por três tipos de componentes: glicídios do grupo das pentoses (DNA –
desoxirribose; RNA – ribose), ácido fosfórico e bases nitrogenadas. Dos cinco tipos de
base nitrogenada presentes nos ácidos nucléicos, três ocorrem tanto no DNA quanto no
RNA: adenina (A), citosina (C) e guanina (G). A base nitrogenada timina (T) ocorre
exclusivamente no DNA, e a base uracila (U) ocorre exclusivamente no RNA.

As moléculas de DNA são constituídas por duas cadeias polinucleotídicas


enroladas uma sobre a outra, formando uma escada helicoidal. As cadeias mantêm-se
unidas por pontes de hidrogênio entre os pares de bases específicos: adenina emparelha-
se com timina e a guanina emparelha-se com citosina.
As moléculas de RNA são formadas por uma única cadeia, que se enrola sobre si
mesma pelo emparelhamento de bases complementares na mesma cadeia
polinucleotídica. Alguns vírus, como o do mosaico do tabaco, possuem dupla fita de
RNA.

17
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

18
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

Estudo Dirigido

1. Explique por que a água é tão importante para os seres vivos.


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
_______________________________________________________

2. Faça um esquema mostrando como as moléculas de água se unem.


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
_______________________________________________________

3. Cite quatro exemplos de sais minerais importantes para os seres humanos, diga qual
papel cada um deles desempenha em nosso corpo e quais os principais alimentos
que os contem.
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________

4. Explique a importância dos carboidratos para os seres vivos.


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
_______________________________________________________

5. Explique a importância dos lipídios para os seres vivos.


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
_______________________________________________________

19
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

Exercícios:

1. No processo de industrialização da mamona, além do óleo que contém vários ácidos


graxos, é obtida uma massa orgânica, conhecida como torta de mamona. Esta massa
tem potencial para ser utilizada como fertilizante para o solo e como complemento
em rações animais devido a seu elevado valor proteico. No entanto,a torta apresenta
compostos tóxicos e alergênicos diferentemente do óleo da mamona. Para que a
torta possa ser utilizada na alimentação animal, é necessário um processo de
descontaminação.
Revista Química Nova na Escola. V. 32, no 1, 2010 (adaptado).
A característica presente nas substâncias tóxicas e alergênicas, que inviabiliza sua
solubilização no óleo de mamona, é a:
a) Lipofilia d) Cromatofilia
b) Hidrofilia e) Hiperpolarização.
c) Hipocromia

2. Quando colocados em água, os fosfolipídios tendem a formar lipossomos, estruturas


formadas por uma bicamada lipídica, conforme mostrado na figura. Quando
rompida, essa estrutura tende a se reorganizar em um novo lipossomo.

Esse arranjo característico se deve ao fato de os fosfolipídios apresentarem uma


natureza:

a) polar, ou seja, serem inteiramente solúveis em água.


b) apolar, ou seja, não serem solúveis em solução aquosa.
c) anfotérica, ou seja, podem comportar-se como ácidos e bases.
d) insaturada, ou seja, possuírem duplas ligações em sua estrutura.
e) anfifílica, ou seja, possuírem uma parte hidrofílica e outra hidrofóbica.

20
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

3. Observa a tirinha abaixo:

A condição física apresentada pelo personagem da tirinha é um fator de risco


que pode desencadear doenças como:

a) anemia d) escorbuto
b) beribéri e) fenilcetonúria.
c) diabetes

4. A osteoporose, principal causa de quedas entre idosos, é resultado da perda gradual


da densidade da matriz óssea, que é remodelada por osteoblastos e osteoclastos.
Segundo os especialistas, a prevenção contra a osteoporose deve começar na
infância, com alimentação rica em cálcio e em vitamina D, exposição diária ao sol e
exercícios físicos. Sobre os vários fatores envolvidos na formação do osso, é correto
afirmar que:

a) A fixação do cálcio no tecido ósseo depende da presença de vitamina D, cuja


síntese é diminuída em indivíduos que têm o hábito de tomar sol.
b) O excesso de vitamina C pode levar à diminuição da densidade óssea, pois essa
vitamina causa degradação das moléculas de colágeno.
c) Os osteoblastos e os osteoclastos são células responsáveis, respectivamente, pela
captura de cálcio e pela absorção de vitamina D.
d) Os osteoblastos e os osteoclastos são células responsáveis, respectivamente,
pela produção e pela degradação de componentes da matriz óssea

5. Uma prática de limpeza comum na cozinha consiste na remoção da gordura de


panelas e utensílios como garfos, facas, etc. Na ação desengordurante, geralmente se
usa um detergente ou um sabão. Esse
tipo de limpeza resulta da ação química desses produtos, dado que suas moléculas
possuem:

a) uma parte com carga, que se liga à gordura, cujas moléculas são polares; e uma
parte apolar, que se liga à água, cuja molécula é apolar.
b) uma parte apolar, que se liga à gordura, cujas moléculas são apolares; e uma
parte com carga, que se liga à água, cuja molécula é polar.
c) uma parte apolar, que se liga à gordura, cujas moléculas são polares; e uma
parte com carga, que se liga à água, cuja molécula é apolar.
d) uma parte com carga, que se liga à gordura, cujas moléculas são apolares; e uma
parte apolar, que se liga à água, cuja molécula é polar.

21
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

6. Recentemente, houve grande interesse por parte dos obesos quanto ao início da
comercialização do medicamento Xenical no Brasil. Esse medicamento impede a
metabolização de um terço da gordura consumida pela pessoa. Assim, pode-se
concluir que o Xenical inibe a ação da enzima:

a) maltase. c) lipase. e) sacarase.


b) protease. d) amilase.

7. Devem constar da dieta humana íons correspondentes aos seguintes elementos


químicos, exceto:

a) cálcio. c) ferro. e) mercúrio.


b) cloro. d) sódio.

8. Reserva de carboidratos nos músculos ficam na fórmula de:

a) glicogênio. c) amido. e) glicose.


b) lactose. d) sacarose.

9. Durante muito tempo acreditou-se que os carboidratos tinham funções apenas


energéticas para os organismos. O avanço do estudo desses compostos, porém,
permitiu descobrir outros eventos biológicos relacionados aos carboidratos. Ciência
hoje. V.39., 206. (adapt.).
Baseado no texto e em seus conhecimentos é incorreto afirmar que:

a) os carboidratos são fundamentais no processo de transcrição e replicação, pois


participam da estrutura dos ácidos nucléicos.
b) os carboidratos são importantes no reconhecimento celular, pois estão presentes
externamente na membrana plasmática, onde eles formam o glicocálix.
c) os triglicérides, carboidratos importantes como reserva energética, são formados
por carbono, hidrogênio e oxigênio.
d) tanto quitina, que forma a carapaça dos artrópodes, quanto a celulose, que
participa da formação da parede celular, são tipos de carboidratos.
e) o amido, encontrado nas plantas, e o glicogênio, encontrado nos fungos e
animais, são exemplos de carboidratos e têm como função a reserva de energia.

10. Em relação às enzimas, podemos afirmar que:

a) não podem ser reutilizadas, pois reagem com o substrato, tornando-se parte do
produto.
b) são catalisadores eficientes por se associarem de forma inespecífica a qualquer
substrato.
c) seu poder catalítico resulta da capacidade de aumentar a energia de ativação das
reações.
d) atuam em qualquer temperatura, pois sua ação catalítica independe de sua
estrutura espacial.

22
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

e) sendo proteínas, por mudança de pH, podem perder seu poder catalítico ao se
desnaturarem.

11. Os lipídios são:

a) os compostos energéticos consumidos preferencialmente pelo organismo.


b) mais abundantes na composição química dos vegetais do que na dos animais.
c) substâncias insolúveis na água mas solúveis nos chamados solventes orgânicos
(álcool, éter, benzeno).
d) presentes como fosfolipídios no interior da célula, mas nunca na estrutura da
membrana plasmática.
e) compostos orgânicos formados pela polimerização de ácidos carboxílicos de
cadeias pequenas em meio alcalino.

12. Considere as seguintes afirmativas:

I. As proteínas são substâncias de grande importância para os seres vivos: muitas


participam da construção da matéria viva.
II. As proteínas chamadas enzimas facilitam reações químicas celulares.
III. Os anticorpos, que também são proteínas, funcionam como substâncias de
defesa.
Assinale:
a) se somente I estiver correta
b) se somente II estiver correta.
c) se somente III estiver correta.
d) se I e II estiverem corretas.
e) se todas estiverem corretas

13. A intolerância à lactose produz alterações abdominais, no mais das vezes diarréia.
Na superfície mucosa do intestino delgado há células que produzem, estocam e
liberam uma enzima digestiva chamada lactase, responsável pela digestão da
lactose. Quando esta é mal digerida passa a ser fermentada pela flora intestinal,
produzindo gás e ácidos orgânicos, o que resulta na assim chamada diarréia
osmótica, com grande perda intestinal dos líquidos orgânicos.

O texto apresentado acima e outros conhecimentos que você possui sobre o


assunto PERMITEM AFIRMAR CORRETAMENTE que:

a) a intolerância à lactose pode ser evitada fazendo-se uso do leite de cabra.


b) a enzima digestiva lactase é componente do suco pancreático.
c) o meio intestinal se torna hipertônico após a fermentação da lactose.
d) a intolerância à lactose só acomete recém-nascidos, uma vez que, essa é a idade
da lactação

14. As enzimas são catalisadores orgânicos e atuam na ativação das reações


biológicas. Em relação às enzimas, podemos afirmar que:

23
Biologia – PISM I/Módulo I - Carolina Ribeiro Silva & Lidiane Silva

a) sendo proteínas, por mudanças de pH, podem perder seu poder catalítico ao se
desnaturarem.
b) atuam em qualquer temperatura, pois sua ação catalítica independe de sua
estrutura espacial.
c) seu poder catalítico resulta da capacidade de aumentar a energia de ativação das
reações.
d) são catalisadores eficientes a qualquer substrato.
e) não podem ser reutilizadas , pois reagem como substrato, tornando-se parte do
produto.

15. A osteoporose é uma doença que acomete principalmente as mulheres após os 50


anos de idade. Caracteriza-se pela perda de tecido ósseo, o que pode levar a fraturas.
Nesse contexto, considere as afirmações abaixo.

I. A ingestão de alimentos, como leite e derivados, associada à atividade física, é


importante na prevenção da doença.
II. A exposição moderada ao Sol aumenta a síntese de vitamina D, responsável
pela fixação do cálcio no tecido ósseo.
III. Essa doença pode ocorrer em casos em que a ingestão de cálcio é deficiente, o
que provoca a retirada desse elemento da matriz do tecido ósseo.
Assinale:

a) se todas estiverem corretas. c) se somente II e III forem


b) se somente I e III forem corretas.
corretas. d) se somente I e II forem corretas.
e) se somente I for correta

Fique de olho e complemente seu estudo:


Aqui você encontrará sugestões de exercícios e vídeo aulas que serão úteis para a complementação do seu
estudo.

- Carboidratos, lipídeos e proteínas:


https://www.youtube.com/watch?v=wZ6pq14C1hw

- Função do Carboidrato, Lipídio, Proteína e da Vitamina:


https://www.youtube.com/watch?v=ldEpQESZpN4

- Lipídeos, Bioquímica – Composto Orgânicos:


https://www.youtube.com/watch?v=u0it7IzIGrc

- Teste seus conhecimentos:


https://rachacuca.com.br/quiz/43326

Referências Bibliográficas
LINHARES, S.; GEWANDSZNAJDER, F.; PACCA, H. Biologia Hoje. Citologia,
Reprodução e desenvolvimento, Histologia, Origem da vida. Editora Ática. 2016.

24