Você está na página 1de 7

Semana 1: O que é aprender?

Fatos Cérebro:
 Células do sistema nervoso são chamadas neurônios. A informação de um neurônio
flui para outro neurônio através de uma sinapse. Cérebro humano tem um milhão de
bilhões de sinapses.
 Seu cérebro cria sinapses sempre que você aprende algo novo. Dormir ajuda a
"atualizar" suas células cerebrais. Literalmente.

Por que nós procrastinamos (cientificamente):


Problema:
Aprender uma coisa nova ou fazer algo que você preferiria não fazer pode ser
estressante. Isso pode causar ansiedade no começo. Isso ativa a área associada à dor no
cérebro.
Seu cérebro procura uma maneira de parar esse sentimento negativo, voltando sua
atenção para algo mais agradável.
Solução:
O truque é apenas começar. Pesquisadores descobriram que não muito tempo depois de
as pessoas começarem a descobrir o que não gostaram, o desconforto neural
desapareceu.
Lembre-se de que quanto melhor você conseguir alguma coisa, mais agradável ela pode
se tornar.
Considere usar a técnica de pomodoro.

Aprendendo coisas difíceis e abstratas:


Quanto mais abstrata algo é, mais importante é praticar para criar e fortalecer conexões
neurais para trazer as idéias abstratas à realidade para você.
Ex : Você deve praticar muito com o vocabulário de matemática para entender e lembrar
mais facilmente. [∫∞e x dx, k! (N − k)!]

Resumo do que aprendi:


1. Existem dois modos de pensar:
a. Modo focado: Concentrando-se em coisas que geralmente são familiares.
b. Modo Difuso: Um modo relaxado de pensar "seus pensamentos são livres
para vagar".
2. Quando você não deseja fazer / aprender algo, passe por isso e comece. O
desconforto desaparece e, a longo prazo, isso leva à satisfação.
3. Quando você aprende algo novo, certifique-se de ter tempo para descansar, depois
volte para ele e lembre-se do que aprendeu.
3. Isso é muito importante. Não empilhe informações em um dia. Isso leva a um
aprendizado ineficiente. É como construir uma parede sem deixar secar.
4. Revisitar e praticar o que você aprende é importante. Pesquisas mostram que
a repetição espaçada (repetir coisas depois de alguns dias) é a melhor maneira de
construir e fortalecer as conexões sinápticas.
4. O sono é muito importante. Ele limpa as toxinas metabólicas do cérebro após um dia
de "uso do cérebro". É melhor dormir diretamente depois de aprender coisas novas.
5. Foi demonstrado que o exercício e / ou estar em um ambiente social rico ajuda o
cérebro a produzir novos neurônios. Não se tranque no seu quarto. Fique ativo e
tempo livre para o exercício (incluindo atividades físicas em geral) e amigos
diariamente.
Semana 2: Chunking

Pedaços:
Pedaços de informação, neurocientificamente falando, unem-se através do uso e
significado. Eles podem ficar maiores e mais complexos, mas, ao mesmo tempo, são
fáceis de acessar itens que podem caber no slot da memória de trabalho.
 Chunking é o ato de agrupar conceitos em pacotes compactos de informações que
são mais fáceis para a mente acessar.
 Exemplo : Se você entende e pratica uma fórmula matemática. Você não precisa
mais se concentrar muito para resolvê-lo como você fez na primeira vez. Isso
porque seu "pedaço de fórmula" ficou tão abstrato em seu cérebro que só pode
levar um espaço da sua memória de trabalho para resolvê-lo.

Desligue as distrações . Você quer usar todos os quatro slots da sua memória de trabalho
ao estudar. O aprendizado será ineficiente se alguns desses slots estiverem conectados a
outra coisa.

Você tem que resolver o problema sozinho. Só porque você vê, ou até mesmo entende,
não significa que você será capaz de resolvê-lo ( Ilusão de competência ). É sempre mais
fácil olhar para o material, mesmo se você achar que é fácil, e depois fazer isso sozinho.

Fica mais fácil. Quando você pensa que um capítulo ou um livro tem muita informação e
que não há como passar por todos eles; apenas se concentre em qualquer seção que
você esteja estudando. Você verá que depois de colocar o primeiro conceito em sua
biblioteca mental, o seguinte será mais fácil.
Este conceito é chamado de transferência ; um pedaço que você domina em uma área
geralmente ajuda muito mais facilmente a aprender outros pedaços de informação em
diferentes áreas.

Domine a ideia principal e comece a aprofundar-se. No entanto, certifique-se de não ficar


preso em alguns detalhes antes de ter uma ideia geral. Pratique para ajudar-se a ganhar
maestria e percepção do contexto do quadro geral. Tente fazer uma "caminhada de fotos"
antes de cavar o material, ou seja, veja rapidamente as fotos, os títulos dos capítulos, as
fórmulas usadas ... antes de mergulhar nos detalhes.

Lembre-se mentalmente sem olhar para o material. Isso é mais eficaz do que
simplesmente reler. Releia somente depois de tentar recordar e anotar o que estava no
material.
Considere recordar quando você está em lugares diferentes para se tornar independente
das sugestões de qualquer local de doação. Isso ajudará você a fazer um teste na aula.

Teste-se para se certificar de que você está realmente aprendendo e não se enganar em
aprender. Erros são uma coisa boa. Eles permitem que você pegue ilusões de
competência.

Não confie sempre em sua intuição inicial. Einstellung problema (uma palavra alemã
para Mindset). Uma ideia ou um padrão neural que você desenvolveu pode impedir que
uma nova ideia melhor seja encontrada. Às vezes, sua intuição inicial sobre o que você
precisa fazer é enganosa. Você precisa desaprender velhas idéias e abordagens enquanto
aprende novas.

Misture os problemas (Intercalação) de diferentes capítulos. Isso é útil para criar


conexões entre seus blocos. Isso pode tornar seu aprendizado um pouco mais difícil, mas
ajuda você a aprender mais profundamente. A intercalação é muito importante. É onde
você deixa o mundo da prática e da repetição e começa a pensar de forma mais
independente.

Não é:
 Realçar demais e criar mapas é muitas vezes ineficaz sem recordar.
 Repetir algo que você já aprendeu ou conhece muito bem é fácil . Pode trazer
a ilusão de competência ; que você tenha dominado todo o material quando você
realmente conhece as coisas fáceis. Equilibre seus estudos e concentre-se nos mais
difíceis ( prática deliberada ). Isso define a diferença entre um bom aluno e um
ótimo aluno.
 Um grande erro é começar a trabalhar cegamente em um exercício sem ler o livro
ou assistir à aula. Esta é uma receita de afundar. É como deixar aleatoriamente um
pensamento aparecer no modo de foco sem prestar atenção em onde a solução
realmente está.

Semana 3: procrastinação e memória

Procrastinação:
 As respostas rotineiras e habituais em que seu cérebro entra quando você tenta
fazer algo difícil ou desagradável. Concentrando-se apenas em fazer o momento
presente parecer melhor.
 Ao contrário da procrastinação, que é fácil de cair, a Força de Vontade é difícil de
encontrar. Ele usa muitos recursos neurais e você não deve desperdiçá-lo em
afastar a procrastinação, exceto quando for realmente necessário. Você realmente
não precisa.
 O efeito a longo prazo da procrastinação pode ser perigoso. Colocar seus estudos
fora leva a que os estudos se tornem ainda mais dolorosos. A procrastinação é um
hábito que afeta muitas áreas de sua vida, se você melhorar nesta área, muitas
mudanças positivas se desdobrarão.
 A procrastinação compartilha recursos com o vício. No começo, isso leva você a
pensar que, se estudar muito cedo, esquecerá o material. Então, quando a aula está
à sua frente, isso leva você a pensar que é inadequado ou que o assunto é muito
difícil.
 Você quer evitar engradados que não construam estruturas neurais sólidas,
colocando a mesma quantidade em seu aprendizado e espaçando-o por um longo
período, começando mais cedo.
Primeira vez aprendendo alguma coisa:
 A primeira vez que você faz algo, o dilúvio de informações chegando a você tornaria
o trabalho quase impossível. Mas, uma vez que você tenha chunked, será simples.
 No começo, é muito difícil, depois é fácil. Isso se torna um hábito. Ex: Dirigindo pela
primeira vez.

Hábitos
 Neuro-cientificamente falando, chunking está relacionado ao hábito.
 O hábito é um economizador de energia. Você não precisa se concentrar ao realizar
diferentes tarefas habituais.
 Hábitos podem ser bons ou ruins, breves ou longos.

Hábitos Peças:
1. A sugestão : O gatilho que o lança no modo zumbi (rotina habitual).
a. Reconheça o que te lança no modo de procrastinação de zumbis:
i. Localização. Tempo. Sentimentos. Reação a pessoas ou eventos ...
b. Considere encerrar seu telefone / internet por breves períodos de tempo para
evitar a maioria das sugestões.
2. A rotina : Rotina que você faz em reação à sugestão.
3. Você só precisa usar sua força de vontade para mudar sua reação às dicas.
4. Concentre-se ativamente em religar seus velhos hábitos.
2. You need a plan. You need some willpower.
3. A recompensa : os hábitos existem porque nos recompensam.
5. Dê a si mesmo maiores recompensas por conquistas maiores. Mas depois de
terminá-los.
3. **Ex**: If I study for 4 hours today, I’ll watch a movie, guilt
free, at night.
6. Os hábitos são poderosos porque criam desejos neurológicos. Isso ajuda a
adicionar uma nova recompensa se você quiser superar seus desejos anteriores.
7. Somente quando o seu cérebro começar a esperar uma recompensa, a
importante religação ocorrerá, permitindo que você crie novos hábitos.
4. A crença : para mudar seus hábitos, você precisa mudar sua crença subjacente.
8. Ex : Você pode achar que nunca conseguirá mudar o hábito de estudar até
tarde. Isso não é verdade. Você pode realmente religar seu cérebro
9. Participar de uma comunidade estudantil ajuda, seja online ou na vida real.
10. Confie no seu sistema. Você tem que se sentir feliz e livre de preocupações
quando estiver descansando.

Lista semanal / diária:


 Pesquisadores mostraram que escrever sua lista diária na noite anterior ajuda você
a realizá-los no dia seguinte. Se você não anotá-las, elas terão os slots valiosos da
memória.
 Planeje seu tempo de conclusão, isso é tão importante quanto planejar seu horário
de trabalho.
 Primeiro, trabalhe na tarefa mais importante e mais antipática, mesmo que seja
apenas um pomodoro.
 Tome notas sobre o que funciona e o que não funciona.
 Tenha um plano de backup para quando você ainda procrastinar.

Concentre-se no processo:
Você deve perceber que é perfeitamente normal começar uma sessão de aprendizado
com um sentimento negativo, mesmo que goste do assunto. É como você lida com esses
sentimentos que importam.
Solução : concentre-se no processo, não no produto. O produto é o que desencadeia a dor
que faz com que você procrastine. Em vez de dizer "eu vou resolver essa tarefa hoje",
coloque seu melhor esforço por um período de tempo continuamente ao longo dos dias.

Memória:
 Use sua memória visual para lembrar de coisas.
o Ex : Ligue uma foto memorável a uma fórmula.
 As imagens ajudam a encapsular um conceito muito difícil de lembrar, tocando em
áreas visuais com habilidades de memória aprimoradas.
 Quanto mais ganchos neurais você puder construir evocando os sentidos, mais fácil
será para você lembrar o conceito.
 Continue repetindo o que você quer aprender para que as toxinas metabólicas não
sugem os padrões neurais relacionados a essa memória. Repetição espaçada é a
chave.
 Ajuda em Flashcards . Considere o uso de Anki.
 O manuscrito ajuda você a converter profundamente o que você está tentando
aprender em estruturas de memória neural.

Técnicas de memória:
 Crie grupos e abreviações significativos.
 Para lembrar números, associe-os a eventos memoráveis.
 Crie frases mnemônicas das primeiras letras das palavras que você quer lembrar.
 Técnica do Palácio da Memória : Use um local familiar (como a planta da sua casa)
e associe imagens visuais de coisas que você deseja lembrar com lugares físicos.
o Isso não é fácil. Você será muito lento no começo. Mas com a prática, você
ficará melhor.
o Quanto mais você pratica seu "músculo da memória", mais fácil você se
lembra.

Semana 4: Aprendizagem renascentista e desbloqueio do seu


potencial

Você deveria saber:


 O exercício é de longe mais eficaz do que qualquer droga para ajudá-lo a aprender
melhor. Ajuda novos neurônios a sobreviver.
 A aprendizagem nem sempre progride linear e logicamente. Inevitavelmente, seu
cérebro vai atingir um colapso de conhecimento às vezes. Isso geralmente significa
que seu cérebro está reestruturando sua compreensão, construindo uma base mais
sólida.
 Você aprende conceitos complexos tentando entender as informações que você
percebe. Não por ter alguém contando para você.

Metáforas
 Metáforas e analogias são muito úteis, não apenas para memorizar, mas também
para entender conceitos diferentes.
 Muitas vezes é útil fingir que você é o conceito que está tentando entender.

Inteligência:
 Inteligência importa. Ser inteligente geralmente equivale a ter uma grande memória
de trabalho (mais do que apenas quatro slots).
 No entanto, uma super memória de trabalho pode manter seus pensamentos tão
firmes que novos pensamentos não encontrarão um caminho para o cérebro. Tal
atenção rigidamente controlada poderia usar uma respiração ocasional de
TDAH. Sua atenção muda mesmo se você não quer que ela mude.
 Prática deliberada é o que ajuda o cérebro médio a elevar-se ao reino daqueles
naturalmente dotados. Praticar certos padrões mentais aprofunda sua mente.
 Cientistas brilhantes como Ramón y Cajal, o pai da neurociência, ou Charles
Darwin, não eram excepcionalmente talentosos. A chave para o sucesso deles era
a perseverança, assumindo a responsabilidade pelo aprendizado e mudando seus
pensamentos.
 Tenha orgulho das qualidades em que você se destaca. Afaste as pessoas se elas
tentarem rebaixar seus esforços.

Hemisfério direito:
 Ajuda-nos a colocar o nosso trabalho na perspetiva geral e faz verificações da
realidade.
 Quando você faz um dever de casa ou testa perguntas e não volta para verificar seu
trabalho, você está agindo como uma pessoa que se recusa a usar partes do
cérebro dele.

Hemisfério esquerdo:
 Interpreta o mundo para nós, mas com uma tendência à rigidez, dogmatismo e
egocentrismo.
 Pode levar a excesso de confiança. Ex: acreditando que suas respostas estão
corretas.

Melhores práticas:
 Sempre dê um passo para trás e volte a verificar se há vantagens de habilidades de
interações de ambos os hemisférios.
 Brainstorm e encontre pessoas focadas para analisar seu trabalho.
o Seus erros são às vezes mais fáceis de serem encontrados pelos outros.
o Explicar-se aos outros ajuda você a entender mais.
o Estudar em equipe ajuda a entender o que você perdeu ou o que não
consegue ver.
 Não se engane. Não acredite cegamente em suas habilidades intelectuais. Ter uma
equipe pode trazer essas projeções para baixo.

Lista de Verificação de Teste:


 Você fez um esforço sério para entender o texto? Se você tivesse um guia de
estudo, você passou por isso?
 Você tentou delinear toda solução de problema de dever de casa?
 Você entendeu todas as soluções dos seus problemas de lição de casa? Se não,
você pediu explicações?
 Você trabalhou com colegas em problemas de lição de casa? verificou suas
soluções?
 Você consultou seu instrutor / professor quando teve algum problema com alguma
coisa?
 Você dormiu bem na noite anterior ao teste?

Técnica de Teste: Início Difícil - Salte para o mais fácil: (Tente esta estratégia com
problemas de trabalhos de casa primeiro)
1. Dê uma olhada rápida no teste quando ele for entregue a você para ter uma noção
do que envolve.
2. Comece com o problema mais difícil. Puxe-se para fora se você ficar preso por mais
de 2 minutos. Começar com um problema difícil carrega seu modo focado primeiro e
depois desvia a atenção dele. Isso permite que o modo difuso inicie seu trabalho.
3. Vire ao lado de um problema fácil. Resolve o que você pode, então volte para um
disco rígido. Isso permite que a parte diferente do cérebro trabalhe simultaneamente em
pensamentos diferentes.

Tomando Dicas de Teste:


 Estar estressado antes de um teste é normal. O corpo coloca altos químicos quando
está sob estresse. Como você interpreta a reação do corpo a esses produtos
químicos faz toda a diferença.
o Mude o seu pensamento de "Eu tenho medo deste teste" para "Estou
animado para fazer o meu melhor".
 Se você está estressado durante um teste, volte sua atenção para a
respiração. Relaxe, coloque a mão em seu estômago e, lentamente, faça algumas
respirações profundas. Isso vai te acalmar.
 Relaxe seu cérebro no último dia antes de um teste. Dê uma olhada final rápida nos
materiais. Sentir-se culpado no último dia é uma reação natural, mesmo se você se
preparou bem. Então relaxe.
 Boa preocupação te motiva. Mau preocupação desperdiça sua energia.
 Verifique suas respostas. Olhe para o lado, mude a sua atenção e volte a verificar.