Você está na página 1de 3

Universidade de São Paulo

Faculdade de Educação/Pedagogia
Metodologia e fundamentos da alfabetização em países de língua oficial portuguesa: uma introdução
Professora: Nilce da Silva
Professores- alunos: Vanuza Ramos, Virgínia Souza e Wendel Moreira

Plano de aula
1- Tempo de aula: duas horas.
2- Ano: 3ª Série do Ensino Fundamental (Fundamental de oito anos). Trata-se de uma classe da
terceira série composta por 24 alunos. A classe é bastante heterogênea no que se refere às fases de
alfabetização e domínio de leitura e escrita, tendo alunos com domínio total e parcial de tais
habilidades. Pode-se dizer que, de uma forma geral, todos sabem ler e escrever, mas alguns ainda têm
muita dificuldade. Um dado interessante da turma é que os alunos costumam colaborar uns com os
outros, ajudando-se para realização de atividades em classe.
3- O estágio será feito em grupo (três professores-alunos) na Escola Municipal de Ensino Fundamental
(E.M.E.F.) Professor Jairo de Almeida, situada no bairro Recanto dos Humildes, Perus, Zona Noroeste
de São Paulo. A localização da unidade escolar é em uma comunidade de ocupação irregular, também
conhecida como favela. A escola conta com 14 salas de aula, tamanho médio. Ainda há sala de
informática, leitura, Sala de Apoio Pedagógico (SAP) e Sala de Auxílio à Inclusão (SAAI) funciona em
três horários e atende desde o primeiro ano de Fundamental (aqui Fundamental de nove anos) até o
Fundamental II e Educação de Jovens de Adultos (EJA).
4- Pretendemos em nosso estágio acompanhar uma 3º série. As informações sobre a turma serão
coletadas na primeira visita à escola.

I – Plano de aula:
Elaboração: 02/setembro/2011;
Aplicação: Dias 03 e 04/outubro/2011 (a confirmar).

II – Dados de Identificação:
Escola: Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Jairo de Almeida;
Professoras das 3ª séries: Agatha Marion, Silvana Bueno e Maria da Salete .
Professores estagiários: Vanuza Ramos, Virginia Laís e Wendel Oliveira.
Disciplina: Língua Portuguesa.
Série: 3ª Série (Fundamental de oito anos);
Turma: 3ª Série
Período: matutino

III – Tema
Contos de fada.

IV – Conteúdo
Gênero textual.

V – Objetivos
Objetivo geral: A partir desta aula, esperamos que os alunos possam reconhecer o conto como um
gênero textual através da análise de sua forma e estrutura.
Objetivo específico: Através desta aula, pretendemos que os alunos aprendam o aprimorem sua escrita
através do registro de um conto de fadas. Além disso, buscamos que formulem estratégias para
reconhecer possíveis erros e readequar o texto de acordo com o esperado para o gênero textual em
questão.

VI – Desenvolvimento do tema:
A atividade começará com a leitura de diferentes contos de fadas pelo professor-estagiário, como por
exemplo, Chapeuzinho Vermelho, Cinderela e Branca de Neve. Para identificação do conto de fadas
como um subgênero de contos, o (a) professor-estagiário (a) conduzirá uma conversa a fim de destacar
características desse texto (príncipes, princesas, marcação temporal “Era uma vez…”, etc.). Fará isso
perguntando aos alunos de forma a contrastar com outros tipos de contos que eles já conhecem:
“conhecem contos de assombração? De arrepio?” De acordo com as respostas dos alunos, o (a)
professor-estagiário (a) pede que alguém relate um conto que conhece.
Em seguida, depois de escolher um dos contos de fadas (escolhido pelos alunos da classe), os (as)
professores-estagiários (as) proporão aos alunos a reescrita do conto para colocar em prática aquilo
que foi aprendido sobre a estrutura dos contos de fada. Criando novas histórias, mas com
características universais e comuns aos Contos de Fadas. O (a) professor-estagiário (a) vai explicar que a
reescrita poderá ser uma paródia. Para ilustrar, será exibido um filme (desenho animado) que parodie o
gênero, como por exemplo, o filme “Deu a Louca na Cinderela”.
Depois do filme, começará o processo de reescrita. O (a) professor-estagiário (a) distribuirá folhas
pautadas para que os alunos possam, individualmente, escolher um conto de fadas conhecido para
reescrever. O (a) professor-estagiário (a) orientará aos alunos que modifiquem aquela história de
acordo com a criatividade de cada ou dificuldade de entendimento em alguma passagem da história.
Eles podem dizer assim: “Essa história ficaria melhor assim…”. O aluno autor deverá ir alterando seu
texto (podendo pedir auxílio aos colegas, professor-estagiários ou professora). Ao final da escrita, o (a)
professor-estagiário (a) vai escolher uma das produções para correção coletiva. Para evitar maiores
constrangimentos (visto que o autor da produção logo reconhecerá sua criação), podem ser
selecionados trechos de várias produções ou pequenas frases com erros ortográficos – ainda sob o
tema Contos de Fadas – criados pelos próprios professores-estagiários.
Dia seguinte: O (a) professor-estagiário (a) digitalizará várias frases sem autor, mas dentro do contexto
dos contos - o texto dos alunos em Word. O texto será digitado exatamente do jeito que o aluno
escreveu, com todos os “erros” e marcas de sua autoria. O computador, então, marcará as incorreções
de acordo com as normas da língua culta. Esse texto será exibido por meio de data show e uso de
computador. O (a) professor-estagiário (a) vai dizer que existe uma língua padrão e que o computador
segue essa orientação. Agora todos deverão procurar os “problemas” daquele texto, dando sugestões
para adequá-lo à norma culta e às características do gênero textual Contos de Fadas.

VII - Recursos Didáticos:


Livros paradidáticos de contos de fadas; giz, lousa e apagador; televisor e DVD player; computador,
Internet e projetor.

VIII – Avaliações
Será contínua durante toda a aula. Serão avaliados: a participação, a produção individual e coletiva, o
conhecimento da língua e gêneros textuais. Além disso, os educadores estarão atentos à capacidade de
memória e concentração dos alunos para o exercício de leitura e reescrita do conto.

IX – Bibliografia
DEU a louca na Cinderela. Direção: Paul Bolger, Yvette Kaplan. Intérpretes: Andy Dick, Sarah
Michelle Gellar, Freddie Prinze Jr., Lisa Kaplan. EUA, Alemanha: 2007. DVD (87 min).